Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências."

Transcrição

1 O que é Femtocell? Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Femtocell, pequenas estações rádio base (ERB's) desenvolvidas para operar dentro de residências. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco (INPE 81) tendo atuado nas áreas de Redes Ópticas, Sistemas Celulares e Comunicações por Satélite. Ocupou várias posições de Direção em empresas de Teleco como VP de Operações da BMT, Diretor de Operações da Pegasus Telecom e Gerente de Planejamento Celular da Ericsson. Pioneiro no desenvolvimento de Satélites no Brasil (INPE), tem vasta experiência internacional, é detentor de uma patente na área e tem participado constantemente como palestrante em seminários. Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Categoria: Telefonia Celular Nível: Introdutório Enfoque: Técnico Duração: 15 minutos Publicado em: 12/01/2009 1

2 Femtocell: O que é? Femtocells são pequenas estações rádio base (ERBs) desenvolvidas para operar dentro de residências. As Femtocells operam em baixa potência nas frequências utilizadas pelas operadoras de celular e são conectadas à rede da operadora através da conexão banda larga existente na residência (ADSL, Cabo,...). Ter uma femtocell em casa traz os seguintes benefícios para os usuários: Melhor cobertura indoor na residência; Substitui o ponto de acesso WiFi suporte conexões banda larga de alta velocidade com 4 a 6 usuários simultâneos ativos; Implementa de forma transparente para o usuário a convergência fixo-móvel, permitindo a oferta pelas operadoras de planos de serviço com preços diferenciados quando ele se encontra em casa. Para as operadoras a femtocell apresenta as seguintes vantagens: Aumenta a capacidade da rede com menor investimento, pois elimina os custos relacionados a sites e reduz os custos com backhaul; Fidelização de clientes da família, reduzindo o churn e possibilitando a oferta de serviços diferenciados. 2

3 Femtocell: Características Principais As principais características das Femtocells são: Raio de cobertura: 50 a 200 metros; Frequência de operação: utiliza as frequências das operadoras de celular (Espectro licenciado); Tecnologia: CDMA, GSM e 3G; Backhaul: são conectadas à rede da operadora através da conexão banda larga existente na residência (ADSL, Cabo,...); Instaladas pelo usuário. Projetadas para começar a operar automaticamente ao serem ligadas, sem necessidade de ajustes ou configuração em campo. O gerenciamento é remoto, assim como os upgrades de software. Apesar da simplicidade conceitual das femtocells, elas tiveram de superar desafios tecnológicos para se tornarem uma realidade, entre eles questões como segurança, escalabilidade, controle de acesso, seleção automática pelo celular da zona da femtocell e handover com outras células. Entre os desafios enfrentados um dos mais difíceis está relacionado à redução da interferência com outras ERBs ou femtocells. Como as femtocells são instaladas pelo usuário e não são ajustadas em campo, elas precisam ter a capacidade de se ajustar automaticamente à rede celular reduzindo a interferência com as ERBs de maior porte e com outras femtocells. 3

4 Femtocell: Aspectos Regulatórios As femtocells promovem na residência uma convergência de serviços fixos e móveis e provocam algumas questões de ordem regulatória, tais como: As femtocells utilizam espectro licenciado para as operadoras de celular. Um usuário qualquer pode comprar uma femtocell e começar a utilizá-la em casa como faz hoje com um ponto de acesso WiFi? Caso não exista um controle de acesso efetivo na femtocell poderá um vizinho utilizar a femtocell para seus serviços de voz e de dados? As chamadas telefônicas feitas através da femtocell serão consideradas como sendo Telefonia Fixa (STFC) ou celular (SMP)? As femtocells terão de ser cadastradas na Anatel como ERBs? Estas e outras questões estão sendo debatidas pelos órgãos reguladores dos vários países, inclusive no Brasil, uma vez que estes equipamentos terão de ter sua certificação homologada para operar no Brasil. 4

5 Femtocell: Considerações Finais As femtocells são uma boa alternativa para melhorar a cobertura e a qualidade do serviço oferecido em ambientes "indoors" em casa ou no escritório. Segundo o Femtoforum, 1/3 do tráfego de todo o tráfego do celular está hoje em casa e está crescendo. Os novos serviços multimídia estão também exigindo cada vez mais a disponibilidade de banda larga com taxas cada vez mais altas. As femtocells combinam o acesso wireless para voz e dados utilizando espectro licenciado com a banda larga fixa de alta velocidade. O sucesso da femtocell dependerá em grande parte da escala de produção que permita a sua venda a preços acessíveis. Em um primeiro momento o que se deve ver são operadoras subsidiando este preços para fidelizar clientes de alto poder aquisitivo. A padronização das femtocells ainda está sendo pelo Femto Forum que trabalha com quatro comitês: Marketing & promoção; Camada Física e Radio; Rede e interoperabilidade; Regulatório. Referências Femto Forum 5

6 Femtocell: Teste seu Entendimento 1. O que é Femtocell? Macro células de um sistema celular. Ponto de acesso Wi-Fi. Pequena ERB que opera em residências e escritórios. Modem ADSL. 2. Assinale a altenativa falsa em relação à femtocell: Melhora a cobertura indoor na residência. Utiliza as frequências da Operadora de celular. Dispensa a conexão banda larga da operadora fixa. Aumenta a capacidade da rede celular com menor investimento. 3. Assinale a alternativa verdadeira: Femtocells poderão ser adquirida nas lojas pelo usuário independentemente da operadora de celular. A instalação da Femtocell exigirá a presença de um técnico na residência para fazer a comfiguração. A Femtocell não interfere com macro células pois utiliza frequências de operadoras diferentes. Caso não exista um controle de acesso efetivo na femtocell um vizinho poderá utilizar a femtocell para seus serviços de voz e de dados. 6

Quando não é necessário autorização para uso de Frequências no Brasil

Quando não é necessário autorização para uso de Frequências no Brasil Quando não é necessário autorização para uso de Frequências no Brasil Este tutorial apresenta os conceitos básicos para a utilização de freqüências que não necessitam autorização de uso de radiofreqüência

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Roteiro de Estudo: Telefonia Celular - Tecnologias Básicas IV O Portal Teleco passa a apresentar periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Tráfego telefônico (Erlang) Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Erlang e tráfego telefônico. O Erlang é utilizado para dimensionamento de centrais telefônicas. Este dimensionamento pode

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Roteiro de Estudo: Telefonia Celular - Tecnologias Básicas III O Portal Teleco passa a apresentar periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam

Leia mais

Efeitos da Radiação Eletromagnética de Sistemas Celulares

Efeitos da Radiação Eletromagnética de Sistemas Celulares Efeitos da Radiação Eletromagnética de Sistemas Celulares Este tutorial apresenta conceitos básicos sobre radiação eletromagnética de sistemas celulares e os limites estabelecidos pela Anatel para evitar

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Roteiro de Estudos Redes IP Conceitos Básicos IV O Portal Teleco apresenta periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam uma sugestão de tutoriais

Leia mais

Os Novos Contratos de Concessão do STFC em 2006

Os Novos Contratos de Concessão do STFC em 2006 Os Novos Contratos de Concessão do STFC em 2006 Este tutorial apresenta os novos contratos de concessão em vigor para as concessionárias de Serviço Telefônico Fixo Comutado a apartir de 1º de janeiro de

Leia mais

1 Acesso à Internet

1 Acesso à Internet Acesso à Internet ste tutorial apresenta as formas de acesso a Internet disponíveis para o usuário brasileiro, e apresenta os números atuais da Internet no Brasil. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. SAR e Radiação de Terminais Celulares Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre SAR e os efeitos da radiação em terminais celulares. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco

Leia mais

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 20/10/2003).

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 20/10/2003). Autorização para Prestação de Serviço Telefônico no Brasil Este tutorial apresenta a regulamentação básica para a obtenção de autorização para a prestação de serviço telefônico no Brasil. (Versão revista

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Código de Seleção de Prestadora (CSP) Este tutorial apresenta o Código de Seleção de Prestadora (CSP) utilizado no Brasil para chamadas de longa distância. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e

Leia mais

Categorias: Banda Larga, Infraestrutura para Telecomunicações, Roteiro de Estudos

Categorias: Banda Larga, Infraestrutura para Telecomunicações, Roteiro de Estudos Roteiro de Estudos PLC (Power Line Communication) I O Portal Teleco apresenta periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam uma sugestão de tutoriais

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre o que é um Service Level Agreement (SLA).

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre o que é um Service Level Agreement (SLA). Service Level Agreement (SLA) Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre o que é um Service Level Agreement (SLA). Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco (INPE 81) tendo

Leia mais

A ANATEL E O WIMAX Redes comunitárias e redes competitivas

A ANATEL E O WIMAX Redes comunitárias e redes competitivas A ANATEL E O WIMAX Redes comunitárias e redes competitivas PORTO ALEGRE WIRELESS Eduardo Ramires 1 Abordagem As novas tecnologias de acesso sem fio à INTERNET. Regulação da Internet e redes municipais

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. O que é IP O objetivo deste tutorial é fazer com que você conheça os conceitos básicos sobre IP, sendo abordados tópicos como endereço IP, rede IP, roteador e TCP/IP. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco

Leia mais

Meios Físicos Cont. Espectro Eletromagnético

Meios Físicos Cont. Espectro Eletromagnético Meios Físicos Cont. Pares Metálicos Cabo coaxial Par Trançado Condutores Óticos Fibra Rádio Microondas Satélites Infravermelho Espectro Eletromagnético 1 Espectro Eletromagnético Frequências 30MHz to 1GHz

Leia mais

O Setor de Telecomunicações

O Setor de Telecomunicações O Setor de Telecomunicações 2ª CODE Conferência do Desenvolvimento IPEA/2011 Brasília, 25 de novembro de 2011 Eduardo Levy 83 empresas representadas 17 empresas associadas Serviços de telefonia fixa Serviços

Leia mais

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 11/11/2002).

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 11/11/2002). ADSL (Speedy, Velox, Turbo) Este tutorial apresenta a tecnologia ADSL (Asymetric Digital Subscriber Line) desenvolvida para prover acesso de dados banda larga a assinantes residenciais ou escritórios através

Leia mais

Este dimensionamento pode ser feito utilizando os calculadores de Erlang C e Erlang B do Teleco.

Este dimensionamento pode ser feito utilizando os calculadores de Erlang C e Erlang B do Teleco. Dimensionamento de Centrais de Atendimento (Call Center) Este tutorial apresenta os conceitos básicos para dimensionamento de centrais de atendimento também conhecidas como Call Center ou Contact Center.

Leia mais

INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt

INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, março de 2016 Roteiro WMAN WiMAX Arquitetura Sistemas de Telefonia Celular Evolução dos Sistemas Celulares

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Roteiro de Estudo: Telefonia Celular - Tecnologias Básicas I O Portal Teleco passa a apresentar periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam

Leia mais

GSM - Global System for Mobile Communication

GSM - Global System for Mobile Communication GSM - Global System for Mobile Communication Este tutorial apresenta os conceitos básicos de Sistemas Celulares GSM. O GSM (Global System for Mobile Communication) é um padrão digital de segunda geração

Leia mais

AlgarTelecom. Gente Servindo Gente. Assessoria de Comunicação, Marca e Sustentabilidade maio 2013

AlgarTelecom. Gente Servindo Gente. Assessoria de Comunicação, Marca e Sustentabilidade maio 2013 AlgarTelecom Gente Servindo Gente 2013 Grupo Algar (desde 1929) Negócios Algar Setor TI/Telecom Setor Agro Setor Serviços Turismo Solidez e presença Presença geográfica Destaques 2012 Algar Telecom Algar

Leia mais

Agosto/2018. Desafios de Infraestrutura de telecomunicações no Brasil: Aspectos Regulatórios

Agosto/2018. Desafios de Infraestrutura de telecomunicações no Brasil: Aspectos Regulatórios Agosto/2018 Desafios de Infraestrutura de telecomunicações no Brasil: Aspectos Regulatórios Crescimento Exponencial de Serviços e Tráfego de dados Demanda exponencial de Tráfego Necessidade de mais capacidade

Leia mais

EAQ Entidade Aferidora da Qualidade de Banda Larga Workshop 5: Qualidade da Banda Larga no Brasil

EAQ Entidade Aferidora da Qualidade de Banda Larga Workshop 5: Qualidade da Banda Larga no Brasil EAQ Entidade Aferidora da Qualidade de Banda Larga Workshop 5: Qualidade da Banda Larga no Brasil 21 de maio de 2013 Workshop de Qualidade da Banda Larga 1. Introdução 2. A origem 3. Infraestrutura e Cadeia

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Tarifas de Uso de Rede Este tutorial apresenta os conceitos básicos de Tarifas de Uso de Rede das Operadoras de Telefonia Fixa e Celular. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco (INPE

Leia mais

Padrão IEEE PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg. Bruno Lucena Raissa Monego

Padrão IEEE PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg. Bruno Lucena Raissa Monego PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg Bruno Lucena Raissa Monego Histórico O primeiro sistema de computadores que empregou as técnicas de radiodifusão em vez de cabos ponto a ponto foi

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução 1.1. Acesso sem fio Existem diversos tipos de acesso sem fio [1], dependendo do tipo de aplicação implementada. Sistemas sem fios podem ser usados de forma a permitir mobilidade ao

Leia mais

Dimensionamento de Centrais de Atendimento (Call Center)

Dimensionamento de Centrais de Atendimento (Call Center) 1 Dimensionamento de Centrais de Atendimento (Call Center) Este tutorial apresenta os conceitos básicos para dimensionamento de centrais de atendimento também conhecidas como Call Center ou Contact Center.

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Rede de Telefonia Celular As redes de telefonia móvel são sistemas complexos e devem ser minuciosamente planejadas e projetadas. O

Leia mais

Rede de Transporte das Operadoras Regionais e de Longa Distância Inclui backbones, entroncamentos secundários e acesso tanto para troncos de longa

Rede de Transporte das Operadoras Regionais e de Longa Distância Inclui backbones, entroncamentos secundários e acesso tanto para troncos de longa 1 Rede de Transporte das Operadoras Regionais e de Longa Distância Inclui backbones, entroncamentos secundários e acesso tanto para troncos de longa distância como para redes metropolitanas. Rede de Transporte

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI- UFPI COLEGIO TÉCNICO DE TERESINA- CTT CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA REDES DE COMPUTADORES PROFº VALDEMIR REIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI- UFPI COLEGIO TÉCNICO DE TERESINA- CTT CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA REDES DE COMPUTADORES PROFº VALDEMIR REIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI- UFPI COLEGIO TÉCNICO DE TERESINA- CTT CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA REDES DE COMPUTADORES PROFº VALDEMIR REIS REDES WIMAX ALUNAS: BRUNA BONIFÁCIO PATRICIA SOUSA FRANCISCA

Leia mais

a redução do tamanho das células (cell spliting); a utilização de antenas inteligentes, e;

a redução do tamanho das células (cell spliting); a utilização de antenas inteligentes, e; 19 1. Introdução Nas últimas décadas, a demanda por serviços de comunicação móvel celular tem crescido de forma espantosa em todo o mundo, principalmente com relação a serviços suplementares e complementares.

Leia mais

Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes. Personal Area Networks)

Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes. Personal Area Networks) Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.2 Camada Física Tecnologias Alternativas de Meios Físicos * WPANs (Wireless( Personal Area Networks) Curso Técnico Integrado

Leia mais

EVOLUÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL. Grupo: Anna Claudia Geraldo Vinicius Guilherme Spadotto Rafael Cunha.

EVOLUÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL. Grupo: Anna Claudia Geraldo Vinicius Guilherme Spadotto Rafael Cunha. EVOLUÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL Grupo: Anna Claudia Geraldo Vinicius Guilherme Spadotto Rafael Cunha. INTRODUÇÃO A influência do Protocolo de Internet (IP) nos setores de Telecomunicações, criando

Leia mais

INFRAESTRUTURA E CONECTIVIDADE: A IMPORTÂNCIA PARA A GESTÃO EFICIENTE DAS CIDADES

INFRAESTRUTURA E CONECTIVIDADE: A IMPORTÂNCIA PARA A GESTÃO EFICIENTE DAS CIDADES INFRAESTRUTURA E CONECTIVIDADE: A IMPORTÂNCIA PARA A GESTÃO EFICIENTE DAS CIDADES FÓRUM DE INFRAESTRUTURA E CONECTIVIDADE PARA SMART CITIES PORTO ALEGRE 29 DE MARÇO DE 2017 RICARDO DIECKMANN 1 Quem somos

Leia mais

Voz sobre IP VoIP telefonia IP telefonia Internet telefonia em banda larga voz sobre banda larga Públicas Privadas Telefonia IP

Voz sobre IP VoIP telefonia IP telefonia Internet telefonia em banda larga voz sobre banda larga Públicas Privadas Telefonia IP Voz sobre IP Voz sobre IP, também chamada de VoIP (Voice over Internet Protocol), telefonia IP, telefonia Internet, telefonia em banda larga ou voz sobre banda larga é o roteamento de conversação humana

Leia mais

Ilustração 1: Sistema comunicação móvel

Ilustração 1: Sistema comunicação móvel Implantação de Estações Rádio Base (ERBs) ERB: O que é? Estação Rádio Base (ERB) ou Cell site é a denominação dada em um sistema de telefonia celular para a Estação Fixa com que os terminais móveis se

Leia mais

LEIS RESTRITIVAS A COPA DO MUNDO DE 2014 E TECNOLOGIA 4G EM CURITIBA EDUARDO LEVY CURITIBA, 18 DE MAIO DE 2012 A IMPLEMENTAÇÃO DA

LEIS RESTRITIVAS A COPA DO MUNDO DE 2014 E TECNOLOGIA 4G EM CURITIBA EDUARDO LEVY CURITIBA, 18 DE MAIO DE 2012 A IMPLEMENTAÇÃO DA LEIS RESTRITIVAS A COPA DO MUNDO DE 2014 E A IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G EM CURITIBA EDUARDO LEVY CURITIBA, 18 DE MAIO DE 2012 Fonte: Telebrasil mais de 324 milhões de clientes 240 mais de mil km de

Leia mais

INOVAtic Nordeste Feira de Negócios e Congresso de Tecnologias da Informação e Comunicação MARÇO 18

INOVAtic Nordeste Feira de Negócios e Congresso de Tecnologias da Informação e Comunicação MARÇO 18 INOVAtic Nordeste Feira de Negócios e Congresso de Tecnologias da Informação e Comunicação MARÇO 18 Tendências da indústria de telecom Consumidor brasileiro cada vez mais conectado e digital... Com IoT,

Leia mais

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco.

Assumiu em 2002 um novo desafio profissional como empreendedor e Presidente do Teleco. Relatórios de Resultado de Operadoras de Telecomunicações Este tutorial tem por objetivo apresentar as principais definições da terminologia utilizada nos relatórios de resultado das operadoras de telecomunicações

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Sistemas Celulares e sua regulamentação no Brasil.

Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Sistemas Celulares e sua regulamentação no Brasil. Telefonia Celular no Brasil Este tutorial apresenta os conceitos básicos sobre Sistemas Celulares e sua regulamentação no Brasil. (Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 09/12/2002).

Leia mais

Esta tecnologia é utilizada pelo Speedy da Telefonica, Turbo da Brasil Telecom, Velox da Telemar e Turbonet da GVT

Esta tecnologia é utilizada pelo Speedy da Telefonica, Turbo da Brasil Telecom, Velox da Telemar e Turbonet da GVT A Referencias www.teleco.com.br www.dslforum.org ANSI T1.423 e UIT G.992 são normas que padronizam o A A A tecnologia A (Asymetric Digital Subscriber Line) foi desenvolvida para prover acesso de dados

Leia mais

Painel: Modelagens de Atendimento

Painel: Modelagens de Atendimento Painel: Modelagens de Atendimento Átila Augusto Souto Departamento de Serviços de Universalização de Telecomunicações Secretaria de Telecomunicações 20-10-2010 Consulta Pública do (2008): - 300 contribuições

Leia mais

SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 09 DE ABRIL DE 2013

SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 09 DE ABRIL DE 2013 SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 09 DE ABRIL DE 2013 crescimento do setor de telecomunicações está acelerado 8% 10% telefonia móvel banda larga

Leia mais

Curso de Redes sem Fio e dispositivos Móveis

Curso de Redes sem Fio e dispositivos Móveis Curso de Redes sem Fio e dispositivos Móveis Redes Wireless Wire = fio Less=sem É o tipo de comunicação entre computadores feita sem a necessidade de fios ou cabos. Em 1896 Guglielmo Marconi, demostrou

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES SÉRGIO KERN CURITIBA, 15 A 17 DE OUTUBRO DE 2013 crescimento do setor de telecomunicações está acelerado 8% 10% telefonia

Leia mais

Gestão e Monitoramento de Redes IP

Gestão e Monitoramento de Redes IP Gestão e Monitoramento de Redes IP Nicola Sanchez Eng. Telecomunicações Sobre mim, Engenheiro de Telecomunicações. Especialista em Rádio Frequência e redes IP. Especialista em TV por Assinatura, telefonia

Leia mais

Tendências para Utilização do Espectro de Radiofrequências

Tendências para Utilização do Espectro de Radiofrequências Tendências para Utilização do Espectro de Radiofrequências Evolução do uso do espectro, da regulação e principais projetos da Anatel sobre o tema RFCEE/RFCE/SRF AGENDA Evolução do uso do espectro de RF

Leia mais

700 MHZ EDUARDO LEVY SÃO PAULO, 21 DE AGOSTO DE 2013 CONVIVÊNCIA DA TV E DA BANDA LARGA CONGRESSO DA SET - SOCIEDADE DE ENGENHARIA DE TELEVISÃO

700 MHZ EDUARDO LEVY SÃO PAULO, 21 DE AGOSTO DE 2013 CONVIVÊNCIA DA TV E DA BANDA LARGA CONGRESSO DA SET - SOCIEDADE DE ENGENHARIA DE TELEVISÃO 700 MHZ CONVIVÊNCIA DA TV E DA BANDA LARGA CONGRESSO DA SET - SOCIEDADE DE ENGENHARIA DE TELEVISÃO EDUARDO LEVY SÃO PAULO, 21 DE AGOSTO DE 2013 crescimento do setor de telecomunicações está acelerado 8%

Leia mais

PROJETO DE LEI 465/11

PROJETO DE LEI 465/11 PROJETO DE LEI 465/11 CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 29 DE MAIO DE 2012 Fonte: Telebrasil mais de 328 milhões de clientes mais de

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO PACOTES EMPRESARIAL FLEX Localidade de Uberlândia

REGULAMENTO PROMOÇÃO PACOTES EMPRESARIAL FLEX Localidade de Uberlândia REGULAMENTO PROMOÇÃO PACOTES EMPRESARIAL FLEX Localidade de Uberlândia 1) OBJETIVO: o presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as relações entre as EMPRESA(S) Cia. de Telecomunicações do Brasil

Leia mais

Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades de projetos governamentais de Banda Larga no Brasil

Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades de projetos governamentais de Banda Larga no Brasil TIM BRASIL Salvador, 22 de Fevereiro de 2016 Painel: Iniciativas de Projetos de Banda Larga: Experiências brasileiras e britânicas Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução às Redes de Computadores www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução Com os computadores conectados através da Internet a informação é disseminada

Leia mais

IplanRio. Quem somos nós Fundamentos. Case - Prefeitura Iluminada Observações - Dúvidas - Conclusão

IplanRio. Quem somos nós Fundamentos. Case - Prefeitura Iluminada Observações - Dúvidas - Conclusão IplanRio A IplanRio é a Empresa de Informática da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Órgão vinculado à Controladoria Geral (CGM) - Situado no Teleporto do Rio de Janeiro Normatizar o uso da Tecnologia

Leia mais

Enterprise Networks. A seguir, vamos apresentar um resumo dos principais conceitos associados às redes empresariais.

Enterprise Networks. A seguir, vamos apresentar um resumo dos principais conceitos associados às redes empresariais. Enterprise Networks As redes empresariais estão passando por uma série de transformações como consequência dos avanços tecnológicos e da mudança de enfoque da TI, que as aproxima cada vez mais de serem

Leia mais

ADSL. Esta tecnologia é utilizada pelo Speedy da Telefonica, Turbo da Brasil Telecom, Velox da Telemar e Turbonet da GVT.

ADSL. Esta tecnologia é utilizada pelo Speedy da Telefonica, Turbo da Brasil Telecom, Velox da Telemar e Turbonet da GVT. ADSL Este tutorial apresenta a tecnologia ADSL (Asymetric Digital Subscriber Line) desenvolvida para prover acesso de dados banda larga a assinantes residenciais ou escritórios através da rede de pares

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

INFORMAÇÕES IMPORTANTES Ficamos felizes por ter escolhido a Tw Telecom como seu provedor de internet. Queremos cumprimentá-lo, e agradecer pela preferência em nossos serviços. Este manual foi elaborado com o intuito de orientar

Leia mais

Conceitos Básicos de Telefonia Celular. CMS Bruno William Wisintainer

Conceitos Básicos de Telefonia Celular. CMS Bruno William Wisintainer Conceitos Básicos de Telefonia Celular CMS 60808 2016-1 Bruno William Wisintainer bruno.wisintainer@ifsc.edu.br Vídeo https://www.youtube.com/watch?v=0og4vkajs4g Primeiros sistemas de comunicação Única

Leia mais

O evento. Informações gerais. Programação

O evento. Informações gerais. Programação O evento O mercado de serviços de telecomunicações na América Latina está florescendo e não mostra sinais de abrandar tão cedo. Ambos os mercados de telefonia fixa quanto móvel estão crescendo, mas as

Leia mais

MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO MEIO DE TRANAMISSÃO

MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO MEIO DE TRANAMISSÃO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática SANDI MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos de Sistemas Celulares AMPS e TDMA (IS-136).

Este tutorial apresenta os conceitos básicos de Sistemas Celulares AMPS e TDMA (IS-136). AMPS/TDMA (IS-136) Este tutorial apresenta os conceitos básicos de Sistemas Celulares AMPS e TDMA (IS-136). Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco (INPE 81) tendo atuado nas áreas

Leia mais

Paulo Cesar Teixeira. VP Executivo de Operações COO 23/03/2010

Paulo Cesar Teixeira. VP Executivo de Operações COO 23/03/2010 Paulo Cesar Teixeira VP Executivo de Operações COO 23/03/2010 1. O Brasil 2. A Vivo 3. Soluções Móveis 2 4. Programa Soluções de Mobilidade 3 O BRASIL O crescimento do setor de telefonia móvel no Brasil

Leia mais

Técnicas de Posicionamento GNSS em Tempo Real. Palestrante: Prof. Paulo Augusto Ferreira Borges

Técnicas de Posicionamento GNSS em Tempo Real. Palestrante: Prof. Paulo Augusto Ferreira Borges Técnicas de Posicionamento GNSS em Tempo Real Palestrante: Prof. Paulo Augusto Ferreira Borges Evolução dos métodos de levantamento no Brasil Sistema RTK convencional Sistema RTK em Rede Estações Totais

Leia mais

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 26/11/2002).

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 26/11/2002). Acesso à Internet Este tutorial apresenta as formas de acesso a Internet disponíveis para o usuário brasileiro, e apresenta os números atuais da Internet no Brasil. (Versão revista e atualizada do tutorial

Leia mais

Informática Básica. Aula 03 Internet e conectividade

Informática Básica. Aula 03 Internet e conectividade Informática Básica Aula 03 Internet e conectividade O Protocolo de comunicação O TCP (Transmission Control Protocol) e o IP (Internet Protocol) são dois protocolos que inspiraram o nome da rede. Eles englobam

Leia mais

BLOQUEIO DE APARELHOS

BLOQUEIO DE APARELHOS BLOQUEIO DE APARELHOS CELULARES IRREGULARES NO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO E NA COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA

Leia mais

Redes sem Fio Sistemas de Telefonia Celular Características. Ricardo Kléber. Ricardo Kléber

Redes sem Fio Sistemas de Telefonia Celular Características. Ricardo Kléber. Ricardo Kléber Redes sem Fio 2016.1 Sistemas de Telefonia Celular Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Turma: TEC.SIS.5M Redes sem Fio Onde Estamos? Sistemas de comunicação wireless Redes locais wireless

Leia mais

Há 10 anos no Mercado. Presente em 2 Estados. 9 Cidades atendidas Mais de 40 Condomínios atendidos ESTAR CONECTADO É INDISPENSÁVEL

Há 10 anos no Mercado. Presente em 2 Estados. 9 Cidades atendidas Mais de 40 Condomínios atendidos ESTAR CONECTADO É INDISPENSÁVEL Há 10 anos no Mercado Presente em 2 Estados 9 Cidades atendidas Mais de 40 Condomínios atendidos NOSSA ÁREA DE COBERTURA Residências Condomínios Empresas A OBTI está presente em 2 estados do Brasil: Distrito

Leia mais

BANDA LARGA A PAUTA REGULATÓRIA E OS PROVEDORES REGIONAIS. Agência Nacional de Telecomunicações Gerência Regional no Estado de São Paulo (GR01)

BANDA LARGA A PAUTA REGULATÓRIA E OS PROVEDORES REGIONAIS. Agência Nacional de Telecomunicações Gerência Regional no Estado de São Paulo (GR01) BANDA LARGA A PAUTA REGULATÓRIA E OS PROVEDORES REGIONAIS Agência Nacional de Telecomunicações Gerência Regional no Estado de São Paulo (GR01) Fevereiro de 2018 - Cenário dos Provedores Regionais no País

Leia mais

A Internet no Park Way. Francisco Alves Molina Jorg Neves Bliesener Fabio Montoro

A Internet no Park Way. Francisco Alves Molina Jorg Neves Bliesener Fabio Montoro A Internet no Park Way Francisco Alves Molina Jorg Neves Bliesener Fabio Montoro Conteúdo 1. Demanda de Internet no Park Way 2. Conceitos tecnológicos 3. Ofertas recebidas Definições Velocidade ( Banda

Leia mais

Este plano prevê valores tarifários para chamadas originadas antes e após o término do valor do consumo mínimo mensal.

Este plano prevê valores tarifários para chamadas originadas antes e após o término do valor do consumo mínimo mensal. Descritivo - Via Fone Fale Light (PAS 087-LC) PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO 087-LC Empresa Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. Nome do Plano Via Fone Fale Light Modalidade do STFC Local

Leia mais

Prestadoras de Serviços de Telecomunicações

Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Prestadoras de Serviços de Telecomunicações 100 Maiores Litigantes Conselho Nacional de Justiça São Paulo, 03 de maio de 2011 Eduardo Levy 83 empresas representadas 17 empresas associadas Serviços de telefonia

Leia mais

MARCO REGULATÓRIO DA TELEFONIA EDUARDO LEVY AUDIÊNCIA PÚBLICA - CÂMARA DOS DEPUTADOS

MARCO REGULATÓRIO DA TELEFONIA EDUARDO LEVY AUDIÊNCIA PÚBLICA - CÂMARA DOS DEPUTADOS MARCO REGULATÓRIO DA TELEFONIA AUDIÊNCIA PÚBLICA - CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO URBANO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO Brasília, 10 de dezembro de 2013 EDUARDO

Leia mais

sinais de rádio para a antena da estação rádio base (ERB) que estiver mais próxima do usuário.

sinais de rádio para a antena da estação rádio base (ERB) que estiver mais próxima do usuário. Telefonia móvel Invisíveis para nós, as ondas eletromagnéticas percorrem o ar carregando o sinal que leva e traz ligações telefônicas e conexão de internet para nossos celulares. Graças às antenas (também

Leia mais

INFRAESTRUTURA PASSIVA

INFRAESTRUTURA PASSIVA INFRAESTRUTURA PASSIVA A BASE DO ICEBERG 30º ENCONTRO TELE.SÍNTESE EDUARDO LEVY SÃO PAULO, 19 DE JUNHO DE 2012 Fonte: Telebrasil mais de 329 milhões de clientes mais de 240 mil km de cabos com multifibras

Leia mais

BOOK CLARO INTERNET COM WI-FI

BOOK CLARO INTERNET COM WI-FI BOOK CLARO INTERNET COM WI-FI JULHO/2016 USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO O QUE É CLARO INTERNET COM WI-FI? É a Internet da Claro para uso residencial que funciona na rede 3G/4G¹ e com Wi-Fi grátis. BENEFÍCIOS

Leia mais

Ministério das Comunicações. Definições de espectro para o futuro dos serviços digitais

Ministério das Comunicações. Definições de espectro para o futuro dos serviços digitais 56 o Painel Telebrasil O papel das telecomunicações no desenvolvimento do País Definições de espectro para o futuro dos serviços digitais Miriam Wimmer Ministério das Comunicações Brasília, 29 de agosto

Leia mais

Qualidade na Telefonia Fixa

Qualidade na Telefonia Fixa Qualidade na Telefonia Fixa Este tutorial apresenta os indicadores básicos utilizados pela Anatel para acompanhar a Qualidade do Serviço prestado pelas operadoras do Serviço Telefônico Fixo Comutado no

Leia mais

TECNOLOGIAS DE RASTREAMENTO DE VEÍCULOS. PTR5923 Prof. Flávio Vaz

TECNOLOGIAS DE RASTREAMENTO DE VEÍCULOS. PTR5923 Prof. Flávio Vaz TECNOLOGIAS DE RASTREAMENTO DE VEÍCULOS PTR5923 Prof. Flávio Vaz flaviovaz@usp.br 04/11/2015 PTR5923 - Tecnologias de Rastreamento de Veículos 2 Componentes do Sistema Sistemas Posicionamento Comunicação

Leia mais

2 Local Multipoint Distribution System LMDS

2 Local Multipoint Distribution System LMDS 2 Local Multipoint Distribution System LMDS Dentre os sistemas de rádio em banda larga que permitem oferecer ao usuário taxas de transmissão superiores a 10 Mbps, os sistemas LMDS (Local Multipoint Distribution

Leia mais

A REGULAÇÃO DO WIMAX. WIMAX BRASIL Conference & Expo 2007 Eduardo Ramires

A REGULAÇÃO DO WIMAX. WIMAX BRASIL Conference & Expo 2007 Eduardo Ramires A REGULAÇÃO DO WIMAX WIMAX BRASIL Conference & Expo 2007 Eduardo Ramires 1 Abordagem O que é o WIMAX? A Regulação dos serviços de Telecom. Administração do espectro. A Licitação do Wimax e a Competição

Leia mais

O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE MAIO DE 2012 Fonte: Telebrasil mais de 324 milhões

Leia mais

Planeamento, Implementação e Otimização de um Grupo de. Pedro Santos Ana Dias Pedro Vieira

Planeamento, Implementação e Otimização de um Grupo de. Pedro Santos Ana Dias Pedro Vieira Planeamento, Implementação e Otimização de um Grupo de Femto células em Redes UMTS Pedro Santos Ana Dias Pedro Vieira 16 de Novembro 2011 Sumário Introdução Objetivos O que é uma femto celula? Vantagens

Leia mais

P A I N E L T E L E B R A S I L T E L E F Ô N I C A B R A S I L M a i o 2018

P A I N E L T E L E B R A S I L T E L E F Ô N I C A B R A S I L M a i o 2018 P A I N E L T E L E B R A S I L 2018 T E L E F Ô N I C A B R A S I L M a i o 2018 0 O S E T O R D E T E L E C O M U N I C A Ç Õ E S INVESTIU FORTEMENTE NOS ÚLTIMOS ANOS CONTRIBUINDO PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Informática. Transferência de Arquivos e Dados. Professor Márcio Hunecke.

Informática. Transferência de Arquivos e Dados. Professor Márcio Hunecke. Informática Transferência de Arquivos e Dados Professor Márcio Hunecke www.acasadoconcurseiro.com.br Informática TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS E DADOS Upload e Download Em tecnologia, os termos download e

Leia mais

Classificação das redes sem fio

Classificação das redes sem fio Classificação das redes sem fio Introdução As redes são classificadas de acordo com sua abrangência geográfica, isto é, pela distância em que podem operar. As redes cabeadas já possuem essa classificação

Leia mais

A TECNOLOGIA 4G E A COMPETÊNCIA MUNICIPAL XLV FÓRUM NACIONAL DE PROCURADORES GERAIS

A TECNOLOGIA 4G E A COMPETÊNCIA MUNICIPAL XLV FÓRUM NACIONAL DE PROCURADORES GERAIS A TECNOLOGIA 4G E A COMPETÊNCIA MUNICIPAL XLV FÓRUM NACIONAL DE PROCURADORES GERAIS DAS CAPITAIS BRASILEIRAS PORTO ALEGRE, 26 DE ABRIL DE 2013 CARLOS DUPRAT índice quem é o Sinditelebrasil? o setor de

Leia mais

Numeração Telefônica no Brasil. Este tutorial apresenta a estrutura básica do plano de numeração utilizada em sistemas telefônicos no Brasil.

Numeração Telefônica no Brasil. Este tutorial apresenta a estrutura básica do plano de numeração utilizada em sistemas telefônicos no Brasil. Numeração Telefônica no Brasil Este tutorial apresenta a estrutura básica do plano de numeração utilizada em sistemas telefônicos no Brasil. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME 78) e Mestre em Teleco

Leia mais

700 MHZ PARA OS SERVIÇOS DE BANDA LARGA MÓVEL 4G

700 MHZ PARA OS SERVIÇOS DE BANDA LARGA MÓVEL 4G DESTINAÇÃO DA FAIXA DE 700 MHZ PARA OS SERVIÇOS DE BANDA LARGA MÓVEL 4G SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE MAIO DE 2014 em 08.abr.14 o SindiTelebrasil participou

Leia mais

MODEM ADSL M702 PLUS INTRODUÇÃO

MODEM ADSL M702 PLUS INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O desafio atual das operadoras é obter número cada vez maior de assinantes ADSL, de forma a oferecer mais rápido retorno do alto investimento feito em infra estrutura de rede. Atender essa demanda

Leia mais

Rumo à 4G: Tecnologia, Mercado e Regulamentação RELATÓRIO DO EVENTO

Rumo à 4G: Tecnologia, Mercado e Regulamentação RELATÓRIO DO EVENTO Rumo à 4G: Tecnologia, Mercado e Regulamentação RELATÓRIO DO EVENTO Dados do Evento: Data: 12 e 13 de Maio de 2010 Local: Windsor Barra Hotel Avenida Sernambetiba, 2.630 Barra da Tijuca Rio de Janeiro

Leia mais

6. Explique a camada de aplicação. A camada de Aplicação é a que fornece os serviços Reais para os usuários:

6. Explique a camada de aplicação. A camada de Aplicação é a que fornece os serviços Reais para os usuários: 1. O que são e quais as principais funções (vantagens) dos Patch Panels? Patch Panels são painéis de conexão utilizados para a manobra de interligação entre os pontos da rede e os equipamentos concentradores

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Instituto Superior Politécnico de Ciências e Tecnologia Redes de Computadores Prof Pedro Vunge I Semestre de 2017 SUMÁRIO I - Introdução às Redes de Computadores 1.1 Considerações iniciais 1.2 O surgimento

Leia mais

Sistemas de telefonia celular

Sistemas de telefonia celular Sistemas de telefonia celular Introdução Os padrões TDMA, CDMA e GSM se referem a diferentes tecnologias (sistemas de rádio) utilizadas pelas operadoras de telefonia celular. Provavelmente você já ouviu

Leia mais

BOOK CLARO INTERNET COM WI-FI

BOOK CLARO INTERNET COM WI-FI BOOK CLARO INTERNET COM WI-FI NOVEMBRO/2016 USO EXCLUSIVAMENTE INTERNO O QUE É CLARO INTERNET COM WI-FI? É a Internet Móvel da Claro que funciona pela rede 3G/4G¹ e oferece Wi-Fi grátis para conectar computador,

Leia mais

Fórum Alô, Brasil! Estimular e fortalecer a participação social nas telecomunicações. Brasília, 26 de abril de 2011 Ana Beatriz Souza

Fórum Alô, Brasil! Estimular e fortalecer a participação social nas telecomunicações. Brasília, 26 de abril de 2011 Ana Beatriz Souza Fórum Alô, Brasil! Estimular e fortalecer a participação social nas telecomunicações Brasília, 26 de abril de 2011 Ana Beatriz Souza Quem somos? 2 Sindicato que representa todas empresas que operam no

Leia mais

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Este tutorial apresenta uma visão geral da arquitetura para implantação de aplicações móveis wireless. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais