Sumário. Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 19

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 19"

Transcrição

1 Sumário Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: NOÇÕES INTRODUTÓRIAS Conceito, objeto e objetivos do Direito Eleitoral A democracia como condição basilar para a existência do Direito Eleitoral Espécies de democracia Institutos da democracia participativa O plebiscito para a divisão do Pará A garantia da legitimidade do exercício do poder de sufrágio popular como objetivo do Direito Eleitoral O deferimento de mandatos políticos como pressuposto da representação política O Direito Eleitoral como microssistema jurídico e as suas relações com outros ramos do Direito As fontes do Direito Eleitoral Constituição Federal de Código Eleitoral (Lei nº , de 15/07/1965) Lei das Eleições (Lei nº. 9504/97) Lei das Inelegibilidades (Lei Complementar nº. 64/90) Resoluções do Tribunal Superior Eleitoral Princípios do Direito Eleitoral A distinção entre princípios e regras Princípio da lisura das eleições: Princípio do aproveitamento do voto Princípio da celeridade Princípio da anualidade Princípio da moralidade eleitoral Capítulo II OS SISTEMAS ELEITORAIS Introdução Os sistemas eleitorais e as suas espécies O sistema eleitoral majoritário Os votos brancos e nulos e a questão da nulidade das eleições O Sistema eleitoral proporcional

2 JAIME BARREIROS NETO 2.3. A questão do voto distrital O sistema eleitoral misto Considerações finais Capítulo III OS PARTIDOS POLÍTICOS Introdução Os partidos políticos na Constituição Federal de Os partidos políticos na Lei nº / Disposições preliminares Da criação e do registro dos partidos políticos Da fusão, incorporação e extinção dos partidos políticos O funcionamento parlamentar e a cláusula de barreira Do programa e do estatuto dos partidos políticos Responsabilidade civil e trabalhista dos órgãos partidários Disciplina e fidelidade partidárias Da filiação partidária Das finanças e contabilidades dos partidos políticos Do fundo partidário Do acesso gratuito ao rádio e à TV As coligações partidárias Capítulo IV JUSTIÇA ELEITORAL Notas introdutórias Funções da Justiça Eleitoral Função jurisdicional da Justiça Eleitoral Função executiva da Justiça Eleitoral Função legislativa (normativa) da Justiça Eleitoral Função consultiva da Justiça Eleitoral Organização e competência da Justiça Eleitoral O Tribunal Superior Eleitoral Os tribunais regionais eleitorais Os juízes eleitorais e a divisão geográfica da Justiça Eleitoral de primeira instância As juntas eleitorais Capítulo V MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL Notas introdutórias Princípios institucionais do Ministério Público Eleitoral Princípio da federalização Princípio da delegação Princípio da excepcionalidade Organização e atribuições do Ministério Público Eleitoral O exercício de atividade político-partidária por membros do Ministério Público

3 SUMÁRIO Capítulo VI ALISTAMENTO ELEITORAL E AQUISIÇÃO DA CAPACIDADE POLÍTICA A aquisição da nacionalidade brasileira O alistamento eleitoral Diferença entre alistamento, transferência, revisão e segunda via Documentos necessários para o alistamento eleitoral O alistamento eleitoral no Código Eleitoral: principais informações O domicílio eleitoral Transferência do domicílio eleitoral Do título eleitoral Exclusão e cancelamento da inscrição eleitoral A correição e a revisão do eleitorado Perda e suspensão dos direitos políticos A suspensão dos direitos políticos por incapacidade civil absoluta A suspensão dos direitos políticos em virtude de condenação criminal transitada em julgado Suspensão dos direitos políticos por improbidade administrativa Capítulo VII CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS E REGISTRO DE CANDIDATURAS Notas introdutórias Das convenções para a escolha de candidatos a cargos eletivos As espécies de convenções partidárias As recentes alterações na disciplina das convenções partidárias promovidas pela Lei nº / As convenções e a questão dos prazos de filiação partidária e domicílio eleitoral A questão da candidatura nata Do registro de candidatos A questão do número máximo de candidatos a serem registrados por cada partido político ou coligação partidária A questão do preenchimento mínimo de vagas para cada sexo Documentos necessários para a promoção do registro de candidatura A polêmica em torna do conceito de quitação eleitoral A questão da obrigatoriedade de registro das propostas de candidatos a prefeito, governador e presidente da república O requerimento individual de candidatura

4 JAIME BARREIROS NETO 3.7. O novo momento para a aferição das condições de elegibilidade e causas de inelegibilidade O registro sub judice de candidato impugnado e a teoria da conta e risco A situação de candidatos expulsos dos seus partidos políticos após o registro da candidatura Identificação numérica e variação nominal dos candidatos A substituição de candidatos após o término do prazo de registro de candidaturas Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC) Capítulo VIII CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE E CAUSAS DE INELEGIBILIDADE Notas introdutórias: a distinção entre condições de elegibilidade e inelegibilidades As condições de elegibilidade previstas na Constituição de As causas de inelegibilidade: Noções conceituais e classificação Hipóteses dez inelegibilidades previstas na Constituição Federal de Os inalistáveis e os analfabetos A questão da reeleição para cargos executivos A necessidade de desincompatibilização do presidente da república, governadores e prefeitos a fim de concorrerem a outros cargos A questão da inelegibilidade reflexa prevista no 7º do artigo 14 da CF/ Hipóteses de inelegibilidade previstas na Lei Complementar nº. 64/90 e a recente Lei do Ficha Limpa A recente Lei do Ficha Limpa (LC 135/10) e as alterações por ela propiciadas na Lei das Inelegibilidades (LC 64/90) Situações hipotéticas de inelegibilidades previstas na LC 64/ A inelegibilidade dos inalistáveis, dos analfabetos e dos parlamentares com mandatos cassados A inelegibilidade de governadores, prefeitos e seus vices por violação a dispositivo de Constituição Estadual, Lei Orgânica do DF ou de município A inelegibilidade em virtude de condenação em processo de apuração de abuso do poder econômico ou político A inelegibilidade em virtude da prática de crimes (art. 1º, I, e da LC 64/

5 SUMÁRIO A inelegibilidade em virtude de incompatibilidade ou indignidade do oficialato A inelegibilidade em virtude de rejeição de contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas por irregularidade insanável e a Súmula nº. 01 do TSE As novas hipóteses de inelegibilidades instituídas pela Lei do Ficha Limpa: as alíneas j a q do inciso I do art. 1º da LC 64/ A LC 64/90 e as previsões de prazos de desincompatibilização de titulares de determinados cargos ou funções como requisito para a disputa de mandatos eletivos Situações em que o prazo de desincompatibilização exigido é de seis meses antes do pleito Situações em que o prazo de desincompatibilização exigido é de quatro meses antes do pleito Situações em que o prazo de desincompatibilização exigido é de três meses antes do pleito Capítulo IX ARRECADAÇÃO DE RECURSOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS NAS CAMPANHAS ELEITORAIS Notas introdutórias A administração financeira das campanhas eleitorais As doações realizadas por pessoas físicas para campanhas eleitorais Receitas vedadas a candidatos e partidos políticos em campanha eleitoral Da prestação de contas nas campanhas eleitorais A verificação da regularidade das contas pela Justiça Eleitoral A representação do artigo 30-A da Lei nº / As sobras de campanhas eleitorais Capítulo X PESQUISAS ELEITORAIS E PROPAGANDA POLÍTICA Notas introdutórias As pesquisas eleitorais A propaganda política Princípios da propaganda política As espécies de propaganda política Da propaganda eleitoral em geral O importante art. 37 da Lei das Eleições A propaganda eleitoral dos candidatos 11

6 JAIME BARREIROS NETO a vice e a suplentes de senador A distribuição de folhetos, volantes e outros impressos na campanha eleitoral A realização de comícios e showmícios e a utilização de alto-falantes, amplificadores de som e trios elétricos nas campanhas eleitorais As vedações à boca-de-urna e a questão da manifestação individual e silenciosa do eleitor no dia da eleição A vedação ao uso, na propaganda eleitoral, de símbolos, frases ou imagens associadas ou semelhantes às empregadas por órgãos de governo, empresas públicas ou sociedades de economia mista O novo artigo 41 da li nº /97 e o exercício do poder de polícia na propaganda eleitoral Da propaganda eleitoral mediante outdoors Da propaganda eleitoral na imprensa escrita Da propaganda eleitoral no rádio e na televisão As vedações impostas pela legislação às emissoras de rádio e televisão durante o período eleitoral Os debates eleitorais no rádio e na TV O horário eleitoral gratuito Da propaganda eleitoral na internet Do direito de resposta Direito de resposta em virtude de ofensa promovida na internet Considerações finais sobre o direito de resposta A representação por propaganda eleitoral irregular (art. 96 da lei nº /97) Quadro-resumo: o que pode e o que não pode na propaganda eleitoral Capítulo XI ORGANIZAÇÃO DAS ELEIÇÕES, GARANTIAS ELEITORAIS E DIPLOMAÇÃO DOS ELEITOS Notas introdutórias A organização das seções eleitorais e das mesas receptoras de votos A organização das seções eleitorais A organização das mesas receptoras de votos Do sistema eletrônico de votação e da totalização dos votos O início e o encerramento da votação Documentos necessários à identificação do eleitor O voto em separado e sua previsão no Código Eleitoral A questão da impossibilidade de conclusão 12

7 SUMÁRIO do procedimento de votação pelo eleitor A questão do voto em trânsito para presidente da república A votação por cédulas A recente reforma eleitoral e a adoção do voto impresso nas eleições Nulidades na votação Justificativa de não comparecimento à eleição A fiscalização das eleições A questão da contratação de cabos eleitorais durante a campanha Garantias eleitorais A apuração e a proclamação dos resultados A apuração da votação por meio de cédulas A diplomação e a posse dos eleitos Capítulo XII ABUSO DE PODER NAS ELEIÇÕES E CONDUTAS VEDADAS AOS AGENTES PÚBLICOS EM CAMPANHAS ELEITORAIS Noções introdutórias Condutas vedadas aos agentes públicos em campanhas eleitorais Condutas vedadas previstas nos incisos I a IV do art. 73 da Lei das Eleições As condutas vedadas aos agentes públicos em campanha e o inciso V do art. 73 da Lei das Eleições Condutas vedadas aos agentes públicos nos três meses anteriores ao pleito (art. 73, VI da Lei das Eleições) Vedação à realização de despesas com publicidade que excedam a média de gastos A questão da revisão geral da remuneração de servidores públicos em ano eleitoral Conseqüências advindas do descumprimento das normas do artigo 73 da Lei das Eleições O novo artigo 74 da Lei das Eleições e a possibilidade de cassação de diploma de candidato violador do artigo 37, 1º da Constituição Federal A questão da vedação de contratação de shows artísticos pagos com recursos públicos nos três meses que antecederem às eleições A nova regra sobre a presença de candidatos em inaugurações públicas A representação por prática de conduta vedada prevista no art. 96 da Lei nº / A captação ilícita de sufrágio (art. 41-A da Lei das Eleições) A questão do fornecimento gratuito de transporte 13

8 JAIME BARREIROS NETO e alimentação em dias de eleição O transporte dos eleitores no dia da eleição O oferecimento de refeições a eleitores no dia da eleição Capítulo XIII AÇÕES E RECURSOS ELEITORAIS Notas introdutórias Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC) Legitimidade ativa para a AIRC Legitimidade passiva para a AIRC Prazo para a interposição da AIRC Competência para o processamento e julgamento da AIRC Procedimento da AIRC Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) Legitimidade ativa e passiva para a AIJE Prazo para a interposição da AIJE Competência para o processamento e julgamento da AIJE Procedimento da AIJE Efeitos da procedência da AIJE Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) Objeto e previsão constitucional da AIME Competência para o processamento de julgamento da AIME Legitimidade ativa e passiva para a AIME Procedimento adotado na AIME A questão da possibilidade de litispendência entre AIJE, AIME e RCD A representação do art. 96 da lei nº / Rito processual da representação prevista no art. 96 da Lei das Eleições Representação por Captação Ilícita de Sufrágio Representação para a apuração de arrecadação e gastos ilícitos (Captação ilícita de recursos: art. 30-A da Lei das Eleições) Representação do art. 81 da Lei nº /97 (doações irregulares aos comitês financeiros) Recurso Contra a Diplomação (RCD) A legitimidade ativa e passiva para o RCD Algumas questões processuais referentes ao RCD Ação Rescisória Eleitoral Pressupostos da Ação Rescisória Eleitoral A questão da possibilidade de concessão de tutela antecipada em sede de ação rescisória eleitoral Teoria geral dos recursos eleitorais Os recursos eleitorais em espécie

LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO. Lei nº /2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral

LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO. Lei nº /2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO Lei nº 13.165/2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral Belo Horizonte 2016 3 Sumário INTRODUÇÃO... 15 I DIREITO ELEITORAL... 17 1 O Direito Eleitoral

Leia mais

ÍNDICE 1. CLASSIFICAÇÃO E AUTONOMIA FONTES DO DIREITO ELEITORAL INTERPRETAÇÃO DO DIREITO ELEITORAL... 27

ÍNDICE 1. CLASSIFICAÇÃO E AUTONOMIA FONTES DO DIREITO ELEITORAL INTERPRETAÇÃO DO DIREITO ELEITORAL... 27 DIREITO ELEITORAL 5ª Edição ÍNDICE 1. CLASSIFICAÇÃO E AUTONOMIA... 19 2. FONTES DO DIREITO ELEITORAL... 21 3. INTERPRETAÇÃO DO DIREITO ELEITORAL... 27 4. PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 31 1. Princípio

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 17

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 17 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 17 Guia de leitura... 19 Direcionamento do estudo: O que é necessário priorizar no estudo das provas do CESPE... 25 Raio-x da incidência das

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5

S u m á r i o. Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5 S u m á r i o Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil... 1 Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5 2.1. Conceito... 5 2.2. Poder Normativo... 5 2.3. Interpretação da Legislação Eleitoral...

Leia mais

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi I Direitos políticos, 1 1 Compreensão dos direitos políticos, 1 1.1 Política, 1 1.2 Direito político, direito constitucional e ciência política, 3

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23 SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 1. Compreensão dos direitos políticos... 1 1.1. Política... 1 1.2. Direito Político... 2 1.3. Direitos políticos... 2 2. Direitos humanos e direitos políticos...

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação 2007/1 ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO ELEITORAL E PARTIDÁRIO Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

sumário Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5

sumário Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5 sumário Capítulo 1 O DIreito eleitoral no brasil...1 Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5 2.1. Conceito... 5 2.2. Poder normativo... 5 2.3. Interpretação da legislação eleitoral...

Leia mais

DIREITO ELEITORAL. UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965)

DIREITO ELEITORAL. UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965) DIREITO ELEITORAL SUMÁRIO UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965) UNIDADE 2 Órgãos da Justiça Eleitoral (TSE, TREs, Juízes Eleitorais e Juntas Eleitorais) 2.1 Composição

Leia mais

Manual Prático de Direito Eleitoral

Manual Prático de Direito Eleitoral Autor Walber de Moura Agra Manual Prático de Direito Eleitoral Área Específica Direito Eleitoral. Áreas Afins Direito Público - Direito Constitucional - Direito Eleitoral. O objetivo deste Manual Prático

Leia mais

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS 1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS DIREITOS POLÍTICOS e REGIME DEMOCRÁTICO O REGIME DEMOCRÁTICO como princípio:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: DIREITO ELEITORAL Código da Disciplina: JUR262 Curso: Direito Semestre de oferta da disciplina: Faculdade responsável: Direito Programa em vigência a partir de: 2015

Leia mais

IUS RESUMOS. Características e funções da Justiça Eleitoral. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Características e funções da Justiça Eleitoral. Organizado por: Samille Lima Alves Características e funções da Justiça Eleitoral Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES DA JUSTIÇA ELEITORAL... 3 1. Características e competências da Justiça Eleitoral...

Leia mais

Sumário. Nota do autor para a terceira edição... 31

Sumário. Nota do autor para a terceira edição... 31 Nota do autor para a terceira edição... 31 APRESENTAÇÃO... 33 ABREVIATURAS E SIGLAS... 35 Capítulo I Introdução ao direito eleitoral... 37 1. Introdução ao Direito Eleitoral... 37 1.1. Conceito de Direito

Leia mais

Sumário. Homenagem... 5 Agradecimentos... 7 Apresentação... 9 Prefácio Siglas PARTE I DIREITO ELEITORAL MATERIAL

Sumário. Homenagem... 5 Agradecimentos... 7 Apresentação... 9 Prefácio Siglas PARTE I DIREITO ELEITORAL MATERIAL Sumário Homenagem... 5 Agradecimentos... 7 Apresentação... 9 Prefácio... 11 Siglas... 31 PARTE I DIREITO ELEITORAL MATERIAL Capítulo 1 Fundamentos do Direito Eleitoral... 37 1.1. Direito Eleitoral... 37

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 02 CRÉDITO: 02 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO ELEITORAL E PARTIDÁRIO NOME DO CURSO: DIREITO

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 02 CRÉDITO: 02 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO ELEITORAL E PARTIDÁRIO NOME DO CURSO: DIREITO 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 9 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 02 CRÉDITO: 02 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO ELEITORAL E PARTIDÁRIO NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 30 Conceito e fontes. Direitos

Leia mais

1. CONCEITO E FONTES DO DIREITO ELEITORAL

1. CONCEITO E FONTES DO DIREITO ELEITORAL SUMÁRIO 1. CONCEITO E FONTES DO DIREITO ELEITORAL 1.1. Introdução 1.1.1. Conceito 1.1.2. Fontes do Direito Eleitoral 1.2. Principais normas regulamentadoras do Direito Eleitoral 1.3. Poder regulamentar

Leia mais

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral 2012/2014 2016 20/07 a 05/08 Data das Convenções Partidárias 10/06 a 30/06 (Art. 8º da Lei nº. 9.504/97 e 93, 2º da Lei 4.737/65) Prazo de filiação partidária Comunicação de desfiliação partidária Janela

Leia mais

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1 DIREITOS POLÍTICOS Prof. Fábio Ramos prof.fabioramos@hotmail.com Conjunto de normas que disciplinam as formas de exercício da soberania popular. Princípio da Soberania Popular: Art. 1º, par. único: Todo

Leia mais

Direitos Eleitoral - Parte 1

Direitos Eleitoral - Parte 1 Direitos Eleitoral - Parte 1 Com base no Código Eleitoral- Lei 4737/65, Lei n. 9.096/95, Lei 13165/2015, entre outras fontes do direito eleitoral e em questões de provas anteriores do Qconcursos.com. 1.

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA Victor Barau 1- O Conceito da palavra Democracia Democracia demos = povo, e kratos = autoridade Origem Conceito Moderno: Revoluções Francesa e Americana.

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA DE ACORDO COM O EDITAL N 1, DE 24 DE NOVEMBRO DE 201, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO, TRE-SP CONHECIMENTOS BÁSICOS

Leia mais

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Constituição da República Federativa do Brasil

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Constituição da República Federativa do Brasil Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 Constituição da República Federativa do Brasil 1988...3 CÓDIGO ELEITORAL Lei n o 4.737, de 15 de julho de 1965... 21 Lei n o 10.406, de 10 de

Leia mais

DECRETO N.º DE 15 DE MAIO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas disposições legais, e

DECRETO N.º DE 15 DE MAIO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas disposições legais, e DECRETO N.º 35610 DE 15 DE MAIO DE 2012 Institui o regime FICHA LIMPA como requisito para o ingresso em cargo ou emprego público no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Município do Rio

Leia mais

LEI DAS INELEGIBILIDADES (Lei Complementar 64/90)

LEI DAS INELEGIBILIDADES (Lei Complementar 64/90) INELEGIBILIDADE - Impedimento de ser votado ou forma de sanção. -Podemser: constitucionais (art.14 da CF); infraconstitucionais( 1º da LC 64/90). I - Inelegibilidades absolutas: para qualquer cargo (os

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO E ÉTICA ELEITORAL ELEIÇÕES 2012

MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO E ÉTICA ELEITORAL ELEIÇÕES 2012 ELEIÇÕES 2012 ORIENTAÇÕES AOS AGENTES PÚBLICOS DESINCOMPATIBILIZAÇÃO E CONDUTAS VEDADAS PORTO ALEGRE 2012 APRESENTAÇÃO Considerando a incumbência legal desta Comissão de Acompanhamento e Ética Eleitoral

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS)

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) SUBSTITUTIVO À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o 14,

Leia mais

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO 1 ART. 42 - VEDAÇÕES de 1º de maio a 31 de dezembro: Contrair obrigação de despesa, nos últimos 8 meses, que não possa ser cumprida (paga)

Leia mais

Sumário PARTE I DIREITO ELEITORAL MATERIAL

Sumário PARTE I DIREITO ELEITORAL MATERIAL Sumário PARTE I DIREITO ELEITORAL MATERIAL Capítulo 1 Fundamentos do Direito Eleitoral... 33 1.1. Direito Eleitoral... 33 1.2. O desenvolvimento da ciência eleitoralista e sua relação com a democracia

Leia mais

INSTITUIÇÕES DE DIREITO ELEITORAL

INSTITUIÇÕES DE DIREITO ELEITORAL Adriano Soares da Costa criada pela Academia Catarinense de Direito Eleitoral (ACADE): O Mestre Adriano Soares da Costa é uma voz de luz e resistência em uma terra árida, seca, sem solo propício para profundas

Leia mais

CALENDÁRIO DA ELEIÇÃO SUPLEMENTAR PARA PREFEITO E VICE-PREFEITO DE MIRASSOL D OESTE - ANEXO DA RESOLUÇÃO nº 2076/2017 NOVEMBRO 2016

CALENDÁRIO DA ELEIÇÃO SUPLEMENTAR PARA PREFEITO E VICE-PREFEITO DE MIRASSOL D OESTE - ANEXO DA RESOLUÇÃO nº 2076/2017 NOVEMBRO 2016 CALENDÁRIO DA ELEIÇÃO SUPLEMENTAR PARA PREFEITO E VICE-PREFEITO DE MIRASSOL D OESTE - ANEXO DA RESOLUÇÃO nº 2076/2017 NOVEMBRO 2016 19 novembro sábado (1 ano antes) 1. Data limite para todos os partidos

Leia mais

A Lei n /97, que regula as eleições; prevê em seu art. 73 as condutas vedadas aos agentes públicos no período eleitoral.

A Lei n /97, que regula as eleições; prevê em seu art. 73 as condutas vedadas aos agentes públicos no período eleitoral. ELEITORAL: Após a promulgação da Emenda Constitucional n.º 16, de 04 de Junho de 1977, que possibilitou a reeleição, para o segundo mandato consecutivo de cargos eletivos do Poder Executivo. A Lei n. 9.504,

Leia mais

ELEIÇÕES 2016 COM ÊNFASE NA MINIRREFORMA ELEITORAL

ELEIÇÕES 2016 COM ÊNFASE NA MINIRREFORMA ELEITORAL ELEIÇÕES 2016 COM ÊNFASE NA MINIRREFORMA ELEITORAL Em outubro (02/10) os brasileiros voltam às urnas, dessa vez para votar em Prefeitos e Vereadores. Esta será a primeira eleição depois da minirreforma

Leia mais

Comentários à Prova de Direito Eleitoral para Assistente de Promotoria I provas em

Comentários à Prova de Direito Eleitoral para Assistente de Promotoria I provas em à Prova de Direito Eleitoral para Assistente de Promotoria I provas em 21.06.2015 No que se refere à propaganda partidária ou eleitoral, no período eleitoral, é correto afirmar que a) a realização de comícios

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 94, DE 2015

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 94, DE 2015 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 94, DE 2015 Altera o art. 14 da Constituição Federal, para acrescentar hipótese de inelegibilidade. As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, nos termos

Leia mais

DAS ELEIÇÕES. SISTEMA ELEITORAL (arts. 82 a 86; 105 a 113 do CE)

DAS ELEIÇÕES. SISTEMA ELEITORAL (arts. 82 a 86; 105 a 113 do CE) SISTEMA ELEITORAL (arts. 82 a 86; 105 a 113 do CE) - Conjunto de normas que rege e organiza as eleições. - Processo eleitoral: do alistamento até a diplomação. Eleições: I. Princípio Majoritário Para os

Leia mais

REGISTRO DE CANDIDATURA. Eduardo Rangel

REGISTRO DE CANDIDATURA. Eduardo Rangel REGISTRO DE CANDIDATURA Eduardo Rangel 1 Conceito: É a fase inicial do chamado microprocesso eleitoral na qual um partido político ou coligação requer, junto a Justiça Eleitoral, a inscrição de seus candidatos

Leia mais

REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016

REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016 REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016 Dr. Felipe Ferreira Lima Diretor do Instituto Egídio Ferreira Lima 1. Introdução: O debate sobre a Reforma Política no Brasil 2. Registro de Candidatura

Leia mais

C U R S O D E D I R E I T O Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: LEGISLAÇÃO ELEITORAL - OPTATIVA

C U R S O D E D I R E I T O Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: LEGISLAÇÃO ELEITORAL - OPTATIVA C U R S O D E D I R E I T O Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: LEGISLAÇÃO ELEITORAL - OPTATIVA Código: DIR-451 Pré-Requisito: -------- CH: 30 horas Período

Leia mais

NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NATOS

NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NATOS CONCEITO Nacionalidade é o vínculo jurídico-político que liga um indivíduo a um certo e determinado Estado POVO ESPÉCIES Nacionalidade primária/originária: Nacionalidade secundária/adquirida: A) Ius soli:

Leia mais

Curso de Direito Eleitoral Preparatório para as Eleições de 2014

Curso de Direito Eleitoral Preparatório para as Eleições de 2014 Curso de Direito Eleitoral Preparatório para as Eleições de 2014 As Escolas Judiciárias Eleitorais do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal e do Tribunal Superior Eleitoral promoverão, nos meses

Leia mais

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Dirigentes sindicais e servidores que pretendem disputar as eleições de 2010 devem ficar atentos às datas e prazos de desincompatibilização.

Leia mais

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS CONCEITO: O direito democrático de participação do povo no governo, por seus representantes, acabou exigindo a formação de um conjunto de normas legais permanentes, que recebe a denominação de direitos

Leia mais

Guia rápido de permissões e proibições pertinentes à propaganda eleitoral

Guia rápido de permissões e proibições pertinentes à propaganda eleitoral Secretaria Judiciária Coordenadoria de Gestão da Informação Guia rápido de permissões e proibições pertinentes à propaganda eleitoral Tipo Regra Referência legislativa Sancionamento em caso de violação

Leia mais

... 5º São inelegíveis para os mesmos cargos, no período imediatamente subsequente, o Presidente da República, os Governadores de Estado e do

... 5º São inelegíveis para os mesmos cargos, no período imediatamente subsequente, o Presidente da República, os Governadores de Estado e do Reforma as instituições político-eleitorais, alterando os arts. 14, 17, 57 e 61 da Constituição Federal, e cria regras temporárias para vigorar no período de transição para o novo modelo, acrescentando

Leia mais

LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE

LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE 6 de agosto de 2014 LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral: Conquistas e Desafios para Eleições Limpas PROJETO DE LEI 6.316,

Leia mais

Resumo de Direito Eleitoral parte constitucional

Resumo de Direito Eleitoral parte constitucional Resumo de Direito Eleitoral A maioria das disciplinas busca as regras centrais da matéria dentro do Texto Constitucional. Em Direito Eleitoral não poderia ser diferente. A CF reserva especialmente os arts.

Leia mais

AÇÕES E RECURSOS ELEITORAIS

AÇÕES E RECURSOS ELEITORAIS AÇÕES E RECURSOS ELEITORAIS - Vários prazos especiais e diversos meios processuais: assegurados os princípios constitucionais de ampla defesa, contraditório e igualdade entre as partes. - Mesmo fato jurídico:

Leia mais

Eleições municipais Reforma eleitoral Principais mudanças Dr. JOSÉ ANTONIO ROSA

Eleições municipais Reforma eleitoral Principais mudanças Dr. JOSÉ ANTONIO ROSA Eleições municipais 2016 Reforma eleitoral Principais mudanças Dr. JOSÉ ANTONIO ROSA OBJETIVOS DA REFORMA A reforma eleitoral Lei. N.º 13.165/2015, alterou substancialmente a Lei 9.504/97- Lei Eleitoral,

Leia mais

REFORMA ELEITORAL LEI n.º /15

REFORMA ELEITORAL LEI n.º /15 REFORMA ELEITORAL LEI n.º 13.165/15 Lei n.º 13.165/15, de 29 de setembro de 2015, altera dispositivos da Lei das Eleições (Lei n.º 9.504/97), da Lei dos Partidos Políticos (Lei n.º 9.096/95) e do Código

Leia mais

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 Nome do Candidato: Nome do pai: Nome da mãe: Partido Político ou Coligação: Cargo a que concorre: ( ) Prefeito ( ) Vice-Prefeito ( ) Vereador Município: Declaro,

Leia mais

- Português - Mapeamento dos estudos. Elaborado por Ricardo Beck - Orientador de Estudos - 1 de 8 -

- Português - Mapeamento dos estudos. Elaborado por Ricardo Beck - Orientador de Estudos - 1 de 8 - - Português - 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados 1 2 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais 3 3 Domínio da ortografia oficial 4 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual

Leia mais

Abreviaturas Apresentação PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO

Abreviaturas Apresentação PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO S umário Abreviaturas... 21 Apresentação... 23 PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO 1. Conceito, importância, funções e independência... 27 2. Garantias institucionais ou orgânicas

Leia mais

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus representantes no governo por meio do sufrágio universal

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL...

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL... Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL... 21 1.1. Conceito...21 1.1.1. Competência legislativa em

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 1. PRAZOS ELEITORAIS PARA OS PARTIDOS: 1.1 ESCOLHA DOS CANDIDATOS: 20.07.2016 a 05.08.2016 (Lei nº 9.504/1997, art. 8º, caput); 1.2 REGISTRO DE CANDIDATURA:

Leia mais

REFORMA POLÍTICA PEC 282/16 O texto enviado pelo Senado à Câmara dos Deputados estabelecia cláusula de barreira para o funcionamento parlamentar de

REFORMA POLÍTICA PEC 282/16 O texto enviado pelo Senado à Câmara dos Deputados estabelecia cláusula de barreira para o funcionamento parlamentar de REFORMA POLÍTICA PEC 282/16 O texto enviado pelo Senado à Câmara dos Deputados estabelecia cláusula de barreira para o funcionamento parlamentar de partidos, aplicável a partir das eleições de 2022 (aqueles

Leia mais

NACIONALIDADE. Em qualquer hipótese, a nacionalidade deverá ser requerida pelo estrangeiro.

NACIONALIDADE. Em qualquer hipótese, a nacionalidade deverá ser requerida pelo estrangeiro. Aluno(a): Educador(a): VALDIRENE Componente Curricular: DIREITO CONSTITUCIONAL Ano/Turma: 1º Ano Turno: ( X ) Matutino ( ) Vespertino Data: / /17 TEXTO 02 NACIONALIDADE Nacionalidade é o vínculo jurídico-político

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Dos Direitos Políticos e Dos Partídos Políti Professora Alessandra Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional DOS DIREITOS POLÍTICOS Art. 14. A soberania popular

Leia mais

TRE PE Analista Judiciário Área Administrativa

TRE PE Analista Judiciário Área Administrativa CONTEÚDO PROGRAMÁTICA PORTUGUÊS 1. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 2. Domínio da ortografia oficial. 3. Domínio dos mecanismos de coesão textual. 3.1 Emprego de elementos de referenciação,

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados... 3 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais... 9 Domínio da ortografia oficial... 21 Domínio dos mecanismos de coesão textual.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 01 /2015 A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE GO APROVA:

PROJETO DE LEI Nº 01 /2015 A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE GO APROVA: PROJETO DE LEI Nº 01 /2015 Institui a Lei da Ficha Limpa Municipal para o ingresso no serviço público, seja em emprego, cargo efetivo ou cargo comissionado no âmbito da administração direta, autárquica

Leia mais

Prof. Renato Ribeiro de Almeida

Prof. Renato Ribeiro de Almeida AULA 1: LEI DA FICHA LIMPA, INELEGIBILIDADES E AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO AO REGISTRO DE CANDIDATURA Prof. Renato Ribeiro de Almeida Professor de Direito Constitucional e Direito Eleitoral da Universidade Anhembi

Leia mais

Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13

Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13 Sumário 7 Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13 QUESTÕES... 13 I.1. Constitucionalismo e história das Constituições... 13 I.2. Conceito e concepções de Constituição...

Leia mais

A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE!

A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE! A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE! PLANO DE AULA Nº 6 DIRIETOS POLÍTICOS 1. NOÇÕES TEÓRICAS DIREITOS POLÍTICOS No capítulo IV do título II, a CF dispôs de um conjunto de normas para

Leia mais

1º SIMULADO DE DIREITO ELEITORAL P/ TRE/RS E TRE/AC FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC)

1º SIMULADO DE DIREITO ELEITORAL P/ TRE/RS E TRE/AC FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) Prezados(as) Alunos(as)! Visando ajudar a todos os concurseiros nesta corrida em prol da aprovação nestes 2 concursos de Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) vigentes, TRE/RS e TRE/AC, disponibilizo abaixo

Leia mais

Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República.

Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República. Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República. Observação: como podemos perceber as mudanças propostas são justamente pra não

Leia mais

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TRE/AP 4º Simulado de Direito Eleitoral p/ TRE-AMAPÁ! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS:

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TRE/AP 4º Simulado de Direito Eleitoral p/ TRE-AMAPÁ! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS: AVISOS: Estamos ministrando os seguintes CURSOS: DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA JUDICIÁRIA (TEORIA E EXERCÍCIOS) DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA E TÉCNICO ÁREA ADMINISTRATIVA

Leia mais

PROJETO DE EMENDA A LEI ORGÂNICA Nº 13/2011

PROJETO DE EMENDA A LEI ORGÂNICA Nº 13/2011 PROJETO DE EMENDA A LEI ORGÂNICA Nº 13/2011 Acrescenta o art. 109-A ao Capítulo II do Título IV da Lei Orgânica do Município. A Câmara Municipal de São Paulo PROMULGA: Art. 1º Fica acrescido o art. 109

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 001/15/2017

PROJETO DE LEI Nº 001/15/2017 PROJETO DE LEI Nº 001/15/2017 Súmula: Institui a Ficha Limpa Municipal na nomeação de secretários, diretores e cargos comissionados para a administração direta (Prefeitura e Câmara Municipal) e na administração

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL Promotoria de Justiça da 1ª Zona Eleitoral/MS. RECOMENDAÇÃO Nº 03/2016 PJE/1ª Zona Eleitoral

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL Promotoria de Justiça da 1ª Zona Eleitoral/MS. RECOMENDAÇÃO Nº 03/2016 PJE/1ª Zona Eleitoral RECOMENDAÇÃO Nº 03/2016 PJE/1ª Zona Eleitoral O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, no exercício de suas atribuições constitucionais e legais, na esfera eleitoral, conferidas pelos artigos 127, caput, e 129,

Leia mais

Capítulo 2 Conceito de Direito Eleitoral. Conceito e Espécies de Democracia. Princípios...19

Capítulo 2 Conceito de Direito Eleitoral. Conceito e Espécies de Democracia. Princípios...19 Sumário Capítulo 1 Direitos Políticos. Nacionalidade. Cidadania. Sufrágio e suas Espécies... 1 1.1. Direitos Políticos...2 1.2. Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos...6 1.3. Sufrágio...7

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL OFÍCIO- Nº 005/2012 COMISSÃO ELEITORAL/UFAC Ao Senhor Eduardo Henrique de Almeida Aguiar Procurador da República Av. Epaminondas Jacome, nº 3017, Centro NC

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL 137ª Zona Eleitoral/PE

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL 137ª Zona Eleitoral/PE RECOMENDAÇÃO Nº 01/2016 PJE/137ªZE O Ministério Público Eleitoral, no exercício de suas atribuições constitucionais e legais conferidas pelos artigos 127, caput, e 129, IX, da Constituição Federal e nos

Leia mais

PROJETO FICHA LIMPA. Kiyoshi Harada

PROJETO FICHA LIMPA. Kiyoshi Harada PROJETO FICHA LIMPA Kiyoshi Harada PROJETO FICHA LIMPA Kiyoshi Harada Jurista, professor e especialista em Direito Financeiro e Tributário pela USP. O Projeto de Lei Complementar n 518/2009, que altera

Leia mais

SÚMULAS DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL SÚMULA Nº 01

SÚMULAS DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL SÚMULA Nº 01 SÚMULAS DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL SÚMULA Nº 01 Proposta a ação para desconstituir a decisão que rejeitou as contas, anteriormente à impugnação, fica suspensa a inelegibilidade (Lei Complementar nº

Leia mais

Catalogação na Publicação (CIP)

Catalogação na Publicação (CIP) GUIA AOS ELEITORES Catalogação na Publicação (CIP) P221 Pará. Ministério Público. Guia aos eleitores: Perguntas e respostas sobre as eleições municipais de 2016 / Elaboração e Organização de José Edvaldo

Leia mais

TRE-SP SUMÁRIO. Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica... 12

TRE-SP SUMÁRIO. Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica... 12 Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa Ortografia oficial... 3 Acentuação gráfica... 12 Flexão nominal e verbal... 15/18/29 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação... 20 Advérbios...

Leia mais

RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014

RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014 RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014 Recomenda aos Órgãos de Direção Regionais dos Partidos Políticos condutas que devem ser adotadas no Requerimento de Registro de Candidatura. O PROCURADOR REGIONAL ELEITORAL

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1 SUMÁRIO Capítulo I Teoria da Constituição...1 1. Constituição...1 1.1 Conceito...1 1.2. Classificação das Constituições...1 1.3. Interpretação das Normas Constitucionais...3 1.4. Preâmbulo Constitucional...5

Leia mais

TEMAS STF DIREITO ELEITORAL

TEMAS STF DIREITO ELEITORAL 61 RE-568596 Elegibilidade de ex-cônjuge de ocupante de cargo político quando a dissolução da sociedade conjugal se dá durante o exercício do mandato. TEMAS STF DIREITO ELEITORAL EMENTA: CONSTITUCIONAL.

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 19

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 19 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 19 Processo X Procedimento... 19 O Procedimento Comum no Processo de Conhecimento... 19 Procedimentos Especiais... 20 Atividade Jurisdicional Estrutura... 20

Leia mais

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio Introdução Direitos políticos são os direitos do cidadão que permitem sua participação e influência nas atividades de governo. Para Pimenta Bueno, citado por Silva

Leia mais

Direitos Políticos. Prof. ª Bruna Vieira

Direitos Políticos. Prof. ª Bruna Vieira Direitos Políticos Prof. ª Bruna Vieira 1. Conceito: grupo ou conjunto de normas que disciplinam a atuação da soberania popular. 2. Previsão constitucional: artigos 14, 15 e 16. 3. Fundamento: artigo 1º

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 COMISSÃO ELEITORAL DO DIRETÓRIO LIVRE DO DIREITO CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO 2014

EDITAL Nº 001/2014 COMISSÃO ELEITORAL DO DIRETÓRIO LIVRE DO DIREITO CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO 2014 EDITAL Nº 001/2014 COMISSÃO ELEITORAL DO DIRETÓRIO LIVRE DO DIREITO CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO 2014 A Comissão Eleitoral Discente do Curso de Direito da UFSM, composta nos termos do art. 45 e do Estatuto

Leia mais

CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1

CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1 Sumário CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1 1. Introdução...1 2. Pressupostos Teóricos do Controle de Constitucionalidade...2 3. Supremacia Constitucional Fundamento do Mecanismo de Controle de Constitucionalidade...2

Leia mais

COMENTÁRIOS LEI FICHA LIMPA LC 64/90 Art. 1º

COMENTÁRIOS LEI FICHA LIMPA LC 64/90 Art. 1º COMENTÁRIOS À LEI DA FICHA LIMPA Autor: Luiz Gustavo Arruda Camargo Luz, advogado especialista em direito eleitoral, membro da Comissão de Direito Político e Partidário da Ordem dos Advogados do Brasil,

Leia mais

ÍNDICE. CAPÍTULO I Noções Preliminares

ÍNDICE. CAPÍTULO I Noções Preliminares DIREITO ELEITORAL Rodrigo López Zilio ÍNDICE CAPÍTULO I Noções Preliminares 1. CLASSIFICAÇÃO e AUTONOMIA... 17 2. FONTES DO DIREITO ELEITORAL...19 3. A INTERPRETAÇÃO DO DIREITO ELEITORAL...25 4. O PRINCÍPIO

Leia mais

SUMÁRIO. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988

SUMÁRIO. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988 SUMÁRIO CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988 Preâmbulo...1 TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (Arts. 1º a 4º)...3 TÍTULO

Leia mais

Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos.

Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos. Direitos políticos Conceitos fundamentais Cidadania É qualificação daquele que participa da vida do Estado, participando do governo e sendo ouvido por este. Assim, é cidadão aquele que possui a capacidade

Leia mais

LIVRO: MANUAL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA EDITORA: GEN MÉTODO EDIÇÃO: 1ªED., 2012 SUMÁRIO

LIVRO: MANUAL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA EDITORA: GEN MÉTODO EDIÇÃO: 1ªED., 2012 SUMÁRIO LIVRO: MANUAL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA EDITORA: GEN MÉTODO EDIÇÃO: 1ªED., 2012 SUMÁRIO LIVRO I - DIREITO MATERIAL Rafael Carvalho Rezende Oliveira 1. Introdução 1.1. A importância do combate à corrupção

Leia mais

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira 1. INTRODUÇÃO 1.1. A importância do combate à corrupção 1.2. Conceito de improbidade administrativa

Leia mais

I. DOCUMENTOS INDIVIDUAIS A SEREM ENTREGUES PELOS INTEGRANTES DA CHAPA

I. DOCUMENTOS INDIVIDUAIS A SEREM ENTREGUES PELOS INTEGRANTES DA CHAPA INSTRUÇÕES GERAIS E FORMULÁRIOS PARA INSCRIÇÃO DE CHAPA PARA ELEIÇÃO DO TRIÊNIO 2017-2020 DO CRN-5 A Resolução CFN nº 564/2015 determina os procedimentos necessários para efetivar o registro de chapas.

Leia mais

Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL. Comentários à Lei , de 29 de setembro de 2015

Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL. Comentários à Lei , de 29 de setembro de 2015 Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL Comentários à Lei 13.165, de 29 de setembro de 2015 Barreiros Neto-Reforma Eleitoral-1ed.indb 3 30/05/2016 09:16:57 Capítulo 2 A LEI 13.165/2015 E AS REGRAS RELATIVAS

Leia mais

PRODUÇÃO INTELECTUAL Denilson Mariano de Brito. REVISORA Marisa Batista Alvarenga Webler. CAPA/EDITORAÇÃO/DIAGRAMAÇÃO: Adriano Ferreira de Mendonça

PRODUÇÃO INTELECTUAL Denilson Mariano de Brito. REVISORA Marisa Batista Alvarenga Webler. CAPA/EDITORAÇÃO/DIAGRAMAÇÃO: Adriano Ferreira de Mendonça 2015 Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins Qualquer parte desta publicação pode ser reproduzida, desde que citada a fonte. Disponível também em: http//www.tre-to.jus.br ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA

Leia mais

NOTA DOS AUTORES À 3ª EDIÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO... 17 CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: CONCEITO, FONTES E PRINCÍPIOS...

NOTA DOS AUTORES À 3ª EDIÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO... 17 CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: CONCEITO, FONTES E PRINCÍPIOS... NOTA DOS AUTORES À 3ª EDIÇÃO... 15 NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO... 17 CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: CONCEITO, FONTES E PRINCÍPIOS... 19 1. Conceito, objeto e objetivos do Direito Eleitoral... 19 2. As

Leia mais

PONTO 1: NACIONALIDADE (...) continuação HIPÓTESES DE DEMOCRACIA SEMI-DIRETA

PONTO 1: NACIONALIDADE (...) continuação HIPÓTESES DE DEMOCRACIA SEMI-DIRETA 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: NACIONALIDADE (...) continuação PONTO 2: a) DIREITOS POLÍTICOS PONTO 3: b) ELEGIBILIDADE/INELEGIBILIDADE HIPÓTESES DE DEMOCRACIA SEMI-DIRETA ART. 14 CF 1 1 Art. 14. A

Leia mais

CURSO DE DIREITO DIREITO ELEITORAL. Prof. Gilberto Kenji Futada SISTEMAS ELEITORAIS

CURSO DE DIREITO DIREITO ELEITORAL. Prof. Gilberto Kenji Futada SISTEMAS ELEITORAIS CURSO DE DIREITO Prof. A CF/88 prevê dois sistemas para a escolha dos representantes que, em nome do titular da soberania, o povo, exercerão o poder: Sistema Majoritário a) Presidência da República b)

Leia mais

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli)

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Estabelece as hipóteses de impedimento para nomeação, designação ou contratação, em comissão, de funções, cargos e empregos na Câmara dos Deputados.

Leia mais

TRE-SP SUMÁRIO. Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica... 12

TRE-SP SUMÁRIO. Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica... 12 Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa Ortografia oficial... 3 Acentuação gráfica... 12 Flexão nominal e verbal... 15/18/29 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação... 20 Advérbios...

Leia mais