Moderna Plus Matemática

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Moderna Plus Matemática"

Transcrição

1 Moderna Plus Matemática

2 Estrutura

3 Estrutura do Livro Texto Livro texto No total são três livros que dividem todo o conteúdo de matemática do ensino médio. Partes Cada livro é divido em três partes com conteúdos correlacionados, de modo que o aluno leve para a escola somente a parte que está estudando.

4 Estrutura didática Funções, Geometria e Trigonometria Contempla o estudo de importantes funções: afim, quadrática, exponencial, logarítmica e modular, além de abordar os conceitos de geometria plana estendendo-se até trigonometria e funções trigonométricas. Funções trigonométricas, Matrizes, Probabilidade e Análise Combinatória Apresenta o círculo trigonométrico e uma continuação do estudo de funções trigonométricas. Estudo de matrizes e sistemas lineares, passando por sequências, probabilidade e análise combinatória. Geometria Analítica, Números Complexos, Polinômios e Calculo Diferencial Contempla o estudo da geometria analítica se estendendo até números complexos. Polinômios e equações polinomiais e apresenta conceitos de calculo diferencial, abordando limites e derivadas.

5 Estrutura didática Parte Capítulo Seção Os conteúdos são abordados em partes, que trazem os conceitos subdivididos em capítulos. O começo de cada capítulo traz um infográfico que retrata situações e curiosidades do cotidiano relacionados aos conteúdos. No começo de cada seção é detalhado qual o Objetivo e quais Termos e conceitos serão estudados. Assim o aluno pode ter uma visão geral sobre o que irá estudar.

6 Recursos Complementares Demonstrações Demonstrações facilitam a compreensão de determinados conteúdos. Indicação de conteúdo digital Interligando o Portal com o livro, há ícones nas páginas informando conteúdos digitais para complementar o aprendizado. Análise da resolução Sugestão de exercícios resolvidos abordam diferentes estratégias de resolução.

7 Atividades complementares Exercícios Propostos Exercícios propostos com o intuito de assimilar o conteúdo estudado. Exercícios Complementares Com um nível de complexidade maior, os exercícios complementares auxiliam na revisão e complementação dos assuntos abordados. Exercícios Resolvidos Com intuito de apresentar ao aluno diversos métodos de resolução, os exercícios resolvidos também se encaixam no direcionamento do estudo.

8 Infografias

9 Formas de abordagem, desenvolvimento e exploração dos conteúdos Descrição Contempla um resumo de toda a unidade destacando os pontos mais importantes que serão estudados. Imagens Ilustrações didáticas trazendo curiosidades que podem ser explicadas a partir dos conceitos abordados no capítulo. Para pensar Questões propostas com intuito de despertar a capacidade do aluno de refletir sobre aplicações do conteúdo estudado.

10 Caderno do Estudante Organização e Fixação; Significado dos termos e conceitos; Monitoramento do estudo; Incentivo à curiosidade científica;

11 Estratégia de Ensino e Aprendizagem Termos e Conceitos Sintetize Faça a Conexão Cada área de estudo da Matemática traz Termos e conceitos específicos, o caderno do estudante faz com que o aluno saiba exatamente o que eles significam. Leva o aluno a visualizar um esquema que resuma as principais ideias propostas no capítulo. Mostra de que forma os conceitos abordados se relacionam com outras disciplinas e como eles se aplicam ao cotidiano.

12 Suplementos de Revisão 24 Temas importantes; Síntese dos principais conceitos; Questões selecionadas dos maiores vestibulares do país;

13 Portal Moderna Plus Conteúdos digitais; Fórum de discussões; Criação de grupo de alunos; Informações sobre os exames de vestibular e Enem; Banco de questões;

14 Scientific American Textos científicos acessíveis ao ensino médio; Proposta de atividade para trabalhar em sala de aula; Reportagens selecionadas;

15 Newsletter Veículo de divulgação científica; Depoimento de professores adotantes; Dicas sobre a disciplina; Atualidades;

16

Ex 4.3 O anel é construído pelos polinômios S 1 1 S 2. x S 3. x 1 S 4. x 2 S 5. x 2 1 S 6. x 2 x S 7. x 2 x 1 S 8. x 3 S 9

Ex 4.3 O anel é construído pelos polinômios S 1 1 S 2. x S 3. x 1 S 4. x 2 S 5. x 2 1 S 6. x 2 x S 7. x 2 x 1 S 8. x 3 S 9 Ex. 4.1 As palavras código são c 0 = [0 0 0 0 0 0 0], c 1 = [0 0 0 1 1 0 1], c 2 = [0 0 1 1 0 1 0], c 3 = [0 0 1 0 1 1 1], c 4 = [0 1 1 0 1 0 0], c 5 = [0 1 1 1 0 0 1], c 6 = [0 1 0 1 1 1 0], c 7 = [0

Leia mais

Planejamento Anual 2014. Modalidade: Ensino Médio. Disciplina: Matemática. 1º Ano D. Prof: Alan Ricardo Lorenzon

Planejamento Anual 2014. Modalidade: Ensino Médio. Disciplina: Matemática. 1º Ano D. Prof: Alan Ricardo Lorenzon COLEGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL Rua Haroldo Hamilton, 271 Centro - CEP 85905-390 Fone/Fax 45 3378-5343 - Email: colegiodariovellozo@yahoo.com.br Toledo Paraná Planejamento

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2014

PLANEJAMENTO ANUAL 2014 PLANEJAMENTO ANUAL 2014 Disciplina: MATEMÁTICA Período: Anual Professor: AMPARO MAGUILLA RODRIGUEZ Série e segmento: 1º ENSINO MÉDIO 1º TRIMESTRE 2º TRIMESTRE 3º TRIMESTRE Objetivo Geral * Desenvolver

Leia mais

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO Caro(a) aluno(a), seja bem-vindo às Disciplinas Online da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Bom Despacho e Faculdade de Educação de Bom Despacho. Em pleno século 21, na era digital, não poderíamos

Leia mais

Função. Definição formal: Considere dois conjuntos: o conjunto X com elementos x e o conjunto Y com elementos y. Isto é:

Função. Definição formal: Considere dois conjuntos: o conjunto X com elementos x e o conjunto Y com elementos y. Isto é: Função Toda vez que temos dois conjuntos e algum tipo de associação entre eles, que faça corresponder a todo elemento do primeiro conjunto um único elemento do segundo, ocorre uma função. Definição formal:

Leia mais

caderno Matemática Matemática e suas Tecnologias ELABORAÇÃO DE ORIGINAIS

caderno Matemática Matemática e suas Tecnologias ELABORAÇÃO DE ORIGINAIS Matemática Matemática e suas Tecnologias caderno de ELABORAÇÃO DE ORIGINAIS BETO PAIVA Professor e coordenador pedagógico em escolas de ensino médio e cursos pré-vestibulares há mais de 35 anos. LEO PAULO

Leia mais

3º Trimestre TRABALHO DE MATEMÁTICA - 2012 Ensino Fundamental 9º ano classe: A-B-C Profs. Marcelo/Fernando Nome:, nº Data de entrega: 09/ 11/12

3º Trimestre TRABALHO DE MATEMÁTICA - 2012 Ensino Fundamental 9º ano classe: A-B-C Profs. Marcelo/Fernando Nome:, nº Data de entrega: 09/ 11/12 3º Trimestre TRABALHO DE MATEMÁTICA - 2012 Ensino Fundamental 9º ano classe: A-B-C Profs. Marcelo/Fernando Nome:, nº Data de entrega: 09/ 11/12 NOTA:. Nota: Toda resolução deve ser feita no seu devido

Leia mais

GESTÃO DE MÉTRICAS. Sistema de Gestão de Métricas

GESTÃO DE MÉTRICAS. Sistema de Gestão de Métricas GESTÃO DE MÉTRICAS 2010 Sistema de Gestão de Métricas SUMÁRIO Sumá rio Introduçá o 1 Processos de Nego cios 2 Instáláçá o 3 Operáçá o 4 Mánutençá o 29 Informáço es de contáto 41 INTRODUÇÃO Introduçá o

Leia mais

Índice. Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4

Índice. Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4 Página 1 Índice Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4 O QUE É EDUCAÇÃO A DISTANCIA (EAD)?... 4 O que é necessário para estudar em ead?... 4 Quais são as vantagens de estudar a distância?...

Leia mais

4.10 Solução das Equações de Estado através da Transformada de Laplace Considere a equação de estado (4.92)

4.10 Solução das Equações de Estado através da Transformada de Laplace Considere a equação de estado (4.92) ADL22 4.10 Solução das Equações de Estado através da Transformada de Laplace Considere a equação de estado (4.92) A transformada de Laplace fornece: (4.93) (4.94) A fim de separar X(s), substitua sx(s)

Leia mais

EXCEL 2013. Público Alvo: Arquitetos Engenheiros Civis Técnicos em Edificações Projetistas Estudantes das áreas de Arquitetura, Decoração e Engenharia

EXCEL 2013. Público Alvo: Arquitetos Engenheiros Civis Técnicos em Edificações Projetistas Estudantes das áreas de Arquitetura, Decoração e Engenharia EXCEL 2013 Este curso traz a vocês o que há de melhor na versão 2013 do Excel, apresentando seu ambiente de trabalho, formas de formatação de planilhas, utilização de fórmulas e funções e a criação e formatação

Leia mais

Perfil do País NESsT: Brasil

Perfil do País NESsT: Brasil Párcêiros Estrátê gicos Portfólio de Negócios NESsT A NESsT já conduziu trê s compêtiço ês dê nêgo cios sociáis no Brásil dêsdê o sêu lánçámênto êm 2007. Máis dê 55 orgánizáço ês brásilêirás cándidátárám-sê

Leia mais

Diretor Executivo Walter Teixeira dos Santos Jr. Diretor Acadêmico Júlio César Alvim. Coordenadora do NEaD Luciana Ulhoa

Diretor Executivo Walter Teixeira dos Santos Jr. Diretor Acadêmico Júlio César Alvim. Coordenadora do NEaD Luciana Ulhoa FACULDADE ÚNICA Diretor Executivo Walter Teixeira dos Santos Jr Diretor Acadêmico Júlio César Alvim Coordenadora do NEaD Luciana Ulhoa FACULDADE ÚNICA Caro aluno, Seja bem-vindo às Disciplinas Semipresenciais

Leia mais

MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE

MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE CONSELHEIRO LAFAIETE 2015 1º Semestre 1 Caro aluno, Seja bem-vindo às disciplinas do NÚCLEO DE ESTUDOS ON-LINE (NEO) da Faculdade Presidente Antônio Carlos

Leia mais

Profa. Dra. Jakeline Romero

Profa. Dra. Jakeline Romero GRUPO EDUCACIONAL KROTON UNIVERSIDADE DE CUIABÁ- UNIC Disciplina: Metodologia Científica Profa. Dra. Jakeline Romero Agosto/12 Cuiabá/MT OBJETIVOS DA LEITURA A leitura serve para formar leitores pensantes

Leia mais

Capítulo 2 - Problemas de Valores Fronteira para Equações Diferenciais Ordinárias

Capítulo 2 - Problemas de Valores Fronteira para Equações Diferenciais Ordinárias Capítulo 2 - Problemas de Valores Fronteira para Equações Diferenciais Ordinárias Departamento de Matemática balsa@ipb.pt Mestrados em Engenharia da Construção Métodos de Aproximação em Engenharia 1 o

Leia mais

MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE

MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE MANUAL PASSO-A-PASSO DAS DISCIPLINAS ON-LINE CONSELHEIRO LAFAIETE 2015 1º Semestre 1 Caro aluno, Seja bem-vindo às disciplinas do NÚCLEO DE ESTUDOS ON-LINE (NEO) da Faculdade Presidente Antônio Carlos

Leia mais

Sumário 1. PORTAL DE ACESSO ALUNO... 2 1.1 Associe-se... 2 1.1.1 Cadastro:... 2 1.2 Login / Minha área... 3 1.2.1 Alterar dados cadastrais... 4 1.2.

Sumário 1. PORTAL DE ACESSO ALUNO... 2 1.1 Associe-se... 2 1.1.1 Cadastro:... 2 1.2 Login / Minha área... 3 1.2.1 Alterar dados cadastrais... 4 1.2. Sumário 1. PORTAL DE ACESSO ALUNO... 2 1.1 Associe-se... 2 1.1.1 Cadastro:... 2 1.2 Login / Minha área... 3 1.2.1 Alterar dados cadastrais... 4 1.2.2 Meus endereços... 6 1.2.3 Downloads de materiais...

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes pág. 1 PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes MISSÃO Somos uma rede nacional escoteira de

Leia mais

GeoGebra: alternativa para o estudo dos parâmetros de funções na educação básica

GeoGebra: alternativa para o estudo dos parâmetros de funções na educação básica GeoGebra: alternativa para o estudo dos parâmetros de funções na educação básica Ana Paula Santos Rebello Universidade do Vale do Rio dos Sinos Brasil prof.anapaula@ibest.com.br Márcio Alexandre Rodriguez

Leia mais

ACESSO AO CURSO MATEMÁTICA DE PONTA A PONTA POR 12 MESES

ACESSO AO CURSO MATEMÁTICA DE PONTA A PONTA POR 12 MESES ACESSO AO CURSO MATEMÁTICA DE PONTA A PONTA POR 12 MESES Para ter acesso aos materiais do Curso completo do site Matemática de Ponta a Ponta por 12 meses, siga os passos abaixo: A contagem do prazo de

Leia mais

PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI

PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS DE CASCAVEL QUADRIÊNIO 2012-2015 Cascavel set/2011. APRESENTAÇÃO Nasci em Umuarama/PR em 31/07/1973. Sou técnico em Contabilidade pelo

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor Página 1 de 7 Caro(a) professor(a) Guia do Professor A utilização de simulações digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente

Leia mais

Sistemas Lineares no CAp UFRJ: Resolvendo Equações Matriciais no Excel

Sistemas Lineares no CAp UFRJ: Resolvendo Equações Matriciais no Excel Sistemas Lineares no CAp UFRJ: Resolvendo Equações Matriciais no Excel O que o aluno poderá aprender com esta aula Escrever um sistema linear que corresponda a uma situação-problema. Interpretar um sistema

Leia mais

1º) Instruir os professores e alunos quanto ao uso e acesso do Portal Aprende Brasil. 2º) Mostrar aos professores a importância do acesso ao Portal.

1º) Instruir os professores e alunos quanto ao uso e acesso do Portal Aprende Brasil. 2º) Mostrar aos professores a importância do acesso ao Portal. AÇÕES DA INFORMÁTICA EDUCATIVA DO MUNICÍPIO DE CARDOSO PARA UTILIZAÇÃO DO PORTAL APRENDE BRASIL 1. IDENTIFICAÇÃO: 1.1. DADOS DO MUNICÍPIO: Município: Cardoso - SP Coordenador Pedagógico Regional da Editora

Leia mais

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia Computacional e Sistemas. Seleção de Mestrado 2013-A

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia Computacional e Sistemas. Seleção de Mestrado 2013-A 1 Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia Computacional e Sistemas Seleção de Mestrado 2013-A INSTRUÇÕES (LEIA ATENTAMENTE ANTES DE PREENCHER A PROVA): a. Identifique sua prova unicamente com

Leia mais

Estudo do Sinal de uma Função

Estudo do Sinal de uma Função Capítulo 4 Estudo do Sinal de uma Função 4.1 Introdução Neste Capítulo discutimos o problema do estudo do sinal de uma função, assunto muitas vezes tratado de forma rápida e supercial nos ensinos básico

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina (Reconhecida pelo Decreto Federal n. 69.324 de 07/10/71)

Universidade Estadual de Londrina (Reconhecida pelo Decreto Federal n. 69.324 de 07/10/71) DELIBERAÇÃO Câmara de Pós-Graduação Nº 06/2013 Reestrutura o Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT). CONSIDERANDO a solicitação da Comissão Coordenadora do Programa,

Leia mais

1 EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM A GALINHA RUIVA. Guia Didático do Objeto Educacional Digital

1 EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM A GALINHA RUIVA. Guia Didático do Objeto Educacional Digital Guia Didático do Objeto Educacional Digital LINGUAGEM 1 EDUCAÇÃO INFANTIL A GALINHA RUIVA Este Objeto Educacional Digital (OED) está relacionado ao tema da Unidade 3 do Livro do Aluno. LINGUAGEM A GALINHA

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Mergulhando na Função Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Mergulhando na Função Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Mergulhando na Função Guia do Professor Página 1 de 5 Caro(a) professor(a) Guia do Professor A utilização de jogos digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente

Leia mais

Valores Educacionais. Aula 2 Alegria do Esforço

Valores Educacionais. Aula 2 Alegria do Esforço Valores Educacionais Aula 2 Alegria do Esforço Objetivos 1 Apresentar o valor Alegria do Esforço. 2 Indicar possibilidades de aplicação pedagógica do valor Alegria do Esforço. Introdução As próximas aulas

Leia mais

Função Polinomial do 1º grau Função Afim

Função Polinomial do 1º grau Função Afim Módulo 2 Unidade 14 Função Polinomial do 1º grau Função Afim Para início de conversa... Você sabe que, rotineiramente, usa conceitos matemáticos, mesmo que de forma intuitiva? Pois é isso mesmo! Conhecimentos

Leia mais

Utilizando Calculadora Gráfica no Ensino de Funções Afins e Quadráticas

Utilizando Calculadora Gráfica no Ensino de Funções Afins e Quadráticas Universidade de Brasília Instituto de Ciências Exatas Departamento de Matemática Utilizando Calculadora Gráfica no Ensino de Funções Afins e Quadráticas Edmundo Ferreira da Silva. Brasília - DF 2014 Edmundo

Leia mais

Análise e Complexidade de Algoritmos

Análise e Complexidade de Algoritmos Análise e Complexidade de Algoritmos Uma visão de Intratabilidade, Classes P e NP - redução polinomial - NP-completos e NP-difíceis Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com http://www.bolinhabolinha.com

Leia mais

Estudo do Sinal de uma Função

Estudo do Sinal de uma Função Capítulo 1 Estudo do Sinal de uma Função 11 Introdução Neste Capítulo discutimos o problema do estudo do sinal de uma função, assunto muitas vezes tratado de forma rápida e supercial nos ensinos básico

Leia mais

Matriz Curricular de Matemática 6º ao 9º ano 6º ano 6º Ano Conteúdo Sistemas de Numeração Sistema de numeração Egípcio Sistema de numeração Romano Sistema de numeração Indo-arábico 1º Trimestre Conjunto

Leia mais

MATEMÁTICA 6º AO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

MATEMÁTICA 6º AO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO 09 IMPLANTAÇÃO DO MATERIAL DIDÁTICO POSITIVO 2012 MATEMÁTICA 6º AO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO 0800 725 3536 EXPEDIENTE A apostila do curso de Implantação do Material Didático Positivo 2012 da

Leia mais

Explorando a Função Quadrática com o Software Winplot

Explorando a Função Quadrática com o Software Winplot CINTED-UFRGS Novas Tecnologias na Educação Explorando a Função Quadrática com o Software Winplot Josy Rocha josymatematica@gmail.com.br Fernando Flores Miragem - fer_miragem@terra.com.br Programa de Pós

Leia mais

Grupo Projeção. Portal Acadêmico. - Ambiente do Aluno -

Grupo Projeção. Portal Acadêmico. - Ambiente do Aluno - Grupo Projeção Portal Acadêmico - Ambiente do Aluno - Março / 2011 1 Índice Apresentando o Portal Acadêmico: Ambiente do Aluno... 3 Iniciando no ambiente do Aluno... 4 Meu Perfil... 6 Avisos... 6 Processos

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor Página 1 de 7 Guia do Professor Caro(a) professor(a) A utilização de simulações digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente

Leia mais

UMA INVESTIGAÇÃO COM ALUNOS DE UM CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA SOBRE A MOBILIZAÇÃO DE CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS

UMA INVESTIGAÇÃO COM ALUNOS DE UM CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA SOBRE A MOBILIZAÇÃO DE CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS UMA INVESTIGAÇÃO COM ALUNOS DE UM CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA SOBRE A MOBILIZAÇÃO DE CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS Cintia Ap. Bento dos Santos Universidade Cruzeiro do Sul Programa de Pós Graduação

Leia mais

Explorações de alunos

Explorações de alunos A partir dos exemplos sugeridos e explorados pelos alunos pretende-se que possam conjecturar que, dadas duas funções reais de variável real f e g, o domínio da função quociente pode ser dado por: f f g

Leia mais

Recorte de um estudo dos cursos de formação inicial de professores de Matemática do Estado de São Paulo Brasil

Recorte de um estudo dos cursos de formação inicial de professores de Matemática do Estado de São Paulo Brasil Recorte de um estudo dos cursos de formação inicial de professores de Matemática do Estado de São Paulo Brasil Marcelo Dias Pereira Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Faculdades Integradas de

Leia mais

Telefone para contato: (21) 98371118

Telefone para contato: (21) 98371118 R E S O L U Ç Ã O D E E X E R C Í C I O S R A C I O C Í N I O L Ó G I C O M A T E M Á T I C A F Í S I C A / Q U Í M I C A E m a il g a b a r it o c e r t o @ h o t m a il.c o m E n vie suas d úvidas e

Leia mais

Somatórias e produtórias

Somatórias e produtórias Capítulo 8 Somatórias e produtórias 8. Introdução Muitas quantidades importantes em matemática são definidas como a soma de uma quantidade variável de parcelas também variáveis, por exemplo a soma + +

Leia mais

.: MANUAL DO CANDIDATO :.

.: MANUAL DO CANDIDATO :. .: MANUAL DO CANDIDATO :. I- FORMAS DE ACESSO PROCESSO SELETIVO : -Vestibular: Prova convencional. -ENEM: Os candidatos que realizaram o ENEM poderão usar o resultado para concorrer a uma vaga nos cursos

Leia mais

A METODOLOGIA DE.ENSINO-APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: INTERDISCIPLINARIDADE E O USO DA MATEMÁTICA FUNCIONAL.

A METODOLOGIA DE.ENSINO-APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: INTERDISCIPLINARIDADE E O USO DA MATEMÁTICA FUNCIONAL. A METODOLOGIA DE.ENSINO-APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA ATRAVÉS DA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: INTERDISCIPLINARIDADE E O USO DA MATEMÁTICA FUNCIONAL. Wagner José Bolzan 1. Resumo Em minha dissertação de mestrado

Leia mais

Manual do sistema SMARsa WEB

Manual do sistema SMARsa WEB Manual do sistema SMARsa WEB Módulo Solicitação/Ouvidoria SMARsa WEB Solicitação/Ouvidoria Versão 2.7 1 Sumário INTRODUÇÃO...4 OBJETIVOS...4 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo solicitação/ouvidoria...5

Leia mais

Aplicações de Derivadas

Aplicações de Derivadas Aplicações de Derivadas f seja contínua no [a,b] e que f '(x) exista no intervalo aberto a x b. Então, existe pelo menos um valor c entre a eb, tal que f '(c) f (b) f (a) b a. pelo menos um ponto c (a,

Leia mais

Matrizes e Determinantes: uma proposta metodológica para o Ensino Médio

Matrizes e Determinantes: uma proposta metodológica para o Ensino Médio Matrizes e Determinantes: uma proposta metodológica para o Ensino Médio Nicoly Talita Hrycyna Belo Universidade Estadual de Ponta Grossa Brasil nicky_belo@hotmail.com Resumo Esta comunicação apresenta

Leia mais

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 Código Descrição 1830-0/03-00 REPRODUCAO DE SOFTWARE EM QUALQUER SUPORTE 6190-6/01-00 PROVEDORES DE ACESSO AS REDES

Leia mais

Educação de Qualidade Perto de Você

Educação de Qualidade Perto de Você Educação de Qualidade Perto de Você 1. Calendário para o Processo Seletivo e Inscrições...2 1.1. Inscrições...2 1.1.1. Inscrições utilizando nota do ENEM...2 2. Vagas ofertadas por Curso/Turno...2 3. Locais

Leia mais

Sumário. Tutorial: Baú de Ideias 1

Sumário. Tutorial: Baú de Ideias 1 1 Sumário BAÚ DE IDEIAS... 2 Criar atividades... 4 Inserindo Imagem... 6 Inserindo Vídeo... 10 Inserindo Animações e Atividades interativas... 12 Gerenciador de fórmulas e equações matemáticas... 17 Salvando

Leia mais

PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA ORIENTAÇÕES BÁSICAS PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA SEE PARAIBA 2015 2018 Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas. Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte

Leia mais

TUTORIAL. Dúvidas? Entre em contato com edunp@unp.br

TUTORIAL. Dúvidas? Entre em contato com edunp@unp.br TUTORIAL MENU (clique sobre uma das opções) 1. CADASTRO DE LEITORES/AUTORES/AVALIADORES 2. SUBMISSÃO DE TEXTO 3. REENVIO DE TEXTO NA AVALIAÇÃO 4. REENVIO DE TEXTO NA EDIÇÃO Dúvidas? Entre em contato com

Leia mais

Resolução dos Exercícios 8 e 10 da lista 7.

Resolução dos Exercícios 8 e 10 da lista 7. Resolução dos Exercícios 8 e 10 da lista 7. 8) Seja T : R 3 R 3 a transformação linear tal que T (e 3 ) = 3e 1 + e 2 2e 3, T (e 2 + e 3 ) = e 1, T (e 1 + e 2 + e 3 ) = e 2 + e 3, a) Calcule T (2e 1 e 2

Leia mais

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: website; making of; multimídia 1 INTRODUÇÃO

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: website; making of; multimídia 1 INTRODUÇÃO O Lado Reverso Do Telejornalismo - Mais Que Bastidores 1 Anna Paula Castro ALVES 2 Diélen dos Reis BORGES ALMEIDA 3 Mirna TONUS 4 Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG RESUMO Produzir um making

Leia mais

Conversor USB / RS-485

Conversor USB / RS-485 Conversor USB / RS-485 1 de 7 Índice 1. Apresentação... 3 2. Recursos de Hardware... 4 3. Esquema de Ligação... 5 3.1 Interligação entre os Componentes do Sistema... 5 3.2 Configuração do Conector para

Leia mais

Modelagem no Domínio do Tempo. Carlos Alexandre Mello. Carlos Alexandre Mello cabm@cin.ufpe.br 1

Modelagem no Domínio do Tempo. Carlos Alexandre Mello. Carlos Alexandre Mello cabm@cin.ufpe.br 1 Carlos Alexandre Mello 1 Modelagem no Domínio da Frequência A equação diferencial de um sistema é convertida em função de transferência, gerando um modelo matemático de um sistema que algebricamente relaciona

Leia mais

CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CURRÍCULO DE MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO Eduardo Campos VICE-GOVERNADOR João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO Ricardo

Leia mais

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Resumo: Dolores Follador Secretaria de Estado da Educação do Paraná e Faculdades Integradas do Brasil - Unibrasil doloresfollador@gmail.com

Leia mais

Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores CTISM/UFSM

Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores CTISM/UFSM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso do

Leia mais

CAMPANHA DE MARKETING

CAMPANHA DE MARKETING CAMPANHA DE MARKETING Campanha de Marketing Abrangência da Campanha Anúncios Internet e Marketing Eletrônico Projetos Especiais Merchandising Internet e Marketing Eletrônico Pré Credenciamento on-line

Leia mais

Sobre o Instituto Pró-Livro

Sobre o Instituto Pró-Livro 2.007-2.009 Sobre o Instituto Pró-Livro Histórico: Criado, no final de 2.006, pelas entidades do livro Abrelivros; CBL e SNEL; passou a funcionar em maio de 2.007 Compromisso - contribuir com a formulação

Leia mais

PARTE 3. 3.1 Funções Reais de Várias Variáveis Reais

PARTE 3. 3.1 Funções Reais de Várias Variáveis Reais PARTE 3 FUNÇÕES REAIS DE VÁRIAS VARIÁVEIS REAIS 3. Funções Reais de Várias Variáveis Reais Vamos agora tratar do segundo caso particular de funções vetoriais de várias variáveis reais, F : Dom(F) R n R

Leia mais

O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA

O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA Lilian Nasser Projeto Fundão (UFRJ) e CETIQT/SENAI lnasser@im.ufrj.br Resumo: A inclusão da Matemática Financeira na grade do Ensino Médio deve ser um

Leia mais

UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática

UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática JONAS DA CONCEIÇÃO RICARDO UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE FUNÇÕES QUADRÁTICAS

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE. MATEMÁTICA 7º ano

PLANEJAMENTO ANUAL DE. MATEMÁTICA 7º ano COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATEMÁTICA 7º ano PROFESSORAS: SANDRA MARA

Leia mais

PNAIC. CEAD-UFOP Coordenadora Geral: Profa. Dra. Gláucia Jorge Coordenador Adjunto: Prof. Dr. Hércules Corrêa

PNAIC. CEAD-UFOP Coordenadora Geral: Profa. Dra. Gláucia Jorge Coordenador Adjunto: Prof. Dr. Hércules Corrêa PNAIC POLO DE POÇOS OS DE CALDAS Equipe do PNAIC-CEAD CEAD-UFOP Coordenadora Geral: Profa. Dra. Gláucia Jorge Coordenador Adjunto: Prof. Dr. Hércules Corrêa Supervisão de avaliação ão: Profa. Dra. Carla

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior Area Profissional: COMUNICACAO Area de Atuacao: EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

ÍNDICE DEZ PERGUNTAS FREQÜENTES SOBRE O ENEM... 3 MARATONA ENEM COMO FORAM ORGANIZADOS O PROVÃO DO FUNDAMENTAL E O PROVÃO DE TREINEIROS...

ÍNDICE DEZ PERGUNTAS FREQÜENTES SOBRE O ENEM... 3 MARATONA ENEM COMO FORAM ORGANIZADOS O PROVÃO DO FUNDAMENTAL E O PROVÃO DE TREINEIROS... 1 ÍNDICE DEZ PERGUNTAS FREQÜENTES SOBRE O ENEM... 3 MARATONA ENEM COMO FORAM ORGANIZADOS O PROVÃO DO FUNDAMENTAL E O PROVÃO DE TREINEIROS... 9 UM DIAGNÓSTICO ATUAL DO APRENDIZADO DO ESTUDANTE USANDO A

Leia mais

O FINANCIAMENTO DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUES

O FINANCIAMENTO DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUES MARIA LUISA MACHADO CERDEIRA SUB Hamburg A/529934 O FINANCIAMENTO DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUES A PARTILHA DE CUSTOS Tese orientada por: PROFESSOR DOUTOR BRUCE JOHNSTONE PROFESSOR DOUTOR ANTONIO SAMPAIO

Leia mais

INFORMÁTICA PARA GESTÃO II Curso Superior de Gestão de Marketing

INFORMÁTICA PARA GESTÃO II Curso Superior de Gestão de Marketing INFORMÁTICA PARA GESTÃO II Curso Superior de Gestão de Marketing Docente (Teóricas): Eng.º Vitor M. N. Fernandes Web: http://www.vmnf.net/ipam Mail: vmnf@yahoo.com Aula 6 Sumário Gráficos e Estatística

Leia mais

Sumário. Antecedentes legais. Atividades relevantes. O que é o SIGAP. Estrutura simplificada do SIGAP. Principais benefícios

Sumário. Antecedentes legais. Atividades relevantes. O que é o SIGAP. Estrutura simplificada do SIGAP. Principais benefícios Sumário Antecedentes legais Atividades relevantes O que é o SIGAP Relevância do SIGAP para o acompanhamento de projetos Estrutura simplificada do SIGAP Principais benefícios Atividades em desenvolvimento

Leia mais

Estudo de Viabilidade CondoMine. Recife, outubro de 2012 Centro de Informática, Universidade Federal de Pernambuco

Estudo de Viabilidade CondoMine. Recife, outubro de 2012 Centro de Informática, Universidade Federal de Pernambuco Estudo de Viabilidade CondoMine Recife, outubro de 2012 Centro de Informática, Universidade Federal de Pernambuco SUMÁRIO Motivação... 4 1. Introdução... 5 2. Apresentação das Alternativas para o Sistema...

Leia mais

MATEMÁTICA. 01. O gráfico a seguir ilustra o lucro semestral de uma empresa, em milhares de reais, de 2003 a 2005.

MATEMÁTICA. 01. O gráfico a seguir ilustra o lucro semestral de uma empresa, em milhares de reais, de 2003 a 2005. MTEMÁTI 01. O gráfico a seguir ilustra o lucro semestral de uma empresa, em milhares de reais, de 2003 a 2005. 80 60 40 20 0 1 /03 2 /03 1º/04 2º/04 1º/05 2º/05 Lucro 50 60 45 70 55 65 0-0) O lucro médio

Leia mais

AGENDA DIÁRIA. Horário Componente Curricular Conteúdo Observação. Atividade caderno Leitura e interpretação de imagens. Trazer a gramática (amanhã).

AGENDA DIÁRIA. Horário Componente Curricular Conteúdo Observação. Atividade caderno Leitura e interpretação de imagens. Trazer a gramática (amanhã). Ano/Turma: 6ª Série (A) 1 PORTUGUÊS 2 PRODUÇÃO DE TEXTO 3º HISTÓRIA Correção coletiva. Atividades período holandês. 4 CIÊNCIAS Cap. 9/T1 Aves / roteiro no caderno. 5 EDUCAÇÃO FÍSICA 6 MATEMÁTICA Proporção

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA E LITERARTURA 1ª SÉRIE E.M. (PROFESSORA DENIR) Gramática - Módulos: 15 e 16. Literatura - Módulos:23, 25 e 31.

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA E LITERARTURA 1ª SÉRIE E.M. (PROFESSORA DENIR) Gramática - Módulos: 15 e 16. Literatura - Módulos:23, 25 e 31. LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA E LITERARTURA 1ª SÉRIE E.M. (PROFESSORA DENIR) Gramática - Módulos: 15 e 16. Literatura - Módulos:23, 25 e 31. LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA E LITERARTURA 2ª SÉRIE E.M. (PROFESSORA

Leia mais

VIVIANE DA SILVA STELLET PEREIRA

VIVIANE DA SILVA STELLET PEREIRA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA VIVIANE DA SILVA STELLET PEREIRA CADERNO DE ATIVIDADES CRIPTOGRAFIA NO ENSINO DE FUNÇÕES VASSOURAS 2012 VIVIANE DA

Leia mais

PROVA OBJETIVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia

PROVA OBJETIVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia PROVA OBJETIVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 0 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Profa. Maria Antônia C. Gouveia. O PIB per capita de um país, em determinado ano, é o PIB daquele ano dividido pelo número de habitantes.

Leia mais

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%)

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Distribuição das 1.048 Questões do I T A 94 (8,97%) 104 (9,92%) 69 (6,58%) Equações Irracionais 09 (0,86%) Equações Exponenciais 23 (2, 101 (9,64%) Geo. Espacial Geo. Analítica Funções Conjuntos 31 (2,96%)

Leia mais

- Para isso temos um sistema de compra e plantação do árvores que leva ao nosso "Comissões Matrix" e significado para a nossa causa,

- Para isso temos um sistema de compra e plantação do árvores que leva ao nosso Comissões Matrix e significado para a nossa causa, Sistema do comissão - WecoN Tree é uma subsidiária da Wecon responsável pelo projeto do florestamento permitirá convidar seus amigos. - Para isso temos um sistema de compra e plantação do árvores que leva

Leia mais

SIAI Despesa de Pessoal (DP) MANUAL DE INSTALAÇÃO Versão 1.0

SIAI Despesa de Pessoal (DP) MANUAL DE INSTALAÇÃO Versão 1.0 MANUAL DE INSTALAÇÃO Versão 1.0 Natal, Maio de 2013 Sumário 1. O que é o SIAI DP... 3 2. Requisitos mínimos de instalação... 4 2. Como instalar o SIAI DP Módulo Coleta... 4 3. Acessando o SIAI DP... 8

Leia mais

TÉCNICAS DE ENSINO AULA EXPOSITIVA DIALÓGICA

TÉCNICAS DE ENSINO AULA EXPOSITIVA DIALÓGICA TÉCNICAS DE ENSINO AULA EXPOSITIVA DIALÓGICA Numa perspectiva crítica, a aula expositiva dialógica pode se transformar numa técnica que estimula a atividade e a iniciativa dos alunos sem prescindir da

Leia mais

E S C O L A A L E M Ã C O R C O V A D O D E U T S C H E S C H U L E

E S C O L A A L E M Ã C O R C O V A D O D E U T S C H E S C H U L E www.eacorcovado.com.br - eacrio@eacorcovado.com.br - Tel. +55 21 2528-0400 - Fax +55 21 Inscrição de novos alunos na Escola Alemã Corcovado/Processo de Seleção Manual para inscrição online Sumário 1. Acessar

Leia mais

5 Equacionando os problemas

5 Equacionando os problemas A UA UL LA Equacionando os problemas Introdução Nossa aula começará com um quebra- cabeça de mesa de bar - para você tentar resolver agora. Observe esta figura feita com palitos de fósforo. Mova de lugar

Leia mais

CAPÍTULO 10 Modelagem e resposta de sistemas discretos

CAPÍTULO 10 Modelagem e resposta de sistemas discretos CAPÍTULO 10 Modelagem e repota de itema dicreto 10.1 Introdução O itema dicreto podem er repreentado, do memo modo que o itema contínuo, no domínio do tempo atravé de uma tranformação, nete cao a tranformada

Leia mais

Informações inerentes à renovação de matrícula para o ano letivo de 2015. Senhores Pais ou Responsáveis,

Informações inerentes à renovação de matrícula para o ano letivo de 2015. Senhores Pais ou Responsáveis, Informações inerentes à renovação de matrícula para o ano letivo de 2015. Senhores Pais ou Responsáveis, Vitória/ES, 03 de outubro de 2014. Informamos que o Contrato de Prestação de Serviços Educacionais

Leia mais

2. Faça o login com o e-mail e senha pessoal [1] (estes podem ser obtidos junto ao Serviço Técnico de informática - STI)

2. Faça o login com o e-mail e senha pessoal [1] (estes podem ser obtidos junto ao Serviço Técnico de informática - STI) 1. Conecte-se ao Sistema Administrativo da Unesp Link: https://sistemas.unesp.br/sentinela/login.open.action 2. Faça o login com o e-mail e senha pessoal [1] (estes podem ser obtidos junto ao Serviço Técnico

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma

Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma 1. INSTALAÇÃO Antes de iniciar a instalação do pedido eletrônico, entre em contato com o suporte da distribuidora e solicite a criação

Leia mais

Portal Acta. Tutorial para avaliador TUTORIAL AVALIADOR:

Portal Acta. Tutorial para avaliador TUTORIAL AVALIADOR: TUTORIAL AVALIADOR: O processo de Avaliação é dividido em seis passos, que guiam o Avaliador durante o processo de Avaliação. Passo 1 O Avaliador deve primeiramente informar o Editor de Seção se está disponível

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS COORDENADORIA DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS COORDENADORIA DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS COORDENADORIA DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO ÓRGÃO: Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas TJ/AM UNIDADE: Coordenadoria da Infância e

Leia mais

Clique sobre Minhas configurações de perfil para expandir as opções. Em seguida, clique em Modificar perfil:

Clique sobre Minhas configurações de perfil para expandir as opções. Em seguida, clique em Modificar perfil: Prezado (a), Seja bem-vindo (a) ao ambiente virtual de cursos destinado a você. Este tutorial tem por objetivo demonstrar passo a passo a configuração de seu perfil. Para isso, vamos navegar no ambiente

Leia mais

SEMELHANÇA DE FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS

SEMELHANÇA DE FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS Página 1 SEMELHANÇA DE FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS Um conceito muito utilizado em Geometria é a ideia de figuras semelhantes. Ele vem sendo utilizado desde a Antiguidade. Uma ampliação, uma redução e até

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

9 DO INGRESSO DO ALUNO BENEFICIÁRIO DE GRATUIDADE NOS CURSOS TÉCNICOS,

9 DO INGRESSO DO ALUNO BENEFICIÁRIO DE GRATUIDADE NOS CURSOS TÉCNICOS, CRITÉRIO DE INGRESSO CAPÍTULO SEGUNDO, Da Denominação, Sede, Finalidade e Duração. [Art. 54, I da Lei 10.406/02 - Código Civil] no Art. 7 0, 9 DO INGRESSO DO ALUNO BENEFICIÁRIO DE GRATUIDADE NOS CURSOS

Leia mais

EDITAL nº. 007/2013 CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA DO IPA EDITAL DE SELEÇÃO DE DOCENTE

EDITAL nº. 007/2013 CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA DO IPA EDITAL DE SELEÇÃO DE DOCENTE EDITAL nº. 007/2013 CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA DO IPA EDITAL DE SELEÇÃO DE DOCENTE A Coordenadoria de Graduação do Centro Universitário Metodista, do IPA, e a Gestão de Pessoas, no uso de suas atribuições,

Leia mais

O ESPAÇO NULO DE A: RESOLVENDO AX = 0 3.2

O ESPAÇO NULO DE A: RESOLVENDO AX = 0 3.2 3.2 O Espaço Nulo de A: Resolvendo Ax = 0 11 O ESPAÇO NULO DE A: RESOLVENDO AX = 0 3.2 Esta seção trata do espaço de soluções para Ax = 0. A matriz A pode ser quadrada ou retangular. Uma solução imediata

Leia mais

Proteção de cabos. o valor da relação Uo/U, que representa o quanto o cabo suporta de sobretensão fase-terra (Uo) e entre fases (U).

Proteção de cabos. o valor da relação Uo/U, que representa o quanto o cabo suporta de sobretensão fase-terra (Uo) e entre fases (U). 32 Apoio Proteção e seletividade Capítulo XII Proteção de cabos Por Cláudio Mardegan* Falando em proteção de cabos, este capítulo abordará de proteção deve ficar, no máximo, igual ao valor de alguns critérios

Leia mais