Queres conhecê-los melhor? Vamos a isso! 1. Completa o quadro.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Queres conhecê-los melhor? Vamos a isso! 1. Completa o quadro."

Transcrição

1 Na história Chamem-lhes Nomes! tiveste oportunidade de encontrar muitos nomes. Queres conhecê-los melhor? Vamos a isso! 1. Completa o quadro. «Que nome és tu, afinal?» Subclasse de nome Género Número (o) perguntador (o) lápis comum masculino singular (o) nome Afonso Portugal próprio masculino singular Humanidade (a) pessoa (as) frases (a) alcateia colectivo (o) conjunto (os) lobos (a) constelação colectivo singular (as) estrelas (a) noite (a) gata (a) ninhada colectivo (os) gatinhos (as) caixas (os) bombons comum masculino plural (a) fotografia (a) cambada (os) malandros (a) história (a) multidão (o) ramalhete colectivo (as) flores (o) palco (o) coro (os) excertos (o) cancioneiro (o) local (o) braço (o) substantivo (a) lapiseira (o) maestro (os) músicos (o) bolso colectivo

2 2. Cada nome começa pela última sílaba do nome anterior. Descobre os sete nomes e escreve-os. 1 bol 2 so 3 fá bri ca 4 ne ta 5 pe te 6 lha do 7 ca me lo 8 ja 1. bolso Completa o quadro. Género Número Grau «Palácios, cãezinhos e palacetes» (o) palacete masculino singular diminutivo (o) sonho masculino singular normal (o) palácio normal (o) velhote (o) bigodinho (o) ricaço (o) rasto (o) dramalhão aumentativo (o) cãozinho (a) pata (a) namorada (o) casarão aumentativo (a) cadelita (a) reacção (o) canzarrão (o) portão (o) casal (a) boda (a) matilha (a) festança (o) queixume

3 4. Completa o quadro. Grau normal Grau aumentativo Grau diminutivo palácio velho bigodinho dramalhão casa portão canzarrão festança ricaço 5. Completa o quadro. Subclasse de Género Número Grau «On the rocks!» nome (os) irmãos comum (o) monte comum normal (o) montinho diminutivo (o) montículo (o) sítio (o) lado (a) pedra (as) guitarras plural (a) bateria (o) problema (o) pé (o) lugar (a) ratazana aumentativo (os) projectos (os) planos (a) bocarra (a) vocalista (o) macacão aumentativo (o) bombo (os) pratos (a) cabeça (o) fedelho (as) pedras (a) montanha

4 6. Descobre as palavras cruzadas. C V R M V L O R T N H H O C I N A C N P R H S R A Ã R P T A Ã G R T Ã O O N Ã V H Ã O Z 7. Completa o quadro, como o exemplo. «O Primeiro Natal das Palavras» Natal (as) palavras (o) gorducho (as) barbas (os) presentes (o) saco (os) presentes (a) voz Pai Natal (a) forma (a) possibilidade (os) grupos (as) aventuras (a) excitação (o) minuto (a) mesa (as) mesas (o) cabide (os) cabides (o) sonho (os) sonhos Variação dos nomes em Singular Número Plural Continua na próxima página

5 «O Primeiro Natal das Palavras» (o) sonho (os) sonhos (a) algazarra (a) flor (as) flores (o) pólen (os) pólenes (o) marquês (os) marqueses (a) paz (as) pazes (as) hipóteses (o) irmão (os) irmãos (o) pão (os) pães (o) leão (os) leões (o) ancião (os) anciãos/ anciões/ anciães (a) multidão (o) tom (os) tons (o) lobisomem (os) lobisomens (a) viagem (as) viagens (a) risota (o) som (o) canal (os) canais (o) girassol (os) girassóis (o) papel (os) papéis (o) grupo (o) pires (os) pires (o) inox (os) inox (o) lápis (os) lápis (a associação (o) espaço Variação dos nomes em Singular Número Plural

6 8. Descobre as frases correctas e escreve-as, como o exemplo. As palavra palavras acotovelavam-se para receber os presentes. As palavras acotovelavam-se para receber os presentes. flores pólenes mesas. As deitavam os seus sobre as flor pólen mesa. canal girassol Os levam água para regar os do canais girassóis rapaz. rapazes. 9. Completa o quadro, como o exemplo. «Que Complicação!» (a) mania (o) adjectivo (os) nervos (o) Complicado (o) filho (a) Preocupação (o) Perfeccionismo (o) neto (o) Medo (o) primo (o) grau (a) família (a) Hesitação (o) desgraçado (o) problema (o) nome (a) coisa (a) Calma (a) troca (os) olhares (a) confusão (a) herança (o) pai (o) namoro Subclasse de nome abstracto concreto Género feminino masculino

7 10. Do quadro acima, escolhe dois nomes abstractos e com eles escreve uma frase correcta. 11. Ordena as palavras dos cartões e escreve a frase correcta. O Complicado um e verdadeiro não um era nome adjectivo. 12. Completa o quadro, como o exemplo. Subclasse de Nome «Os Insatisfeitos» Concreto Abstracto (os) tempos (a) classe (a) canseira (a) fonte (o) lado (a) vigilância (os) superiores (a) clara (o) ovo (os) ovos (a) miúda (Menina) Clara (Senhor) Ribeiro (a) fruta (a) mercearia (a) esquina (o) parque (os) risquinhos (os) mapas (as) ideias Portugal (a) coisa Continua na próxima página

8 Subclasse de Nome «Os Insatisfeitos» Concreto Abstracto (as) histórias (a) notícia (as) notícias (os) boatos (as) pessoas (as) árvores (as) flores (Dona)Rosa (as) rosas (Senhor) Pinheiro (os) pinheiros (Senhor) Coelho (os) coelhos (Senhor) Pintassilgo (os) pintassilgos 13. Com as palavras ao lado, completa as frases. A Rita... gosta muito de ter... na jarra da sua sala. A D... tem uma pequena horta na margem de um..., onde cultiva legumes para a sua alimentação. O Sr... gosta muito de subir aos...do seu pinhal. O Alexandre... é um bom amigo da menina.... Clara ribeiro Rosa Coelho Pintassilgo rosas pinheiros Pinheiro

9 14. Preenche o quadro, como o exemplo. Nome Nome Número «Animais à solta» comum colectivo (o) grupo singular (os) animais plural (a) arca (o) banco (os) réus (o) lobo (a) gaivota (o) cão (a) ovelha (o) porco (o) camelo (o) peixe (o) presidente (a) alcateia (o) bando (a) matilha (o) rebanho (a) vara (a) cáfila (o) cardume (o) galho (o) feixe (a) cebolinha (a) réstia (as) cebolas (os) animais 15. Faz as ligações, como o exemplo. conjunto de lobos conjunto de navios conjunto de cebolas ou alhos conjunto de peixes conjunto de árvores de fruto conjunto de porcos conjunto de pessoas conjunto de abelhas conjunto de soldados conjunto de cães conjunto de estrelas conjunto de ilhas réstia alcateia constelação multidão enxame arquipélago exército armada cardume pomar vara matilha

10 16. Completa o quadro, como o exemplo. Variação dos nomes em Género «Uma Companhia» Feminino Masculino (o) criador (a) criadora (o) gato (a) gata (o) sabichão (a) sabichona (o) actor (a) actriz (o) leão (a) leoa (o) irmão (a) irmã (o) cão (a) cadela (o) bode (a) cabra (o) carneiro (a) ovelha (o) cavalheiro (a) dama 17. Com palavras do quadro de cima, completa. Masculino (o) gato (o) sabichão (o) actor (o) irmão (o) cão (o) cavalheiro Feminino (a) criadora (a) leoa (a) cabra (a) ovelha

11 18. Liga cada nome masculino ao seu feminino. marido cavalo frade imperador padrinho ancião zangão judeu freira imperatriz madrinha anciã égua mulher judia abelha 19. Completa o quadro, como o exemplo. «Rabugice Abstracta» Nome concreto Nome abstracto (a) mãe (o) filho (o) lápis (a) folha (a) mesa (o) quarto (a) língua (a) realidade (o) disparate (as) acções (os) sentimentos (as) qualidades (a) coragem (a) opinião (a) tristeza (a) rabugice

12 20. Na sopa de letras, descobre os seguintes nomes abstractos. Z A E S F O R Ç O V L S A M K V B A Z N B V P N A D O J U Í Z O F G R J Ú Q R F Q C D D Q P A B S S D I U S P S A U D A D E D E D Z F V B N O M Z L V T P E Q C A L O R Q I E E V C I T D H Z Q D Z Q Z A I V A L E G R I A A Q A W G I Q F R T H T O P D S E P O R Z D U S Q S L E I T U R A E D U C A Ç Ã O Q Q Z Q Z saudade amizade educação saída juízo amor beleza leitura ideia alegria saúde educação esforço vigor calor

Soluções Jogos e Actividades

Soluções Jogos e Actividades Soluções Jogos e Actividades Vamos conhecer melhor os nomes encontrados nas várias histórias? Vamos a isso! 1. Completa o quadro. «Que nome és tu, afinal?» Subclasse de nome Género Número (o) perguntador

Leia mais

3. Os Nomes. Repara na seguinte frase: A Joana leva a gata na cesta. Existem três classes de nomes: nomes comuns, nomes próprios e nomes colectivos.

3. Os Nomes. Repara na seguinte frase: A Joana leva a gata na cesta. Existem três classes de nomes: nomes comuns, nomes próprios e nomes colectivos. 3. Os Nomes Repara na seguinte frase: A Joana leva a gata na cesta. Nesta frase há palavras que servem para nomear pessoas, animais e coisas. Tais palavras chamam-se nomes (ou substantivos). 3.1. As classes

Leia mais

Nomes (Substantivos)

Nomes (Substantivos) Nomes (Substantivos) Regra geral Nome género terminados em o masculinos: terminados em a femininos: o aeroporto a casa 1 Masculinos alguns nomes terminados em a: o clima, o dia, o mapa, o planeta, o poema,

Leia mais

Escola 2,3/S de Vale de Cambra Ficha Informativa

Escola 2,3/S de Vale de Cambra Ficha Informativa Escola 2,3/S de Vale de Cambra Ficha Informativa O NOME O nome é a palavra de que nos servimos para designar pessoas, objectos, animais, qualidades, acções, fenómenos, sentimentos, estados, etc. Ex.: rapaz,

Leia mais

Ser capaz de flexionar em grau, género e número um nome. Grau

Ser capaz de flexionar em grau, género e número um nome. Grau OBJECTIVO Ser capaz de flexionar em grau, género e número um nome Grau 1) Atenta nas seguintes frases: Normal Diminutivo Aumentativo a) João reencontrou o homem que lhe salvara a vida. b) João reencontrou

Leia mais

Os substantivos ou nomes constituem a maior classe morfológica da língua portuguesa e designam os seres em geral, pessoas, animais, coisas, objetos,

Os substantivos ou nomes constituem a maior classe morfológica da língua portuguesa e designam os seres em geral, pessoas, animais, coisas, objetos, 1 Os substantivos ou nomes constituem a maior classe morfológica da língua portuguesa e designam os seres em geral, pessoas, animais, coisas, objetos, sentimentos, qualidades, etc. Flexionam-se em género

Leia mais

Continuar Portugal Boletim Juvenil On-Line Ano II Nº 23 2015 OUTUBRO

Continuar Portugal Boletim Juvenil On-Line Ano II Nº 23 2015 OUTUBRO Continuar Portugal Boletim Juvenil On-Line Ano II Nº 23 2015 OUTUBRO SALAZAR disse «Menos que qualquer outra forma de governar, a ditadura precisa do embuste e da mentira: a maior facilidade em dispor

Leia mais

EXERCÍCIOS DE PORTUGUÊS (6º ANO)

EXERCÍCIOS DE PORTUGUÊS (6º ANO) EXERCÍCIOS DE PORTUGUÊS (6º ANO) ADJETIVO 1. Leia. Escreva o substantivo que dá nome ao animal citado no texto. 2. De acordo com a ilustração, escreva esse substantivo e uma palavra que atribua característica

Leia mais

Vamos aprender Português! Vamos aprender a: Nome Género. Tarefas. Actividade 2. Escrever. - Palavras. Actividade 5

Vamos aprender Português! Vamos aprender a: Nome Género. Tarefas. Actividade 2. Escrever. - Palavras. Actividade 5 Vamos aprender Português! Vamos aprender a: Identificar marcas da identidade cultural portuguesa / língua portuguesa Vamos aprender: O alfabeto Actividade 1 Identificar Actividade 4 Estudo da Língua Secção

Leia mais

1º ANO A 06 07 2015 ATIVIDADE DE FÉRIAS

1º ANO A 06 07 2015 ATIVIDADE DE FÉRIAS 1º ANO A 06 07 2015 VAMOS RELEMBRAR ALGUMAS ATIVIDADES QUE APRENDEMOS DURANTE AS AULAS? LEIA E IDENTIFIQUE CADA SÍLABA DOS QUADROS ABAIXO, DEPOIS RECORTE E COLE UMA FIGURA QUE INICIE COM A SÍLABA E ESCREVA

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE RAUL PROENÇA COMPETÊNCIAS DE LÍNGUA PORTUGUESA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE RAUL PROENÇA COMPETÊNCIAS DE LÍNGUA PORTUGUESA 1. Caça ao intruso. Os textos têm palavras a mais. Encontra-as. Volta a escrever o texto corrigido. Foram umas duas férias maravilhosas horríveis! Conta a Sara girafa ao companheiro, corada de tristeza

Leia mais

Como surgiu o projecto:

Como surgiu o projecto: Projeto O ovo Como surgiu o projecto: O projeto do ovo surgiu ao trabalhar o tema da alimentação: 1. Visualizaram as imagens dos alimentos que trouxeram de casa; 2. Visualizaram a roda dos alimentos que

Leia mais

1. Agrupa as palavras segundo o número de sílabas e distribui-as pelo quadro, conforme o exemplo.

1. Agrupa as palavras segundo o número de sílabas e distribui-as pelo quadro, conforme o exemplo. 1. Agrupa as palavras segundo o número de sílabas e distribui-as pelo quadro, conforme o exemplo. computador mesa livraria órgão lápis bolo pá Monossílabos Dissílabos Polissílabos 2. Separa as sílabas

Leia mais

OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM

OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM Era o dia 22 de dezembro. O Natal aproximava-se e o Pai Natal estava muito atarefado a preparar os sacos com os brinquedos. Muito longe dali, em Portugal, um menino chamado João

Leia mais

Próverbios do Inferno

Próverbios do Inferno Próverbios do Inferno No tempo da semeadura, aprende; na colheita, ensina; no inverno, desfruta. Conduz teu carro e teu arado por sobre os ossos dos mortos. A estrada do excesso leva ao palácio da sabedoria.

Leia mais

LINGUAGENS MAT., C. NAT. FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 53 Conteúdos:

LINGUAGENS MAT., C. NAT. FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 53 Conteúdos: 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 53 Conteúdos: Substantivo: comum, próprio e coletivo. Esportes coletivos e individuais. Avaliação física para

Leia mais

BOLSA QUINZE 2015 6ª ANO (5ª SÉRIE) DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA

BOLSA QUINZE 2015 6ª ANO (5ª SÉRIE) DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA BOLSA QUINZE 2015 6ª ANO (5ª SÉRIE) DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA Leia atentamente o conto abaixo e depois faça o que se pede: O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANTE (Luís da Câmara Cascudo) Um estudante

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA UMA AVENTURA NA FALÉSIA COLEÇÃO UMA AVENTURA ATIVIDADES PROPOSTAS Leitura orientada por capítulos Interpretação do texto/funcionamento da Língua Fichas de trabalho para

Leia mais

1. No ano de 2006, em que dia da semana foi: 3. Em que dia da semana foi o teu aniversário?

1. No ano de 2006, em que dia da semana foi: 3. Em que dia da semana foi o teu aniversário? 2006 1. No ano de 2006, em que dia da semana foi: O Dia do Pai (19 de Março); O início da Primavera (21 de Março); O Natal (25 de Dezembro). 2. O Dia da Mãe é sempre no primeiro domingo de Maio. Este ano

Leia mais

I.ª Parte. Nome: Ano: Lê o texto que se segue com muita atenção.

I.ª Parte. Nome: Ano: Lê o texto que se segue com muita atenção. Nome: Ano: Turma: Classificação: I.ª Parte Lê o texto que se segue com muita atenção. O JARDIM DO TIO RICARDO O meu tio Ricardo tem um jardim. Como gosta muito de flores e de árvores e outras plantas e

Leia mais

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO V Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: TARDE Data: 9/6/2010 PORTUGUÊS

Leia mais

ÍNDICE. Breve nota... 9 Prefácio... 11

ÍNDICE. Breve nota... 9 Prefácio... 11 ÍNDICE Breve nota... 9 Prefácio... 11 Minha mãe, que lindas terras!... 23 A pata rainha... 28 Ai... ai... ai...... 32 Coradinha... 37 Joanico... 45 O vento... 56 A serpente... 59 Maria a macha... 65 O

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

GOA BOARD OF SECONDARY AND HIGHER SECONDARY EDUCATION STD XII PORTUGUESE- S.L. II. MODEL PAPER MARCH 2016 onwards O PÃO DOS OUTROS

GOA BOARD OF SECONDARY AND HIGHER SECONDARY EDUCATION STD XII PORTUGUESE- S.L. II. MODEL PAPER MARCH 2016 onwards O PÃO DOS OUTROS GOA BOARD OF SECONDARY AND HIGHER SECONDARY EDUCATION STD XII PORTUGUESE- S.L. II MODEL PAPER MARCH 2016 onwards TIME: 2 HRS 30 MINS MAX. MARKS: 80 Texto 1 Leia o texto com atenção: O PÃO DOS OUTROS A

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

CVIČENÍ - PODSTATNÁ JMÉNA

CVIČENÍ - PODSTATNÁ JMÉNA CVIČENÍ - PODSTATNÁ JMÉNA Indicar o género dos substantivos seguintes: júri velhice chaminé ardina cárcere lã tribu fome árvore sé sangue lume lei arroz vale divã cruz moto cal cartaz ordem cútis giz programa

Leia mais

O meu livro de Estudo do Meio

O meu livro de Estudo do Meio O meu livro de Estudo do Meio Profª Titular Áurea Sofia Ribeiro Profª Educação Especial Anabela Bastos 1 Índice Animais domésticos e selvagens Profissões Meios de transporte. Sinais de trânsito Alimentação

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Aluno (a): Turma: 2º Ano Professora: Data de entrega: Valor: 20 pontos CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Leitura e interpretação de textos

Leia mais

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC)

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) www.iltec.pt www.dgidc.min-edu.pt www.gulbenkian.pt VOCABULÁRIO ESPECÍFICO DA ESCOLA acrescentar juntar ou adicionar Acrescenta a pontuação adequada

Leia mais

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC)

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) www.iltec.pt www.dgidc.min-edu.pt www.gulbenkian.pt VOCABULÁRIO ESPECÍFICO DA ESCOLA acrescentar Definição Exemplo Mandarim juntar ou adicionar alguma

Leia mais

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol)

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol) CD EU QUERO DEUS 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) EU QUERO DEUS \ EU QUERO DEUS SEM DEUS EU NÃO SOU NADA EU QUERO DEUS Deus sem mim é Deus \ Sem Deus eu nada sou Eu não posso viver sem Deus \ Viver longe

Leia mais

Caderno 1. 45 minutos. Prova de Aferição de Língua Portuguesa. 1.º Ciclo do Ensino Básico. prova de aferição do ensino básico.

Caderno 1. 45 minutos. Prova de Aferição de Língua Portuguesa. 1.º Ciclo do Ensino Básico. prova de aferição do ensino básico. prova de aferição do ensino básico 2011 A preencher pelo aluno Rubrica do Professor Aplicador Nome A preencher pelo agrupamento Número convencional do Aluno Número convencional do Aluno A preencher pela

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

ortuguesa Língua Por Meu cachorro Pepe D 6/8/2009

ortuguesa Língua Por Meu cachorro Pepe D 6/8/2009 Nome: Ensino: F undamental 4 o ano urma: Língua Por ortuguesa T ata: D 6/8/2009 Meu cachorro Pepe Sou filho único, meus pais sempre trabalharam fora e como passei a infância toda na cidade do Rio de Janeiro,

Leia mais

2011 ano Profético das Portas Abertas

2011 ano Profético das Portas Abertas 2011 ano Profético das Portas Abertas Porta Aberta da Oportunidade I Samuel 17:26 - Davi falou com alguns outros que estavam ali, para confirmar se era verdade o que diziam. "O que ganhará o homem que

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BEM AVENTURADA IMELDA COLÉGIO NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

ASSOCIAÇÃO BEM AVENTURADA IMELDA COLÉGIO NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO Aluno(a) _ 4º ano Interpretação de texto 1. Poema: Cemitério Aqui jaz um leão Chamado Augusto. Deu um urro tão forte, Mas urrou tão forte, que morreu de susto. Aqui jaz uma pulga Chamada Cida. Desgostosa

Leia mais

Exercício de Reforço de Língua Portuguesa 2º ano

Exercício de Reforço de Língua Portuguesa 2º ano Exercício de Reforço de Língua Portuguesa 2º ano 1 - Ao pronunciarmos as palavras bem devagar, percebemos que há uma pausa entre cada som. Assim, a cada um desses pedacinhos chamamos de sílaba. As palavras

Leia mais

Caderno de actividades

Caderno de actividades Caderno de actividades Para responderes correctamente às perguntas que se seguem, talvez queiras ler o livro Era uma Vez uma Casa, à venda no Sítio do Livro, e também visitar o sítio infanto-juvenil www.barry4kids.net.

Leia mais

Vila Velha, de de 2010. Nome: 4º ano (3ª série): AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VII 3º BIMESTRE. Boto cor-de-rosa

Vila Velha, de de 2010. Nome: 4º ano (3ª série): AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VII 3º BIMESTRE. Boto cor-de-rosa Vila Velha, de de 2010. Nome: 4º ano (3ª série): AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VII 3º BIMESTRE Eixo Temático: Consciência e cidadania. Total de pontos Português 3,0 1,8 Matemática 3,0 1,8 História e Geografia

Leia mais

GRUPOS NIVEL SUBNÍVEL INSTRUÇÃO RESPOSTA

GRUPOS NIVEL SUBNÍVEL INSTRUÇÃO RESPOSTA JOGO 1 NIVEL 1 Exemplos de instruções e respostas que podem ser utilizadas nos oito contextos. CONTEXTUALIZAÇÃO DESENVOLVER A COMPREENSÃO SEMÂNTICA AUMENTO DO VOCABULÁRIO VISUAL IDENTIFICAÇÃO DE ELEMENTOS

Leia mais

Relaxamento: Valor: Técnica: Fundo:

Relaxamento: Valor: Técnica: Fundo: Honestidade Honestidade Esta é a qualidade de honesto. Ser digno de confiança, justo, decente, consciencioso, sério. Ser honesto significa ser honrado, ter um comportamento moralmente irrepreensível. Quando

Leia mais

Nas páginas a seguir, encontram-se as letras de todas as canções do CD Natal Brincante. Cante com o Bando de Brincantes!

Nas páginas a seguir, encontram-se as letras de todas as canções do CD Natal Brincante. Cante com o Bando de Brincantes! Nas páginas a seguir, encontram-se as letras de todas as canções do CD Natal Brincante. Cante com o Bando de Brincantes! Adquira seu CD nas Lojas Multisom ou entre em contato com a gente. Bate o Sino (folclore

Leia mais

Escola EB1 de Brunheiras

Escola EB1 de Brunheiras Escola EB1 de Brunheiras O dia dos namorados Era uma vez uma princesa chamada Francesca que estava apaixonada pelo príncipe Marco. Um dia o príncipe foi salvar a Francesca que estava presa na torre do

Leia mais

Furor suave. O Ar. À beira mar Está um homem a pescar Peixe está a apanhar E sem nunca parar. (Pedro Ernesto, 10 anos)

Furor suave. O Ar. À beira mar Está um homem a pescar Peixe está a apanhar E sem nunca parar. (Pedro Ernesto, 10 anos) 6 Furor suave Vou fazer um poema com ar; mas não é com este ar. Qual ar? Este, aqui, este ar. Este qual? O que se respira? Sim, esse, não é com o que se respira, é com o ar de ar. Qual ar? Queres dizer

Leia mais

Programa para promover as competências numéricas

Programa para promover as competências numéricas Programa para promover as competências numéricas Luísa Cotrim, Teresa Condeço ACTIVIDADES PARA PROMOVER A LINGUAGEM E O AMBIENTE MATEMÁTICO EM IDADE PRECOCE A experiência do numérico nas actividades quotidianas

Leia mais

Obs.: José recebeu em sonho a visita de um anjo que lhe disse que seu filho deveria se chamar Jesus.

Obs.: José recebeu em sonho a visita de um anjo que lhe disse que seu filho deveria se chamar Jesus. Anexo 2 Primeiro momento: contar a vida de Jesus até os 12 anos de idade. Utilizamos os tópicos abaixo. As palavras em negrito, perguntamos se eles sabiam o que significava. Tópicos: 1 - Maria e José moravam

Leia mais

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU MULHER SOLTEIRA REFRÃO: Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir (Essa música foi feita só prás mulheres

Leia mais

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai.

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai. Conto de Natal Já um ano havia passado desde o último Natal. Timóteo estava em pulgas para que chegasse o deste ano. Menino com cara doce, uma tenra idade de 10 aninhos, pobre, usava roupas ou melhor,

Leia mais

OLIMPVS.NET. Capítulo Áreas / Disciplinas

OLIMPVS.NET. Capítulo Áreas / Disciplinas VOLUME 1 GUIÕES INTERDISCIPLINARES Capítulo Áreas / Disciplinas 1 Psicólogos e diretores de turma 2 História; Geografia 3 Psicólogos e Diretores de Turma ; Geografia 4 Matemática; História 5 História 6

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

VIAGEM PELO CÉREBRO PARA PAIS E FILHOS

VIAGEM PELO CÉREBRO PARA PAIS E FILHOS VIAGEM PELO CÉREBRO PARA PAIS E FILHOS Texto: Luísa Albuquerque Ilustração: Isabel Abreu A METADE ESQUERDA E A METADE DIREITA DO CÉREBRO 14 HÁ MUITAS MAIS CAPACIDADES CEREBRAIS! 18 O CÉREBRO DO MENINO

Leia mais

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6 Ai quem me dera 1. Ai, quem me dera, terminasse a espera 2. Retornasse o canto simples e sem fim, 3. E ouvindo o canto se chorasse tanto 4. Que do mundo o pranto se estancasse enfim 5. Ai, quem me dera

Leia mais

Prazer em Conhecê-lo. APRENDA Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto

Prazer em Conhecê-lo. APRENDA Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto EU E VOCÊ Unidade 1 01 Prazer em Conhecê-lo Cumprimentos Dias da Semana Meses do Ano O Alfabeto 02 Frases: Afirmativa, Negativa, Interrogativa Artigos: Definidos e Indefinidos Substantivos e Adjetivos

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA UMA AVENTURA NO BOSQUE COLEÇÃO UMA AVENTURA ATIVIDADES PROPOSTAS Leitura na aula em voz alta feita pela professora ou pelos alunos que já lêem sem dificuldade. O ritmo

Leia mais

Em primeiro lugar, deverá encaixar a frase 2 dentro da frase 1, tal como nos exemplos seguintes:

Em primeiro lugar, deverá encaixar a frase 2 dentro da frase 1, tal como nos exemplos seguintes: CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO Neste exercício deverá transformar conjuntos de duas frases numa frase apenas. Em primeiro lugar, deverá encaixar a frase 2 dentro da frase 1, tal como nos exemplos seguintes: 1)

Leia mais

Telefones: 11-4301-6381 fixo - 11-9-9846-8648 vivo - 11-9-4820-7160 Tim

Telefones: 11-4301-6381 fixo - 11-9-9846-8648 vivo - 11-9-4820-7160 Tim Telefones: 11-4301-6381 fixo - 11-9-9846-8648 vivo - 11-9-4820-7160 Tim CDS CAPELA SOMENTE VOZ LOCUÇÃO locução nova 2009e2010 Estes cds podem ser baixados da internet ou recebidos pelo correio. Os preços

Leia mais

Sophia de Mello Breyner Andersen

Sophia de Mello Breyner Andersen Sophia de Mello Breyner Andersen Autora: H. F. Publicado em http://www.escolovar.org 1 A menina do mar A. Lê a pág. 5 e responde 1. Descreve a casa. 2. Que plantas cresciam no jardim? 3. Quem morava nessa

Leia mais

El Jornal. Terramotos e incêndios. No ligar onde vivemos podem

El Jornal. Terramotos e incêndios. No ligar onde vivemos podem Ano 2014/2015 Nº 1 Janeiro EB1/JI de Vila Nova Turma do 2º ano El Jornal Editorial Terramotos e incêndios No ligar onde vivemos podem ocorrer terramotos ou incêndios que são perigosos para os adultos e

Leia mais

O ENSINO ESPECIAL A LENDA DA SERRA DA ESTRELA DATA DO BOLETIM: DEZEMBRO DE 2007 A MARIA CASTANHA A TURMA DO O DIA DE S.MARTINHO O PÃO NA NOSSA

O ENSINO ESPECIAL A LENDA DA SERRA DA ESTRELA DATA DO BOLETIM: DEZEMBRO DE 2007 A MARIA CASTANHA A TURMA DO O DIA DE S.MARTINHO O PÃO NA NOSSA VOLUME 1, EDIÇÃO 1 DATA DO BOLETIM: DEZEMBRO DE 2007 NESTA EDIÇÃO: A MARIA CASTANHA 2 A TURMA DO 2.º 2.ª 3 O DIA DE S.MARTINHO 4 O PÃO NA NOSSA ALIMENTAÇÃO A TURMA DO 1.º 2.ª 5 6 O ENSINO ESPECIAL 7 SOLIDARIEDADE

Leia mais

O Manuel trouxe um papel para dar ao ao senhor Miguel que lhe deu um lindo anel com um grande camafeu mas quem o quer ter na mão não há outra

O Manuel trouxe um papel para dar ao ao senhor Miguel que lhe deu um lindo anel com um grande camafeu mas quem o quer ter na mão não há outra Não percebo nada!!! O Manuel trouxe um papel para dar ao ao senhor Miguel que lhe deu um lindo anel com um grande camafeu mas quem o quer ter na mão não há outra opinião! Que lindos amores eu tenho! lindos,

Leia mais

NAPNE / RENAPI. Softwares Educativos Sócrates

NAPNE / RENAPI. Softwares Educativos Sócrates NAPNE / RENAPI Softwares Educativos Sócrates Julho de 2011 Sumário 1 Introdução... 3 2 Tela Inicial... 3 2.1 Formas... 4 2.1.1 Mais formas... 5 2.2 Sons... 5 2.3 Pares... 6 2.4 Misturar e combinar... 6

Leia mais

CONVITE. Falecido em 2012, Manuel António Pina deixou uma obra singular, no campo da poesia, da crónica, da literatura infanto-juvenil e do teatro.

CONVITE. Falecido em 2012, Manuel António Pina deixou uma obra singular, no campo da poesia, da crónica, da literatura infanto-juvenil e do teatro. Dando continuidade a projetos anteriores, o Museu Nacional da Imprensa está a preparar várias iniciativas para assinalar o 71.º aniversário do nascimento (18.nov.1943) do jornalista e escritor Manuel António

Leia mais

1. A ESTRELA E A LUA

1. A ESTRELA E A LUA 1. A ESTRELA E A LUA A ESTRELA E A LUA ERAM DUAS IRMÃS COSME E DAMIÃO TAMBÉM SÃO DOIS IRMÃOS OXALÁ E OGUM GUIA NOSSOS PASSOS SOMOS FILHOS DE UMBANDA QUE BALANÇA MAIS NÃO C 2. CADE DOUM COSME E DAMIÃO,

Leia mais

Turma Regular Semanal Manhã

Turma Regular Semanal Manhã A) ARTIGOS CORRELATOS CONCORDÂNCIA NOMINAL Introdução Leia a frase abaixo e observe as inadequações: Aquele dois meninos estudioso leram livros antigo. Note que as inadequações referem-se aos desajustes

Leia mais

Avaliação: 1.ª Parte. Lê o texto atentamente. Unidade Didáctica Língua Portuguesa. Nome: Data: / / A Salta-Pocinhas

Avaliação: 1.ª Parte. Lê o texto atentamente. Unidade Didáctica Língua Portuguesa. Nome: Data: / / A Salta-Pocinhas Avaliação: Unidade Didáctica Língua Portuguesa Nome: Data: / / 1.ª Parte Lê o texto atentamente A Salta-Pocinhas Havia três dias e três noites que a Salta-Pocinhas, raposa matreira, fagueira e lambisqueira

Leia mais

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. www.hinarios.org. Glauco Villas Boas 1 01 HÓSPEDE

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. www.hinarios.org. Glauco Villas Boas 1 01 HÓSPEDE HINÁRIO O CHAVEIRÃO Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii Glauco Glauco Villas Boas 1 www.hinarios.org 2 01 HÓSPEDE Padrinho Eduardo - Marcha Eu convidei no meu sonho Meu mestre vamos passear

Leia mais

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO Unidade Portugal Série: 4 o ano Período: MANHÃ/TARDE Data: 26/9/2013 PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE Nome: Turma: Leia o texto com atenção e faça o que se pede. Preservando o Meio Ambiente

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 2.ª Chamada / 739 2.ª Fase / 2010 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro, e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha:

Leia a letra da música Fico Assim Sem Você, de Claudinho e Buchecha: Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha: Avião sem asa, Fogueira sem brasa, Sou eu assim, sem você Futebol sem bola, Piu-piu sem Frajola, Sou eu assim, sem você... Porque

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

trou - de deitar. A escrita sempre foi uma descarga de qual vou naquela tarde. Curava feridas velhas como... Suspirou.

trou - de deitar. A escrita sempre foi uma descarga de qual vou naquela tarde. Curava feridas velhas como... Suspirou. ENTRE O AMOR E O SILÊNCIO Capítulo 1 trou de deitar. A escrita sempre foi uma descarga de qual nov vou naquela tarde. Curava feridas velhas como... Suspirou. es ensoparem o rosto, o traves infantilidade.

Leia mais

JORNAL ANIMAL TIRINHAS

JORNAL ANIMAL TIRINHAS JORNAL ANIMAL 26 DE SETEMBTO DE 2011 ESTE JORNAL FOI PRODUZIDO PELOS ALUNOS DOS 2os ANOS DA ESCOLA MUNICIPAL 25 DE MARÇO COM AUXÍLIO DAS PROFESSORAS MÁRCIA E LUCIANE. O OBJETIVO DESTE TRABALHO É INCENTIVAR

Leia mais

PROGRAMA PEDAGÓGICO 2015 / 2016. www.escolaequestreaveiro.com 234 912 108 969 428 670 quintapedagogica@grupomayaseco.com

PROGRAMA PEDAGÓGICO 2015 / 2016. www.escolaequestreaveiro.com 234 912 108 969 428 670 quintapedagogica@grupomayaseco.com PROGRAMA PEDAGÓGICO 2015 / 2016 www.escolaequestreaveiro.com 234 912 108 969 428 670 quintapedagogica@grupomayaseco.com A QUINTA PEDAGÓGICA de AVEIRO, situa-se a 4km do centro de AVEIRO, o que permite

Leia mais

2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO

2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO 2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO NOME: Jaguarari, outubro de 2010. CADERNO DO 6º E 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 2010 Numa carta de Papai Noel destinada às crianças, ele comunica que não será

Leia mais

Funcionamento da Língua Publicado por: http://www.escolovar.org/

Funcionamento da Língua Publicado por: http://www.escolovar.org/ Autor: Bruno Publicado por: http://www.escolovar.org/ 1 Preenche com X no local certo. VERBO ADJECTIVO vivia aldeia antiga cadeira bonita pensava 2 Escreve os verbos nos tempos indicados na tabela. PASSADO

Leia mais

Curso Intermediário de LIBRAS

Curso Intermediário de LIBRAS Curso Intermediário de LIBRAS 1 Curso Intermediário de LIBRAS 2 Unidade 2 Fazer as compras Sábado foi dia de ir ao Tok Stok. Nós, casal, fomos passear e dar uma voltada para olhar os moveis e objetos.

Leia mais

Brincar às guerras. Está muito calor para jogar basquete. Vamos fazer outra coisa sugeriu Luke.

Brincar às guerras. Está muito calor para jogar basquete. Vamos fazer outra coisa sugeriu Luke. Brincar às guerras Está muito calor para jogar basquete. Vamos fazer outra coisa sugeriu Luke. Os amigos sentaram-se à sombra do salgueiro a decidir o que fazer. Tens mais balões de água? perguntou Danny.

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

Estudo das classes de palavras - Substantivos. Casas entre bananeiras mulheres entre laranjeiras pomar amor cantar. Devagar...as janelas olham.

Estudo das classes de palavras - Substantivos. Casas entre bananeiras mulheres entre laranjeiras pomar amor cantar. Devagar...as janelas olham. Estudo das classes de palavras - Substantivos Cidadezinha qualquer Carlos Drummond de Andrade 1 Casas entre bananeiras mulheres entre laranjeiras pomar amor cantar. Um homem vai devagar. Um cachorro vai

Leia mais

20 de Março Primavera Equinócio Flores, atividades educativas e atelier de flores Borboletas, atividades educativas e atelier de borboletas

20 de Março Primavera Equinócio Flores, atividades educativas e atelier de flores Borboletas, atividades educativas e atelier de borboletas Propostas diversas para Atividades Anuais (escolas, Câmaras, outras entidades) Dia e mês Dia comemorativo Actividade Proposta 6 de Janeiro Dia de Reis Fantoches os animais e o Circo, o jogo dos sons dos

Leia mais

AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM

AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM INFORMAÇÃO A PAIS E EDUCADORES SECRETARIADO NACIONAL PARA A REABILITAÇÃO E INTEGRAÇÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 2001 Editor: Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração

Leia mais

ACTIVIDADES: NOTA: A utilização destes símbolos em documentos impressos e electrónicos encontra-se protegida por copyright:

ACTIVIDADES: NOTA: A utilização destes símbolos em documentos impressos e electrónicos encontra-se protegida por copyright: ACTIVIDADES: Actividade 1 Quais são os frutos iguais? Actividade 2 Onde está a banana descascada? Actividade 3 O que veste o menino? Actividade 4 O que serve para calçar? Actividade 5 Qual a ordem correcta?

Leia mais

16 CARLOS RODRIGUES BRANDÃO

16 CARLOS RODRIGUES BRANDÃO 16 CARLOS RODRIGUES BRANDÃO 1 a Começa assim Este jogo começa com todos os participantes procurando as PA LAVRAS SEMENTES. E isso não é nada difícil! Basta as pessoas que vão jogar o jogo saírem conversando

Leia mais

Graduados, empreendedores lançaram-se estrada fora

Graduados, empreendedores lançaram-se estrada fora 2015-08-05 09:00:55 Uma das frases que mais se tem ouvido neste final do ano lectivo, dos recém licenciados, é que o que os espera é o desemprego. Outra palavra que hoje se ouve bastante é empreendadorismo.

Leia mais

AUXILIAR DE COPA E COZINHA PORTUGUÊS

AUXILIAR DE COPA E COZINHA PORTUGUÊS AUXILIAR DE COPA E COZINHA PORTUGUÊS O texto, de Mário Quintana, a seguir refere-se às questões de 01 a 05: VERANICO Está marcando meio-dia nos olhos dos gatos. As sombras esconderam-se debaixo da barriga

Leia mais

3, 2, 1 Partida para uma ideia Eco

3, 2, 1 Partida para uma ideia Eco 1 Concurso Jovens Autores de Histórias Ilustradas 2ª Edição Organização: - Nissan Autora: Ana Margarida Carvalho da Costa 18 anos (Curso Técnico de Comunicação/ Marketing, Relações Públicas e Publicidade).

Leia mais

Simbologia dos desenhos aplicados sobre ovos de Páscoa. www.portalpolonia.org (foto: brzyski)

Simbologia dos desenhos aplicados sobre ovos de Páscoa. www.portalpolonia.org (foto: brzyski) Simbologia dos desenhos aplicados sobre ovos de Páscoa turystyka.wp.pl www.portalpolonia.org (foto: brzyski) Os ovos de Páscoa podem ser pintados, raspados, receber colagens, etc. É uma arte secular nos

Leia mais

PORTUGUÊS 1. Portuguese 1 FAIRFIELD LANGUAGE TECHNOLOGIES

PORTUGUÊS 1. Portuguese 1 FAIRFIELD LANGUAGE TECHNOLOGIES PORTUGUÊS 1 Portuguese 1 FAIRFIELD LANGUAGE TECHNOLOGIES TRS-PORTI-1.1 ISBN 1-883972-84-1 Copyright 1997 1999 Fairfield Language Technologies. All rights reserved. Unauthorized duplication is prohibited.

Leia mais

A luva sem par. Lá fora estão menos dez graus e a cidade asfixiada pela neve.

A luva sem par. Lá fora estão menos dez graus e a cidade asfixiada pela neve. A luva sem par Se as mesas das janelas estão ocupadas procura sentar-se numa das mais próximas das janelas, numa cadeira virada para as janelas. Se todas elas estiverem ocupadas sai, dá uma volta devagar

Leia mais

A sopa de pregos. Bateu à primeira porta. Um homem idoso, com a face enrugada e as costas curvadas pela idade, abriu a porta com um olhar carrancudo.

A sopa de pregos. Bateu à primeira porta. Um homem idoso, com a face enrugada e as costas curvadas pela idade, abriu a porta com um olhar carrancudo. A sopa de pregos Uma vez, em tempos que já lá vão, houve uma guerra. Dois países encontraram-se frente a frente e lutaram durante catorze anos, até que os seus reis ficaram sem dinheiro. Declararam paz

Leia mais

Ópera ligeira: À Procura de um Pinheiro

Ópera ligeira: À Procura de um Pinheiro Ópera ligeira: À Procura de um Pinheiro De José Carlos Godinho A ópera é uma fantasia em torno do pinheiro de Natal e encerra uma mensagem ecológica de proteção à natureza. Os enfeites da árvore, Bolas,

Leia mais

NOME: DATA: / /2013 Caro(a) aluno(a),

NOME: DATA: / /2013 Caro(a) aluno(a), COLÉGIO METODISTA IZABELA HENDRIX PROFESSOR (A): Mariana Bicalho Furst DISCIPLINA: Língua Portuguesa SÉRIE: 2º ano TIPO DE ATIVIDADE: Atividade de recuperação VALOR: NOTA: NOME: DATA: / /2013 Caro(a) aluno(a),

Leia mais

Olá. Esta é minha casa em São Miguelito. São Miguelito é uma pequena cidade com cerca de 50 ou 60 famílias. A cidade tem uma escola, um campo de futebol e algumas igrejas, mas não tem um centro, como a

Leia mais

Partida. Mímica. Mímica. Mímica. Mímica. Mímica. Mímica. Palavras Proibidas. Palavras Proibidas. Palavras Proibidas. Desenho. Palavras Proibidas

Partida. Mímica. Mímica. Mímica. Mímica. Mímica. Mímica. Palavras Proibidas. Palavras Proibidas. Palavras Proibidas. Desenho. Palavras Proibidas (http://www.manualdacrianca.net) Partida Joga de novo Escolhe a cor Escrever Passear Dormir Conduzir um carro Jogar à bola Beber Lavar loiça Sentar-se Elogiar Remar Mudar uma lâmpada Pintar uma parede

Leia mais

Índice Geral. Índice de Autores

Índice Geral. Índice de Autores Victor Fernandes 1 Índice Geral A perua-galinha 3 A vida de um porco chamado Ricky 4 Um burro chamado Burro 5 O atrevido 6 O Burro que abandonou a família por causa de uma rã 7 A burra Alfazema 8 Índice

Leia mais

A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS TRÊS PORQUINHOS

A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS TRÊS PORQUINHOS COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do Livro Lições de Português e de História 3º ano 3º A e B 3º C 3º D Semana de 7 a 11 de outubro quarta-feira segunda-feira terça-feira Leia o texto abaixo para realizar

Leia mais

Histórias Tradicionais Portuguesas. Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO. Autora: Lina. Publicado em: www.escolovar.org

Histórias Tradicionais Portuguesas. Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO. Autora: Lina. Publicado em: www.escolovar.org Histórias Tradicionais Portuguesas Alice Vieira AS MOEDAS DE OURO DE PINTO PINTÃO VAMOS CONHECER O LIVRO A CAPA A CONTRACAPA A LOMBADA Observa a capa do livro e responde: 1.Título 2. Nome da autora 3.

Leia mais

RELAÇÃO DE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ENSINO FUNDAMENTAL 1º ANO DISCIPLINAS 1º BIMESTRE 2º BIMESTRE

RELAÇÃO DE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ENSINO FUNDAMENTAL 1º ANO DISCIPLINAS 1º BIMESTRE 2º BIMESTRE RELAÇÃO DE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ENSINO FUNDAMENTAL 1º ANO DISCIPLINAS 1º BIMESTRE 2º BIMESTRE MATEMÁTICA Comparação de tamanho: (maior / menor / mesmo tamanho) Noções de posição: (frente / atrás / entre

Leia mais

Catálogo Livros. Editora: Minutos de Leitura REF: LB08 PVP: 12 euros (IVA incluído)

Catálogo Livros. Editora: Minutos de Leitura REF: LB08 PVP: 12 euros (IVA incluído) Crocodilo e Girafa Este livro aborda temáticas fundamentais para o desenvolvimento da criança tais como aceitação das diferenças, tolerância à frustração, regras de convivência em grupo; o respeito pelos

Leia mais

Turistas enchem Lisboa e prometem voltar à capital. Filipe Morais, Diário de Notícias, 11 de Agosto de 2006

Turistas enchem Lisboa e prometem voltar à capital. Filipe Morais, Diário de Notícias, 11 de Agosto de 2006 Turistas enchem Lisboa e prometem voltar à capital Filipe Morais, Diário de Notícias, 11 de Agosto de 2006 Vêm de todo o lado, atraídos pela lendária hospitalidade portuguesa, mas sobretudo pelo clima,

Leia mais