Deliberação n.º 173/CD/2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Deliberação n.º 173/CD/2011"

Transcrição

1 Deliberação n.º 173/CD/2011 A Portaria n.º 1471/2004, de 21 de Dezembro, estabeleceu os princípios e regras a que deve obedecer a dimensão das embalagens dos medicamentos susceptíveis de comparticipação pelo Estado no respectivo preço. O seu artigo 11.º estabelece que as tabelas n.ºs 1 e 2 e as designações do anexo da mesma portaria serão actualizadas mediante deliberação do conselho directivo do INFARMED, em função do progresso técnico e científico. Pela Deliberação n.º 110/CD/2011, de 7 de Junho de 2011, as referidas tabelas foram actualizadas, face à nova classificação farmacoterapêutica de medicamentos, homologada pelo Despacho n.º 21844/2004, de 12 de Outubro. No entanto, verificou-se que a referência ao subgrupo farmacoterapêutico Sistema Nervosos Central Psicofármacos Lítio foi omitida da Tabela n.º 2 (Tratamentos de longa duração) não permitindo a sua comparticipação em receitas médicas renováveis. Importa, pois, actualizar as tabelas n.ºs 1 e 2 da Portaria n.º 1471/2004, de 21 de Dezembro, pelas razões expostas. Nestes termos e ao abrigo do artigo 11.º da Portaria n.º 1471/2004, de 21 de Dezembro, o Conselho Directivo do INFARMED, I.P., delibera o seguinte: 1 São actualizadas as tabelas n.ºs 1 e 2 da Portaria n.º 1471/2004, de 21 de Dezembro, nos termos que constam do anexo à presente deliberação, que desta faz parte integrante. 2 É revogada a Deliberação n.º 110/CD/2011, de 7 de Junho de A presente deliberação entra em vigor no dia seguinte à sua aprovação.

2 ANEXO TABELA N.º 1 Tratamentos de curta ou média duração Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Penicilinas - Benzilpenicilinas e fenoximetilpenicilina Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Penicilinas - Aminopenicilinas Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Penicilinas - Isoxazolilpenicilinas Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Penicilinas - Amidinopenicilinas Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Quinolonas Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Outros antibacterianos Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Cefalosporinas Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Monobactamos Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Carbapenemes Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Associações de penicilinas com inibidores das lactamases beta Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Cloranfenicol e tetraciclinas Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Aminoglicosídeos Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Macrólidos Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Sulfonamidas e suas associações Medicamentos anti-infecciosos - Antiparasitários - Anti-helmínticos Medicamentos anti-infecciosos - Antiparasitários - Outros antiparasitários Sistema nervoso central - Anestésicos gerais Sistema nervoso central - Anestésicos locais Sistema nervoso central - Relaxantes musculares - Acção periférica Sistema nervoso central - Estimulantes inespecíficos do sistema nervoso central Sistema nervoso central - Psicofármacos - Ansiolíticos, sedativos e hipnóticos Sistema nervoso central - Analgésicos e antipiréticos Sistema nervoso central - Medicamentos usados na enxaqueca Aparelho cardiovascular - Simpaticomiméticos Sangue - Factores estimulantes da hematopoiese Sangue - Anticoagulantes e antitrombóticos - Anticoagulantes - Outros anticoagulantes Sangue - Anticoagulantes e antitrombóticos - Fibrinolíticos (ou trombolíticos) Sangue - Anti-hemorrágicos Aparelho respiratório - Antitússicos e expectorantes Aparelho respiratório - Tensioactivos (surfactantes) pulmonares

3 Aparelho digestivo - Medicamentos que actuam na boca e orofaringe - De aplicação tópica Aparelho digestivo - Antiácidos e anti-ulcerosos - Modificadores da secreção gástrica - Prostaglandinas Aparelho digestivo - Antiácidos e anti-ulcerosos - Modificadores da secreção gástrica - Protectores da mucosa gástrica Aparelho digestivo - Modificadores da motilidade gastrointestinal - Modificadores da motilidade gástrica ou procinéticos Aparelho digestivo - Modificadores da motilidade gastrointestinal - Modificadores da motilidade intestinal - Laxantes e catárticos Aparelho digestivo - Modificadores da motilidade gastrointestinal - Modificadores da motilidade intestinal - Antidiarreicos - Obstipantes Aparelho digestivo - Modificadores da motilidade gastrointestinal - Modificadores da motilidade intestinal - Antidiarreicos - Adsorventes Aparelho digestivo - Antiespasmódicos Aparelho digestivo - Inibidores enzimáticos Aparelho digestivo - Anti-hemorroidários Aparelho geniturinário - Medicamentos de aplicação tópica na vagina Aparelho geniturinário - Medicamentos que actuam no útero Aparelho geniturinário - Anti-infecciosos e anti-sépticos urinários Aparelho geniturinário - Outros medicamentos usados em disfunções geniturinárias - Medicamentos usados nas perturbações da micção - Medicamentos usados na incontinência urinária Aparelho geniturinário - Outros medicamentos usados em disfunções geniturinárias - Medicamentos usados na disfunção eréctil Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Hormonas hipotalâmicas e hipofisárias, seus análogos e antagonistas - Lobo anterior da hipófise Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Hormonas hipotalâmicas e hipofisárias, seus análogos e antagonistas - Antagonistas hipofisários Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Insulinas, antidiabéticos orais e glucagom - Glucagom Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Estimulantes da ovulação e gonadotropinas Aparelho locomotor - Anti-inflamatórios não esteróides Aparelho locomotor - Enzimas anti-inflamatórias 10 - Medicação antialérgica Nutrição - Nutrição entérica Nutrição - Nutrição parentérica Nutrição - Vitaminas e sais minerais - Vitaminas Nutrição - Vitaminas e sais minerais - Sais minerais - Cálcio, magnésio e fósforo - Magnésio

4 Nutrição - Vitaminas e sais minerais - Sais minerais - Flúor Nutrição - Vitaminas e sais minerais - Sais minerais - Associação de sais para re-hidratação oral Nutrição - Vitaminas e sais minerais - Associações de vitaminas com sais minerais 12 - Correctivos da volémia e das alterações electrolíticas Medicamentos usados em afecções cutâneas - Anti-infecciosos de aplicação na pele - Antisépticos e desinfectantes Medicamentos usados em afecções cutâneas - Anti-infecciosos de aplicação na pele - Antibacterianos Medicamentos usados em afecções cutâneas - Anti-infecciosos de aplicação na pele - Antivíricos Medicamentos usados em afecções cutâneas - Anti-infecciosos de aplicação na pele - Antiparasitários Medicamentos usados em afecções cutâneas - Emolientes e protectores Medicamentos usados em afecções cutâneas - Medicamentos queratolíticos e antipsoriáticos - De acção sistémica Medicamentos usados em afecções cutâneas - Medicamentos para tratamento da acne e da rosácea - Acne - De acção sistémica Medicamentos usados em afecções cutâneas - Corticosteroides de aplicação tópica Medicamentos usados em afecções cutâneas - Associações de antibacterianos, antifúngicos e corticosteróides Medicamentos usados em afecções cutâneas - Adjuvantes da cicatrização Medicamentos usados em afecções cutâneas - Outros medicamentos usados em Dermatologia 14 - Medicamentos usados em afecções otorrinolaringológicas Medicamentos usados em afecções oculares - Anti-infecciosos tópicos Medicamentos usados em afecções oculares - Anti-inflamatórios Medicamentos usados em afecções oculares - Midriáticos e cicloplégicos Medicamentos usados em afecções oculares - Anestésicos locais Medicamentos usados em afecções oculares - Outros medicamentos e produtos usados em oftalmologia - Medicamentos usados para diagnóstico Medicamentos usados em afecções oculares - Medicamentos para uso intra-ocular 17 - Medicamentos usados no tratamento de intoxicações 18 - Vacinas e imunoglobulinas 19 - Meios de diagnóstico 20 - Material de penso, hemostáticos locais, gases medicinais e outros produtos

5 TABELA N.º 2 Tratamentos de longa duração Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Antituberculosos Medicamentos anti-infecciosos - Antibacterianos - Antilepróticos Medicamentos anti-infecciosos - Antifúngicos Medicamentos anti-infecciosos - Antivíricos Medicamentos anti-infecciosos - Antiparasitários - Antimaláricos Sistema nervoso central - Relaxantes musculares - Acção central Sistema nervoso central Antimiasténicos Sistema nervoso central - Antiparkinsónicos Sistema nervoso central - Antiepilépticos e anticonvulsivantes Sistema nervoso central - Antieméticos e antivertiginosos Sistema nervoso central - Psicofármacos - Antipsicóticos Sistema nervoso central - Psicofármacos Antidepressores Sistema Nervosos Central Psicofármacos Lítio Sistema nervoso central - Analgésicos estupefacientes Sistema nervoso central - Outros medicamentos com acção no sistema nervoso central Aparelho cardiovascular Cardiotónicos Aparelho cardiovascular Antiarrítmicos Aparelho cardiovascular - Anti-hipertensores Aparelho cardiovascular Vasodilatadores Aparelho cardiovascular - Venotrópicos Aparelho cardiovascular - Antidislipidémicos Sangue Antianémicos Sangue - Anticoagulantes e antitrombóticos - Anticoagulantes - Heparinas Sangue - Anticoagulantes e antitrombóticos - Anticoagulantes - Antivitamínicos K Sangue - Anticoagulantes e antitrombóticos - Anticoagulantes - Antiagregantes plaquetários Aparelho respiratório - Antiasmáticos e broncodilatadores Aparelho digestivo - Medicamentos que actuam na boca e orofaringe - De acção sistémica Aparelho digestivo - Antiácidos e anti-ulcerosos - Antiácidos Aparelho digestivo - Antiácidos e anti-ulcerosos - Modificadores da secreção gástrica - Antagonistas dos receptores H Aparelho digestivo - Antiácidos e anti-ulcerosos - Modificadores da secreção gástrica - Inibidores da bomba de protões Aparelho digestivo - Modificadores da motilidade gastrointestinal - Modificadores da motilidade intestinal - Antidiarreicos - Antiflatulentos Aparelho digestivo - Suplementos enzimáticos, bacilos lácteos e análogos

6 6.8 - Aparelho digestivo - Anti-inflamatórios intestinais Aparelho digestivo - Medicamentos que actuam no fígado e vias biliares Aparelho geniturinário - Outros medicamentos usados em disfunções geniturinárias - Acidificantes e alcalinizantes urinários Aparelho geniturinário - Outros medicamentos usados em disfunções geniturinárias - Medicamentos usados nas perturbações da micção - Medicamentos usados na retenção urinária Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Hormonas hipotalâmicas e hipofisárias, seus análogos e antagonistas - Lobo posterior da hipófise Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Corticosteroides Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Hormonas da tiróide e antitiroideus Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Insulinas, antidiabéticos orais e glucagom - Insulinas Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Insulinas, antidiabéticos orais e glucagom - Antidiabéticos orais Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Hormonas sexuais Hormonas e medicamentos usados no tratamento das doenças endócrinas - Anti-hormonas * Aparelho locomotor - Modificadores da evolução da doença reumatismal Aparelho locomotor - Medicamentos usados para o tratamento da gota Aparelho locomotor - Medicamentos para tratamento da artrose Aparelho locomotor - Medicamentos que actuam no osso e no metabolismo do cálcio Nutrição - Vitaminas e sais minerais - Sais minerais - Cálcio, magnésio e fósforo - Cálcio Medicamentos usados em afecções cutâneas - Anti-infecciosos de aplicação na pele Antifúngicos Medicamentos usados em afecções cutâneas - Medicamentos queratolíticos e antipsoriáticos - De aplicação tópica Medicamentos usados em afecções cutâneas - Medicamentos para tratamento da acne e da rosácea - Rosácea Medicamentos usados em afecções cutâneas - Medicamentos para tratamento da acne e da rosácea - Acne - De aplicação tópica Medicamentos usados em afecções oculares - Medicamentos usados no tratamento do glaucoma Medicamentos usados em afecções oculares - Outros medicamentos e produtos usados em oftalmologia - Adstringentes, lubrificantes e lágrimas artificiais Medicamentos usados em afecções oculares - Outros medicamentos e produtos usados em oftalmologia - Outros medicamentos 16 - Medicamentos antineoplásicos e imunomoduladores * Ver Grupo 16 da classificação farmacoterapêutica de medicamentos, homologada pelo Despacho n.º 21844/2004, de 12 de Outubro.

ANEXO. (a que se refere o n.º 1 da Deliberação n.º 028/CD/2014) TABELA N.º 1. Tratamentos de curta ou média duração

ANEXO. (a que se refere o n.º 1 da Deliberação n.º 028/CD/2014) TABELA N.º 1. Tratamentos de curta ou média duração ANEXO (a que se refere o n.º 1 da Deliberação n.º 028/CD/2014) TABELA N.º 1 Tratamentos de curta ou média duração 1.1.1.1 - Medicamentos anti-infeciosos - Antibacterianos - Penicilinas - Benzilpenicilinas

Leia mais

Deliberação n.º 051/CD/2014

Deliberação n.º 051/CD/2014 Deliberação n.º 051/CD/2014 O Conselho Diretivo do INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P. (INFARMED, I.P.), considerando que: a) A Portaria n.º 1471/2004, de 21 de dezembro,

Leia mais

1.º 2.º. Legislação Farmacêutica Compilada. Portaria n.º 743/93, de 16 de Agosto. INFARMED - Gabinete Jurídico e Contencioso 108-A

1.º 2.º. Legislação Farmacêutica Compilada. Portaria n.º 743/93, de 16 de Agosto. INFARMED - Gabinete Jurídico e Contencioso 108-A Grupos e subgrupos fármaco-terapêuticos que integram os diferentes escalões de comparticipação (Revogado pela Portaria n.º 1474/2004, de 21 de Dezembro) O Decreto-Lei n.º 118/92, de 25 de Junho, fixou

Leia mais

V a d e m e c u m. Classificação Farmacoterapêutica de Medicamentos. Denominações Comuns das Substâncias Activas de Medicamentos

V a d e m e c u m. Classificação Farmacoterapêutica de Medicamentos. Denominações Comuns das Substâncias Activas de Medicamentos V a d e m e c u m Classificação Farmacoterapêutica de Medicamentos Denominações Comuns das Substâncias Activas de Medicamentos Designações Normalizadas: Formas Farmacêuticas, Vias de Administração, Recipientes

Leia mais

Observatório do Medicamento e Produtos de Saúde. Análise da Evolução do Mercado Total de Medicamentos. entre 2003 e 2010

Observatório do Medicamento e Produtos de Saúde. Análise da Evolução do Mercado Total de Medicamentos. entre 2003 e 2010 Observatório do Medicamento e Produtos de Saúde Direcção de Economia do Medicamento e Produtos de Saúde Análise da Evolução do Mercado Total de Medicamentos entre 2003 e Cláudia Furtado Rosália Oliveira

Leia mais

LISTA DE MEDICAMENTOS DISPONIBILIZADOS PELA REDE PRÓPRIA

LISTA DE MEDICAMENTOS DISPONIBILIZADOS PELA REDE PRÓPRIA LISTA DE MEDICAMENTOS DISPONIBILIZADOS PELA REDE PRÓPRIA INDICAÇÃO MEDICAMENTO APRESENTAÇÃO ANALGÉSICO / ANTIPIRÉTICO / ESPASMOLÍTICO DIPIRONA GOTAS 500MG/ML ANALGÉSICO E ANTIPIRÉTICO / ANTIRREUMÁTICO

Leia mais

CARTÃO MEDICAMENTO RESPONSABILIDADE SOCIAL PROGRAMA DE FORNECIMENTO DE MEDICAMENTO À POPULAÇÃO

CARTÃO MEDICAMENTO RESPONSABILIDADE SOCIAL PROGRAMA DE FORNECIMENTO DE MEDICAMENTO À POPULAÇÃO CARTÃO MEDICAMENTO RESPONSABILIDADE SOCIAL PROGRAMA DE FORNECIMENTO DE MEDICAMENTO À POPULAÇÃO PROGRAMA CARTÃO MEDICAMENTO RESPONSABILIDADE SOCIAL, MEDICAMENTOS AO ALCANÇE DE TODOS. Os processos burocráticos

Leia mais

Normas Relativas à Prescrição de Medicamentos e aos Locais de Prescrição, Farmácias e Administrações Regionais de Saúde

Normas Relativas à Prescrição de Medicamentos e aos Locais de Prescrição, Farmácias e Administrações Regionais de Saúde Normas Relativas à Prescrição de Medicamentos e aos Locais de Prescrição, Farmácias e Administrações Regionais de Saúde Ministério da Saúde Rev. 1 - Junho 2003 Normas Relativas à Prescrição de Medicamentos

Leia mais

N. o 1 2-1-1997 DIÁRIO DA REPÚBLICA ISÉRIE-B. Orçamento. Pelo Ministro da Educação, Alfredo. Portaria n. o 4/97

N. o 1 2-1-1997 DIÁRIO DA REPÚBLICA ISÉRIE-B. Orçamento. Pelo Ministro da Educação, Alfredo. Portaria n. o 4/97 N. o 1 2-1-1997 DIÁRIO DA REPÚBLICA ISÉRIE-B 3 Portaria n. o 4/97 de2dejaneiro Em execução do disposto no artigo 30. o do Decreto-Lei n. o 185/81, de 1deJulho (Estatuto da Carreira do Pessoal Docente do

Leia mais

15 Drogas Simpaticomiméticas 16 Drogas Antagonistas dos Receptores Adrenérgicos 17 FÁRMACOS CARDIOVASCULARES E RENAIS 18 Fármacos Antiarritimicos 19

15 Drogas Simpaticomiméticas 16 Drogas Antagonistas dos Receptores Adrenérgicos 17 FÁRMACOS CARDIOVASCULARES E RENAIS 18 Fármacos Antiarritimicos 19 SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesu@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

Ata de reunião DICOL

Ata de reunião DICOL Ata de reunião DICOL ANVISA Brasília - 20nov2015 Produtos de degradação Foi aprovado o texto da revisão que revisa a RDC nº 58/2013, sobre estudos dos produtos de degradação de medicamentos. Os pontos

Leia mais

Portaria n.º 45/2014, de 21 de fevereiro (DR, 2.ª série, n.º 37, de 21 de fevereiro de 2014)

Portaria n.º 45/2014, de 21 de fevereiro (DR, 2.ª série, n.º 37, de 21 de fevereiro de 2014) (DR, 2.ª série, n.º 37, de 21 de fevereiro de 2014) Quinta alteração à Portaria n.º 924-A/2010, de 17 de setembro, que define os grupos e subgrupos farmacoterapêuticos que integram os diferentes escalões

Leia mais

Decisão de Não Oposição da Autoridade da Concorrência

Decisão de Não Oposição da Autoridade da Concorrência Ccent. 18/2014 Meda AB / Rottapharm S.p.a Decisão de Não Oposição da Autoridade da Concorrência [alínea b) do n.º 1 do artigo 50.º da Lei n.º 19/2012, de 8 de maio] 05/09/2014 DECISÃO DE NÃO OPOSIÇÃO DA

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA AUXÍLIO-MEDICAMENTO PROMED

REGULAMENTO PROGRAMA AUXÍLIO-MEDICAMENTO PROMED REGULAMENTO DO PROGRAMA AUXÍLIO-MEDICAMENTO PROMED Fl. 02 ÍNDICE CAPÍTULO I - Do Programa Auxílio-Medicamento... 3 CAPÍTULO II - Das Definições Preliminares... 3 CAPÍTULO III - Dos Beneficiários... 4 CAPÍTULO

Leia mais

(Revogado pela Portaria n.º 195-D/2015, de 30 de junho)

(Revogado pela Portaria n.º 195-D/2015, de 30 de junho) Portaria n.º 924-A/2010, de 17 de Setembro Define os grupos e subgrupos farmacoterapêuticos que integram os diferentes escalões de comparticipação do Estado no preço dos medicamentos (Revogado pela Portaria

Leia mais

Prontuário Terapêutico

Prontuário Terapêutico Prontuário Terapêutico 1 Janeiro de 2000 Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento Ministério da Saúde O Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (INFARMED), de acordo com as atribuições expressas

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: FARMACOLOGIA BÁSICA Código: ODO-015 CH Total: 60 horas Pré-requisito:

Leia mais

PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2

PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2 PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2 CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: Farmacologia I CARGA HORÁRIA: 144 horas PROFESSOR TITULAR: Miguel de Lemos Neto PROFESSORES: EMENTA: Princípios Gerais. Farmacocinética.

Leia mais

- CURSO DE PLANTAS MEDICINAIS -

- CURSO DE PLANTAS MEDICINAIS - - CURSO DE PLANTAS MEDICINAIS - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). PLANTAS

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA PARAÍBA VAGAS DE MONITORIA - EDITAL N. 18 / 2012. CURSO DE MEDICINA - Semestre 2012.2.

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA PARAÍBA VAGAS DE MONITORIA - EDITAL N. 18 / 2012. CURSO DE MEDICINA - Semestre 2012.2. Área do Conhecimento Professor Número de vagas Caracterização Prova Dia Hora Local ANATOMIA Alisson 2 Bolsista 07/08/2012 4 Voluntário 08/08/12 8/8/2012 LAB ANATOMIA HISTOLOGIA Nadábia 2 Bolsista Renato

Leia mais

Projecto de Lei nº 501/X

Projecto de Lei nº 501/X Grupo Parlamentar Projecto de Lei nº 501/X Altera a portaria n.º 1474/2004, de 21 de Dezembro, no que concerne ao escalão de comparticipação dos medicamentos destinados às pessoas que sofrem de Doença

Leia mais

PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia. fernandabrito@vm.uff.br

PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia. fernandabrito@vm.uff.br PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia fernandabrito@vm.uff.br CONCEITOS ABSORÇÃO Passagem da droga do local de administração p/ a corrente sangüínea FÍGADO TGI METABOLISMO PLASMA PULMÃO RIM METABOLISMO

Leia mais

Sistema Nervoso Autônomo: DROGAS ANTIMUSCARÍNICAS

Sistema Nervoso Autônomo: DROGAS ANTIMUSCARÍNICAS Sistema Nervoso Autônomo: DROGAS ANTIMUSCARÍNICAS Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas/UFES Lab. de Regulação Central do Sistema Cardiovascular Prof. Dr. Hélder Mauad 1 ANTAGONISTAS COLINÉRGICOS

Leia mais

Newsletter SPMS. SPMS reúne com instituições do SNS em todo o país. Catálogo de Aprovisionamento Público da Saúde

Newsletter SPMS. SPMS reúne com instituições do SNS em todo o país. Catálogo de Aprovisionamento Público da Saúde Regras sobre registos eletrónicos para as notas de alta médica e de enfermagem e notas de transferência das unidades de cuidados intensivos SPMS reúne com instituições do SNS em todo o país Pág.04 Pág.03

Leia mais

PROCESSOS JUDICIAIS SOLICITANDO MEDICAMENTOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS 2005/2006

PROCESSOS JUDICIAIS SOLICITANDO MEDICAMENTOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS 2005/2006 PROCESSOS JUDICIAIS SOLICITANDO MEDICAMENTOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS 2005/2006 Francisco de Assis Acúrcio 1,2 ; Marina Amaral de Ávila Machado 1 ; Isabella Vitral Pinto 1 ; Cristina Mariano Ruas Brandão

Leia mais

Nausefe 10 mg + 10 mg + 10 mg Comprimidos Revestidos Succinato de doxilamina, Cloridrato de diciclomina, Cloridrato de piridoxina

Nausefe 10 mg + 10 mg + 10 mg Comprimidos Revestidos Succinato de doxilamina, Cloridrato de diciclomina, Cloridrato de piridoxina FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Nausefe 10 mg + 10 mg + 10 mg Comprimidos Revestidos Succinato de doxilamina, Cloridrato de diciclomina, Cloridrato de piridoxina - Leia atentamente este

Leia mais

Projetos e Recursos ACA

Projetos e Recursos ACA Projetos e Recursos ACA 5-jul-4 Porque quando conversamos somos mais humanos. Projetos e Recursos ACA ACA - Associação Conversa Amiga D.R. N.º3 II Série de 4 de Junho de 007 Estatutos alterados a de Julho

Leia mais

RELAÇÃO MUNICIPAL DE MEDICAMENTOS

RELAÇÃO MUNICIPAL DE MEDICAMENTOS RELAÇÃO MUNICIPAL DE MEDICAMENTOS Seção B. Medicamentos por ordem alfabética Esta seção também apresenta a classificação farmacológica e as indicações de uso. Ressaltamos que os medicamentos podem apresentar

Leia mais

Para quê precisamos comer?

Para quê precisamos comer? Para quê precisamos comer? Para a reposição de água, substratos energéticos, vitaminas e sais minerais. O TUBO DIGESTIVO E SUAS PRINCIPAIS ESTRUTURAS O Trato Gastrointestinal (TGI) Digestive System (Vander,

Leia mais

1. Introdução. Digestão, Absorção e Transporte:

1. Introdução. Digestão, Absorção e Transporte: 1. Introdução Todas as células do corpo necessitam de nutrição tendo este que lhe ser fornecido. O aparelho digestivo, com a colaboração importante do aparelho circulatório, forma como que uma refeição

Leia mais

FISIOLOGIA ENDÓCRINA

FISIOLOGIA ENDÓCRINA EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA ENDÓCRINA 01. Os chamados hormônios trópicos da hipófise são aqueles que estimulam: a) o desenvolvimento e a função de outras glândulas b) a produção e a eliminação

Leia mais

Reorganização do Circuito do Medicamento

Reorganização do Circuito do Medicamento Reorganização do Circuito do Medicamento Paulo Horta Carinha paulo.carinha@hsjoao.min-saude.pt saude.pt Hospital S. João, E.P.E. Serviços Farmacêuticos 1 Seminário Regional Sobre Gestão do Medicamento

Leia mais

Farmacoterapia da Obstipação

Farmacoterapia da Obstipação Farmacoterapia da Obstipação João Rocha Farmacoterapia do Tracto Gastro-Intestinal PÓS-GRADUAÇÃO EM CUIDADOS FARMACÊUTICOS Obstipação Problema: Hipocondria utilização não-racional do medicamento 1 Obstipação

Leia mais

PROMOÇÃO DA SAÚDE E PREVENÇÃO DE RISCOS E DOENÇAS NA SAÚDE SUPLEMENTAR

PROMOÇÃO DA SAÚDE E PREVENÇÃO DE RISCOS E DOENÇAS NA SAÚDE SUPLEMENTAR PROMOÇÃO DA SAÚDE E PREVENÇÃO DE RISCOS E DOENÇAS NA SAÚDE SUPLEMENTAR 1 Objetivo - identificar e valorizar, na saúde suplementar, experiências exitosas e inovadoras no Brasil, quanto a ações e programas

Leia mais

Informativo Nutricional

Informativo Nutricional Informativo Nutricional Abóbora (Cucurbita pepo) Laxativa e diurética. Tem baixo teor de carboidratos e muito sódio, potássio, magnésio, ferro, cloro, e fósforo. Quando cozida, seu teor de carboidrato

Leia mais

Ensino Profissional Departamento MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

Ensino Profissional Departamento MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS Modelo EP-02 Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia Planificação Anual Ensino Profissional Departamento MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS Curso Profissional TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE Ano letivo 2013.2014

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE

SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PORTARIA Nº 111, DE 27 DE JUNHO DE 2012. Dispõe sobre normas técnicas e administrativas relacionadas à prescrição e dispensação de medicamentos e insumos do Componente Básico

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO À NATALIDADE, À FAMÍLIA E À POPULAÇÃO IDOSA NO MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA

REGULAMENTO DE APOIO À NATALIDADE, À FAMÍLIA E À POPULAÇÃO IDOSA NO MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA REGULAMENTO DE APOIO À NATALIDADE, À FAMÍLIA E À POPULAÇÃO IDOSA NO MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA Nota Justificativa Considerando: Que o envelhecimento populacional e a baixa taxa de natalidade presente

Leia mais

Importância do Conhecimento das Interacções Fármaco-Nutrientes

Importância do Conhecimento das Interacções Fármaco-Nutrientes Artur Eládio Sampaio Rodrigues Importância do Conhecimento das Interacções Fármaco-Nutrientes Universidade Fernando Pessoa Porto 2009 2 Artur Eládio Sampaio Rodrigues Importância do Conhecimento das Interacções

Leia mais

União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Fisoterapia Disciplina: Farmacologia Vias de Administração de Fármacos

União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Fisoterapia Disciplina: Farmacologia Vias de Administração de Fármacos União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Fisoterapia Disciplina: Farmacologia Vias de Administração de Fármacos Yanna C. F. Teles yannateles@gmail.com FARMACOCINÉTICA Estuda o caminho que os fármacos

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Melhoral 500 mg + 30 mg Comprimidos Ácido acetilsalicílico + Cafeína Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. Este medicamento

Leia mais

RECOMENDAÇÃO PARA A UTILIZAÇÃO DE FÁRMACOS

RECOMENDAÇÃO PARA A UTILIZAÇÃO DE FÁRMACOS REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS RECOMENDAÇÃO PARA A UTILIZAÇÃO DE FÁRMACOS Dezembro 2010 Unidade de Missão para os Cuidados Continuados Integrados 1 Prefácio O desenvolvimento da área

Leia mais

Fisiologia da Digestão. Deise Maria Furtado de Mendonça

Fisiologia da Digestão. Deise Maria Furtado de Mendonça Fisiologia da Digestão Deise Maria Furtado de Mendonça Função Geral O sistema ou aparelho gastrintestinal é a porta de entrada do organismo a todos os nutrientes necessários: carboidratos, lipídios, proteínas,

Leia mais

Você saberia responder aos questionamentos de forma cientificamente correta?

Você saberia responder aos questionamentos de forma cientificamente correta? Você saberia responder aos questionamentos de forma cientificamente correta? Como as fezes são formadas? Como a urina é formada no nosso corpo? Sistema Cardiovascular Funções Gerais: Transporte de nutrientes,

Leia mais

Plantas Medicinais. Valeriana Anis Carqueja Coentro. Citronela

Plantas Medicinais. Valeriana Anis Carqueja Coentro. Citronela Biologia Valeriana Anis Carqueja Coentro Chapéu-de-Couro Citronela Valeriana Valeriana officinalis L. Nomes Populares: erva-de de-amassar, erva-dos dos-gatos, erva-de de-são- jorge,, erva-de de-gato Propriedades

Leia mais

PAPEL DO FARMACÊUTICO NA ORIENTAÇÃO SOBRE O USO CORRETO DE MEDICAMENTOS ISENTOS DE PRESCRIÇÃO

PAPEL DO FARMACÊUTICO NA ORIENTAÇÃO SOBRE O USO CORRETO DE MEDICAMENTOS ISENTOS DE PRESCRIÇÃO PAPEL DO FARMACÊUTICO NA ORIENTAÇÃO SOBRE O USO CORRETO DE MEDICAMENTOS ISENTOS DE PRESCRIÇÃO 1 Medicamentos Isentos de Prescrição (MIP) São os medicamentos que não necessitam de receita médica e que estão

Leia mais

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas.

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Fisiologia Animal Excreção Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Sistema urinario Reabsorção de açucar, Glicose, sais, água. Regula volume sangue ADH: produzido pela

Leia mais

Farmacoterapia AAS. Acetazolamida. Aciclovir. Ácido Fólico. Ácido Valpróico. Aldactone. Alphagan. Aminofilina. Arginina. Atarax

Farmacoterapia AAS. Acetazolamida. Aciclovir. Ácido Fólico. Ácido Valpróico. Aldactone. Alphagan. Aminofilina. Arginina. Atarax Farmacoterapia Designação AAS Acetazolamida Acetilcisteína Aciclovir Ácido Alendrónico Ácido Aminocapróico Ácido Fólico Ácido Ibandrónico Ácido Valpróico Actrapid Adalat Albendazol Aldactone Alphagan Alprazolam

Leia mais

Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Mensagem Química: Hormônios Os hormônios são substâncias químicas liberadas na corrente sanguínea

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE ANATOMOFISIOLOGIA Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE ANATOMOFISIOLOGIA Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE ANATOMOFISIOLOGIA Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão das Organizações Desportivas 3. Ciclo

Leia mais

I Encontro Multidisciplinar em Dor do HCI

I Encontro Multidisciplinar em Dor do HCI I Encontro Multidisciplinar em Dor do HCI Princípios do Tratamento da Dor Oncológica Odiléa Rangel Gonçalves Serviço de Anestesiologia Área de Controle da Dor Princípios do Tratamento da Dor Oncológica

Leia mais

O que é a acupunctura? Acupunctura Palavra criada por um clérigo europeu Século XVII

O que é a acupunctura? Acupunctura Palavra criada por um clérigo europeu Século XVII O que é a acupunctura? Acupunctura Palavra criada por um clérigo europeu Século XVII ( puncionar ) Acus (agulha) punctum Acupunctura é um método terapêutico, que promove a saúde de forma natural e melhora

Leia mais

HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg

HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: HIDROCLOROTIAZIDA Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÃO Comprimido

Leia mais

Óleos essenciais/puros e Óleos de Massagem /Banho

Óleos essenciais/puros e Óleos de Massagem /Banho Óleos essenciais/puros e Óleos de Massagem /Banho INFORMAÇÕES AOS PREÇOS APRESENTADOS,ACRESCENTAR IVA DE 23% ESTE CATÁLOGO PODE SER ATUALIZADO SEM PRÉVIO AVISO Óleos essenciais/puros 20ml ALECRIM 5,92

Leia mais

Concentração no local do receptor

Concentração no local do receptor FARMACOCINÉTICA FARMACOCINÉTICA O que o organismo faz sobre a droga. FARMACODINÂMICA O que a droga faz no organismo. RELAÇÕES ENTRE FARMACOCINÉTICA E FARMACODINÂMICA DROGA ORGANISMO FARMACOCINÉTICA Vias

Leia mais

Sistema Endócrino: controle hormonal

Sistema Endócrino: controle hormonal Sistema Endócrino: controle hormonal Todos os processos fisiológicos estudados até agora, como digestão, respiração, circulação e excreção, estão na dependência do sistema que fabrica os hormônios. O sistema

Leia mais

Benefícios da Vitamina D no osso e em todo o organismo. A vitamina D tem um papel importante.

Benefícios da Vitamina D no osso e em todo o organismo. A vitamina D tem um papel importante. Saúde do Osso. Benefícios da Vitamina D no osso e em todo o organismo. A vitamina D desempenha, juntamente com o cálcio, um papel importante na saúde e na manutenção da estrutura óssea. Estudos recentes

Leia mais

Neurônio Neurônio (SNC) Neurônio pós ganglionar Órgão efetor. Neurônio pré e pós ganglionar. Neurônio e músculo esquelético (placa.

Neurônio Neurônio (SNC) Neurônio pós ganglionar Órgão efetor. Neurônio pré e pós ganglionar. Neurônio e músculo esquelético (placa. Colinérgicos Sinapses Colinérgicas Neurônio Neurônio (SNC) Neurônio pós ganglionar Órgão efetor Neurônio pré e pós ganglionar Prof. Herval de Lacerda Bonfante Departamento de Farmacologia Neurônio e músculo

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO. CARBONATO DE CÁLCIO SALUSIF 1000 mg Cápsula

FOLHETO INFORMATIVO. CARBONATO DE CÁLCIO SALUSIF 1000 mg Cápsula FOLHETO INFORMATIVO CARBONATO DE CÁLCIO SALUSIF 1000 mg Cápsula DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO CARBONATO DE CÁLCIO SALUSIF 1000 mg Cápsula COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada cápsula contém 1000 mg

Leia mais

DIGESTÃO HUMANA. Sistema Digestório. Professor: Fernando Stuchi. Enzimas Caminho da digestão Etapas da digestão

DIGESTÃO HUMANA. Sistema Digestório. Professor: Fernando Stuchi. Enzimas Caminho da digestão Etapas da digestão DIGESTÃO HUMANA 1. 2. 3. Enzimas Caminho da digestão Etapas da digestão Sistema Digestório Professor: Fernando Stuchi Dúvidas sobre Digestão Afinal o que é digestão? Conjunto de transformações físico-químicas

Leia mais

Sistema Digestivo - Função

Sistema Digestivo - Função Sistema Digestivo Fome Saciedade Sistema Digestivo - Função O organismo humano recebe os nutrientes através dos alimentos. Estes alimentos têm de ser transformados em substâncias utilizáveis, envolvendo

Leia mais

DIRECÇÃO DE ECONOMIA DO MEDICAMENTO E PRODUTOS DE SAÚDE

DIRECÇÃO DE ECONOMIA DO MEDICAMENTO E PRODUTOS DE SAÚDE OBSERVATÓRIO DO MEDICAMENTO E PRODUTOS DE SAÚDE DIRECÇÃO DE ECONOMIA DO MEDICAMENTO E PRODUTOS DE SAÚDE 1. MERCADO TOTAL DE MEDICAMENTOS Fonte: IMS 1.1 - Mercado Total 23 2.733.558.9-229.723.613-24 2.979.4.479

Leia mais

Suco de uva Conheça mais de 30 benefícios

Suco de uva Conheça mais de 30 benefícios Suco de uva Conheça mais de 30 benefícios O suco de uva contém mais calorias que o leite, uma certa analogia que pode ser levada mais longe; a composição do suco de uva mostra surpreendentes semelhanças

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO HUMANO. Definição Nutrição Alimentos Anatomia Fisiologia www.infopedia.pt/$sistema-digestivo,2

SISTEMA DIGESTÓRIO HUMANO. Definição Nutrição Alimentos Anatomia Fisiologia www.infopedia.pt/$sistema-digestivo,2 SISTEMA DIGESTÓRIO HUMANO Definição Nutrição Alimentos Anatomia Fisiologia www.infopedia.pt/$sistema-digestivo,2 Digestão É o conjunto de transformações fisioquímicas ou físico-químicas que os alimentos

Leia mais

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças Funcionamento e coordenação nervosa Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças No Sistema Nervoso as mensagens são

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Agência Nacional de Vigilância Sanitária Agência Nacional de Vigilância Sanitária PROPOSTA DE UMA NOVA RESOLUÇÃO PARA OS MEDICAMENTOS ISENTOS DE PRESCRIÇÃO Brasília, 06 de junho de 2008. Medicamento Isento de Prescrição MIPs Podem ser adquiridos

Leia mais

As Algas na nossa alimentação

As Algas na nossa alimentação As Algas e a sua utilidade Equipa I Algas castanhas André, Bernardo, Cristina, Daniel A, Inês Equipa II Algas vermelhes e verdes Joana, Lara, Fátima, M. Gabriel, Fernanda 6º Ano A Nome vulgar: Wakame Localização

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 9.º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 9.º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 9.º Ano UNIDADES DIDÁTICAS CONTEÚDOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período VIVER MELHOR NA TERRA Saúde individual e comunitária Medidas de ação para a promoção

Leia mais

é a quebra física dos alimentos através da mastigação e dos movimentos peristálticos.

é a quebra física dos alimentos através da mastigação e dos movimentos peristálticos. SISTEMA DIGESTIVO Digestão Digestão mecânica: é a quebra física dos alimentos através da mastigação e dos movimentos peristálticos. Digestão química é a transformação das moléculas mais complexas em moléculas

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: Informação para o utilizador

FOLHETO INFORMATIVO: Informação para o utilizador FOLHETO INFORMATIVO: Informação para o utilizador GLUDON 1 mg comprimidos GLUDON 2 mg comprimidos GLUDON 3 mg comprimidos GLUDON 4 mg comprimidos Glimepirida Leia atentamente este folheto antes de tomar

Leia mais

SISTEMA DIGESTIVO. Ciências Naturais 9º ano

SISTEMA DIGESTIVO. Ciências Naturais 9º ano SISTEMA DIGESTIVO Ciências Naturais 9º ano Digestão e Sistema Digestivo A digestão é o processo através do qual moléculas complexas dos alimentos são desdobradas, em moléculas mais simples que podem ser

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO. Boca Glândulas salivares Esófago Fígado Vesícula biliar. Faringe. Estômago Pâncreas Intestino grosso. Intestino delgado.

SISTEMA DIGESTÓRIO. Boca Glândulas salivares Esófago Fígado Vesícula biliar. Faringe. Estômago Pâncreas Intestino grosso. Intestino delgado. SISTEMA DIGESTÓRIO SISTEMA DIGESTÓRIO O sistema digestivo tem a função de realizar a digestão, ou seja, fraccionar os alimentos e transformar as macromoléculas em micromoléculas. SISTEMA DIGESTÓRIO Boca

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO Acetilcisteína Sandoz 600 mg Comprimidos efervescentes 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada comprimido efervescente contém

Leia mais

Tourigo, 20 de Outubro de 2012

Tourigo, 20 de Outubro de 2012 Tourigo, 20 de Outubro de 2012 Para a ONU em 2022: Haverá mais de mais de mil milhões de pessoas com uma idadesuperiora60anos Em 2011 a esperança de vida em Portugal: 78,7 anos Homens- 75,45 Mulheres-

Leia mais

Sistema endócrino + Sistema nervoso. integração e controle das funções do organismo

Sistema endócrino + Sistema nervoso. integração e controle das funções do organismo Sistema endócrino Sistema endócrino + Sistema nervoso integração e controle das funções do organismo Sistema endócrino Conjunto de glândulas endócrinas que secretam hormônio Relembrando Glândulas que liberam

Leia mais

Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h)

Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h) Ementário: Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h) Ementa: Organização Celular. Funcionamento. Homeostasia. Diferenciação celular. Fisiologia

Leia mais

FÁRMACOS Moduladores GástricosG

FÁRMACOS Moduladores GástricosG Curso Noções Básicas B de Farmacologia Clínica nica FÁRMACOS Moduladores GástricosG Thyago Araújo Fernandes Secreção gástrica Produção diária de 2,5L de suco gástrico diariamente; Substâncias produzidas:

Leia mais

Regulamentação de Bulas de Medicamentos no Brasil RDC n 47/2009n

Regulamentação de Bulas de Medicamentos no Brasil RDC n 47/2009n Regulamentação de Bulas de Medicamentos no Brasil RDC n 47/2009n Janeiro de 2011 Motivação para a nova regra para as bulas Necessidade de definir novo marco regulatório para: traçar regra única para as

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA

ANATOMIA E FISIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA SITEMA DIGESTÓRIO Enfª Renata Loretti Ribeiro 2 3 SISTEMA DIGESTÓRIO Introdução O trato digestório e os órgãos anexos constituem o sistema digestório. O trato digestório é um tubo

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Diprofos Depot 14 mg/2 ml Suspensão injectável Betametasona (Betametasona, dipropionato + Betametasona, fosfato sódico) Leia atentamente este folheto antes

Leia mais

Avaliação da qualidade do uso de medicamentos em idosos Quality assessment of drug use in the elderly

Avaliação da qualidade do uso de medicamentos em idosos Quality assessment of drug use in the elderly Universidade de São Paulo Faculdade de Saúde Pública VOLUME 33 NÚMERO 5 OUTUBRO 1999 p.437-444 Revista de Saúde Pública 33 Journal of Public Health Avaliação da qualidade do uso de medicamentos em idosos

Leia mais

Menopausa x Gordura abdominal. Nutricionista Fernanda Machado Soares

Menopausa x Gordura abdominal. Nutricionista Fernanda Machado Soares Menopausa x Gordura abdominal Nutricionista Fernanda Machado Soares Menopausa É o período que marca o fim da última menstruação de uma mulher. O tempo dessa transição é chamado de climatério. Marca o fim

Leia mais

CICLOPLÉGICO ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA. solução oftálmica estéril cloridrato de ciclopentolato 1%

CICLOPLÉGICO ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA. solução oftálmica estéril cloridrato de ciclopentolato 1% CICLOPLÉGICO ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA solução oftálmica estéril cloridrato de ciclopentolato 1% APRESENTAÇÕES Solução Oftálmica Estéril Frasco conta-gotas contendo 5 ml de solução oftálmica

Leia mais

Algumas das Doenças Tratáveis com Acupuntura

Algumas das Doenças Tratáveis com Acupuntura Algumas das Doenças Tratáveis com Acupuntura REGIÃO CERVICAL, OMBROS E MEMBROS SUPERIORES Dor muscular dor decorrente de traumatismo esportivo, por erro de postura e/ou tensão emocional. Exemplo: dor no

Leia mais

Rivastigmina (Port.344/98 -C1)

Rivastigmina (Port.344/98 -C1) Rivastigmina (Port.344/98 -C1) Alzheimer DCB: 09456 CAS: 129101-54-8 Fórmula molecular: C 14 H 22 N 2 O 2.C 4 H 6 O 6 Nome químico: (S)-N-Ethyl-3-[(1-dimethylamino)ethyl]-N-methylphenylcarbamate hydrogen

Leia mais

Pack Óleo Essencial + Aromatizador

Pack Óleo Essencial + Aromatizador Pack Óleo Essencial + Aromatizador Óleos Essenciais Ideais para massagem, inalação, vapores. Promovem o bem-estar e diversos benefícios para a saúde. Aromatizador O cheiro estimula partes do nosso cérebro

Leia mais

45 3 OP - Aspectos elementares dos processos de neurotransmissão.

45 3 OP - Aspectos elementares dos processos de neurotransmissão. Código Disciplina CH CR Nat Ementa BIQ808 BIOQUÍMICA CELULAR (DOMÍNIO CONEXO) BIQ826 TÓPICOS DE BIOQUÍMICA AVANÇADA EFI804 FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO FAE914 DIDÁTICA ENSINO SUPERIOR FAR815 IMUNOFARMACOLOGIA

Leia mais

Aula 9 Sistema digestório

Aula 9 Sistema digestório Aula 9 Sistema digestório Os alimentos fornecem nutrientes para construção de estruturas celulares e, ainda, liberação de energia para as atividades celulares. A função da digestão é converter os alimentos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE MEDICINA E ENFERMAGEM SELEÇÃO DE MONITOR NÍVEL I EDITAL Nº 02/2014/DEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE MEDICINA E ENFERMAGEM SELEÇÃO DE MONITOR NÍVEL I EDITAL Nº 02/2014/DEM UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE MEDICINA E ENFERMAGEM SELEÇÃO DE MONITOR NÍVEL I EDITAL Nº 02/2014/DEM 1. A Universidade Federal de Viçosa, através do presente edital,

Leia mais

Promoção de Saúde e Qualidade de Vida Por que investir?

Promoção de Saúde e Qualidade de Vida Por que investir? Promoção de Saúde e Qualidade de Vida Por que investir? Discussão de Cases- Boas Práticas Luiz Henrique Picolo Furlan, MD, MSc Responsável Técnico do Plano de Saúde Fundação Copel Criada em 21/10/1971

Leia mais

Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos revestidos - Embalagem com 15 comprimidos.

Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos revestidos - Embalagem com 15 comprimidos. Dolamin Flex clonixinato de lisina cloridrato de ciclobenzaprina Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos revestidos - Embalagem com 15 comprimidos. USO ADULTO VIA ORAL Composição Cada comprimido

Leia mais

CARBAMAZEPINA INPHARMA

CARBAMAZEPINA INPHARMA FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR CARBAMAZEPINA INPHARMA Comprimidos Composição: Cada comprimido contém 200 mg de Carbamazepina. Excipientes: Celulose microcristalina, amido glicolato de

Leia mais

A sua Loja de Produtos Naturais de Setúbal tem. .para si!

A sua Loja de Produtos Naturais de Setúbal tem. .para si! A sua Loja de Produtos Naturais de Setúbal tem NOVIDADES.para si! Novos produtos, novas especialidades de serviços de saúde e novas promoções, tudo a preços bastante acessíveis e pensados para garantir

Leia mais

Prevenção de náuseas, vômitos e reações anafiláticas induzidos pela terapia antineoplásica (quimioterapia e terapia alvo).

Prevenção de náuseas, vômitos e reações anafiláticas induzidos pela terapia antineoplásica (quimioterapia e terapia alvo). Prevenção de náuseas, vômitos e reações anafiláticas induzidos pela terapia antineoplásica (quimioterapia e terapia alvo). Versão eletrônica atualizada em Dezembro 2009 Nome do protocolo: Prevenção de

Leia mais

O QUE É A TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL ( TPM )?

O QUE É A TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL ( TPM )? O QUE É A TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL ( TPM )? Introdução A famosa TPM, também conhecida como síndrome da tensão pré-menstrual, é um termo que se refere a um conjunto de sintomas físicos e comportamentais que

Leia mais