Porto de carvão de Nacala, Moçambique. Performance da Vale no 3T16

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Porto de carvão de Nacala, Moçambique. Performance da Vale no 3T16"

Transcrição

1 0 Porto de carvão de Nacala, Moçambique Performance da Vale no Rio de Janeiro, 27 de outubro de 206

2 Disclaimer Essa apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas em expectativas futuras, envolvem vários riscos e incertezas. A Vale não pode garantir que tais declarações venham a ser corretas. Tais riscos e incertezas incluem fatores relacionados a: (a) países onde temos operações, principalmente Brasil e Canadá, (b) economia global, (c) mercado de capitais, (d) negócio de minérios e metais e sua dependência à produção industrial global, que é cíclica por natureza, e (e) elevado grau de competição global nos mercados onde a Vale opera. Para obter informações adicionais sobre fatores que possam originar resultados diferentes daqueles estimados pela Vale, favor consultar os relatórios arquivados na Comissão de Valores Mobiliários CVM, na U.S. Securities and Exchange Commission SEC, e na Autorité des Marchés Financiers (AMF) em particular os fatores discutidos nas seções Estimativas e projeções e Fatores de risco no Relatório Anual - Form 20F da Vale.

3 2 CONTEÚDO DO DOCUMENTO Desempenho operacional Desempenho financeiro Investimentos Estrutura de capital

4 3 CONTEÚDO DO DOCUMENTO Desempenho operacional Desempenho financeiro Investimentos Estrutura de capital

5 4 VOLUMES DE PRODUÇÃO Minério de ferro Pelotas 2 Níquel Cobre 3 Ouro Carvão Rocha Fosfática Mt Mt Kt Kt '000 oz Mt Mt 3T4 88,7,4 72, 04,8 84,0 2,3 2,2 4T4 86,3,6 73,6 05,4 93,6 2,3 2,2 T5 77,4,4 69,2 07,2 02,7,7 2,0 2T5 89,3 2,2 67, 04,9 00,0 2,0 2, 3T5 90,7 2,2 7,6 99,3 00,0 2,,9 4T5 88,4 0,4 82,7 2,5 7,0,6 2, T6 77,5,5 73,5,9 8,0,7,6 2T6 86,8 0,0 78,5 07,4 09,0,5,8 92, 2, 76,0,4 8,0 2,3 2, Inclui finos de minério de ferro, granulados, ROM, feed de minério de ferro para as plantas de pelotização da Vale e compras de minério de terceiros. Exclui a produção atribuível à Samarco. 2 Exclui a produção atribuível à Samarco. 3 Inclui a produção atribuível à Lubambe.

6 5 VOLUMES DE PRODUÇÃO ANO CONTRA ANO Minério de ferro Pelotas 2 Níquel Cobre 3 Ouro Mt Mt Kt Kt '000 oz,5% -,0% 6,% 2,2% 8,0% 90,7 92, 2,2 2, 7,6 76,0 99,3,4 8,0 00,0 3T5 3T5 3T5 3T5 3T5 Inclui finos de minério de ferro, granulados, ROM, feed de minério de ferro para as plantas de pelotização da Vale e compras de minério de terceiros. Exclui a produção atribuível à Samarco. 2 Exclui a produção atribuível à Samarco e inclui compras de minério de ferro de terceiros. 3 Inclui a produção atribuível à Lubambe.

7 6 VOLUMES DE VENDAS Minério de Ferro Pelotas Níquel Cobre 2 Ouro Carvão Rocha Fosfática Mt Mt Kt Kt '000 oz Mt Mt 3T4 66,6,5 7,0 97,5 06,9 2, 0,7 4T4 78,2 2,7 69,0 95,2 96,5 2, 0,9 T5 62,3,3 68,0 97,0 96,9,6 0,7 2T5 7,4 2,2 67,0 97,5 09,,7 0,9 3T5 74, 2,0 72,0 94,4 04,5,7 0,8 4T5 80,8 0,8 84,0 08,0 4,0,6 0,8 T6 63,3, 74,0 0,0 5,0 2,7 0,7 2T6 73,,4 77,0 07,0 22,0 2,8 0,7 74,6 2,0 77,0 07,0 29,0 2,4 0,9 O valor do inclui 74,2 Mt de minério de ferro excluindo ROM e 0,4 Mt de ROM. Exclui a produção atribuível à Samarco. 2 Exclui a produção atribuível à Lubambe.

8 7 VOLUMES DE VENDAS ANO CONTRA ANO Minério de ferro Pelotas Níquel Cobre 2 Ouro Mt Mt Kt Kt 000 oz 0,7% 0,3% 6,9% 3,3% 23,4% 74, 74,6 2,0 2,0 72,0 77,0 94,4 07,0 29,0 04,5 3T5 3T5 3T5 3T5 3T5 O valor do inclui 74,2 Mt de minério de ferro excluindo ROM e 0,4 Mt de ROM. Exclui a produção atribuível à Samarco. 2 Exclui a produção atribuível à Lubambe.

9 8 CONTEÚDO DO DOCUMENTO Desempenho operacional Desempenho financeiro Investimentos Estrutura de capital

10 9 EBITDA AJUSTADO US$ bilhões Margem EBITDA ajustado (%) Preço médio Platts IODEX do minério de ferro (US$/t) 33, 24, 25,7 3,8 28,8 23,6 35, 36,0 4,3 90,2 74,3 62,4 58,4 54,9 46,7 48,3 55,7 58,6 3,0 3,0 2,2,6 2,2,9,4 2,0 2,4 3T4 4T4 T5 2T5 3T5 4T5 T6 2T6 EBITDA ajustado exclui efeitos não recorrentes.

11 0 EBITDA AJUSTADO POR SEGMENTO DE NEGÓCIOS US$ milhões 2T6 3T5 Minério de Ferro Carvão (7) (0) (29) Metais Básicos 2, Fertilizantes Outros (22) (5) (38) Total EBITDA ajustado exclui efeitos não recorrentes. 2 Inclui cobre e os outros subprodutos das operações de níquel e cobre. 3 Inclui US$ 50 milhões da transação de goldstream.

12 EVOLUÇÃO DOS CUSTOS E DESPESAS Custos US$ milhões Despesas,2 US$ milhões -2,9% -47,9% T5 2T6 3T5 2T6 3 Líquido de depreciação e amortização. 2 Inclui SG&A, P&D, despesas pré-operacionais e de parada e outras despesas. Não inclui ganhos/perdas com venda de ativos. 3 Inclui US$ 50 milhões da transação de goldstream

13 2 EVOLUÇÃO DAS DESPESAS US$ milhões Depreciação SG&A Despesas pré-operacionais e de parada T5 2T6 3T5 2T6 P&D Outras despesas T5 2T6 3T5 2T6 Inclui US$ 50 milhões da transação de goldstream

14 3 EVOLUÇÃO DO CUSTO CAIXA C DE FINOS DE MINÉRIO R$/t -22,7% -0,0% 54,6 50,0 46,9 47,0 47,5 46, 42,2 T5 2T5 3T5 4T5 T6 2T6 Os valores de 205 foram ajustados aos novos critérios de alocação, conforme reportado no 4T5, e incluem custos de aquisição de minério de terceiros.

15 4 EVOLUÇÃO DO CUSTO CAIXA, FRETE E DESPESAS DOS FINOS DE MINÉRIO DE FERRO US$/t Custo Caixa C FOB Porto Frete Despesas 2 & Royalties -,5% -26,8% -8,6% 3,2 3,2 3,0 6,4,8 2,0 3,5 4,0 3,2 3T5 2T6 3T5 3 2T6 3T5 2T6 Ex-ROM. Exclui royalties. Todos os números foram ajustados de acordo com as novas mudanças de alocação na contabilidade gerencial, como descrito no 4T5, e incluem custos de aquisição de minério de terceiros. 2 Líquido de depreciação. 3 Exclui o bunker oil hedge.

16 5 EVOLUÇÃO DOS INVESTIMENTOS CORRENTES DE MINÉRIO DE FERRO US$/dmt 2,3 Últimos doze meses 2,7 2, 2,9,8 2,5 3T5 4T5 T6 2T6

17 6 BREAKEVEN DE FINOS DE MINÉRIO DE FERRO E PELOTAS ENTREGUE NA CHINA US$/t 3,2 0,4 2,5,5 29,6,3 28,3 2,5 30,8 2,0 3,0 Custo Caixa C¹ Frete Royalties & despesas Distribuição Umidade Qualidade Total finos de minéro de ferro Ajuste de pelotas EBITDA Breakeven (finos e pelotas) Investimentos correntes Breakeven do caixa de minério de ferro e pelotas Custo entregue na China Ex-ROM.

18 7 REALIZAÇÃO DE PREÇOS MINÉRIO DE FERRO US$/t, + 0,7 US$/t,6 0,4 58,6,3 0,2 0,8,2 59,3 3,8 4,6 50,9 Média do Platts (dmt) Qualidade Prêmio/Desconto e condições comerciais Preços provisórios no trimestre anterior¹ Preços defasados Corrente Preços provisórios no trimestre corrente² Preço CFR (dmt) Ajuste das vendas FOB Umidade Preço da Vale CFR/FOB (wmt)³ Impacto dos ajustes dos sistemas de preços O ajuste é resultado dos preços provisórios registrados no 2T6 em US$/t 52,7. 2 Diferença entre a média ponderada dos preços provisórios registrados no final do de US$ 54,4/t baseados na curva futura e a média do IODEX de US$ 58,6/t referente ao. 3 Preço líquido de taxas.

19 8 SISTEMAS DE PRECIFICAÇÃO DO MINÉRIO DE FERRO Distribuição do sistema de preços Impacto do mecanismo de preços % US$ / t Defasados Corrente Provisórios trimestre anterior 2T6 Defasados 2T6 Provisórios 2,0,6 34% 28% -,2-0,4 Corrente Provisórios trimestre corrente 52% 6% 2T6 2T6 4% % -0,6-0,8 -,0 -,2 2T6

20 9 VARIAÇÃO DO EBITDA DE MINERAIS FERROSOS US$ milhões, x 3T5 US$ 508M EBITDA 3T5 Preço Câmbio Bunker Oil Iniciativas comerciais Volume Frete Iniciativas de Vendas CFR redução de custos Outros EBITDA

21 20 CONTEÚDO DO DOCUMENTO Desempenho operacional Desempenho financeiro Investimentos Estrutura de capital

22 2 EVOLUÇÃO DOS INVESTIMENTOS US$ milhões Correntes Execução de Projetos -33,% T5 2T6

23 22 INVESTIMENTOS EM SD SD Mina e Planta Planta e pátios Logística SD Ramal ferroviário O projeto SD, incluindo mina, usina e logística associada CLN SD, alcançou 83% de avanço físico consolidado no, sendo composto por 95% de avanço físico na mina e 74% na logística.

24 23 INDICADORES DE PROGRESSO DOS PROJETOS Projeto Capacidade Mtpy Data de start-up estimada Capex realizado US$ milhões 206 Total Capex estimado US$ milhões 206 Total Avanço físico Carajás Serra Sul SD 90 2S , , % CLN SD 230 (80) S4 até S ,48,54 7, % - Capacidade líquida adicional. 2 - Capex original orçado de US$ 8,089 bilhões. 3 - Capex original orçado de US$,582 bilhões.

25 24 CONTEÚDO DO DOCUMENTO Desempenho operacional Desempenho financeiro Investimentos Estrutura de capital

26 25 POSIÇÃO DA DÍVIDA US$ milhões Posição de caixa em 30 de setembro de 206 Dívida Bruta Dívida Líquida T5 2T6 3T5 2T6

27 26 INDICADORES FINANCEIROS Índice de Cobertura de Juros Índice de Dívida Líquida / LTM 2 EBITDA 4,8 4,5 5,0 3, 3,6 2,9 3T5 2T6 3T5 2T6 Prazo - anos Custo da Dívida - % 8,3 7,6 7,7 4,37 4,23 4,34 3T5 2T6 3T5 2T6 Ex-Refis 2 LTM Últimos doze meses (last twelve months). Excluindo itens não recorrentes.

28 27 FLUXO DE CAIXA LIVRE US$ milhões Caixa gerado pelas operações Juros de Impostos empréstimos de renda & Refis Derivativos Investimentos Dividendos recebidos/ pagos, líquido ¹ Venda/ aquisição de ativos e investimentos, líquida ² Outros ³ Fluxo de Caixa 4 Livre Adição/ pagamentos de empréstimos, líquido Dividendos pagos aos acionistas Aumento no caixa & equivalente de caixa Dividendos e juros sobre capital próprio recebidos de coligadas e joint ventures e pagos aos acionistas não controladores, inclusive dividendos pagos relativos a MBR (US$ 27 milhões). 2 Inclui os recursos provenientes da operação de goldstream de US$ 276 milhões relativos à venda de direitos minerários. 3 Inclui transações com acionistas não controladores. 4 Fluxo de caixa antes de adições/pagamentos de dívida e distribuição de dividendos.

29 28 DESEMPENHO DAS AÇÕES DA VALE EM RELAÇÃO AOS COMPETIDORES Índice, 0/0/206 = 00 Recuperação de preços desde 0 de Janeiro/ Vale US Competidor Competidor % 50 36% 8% jan-6 fev-6 mar-6 abr-6 mai-6 jun-6 jul-6 ago-6 set-6 Preços das ações até 30 de setembro de 206. Fonte: Bloomberg.

30 29

Performance da Vale em 2015

Performance da Vale em 2015 0 Performance da Vale em 2015 25 de Fevereiro de 2016 1 Disclaimer Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações,

Leia mais

Desempenho da Vale em 2016

Desempenho da Vale em 2016 Ricardo Teles / Agência Vale Desempenho da Vale em 2016 Rio de Janeiro, 23 de fevereiro de 2017 1 Agenda 2 Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou

Leia mais

Ricardo Teles / Agência Vale. Desempenho da Vale no 2T17

Ricardo Teles / Agência Vale. Desempenho da Vale no 2T17 Ricardo Teles / Agência Vale Desempenho da Vale no 2T17 Rio de Janeiro, 27 de julho de 2017 1 Agenda 2 Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados

Leia mais

Cumprindo o prometido. 13 de setembro de 2013 Marcio Loures Penna

Cumprindo o prometido. 13 de setembro de 2013 Marcio Loures Penna Cumprindo o prometido 13 de setembro de 2013 Marcio Loures Penna Disclaimer 2 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as

Leia mais

Vale: foco em alocação de capitais e custos

Vale: foco em alocação de capitais e custos Vale: foco em alocação de capitais e custos Fabio Schvartsman Itaú 9th Annual Itaú BBA LatAm Commodities Conference 1 São Paulo, 27 de Setembro de 2017 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem

Leia mais

O futuro é agora. Luciano Siani Pires, Vale CFO Bradesco 3 rd Brazil Investment Forum São Paulo, 06 de Abril de 2016

O futuro é agora. Luciano Siani Pires, Vale CFO Bradesco 3 rd Brazil Investment Forum São Paulo, 06 de Abril de 2016 0 O futuro é agora Luciano Siani Pires, Vale CFO Bradesco 3 rd Brazil Investment Forum São Paulo, 06 de Abril de 06 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos

Leia mais

Vale: uma visão de futuro

Vale: uma visão de futuro Ricardo Teles / Agência Vale Vale: uma visão de futuro Fabio Schvartsman Citi 9th Annual Brazil Equity Conference São 1 Paulo, 28 de junho de 2017 Agenda 2 Esta apresentação pode incluir declarações que

Leia mais

A Vale e o contexto da indústria de mineração mundial

A Vale e o contexto da indústria de mineração mundial 0 A Vale e o contexto da indústria de mineração mundial Rogério Nogueira, Diretor de Relações com Investidores APIMEC - RJ Rio de Janeiro, 3 de fevereiro, 2015 Esse comunicado pode incluir declarações

Leia mais

S11D Plant, PA, Brazil. O futuro é agora. 8th Annual Itaú BBA LatAm Commodities Conference Murilo Ferreira, CEO São Paulo, 28 de setembro de 2016

S11D Plant, PA, Brazil. O futuro é agora. 8th Annual Itaú BBA LatAm Commodities Conference Murilo Ferreira, CEO São Paulo, 28 de setembro de 2016 SD Plant, PA, Brazil O futuro é agora 8th Annual Itaú BBA LatAm Commodities Conference Murilo Ferreira, CEO São Paulo, 8 de setembro de 06 Essa apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas

Leia mais

Custos: uma imp Custos: uma im ortante alavanca para melhorar o desempenho 25 de abril de 2013

Custos: uma imp Custos: uma im ortante alavanca para melhorar o desempenho 25 de abril de 2013 Custos: uma importante alavanca para melhorar o desempenho Desempenho no 1T13 25 de abril de 2013 Disclaimer 2 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos

Leia mais

7 de novembro de 2013

7 de novembro de 2013 Melhoria contínua Desempenho no 3T13 7 de novembro de 2013 Disclaimer 2 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações,

Leia mais

Remodelando a Vale: uma empresa mais enxuta e competitiva

Remodelando a Vale: uma empresa mais enxuta e competitiva 0 Remodelando a Vale: uma empresa mais enxuta e competitiva Murilo Ferreira, CEO Bank of America Merrill Lynch Global Metals, Mining & Steel Conference Barcelona, 16 de maio de 2017 Esse comunicado pode

Leia mais

Apimec Belo Horizonte. Rogério Nogueira Vale S.A. 09 de agosto de 2016

Apimec Belo Horizonte. Rogério Nogueira Vale S.A. 09 de agosto de 2016 0 Apimec Belo Horizonte Rogério Nogueira Vale S.A. 09 de agosto de 2016 Esse documento pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações,

Leia mais

Vale vai a BM&F Bovespa Agosto, Luciano Siani Vale CFO

Vale vai a BM&F Bovespa Agosto, Luciano Siani Vale CFO 0 Vale vai a BM&F Bovespa Agosto, 2015 Luciano Siani Vale CFO Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações, quando

Leia mais

Desempenho da Vale no 3T16

Desempenho da Vale no 3T16 Porto de Carvão de Nacala, Moçambique Desempenho da Vale no 3T16 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8

Leia mais

Desempenho da Vale no 3T16

Desempenho da Vale no 3T16 Porto de Carvão de Nacala, Moçambique Desempenho da Vale no 3T16 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8

Leia mais

Vale vai a BM&F Bovespa

Vale vai a BM&F Bovespa 0 Porto de Tubarão, ES, Brasil Vale vai a BM&F Bovespa André Figueiredo 25 de agosto de 206 Esse documento pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros.

Leia mais

Desempenho da Vale no 1T17. Ricardo Teles / Agência Vale

Desempenho da Vale no 1T17. Ricardo Teles / Agência Vale Desempenho da Vale no 1T17 Ricardo Teles / Agência Vale www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8

Leia mais

Apimec São Paulo. Rogério Nogueira Vale S.A. 16 de junho de 2016

Apimec São Paulo. Rogério Nogueira Vale S.A. 16 de junho de 2016 0 Apimec São Paulo Rogério Nogueira Vale S.A. 16 de junho de 2016 Esse documento pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações,

Leia mais

Estratégia da Vale na área de mineração. Luciano Siani CFO 16 de abril de 2015

Estratégia da Vale na área de mineração. Luciano Siani CFO 16 de abril de 2015 1 Estratégia da Vale na área de mineração Luciano Siani CFO 16 de abril de 2015 2 DISCLAIMER Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros.

Leia mais

A CAMINHO DE UMA NOVA E MELHOR GOVERNANÇA. Julho de 2017

A CAMINHO DE UMA NOVA E MELHOR GOVERNANÇA. Julho de 2017 A CAMINHO DE UMA NOVA E MELHOR GOVERNANÇA Julho de 2017 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações, quando baseadas

Leia mais

VALE: ORÇAMENTO DE INVESTIMENTOS E P&D DE US$ 14,8 BILHÕES PARA 2014

VALE: ORÇAMENTO DE INVESTIMENTOS E P&D DE US$ 14,8 BILHÕES PARA 2014 CAPEX 2014 VALE: ORÇAMENTO DE INVESTIMENTOS E P&D DE US$ 14,8 BILHÕES PARA 2014 Rio de Janeiro, 2 de dezembro de 2013 Vale S.A. (Vale) informa que seu Conselho de Administração aprovou o orçamento de investimentos

Leia mais

Ricardo Teles / Agência Vale DESEMPENHO DA VALE EM Relatório da Administração 1

Ricardo Teles / Agência Vale DESEMPENHO DA VALE EM Relatório da Administração 1 Ricardo Teles / Agência Vale DESEMPENHO DA VALE EM 2016 Relatório da Administração 1 Desempenho da Vale em 2016 Rio de Janeiro, 23 de fevereiro de 2017 A Vale S.A. (Vale) registrou forte desempenho econômico-financeiro

Leia mais

Desempenho da Vale no 1T17

Desempenho da Vale no 1T17 Desempenho da Vale no 1T17 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8 Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.theirapp.valeport

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE NO 2T16

DESEMPENHO DA VALE NO 2T16 Porto de Tubarão, ES, Brasil DESEMPENHO DA VALE NO 2T16 1 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8

Leia mais

Desempenho da Vale em Ricardo Teles / Agência Vale

Desempenho da Vale em Ricardo Teles / Agência Vale Desempenho da Vale em 2016 Ricardo Teles / Agência Vale www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE NO 2T16

DESEMPENHO DA VALE NO 2T16 Porto de Tubarão, ES, Brasil DESEMPENHO DA VALE NO 2T16 1 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8

Leia mais

IFRS 1T15 DESEMPENHO DA VALE NO 1T15. WorldReginfo - 069f9405-f55c-4cd d92e58

IFRS 1T15 DESEMPENHO DA VALE NO 1T15. WorldReginfo - 069f9405-f55c-4cd d92e58 DESEMPENHO DA VALE NO ENDIVIDAMENTO ESTÁVEL BASEADO EM MENORES CUSTOS E DISCIPLINA NA GESTÃO DE CAPITAL E PORTFÓLIO BM&F BOVESPA: VALE3, VALE5 NYSE: VALE, VALE.P HKEx: 6210, 6230 EURONEXT PARIS: VALE3,

Leia mais

Ricardo Teles / Agência Vale

Ricardo Teles / Agência Vale Ricardo Teles / Agência Vale Desempenho da Vale em 2016 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8

Leia mais

Ouvidoria Vale. Outubro, 2014

Ouvidoria Vale. Outubro, 2014 Ouvidoria Vale Outubro, 2014 Ressalva Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas em expectativas

Leia mais

XVII Analyst & Investor Tour Novos caminhos para a mineração

XVII Analyst & Investor Tour Novos caminhos para a mineração XVII Analyst & Investor Tour Novos caminhos para a mineração Setembro 2017 1 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações

Leia mais

Crescendo e Criando Valor

Crescendo e Criando Valor Companhia Vale do Rio Doce Crescendo e Criando Valor ANIMEC São Paulo 22 de Junho de 2004 1 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE NO 3T15

DESEMPENHO DA VALE NO 3T15 DESEMPENHO DA VALE NO 3T15 1 www.vale.com rio@vale.com Tel.: (55 21) 3814-4540 Departamento de Relações com Investidores Rogério T. Nogueira André Figueiredo Carla Albano Miller Fernando Mascarenhas Andrea

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE EM 2015

DESEMPENHO DA VALE EM 2015 DESEMPENHO DA VALE EM 2015 1 Desempenho da Vale em 2015 Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 2016 A Vale S.A. (Vale) teve o seu desempenho econômico-financeiro fortemente impactado pela queda dos preços

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE NO 1T16

DESEMPENHO DA VALE NO 1T16 DESEMPENHO DA VALE NO 1T16 www.vale.com rio@vale.com Tel.: (55 21) 3485-3900 Departamento de Relações com Investidores Rogério T. Nogueira André Figueiredo Carla Albano Miller Fernando Mascarenhas Andrea

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

Ricardo Teles/Vale. Desempenho da Vale no 2T17

Ricardo Teles/Vale. Desempenho da Vale no 2T17 Ricardo Teles/Vale Desempenho da Vale no 2T17 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8 Android:

Leia mais

Demanda da Vale por Materiais Resistentes a Desgaste

Demanda da Vale por Materiais Resistentes a Desgaste Demanda da Vale por Materiais Resistentes a Desgaste Ressalva Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T16

Teleconferência de Resultados 2T16 Teleconferência de Resultados 2T16 1 2 Destaques Receita Líquida de R$100,0 milhões no 6M16. Lucro Líquido de R$45,8 milhões no 6M16. EBITDA Ajustado de R$18,3 milhões no 6M16. Fornecimento de 1,0 milhão

Leia mais

Murilo Ferreira Diretor-Presidente

Murilo Ferreira Diretor-Presidente A volta do líder isclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas em expectativas futuras,

Leia mais

XVI Analyst & Investor Tour O retorno do líder

XVI Analyst & Investor Tour O retorno do líder XVI Analyst & Investor Tour O retorno do líder Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas em

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T18

Teleconferência de Resultados 1T18 Teleconferência de Resultados 1T18 1 2 Destaques R$ 98,9 milhões Receita Líquida R$ 20,1 milhões Lucro Líquido R$ 33,7 milhões Ebitda Ajustado Distribuição de R$ 12,9 milhões em dividendos ou R$ 0,24 por

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE NO 1T16

DESEMPENHO DA VALE NO 1T16 DESEMPENHO DA VALE NO 1T16 1 www.vale.com rio@vale.com Tel.: (55 21) 3485-3900 Departamento de Relações com Investidores Rogério T. Nogueira André Figueiredo Carla Albano Miller Fernando Mascarenhas Andrea

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T17

Apresentação de Resultados 1T17 Apresentação de Resultados 1T17 11 de maio de 2017 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Mills Estruturas e Serviços de Engenharia S/A (

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE NO 4T15

DESEMPENHO DA VALE NO 4T15 DESEMPENHO DA VALE NO 4T15 1 www.vale.com rio@vale.com Tel.: (55 21) 3814-4540 Departamento de Relações com Investidores Rogério T. Nogueira André Figueiredo Carla Albano Miller Fernando Mascarenhas Andrea

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO BALANÇA COMERCIAL 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES 50.000 44.703 46.457 45.166 40.000 30.000 24.794

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO 60,000 50,000 47,284 47,842 44,703 46,457 40,032 37,841 40,000 33,641

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO 60,000 50,000 47,284 47,842 44,703 46,457 40,032 37,841 40,000 33,641 BALANÇA COMERCIAL 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES 60,000 50,000 24,794 33,641 44,703 46,457 40,032

Leia mais

Ricardo Teles/Vale. Desempenho da Vale no 3T17

Ricardo Teles/Vale. Desempenho da Vale no 3T17 Ricardo Teles/Vale Desempenho da Vale no 3T17 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8 Android:

Leia mais

Uma fase de extraordinário crescimento. Rio de Janeiro 05 de março de

Uma fase de extraordinário crescimento. Rio de Janeiro 05 de março de Uma fase de extraordinário crescimento Rio de Janeiro 05 de março de 2008 1 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos

Leia mais

IFRS em R$ 1T15 DESEMPENHO DA VALE NO 1T15

IFRS em R$ 1T15 DESEMPENHO DA VALE NO 1T15 DESEMPENHO DA VALE NO ENDIVIDAMENTO ESTÁVEL BASEADO EM MENORES CUSTOS E DISCIPLINA NA GESTÃO DO CAPITAL E PORTFÓLIO BM&F BOVESPA: VALE3, VALE5 NYSE: VALE, VALE.P HKEx: 6210, 6230 EURONEXT PARIS: VALE3,

Leia mais

MENSAGEM DA PRESIDÊNCIA

MENSAGEM DA PRESIDÊNCIA A Vale S.A. (Vale) teve o seu desempenho econômico-financeiro em 2015 fortemente impactado pela queda dos preços das commodities, em razão, principalmente, da desaceleração do crescimento da economia chinesa.

Leia mais

Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de junho de 2017

Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de junho de 2017 Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de junho de 2017 BRGAAP em R$ Demonstrações Financeiras Intermediárias Vale S.A. Conteúdo Página Relatório sobre a revisão de informações trimestrais - ITR 3

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15

Teleconferência de Resultados 2T15 Teleconferência de Resultados 2T15 Destaques Encerramento do 5º ano de fornecimento de cana-de-açúcar, entregando 724 mil toneladas. Área total plantada de 78.044 hectares. Construção de um silo na Bahia,

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T17

Teleconferência de Resultados 1T17 Teleconferência de Resultados 1T17 André B. Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Harley Lorentz Scardoelli Vice-Presidente Executivo de Finanças (CFO) A joint venture Gerdau Summit inicia operações

Leia mais

A Volta do Líder. APIMEC Rio de Janeiro André Figueiredo, Diretor de Relações com Investidores Rio de Janeiro, 2 de fevereiro de 2017

A Volta do Líder. APIMEC Rio de Janeiro André Figueiredo, Diretor de Relações com Investidores Rio de Janeiro, 2 de fevereiro de 2017 1 A Volta do Líder APIMEC Rio de Janeiro André Figueiredo, Diretor de Relações com Investidores Rio de Janeiro, 2 de fevereiro de 2017 2isclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem

Leia mais

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES SETOR EXTERNO BALANÇA COMERCIAL out/02 jan/03 abr/03 jul/03 out/03 jan/04 abr/04 jul/04 out/04 jan/05 abr/05 jul/05 out/05 jan/06 abr/06 jul/06 out/06 jan/07 abr/07 jul/07 out/07 jan/08 abr/08 jul/08 out/08

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T12

Apresentação de Resultados 3T12 Apresentação de Resultados 3T2 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 9M16 Novembro, 2016

Teleconferência de Resultados 9M16 Novembro, 2016 Teleconferência de Resultados 9M16 Novembro, 2016 AGENDA 1. Destaques do 9M16 2. Ambiente de negócio 3. Desempenho operacional e financeiro Destaques 9M16 vs 9M15 OPERACIONAL 159.673 t. produção de ligas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T16

Teleconferência de Resultados 3T16 Teleconferência de Resultados 3T16 1 2 Destaques Receita Líquida de R$95,0 milhões no 9M16. Lucro Líquido de R$27,8 milhões no 9M16. EBITDA Ajustado de R$17,2 milhões no 9M16. Obtenção de licenças para

Leia mais

Os Valores financeiros estão em R$ Milhões, a menos que indicado de outra forma. Dados financeiros refletem a adoção do IFRS.

Os Valores financeiros estão em R$ Milhões, a menos que indicado de outra forma. Dados financeiros refletem a adoção do IFRS. Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas ambos conhecidos e desconhecidos. Não

Leia mais

Resultados do 1º Trimestre de 2017 (1T17)

Resultados do 1º Trimestre de 2017 (1T17) Resultados do 1º Trimestre de 2017 (1T17) 16 de Maio de 2017 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

Relatório de Produção

Relatório de Produção Crescimento e consolidação CVRD Relatório de produção do 3T06 Rio de Janeiro, 08 de novembro de 2006 A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) continua operando a plena capacidade em resposta à forte demanda

Leia mais

Apresentação de Resultados 2º Trimestre de de agosto de 2007

Apresentação de Resultados 2º Trimestre de de agosto de 2007 Apresentação de Resultados 2º Trimestre de 2007 14 de agosto de 2007 Aviso Reorganização Societária e Apresentação das Demonstrações Financeiras As informações trimestrais do primeiro trimestre de 2006

Leia mais

Crescimento focado em valor. Apresentação de resultados 2T13

Crescimento focado em valor. Apresentação de resultados 2T13 Crescimento focado em valor Apresentação de resultados 2T13 Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1S16 Agosto, 2016

Teleconferência de Resultados 1S16 Agosto, 2016 Teleconferência de Resultados 1S16 Agosto, 216 AGENDA 1. Destaques do 1S16 2. Ambiente de negócio 3. Desempenho operacional e financeiro Destaques no 1S16 vs 1S15 OPERACIONAL 17.279 t. produção de ligas

Leia mais

Minérios & metais Perspectivas de curto prazo

Minérios & metais Perspectivas de curto prazo Minérios & metais Perspectivas de curto prazo Rio de Janeiro 26 de janeiro de 2010 1 Depois da maior queda dos últimos 40 anos, a produção industrial global está se recuperando mais rápido que o esperado...

Leia mais

Ricardo Teles/Vale. Produção da Vale no 3T17

Ricardo Teles/Vale. Produção da Vale no 3T17 Ricardo Teles/Vale Produção da Vale no 3T17 www.vale.com rio@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-english/id1087126847?mt=8 Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.theirapp.valeeg

Leia mais

Apresentação para Investidores

Apresentação para Investidores Apresentação para Investidores 1 Agenda Diferenciais Gerdau Estratégia Destaques Operacionais e Financeiros Perspectivas Diferenciais Gerdau Mais de 110 anos de atuação no mercado do aço - Nem uma única

Leia mais

Comentário do Desempenho

Comentário do Desempenho Gerdau S.A. Comentário do Desempenho Controladora 1T16 Desempenho no 1º trimestre Controladora A Gerdau S.A. é uma sociedade anônima de capital aberto, com sede no Rio de Janeiro, capital. A Companhia

Leia mais

Relatório de Produção

Relatório de Produção CVRD Relatório de produção do 1T06 Boa performance operacional Rio de Janeiro, 10 de maio de 2006 A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) apresentou bom desempenho operacional no 1T06, com a produção de minério

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T17 Maio, 2017 NOVEMBRO, 2016

Teleconferência de Resultados 1T17 Maio, 2017 NOVEMBRO, 2016 Teleconferência de Resultados 1T17 Maio, 2017 NOVEMBRO, 2016 DISCLAIMER. A Companhia de Ferro Ligas da Bahia FERBASA (Bm&FBovespa: FESA3 e FESA4), principal fornecedora de ferroligas do Brasil e única

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T de abril de 2013

Teleconferência de Resultados 1T de abril de 2013 Teleconferência de Resultados 1T13 23 de abril de 2013 Aviso Legal As informações contidas nesta apresentação poderão incluir afirmações que representem "forward looking statements" nos termos do disposto

Leia mais

Associação entre DURATEX e SATIPEL cria a maior fabricante de painéis de madeira do hemisfério sul e uma das maiores do mundo.

Associação entre DURATEX e SATIPEL cria a maior fabricante de painéis de madeira do hemisfério sul e uma das maiores do mundo. RESULTADOS 2T09 Destaques Destaques Associação entre DURATEX e SATIPEL cria a maior fabricante de painéis de madeira do hemisfério sul e uma das maiores do mundo. Nova Fábrica de MDP em Taquari (RS) Iniciada

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE NO 2T14

DESEMPENHO DA VALE NO 2T14 GERANDO FORTE FLUXO DE CAIXA LIVRE DESEMPENHO DA VALE NO 2T14 BM&F BOVESPA: VALE3, VALE5 NYSE: VALE, VALE.P HKEx: 6210, 6230 EURONEXT PARIS: VALE3, VALE5 LATIBEX: XVALO, XVALP Rio de Janeiro, 31 de julho

Leia mais

Discussão com os analistas sell-side. Luciano Siani, CFO Vale

Discussão com os analistas sell-side. Luciano Siani, CFO Vale 0 Discussão com os analistas sell-side Ri d J i 11 d j lh d 2014 Rio de Janeiro, 11 de julho de 2014 Luciano Siani, CFO Vale 1 OBJETIVO DA DISCUSSÃO O objetivo desta discussão é esclarecer temas que criaram

Leia mais

Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de setembro de 2017

Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de setembro de 2017 Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de setembro de 2017 IFRS em US$(Português) Demonstrações Financeiras Intermediárias Vale S.A. Conteúdo Página Relatório de revisão dos auditores independentes

Leia mais

Esta apresentação pode incluir declarações que apresentam expectativas da Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA sobre eventos ou resultados futuros.

Esta apresentação pode incluir declarações que apresentam expectativas da Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA sobre eventos ou resultados futuros. Esta apresentação pode incluir declarações que apresentam expectativas da Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas em expectativas

Leia mais

CUSTOS E DESPESAS ALAVANCAM O DESEMPENHO

CUSTOS E DESPESAS ALAVANCAM O DESEMPENHO BM&F BOVESPA: VALE3, VALE5 NYSE: VALE, VALE.P HKEx: 6210, 6230 EURONEXT PARIS: VALE3, VALE5 LATIBEX: XVALO, XVALP CUSTOS E DESPESAS ALAVANCAM O DESEMPENHO DESEMPENHO DA VALE NO 1T13 Rio de Janeiro, 24

Leia mais

DESEMPENHO DA VALE NO 3T15

DESEMPENHO DA VALE NO 3T15 DESEMPENHO DA VALE NO 3T15 1 www.vale.com rio@vale.com Tel.: (55 21) 3814-4540 Departamento de Relações com Investidores Rogério T. Nogueira André Figueiredo Carla Albano Miller Fernando Mascarenhas Andrea

Leia mais

Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS

Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-presidente e Diretor de RI 05 de novembro de 2010 1 Contexto

Leia mais

METALÚRGICA GERDAU S.A. e empresas controladas. Informações Consolidadas

METALÚRGICA GERDAU S.A. e empresas controladas. Informações Consolidadas METALÚRGICA GERDAU S.A. e empresas controladas Desempenho da Metalúrgica Gerdau no 2 o trimestre As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Metalúrgica Gerdau S.A. são apresentadas em conformidade com

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016

Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016 Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016 1 Destaques & Portfólio Destaques do 4T16 e 2016 BR Properties registra Lucro Líquido Ajustado (FFO) de R$74,6 milhões em 2016 A BR Properties registrou em 2016

Leia mais

Estratégia da Vale na área de mineração. Rogerio Nogueira Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 2015

Estratégia da Vale na área de mineração. Rogerio Nogueira Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 2015 1 Estratégia da Vale na área de mineração Rogerio Nogueira Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 2015 DISCLAIMER 2 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016

Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016 Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016 1 2 Destaques Receita Líquida de R$147,1 milhões no FY16. Lucro Líquido de R$10,6 milhões no FY16. Transformação de 6,6 mil hectares nas fazendas do Brasil e no

Leia mais

Programa de Revitalização da Mineração

Programa de Revitalização da Mineração Programa de Revitalização da Mineração As Medidas Provisórias 789, 790 e 791 e suas consequências jurídicas, estruturais e mercadológicas Realização São Paulo Setembro 2017 Extinção do DNPM e Criação da

Leia mais

Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS

Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-presidente e Diretor de RI 5 de novembro de 2009 Teleconferência

Leia mais

Desempenho da Vale no 3T17

Desempenho da Vale no 3T17 Ricardo Teles / Agência Vale Desempenho da Vale no 3T17 www.vale.com vale.ri@vale.com App Vale Investors & Media ios: https://itunes.apple.com/us/app/vale-investor-media-portugues/id1087134066?ls=1&mt=8

Leia mais

Aloysio Antonio Peixoto de Carvalho Diretor Executivo - Mineração Laminador de chapas grossas na usina de Ouro Branco (MG) Inaugurado em julho/16

Aloysio Antonio Peixoto de Carvalho Diretor Executivo - Mineração Laminador de chapas grossas na usina de Ouro Branco (MG) Inaugurado em julho/16 Panorama da Produção e do Mercado do Minério de Ferro e do Aço a Curto e Médio Prazo Aloysio Antonio Peixoto de Carvalho Diretor Executivo - Mineração Laminador de chapas grossas na usina de Ouro Branco

Leia mais

T E L E C O N F E R Ê N C I A R E S U L T A D O S 2 T 1 7

T E L E C O N F E R Ê N C I A R E S U L T A D O S 2 T 1 7 T E L E C O N F E R Ê N C I A R E S U L T A D O S 2 T 1 7 Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Conferência de Resultados 2T13 15 de agosto, 2013

Conferência de Resultados 2T13 15 de agosto, 2013 Conferência de Resultados 2T13 15 de agosto, 2013 Operacionais & Financeiros Receita bruta de R$845,4 milhões, um crescimento de 13,2% ante o 2T12 Margem bruta de 31,5%, 1,4p.p acima do 2T12 SSS de 9,8%

Leia mais

Negócios em evolução com disciplina de capital

Negócios em evolução com disciplina de capital Resultados 2T16 Aviso Geral As afirmações nesta apresentação são projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos e incertezas que

Leia mais

VII Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral - SIMEXMIN 2016 Panorama da Produção e do Mercado do Minério de Ferro e do Aço a Curto e Médio Prazo

VII Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral - SIMEXMIN 2016 Panorama da Produção e do Mercado do Minério de Ferro e do Aço a Curto e Médio Prazo VII Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral - SIMEXMIN 2016 Panorama da Produção e do Mercado do Minério de Ferro e do Aço a Curto e Médio Prazo Aloysio Antonio Peixoto de Carvalho Diretor Executivo

Leia mais

Conheça a Vale

Conheça a Vale Conheça a Vale 2015 1 Quem somos A Vale é uma mineradora global que tem como missão transformar recursos naturais em prosperidade e desenvolvimento sustentável. Presente em cinco continentes e com sede

Leia mais

Teleconferência sobre os resultados do 2T de agosto de 2008

Teleconferência sobre os resultados do 2T de agosto de 2008 Teleconferência sobre os resultados do 2T08 15 de agosto de 2008 Ressalvas sobre declarações futuras Esta apresentação contém informações futuras. Tais informações não são fatos históricos, mas refletem

Leia mais

Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de junho de 2017

Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de junho de 2017 Demonstrações Financeiras Intermediárias 30 de junho de 2017 IFRS em US$(Português) Demonstrações Financeiras Intermediárias Vale S.A. Conteúdo Página Relatório de revisão dos auditores independentes registrados

Leia mais

Oferta Pública pela Arcelor Brasil

Oferta Pública pela Arcelor Brasil Oferta Pública pela Arcelor Brasil Relação com Investidores Maio de -1- Avisos Considerações Futuras Este documento contêm considerações futuras e declarações sobre a Mittal Steel Company N.V. ( Arcelor

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T14

Teleconferência de Resultados 3T14 Teleconferência de Resultados 3T14 André B. Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO André Pires de Oliveira Dias Vice-Presidente e Diretor de RI Construção de planta de perfis estruturais no México

Leia mais

Apresentação de Resultados 2016 e 4T16

Apresentação de Resultados 2016 e 4T16 Estação de Tratamento de Esgoto Arrudas Apresentação de Resultados 2016 e 4T16 13 de Março de 2017 AVISO Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação referentes a perspectivas

Leia mais

Murilo Ferreira - CEO Rio de Janeiro, 30 de setembro de 2013

Murilo Ferreira - CEO Rio de Janeiro, 30 de setembro de 2013 Administrando custos e capital para a maximização de valor Murilo Ferreira - CEO Rio de Janeiro, 30 de setembro de 2013 Disclaimer 2 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas

Leia mais