NEUTRALIZAÇÃO: UMA REACÇÃO DE ÁCIDO BASE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NEUTRALIZAÇÃO: UMA REACÇÃO DE ÁCIDO BASE"

Transcrição

1 NEUTRALIZAÇÃO: UMA REACÇÃO DE ÁCIDO BASE O que se pretende Determinar a concentração desconhecida de uma solução aquosa de um ácido forte por titulação com uma base forte através de dois métodos. Num dos métodos utilizase um indicador ácido base e no outro recorre se a um sistema de aquisição e tratamento de dados que permite traçar a da curva de titulação. A realização do segundo método, para além de permitir o contacto/execução de um método instrumental, tem ainda por objectivos ilustrar que a zona de viragem do indicador ácido base usado contem o ponto de equivalência da titulação e situa se no intervalo de variação brusca do ph na vizinhança do ponto de equivalência, bem como, comparar o ponto de equivalência teórico com o ponto final da titulação. Verificar significados A titulação é uma técnica de análise quantitativa na qual a quantidade desconhecida de uma substância é determinada através da reacção desta com um reagente cuja quantidade é rigorosamente conhecida. Uma titulação consiste essencialmente na medição de volumes de duas soluções que reagem completamente uma com a outra, uma das quais contém a substância a ser doseada e a outra é uma solução de concentração conhecida, sendo por isso uma técnica analítica volumétrica. No caso particular das titulações ácido base a reacção química que ocorre entre as substâncias que reagem é uma reacção ácido base. Geralmente nas titulações adiciona se gradualmente a solução cuja concentração é conhecida titulante a um determinado volume da solução de concentração a dosear titulado. A adição de titulante ao titulado prossegue até ser atingido um ponto em que a quantidade de titulante adicionado está na proporção estequiométrica do titulado o ponto de equivalência da titulação 1

2 Como no ponto de equivalência (teoricamente) não há excesso de nenhum dos reagentes na mistura reaccional, então: a partir da volume de titulante gasto para atingir o ponto de equivalência da titulação e da sua concentração é possível determinar se quantidade de titulante que reagiu com o titulado. com base na estequiometria da reacção determina se a quantidade da substância a dosear presente no titulado. a partir do volume do titulado e da quantidade da substância a dosear presente no titulado calcula se a concentração da solução desconhecida. No caso da titulação de um ácido forte com uma base forte, o ponto de equivalência da mistura reaccional será neutro, pois o sal formado é neutro, e portanto o ph do ponto de equivalência à temperatura ambiente será 7. No entanto, na realidade o que se detecta experimentalmente não é o ponto de equivalência, mas sim o ponto em que ocorre uma variação brusca de uma propriedade química ou física da mistura reaccional o ponto final da titulação e no qual efectivamente há ainda defeito ou já há excesso de titulante. Para detectar o ponto final de uma titulação utilizam se substâncias ácidas ou básicas orgânicas fracas, cuja forma ácida e básica (par conjugado) possuem cores diferentes indicadores ácido base. Cada indicador é caracterizado por uma zona de viragem que corresponde ao intervalo de ph onde nenhuma das cores é dominante. Um indicador será adequado para determinada titulação ácido base, quando a zona de viragem do indicador estiver contida no intervalo de variação brusca do ph que ocorre na vizinhança do ponto de equivalência. O ponto final da titulação pode também ser determinado através da curva de titulação representação gráfica que descreve o valor do ph da mistura reaccional em função do volume de titulante adicionado. A determinação gráfica do ponto final na curva de titulação pode realizar se através do seguinte método Método das tangentes : 1 Traçar duas tangentes à curva de um e outro lado da parte íngreme da curva de titulação, (A) e (B); 2

3 Fig. 1 Traçado das rectas tangentes à curva. 2 Traçar duas perpendiculares (B) para cada uma das rectas (A); Fig. 2 Traçado das rectas pependiculares. 3 Determinar os pontos médios dos segmentos de recta (AB) e (CD), e unir esses dois pontos. A intersecção da recta que une os pontos médios com curva de titulação define o ponto final. 4 Os correspondentes valores do volume de titulante e do ph no ponto final da titulação podem se ler então directamente no gráfico da curva de titulação. C ph f D V f Fig. 3 Localização do ponto final na curva de titulação. 3

4 Método 1 Titulação ácido base usando um indicador ácido base Lista de material e reagentes: Descrição Quantidade Balão Erlenmeyer 3 Agitador magnético e barra magnética 1 Bureta de 25 ml 1 Suporte Universal e garra 1 Pipeta volumétrica de 20,00 ml 1 Proveta 25 ml 1 Pompete 1 Esguicho 1 Funil 1 Solução aquosa de Ácido Clorídrico 1 Água destilada 1 Solução padrão de Hidróxido de Sódio 0,109 mol/l 1 Solução alcoólica de fenolftaleína 1 Procedimento 1. Medir rigorosamente com a pipeta 3 tomas de 20,00 ml de solução de HCl para cada um dos três balões de Erlenmeyer. 2. Adicionar cerca de 40 ml de água destilada a cada balão. 3. Adicionar 3 gotas de indicador a cada balão. 4. Encher a bureta, depois de devidamente preparada, com a solução padrão de NaOH e registar o volume inicial de titulante na bureta. 5. Colocar uma folha branca por baixo do erlenmeyer. Fig. 4 Montagem titulação. 6. Adicionar cuidadosamente pequenos incrementos de titulante e agitar continuamente o erlenmeyer, conforme ilustrado na seguinte figura. Fig. 5 Representação do modo como proceder à titulação. 4

5 7. Continuar a adição de titulante até que ocorra a mudança de cor do indicador presistente por agitação durante 30 s. 8. Registar o volume final de titulante da bureta, atendendo aos algarismos significativos. 9. Repetir os ensaio até à obtenção de três volumes gastos de titulante concordantes ( V 0,10 ml). 10. Lavar de imediato a bureta com água da torneira (o hidróxido de sódio ataca o vidro) Registos Ensaio 1 Ensaio 2 Ensaio 3 Volume de titulado 20,00 20,00 20,00 Volume de titulante na bureta no 0,05 0,65 2,45 início(ml) Volume titulante na bureta no final (ml) 18,15 18,75 20,50 Volume titulante gasto na titulação (ml) 18,00 18,10 18,05 Volume médio de titulante gasto na 18,05 titulação (ml) Tabela 1 Registos da titulação. Cálculos 1. Cálculo da concentração do ácido clorídrico: Fig. 6 Mudança de cor do indicador. Quantidade química de NaOH que reagiu com o HCl: NOH 18, ,109 1,97 10 mol Quantidade química de HCl no titulado: HC NOH 1,9710 mol Concentração de HCl: (O HCl e o NaOH reagem na razão molar 1:1) 0,0985 mol/dm3 5

6 Método 2 Titulação ácido base usando um sensor de ph e um sistema de aquisição e tratamento de dados Descrição Quantidade Gobelé 1 Agitador magnético e barra magnética 1 Bureta de 25 ml 1 Suporte Universal e garra 1 Pipeta volumétrica de 20,00 ml 1 Proveta 25 ml 1 Pompete 1 Esguicho 1 Eléctrodo de ph, sensor de ph e cabo de interface USB 1/1/1 Funil 1 Solução aquosa de ácido clorídrico 1 Água destilada 1 Solução padrão de hidróxido de sódio 0,109 mol/dm 3 1 Computador 1 Software DataStudio 1 Procedimento 1. Medir rigorosamente com a pipeta 1 toma de 20 ml de solução de HCl e transferir para o gobelé. 2. Adicionar cerca de 40 ml de água destilada. 3. Colocar a barra magnética no copo e ligar o agitador. 4. Ligar o cabo de interface à porta USB do computador. 5. Ligar o eléctrodo de ph ao sensor de ph. 6. Ligar o sensor de ph ao cabo de interface USB. 7. Colocar o eléctrodo de ph no copo de modo a que a barra magnética não lhe toque. 8. Encher a bureta, depois de devidamente preparada, com a solução padrão de NaOH. 9. Abrir a tabela ph vs Volume do DataStudio. 10. No ecrã do software Data Studio clicar em START. Quando o valor medido de ph estabilizar clicar em KEEP. 11. Para mudar de linha na tabela utilizar a tecla TAB. 12. Adicionar um incremento de titulante de cerca de 1 ml, aguardar que o ph medido estabelize, registar na tabela o volume total de titulante adicionado e clicar em KEPP. 13. Prosseguir conforme 10. e 11. até que o volume de titulante adicionado seja cerca de 15 ml e então diminuir os incrementos de titulante para cerca de 0.5 ml. 14. Após ocorrer uma variação brusca do ph aumentar o incremento de titulante adicionado para cerca de 1 ml. 15. Prosseguir o ensaio até que o ph se mantenha praticamente inalterável. 16. Após o final do ensaio lavar de imediato a bureta com água da torneira. 6

7 Resultados 1. Determinação gráfica do volume de titulante gasto para atingir o ponto final: Gráfico 1 Determinação gráfica do ponto final a partir da curva de titulação do HCl com NaOH., 2. Cálculo da concentração do ácido clorídrico: Quantidade química de NaOH que reagiu com o HCl: NOH 17, ,109 1,89 10 mol Quantidade química de HCl no titulado: HC NOH 1,8910 mol (O HCl e o NaOH reagem na razão molar 1:1) Concentração de HCl:, 0,0945 mol/dm 3 3. Análise da selecção do indicador utilizado no método 1: A fenolftaleína é um indicador adequado para esta titulação pois a sua zona de viragem (ph entre 8,0 e 10,0) situa se na parte de declive máximo da curva de titulação e contem o ph do ponto final. 7

8 ph do ponto de equivalência teórico e ph do ponto final experimental: O ph do ponto no ponto de equivalência teórico é 7,0 e o ph no ponto final experimental é 6,9. 8

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE ACTIVIDADE LABORATORIAL QUÍMICA 11º ANO TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE O que se pretende: Conhecer processos para neutralizar resíduos de ácidos/bases no laboratório. Realizar tecnicamente uma titulação. Seleccionar

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. LOURENÇO EM PORTALEGRE ACTIVIDADE LABORATORIAL QUÍMICA 11º ANO TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE. Versão professor. Algumas notas prévias

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. LOURENÇO EM PORTALEGRE ACTIVIDADE LABORATORIAL QUÍMICA 11º ANO TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE. Versão professor. Algumas notas prévias ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. LOURENÇO EM PORTALEGRE ACTIVIDADE LABORATORIAL QUÍMICA 11º ANO TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE Versão professor O que se pretende: Conhecer processos para neutralizar resíduos de ácidos/bases

Leia mais

Física e Química A. Nomes: N.º s : T.ª: Como neutralizar resíduos de ácidos/bases do laboratório de Química da escola?

Física e Química A. Nomes: N.º s : T.ª: Como neutralizar resíduos de ácidos/bases do laboratório de Química da escola? Física e Química A 11ºAno - Química AL.2.3. Neutralização: uma reacção de ácido-base Ano lectivo: 2010/2011 Nomes: N.º s : T.ª: PARTE I - Introdução Questão problema Como identificar se os resíduos são

Leia mais

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE. Versão aluno

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE. Versão aluno ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. LOURENÇO EM PORTALEGRE ACTIVIDADE LABORATORIAL QUÍMICA 11º ANO TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE Versão aluno O que se pretende: Conhecer processos para neutralizar resíduos de ácidos/bases

Leia mais

Titulação Ácido-Base. wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty. Actividade Laboratorial Química 11º ano. uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas

Titulação Ácido-Base. wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty. Actividade Laboratorial Química 11º ano. uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwert yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa sdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghj klçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc vbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmq wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty

Leia mais

Química. APL 1.6 Funcionamento de um sistema-tampão: titulação ácido forte-base fraca (HCl e Na 2 CO 3 )

Química. APL 1.6 Funcionamento de um sistema-tampão: titulação ácido forte-base fraca (HCl e Na 2 CO 3 ) Química APL 1.6 Funcionamento de um sistema-tampão: titulação ácido forte-base fraca (HCl e Na 2 CO 3 ) Luísa Neves, 12ºCT 09 de março de 2015 Índice Introdução...2 Material e Reagentes...3 Procedimento..4

Leia mais

Calcule o ph de uma solução de HCl 1x10-7 mol L-1

Calcule o ph de uma solução de HCl 1x10-7 mol L-1 Calcule o ph de uma solução de HCl 1x10-7 mol L-1 TITULAÇÃO EM QUÍMICA ANALÍTICA Titulação Procedimento analítico, no qual a quantidade desconhecida de um composto é determinada através da reação deste

Leia mais

Preparação e padronização de soluções

Preparação e padronização de soluções INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA Departamento de Engenharia Química e do Ambiente QUÍMICA I (1º Ano 1º Semestre) Trabalho Prático nº 2 Preparação e padronização de soluções

Leia mais

Funcionamento de um sistema tampão

Funcionamento de um sistema tampão Funcionamento de um sistema tampão Actividade Laboratorial Química 12. ANO 1. Questão problema o o Verificar experimentalmente o funcionamento de um sistema tampão, por titulação ácido forte-base fraca

Leia mais

TITULAÇÃO EM QUÍMICA ANALÍTICA

TITULAÇÃO EM QUÍMICA ANALÍTICA TITULAÇÃO EM QUÍMICA ANALÍTICA Titulação Procedimento analítico, no qual a quantidade desconhecida de um composto é determinada através da reação deste com um reagente padrão ou padronizado. Titulante

Leia mais

1. PREPARO DE SOLUÇÕES E TITULAÇÃO

1. PREPARO DE SOLUÇÕES E TITULAÇÃO 1. PREPARO DE SOLUÇÕES E TITULAÇÃO I. INTRODUÇÃO Solução é uma mistura homogênea de uma ou mais substâncias. A substância presente em maior quantidade é denominada solvente, e as outras substâncias na

Leia mais

TITULAÇÃO EM QUÍMICA ANALÍTICA

TITULAÇÃO EM QUÍMICA ANALÍTICA TITULAÇÃO EM QUÍMICA ANALÍTICA Titulação Procedimento analítico, no qual a quantidade desconhecida de um composto é determinada através da reação deste com um reagente padrão ou padronizado. Titulante

Leia mais

Titulação ácido - base. Neutralização

Titulação ácido - base. Neutralização Titulação ácido - base Neutralização 1 Questões para reflexão: 1. O que é uma reação de neutralização? 2. Traduza-a através de uma equação química. 3. Que relação existe entre essa equação e a equação

Leia mais

Autora: Fernanda Neri. Solução; Ácido; Base; ph; Titulação; Calor de reação; Entalpia de reação; Capacidade térmica mássica.

Autora: Fernanda Neri. Solução; Ácido; Base; ph; Titulação; Calor de reação; Entalpia de reação; Capacidade térmica mássica. cha AL 2.3 -Determinação da entalpia de Neutralização da reação NaOH(aq) + HCl (aq) Autora: Fernanda Neri TI-Nspire Palavras-chave: Solução; Ácido; Base; ph; Titulação; Calor de reação; Entalpia de reação;

Leia mais

Funcionamento de um sistema tampão

Funcionamento de um sistema tampão Funcionamento de um sistema tampão Actividade Laboratorial Química 12. ANO 1. Questão problema o o Verificar experimentalmente o funcionamento de um sistema tampão, por titulação ácido forte-base fraca

Leia mais

INTRODUÇÃO À TITULOMETRIA PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES. META Determinar a concentração de ácido clorídrico por titulometria de neutralização.

INTRODUÇÃO À TITULOMETRIA PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES. META Determinar a concentração de ácido clorídrico por titulometria de neutralização. Aula INTRODUÇÃO À TITULOMETRIA PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES META Determinar a concentração de ácido clorídrico por titulometria de neutralização. OBJETIVOS Ao final desta aula o aluno deverá: detectar o ponto

Leia mais

Experimento 03: Cinética Química

Experimento 03: Cinética Química Experimento 03: Cinética Química 1 OBJETIVO - Verificar alguns fatores que influenciam na velocidade das reações químicas: temperatura, superfície de contato e efeito do catalisador. 2 INTRODUÇÃO A cinética

Leia mais

MÉTODOS CLÁSSICOS DE ANÁLISE QUÍMICA QUANTITATIVA A análise química pode ser definida como o uso de um ou mais processos que fornecem informações

MÉTODOS CLÁSSICOS DE ANÁLISE QUÍMICA QUANTITATIVA A análise química pode ser definida como o uso de um ou mais processos que fornecem informações MÉTODOS CLÁSSICOS DE ANÁLISE QUÍMICA QUANTITATIVA A análise química pode ser definida como o uso de um ou mais processos que fornecem informações sobre a composição de uma amostra. Método: é a aplicação

Leia mais

Aprender a preparar soluções aquosas, realizar diluições e determinar suas concentrações.

Aprender a preparar soluções aquosas, realizar diluições e determinar suas concentrações. EXPERIMENTO 2 Preparação e Padronização de Soluções OBJETIVOS Rever os conceitos de concentração de soluções. Aprender a preparar soluções aquosas, realizar diluições e determinar suas concentrações. Exercitar

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE TITRIMÉTRICA (Volumétrica)

TÍTULO: ANÁLISE TITRIMÉTRICA (Volumétrica) Componente Curricular: Química dos Alimentos Prof. Barbosa e Prof. Daniel 4º Módulo de Química Procedimento de Prática Experimental Competências: Identificar as propriedades dos alimentos. Identificar

Leia mais

Volumetria. Procedimentos gerais

Volumetria. Procedimentos gerais Volumetria Procedimentos gerais Métodos volumétricos de análise Consistem na medida do volume de uma solução de concentração conhecida (titulante), necessário para reagir completamente com o a espécie

Leia mais

Curva de titulação efeito da concentração

Curva de titulação efeito da concentração Exercício 1) Considere a titulação de 100 ml de solução HCl 0,0100 mol L -1 com solução padrão de NaOH 0,0500 mol L -1. Calcule o ph da solução do titulado após a adição das seguintes quantidades de titulante:

Leia mais

A.L.2.3 NEUTRALIZAÇÃO: UMA REACÇÃO DE ÁCIDO-BASE

A.L.2.3 NEUTRALIZAÇÃO: UMA REACÇÃO DE ÁCIDO-BASE A.L.2.3 NEUTRALIZAÇÃO: UMA REACÇÃO DE ÁCIDO-BASE QUÍMICA 11.ºANO QUESTÃO-PROBLEMA Como neutralizar resíduos de ácidos/bases do laboratório de Química da escola? Como identificar se os resíduos são de uma

Leia mais

química química na abordagem do cotidiano

química química na abordagem do cotidiano Capítulo Solução-tampão informe-se sobre a Curva de titulação A ilustração a seguir mostra uma aparelhagem usada para uma titulação ácido-base, com um metro que permite medir o da solução que está no erlenmeyer.

Leia mais

VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO.

VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO. 13 Técnica 1. VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO. PADRONIZAÇÃO DA SOLUÇÃO APROXIMADAMENTE 0,1 M DE HCl COM SOLUÇÃO PADRÃO 0,05 M DE Na 2 CO 3. Colocar no erlenmeyer exatamente 10 ml de solução padrão 0,05 M de

Leia mais

Prática 11 Ácidos, bases e curvas de titulação potenciométrica

Prática 11 Ácidos, bases e curvas de titulação potenciométrica UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC Disciplina: Química Geral Experimental QEX0002 Prática 11 Ácidos, bases e curvas de titulação potenciométrica

Leia mais

Suporte universal Tubo de borracha comprido Bureta de 25 ml Pipeta volumétrica de 5mL Gobelé de 500 ml Kitasato de 25 ml Rolha Material e reagentes.

Suporte universal Tubo de borracha comprido Bureta de 25 ml Pipeta volumétrica de 5mL Gobelé de 500 ml Kitasato de 25 ml Rolha Material e reagentes. REALIZAÇÃO EXPERIMENTAL Objectivos Avaliar a velocidade da reacção química entre o ácido clorídrico e o magnésio a partir do volume de hidrogénio molecular libertado em função do tempo. Verificar que a

Leia mais

QUI219 QUÍMICA ANALÍTICA (Farmácia) Prof. Mauricio X. Coutrim

QUI219 QUÍMICA ANALÍTICA (Farmácia) Prof. Mauricio X. Coutrim QUI219 QUÍMICA ANALÍTICA (Farmácia) Prof. Mauricio X. Coutrim (mcoutrim@iceb.ufop.br) SOLUÇÃO TAMPÃO Tampão Ácido Qual o ph de uma solução de ácido fórmico 1,00.10-1 mol.l -1 e formiato de sódio 1,00 mol.l

Leia mais

DOSEAMENTO DO ÁCIDO ACETILSALICÍLICO

DOSEAMENTO DO ÁCIDO ACETILSALICÍLICO Escola Secundária do Padre António Martins Oliveira de Lagoa Técnicas Laboratoriais de Química DOSEAMENTO DO ÁIDO AETILSALIÍLIO Pedro Pinto Nº 1 11ºA 27/05/200 Índice Objectivo do Trabalho... 2 Fundamentos

Leia mais

Química Analítica IV INTRODUÇÃO A VOLUMETRIA

Química Analítica IV INTRODUÇÃO A VOLUMETRIA Química Análítica IV - II sem/2012 Profa Ma Auxiliadora - 1 Química Analítica IV 1 semestre 2012 Profa. Maria Auxiliadora Costa Matos INTRODUÇÃO A VOLUMETRIA VOLUMETRIA Química Análítica IV - II sem/2012

Leia mais

Ácidos e Bases. O ph de soluções de sais

Ácidos e Bases. O ph de soluções de sais Ácidos e Bases O ph de soluções de sais ph de soluções de sais Se medirmos o ph de uma solução de sal, em geral não encontramos o valor "neutro" do ph = 7 Se neutralizamos ácido acético 0,3 mol/dm 3 com

Leia mais

Experiência nº 8: Titulações Ácido-Base

Experiência nº 8: Titulações Ácido-Base Experiência nº 8: Titulações Ácido-Base 1. Questões de estudo - Como determinar com precisão a concentração de uma solução (ácida ou básica)? Explique detalhadamente. - Como determinar experimentalmente

Leia mais

REAGENTES H 2 C N CH 2 CH 2 N CH 2

REAGENTES H 2 C N CH 2 CH 2 N CH 2 PRÁTICA 2 DETERMINAÇÃ DE CÁLCI EM LEITE Metodologia de análise: Volumetria de Complexação MATERIAIS Bureta de 25 ml Béquer 100 e 250 ml Erlenmeyer de 250 ml Proveta de 50 ml Balão volumétrico 100 ml Pipetas

Leia mais

Solução aquosa de tiossulfato de sódio 0,100 moldm. Ácido clorídrico concentrado: R: ; S: /37/ Realizar na hotte. Usar luvas.

Solução aquosa de tiossulfato de sódio 0,100 moldm. Ácido clorídrico concentrado: R: ; S: /37/ Realizar na hotte. Usar luvas. REALIZAÇÃO EXPERIMENTAL Objectivos Avaliar a velocidade da reacção química entre ácido clorídrico e o tiossulfato de sódio a diferentes concentrações, através do tempo que demora a formar-se uma determinada

Leia mais

LCE0182 Química Analítica Quantitativa. Volumetria. Wanessa Melchert Mattos

LCE0182 Química Analítica Quantitativa. Volumetria. Wanessa Melchert Mattos LCE0182 Química Analítica Quantitativa Volumetria Wanessa Melchert Mattos Volumetria Titulante: Solução estável e de concentração conhecida de um reagente que é adicionado sobre a solução da amostra que

Leia mais

PRÁTICA 07: PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES

PRÁTICA 07: PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES PRÁTICA 07: PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES 1- INTRODUÇÃO Análise volumétrica refere-se a todo procedimento no qual o volume de um reagente necessário para reagir com um constituinte em análise é medido. - Em

Leia mais

Experiência nº 8: Titulações Ácido-Base

Experiência nº 8: Titulações Ácido-Base 1 UFSC Departamento de Química Área de Educação Química QMC 5119 Introdução ao Laboratório de Química 2011/1 Prof. Marcos Aires de Brito Prof. Fábio Peres Gonçalves Prof. José Carlos Gesser 1. Questões

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS # 05 QUÍMICA ANALÍTICA PROF. Wendell

LISTA DE EXERCÍCIOS # 05 QUÍMICA ANALÍTICA PROF. Wendell LISTA DE EXERCÍCIOS # 05 QUÍMICA ANALÍTICA PROF. Wendell 1. Considere uma solução aquosa de NH 3, preparada na concentração de 0,100 mol L -1. Calcule o ph desta solução. Use K b = 1,8 10-5. 2. Uma alíquota

Leia mais

PRÁTICA: EQUILÍBRIO QUÍMICO EM SOLUÇÕES. CH3COOCH2CH3 + H2O CH3COOH + CH3CH2OH (1) Acetato de etila água ácido acético etanol

PRÁTICA: EQUILÍBRIO QUÍMICO EM SOLUÇÕES. CH3COOCH2CH3 + H2O CH3COOH + CH3CH2OH (1) Acetato de etila água ácido acético etanol PRÁTICA: EQUILÍBRIO QUÍMICO EM SOLUÇÕES 1. Introdução Uma investigação experimental detalhada mostra que a maioria das reações químicas não avança até a realização completa, isto é, quantidades mensuráveis

Leia mais

Volumetria de Neutralização Ácido-Base. Preparação & Padronização de Soluções. Concentração de Soluções

Volumetria de Neutralização Ácido-Base. Preparação & Padronização de Soluções. Concentração de Soluções Volumetria de Neutralização Ácido-Base Preparação & Padronização de Soluções Concentração de Soluções ETEC Tiquatira (SP) Professor Daniel e Professor Barbosa Página 1 de 11 Volumetria de Neutralização

Leia mais

Prova de Química Analítica

Prova de Química Analítica CPF/PASSAPORTE: 1 PROCESSO DE SELEÇÃO E ADMISSÃO AO CURSO DE PARA O SEMESTRE 2017/01 EDITAL PPGQ Nº 002/2016 Prova de Química Analítica Instruções: 1) O candidato deverá identificar-se apenas com o número

Leia mais

Química. APL 2.3 Determinação da entalpia de neutralização da reação NaHO (aq) + HCl (aq)

Química. APL 2.3 Determinação da entalpia de neutralização da reação NaHO (aq) + HCl (aq) Química APL 2.3 Determinação da entalpia de neutralização da reação NaHO (aq) + HCl (aq) Luísa Neves, 12ºCT 20 de abril de 2015 Índice Introdução...2 Material e Reagentes...3 Procedimento 4 Perigos específicos

Leia mais

Volumetria de Neutralização

Volumetria de Neutralização Volumetria de Neutralização Titulação Ácido-base Determinação da concentração de uma solução a partir da quantidade e concentração de uma solução conhecida Alíquota de volume conhecido (20 ml) e concentração

Leia mais

DILUIÇÃO DE SOLUÇÕES. É o processo que consiste em adicionar solvente puro a uma solução, com o objetivo de diminuir sua concentração SOLVENTE PURO

DILUIÇÃO DE SOLUÇÕES. É o processo que consiste em adicionar solvente puro a uma solução, com o objetivo de diminuir sua concentração SOLVENTE PURO DILUIÇÃO DE SOLUÇÕES É o processo que consiste em adicionar solvente puro a uma solução, com o objetivo de diminuir sua concentração SOLVENTE PURO SOLUÇÃO INICIAL SOLUÇÃO FINAL SOLVENTE PURO VA V V C C

Leia mais

Qual a quantidade de halogenetos que existe na água do mar?

Qual a quantidade de halogenetos que existe na água do mar? 20 Qual a quantidade de halogenetos que existe na água do mar? E20-1 o que necessitas cloreto de sódio sólido com grau de pureza analítico cromato de potássio sólido um balão de diluição de 100 ml dois

Leia mais

Padronizar uma solução aquosa de hidróxido de sódio 0,1mol/L para posteriormente determinar a acidez de amostras.

Padronizar uma solução aquosa de hidróxido de sódio 0,1mol/L para posteriormente determinar a acidez de amostras. Pág. 1 de 6 I - OBJETIVOS Padronizar uma solução de ácido clorídrico 0,1mol/L para posterior determinação de pureza de amostras alcalinas. Padronizar uma solução aquosa de hidróxido de sódio 0,1mol/L para

Leia mais

Química Fascículo 06 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida

Química Fascículo 06 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Química Fascículo 06 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Índice Soluções...1 Exercícios... 5 Gabarito...7 Soluções Unidades de Concentração Concentração é determinada

Leia mais

Introdução aos métodos volumétricos de análise química

Introdução aos métodos volumétricos de análise química LCE0108 Química Inorgânica e Analítica Introdução aos métodos volumétricos de análise química Wanessa Melchert Mattos Titulometria: inclui um grupo de métodos analíticos baseados na determinação da quantidade

Leia mais

Síntese do acetato de n-butilo ou etanoato de n-butilo

Síntese do acetato de n-butilo ou etanoato de n-butilo Projeto Ciência Viva INTRODUÇÃO À QUÍMICA VERDE, COMO SUPORTE DA SUSTENTABILIDADE, NO ENSINO SECUNDÁRIO PL 3.4 Identificação e síntese de substâncias com aromas e sabores especiais Síntese do acetato de

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS E AVALIAÇÃO DA SUA PUREZA

IDENTIFICAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS E AVALIAÇÃO DA SUA PUREZA IDENTIFICAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS E AVALIAÇÃO DA SUA PUREZA O que se pretende Utilizar técnicas experimentais de determinação de propriedades físicas características das substâncias como métodos de identificação

Leia mais

E S T U D O D E U M E L É C T R O D O S E L E T I V O D E I Ã O N I T R A T O

E S T U D O D E U M E L É C T R O D O S E L E T I V O D E I Ã O N I T R A T O E S T U D O D E U M E L É C T R O D O S E L E T I V O D E I Ã O N I T R A T O OBJETIVO Pretende-se com este trabalho experimental que os alunos avaliem as características de um eléctrodo sensível a ião

Leia mais

Titulação de cálcio e magnésio no leite com EDTA. Ilustrar: Titulação por retorno Titulação complexométrica, com EDTA

Titulação de cálcio e magnésio no leite com EDTA. Ilustrar: Titulação por retorno Titulação complexométrica, com EDTA TRABALHO PRÁTICO Titulação de cálcio e magnésio no leite com Ilustrar: Titulação por retorno Titulação complexométrica, com PARTE EXPERIMENTAL Procedimento para determinação do teor de cálcio mais magnésio

Leia mais

Introdução ao tema: Diluição

Introdução ao tema: Diluição Introdução ao tema: Diluição Uma pessoa abriu um envelope de pó para refresco e acrescentou seu conteúdo em uma certa quantidade de água. Mexeu bem até obter uma mistura com uma única fase, ou seja, uma

Leia mais

Aprender a utilizar um medidor de ph e indicadores para medir o ph de uma solução.

Aprender a utilizar um medidor de ph e indicadores para medir o ph de uma solução. EXPERIMENTO 3 Ácidos e Bases OBJETIVOS Determinar a constante de dissociação do ácido acético através de medidas de ph de uma solução contendo uma concentração conhecida de ácido acético e de acetato de

Leia mais

Relatório 7 Determinação do produto de solubilidade do AgBrO3

Relatório 7 Determinação do produto de solubilidade do AgBrO3 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO QUÍMICA GERAL Prof. Maria Regina Alcântara Relatório 7 Determinação do produto de solubilidade do AgBrO3 Mayara Moretti Vieira Palmieri 7159862 Rodrigo Tonon 7993766 Outubro,

Leia mais

Questões dos exercícios avaliativos para QUI232 t. 43, 44 e 45 em , Prof. Mauricio

Questões dos exercícios avaliativos para QUI232 t. 43, 44 e 45 em , Prof. Mauricio Questões dos exercícios avaliativos para QUI232 t. 43, 44 e 45 em 2017-1, Prof. Mauricio Questões dos exercícios avaliativos para QUI232 t. 43 a 45 em 2017-1, Prof. Mauricio GABARITO Prof. Mauricio 1º)

Leia mais

PRÁTICA 01 - INTRODUÇÃO AO TRABALHO NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA ANALÍTICA E PREPARO E PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES

PRÁTICA 01 - INTRODUÇÃO AO TRABALHO NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA ANALÍTICA E PREPARO E PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES PRÁTICA 01 - INTRODUÇÃO AO TRABALHO NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA ANALÍTICA E PREPARO E PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES METAS Apresentar o objetivo da parte prática da disciplina; apresentar as instruções de trabalho

Leia mais

PRÁTICA 02 - DETERMINAÇÃO DA ACIDEZ EM VINAGRE E ÁCIDO FOSFÓRICO EM REAGENTE COMERCIAL

PRÁTICA 02 - DETERMINAÇÃO DA ACIDEZ EM VINAGRE E ÁCIDO FOSFÓRICO EM REAGENTE COMERCIAL PRÁTICA 02 - DETERMINAÇÃO DA ACIDEZ EM VINAGRE E ÁCIDO FOSFÓRICO EM REAGENTE COMERCIAL METAS Determinar a porcentagem de acidez total volátil em vinagre; determinar a concentração de ácido fosfórico em

Leia mais

ACTIVIDADE LABORATORIAL - QUÍMICA 12º ANO. Produção de BIODIESEL a partir de óleo alimentar usado

ACTIVIDADE LABORATORIAL - QUÍMICA 12º ANO. Produção de BIODIESEL a partir de óleo alimentar usado ACTIVIDADE LABORATORIAL - QUÍMICA 12º ANO Produção de BIODIESEL a partir de óleo alimentar usado 1. Objectivo: Reutilizar os óleos vegetais rejeitados 2. O que se pretende: 2.1 Seleccionar material adequado

Leia mais

Síntese do Biodiesel a partir de óleo vegetal Procedimento experimental (adaptado de 1 )

Síntese do Biodiesel a partir de óleo vegetal Procedimento experimental (adaptado de 1 ) Síntese do Biodiesel a partir de óleo vegetal Procedimento experimental (adaptado de 1 ) O biodiesel é atualmente um combustível em fase de desenvolvimento no nosso país, estando algumas fábricas já em

Leia mais

Laboratório de Análise Instrumental

Laboratório de Análise Instrumental Laboratório de Análise Instrumental Prof. Renato Camargo Matos Tutora: Aparecida Maria http://www.ufjf.br/nupis PRÁTICA 10: Estudo da eficiência de uma resina de troca iônica Objetivo: Estudar a eficiência

Leia mais

PORCENTAGEM DE CIMENTO POR TITULAÇÃO QUÍMICA

PORCENTAGEM DE CIMENTO POR TITULAÇÃO QUÍMICA PORCENTAGEM DE CIMENTO POR TITULAÇÃO QUÍMICA C D T - CENTRO DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Setembro de 2014 DESIGNAÇÃO - ARTERIS T- 008 09/2014 T 008 pg 1 - Centro de Desenvolvimento Tecnológico ARTERIS

Leia mais

Cargo: D-43 - Tecnólogo Laboratório Meio ambiente

Cargo: D-43 - Tecnólogo Laboratório Meio ambiente da Prova Prática QUESTÃO 1: Cargo: D-43 - Tecnólogo Laboratório Meio ambiente A titulometria volumétrica envolve a medida de volume de uma solução de concentração conhecida, necessária para reagir essencial

Leia mais

Volumetria de Neutralização

Volumetria de Neutralização Volumetria de Neutralização H 3 O + + OH - H + +OH - ou 2H 2 O H 2 O Profa. Lilian Lúcia Rocha e Silva Princípio Envolve titulações de espécies ácidas com soluções padrão alcalinas e titulações de espécies

Leia mais

MÉTODO DE ANÁLISE LL-WM 80 L NOVO PROCESSO PARA ANODIZAÇÃO DO ALUMÍNIO. Procedimento para a padronização da solução de Sulfato Cérico 0,1N

MÉTODO DE ANÁLISE LL-WM 80 L NOVO PROCESSO PARA ANODIZAÇÃO DO ALUMÍNIO. Procedimento para a padronização da solução de Sulfato Cérico 0,1N Reagentes Necessários Solução de Ácido Sulfúrico 50% Solução de Sulfato Cérico 0,1 N Solução de Ácido Oxálico 0,1 N Solução de Sulfato Ferroso de Amônia (F.A.S.), 0,1 N Solução Ferroin como indicador Modo

Leia mais

Qui. Allan Rodrigues Xandão (Victor Pontes)

Qui. Allan Rodrigues Xandão (Victor Pontes) Semana 18 Allan Rodrigues Xandão (Victor Pontes) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. 13 Mistura

Leia mais

Determinação de acidez em mel por potenciometria

Determinação de acidez em mel por potenciometria Página 1 de 5 1 Escopo Este método tem como objetivo determinar a acidez em mel. 2 Fundamentos Este método consiste na neutralização da solução ácida de mel, mediante o uso de uma solução de hidróxido

Leia mais

Sulfatos nesta água! Sim ou não?

Sulfatos nesta água! Sim ou não? 17 Sulfatos nesta água! Sim ou não? E17-1 o que necessitas dois copos pequenos para medir o ph H colher de chá água do mar; água da marinha da troncalhada dos viveiros, algibés, caldeiros ou sobrecabeceiras;

Leia mais

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE Introdução a Analise Química II sem/2015 Profa Ma Auxiliadora Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Disciplina QUIO94 - Introdução à Análise Química

Leia mais

Síntese do acetato de n-butilo ou etanoato de n-butilo

Síntese do acetato de n-butilo ou etanoato de n-butilo Síntese do acetato de n-butilo ou etanoato de n-butilo Realização experimental a microescala (baseado no protocolo de Williamson 1 ) A reacção entre o butan-1-ol e o ácido acético glacial (ou ácido etanoico)

Leia mais

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Disciplina QUIO94 - Introdução à Análise Química 2o semestre 2016 TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE Profa. Maria Auxiliadora

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Bobadela Escola EBI de Bobadela. Preparação de soluções aquosas de sulfato de cobre

Agrupamento de Escolas de Bobadela Escola EBI de Bobadela. Preparação de soluções aquosas de sulfato de cobre Agrupamento de Escolas de Bobadela Escola EBI de Bobadela Ano letivo 2013/2014 C. Físico-Químicas 7º ano Relatório da actividade experimental: Preparação de soluções aquosas de sulfato de cobre Elaborado

Leia mais

ACTIVIDADE LABORATORIAL Ciências Físico-Químicas 7ºANO

ACTIVIDADE LABORATORIAL Ciências Físico-Químicas 7ºANO ACTIVIDADE LABORATORIAL Ciências Físico-Químicas 7ºANO DETERMINAR O PONTO DE SOLIDIFICAÇÃO DA ÁGUA DESTILADA. DETERMINAR O PONTO DE FUSÃO DA ÁGUA DESTILADA. VERIFICAR QUE UMA SOLUÇÃO AQUOSA DE CLORETO

Leia mais

Introdução aos métodos volumétricos de análise química

Introdução aos métodos volumétricos de análise química LCE-190 Química Analítica Aplicada Introdução aos métodos volumétricos de análise química Wanessa Melchert Mattos Titulometria: inclui um grupo de métodos analíticos baseados na determinação da quantidade

Leia mais

QUÍMICA FARMACÊUTICA

QUÍMICA FARMACÊUTICA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA ROTEIRO PARA S PRÁTICAS DISCIPLINA: QUÍMICA FARMACÊUTICA Título da Aula: Determinação do coeficiente de partição óleo-água (P) do ácido benzóico 1 Demonstrar

Leia mais

Relatório: Volumétrica

Relatório: Volumétrica Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico De Química E Biologia Bacharelado em Química Tecnológica Licenciatura Química Relatório: Preparação, Padronização e Análise Volumétrica

Leia mais

Código do Estudante XX OLIMPÍADA IBEROAMERICANA DE QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO - MCTI

Código do Estudante XX OLIMPÍADA IBEROAMERICANA DE QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO - MCTI NOME: EXAME EXPERIMENTAL SETEMBRO DE 2015 1 Instruções gerais para o exame prático (TOTAL DE PONTOS = 40) 1. Durante todo o tempo em que estiver no laboratório, você deverá estar equipado com a bata e

Leia mais

QUI-110 LABORATÓRIO DE ELETROQUÍMICA II / 2011 ROTEIRO DE LABORATÓRIO

QUI-110 LABORATÓRIO DE ELETROQUÍMICA II / 2011 ROTEIRO DE LABORATÓRIO Apostila de QUI 110 1 QUI-110 LABORATÓRIO DE ELETROQUÍMICA II / 2011 ROTEIRO DE LABORATÓRIO FUNDAMENTOS DA ELETROQUÍMICA PRÁTICA 1: Construção de eletrodos e células eletroquímicas a) Montar eletrodos

Leia mais

Prof a. Dr a. Luciana M. Saran

Prof a. Dr a. Luciana M. Saran HCl 0,1N FCAV/UNESP CURSO: Agronomia DISCIPLINA: Química Analítica Fundamentos da Análise Titrimétrica (Volumétrica) NaOH 0,1N Prof a. Dr a. Luciana M. Saran Fenolftaleína 1 ANÁLISE TITRIMÉTRICA O QUE

Leia mais

Indicadores e Titulações

Indicadores e Titulações SÉRIE ITA/IME ENSINO PRÉ-UNIVERSITÁRIO PROFESSOR(A) ALUNO(A) TURMA ANTONINO TURNO SEDE DATA Nº / / TC QUÍMICA Indicadores e Titulações Indicadores São espécies químicas que admitem colorações distintas

Leia mais

Aula10 PREPARO DE SOLUÇÕES. Maria de Lara Palmeira de Macedo Arguelho Beatriz

Aula10 PREPARO DE SOLUÇÕES. Maria de Lara Palmeira de Macedo Arguelho Beatriz Aula10 PREPARO DE SOLUÇÕES META Determinar a concentração de HCl por volumetria de neutralização, utilizando indicador ácido-base. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: fazer medidas de volume

Leia mais

DEPARTAMENTO DE QUÍMICA UFJF QUI102 Metodologia Analítica

DEPARTAMENTO DE QUÍMICA UFJF QUI102 Metodologia Analítica DEPARTAMENTO DE QUÍMICA UFJF QUI102 Metodologia Analítica OTIMIZAÇÃO DE UM MÉTODO ESPECTROFOTOMÉTRICO PARA QUANTIFICAÇÃO DE FERRO Data do experimento: Grupo: Objetivo: Estudar as propriedades colorimétricas

Leia mais

Introdução à Análise Química QUI 094 VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO

Introdução à Análise Química QUI 094 VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO Introdução a Analise Química - II sem/2012 Profa Ma Auxiliadora - 1 Introdução à Análise Química QUI 094 1 semestre 2012 Profa. Maria Auxiliadora Costa Matos VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO 1 TITULAÇÃO BASE

Leia mais

Figura 1: Equilíbrio químico entre as espécies glicose, manose e frutose em meio alcalino

Figura 1: Equilíbrio químico entre as espécies glicose, manose e frutose em meio alcalino 4º Módulo de Química - 2º Sem 2012 Procedimento de Prática Experimental Introdução Um açúcar redutor (AR) pode ser identificado pelo reagente de Benedict porque o grupo aldeído, presente no açúcar, reduz

Leia mais

PRÁTICA 05 - DETERMINAÇÃO DE CLORO ATIVO EM ÁGUA SANITÁRIA E DETERMINAÇÃO IODOMÉTRICA DE ÁCIDO ASCÓRBICO

PRÁTICA 05 - DETERMINAÇÃO DE CLORO ATIVO EM ÁGUA SANITÁRIA E DETERMINAÇÃO IODOMÉTRICA DE ÁCIDO ASCÓRBICO PRÁTICA 05 - DETERMINAÇÃO DE CLORO ATIVO EM ÁGUA SANITÁRIA E DETERMINAÇÃO IODOMÉTRICA DE ÁCIDO ASCÓRBICO Aula 15 METAS Familiarizar com as técnicas de preparo e padronização de solução de tiossulfato de

Leia mais

QUÍMICA TITULAÇÃO ,0 ml de uma solução de NaOH neutralizam totalmente 10,0 ml de uma solução de HNO

QUÍMICA TITULAÇÃO ,0 ml de uma solução de NaOH neutralizam totalmente 10,0 ml de uma solução de HNO QUÍMICA Prof. Daniel Pires TITULAÇÃO 1. Um suco de laranja industrializado tem seu valor de ph determinado pelo controle de qualidade. Na análise, 20 ml desse suco foram neutralizados com 2 ml de NaOH

Leia mais

TITULAÇÕES POTENCIOMÉTRICAS DE CÁTIONS METÁLICOS EM MEIO NÃO AQUOSO. Palavras chave: Potenciometria, interação soluto-solvente, eletrodo de vidro.

TITULAÇÕES POTENCIOMÉTRICAS DE CÁTIONS METÁLICOS EM MEIO NÃO AQUOSO. Palavras chave: Potenciometria, interação soluto-solvente, eletrodo de vidro. TITULAÇÕES POTENCIOMÉTRICAS DE CÁTIONS METÁLICOS EM MEIO NÃO AQUOSO Anderson Martin dos Santos 1 ; Edemar Benedetti Filho 2 1 Estudante do Curso de Química Industrial da UEMS, Unidade Universitária de

Leia mais

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE Introdução a Analise Química - II sem/2012 Profa Ma Auxiliadora - 1 Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Disciplina QUIO94 - Introdução à Análise Química

Leia mais

Experiência 7. PREPARO DE SOLUÇÃO A PARTIR DE SUBSTÂNCIAS SÓLIDAS, LIQUIDAS E DE SOLUÇÃO CONCENTRADA

Experiência 7. PREPARO DE SOLUÇÃO A PARTIR DE SUBSTÂNCIAS SÓLIDAS, LIQUIDAS E DE SOLUÇÃO CONCENTRADA Experiência 7. PREPARO DE SOLUÇÃO A PARTIR DE SUBSTÂNCIAS SÓLIDAS, LIQUIDAS E DE SOLUÇÃO CONCENTRADA 1. Objetivos Após a realização desta aula experimental, espera-se que o graduando do curso de Química

Leia mais

TITULAÇÃO BASE FRACA COM ÁCIDO FORTE

TITULAÇÃO BASE FRACA COM ÁCIDO FORTE TITULAÇÃO BASE FRACA COM ÁCIDO FORTE TITULAÇÃO BASE FRACA COM ÁCIDO FORTE 1 ETAPA Antes de iniciar a titulação A solução contém apenas base fraca e água - solução aquosa de uma base fraca. O ph da solução

Leia mais

Introdução aos métodos titulométricos volumétricos. Prof a Alessandra Smaniotto QMC Química Analítica - Farmácia Turmas 02102A e 02102B

Introdução aos métodos titulométricos volumétricos. Prof a Alessandra Smaniotto QMC Química Analítica - Farmácia Turmas 02102A e 02102B Introdução aos métodos titulométricos volumétricos Prof a Alessandra Smaniotto QMC 5325 - Química Analítica - Farmácia Turmas 02102A e 02102B Definições ² Métodos titulométricos: procedimentos quantitativos

Leia mais

ROTEIRO PRÁTICO DE QUÍMICA GERAL

ROTEIRO PRÁTICO DE QUÍMICA GERAL ROTEIRO PRÁTICO DE QUÍMICA GERAL 1- Objetivo 1. Estimar o ph de água destilada e de soluções aquosas usando indicadores ácidobase. 2. Diferenciar o comportamento de uma solução tampão. 2 Introdução Eletrólitos

Leia mais

MÉTODO DE ANÁLISE LL-HARDWALL F. Determinação Potenciométrica de F -

MÉTODO DE ANÁLISE LL-HARDWALL F. Determinação Potenciométrica de F - Determinação Potenciométrica de F - Comentários: O LL - Hardwall F contém 7,5% de F -, isto é, adicionando-se 1 g/lt aumenta-se o F - contido no tanque em cerca de 75 ppm Quando o equipamento Dosing Cad

Leia mais

VOLUMETRIA DE PRECIPITAÇÃO: DETERMINAÇÃO DE CLORETO DE SÓDIO EM SORO FISIOLÓGICO

VOLUMETRIA DE PRECIPITAÇÃO: DETERMINAÇÃO DE CLORETO DE SÓDIO EM SORO FISIOLÓGICO VOLUMETRIA DE PRECIPITAÇÃO: DETERMINAÇÃO DE CLORETO DE SÓDIO EM SORO FISIOLÓGICO A volumetria de precipitação envolve a reação na qual forma-se um produto de baixa solubilidade. Sua principal aplicação

Leia mais

TITRIMETRIA (VOLUMETRIA) 24/07/2013. Definição. Princípio da volumetria. n o de mols do titulante = n o de mols do titulado

TITRIMETRIA (VOLUMETRIA) 24/07/2013. Definição. Princípio da volumetria. n o de mols do titulante = n o de mols do titulado Definição TITRIMETRIA (VOLUMETRIA) Processo da análise química em que o teor do analito é determinado através de uma reação química quantitativa com uma solução padrão, em uma técnica denominada titulação.

Leia mais

SOLUÇÕES. 1. Concentração (C) 2. Concentração molar (M) C = massa de soluto / volume da solução. M = mol de soluto / volume de solução

SOLUÇÕES. 1. Concentração (C) 2. Concentração molar (M) C = massa de soluto / volume da solução. M = mol de soluto / volume de solução SOLUÇÕES Em Química, solução é o nome dado a dispersões cujo tamanho das moléculas dispersas é menor que 1 nanômetro. A solução ainda pode ser caracterizada por formar um sistema homogêneo (a olho nu e

Leia mais

DETERMINAÇÃO DO ESPECTRO DE ABSORÇÃO DE SOLUÇÕES AQUOSAS DE PERMANGANATO DE POTÁSSIO, CROMATO DE POTÁSSIO, DICROMATO DE POTÁSSIO E SULFATO DE COBRE

DETERMINAÇÃO DO ESPECTRO DE ABSORÇÃO DE SOLUÇÕES AQUOSAS DE PERMANGANATO DE POTÁSSIO, CROMATO DE POTÁSSIO, DICROMATO DE POTÁSSIO E SULFATO DE COBRE ATIVIDADE EXPERIMENTAL N o 1 DETERMINAÇÃO DO ESPECTRO DE ABSORÇÃO DE SOLUÇÕES AQUOSAS DE PERMANGANATO DE POTÁSSIO, CROMATO DE POTÁSSIO, DICROMATO DE POTÁSSIO E SULFATO DE COBRE Materiais: 01 balão volumétrico

Leia mais

Volumetria Ácido-base

Volumetria Ácido-base Volumetria Ácido-base H O + + OH - H + +OH - ou 2H 2 O H 2 O Profa. Lilian Lúcia Rocha e Silva INDICADOR ÁCIDO-BASE São ácidos ou bases orgânicas fracas que sofrem dissociação ou associação dependendo

Leia mais

R E L A T Ó R I O D A A C T I V I D A D E L A B O R A T O R I A L

R E L A T Ó R I O D A A C T I V I D A D E L A B O R A T O R I A L 1 R E L A T Ó R I O D A A C T I V I D A D E L A B O R A T O R I A L ACTIVIDADE LABORATORIAL 1.3 Efeitos da temperatura e da concentração na progressão global de uma reacção de equilíbrio com iões de cobalto

Leia mais

Solidificação e fusão da água

Solidificação e fusão da água Solidificação e fusão da água A temperatura de solidificação é a temperatura à qual a substância passa de líquido a sólido. Temperatura de ebulição é a temperatura à qual a substância passa de sólido a

Leia mais