Um segurador que dá segurança

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Um segurador que dá segurança"

Transcrição

1 Um segurador que dá segurança

2 Editorial É preciso aproveitar as oportunidades!!! Eram muitos os pioneiros do setor automobilístico no início do século passado, contudo hoje são poucos os que resistiram às duras leis do mercado. A comparação não é exatamenta a mesma, mas... A sorte sorriu pra mim uma primeira vez, eu nasci (profissionalmente) na era da Internet, tudo é mais rápido, mais acessível, mais transparente, mais fácil, mas não temos escolha, devemos ser os melhores sempre senão... A sorte sorriu pra mim uma segunda vez, naquela época o mercado de seguros estava estagnado, era burocrático, opaco... incompreensível. Um lifting era necessário e a Internet nos ajudou muito a realizá-lo. E eu também tinha sonhos, o sonho de criar uma rede na qual a informação circulasse em permanência e na qual cada interlocutor dividisse sua experiência sobre os riscos a serem assegurados a fim de reduzir ao máximo os equívocos. O sonho de uma boa ferramenta, de um trabalho impecável com o qual os clientes e parceiros se sintam seguros, e onde a cada manhã surja a paixão, o fervor, e a vontade de responder e servir. O sonho de estar sempre presente para pagar os sinistros de maneira rápida e fácil, sem equívocos graças a um contrato de seguro bem redigido e bem pensado. O sonho de nunca recusar um risco segurável pois a confiança entre clientes e parceiros é o motor da empresa que avança. E hoje, após mais de 20 anos de serviços prestados neste ramo, eu realisei em grande parte estes sonhos graças à sorte, graças a vocês, clientes, parceiros e a todas as pessoas que trabalham dia a dia comigo. Atualmente estendemos as nossas atividades a mais de 30 países e já realizamos mais de seguros (filmes, eventos, equinos, promoções, jóias, exposições, obras de arte, artistas, atletas, etc.) Desenvolvemos uma cultura própria que dividimos entre nossos parceiros e clientes. Transparência, disponibilidade, criatividade, rapidez, confiança, capacidade de reagir, solidariedade, autonomia,... Que bom trabalho!!! E amanhã, gostaríamos de continuar crescendo, não somente pelo lucro, pela glória, mas pela alegria de desenvolver belos produtos, procedimentos eficazes, aperfeiçoar o que existe e sobretudo ver crescer a «Família Circles Group». A revoluçao está acontecendo mas não acabou, junte-se à nós. Olivier Héger CEO Fundador

3 Mais de riscos cobertos em setores. F i l m E v e n t E q u i n e D i a m o n d P r o m o t i o n F i n e a r t A c c i d e n t

4 CINEMA : MESRINE, L'instinct de mort Monsieur Nobody Largo WINCH OSS 117 Rio ne répond plus Astérix et Obélix God save Britannia Le Petit Nicolas HOUBA! Le Marsupilami White Light Fly me to the moon Venus beauté institut Le gamin au vélo Goodbye Bafana Rosetta Le couperet El Capitán Alatriste Guerrilla La conjura de El Escorial Lope Tropa de elite Nosso Lar; As Vidas de Chico Xavier; Lula, o Filho do Brasil; O Homem do Futuro; Reis e Ratos; Cilada.Com; Qualquer Gato; Mulher Invisível; Letter for the King, Etc TELEVISÃO Ben Hur Star Academy La méthode Cauet Le grand Zapping Muppet Show 100% POKER Secret Story 24 minutes chrono Dagelijkse kost Graj z Kuroniem INTERWENCJA cz. III El comisario cap. Filhos do Carnaval AS BRASILEIRAS The Artists Etc,... SHOWS, ESPETÁCULOS, FESTIVAIS Paul Mc Cartney Mylène Farmer Johnny Halliday Madonna Eddy Mitchell Charles Aznavour Elton John BEYONCE Red Hot Chili Peppers Justin Bieber Eric Clapton Roger Waters GUNS'N ROSES METALLICA COLDPLAY Amy Winehouse Kate Perry Opera - O Barbeiro de Sevilha Rock and Rio Cirque du Soleil Priscilla - Musical PUKKELPOP 2012 Etc, EVENTOS ESPORTIVOS Paris-Dakar Tour de France Roland Garros Marathon de Rio Coupe du monde de Rugby 2007 Formula Indy Sao Paulo Coupe du monde de ski 20th European Athletics FIFA Futsal Worldchampionship EuroBasket 2011 Lithuania LPGA 2010 (Golf) Super Surf 2011 Championnats du Monde de judo World Indoor Championships in Athletics - Istanbul 12 Final Copa Davis Jumping International de Paris Corridas et novillada à Pamplona Ferias de Nimes FEIRAS, CONGRESSOS, SEMINÁRIOS TFWA World Exhibition 2012 Japan Expo - Kultigame 20 Bienal do Livro Foire des antiquaires de Bruxelles The World Food Business Summit Chivas Global Conference 2011 Convenções da IT Midia 2012 Calendario HSM 2010 RC EAHP Congres 2010 Rio Fashion Week Convention FIAT AUTO DIVERSOS Cérémonies d'ouverture et de clôture de l'uefa EURO 2008 Copacabana Reveillon Carnaval do Rio Skol Sensation Rodeo Europe Tour 2ème festival culturel Panafricain d'alger 2009 Carnaval de Nice ième Cérémonie des Cesar L arche de Noel a la Défense BIFFF La fête du lac d Annecy Spectacles Pyrotechniques du 14 juillet Endesa Monumental Communication America's Cup Crazy Horse Paris Disney On Ice Etc,

5 Atualmente estendemos as nossas atividades a mais de 30 países e já realizamos mais de seguros (filmes, eventos, equinos, promoções, jóias, exposições, obras de arte, artistas, atletas, etc.)

6 on off Um segurador de nicho com poucos clientes, garantindo desta forma mais atenção e proteção.

7 Um segurador subscritor online acessível offline N O S S O T R A B A L H O : Um segurador subscritor Desenvolvemos uma tecnologia única no mundo que permite a subscrição online de riscos especiais. Trata-se de uma potente ferramenta tecnológica que é capaz de, em apenas alguns clics, calcular o prêmio e propor as melhores garantias. Nós enriquecemos este programa de subscrição com uma ferramenta de gestão online extremamente eficaz: informação instantânea sobre os riscos segurados, sobre os resultados técnicos, sobre os acúmulos de riscos possíveis, sobre os sinistros; ela permite a emissão de ofertas, de contratos, de borderôs ; ela gerencia os sinistros, as inadimplências, as tarificações, mas é também uma ferramenta de marketing fantástica, um programa de tarificação inteligente, uma biblioteca online, etc. Um corretor de resseguro Nós somos também corretores de resseguros na América Latina. Nosso conhecimento dos atores do mercado mundial nos permitiu tecer uma rede de relações indispensável na procura de capacidades e soluções a todos os tipos de problemas.

8

9 Nossos Produtos Nós procuramos redigir nossas próprias condições gerais que sejam acessíveis à primeira leit u ra. N ó s n ã o d e s e j a m o s n e n h u m equívoco. Elas não são fixas, e são adaptadas anualmente de acordo com as observações dos clientes, corretores e seguradoras, colhidas durante a avaliação dos riscos e gestão de sinistros. «N ó s p o d e m o s s e r c r i a t i v o s a t é em seguros...» Nós estamos online, nos adaptamos instantâneamente a esta constante evolução. Nós criamos diariamente novas garantias : gripe aviária, profissionais sazonais do espetáculo, carros alegóricos, queda de sinal de televisão, estande do expositor, riscos políticos, etc... event film Circle promotion accident equine diamond fine art Nós buscamos a excelência na simplicidade. Nós consagramos em média 3 anos de análise, de estudos, de redação e programação por produto. Hoje Circles Group é Circle Film, Circle Equine, Circle Diamond, Circle Promotion, Circle Fine Art, E amanhã, talvez, Circle Accident, Circle Liability, Circle Travel, Circle Aviation,...

10 Min.A + Segurança Financeira Minimo A+ Nós não corremos nenhum risco de solvabilidade, é uma garantia de tranquilidade, serenidade e longevidade

11 Unicamente com e para corretores profissionais altamente especializados Com atividades em mais de 30 países, Circles Group opera unicamente com corretores especializados. Por corretor especializado entenda-se não somente corretores que conhecem o trabalho de seus clientes, mas que também cultivam uma verdadeira relação de confiança com eles. Esta escolha é primordial em nossa vontade de permanecer neste mercado altamente especializado. Nós desejamos também dar segurança para os nossos parceiros seguradores. Importantes capacidades Com praticamente U$$ de capacidade automática por risco segurado, Circles Group tor- Nossos produtos são garantidos por seguradores com classificação mínima A pelas principais agências de classificação. (Critério Standard & Poors ou Moodies) Principalmente : HDI Gerling, AXA,Catlin

12 30 PAíSES Circles Group é também uma rede de corretores ativos em mais de 30 países : Além das razões econômicas evidentes, esta rede é uma fonte de informação infinita sobre os riscos a serem segurados. corretores ativos em mais de

13 BELGIUM BRAZIL CANADA BCOH sa / nv VANBREDA RISK & BENEFITS N.V. Anglo-Belge Special Risks N.V. WATINCO HUYSMAN DEGEEST Globalex CZECH REPUBLIC DENMARK FRANCE GERMANY GREECE INVERMA cz. Copenhagen Media Consulting RUBINI & Associés GRAS SAVOYE S.A. Groupe DUFAUD élisabeth ginhac & associés ARNOUX ASSUR s.a.r.l. Event Assec HONG KONG Andorra Mentor Aon Pecus Apoio Prudente Ayfa Radar Equipe Resulta GBI Sensulini G. Assure VELSEG JLT VIS JMS Willis Marsh XP Comergon Insurance Brokers Cooper Claridge-Ware MI Insurance Brokers System Fareast Village Holdings HUNGARY INDIA IRELAND ITALY LITHUANIA Nexus Biztosítási Alkusz Kft Alliance Insurance Brokers Pvt. Ltd. First Ireland Risk Management Ltd Aegis Rischi Speciali Aon Colemont Draudimo Brokeris NETHERLANDS POLAND PORTUGAL WEINSURE Verzekeringen B.V. No Risk MAKonLine Sp. z o.o. Bull Insurance REUNION ISLAND ROMANIA SPAIN NOVA Assurances PSG Insurance Broker CINEVENT ONLINE S.L. Araytor Correduría de Seguros, S.L. Global Marine Services SWITZERLAND TURKEY U.A.E. Boss Insurance Services SA GRAS SAVOYE Cordia Sigorta A.S. Greenshield Insurances UNITED KINGDOM IMS Insurance Group

14 join the circle Address : Circles Group s.a. Avenue de la Gare 41 L-1611 Luxembourg (Grand-Duché de Luxembourg) Phone : Fax : Team & Circles Group s.a. :

useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior

useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior Headquarters: Rua Senhor da Paciência, 39 6200-158 Covilhã Portugal Telephone: +351 275 319 530 Fax: +351 275

Leia mais

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos Realidade Operacional e Gerencial do Poder Judiciário de Mato Grosso Na estrutura organizacional, existe a COPLAN que apoia administrativamente e oferece

Leia mais

lloyd s COBERTURA DE UMA PONTA À OUTRA

lloyd s COBERTURA DE UMA PONTA À OUTRA lloyd s COBERTURA DE UMA PONTA À OUTRA PORQUÊ COLOCAR O SEU RISCO NO LLOYD S? lloyds.com/history ÍNDICE A casa dos seguros internacionais 1 Damos as boas-vindas ao mundo 2 Mestres da mudança 3 Preparados

Leia mais

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios:

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios: CREBi Media Kit Atualmente, somos a mais representativa mídia eletrônica do setor de jóias e afins e também já superamos em muito as maiores médias de outras categorias de mídia. O CREBi oferece três canais

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007. João Amador Seminário de Economia Europeia. Economia Portuguesa e Europeia. Exame de 1 a época

Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007. João Amador Seminário de Economia Europeia. Economia Portuguesa e Europeia. Exame de 1 a época Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007 FaculdadedeEconomia João Salgueiro João Amador Seminário de Economia Europeia Economia Portuguesa e Europeia Exame de 1 a época 5 de Janeiro de 2007 Atenção:

Leia mais

Associação KNX Portugal

Associação KNX Portugal Associação KNX Portugal Organização KNX e rede de parceiros KNX Association International Page No. 3 Associações Nacionais: Membros Membros KNX Nacionais: Fabricantes: Empresas fabricantes ou representantes

Leia mais

lloyd s COBERTURA de Ponta à Ponta

lloyd s COBERTURA de Ponta à Ponta lloyd s COBERTURA de Ponta à Ponta RAZÕES PARA VOCÊ SEGURAR OS SEUS RISCOS NO LLOYD S lloyds.com/history CONTEÚDO O lar do seguro internacional 1 Acolhendo o mundo 2 Mestres em mudança 3 Preparados para

Leia mais

EDUCAÇÃO. Base do Desenvolvimento Sustentável

EDUCAÇÃO. Base do Desenvolvimento Sustentável EDUCAÇÃO Base do Desenvolvimento Sustentável 1 Por que investir em educação? 2 Por que investir em educação? 1. Acesso à cidadania. 2. Aumento da renda pessoal (prêmio salarial): 10% por um ano a mais

Leia mais

A procura de novas soluções para os problemas do envelhecimento: As abordagens integradas.

A procura de novas soluções para os problemas do envelhecimento: As abordagens integradas. A procura de novas soluções para os problemas do envelhecimento: As abordagens integradas. Constança Paúl, 19 Abril 2012, IPO-Porto Health Cluster Portugal: Encontros com a inovação em saúde A procura

Leia mais

Sessão de Informação ERASMUS+ 1 9 d e m a r ç o d e 2 0 1 4 I n s t i t u t o P o l i t é c n i c o d e B e j a

Sessão de Informação ERASMUS+ 1 9 d e m a r ç o d e 2 0 1 4 I n s t i t u t o P o l i t é c n i c o d e B e j a Sessão de Informação ERASMUS+ 1 9 d e m a r ç o d e 2 0 1 4 I n s t i t u t o P o l i t é c n i c o d e B e j a Mobilidade de indivíduos para aprendizagem (KA1) Mobilidade de staff, em particular de pessoal

Leia mais

Tecnologia Conectividade

Tecnologia Conectividade Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing Mª Engª Alexia Hoppe I Mostra de Ciência e Tecnologia TecnoDohms Porto Alegre, Maio 2012 Tecnologia Conectividade Geração Y: valores e atitudes

Leia mais

Serviços de Credit Management. Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira 21 de Janeiro de 2014 - Corinthia Hotel Lisbon -

Serviços de Credit Management. Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira 21 de Janeiro de 2014 - Corinthia Hotel Lisbon - Serviços de Credit Management Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira 21 de Janeiro de 2014 - Corinthia Hotel Lisbon - O Export Pack é o primeiro conceito em Portugal a agregar numa única solução

Leia mais

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Curso e Learning Sistema de Gestão de Segurança da Informação Interpretação da norma NBR ISO/IEC 2700:2006 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste

Leia mais

EDUCAÇÃO. Base para o desenvolvimento

EDUCAÇÃO. Base para o desenvolvimento EDUCAÇÃO Base para o desenvolvimento 1 Por que investir em educação? 2 Por que investir em educação? 1. Acesso à cidadania. 2. Aumento da renda pessoal (prêmio salarial): 10% por um ano a mais de escolaridade.

Leia mais

www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC

www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC Participamos do processo de escolha da Entidade Aferidora

Leia mais

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras Existem muitas empresas e investimentos espanhóis no Brasil. É a hora de ter investimentos brasileiros na Espanha Presidente Lula da Silva,

Leia mais

Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007

Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007 Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007 1. Visitações Diárias ( Y ) Visitas ( X ) Dia do mês 1.1) Janeiro 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15

Leia mais

Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde

Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde 1º Encontro Nacional - Desafios do presente e do futuro Alexandre Lourenço www.acss.min-saude.pt Sumário Organizações do Terceiro Sector Necessidade

Leia mais

Políticas para Inovação no Brasil

Políticas para Inovação no Brasil Políticas para Inovação no Brasil Naercio Menezes Filho Centro de Políticas Públicas do Insper Baixa Produtividade do trabalho no Brazil Relative Labor Productivity (GDP per Worker) - 2010 USA France UK

Leia mais

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio:

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio: Press release Data: 11 de Junho de 2014 Contato: Marta Telles Tel: (11) 3526-4508 marta.telles@imagemcorporativa.com.br Marcia Avruch Tel: (11) 3674-3762 marcia.avruch@br.pwc.com Brasil tem vantagem na

Leia mais

DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL

DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL Súmula dos dados provisórios do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional, IPCTN, 2007 I DESPESA 1. Despesa em I&D nacional total

Leia mais

ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras

ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA Porta de acesso à Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA: UM PAÍS QUE SAE DA CRISE 2,00% 1,50% Evolução do PIB espanhol 1,70% 1,00% 1% 0,50% 0,00% -0,50% -0,20% 0,10% 2010 2011 2012

Leia mais

CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO

CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO International Coffee Organization Organización Internacional del Café Organização Internacional do Café Organisation Internationale du Café P CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO RELATÓRIO SOBRE O MERCADO CAFEEIRO

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES Eduardo Augusto Guimarães Maio 2012 Competitividade Brasil 2010: Comparação com Países Selecionados. Uma chamada para a ação África

Leia mais

Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação

Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação André Portela Souza EESP/FGV Rio de Janeiro 13 de maio de 2011 Estrutura da Apresentação 1. Porque Educação? Educação e Crescimento 2. Educação

Leia mais

Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil

Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil Impacto Positivo de uma Redução de Tributos para Empresas e Consumidores Rio de Janeiro, 27 de maio de 2009 Em 2008, o mercado brasileiro de CDs e DVDs

Leia mais

03/11/2011. Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM

03/11/2011. Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM 1 O que é Hospitality? Os pacotes de Hospitality incluem além do ingresso do jogo, outros serviços, como hospitality onsite, catering

Leia mais

HCC - HEALTH CARE COMPLIANCE

HCC - HEALTH CARE COMPLIANCE HCC - HEALTH CARE COMPLIANCE Discutir a importância do cumprimento dos requisitos de conformidade e comportamento ético à luz de leis e regulamentações estrangeira em vigor. FEIRA HOSPITALAR Junho de 2008

Leia mais

Sobre este inquérito. Sobre a sua organização

Sobre este inquérito. Sobre a sua organização Sobre este inquérito Por toda a União Europeia, diferentes organizações proporcionam acesso e formação sobre Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), juntamente com outros serviços para grupos

Leia mais

Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado

Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado Patrícia Jardim da Palma Professora Universitária no ISCSP Coordenadora do Hélios Directora do INTEC ppalma@iscsp.utl.pt Agenda O empreendedorismo

Leia mais

"SMS sem fronteiras": Comissão planeia pôr fim aos abusos nos preços das mensagens de texto enviadas do estrangeiro

SMS sem fronteiras: Comissão planeia pôr fim aos abusos nos preços das mensagens de texto enviadas do estrangeiro IP/08/1144 Bruxelas, 15 de Julho de 2008 "SMS sem fronteiras": Comissão planeia pôr fim aos abusos nos preços das mensagens de texto enviadas do estrangeiro Os 2500 milhões de mensagens de texto enviadas

Leia mais

PESQUISA GLOBAL Job:11521

PESQUISA GLOBAL Job:11521 PESQUISA GLOBAL Job:11521 1 2 GLOBAL BAROMETER ON NUCLEAR ENERGY After Japan Earthquake Global WIN Survey Amostra global de 34,122 respondentes Homens e mulheres de todas as classes sociais Entrevistas

Leia mais

Q: Preciso contratar um numero de empregados para solicitar o visto E2? R: Não, o Visto E2 não requer um numero de empregados como o Visto Eb5.

Q: Preciso contratar um numero de empregados para solicitar o visto E2? R: Não, o Visto E2 não requer um numero de empregados como o Visto Eb5. RE: Visto E1 O E2 Visto E1 O E2 Q :Preciso contratar um advogado para solicitar o Visto E2? R: Sim, o visto E2 requer o conhecimento especializado da legislacao migratória e a experiência de um advogado

Leia mais

Pesquisa TIC Kids Online Brasil

Pesquisa TIC Kids Online Brasil Semana da Infraestrutura da Internet no Brasil Grupo de Trabalho de Engenharia e Operação de Redes GTER Grupo de Trabalho em Segurança de Redes GTS Pesquisa TIC Kids Online Brasil Parte I: Visão geral

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética Eficiência Energética Compromisso para o Crescimento Verde Sessão de discussão pública Porto, 2 de dezembro de 2014 Apresentado por: Gabriela Prata Dias 1 Conceito de Eficiência Energética (EE) 2 As medidas

Leia mais

EVOLUÇÃO E TENDÊNCIA NOS SISTEMAS DE. Foto gestão serviços CONTENTORIZAÇÃO DE RESÍDUOS

EVOLUÇÃO E TENDÊNCIA NOS SISTEMAS DE. Foto gestão serviços CONTENTORIZAÇÃO DE RESÍDUOS EVOLUÇÃO E TENDÊNCIA NOS SISTEMAS DE Foto gestão serviços CONTENTORIZAÇÃO DE RESÍDUOS ESE Panorama geral Sede Facturação Maastricht 300 M Vendas > 3 750 000 (contentores 2 rodas) > 300 000 (contentores

Leia mais

Maximizando os Incentivos à Inovação

Maximizando os Incentivos à Inovação TAX CIESP Maximizando os Incentivos à Inovação R&D Tax Incentives Proposta para prestação de serviços profissionais Agosto de 2014 Agenda Ambiente de Inovação e Incentivos Incentivos Fiscais à Inovação

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL % DE RESPOSTAS POR REGIÃO INTRODUÇÃO Américas 19% Ásia 31% A pesquisa global de opinião sobre o mercado

Leia mais

A importância e desafios da agricultura na economia regional. Assessoria Econômica

A importância e desafios da agricultura na economia regional. Assessoria Econômica A importância e desafios da agricultura na economia regional Assessoria Econômica A Agricultura é importante para o crescimento e desenvolvimento econômico ou é apenas fornecedora de alimentos? Taxa Média

Leia mais

Um avançado tratamento do câncer começa aqui.

Um avançado tratamento do câncer começa aqui. Um avançado tratamento do câncer começa aqui. Acelerador Linear Clinac CX C L I N A C C X 2 Acelerador Linear Clinac CX Acesso Expansão Transformação Um alto nível de tratamento do câncer está ao seu alcance.

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL INTRODUÇÃO Europe 43% % DE RESPOSTAS POR REGIÃO Americas 9% Asia 48% A pesquisa global de opinião sobre

Leia mais

11 a 21 de outubro de 2006. Paulo Marraccini paulo.marraccini@allianz.com.br

11 a 21 de outubro de 2006. Paulo Marraccini paulo.marraccini@allianz.com.br Missão FENASEG Índia e China 11 a 21 de outubro de 2006 Paulo Marraccini paulo.marraccini@allianz.com.br Dados Gerais Brasil China India Fonte Area (1.000 m2) 8.514 9.573 3.166 B População (milhões) 184

Leia mais

ERASMUS+ AÇÕES PRIORITÁRIAS E BOAS PRÁTICAS. E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o

ERASMUS+ AÇÕES PRIORITÁRIAS E BOAS PRÁTICAS. E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o ERASMUS+ E d u c a ç ã o e F o r m a ç ã o AÇÕES PRIORITÁRIAS E BOAS PRÁTICAS CIM ALTO MINHO COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO ALTO MINHO ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE PONTE DE LIMA 17 DE JULHO DE 2014 O projeto

Leia mais

A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web

A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web ALGUNS EVENTOS E DADOS IMPORTANTES DA INTERNET NO BRASIL E NO MUNDO NO BRASIL Primeira conexão à redes (Bitnet) => Outubro 88 Domínio.br foi registrado

Leia mais

Estrutura da Apresentação. i. Onde estamos e como aqui chegámos: Evoluções da PAC desde a adesão de Portugal

Estrutura da Apresentação. i. Onde estamos e como aqui chegámos: Evoluções da PAC desde a adesão de Portugal Reflexões e preocupações para o sector dos pequenos ruminantes na PAC-pós 213 -------------------------------------------------------------------- Reunião da SPOC Evolução Recente dos Sistemas de Produção

Leia mais

São Paulo. O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios. tsando@visitesaopaulo.com

São Paulo. O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios. tsando@visitesaopaulo.com São Paulo O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios São Paulo Convention & Visitors Bureau Fundação 25 de Janeiro Entidade estadual, mantida pela iniciativa privada. Captação e apoio

Leia mais

Economia Social Pós. Ações governamentais com impacto sobre rendimento e emprego: Ações governamentais com impacto sobre rendimento e emprego:

Economia Social Pós. Ações governamentais com impacto sobre rendimento e emprego: Ações governamentais com impacto sobre rendimento e emprego: Economia Social Pós Parte III: Mercado de Trabalho Ênfase na parte de políticas Profa. Danielle Carusi Prof. Fábio Waltenberg Aula 5 (parte III) setembro de 2010 Economia UFF 1. Políticas macroeconômicas,

Leia mais

ED 2068/09. 16 junho 2009 Original: inglês. Obstáculos ao consumo

ED 2068/09. 16 junho 2009 Original: inglês. Obstáculos ao consumo ED 2068/09 16 junho 2009 Original: inglês P Obstáculos ao consumo 1. Cumprimentando os Membros, o Diretor-Executivo recorda-lhes que, de acordo com o Artigo 33 do Convênio Internacional do Café de 2001

Leia mais

O trabalho da Organização das Nações Unidas

O trabalho da Organização das Nações Unidas O trabalho da Organização das Nações Unidas Report A Inclusion Europe e os seus 49 membros de 36 países lutam contra a Inclusion Europe and its 47 members in these 34 countries are fighting exclusão social

Leia mais

CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA

CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA OVERVIEW CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA A solução Ethernet para a Fábrica (EttF) da Cisco é um componente da visão Rede Inteligente para Manufatura (INM) da Cisco. Ela elimina a distância entre o escritório

Leia mais

FAUBAI 2014 A Educação Superior Brasileira: Construindo Parcerias Estratégicas Joinville, 12 a 16 de Abril

FAUBAI 2014 A Educação Superior Brasileira: Construindo Parcerias Estratégicas Joinville, 12 a 16 de Abril FAUBAI 2014 A Educação Superior Brasileira: Construindo Parcerias Estratégicas Joinville, 12 a 16 de Abril A Internacionalização do Ensino A Experiência Europeia O Ensino Superior Europeu "in a nutshell"

Leia mais

Criar eventos de excelência Assessoria e orientação estratégica Soluções criativas Transferência de conhecimento

Criar eventos de excelência Assessoria e orientação estratégica Soluções criativas Transferência de conhecimento Your global partner Quem Somos A NewEvents, constituída por profissionais com elevado Know-how, é uma empresa pioneira e especializada na organização, formação e consultoria internacional em Gestão e Marketing

Leia mais

Exportar para Crescer. Novos Caminhos para o Mercado Externo

Exportar para Crescer. Novos Caminhos para o Mercado Externo Exportar para Crescer Novos Caminhos para o Mercado Externo Panorama Coface 30 06 2011 Denise Cortez Grupo Coface Visão Global Empresa de Origem francesa especializada no Gerenciamento de Risco de Crédito:

Leia mais

Israel: Inovando para um mundo melhor

Israel: Inovando para um mundo melhor Israel: Inovando para um mundo melhor O futuro, Israel e você Boaz Albaranes Cônsul para Assuntos Econômicos Missão Econômica de Israel no Brasil O que todos estes têm em comum? Dilema atual Tecnologias

Leia mais

BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro

BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro 2 Conteúdo Introdução... 3 Campos de Aplicação... 4 Principais Vantagens... 4 Descrição do Sistema... 4 Componentes do Sistema... 4

Leia mais

FEIRA CHIMPORT. A melhor solução em Exportação para a China

FEIRA CHIMPORT. A melhor solução em Exportação para a China FEIRA CHIMPORT A melhor solução em Exportação para a China Por que China? Os tempos mudaram. O mundo mudou. Made in China Made for China Por que China? Consumidores Chineses: 85 bilhões de dólares em produtos

Leia mais

MVNO Operadoras Virtuais no Brasil. Conhecendo o usuário brasileiro. Valter Wolf 18 de Novembro de 2010

MVNO Operadoras Virtuais no Brasil. Conhecendo o usuário brasileiro. Valter Wolf 18 de Novembro de 2010 MVNO Operadoras Virtuais no Brasil Conhecendo o usuário brasileiro Valter Wolf 18 de Novembro de 2010 O estudo A&R contempla 17 países com mais de 20 mil entrevistas, agrupadas em 3 categorias: Mature,

Leia mais

Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160

Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160 Rio Collection 1 2 3 4 Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160 5 6 Tank Top: TT 4286 Color: 477 Bra Top: BT 3331 Color: 160 Legging: LE 4069 Color: 160 Rio Collection Bra Top: BT 3331 Color:

Leia mais

Agenda. Estrutura do Mercado Londrino Introdução Histórico e Antecedentes O Mercado de Lloyd s Resultados do Ano de 2007

Agenda. Estrutura do Mercado Londrino Introdução Histórico e Antecedentes O Mercado de Lloyd s Resultados do Ano de 2007 O MERCADO RESSEGURADOR LONDRINO Margo Black CEO Willis Re Junho de 2008 Agenda Estrutura do Mercado Londrino Introdução Histórico e Antecedentes O Mercado de Lloyd s Resultados do Ano de 2007 Estrutura

Leia mais

ÍNDICE. - O que lhe Propomos? ------------------------------------------------------------------- 10

ÍNDICE. - O que lhe Propomos? ------------------------------------------------------------------- 10 ÍNDICE - Quem é a ATHENAS? -------------------------------------------------------------------- 2 - O que Fazemos? -------------------------------------------------------------------------- 3 - A Equipa

Leia mais

Optimização da Cadeia de Valor KaizenInstitute, António Costa. KAIZEN and GEMBAKAIZEN are trademarks of the KAIZEN Institute

Optimização da Cadeia de Valor KaizenInstitute, António Costa. KAIZEN and GEMBAKAIZEN are trademarks of the KAIZEN Institute Optimização da Cadeia de Valor KaizenInstitute, António Costa 2 KAIZEN - Significado K A I Mudar Z E N Melhor K A I Z E N = Melhoria Contínua Todas as Pessoas (Everybody)! Todos os Dias (Everyday)! Todas

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA

INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA Embaixada do Brasil em Atenas Setor Comercial secomgre@embratenas.gr Tel: 30 210 72 444 34 Fax: 30 210 724 47 31 http://atenas.itamaraty.gov.br MAR

Leia mais

Relação entre emendas parlamentares e corrupção municipal no Brasil, aplicados à educação

Relação entre emendas parlamentares e corrupção municipal no Brasil, aplicados à educação Relação entre emendas parlamentares e corrupção municipal no Brasil, aplicados à educação Aluno: Julia Wrobel Folescu Orientadores: Sérgio Firpo Introdução Foi feito um estudo de forma a determinar o aumento

Leia mais

Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum

Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum José Viegas Secretário Geral International Transport Forum 19º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito, Brasília,

Leia mais

Vedações para Passagem de Cabos We Seal Your World

Vedações para Passagem de Cabos We Seal Your World Telecom Vedações para Passagem de Cabos We Seal Your World Tranqüilidade Segurança e confiabilidade são pontos cruciais para maximizar o período de operação de qualquer tipo de rede de telecomunicações,

Leia mais

Foad Shaikhzadeh Presidente Furukawa Industrial SA

Foad Shaikhzadeh Presidente Furukawa Industrial SA Para ajudar a proteger sua privacidade, o PowerPoint impediu o download automático desta imagem externa. Para baixar e exibir esta imagem, clique em Opções na Barra de Mensagens e clique em Habilitar conteúdo

Leia mais

Fresas Interpoladoras de Rosca em Metal Duro

Fresas Interpoladoras de Rosca em Metal Duro Fresas Interpoladoras de Rosca em Metal Duro Introdução O programa de fresas de metal duro para interpolar rosca da Dormer é abrangente e as ferramentas são de alta performance oferecendo ao usuário uma

Leia mais

Orlando Fantástico. TEEN Grupo para menores* desacompanhados FAMÍLIA. Inclui

Orlando Fantástico. TEEN Grupo para menores* desacompanhados FAMÍLIA. Inclui Orlando Temporada 2014 2015 abreutur.com.br Orlando Fantástico FÉRIAS DE JULHO/ SEMANA DA CRIANÇA Grupos para Orlando com Guia Brasileiro desde o Brasil Aéreo São Paulo/ Orlando/ São Paulo, voando Copa

Leia mais

Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais

Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais Forum para a Sociedade da Informação Aveiro, 10 Mar 2006 Luis Magalhães Presidente da UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento,

Leia mais

FEIRA CHIMPORT. A melhor solução em Exportação para a China

FEIRA CHIMPORT. A melhor solução em Exportação para a China FEIRA CHIMPORT A melhor solução em Exportação para a China Por que China? Os tempos mudaram. O mundo mudou. Made in China Made for China Por que China? Consumidores Chineses: 85 bilhões de dólares em produtos

Leia mais

Global leader in hospitality consulting Serviço de Avaliação

Global leader in hospitality consulting Serviço de Avaliação Global leader in hospitality consulting Serviço de Avaliação A maior rede mundial de consultoria especializada em hotelaria e turismo oferece um portfólio de serviços diversificado e focado em colaborar

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

Lisboa, 25 de Fevereiro de 2014. José António Vieira da Silva

Lisboa, 25 de Fevereiro de 2014. José António Vieira da Silva Lisboa, 25 de Fevereiro de 2014 José António Vieira da Silva 1. A proteção social como conceito amplo a ambição do modelo social europeu 2. O modelo de proteção social no Portugal pós 1974 3. Os desafios

Leia mais

Tarifas válidas até 31/12/2010

Tarifas válidas até 31/12/2010 segunda-feira, 31 de maio de 2010 Para: De: Academia Judicial do Tribunal de Justiça de SC Fone: Eneide andrion@tjsc.jus.br Rede InterCity de Hotéis Fone: 48 9927 6646 Patricia Sperb patricia.sperb@intercityhoteis.com.br

Leia mais

Integrando informação, indicadores e melhoria: experiências internacionais. OECD e da Europa. Niek Klazinga, QualiHosp Sao Paulo, April 3th 2012

Integrando informação, indicadores e melhoria: experiências internacionais. OECD e da Europa. Niek Klazinga, QualiHosp Sao Paulo, April 3th 2012 Integrando informação, indicadores e melhoria: experiências internacionais sobre assistência à saúde da OECD e da Europa Niek Klazinga, QualiHosp Sao Paulo, April 3th 2012 Por que a qualidade do cuidado

Leia mais

Gestão Educacional. Ciclo de Debates

Gestão Educacional. Ciclo de Debates Gestão Educacional Ciclo de Debates 2012 Gestão Educacional Ciclo de Debates 2012 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Dialogos sobre a gestão

Leia mais

O Papel da Educação no Desenvolvimento Econômico e Social

O Papel da Educação no Desenvolvimento Econômico e Social O Papel da Educação no Desenvolvimento Econômico e Social Naércio Aquino Menezes Filho Instituto Futuro Brasil, Ibmec São Paulo e USP 1ª Jornada da Educação - TCE - 04/12/2008 Roteiro 1) Introdução O papel

Leia mais

Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo

Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo Portugal na União Europeia 1986-2010 Faculdade de Economia, Universidade do Porto - 21 Janeiro 2011 Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo Pedro Teixeira (CEF.UP/UP e CIPES);

Leia mais

MBA Comunicação Integrada e Novas Mídias. Prof. Eduardo Ambrósio

MBA Comunicação Integrada e Novas Mídias. Prof. Eduardo Ambrósio ARENAS DA COMUNICAÇÃO COM O MERCADO ENTRETENIMENTO FEIRAS MKT ESPORTIVO MKT DIGITAL VAREJO PUBLICIDADE E PROPAGANDA MODA ENTRETENIMENTO ARENAS DA COMUNICAÇÃO COM O MERCADO ENTRETENIMENTO Viagens Culinária

Leia mais

MOMENTOS DE SUCESSO COM CHRONOS

MOMENTOS DE SUCESSO COM CHRONOS MOMENTOS DE SUCESSO COM CHRONOS Resultados do Estudo da Pesquisa de Satisfação do Cliente Chronos www.bernafon.com Sobre a Pesquisa A Pesquisa de Satisfação do Cliente Chronos foi realizada entre maio

Leia mais

Os Desafios da Economia Portuguesa no Contexto Europeu e Mundial. João César das Neves Universidade Católica Portuguesa 8 de Julho de 2015

Os Desafios da Economia Portuguesa no Contexto Europeu e Mundial. João César das Neves Universidade Católica Portuguesa 8 de Julho de 2015 Os Desafios da Economia Portuguesa no Contexto Europeu e Mundial João César das Neves Universidade Católica Portuguesa 8 de Julho de 215 Pode o capitalismo sobreviver? «A tese que tentarei estabelecer

Leia mais

Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional

Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional Antonio Delfim Netto 25/03/2009 São Paulo, SP I. A Economia de Mercado A. O que ela produziu 1. Melhoria nas condições de vida 2. Tecnologia e crescimento

Leia mais

EUROPEAN SOCIAL SURVEY 2006. Atitudes face à Prisão Preventiva e à Tortura como forma de evitar actos terroristas

EUROPEAN SOCIAL SURVEY 2006. Atitudes face à Prisão Preventiva e à Tortura como forma de evitar actos terroristas EUROPEAN SOCIAL SURVEY 2006 Atitudes face à Prisão Preventiva e à Tortura como forma de evitar actos terroristas Junho 2009 1 Amostra O European Social Survey 3 foi aplicado a amostras aleatórias e probabilísticas

Leia mais

Tendências Globais da Indústria de Eventos de Negócios

Tendências Globais da Indústria de Eventos de Negócios Tendências Globais da Indústria de Eventos de Negócios Melhores práticas na geração de negócios para os membros de um CVB Curitiba, Maio de 2015 Destino & Indústria de Eventos Leads/oportunidades de negócios

Leia mais

CIESP SOROCABA Riscos Comerciais e Políticos e Seguro de Crédito à Exportação. Denise Cortez Executiva de Negocios

CIESP SOROCABA Riscos Comerciais e Políticos e Seguro de Crédito à Exportação. Denise Cortez Executiva de Negocios CIESP SOROCABA Riscos Comerciais e Políticos e Seguro de Crédito à Exportação 26 04 2012 Denise Cortez Executiva de Negocios Panorama Mundial Desta vez, a crise é realmente diferente Crescimento mundial

Leia mais

agenda de MEGAEVENTOS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS cidade anuário 2012 CRIATIVA O utlo o k agenda São Paulo Outlook

agenda de MEGAEVENTOS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS cidade anuário 2012 CRIATIVA O utlo o k agenda São Paulo Outlook agenda São Paulo anuário 2012 Outlook agenda de MEGAEVENTOS SAIBA QUAIS SÃO OS MAIORES ACONTECIMENTOS DA CAPITAL PAULISTA E CONHEÇA SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Negócios A METRÓPOLE É O DESTINO DE 75%

Leia mais

A GESTÃO DA PERFORMANCE NA NAV Portugal

A GESTÃO DA PERFORMANCE NA NAV Portugal A GESTÃO DA PERFORMANCE NA NAV Portugal APDH - CONVERSAS DE FIM DE TARDE O Desempenho Organizacional Hospitalar. Como Obter Ganhos de Eficiência nos Serviços de Saúde 22 de Junho de 2006 João Batista Controlo

Leia mais

Lloyd s no brasil. 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO

Lloyd s no brasil. 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO Lloyd s no brasil 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO July 2010 Lloyd s no Brasil abril 2008: O Lloyd s foi o primeiro ressegurador a receber a licença da SUSEP,

Leia mais

Projeto GeoCONVIAS abril 2009

Projeto GeoCONVIAS abril 2009 Projeto GeoCONVIAS abril 2009 Logica 2008. All rights reserved Agenda 1 2 3 4 5 6 7 8 Instituições Participantes Objetivo do Projeto Fluxo de Trabalho de CONVIAS Benefícios Escopo do Projeto Arquitetura

Leia mais

Mais de 250 milhões de europeus utilizam regularmente a Internet, diz relatório de progresso da Comissão relativo às TIC

Mais de 250 milhões de europeus utilizam regularmente a Internet, diz relatório de progresso da Comissão relativo às TIC IP/08/605 Bruxelas, 18 de Abril de 2008 Mais de 250 milhões de europeus utilizam regularmente a Internet, diz relatório de progresso da Comissão relativo às TIC Mais de metade dos europeus são neste momento

Leia mais

Macroeconomia II (1E207)

Macroeconomia II (1E207) Macroeconomia II (1E207) Equipa docente 2010/11 20 Maio 2011 Conceitos e factos Funções económicas do Estado - estabilização macroeconómica O financiamento da despesa pública e a dinâmica da dívida Financiamento

Leia mais

CIP ECO-INOVAÇÃO - Candidaturas Projectos de Replicação de Mercado Panorama Global

CIP ECO-INOVAÇÃO - Candidaturas Projectos de Replicação de Mercado Panorama Global CIP ECO-INOVAÇÃO - Candidaturas Projectos de Replicação de Mercado Panorama Global Eco-Inovação, EACI, Comissão Europeia Beatriz Yordi, Chefe de Unidade Replicação de Mercado, Eco-Inovação e Energia Inteligente

Leia mais

O Ambiente que Estimula a Formação de Equipes Fora de Série.

O Ambiente que Estimula a Formação de Equipes Fora de Série. O Ambiente que Estimula a Formação de Equipes Fora de Série. Exemplos de Equipes Fora de Série: Qual é a sua história pessoal sobre uma Equipe Fora de Série? Excelência Pessoal/ Individual Pontes Excelência

Leia mais

1. OEstudo 2. Portugal como destino de NearshoreOutsourcing (Edição 2012) 3. Conclusões

1. OEstudo 2. Portugal como destino de NearshoreOutsourcing (Edição 2012) 3. Conclusões PORTUGAL COMO DTINO DE NEARSHORE OUTSOURCING EDIÇÃO 2012 Sumário Executivo Índice 1. OEstudo 2. Portugal como destino de NearshoreOutsourcing (Edição 2012) 3. Conclusões Este estudo baseou-se em informação

Leia mais

PROJETO SERIALIZAÇÃO. Projeto Serialização DHL

PROJETO SERIALIZAÇÃO. Projeto Serialização DHL PROJETO SERIALIZAÇÃO Projeto Serialização DHL 1 Serialização SETRM 2015 DEUTSCHE POST DHL DHL Supply Chain é parte do Grupo Deutsche Post com presença global e extensivo portifólio em serviços Logísticos

Leia mais

Prof. Esp. Lucas Cruz

Prof. Esp. Lucas Cruz Prof. Esp. Lucas Cruz Nota do Professor. Prova 1 - Conteúdo. Prova 2 Livro. Projeto. O que é Marketing O marketing envolve a identificação e a satisfação das necessidades humanas e sociais kotler De

Leia mais

Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing. Mª Engª Alexia Hoppe

Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing. Mª Engª Alexia Hoppe Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing Mª Engª Alexia Hoppe 4º Simpósio de Segurança Alimentar SBCTA / Gramado, Maio 2012 Tecnologia Conectividade Geração Y: valores e atitudes tecnológicas

Leia mais

Retribuição Mínima Mensal Garantida em Portugal

Retribuição Mínima Mensal Garantida em Portugal Retribuição Mínima Mensal Garantida em Portugal Memorando Complementar ao Relatório de Setembro de 2011 13 de Dezembro de 2012 Carla Sá João Cerejeira Miguel Portela NIPE Núcleo de Investigação em Políticas

Leia mais

IVSC-1102 7 607 003 553

IVSC-1102 7 607 003 553 In Car Video IVSC-1102 7 607 003 553 Instruções de serviço e de montagem http://www.blaupunkt.com ÍNDICE Informações gerais... 31 Instruções de instalação e segurança... 31 Acessórios... 31 Função... 31

Leia mais

ICC 109 8. 14 setembro 2012 Original: inglês. Conselho Internacional do Café 109 a sessão 24 28 setembro 2012 Londres, Reino Unido

ICC 109 8. 14 setembro 2012 Original: inglês. Conselho Internacional do Café 109 a sessão 24 28 setembro 2012 Londres, Reino Unido ICC 109 8 14 setembro 2012 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 109 a sessão 24 28 setembro 2012 Londres, Reino Unido Tendências do consumo de café em países importadores selecionados Antecedentes

Leia mais