Os Novos Contratos de Concessão do STFC em 2006

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os Novos Contratos de Concessão do STFC em 2006"

Transcrição

1 Os Novos Contratos de Concessão do STFC em 2006 Este tutorial apresenta os novos contratos de concessão em vigor para as concessionárias de Serviço Telefônico Fixo Comutado a apartir de 1º de janeiro de Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco (INPE 81) tendo atuado nas áreas de Redes Ópticas, Sistemas Celulares e Comunicações por Satélite. Ocupou várias posições de Direção em empresas de Teleco como VP de Operações da BMT, Diretor de Operações da Pégasus Telecom e Gerente de Planejamento Celular da Ericsson. Pioneiro no desenvolvimento de Satélites no Brasil (INPE), tem vasta experiência internacional, é detentor de uma patente na área e tem participado constantemente como palestrante em seminários. Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Duração Estimada: 15 minutos Publicado em: 20/09/

2 STFC 2006: Novos contratos de concessão Os atuais contratos de concessão para o Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) estão em vigor até 31 de dezembro de Em 30 de junho de 2003, 30 meses antes do seu final, conforme estabelecido nos contratos, as concessionárias expressaram o interesse na sua prorrogação com base nos novos modelos de contrato aprovados pela resolução 341 de 20/06/03 da Anatel. Este tutorial apresenta as principais mudanças nos contratos de concessão que entrarão em vigor a partir de 1 de janeiro de 2006 e que envolvem tarifas, interconexão, metas de universalização e de qualidade. Tarifas As principais modificações em relação às tarifas são: Os reajuste de tarifas passam a ser feitos por um índice específico do setor e não mais pelo IGP-DI. A utilização do serviço telefônico deixa de ser cobrada por pulso e passa a ser cobrada por minuto. Nos horários de tarifa reduzida em que se cobrava um pulso, a cobrança passa a ser por chamada. A Concessionária passa a ser obrigada a fornecer, mediante solicitação do assinante, documento de cobrança que permita identificar para cada chamada o número do telefone chamado, a data e horário de realização, a duração e o seu respectivo valor. Interconexão Os novos contrato estabelecem que a partir de 2008 as tarifas de uso (TURL e TU-RIU) passam a ser calculadas com base em custo. As regras para 2006 e 2007 são apresentadas na tabela a seguir TU-RL 0,5 da tarifa de utilização do serviço local 0,4 da tarifa de utilização do serviço local TU-RIU 0,3 da tarifa do Degrau 4 do serviço de LDN As páginas a seguir apresentam as metas de universalização e de qualidade em vigor a partir de

3 STFC 2006: Universalização Entende-se por universalização o direito de acesso de toda pessoa ou instituição, independentemente de sua localização e condição sócio-econômica, ao Serviço Telefônico Fixo Comutado - STFC, bem como a utilização desse serviço de telecomunicações em serviços essenciais de interesse público e mediante o pagamento de tarifas estabelecidas na regulamentação específica. As metas de universalização estão estabelecidas no Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU). O plano em vigor foi aprovado pelo Decreto nº de 15/05/98 e estabeleceu metas para acessos individuais e coletivos. O Decreto nº de 27/06/03 aprovou o PGMU em vigor a partir de 1º de janeiro de Ele estabelece novas metas para postos de serviços de telecomunicações (PST), postos de serviço em áreas rurais e acessos individuais de classes especial. Para os acessos individuais e coletivos, ele mantém as metas estabelecidas anteriormente para 31/12/2005. A única exceção é a densidade de TUP que é reduzida para 6,0 TUP/1000 habitantes. Apresenta-se a seguir as principais metas de universalização. Metas de Acessos Individuais e Telefones de Uso Público (TUP) 31/12/03 01/01/06 Acessos individuais em localidades com mais de: (habitantes) Prazo máximo para atender às solicitações de acesso individual (dias) 14 * 7 Densidade de TUP (TUP/1000 hab.) 7,5 6,0 Relação TUP/total de Acessos Instalados 2,5% - Distância máxima, de qualquer ponto dentro dos limites de localidade com acessos individuais, para acesso a TUP. (metros) TUP em localidade, ainda não atendida pelo STFC, com mais de: (habitantes) * 7 dias para deficientes auditivos e de fala e 7 dias para todos a partir de 31/12/ Metas de Postos de Serviços de Telecomunicações (PST) PST é um conjunto de instalações de uso coletivo, mantido pela concessionária, dispondo de, pelo menos, TUP e TAP, e possibilitando o atendimento pessoal ao consumidor. A partir de 1º de janeiro de % municípios com até cinqüenta mil habitantes 30% 60% 90% 100% 100% % municípios com mais de cinqüenta mil habitantes* 6% 15% 25% 55% 100% % da população total de cada setor do PGO 20% 40% 60% 80% 100% * 1 PST para cada grupo de 50 mil habitantes. 3

4 Metas de Postos de Serviço em Áreas Rurais % de Unidade de Atendimento de Cooperativa (UAC) com PST Número de Associados da UAC 1º de janeiro de até % 100% 100% 180 a % 70% 100% 250 a % 100% 100% mais de % 100% 100% A responsabilidade pelo cumprimento destas metas, para UAC situada à distância geodésica superior a trinta quilômetros de localidade, atendida com STFC com acessos individuais, será da Concessionária do serviço nas modalidades Longa Distância exclusivamente nacional (Embratel), nos demais casos da concessionária local. Metas de Acessos Individuais Classe Especial (AICE) AICE é aquele que tem por finalidade a progressiva universalização do acesso individualizado por meio de condições específicas para sua oferta, utilização, aplicação de tarifas, forma de pagamento, tratamento das chamadas, qualidade e sua função social. A partir de 1o de janeiro de 2006, as concessionárias do STFC na modalidade Local devem ofertar o AICE, nas localidades com acessos individuais, observando que o atendimento da solicitação de instalação deve ocorrer após a inscrição do assinante, no prazo máximo de trinta dias. 4

5 STFC 2006: Qualidade Apresenta-se a seguir as metas do Plano Geral de Metas da Qualidade para o STFC. O PGMQ válido para 2006 mantém as metas estabelecidas anteriormente para 31/12/2005. Taxas 31/12/03 01/01/06 obtenção de sinal de discar em 3 seg. >98% - Chamadas originadas completadas >70% >70% chamadas originadas não completadas por congestionamento <4% <4% Metas de Atendimento às Solicitações de Reparo Taxas 31/12/03 01/01/06 solicitações de reparo em 100 acessos em serviço <2 <1,5 atendimento de solicitações de usuários residenciais em 24 hrs atendimento de solicitações de usuários não residenciais em 8 hrs atendimento de solicitações de usuários prestadores de serviços de utilidade pública em 2 hrs. >97% >98% >97% >98% >98% >98% Metas de Atendimento às Solicitações de Mudança de Endereço 31/12/03 01/01/06 usuários residenciais (3 dias úteis) >97% >98% usuários não residenciais (24 hrs) >97% >98% usuários prestadores de serviços de utilidade pública (6 hrs) NO: Não houve ocorrência >98% >98% 5

6 Metas de Qualidade para Telefone de Uso Público (TUP) Taxa 31/12/03 01/01/06 solicitações de reparo por 100 TUPs <10 <8 atendimento de solicitações de reparo em 8 hrs. >97% >98% Metas de Atendimento ao Usuário Taxas 31/12/03 01/01/06 atendimento por telefone em 10seg. >94% >98% informação do código de acesso de usuários em até 30 seg. >97% >98% Resposta à correspondência em até 5 dias úteis 100% 100* Atendimento pessoal em até 10 min. >95% >95% * 10 dias. Metas de Emissão de Contas Taxa 31/12/03 01/01/06 contas com reclamação de erro em mil <2 <2 contas contestadas com credito devolvido >97% >98% No novo PGMQ passam a existir apenas dois período de maior movimento (PMM): matutino e noturno. 6

7 STFC 2006: Considerações Finais Este tutorial apresentou as principais mudanças nos contratos de concessão que entrarão em vigor a partir de 1 de janeiro de 2006 e que envolvem tarifas, interconexão, metas de universalização e de qualidade. Além destas mudanças os novos contratos de concessão procuram reforçar algumas regras visando o aumento da competição com o estabelecimento de um Plano Geral de Metas de Competição e obrigações relativas a: Implementar revenda Portabilidade numérica Co-faturamento. Estes ítens, bem como outros previstos nos contratos, são em grande parte dependente dos regulamentos emitidos pela Anatel. Finalmente, como previsto nos contrato atuais, a concessão passa a ser outorgada a título oneroso a partir de A Concessionária passará a pagar, a cada biênio, 2% (dois por cento) da sua receita, do ano anterior ao do pagamento, líquida de tributos incidentes. Referências Anatel, novos contratos de concessão 7

8 1) Assinale a alternativa verdadeira. STFC 2006: Teste seu entendimento Em 2006 as chamadas locais continuarão sendo cobradas por pulso. As tarifas de uso serão calculadas com base em custo a partir de A partir de 2006 Os reajuste de tarifas passam a ser feitos por um índice específico do setor e não mais pelo IGP-DI. A Concessionária passará a pagar a partir de 2010, a cada biênio, 2% (dois por cento) da sua receita, do ano anterior ao do pagamento, líquida de tributos incidentes. 2) Qual o percentual da população do setor que deverá ser atendida por Postos de Serviços de Telecomunicações (PST) em 2008: 20% 40% 60% 80% 3) Assinale o indicador de qualidade que terá uma meta mais rigorosa em 2006 que a estabelecida para 2004 : Chamadas originadas completadas. Contas com reclamação de erro em mil. Solicitações de Mudança de Endereço. \ Solicitações de reparo em 100 acessos em serviço. 8

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 4.769, DE 27 DE JUNHO DE 2003. Texto compilado Aprova o Plano Geral de Metas para a Universalização do Serviço Telefônico

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Tráfego telefônico (Erlang) Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Erlang e tráfego telefônico. O Erlang é utilizado para dimensionamento de centrais telefônicas. Este dimensionamento pode

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES CONSELHO DIRETOR

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES CONSELHO DIRETOR AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES CONSELHO DIRETOR Versão publicada no DOU em 09/04/2012. RESOLUÇÃO Nº 586, DE 5 DE ABRIL DE 2012. Aprova o Regulamento do Acesso Individual Classe Especial - AICE, do

Leia mais

Efeitos da Radiação Eletromagnética de Sistemas Celulares

Efeitos da Radiação Eletromagnética de Sistemas Celulares Efeitos da Radiação Eletromagnética de Sistemas Celulares Este tutorial apresenta conceitos básicos sobre radiação eletromagnética de sistemas celulares e os limites estabelecidos pela Anatel para evitar

Leia mais

Plano Geral de Metas de Qualidade -PGMQ STFC. Curso de Regulação e Defesa do Consumidor Brasília - Outubro 2009

Plano Geral de Metas de Qualidade -PGMQ STFC. Curso de Regulação e Defesa do Consumidor Brasília - Outubro 2009 Plano Geral de Metas de Qualidade -PGMQ STFC Curso de Regulação e Defesa do Consumidor Brasília - Outubro 2009 Diretrizes Gerais para a Abertura do Mercado de Telecomunicações (abril de 1997) O novo modelo

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 217, DE 21 DE MARÇO DE 2000 REGULAMENTO DE INDICADORES DE QUALIDADE DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 217, DE 21 DE MARÇO DE 2000 REGULAMENTO DE INDICADORES DE QUALIDADE DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 217, DE 21 DE MARÇO DE 2000 REGULAMENTO DE INDICADORES DE QUALIDADE DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Da Abrangência e dos Objetivos Art. 1º Este

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências.

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências. O que é Femtocell? Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco

Leia mais

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 20/10/2003).

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 20/10/2003). Autorização para Prestação de Serviço Telefônico no Brasil Este tutorial apresenta a regulamentação básica para a obtenção de autorização para a prestação de serviço telefônico no Brasil. (Versão revista

Leia mais

JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro-Diretor. Brasília, 15 de fevereiro de 2012 Regulamento sobre a Prestação do STFC fora da ATB

JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro-Diretor. Brasília, 15 de fevereiro de 2012 Regulamento sobre a Prestação do STFC fora da ATB JARAS JOSÉ VALNT Conselheiro-Diretor rasília, 15 de fevereiro de 2012 Agenda 1. Introdução 2. Princípios 3. Conceitos da Regulamentação 4. 5. strutura do Regulamento Introdução scopo do Regulamento: Criação

Leia mais

1 Acesso à Internet

1 Acesso à Internet Acesso à Internet ste tutorial apresenta as formas de acesso a Internet disponíveis para o usuário brasileiro, e apresenta os números atuais da Internet no Brasil. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

Quando não é necessário autorização para uso de Frequências no Brasil

Quando não é necessário autorização para uso de Frequências no Brasil Quando não é necessário autorização para uso de Frequências no Brasil Este tutorial apresenta os conceitos básicos para a utilização de freqüências que não necessitam autorização de uso de radiofreqüência

Leia mais

Plano alternativo específico para a modalidade LDN (Longa Distância Nacional) utilizando o CSP (Código de Seleção da Prestadora) 17 da Transit.

Plano alternativo específico para a modalidade LDN (Longa Distância Nacional) utilizando o CSP (Código de Seleção da Prestadora) 17 da Transit. A. NOME DA EMPRESA Transit do Brasil S.A. B. NOME DO PLANO Plano Alternativo de Serviço LDN (Longa Distância Nacional). C. IDENTIFICAÇÃO PARA A ANATEL PA-28 - LDN ( NACIONAL). D. MODALIDADE DE STFC COBERTA

Leia mais

Plano específico para a modalidade LDN (Longa Distância Nacional) utilizando o CSP (Código de Seleção da Prestadora) 17 da Transit.

Plano específico para a modalidade LDN (Longa Distância Nacional) utilizando o CSP (Código de Seleção da Prestadora) 17 da Transit. A. NOME DA EMPRESA Transit do Brasil S.A. B. NOME DO PLANO Plano Básico de Serviço LDN (Longa Distância Nacional). C. IDENTIFICAÇÃO PARA A ANATEL Plano Básico de Serviço LDN (Longa Distância Nacional).

Leia mais

Documentação Anatel Regional

Documentação Anatel Regional Documentação Anatel Regional EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO No 034 1. Empresa Empresa Brasileira de Telecomunicações S/A - EMBRATEL 2. Nome do Plano

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004

RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 Agência Nacional de Telecomunicações RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 Aprova a Norma Sobre Condições de Prestação de Serviços de Telefonia para Chamadas Destinadas a "Assinante 0300". O PRESIDENTE

Leia mais

Detalhamento do Plano

Detalhamento do Plano A. Empresa: S/A PLANO ALTERNATIVO LOCAL (Região II exceto os Setores 20, 22 e 25 do PGO) PLANO Nº 146 B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço Nº 146 C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo

Leia mais

PLANO BÁSICO DE SERVIÇO LOCAL

PLANO BÁSICO DE SERVIÇO LOCAL A. NOME DA EMPRESA Transit do Brasil S.A. B. NOME DO PLANO Plano Básico de Serviço Local. C. IDENTIFICAÇÃO PARA A ANATEL Plano Básico de Serviço Local. D. MODALIDADE DE STFC COBERTA Plano específico para

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL A. NOME DA EMPRESA Transit do Brasil S.A. B. NOME DO PLANO Plano Alternativo Transitel. C. IDENTIFICAÇÃO PARA A ANATEL PA-27 local. D. MODALIDADE DE STFC COBERTA Plano específico para a modalidade LOCAL.

Leia mais

Plano Alternativo N.º 142

Plano Alternativo N.º 142 Plano Alternativo N.º 142 1. Empresa Intelig Telecomunicações Ltda. 2. Nome Comercial do Plano Plano 0800 Plus 3. Modalidade Não-Geográfica 4. Descrição Trata-se de um Plano Alternativo destinado a clientes

Leia mais

Resolução nº 605, de 26 de dezembro de 2012

Resolução nº 605, de 26 de dezembro de 2012 Resolução nº 605, de 26 de dezembro de 2012 Aprova o Regulamento de Gestão de Qualidade da Prestação do Serviço Telefônico Fixo Comutado RGQ- STFC. Observação: Este texto não substitui o publicado no DOU

Leia mais

Este Plano Alternativo de Serviço destina-se a clientes da EMBRATEL que desejam assumir a responsabilidade pelo pagamento das chamadas recebidas.

Este Plano Alternativo de Serviço destina-se a clientes da EMBRATEL que desejam assumir a responsabilidade pelo pagamento das chamadas recebidas. PLANO ALTERNATIVO N 015 LD 1. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. 2. NOME DO PLANO Plano PAS N 015 0800 Inteligente LD 3. MODALIDADE DO STFC Longa Distância Nacional 4. DESCRIÇÃO

Leia mais

PLANO BÁSICO LOCAL EMPRESAS

PLANO BÁSICO LOCAL EMPRESAS PLANO BÁSICO LOCAL EMPRESAS A. Empresa Telefônica Brasil S.A. B. Nome do Plano: Técnico: Plano Básico Local Empresas Comercial: a definir C. Identificação para a Anatel: Plano Básico Local Empresas D.

Leia mais

Detalhamento do Plano

Detalhamento do Plano PLANO ALTERNATIVO LOCAL A. Empresa: S/A (Região II exceto os Setores 20, 22 e 25 do PGO) PLANO Nº 139 B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço Nº 139 C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 9 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.512, DE 30 DE JUNHO DE 2011. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,

Leia mais

Trabalho: TE12 Atividade: Fazer um resumo do artigo abaixo e responder corretamente as 3 perguntas Data de Entrega: 28/03/2007

Trabalho: TE12 Atividade: Fazer um resumo do artigo abaixo e responder corretamente as 3 perguntas Data de Entrega: 28/03/2007 Trabalho: TE12 Atividade: Fazer um resumo do artigo abaixo e responder corretamente as 3 perguntas Data de Entrega: 28/03/2007 Autorização STFC: Teste seu entendimento 1) Você precisa de uma autorização

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO LOCAL PLANO Nº 159

PLANO ALTERNATIVO LOCAL PLANO Nº 159 PLANO ALTERNATIVO LOCAL PLANO Nº 159 A. Empresa: Telemar Norte Leste S/A B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço Nº 159 C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo de Serviço Nº 159 D. Modalidade

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PA nº 124 Longa Distância Brasil

PLANO ALTERNATIVO PA nº 124 Longa Distância Brasil PLANO ALTERNATIVO PA nº 124 Longa Distância Brasil A. Empresa: Telefônica Brasil S.A. B. Nome do Plano: Técnico: Longa Distância n 124 Comercial: à definir C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO SUPER HORA DDD PLUS 1

PLANO ALTERNATIVO SUPER HORA DDD PLUS 1 PLANO ALTERNATIVO SUPER HORA DDD PLUS 1 A. Empresa: Telecomunicações de São Paulo S/A - TELESP B. Nome do Plano: Plano Alternativo SUPER DDD 15 Plus 1 Nome Comercial: a definir C. Identificação para a

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO N 039 LD

PLANO ALTERNATIVO N 039 LD PLANO ALTERNATIVO N 039 LD 1. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. 2. NOME DO PLANO Plano PAS N 039 Corporativo Nacional LD 3. MODALIDADE DO STFC Longa Distância Nacional 4. DESCRIÇÃO

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL PLANO ALTERNATIVO N LD

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL PLANO ALTERNATIVO N LD PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL PLANO ALTERNATIVO N 094 - LD 1. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. 2. NOME DO PLANO Plano PAS 094 LD 3. MODALIDADE DO

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. SAR e Radiação de Terminais Celulares Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre SAR e os efeitos da radiação em terminais celulares. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PA nº 125

PLANO ALTERNATIVO PA nº 125 PLANO ALTERNATIVO PA nº 125 A. Empresa: Telefônica Brasil S.A. B. Nome do Plano: Técnico: Longa Distância Brasil n 125 Comercial: à definir C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo nº 125 D. Modalidade

Leia mais

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 146

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 146 DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 146 A. Empresa: Oi (Telemar Norte Leste S.A.) B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço n.º 146 Franquia 350 minutos + Franquia VC1 C. Identificação para

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PA nº 266

PLANO ALTERNATIVO PA nº 266 PLANO ALTERNATIVO PA nº 266 A. Empresa Telefônica Brasil S.A. B. Nome do Plano Fixo: Técnico: Ilimitado Fixo Local Comercial: a definir C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo Nº 266 D. Modalidade

Leia mais

Descrição do PAS Nº 124 Vip Especial

Descrição do PAS Nº 124 Vip Especial 1 EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. 2 NOME DO PLANO Plano PAS - 124 LD - 3 MODALIDADE DO STFC Longa Distância Nacional 4 MODALIDADE DO STFC Serviço de Longa Distância Nacional 5 DESCRIÇÃO

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Roteiro de Estudos Redes IP Conceitos Básicos IV O Portal Teleco apresenta periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam uma sugestão de tutoriais

Leia mais

Detalhamento do Plano

Detalhamento do Plano PLANO ALTERNATIVO LOCAL PLANO Nº 011 A. Empresa: OI (TELEMAR NORTE LESTE S.A.), autorizatária do Serviço Telefônico Fixo Comutado na Modalidade Local, na Região III e no Setor 3 da Região 1 do Plano Geral

Leia mais

Descrição do PAS Nº Inteligente

Descrição do PAS Nº Inteligente 1 EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. 2 NOME DO PLANO Plano PAS - 015 - LD 3 MODALIDADE DO STFC Longa Distância Nacional 4 DESCRIÇÃO RESUMIDA Este Plano Alternativo de Serviço destina-se

Leia mais

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL 1 Empresa: Empresa: OpçãoNet Informática Ltda. 2 Nome do Plano Plano Alternativo de Serviço Local 2.1 Identificação para a Anatel PAS Nº 001 - Local 3 Modalidade

Leia mais

PLANO BÁSICO LOCAL. Detalhamento do Plano

PLANO BÁSICO LOCAL. Detalhamento do Plano PLANO BÁSICO LOCAL A. Empresa Telefônica Brasil S.A. B. Nome do Plano: Técnico: Plano Básico Local Comercial: à definir C. Identificação para a Anatel: Plano Básico Local D. Modalidade do STFC coberta:

Leia mais

Universalização, Competitividade e Rentabilidade: O Paradigma do Setor. Ronaldo Iabrudi Natal, 31 de maio de 2002

Universalização, Competitividade e Rentabilidade: O Paradigma do Setor. Ronaldo Iabrudi Natal, 31 de maio de 2002 Universalização, Competitividade e Rentabilidade: O Paradigma do Setor Ronaldo Iabrudi Natal, 31 de maio de 2002 Plano Geral de Metas de Qualidade Plano Geral de Metas de Universalização As regras de expansão

Leia mais

Acesso Individual Classe Especial (AICE) do Serviço de Telefone Fixo Comutado (STFC)

Acesso Individual Classe Especial (AICE) do Serviço de Telefone Fixo Comutado (STFC) Acesso Individual Classe Especial (AICE) do Serviço de Telefone Fixo Comutado (STFC) Telefone Popular Acesso Individual Classe Especial (AICE) Conheça as regras do Programa! O que é o Acesso Individual

Leia mais

PLANOS ALTERNATIVOS Pacote de Minutos Locais Mensais III

PLANOS ALTERNATIVOS Pacote de Minutos Locais Mensais III PLANOS ALTERNATIVOS Pacote de Minutos Locais Mensais III A. Empresa Telecomunicações de São Paulo S.A. TELESP B. Nome do Plano Planos de Minutos Locais Mensais III Nome comercial: em definição C. Identificação

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N LD

PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N LD PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 144 - LD 1. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. 2. NOME DO PLANO Plano PAS 144 LD 3. MODALIDADE DO STFC Serviço

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano VipLine Facil PLANO ALTERNATIVO N LC

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano VipLine Facil PLANO ALTERNATIVO N LC PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano VipLine Facil PLANO ALTERNATIVO N 067 - LC A Empresa Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL B Nome do Plano Plano Alternativo VipLine Fácil PAS 067 -

Leia mais

Descrição do PAS Nº 039 Vip Phone

Descrição do PAS Nº 039 Vip Phone 1 EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. 2 NOME DO PLANO Plano PAS - 039 LD 3 MODALIDADE DO STFC Longa Distância Nacional 4 DESCRIÇÃO RESUMIDA É um Plano Alternativo de Serviço para clientes

Leia mais

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 149

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 149 DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 149 A. Empresa: Oi (Telemar Norte Leste S.A.) B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço n.º 149 Franquia 350 minutos Internet sem Limites + Franquia VC1

Leia mais

PLANO DE ATENDIMENTO RURAL COMPLEMENTAR PAR-C LC

PLANO DE ATENDIMENTO RURAL COMPLEMENTAR PAR-C LC PLANO DE ATENDIMENTO RURAL COMPLEMENTAR PAR-C 001 - LC EMPRESA Claro S/A, incorporadora da Embratel S.A., autorizada do STFC na modalidade Local NOME DO PLANO Plano Claro Fone Rural MODALIDADE DO STFC

Leia mais

CONTRATO DE PLANO BÁSICO DE SERVIÇO Super DDD 15

CONTRATO DE PLANO BÁSICO DE SERVIÇO Super DDD 15 CONTRATO DE PLANO BÁSICO DE SERVIÇO Super DDD 15 Por este instrumento, em que fazem parte de um lado, TELEFÔNICA BRASIL S.A., STFC, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 02.558.157/0001-62, com sede na Rua Martiniano

Leia mais

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 142

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 142 DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 142 A. Empresa: Oi (Telemar Norte Leste S.A.) B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço n.º 142 Franquia 1000 Minutos C. Identificação para a Anatel:

Leia mais

Qualidade na Telefonia Fixa

Qualidade na Telefonia Fixa Qualidade na Telefonia Fixa Este tutorial apresenta os indicadores básicos utilizados pela Anatel para acompanhar a Qualidade do Serviço prestado pelas operadoras do Serviço Telefônico Fixo Comutado no

Leia mais

Regulamento Oferta Commtel

Regulamento Oferta Commtel Oferta Commtel REGULAMENTO OFERTA FIBRA, prestadora para exploração de Serviço de Comunicação Multimídia SCM/ANATEL, com sede em São Sebastião no Território do Distrito Federal, situado à 91, Rua 47, Centro

Leia mais

Painel: Modelagens de Atendimento

Painel: Modelagens de Atendimento Painel: Modelagens de Atendimento Átila Augusto Souto Departamento de Serviços de Universalização de Telecomunicações Secretaria de Telecomunicações 20-10-2010 Consulta Pública do (2008): - 300 contribuições

Leia mais

Detalhamento do Plano

Detalhamento do Plano PLANO ALTERNATIVO LOCAL A. Empresa: Telemar Norte Leste S/A PLANO Nº 160 B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço Nº 160 C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo de Serviço Nº 160 D. Modalidade

Leia mais

Documentação Anatel. EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO No 012

Documentação Anatel. EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO No 012 Documentação Anatel EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO No 012 1. DESCRIÇÃO DO PLANO Este Plano de Serviço, denominado inicialmente de Plano Bloco de Tempo,

Leia mais

Documentação Anatel EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 006

Documentação Anatel EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 006 Documentação Anatel EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 006 1. DESCRIÇÃO DO PLANO Este Plano de Serviço visa oferecer aos assinantes do Serviço de Telefonia

Leia mais

Descrição do PAS Nº 149 VBL 800

Descrição do PAS Nº 149 VBL 800 1. EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. 2. NOME DO PLANO Plano PAS 149 LD 3. MODALIDADE DO STFC Serviço de Longa Distância Nacional 4. DESCRIÇÃO RESUMIDA Este plano foi planejado para atender

Leia mais

Edital de Licitação das Faixas de 450 MHz e de 2,5 GHz Proposta. Brasília/DF Janeiro/2012

Edital de Licitação das Faixas de 450 MHz e de 2,5 GHz Proposta. Brasília/DF Janeiro/2012 Edital de Licitação das Faixas de 450 MHz e de 2,5 GHz Proposta Brasília/DF Janeiro/2012 Aspectos gerais Implementação do Decreto 7.512, de 30 de junho de 2011 Art. 3º A ANATEL deverá, para fins de ampliação

Leia mais

PLANOS ALTERNATIVOS PA n.º 021 Conexão de Minutos

PLANOS ALTERNATIVOS PA n.º 021 Conexão de Minutos PLANOS ALTERNATIVOS PA n.º 021 Conexão 50.015 de 50.000 Minutos A. Empresa Telecomunicações de São Paulo S.A. TELESP B. Nome do Plano Nome Técnico: Conexão 50.015 de 50.000 minutos Nome comercial: a definir

Leia mais

PLANOS ALTERNATIVOS PA n.º Pacote Minutos Locais Mensais VI

PLANOS ALTERNATIVOS PA n.º Pacote Minutos Locais Mensais VI PLANOS ALTERNATIVOS PA n.º 116 - Pacote Minutos Locais Mensais VI A. Empresa Telecomunicações de São Paulo S.A. TELESP B. Nome do Plano Técnico: Planos de Minutos Locais Mensais VI Comercial: em definição

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Roteiro de Estudo: Telefonia Celular - Tecnologias Básicas IV O Portal Teleco passa a apresentar periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PA n 123. Detalhamento do Plano

PLANO ALTERNATIVO PA n 123. Detalhamento do Plano PLANO ALTERNATIVO PA n 123 A. Empresa: B. Nome do Plano: Comercial: A definir Técnico: Plano Alternativo n 123 C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo Nº 123 D. Modalidade do STFC coberta: Local

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 177- LD

PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 177- LD PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 177- LD 1. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. 2. NOME DO PLANO Plano Vip Único Nacional PAS - 177 LD 3. MODALIDADE

Leia mais

Descrição do PAS Nº 144 Rede Vip

Descrição do PAS Nº 144 Rede Vip 1 EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. 2 NOME DO PLANO Plano PAS - 144 LD 3 MODALIDADE DO STFC Longa Distância Nacional 4 DESCRIÇÃO RESUMIDA Este plano foi planejado para atender às necessidades

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL PLANO ALTERNATIVO N LD

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL PLANO ALTERNATIVO N LD PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL PLANO ALTERNATIVO N 233 - LD 1. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. 2. NOME DO PLANO Plano PAS 233 LD 3. MODALIDADE DO

Leia mais

Regulamento do STFC e Tarifação. Eduardo Marques da Costa Jacomassi Gerência de Acompanhamento e Controle de Tarifas e Preços - PBCPA

Regulamento do STFC e Tarifação. Eduardo Marques da Costa Jacomassi Gerência de Acompanhamento e Controle de Tarifas e Preços - PBCPA 1 Regulamento do STFC e Tarifação Eduardo Marques da Costa Jacomassi Gerência de Acompanhamento e Controle de Tarifas e Preços - PBCPA 2 LEI GERAL DE TELECOMUNICAÇÕES LEI 9.472/1997: Art. 2º O Poder Público

Leia mais

LEI N.º10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000

LEI N.º10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 LEI N.º10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências.

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre o que é um Service Level Agreement (SLA).

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre o que é um Service Level Agreement (SLA). Service Level Agreement (SLA) Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre o que é um Service Level Agreement (SLA). Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco (INPE 81) tendo

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PA nº. 122 Meus Minutos Brasil Todo Dia

PLANO ALTERNATIVO PA nº. 122 Meus Minutos Brasil Todo Dia PLANO ALTERNATIVO PA nº. 122 Meus Minutos Brasil Todo Dia A. Empresa: Telecomunicações de São Paulo - Telesp B. Nome do Plano: Técnico: Meus Minutos Brasil Todo Dia Comercial: a definir C. Identificação

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Livre Pós 100 PLANO ALTERNATIVO N 016 LC

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Livre Pós 100 PLANO ALTERNATIVO N 016 LC EMPRESA PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Livre Pós 100 PLANO ALTERNATIVO N 016 LC Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano Livre Pós 100 PAS 016 - LC MODALIDADE DO

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 245- LD

PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 245- LD PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 245- LD 1. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. 2. NOME DO PLANO Plano Vip Sip Nacional PAS 245 LD 3. MODALIDADE

Leia mais

REGULAMENTO DE NUMERAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO

REGULAMENTO DE NUMERAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO REGULAMENTO DE NUMERAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Capítulo I Da Abrangência e dos Objetivos Art. 1 o Os Recursos de Numeração do Serviço Telefônico Fixo Comutado

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Progressivo Assinatura DDR PLANO ALTERNATIVO N LC. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL.

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Progressivo Assinatura DDR PLANO ALTERNATIVO N LC. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Progressivo Assinatura DDR PLANO ALTERNATIVO N 060 - LC EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano Progressivo Assinatura DDR PAS 060

Leia mais

Descrição do PAS Nº 094 Vip Line IP

Descrição do PAS Nº 094 Vip Line IP 1 EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. 2 NOME DO PLANO Plano PAS 094 LD 3 MODALIDADE DO STFC Longa Distância Nacional 4 DESCRIÇÃO RESUMIDA Este plano foi planejado para atender às necessidades

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Código de Seleção de Prestadora (CSP) Este tutorial apresenta o Código de Seleção de Prestadora (CSP) utilizado no Brasil para chamadas de longa distância. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO ALTERNATIVO N LC

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO ALTERNATIVO N LC PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO ALTERNATIVO N 074 - LC EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano PAS 074 - LC MODALIDADE DO STFC Serviço Local DESCRIÇÃO

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO VipLine Linhas Individuais PLANO ALTERNATIVO N LC

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO VipLine Linhas Individuais PLANO ALTERNATIVO N LC PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO VipLine Linhas Individuais PLANO ALTERNATIVO N 091 - LC EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano VipLine Linhas Individuais PAS 091

Leia mais

Descrição do PAS Nº 001 VipLine

Descrição do PAS Nº 001 VipLine PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO VIPLINE N 001 LC EMPRESA CLARO S.A. NOME DO PLANO Plano PAS 001 - LC MODALIDADE DO STFC Serviço Local DESCRIÇÃO RESUMIDA É um Plano Alternativo para prestação do

Leia mais

PLANOS ALTERNATIVOS PA nº MINUTOS LONGA DISTÂNCIA INTRA- ESTADUAIS II

PLANOS ALTERNATIVOS PA nº MINUTOS LONGA DISTÂNCIA INTRA- ESTADUAIS II PLANOS ALTERNATIVOS PA nº. 145 - MINUTOS LONGA DISTÂNCIA INTRA- ESTADUAIS II A. Empresa Telecomunicações de São Paulo S.A. TELESP B. Nome do Plano Nome Técnico: Plano de Minutos Longa Distância Intra-estaduais

Leia mais

Detalhamento do Plano

Detalhamento do Plano PLANO ALTERNATIVO LOCAL PLANO Nº 011 A. Empresa: OI (TELEMAR NORTE LESTE S.A.), autorizatária do Serviço Telefônico Fixo Comutado na Modalidade Local, na Região III e no Setor 3 da Região 1 do Plano Geral

Leia mais

CONTRATO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Nº 17 VIVO FIXO 15 FÁCIL

CONTRATO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Nº 17 VIVO FIXO 15 FÁCIL CONTRATO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Nº 17 VIVO FIXO 15 FÁCIL HORÁRIO DE COBERTURA DO PLANO: 24 HORAS Por este instrumento, em que são partes de um lado a TELEFÔNICA BRASIL S.A.,

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Relatórios de Resultado de Operadoras de Telecomunicações Este tutorial tem por objetivo apresentar as principais definições da terminologia utilizada nos relatórios de resultado das operadoras de telecomunicações

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - VipLine Direto PLANO ALTERNATIVO N LC

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - VipLine Direto PLANO ALTERNATIVO N LC EMPRESA PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - VipLine Direto PLANO ALTERNATIVO N 058 - LC Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano VipLine Direto PAS 058 - LC MODALIDADE DO STFC

Leia mais

ANEXO À CONSULTA PÚBLICA N.º 8, DE 15 DE FEVEREIRO DE TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS. Capítulo I DA ABRANGÊNCIA E OBJETIVO.

ANEXO À CONSULTA PÚBLICA N.º 8, DE 15 DE FEVEREIRO DE TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS. Capítulo I DA ABRANGÊNCIA E OBJETIVO. ANEXO À CONSULTA PÚBLICA N.º 8, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2012. TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Capítulo I DA ABRANGÊNCIA E OBJETIVO Proposta de Regulamento sobre prestação do STFC fora da Área de Tarifa Básica

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Alternativo PLANO ALTERNATIVO N LC

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Alternativo PLANO ALTERNATIVO N LC EMPRESA PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Alternativo PLANO ALTERNATIVO N 033 - LC Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano Plano Alternativo PAS 033 - LC MODALIDADE

Leia mais

Descrição do PAS Nº 245 Vip Sip Nacional

Descrição do PAS Nº 245 Vip Sip Nacional 1. EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. 2. NOME DO PLANO Plano PAS 245 LD 3. MODALIDADE DO STFC Longa Distância Nacional 4. DESCRIÇÃO RESUMIDA O Plano VipSip Nacional foi planejado para atender

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO VipLine Linhas Individuais PLANO ALTERNATIVO N LC

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO VipLine Linhas Individuais PLANO ALTERNATIVO N LC PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO VipLine Linhas Individuais PLANO ALTERNATIVO N 035 - LC EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano VipLine Linhas Individuais PAS 035

Leia mais

REGULAMENTO DA OFERTA TIM FIXO BRASIL TOTAL PLUS. (17/09/2017 até 31/12/2017)

REGULAMENTO DA OFERTA TIM FIXO BRASIL TOTAL PLUS. (17/09/2017 até 31/12/2017) REGULAMENTO DA OFERTA TIM FIXO BRASIL TOTAL PLUS (17/09/2017 até 31/12/2017) Esta é uma Oferta da TIM S/A, nova denominação da INTELIG TELECOMUNICAÇÕES LTDA., com sede na Rua Fonseca Teles, nº 18, A30,

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 271- LD

PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 271- LD PLANO ALTERNATIVO PARA CHAMADA LONGA DISTÂNCIA PLANO ALTERNATIVO N 271- LD 1. EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. 2. NOME DO PLANO Plano Vip Multi PAS 271 LD 3. MODALIDADE DO

Leia mais

Descrição do PAS Nº 061 Progressivo Assinatura

Descrição do PAS Nº 061 Progressivo Assinatura PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO PROGRESSIVO ASSINATURA N 061 LC EMPRESA CLARO S.A. NOME DO PLANO Plano PAS 061 LC MODALIDADE DO STFC Serviço Local DESCRIÇÃO RESUMIDA É um Plano Alternativo para

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO ALTERNATIVO N 099 LC VipSip

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO ALTERNATIVO N 099 LC VipSip PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO ALTERNATIVO N 099 LC VipSip EMPRESA Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano VipSip Local PAS 099 - LC MODALIDADE DO STFC Serviço

Leia mais

Descrição do PAS Nº 060 Progressivo Assinatura DDR

Descrição do PAS Nº 060 Progressivo Assinatura DDR PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO PROGRESSIVO ASSINATURA DDR N 060 LC EMPRESA CLARO S.A. NOME DO PLANO Plano Progressivo Assinatura PAS 060 LC MODALIDADE DO STFC Serviço Local DESCRIÇÃO RESUMIDA

Leia mais

Descrição do PAS Nº 001 VipLine

Descrição do PAS Nº 001 VipLine PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO VIPLINE N 001 LC EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. NOME DO PLANO Plano PAS 001 - LC MODALIDADE DO STFC Serviço Local DESCRIÇÃO RESUMIDA É um Plano

Leia mais

Descrição do PAS Nº 067 VipLine Fácil

Descrição do PAS Nº 067 VipLine Fácil PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO LOCAL PLANO PROGRESSIVO ASSINATURA N 067 LC EMPRESA CLARO S/A., incorporadora da Embratel S.A. NOME DO PLANO Plano Alternativo 067 LC MODALIDADE DO STFC Serviço Local DESCRIÇÃO

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS. PRORROGAÇÃO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO E POLÍTICA TARIFÁRIA

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS. PRORROGAÇÃO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO E POLÍTICA TARIFÁRIA TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS. PRORROGAÇÃO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO E POLÍTICA TARIFÁRIA 9º SEMINÁRIO TELECOM São Paulo LUIZ TITO CERASOLI 23.junho.2003 TELEFONIA FIXA AUTOFINANCIAMENTO HISTÓRICO SUBSÍDIOS

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Livre Pré 21 PLANO ALTERNATIVO N LC EMPRESA. Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL.

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Livre Pré 21 PLANO ALTERNATIVO N LC EMPRESA. Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. EMPRESA PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO - Plano Livre Pré 21 PLANO ALTERNATIVO N 024 - LC Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. NOME DO PLANO Plano Livre Pré 21 PAS 024- LC MODALIDADE DO STFC

Leia mais

DESCUMPRIMENTO DO PLANO DE MELHORIA DA PLANTA DE TUP S POR PARTE DA CONCESSIONÁRIA LOCAL E CONSEQUENTE MULTA 1

DESCUMPRIMENTO DO PLANO DE MELHORIA DA PLANTA DE TUP S POR PARTE DA CONCESSIONÁRIA LOCAL E CONSEQUENTE MULTA 1 DESCUMPRIMENTO DO PLANO DE MELHORIA DA PLANTA DE TUP S POR PARTE DA CONCESSIONÁRIA LOCAL E CONSEQUENTE MULTA 1 Robson Alessandro Stochero 2, Patrick Kazmierczak Da Silva 3, Mateus Ziegler 4, Alexandre

Leia mais