COMO TIRAR APONTAMENTOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMO TIRAR APONTAMENTOS"

Transcrição

1 Externato Infante D. Henrique RUÍLHE Projecto aprender a estudar COMO TIRAR APONTAMENTOS 1 Como tirar bons apontamentos 1.1 A importância de tirar bons apontamentos Para podermos ter acesso à informação que seleccionamos, é importante que se faça um registo escrito, isto é, que se tirem apontamentos. Para além de poderes recorrer a informações seleccionadas e organizadas, tirar apontamentos tem muitas outras vantagens: implica que estejas atento ao que ouves e ao que lês. De facto, para tirares apontamentos, tens de estar muito concentrado; aprendes a seleccionar o que é essencial; exercitas actividades mentais muito importantes: a análise e a síntese; treinas a escrita; reténs as informações com mais facilidade, porque escreves quando ouves ou lês; aprendes melhor a estrutura do tema que é exposto; economizas tempo quando tens de fazer revisões para testes e exames; aprendes melhor e mais depressa, porque o registo de apontamentos implica empenho e esforço. NÃO TE ESQUEÇAS: A actividade de tirar apontamentos ajuda te a aprender muito melhor, para além de facilitar as revisões para testes e exames. 2 Bons apontamentos: como fazer? Os bons apontamentos são os que, respeitando a exposição original escrita ou oral, exprimem por palavras próprias as ideias mais importantes de um dado tema. É a utilização de um

2 discurso próprio isto é, quando utilizas palavras tuas e a organização das informações que se registam que facilitam a compreensão e a assimilação da matéria. Por isso, é importante que, quando tirares apontamentos de uma aula, de um texto ou de um livro, tenhas a preocupação de interligar as frases, registar os exemplos que as tornam mais claras. A fim de serem facilmente apreendidos, deves utilizar frases e expressões curtas. Para assegurares apontamentos de qualidade deves preocupar te com vários aspectos: a) O material de registo; b) Organizar uma página; c) Como captar o máximo de informação; d) O que registar; e) Estruturar a informação. a) O material de registo Aconselhamos te que uses cadernos com o formato A4, porque te permitem organizar e visualizar melhor os apontamentos. Uma das alternativas é o recurso a um caderno independente para cada disciplina que tem a vantagem de manter o material todo junto, evitando se que se perca. Outro material utilizado é o caderno de argolas, ou a capa com separadores para as várias disciplinas. Uma desvantagem na utilização deste material é a possibilidade de se poder perder folhas. Convém, por isso, escrever no cimo da folha o nome da disciplina e a data, numerar as páginas e ter muito cuidado para evitar o extravio e a desordem. A grande vantagem é o facto de se poder acrescentar informação, inserir apontamentos de uma aula a que se faltou, integrar sínteses, esquemas, notas de consulta, etc. Outra vantagem reside no facto de teres todo o teu material junto, sendo menos provável o esquecimento de um caderno em casa. Deves registar os teus apontamentos de forma organizada e em cadernos que te permitam, sempre que precises, consultar as tuas notas facilmente. O tipo de caderno que vais usar é uma opção que deves fazer tendo em conta os teus hábitos. Avalia sempre se a tua escolha é a melhor. B) Como organizar uma página A regra fundamental é não encher a página com notas. É muito importante deixar espaços em branco para poderes completar os teus apontamentos com os de outros colegas, inserir subtítulos, fazer sínteses ou esquemas, resumos, acrescentar outras informações. Se deixares uma linha em branco após cada parágrafo, permites que os apontamentos respirem. Dividir uma página Uma das formas mais utilizadas de se organizar uma página consiste em dividi la com um traço vertical, deixando uma margem de cerca de um terço do lado esquerdo da página. A parte

3 direita será reservada para o registo dos apontamentos e a parte esquerda para comentários, subtítulos, pequenos esquemas, conceitos chave, informações extra, etc. No fundo da página, pode ser deixado um espaço para registar indicações bibliográficas ou ligações que se possam fazer, mais tarde, com outros conhecimentos. c) Como captar o máximo de informação; É fundamental, para quem tira apontamentos, captar o máximo de informação, o que só é possível se se escrever depressa. Por isso, é necessário recorrer a abreviaturas nos apontamentos. Não o faças nos testes ou exames, nem mesmo em trabalhos. Lembra te que só deves utilizar sinais que identifiques bem, para compreenderes o seu significado quando leres os apontamentos. Quanto mais depressa escreveres, mais hipóteses tens de tirar melhores apontamentos, porque podes registar mais informações. O recurso a abreviaturas permite te aumentar a velocidade da escrita. Assegura te de que utilizas sinais que depois consegues reconhecer! D) O que registar É importante, no processo de tirar apontamentos, uma operação mental que consiste em seleccionar o que é importante, isto é deves, registar as ideias e os dados essenciais, excluindo o que é acessório. Poderá ser útil incluir exemplos que ajudem a compreender os conteúdos. Ao escreveres os teus apontamentos, deves utilizar terminologia própria, ou seja, deves traduzir por palavras tuas o que ouves ou lês. Usar vocabulário próprio exige exercício e prática, sendo mais fácil se o assunto te for familiar. Não te deves preocupar em escrever tudo o que ouves ou lês! Registar o essencial, excluir o que é secundário, é a regra básica para quem tira apontamentos. E) Estruturar a informação Só podes considerar que tens bons apontamentos se a informação recolhida for organizada, se as ideias estiverem estruturadas. Assim, ser te á muito mais fácil memorizar a matéria e preparares te para elaborar respostas bem construídas nos testes e nos exames.

4 Uma técnica a que podes recorrer consiste em escrever títulos e subtítulos como forma de classificar as várias partes de um assunto. Sublinhar as ideias principais, as palavras chave, é também uma forma de organização. Podes assinalar à margem o que não compreendes te, colocando um ponto de interrogação, ou escrever as palavras chave, isto é, as ideias principais sobre o assunto. Apontamentos nivelados Pode se para além de se registar as ideias à medida que vão sendo apresentadas, assinalar o seu grau de importância, estabelecendo uma hierarquia. Esta técnica implica uma grande capacidade de análise e síntese, sendo mais acessível se dominas o assunto. É muito importante que releias os apontamentos e os organizes. Há muitas formas de o fazer: Sublinhar o que é essencial; Registar nas margens os conceitos chave; Inserir, nos espaços que deixaste livres, títulos e subtítulos que podes sublinhar a cor diferente; Numerar, se for caso disso, sequências, factos, fenómenos, acontecimentos, etc; Fazer esquemas. Esta actividade de estruturação da informação pode ser aplicada ao passares os apontamentos a limpo. Deves proceder a este trabalho o mais depressa possível: é te mais fácil reconstituir o que ouviste ou leste há pouco tempo e, por isso, é maior a possibilidade de escreveres um texto bem apresentado e com sentido. Por outro lado, aprendes o assunto melhor, o que, no caso de ser uma aula, é fundamental para a compreensão da aula seguinte. Para além de procurar tirar apontamentos utilizando vocabulário próprio, deves organizar a informação que registaste. A organização facilitará a compreensão da matéria e as revisões que precises 3 Vamos de fazer. tirar apontamentos 3.1 Tirar apontamentos de uma aula Mesmo que os conteúdos que o professor expõe estejam incluídos em livros que podes consultar, é importante reconheceres os aspectos a que ele dá mais importância, a forma como organiza a matéria, os exemplos que utiliza, etc. Além disso, quando tiras apontamentos de uma aula, asseguras a tua atenção. Ao registares notas daquilo que ouves, tornas te activo, o que te ajuda a concentrares te. Por outro lado, quando escreves as tuas notas já estás a proceder a uma selecção da informação que estás a ouvir, registando o que é essencial, assinalando o que não entendes, já organizas de modo pessoal o conteúdo do discurso do professor, e esta actividade facilita a assimilação dos conhecimentos, isto é aprendes melhor.

5 Escutar / Compreender / Registar / Rever depois, rever. Para tirar apontamento de uma forma eficaz, terás de: escutar, compreender, registar e, Escutar: Grande parte da aprendizagem relaciona se com o que o professor expõe durante as aulas. Por isso, é fundamental que escutes atentamente o professor. Compreender: só se pode tirar apontamentos se se entender o que é dito. Tirar apontamento não é um mero registo do que se ouve. Implica compreensão, uma elaboração mental, para que se escreva o que é essencial de uma forma sistematizada. Registar: nos apontamentos só deve ser registado o que é essencial, isto é, as ideias principais o que implica uma selecção daquilo que se ouve. O registo envolve uma sistematização dos conhecimentos. Rever: é importante que releias os apontamentos que tiraste de uma aula o mais depressa possível, pois assim poderás verificar se compreendeste tudo bem. É nesta revisão que vais identificar o que não percebeste, corrigir erros, detectar informações que não captaste, reconhecer dúvidas. Sempre que possível, deves, ao rever os apontamentos, sintetizar em poucas linhas o fundamental da aula, clarificando conceitos. Tirar apontamentos não se reduz à reprodução do que se ouve ou lê. Escutar atentamente é o primeiro passo para se aprender o conteúdo da informação que é transmitida. Compreender o conteúdo do que se ouve é a base para se seleccionar as ideias principais que se registam. A revisão rápida dos apontamentos possibilita que o completes eficazmente e que assimiles melhor os conhecimentos. 3.2 Tirar apontamentos de um texto A primeira actividade a desenvolver antes de começar a tirar apontamentos de um texto é lêlo na sua totalidade, para apreender a sua estrutura, o seu sentido de conjunto. Se dominas bem o assunto e se o texto é acessível, vais analisando o texto à medida que o vais lendo, sublinhando o que consideras essencial. Se o tema te é desconhecido, se o texto é denso e difícil, faz uma leitura rápida dando especial atenção aos títulos, frases e palavras em destaque e a esquemas. Depois de primeira leitura analisa cada uma das partes que constituem o texto, Na segunda leitura, é importante que, antes de começares a redigir as tuas anotações, sublinhes o texto. Sublinhar Sublinhar um texto será um modo de tornar a leitura mais proveitosa, rápida e eficaz. Um texto sublinhado constitui uma preciosa ajuda, porque te permite:

6 Uma maior concentração durante a leitura; Captar as ideias principais do texto, dado que tens de as seleccionar; Distinguir as ideias principais das ideias secundárias; Localizar rapidamente os diferentes conceitos; Compreender a estrutura lógica do texto; Facilitar a tarefa de tirar apontamento, fazer resumos, organizar esquemas; Fazer revisões em menos tempo; Desenvolver capacidades intelectuais, como a análise e a síntese. O que se deve sublinhar O que deve ser sublinhado são as informações fundamentais. Deves procurar realçar o que +e mais importante sobre o assunto, o que é essencial é o imprescindível para a compreensão de uma determinada parte do texto. Deves escolher conceitos chave, designações técnicas, frases de síntese. Quando sublinhar Numa primeira leitura do texto, ficas com uma ideia geral do assunto e avalias o seu grau de dificuldade. Será numa segunda leitura que deves destacar os dados mais importantes da cada parte do texto, deves ir sublinhando à medida que vais lendo, e apenas se deve sublinhar depois de se ter percebido o que se leu. Como sublinhar A utilização de várias cores pode ajudar aqueles que estão a treinar a técnica. Podes usar, por exemplo, uma cor para as ideias principais e outra para as ideias secundárias. Com o treino, as cores podem ser substituídas por diferentes tipos de linha para diferentes situações (linha recta, ondulada, tracejada, etc). Assim, podes utilizar: Linha recta para as ideias principais ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ Linha ondulada para as ideias secundárias Linha tracejada para exemplos e para fazer sobressair pormenores Caixilho para os títulos principais Utilização de sinais É muito útil acompanhar os sublinhados com sinais que se registam nas margens da página. Podes, por exemplo, utilizar uma seta junto às afirmações que te parecem mais importantes. Cabe a cada um escolher o conjunto de sinais e de situações que lhe estão relacionadas. As notas laterais Podes enriquecer a tua actividade registando anotações na margem: escrevendo o conceito que é definido no texto ou sintetizando o conteúdo fundamental de um dado extracto. O importante

7 é que vais compreender melhor o texto, demorarás mais tempo a ler e a sublinhar, mas ficarás a perceber melhor o sentido do texto, os conceitos chave. Quando tiveres de tirar apontamentos de um texto, segue as etapas que te sugerimos: lê o texto na totalidade e em seguida sublinha as ideias principais. 3.3 Tirar apontamentos de um livro A primeira actividade deve ser consultar o índice. Será a partir do índice que irás seleccionar o capítulo ou capítulos que mais interessam. Fazer fichas Registar as notas de um livro em fichas é uma tarefa muito útil, porque te permite consultar os dados que recolheste com facilidade. Esta actividade é muito importante porque um bom ficheiro de fichas bibliográficas e de fichas de leitura é um importante recurso para consultas posteriores. Ficha bibliográfica encontrarás, numa das primeiras páginas do livro, uma ficha técnica de onde podes retirar os dados que precisas. Autor: Escreve se o apelido em maiúsculas, seguido do primeiro nome, separado por uma vírgula. Título: escreve se em itálico. No final, põe se um ponto ou uma vírgula. Volume: utiliza se a numeração árabe. Edição: deve ser indicado o número da edição. Colecção: a designação deve constar entre aspas. Local de edição: deves indicar o local de edição. Editor: deve ser indicado o nome da editora sem recorrer a abreviaturas. Data: deve ser indicada a data de edição. No caso de a data não constar no livro escreves: s/d. No fim de um trabalho deves apresentar a título e o autor dos livros que consultaste, isto é, a bibliografia a que recorreste. Exemplo: TOWNSEND, Susan. As Confissões de Adrian Mole & C.ª. Lisboa: Difel, Tirar apontamentos de um artigo Tirar apontamento de um artigo, de um jornal, ou de uma revista é uma técnica que segue todas as instruções que indicámos para os textos. Deves ter muito cuidado, de modo a distinguir claramente o que são apontamentos e o que são transcrições. Tirar apontamentos é traduzir por palavras nossas o que lemos ou ouvimos. Transcrever é copiar, por extenso, uma parte de um texto. No caso de se fazer uma transcrição deves evitar que seja longa: selecciona o que mais interessa.

8 3.5 Tirar apontamentos de uma visita de estudo Antes da visita deves recolher e analisar toda a informação fornecida pelos professore, porque o que vais ver terá então mais significado para ti e ser te á mais fácil produzir o trabalho final. Deves levar um caderno e ir registando os dados transmitidos ou pelos professora ou por guias. Escreve também as tuas impressões pessoais sobre o que observas, porque é importante que exprimas as tuas opiniões. Recolhe, no local, folhetos e pequenas brochuras que contêm dados úteis sobre os locais que visitas. Convém que revejas as notas que tiraste o mais depressa possível, para ser mais fácil reconstituir os aspectos fundamentais da visita. 3.6 Tirar apontamentos de um filme Antes de veres o filme, o professor justifica a razão que o leva sugeri lo. Nessa altura, podes já registar numa folha alguns tópicos que orientarão o teu trabalho. À medida que vais vendo o filme, podes ir tomando notas que, depois, organizarás num texto. Podes organizar as tuas notas dividindo, por exemplo, a página em duas partes: na da esquerda, registas as imagens ou situações que queres recordar; na da direita, os comentários que uma situação te sugere. O trabalho que apresentares ao professor deve incluir a ficha do filme onde deverão constar os seguintes dados: Exemplo Título original: The Mask Título em português: A Máscara Realização: Charles Russel Interpretes: Jim Carey, Peter Greene, Amy Yasbeck Argumento: Mike Werb Ano da produção: Tirar apontamentos de um colóquio É útil consultar previamente o folheto que normalmente é distribuído, porque tem dados sobre os conferencistas e sobre os assunto a tratar. Deves iniciar os teus apontamentos escrevendo: Tema da conferência; Data; Título da intervenção; Nome do conferencista; Local de realização da conferência Sempre que possível relaciona o que ouves com o que sabes sobre o assunto. Tirar apontamentos de um colóquio ou conferência não só te permite estar atento ao que está a ser exposto, como os dados que registares te poderão ser úteis para aulas, trabalhos ou outras situações futuras.

9 3.8 Tirar apontamentos de um programa de TV São vários os programas de TV que se relacionam com temas abordados por diferentes disciplinas. Se tiveres oportunidade, grava o programa, porque te permite revê lo ou emprestá lo aos teus colegas. Nos apontamentos que tirares, deves sempre registar: O título ou o tema do programa; O nome dos intervenientes; O nome do realizador; A data e a hora em que foi transmitido; O canal em que foi transmitido. 3.9 Tirar apontamentos da Internet Deves ser muito rigoroso quando procedes a buscas na Internet. Aqui vão alguns conselhos: Define claramente o que queres procurar; Dentro do assunto geral, selecciona o aspecto sobre o qual desejas obter informação; Recolhe, antes de iniciar a busca, informações sobre os sites que tratam do tema; Ao consultar um site, tem sempre presente a informação que pretendes encontrar; Explora só os links que efectivamente têm a ver com a tua pesquisa; Regista o endereço dos sites de onde recolheste as informações; Regista a data em que fizeste a consulta; Se encontrares um texto significativo, faz o seu download e imprime o. O registo data em que fizeste a consulta é essencial porque os materiais que recolhemos na Internet são frequentemente modificados, melhorados, reorganizados e até suprimidos. Exemplo: Galileu Lalilei. In Infopédia. Porto: Porto Editora, (consulta ). A Internet é uma fonte inesgotável de informação. Podes e deves recorrer a este novo meio, tendo sempre em atenção que deves controlar o tempo e o tipo de consulta. Regista as informações mais importantes, bem como o endereço do site consultado. Texto de apoio ao estudo baseado na obra Como Tirar Apontamentos e Fazer Esquemas de Manuela Matos Monteiro PORTO EDITORA

saber identificar as ideias principais, organizá las e relacioná las com as anteriores;

saber identificar as ideias principais, organizá las e relacioná las com as anteriores; Leitura na diagonal É um tipo de leitura rápida, em que o objectivo é procurar uma informação específica ou identificar as ideias principais de um texto, que te vai permitir organizar melhor o teu estudo.

Leia mais

OBJETIVOS. Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva;

OBJETIVOS. Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva; OBJETIVOS Definir objetivos de estudo a nível pessoal; Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva; Sensibilizar os E.E. para

Leia mais

Define claramente o tema, o seu objectivo e os aspectos a desenvolver. De seguida deves ser capaz de levantar questões sobre o que pretendes

Define claramente o tema, o seu objectivo e os aspectos a desenvolver. De seguida deves ser capaz de levantar questões sobre o que pretendes Como fazes os teus trabalhos escritos? Há dois métodos para fazer trabalhos 1-Vais à Net copias a informação, colas num novo documento, imprimes e já está! 2-Pesquisas informação em fontes diversas, retiras

Leia mais

1ª Etapa: A Escolha do Tema

1ª Etapa: A Escolha do Tema O que é um trabalho escrito? Realizar um trabalho escrito é pegar num tema, clarificá-lo e tomar uma posição sobre o mesmo. Para isso, deve utilizar-se bibliografia adequada. Quando é pedido a um aluno

Leia mais

Técnicas de Memorização.

Técnicas de Memorização. Como Estudar? Técnicas de Memorização. Aprendizagem: dreamstime As estratégias de estudo que adquiriste no ensino secundário devem ser adaptadas ao ensino superior. Existem disciplinas com forte componente

Leia mais

Aprendendo a ESTUDAR. Ensino Fundamental II

Aprendendo a ESTUDAR. Ensino Fundamental II Aprendendo a ESTUDAR Ensino Fundamental II INTRODUÇÃO Onde quer que haja mulheres e homens, há sempre o que fazer, há sempre o que ensinar, há sempre o que aprender. Paulo Freire DICAS EM AULA Cuide da

Leia mais

PORTO EDITORA AREAL EDITORES LISBOA EDITORA. Manual do Utilizador. Aluno. www.escolavirtual.pt

PORTO EDITORA AREAL EDITORES LISBOA EDITORA. Manual do Utilizador. Aluno. www.escolavirtual.pt PORTO EDITORA AREAL EDITORES LISBOA EDITORA Manual do Utilizador Aluno www.escolavirtual.pt 1 2 www.escolavirtual.pt Índice Escola Virtual Informação para Pais e Educadores 05 Escola Virtual Informação

Leia mais

Como elaborar um trabalho de Pesquisa

Como elaborar um trabalho de Pesquisa Como elaborar um trabalho de Pesquisa Como elaborar um trabalho de pesquisa O primeiro passo a dar é a escolha do tema por ti, pelo grupo ou até por sugestão do(a) professor(a). Seguidamente estabelecerás

Leia mais

SABER ESTUDAR: Estuda num local que favoreça a concentração e que seja sossegado. Não estudes com televisão ligada.

SABER ESTUDAR: Estuda num local que favoreça a concentração e que seja sossegado. Não estudes com televisão ligada. SABER ESTUDAR: 1. CONDIÇÕES FÍSICAS E PSICOLÓGICAS Estudar é uma actividade que se aprende, tal como se aprende a nadar ou a andar de bicicleta. Claro que nestas situações o treino é fundamental! Existem

Leia mais

Guião para a elaboração de um trabalho de pesquisa

Guião para a elaboração de um trabalho de pesquisa Guião para a elaboração de um trabalho de pesquisa Documentos de Apoio ao Estudo Biblioteca Escolar Índice Introdução ---------------------------------------------------------------------------- 2 1. 1ª

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

Aprender a escrever pequenos contos: dicas importantes para futuros escritores

Aprender a escrever pequenos contos: dicas importantes para futuros escritores Aprender a escrever pequenos contos: dicas importantes para futuros escritores Escrever não é uma tarefa fácil e, contrariamente ao que se possa pensar, não resulta exclusivamente de acessos de inspiração

Leia mais

Agrupamento Vertical de Escolas de Salir Biblioteca Escolar 2008/2009. Como fazer um trabalho

Agrupamento Vertical de Escolas de Salir Biblioteca Escolar 2008/2009. Como fazer um trabalho Agrupamento Vertical de Escolas de Salir Biblioteca Escolar 2008/2009 Como fazer um trabalho Etapas na elaboração de um trabalho 1ª Etapa Penso sobre o tema 2ª Etapa Onde vou encontrar a informação? 3ª

Leia mais

Porquê Ensinar a Estudar e a Aprender?

Porquê Ensinar a Estudar e a Aprender? Porquê Ensinar a Estudar e a Aprender? Quando nos envolvemos na realização de diferentes tarefas, é importante avaliar os procedimentos e os meios de aprendizagem que adoptamos s face a essas tarefas:

Leia mais

Competências em Literacia da Informação. Saber comunicar a informação Apresentações orais

Competências em Literacia da Informação. Saber comunicar a informação Apresentações orais Competências em Literacia da Informação Saber comunicar a informação Apresentações orais Ana Isabel Roxo 2009 Apresentações orais Em algum momento da tua vida terás de fazer uma apresentação oral que poderá

Leia mais

Guia COMO APRESENTAR UM TRABALHO ESCRITO

Guia COMO APRESENTAR UM TRABALHO ESCRITO Guia COMO APRESENTAR UM TRABALHO ESCRITO Realizar trabalhos escritos é uma das tarefas mais comuns que vais realizar ao longo do teu percurso escolar e, no geral, têm um peso significativo na tua avaliação.

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS COMO FAZER UM TRABALHO DE PESQUISA

BIBLIOTECA ESCOLAR CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS COMO FAZER UM TRABALHO DE PESQUISA BIBLIOTECA ESCOLAR CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS COMO FAZER UM TRABALHO DE PESQUISA Se pesquisares sobre os temas das aulas, serás um aluno de sucesso que saberá aprender e continuará a aprender pela vida

Leia mais

yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnm qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc

yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnm qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwe rtyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyui opasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

Botão direito do rato >> Propriedades da página >> Formatação >> Cor: Fundo.

Botão direito do rato >> Propriedades da página >> Formatação >> Cor: Fundo. GUIÃO WEBQUEST 1 1 Criar um novo site no frontpage. Ficheiro >> Novo >> Web Site. 2 Criar uma nova página e guardá-la com o nome índex.htm. Ficheiro >> Novo >> Página. 3 Formatar o fundo com cor. Botão

Leia mais

ÍNDICE: Introdução...2

ÍNDICE: Introdução...2 ÍNDICE: Introdução...2 COMO ELABORAR UM TRABALHO ESCRITO.. 3 1. Fases do trabalho...3 1.1 Planificação.. 3 1.2 Recolha e Organização da Informação....4 1.3 Preparação do texto final. 5 1.4 A redacção final...6

Leia mais

COMO SE PREPARA UMA REPORTAGEM i DICAS PARA PREPARAR UMA REPORTAGEM

COMO SE PREPARA UMA REPORTAGEM i DICAS PARA PREPARAR UMA REPORTAGEM COMO SE PREPARA UMA REPORTAGEM i DICAS PARA PREPARAR UMA REPORTAGEM Ver, ouvir, compreender e contar eis como se descreve a reportagem, nas escolas de Jornalismo. Para haver reportagem, é indispensável

Leia mais

Etapa 1: Escolho o tema/subtema

Etapa 1: Escolho o tema/subtema Etapa 1: Escolho o tema/subtema Nesta etapa deves colocar algumas questões e só depois de obteres resposta à 1ª pergunta é que avanças para as restantes: 1ª Pergunta Já sabes especificar o teu tema, quer

Leia mais

Conteúdo. Como ler artigos científicos... 2

Conteúdo. Como ler artigos científicos... 2 Comol era r t i gos c i ent íc os Conteúdo Como ler artigos científicos... 2 Dicas de como ler o artigo... 4 Guia de como ler um artigo:... 5 Atividade 1... 7 Etapa 1... 7 Etapa 2... 8 Etapa 3... 8 Etapa

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA A IMPORTÂNCIA DA LEITURA Quem não possui o hábito da leitura, precisa desenvolvê-lo, pois é difícil uma formação de qualidade sem muita leitura. Como você costuma selecionar seu material de leitura? O

Leia mais

Cursos Profissionais. Prova de Aptidão Profissional

Cursos Profissionais. Prova de Aptidão Profissional Escola Secundária de S. João do Estoril Cursos Profissionais Normas para a apresentação do relatório Professora Orientadora: Apresentação As normas que se apresentam têm por objectivo uniformizar a apresentação

Leia mais

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugerimos, para elaborar a monografia de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), que o aluno leia atentamente essas instruções. Fundamentalmente,

Leia mais

Manual do Utilizador Aluno

Manual do Utilizador Aluno Manual do Utilizador Aluno Escola Virtual Morada: Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto PORTUGAL Serviço de Apoio ao Cliente: Telefone: (+351) 707 50 52 02 Fax: (+351) 22 608 83 65 Serviço Comercial:

Leia mais

ELABORAÇÃO DE UM GUIÃO DE PESQUISA DE INFORMAÇÃO

ELABORAÇÃO DE UM GUIÃO DE PESQUISA DE INFORMAÇÃO ELABORAÇÃO DE UM GUIÃO DE PESQUISA DE INFORMAÇÃO Este guia pretende ajudar os professores e os alunos na criação de guiões de pesquisa de informação. Os guiões de pesquisa podem ser mais ou menos detalhados,

Leia mais

Aprender a Estudar. Imagem de http://www.culturamix.com/cultura/livros/fotos-livros

Aprender a Estudar. Imagem de http://www.culturamix.com/cultura/livros/fotos-livros Aprender a Estudar Imagem de http://www.culturamix.com/cultura/livros/fotos-livros Cada pessoa tem dentro dele um fragmento de boas notícias. A boa notícia é que cada um de nós não sabe o quão extraordinário

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

PRINCÍPIOS DA INSTRUÇÃO PROGRAMADA 1. Se você ler cada um dos quadros cuidadosamente, provavelmente cometerá muito poucos erros.

PRINCÍPIOS DA INSTRUÇÃO PROGRAMADA 1. Se você ler cada um dos quadros cuidadosamente, provavelmente cometerá muito poucos erros. PRINCÍPIOS DA INSTRUÇÃO PROGRAMADA 1 INSTRUÇÕES Existem diferenças entre um Curso Programado ou Programa em Instrução Programada e um livro - texto comum. A primeira diferença é que o material se apresenta

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE SANTO ONOFRE LÍNGUA FRANCESA - 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS VALOR AVALIAÇÃO 1. Durante o período de aprendizagem o aluno deverá

Leia mais

Professora: Yandra Mello

Professora: Yandra Mello Professora: Yandra Mello Se você precisa realizar um trabalho, de qual matéria for, lembre-se que você não deve realizá-lo de qualquer maneira, entrar em qualquer site, colocar o texto no Word, e sem ler

Leia mais

Tradição e Inovação em Filosofia: Percurso de um Tema Filosófico

Tradição e Inovação em Filosofia: Percurso de um Tema Filosófico Tradição e Inovação em Filosofia: Percurso de um Tema Filosófico Temas: OS DIREITOS HUMANOS O HOMEM O CIDADÃO A DEMOCRACIA O TRABALHO E A JUSTIÇA SOCIAL A LIBERDADE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO (...) Tarefas

Leia mais

Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro

Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro Ano Lectivo 2007/2008 BIBLIOTECA CENTRO DE RECURSOS Literacia da Informação COMO FAZER UM TRABALHO 1ª Etapa Identificar o tema 2ª Etapa Procurar fontes de informação 3ª Etapa Seleccionar os documentos

Leia mais

Como criar um Utilizador no Windows

Como criar um Utilizador no Windows 2013-05-08 11:00:17 Olá, como estás? Hoje vamos falar de um assunto que te vai ajudar a organizar o teu computador, assim como o dos teus pais, se o utilizares para as tuas aventuras informáticas. Muitas

Leia mais

Microsoft FrontPage - EXERCÍCIO 1

Microsoft FrontPage - EXERCÍCIO 1 - EXERCÍCIO 1 OBJECTIVO Planear uma página, criar e configurar paginas na web com o auxílio do Microsoft FrontPage e Criação de Hiperlinks. Introdução : Um Web site é um conjunto de páginas de informação

Leia mais

Para tirar proveito máximo de uma aula, algumas técnicas são úteis:

Para tirar proveito máximo de uma aula, algumas técnicas são úteis: A ARTE DE ESTUDAR "O começo da sabedoria é encontrado na dúvida; duvidando começamos a questionar, e procurando podemos achar a verdade." (Pierre Abelard) Para tirar proveito máximo de uma aula, algumas

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico

Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico Para realizar uma pesquisa que não se torne um grande sacrifício pelas dificuldades em encontrar

Leia mais

Cotagem de dimensões básicas

Cotagem de dimensões básicas Cotagem de dimensões básicas Introdução Observe as vistas ortográficas a seguir. Com toda certeza, você já sabe interpretar as formas da peça representada neste desenho. E, você já deve ser capaz de imaginar

Leia mais

GERIR ENERGIA: A VERDADE SOBRE A GESTÃO DO TEMPO

GERIR ENERGIA: A VERDADE SOBRE A GESTÃO DO TEMPO GERIR ENERGIA: A VERDADE SOBRE A GESTÃO DO TEMPO Gestão do tempo como gestão das energias Ninguém gere o tempo. Não conseguimos colocar as 17 horas antes das 15. 2004 só chega depois de 2003. Gerimos energias,

Leia mais

Como estudar melhor?

Como estudar melhor? Universidade Federal da Paraíba Departamento de Física PET - Programa de Educação Tutorial Autores: Integrantes do grupo PET - Física/UFPB Bruno C. B. N. de Souza (ex-bolsista Geraldo F. de Santana Jr.

Leia mais

Observação das aulas Algumas indicações para observar as aulas

Observação das aulas Algumas indicações para observar as aulas Observação das aulas Algumas indicações para observar as aulas OBJECTVOS: Avaliar a capacidade do/a professor(a) de integrar esta abordagem nas actividades quotidianas. sso implicará igualmente uma descrição

Leia mais

Actividade: Criar um e-mail e trocar mensagens

Actividade: Criar um e-mail e trocar mensagens Apêndice 7 A Nota Explicativa Actividade: Criar um e-mail e trocar mensagens A aplicação desta actividade pretende dotar os alunos de competências básicas relacionadas com a utilização do e-mail como uma

Leia mais

Como criar e gerir um blog?

Como criar e gerir um blog? Como criar e gerir um blog? Como criar um blog? Como escrever num blog? Como visualizar o meu blog? Como apagar ou emendar um texto que já tenha sido publicado? O Sistema de Comentários Configurações Importantes!!

Leia mais

gettyimages.pt Guia do site área de Film

gettyimages.pt Guia do site área de Film gettyimages.pt Guia do site área de Film Bem-vindo à área de Film do novo site gettyimages.pt. Decidimos compilar este guia, para o ajudar a tirar o máximo partido da área de Film, agora diferente e melhorada.

Leia mais

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES 1 Eficácia nos estudos 2 Anotação 2.1 Anotações corridas 2.2 Anotações esquemáticas 2.3 Anotações resumidas 3 Sublinha 4 Vocabulário 5 Seminário 1 EFICÁCIA

Leia mais

GUIÃO COMO FAZER UM TRABALHO

GUIÃO COMO FAZER UM TRABALHO GUIÃO COMO FAZER UM TRABALHO BE-CRE 2012/2013 1ª Etapa Penso sobre o tema 2ª Etapa Onde vou encontrar a informação? 3ª Etapa Seleciono os documentos 4ª Etapa Recolho a informação 5ª Etapa Trato a informação

Leia mais

Guia de Apoio à Elaboração de um Trabalho Escrito

Guia de Apoio à Elaboração de um Trabalho Escrito Guia de Apoio à Elaboração de um Trabalho Escrito Trabalho Escrito Realizar um trabalho escrito é: selecionar um tema clarificá-lo tomar uma posição sobre o mesmo Para isso, deves utilizar bibliografia

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES

ORIENTAÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES ORIENTAÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES Ao organizar um trabalho escolar é necessário que algumas normas sejam observadas pelo aluno. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) encarrega-se

Leia mais

Introdução aos Sistemas Informáticos

Introdução aos Sistemas Informáticos I folhas de tamanho A4, com 2 centímetros em todas as margens. 3. Guarde o documento na sua disquete (se não tiver uma disquete, então grave-o no disco do computador) com o nome Exercício 1. 4. Introduza

Leia mais

A Tua Frase Poderosa. Coaches Com Clientes: Carisma. Joana Areias e José Fonseca WWW.COACHESCOMCLIENTES.COM

A Tua Frase Poderosa. Coaches Com Clientes: Carisma. Joana Areias e José Fonseca WWW.COACHESCOMCLIENTES.COM A Tua Frase Poderosa Coaches Com Clientes: Carisma Joana Areias e José Fonseca WWW.COACHESCOMCLIENTES.COM Introdução Neste pequeno texto pretendo partilhar contigo onde os coaches falham ao apresentarem-se

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTO E ACESSO AO SIMULADOR

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTO E ACESSO AO SIMULADOR INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTO E ACESSO AO SIMULADOR 1 A tua equipa foi escolhida para dirigir uma companhia de produtos de cuidado da pele, cujos acionistas estão localizados na Europa. A tua empresa tem

Leia mais

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com 1 Distribuição Gratuita. Este e-book em hipótese alguma deve ser comercializado ou ter seu conteúdo modificado. Nenhuma parte deste e-book pode ser reproduzida ou transmitida sem o consentimento prévio

Leia mais

Curso de Formação Especializada em BE/CRE Módulo: Software Educativo e aprendizagem com as TIC

Curso de Formação Especializada em BE/CRE Módulo: Software Educativo e aprendizagem com as TIC Módulo: Software Educativo e aprendizagem com as TIC Trabalho realizado pelas professoras: Graça Pedrosa Ivone Pedroso Outubro 2003 Introdução Concordando com Papert, pensamos que a aprendizagem tipo familiar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CANAS DE SENHORIM WWW. Como pesquisar na Internet e como avaliar páginas Web

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CANAS DE SENHORIM WWW. Como pesquisar na Internet e como avaliar páginas Web AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CANAS DE SENHORIM E S C O L A E B 2, 3 / S E N G º D I O N Í S I O A U G U S T O C U N H A B I B L I O T E C A E S C O L A R C E N T R O D E R E C U R S O S E D U C A T I V O

Leia mais

Ficha de trabalho/ treino 7º ano de escolaridade Modos verbais: indicativo, imperativo e conjuntivo

Ficha de trabalho/ treino 7º ano de escolaridade Modos verbais: indicativo, imperativo e conjuntivo Ficha de trabalho/ treino 7º ano de escolaridade Modos verbais: indicativo, imperativo e conjuntivo 1. Observa uma lista de indicações para uma correta operação de lavagem dos dentes. 1. Pegar na escova

Leia mais

CRIAÇÃO DE UM SITE COMPLETO EM FLASH

CRIAÇÃO DE UM SITE COMPLETO EM FLASH CRIAÇÃO DE UM SITE COMPLETO EM FLASH Introdução A criação de sites completamente em Flash é uma boa indicadora do grau de experiência que alguém pode ter com este software. Escusado será dizer que a criação

Leia mais

Guarantã do Norte-MT 2012

Guarantã do Norte-MT 2012 Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte FSCGN Departamento de Administração José das Couves [J1] Comentário: Fonte Times, tamanho, espaçamento 1,5, recúo 0, texto centralizado. GUIA DE NORMALIZAÇÃO

Leia mais

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS 1 NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS Este primeiro capítulo aborda conceitos elementares relacionados com bases de dados. Os conceitos abordados neste capítulo são necessários para trabalhar adequadamente

Leia mais

Roteiro para se fazer uma boa pesquisa e elaborar um trabalho acadêmico

Roteiro para se fazer uma boa pesquisa e elaborar um trabalho acadêmico Roteiro para se fazer uma boa pesquisa e elaborar um trabalho acadêmico Para realizar uma pesquisa que não se torne um grande sacrifício pelas dificuldades em encontrar as informações, antes é preciso

Leia mais

Breve história do computador e iniciação ao Microsoft Word

Breve história do computador e iniciação ao Microsoft Word Projecto de Acompanhamento Pedagógico de Internet Escola Superior de Educação de Viana do Castelo - IPVC Breve história do computador e iniciação ao Microsoft Word Já pensaste como surgiu o computador?

Leia mais

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR RESENHA Neste capítulo, vamos falar acerca do gênero textual denominado resenha. Talvez você já tenha lido ou elaborado resenhas de diferentes tipos de textos, nas mais diversas situações de produção.

Leia mais

Gabinete de Aconselhamento Vocacional e Psicológico FCT/UNL

Gabinete de Aconselhamento Vocacional e Psicológico FCT/UNL Sugestões Para o Teu Estudo Não há regras rígidas para um estudo efectivo e bem sucedido, pelo que cada pessoa deve desenvolver a sua própria abordagem ao mesmo. Contudo, no geral, o acto de estudar envolve

Leia mais

Perfil turma (1002) Constituição da turma

Perfil turma (1002) Constituição da turma ESCOLA SECUNDÁRIA D. SANCHO I Programa Sócrates Acção Comenius 1 Projecto de Desenvolvimento Escolar 5/6 Projecto: «Da Nascente até à Foz» Visões Transeuropeias Relacionadas com Métodos Perfil turma (1)

Leia mais

Domine o Word 2007. Professor: Rafael Henriques. Ano Lectivo 2010/2011

Domine o Word 2007. Professor: Rafael Henriques. Ano Lectivo 2010/2011 Domine o Word 2007 1 Professor: Rafael Henriques Ano Lectivo 2010/2011 Sumário Introdução aos Processadores de texto; Microsoft Word 2007 O ambiente de trabalho O Friso Os Tabuladores do Word 2007; Realização

Leia mais

Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender.

Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. 2009-2010 Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. Paulo Freire 1 ÍNDICE Introdução... 3 Objectivos... 3 Actividades... 3 Localização... 4 Horário provável de funcionamento...

Leia mais

Como fazer uma apresentação

Como fazer uma apresentação Como fazer uma apresentação Etapas para fazer uma apresentação Definição dos 1 objectivos da apresentação de acordo com as necessidades e o perfil da audiência Preparação de uma linha de trabalho de um

Leia mais

EXPERIMENTAR PODE SER VOAR PARA OUTRO ESPAÇO

EXPERIMENTAR PODE SER VOAR PARA OUTRO ESPAÇO EXPERIMENTAR PODE SER VOAR PARA OUTRO ESPAÇO In: Pensar avaliação, melhorar a aprendizagem /IIE Lisboa: IIE, 1994 (...) tenho de observar o mundo a partir de outra óptica, outra lógica, e outros métodos

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS. 3º ano 1º trimestre / 2015. Nome: Data: / /.

ROTEIRO DE ESTUDOS. 3º ano 1º trimestre / 2015. Nome: Data: / /. ROTEIRO DE ESTUDOS 3º ano 1º trimestre / 2015 Nome: Data: / /. Querido (a) Aluno (a), Elaboramos este roteiro com dicas sobre os conteúdos trabalhados no 1º trimestre e que serão abordados nas avaliações

Leia mais

Preparação da época de exames

Preparação da época de exames Preparação da época de exames Sugestões para os estudantes Imagem de http://jpn.icicom.up.pt/imagens/educacao/estudar.jpg A preparação para os Exames começa no início do Semestre O ritmo de exposição da

Leia mais

Plano de Aula 1. Nível de Ensino: Básico e Secundário. Tópico : Finanças Tema: Consumo

Plano de Aula 1. Nível de Ensino: Básico e Secundário. Tópico : Finanças Tema: Consumo Plano de Aula 1 Nível de Ensino: Básico e Secundário. Tópico : Finanças Tema: Consumo Competências - Comparar as taxas associadas aos diferenets cartões de crédito. - Comparar as taxas com a inflação.

Leia mais

Serviço de Psicologia e Orientação Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama MOMENTOS DE PARTILHA

Serviço de Psicologia e Orientação Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama MOMENTOS DE PARTILHA Serviço de Psicologia e Orientação Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama MOMENTOS DE PARTILHA Como melhorar o sucesso escolar do seu filho Porque há insucesso? Falta de disciplina, de interesse, motivação

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero!

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! As pessoas com dificuldades de aprendizagem têm o poder para escolher os seus serviços de apoio. Este folheto está escrito em linguagem fácil. O que é um consumidor?

Leia mais

Normas para os ensaios

Normas para os ensaios Normas para os ensaios REGRAS DA ELABORAÇÃO DE UM ENSAIO I. Noção O ensaio escolar é uma pequena peça escrita de análise de determinado problema, com vista a identificar uma questão, discorrer sobre ela

Leia mais

Apresentação Gráfica e Formatação de Texto.

Apresentação Gráfica e Formatação de Texto. Apresentação Gráfica e Formatação de Texto. Prof. Dr. Gessé Marques Jr. Fac. Filosofia História e Letras UNIMEP Com o objetivo de estabelecer um padrão gráfico a ser utilizado por todos os trabalhos, exporemos

Leia mais

Alteração da taxa de IVA

Alteração da taxa de IVA Manual do Utilizador Alteração da taxa de IVA Software Sisgarbe Data última versão: 24-06-2010 Data última versão Base de Dados: Data criação: 01-06-2010 Versão: 1.00 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31

Leia mais

Modelo de Pesquisa. Biblioteca Escolar. Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel - Carreira

Modelo de Pesquisa. Biblioteca Escolar. Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel - Carreira Modelo de Pesquisa Biblioteca Escolar Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel - Carreira 1ª etapa Penso sobre o tema 1) Qual o objetivo do meu trabalho? - defino e registo qual é o objetivo do meu trabalho.

Leia mais

Novos Programas: Outras Práticas Pedagógicas 1

Novos Programas: Outras Práticas Pedagógicas 1 Novos Programas: Outras Práticas Pegógicas 1 Maria Conceição Antunes Num estudo sobre os professores de no Ensino Secundário, em que participei (e que foi apresentado neste mesmo local, em 1996, no I Encontro

Leia mais

Vamos começar nossos estudos e descobertas????????

Vamos começar nossos estudos e descobertas???????? Aula 07 RESUMO E RESENHA Vamos iniciar nossos estudos???? Você já deve ter observado que pedimos que leia determinados textos e escreva o que entendeu, solicitamos que escreva o que o autor do texto quis

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ ORGANIZAÇÃO DOS ESTUDOS PLANEJAMENTO PARA O ESTUDO Organização sistemática do tempo disponível para estudo em casa Levantamento do tempo disponível Determinar

Leia mais

GUIÃO PARA A REALIZAÇÃO DE TRABALHOS DE PESQUISA

GUIÃO PARA A REALIZAÇÃO DE TRABALHOS DE PESQUISA GUIÃO PARA A REALIZAÇÃO DE TRABALHOS DE PESQUISA Para enfrentares os desafios sociais que hoje te são colocados, deverás ser capaz de usar a informação de que dispões para a transformar em conhecimento.

Leia mais

Vamos Criar um Ponto de Restauro no Windows

Vamos Criar um Ponto de Restauro no Windows 2013-05-20 19:43:57 Olá meus caros pequenos génios informáticos. Hoje vamos continuar a ajudar-vos na protecção do vosso computador. Já falámos em melhorar o arranque do Windows, libertando-o de processos

Leia mais

A Ponte entre a Escola e a Ciência Azul

A Ponte entre a Escola e a Ciência Azul Projeto educativo A Ponte entre a Escola e a Ciência Azul A Ponte Entre a Escola e a Ciência Azul é um projeto educativo cujo principal objetivo é a integração ativa de estudantes do ensino secundário

Leia mais

Laboratório didático de Física

Laboratório didático de Física Laboratório didático de Física Como redigir um relatório Como escrever um relatório? Esperamos nos próximos parágrafos passar algumas informações úteis para escrever um relatório. É possível que algumas

Leia mais

Apresentação Gráfica e Formatação de Texto.

Apresentação Gráfica e Formatação de Texto. Apresentação Gráfica e Formatação de Texto. Gessé Marques Jr. Fac. Filosofia História e Letras Com o objetivo de estabelecer um padrão gráfico a ser utilizado por todos, exporemos as regras de formatação

Leia mais

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina do Correio Para saber mais sobre Correio electrónico 1. Dicas para melhor gerir e organizar o Correio Electrónico utilizando o Outlook Express Criar Pastas Escrever

Leia mais

GUIÃO DE TRABALHOS DE PESQUISA

GUIÃO DE TRABALHOS DE PESQUISA GUIÃO DE TRABALHOS DE PESQUISA ORIENTAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS DE PESQUISA O trabalho deverá conter os seguintes elementos: 1. Capa 2. Índice 3. Introdução 4. Desenvolvimento

Leia mais

FICHEIROS COM EXEMPLOS

FICHEIROS COM EXEMPLOS FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos fichei Reservados todos os direitos por Centro Atlântico,

Leia mais

Guia da Internet. Página 1

Guia da Internet. Página 1 Guia da Internet Utilização da Internet Introdução... 2 Alguns conceitos básicos... 2 Endereços (URL)... 2 Páginas Web... 3 Abrir o Internet Explorer... 3 O ecrã do Internet Explorer... 4 A Barra de Ferramentas

Leia mais

RESOLUÇÃO DE CONFLITOS

RESOLUÇÃO DE CONFLITOS RESOLUÇÃO DE CONFLITOS Todas as relações interpessoais implicam duas pessoas distintas e únicas, pelo que é natural que possam ocorrer situações em que não se está de acordo, em que se têm opiniões e pontos

Leia mais

Disciplina de Leitura Bíblica Manual do Professor Por David Batty

Disciplina de Leitura Bíblica Manual do Professor Por David Batty Disciplina de Leitura Bíblica Manual do Professor Por David Batty 2 Leitura Bíblica David Batty 1ª Edição Brasil As referências Bíblicas usadas nesta Lição foram retiradas da seguinte versão da Bíblia:

Leia mais

Modelos Conceptual e Mental

Modelos Conceptual e Mental Interfaces Pessoa Máquina 08-10-2012 Modelos Conceptual e Mental Cap. 6 Conceptualização da Interação 06 Melhor e Pior? 1 Melhor e Pior? Resumo Aula Anterior Análise de Utilizadores O que é? Porquê? O

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

Antes de começar tens que saber o que é o hi5. O hi5 é um conjunto de páginas pessoais em que o utilizador se expõe a uma comunidade virtual.

Antes de começar tens que saber o que é o hi5. O hi5 é um conjunto de páginas pessoais em que o utilizador se expõe a uma comunidade virtual. Hi5 Antes de começar tens que saber o que é o hi5. O hi5 é um conjunto de páginas pessoais em que o utilizador se expõe a uma comunidade virtual. 1º Criar Conta 2º Editar as preferências 3º Carregar Imagens

Leia mais