Produção Associada ao Turismo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Produção Associada ao Turismo"

Transcrição

1 Produção Associada ao Turismo 3ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais Brasília, 29/11/2007 1

2 Conceito Produção Associada ao Turismo é toda produção artesanal, agropecuária ria ou industrial que detêm atributos naturais e/ou culturais de uma determinada localidade ou região capazes de agregar valor ao produto turístico. 2

3 Promoção: Ministério do Turismo; Instituto Estrada Real; Instituto Euvaldo Lodi; Apoio: Secretaria de Estadual de Turismo de Minas Gerais; Sindicatos Patronais; Instituto CentroCAPE; TurisRio e Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio de Janeiro; Unisal-SP e Sebrae-SP. SP. 3

4 Objetivo Aumento do fluxo e período de permanência de turistas, através s da diversificação da oferta turística por meio da produção associada ao turismo. 4

5 Abrangência Minas Gerais: Municípios que compreendem o trecho de Itabira a Carrancas e Diamantina Rio de Janeiro: Municípios pertencentes à Estrada Real São Paulo: Municípios pertencentes à Estrada Real 5 5

6 Produtos Contemplados Minas Gerais cachaça a de alambique, artesanato, gemas e jóias e queijos especiais; São Paulo artesanato: entalhe em madeira e cerâmica; Rio de Janeiro artesanato: marcheteria,, bambu, bordados, restauro e réplica r de móveis m coloniais, barcos e retalhos. 6

7 Artesanato Diamantina Coco e Ouro Museu da Cachaça Cachaça Extrema Cachaça Germana Belmont Artesanato Escola Mineira de Joalheiros Artesanato Cachaça Aroma do Caraça Cachaça Rainha do Vale Mina da Passagem Cachaça Curral Velho Artesanato Cachaça Colombina Laticínios Carrancas Artesanato Cachaça Século XVIII Cachaça Tabaroa Cachaça Lukana Cachaça Vira Saia / Rola Moça Cachaça Gota de Minas Cachaça Inconfidente Museu da UFOP Oficina Jóias de Arte Barroso Artesanato Cachaça MC da Boa Vista Laticínios Vitória Laticínios Santa Rosa Laticínios Porto Del Rey Artesanato Laticínios Madre Deus Laticínios São Vicente Laticínios Polengui 7

8 Premissa A atividade turística não se tornará a atividade fim dos produtores envolvidos, e sim uma atividade complementar àquela jáj em desenvolvimento. 8

9 1. Inventário da oferta do setor; 2. Definição dos empreendimentos a serem contemplados pelo projeto; 3. Sensibilização dos produtores envolvidos; 4. Adesão formal ao projeto; 5. Capacitação e adequação dos recursos físicos f e humanos para recepção de turistas; 6. Capacitação dos recursos humanos para melhoria de produtos e processos, desde d que sejam essenciais ao desenvolvimento do turismo; 7. Capacitação em design (embalagem, etc), vendas, entre outros; 8. Plano de adequação turística para os empreendimentos; 9. Criação de material informativo e promocional específico; 10. Participação em feiras e eventos. Etapas 9

10 Diagnóstico Inventário da oferta em Minas Gerais: 31 empreendimentos produtores de cachaça; a; 14 empreendimentos produtores de queijos especiais; 12 empreendimentos relacionados à gemas e jóias; j 07 empreendimentos / produtores de jóias j de coco e ouro; 53 municípios analisados pelo artesanato. 10

11 Critérios de seleção Infra-estrutura pré-existente; Qualidade do produto assegurada; Potencial turístico do estabelecimento e/ou região; Localização; Interesse pelo projeto; Atendimento ao turista jáj existente. 11

12 Seleção MG. 16 empreendimentos produtores de cachaça a de alambique, sendo: 13 produtores, 01 museu e 02 casos de sucesso 07 empreendimentos produtores de queijos especiais sendo: 06 produtores e 01 caso de sucesso; 09 empreendimentos relacionados às s gemas e jóias j sendo 02 empresas de extração de pedras topázio imperial e esmeralda 01 museu, 01 escola de joalheiros, 01 mina desativada, 01 design e 03 produtores de jóias j de coco e ouro; 07 municípios para desenvolvimento do artesanato Itabira, Barroso, Lagoa Dourada, Mariana (distrito de Cachoeira do Brumado), Nova Lima (distrito( de São Sebastião das Águas Claras Macacos), Santa Bárbara, B São João Del Rei. 12

13 Sensibilização 06 workshops de sensibilização; 07 sensibilizações com artesãos nos municípios selecionados; 03 macro planos de ação a elaborados em parceria com os empreendedores; 30 termos de adesão assinados. 13

14 Cursos de Atendimento ao Turista Realização de 10 cursos: São João Del Rei, Mariana, Ouro Preto, Caeté, São Vicente de Minas, Diamantina. Participação de 113 pessoas; Produção de Material Didático específico para os alunos; Foram 03 cursos para o setor de cachaça, 02 para Queijos Especiais, 04 cursos para gemas e jóias, 01 curso para os três setores. 14

15 Cursos de Gestão de Pequenos Negócios Realização de 06 cursos: São João Del Rei, Ouro Preto, Caeté, São Vicente de Minas e Diamantina; Participação de 80 pessoas; Produção de Material Didático específico para os alunos; 03 cursos para o setor de cachaça, 02 para Queijos Especiais e 01 curso para gemas e jóias. 15

16 Design de Embalagem Execução das ações pelo SENAI / CECOTEG Centro de tecnologia em Design de Embalagens; Este trabalho busca a criação ou adequação de embalagens com maior atratividade para o turista, facilidade de transporte, criação de souvenires. 16

17 Design de Produtos Gemas e Jóias Trabalho com o Núcleo de Joalheria do SENAI/MG; Treinamentos em Belo Horizonte e consultorias in loco; 05 empreendimentos: Escola Mineira de Joalheiros, Oficina Jóias de Arte, PauliJóias,, Joalheria Pádua e Joalheria Chica da Silva. 17

18 Artesanato 08 associações de artesãos beneficiadas (120 pessoas); Aumento no volume de venda e arrecadação após s a intervenção; Melhor qualidade e acabamento dos produtos; Fortalecimento da auto-estima dos artesãos; Resgate de valores e identidade dos municípios pelo artesanato; Oportunidade de trabalho para novos artesãos; Atendimento à grupos que até então não haviam participado de qualquer trabalho de ajuda e/ou apoio à produção. 18

19 Divulgação Criação de material informativo e promocional específico; Participação em feiras e eventos; Mídia espontânea: jornais, revistas,, internet; Apresentações em seminários específicos ficos: Salão do Turismo, Forum Mundial de Turismo e Seminário Íbero-Americano de Artesanato. 19

20 Comercialização Parceria com agências de turismo e operadoras para divulgar os novos produtos; Público-alvo específico; Rotas temáticas; ticas; Participação em feiras e eventos. 20

21 Ações Complementares Criação e lançamento do livro de receitas tropeiras Ipoema e Senhora do Carmo; Organização, promoção e execução do Seminário e Rodada de Negócios do Projeto Produção Associada ao Turismo na Estrada Real ; Distribuição dos Totens e Folders ao longo da Estrada Real; Confecção dos displays de venda e exposição (55 unidades) para serem distribuídos aos empreendedores e disseminados em locais estratégicos da Estrada Real. 21

22 Perspectivas Futuras Acompanhamento dos produtores envolvidos na primeira etapa; Trabalho em outros trechos da Estrada Real (Caminho Novo e o restante do Caminho dos Diamantes e Caminho Velho); Novos produtos. 22

Atuação do Ministério do Turismo na Produção Associada ao Turismo

Atuação do Ministério do Turismo na Produção Associada ao Turismo Atuação do na Produção Associada ao Turismo Atuação do na Produção Associada ao Turismo Produção Associada ao Turismo É qualquer produção artesanal, industrial ou agropecuária que detenha atributos naturais

Leia mais

Cooperação e Governança em Arranjos Produtivos Locais

Cooperação e Governança em Arranjos Produtivos Locais Cooperação e Governança em Arranjos Produtivos Locais 1ª Conferência Brasileira sobre Arranjos Produtivos Locais Carlos Roberto Rocha Cavalcante Superintendente 2004 Histórico de Atuação do IEL 1969 -

Leia mais

Ministério do Turismo. Ministério do Meio Ambiente

Ministério do Turismo. Ministério do Meio Ambiente do A Campanha Passaporte Verde é uma iniciativa global que visa estimular o turista a adotar uma atitude de consumo responsável, mostrando de que forma suas escolhas podem contribuir para a conservação

Leia mais

Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral. Ação: Capacitar em Gestão

Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral. Ação: Capacitar em Gestão Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral Ação: Capacitar em Gestão 1. Palestras no Fórum com representantes ABRASEL e ABIH (nos seis municípios) 1. Associativismo

Leia mais

Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura. instituto Cultural e Educacional do Paraguaçú

Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura. instituto Cultural e Educacional do Paraguaçú Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura Histórico: Localizada a apenas 4 km do Palácio do Planalto, encontramos a Vila Planalto, lugar de rica história que hoje possui 14 mil habitantes e características

Leia mais

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO O título do projeto deve delimitar a área de abrangência onde as ações serão executadas. Setembro, 2014 1 SUMÁRIO 1. DADOS GERAIS

Leia mais

:: LINHAS DE AÇÃO. Apoio aos Municípios. Tecnologia e Informação em Resíduos. Promoção e Mobilização Social. Capacitação

:: LINHAS DE AÇÃO. Apoio aos Municípios. Tecnologia e Informação em Resíduos. Promoção e Mobilização Social. Capacitação :: LINHAS DE AÇÃO Apoio aos Municípios Tecnologia e Informação em Resíduos Capacitação Promoção e Mobilização Social :: PRESSUPOSTOS DA COLETA SELETIVA Gestão participativa Projeto de Governo Projeto da

Leia mais

RETRATO DO TURISMO RURAL PELO SEBRAE NACIONAL

RETRATO DO TURISMO RURAL PELO SEBRAE NACIONAL RETRATO DO TURISMO RURAL PELO SEBRAE NACIONAL PEC Nordeste - 2015 Evelynne Tabosa dos Santos Gestora Estadual do Programa de Turismo do Ceará TURISMO NO BRASIL - HISTÓRICO Atividade presente na Constituição

Leia mais

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012 Programa 2047 - Micro e Pequenas Empresas Número de Ações 10 Tipo: Operações Especiais 0473 - Honra de Aval decorrente de Garantia do Risco das Operações de Financiamento a Micro, Pequenas e Médias Empresas

Leia mais

APL DE TURISMO E ARTESANATO DE BONITO SERRA DA BODOQUENA

APL DE TURISMO E ARTESANATO DE BONITO SERRA DA BODOQUENA APL DE TURISMO E ARTESANATO DE BONITO SERRA DA BODOQUENA CONTEXTUALIZAÇÃO Contempla os municípios de Bodoquena, Bonito e Jardim; O Turismo e a Pecuária são as principais eixos de desenvolvimento; Possui

Leia mais

PROPOSTA. Plano de Trabalho do Comitê Temático de APLs de Base Mineral 2011/ 2012.

PROPOSTA. Plano de Trabalho do Comitê Temático de APLs de Base Mineral 2011/ 2012. PROPOSTA Plano de Trabalho do Comitê Temático de APLs de Base Mineral 2011/ 2012. 1 Apresentação No campo da Política Nacional de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APLs), o Grupo de Trabalho Permanente

Leia mais

Histórico do Programa Brasileiro do Design

Histórico do Programa Brasileiro do Design Histórico do Programa Brasileiro do Design 1995 Lançamento do Programa Brasileiro do Design; Exposição: "O Brasil Mostra sua Marca". 1996 Concurso da Logomarca do PBD; Estudo: "Design para a Competitividade".

Leia mais

Proposta de Curso de Turismo Rural Polo de Ecoturismo de São Paulo Sindicato Rural de SP / SENAR

Proposta de Curso de Turismo Rural Polo de Ecoturismo de São Paulo Sindicato Rural de SP / SENAR Proposta de Curso de Turismo Rural Polo de Ecoturismo de São Paulo Sindicato Rural de SP / SENAR Objetivo Ampliar o olhar sobre a propriedade rural, fornecendo ferramentas para identificar e implantar

Leia mais

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: "PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO

Leia mais

DIAGNÓSTICO ARTESANATO

DIAGNÓSTICO ARTESANATO DIAGNÓSTICO ARTESANATO INTRODUÇÃO SEBRAE/SC e FUNDAÇÃO CULTURAL DE Estimular a reflexão sobre o segmento de artesanato em para que este ganhe o mesmo reconhecimento de outras áreas pelas quais a cidade

Leia mais

Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social CENTRO VOCACIONAL TECNOLÓGICO - CVT

Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social CENTRO VOCACIONAL TECNOLÓGICO - CVT CENTRO VOCACIONAL TECNOLÓGICO - CVT A riqueza das nações, hoje, deriva do seu patrimônio educacional, científico e tecnológico. Tem poder quem tem conhecimento. Robert Wong Unidade de ensino profissionalizante

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Mês: Outubro. 14 de outubro: Serro sediou reunião das Cidades Históricas de Minas Gerais. da Setur-MG, que apresentou a Rota do Queijo

Mês: Outubro. 14 de outubro: Serro sediou reunião das Cidades Históricas de Minas Gerais. da Setur-MG, que apresentou a Rota do Queijo Mês: Outubro 06 de outubro: Apresentação do painel Experiências que valem a pena serem contadas no Primeiro Seminário da Produção Associada ao Turismo do Distrito Federal. Lívia Santos, presidente da Intuition

Leia mais

PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO

PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO Ronald Carvalho Guerra Diretor de Meio Ambiente Prefeitura Municipal de Ouro Preto Gerente da APA da Cachoeira das Andorinhas -

Leia mais

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ (A) Teresina; (B) Cajueiro da Praia; (C) Luis Correia; (D) Parnaíba; (E) Ilha Grande Rota das Emoções: Jericoacoara (CE) - Delta (PI) - Lençóis Maranhenses (MA) Figura

Leia mais

Relatório CAMINHADA DE IPOEMA / ITABIRA /MG PARQUE ESTADUAL MATA DO LIMOEIRO. Dia 19 de outubro de 2014

Relatório CAMINHADA DE IPOEMA / ITABIRA /MG PARQUE ESTADUAL MATA DO LIMOEIRO. Dia 19 de outubro de 2014 Relatório CAMINHADA DE IPOEMA / ITABIRA /MG PARQUE ESTADUAL MATA DO LIMOEIRO Dia 19 de outubro de 2014 Objetivo: Proporcionar a preservação e Educação Ambiental Vivenciada para PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS FLORESTAIS

Leia mais

Departamento de Qualificação e Certificação e Produção Associada ao Turismo

Departamento de Qualificação e Certificação e Produção Associada ao Turismo Ministério do Turismo Ministério do Turismo Departamento de Qualificação e Certificação e Produção Associada ao Turismo Funções e Objetivos Coordenar as ações voltadas à qualificação profissional e à melhoria

Leia mais

Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural

Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural No período compreendido entre os dias 16 e 19 do mês de setembro de 2004, realizou-se a Primeira Feira Nacional do Turismo Rural - 1º FEIRATUR,

Leia mais

PERÍODO DE 22 À 26/10/14

PERÍODO DE 22 À 26/10/14 BELO HORIZONTE + CONGONHAS + TIRADENTES + SÃO JOÃO DEL REI + MARIANA + OURO PRETO Viagem no Túnel do tempo para conhecer parte da História do nosso Brasil e vivenciar pessoalmente tudo aquilo que está

Leia mais

2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 31378 - DIAGNÓSTICO DA CADEIA 2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 31377 - CONDOMÍNIO DE TECNOLOGIA

2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 31378 - DIAGNÓSTICO DA CADEIA 2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 31377 - CONDOMÍNIO DE TECNOLOGIA SISTEMA DE E MONITORAMENTO DAS AÇÕES GOVERNAMENTAIS - SIPLAM 2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E 1053 - ESTUDOS DA CADEIA PRODUTIVA DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES MINERAL 2400 - SECRETARIA DE INDÚSTRIA E

Leia mais

Participação dos pequenos negócios na economia

Participação dos pequenos negócios na economia Sebraetec Participação dos pequenos negócios na economia Países Participação Empresas (%) Participação Emprego Participação Val. Adic. PIB Itália 99,4 68,50 55,60 Espanha 99 63,20 50,60 Portugal 99,3 65,20

Leia mais

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016 Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016 RESULTADOS ESPERADOS Gestão estratégica integrada e descentralizada; Ações realizadas na busca pela excelência da hospitalidade;

Leia mais

REGULAMENTO DA II CREDIART FEIRA INTEGRADA DE CRÉDITO E ARTESANATO

REGULAMENTO DA II CREDIART FEIRA INTEGRADA DE CRÉDITO E ARTESANATO REGULAMENTO DA II CREDIART FEIRA INTEGRADA DE CRÉDITO E ARTESANATO A Superintendência de Fundos, Investimentos e Incorporações (SFI), no uso de suas atribuições conferidas pelo Regimento Interno, bem como

Leia mais

Arranjo Produtivo Local de Jóias do Estado do Rio de Janeiro

Arranjo Produtivo Local de Jóias do Estado do Rio de Janeiro Arranjo Produtivo Local de Jóias do Estado do Rio de Janeiro RIO DE JANEIRO CAPITAL INTRODUÇÃO As indústrias de lapidação, folheados e de joalheria, do Rio de Janeiro, congregam cerca de 80 empresas formais.

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

Levantamento Qualitativo e Quantitativo

Levantamento Qualitativo e Quantitativo Estabelecer ações conjuntas no sentido de enfrentar os desafios e potencializar as muitas oportunidades existentes para o desenvolvimento do setor artesanal, gerando oportunidades de trabalho e renda,

Leia mais

Resultados do GTP APL

Resultados do GTP APL 2ª Conferência Brasileira sobre Arranjos Produtivos Locais Resultados do GTP APL Cândida Maria Cervieri Secretária Técnica do GTP APL Diretora do Departamento de Micro, Pequena e Média Empresa/SDP/MDIC

Leia mais

Desenvolvimento Regional Sustentável - DRS. Crise Mundial e o Desenvolvimento Regional: Desafios e Oportunidades

Desenvolvimento Regional Sustentável - DRS. Crise Mundial e o Desenvolvimento Regional: Desafios e Oportunidades Desenvolvimento Regional Sustentável - DRS Crise Mundial e o Desenvolvimento Regional: Desafios e Oportunidades Grandes números do Banco do Brasil Ativos totais: R$ 598 bilhões Clientes: 48,1 milhões Carteira

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS 22 de Outubro de 2014 AGENDA Relembrar o conceito de Plano Municipal de Turismo Etapas percorridas no desenvolvimento do PMT de Farroupilha

Leia mais

MINAS GERAIS: BELO HORIZONTE, INHOTIM, VALE VERDE, SABARÁ, CERVEJARIAS ARTESANAIS. TIRADENTES, SÃO JOÃO DEL REI, CONGONHAS, MARIANA, OURO PRETO.

MINAS GERAIS: BELO HORIZONTE, INHOTIM, VALE VERDE, SABARÁ, CERVEJARIAS ARTESANAIS. TIRADENTES, SÃO JOÃO DEL REI, CONGONHAS, MARIANA, OURO PRETO. MINAS GERAIS: BELO HORIZONTE, INHOTIM, VALE VERDE, SABARÁ, CERVEJARIAS ARTESANAIS. TIRADENTES, SÃO JOÃO DEL REI, CONGONHAS, MARIANA, OURO PRETO. SERRA DO CIPÓ (PASSEIO DE CAIAQUE, SUP, CAMINHADAS), SANTUÁRIO

Leia mais

Pólo de Gemas e Jóias do Estado do Pará

Pólo de Gemas e Jóias do Estado do Pará Pólo de Gemas e Jóias do Estado do Pará INTRODUÇÃO O Estado do Pará abriga a província mineral mais representativa do país. O território paraense possui a maior jazida de ferro do mundo, 80% das reservas

Leia mais

Oficina Regional de Orientação a Instalação de Núcleos Estaduais de Apoio a Arranjos Produtivos Locais Articulados ao GTP APL Região Centro-Oeste

Oficina Regional de Orientação a Instalação de Núcleos Estaduais de Apoio a Arranjos Produtivos Locais Articulados ao GTP APL Região Centro-Oeste Oficina Regional de Orientação a Instalação de Núcleos Estaduais de Apoio a Arranjos Produtivos Locais Articulados ao GTP APL Região Centro-Oeste Secretaria de Estado para o Desenvolvimento da Ciência

Leia mais

SELEÇÃO DE PROJETOS. Feiras de Economia Solidária no Brasil. Brasília/DF, Maio de 2009 SENAES/MTE - UBEE/IMS N. 01/2009

SELEÇÃO DE PROJETOS. Feiras de Economia Solidária no Brasil. Brasília/DF, Maio de 2009 SENAES/MTE - UBEE/IMS N. 01/2009 SELEÇÃO DE PROJETOS Feiras de Economia Solidária no Brasil Brasília/DF, Maio de 2009 SELEÇÃO DE PROJETOS FEIRAS INTERNACIONAIS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA - UBEE/IMS N. 01/2009 1. APRESENTAÇÃO A União Brasileira

Leia mais

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA INFORMATIVO DEZEMBRO DE 2013 Acesse também: www.mariana.gov.br MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA Promover a criação de um ambiente favorável para valorizar a micro e pequena empresa,

Leia mais

MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR?

MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR? MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR? São Paulo 16 de abril de 2013 Missão do SEBRAE Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo

Leia mais

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES A Feira do Empreendedor é promovida pelo Sebrae desde 1992 em todos os estados do país. É considerado o maior evento presencial de

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. Pesquisa de Demanda - 2011

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. Pesquisa de Demanda - 2011 SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS Pesquisa de Demanda - 2011 Ficha técnica Realização: Governo do Estado de Minas Gerais Governador Antônio Augusto Junho Anastasia Secretaria de Estado de

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Santo Antônio da Patrulha RS Vencedores

Leia mais

Campanha Nacional 2013

Campanha Nacional 2013 Campanha Nacional 2013 Consumidor Positivo A Boa Vista tem compromisso com o desenvolvimento sustentável do mercado de crédito: consumidores e empresas do mesmo lado. Serviços disponíveis no Portal do

Leia mais

Inclusão Socioeconômica

Inclusão Socioeconômica PPA 2004-2007 Bahia que Faz SECRETARIAS ENVOLVIDAS OBJETIVO RECURSOS SEAGRI, SEC, SEFAZ, SICM, SEPLAN, SETRAS, SCT, SEINFRA, SECOMP, EGERAIS Desenvolver políticas de incentivo à inserção econômica das

Leia mais

35ª Reunião do CAMARA SETORIAL DA CADEIA PRODUTIVA DA CACHAÇA

35ª Reunião do CAMARA SETORIAL DA CADEIA PRODUTIVA DA CACHAÇA 35ª Reunião do CAMARA SETORIAL DA CADEIA PRODUTIVA DA CACHAÇA Brasília, 22 de outubro de 2013 Convênio SENAC-SP - curso de formação do Sommelier especializado em Cachaças Capacitar Sommeliers com ênfase

Leia mais

8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO.

8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO. 1 APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL 8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO.

Leia mais

O Programa. O escopo do Programa é trabalhar, junto a esses negócios, a temática da inovação, desde sua desmistificação até a sua sistematização;

O Programa. O escopo do Programa é trabalhar, junto a esses negócios, a temática da inovação, desde sua desmistificação até a sua sistematização; O Programa Programa de âmbito nacional criado pelo SEBRAE para atuar junto aos pequenos negócios, os orientando, acompanhando e criando fidelização pelo relacionamento; O trabalho é realizado através do

Leia mais

Minas levará o legítimo sabor do Estado à BTL. Haverá degustação de pão de queijo para os visitantes que passarem pelo estande brasileiro.

Minas levará o legítimo sabor do Estado à BTL. Haverá degustação de pão de queijo para os visitantes que passarem pelo estande brasileiro. De 21 a 25 de janeiro, a Secretaria de Estado de Turismo divulga os principais roteiros do turismo de Minas Gerais na 21ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), realizada em Lisboa, em Portugal. Em

Leia mais

1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta Linha de Ação Temática

1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta Linha de Ação Temática ANEXO TEMÁTICO 5: Tema Prioritário V - Projetos Comunitários Linha de Ação Temática 5.1 Projetos Comunitários (comunidades tradicionais e povos indígenas) 1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta

Leia mais

Banco Interamericano de Desenvolvimento. Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO

Banco Interamericano de Desenvolvimento. Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO SUMÁRIO Página INTRODUÇÃO 3 1. ÁREA DE ATUAÇÃO 4 2. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS AO BNB 4 3. RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS 5

Leia mais

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO O título do projeto deve delimitar a área de abrangência onde as ações serão executadas. Mês, 2015 1 SUMÁRIO 1. DADOS GERAIS DO PROJETO

Leia mais

Políticas Públicas para Faixa de Fronteira Desenvolvimento Sustentável e o apoio aos Pequenos Negócios

Políticas Públicas para Faixa de Fronteira Desenvolvimento Sustentável e o apoio aos Pequenos Negócios Políticas Públicas para Faixa de Fronteira Desenvolvimento Sustentável e o apoio aos Pequenos Negócios Foz do Iguaçu PR 30 de maio de 2014 Força das Pequenas Empresas 8,7 Milhões optantes no Simples 4

Leia mais

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO OBJETIVO Incrementar a economia digital do Estado de Alagoas e seus benefícios para a economia local, através de ações para qualificação, aumento de competitividade e integração das empresas e organizações

Leia mais

1- ESTUDO DESIGN PARA A COMPETITIVIDADE 2 PROJETOS DESENVOLVIDOS PELO PROGRAMA BRASILEIRO DO DESIGN 1995/2002 3 PERSPECTIVAS PARA 2003

1- ESTUDO DESIGN PARA A COMPETITIVIDADE 2 PROJETOS DESENVOLVIDOS PELO PROGRAMA BRASILEIRO DO DESIGN 1995/2002 3 PERSPECTIVAS PARA 2003 1- ESTUDO DESIGN PARA A COMPETITIVIDADE 2 PROJETOS DESENVOLVIDOS PELO PROGRAMA BRASILEIRO DO DESIGN 1995/2002 3 PERSPECTIVAS PARA 2003 ESTUDO DESIGN PARA A COMPETITIVIDADE Japão Alemanha Canadá Reino Unido

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista de Belo Horizonte. Polo de Moda

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista de Belo Horizonte. Polo de Moda Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista de Belo Horizonte 2013 Apresentação Belo Horizonte também é conhecida por abrigar, entre suas montanhas, tradicionais polos da moda. Os bairros de Lourdes, Prado,

Leia mais

1. Apresentação. 2. Pontos Fixos de Comercialização Solidária

1. Apresentação. 2. Pontos Fixos de Comercialização Solidária Edital de Seleção de Pontos Fixos de Comercialização Solidária Candidatos para Participar da Rede Brasileira de Comercialização Solidária - Rede Comsol (Edital - Ubee/Ims N. 01/2014) 1. Apresentação A

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES E PROJETOS EXECUTADOS EM 2004 A Fundação Aprender, no ano de 2004, procurou cumprir as etapas previstas no Planejamento 2003, levando a efeito iniciativas no sentido de ampliar

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais

Projeto de Estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento integrado da Cadeia Produtiva de Joias, Gemas e Bijuterias.

Projeto de Estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento integrado da Cadeia Produtiva de Joias, Gemas e Bijuterias. Projeto de Estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento integrado da Cadeia Produtiva de Joias, Gemas e Bijuterias. 2013-2014 Sobre o Projeto Alinhado com o Programa Brasil Maior Converge e integra

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL Exercício de 2011 -

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL Exercício de 2011 - 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL Exercício de 2011 - ÓRGÃO/ENTIDADE PEÇAS E CONTEÚDOS - EERCÍCIO 2011 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO

Leia mais

Proposta de T emplate GT Cultura, Turismo e Imagem do Reunião do GEOlimpíadas Brasil

Proposta de T emplate GT Cultura, Turismo e Imagem do Reunião do GEOlimpíadas Brasil GT Cultura, Proposta Turismo de Template e Imagem do Reunião do Brasil GEOlimpíadas Objetivo/Missão Integrantes MinC, MTur, ME, Embratur, MRE, APEX, APO Objetivo Geral Coordenar, planejar e executar ações,

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Nova Friburgo RJ Vencedores do 4º

Leia mais

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa PMS-MT Cartilha Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes Fortalecimento da gestão ambiental municipal Contexto e benefícios Tarefas Regularização ambiental e fundiária

Leia mais

Vitrine Brasil. Salão do Turismo Roteiros do Brasil 2010. Vitrine Brasil

Vitrine Brasil. Salão do Turismo Roteiros do Brasil 2010. Vitrine Brasil Salão do Turismo Roteiros do Brasil 2010 Vitrine Brasil Área de promoção, exposição e comercialização de produtos associados ao turismo (artesanato, moda, produtos da agricultura familiar). Áreas Mercado

Leia mais

.--. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto Secretaria dos órgãos Colegiados RESOLUÇÃO CUNI N. 1.287

.--. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto Secretaria dos órgãos Colegiados RESOLUÇÃO CUNI N. 1.287 .--. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ILEJ!1 RESOLUÇÃO CUNI N. 1.287 Altera a Resolução CUNI n. 1.165, que aprovou o Programa de Educação para Diversidade. O Conselho Universitário da, em sua 245a reunião ordinária,

Leia mais

Estrada Real ao alcance da indústria mineira Pág. 04. Viagem para ser contada Pág. 06. Observatório do Turismo incentiva o setor Pág.

Estrada Real ao alcance da indústria mineira Pág. 04. Viagem para ser contada Pág. 06. Observatório do Turismo incentiva o setor Pág. Ano 1 Nº 1 Informativo Estrada Real Acervo IER Estrada Real ao alcance da indústria mineira Pág. 04 Viagem para ser contada Pág. 06 Observatório do Turismo incentiva o setor Pág. 07 Passaporte Estrada

Leia mais

Projeto AL-LAs CONSULTA MULTIATORES METODOLOGIA

Projeto AL-LAs CONSULTA MULTIATORES METODOLOGIA Projeto AL-LAs CONSULTA MULTIATORES METODOLOGIA Aliança euro-latino americana de cooperação entre cidades Financiado pela União Europeia Objetivo de fortalecer suas relações internacionais para melhorar

Leia mais

PROPOSTA DE ARRANJO PRODUTIVO LOCAL (APL)

PROPOSTA DE ARRANJO PRODUTIVO LOCAL (APL) PROPOSTA DE ARRANJO PRODUTIVO LOCAL (APL) ESTRADA PARQUE PATANTANAL (EPP) MS CARACTERIZAÇÃO ESTRADA PARQUE PANTANAL (EPP) Com 120 quilômetros, a Estrada Parque Pantanal diferencia-se de uma estrada convencional

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Programas 2013. Abril de 2013

Programas 2013. Abril de 2013 Programas 2013 Abril de 2013 A nova SUDENE -Lei Complementar n 125, de 03 de janeiro de 2007 -Decreto n 6.219/2007 Autarquia especial, administrativa e financeiramente autônoma,... vinculada ao Ministério

Leia mais

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Nome Desarrollo de Sistemas de Gobierno y Gestión en Empresas de Propiedad Familiar en el Perú Objetivo Contribuir

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO º PROGRAMAS E S PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO Programa de utilização sustentável dos atrativos turísticos naturais Implementação do Plano de Manejo do Parque do Cantão Garantir

Leia mais

I FESTIVAL GASTRONÔMICO DE MINEIROS RAÍZES DO CERRADO REGULAMENTO DO FESTIVAL

I FESTIVAL GASTRONÔMICO DE MINEIROS RAÍZES DO CERRADO REGULAMENTO DO FESTIVAL I FESTIVAL GASTRONÔMICO DE MINEIROS RAÍZES DO CERRADO REGULAMENTO DO FESTIVAL Introdução O Regulamento é o mais importante de todos os documentos que fazem parte do festival. Os participantes devem ter

Leia mais

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento

Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento www.turisangra.com.br Portal de Turismo Divulgando seu empreendimento Tel/ax: (21) 2522-2421 ideias@ideias.org.br Quem Somos O Instituto IDEIAS é uma associação civil, sem fins lucrativos, criada em 8

Leia mais

INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO

INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO O contexto da Globalização Actuação Transversal Aposta no reforço dos factores dinâmicos de competitividade Objectivos e Orientações Estratégicas para a Inovação Estruturação

Leia mais

Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria

Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria Santa Maria, 15 de Outubro de 2012 Pauta: 1) Contexto da Economia Criativa no Brasil de acordo com o Plano da Secretaria da Economia Criativa

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. Relatório Anual Gerdau 2014

Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. Relatório Anual Gerdau 2014 40 41 Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. MEIO AMBIENTE 42 Gerdau é reconhecida pela eficiência de suas práticas de proteção ao meio ambiente

Leia mais

DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SE É DESENVOLVIMENTO É PRIORIDADE DO SEBRAE LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA REGULAMENTAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA LG REGULAMENTADA LG REGULAMENTADA

Leia mais

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial FOCOS DE ATUAÇÃO Tema 8. Expansão da base industrial Para crescer, a indústria capixaba tem um foco de atuação que pode lhe garantir um futuro promissor: fortalecer as micro, pequenas e médias indústrias,

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL. Mapa de oportunidades para Agências de Viagens

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL. Mapa de oportunidades para Agências de Viagens GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL Mapa de oportunidades para Agências de Viagens O que é ABAV? Entidade empresarial, sem fins lucrativos, que representa as Agências de Viagens espalhadas

Leia mais

ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS

ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS CENTRO CULTURAL VILA FLOR A programação do Centro Cultural Vila Flor deverá assentar em critérios de qualidade, diversidade, contemporaneidade

Leia mais

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL Considerações Gerais Para comemorar os cinco anos do Programa de Regionalização

Leia mais

Belo Horizonte Responsabilidades do Setor Turístico na Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Belo Horizonte Responsabilidades do Setor Turístico na Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes Belo Horizonte Responsabilidades do Setor Turístico na Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes Responsabilidade Multiplicadores* CMDCA, CEDCA, Minist. do Trabalho, Gestor de Política (SETUR

Leia mais

Abra suas portas para oportunidades de bons negócios!

Abra suas portas para oportunidades de bons negócios! Abra suas portas para oportunidades de bons negócios! OBJETIVOS Objetivo Geral: Promover a realização de negócios entre os elos da cadeia produtiva e a capacitação dos profissionais do setor hoteleiro

Leia mais

- Análise de consistência. Agosto Tabulação das adesões, proponente

- Análise de consistência. Agosto Tabulação das adesões, proponente Histórico de ações Dezembro 2008- Fortalecimento de Parceiros e Resgate de atores e mapeamento de novos atores Janeiro e Fevereiro 2009 - dimensionamento para detectar o potencial turístico e levantar

Leia mais

Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo

Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo Coordenadoria de Desenvolvimento Regional e Territorial CONCEITO

Leia mais

EXO ANEXO TEMÁTICO 2: Tema Prioritário II Manejo de Paisagem Linha de Ação Temática 2.1 Manejo Florestal Sustentável

EXO ANEXO TEMÁTICO 2: Tema Prioritário II Manejo de Paisagem Linha de Ação Temática 2.1 Manejo Florestal Sustentável EXO ANEXO TEMÁTICO 2: Tema Prioritário II Manejo de Paisagem Linha de Ação Temática 2.1 Manejo Florestal Sustentável 1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta Linha de Ação Temática O objetivo da chamada

Leia mais

OFICINA REGIONAL ESTADUAIS DE APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ARTICULADOS AO GTP APL. Curitiba-PR outubro/2006

OFICINA REGIONAL ESTADUAIS DE APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ARTICULADOS AO GTP APL. Curitiba-PR outubro/2006 OFICINA REGIONAL INSTALAÇÃO DE NÚCLEOS N ESTADUAIS DE APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ARTICULADOS AO GTP APL Curitiba-PR outubro/2006 Opções Estratégicas e Diretrizes para o Desenvolvimento Sustentável

Leia mais

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas O PERFIL DA CACHAÇA CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SETOR No mercado de cachaça, existem dois tipos da bebida: a caninha industrial e a cachaça artesanal de alambique. A primeira possui teor alcoólico de 38%

Leia mais

Sete Lagoas e o resgate da cidadania. Prefeitura ativa. Cidade viva.

Sete Lagoas e o resgate da cidadania. Prefeitura ativa. Cidade viva. Sete Lagoas e o resgate da cidadania Prefeitura ativa. Cidade viva. APRESENTAÇÃO A Prefeitura Municipal de Sete Lagoas, Minas Gerais, está desenvolvendo uma ação abrangente de resgate da cidadania, que

Leia mais

Desenvolvimento I CONFERÊNCIA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL VETORES DE DESENVOLVIMENTO

Desenvolvimento I CONFERÊNCIA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL VETORES DE DESENVOLVIMENTO Desenvolvimento I CONFERÊNCIA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL VETORES DE DESENVOLVIMENTO 1 Desenvolvimento... o desenvolvimento é uma corrida de longa distância, e nela há um elemento de solidão,

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Educação Secretaria do Meio Ambiente Órgão Gestor da Política Estadual de Educação Ambiental

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Educação Secretaria do Meio Ambiente Órgão Gestor da Política Estadual de Educação Ambiental Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Educação Secretaria do Meio Ambiente Órgão Gestor da Política Estadual de Educação Ambiental PROJETO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Leia mais

Programa de Capacitação e Apoio aos Municípios na Ação Fiscal em Tributação Imobiliária

Programa de Capacitação e Apoio aos Municípios na Ação Fiscal em Tributação Imobiliária Programa de Capacitação e Apoio aos Municípios na Ação Fiscal em Tributação Imobiliária Objetivo Apoiar à ação fiscal dos Municípios em tributação imobiliária no Brasil, absorvendo a preocupação com a

Leia mais

Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios

Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios Hulda O. Giesbrecht Enqualab 2013 Congresso da Qualidade em Metrologia São Paulo, 27 de agosto de 2013 Diretoria

Leia mais

Prefeitura Municipal de Resende Secretaria Municipal de Fazenda Plano Plurianual 2014-2017

Prefeitura Municipal de Resende Secretaria Municipal de Fazenda Plano Plurianual 2014-2017 Linha de Atuação: Promoção da Atração de Investimentos Econômicos PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO REGIONALIZADO Tesouro 303.000,00 318.150,00 334.057,50 350.760,38 Outras Fontes 50.000,00 62.500,00

Leia mais

CNPJ: 11.028.088/0001-76

CNPJ: 11.028.088/0001-76 Centro de Vivencia Ecológica e Cultural Entidade da sociedade civil sem fins lucrativos de caráter ecológico, cultural e social. (Fundada em 10 de Julho de 2009) CNPJ: 11.028.088/00-76 1.Nome do projeto

Leia mais

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV Realizar projetos para destinação de resíduos sólidos * Meio Ambiente Desenvolver programas de educação ambiental Apresentar pequenos e médios projetos de recuperação (seqüestro

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais