1 VEPRO. 1.1 Investimento seguro. 1.2 Resumo histórico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 VEPRO. 1.1 Investimento seguro. 1.2 Resumo histórico"

Transcrição

1

2 1 VEPRO A empresa VEPRO distingue-se à mais de duas décadas, pela implementação de soluções médicas tecnológicas avançadas e adaptadas à realidade de cada estabelecimento hospitalar. Com uma história de mais de 25 anos, a VEPRO é uma empresa TI pioneira no mercado dos sistemas PACS. O crescimento sustentado e o desenvolvimento continuado dos seus produtos, garantem aos seus clientes um investimento com elevados padrões de segurança e qualidade. 1.1 Investimento seguro A VEPRO é uma das poucas empresas no mercado PACS que desenvolve, distribui e supervisiona todo o seu conjunto de aplicações de software. O resultado traduz-se numa empresa tecnologicamente independente e auto-suficiente com resultados comprovados em todo o mundo. Desta forma a VEPRO garante, não apenas, a segurança dos elevados investimentos efectuados pelos seus clientes, mas também demonstra que uma empresa de tecnologias de informação pode ser bem sucedida ao longo de décadas, se os seus quadros técnicos, administrativos e superiores formarem uma equipa coesa e inovadora. A VEPRO está presente nos cinco cantos do mundo, com escritórios próprios nos EUA, Brasil, França, Bélgica, Turquia, Índia, Singapura e China e representada por parceiros qualificados em mais de 60 países. A VEPRO tem hoje mais de 4000 instalações no mundo o que demonstra inequivocamente o seu sucesso nacional e internacional e também a confiança que os seus clientes depositam nas soluções TI da VEPRO. 1.2 Resumo histórico Desde a sua fundação em 1981 que a VEPRO se dedica exclusivamente ao desenvolvimento e comercialização de soluções TI para ambiente hospitalar tendo por isso um conhecimento especializado único do mercado onde opera. Desde 1989 que as enormes possibilidades do processamento digital de imagem são aplicadas em aplicações concretas às ciências médicas. Foi neste ano que o primeiro produto PACS da VEPRO foi apresentado num congresso médico realizado em Viena de Áustria. Em 1995, a VEPRO apresentou internacionalmente o seu PACS MEDIMAGE na RNSA em Chicago, EUA. O sucesso expandiu-se então pela Europa, América, Austrália e Ásia com o apoio de parcerias qualificadas. Desenvolvido em cooperação com várias empresas tecnológicas da área médica, o MEDIMAGE tornouse, em 1998, o sistema de gestão de imagens médicas com maior sucesso no mundo, com mais de 2000 instalações. Desde 1998 até hoje, a empresa não tem parado de crescer, tendo já instalado mais de 4000 sistemas PACS. Clientes de diferentes áreas da medicina, tais como radiologia, cardiologia, ortopedia, cirurgia, oftalmologia, confiam nos sistemas de informação da VEPRO. 2 de 24

3 1.3 Produtos Elevado padrão de qualidade A VEPRO produz servidores e estações de cliente de elevada qualidade na sede empresa em Pfungstadt. Todos estes equipamentos cumprem os requisitos de fiabilidade e exigência dos ambientes hospitalares. O processo de implementação das soluções VEPRO é iniciado nas suas instalações. Todo o equipamento TI da solução é colocado em ambiente de teste numa configuração simulada idêntica à do cliente (incluindo a infra-estrutura de rede e de comunicações) durante um período que pode variar de alguns dias até semanas dependendo da dimensão do projecto. Desta forma a fiabilidade, desempenho e qualidade de todos os componentes é avaliada em testes exaustivos. Apenas os sistemas estáveis e com desempenho comprovado são certificados e enviados ao cliente, garantindo um período mínimo de instalação nas suas instalações. Todos os componentes da solução PACS da VEPRO são certificados como produtos da classe IIb, cumprindo a legislação internacional vigente mais rigorosa para equipamentos informáticos em ambientes hospitalares. Desta forma o PACS de VEPRO pode ser utilizado em todas as especialidades médicas, para arquivo, pesquisa e comunicação de informação médica sem quaisquer limitações. A VEPRO garante o cumprimento de todas as normas e regulamentos de qualidade incluindo ISO9001, CE, EMV, MPG e FDA. 1.4 Serviço Importância da sua qualidade As soluções TI em ambientes hospitalares são fundamentais para garantir a operacionalidade e qualidade dos cuidados de saúde. Estas premissas requerem por um lado que os sistemas instalados sejam fiáveis, estáveis e de elevada qualidade, mas também que a resposta a falhas seja rápida e eficaz. Por esta razão todos os sistemas VEPRO incluem funções de gestão e manutenção remota garantindo a sua monitorização em qualquer parte do mundo. Mais de 95% de todos os pedidos de assistência são resolvidos com sucesso desta forma. O processo de apoio ao cliente através dos serviços locais ou centrais de assistência da VEPRO é garantido 24 horas, 365 dias no ano. Porque todos os técnicos de manutenção dos sistemas VEPRO mantêm contacto permanente com os especialistas de sistema do departamento de desenvolvimento, o cliente tem a garantia que todos os seus problemas são resolvidos. 3 de 24

4 2 Soluções VEPRO Para todas as áreas médicas A VEPRO centra toda a sua actividade na tecnologia de informação médica. Como empresa exclusivamente dedicada a sistemas TI, a VEPRO é uma empresa especializada em soluções informáticas para ambientes hospitalares, oferecendo soluções completas para todas as áreas médicas. A VEPRO integra nos seus quadros, especialistas experientes em tecnologias de informação e altamente motivados, garantindo soluções flexíveis e personalizadas, assim como um desenvolvimento contínuo da sua linha de produtos de acordo com as normas do sector e os correspondentes avanços tecnológicos. Sendo uma empresa com implantação mundial, a VEPRO está vinculada, não apenas, às normas internacionais de qualidade mas também à diversidade dos requisitos organizacionais e médicos dos nossos clientes. As interfaces gráficas de utilizador assim como os manuais dos produtos VEPRO estão disponíveis nas mais diversas línguas, incluindo o Chinês. 4 de 24

5 2.1 EMR Um novo sub-sistema VEPRO Registo Multimédia de Paciente Para a VEPRO, a palavra PACS significa muito mais que Sistema de Arquivo e Comunicação de Imagem ( Picture, Archiving & Communication System ). O PACS da VEPRO é também um arquivo multimédia para armazenamento de registos médicos electrónicos (EMR). O sistema PACS da VEPRO é uma solução integrada de informação proveniente de diversos departamentos e áreas médicas e que permite a administração centralizada de toda a documentação de um paciente. Independentemente das áreas médicas de origem dos dados dos pacientes, ou do seu formato: documento, gráfico, imagem ou som analógico ou digital todas as informações dos pacientes podem ser arquivadas directamente para o VEPRO PACS e serem disponibilizadas em qualquer lugar. Com o sistema EMR da VEPRO, os hospitais tornam-se independentes de todos os seus subsistemas. O sistema EMR da VEPRO garante a integração de qualquer subsistema TI baseado no sistema operativo Windows, seja um sistema de informação do laboratório de um fabricante A ou um sistema de documentação de um fabricante B. Esta integração é conseguida através de uma única interface DICOM, que comunica com todos os sistemas de outros fabricantes (third-party). Deste modo, é garantido que toda a informação do paciente é guardada no arquivo central, no formato DICOM e de acordo com as normas internacionais. Por esta razão, as únicas tarefas dos restantes subsistemas são o processamento e obtenção de informação. Depois de realizadas estas funções, os resultados obtidos por cada subsistema são transferidos para o PACS VEPRO de modo a ficarem disponíveis, via WEB, na rede da clínica/hospital e no arquivo de longo prazo. A independência em relação a sistemas third-party é garantida porque toda a informação relevante do paciente é armazenada no arquivo VEPRO EMR no formato DICOM. Desta forma, uma mudança de subsistemas proprietários é possível em qualquer altura porque a saída de dados é sempre administrada no arquivo EMR. 5 de 24

6 Arquivo VEPRO EMR significa: Informação armazenada no formato DICOM; Garantia de disponibilidade dos dados em qualquer lugar; Comunicação via DICOM mundialmente; Acesso WEB em qualquer altura e em qualquer lugar; Independência de sistemas proprietários ((third-party); Estrutura homogénea e consistente de arquivos e ficheiros; Arquivo seguro a longo prazo em suporte de armazenamento não apagável. 6 de 24

7 2.2 Um PACS para todas as especialidades médicas Para quem planeia um PACS autónomo, um mini-pacs ou um sistema PACS para toda a clínica/hospital, o sistema PACS da VEPRO significa muito mais do que apenas o arquivo, gestão e visualização de imagens radiológicas. O PACS da VEPRO armazena toda a informação do paciente no formato DICOM, seja qual for a especialidade médica que origina essa informação: radiologia, cardiologia, ortopedia ou cirurgia. Garantindo a importação de toda a informação de acordo com a norma DICOM 3.0, é criado, no sistema PACS da VEPRO, um arquivo de ficheiros homogéneo e uniforme. Sendo um sistema aberto normalizado, modularmente expansível, e com uma arquitectura cliente/servidor, o sistema PACS da VEPRO adapta-se facilmente ao crescimento das exigências dos seus clientes e garante também a segurança necessária ao investimento neste sistema. Aquisição de Imagem Integração de todas as modalidades (analógicas ou digitais) Os PACS da VEPRO integram possibilidades quase ilimitadas para aquisição de informação de qualquer equipamento analógico ou digital e posterior armazenamento no formato universal DICOM. Equipamentos médicos com interface digital DICOM podem ser integrados no PACS assim como todos os equipamentos analógicos. Interfaces Vídeo Standard e Alta Resolução Uma das formas de interligar sistemas analógicos consiste na conversão digital de imagens (coloridas ou a preto e branco) ou filmes (frequência até 60 imagens por segundo) sem qualquer perda da qualidade através de uma interface de vídeo. Esta interface de vídeo já existe em todas as modalidades analógicas através da visualização da informação da imagem no monitor. Utilizando o sinal analógico da imagem do sistema médico, a informação de vídeo é digitalizada em conversores analógicos/digitais de alta qualidade, convertida no formato DICOM e armazenada no sistema PACS da VEPRO. Para quem necessita de armazenar imagens isoladas ou sequências de imagens capturadas de um ecógrafo, cateter intra-cardíaco de alta resolução ou de uma câmara endoscópica ou microscópica no sistema PACS, o módulo de aquisição de vídeo da VEPRO integra todas as ferramentas necessárias para a sua execução. Com a interface de vídeo da VEPRO não é necessário desactivar a funcionalidade da lista de trabalho DICOM a aquisição de vídeo VEPRO simula esta funcionalidade e estabelece a conexão para o sistema HIS ou RIS. 7 de 24

8 Digitalizador para filmes e documentos O sistema de digitalização de filmes Raio-X, cateteres intra-cardíaco e documentos em papel da VEPRO, permite a digitalização e conversão em formato DICOM de toda a informação para o sistema PACS. A gama de produtos extende-se do digitalizador simples de documentos até ao digitalizador laser de filme para Raio-X ou a um pacote de digitalização cine-filme. Importação de Informação Digital O sistema da VEPRO permite que dados DICOM em CD ou noutras fontes possam ser importados e arquivados bem como dados dos pacientes que existam digitalmente em formatos gráficos tais como JPG, BMP, TIF, PCX, AVI ou no clipboard do Windows. No sistema VEPRO estes dados podem ser transferidos manualmente ou de forma totalmente automática e arquivados no formato DICOM. Interface de Utilizador Uniforme As soluções TI na ciência médica somente encontram grande aceitação quando a sua utilização é intuitiva e de fácil gestão. O sistema PACS da VEPRO vai de encontro às exigências dos seus clientes disponibilizando uma interface padrão para todos os documentos de imagens, filmes ou sons, uniforme e configurável. A qualidade do design VEPRO e o layout claro e compreensível da interface reflecte a larga experiência e relacionamento de um fabricante PACS com os seus clientes. A interface gráfica do utilizador (Graphical User Interface - GUI) do novo PACS de 5ª geração da VEPRO garante uma aprendizagem rápida e uma operação precisa e eficiente. Ao invés de ter que lidar com problemas de utilização da aplicação, o médico pode usar todo seu tempo nos seus pacientes. Para uma utilização ainda mais fácil em ambiente multilingue, o sistema PACS da VEPRO pode ser configurado para vários idiomas: alemão, inglês, francês, italiano, espanhol, português ou chinês são apenas algumas das línguas suportadas. O MEDIMAGE oferece os benefícios para uma preparação rápida e segura de diagnósticos através de inúmeras funcionalidades e uma grande diversidade de ferramentas para visualização e edição de imagem, anotações e relatórios. 8 de 24

9 9 de 24

10 10 de 24

11 Gestão simples de pacientes O Gestor de Arquivo VEPRO baseado em SQL permite a administração multi-utilizador de conjuntos arbitrários de arquivos, porque está bem estruturado e dotado de inúmeras funcionalidades para organização de arquivos. Desta forma os dados do paciente podem ser indexados e consultados em mais de 25 campos de pesquisa. Definições avançadas de perfis e filtros de pesquisa asseguram que mesmo na presença de arquivos extensos, o utilizador acederá facilmente à informação. Com o sistema PACS da VEPRO, na pesquisa de arquivo o utilizador torna-se completamente independente da existência de um RIS, CIS ou HIS. No entanto, o sistema PACS da VEPRO permite também a pesquisa, visualização e administração de imagens através do modo Master-Slave. O Gestor de Arquivo VEPRO disponibiliza quatro vistas diferentes para a organização de arquivo. O utilizador pode alternar entre as várias vistas em poucos instantes através de um clique de rato. 1. Vista de séries (coluna única): Neste formato de visualização todos os pacientes são consecutivamente dispostos com os seus exames (séries). Esta vista é ideal para arquivos pequenos e em casos em que poucos exames do paciente são guardados. 2. Vista de pacientes e séries (duas colunas): No caso em que muita informação de imagem, filme e dados genéricos de um paciente é arquivada, a vista paciente/série é recomendável. Cada paciente aparece uma vez na primeira coluna e os exames respectivos surgem representados na segunda coluna. As colunas dos exames (séries) são ordenadas arbitrariamente por data, modalidade, etc. A cardiologia e radiologia em particular beneficiam com este tipo de representação da informação. Vista de séries Vista de pacientes e séries 3. Vista de pacientes, estudos e séries (três colunas): A terceira alternativa de vistas, que se encontra dividida em pacientes, estudos e exames, é particularmente adequada para uma ordenação clara de conjuntos grandes de informação. Aplica-se em casos nos quais existem vários estudos por paciente, e vários exames por estudo. Para manter os ficheiros extensos dos pacientes bem organizados, cada coluna é ordenada por critérios arbitrários. 11 de 24

12 4. Vista de estudos e séries (duas colunas com imagens prévias): Para uma rápida descoberta muitas vezes é importante ter os estudos dos pacientes dispostos relativamente a um determinado período de tempo (como por exemplo um dia) ou conjuntamente com imagens prévias correspondentes. Também neste caso a VEPRO oferece uma alternativa rápida e funcional de visualização com possibilidades arbitrárias de ordenação e filtragem com a vista dos estudos e exames em duas colunas. Vista de pacientes, estudos e séries Vista de estudos e séries Fluxo de trabalho eficiente com uma organização de arquivos inteligente Uma organização bem estruturada do arquivo facilita a implementação de arquivos de imagem médica de grandes dimensões, tornando os procedimentos operacionais clínicos mais rápidos e eficientes. No sistema PACS da VEPRO apenas com um clique de rato o total de ficheiros de paciente ou vários estudos e exames são seleccionados e carregadas as pré-visualizações correspondentes das imagens. Desta forma, evita-se o processo mais demorado de carregamento das imagens, poupando tempo de optimizando a utilização da infra-estrutura de rede. Para uma fácil visualização das imagens o Gestor de Arquivo suporta a funcionalidade de carregar directamente as imagens desejadas para os diferentes ecrãs através do processo drag and drop (mover e largar) dos ícones miniatura das mesmas. Com um clique adicional o conjunto total de ficheiros do paciente, diversos estudos ou exames podem ser exportados para CD/DVD ou podem ser tele-enviados para o exterior. Processamento avançado de imagem Comparativamente com o filme analógico tradicional, a imagem digital pode ser processada e enriquecida com diversa informação adicional. Os postos de trabalho VEPRO estão sempre equipados com o conjunto completo de ferramentas de processamento de imagem. Desta forma, o utilizador pode fazer a sua escolha de uma vasta gama de ferramentas usadas para análise e processamento de imagem: 1. Básicas: - Zoom imagem inteira ou janela (ROI); 12 de 24

13 - Nivelamento de Janela por acção do rato, introdução de valor ou por dados padrões definidos; - Autocontraste determina o contraste óptimo para a imagem inteira ou a região marcada (ROI); - Cineloop podem ser produzidos filmes com definições de velocidade variável de captura de imagem/filme; - LookUp Tables 5 fixas, e um número aleatório para definido livre; - Unidades Hounsfield medição por ponto ou gama, com tamanho de pixel configurável; - Rotação sentido dos ponteiros do relógio e no sentido inverso; - Espelho horizontal e vertical; - Filtro melhoramento de arestas, alisamento, em passos; - Codificação de Cor com 20 paletes padrão de cor e um número aleatório a ser definido. 2. Medição: - Calibração automática pela informação de calibração presente na imagem DICOM, manual por referência ao objecto na imagem; - Comprimento recto ou poligonal, valores medidos apresentados em mm, cm, m, polegadas, French e em pixels; - Ângulo medida de duas linhas rectas; o ponto de intersecção deve estar fora da imagem; - Superfície polígono e círculo. 3. Ferramentas opcionais de processamento e medida: - DSA subtracção angiográfica; - LVA análise do ventrículo esquerdo com geração de relatório; - QCA análise quantitativa coronária com geração de relatório; - MIP projecção de intensidade máxima; - MPR reconstrução multiplano; - Superfície 3D reconstrução de superfície; - VR renderização de volume; - VC colonoscopia virtual. 4. Anotação: - Letras letras/caracteres especiais; fontes em todos os tamanhos e cores; - Marcação com seta setas uni ou bilaterais; cor e espessura de linha seleccionáveis. Moldura da Imagem Se várias imagens têm que ser visualizadas simultaneamente num ou vários monitores, o utilizador pode escolher a moldura das imagens de uma palete com 30 modelos predefinidos. Se necessário, outros tamanhos de imagem podem ser definidos. Caixas de Ferramenta individuais O utilizador pode definir a sua própria caixa de ferramentas do conjunto de módulos disponíveis. A caixa de ferramentas pode ser configurada por utilizador, tipo de imagem ou grupo de imagens. Impressão Película, papel ou ficheiro Imagens e documentos podem ser impressos em qualquer impressora Windows, películas especiais ou numa câmara laser através do comando DICOM print. 13 de 24

14 O utilizador define a estrutura, formato de papel e película (paisagem ou retrato) assim como a moldura de imagem. O utilizador define ainda os parâmetros de impressão: cor, preto e branco, e o tipo de impressora: laser ou jacto de tinta. A função universal de impressão VEPRO permite ainda que a impressão possa ser realizada directamente para um ficheiro de dados digital. Assim os ficheiros poderão ser gravados em JPG, BMP, TIF, AVI ou no formato PDF com excelente qualidade de imagem. Por esta razão, não existem limites para o processamento digital ou encaminhamento via e fax. Uma funcionalidade única do sistema VEPRO é a pré-visualização de impressão de todas as imagens seleccionadas no modo WYSIWYG (What You See Is What You Get O Que Vê É O Que Tem). Com um clique este modo de visualização é activado, permitindo seleccionar a moldura adequada de entre mais de 30 modelos. O brilho pode ser alterado; o contraste pode ser ampliado; uma imagem pode ser substituída e pode ser etiquetada. Desta forma, a função de pré-visualização invoca todas as ferramentas de processamento de imagem que são necessárias para preparar a imagem antes da impressão. 14 de 24

15 Gestão de Arquivo Máxima flexibilidade Devido ao rápido desenvolvimento tecnológico dos componentes informáticos o tempo de vida do hardware é cada vez mais curto. Por exemplo, os módulos de memória RAM têm cada vez mais capacidade e são cada vez mais acessíveis. Este facto requer soluções flexíveis que se adaptem a esta realidade. Por esta razão, a VEPRO oferece soluções de arquivo e armazenamento da última geração de PACS economicamente escaláveis: Arquivo ONLINE: mantém a informação com acesso directo por um número X número de anos (ou por período ilimitado de tempo através da actualização da capacidade de armazenamento disponível); tempo de acesso < 1 segundo significa que os processos pesados e lentos RIS/CIS de prefetching/pre-loading de informação não são necessários. => NO ARQUIVO ONLINE DA VEPRO TODA A INFORMAÇÃO ESTÁ DISPONÍVEL EM SEGUNDOS EM QUALQUER LUGAR E EM QUALQUER MOMENTO. Arquivo OFFLINE: Toda a informação actualizada dos pacientes é migrada para DVD (BACKUP) todos os dias, e se necessário uma segunda cópia pode ser produzida e armazenada num segundo arquivo. Naturalmente que toda a informação permanece sempre disponível ONLINE no sistema de armazenamento RAID do arquivo central. Com esta estratégia de arquivo, toda a informação relativa aos pacientes é administrada e guardada centralmente. O turismo de imagens, no qual a informação é espalhada por diversas estações de diagnóstico devido à falta de desempenho do servidor ou da rede, não é necessário num sistema VEPRO. Os sistemas VEPRO suportam ainda a definição de regras para encaminhamento automático de distribuição de imagens. Imediatamente antes do processo de arquivo, toda a informação do paciente é compactada em tempo real utilizando algoritmos de compressão sem perdas (lossless). Desta forma apenas metade do volume de dados é transferida pela rede e armazenada no servidor. Por esta razão, os servidores de arquivo VEPRO destacam-se pelo seu excelente comportamento de tempo de resposta mesmo num PACS de cardiologia, no qual filmes com dimensão de gigabyte são renderizados em tempo real e disponibilizados para vários utilizadores em paralelo. O sistema PACS da VEPRO implementa ainda métodos de caching inteligentes nas estações de diagnóstico que suportam o sistema de arquivos de elevada desempenho e aliviam a rede de tráfego desnecessário. Com toda esta estratégia global de arquivo, os clientes da VEPRO usufruem, não apenas, de um excelente desempenho e disponibilidade permanente da informação, como também beneficiam com a evolução tecnológica e a redução constante dos preços dos sistemas de arquivo RAID (Redundant Array Of Inexpensive Disks). 15 de 24

16 16 de 24

17 Segurança dos Dados Toda a informação dos pacientes é protegida com mecanismos de protecção de dados e privacidade. Contudo nem todos os mecanismos funcionais existentes de protecção de dados são aplicáveis em todos os ambientes e situações. Preferencialmente, deve ser implementado um processo simples de protecção da informação, e se necessário, então este processo deve ser optimizado ou extendido. No caso de não ser possível garantir que o sistema é utilizado apenas por utilizadores autorizados, deve ser implementado um processo de controlo de acesso aos dados dos pacientes tal como é estipulado por lei: Login: O processo de Login por utilizador, no qual um só registo de acesso é utilizado para todas as aplicações e subsistemas, define os direitos de cada utilizador individual, tais como: Acesso aos dados, Eliminação de dados, Edição de dados, Adição de dados, Aquisição de dados, Logout automático, etc. Para simplificar o processo de administração do controlo de acesso, o sistema PACS da VEPRO permite a definição de grupos de utilizadores e respectivos direitos de acesso. As palavras-chave (passwords) são encriptadas e apenas o administrador do sistema tem autorização para criar ou alterar estas palavras-chave. Se a segurança de acesso através de login/password não é suficiente, um SmartCard ou um Sensor Biométrico de impressões digital pode ser utilizado. Logout: O processo de Logout do sistema pode ser manual ou automático, neste último caso após um período de tempo configurável de inactividade. No processo de Logout o sistema memoriza o último estado do ambiente de trabalho do utilizador. Desta forma, no processo seguinte de Login, o utilizador terá à sua disposição o mesmo ambiente de trabalho. Esta funcionalidade é particularmente importante no caso de postos de trabalho partilhados por diversos utilizadores. Gestão de Eventos: Todos os eventos importantes relativos a alteração de dados, login, importação/exportação de informação e falhas de sistema, são registados num logbook, somente acessível ao administrador do sistema. Desta forma é possível em qualquer momento uma avaliação rigorosa das acções ocorridas em cada posto de trabalho. 17 de 24

18 Visualização de imagem A qualidade dos monitores utilizados na visualização de imagens médicas é uma das componentes mais importantes das estações de diagnóstico. Hoje em dia, os sistemas PACS da VEPRO estão equipados exclusivamente com monitores TFT. As vantagens são inúmeras: - Nível superior de luminância e contraste - Excelente grau de convergência - Poupança de espaço físico - Excelentes características: - Preto/Branco: Brilho: 800 cd/m2; Contraste: 1000:1 - Cor: Brilho: 300 cd/m2; Contraste: 350:1 - Radiação e indução magnéticas nulas - Ausência de flicker - Possibilidade de configuração dos monitores na posição horizontal ou vertical - Altura e inclinação ajustável - Manutenção reduzida - Ciclo de vida extendido Todas as estações de diagnóstico VEPRO são fornecidas com monitores que suportam resoluções de 1280x1024, o que é suficiente para a grande maioria das aplicações de imagiologia. Excepções: - As imagens torácicas necessitam de monitores com resoluções mais elevadas (1600x1200) e nível superior de brilho (>600 cd/ b/w). - A legislação vigente para mamografia requere um monitor monocromático com uma resolução de 2500x2048 pixels (5MP) A VEPRO fornece informação detalhada a todos os seus clientes relativamente à escolha dos monitores para estações de diagnóstico, de forma a cumprirem escrupulosamente a legislação nacional de cada país. Apesar do entusiasmo normalmente demonstrado pelos clientes com os monitores monocromáticos de alta resolução, é necessário considerar que nestes monitores, a informação de cor obtida nas imagens de ecógrafos, medicina nuclear, endoscopias e reconstrucção 3D, não é visível. A tabela seguinte apresenta as recomendações de monitores para estações de diagnóstico: Cor P/B 1024x x x x x2048 CT/ MR/ PET E O O E E O U Raio-X Digital N O N O E O U Mamografia N E N N N N E Ecografia E N O E O O U Angiografia E O N E O O U Cardiologia E O O E O O U Medicina Nuclear E N O E O O U Endoscopia E N O E O O U Documentos E O N E E O U E: Recomendado; N: Não recomendado; O: Opcional; U: Menos económico Todos os monitores distribuídos com sistemas PACS da VEPRO são calibrados com equipamentos sofisticados de forma a cumprir a legislação alemã DIN , para sistemas de Classe A (monitores de diagnóstico). 18 de 24

19 Monitores Simples, Duplos, Triplos em posição Horizontal ou Vertical Os monitores das estações de diagnóstico da VEPRO podem ser agrupados até um máximo de oito em diferentes tipos de alinhamento. Como os monitores TFT actuais podem operar na posição horizontal ou vertical, este conjunto de funcionalidades permite uma grande flexibilidade no processo de visualização de imagens. No caso de operação dos monitores de diagnóstico no modo vertical, é possível a utilização de um terceiro monitor em modo horizontal para visualização das ferramentas de processamento de imagem e do gestor de arquivo. Desta forma a representação das imagens pode ocupar na sua totalidade o espaço dos dois monitores de diagnóstico. 19 de 24

20 REDES Comunicação a GIGABIT As soluções TI da VEPRO podem operar em diversos tipos de estruturas e tipologias de rede. Contudo, uma rede TCP-IP em estrela é a topologia recomendada para interligação de todos os clientes dos sistemas PACS/RIS/HIS/CIS. A cablagem de rede pode ser implementada com diferentes tipos de cabo em cobre ou fibra-óptica e ser operada a 10, 100 ou mesmo 1,000 Mbit/s dependendo da necessidade técnica e disponibilidade financeira de cada instituição, não sendo no entanto uma pré-condição dos sistemas PACS da VEPRO. Todas as estações VEPRO estão equipadas com 2 interfaces de rede Ethernet (10/100/1000 Mbit/s) e adaptam-se automaticamente à configuração da infra-estrutura de rede até ao limite dos 1000 Mbit/s (Gigabit). Para uma separação de rede completa da aplicação PACS em relação às aplicações RIS/HIS, os dados podem ser separados nas duas interfaces de rede existentes. Desta forma o desempenho máximo do PACS é também sempre garantido. Rede de comunicação sem fios (Wireless) Uma alternativa para a topologia recomendada de rede, é a implementação de uma estrutura de comunicações sem fios para implementações com débitos reduzidos de informação. Com uma rede LAN sem fios as imagens e filmes podem ser disponibilizados através de pontos de acesso com desempenho aceitável. É também possível a interligação de edifícios localizados a vários quilómetros de distância, com a utilização de ligações dedicadas de rede por micro-ondas e com velocidades até 10 Mbit/s, evitando a necessidade de contratação de serviços de telecomunicações dispendiosos a terceiros. Transferência de dados a velocidade dupla O elevado desempenho de uma rede de comunicações não é apenas conseguido com uma estrutura de rede rápida mas também pela implementação inteligente dos processos de transferência de informação. Todas as estações VEPRO são capazes de comprimir os dados (lossless) antes de iniciado o processo de transferência, e são igualmente capazes de os descomprimir em tempo real na sua recepção. Estas funcionalidades garantem uma menor ocupação da largura de banda disponível da rede e duplicam a velocidade de transferência da informação. A tabela seguinte ilustra a velocidade de transferência de uma estação de trabalho VEPRO durante o processo de transferência de imagens, na sequência de uma pedido de visualização de uma imagem efectuado ao servidor central: Tipo de Imagem Resolução MB (não comprimido) 100 Mbit/s 1000 Mbit/s Torax 2,500 x 2,000 x 2 10 MB < 2 seg. < 1 seg. Mamografia 4,000 x 4,000 x 2 32 MB < 4 seg. < 2 seg. CT (100 imagens) 512 x 512 x 2 x MB < 5 seg. < 2 seg. Filme Angio-Cardio 1,024 x 1,024 x MB < 1 seg. < 1seg. Nota: Estação de trabalho VEPRO com CPU a 2.8 GHz e servidor central VEPRO com duplo CPU a 2 GHz Para obtenção deste desempenho, são usados, não apenas toda a capacidade de processamento do hardware disponível, mas também algoritmos inteligentes de processamento e compressão da informação. 20 de 24

Apresentação da VEPRO - Empresa

Apresentação da VEPRO - Empresa Apresentação da VEPRO - Empresa R. Ramires 3 de Janeiro de 2007 Localização da VEPRO Pfungstadt, Alemanha (a 40km de Frankfurt) VEPRO - Líder de Mercado na Alemanha Virtual Medical Worlds Magazine (www.hoise.com/vmw)

Leia mais

Sem fios (somente em alguns modelos)

Sem fios (somente em alguns modelos) Sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registadas da Microsoft Corporation nos EUA. Bluetooth

Leia mais

Bosch Video Management System Assegurando o futuro com IP

Bosch Video Management System Assegurando o futuro com IP Bosch Video Management System Assegurando o futuro com IP Segurança de vídeo IP Tudo interligado O Bosch Video Management System (VMS) gere todo o áudio e vídeo digital e IP, além de todos os dados de

Leia mais

Soluções de Gestão de Clientes e Impressão Universal

Soluções de Gestão de Clientes e Impressão Universal Soluções de Gestão de Clientes e Impressão Universal Manual do utilizador Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. As informações

Leia mais

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador Viva o momento 3 4 5 5 6 6 7 8 9 12 12 14 16 17 18 19 20 21 22 22 23 23 24 24 24 25 26 27 Ligar o Router LEDs Configuração do Router Aceder à ferramenta de configuração

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA

SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA DE INFRAESTRUTURA www.alidata.pt geral@alidata.pt +351 244 850 030 A Alidata conta com uma equipa experiente e especializada nas mais diversas áreas, desde a configuração de um simples terminal de trabalho

Leia mais

Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais

Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais Livro branco: PROVA DIGITAL Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais O presente livro branco introduz a prova digital e explica o seu valor para a obtenção de cores consistentes

Leia mais

Relatório da prática/proposta

Relatório da prática/proposta Relatório da prática/proposta 1.Nome da pratica/ proposta inovadora: Projeto de Digitalização de Imagens Radiológicas na Rede Pública de Saúde de Naviraí 2.Caracterização da situação anterior: O município

Leia mais

CONECTIVIDADE INOVADORA. MULTI-SITE E MULTI-FORNECEDORES. UMA ÚNICA LISTA DE TRABALHO GLOBAL. Vue Connect. Enterprise IMAGE/ARTWORK AREA

CONECTIVIDADE INOVADORA. MULTI-SITE E MULTI-FORNECEDORES. UMA ÚNICA LISTA DE TRABALHO GLOBAL. Vue Connect. Enterprise IMAGE/ARTWORK AREA Vue Connect Enterprise Workflow MULTI-SITE E MULTI-FORNECEDORES. UMA ÚNICA LISTA DE TRABALHO GLOBAL. Para empresas que possuem diversas unidades, uma ampla gama de instalações, fluxo de trabalho departamental

Leia mais

DISPLAYS. Prospecto inteligente

DISPLAYS. Prospecto inteligente DISPLAYS Monitores de diagnóstico médico Prospecto inteligente Monitor médico completo Soluções para a maioria dos usuários Soluções para diagnósticos médicos completas e prontas para usar, do mesmo fornecedor.

Leia mais

Suporte Técnico de Software HP

Suporte Técnico de Software HP Suporte Técnico de Software HP Serviços Tecnológicos HP - Serviços Contratuais Dados técnicos O Suporte Técnico de Software HP fornece serviços completos de suporte de software remoto para produtos de

Leia mais

Documentação sobre a Tecnologia RAID

Documentação sobre a Tecnologia RAID Documentação sobre a Tecnologia RAID Enquanto especialista no armazenamento de dados, a LaCie reconhece que quase todos os utilizadores de computadores irão necessitar de uma solução de cópia de segurança

Leia mais

Impressora multifunções digital P&B. Copiador Impressora Fax Scanner

Impressora multifunções digital P&B. Copiador Impressora Fax Scanner Impressora multifunções digital P&B Copiador Impressora Fax Scanner MP 4002AD/SP MP 5002AD/SP 40 P&B 50 ppm ppm P&B Soluções inteligentes para uma excelente produtividade No actual contexto de trabalho

Leia mais

Principais Vantagens

Principais Vantagens dotlogic-cardio O dotlogic-cardio é um sistema de informação de cardiologia (CIS). Utiliza protocolos standard como HL7, DICOM ou GDT para comunicar com os diversos sistemas de informação e equipamentos

Leia mais

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida Português Índice Instalação do Software... 1 Instalação do Controlador e Actualização do Controlador... 4 Motic Images Plus 2.0 ML...11 Calibração

Leia mais

Carestream PACS - Recurso 3D

Carestream PACS - Recurso 3D Carestream PACS Carestream PACS - Recurso 3D Agilize o fluxo de trabalho com a funcionalidade nativa 3D Uma eficiente nova dimensão no fluxo de trabalho, na produtividade e na confiança do diagnóstico

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 Domínios de referência Competências Conteúdos Calendarização Conceitos Essenciais e

Leia mais

Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador

Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. Bluetooth

Leia mais

Apresentação da empresa

Apresentação da empresa Apresentação da empresa A SOFTIMPULSE é uma nova empresa de tecnologias de informática criada para dar resposta ao desenvolvimento da sua empresa. A SOFTIMPULSE integra soluções revolucionárias e tecnologicamente

Leia mais

Lexmark Print Management

Lexmark Print Management Lexmark Print Management O Lexmark Print Management permite-lhe optimizar a impressão em rede e criar uma vantagem informativa com uma solução que pode ser implementada localmente ou através da nuvem.

Leia mais

WeBX SeRviDOR DiCOM PARA ARMAzeNAMeNtO teleradiologia e DiStRiBUiÇÃO De imagem UM Para TODOS

WeBX SeRviDOR DiCOM PARA ARMAzeNAMeNtO teleradiologia e DiStRiBUiÇÃO De imagem UM Para TODOS WEBX SERVIDOR DICOM PARA ARMAZENAMENTO TELERADIOLOGIA E DISTRIBUIÇÃO DE IMAGEM UM Para TODOS O SERVIDOR iq-webx É UM SERVIDOR DE ARQUIVAMENTO DE IMAGENS... compatível com DICOM 3.0 e sistema de comunicação

Leia mais

Recuperação de imagens médicas em bases de dados distribuídas

Recuperação de imagens médicas em bases de dados distribuídas Recuperação de imagens médicas em bases de dados distribuídas Vágner Nepumuceno Guimarães Orient.: Paulo Eduardo Ambrósio Introdução O avanço tecnológico vem influenciando cada vez mais na área médica.

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores São dois ou mais computadores ligados entre si através de um meio.a ligação pode ser feita recorrendo a tecnologias com fios ou sem fios. Os computadores devem ter um qualquer dispositivo

Leia mais

Manual do Nero ControlCenter

Manual do Nero ControlCenter Manual do Nero ControlCenter Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ControlCenter e todo o seu conteúdo estão protegidos pelos direitos de autor e são propriedade da Nero

Leia mais

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 A Manutenção do Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA consiste numa infra-estrutura de disponibilidade

Leia mais

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador Acronis Servidor de Licença Manual do Utilizador ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 Descrição geral... 3 1.2 Política de licenças... 3 2. SISTEMAS OPERATIVOS SUPORTADOS... 4 3. INSTALAR O SERVIDOR DE LICENÇA

Leia mais

Guia de funcionamento do projector em rede

Guia de funcionamento do projector em rede Guia de funcionamento do projector em rede Tabela de conteúdos Preparação...3 Ligar o projector ao seu computador...3 Ligação sem fios (para alguns modelos)... 3 QPresenter...5 Requisitos mínimos do sistema...5

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

Tamanho e resolução da imagem

Tamanho e resolução da imagem Tamanho e resolução da imagem Para se produzir imagens de alta qualidade, é importante compreender como é que os dados dos pixels da imagem são medidos e mostrados. Dimensões dos pixels O número de pixels

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER

MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER Capítulo 1: Iniciação da digitalização Capítulo 2: A caixa de diálogo TWAIN Apêndices Índice 2 Iniciação da digitalização Get (Acquire) and Use the Scan Dialog Box... 3

Leia mais

Acompanhamento e Rastreabilidade de Explosivos

Acompanhamento e Rastreabilidade de Explosivos Acompanhamento e Rastreabilidade de Explosivos A solução para implementar a diretiva UE de identificação 2008/43/CE e 2012/4/UE Para pequenas, médias e grandes empresas Considerável potencial de melhoria

Leia mais

Descrição do serviço Serviço de Rastreio e Recuperação de Computadores Portáteis e Serviço de Eliminação Remota de Dados

Descrição do serviço Serviço de Rastreio e Recuperação de Computadores Portáteis e Serviço de Eliminação Remota de Dados Descrição do serviço Serviço de Rastreio e Recuperação de Computadores Portáteis e Serviço de Eliminação Remota de Dados Apresentação do serviço A Dell tem o prazer de fornecer o Serviço de rastreio e

Leia mais

Introdução à rede subscrita Nokia N93i-1

Introdução à rede subscrita Nokia N93i-1 Introdução à rede subscrita Nokia N93i-1 Introdução à rede subscrita 2ª edição, PT, 9200199 Introdução Através da arquitectura UPnP e de redes locais sem fios (WLAN), pode criar uma rede subscrita de dispositivos

Leia mais

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação O Business Analytics for Microsoft Business Solutions Navision ajuda-o a ter maior controlo do seu negócio, tomar rapidamente melhores decisões e equipar os seus funcionários para que estes possam contribuir

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº3

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº3 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. Electrotécnica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº3 Rede Ponto-a-Ponto; Rede Cliente-Servidor; WAN básica com Routers 1 Objectivo Criar

Leia mais

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio Introdução à Internet Nos dias de hoje a Internet encontra-se massificada, e disponível nos quatro cantos do mundo devido às suas

Leia mais

ACESSIBILIDADE INOVADORA. UMA ÁREA DE TRABALHO ÚNICA. BENEFÍCIOS INCONTÁVEIS PARA O SEU FLUXO DE TRABALHO. Radiology

ACESSIBILIDADE INOVADORA. UMA ÁREA DE TRABALHO ÚNICA. BENEFÍCIOS INCONTÁVEIS PARA O SEU FLUXO DE TRABALHO. Radiology Vue PACS Radiology UMA ÁREA DE TRABALHO ÚNICA. BENEFÍCIOS INCONTÁVEIS PARA O SEU FLUXO DE TRABALHO. Já está aqui: acesso rápido e fácil a todas as ferramentas e aplicações clínicas dos quais os radiologistas

Leia mais

Análise real de dados

Análise real de dados Análise real de dados Para tacógrafos analógicos e digitais www.siemensvdo.com 1 Maximize todas as potencialidades dos tacógrafos digitais Novas obrigações, novas opções de análise Para si e para a sua

Leia mais

Guia Rápido do TVR 12

Guia Rápido do TVR 12 Guia Rápido do TVR 12 Figura 1: Ligações do painel traseiro 1. "Loop through" para um máximo de 16 câmaras analógicas (consoante o modelo de DVR). 2. Ligar a um dispositivo RS-232. 3. Ligar até quatro

Leia mais

PHC ControlDoc CS. A gestão documental da empresa ou organização

PHC ControlDoc CS. A gestão documental da empresa ou organização PHC ControlDoc CS A gestão documental da empresa ou organização O arquivo digital de todo o tipo de ficheiros (imagens, word, excel, pdf, etc.) e a possibilidade de os relacionar com os dados existentes

Leia mais

DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP. Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá

DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP. Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá 1. ALTA RESOLUÇÃO Câmeras baseadas em IP não estão restritas à baixa resolução das câmeras

Leia mais

OBTENHA O MÁXIMO RENDIMENTO DAS SUAS REUNIÕES

OBTENHA O MÁXIMO RENDIMENTO DAS SUAS REUNIÕES Série Epson EB-1400Wi OBTENHA O MÁXIMO RENDIMENTO DAS SUAS REUNIÕES projecte até permite anotações de vários utilizadores imprima, guarde e partilhe CONCEBIDOS PARA OS NEGÓCIOS SISTEMA INTERACTIVO INTEGRADO

Leia mais

Hospitais 2004. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO

Hospitais 2004. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO Hospitais 2004 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO PROJECTO... 3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo 1. Resumo Executivo As empresas de todas as dimensões estão cada vez mais dependentes dos seus sistemas de TI para fazerem o seu trabalho. Consequentemente, são também mais sensíveis às vulnerabilidades

Leia mais

Introdução aos Sistemas Operativos

Introdução aos Sistemas Operativos Introdução aos Sistemas Operativos Computadores e Redes de Comunicação Mestrado em Gestão de Informação, FEUP 06/07 Sérgio Sobral Nunes mail: sergio.nunes@fe.up.pt web: www.fe.up.pt/~ssn Sumário Definição

Leia mais

Apresentação da VEPRO - Produtos

Apresentação da VEPRO - Produtos Apresentação da VEPRO - Produtos R. Ramires 3 de Janeiro de 2007 Índice 1 Sala de Operações 2 Estações de Diagnóstico, Aquisição e Arquivo 3 Arquivo 4 RobotCD/DVD 5 Scanners, Software e Impressoras Sala

Leia mais

Memória Descritiva de Sistema de Comunicação Marítima para o Porto de Abrigo de Ponta Delgada

Memória Descritiva de Sistema de Comunicação Marítima para o Porto de Abrigo de Ponta Delgada Memória Descritiva de Sistema de Comunicação Marítima para o Porto de Abrigo de Ponta Delgada Sistema de Comunicação Marítima para o Porto de Abrigo 1(10) Índice 1. Objectivo... 3 2. Descrição do Sistema

Leia mais

» apresentação. WORKFLOW que significa?

» apresentação. WORKFLOW que significa? » apresentação WORKFLOW que significa? WORKFLOW não é mais que uma solução que permite sistematizar de forma consistente os processos ou fluxos de trabalho e informação de uma empresa, de forma a torná-los

Leia mais

O CITIUS é uma ferramenta mais avançada do que a antiga aplicação Habilus.net, permitindo um conjunto de novas funcionalidades.

O CITIUS é uma ferramenta mais avançada do que a antiga aplicação Habilus.net, permitindo um conjunto de novas funcionalidades. Projecto CITIUS CITIUS (do latim mais rápido, mais célere) é o projecto de desmaterialização dos processos nos tribunais judiciais desenvolvido pelo Ministério da Justiça. Englobando aplicações informáticas

Leia mais

PHC ControlDoc CS. ππ Empresas e organizações que desejem acabar com a circulação de papel BENEFÍCIOS SOLUCÃO DESTINATÁRIOS

PHC ControlDoc CS. ππ Empresas e organizações que desejem acabar com a circulação de papel BENEFÍCIOS SOLUCÃO DESTINATÁRIOS Com o PHC ControlDoc pode arquivar digitalmente todo o tipo de ficheiros (Imagens, Word, Excel, PDF, etc.) e relacioná-los com os dados existentes nas restantes aplicações. PHC ControlDoc CS Reduza os

Leia mais

PHC ControlDoc CS BENEFÍCIOS. _Fim do papel a circular na empresa. _Rapidez na pesquisa de documentos. _Segurança detalhada no acesso aos documentos

PHC ControlDoc CS BENEFÍCIOS. _Fim do papel a circular na empresa. _Rapidez na pesquisa de documentos. _Segurança detalhada no acesso aos documentos Com o PHC ControlDoc pode arquivar digitalmente todo o tipo de ficheiros (Imagens, Word, Excel, PDF, etc.) e relacioná-los com os dados existentes nas restantes aplicações. PHC ControlDoc CS Reduza os

Leia mais

QNAP Surveillance Client para MAC

QNAP Surveillance Client para MAC QNAP Surveillance Client para MAC Chapter 1. Instalar o QNAP Surveillance Client 1. Clique duas vezes em "QNAP Surveillance Client V1.0.1 Build 5411.dmg". Após alguns segundos, é exibida a seguinte imagem.

Leia mais

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas.

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. Solução Base Descrição do Serviço A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. O acesso Internet Banda Larga que evolui com as suas necessidades. Características Solução adequada para:

Leia mais

KIP 720 SISTEMA DE DIGITALIZAÇÃO CIS COM A AVANÇADA TECNOLOGIA KIP REAL TIME THRESHOLDING

KIP 720 SISTEMA DE DIGITALIZAÇÃO CIS COM A AVANÇADA TECNOLOGIA KIP REAL TIME THRESHOLDING KIP 720 SISTEMA DE DIGITALIZAÇÃO CIS COM A AVANÇADA TECNOLOGIA KIP REAL TIME THRESHOLDING SISTEMA DE DIGITALIZAÇÃO KIP 720 Scanner de imagens KIP 720 O scanner monocromático e colorido KIP 720 apresenta

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação

Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação Daniela Sardá da Conceição Juliana Ribeiro Letícia Jansen Gonçalves IMPLEMENTAÇÃO SOFTWARE EMPRESA

Leia mais

Coluna vari-direccional Propagação do som na direcção certa

Coluna vari-direccional Propagação do som na direcção certa Coluna vari-direccional Propagação do som na direcção certa 2 Coluna vari-direccional da Bosch A última novidade em desempenho sonoro para ambientes de acústica difícil Qualidade de som ímpar e inteligibilidade

Leia mais

Sistemas Operacionais Gerência de Dispositivos

Sistemas Operacionais Gerência de Dispositivos Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul UEMS Curso de Licenciatura em Computação Sistemas Operacionais Gerência de Dispositivos Prof. José Gonçalves Dias Neto profneto_ti@hotmail.com Introdução A gerência

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Redes de Computadores 3º Ano / 1º Semestre Eng. Electrotécnica Ano lectivo 2005/2006 Sumário Sumário Perspectiva evolutiva das redes telemáticas Tipos de redes Internet, Intranet

Leia mais

Escola Secundária de Emídio Navarro

Escola Secundária de Emídio Navarro Escola Secundária de Emídio Navarro Curso Secundário de Carácter Geral (Agrupamento 4) Introdução às Tecnologias de Informação Correcção da ficha de trabalho N.º 1 1. Refere algumas das principais áreas

Leia mais

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1 Linhas de Orientação de Media GS1 Portugal 1 Índice Introdução... 3 Especificações Gerais de Imagens... 4 Propriedades da imagem... 5 Cor e Qualidade... 5 Clipping Paths... 5 Fundo... 6 Borda... 6 Formato

Leia mais

Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página

Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes 1 Redes de Dados Inicialmente o compartilhamento de dados era realizado a partir de disquetes (Sneakernets) Cada vez que um arquivo era modificado ele teria que

Leia mais

MEDWARE Sistemas Médicos Ltda

MEDWARE Sistemas Médicos Ltda A Empresa MEDWARE Sistemas Médicos Ltda A Medware Sistemas Médicos é uma empresa de desenvolvimento de sistemas voltada para a criação de soluções de informática para a área médica. Criada em meados da

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Engenharia Informática Arquitectura de Computadores 2 João Eurico Rosa Pinto jepinto@student.dei.uc.pt Filipe Duarte da Silva

Leia mais

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Documento confidencial Reprodução proibida 1 Introdução Em um mundo onde as informações fluem cada vez mais rápido e a comunicação se torna cada vez mais

Leia mais

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente Documentos formam a grande massa de conhecimentos de uma organização seja ela privada ou pública, esses documentos em sua maioria são parte do seu patrimônio. A Gestão

Leia mais

IP Communications Platform

IP Communications Platform IP Communications Platform A Promessa de Convergência, Cumprida As comunicações são essenciais para os negócios mas, em última análise, estas são conduzidas a nível pessoal no ambiente de trabalho e por

Leia mais

Comunicado de imprensa

Comunicado de imprensa Comunicado de imprensa Multifuncionais PIXMA MP550 e PIXMA MP560 oferecem impressão inteligente e de elevada qualidade a utilizadores domésticos e amantes de fotografia PIXMA MP550 PIXMA MP560 Lisboa,

Leia mais

Guia Rápido. Versão 9.0. Mover a perícia - não as pessoas

Guia Rápido. Versão 9.0. Mover a perícia - não as pessoas Guia Rápido Versão 9.0 Mover a perícia - não as pessoas Copyright 2006 Danware Data A/S. Partes utilizadas sob licença de terceiros. Todos os direitos reservados. Revisão do documento: 2006080 Por favor,

Leia mais

Projeto FlexiGrid IWA. Sistema de Armazenamento e Comunicação de Imagens

Projeto FlexiGrid IWA. Sistema de Armazenamento e Comunicação de Imagens Projeto FlexiGrid IWA Sistema de Armazenamento e Comunicação de Imagens Aristófanes C. Silva Danilo Launde Lúcio Dias Roteiro PACS Definição Infra-Estrutura Camadas Problemas Soluções DICOM IWA Histórico

Leia mais

Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005. DVD MovieFactory

Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005. DVD MovieFactory Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005 DVD MovieFactory Ulead DVD MovieFactory versão 4 2000-2005 Ulead Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

SiDEI. Sistema de Avaliação Automática de Alunos. Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas

SiDEI. Sistema de Avaliação Automática de Alunos. Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas SiDEI Sistema de Avaliação Automática de Alunos Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas Disciplina de Engenharia de Software Instituto Superior de Engenharia do Porto Alunos: André Serafim

Leia mais

Aplicação Administrativa de Gestão

Aplicação Administrativa de Gestão Aplicação Administrativa de Gestão DIAGNIMAGEM, Sociedade Unipessoal, Lda Clínica de Exames e Diagnósticos de Imagiologia A Empresa é constituída por 4 departamentos: Gerência (1) Administrativo/ Contabilidade

Leia mais

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam.

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam. 1 - APRESENTAÇÃO Este descritivo tem como objetivo, apresentar o Sistema de Identificação de Visitantes enfocando suas funcionalidades e condições técnicas necessárias de implantação. Vantagens do Sistema

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV

ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV www.scati.com info@scati.com Índice Scati Suite Caraterísticas gerais Gravação Aplicações cliente de gestão Outras funcionalidades Scati

Leia mais

Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan

Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan Versão G POR Definições de notas Ao longo deste Manual do Utilizador, é utilizado o seguinte ícone: As Notas indicam o que fazer perante

Leia mais

DS AGILE SISTEMA DIGITAL INTEGRADO PARA SUBESTAÇÃO DE ENERGIA

DS AGILE SISTEMA DIGITAL INTEGRADO PARA SUBESTAÇÃO DE ENERGIA DS AGILE SISTEMA DIGITAL INTEGRADO PARA SUBESTAÇÃO DE ENERGIA A nova era de Smart Grids inteligentes exige subestações que possuam sistemas de automação mais sofisticados, permitindo aos operadores de

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK)

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) 1. VPN Segundo TANENBAUM (2003), VPNs (Virtual Private Networks) são redes sobrepostas às redes públicas, mas com

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES Capítulo 8 TELECOMUNICAÇÕES E REDES 8.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização

Leia mais

SISTEMA DE SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE CLÍNICAS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGENS

SISTEMA DE SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE CLÍNICAS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGENS SISTEMA DE SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE CLÍNICAS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGENS OBJETIVO DA SOLUÇÃO GERCLIM WEB A solução GERCLIM WEB tem por objetivo tornar as rotinas administrativas e profissionais de sua clínica,

Leia mais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais Esse artigo sobre Formatos de Arquivos Digitais é parte da Tese de Doutoramento do autor apresentada para a obtenção do titulo de Doutor em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da USP. Thales Trigo

Leia mais

Impressora multifunções digital a cores. Copiador Impressora Fax Scanner P&B. P&B Cor

Impressora multifunções digital a cores. Copiador Impressora Fax Scanner P&B. P&B Cor Impressora multifunções digital a cores Copiador Impressora Fax Scanner MP C4502 MP C5502 P&B 45 Cor 55 ppm ppm P&B Cor Tenha hoje a solução documental de amanhã Os MP C4502AD/MP C4502SPDF/MP C5502AD/MP

Leia mais

PHC Workflow CS. O controlo e a automatização de processos internos

PHC Workflow CS. O controlo e a automatização de processos internos PHC Workflow CS O controlo e a automatização de processos internos A solução que permite que um conjunto de acções a executar siga uma ordem pré-definida, de acordo com as normas da empresa, aumentando

Leia mais

A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet.

A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet. dcontroldoc Interno e Externo Descritivo completo A solução para consultar e introduzir documentos, imagens e outros ficheiros a partir de um local com acesso à Internet. Benefícios Facilidade em pesquisar

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

Sistemas de informação (S.I.)

Sistemas de informação (S.I.) Sistemas de informação (S.I.) Índice geral: Contents Índice geral: 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistemas de Gestão Empresarial 3 TIPOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 5 SEGURANÇA NOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 6 Noções

Leia mais

Promatrix 8000. A solução integrada para ProAudio, Instalação fixa. Deutsch

Promatrix 8000. A solução integrada para ProAudio, Instalação fixa. Deutsch Promatrix 8000 A solução integrada para ProAudio, Sistema de chamada e Evacuação por voz Instalação fixa Deutsch Pr o m a t r i x 8000 O Promatrix 8000 proporciona a melhor qualidade áudio, graças aos

Leia mais

Escola Secundária de Amora Seixal

Escola Secundária de Amora Seixal Escola Secundária de Amora Seixal DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 7º ANO TURMAS: 7A E 7B ANO LETIVO 2014-2015 P R O P

Leia mais

Subunidade 6: publicação

Subunidade 6: publicação Disciplina de Aplicações Informáticas B Subunidade 6: publicação Professor: Miguel Candeias Aluno: Francisco Cubal, nº11 12ºA Ano lectivo 2010/2011 1. Divulgação de vídeos e som via rede 1.1. A Internet

Leia mais

ShowPath. Diretório Virtual. Bem-vindo à PARTTEAM

ShowPath. Diretório Virtual. Bem-vindo à PARTTEAM ShowPath Diretório Virtual Solução Global de Hardware e Software para Shoppings, Aeroportos, Museus, Estações de Comboio e outras áreas. Bem-vindo à PARTTEAM ShowPath - Solução Global de Hardware e Software

Leia mais

Qualificado para lhe oferecer tranquilidade Gestão e gravação de vídeo profissional

Qualificado para lhe oferecer tranquilidade Gestão e gravação de vídeo profissional Qualificado para lhe oferecer tranquilidade Gestão e gravação de vídeo profissional 2 Soluções de gravação da Bosch Soluções de alta qualidade para todos Escolha a solução adequada à sua aplicação de entre

Leia mais

PONTDOC. Sistema de Gestão Documental. Dossier de Produto 02.01.2009 DP10.02. www.pontual.pt UGD 1 de 13

PONTDOC. Sistema de Gestão Documental. Dossier de Produto 02.01.2009 DP10.02. www.pontual.pt UGD 1 de 13 PONTDOC Sistema de Gestão Documental Dossier de Produto DP10.02 02.01.2009 www.pontual.pt UGD 1 de 13 PONTDoc Sistema de Gestão Documental A Pontual A Pontual é uma empresa de capitais 100% nacionais,

Leia mais

CR 30-Xm. Digitalizador CR 30-Xm

CR 30-Xm. Digitalizador CR 30-Xm D i g i ta l i z a d o r CR 30-Xm 'Solução Completa' para mamografia e todas as aplicações de radiologia geral O CR 30-Xm é um digitalizador versátil para Radiologia Computadorizada (CR) que pode trabalhar

Leia mais

Manual do Nero MediaStreaming para MCE

Manual do Nero MediaStreaming para MCE Manual do Nero MediaStreaming para MCE Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual e todos os seus conteúdos estão protegidos pelos direitos de autores e são propriedade da empresa Nero

Leia mais

20 Manual Manual do Utilizador Android

20 Manual Manual do Utilizador Android 20 Manual Manual do Utilizador Android Versão 1.1 Conteúdos do Manual do Utilizador A aplicação 20 Manual... 3 I... 3 1. Especificações técnicas... 3 1.1 Especificações mínimas do tablet... 3 1.2 Software

Leia mais

Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador

Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador Índice 1. Introdução... 2 2. Requisito do Sistema... 2 3. Instalar Ladibug... 3 4. Ligação... 6 5. Iniciar a utilização do Ladibug...

Leia mais