Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE"

Transcrição

1 Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE Projeto: Eng.º Thomas Ulf Nilsson Revisão 1. 20/01/2015 Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC 1

2 CONTEÚDO: 1. Base teórica 2. Dimensionamento 3. Melhoramento térmico 4. Manutenção 5. Outros detalhes 6. Quantitativos 7. ANEXOS: Projeto Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC 2

3 1 Base teórica O sistema ASBC Aquecedor Solar de Baixo Custo - tem o mesmo princípio de funcionamento do sistema de aquecimento solar de água em aço inoxidável ou cobre com isolamento térmico coberto por vidro onde a água atinge temperaturas de até 85 C. A principal diferença pelo sistema ASBC é o custo, facilidade de manutenção e menor temperatura. O corpo humano sofre com o calor acima da própria temperatura, entretanto, para fins de banho o sistema ASBC é bastante satisfatório. Com um reservatório bem isolado, a água do dia anterior ainda serve para banho matinal. No trabalho COMPARAÇÃO DE DESEMPENHO ENTRE UM AQUECEDOR SOLAR DE BAIXO CUSTO (ASBC) E SEU SIMILAR CONVENCIONAL (Ana Cláudia F. Mendes e Luiz Gustavo Martins Vieira), UFU/MG, os painéis solares de PVC atingiram 40-45ºC, em teste comparativo que foi feito com painéis convencionais. Cabe ressaltar que os painéis convencionais apenas atingiram 10ºC a mais sob as mesmas condições que o de PVC. O funcionamento do aquecedor se inicia quando a energia solar atinge a superfície preta fosca dos tubos de PVC. A energia absorvida transforma-se em calor e aquece a água que está circulando no sistema. A água aquecida deve ficar armazenada no tubo de 75 mm que é tambem um coletor. O tubo é isolado com espuma de poliuretano para evitar perda de calor para o ambiente. Toda a tubulação que integra e interliga os coletores entre reservatório e chuveiro elétrico podem ser montadas com tubos convencionais de PVC, linha marrom, utilizados normalmente em instalações hidráulicas residenciais. É recomendado que os tubos de transição que transportam a água entre o coletor, o reservatório e o banheiro sejam isolados. Os tubos de PVC podem ser utilizados em temperaturas entre -15ºC até 60ºC. A temperatura de amolecimento VICAT B é entre 70ºC a 80ºC. 1.1 Coletor de PVC O coletor solar neste projeto é feito de tubos individuais de 75 mm, pintados de tinta preta fosca. Estes coletores de tubos de grande diâmetro são desenvolvidos para atender locais sem reservatórios. Parte final da tubulação seja isolada e funcionará como reservatório. Poderão ser colocados em uma superfície refletiva, salvo que não atingem temperaturas tão altas que possa prejudicar o PVC. Uma camada fina de pedriscos de cor clara junto com vidro transparente quebrado pode ser utilizado, ou simplesemente pintar a superficie de tinta metalica cor prata. O mercado oferece vários fabricantes que atingem uma boa qualidade nos seus tubos e conexões de PVC. A rusticidade e a praticidade destaca este projeto. É de fácil montagem, não necessita de colas especiais, as peças são aderidas com cola de PVC comum, produto incolor (ou de cor azul), menos ofensivo e de fácil aquisição. O adesivo utilizado para a junção de peças de PVC é um solvente que derreta a superfície e as peças juntam-se por principio de solda. Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC 3

4 1.2 Reservatório O reservatório é o próprio tubo no fim da linha, sendo isolado com espuma de poliuretano e/ou flocos de isopor, envolvido por outro tubo de maior diâmetro. 1.3 Chuveiro Pode ser usado um chuveiro comum, independente da sua marca ou tipo. Instalar um misturador de água para equilibrar a temperatura através das duas entradas de água, a rede de água fria e a ligação de água quente entre o reservatório de água quente e o chuveiro. Necessita ter uma entrada de água fria sim, pois em dias quentes a água fica muito quente, não dando para tomar banho. Em dias de chuva, utilizar o dispositivo elétrico do chuveiro. No caso da instalação do ser feita em uma casa existente e que não se deseja fazer uma nova obra de encanamento, a Sociedade do Sol propõe outras alternativas. Para dimensionar o sistema é interessante medir o consumo de água quente. Considerar o gasto de 3 litros por minuto e pessoa. Ou estimar o consumo para 200 litros de água quente por dia para uma família. Lembrar que a água quente pode ser utilizada também na cozinha e nas pias dos lavabos. Na elaboração dos desenhos e quantidades e no dimensionamento consideramos a localização em uma região quente e um fluxo diário de 200 litros/ dia. 2 Dimensionamento 2.1 Premissas geométricas Conforme o fluxo estimado, dimensionar a quantidade de painéis e o volume do tubo reservatório. Cada metro linear de tubo de 75mm terá a capacidade a conter 4,5 litros de água. Observar que ao contrário dos sistemas ASBC convencionais a água não fica circulando pelo sistema. A quantidade mínima de tubo deverá ser: Para regiões quentes, instalar 25m de coletor para cada 100 litros de consumo; Para regiões com baixa insolação, instalar 30m de coletor para o mesmo consumo; Para regiões frias, instalar 35m de coletor; Dica: Instalar a quantidade mínima necessária, mas preparar um espaço no seu projeto para a ampliação do seu sistema. 2.2 A posição do tubo Instalar os tubos coletores no lado do teto que recebe mais insolaração e deixar o tubo reservatório no lado sombreado. Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC 4

5 2.3 Estrutura Coletores Os tubos de PVC de grande diâmetro poderão ser colocados em qualquer tipo de telhado. É necessário amarrá-los, utilize fios e cordas adequadas, supreficie do fio não metálicas para não prejudicar o PVC e aproveite os pontos de amarrações na construção, senão é necessário criar pontos de fixação. O caso mais indicado para este tubo é a tela ondulada de fibrocimento, sem estrutura para um reservatório > 150l Reservatório É de fato importante que o tubo reservatório seja bem isolado. Em volta do reservatório colocar um tubo com diâmetro maior ou igual de 150mm. No espaço entre os tubos, colocar uma camada de material isolante, por exemplo isopor granulado. Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC 5

6 Fig. Bloco de concreto de fixação. Pode ser moldado pelo usuário/construtor do sistema; 3 Melhoramento térmico Pode pintar o fundo dos coletores com cor metálica ou cobrir com chapas de alumínio ou aço inox. À chapa de alumínio poderá ser cortada de latas de alumínio Um isolamento abaixo dos coletores ajuda mais ainda a preservar o calor para o destino de armazenagem. Pode ser um colchão de espuma de 1 cm, coberto por filme de alumínio. 4 Manutenção 4.1 Coletores e canos de transição O nosso ASBC requer uma manutenção mínima. Pela rusticidade das peças de PVC, não será rápido a deterioração pelo tempo, ao contrário de outros sistemas. Como todo o produto de Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC 6

7 PVC tem validade pelo tempo, mas deve suportar de 6 a 8 anos exposto aos intemperismos normais no Brasil. Para aumentar o tempo de vida, repintar quando necessário. Sempre manter o sistema cheio de água, pois a água funciona como resfriador nos canos. Caso o sistema de transição entre coletor e o reservatório contenham curvas, pode acontecer acumulação de bolhas de ar, que pode causar além de falhas no abastecimento, poderá criar também vazamentos e ressecar o PVC se deixado assim por muito tempo. Se não foi projetado um trajeto que elimine as bolhas de ar, pode ser necessário incluir um respiro no ponto problemático. É só abrir o sistema e conectar um tubo vertical um pouco acima do nível mais alto da água na caixa. É importante vedar o respiro com tela, tecido ou espuma, para que o ar possa passar, mas que impeça a entrada de mosquitos no sistema. 5 Outros detalhes 5.1 Posicionamento do coletor O tubo coletor deve ter uma inclinação no sentido lateral para facilitar a circulação da água e evitar que bolhas de ar ficam presas no coletor. Bolhas de ar em sistemas hidráulicos formam barreiras que impedem a circulação do líquido. Portanto, procurar ter uma inclinação ascendente de 2% ao sentido da saída do coletor e caso necessário em outro local no sistema, instalar respiro. Fig. Conexão entre os tubos coletores Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC 7

8 6 Quantidades Item Descrição Bitola Un Quant PU Preço Utilidade MODULO (01/03/2014) 1 T SOLDÁVEL 25 un 20 R$ 0,95 R$ 39,00 2 Adaptador Soldável Curto com Bolsa e Rosca Macho 25 x 3/4" un 4 R$ 0,60 R$ 5,60 3 Tubo PVC 25 m 16,43 R$ 2,53 R$ 107,29 SISTEMA COM 1 COLETOR R$ 151,89 (Preço/módulo) 4 CURVA 90 SOLDÁVEL 25 un 4 R$ 2,00 R$ 8,00 Rede tubulação 5 LUVA SOLDÁVEL 25 un 10 R$ 0,50 R$ 5,00 Rede tubulação 1 T SOLDÁVEL 25 un 21 R$ 0,95 R$ 19,95 Módulo 2 Adaptador Soldável Curto com Bolsa e Rosca Macho 25 x 3/4" un 4 R$ 0,60 R$ 2,40 Modulo / Conexão 6 Adaptador Soldável Curto com Bolsa e Rosca Fêmea 26 x 3/4" un 9 R$ 1,25 R$ 11,25 Conexão 7 CAP com rosca 25 un 2 R$ 1,33 R$ 2,66 Conexão 8 União 25 un 2 R$ 5,10 R$ 10,20 Conexão 9 Registro 25 un 2 R$ 10,30 R$ 20,60 Conexão 10 Plugue 25 un 2 R$ 0,50 R$ 1,00 Conexão 3 Tubo PVC 25 m 28,43 R$ 2,53 R$ 71,93 Modulo / Rede tub. 15 Tubo PVC 75 m 1 R$ 8,00 R$ 8,00 Reservatório 11 Reservatório 310 litros - un 1 R$ 150,00 R$ 150,00 Reservatório 12 Torneira com boia 25 m 5 R$ 18,00 R$ 90,00 Reservatório 13 Flange 25 un 5 R$ 5,00 R$ 25,00 Reservatório 14 Isopor granular - m³ 0,5 R$ 30,00 R$ 15,00 Reservatório 16 Adesivo 175ml] - un 1 R$ 11,65 R$ 11,65 Reservatório 17 Reservatório 500 litros - ml 1 R$ 220,00 R$ 220,00 Reservatório Total R$ 659,64 Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC 8

Manual Descritivo para Construção do ASBC

Manual Descritivo para Construção do ASBC Manual descritivo para construção do ASBC 1 Felipe Marques Santos Manual Descritivo para Construção do ASBC (Aquecedor Solar de Baixo Custo) Coordenador: Prof. Dr. Rogério Gomes de Oliveira 2 Manual descritivo

Leia mais

ANÁLISE DE DEMPENHO DE UM AQUECEDOR SOLAR DE BAIXO CUSTO: RESERVATÓRIO TÉRMICO ALTERNATIVO

ANÁLISE DE DEMPENHO DE UM AQUECEDOR SOLAR DE BAIXO CUSTO: RESERVATÓRIO TÉRMICO ALTERNATIVO ANÁLISE DE DEMPENHO DE UM AQUECEDOR SOLAR DE BAIXO CUSTO: RESERVATÓRIO TÉRMICO ALTERNATIVO Danilo Rezende Bortoletto Faculdade de Engenharia Civil CEATEC danilo.rb@puccampinas.edu.br Claudia Cotrim Pezzuto

Leia mais

Grupo 30.24 - Material hidráulico

Grupo 30.24 - Material hidráulico O catálogo do grupo 30.24 contém as especificações de material hidráulico. Os itens que estão destacados com a mesma coloração significam que possuem a mesma descrição, no entanto, possuem diferentes unidades

Leia mais

MANUAL Aquecedor Solar de Baixo Custo Didático

MANUAL Aquecedor Solar de Baixo Custo Didático Rio de Janeiro, 18 de outubro de 2010 Conteúdo 1. Objetivo...2 2. O Modelo...2 3. Montagem e desmontagem...3 3.1 Cuidados gerais - IMPORTANTE... 3 3.2 Montagem... 3 3.3 Desmontagem... 4 4. Experiências...6

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE BAIXO CUSTO PARA O AQUECIMENTO RESIDENCIAL DE ÁGUA

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE BAIXO CUSTO PARA O AQUECIMENTO RESIDENCIAL DE ÁGUA DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE BAIXO CUSTO PARA O AQUECIMENTO RESIDENCIAL DE ÁGUA Julia Santos da Silva 1 Bruno Augusto da Silva 2 Rodrigo Itaboray Frade 3 Resumo A utilização da energia solar para aquecer

Leia mais

COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE III - Teoria)

COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE III - Teoria) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE III - Teoria) Projeto Hidráulico TC_042 - CONSTRUÇÃO CIVIL IV PROFESSORA: ELAINE SOUZA MARINHO CONCEITOS INICIAIS

Leia mais

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA INTRODUÇÃO Parabéns por adquirir um Sistema de Aquecimento Solar de Piscina KOMECO, desenvolvido para oferecer maior conforto e bem estar com

Leia mais

Abel Júlio Manuel Correia Djairosse Sairosse Mujanje DISPOSITIVO DE AQUECIMENTO DE ÁGUA USANDO A ENERGIA SOLAR. Mestrado Em Ensino de Física

Abel Júlio Manuel Correia Djairosse Sairosse Mujanje DISPOSITIVO DE AQUECIMENTO DE ÁGUA USANDO A ENERGIA SOLAR. Mestrado Em Ensino de Física Abel Júlio Manuel Correia Djairosse Sairosse Mujanje DISPOSITIVO DE AQUECIMENTO DE ÁGUA USANDO A ENERGIA SOLAR. Mestrado Em Ensino de Física Universidade Pedagógica de Moçambique. Beira 2011 Abel Júlio

Leia mais

A maneira mais inteligente de aquecer água.

A maneira mais inteligente de aquecer água. A maneira mais inteligente de aquecer água. A JAMP O uso consciente de energia é um dos princípios que rege as atividades da JAMP, responsável pela introdução no País de soluções inovadoras no campo de

Leia mais

AQUECEDOR SOLAR A VÁCUO

AQUECEDOR SOLAR A VÁCUO AQUECEDOR SOLAR A VÁCUO Aquecedor Solar a vácuo utiliza o que existe de mais avançado em tecnologia de aquecimento solar de água. Esse sistema de aquecimento utiliza a circulação natural da água, também

Leia mais

Prepare o local para a instalação

Prepare o local para a instalação Em uma época em que a economia de energia é algo importante para todos, ter um aquecedor de água a gás é mais do que uma questão de conforto, é algo que beneficia seu bolso e contribui com a sociedade.

Leia mais

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa Manual do Usuário Imagem Ilustrativa Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. * Este Manual inclui Certificado de Garantia. ÍNDICE Apresentação... 03 Instruções de Segurança...

Leia mais

Informações do sistema

Informações do sistema RELAÇÃO ENTRE RESERVATÓRIOS E COLETOR SOLAR Informações do sistema Volume do Reservatório (l) RR AP 400 500 600 Região I 4,00 5,01 6,01 Região II 4,37 5,45 6,55 Região III 4,81 6,01 7,21 Região IV 6,86

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP INSTALAÇÃO HIDRÁULICA 1. INTRODUÇÃO As instalações de água fria devem atender

Leia mais

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA. Solução para o seu projeto

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA. Solução para o seu projeto SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA Solução para o seu projeto Indústria brasileira KOMECO. SOLUÇÃO PARA O SEU PROJETO. FABRICANDO QUALIDADE. Os sistemas de aquecimento solar Komeco são fabricados em

Leia mais

Linha completa de aquecimento para banho e piscina

Linha completa de aquecimento para banho e piscina Linha completa de aquecimento para banho e piscina Aquecedor solar Aquecedor de piscina Bomba de calor www.heliotek.com.br Coletores solares Heliotek A força da nova geração Ao contrário dos coletores

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

RELATÓRIO FINAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca CEFET/RJ Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação DIPPG Coordenadoria de Pesquisa e Estudos Tecnológicos COPET RELATÓRIO FINAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

AQUECEDOR SOLAR ESFERICO NADO LIVRE

AQUECEDOR SOLAR ESFERICO NADO LIVRE AQUECEDOR SOLAR ESFERICO NADO LIVRE PISCINAS INDUSTRIAS E AGUA DE CONSUMO RESIDENCIAIS /COMERCIAIS /ESPORTIVAS /ACADEMIAS/INDUSTRIA ALTO RENDIMENTO/ ALTA EFICIENCIA FORMATO ESFERICO EM POLICARBONATO APROVEITAMENTO

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA

MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA Esquema de Instalação Hidráulica RESIDENCIAL Atenção: Modelo meramente ilustrativo em casas térreas. Para sua segurança e garantia do bom funcionamento das tubulações de

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS. Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber.

INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS. Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E PREDIAIS Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber. INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE Norma NBR 7198 (ABNT,1998) Projeto e execução de instalações prediais deágua quente. Condições

Leia mais

PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO

PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO Qualidade Confiança Tradição Inovação Tecnologia ÍNDICE Por que a TIGRE escolheu o Sistema Aquatherm para o Brasil? 05 Características técnicas 06 Instruções de instalação

Leia mais

CATÁLOGO. Versão IST 08/2015

CATÁLOGO. Versão IST 08/2015 CATÁG Versão IT 08/05 AQUECEDR AR As energias renováveis, ou energias limpas, estão em crescente desenvolvimento tecnológico e sendo consideradas como uma das soluções possíveis para amenizar a crise energética

Leia mais

Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente

Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Solar Keymark Solar Keymark Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Um sistema solar para água quente que impressiona

Leia mais

TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS. CONFORTO AMBIENTAL Aula 6

TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS. CONFORTO AMBIENTAL Aula 6 TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS CONFORTO AMBIENTAL Aula 6 EXEMPLO NUMÉRICO FECHAMENTOS OPACOS Considerando os dados abaixo: EXEMPLO NUMÉRICO FECHAMENTOS OPACOS Primeiro passo: descobrir o valor da

Leia mais

Jato suave e concentrado; Chuveiro com chave seletora para ajuste da temperatura (4 temperaturas); Inovação tecnológica;

Jato suave e concentrado; Chuveiro com chave seletora para ajuste da temperatura (4 temperaturas); Inovação tecnológica; 1 1. INFORMAÇÕES GERAIS Função O Chuveiro tem como função principal fornecer água com vazão adequada à higiene pessoal. Aplicação Utilizado para higiene pessoal em banheiros ou áreas externas como piscinas.

Leia mais

TERMILOR PAINÉIS DE POLIURETANO EXPANDIDO PARA ISOLAÇÃO TÉRMICA, ABSORÇÃO E ISOLAÇÃO ACÚSTICA

TERMILOR PAINÉIS DE POLIURETANO EXPANDIDO PARA ISOLAÇÃO TÉRMICA, ABSORÇÃO E ISOLAÇÃO ACÚSTICA TERMILOR PAINÉIS DE POLIURETANO EXPANDIDO PARA ISOLAÇÃO TÉRMICA, ABSORÇÃO E ISOLAÇÃO ACÚSTICA TERMILOR TÉCNICA DO POLIURETANO O QUE É O poliuretano é uma espuma rígida termofixa (que não amolece com a

Leia mais

TR 400 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia.

TR 400 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. ATENÇÃO A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. A TURBO RODA BETTA é um equipamento patenteado, PATENTE n MU 736-4 qualquer violação contra os direitos

Leia mais

CONCURSO SOCIOAMBIENTAL FENABB 2011 RECURSOS SOLÍDOS AQUECEDOR SOLAR COM MATERIAIS RECICLAVEIS

CONCURSO SOCIOAMBIENTAL FENABB 2011 RECURSOS SOLÍDOS AQUECEDOR SOLAR COM MATERIAIS RECICLAVEIS CONCURSO SOCIOAMBIENTAL FENABB 2011 RECURSOS SOLÍDOS AQUECEDOR SOLAR COM MATERIAIS RECICLAVEIS Tapera-RS 2012 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1. NOME DA AABB: Programa AABB Comunidade Tapera 1.2. TÍTULO: Aquecedor

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante Lote LOTE 01 Item(*) Código Especificação Unidade Marca/Modelo Unitário Valor Total 00002 00025449 CABO FLEXIVEL 10MM - METRO 300,0 00003 00025243 CABO FLEXIVEL 2,5MM - METRO 600,0 00004 00025244 CABO

Leia mais

Aquecedor Solar Tubos de Vácuo.

Aquecedor Solar Tubos de Vácuo. Aquecedor Solar Tubos de Vácuo. Manual de instalação Ultrasolar Tel: (11) 3361 3328 Fax: (11) 3361 5810 www.ultrasolar.com.br Aquecedor Solar de Agua. Os aquecedores solares de água a vácuo Ultrasolar,

Leia mais

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA Indústria brasileira KOMECO. SOLUÇÃO PARA O SEU PROJETO. FABRICANDO QUALIDADE Os sistemas de aquecimento solar Komeco são fabricados em São José Santa Catarina. Uma

Leia mais

Termossifão pressurizado (EA8896) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8896)

Termossifão pressurizado (EA8896) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8896) Manual de instruções Termossifão pressurizado (EA8896) Índice 1. Aviso... 3 2. Caracteristicas técnicas... 4 3. Princípios da Operação... 4 3.1. Tubos de vácuo... 4 3.2. Heat Pipe... 5 4. Instalação...

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS. Introdução

MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS. Introdução MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS Introdução O presente projeto pretende dimensionar e posicionar na edificação toda rede hidrossanitária. Estas instalações devem ser realizadas de acordo

Leia mais

Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios

Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios Utilizar a energia elétrica com eficiência significa combater desperdícios, e todos nós devemos participar ativamente

Leia mais

Manual do Proprietário

Manual do Proprietário Manual do Proprietário 1 Índice SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR TÉRMICO... 2 INTRODUÇÃO... 2 USO CORRETO... 2 APLICAÇÕES... 3 MANUTENÇÃO... 3 LIMPEZA DO VIDRO DOS COLETORES... 3 TROCA DO TERMOSTATO... 1 TROCA

Leia mais

SISTEMA DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA Francisco Pereira de Sousa

SISTEMA DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA Francisco Pereira de Sousa SISTEMA DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA Francisco Pereira de Sousa Universidade Federal de Campina Grande RESUMO A busca por sistemas alternativos para o suprimento

Leia mais

CONSUMO ENERGÉTICO E SUSTENTABILIDADE: UM ESTUDO SOBRE AS VANTAGENS DO AQUECEDOR SOLAR DE BAIXO CUSTO.

CONSUMO ENERGÉTICO E SUSTENTABILIDADE: UM ESTUDO SOBRE AS VANTAGENS DO AQUECEDOR SOLAR DE BAIXO CUSTO. CONSUMO ENERGÉTICO E SUSTENTABILIDADE: UM ESTUDO SOBRE AS VANTAGENS DO AQUECEDOR SOLAR DE BAIXO CUSTO. JOAB SYMON COSTA SANTOS (FIP-Moc) joabsymon@hotmail.com ANTONIO AUGUSTO SOARES SILVA (FIP-Moc) otonios@hotmail.com

Leia mais

Lavagem de recipientes com água aquecida.

Lavagem de recipientes com água aquecida. Lavagem de recipientes com água aquecida. Um sistema de baixo custo para lavagem de recipientes com água aquecida. Categoria: Infraestrutura Flávio Pastorello Ultragaz Mauro Matsuda Ultragaz Wellington

Leia mais

MEMORIAL DE DIMENSIONAMENTO DOS PROJETOS DE ARQUITETURA E COMPLEMENTARES DA PRAÇA SAUDAVÉL MODELO 01 1.500m²

MEMORIAL DE DIMENSIONAMENTO DOS PROJETOS DE ARQUITETURA E COMPLEMENTARES DA PRAÇA SAUDAVÉL MODELO 01 1.500m² MEMORIAL DE DIMENSIONAMENTO DOS PROJETOS DE ARQUITETURA E COMPLEMENTARES DA PRAÇA SAUDAVÉL MODELO 01 1.500m² Este memorial se baseia no programa de necessidades para elaboração de projetos executivos:

Leia mais

PRO-SOL. LÍDER EM TECNOLOGIA PARA AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA. MAIOR EFICIÊNCIA EM COLETORES SOLARES.

PRO-SOL. LÍDER EM TECNOLOGIA PARA AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA. MAIOR EFICIÊNCIA EM COLETORES SOLARES. PRO-SOL. LÍDER EM TECNOLOGIA PARA AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA. MAIOR EFICIÊNCIA EM COLETORES SOLARES. Com tecnologia de superfície seletiva, os coletores PRO-SOL Qualidade, alto desempenho e durabilidade

Leia mais

TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE

TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE PARTES: De um lado a MONDIALLE e de outro, neste ato nomeado como SOLICITANTE o consumidor autor da solicitação de assistência técnica. 1 - OBJETO DA SOLICITAÇÃO 1.1

Leia mais

PROTÓTIPO DE MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA E A DISTÂNCIA, DO CONSUMO DE ÁGUA, GÁS E ELETRICIDADE EM CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL

PROTÓTIPO DE MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA E A DISTÂNCIA, DO CONSUMO DE ÁGUA, GÁS E ELETRICIDADE EM CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL PROTÓTIPO DE MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA E A DISTÂNCIA, DO CONSUMO DE ÁGUA, GÁS E ELETRICIDADE EM CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO HABITACIONAL E URBANO DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

MANUAL EXPERIMENTAL DE INSTRUÇÃO DE MANUFATURA E USO DO

MANUAL EXPERIMENTAL DE INSTRUÇÃO DE MANUFATURA E USO DO MANUAL EXPERIMENTAL DE INSTRUÇÃO DE MANUFATURA E USO DO ASBC DE PORTE MÉDIO PARA AGRICULTURA E ENTIDADES ASSISTENCIAIS VOLUME DE 1000 LITROS Elaborado por SoSol - Sociedade do Sol ASBC instalado no IPEC

Leia mais

PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI

PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI Contratante: SESI - FIEB Localização: Unidade SESI Simões Filho BA. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS, DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO E DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS Memorial Descritivo

Leia mais

Caixa d Água. Materiais necessários. Anotações. 0800 771 0001 odebrechtambiental.com odebrecht.amb

Caixa d Água. Materiais necessários. Anotações. 0800 771 0001 odebrechtambiental.com odebrecht.amb Materiais necessários Separe todo o material que será utilizado para a limpeza do seu reservatório. Anotações Papai, precisamos separar o material de limpeza. Claro, filha! Caixa d Água SAIBA COMO LIMPAR

Leia mais

MISTURADOR E DIRECIONADOR DE ÁGUA

MISTURADOR E DIRECIONADOR DE ÁGUA MISTURADOR E DIRECIONADOR DE ÁGUA MANUAL DE INSTRUÇÕES (UTILIZAÇÃO E INSTALAÇÃO) MODELO: AMX-102 UT-1 PARABÉNS!!!! VOCÊ ACABOU DE ADQUIRIR UMA DAS MELHORES VÁLVULAS MISTURADORA E DIRECIONADORA DE ÁGUA.

Leia mais

Chamamos de sistema individual quando um equipamento alimenta um único aparelho.

Chamamos de sistema individual quando um equipamento alimenta um único aparelho. AULA 11 SISTEMA PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE 1. Conceito e classificação O sistema de água quente em um edificação é totalmente separado do sistema de água-fria. A água quente deve chegar em todos os pontos

Leia mais

CASAS MODULARES ESPANHOLAS Qualidade europeia

CASAS MODULARES ESPANHOLAS Qualidade europeia C O N T R U Ç Ã O M O D U L A R C A N T E I R O S D E O B R A CASAS MODULARES ESPANHOLAS Qualidade europeia SUALSA CASAS MODULARES As casas pré-fabricadas baseiam-se numa estrutura resistente que incorpora

Leia mais

Sistema de Aquecimento Solar Piscina e Componentes

Sistema de Aquecimento Solar Piscina e Componentes Sistema de Aquecimento Solar Piscina e Componentes 1 SAS Piscina e Componentes Coletores Solares QD C Tubulação Piscina Filtro Motobomba(s) 2 SAS Piscina e Componentes TAMPÃO ABRAÇADEIRA SENSOR c DETALHE

Leia mais

Case Sistema Flexível Patologias

Case Sistema Flexível Patologias Case Sistema Flexível Patologias 1 Case Amanco Camargo Correa VOLTAR Case de sistema de instalação de água quente e fria com produto flexível Material flexível com sistema de engate rápido em polibutileno

Leia mais

2. Recomendações Gerais... 3 2.1 Prazos e garantia... 3 2.2 Transporte e armazenagem... 3

2. Recomendações Gerais... 3 2.1 Prazos e garantia... 3 2.2 Transporte e armazenagem... 3 Introdução... 2 1. Descrição Geral... 2 2. Recomendações Gerais... 3 2.1 Prazos e garantia... 3 2.2 Transporte e armazenagem... 3 2.3 Instalação... 3 2.4 Manutenção... 5 3. Partes do Aquecedor... 6 3.1

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO E DE INSTALAÇÃO SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR

MANUAL DO USUÁRIO E DE INSTALAÇÃO SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR MANUAL DO USUÁRIO E DE INSTALAÇÃO SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR INTRODUÇÃO Parabéns por adquirir um Sistema de Aquecimento Solar KOMECO, desenvolvido para oferecer maior conforto e bem-estar com muito

Leia mais

Capítulo 73. Obras de ferro fundido, ferro ou aço

Capítulo 73. Obras de ferro fundido, ferro ou aço Capítulo 73 Obras de ferro fundido, ferro ou aço Notas. 1.- Neste Capítulo, consideram-se de ferro fundido os produtos obtidos por moldação nos quais o ferro predomina em peso sobre cada um dos outros

Leia mais

Sistemas de aquecimento de água residencial e o ASBC: Aquecedor Solar de Baixo Custo Por Felipe Marques Santos Aluno do curso de Engenharia de Energia Projeto Coordenado por Prof. Dr. Rogério Gomes de

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

Apresentação. Conceito

Apresentação. Conceito Apresentação Apresentamos um novo conceito de Mercado para a Distribuição e Venda Direta de Produtos e Serviços para o Setor da Construção Civil; Com Ênfase em atender principalmente, construtoras, lojas

Leia mais

MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA

MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA MUNÍCIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - MG SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E MEIO AMBIENTE Administração 2.013/2.016 TERMO DE REFERENCIA REFORMA E AMPLIAÇÃO DA ESCOLA MUNICIPAL PEDRO REZENDE DOS SANTOS 1 - OBJETO:

Leia mais

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS - ABPE 2013 MÓDULO 4 4.4 - PROCEDIMENTOS E DIMENSIONAMENTO DE INSTALAÇÃO AÉREA

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS - ABPE 2013 MÓDULO 4 4.4 - PROCEDIMENTOS E DIMENSIONAMENTO DE INSTALAÇÃO AÉREA MÓDULO 4 4.4 - PROCEDIMENTOS E DIMENSIONAMENTO DE INSTALAÇÃO AÉREA Nas instalações aéreas devem ser considerados os seguintes aspectos: Resistência à raios UV e intempéries; O tipo de suportação da tubulação;

Leia mais

entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR

entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR José Maria Almeida Pedro.almeida@ineti.pt Jorge Cruz Costa Cruz.costa@ineti.pt Esquema unifilar utilização 8 INÍCIO Slides 4 a 12 9 7 1 CD 4 5 6 7 7

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO POLICARBONATO COMPACTO

BOLETIM TÉCNICO POLICARBONATO COMPACTO BOLETIM TÉCNICO POLICARBONATO COMPACTO BOLETIM TÉCNICO CHAPAS COMPACTAS DE POLICARBONATO ÍNDICE 1...Ficha Técnica 1.1...Propriedades Físicas Típicas 1.2...Propriedades Solares 1.3...Isolação Térmica 2...Manuseio

Leia mais

O QUE É TRACEAMENTO TÉRMICO?

O QUE É TRACEAMENTO TÉRMICO? O QUE É TRACEAMENTO TÉRMICO? É a manutenção da temperatura de fluidos mediante a reposição de calor perdido através do isolamento térmico. Fluido a 40ºC Perda de Calor Isolamento térmicot Cinta térmicat

Leia mais

Nanotech do Brasil. Rua Curupaiti, 199 Jd. Paraíso Santo André SP CEP 09190-040

Nanotech do Brasil. Rua Curupaiti, 199 Jd. Paraíso Santo André SP CEP 09190-040 1 Rev. 3 D.U.M. 28/08/2015 Produto Nanothermic 3 Isolante térmico Nanothermic 3 é um revestimento térmico, contendo as melhores matérias primas. É um revestimento de múltiplas aplicações que soluciona

Leia mais

MULTISPRAY 2000 RECOMENDAÇÕES CUIDADOS NO MANUSEIO DE PRODUTOS QUÍMICOS

MULTISPRAY 2000 RECOMENDAÇÕES CUIDADOS NO MANUSEIO DE PRODUTOS QUÍMICOS RECOMENDAÇÕES CUIDADOS NO MANUSEIO DE PRODUTOS QUÍMICOS Os defensivos agrícolas são classificados de acordo com a sua classe toxicológica. Para cada uma das classes existe uma recomendação especial em

Leia mais

FIGURA 63 - a) TUBULAÇÕES DE RETORNO DIRETO b) TUBULAÇÕES DE RETORNO INVERSO

FIGURA 63 - a) TUBULAÇÕES DE RETORNO DIRETO b) TUBULAÇÕES DE RETORNO INVERSO 82 7 DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA Os sistemas de distribuição de água podem ser classificados como: - Sem Recirculação: A água flui através do sistema sem reaproveitamento. - Recirculação Aberta: A água é bombeada

Leia mais

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP.

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP. MEMORIAL DESCRITIVO RECONSTRUÇÃO DO ALBERGUE JUNTO AO PRESIDIO ESTADUAL DE VACARIA RS. VACARIA RS. GENERALIDADES: Este Memorial Descritivo tem a função de propiciar a perfeita compreensão do projeto e

Leia mais

DIREITOS ADUANEIROS SADC IMP CONS CÓDIGO DO S.H. N.º DE POSIÇÃO DESIGNAÇÃO DAS MERCADORIAS UNIDADE C. IVA TAXA GERAL. Ad. Valorem.

DIREITOS ADUANEIROS SADC IMP CONS CÓDIGO DO S.H. N.º DE POSIÇÃO DESIGNAÇÃO DAS MERCADORIAS UNIDADE C. IVA TAXA GERAL. Ad. Valorem. N.º DE POSIÇÃO CÓDIGO DO S.H. DESIGNAÇÃO DAS MERCADORIAS UNIDADE C. TAXA GERAL DIREITOS ADUANEIROS SADC RSA OUTROS M. CAT. Taxa CAT. Taxa UE IMP CONS Ad. Valorem Valor Minimo IVA 73.01 Estacaspranchas

Leia mais

13 TUBULAÇÕES DE REFRIGERANTE

13 TUBULAÇÕES DE REFRIGERANTE 167 13 TUBULAÇÕES DE REFRIGERANTE As tubulações de refrigerante representam uma parte essencial no sistema de refrigeração, pois requer as mesmas considerações gerais de projeto que qualquer sistema de

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE

SISTEMAS PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE SISTEMAS PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE PROFESSOR: ELIETE DE PINHO ARAUJO PLANO DE AULA Ementa: Aplicação dos conhecimentos teóricos adquiridos durante o curso, por meio da realização de projetos individuais

Leia mais

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar Boas práticas Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas. apresentação 3 Este trabalho é sobre uma das ações que podemos fazer no curto

Leia mais

X Congresso Brasileiro de Engenharia Química Iniciação Científica

X Congresso Brasileiro de Engenharia Química Iniciação Científica Blucher Chemical Engineering Proceedings Dezembro de 2014, Volume 1, Número 1 X Congresso Brasileiro de Engenharia Química niciação Científica nfluência da pesquisa em Engenharia Química no desenvolvimento

Leia mais

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS DA REHAU: SOLUÇÕES INOVADORAS DE SISTEMAS NO MESMO LOCAL A REHAU se estabeleceu como a principal

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR ECOLÓGICO DE PAINEL ECOTERMIC AQC700

MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR ECOLÓGICO DE PAINEL ECOTERMIC AQC700 MANUAL DO USUÁRIO AQUECEDOR ECOLÓGICO DE PAINEL ECOTERMIC AQC700 Obrigado por adquirir o Aquecedor Ecológico de Painel ecotermic Cadence, AQC700, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Coletor Solar com Tubo a Vácuo. Modelo: VIVA03

MANUAL DO USUÁRIO. Coletor Solar com Tubo a Vácuo. Modelo: VIVA03 MANUAL DO USUÁRIO Coletor Solar com Tubo a Vácuo Modelo: VIVA03 Importado por: ULTRAENERGIA IND E COM DE EQUIP DE ENERGIA LTDA. Estrada Municipal de Guararema, s/nº, Sitio Lin CEP 07500-000 Morro Grande

Leia mais

ÁGUA (COMO OBTER A LIGAÇÃO) INSTRUÇÕES PARA A INSTALAÇÃO DO PADRÃO DE DIÂMETRO

ÁGUA (COMO OBTER A LIGAÇÃO) INSTRUÇÕES PARA A INSTALAÇÃO DO PADRÃO DE DIÂMETRO DICAS COMO REDUZIR O GASTO DESNECESSÁRIO DE ÁGUA TORNEIRAS Ao lavar as mãos, feche a torneira na hora de ensaboá-las. Ao escovar os dentes ou fazer a barba, faça o mesmo. Só volte a abrir a torneira na

Leia mais

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons Elétrica Quem compõe a instalação elétrica - quadro de luz - centro nervoso das instalações elétricas. Deve ser metálico ou de material incombustível, e nunca de madeira (na sua parte interna ou externa).

Leia mais

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com.

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com. MANUAL POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 wwwvickcombr POLICARBONATO COMPACTO O Policarbonato Compacto é muito semelhante ao vidro

Leia mais

MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE UMA PISTA/PISO DE LEDS

MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE UMA PISTA/PISO DE LEDS MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE UMA PISTA/PISO DE LEDS CONDIÇÕES GERAIS Utilize o texto e vídeo abaixo como referencia se você deseja montar uma pista de LEDs, LEMBRANDO QUE É APENAS UMA SUGESTÃO, VOCÊ PODE

Leia mais

Compressores de parafuso

Compressores de parafuso Construídos para toda a vida Compressores de parafuso SÉRIE SM Capacidade: 0.45 a 1.20 m³/min Pressão: 7.5 a 13 bar Compressor de parafusos rotativos Máxima Eficiência e Confiabilidade Há anos os consumidores

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO INFORMAÇÕES INICIAIS Antes de iniciar a instalação do Poolmax é necessário adicionar sal à água. Para isso é necessário saber qual o volume de água da piscina, para adicionar a quantidade

Leia mais

INTENSIFIQUE CADA MINUTO DO SEU BANHO. AQUECEDOR DE ÁGUA A GÁS POR ACUMULAÇÃO. O novo grau de conforto. LINHA AQUECEDOR DE ÁGUA PARA BANHO

INTENSIFIQUE CADA MINUTO DO SEU BANHO. AQUECEDOR DE ÁGUA A GÁS POR ACUMULAÇÃO. O novo grau de conforto. LINHA AQUECEDOR DE ÁGUA PARA BANHO TO EN M A Ç N LA INTENSIFIQUE CADA MINUTO DO SEU BANHO. AQUECEDOR DE ÁGUA A GÁS POR ACUMULAÇÃO LINHA AQUECEDOR DE ÁGUA PARA BANHO 00579mn01.indd 1 O novo grau de conforto. 13/02/2015 14:40:57 NOVIDADE

Leia mais

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa.

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa. Mais Questões Isildo M. C. Benta, Assistência Técnica Certificada de Sistemas Solares Quanto poupo se instalar um painel solar térmico? Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da

Leia mais

1. A Função da Vela de Ignição

1. A Função da Vela de Ignição 1. A Função da Vela de Ignição A função da vela de ignição é conduzir a alta voltagem elétrica para o interior da câmara de combustão, convertendo-a em faísca para inflamar a mistura ar/combustível. Apesar

Leia mais

1 - SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR

1 - SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR 1 - SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR O uso da energia solar como sistema de aquecimento, tem como principal finalidade reduzir os custos da energia elétrica. O aquecedor solar Solarsol é solução ideal para

Leia mais

Aquecedor Solar. Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15

Aquecedor Solar. Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15 Aquecedor Solar Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15 Aquecedores de Água a Gás Pisos Condicionadores de Ar Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 2 29/03/2010 15:47:21 SUA VIDA COM KOMECO

Leia mais

Aquecimento Solar para Habitação Popular

Aquecimento Solar para Habitação Popular 1 Aquecimento Solar para Habitação Popular Luana Marques Souza luams3@hotmail.com MBA Gerenciamento de Obras, Tecnologia & Qualidade da Construção Instituto de Pós-Graduação - IPOG Goiânia, GO, 07 de janeiro

Leia mais

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA QUENTE Apresentação Introdução Classificação dos Sistemas Prediais de Água Quente: Quanto à Concepção: Sistema Individual Sistema Central Privado Sistema Central Coletivo Quanto

Leia mais

Capítulo 3 Circuitos Elétricos

Capítulo 3 Circuitos Elétricos Capítulo 3 Circuitos Elétricos 3.1 Circuito em Série O Circuito Série é aquele constituído por mais de uma carga, ligadas umas as outras, isto é, cada carga é ligada na extremidade de outra carga, diretamente

Leia mais

PARA ENCOMENDAR LIGUE:TEL:21.811.03.80 FAX:21.813.42.69 MASTIQUES. Página 13

PARA ENCOMENDAR LIGUE:TEL:21.811.03.80 FAX:21.813.42.69 MASTIQUES. Página 13 MASTIQUES Page 13 Página 13 Mastique de silicone Formflex 600 cart.310ml (Sistema Acético) Cores: Branco, Transparente, Bronze, Alumínio, Preto, Verde, Castanho. Aplicações: Este silicone é utilizado em

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES GERAIS SISTEMA DE AR CONDICIONADO

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES GERAIS SISTEMA DE AR CONDICIONADO ANEXO I ESPECIFICAÇÕES GERAIS SISTEMA DE AR CONDICIONADO 1. OBJETIVO O presente memorial tem pôr objetivo conceituar, definir e apresentar as bases do sistema de ar condicionado que irá atender ao imóvel

Leia mais

Soluções FORTLEV para a Sua Obra

Soluções FORTLEV para a Sua Obra Soluções FORTLEV para a Sua Obra 1 2 3 6 9 8 7 5 Soluções para Cuidar da Água 1. Caixa de Polietileno FORTLEV 2. Tanque Fortplus FORTLEV 3. Filtro de Entrada FORTLEV Soluções para Cuidar do Meio Ambiente

Leia mais

Anexo I. Caderno de Especificações Técnicas. Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador

Anexo I. Caderno de Especificações Técnicas. Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador Anexo I Caderno de Especificações Técnicas Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador Porto Alegre/RS 1. Considerações Gerais Antes do início de quaisquer

Leia mais

U.O. ADMINISTRAÇÃO GERAL PROJETOS E OBRAS

U.O. ADMINISTRAÇÃO GERAL PROJETOS E OBRAS INSTALAÇÃO DE SISTEMA DE AR CONDICIONADO NO E.R. GUARULHOS 1. OBJETO O presente memorial refere-se ao fornecimento e instalação de conjuntos de ar condicionado, a serem instalados no E.R. Guarulhos, localizado

Leia mais

CONFORTO EM ÁGUA QUENTE

CONFORTO EM ÁGUA QUENTE CONFORTO EM ÁGUA QUENTE 2 TERMOACUMULADORES ELÉCTRICOS Rigorosamente testado A fiabilidade dos termoacumuladores da Gorenje é garantida pelo controlo rigoroso de qualidade: % Testado sobre pressão; % Testado

Leia mais

AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas

AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas PISCINAS RESIDENCIAIS /COMERCIAIS /ESPORTIVAS /ACADEMIAS Este manual fornece informações relacionadas à instalação, utilização

Leia mais

Green Glue: Composto para Isolamento Acústico

Green Glue: Composto para Isolamento Acústico Green Glue: Composto para Isolamento Acústico Composto Green Glue é rápido, fácil de aplicar, altamente efetivo no isolamento acústico e bastante eficiente quanto aos custos. Testes de laboratório provam

Leia mais

Seu comportamento faz a diferença! Dia Mundial da Água 22 de março

Seu comportamento faz a diferença! Dia Mundial da Água 22 de março Seu comportamento faz a diferença! Dia Mundial da Água 22 de março Como economizar água? 1. Fique somente o tempo necessário no banho. Enquanto usa shampoo no cabelo, desligue o chuveiro. Além da água,

Leia mais

Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação

Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação Condicionador para Sensor Lambda Banda Larga (Wide Band) Manual de Instalação e Operação Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Características... 4 2. Aviso Termo de Garantia... 5 3. Sonda Lambda de Banda Larga...

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA Projeto:... REFORMA POSTO DE SAÚDE Proprietário:... PREFEITURA MUNICIPAL DE IRAÍ Endereço:... RUA TORRES GONÇALVES, N 537 Área a Reformar:... 257,84

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 Arquitetônico Hidrossanitário EMPREENDIMENTO: Edifício Residencial ÁREA CONSTRUIDA: 2.323,60 m² ÁREA DO TERRENO: 1.474,00 m² LOCALIZAÇÃO: Rua Ianne Thorstemberg, n 344 Bairro

Leia mais

Aquecedor Solar de Baixo Custo

Aquecedor Solar de Baixo Custo Aquecedor Solar de Baixo Custo Projeto: Eng.º Thomas Ulf Nilsson Revisão 1. 20/06/2014 Aquecedor solar BC de cano de PVC www.thomasnilsson.com.br 1 CONTEÚDO: 1. Base teórica 2. Dimensionamento 3. Melhoramento

Leia mais