LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO. Lei nº /2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO. Lei nº /2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral"

Transcrição

1 LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO Lei nº /2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral Belo Horizonte

2 Sumário INTRODUÇÃO I DIREITO ELEITORAL O Direito Eleitoral e a Democracia Fontes do Direito Eleitoral Objeto do Direito Eleitoral Princípios informadores do Direito Eleitoral Hermenêutica eleitoral II JUSTIÇA ELEITORAL Histórico. A Revolução de 1930 e a criação da Justiça Eleitoral Estrutura da Justiça Eleitoral Características da Justiça Eleitoral Competência da Justiça Eleitoral Distribuição das competências pelo Código Eleitoral Plebiscito Administração da Justiça Eleitoral A Justiça Eleitoral e a judicialização dos conflitos políticos III ALISTAMENTO, TRANSFERÊNCIA E DOMICÍLIO ELEITORAL Alistamento Eleitoral Previsão legal Conceito Pressupostos de alistabilidade Efeitos do alistamento Procedimento

3 1.6 Alistamento e cadastro biométrico Inalistáveis Transferência de eleitores Domicílio eleitoral Domicílio eleitoral no Código Civil Domicílio eleitoral e sua previsão legal O conceito de domicílio eleitoral na jurisprudência do TSE As revisões eleitorais e o domicílio eleitoral IV ELEGIBILIDADE Conceito Condições de elegibilidade Momento de aferição da elegibilidade Elegibilidade dos militares Os militares e a filiação partidária Sinopse jurisprudencial V INELEGIBILIDADE Comentário inicial Conceito Previsão legal Espécies de inelegibilidade Momento de arguição da inelegibilidade Legitimidade para arguição Inelegibilidade socioafetiva Hermenêutica das inelegibilidades e o dever de fundamentação Lei da Ficha Limpa VI REGISTRO DE CANDIDATURAS Data-limite para o registro de candidaturas Os documentos necessários A idade do candidato Requerimento de registro individual Indeferimento do pedido por erro material A questão do teste de alfabetização VII MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL A relevância constitucional do Ministério Público e seu reflexo no Direito Eleitoral

4 2 A organização do Ministério Público Eleitoral As funções do Ministério Público e o processo eleitoral O Ministério Público Eleitoral e a EC nº VIII PARTIDOS POLÍTICOS A importância dos partidos políticos Conceito e função dos partidos políticos A natureza jurídica dos partidos políticos A constitucionalização dos partidos políticos Filiação partidária Regulamentação infraconstitucional dos partidos políticos Autonomia dos partidos e as questões interna corporis. Limites Perda do mandato por infidelidade partidária Atuais partidos políticos do Brasil Coligações Crítica à atuação dos partidos políticos Alterações da Lei dos Partidos Políticos pela Reforma Eleitoral IX AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE REGISTRO DE CANDIDATURA AIRC As ações eleitorais Ação de Impugnação de Registro de Candidatura AIRC A nova leitura da Súmula nº 1 do TSE Registro sub judice X AÇÃO POR CAPTAÇÃO ILÍCITA DE SUFRÁGIO O art. 41-A da Lei nº 9.504/1997 e sua origem O conceito de captação ilícita de sufrágio Teleologia do art. 41-A Procedimento A captação ilícita de sufrágio e a Lei nº / Efeitos do julgamento e a jurisprudência do TSE XI AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL Conceito Fundamentação legal Cabimento Legitimidade ativa Legitimidade passiva

5 6 Competência Efeitos Rito Recursos Em defesa da efetividade da investigação judicial XII AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO Análise introdutória Base legal Natureza jurídica Cabimento Rito Prazo Legitimidade Competência Prova Efeitos Recursos XIII RECURSOS ELEITORAIS Dos recursos em geral Dos recursos eleitorais Prazos e efeitos Legitimidade recursal Dos recursos eleitorais em espécie Recursos contra decisões dos Juízes Eleitorais e das Juntas Eleitorais (arts. 265 a 267 do Código Eleitoral) Recursos contra decisão do TRE (art. 268 e segs. do Código Eleitoral) Recursos contra decisões do TSE Recurso do julgamento da representação eleitoral (art. 96 da Lei 9.504/1997) Recursos contra o deferimento ou indeferimento de inscrição eleitoral ou transferência de domicílio Recurso contra a expedição de diploma RCED Citação do vice XIV ANÁLISE TEMÁTICA DA LEI DAS ELEIÇÕES (Lei nº 9.504/1997) Eleições: espécies, datas e regras gerais (arts. 1º a 5º)

6 2 As coligações (art. 6º) Convenções (arts. 7º e 8º) Domicílio eleitoral (art. 9º) Filiação partidária (art. 9º) Número de candidatos (art. 10) Do registro de candidatos (arts. 11 e 12) Substituição de candidatos (art. 13) Julgamento dos recursos de registro de candidaturas (art. 16) Do registro sub judice (arts. 16-A e 16-B) Da prestação de contas na campanha eleitoral (arts. 28 a 32) Pesquisas e testes pré-eleitorais (arts. 33 a 35) Propaganda eleitoral em geral (arts. 36 a 41) Da captação ilícita de sufrágio (art. 41-A) Da propaganda eleitoral na imprensa (art. 43) Da propaganda eleitoral no rádio e na televisão (arts. 44 a 57). Penalidades Direito de resposta (art. 58) Sistema eletrônico de votação e totalização de votos (arts. 59 a 62) Fiscalização das eleições (arts. 65 a 72) Condutas vedadas (art. 73) Abuso de autoridade e de poder político (art.74) Cautelas na votação (art. 91-A) Crimes eleitorais Reclamação e representação (art. 96) XV INOVAÇÕES DAS LEIS /2013 E / Lei Lei das Eleições Lei Lei dos Partidos Políticos Lei Código Eleitoral Lei Reforma Eleitoral XVI O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E SUA REPERCUSSÃO NO DIREITO ELEITORAL REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFIA CONSULTADA ANEXO: LEI Nº /2015 Lei da Reforma Eleitoral

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23 SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 1. Compreensão dos direitos políticos... 1 1.1. Política... 1 1.2. Direito Político... 2 1.3. Direitos políticos... 2 2. Direitos humanos e direitos políticos...

Leia mais

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi I Direitos políticos, 1 1 Compreensão dos direitos políticos, 1 1.1 Política, 1 1.2 Direito político, direito constitucional e ciência política, 3

Leia mais

Sumário. Nota do autor para a terceira edição... 31

Sumário. Nota do autor para a terceira edição... 31 Nota do autor para a terceira edição... 31 APRESENTAÇÃO... 33 ABREVIATURAS E SIGLAS... 35 Capítulo I Introdução ao direito eleitoral... 37 1. Introdução ao Direito Eleitoral... 37 1.1. Conceito de Direito

Leia mais

LIVRO VIII DA ÁREA ELEITORAL

LIVRO VIII DA ÁREA ELEITORAL LIVRO VIII DA ÁREA ELEITORAL Art. 512. O Ministério Público Eleitoral atua perante todas as instâncias e fases do processo eleitoral, na condição de parte ou de custos legis, com a mesma legitimidade assegurada

Leia mais

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1 DIREITOS POLÍTICOS Prof. Fábio Ramos prof.fabioramos@hotmail.com Conjunto de normas que disciplinam as formas de exercício da soberania popular. Princípio da Soberania Popular: Art. 1º, par. único: Todo

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL...

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL... Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL... 21 1.1. Conceito...21 1.1.1. Competência legislativa em

Leia mais

SUMÁRIO. Nota do autor... 9 Apresentação e estrutura do livro... 11 Lista de Abreviaturas de Termos Processuais e Legais... 13

SUMÁRIO. Nota do autor... 9 Apresentação e estrutura do livro... 11 Lista de Abreviaturas de Termos Processuais e Legais... 13 SUMÁRIO Nota do autor... 9 Apresentação e estrutura do livro... 11 Lista de Abreviaturas de Termos Processuais e Legais... 13 Parte I DIREITO MATERIAL... 17 Abuso do poder econômico... 17 Captação ilícita

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE GOIAS

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE GOIAS PORTARIA N 431/2012 0 PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE GOIAS, no use de suas atribuicoes previstas no artigo 17, XXXIX, da Resolucao THE-GO n 173, de 11 de maio de 2011, considerando as informacoes

Leia mais

Curso de Direito Eleitoral Preparatório para as Eleições de 2014

Curso de Direito Eleitoral Preparatório para as Eleições de 2014 Curso de Direito Eleitoral Preparatório para as Eleições de 2014 As Escolas Judiciárias Eleitorais do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal e do Tribunal Superior Eleitoral promoverão, nos meses

Leia mais

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS CONCEITO: O direito democrático de participação do povo no governo, por seus representantes, acabou exigindo a formação de um conjunto de normas legais permanentes, que recebe a denominação de direitos

Leia mais

Você pode contribuir para eleições mais justas

Você pode contribuir para eleições mais justas Procuradoria Regional Eleitoral no Estado de SP Defesa da democracia, combate à impunidade. Você pode contribuir para eleições mais justas Os cidadãos e as cidadãs podem auxiliar muito na fiscalização

Leia mais

Palestra: Prestação de Contas Eleitoral. Atila Pedroso de Jesus Conselheiro do CRC MT

Palestra: Prestação de Contas Eleitoral. Atila Pedroso de Jesus Conselheiro do CRC MT Palestra: Prestação de Contas Eleitoral Atila Pedroso de Jesus Conselheiro do CRC MT LEGISLAÇÃO APLICÁVEL: Lei n. 9.504, de 30 de setembro de 1997: - Código Eleitoral (dispõe normas para eleição). Lei

Leia mais

A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE!

A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE! A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE! PLANO DE AULA Nº 6 DIRIETOS POLÍTICOS 1. NOÇÕES TEÓRICAS DIREITOS POLÍTICOS No capítulo IV do título II, a CF dispôs de um conjunto de normas para

Leia mais

3. PROCESSO: CONCEITO E FINALIDADE... 27 3.1. Processo eleitoral e seu caráter público... 27 3.2. Processo coletivo... 28

3. PROCESSO: CONCEITO E FINALIDADE... 27 3.1. Processo eleitoral e seu caráter público... 27 3.2. Processo coletivo... 28 STF00094716 Sumório 1. DIREITO ELEITORAL................. 19 2. PROCESSO ELEITORAL................ 25 3. PROCESSO: CONCEITO E FINALIDADE............... 27 3.1. Processo eleitoral e seu caráter público......

Leia mais

CURRICULUM VITAE ESCOLARIDADE. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre. ATUAÇÃO PROFISSIONAL - ATUAL

CURRICULUM VITAE ESCOLARIDADE. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre. ATUAÇÃO PROFISSIONAL - ATUAL CURRICULUM VITAE CURRICULUM VITAE NOME: Rodrigo López Zilio ESCOLARIDADE Graduação: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre. Curso de Ciências Jurídicas e Sociais. Conclusão:

Leia mais

Prefácio 17 Explicação necessária 19

Prefácio 17 Explicação necessária 19 SUMÁRIO Prefácio 17 Explicação necessária 19 I. CONSTITUIÇÃO 21 1. Conceitos 21 2. História das Constituições 21 3. Classificação das Constituições 23 4. Elementos das Constituições 24 5. Estrutura da

Leia mais

REPRESENTAÇÃ ÇÃO O POR DOAÇÃ. ÇÃO ACIMA LIMITE LEGAL (Artigos 23 e 81, Lei nº n 9.504/97)

REPRESENTAÇÃ ÇÃO O POR DOAÇÃ. ÇÃO ACIMA LIMITE LEGAL (Artigos 23 e 81, Lei nº n 9.504/97) REPRESENTAÇÃ ÇÃO O POR DOAÇÃ ÇÃO ACIMA LIMITE LEGAL (Artigos 23 e 81, Lei nº n 9.504/97) 1. LEGITIMIDADE Res. TSE nº 23.367/11 - Art. 2º As reclamações e as representações poderão ser feitas por qualquer

Leia mais

REGISTRO DE CANDIDATO

REGISTRO DE CANDIDATO LEGISLAÇÃO APLICÁVEL - Constituição Federal - Código Eleitoral (Lei n. 4737/65) - Lei n. 9.504/97 (Lei das Eleições) - Lei Complementar n. 64/90 (Lei das Inelegibilidades) DISPOSIÇÕES GERAIS REGISTRO DE

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO 2013/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL E IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CRONOGRAMA DAS AULAS / MÓDULOS

PÓS-GRADUAÇÃO 2013/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL E IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CRONOGRAMA DAS AULAS / MÓDULOS PÓS-GRADUAÇÃO 2013/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL E IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CRONOGRAMA DAS AULAS / MÓDULOS 1. TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E MORALIDADE Estruturas Administrativas:

Leia mais

Propaganda Eleitoral. Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS ESPÉCIES DE PROPAGANDA POLÍTICA

Propaganda Eleitoral. Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS ESPÉCIES DE PROPAGANDA POLÍTICA Série Aperfeiçoamento de Magistrados 7 Curso: 1º Seminário de Direito Eleitoral: Temas Relevantes para as Eleições de 2012 Propaganda Eleitoral 85 Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE GOIAS

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE GOIAS PORTARIA N 644/2012 0 PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE GOIAS, no use de suas atribuiceies previstas no artigo 17, XXXIX, da Resolucao THE-GO n 173, de 11 de maio de 2011, considerando as informacaes

Leia mais

CONTEÚDO / ATIVIDADES Data CH

CONTEÚDO / ATIVIDADES Data CH 1 SOPECE-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE PERNAMBUCO-PINTO FERREIRA CURSO DE DIREITO-Ética Geral e Profissional-2º Ano-Manhã-2016 Professora: Sueli Gonçalves de Almeida Site: www.loveira.adv.br/material

Leia mais

SUMÁRIO DIREITO ELEITORAL... 23 JUSTIÇA ELEITORAL... 33 MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL... 53

SUMÁRIO DIREITO ELEITORAL... 23 JUSTIÇA ELEITORAL... 33 MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL... 53 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL... 23 1.1. Conceito.... 23 1.1.1. Competência legislativa em matéria eleitoral.... 24 1.1.2. Fontes do Direito Eleitoral.... 24 1.2. Direitos políticos.... 25 1.2.1.

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL LEI Nº 11.300, DE 10 DE MAIO DE 2006 Dispõe sobre propaganda, financiamento e prestação de contas das despesas com campanhas eleitorais, alterando a Lei n o 9.504, de 30

Leia mais

TEMAS DA REFORMA POLÍTICA

TEMAS DA REFORMA POLÍTICA TEMAS DA REFORMA POLÍTICA 1 Sistemas Eleitorais 1.1 Sistema majoritário. 1.2 Sistema proporcional 1.2 Sistema misto 2 - Financiamento eleitoral e partidário 3- Suplência de senador 4- Filiação partidária

Leia mais

No Brasil: Misto de Democracia Semidireta ( meios de participação popular) + Indireta (mandato representativo)

No Brasil: Misto de Democracia Semidireta ( meios de participação popular) + Indireta (mandato representativo) DIREITO ELEITORAL - Aula 01 (Conceitos e Princípios do Direito Eleitoral, Aspectos Constitucionais, Composição, competências e funções dos órgãos da Justiça Eleitoral) CONCEITOS: O Direito Eleitoral, ramo

Leia mais

Inelegibilidade: A Questão das Doações de Campanha nas Eleições 2010

Inelegibilidade: A Questão das Doações de Campanha nas Eleições 2010 Inelegibilidade: A Questão das Doações de Campanha nas Eleições 2010 27 André Fernandes Arruda 1 INTRODUÇÃO O presente trabalho pretende abordar o tema da aplicação da pena de inelegibilidade nas representações

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17)

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) Atualizado em 02/12/2015 DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTIGOS 14 a 17) GENERALIDADES Os direitos políticos estão

Leia mais

Sumário. Agradecimentos. Prefácio. Nota do autor à primeira edição. Nota do autor à segunda edição

Sumário. Agradecimentos. Prefácio. Nota do autor à primeira edição. Nota do autor à segunda edição Sumário Agradecimentos V Prefácio VII Nota do autor à primeira edição IX Nota do autor à segunda edição XI Capítulo 1 Introdução ao Direito Eleitoral 1 1 Conceito 1 2 Fontes do Direito Eleitoral 1 2.1

Leia mais

de 2014, em todo o Brasil.

de 2014, em todo o Brasil. ELEIÇÕES GERAIS Votação acontece em 5 de outubro de 2014, em todo o Brasil. AS BASES DO DIREITO ELEITORAL Constituição da República Arts. 1º, V, 5º, 14-17, 118-121, 220 e outros; Código Eleitoral (Lei

Leia mais

Inelegibilidades. Renata Oliveira Soares 1 CONCEITO NATUREZA JURÍDICA

Inelegibilidades. Renata Oliveira Soares 1 CONCEITO NATUREZA JURÍDICA 274 Série Aperfeiçoamento de Magistrados 7 Curso: 1º Seminário de Direito Eleitoral: Temas Relevantes para as Eleições de 2012 Inelegibilidades Renata Oliveira Soares 1 CONCEITO É o impedimento ao exercício

Leia mais

Guia de leitura. Direitos Políticos

Guia de leitura. Direitos Políticos Guia de leitura 1. Questões separadas por assuntos e temas específicos, possibilitando o leitor identificar as questões de modo fácil e prático (basta consultar o sumário). Capítulo I Direitos Políticos

Leia mais

Sumário GRAMÁTICA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO REDAÇÃO DISCURSIVA E OFICIAL MATEMÁTICA. Luciane Sartori

Sumário GRAMÁTICA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO REDAÇÃO DISCURSIVA E OFICIAL MATEMÁTICA. Luciane Sartori Sumário GRAMÁTICA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO Luciane Sartori Capítulo I Conceitos Gerais Capítulo II Fonética e Fonologia Capítulo III Acentuação Gráfica Capítulo IV Ortografia Capítulo V Morfologia Estrutura,

Leia mais

LIMITE DE GASTOS. Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça)

LIMITE DE GASTOS. Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça) Prestação de Contas Eleitoral: Legislação x Prática Contador Ruberlei Bulgarelli Julho 2012 LIMITE DE GASTOS Cada partido deve fixar o limite de gastos a ser observado, por candidatura(caso Lei não faça)

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante INTRODUÇÃO II - DO OBJETO E DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS III - DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA IV - DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII - DA DOCUMENTAÇÃO

Leia mais

Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos.

Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos. Direitos políticos Conceitos fundamentais Cidadania É qualificação daquele que participa da vida do Estado, participando do governo e sendo ouvido por este. Assim, é cidadão aquele que possui a capacidade

Leia mais

FINANCIAMENTO DE CAMPANHA ELEITORAL. 1. Da arrecadação e aplicação de recursos

FINANCIAMENTO DE CAMPANHA ELEITORAL. 1. Da arrecadação e aplicação de recursos Módulo - 4 FINANCIAMENTO DE CAMPANHA ELEITORAL 1. Da arrecadação e aplicação de recursos Sob pena de rejeição das contas a arrecadação de recursos e os gastos por candidatos, inclusive dos seus vices e

Leia mais

Financiamento de campanhas e prestação de contas

Financiamento de campanhas e prestação de contas Financiamento de campanhas e prestação de contas Crescimento do gasto declarado com campanhas (total nacional) ANO TOTAL DE GASTOS (R$ milhões) ELEITORADO (milhões) CANDIDATOS (unidades) GASTO POR ELEITOR

Leia mais

ELEIÇÕES LIMPAS : CONTRA O FINANCIAMENTO PRIVADO E EM DEFESA DO FINANCIAMENTO DEMOCRÁTICO DE CAMPANHA

ELEIÇÕES LIMPAS : CONTRA O FINANCIAMENTO PRIVADO E EM DEFESA DO FINANCIAMENTO DEMOCRÁTICO DE CAMPANHA ELEIÇÕES LIMPAS : CONTRA O FINANCIAMENTO PRIVADO E EM DEFESA DO FINANCIAMENTO DEMOCRÁTICO DE CAMPANHA O atual sistema político brasileiro está viciado. Abre caminho para a corrupção eleitoral e para uma

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL

PROPAGANDA ELEITORAL O que é Propaganda Eleitoral? A partir de quando pode ocorrer a propaganda eleitoral? Pode ser realizada propaganda eleitoral em língua estrangeira? Quais os tipos de propaganda eleitoral permitidos? A

Leia mais

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TRE/AP 4º Simulado de Direito Eleitoral p/ TRE-AMAPÁ! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS:

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TRE/AP 4º Simulado de Direito Eleitoral p/ TRE-AMAPÁ! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS: AVISOS: Estamos ministrando os seguintes CURSOS: DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA JUDICIÁRIA (TEORIA E EXERCÍCIOS) DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA E TÉCNICO ÁREA ADMINISTRATIVA

Leia mais

EGREGIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL

EGREGIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL MINISTERIO PUBLIC() FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL DE MINAS GERMS EGREGIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL PRE/PA/2013 RC RECURSO CRIMINAL N 384-41.2012.6.13.0302 RECORRENTE: Ministerio Public Eleitoral

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso

Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso Presidente Desembargador Rui Ramos Ribeiro Vice-Presidente e Corregedor Regional Eleitoral Desembargador Gerson Ferreira Paes Presidente Substituto Desembargador

Leia mais

LEI DOS PARTIDOS POLÍTICOS (Lei n. 9.096/95)

LEI DOS PARTIDOS POLÍTICOS (Lei n. 9.096/95) - Partido Político: pessoa jurídica de direito privado, destinada a assegurar, no interesse democrático, a autenticidade do sistema representativo e a defender os direitos fundamentais definidos na CF.

Leia mais

EDITAL 21/2015 PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DISCENTE NA CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BARUERI PADRE DANILO JOSÉ DE OLIVEIRA OHL.

EDITAL 21/2015 PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DISCENTE NA CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BARUERI PADRE DANILO JOSÉ DE OLIVEIRA OHL. EDITAL 21/2015 PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DISCENTE NA CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BARUERI PADRE DANILO JOSÉ DE OLIVEIRA OHL. A Comissão Eleitoral da Fatec Barueri, tendo em vista a instalação

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL ÁREA DO CONHECIMENTO Direito. NOME DO CURSO Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em DIREITO ELEITORAL AMPARO LEGAL E PORTARIA DO MEC O curso atende

Leia mais

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008 Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho Propaganda Institucional Definição: é a publicidade destinada a divulgar os atos, programas, obras,

Leia mais

Art.. 30-A, Lei nº n 9.504/97)

Art.. 30-A, Lei nº n 9.504/97) REPRESENTAÇÃ ÇÃO O POR CAPTAÇÃ ÇÃO O E GASTOS ILÍCITOS DE RECURSOS (Art( Art.. 30-A, Lei nº n 9.504/97) 1. CAIXA DOIS Recursos não contabilizados de campanha eleitoral, que não transitam em conta bancária

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Abuso do poder econômico e financiamento das campanhas eleitorais Eneida Desireé Salgado * A preocupação do legislador com o financiamento das campanhas eleitorais revela o reconhecimento

Leia mais

PORTARIA PRESI/SECBE 222 DE 3 DE JULHO DE 2014

PORTARIA PRESI/SECBE 222 DE 3 DE JULHO DE 2014 PODER JUDICIÁRIO PORTARIA PRESI/SECBE 222 DE 3 DE JULHO DE 2014 Dispõe sobre o processo eletivo para escolha dos representantes dos servidores ativos e inativos no Conselho Deliberativo do Pro-Social.

Leia mais

MANUAL DE CANDIDATURA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA

MANUAL DE CANDIDATURA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA MANUAL DE CANDIDATURA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA PR 2016 LEI ELEITORAL para o PRESIDENTE DA REPÚBLICA (LEPR) Decreto-Lei nº 319-A/76, de 3 de maio Com as alterações introduzidas pelas pelos seguintes diplomas

Leia mais

Prefácio... xxi Introdução... 1

Prefácio... xxi Introdução... 1 SUMÁRIO Prefácio... xxi Introdução... 1 CAPÍTULO I BREVE HISTÓRICO... 5 1. O comércio e o direito comercial... 5 2. A falência... 9 3. A evolução do direito falimentar... 11 4. O direito falimentar no

Leia mais

Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015

Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015 Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015 A Coalizão é uma articulação da sociedade brasileira visando a uma Reforma Política Democrática. Ela é composta atualmente por 101 entidades,

Leia mais

CIÊNCIA POLÍTICA E TEORIA GERAL DO ESTADO

CIÊNCIA POLÍTICA E TEORIA GERAL DO ESTADO CIÊNCIA POLÍTICA E TEORIA GERAL DO ESTADO Unidade I - Democracia, Representação e Interesse Público: Democracia; A democracia direta e indireta; A democracia liberal; Virtudes e vícios da democracia; Conteúdo

Leia mais

A mais um CURSO realizado pela

A mais um CURSO realizado pela A mais um CURSO realizado pela Aqui tem qualificação de Verdade! CONTROLE INTERNO Reforma Política: o que podemos melhorar? Dr. Luiz Fernando Pereira PERÍODO 09h00 X 12h00 09/12/2015 15h às 17h Por gentileza

Leia mais

SUMÁRIO. I - Introdução ao Direito Processual do Trabalho, 1

SUMÁRIO. I - Introdução ao Direito Processual do Trabalho, 1 SUMÁRIO I - Introdução ao Direito Processual do Trabalho, 1 1 Fontes do direito processual do trabalho, 2 1.1 Fontes materiais, 2 1.2 Fontes formais, 3 1.2.1 Fontes formais diretas, 3 1.2.2 Fontes formais

Leia mais

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio Introdução Direitos políticos são os direitos do cidadão que permitem sua participação e influência nas atividades de governo. Para Pimenta Bueno, citado por Silva

Leia mais

Prestação de Contas Eleitoral. Flávio Ribeiro de Araújo Cid Consultor Eleitoral

Prestação de Contas Eleitoral. Flávio Ribeiro de Araújo Cid Consultor Eleitoral Prestação de Contas Eleitoral Flávio Ribeiro de Araújo Cid Consultor Eleitoral Janeiro de 2006 ALGUMAS CONSIDERAÇÕES ACERCA DA PRESTAÇÃO DE CONTAS PARA AS ELEIÇÕES DE 2006 Trata-se de um tema revestido

Leia mais

Pontos da Res. TSE nº 23.376/12 diretamente relacionados à internet: I A Arrecadação dos Recursos a emissão dos Recibos Eleitorais:

Pontos da Res. TSE nº 23.376/12 diretamente relacionados à internet: I A Arrecadação dos Recursos a emissão dos Recibos Eleitorais: Pontos da Res. TSE nº 23.376/12 diretamente relacionados à internet: I A Arrecadação dos Recursos a emissão dos Recibos Eleitorais: Art. 4º Toda e qualquer arrecadação de recursos para a campanha eleitoral,

Leia mais

ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS

ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ SECRETARIA JUDICIÁRIA COORDENADORIA DE JURISPRUDÊNCIA E DOCUMENTAÇÃO GUIA PRÁTICO 1 ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS RESOLUÇÃO TSE Nº 23.364/2011 ELEIÇÕES 2012 REGISTRO

Leia mais

TRE-RS. Guia de Referência para Advogados

TRE-RS. Guia de Referência para Advogados TRE-RS Guia de Referência para Advogados JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL GUIA DE REFERÊNCIA PARA ADVOGADOS Porto Alegre Maio/2014 SECRETARIA JUDICIÁRIA DO TRE-RS Organização

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003 Determina a perda de mandato para Prefeito e Vice-Prefeito que transferir domicílio eleitoral. Autor: Deputado Lupércio

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL PROCESSO DE ELEIÇÃO DOS CONSELHEIROS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL QUE IRÃO COMPOR O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE SÃO JOAQUIM A Secretaria Municipal de

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE A LEI DA FICHA LIMPA (LC Nº 135, DE 4.6.2010) Expositor: Juiz CARLOS VIEIRA VON ADAMEK

CONSIDERAÇÕES SOBRE A LEI DA FICHA LIMPA (LC Nº 135, DE 4.6.2010) Expositor: Juiz CARLOS VIEIRA VON ADAMEK CONSIDERAÇÕES SOBRE A LEI DA FICHA LIMPA (LC Nº 135, DE 4.6.2010) Expositor: Juiz CARLOS VIEIRA VON ADAMEK Secretário-Geral da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral 1 CONTEXTO HISTÓRICO E LEGITIMIDADE

Leia mais

Prefácio 11 Introdução 13

Prefácio 11 Introdução 13 Sumário Prefácio 11 Introdução 13 1. Contextualização: Internet, redes sociais sob a ótica da responsabilidade jurídica e o Marco Civil da Internet 17 1.1 A regulamentação jurídica da internet 19 1.1.1

Leia mais

NOTA DOS AUTORES À 3ª EDIÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO... 17 CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: CONCEITO, FONTES E PRINCÍPIOS...

NOTA DOS AUTORES À 3ª EDIÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO... 17 CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: CONCEITO, FONTES E PRINCÍPIOS... NOTA DOS AUTORES À 3ª EDIÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO... 17 CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: CONCEITO, FONTES E PRINCÍPIOS... 19 1. Conceito, objeto e objetivos do Direito Eleitoral... 19 2. As

Leia mais

AMADOR PAES DE ALMEIDA EXECUÇAO, BENS DOS SOCIOS OBRIGAÇÕES MERCANTIS, TRIBUTÁRIAS, TRABALHISTAS

AMADOR PAES DE ALMEIDA EXECUÇAO, BENS DOS SOCIOS OBRIGAÇÕES MERCANTIS, TRIBUTÁRIAS, TRABALHISTAS AMADOR PAES DE ALMEIDA Magistrado e Professor - EXECUÇAO, BENS DOS SOCIOS OBRIGAÇÕES MERCANTIS, TRIBUTÁRIAS, TRABALHISTAS DA DESCONSIDERAÇÃP DA PERSONALIDADE JURIDICA (DOUTRINA E JURISPRUDÊNCIA) 5. a edição

Leia mais

Campus de Paranavaí EDITAL N.º 001/2015-CE-DC

Campus de Paranavaí EDITAL N.º 001/2015-CE-DC EDITAL N.º 001/2015-CE-DC A Comissão Eleitoral - CE no uso de sua atribuição prevista na Resolução n.º 003/2014-COU/Unespar, art. 2.º, 1.º, combinado com o art. 32 e nomeada por seu Diretor Geral de Campus,

Leia mais

MEDIDA: RESPONSABILIZAÇÃO DOS PARTIDOS POLÍTICOS E CRIMINALIZAÇÃO DO CAIXA 2

MEDIDA: RESPONSABILIZAÇÃO DOS PARTIDOS POLÍTICOS E CRIMINALIZAÇÃO DO CAIXA 2 MEDIDA: RESPONSABILIZAÇÃO DOS PARTIDOS POLÍTICOS E CRIMINALIZAÇÃO DO CAIXA 2 16ª P R O P O S T A L E G I S L A T I V A ANTEPROJETO DE LEI Altera a Lei 9.096/95 para prevê a responsabilização dos partidos

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 441, de 2012, do Senador Romero Jucá, que altera a redação dos art. 8º,

Leia mais

LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997.... Da Propaganda Eleitoral no Rádio e na Televisão...

LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997.... Da Propaganda Eleitoral no Rádio e na Televisão... LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997 Estabelece normas para as eleições. Da Propaganda Eleitoral no Rádio e na Televisão Art. 45. A partir de 1º de julho do ano da eleição, é vedado às emissoras de

Leia mais

SUMÁRIO PREFÁCIO... 13 AGRADECIMENTOS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 NOTA INTRODUTÓRIA...

SUMÁRIO PREFÁCIO... 13 AGRADECIMENTOS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 NOTA INTRODUTÓRIA... XXSUMÁRIO PREFÁCIO... 13 AGRADECIMENTOS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 NOTA INTRODUTÓRIA... 19 1. A TRISTE REALIDADE DA POLITICAGEM BRASILEIRA: UMA VERDADE QUE PRECISA SER ENFRENTADA COM RIGOR E FIRMEZA PELAS

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL ALDEMARIO ARAUJO CASTRO, Conselheiro Federal pela Seccional do Distrito Federal, vem perante Vossa Excelência

Leia mais

PHS SP. 1º Curso de Marke.ng Polí.co. I - Aspectos Legais da pré- campanha

PHS SP. 1º Curso de Marke.ng Polí.co. I - Aspectos Legais da pré- campanha 1º Curso de Marke.ng Polí.co I - Aspectos Legais da pré- campanha Palestrante: Dra. Patricia Brasil Especialista em Direito Eleitoral pela EJEP Escola Eleitoral Paulista do TER/SP Especialista em Direito

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 PREFÁCIO... 17 INTRODUÇÃO... 19 Capítulo I FLEXIBILIZAÇÃO... 21 1.1. Definição... 21 1.2. Flexibilização da norma... 23 1.3. Flexibilizar a interpretação e

Leia mais

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TSE e TREs 6º Simulado de Direito Eleitoral p/ TSE e TREs! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS:

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TSE e TREs 6º Simulado de Direito Eleitoral p/ TSE e TREs! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS: AVISOS: Estamos ministrando os seguintes CURSOS: REGIMENTO INTERNO DO TSE TODOS OS CARGOS (TEORIA E EXERCÍCIOS) DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA JUDICIÁRIA (TEORIA E EXERCÍCIOS) DIREITO

Leia mais

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21 TÍTULO I Dos Princípios Fundamentais... 21 TÍTULO II Dos Direitos e Garantias

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral do Paraná. Secretaria Judiciária. Coordenadoria de Jurisprudência e Documentação. Realização: Seção de Jurisprudência

Tribunal Regional Eleitoral do Paraná. Secretaria Judiciária. Coordenadoria de Jurisprudência e Documentação. Realização: Seção de Jurisprudência Tribunal Regional Eleitoral do Paraná Secretaria Judiciária Coordenadoria de Jurisprudência e Documentação Realização: Seção de Jurisprudência Revista Paraná Eleitoral Editoração e Impressão: Seção de

Leia mais

ÍNDICE PREFÁCIO... XIII

ÍNDICE PREFÁCIO... XIII ÍNDICE PREFÁCIO... XIII SEGURANÇA JURÍDICA NO NOVO CARF PAULO DE BARROS CARVALHO... 1 1. Palavras introdutórias... 1 2. Núcleo semântico do sobreprincípio da segurança jurídica... 4 3. O primado da segurança

Leia mais

ANEXO II - PROGRAMA DAS PROVAS DIREITO CONSTITUCIONAL

ANEXO II - PROGRAMA DAS PROVAS DIREITO CONSTITUCIONAL DOM Eletrônico Edição N 6165, de 15 de setembro de 2015. Página 87 de 150 CONCURSO PÚBLICO PARA PROCURADOR DO MUNICÍPIO EDITAL Nº 001/2015 ANEXO II - PROGRAMA DAS PROVAS DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO

Leia mais

LEGISLAÇÃO SOBRE FINANCIAMENTO DE PARTIDOS E DE CAMPANHAS ELEITORAIS NO BRASIL, EM PERSPECTIVA HISTÓRICA

LEGISLAÇÃO SOBRE FINANCIAMENTO DE PARTIDOS E DE CAMPANHAS ELEITORAIS NO BRASIL, EM PERSPECTIVA HISTÓRICA LEGISLAÇÃO SOBRE FINANCIAMENTO DE PARTIDOS E DE CAMPANHAS ELEITORAIS NO BRASIL, EM PERSPECTIVA HISTÓRICA Ana Luiza Backes Consultora Legislativa da Área XIX Ciência Política, Sociologia Política História,

Leia mais

Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21

Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21 Sumário Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21 Capítulo I LIÇÕES PRELIMINARES... 23 1. Introdução... 23 2. Proteção

Leia mais

Projeto de Lei nº 408/2011 Mensagem Retificativa nº 1 Poder Executivo. OF.GG/SL - 044 Porto Alegre, 20 de março de 2012.

Projeto de Lei nº 408/2011 Mensagem Retificativa nº 1 Poder Executivo. OF.GG/SL - 044 Porto Alegre, 20 de março de 2012. Projeto de Lei nº 408/2011 Mensagem Retificativa nº 1 Poder Executivo OF.GG/SL - 044 Porto Alegre, 20 de março de 2012. MENSAGEM RETIFICATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 408/2011 Com art. 62 da C.E. Senhor Presidente:

Leia mais

V Seminário Nacional de Juízes, Procuradores, Promotores e Advogados Eleitorais

V Seminário Nacional de Juízes, Procuradores, Promotores e Advogados Eleitorais V Seminário Nacional de Juízes, Procuradores, Promotores e Advogados Eleitorais Tema: O Novo Direito Eleitoral no Contexto da Reforma Política. Data: de 14 a 16 de maio de 2014. Local: Auditório da Filial

Leia mais

NORMAS E REGULAMENTOS

NORMAS E REGULAMENTOS NORMAS E REGULAMENTOS Lei nº 9.096/1995; Lei nº 9.504/1997; Resolução TSE nº 23.406/2014; Comunicado BACEN nº 25.091/2014; IN Conjunta RFB/TSE nº 1.019/2010. REQUISITOS PARA ARRECADAR E REALIZAR GASTOS

Leia mais

Comentários à Prova de Analista Judiciário Área Judiciária do TRE/MA provas em 31.08.2015

Comentários à Prova de Analista Judiciário Área Judiciária do TRE/MA provas em 31.08.2015 à Prova de Analista Judiciário Área Judiciária do TRE/MA provas em 31.08. Acerca dos direitos políticos, é correto afirmar a) Ocorrerá cassação dos direitos políticos como consequência da condenação criminal

Leia mais

paralisação dos universitários no Movimento Estudantil

paralisação dos universitários no Movimento Estudantil Edital de Abertura de Eleições para o Diretório Acadêmico e Centros Acadêmicos FEIT/ISEPI/UEMG - Campus Ituiutaba- MG. (RETIFICADO) O Presidente da Comissão Eleitoral, juntamente com os demais componentes

Leia mais

REFORMA POLÍTICA: HISTÓRICO, ESTÁGIO ATUAL E O LUGAR DA RECENTE PROPOSTA DO EXECUTIVO

REFORMA POLÍTICA: HISTÓRICO, ESTÁGIO ATUAL E O LUGAR DA RECENTE PROPOSTA DO EXECUTIVO REFORMA POLÍTICA: HISTÓRICO, ESTÁGIO ATUAL E O LUGAR DA RECENTE PROPOSTA DO EXECUTIVO Márcio Nuno Rabat Consultor Legislativo da Área XIX Ciência Política, Sociologia Política, História Relações Internacionais

Leia mais

Rita de Cássia Andrade

Rita de Cássia Andrade O PODER JURISDICIONAL E NORMATIVO DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL E A CENSURA DO EXECUTIVO FEDERAL COM A DECLARAÇÃO ILUSÓRIA DE FUTURA REFORMA DO SISTEMA POLITICO NO BRASIL Rita de Cássia Andrade SUMÁRIO

Leia mais

Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015. Comissão Eleitoral do Processo Seletivo

Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015. Comissão Eleitoral do Processo Seletivo Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015 Comissão Eleitoral do Processo Seletivo A Comissão Eleitoral do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente C.M.D.C.A. de Rio Verde - GO,

Leia mais

REGULAMENTO DO TCC - PROJETO EXPERIMENTAL OU MONOGRÁFICO DOS CURSOS DE BACHARELADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO E PUBLICIDADE E PROPAGANDA

REGULAMENTO DO TCC - PROJETO EXPERIMENTAL OU MONOGRÁFICO DOS CURSOS DE BACHARELADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO E PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTO DO TCC - PROJETO EXPERIMENTAL OU MONOGRÁFICO DOS CURSOS DE BACHARELADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO E PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento disciplina

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Substitutivo da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei do Senado nº 441, de 2012 (nº 6.397, de 2013, na Câmara dos Deputados),

Leia mais

Coordenação Acadêmica Prof. Dr. Augusto Aras

Coordenação Acadêmica Prof. Dr. Augusto Aras Faculdades Integradas Ipitanga 1 anos UNIBAHIA Capacitação com excelência sempre! VI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL Estudos Avançados dos Novos Fenômenos Eleitorais Eleições 14 e 16 Lato

Leia mais

MANUELA DE SOUZA PEREIRA GOVERNANÇA ELEITORAL NA AMÉRICA LATINA: DISPOSITIVOS CONSTITUCIONAIS COMPARADOS

MANUELA DE SOUZA PEREIRA GOVERNANÇA ELEITORAL NA AMÉRICA LATINA: DISPOSITIVOS CONSTITUCIONAIS COMPARADOS 41 GOVERNANÇA ELEITORAL NA AMÉRICA LATINA: DISPOSITIVOS CONSTITUCIONAIS Electoral governance in Latin America: Comparative constitutional devices Manuela de Souza Pereira Universidade Federal de Pernambuco

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante I - INTRODUÇÃO II - OBJETO III - DOS ÓRGÃOS E UNIDADES INTEGRANTES DO REGISTRO IV - CONDIÇÕES GERAIS PARA PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII -

Leia mais