Aula 00 Curso: Ética p/ Técnico do seguro social Professor: Aroldo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 00 Curso: Ética p/ Técnico do seguro social Professor: Aroldo"

Transcrição

1 Aula 00 Curso: Ética p/ Técnico do seguro social Professor: Aroldo

2 APRESENTAÇÃO Curso: Ética p/ Téc. Seguro do Social Olá, Meu nome é Aroldo Carvalho Jr e trataremos aqui de Ética voltado para o concurso de Técnico para o INSS. Eu até bem pouco tempo estava aí na sua posição caro aluno, pleiteando uma vaga no serviço público, fiz incontáveis concursos e até mesmo este de técnico do seguro social. Eu sempre trabalhei no serviço público, fui criado por funcionários públicos, então logo me interesse pela área e me dediquei muito a passar em concursos. Alcancei algumas vitórias ao longo da minha carreira de concurseiro (sim, ser concurseiro hoje em dia é uma carreira na qual, apenas os que não desistirem alcançarão a vitória), e espero lhe ajudar para que você seja vitorioso também. Então querido aluno é estudar e resolver muitas questões da banca, principalmente as mais recentes que, vez ou outra, vêm repetidas, e nem precisa falar que é obrigação resolver as últimas provas. Voltando a mim, neste último ano eu parei para somente estudar, sem trabalhar mesmo, só livros, apostilas, fóruns, simulados e cursinhos (você deve abraçar tudo que lhe faça otimizar o conhecimento), e alcancei 11 aprovações em concursos, a maioria bem classificado, e quase todas dentro das vagas. Eu não costumava contar os concursos que eu não estava dentro das vagas, até ser contemplado com aquela que considero a minha maior vitória, o meu atual cargo que é o de Auditor de Controle Externo no Tribunal de Contas do Estado de Rondônia. Sou nascido e criado na capital rondoniense, Porto Velho, aqui cursei Ciências Contábeis na Universidade Federal de Rondônia, onde fui 1º colocado no vestibular de 2004 para ingresso em Dentre outras aprovações estão: 1º lugar para o cargo de Contador da Superintendência de Licitações do Estado de Rondônia, 2º lugar para o cargo de Auditor de Controle Interno do Instituto Federal de Rondônia, 10º lugar para o cargo de Perito Criminal da Polícia Civil do Estado de Rondônia, 7º lugar para o cargo de Contador da Universidade Federal de Rondônia, 2º lugar para o cargo de Contador das Sociedades dos Portos e Hidrovias de Rondônia, 10º lugar no cargo de Auditor de Controle Externo do TCE-RO, o qual ocupo atualmente Prof. Aroldo Carvalho 2 de 25

3 Sei das dificuldades de estudar horas a fio, dedicação, as abdicações, festas, churrascos, cinemas, reuniões em família, mas posso garantir a você que vale a pena no longo prazo. Eu lia isso nas minhas aulas e pensava: nossa como isso está longe. É normal aluno, mas se você tem um sonho e pretende alcança-lo você e somente você deve buscar o seu limite que eu lhe garanto, É POSSÍVEL! Bom qualquer dúvida, sugestão, reclamação, convite para churrasco você pode me acionar fórum tira-dúvidas ou me procurar no facebook, twitter, instagran, e acho que é só... Alguém ainda usa Orkut? Rsrsrs Vamos ao que interessa e desde hoje eu já lhe desejo bons estudos e vamos juntos rumo a sua vitória!!! Histórico e análise das provas Direito Administrativo Assunto Quantidade de questões (Provas de 2008, 2012) Aula Introdução e Regras Deontológicas Decreto 1.171/ Decreto 6.029/ Note que nas últimas provas houve uma tendência em se cobrar o Decreto 6.029/2007, o que é praxe porque era novidade, então pra pegar você na calça curta as bancas tendem a querer engrossar pro lado da legislação nova, mas tendo se passado esse momento, eu creio que haverá novamente equilíbrio entre os conteúdos e não mais será cobrado apenas este decreto. Outro ponto que quero ressaltar com vocês é que, por ser uma parte bem pequena da prova, muitos candidatos acabam por ignorar totalmente a matéria, eu não recomendo isto. Sabe por quê? Porque qualquer ponto é sempre bem vindo, conheço muita gente que já deixou de ser aprovado por causa de uma única questão e geralmente esta questão é em uma matéria elementar e fácil, como ética. Fora que a depender da banca e concurso, não se pode zerar em nenhuma matéria. Prof. Aroldo Carvalho 3 de 25

4 Aula Tópico Data 00 Ética no serviço público, Introdução, Regras Deontológicas (Decreto 1.171/1994) 01 Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal - Decreto 1.171/ Sistema de Gestão de Ética do Poder Executivo Federal - Decreto 6.029/2007 Disponível Disponível Disponível Prof. Aroldo Carvalho 4 de 25

5 Aula 00 Ética no serviço público, Introdução, Regras Deontológicas (Decreto 1.171/1994) Assunto Página 1- Ética 06 2 Regras Deontológicas (Decreto 1.171/1994) Questões Comentadas Lista de questões Gabarito Referencial Bibliográfico 25 Bem, tendo sido feita nossa querida e gloriosa apresentação, vamos cair em cima desta bendita ética. O assunto de hoje é ÉTICA, parte introdutória e regras deontológicas. Falem sério meus queridos alunos, vocês nem querendo vão errar estas questões... O assunto é bem tranquilo, vamos trabalha-lo bem direitinho, mas as dicas são as seguintes: 1º Você vai identificar que a maioria dos temas tratados são os que usamos no nosso dia a dia enquanto sociedade, agindo corretamente, respeitando àqueles que estão à nossa volta e aplicando tudo isto dentro no órgão em que você trabalhará, e fora dele também, enquanto cidadão; 2º Leia os Decretos! São só dois e bem pequenos, leia agora, leia de novo um dia antes da prova, e mais uma vez antes de entrar na sala pra sua prova, vai por mim, isso fará você acertar todas as questões do mundo sobre o tema Vamos nessa então, e seja insaciável pelo conhecimaneto! Prof. Aroldo Carvalho 5 de 25

6 1 Ética 1.1 Conceito e origem A palavra Ética tem origem do grego ethos que quer dizer o modo de ser (caráter). Essa palavra era traduzida para o latim pelos romanos como mos que significa costume, e que deu origem à palavra Moral. É claro que nenhum ser humano já nasce com noções de caráter e costumes, isso tudo nós aprendemos com o tempo, com a convivência e principalmente, por meio de influências. Ou seja, ética e moral têm a ver com a realidade humana e o contexto das sociedades nas quais os seres humanos estão inseridos. Você, meu caro aluno, é com certeza alguém de bem, ético, probo, e com a moral aceitável pela sociedade. Isso tudo porque com certeza o seu responsável lhe educou muito bem, e lhe deu o melhor que pôde, isso se não o faz até hoje, não é mesmo? Temos o costume de pensar que ética e moral são a mesma coisa, ledo engano! Você agora pegará a dica para distinguir ambas: A Moral é normativa, e a Ética é teoria. ÉTICA teoria, ciência ou conhecimento do comportamento moral que busca entender e explicar a moral; MORAL é o conjunto de regras (por isso diz-se normativa) de uma sociedade, que orienta a convivência dentro desta mesma sociedade. Moral Conjunto de regras da sociedade COSTUMES Ética Busca entender e explicar a moral As questões de concurso costumam entregar o ouro nas questões sobre ética e moral quando justamente citam conjunto de regras ou normativo, aí você já sabe que está se falando de Moral, e não de ética. Tendo feito essa pequena introdução, só para nos situarmos no assunto, vamos mergulhar agora nos Decretos que são explorados e que seu edital pediu expressamente. São eles o Decreto nº 1.171/94 e o Decreto nº 6.029/07. Meus amigos, mais uma vez, eles são beeeeeeeeeeeeeem pequenos, vamos lê-los, lembre-se, uma questão pode lhe separar do céu e do inferno :p Prof. Aroldo Carvalho 6 de 25

7 Só para constar, os professores quando dão está aula presencial costumam LER os decretos, até porque não dá 10 minutos de leitura, e nem é cansativo. Então, leia aí e se garanta. 2 Regras Deontológicas ( Decreto 1.171/1994) A primeira observação a ser feita sobre este código é quanto penalidade aplicada ao servidor que violar este código. Como veremos, transgredir este código não necessariamente consistirá em transgredir a Lei, e por isso, a penalidade sofrida pelo servidor que cometer tal ato será apenas a CENSURA. Penalidade aplicada CENSURA somente A segunda observação é quanto ao único artigo do Decreto que nos traz informação de fato, que é o 2º. Nele aprendemos que tanto a administração direta quanto a administração indireta utilizarão este código e constituirão comissão de ética, composta por três servidores, ou empregados titulares de cargo efetivo ou emprego permanente. Também é necessário comunicar a Secretaria da Administração Federal da Presidência da República sobre a constituição das comissões, indicando ainda seus membros titulares e suplentes. Decreto 1.171/1994 se aplica a Adm. Direta e Indireta que constituirão as comissões de ética que serão compostas por 03 servidores efetivos ou empregados permanentes Agora vamos ao que interessa que se encontra no Anexo do Decreto. Ele está dividido em quatro: regras deontológicas, deveres dos servidores, vedações ao servidor público e das comissões de ética. Vamos conhecer cada detalhe deste anexo. Vou reproduzir os dispositivos na sua íntegra e na sequência comentálos, assim não perderemos nenhum detalhe Prof. Aroldo Carvalho 7 de 25

8 2.1 Das regras deontológicas Curso: Ética p/ Téc. Seguro do Social I - A dignidade, o decoro, o zelo, a eficácia e a consciência dos princípios morais são primados maiores que devem nortear o servidor público, seja no exercício do cargo ou função, ou fora dele, já que refletirá o exercício da vocação do próprio poder estatal. Seus atos, comportamentos e atitudes serão direcionados para a preservação da honra e da tradição dos serviços públicos. Comentário: não basta você, enquanto servidor público, agir corretamente apenas no exercício da sua função, a norma traz expressamente em seu texto que até mesmo fora da sua função o agente deve se mostrar ético. II - O servidor público não poderá jamais desprezar o elemento ético de sua conduta. Assim, não terá que decidir somente entre o legal e o ilegal, o justo e o injusto, o conveniente e o inconveniente, o oportuno e o inoportuno, mas principalmente entre o honesto e o desonesto, consoante as regras contidas no art. 37, caput, e 4, da Constituição Federal. Comentário: dessa vez o Decreto nos diz que além de agir sempre segundo a ética, o servidor deve principalmente decidir entre o honesto e o desonesto, e seguir sempre os princípios expressos na CF/88 conhecidos pelo mnemônico LIMPE (Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência). III - A moralidade da Administração Pública não se limita à distinção entre o bem e o mal, devendo ser acrescida da ideia de que o fim é sempre o bem comum. O equilíbrio entre a legalidade e a finalidade, na conduta do servidor público, é que poderá consolidar a moralidade do ato administrativo. Comentário: Guarde bem, todo ato administrativo, ação de seus agentes, decisões e tudo mais devem sempre visar o bem comum. Inclusive a moralidade da Administração Pública e as condutas dos agentes públicos. IV- A remuneração do servidor público é custeada pelos tributos pagos direta ou indiretamente por todos, até por ele próprio, e por isso se exige, como contrapartida, que a moralidade administrativa se integre no Direito, como elemento indissociável de sua aplicação e de sua finalidade, erigindo-se, como consequência, em fator de legalidade. Comentário: Além de a dívida para com a sociedade, que custeia o seu salário, ou seja, o seu sustento, o servidor tem este compromisso de agir eticamente porque ele mesmo também custeia o seu salário e o dos seus colegas. Prof. Aroldo Carvalho 8 de 25

9 V - O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão, integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. Comentário: O maior patrimônio de um servidor público não são bens materiais, e sim o êxito no desempenho de suas atribuições. VI - A função pública deve ser tida como exercício profissional e, portanto, se integra na vida particular de cada servidor público. Assim, os fatos e atos verificados na conduta do dia-a-dia em sua vida privada poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional. Comentário: Não há que se dissociar a vida particular e a vida profissional do servidor, ambas são integradas e a conduta do mesmo na vida particular pode refletir positivamente ou negativamente na sua vida profissional. VII - Salvo os casos de segurança nacional, investigações policiais ou interesse superior do Estado e da Administração Pública, a serem preservados em processo previamente declarado sigiloso, nos termos da lei, a publicidade de qualquer ato administrativo constitui requisito de eficácia e moralidade, ensejando sua omissão comprometimento ético contra o bem comum, imputável a quem a negar. Comentário: Publicidade é a regra, e o sigilo a exceção. Atualmente é mais comum as bancas utilizarem o termo transparência como sinônimo de publicidade. VIII - Toda pessoa tem direito à verdade. O servidor não pode omiti-la ou falseá-la, ainda que contrária aos interesses da própria pessoa interessada ou da Administração Pública. Nenhum Estado pode crescer ou estabilizar-se sobre o poder corruptivo do hábito do erro, da opressão ou da mentira, que sempre aniquilam até mesmo a dignidade humana quanto mais a de uma Nação. Comentário: a mentira é terminantemente proibida, contra tudo e contra todos, deve o servidor sempre trabalhar com a verdade, mesmo que isso atente contra o servidor ou a própria Administração. IX - A cortesia, a boa vontade, o cuidado e o tempo dedicados ao serviço público caracterizam o esforço pela disciplina. Tratar mal uma pessoa que paga seus tributos direta ou indiretamente significa causar-lhe dano moral. Da mesma forma, causar dano a qualquer bem pertencente ao Prof. Aroldo Carvalho 9 de 25

10 patrimônio público, deteriorando-o, por descuido ou má vontade, não constitui apenas uma ofensa ao equipamento e às instalações ou ao Estado, mas a todos os homens de boa vontade que dedicaram sua inteligência, seu tempo, suas esperanças e seus esforços para construílos. Comentário: De novo, o servidor tem uma dívida com o administrado, afinal, seu salário é pago, indiretamente, por toda a sociedade, então tratar mal algum jurisdicionado, ou não zelar pelo patrimônio comprado com o dinheiro público constitui ofensa à sociedade, aos criadores e construtores de tais objetos, e ao próprio servidor pois ele também financia seu próprio salário. X - Deixar o servidor público qualquer pessoa à espera de solução que compete ao setor em que exerça suas funções, permitindo a formação de longas filas, ou qualquer outra espécie de atraso na prestação do serviço, não caracteriza apenas atitude contra a ética ou ato de desumanidade, mas principalmente grave dano moral aos usuários dos serviços públicos. Comentário: Ninguém gosta de filas, correto? Então, não faça ao próximo aquilo que você não quer que façam a você! Atrasar serviço e atendimento, e causar filas é antiético, desumano e um grave dano moral. XI - O servidor deve prestar toda a sua atenção às ordens legais de seus superiores, velando atentamente por seu cumprimento, e, assim, evitando a conduta negligente. Os repetidos erros, o descaso e o acúmulo de desvios tornam-se, às vezes, difíceis de corrigir e caracterizam até mesmo imprudência no desempenho da função pública. Comentário: aqui está presente a figura da hierarquia. O servidor deve atender às ordens de seus superiores, exceto quando manifestamente ilegais. Repetidos erros, descaso e desvios acabam por se tornar imprudência por parte do agente. XII - Toda ausência injustificada do servidor de seu local de trabalho é fator de desmoralização do serviço público, o que quase sempre conduz à desordem nas relações humanas. Comentário: Faltar sem justificar além de desmoralizar o serviço, pode conduzir a desordem, é só pensar no exemplo de um servidor que desempenha só ele determinada função. Se ele faltar, ninguém vai fazer este atendimento, o que acarretará desordem e revolta na população. XIII - O servidor que trabalha em harmonia com a estrutura organizacional, respeitando seus colegas e cada concidadão, colabora e Prof. Aroldo Carvalho 10 de 25

11 de todos pode receber colaboração, pois sua atividade pública é a grande oportunidade para o crescimento e o engrandecimento da Nação. Comentário: O trabalho desempenhado com harmonia, respeito e claro, ética, engradece toda a nação, por isso, apesar de todos os pesares, o pensamento deve ser sempre na contribuição ao nosso amado Brasil. O SERVIDOR DEVE Ser zeloso dentro e fora do trabalho Visar o bem comum Pagar a dívida com a sociedade, que o remunera Considerar o trabalho seu maior patrimônio Ser cortês Obedecer as ordens de seus superiores Trabalhar em harmonia com o órgão NÃO DEVE Desprezar o elemento ético Omitir ou falsear a verdade Deixar qualquer pessoa esperando por seu atendimento Causar filas Se ausentar injustificadamente do local de trabalho - - Prof. Aroldo Carvalho 11 de 25

12 3- Questões Comentadas Curso: Ética p/ Téc. Seguro do Social 01. (FCC TRT - 1ª REGIÃO (RJ) - Analista Judiciário - Execução de Mandados) Quando se determina ao servidor público que ele exerça com zelo e dedicação as atribuições de seu cargo e atenda com presteza o público, está-se diante de: a) obrigação legal implícita, na medida em que são decorrentes da interpretação dos direitos e deveres dos servidores que constam na legislação vigente. b) deveres morais, que somente podem ser utilizados para punição disciplinar na hipótese de haver positivação da regra na unidade de classificação do servidor. c) recomendação disciplinar implícita, punível, na reiteração, com demissão. d) recomendação moral a todos os servidores públicos, não havendo possibilidade de punição disciplinar em decorrência do desatendimento, a não ser pela análise de desempenho. e) deveres legalmente expressos, de modo que o desatendimento possibilita a adoção de providências por parte da Administração pública. Ora meus queridos, vamos começar eliminando pelo que está na cara, vimos nesta aula, e eu frisei isso bastante, que a única penalidade por ferir a ética é a censura, então já eliminamos a alternativa C. A alternativa A cita a obrigação como implícita, e já sabemos que ela é explícita. A alternativa D afirma que é uma recomendação moral, o que está errado pois é um dever do servidor público agir sempre com ética, e a alternativa está errada porque chama de dever moral, quando já existem previsões legais, que são os Decretos que estudamos. Portanto Gabarito: E. 02. (FCC - PMP (INSS)/2006) Tendo em vista as regras deontológicas e os deveres do servidor público federal, objeto de seu Código de Ética, é correta a afirmação de que: a) a existência de longas filas ou atrasos na prestação de serviço caracterizam mera ineficiência dos responsáveis, e especialmente do órgão público, mas não implicam em dano moral. b) toda ausência do servidor de seu local de trabalho é considerada desmoralização do serviço público e sempre conduz à desordem em relação de qualquer natureza. Prof. Aroldo Carvalho 12 de 25

13 c) o trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão, integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. d) é dever do servidor público, entre outros, ter consciência de que seu trabalho é regido tão-somente pelos princípios estatutários constantes no regime jurídico único que se materializam na prestação do serviço público. e) a probidade e a lealdade são deveres acessórios do servidor público, que estando diante de duas opções, deverá escolher sempre a melhor e mais vantajosa para o bem individual. Essa está do jeito que falei que vinha, ou seja, copiado e colado o dispositivo legal. A resposta está no Capítulo I seção I item v do Decreto 1.171/1994: V - O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão, integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. Por isso é importante ler o decreto. Gabarito: C. 03. (FCC - AJ TRE TO/Judiciária/2011) De acordo com o Código de Ética do Servidor Público Federal, a pena aplicável ao servidor público pela Comissão de Ética é a de: a) suspensão. b) multa. c) demissão. d) afastamento. e) censura. Olha que presente pra você aluno Exponencial! A única penalidade aplicada nós sabemos demais que é a de CENSURA, portanto gabarito letra E. Gabarito: E. 04. (FCC - AJ TRE RO/Judiciária/2013) Clécio, servidor público federal encarregado da concessão de licenças, passou a atrasar injustificadamente a conclusão de seus trabalhos, utilizando, como expediente procrastinatório, a solicitação de diligências desnecessárias. De acordo com as disposições do Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Prof. Aroldo Carvalho 13 de 25

14 Federal, aprovado nos termos do Decreto nº 1.171/1994, a conduta do servidor: a) somente poderá ser considerada contrária à ética se configurado prejuízo à imagem da Administração ou dano moral aos usuários dos serviços públicos. b) é passível de punição com advertência, aplicada pela Comissão de Ética, podendo ser convertida em multa. c) é passível de punição com suspensão, aplicada pela Comissão de Ética, assegurada a ampla defesa. d) pode ensejar a aplicação de advertência ou desconto dos vencimentos, mediante representação dos usuários perante a Comissão de Ética. e) é passível da aplicação da pena de censura, aplicada pela Comissão de Ética e fundamentada em parecer assinado por todos os seus integrantes. Questão fácil também. E olhe que eu fiz essa prova viu, prova da minha terra maravilhosa. Então meu caro aluno, como já sabido, a pena aplicável é a de censura, veja que apenas a alternativa E apresenta esta resposta, portanto corra para o gabarito e marque esta letra. Gabarito: E. 05. (CESPE - Ag Adm (MTE)/2008) A busca da gestão socialmente responsável tem exigido maior transparência das instituições, sejam públicas, sejam privadas, nas relações com seus fornecedores, funcionários e clientes. Tal atributo tem sido fundamental para a reputação das organizações, que devem explicitar à sociedade seus valores e a seu corpo funcional os padrões éticos e de conduta considerados adequados. Nesse contexto e à luz do Código de Ética Profissional do Servidor Público do Poder Executivo Federal, julgue o item seguinte. O agente público tem o dever de buscar o equilíbrio entre a legalidade e a finalidade na tentativa de proporcionar a consolidação da moralidade do ato administrativo praticado. Esta questão está tratando do Capítulo I, Seção I, Das Regras Deontológicas, III, conforme a seguir: III - A moralidade da Administração Pública não se limita à distinção entre o bem e o mal, devendo ser acrescida da idéia de que o fim é sempre o bem comum. O equilíbrio entre a legalidade e a finalidade, na conduta do servidor público, é que poderá consolidar a moralidade do ato administrativo. Item correto! Gabarito: C. Prof. Aroldo Carvalho 14 de 25

15 06. (CESPE - Ag Adm (MTE)/2008) A busca da gestão socialmente responsável tem exigido maior transparência das instituições, sejam públicas, sejam privadas, nas relações com seus fornecedores, funcionários e clientes. Tal atributo tem sido fundamental para a reputação das organizações, que devem explicitar à sociedade seus valores e a seu corpo funcional os padrões éticos e de conduta considerados adequados. Nesse contexto e à luz do Código de Ética Profissional do Servidor Público do Poder Executivo Federal, julgue o item seguinte. O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão, integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. Desta vez o item traz o inciso V Das Regras Deontológicas: V - O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão, integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. Portanto o item está corerto. Gabarito: C. 07. (CESPE - Ag Adm (MTE)/2008) A busca da gestão socialmente responsável tem exigido maior transparência das instituições, sejam públicas, sejam privadas, nas relações com seus fornecedores, funcionários e clientes. Tal atributo tem sido fundamental para a reputação das organizações, que devem explicitar à sociedade seus valores e a seu corpo funcional os padrões éticos e de conduta considerados adequados. Nesse contexto e à luz do Código de Ética Profissional do Servidor Público do Poder Executivo Federal, julgue o item seguinte. De acordo com o referido código de ética, tratar mal uma pessoa que paga seus tributos direta ou indiretamente significa causar-lhe dano moral. Ainda nas Regras Deontológicas temos o inciso IX que diz: IX - A cortesia, a boa vontade, o cuidado e o tempo dedicados ao serviço público caracterizam o esforço pela disciplina. Tratar mal uma pessoa que paga seus tributos direta ou indiretamente significa causarlhe dano moral. Da mesma forma, causar dano a qualquer bem pertencente ao patrimônio público, deteriorando-o, por descuido ou má vontade, não constitui apenas uma ofensa ao equipamento e às instalações ou ao Estado, mas a todos os homens de boa vontade que Prof. Aroldo Carvalho 15 de 25

16 dedicaram sua inteligência, seu tempo, suas esperanças e seus esforços para construí-los. Item certo! Gabarito: C. 08. (ESAF - AFRFB/Auditoria/2003) De acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, "a moralidade da Administração Pública não se limita à distinção entre o bem e o mal, devendo ser acrescida da idéia de que o fim é sempre o bem comum. O equilíbrio entre a legalidade e a finalidade, na conduta do servidor, é que poderá consolidar a moralidade do ato administrativo". Esse enunciado expressa: a) o sentido do princípio da legalidade na Administração Pública. b) que o estrito cumprimento da lei conduz à moralidade na Administração Pública. c) que o ato administrativo praticado de acordo com a lei não pode ser impugnado sob o aspecto da moralidade. d) que todo ato legal é também moral. e) um valor ético que deve nortear a prática dos atos administrativos. Bem meus amigos, conforme estamos diante de um valor ético tratado bem no começo do Decreto, nas regras deontológicas, inclusive o enunciado da questão reproduz o inciso III, portanto o gabarito está na alternativa E. Gabarito: E 09. (ESAF - AFRFB/Aduana/2002) Pelo Código de Ética do Servidor Público Federal, aprovado pelo Decreto nº 1.171, de 22 de junho de 1994, a sanção aplicada pela Comissão de Ética é de: a) multa b) advertência c) suspensão d) censura e) repreensão Esta é fácil demais pra vocês! Eu repeti isso na aula umas 300 vezes, a única penalidade é a de CENSURA! Então a resposta é a letra D. Gabarito: D. Prof. Aroldo Carvalho 16 de 25

17 10. (CESPE - AI (ABIN)/2008) Julgue o item a seguir de acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo federal. Os fatos e atos verificados na conduta do dia-a-dia do servidor em sua vida privada poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional, podendo caracterizar, inclusive, violação ao Código de Ética, o que será passível de censura. Correto, a questão está de acordo com o inciso VI das regras deontológicas do Decreto 1.171/1994: A função pública deve ser tida como exercício profissional e, portanto, se integra na vida particular de cada servidor público. Assim, os fatos e atos verificados na conduta do dia-a-dia em sua vida privada poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional. Gabarito: C. 11. (CESPE - PMP (INSS)/2010) No que se refere à ética no serviço público, julgue o item a seguir. Toda ausência injustificada do servidor ao seu local de trabalho é fator de desmoralização do serviço público. Perfeito, apenas copiado do Decreto 1.171/1994, capítulo I, Seção I inciso XII. Gabarito: C. 12. (FUNRIO - AnaTA MDIC/2009) O servidor público não poderá jamais desprezar o elemento ético de sua conduta. Assim terá que decidir principalmente entre a) o oportuno e o inoportuno. b) o conveniente e o inconveniente. c) o justo e o injusto. d) o ilegal e o legal. e) o honesto e o desonesto. De acordo com o Capítulo I, seção I inciso II: O servidor público não poderá jamais desprezar o elemento ético de sua conduta. Assim, não terá que decidir somente entre o legal e o ilegal, o justo e o injusto, o conveniente e o inconveniente, o oportuno e o inoportuno, mas principalmente entre o Prof. Aroldo Carvalho 17 de 25

18 honesto e o desonesto, consoante as regras contidas no art. 37, caput, e 4, da Constituição Federal. Gabarito: E. 13. (FUNRIO - Ag Adm (MDIC)/2009) Marque a alternativa incorreta consoante o Decreto nº 1171, de a) A função pública deve ser tida como exercício profissional, mas não se integra na vida particular de cada servidor público. Assim, os fatos e atos verificados na conduta do dia-a-dia em sua vida privada não poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional. b) O servidor público não poderá jamais desprezar o elemento ético de sua conduta. Assim, não terá que decidir somente entre o legal e o ilegal, o justo e o injusto, o conveniente e o inconveniente, o oportuno e o inoportuno, mas principalmente entre o honesto e o desonesto, consoante as regras contidas no art. 37, caput, e 4, da Constituição Federal. c) A moralidade da Administração Pública não se limita à distinção entre o bem e o mal, devendo ser acrescida da ideia de que o fim é sempre o bem comum. O equilíbrio entre a legalidade e a finalidade, na conduta do servidor público, poderá consolidar a moralidade do ato administrativo. d) A remuneração do servidor público é custeada pelos tributos pagos direta ou indiretamente por todos, até por ele próprio; por isso se exige, como contrapartida, que a moralidade administrativa se integre no Direito, como elemento indissociável de sua aplicação e de sua finalidade, erigindo-se, como consequência do fator de legalidade. e) O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. Essa questão foi maldade da banca, note que ela apenas adicionou a palavra não à alternativa A. Compare com o capítulo I, seção I e VI do Decreto 1.171/1994: A função pública deve ser tida como exercício profissional e, portanto, se integra na vida particular de cada servidor público. Assim, os fatos e atos verificados na conduta do dia-a-dia em sua vida privada poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional. Gabarito: A. 14. (FUNRIO - Ag Adm (MDIC)/2009) Marque a alternativa correta, nos termos do Decreto nº 1171/1994. Prof. Aroldo Carvalho 18 de 25

19 a) A cortesia, a boa vontade, o cuidado e o tempo dedicados ao serviço público caracterizam o esforço pela disciplina e não são obrigações do servidor público. b) Causar dano a qualquer bem pertencente ao patrimônio público, deteriorando-o, por descuido ou má vontade, constitui apenas uma ofensa ao equipamento e às instalações ou ao Estado. c) Toda pessoa tem direito à verdade. O servidor não pode omiti-la ou falseála, mas poderá fazê-lo, se contrária aos interesses da própria pessoa interessada ou da Administração Pública. d) Tratar mal uma pessoa que paga seus tributos direta ou indiretamente significa causar-lhe dano moral. e) Nenhum Estado pode crescer ou estabilizar-se sobre o poder corruptivo do hábito do erro, da opressão, ou da mentira, que sempre aniquilam até mesmo a dignidade humana quanto mais a de uma Nação. Entretanto, se for para trazer lucro ao Estado, poderá. Conforme capítulo I, seção I, inciso IX: A cortesia, a boa vontade, o cuidado e o tempo dedicados ao serviço público caracterizam o esforço pela disciplina. Tratar mal uma pessoa que paga seus tributos direta ou indiretamente significa causar-lhe dano moral (...) Portanto o único item correto é a alternativa D. Gabarito: D. Prof. Aroldo Carvalho 19 de 25

20 4 Lista de Questões Curso: Ética p/ Téc. Seguro do Social 01. (FCC TRT - 1ª REGIÃO (RJ) - Analista Judiciário - Execução de Mandados) Quando se determina ao servidor público que ele exerça com zelo e dedicação as atribuições de seu cargo e atenda com presteza o público, está-se diante de: a) obrigação legal implícita, na medida em que são decorrentes da interpretação dos direitos e deveres dos servidores que constam na legislação vigente. b) deveres morais, que somente podem ser utilizados para punição disciplinar na hipótese de haver positivação da regra na unidade de classificação do servidor. c) recomendação disciplinar implícita, punível, na reiteração, com demissão. d) recomendação moral a todos os servidores públicos, não havendo possibilidade de punição disciplinar em decorrência do desatendimento, a não ser pela análise de desempenho. e) deveres legalmente expressos, de modo que o desatendimento possibilita a adoção de providências por parte da Administração pública. 02. (FCC - PMP (INSS)/2006) Tendo em vista as regras deontológicas e os deveres do servidor público federal, objeto de seu Código de Ética, é correta a afirmação de que: a) a existência de longas filas ou atrasos na prestação de serviço caracterizam mera ineficiência dos responsáveis, e especialmente do órgão público, mas não implicam em dano moral. b) toda ausência do servidor de seu local de trabalho é considerada desmoralização do serviço público e sempre conduz à desordem em relação de qualquer natureza. c) o trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão, integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. d) é dever do servidor público, entre outros, ter consciência de que seu trabalho é regido tão-somente pelos princípios estatutários constantes no regime jurídico único que se materializam na prestação do serviço público. e) a probidade e a lealdade são deveres acessórios do servidor público, que estando diante de duas opções, deverá escolher sempre a melhor e mais vantajosa para o bem individual. Prof. Aroldo Carvalho 20 de 25

21 03. (FCC - AJ TRE TO/Judiciária/2011) De acordo com o Código de Ética do Servidor Público Federal, a pena aplicável ao servidor público pela Comissão de Ética é a de: a) suspensão. b) multa. c) demissão. d) afastamento. e) censura. 04. (FCC - AJ TRE RO/Judiciária/2013) Clécio, servidor público federal encarregado da concessão de licenças, passou a atrasar injustificadamente a conclusão de seus trabalhos, utilizando, como expediente procrastinatório, a solicitação de diligências desnecessárias. De acordo com as disposições do Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, aprovado nos termos do Decreto nº 1.171/1994, a conduta do servidor: a) somente poderá ser considerada contrária à ética se configurado prejuízo à imagem da Administração ou dano moral aos usuários dos serviços públicos. b) é passível de punição com advertência, aplicada pela Comissão de Ética, podendo ser convertida em multa. c) é passível de punição com suspensão, aplicada pela Comissão de Ética, assegurada a ampla defesa. d) pode ensejar a aplicação de advertência ou desconto dos vencimentos, mediante representação dos usuários perante a Comissão de Ética. e) é passível da aplicação da pena de censura, aplicada pela Comissão de Ética e fundamentada em parecer assinado por todos os seus integrantes. 05. (CESPE - Ag Adm (MTE)/2008) A busca da gestão socialmente responsável tem exigido maior transparência das instituições, sejam públicas, sejam privadas, nas relações com seus fornecedores, funcionários e clientes. Tal atributo tem sido fundamental para a reputação das organizações, que devem explicitar à sociedade seus valores e a seu corpo funcional os padrões éticos e de conduta considerados adequados. Nesse contexto e à luz do Código de Ética Profissional do Servidor Público do Poder Executivo Federal, julgue o item seguinte. O agente público tem o dever de buscar o equilíbrio entre a legalidade e a finalidade na tentativa de proporcionar a consolidação da moralidade do ato administrativo praticado. Prof. Aroldo Carvalho 21 de 25

22 06. (CESPE - Ag Adm (MTE)/2008) A busca da gestão socialmente responsável tem exigido maior transparência das instituições, sejam públicas, sejam privadas, nas relações com seus fornecedores, funcionários e clientes. Tal atributo tem sido fundamental para a reputação das organizações, que devem explicitar à sociedade seus valores e a seu corpo funcional os padrões éticos e de conduta considerados adequados. Nesse contexto e à luz do Código de Ética Profissional do Servidor Público do Poder Executivo Federal, julgue o item seguinte. O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão, integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. 07. (CESPE - Ag Adm (MTE)/2008) A busca da gestão socialmente responsável tem exigido maior transparência das instituições, sejam públicas, sejam privadas, nas relações com seus fornecedores, funcionários e clientes. Tal atributo tem sido fundamental para a reputação das organizações, que devem explicitar à sociedade seus valores e a seu corpo funcional os padrões éticos e de conduta considerados adequados. Nesse contexto e à luz do Código de Ética Profissional do Servidor Público do Poder Executivo Federal, julgue o item seguinte. De acordo com o referido código de ética, tratar mal uma pessoa que paga seus tributos direta ou indiretamente significa causar-lhe dano moral. 08. (ESAF - AFRFB/Auditoria/2003) De acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, "a moralidade da Administração Pública não se limita à distinção entre o bem e o mal, devendo ser acrescida da idéia de que o fim é sempre o bem comum. O equilíbrio entre a legalidade e a finalidade, na conduta do servidor, é que poderá consolidar a moralidade do ato administrativo". Esse enunciado expressa: a) o sentido do princípio da legalidade na Administração Pública. b) que o estrito cumprimento da lei conduz à moralidade na Administração Pública. c) que o ato administrativo praticado de acordo com a lei não pode ser impugnado sob o aspecto da moralidade. d) que todo ato legal é também moral. e) um valor ético que deve nortear a prática dos atos administrativos. Prof. Aroldo Carvalho 22 de 25

23 09. (ESAF - AFRFB/Aduana/2002) Pelo Código de Ética do Servidor Público Federal, aprovado pelo Decreto nº 1.171, de 22 de junho de 1994, a sanção aplicada pela Comissão de Ética é de: a) multa b) advertência c) suspensão d) censura e) repreensão 10. (CESPE - AI (ABIN)/2008) Julgue o item a seguir de acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo federal. Os fatos e atos verificados na conduta do dia-a-dia do servidor em sua vida privada poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional, podendo caracterizar, inclusive, violação ao Código de Ética, o que será passível de censura. 11. (CESPE - PMP (INSS)/2010) No que se refere à ética no serviço público, julgue o item a seguir. Toda ausência injustificada do servidor ao seu local de trabalho é fator de desmoralização do serviço público. 12. (FUNRIO - AnaTA MDIC/2009) O servidor público não poderá jamais desprezar o elemento ético de sua conduta. Assim terá que decidir principalmente entre a) o oportuno e o inoportuno. b) o conveniente e o inconveniente. c) o justo e o injusto. d) o ilegal e o legal. e) o honesto e o desonesto. 13. (FUNRIO - Ag Adm (MDIC)/2009) Marque a alternativa incorreta consoante o Decreto nº 1171, de a) A função pública deve ser tida como exercício profissional, mas não se integra na vida particular de cada servidor público. Assim, os fatos e atos Prof. Aroldo Carvalho 23 de 25

24 verificados na conduta do dia-a-dia em sua vida privada não poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional. b) O servidor público não poderá jamais desprezar o elemento ético de sua conduta. Assim, não terá que decidir somente entre o legal e o ilegal, o justo e o injusto, o conveniente e o inconveniente, o oportuno e o inoportuno, mas principalmente entre o honesto e o desonesto, consoante as regras contidas no art. 37, caput, e 4, da Constituição Federal. c) A moralidade da Administração Pública não se limita à distinção entre o bem e o mal, devendo ser acrescida da ideia de que o fim é sempre o bem comum. O equilíbrio entre a legalidade e a finalidade, na conduta do servidor público, poderá consolidar a moralidade do ato administrativo. d) A remuneração do servidor público é custeada pelos tributos pagos direta ou indiretamente por todos, até por ele próprio; por isso se exige, como contrapartida, que a moralidade administrativa se integre no Direito, como elemento indissociável de sua aplicação e de sua finalidade, erigindo-se, como consequência do fator de legalidade. e) O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar, já que, como cidadão integrante da sociedade, o êxito desse trabalho pode ser considerado como seu maior patrimônio. 14. (FUNRIO - Ag Adm (MDIC)/2009) Marque a alternativa correta, nos termos do Decreto nº 1171/1994. a) A cortesia, a boa vontade, o cuidado e o tempo dedicados ao serviço público caracterizam o esforço pela disciplina e não são obrigações do servidor público. b) Causar dano a qualquer bem pertencente ao patrimônio público, deteriorando-o, por descuido ou má vontade, constitui apenas uma ofensa ao equipamento e às instalações ou ao Estado. c) Toda pessoa tem direito à verdade. O servidor não pode omiti-la ou falseála, mas poderá fazê-lo, se contrária aos interesses da própria pessoa interessada ou da Administração Pública. d) Tratar mal uma pessoa que paga seus tributos direta ou indiretamente significa causar-lhe dano moral. e) Nenhum Estado pode crescer ou estabilizar-se sobre o poder corruptivo do hábito do erro, da opressão, ou da mentira, que sempre aniquilam até mesmo a dignidade humana quanto mais a de uma Nação. Entretanto, se for para trazer lucro ao Estado, poderá. Prof. Aroldo Carvalho 24 de 25

25 5 Gabarito da Questão Curso: Ética p/ Téc. Seguro do Social 01 E 06 C 11 C 02 C 07 C 12 E 03 E 08 E 13 A 04 E 09 D 14 D 05 C 10 C 6 Referencial Bibliográfico DECRETO Nº 1.171, DE 22 DE JUNHO DE 1994 Prof. Aroldo Carvalho 25 de 25

Código de Ética Profissional do Servidor Público do IBGE CAPÍTULO I. Seção I. Das Regras Deontológicas

Código de Ética Profissional do Servidor Público do IBGE CAPÍTULO I. Seção I. Das Regras Deontológicas Código de Ética Profissional do Servidor Público do IBGE CAPÍTULO I Seção I Das Regras Deontológicas I - A dignidade, o decoro, o zelo, a eficácia, a eficiência e a consciência dos princípios morais são

Leia mais

Cidadania. Uma nova maneira de encontrar o melhor caminho DIREITOS E DEVERES! Professora: Renata Lourdes

Cidadania. Uma nova maneira de encontrar o melhor caminho DIREITOS E DEVERES! Professora: Renata Lourdes DIREITOS E DEVERES! Professora: Renata Lourdes O QUE É CIDADANIA? O que é Cidadania? Cidadania qualidade ou estado de cidadão. Cidadão indivíduo no gozo dos direitos civis e político de um estado, ou no

Leia mais

ÉTICA. Guarda Municipal 2012

ÉTICA. Guarda Municipal 2012 ÉTICA Guarda Municipal 2012 Conceito MORAL ÉTICA -Prático imediato -Restrito -Histórico -Relativo -Virtudes disposição habitual fazer o bem -Reflexão filosófica sobre a moral -Procura justificar a moral

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI N o 6.754, DE 1º DE AGOSTO DE 2006. INSTITUI O CÓDIGO DE ÉTICA FUNCIONAL DO SERVIDOR PÚBLICO CIVIL DO ESTADO DE ALAGOAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS Faço saber que o Poder Legislativo estadual

Leia mais

Art. 1 Fica aprovado o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, que com este baixa.

Art. 1 Fica aprovado o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, que com este baixa. 1/6 DECRETO Nº 1.171, DE 22 DE JUNHO DE 1994 DOU 23/06/1994 Aprova o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal. 0 PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições

Leia mais

Aula 00 Curso: Ética p/ Policial rodoviário Federal Professor: Aroldo

Aula 00 Curso: Ética p/ Policial rodoviário Federal Professor: Aroldo Aula 00 Curso: Ética p/ Policial rodoviário Federal Professor: Aroldo APRESENTAÇÃO Olá, Meu nome é Aroldo Carvalho Jr e trataremos aqui de Ética voltado para o concurso de Policial Rodoviário Federal.

Leia mais

Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas. Lei Ordinária nº 2869/2003 de 22/12/2003

Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas. Lei Ordinária nº 2869/2003 de 22/12/2003 Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas Voltar Imprimir Ver Leis Associadas Lei Ordinária nº 2869/2003 de 22/12/2003 Ementa INSTITUI o CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS E

Leia mais

Ciência do que é justo e conveniente que o homem faça, dos valores que decorrem do dever ou norma que dirige o comportamento humano.

Ciência do que é justo e conveniente que o homem faça, dos valores que decorrem do dever ou norma que dirige o comportamento humano. ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO Código de Ética do Servidor Federal Prof. Almir Morgado DEONTOLOGIA Ciência do que é justo e conveniente que o homem faça, dos valores que decorrem do dever ou norma que dirige

Leia mais

CAPÍTULO I Das Regras Gerais. Art. 1º Fica instituído O Código de Ética do Servidor Público

CAPÍTULO I Das Regras Gerais. Art. 1º Fica instituído O Código de Ética do Servidor Público PROJETO DE LEI N. 00 /2015 DISPÕE SOBRE O CÓDIGO DE ÉTICA DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Autor: Vereador Douglas Borba CAPÍTULO I Das Regras Gerais Municipal. Art. 1º Fica instituído

Leia mais

www.concursovirtual.com.br

www.concursovirtual.com.br ÉTICA / PROFESSOR: ALEXANDRE PRADO 1 - Dona Gertrudes, servidora pública federal, atua no atendimento ao público do protocolo da instituição em que trabalha, sendo a servidora mais antiga de seu setor.

Leia mais

Fazer parte do Serviço Público significa atuar com ética e responsabilidade, trabalhando com profissionalismo e dedicação em todos os aspectos.

Fazer parte do Serviço Público significa atuar com ética e responsabilidade, trabalhando com profissionalismo e dedicação em todos os aspectos. Fazer parte do Serviço Público significa atuar com ética e responsabilidade, trabalhando com profissionalismo e dedicação em todos os aspectos. A partir de agora, você é um profissional especial. Acaba

Leia mais

CURSO ON-LINE PROFESSOR: ANDERSON LUIZ

CURSO ON-LINE PROFESSOR: ANDERSON LUIZ Prezados(as) concurseiros(as), Prontos(as) para mais um simulado? Divirtam-se! QUADRO DE AVISOS: Informo o lançamento dos seguintes cursos aqui no Ponto: Direito Administrativo em Exercícios (Cesgranrio)

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO SERVIDOR DA EBC

CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO SERVIDOR DA EBC CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO SERVIDOR DA EBC APROVADO PELA RESOLUÇÃO Nº 020/2001, de 26 junho de 2001 que criou a Comissão de Ètica da Empresa CAPÍTULO I DAS REGRAS ÉTICO-PROFISSIONAIS DE CONDUTA DOS

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

INSS: Resolva as questões de ética no serviço público. Apesar de possuir poucas questões na prova, a disciplina é uma das mais relevantes no concurso

INSS: Resolva as questões de ética no serviço público. Apesar de possuir poucas questões na prova, a disciplina é uma das mais relevantes no concurso Simulado INSS: Resolva as questões de ética no serviço público Apesar de possuir poucas questões na prova, a disciplina é uma das mais relevantes no concurso Na primeira semana de dezembro, o Instituto

Leia mais

CURSOS ON-LINE ÉTICA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PROFESSOR LEANDRO CADENAS

CURSOS ON-LINE ÉTICA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PROFESSOR LEANDRO CADENAS Caros alunos Este é o conteúdo do nosso rápido curso de Ética, voltado especialmente para o concurso de AFT. Inicia no dia 09/05/2006, encerrando dia 06/06/2006, num total de 5 aulas, sempre às terças,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIMON INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE TIMON IPMT LEI MUNICIPAL Nº 1.

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIMON INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE TIMON IPMT LEI MUNICIPAL Nº 1. Dispõe sobre alteração do Código de Ética Profissional do Servidor Público do IPMT e da Comissão de Ética, no artigo 15, VII. RESOLUÇÃO N.º 001/2014, de 05 de maio de 2014. O PRESIDENTE DO INSTITUTO DE

Leia mais

cumprir as ordens superiores, à exceção das que sejam manifestamente ilegais. ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO INSS TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL BANCA CESPE

cumprir as ordens superiores, à exceção das que sejam manifestamente ilegais. ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO INSS TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL BANCA CESPE QUESTÕES DE INSS TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL BANCA CESPE 01. (CESPE 2015 MEC) Consoante o Código de Executivo Federal (Decreto nº 1.171/1994), julgue o item seguinte. 1. O servidor que tem seu nome ligado

Leia mais

Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder. Decreto no 1.171/94 Decreto 6.029/07

Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder. Decreto no 1.171/94 Decreto 6.029/07 Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal Decreto no 1.171/94 Decreto 6.029/07 Regras Deontológicas Código de Ética Dignidade, o decoro, o zelo, a eficácia e a consciência

Leia mais

Análise do Edital AFRFB 2014

Análise do Edital AFRFB 2014 Análise do Edital AFRFB 2014 Olá amigos concurseiros, Hoje (dia 10/03/2014) saiu o edital para o concurso de AUDITOR FISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL (AFRFB). Serão 278 vagas. Entretanto, já sabemos

Leia mais

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações OBJETIVO Identificar os aspectos jurídicos e éticos relacionados à Segurança da Informação e Comunicações que impliquem em responsabilidades civil,

Leia mais

AULA 01 Direitos e Deveres Fundamentais

AULA 01 Direitos e Deveres Fundamentais AULA 01 Direitos e Deveres Fundamentais Um projeto de vida começa com um sonho, grande ou pequeno, não importa! Na vida temos que ter a capacidade de sonhar, sonhar sempre, sonhar para viver! Meu nome

Leia mais

Conduta ética dos profissionais da área de saúde.

Conduta ética dos profissionais da área de saúde. CONCEITO DE ÉTICA Conduta ética dos profissionais da área de saúde. Professora Renata Lourdes. renatalourdesrh@hotmail.com Estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível de qualificação

Leia mais

POLÍCIA CIVIL DO RJ- FEC www.beabadoconcurso.com.br Todos os direitos reservados. - 1 -

POLÍCIA CIVIL DO RJ- FEC www.beabadoconcurso.com.br Todos os direitos reservados. - 1 - f POLÍCIA CIVIL DO RJ- FEC www.beabadoconcurso.com.br Todos os direitos reservados. - 1 - DIREITO ADMINISTRATIVO SÚMARIO UNIDADE 1. Direito Administrativo: conceito, fontes, princípios. Conceito de Estado,

Leia mais

REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. Ás vezes quando ouvimos falar sobre a corrupção, o que vem em mente?

REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. Ás vezes quando ouvimos falar sobre a corrupção, o que vem em mente? REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. ALUNA: KETLY LORRAINY R. DE OLIVEIRA PROFESSORA: MARIA PEREIRA DE CALDAS TEMA: CORRUPÇÃO : O QUE EU POSSO FAZER PARA COMBATE-LA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO E CONTROLE. Princípios da Administração Pública

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO E CONTROLE. Princípios da Administração Pública PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO E CONTROLE Princípios da Administração Pública PRINCÍPIOS A palavra princípio significa início, começo, origem das coisas, verdades primeiras,

Leia mais

ÉTICA P/ RECEITA FEDERAL PROFESSOR: LEANDRO CADENAS

ÉTICA P/ RECEITA FEDERAL PROFESSOR: LEANDRO CADENAS AULA 5 DICAS INICIAIS Caro concurseiro. Estudar Ética não é uma tarefa difícil. Quase todas as regras são intuitivas, coisas que trazemos do berço. O que se fez foi positivá-las, de tal forma que tudo

Leia mais

Introdução: Código de Conduta Corporativa

Introdução: Código de Conduta Corporativa Transporte Excelsior Ltda Código de Conduta Corporativa Introdução: A Transporte Excelsior através desse Código Corporativo de Conduta busca alinhar e apoiar o cumprimento de nossa Missão, Visão e Valores,

Leia mais

www.concursovirtual.com.br

www.concursovirtual.com.br Questões de ÉTICA professor Alexandre Prado 1 Empregado da CEF que quiser denunciar violação ao Código de Ética: a) poderá receber advertência. b) será protegido contra eventual represália ou discriminação

Leia mais

Evandro Guedes. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Evandro Guedes. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Evandro Guedes Graduado em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Barra Mansa (UBM). Graduado em Direito pelo Centro Universitário Geraldo di Biasi (UGB) e pela Faculdade Assis Gurgacz (FAG-PR).

Leia mais

Análise do Edital ISS Salvador 2014

Análise do Edital ISS Salvador 2014 Análise do Edital ISS Salvador 2014 Olá amigos concurseiros, É com um carinho mais que especial que divulgo que no dia 15/09/2014) saiu uma BOMBA NORDESTINA, ou seja, o concurso para Auditor Fiscal do

Leia mais

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim.

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim. INTRODUÇÃO LIVRO: ECONOMIA E SOCIEDADE DIEGO FIGUEIREDO DIAS Olá, meu caro acadêmico! Bem- vindo ao livro de Economia e Sociedade. Esse livro foi organizado especialmente para você e é por isso que eu

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA SUMÁRIO 1 ÉTICA...03 2 APRESENTAÇÃO...04 3 APLICAÇÃO...05 4 FINALIDADES...06 5 DEFINIÇÕES...07 6 CULTURA ORGANIZACIONAL...08 6.1 MISSÃO...08 6.2 VISÃO...08 6.3 VALORES...08 6.4

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS Curso de Ciências Contábeis

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS Curso de Ciências Contábeis FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS Curso de Ciências Contábeis A ÉTICA PROFISSIONAL EXERCIDA PELOS CONTADORES RESENHA LARISSA DE C. PAVÉGLIO RAQUEL F. SCHAEFER

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN 1 Introdução A EVEN conduz seus negócios de acordo com os altos padrões éticos e morais estabelecidos em seu Código de Conduta, não tolerando qualquer forma de corrupção e suborno.

Leia mais

Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA

Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA Dezembro de 2012 INTRODUÇÃO As fundações são instituições privadas sem fins lucrativos que visam contribuir para o bem comum, para o desenvolvimento

Leia mais

www.brunoklippel.com.br QUESTÕES COMENTADAS DE DIREITO DO TRABALHO PARTE 1 PRINCÍPIOS.

www.brunoklippel.com.br QUESTÕES COMENTADAS DE DIREITO DO TRABALHO PARTE 1 PRINCÍPIOS. www.brunoklippel.com.br QUESTÕES COMENTADAS DE DIREITO DO TRABALHO PARTE 1 PRINCÍPIOS. 1. MEUS CURSOS NO ESTRATÉGIA CONCURSOS: Estão disponíveis no site do Estratégia Concursos (www.estrategiaconcursos.com.br),

Leia mais

Código de Ética da FAMA

Código de Ética da FAMA Código de Ética da FAMA SEÇÃO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - O Código de Ética da FAMA fundamenta-se em princípios que formam a consciência social e que regem a conduta profissional e social íntegra,

Leia mais

ARQUITETURA E URBANISMO 1º SEMESTRE

ARQUITETURA E URBANISMO 1º SEMESTRE ARQUITETURA E URBANISMO 1º SEMESTRE AULA 04 INTRODUÇÃO AO EXERCÍCIO PROFISSIONAL DOCENTE: ROSEMARI VIEIRA BRAGANÇA ARQUITETO E URBANISTA RESPONSABILIDADES E OBRIGAÇÕES ÉTICA RESPONSABILIDADE TÉCNICA RESPONSABILIDADE

Leia mais

Vamos lá... *** a) Artigo 168: No caso de interrupção de pagamento de débito parcelado, o saldo proporcional

Vamos lá... *** a) Artigo 168: No caso de interrupção de pagamento de débito parcelado, o saldo proporcional Olá pessoal, tudo bem? Muitos estudos? Espero que sim. Vou começar a trabalhar com vocês alguns aspectos importantes da Legislação do ICMS RJ que podem ser cobrados no próximo concurso para Auditor Fiscal

Leia mais

ADVERTÊNCIA E SUSPENSÃO DISCIPLINAR

ADVERTÊNCIA E SUSPENSÃO DISCIPLINAR ADVERTÊNCIA E SUSPENSÃO DISCIPLINAR A CLT ao estabelecer em seu artigo 2º a definição de empregador, concede a este o poder e o risco da direção da atividade, controlando e disciplinando o trabalho, aplicando,

Leia mais

Decreto Nº 1.171, de 22 de junho de 1994. Aprova o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal

Decreto Nº 1.171, de 22 de junho de 1994. Aprova o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal Decreto Nº 1.171, de 22 de junho de 1994 Aprova o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art.

Leia mais

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda.

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda. Código de Ética SPL Consultoria e Informática Ltda. Introdução Segundo o dicionário Aurélio ética é o estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana suscetível de qualificação do ponto

Leia mais

Atendimento ao Público

Atendimento ao Público Aula 01 Atendimento ao Público www.concurseiro24horas.com.br 2 15 AULA INAUGURAL 1. OBSERVAÇÕES INICIAIS... 3 1.1. SOBRE O CURSO... 3 2. ATENDIMENTO AO PÚBLICO SOB O ENFOQUE DO CLIENTE-CIDADÃO... 5 3.

Leia mais

Monster. Concursos ABUSO DE AUTORIDADE

Monster. Concursos ABUSO DE AUTORIDADE Monster Concursos ABUSO DE AUTORIDADE AULÃO PM-MG 06/03/2015 ABUSO DE AUTORIDADE LEI Nº 4.898, DE 9 DE DEZEMBRO DE 1965. #AULÃO #AQUIÉMONSTER Olá Monster Guerreiro, seja bem-vindo ao nosso Aulão, como

Leia mais

REGULAMENTO DA OUVIDORIA

REGULAMENTO DA OUVIDORIA CETESC - CENTRO DE ENSINO E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA REGULAMENTO DA OUVIDORIA Campinas/SP SUMÁRIO CAPÍTULO I Da Natureza, Objetivos e Finalidade 1 CAPÍTULO II Da Vinculação Administrativa 2 CAPÍTULO

Leia mais

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Introdução 5 INTRODUÇÃO A seguir, são descritos os comportamentos e princípios gerais de atuação esperados dos Colaboradores da Endesa

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta O Código de Ética e Conduta do ESA - Externato Santo Antônio estabelece o comportamento esperado de todos aqueles que trabalham na, para e com a instituição, e tem por objetivo

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR Introdução: Aqui nesse pequeno e-book nós vamos relacionar cinco super dicas que vão deixar você bem mais perto de realizar o seu sonho

Leia mais

INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO

INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO 1 INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO CAPITULO I - DA DENOMINAÇÃO, DOS FINS, DA SEDE E DO PRAZO Art. 2º Para a consecução dos seus

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE INTERNO DO PODER LEGISLATIVO DE POCONÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O Presidente da Câmara Municipal de Poconé,

Leia mais

Olá Concursandos! Vou escolher uma dessas listadas acima para resolver.

Olá Concursandos! Vou escolher uma dessas listadas acima para resolver. Olá Concursandos! No artigo de hoje, vou tratar das taxas (taxas-serviço público, pois as taxaspoder de polícia vão ficar para outra oportunidade). É impressionante como esse ponto cai em concurso da ESAF!

Leia mais

INSS. Prof. Carlos André. Programa do Edital INSS. Das regras Deontológicas

INSS. Prof. Carlos André. Programa do Edital INSS. Das regras Deontológicas Programa do Edital INSS Código de Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal - Decreto n.º 1.171/94. Sistema de Gestão da do Poder Executivo Federal - Decreto nº 6.029/2007. Introdução

Leia mais

A ATUAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA APÓS A LEI Nº 12.527/2011 - ACESSO ÀS INFORMAÇÕES FISCAIS

A ATUAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA APÓS A LEI Nº 12.527/2011 - ACESSO ÀS INFORMAÇÕES FISCAIS A ATUAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA APÓS A LEI Nº 12.527/2011 - ACESSO ÀS INFORMAÇÕES FISCAIS DENISE LUCENA CAVALCANTE Pós-Doutora pela Universidade de Lisboa. Doutora pela PUC/SP Mestre pela UFC. Procuradora

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Referência: 12649.000865/-43 Assunto: Restrição de acesso: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Leia mais

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS Nessa unidade vou mostrar para você como escrever e-mails que geram resultados. Mas que resultados são esses? Quando você escreve um e-mail tem que saber

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL

CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL Índice CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL 3 5 6 7 INTRODUÇÃO ABRANGÊNCIA PRINCÍPIOS RELACIONAMENTOS CONSELHO DE ÉTICA SANÇÕES DISPOSIÇÕES FINAIS INTRODUÇÃO Considerando que a paz,

Leia mais

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS Desânimo total Acho que minhas forças estão indo abaixo, ando meio desmotivado!!!! Não quero desanimar, mas os fatores externos estão superando minha motivação... cobrança

Leia mais

CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES

CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES Conselho Tutelar Órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente,

Leia mais

Ética para servidores e empregados públicos

Ética para servidores e empregados públicos Ética para servidores e empregados públicos OBJETIVOS: Disseminar conceitos sobre ética pública, os princípios e normas de conduta do setor público e a estrutura de administração da ética pública. TÓPICOS

Leia mais

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES PORTARIA INSTITUCIONAL Nº 08 A Direção Geral da Faculdades SPEI, no uso das suas atribuições, ouvido o Conselho Superior e aprovado pela Mantenedora, conforme Regimento Interno, RESOLVE: Estabelecer o

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004

CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004 CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004 O Conselho Diretor Nacional (CDN) do IBEF, no uso de suas atribuições estatutárias, leva ao conhecimento dos quadros sociais das seccionais membros do IBEF Nacional

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Introdução A Eucatex, através deste Código de Ética e Conduta, coloca à disposição de seus colaboradores, fornecedores e comunidade, um guia de orientação para tomada de decisões

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 46800.003150/2013-83 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão

Leia mais

PERSONAL SHOPPER MARY KAY

PERSONAL SHOPPER MARY KAY PERSONAL SHOPPER MARY KAY O QUE É? Personal shopping é uma ocupação, na qual se ajuda alguém a fazer suas compras, dando conselhos e fazendo sugestões para os clientes. A personal shopper vai dar ao cliente

Leia mais

Comentários às questões de Administração de Recursos Materiais do INSS

Comentários às questões de Administração de Recursos Materiais do INSS Comentários às questões de Administração de Recursos Materiais do INSS Olá a todos. Seguem os comentários às questões da matéria de ARM que caíram na prova do INSS, aplicada pela banca FUNRIO. Como de

Leia mais

LANÇAMENTO PROGRAMA DE GOVERNANÇA DE ESTATAIS. Discurso do Presidente Leonardo Pereira em 02/04/2015

LANÇAMENTO PROGRAMA DE GOVERNANÇA DE ESTATAIS. Discurso do Presidente Leonardo Pereira em 02/04/2015 LANÇAMENTO PROGRAMA DE GOVERNANÇA DE ESTATAIS Discurso do Presidente Leonardo Pereira em 02/04/2015 Antes de começar, ressalto apenas que as opiniões que estarei expressando aqui hoje refletem a minha

Leia mais

O diretor da escola faz a diferença!

O diretor da escola faz a diferença! O diretor da escola faz a diferença! COMO ESTIMULAR A MOTIVAÇÃO? Encorajar a conduta ética. Incentivar o trabalho em equipe. Ser exemplo de orgulho por pertencer à escola. Relacionamentos genuínos criam

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Sérgio Carvalho Matemática Financeira Simulado 02 Questões FGV

Sérgio Carvalho Matemática Financeira Simulado 02 Questões FGV Sérgio Carvalho Matemática Financeira Simulado 02 Questões FGV Simulado 02 de Matemática Financeira Questões FGV 01. Determine o valor atual de um título descontado (desconto simples por fora) dois meses

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 001/2010

RESOLUÇÃO Nº 001/2010 RESOLUÇÃO Nº 001/2010 ALTERA O REGIMENTO INTERNO DA OUVIDORIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS. O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, no uso das atribuições conferidas pelo artigo 18, inciso XVII,

Leia mais

CURSO ON-LINE PROFESSOR: ANDERSON LUIZ. 3º Simulado de Ética na Administração Pública

CURSO ON-LINE PROFESSOR: ANDERSON LUIZ. 3º Simulado de Ética na Administração Pública Prezados(as) concurseiros(as), Espero que todos estejam bem! Divirtam-se! 3º Simulado de Ética na Administração Pública 1. (AFC/CGU/2006) Em relação aos servidores regidos pela Lei n. 8.112, de 11 de dezembro

Leia mais

ÉTICA NAS MÍDIAS SOCIAIS A internet a favor do nutricionista

ÉTICA NAS MÍDIAS SOCIAIS A internet a favor do nutricionista ÉTICA NAS MÍDIAS SOCIAIS A internet a favor do nutricionista 4º Encontro em Comemoração ao Dia do Nutricionista - Sineg Nut. Ju Tolêdo Certificada em Marketing Digital #agradecimentos Deus Sineg Equipe,

Leia mais

PROVA DE LEGISLAÇÃO Apenas as alternativas II e III são garantias contratuais admitidas para contratos com a Administração Pública.

PROVA DE LEGISLAÇÃO Apenas as alternativas II e III são garantias contratuais admitidas para contratos com a Administração Pública. PROVA DE LEGISLAÇÃO 1 São admitidas como garantias contratuais para as contratações de obras, serviços e compras efetuados pela Administração Pública: I Hipoteca de imóveis. II Seguro-garantia. III Fiança

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 Súmula: Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno Municipal, nos termos do artigo 31 da Constituição Federal e do artigo 59 da Lei Complementar n 101/2000 e cria a

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA Na defesa dos valores de integridade, da transparência, da auto-regulação e da prestação de contas, entre outros, a Fundação Casa da Música,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 16/2015

RESOLUÇÃO Nº 16/2015 RESOLUÇÃO Nº 16/2015 Dispõe sobre o acesso público de informações da Câmara Municipal de Sapiranga, regulamentando o art. 9º da Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, no âmbito do Poder Legislativo

Leia mais

CÓDIGO DE ETICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL (APROVADO A 8 DE MAIO DE 1965)

CÓDIGO DE ETICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL (APROVADO A 8 DE MAIO DE 1965) CÓDIGO DE ETICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL (APROVADO A 8 DE MAIO DE 1965) INTRODUÇÃO Considerando que: A formação da consciência profissional é fator essencial em qualquer profissão e que um Código

Leia mais

O importante é não desistir porque existem bons certames em vista, a exemplo do próximo concurso da Polícia Federal.

O importante é não desistir porque existem bons certames em vista, a exemplo do próximo concurso da Polícia Federal. QUESTÕES DE CONCURSOS Colega estudante! Colegas Concursandos e candidatos ao TCU e STF! Desejo-lhes uma mente ILUMINADA na hora das provas e que a sorte lhe acompanhe em todas as fases desse concurso.

Leia mais

AMAJUM. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

AMAJUM. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Produção: Ação conjunta: Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso Parceiro:

Leia mais

Código de Ética da Psicopedagogia

Código de Ética da Psicopedagogia Código de Ética da Psicopedagogia O Código de Ética tem o propósito de estabelecer parâmetros e orientar os profissionais da Psicopedagogia brasileira quanto aos princípios, normas e valores ponderados

Leia mais

MANUAL DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO

MANUAL DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE ALOCAÇÃO E AVALIAÇÃO MANUAL DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO APRESENTAÇÃO Este manual é

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COMISSÃO DE ÉTICA DO CEFET/RJ REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I. Competências

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COMISSÃO DE ÉTICA DO CEFET/RJ REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I. Competências MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA COMISSÃO DE ÉTICA DO CEFET/RJ REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I Competências Art. 1º - Compete à Comissão de Ética, no âmbito

Leia mais

1» A revolução educacional e a educação em valores 11

1» A revolução educacional e a educação em valores 11 Sumário Introdução 9 1» A revolução educacional e a educação em valores 11 Introdução 12 As causas da revolução educacional 12 O triplo desafio pedagógico 14 Da transmissão à educação 15 O que pretende

Leia mais

PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90.

PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90. 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90. Readaptação envolve a troca de cargo, sem concurso

Leia mais

1.4. Seu conteúdo e aprovação são de responsabilidade da Comissão de Certificação de Correspondentes do Instituto Totum.

1.4. Seu conteúdo e aprovação são de responsabilidade da Comissão de Certificação de Correspondentes do Instituto Totum. 1. 1.1. O referente à Certificação de Correspondentes no País Modalidade Transacional (chamado a partir de agora de ), tem por base a legislação que rege a atuação dos correspondentes no País, pela atuação

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DA DIRETORIA A todos os dirigentes e empregados A Companhia de Seguros Aliança do Brasil acredita no Respeito aos princípios éticos e à transparência de conduta com as

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA SUMÁRIO APRESENTAÇÃO COLABORADORES Princípios éticos funcionais Emprego e Ambiente de trabalho Conflito de interesses Segredos e informações comerciais SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

Leia mais

RETA FINAL INSS. Técnico do Seguro Social l Analista do Serviço Social. Aula 01 ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO. Professor: Tiago Zanolla

RETA FINAL INSS. Técnico do Seguro Social l Analista do Serviço Social. Aula 01 ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO. Professor: Tiago Zanolla RETA FINAL INSS Técnico do Seguro Social l Analista do Serviço Social ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO Professor: Tiago Zanolla Aula 01 AULA INAUGURAL 1. OBSERVAÇÕES INICIAIS... 3 1.1. PROFESSOR... 3 1.2. CONHECENDO

Leia mais

MANUAL DO COLABORADOR

MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR 2 SUMÁRIO 1. Apresentação ---------------------------------------------------------- 3 2. Histórico da empresa ----------------------------------------------- 4 3. Serviços prestados

Leia mais

Ato Normativo nº. 473-CPJ, de 27 de julho de 2006. (pt. nº. 3.556/06)

Ato Normativo nº. 473-CPJ, de 27 de julho de 2006. (pt. nº. 3.556/06) Ato Normativo nº. 473-CPJ, de 27 de julho de 2006 (pt. nº. 3.556/06) Constitui, na comarca da Capital, o Grupo de Atuação Especial de Inclusão Social, e dá providências correlatas. O Colégio de Procuradores

Leia mais

Associação Brasileira de Ouvidores/Ombudsman - Seção RJ - www.aborjouvidores.org.br

Associação Brasileira de Ouvidores/Ombudsman - Seção RJ - www.aborjouvidores.org.br Associação Brasileira de Ouvidores/Ombudsman - Seção RJ - www.aborjouvidores.org.br ÉTICA: A RESPONSABILIDADE SOCIAL DO OUVIDOR/OMBUDSMAN Rui Maldonado ABO/RJ aborj_ouvidores@yahoo.com.br Empresa Cidadã:

Leia mais

Preencha a ficha de cadastro no final deste livro e receba gratuitamente informações sobre os lançamentos e as promoções da Elsevier.

Preencha a ficha de cadastro no final deste livro e receba gratuitamente informações sobre os lançamentos e as promoções da Elsevier. Lei_Resp_Fiscal_Book.indb i 04/05/2012 15:51:48 Preencha a ficha de cadastro no final deste livro e receba gratuitamente informações sobre os lançamentos e as promoções da Elsevier. Consulte também nosso

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

1. QUAL O VALOR MÁXIMO DE MULTA A SER COBRADO NO PAGAMENTO DE CONTAS EM ATRASO?

1. QUAL O VALOR MÁXIMO DE MULTA A SER COBRADO NO PAGAMENTO DE CONTAS EM ATRASO? 1. QUAL O VALOR MÁXIMO DE MULTA A SER COBRADO NO PAGAMENTO DE CONTAS EM ATRASO? Depende de cada caso. De acordo com o art. 52, 1, do CDC - Código de Defesa do Consumidor, quando o fornecimento de produtos

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PROFISSIONAIS LIBERAIS, REPRESENTANTES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS ABRAPRE ABRE BRASIL CNPJ

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PROFISSIONAIS LIBERAIS, REPRESENTANTES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS ABRAPRE ABRE BRASIL CNPJ REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PROFISSIONAIS LIBERAIS, REPRESENTANTES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS ABRAPRE ABRE BRASIL CNPJ nº 13.649.902/0001-03 DA ASSOCIAÇÃO Artigo 1º - A Associação Brasileira

Leia mais