CATÁLOGO DE RECURSOS DA REDE DE SUPORTE SOCIAL EM SÃO PAULO-SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CATÁLOGO DE RECURSOS DA REDE DE SUPORTE SOCIAL EM SÃO PAULO-SP"

Transcrição

1 CATÁLOGO DE RECURSOS DA REDE DE SUPORTE SOCIAL EM SÃO PAULO-SP

2 CADASTRAMENTO NACIONAL DE USUÁRIOS DO SUS CNS (CADSUS) Consiste no processo por meio do qual são identificados os usuários do SUS e seus domicílios de residência. O Cartão Nacional da Saúde é um documento de identificação pessoal, com nome, data de nascimento, sexo e município de residência do cliente do Sistema Único de Saúde - SUS. O objetivo do CNS é agilizar o atendimento do usuário do SUS, possibilita a vinculação dos procedimentos realizados pelo SUS ao usuário, ao profissional que o realizou e também à unidade de saúde. O CNS é necessário e obrigatório para os seguintes atendimentos: - Medicamentos excepcionais; - Radioterapia; - Quimioterapia; - Acompanhamento pós-transplante; - Contagem de linfócitos T-CD4/CD8 e Carga Viral do HIV; - Procedimentos eletivos clínicos e cirúrgicos. PARA REALIZAR O CADASTRAMENTO NACIONAL DE USUÁRIOS DO SUS CNS (CARTÃO DO SUS) e ter acesso aos serviços de saúde procure a Unidade de Saúde mais próxima da sua residência. 2

3 ASSISTÊNCIA À SAÚDE Entenda as Unidades UBS Unidade Básica de Saúde O que é uma UBS? A Unidade Básica de Saúde é a porta de entrada para a inclusão e início de tratamento do SUS. Os principais serviços oferecidos pelas UBS são consultas médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, tratamento odontológico, encaminhamentos para especialidades e fornecimento de medicação básica. Como Usar Este Serviço Documento de identificação pessoal, se possível o Cartão do SUS e comprovante de residência. Quando for criança, os documentos do responsável e da criança (Certidão de Nascimento ou a Carteira de Vacinação). Programa de Saúde da Família PSF estratégia de reorientação do modelo assistencial, implantadas em unidades básicas de saúde. Objetivo: promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais frequentes, e na manutenção da saúde desta comunidade. Atenção Básica: Assistência farmacêutica na atenção básica em saúde. Medicamentos fornecidos na UBS- Unidade Básica de Saúde. 3

4 SERVIÇOS ESPECIALIZADOS AMA - Assistência Médica Ambulatorial O que é Assistência Médica Ambulatorial (AMA)? A AMA tem como função o atendimento não agendado de pacientes portadores de doenças ou agravos de baixa e média complexidade nas áreas de clínica médica, pediatria e cirurgia geral ou ginecologia. O objetivo é ampliar o acesso de pacientes que necessitam de atendimento imediato, racionalizar, organizar e estabelecer o fluxo de pacientes para as UBS, Ambulatórios de Especialidades e Hospitais. Onde encontro uma unidade da AMA? Estas unidades, em sua maioria, são implantadas e acopladas às unidades básicas de saúde, que apresentam condições de adaptação do espaço físico necessário para a AMA: consultórios, sala de emergência, sala de observação, sala de RX, sala de espera, sala de apoio, entre outros. O que é AMA Especialidades? É uma Unidade de Assistência Médica Ambulatorial de Especialidades; elas prestam atendimento secundário complementar à saúde e oferecerão apoio e retaguarda às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da região e às AMAS tradicionais. Nas novas AMAS de Especialidades há médicos cardiologistas, endocrinologistas, urologistas, reumatologistas, neurologistas, ortopedistas e angiologistas (problemas vasculares), de maior demanda reprimida. Cada médico trabalhará em regime de plantão de 12 horas. Até o momento há 6 unidades de AMA Especialidades e só atenderá pacientes encaminhados por uma das Unidades Básicas de Saúde da capital. 4

5 ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Medicamentos Excepcionais (Uso contínuo e alto custo) Os medicamentos de dispensação excepcional são, geralmente, de uso contínuo e de alto custo. São usados no tratamento de doenças crônicas e raras, e dispensados em farmácias específicas para este fim. Por representarem custo elevado, sua dispensação obedece a regras e critérios específicos. Para a dispensação dos Medicamentos Excepcionais são utilizados alguns critérios, como diagnóstico, esquemas terapêuticos, monitorização/acompanhamento e demais parâmetros, contidos nos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas, estabelecidos pela Secretaria de Assistência à Saúde (SAS), do Ministério da Saúde. Os protocolos também relacionam os medicamentos que são fornecidos pelo programa. As regras referentes aos medicamentos excepcionais são definidas pelo Ministério da Saúde, sendo que o principal documento exigido para o Programa é o Laudo para Solicitação/Autorização de Medicamentos de Dispensação Excepcional (LME). Desta forma, para a dispensação destes medicamentos é necessário: (Medicamentos Excepcionais - Uso contínuo e alto custo) Que o medicamento faça parte do Programa de Medicamentos Excepcionais; Que seja respeitado o Protocolo Clínico definido pelo Ministério da Saúde; O Laudo para Solicitação/Autorização de Medicamentos de Dispensação Excepcional (LME) devidamente preenchido pelo médico solicitante; A receita médica, com identificação do paciente em duas vias, legível e com nome do princípio ativo e dosagem prescrita; O Cartão Nacional de Saúde; 5

6 Relatório médico; Termo de consentimento; Exames médicos. Local de cadastro e retirada de medicamentos em São Paulo/SP - Farmácias de Medicamentos Especializados AME Ambulatório Médico Especializado - Maria Zélia Rua Jequitinhonha, Belenzinho - Setor 7 - São Paulo/SP (conhecido como PAM Maria Zélia) Fones (11) AMA Assistência Médica Ambulatorial - Várzea do Carmo Rua Leopoldo Miguez, Cambuci - Portão 6 São Paulo/SP (conhecido como PAM Várzea do Carmo) Fone e farmácia Medicamentos do Componente Estratégico Este componente é composto pelos seguintes programas: Tuberculose Multidrogra- resistência Hanseníase Endemias focais (malária, cólera, leishmaniose, peste, filariose, esquistossomose, doença de chagas, tracoma, meningite) DST/Aids Combate ao tabagismo 6

7 Alimentação e Nutrição Os medicamentos são dispensados nas UMS - unidades municipais de saúde, onde é possível obter mais informações relacionadas à dispensação dos medicamentos do Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica. Site: SOLICITAÇÃO DE MEDICAMENTO POR PROTOCOLO CLÍNICO DE TRATAMENTO (de instituições públicas de saúde) A solicitação de medicamento por Protocolo Clínico de Tratamento consiste no requerimento de medicamento não disponibilizado nos programas oficiais (Elenco Estadual de Medicamentos) de Assistência Farmacêutica do SUS, para Instituições Públicas de Saúde do Estado de São Paulo. Esta solicitação está sujeita a criteriosa análise do Comitê Técnico da Comissão de Farmacologia da SES/SP e sua análise será baseada nos dados epidemiológicos do Estado de São Paulo, no nível de complexidade do serviço solicitante e nas melhores evidências científicas disponíveis na literatura de referência, que justifiquem a solicitação. Para fazer a solicitação basta seguir os passos abaixo descritos: Preencher e estar devidamente assinado, o Formulário de solicitação de medicamento por Protocolo Clínico de Tratamento de Instituição Pública de Saúde; Elaborar Protocolo Clínico de Tratamento, por doença conforme modelo abaixo; Anexar todos os documentos, seguindo a Lista de Verificação da Solicitação de Medicamento por Protocolo Clínico de Tratamento de Instituição Pública de Saúde; 7

8 Encaminhar por correio para Comissão de Farmacologia da SES/SP. Acompanhe pelo site da Comissão de Farmacologia da SES/SP o andamento de sua solicitação. Site Comissão de Farmacologia: Comissão de Farmacologia / Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar nº 188 -Cerqueira César São Paulo/SP CEP: ASSISTÊNCIA FARMACEUTICA PROGRAMA DOSE CERTA Os medicamentos do Programa Dose Certa : desde 1995 a população do Estado de São Paulo tem acesso ao Programa Dose Certa, que distribui gratuitamente diversos tipos de medicamentos básicos, como analgésicos, antitérmicos, antibióticos, xaropes, antiinflamatórios e pomadas. Os medicamentos são, via de regra, produzidos pela Fundação para o Remédio Popular (FURP), laboratório público do Governo do Estado e cobrem a maioria das doenças mais comuns, como verminoses, febre, infecções, inflamações, pressão alta, diabetes, doenças do coração, entre outras, além de sintomas como febre e dor. Maiores informações no site da Secretaria Estadual da Saúde, site Integram o elenco do Programa Dose Certa 69 medicamentos, estando envolvidos: 8

9 Medicamentos para o tratamento de agravos prevalentes e prioritários da Atenção Básica, como verminoses, febre, dor, infecções, inflamações, hipertensão e diabetes; Medicamentos do Programa de Saúde Mental; Medicamentos do Programa de Saúde da Mulher: Métodos contraceptivos; Medicamentos da Linha de Cuidado à Gestante e Puérperas. Endereços de Farmácias Programa Dose Certa em São Paulo Horário de Funcionamento Das 8h às 17 horas de segunda à sexta-feira. Para medicamentos sujeitos a controle especial (Portaria nº 344/1998): Das 8h às 16 horas de segunda à sexta-feira. Requisitos necessários A receita deve ser do SUS do Estado de São Paulo; A receita deve ter validade: 10 dias para medicamentos antibacterianos; 30 dias para medicamentos sujeitos a controle especial (psicotrópicos); 180 dias para medicamentos de uso contínuo; 12 meses para contraceptivos 5 dias para a pílula de emergência 30 dias para as demais receitas. O medicamento deve compor o elenco de medicamentos do Programa Dose Certa; A receita deve conter o nome do princípio ativo/denominação genérica e não o nome comercial Localização Estações do Metrô Ana Rosa Rua Domingos de Moraes, 505, CEP (Após as catracas) Brás Rua Domingos Paiva, S/N, CEP (Após as catracas) 9

10 Clínicas Avenida Dr. Arnaldo, 555, CEP (Antes das catracas) Corinthians - Itaquera Avenida Projetada, 1900, CEP (Após as catracas) Palmeiras - Barra Rua Bento Teobaldo Ferraz, 119, CEP Funda (Antes das catracas) Santana Avenida Cruzeiro do Sul, 3173, CEP (Antes das catracas) Saúde Avenida Jabaquara, 1634, CEP (Antes das catracas) Sé Praça da Sé, S/N, CEP (Após as catracas) Vila Mariana Avenida Professor Noé Azevedo, 106, CEP (Antes das catracas) Estações de Trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) Guaianazes Avenida Salvador Gianetti, 680, CEP Santo Amaro Avenida das Nações Unidas, S/N, CEP Terminal de Ônibus da EMTU São Mateus Avenida Adélia Chohfi, 100, CEP (Estação EMTU) Hospitais Estaduais Hospital Estadual de Rua Manoel França dos Santos, 174, CEP Sapopemba Hospital Geral de Rua João Francisco de Moura, 251, CEP Pedreira 170 Hospital Geral Santa Rua Salvador Balbino de Matos, 400 B, CEP Marcelina Conjunto Hospitalar Rua Voluntários da Pátria, 4.301, CEP do Mandaqui: Centro de Referência do Idoso do Mandaqui Nas unidades Mandaqui, Pedreira, Guaianazes e Sé são aceitos receituários provenientes de serviços privados de saúde, mediante cartão SUS da Cidade de São Paulo. Reclamações e Dúvidas Para quaisquer esclarecimentos sobre produtos FURP e serviços nas Unidades Farmácia Dose Certa, entrar em contato: Telefone DDG: Fax: (11) Endereço eletrônico: e 10

11 ASSISTÊNCIA FARMACEUTICA MEDICAMENTOS QUE NÃO SÃO FORNECIDOS PELO SUS, MAS É DE ALTO CUSTO. ORIENTAÇÕES: O paciente ou um representante poderá entrar com pedido de fornecimento via estado. É necessário acessar o site link Comissão de Farmacologia da SS SP Neste link encontrará as informações de como proceder para encaminhar o pedido do (s) medicamento (s) para análise. O pedido poderá ou não ser atendido. 11

12 PROGRAMA AQUI TEM FAMÁCIA POPULAR O Ministério da Saúde tem o Programa Aqui tem Farmácia Popular do Brasil que além de medicamentos com descontos, tem Fraldas Geriátrica. As fraldas geriátricas poderão ser adquiridas com descontos de 30 a 85% de desconto; dependendo da marca. Os locais que comercializam o produto são Drogarias (farmácias) credenciadas pelo MS Mistério da Saúde Critérios: o usuário deverá ter idade igual ou superior a 60 anos, apresentar CPF e prescrição/laudo médico com as seguintes informações: a) número de inscrição do médico no Conselho Regional de Medicina - CRM, assinatura e endereço do consultório; b) data de expedição da prescrição médica e/ou laudo/atestado médico; c) nome e endereço residencial do paciente. Fica dispensada a obrigatoriedade da presença física do paciente, titular da prescrição médica e/ou laudo/atestado médico, quando estiver enquadrado na condição de incapacidade, podendo, nesse caso, o produto ser adquirido mediante a apresentação dos seguintes documentos: I - do paciente, titular da receita: CPF, RG ou certidão de nascimento; e II - do representante legal, o qual assumirá, juntamente com o estabelecimento, as responsabilidades pela efetivação da transação: CPF e RG e uma Procuração do paciente. A quantidade de fraldas disponibilizadas fica limitada a até quatro unidades/dia, podendo ser adquiridas até 40 fraldas geriátricas a cada dez dias. Verificar na Drogaria mais próxima se esta credenciada no Programa AQUI TEM FARMACIA POPULAR 12

13 PROGRAMA FARMÁCIA POPULAR Programa Farmácia Popular: O programa Farmácia Popular faz parte da política do Ministério da Saúde para ampliar o acesso da população aos medicamentos, beneficiando as pessoas que têm dificuldade para realizar tratamentos por causa do custo dos remédios. Endereços São Paulo (Sé) Av. São João, 35 Loja 11 CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Vila Maria/Vila Guilherme) Av. Guilherme Cotching, 1061 Vila Maria CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Vila Mariana) Av. Jabaquara, 1820 Saúde CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Campo Limpo) Rua Batista Crespo, n. 65/71 CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Capela do Socorro) Av. Carlos Oberhuber, n. 394 Vila São José CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Santo Amaro) Rua Barão de Duprat, n. 123 CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Penha) Largo do Rosário, 121 CEP:

14 Telefone: (11) São Paulo (Mooca) Av. Celso Garcia, 3815 Tatuapé CEP: Telefone: (11) São Paulo (Freguesia do Ó) Rua Javoraú, 70 CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Ipiranga) Av. do Cursino, 1274 Saúde CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Pirituba) Av. Mutinga, 652 CEP: Telefone: (11) (11) São Paulo (Santana/Tucuruvi) Rua Força Pública, 64 Santana CEP Telefone: (11) /(11) São Paulo (Vila Prudente) Av. Zelina, 1011 cep Telefone: (11) (11) NO ABC PAULISTA: Santo André I Rua Coronel Seabra, 321 Vila Alzira CEP: Telefone: (11) (11) Santo André II AV. Príncipe de Gales, 821 Príncipe de Gales Cep Telefone: (11) (11) São Bernardo do Campo II Rua Piagentini, 138 Bairro Rudge Ramos -Cep: Telefone: (11) / São Bernardo do Campo III Rua Rio Acima, 622 Bairro Riacho Grande -CEP:

15 Telefone: (11) São Bernardo do Campo IV Av. Robert Kennedy, 3438 Bairro Assunção Cep: Telefone: (11) São Caetano do Sul Rua Santo Antônio, 50 Centro - CEP PROGRAMA DE CONTROLE AO DIABETES AMG - Programa de AutoMonitoramento Glicêmico Medicamentos e Insumos para a assistência integral aos portadores de doenças crônicas como Diabetes mellitus (DM); doença crônica, caracterizada pelo comprometimento do metabolismo da glicose, sendo um dos principais problemas de saúde pública. As intervenções terapêuticas devem direcionar-se ao rigoroso controle da glicemia e de outras condições clínicas, no sentido de prevenir ou retardar a progressão da doença para as complicações crônicas; bem como evitar complicações agudas, por exemplo, a cetoacidose. As duas abordagens fundamentais para avaliar o controle glicêmico são: dosagem da Hemoglobina glicada (A1c) e o AutoMonitoramento da glicemia capilar (AMGC). Objetivo do AMG - Programa de AutoMonitoramento Glicêmico: Cadastrar e atender os munícipes portadores de Diabetes mellitus (DM) Insulinodependentes; possibilitando o acesso de forma contínua aos insumos: tiras, lancetas e seringas que 15

16 garantam o auto monitoramento glicêmico (AMG), através de disponibilização de aparelhos monitores de verificação glicemia capilar. Orientações importantes: 1. Para portadores Não Insulinodependentes, recomenda-se a realização da dosagem de glicemia capilar nas Unidades de Saúde, uma vez que não existem evidências científicas suficientes de que o Automonitoramento rotineiro seja o melhor para o controle da glicemia nestes casos. 2.Para portadores Insulinodependentes, mas que não necessitam de Automonitoramento: Não devem ser Cadastrados no AMG SIGA, mas devem ser disponibilizados de acordo com solicitação médica, com Saídas registradas no sistema informatizado de controle de estoques da Unidade (GSS): Seringas (50 UI ou 100 UI) e o Recipiente (3 l) para perfuro cortante, além das Insulinas NPH e Regular. Site p=6070 PROGRAMA PROIBIDO FERIDAS Prevenção e Tratamento de Úlceras Crônicas e do Pé Diabético - Proibido Feridas O que é o Programa? O Programa Proibido Feridas foi criado por uma equipe de SMS Secretaria Municipal de Saúde, para atender todos os pacientes, portadores de úlceras crônicas e do pé diabético de uma forma humanizada e especializada, 16

17 coordenando políticas, diretrizes, projetos e ações para promoção da saúde da pele, prevenindo, recuperando lesões e reabilitando a forma e as funções da mesma. Atualmente todas as UBS Unidade Básica de Saúde possuem profissionais da área de enfermagem e médicos capacitados no atendimento deste paciente. Os profissionais especializados, que se encontram nos Ambulatórios de Especialidades e AMA Especialidades, tais como ortopedista, cirurgião vascular, endocrinologista e dermatologista dão continuidade a este atendimento de acordo com fluxo estabelecido no Protocolo de Feridas, utilizado por toda a rede. Este Programa também é desenvolvido pelas áreas de atendimento domiciliar (UAD e PRODHOM). Site 175 ASSISTÊNCIA À SAÚDE MENTAL Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) são instituições que visam à substituição dos hospitais psiquiátricos - antigos hospícios ou manicômios - e de seus métodos para cuidar de afecções psiquiátricas. Constituem um serviço comunitário que tem como papel cuidar de pessoas que sofrem com transtornos mentais, em especial os transtornos severos e persistentes, no seu território de abrangência. Centro de Atenção Psicossocial CAPS Seu objetivo é oferecer atendimento à população, realizar o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários 17

18 pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários. Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), entre todos os dispositivos de atenção à saúde mental, têm valor estratégico para a Reforma Psiquiátrica Brasileira. Com a criação desses centros, possibilita-se a organização de uma rede substitutiva ao Hospital Psiquiátrico no país. Os CAPS são serviços de saúde municipais, abertos, comunitários que oferecem atendimento diário. Site:http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/arquivos/sa udemental/caps_ad.pdf A UBS mais próxima do endereço, é a porta de entrada para o atendimento, basta o encaminhamento médico. Alguns endereços CAPS II Adulto - Rua Roma, 446 Lapa/São Paulo/SP. Telefone: (11) CAPS II Adulto Rua Dr. Cândido Espinheira, Perdizes /São Paulo/SP. Telefone: (11) CAPS I Adulto Praça Santa Helena, 56 Vl Prudente/ São Paulo/SP Telefone: (11) / CAPS II V Rua Boicininga, 31 Vl. Carrão/São Paulo/SP Telefone: (11) CAPS II Adulto Mandaqui R. Dr. Luís Lustosa da Silva,369 tel

19 Site mental/caps_end.pdf TFD - TRATAMENTO FORA DO DOMICILIO TFD é um benefício que os usuários do Sistema Único de Saúde podem receber que consiste na assistência integral à saúde, incluindo o acesso de pacientes residentes no Estado de São Paulo a serviços assistenciais localizados em municípios do próprio Estado ou outras unidades Federativas, quando esgotados todos os meios de tratamento e/ou realização de exame auxiliar diagnóstico terapêutico no local de residência (Município/Estado) do paciente e desde que o local indicado possua o tratamento mais adequado à resolução de seu problema ou haja condições de cura total ou parcial. Por meio do TFD são dadas condições para deslocamento e permanência do paciente e seu acompanhante, quando indicado por médico do SUS. O período de permanência no local do tratamento deve ser limitado ao período estritamente necessário à fase do tratamento. DIREITOS Terão direito ao Tratamento Fora do Domicílio: a) Os pacientes residentes e domiciliados no Estado de São Paulo; b) Os pacientes atendidos exclusivamente na rede pública ou conveniados / contratados do SUS-SP. DEFINIÇÃO E RESPONSABILIDADE DO ESTADO TFD INTERESTADUAL 19

20 Conforme Deliberação CIB N.º 12, de 13/03/2002, compete à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, garantir o TFD para deslocamentos Interestaduais, garantindo custeio de despesas com alimentação, hospedagem e deslocamento. Critério; Pedido; Negativa e outras informações no Manual do Tratamento Fora do Domicílio - TFD DEFINIÇÃO E RESPONSABILIDADE DO MUNICIPIO - TFD INTERMUNICIPAL Conforme Deliberação CIB N.º 12, de 13/03/2002, compete as Secretarias Municipais de Saúde, garantir o TFD para os deslocamentos Intermunicipais dentro do Estado de São Paulo, garantindo custeio de despesas com alimentação, hospedagem e deslocamento. O interessado deverá protocolar a solicitação na Secretaria Municipal de Saúde do município de residência, que avaliará o pedido e adotará as providências cabíveis dentro das normas vigentes, para garantir o benefício quando couber. A Secretaria Municipal de Saúde encaminhará a solicitação à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, através dos Departamentos Regionais de Saúde DRS, quando se tratar de solicitação interestadual No caso de deslocamento interestadual, o Município de origem do paciente se responsabilizará também pelo deslocamento do município da residência até o município de São Paulo Capital, para avaliação no hospital consultor da SES/SP HC/FMUSP e para os casos de transporte aéreo, deverá garantir o acesso até o município de origem do vôo. Manual do Tratamento Fora do Domicílio - TFD Site Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Avenida Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, N.º Bairro: Cerqueira César São Paulo. CEP:

21 ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO Centro de Especialidades Odontológicas - CEO Os Centros de Especialidades Odontológicas são unidades de saúde preparadas para oferecer a população os seguintes serviços: Diagnóstico bucal, com ênfase no diagnóstico e detecção do câncer de boca. Periodontia especializada Cirurgia oral menor dos tecidos moles e duros Endodontia Atendimento a portadores de necessidades especiais Para fazer o tratamento em uma das especialidades é necessário ter o encaminhamento por escrito de uma Unidade Básica de Saúde (UBS). A porta de entrada são as UBS Unidade Básica de Saúde Site =

22 PROGRAMA DE CONTOLE DO TABAGISMO O tabagismo (ato de fumar) é uma dependência química à nicotina, uma das substâncias da composição do cigarro. É uma doença crônica, com tendência a recaídas e que muitas vezes precisa de uma abordagem intensiva de tratamento envolvendo o componente físico, psicológico e comportamental desta dependência. A Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis oferece o tratamento intensivo aos fumantes que querem parar de fumar na maioria de seus centros de saúde. O tratamento consiste numa entrevista individual onde serão avaliados o grau de motivação e o nível de dependência física (teste de Fagerstrom). A partir desta avaliação será indicado ou não o apoio medicamentoso para auxiliar no processo e aliviar os sintomas da síndrome de abstinência. Depois da avaliação, o fumante é orientado a participar de quatro sessões estruturadas de abordagem cognitivocomportamental em grupo, onde ele será estimulado e apoiado a marcar uma data para deixar de fumar. Depois desse primeiro mês de tratamento, inicia-se o grupo de manutenção da abstinência e prevenção da recaída, de cuja frequência dependerá a continuidade e o sucesso do tratamento. O mais importante é não desistir da sua saúde e fazer pelo menos uma tentativa séria a cada ano. E se precisar, procure uma UBS Unidade Básica de Saúde. Com ajuda é muito mais fácil do que você imagina! Alguns endereços: CAPS Ad - Capela do Socorro Rua Luiz Rotta, 300 Jd. Panorama- São Paulo/SP 22

23 Fones: / CAPS Ad - Penha (dentro do prédio do Ambulatório de Especialidades) Praça Nossa Senhora da Penha, 55 - Penha - São Paulo/SP Telefone: (11) CAPS Ad - Vila Mariana Av. Ceci, 2101 Planalto Paulista - São Paulo/SP Telefone: (11) CAPS Ad Cachoeirinha R. Desemb. Rodrigues Sette, Jd. Peri - São Paulo/SP Serviço Gratuito. Ir a unidade, se cadastra, e passa por uma triagem. mental/estabelecimentos.pdf 23

24 PROGRAMA DE OXIGENOTERAPIA DOMICILIAR O Serviço de Oxigenoterapia Domiciliar é uma assistência prestada pela SES, com recursos do Estado, por meio da contratação de empresa terceirizada para o fornecimento do serviço no domicílio do paciente dependente de oxigênio. Objetivo Melhorar a qualidade de vida dos pacientes dependentes desse tratamento, onde uma rotina é estabelecida com a convivência e participação da família. Resultados Esperados - Reduzir o tempo de internação hospitalar; - Evitar reinternação; - Diminuir o risco de infecção hospitalar; - Reduzir o custo da assistência. Clientela População de São Paulo portadores de enfermidades respiratórias que mediante avaliação médica são indicados para o tratamento de Oxigenoterapia no domicílio. É voltado geralmente aos portadores de DPOC (Enfisema pulmonar e bronquite crônica). Procedimentos para inclusão de um novo processo no Serviço de Oxigenoterapia Domiciliar (SOD): Fluxo para solicitação de Oxigenoterapia domiciliar prolongada 1. Paciente ou familiar deverá se dirigir a Unidade Básica de Saúde (UBS) municipal mais próxima de sua residência com a prescrição médica solicitando Oxigenoterapia Domiciliar Prolongada (ODP) e trazer cópias do seu RG, CPF, cartão SUS, comprovante de endereço, além de cópias do RG e CPF do seu responsável. 24

25 2. A UBS deverá preencher a Ficha de Cadastro anexo IV em duas vias (uma fica na UBS e a outra deve ser anexada aos documentos) e fornecer o cartão SUS, se o paciente não tiver. 3. Em seguida a UBS agenda consulta médica no Serviço de Referência para Doença Pulmonar Avançada (SRDPA) o mais breve possível (máximo 7 (sete) dias úteis) e orienta o paciente ou familiar sobre a documentação que deverá ser entregue nesta consulta: cópia do cartão SUS, do comprovante de endereço, RG e CPF do paciente e de seu responsável, solicitação médica de ODP e resultado da gasometria arterial recente. 3.1 Na impossibilidade desta consulta ser realizada, mas houver urgência para o recebimento de oxigênio, a Supervisão de Saúde ou o médico autorizador fará a inclusão do paciente e a UBS agendará uma consulta com o pneumologista no SRDPA em 30 (trinta) dias no máximo, na qual o familiar deverá comparecer caso o paciente esteja impossibilitado. 4. O SRDPA ao receber o paciente/familiar deve conferir a documentação, abrir um prontuário médico e encaminhá-lo para consulta médica. 5. Caso o médico confirme a necessidade de ODP, após a consulta o SRDPA imediatamente deverá solicitar à empresa de gases o atendimento ao pedido do médico com a fonte de oxigênio escolhida, conforme a Autorização da Oxigenoterapia Domiciliar Prolongada (Anexo V). O SRDPA também deverá informar à UBS de origem sobre a inclusão do paciente no Programa de ODP e deverá cadastrar o paciente no Banco de Dados de ODP. 5.1 A UBS deverá informar ao paciente sobre sua inclusão no Programa de ODP e o número de seu cadastro na empresa de oxigênio (JDE). Também deverá orientar sobre como o paciente/familiar deverá solicitar regularmente a reposição de oxigênio e a importância de comunicar à UBS qualquer ocorrência com o paciente: internação hospitalar, retorno domiciliar após a alta, mudança de endereço, viagens, óbito, etc. 6. O retorno ambulatorial no SRDPA ficará a critério médico. 6.1 Pacientes não acompanhados nos serviços municipais de ODP podem receber ODP pela SMS/SP. Para que isto ocorra alguém precisa levar no SRDPA, pelo menos 25

26 uma vez ao ano, um relatório médico e cópia da gasometria arterial recente para o pneumologista do SRDPA. 7. Em seguida a empresa visita o paciente, avalia a viabilidade técnica/operacional da fonte de oxigênio definida para o paciente e a estrutura residencial, para adequar as condições de atendimento e os recursos a serem utilizados. 8. A empresa valida a fonte de oxigênio indicada pelo médico, implementa os serviços e fornece orientações aos pacientes e familiares sobre a fonte de oxigênio e seu manuseio. Os procedimentos dos itens 7 e 8 não deverão ultrapassar 48 (quarenta e oito) horas, no horário das 07:00 às 19:00 horas. Nesta fase deverá ser elaborado o Relatório de Implantação (Anexo I) em 02 (duas) vias, encaminhando-se uma destas vias para o SRDPA. 9. Caso não haja divergência entre a fonte de oxigênio indicada pelo médico e a recomendada pelo fornecedor, o SRDPA deverá validar o relatório apresentado pela empresa e autorizar a execução do serviço em até 48 (quarenta e oito) horas. A empresa então deverá encaminhar o Termo de Responsabilidade (Anexo VI), assinado em duas vias pelo paciente ou responsável, para o SRDPA e para a UBS. A solicitação de Oxigenoterapia domiciliar pode vir de qualquer serviço de assistência médica, independente de nível de atenção (primária, secundária ou terciária), seja público ou privado. 10. Caso haja divergência entre as fontes de oxigênio recomendadas, o SRDPA e o fornecedor deverão discutir o caso e chegar a um consenso sobre a fonte de oxigênio que deverá ser disponibilizada para o paciente. Após o de acordo sobre a fonte a ser implantada, o SRDPA faz a autorização da nova fonte e a empresa encaminha o Termo de Responsabilidade, assinado em duas vias pelo paciente ou responsável, para o SRDPA e para a UBS. 11. A empresa irá visitar o paciente mensalmente, devendo preencher o Relatório de Monitoramento Mensal (Anexo II), que deverá ser assinado pelo paciente ou pelo responsável e ser encaminhado ao SRDPA. 12. O SRDPA receberá a nota fiscal ou fatura e os relatórios de visita, devendo expedir o termo de aceite do serviço (A Contento) e os enviar para a Coordenadoria para pagamento. 26

Clínicas Escolas de Faculdade de Fisioterapia

Clínicas Escolas de Faculdade de Fisioterapia Clínicas Escolas de Faculdade de Fisioterapia NOV/2011 Universidade Camilo Castelo Branco (UNICASTELO) Endereço: Rua Carolina Fonseca, 727 Bairro/Cidade: Itaquera Zona Leste São Paulo Telefone : (11) 2070-0193

Leia mais

saiba como conseguir o seu

saiba como conseguir o seu saiba como conseguir o seu doutor, Como vou fazer para comprar os remédios que preciso tomar? Projeto gráfico e ilustrações: Sivanir Batista - Settor Estúdio Gráfico http://settor.hd1.com.br - settor@mandic.com.br

Leia mais

Têm direito ao transporte coletivo gratuito as pessoas portadoras de deficiência física.

Têm direito ao transporte coletivo gratuito as pessoas portadoras de deficiência física. XV TRANSPORTE COLETIVO GRATUITO MUNICIPAL E INTERMUNICIPAL Decreto 34.753/92 Lei 11.250/92 Resolução Conjunta SS/STM 01/03 A legislação dispõe sobre a isenção de tarifas no sistema de transporte coletivo

Leia mais

INSTITUTO ESTADUAL DE DIABETES E ENDOCRINOLOGIA LUIZ CAPRIGLIONE SERVIÇO DE FARMÁCIA

INSTITUTO ESTADUAL DE DIABETES E ENDOCRINOLOGIA LUIZ CAPRIGLIONE SERVIÇO DE FARMÁCIA MANUAL DE ORIENTAÇÃO SOBRE PROCEDIMENTOS Objetivo Orientar funcionários, corpo clínico e pacientes do IEDE sobre o funcionamento do Serviço de Farmácia e os documentos necessários para cada tipo de atendimento.

Leia mais

ACESSO A MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DO SUS-SP

ACESSO A MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DO SUS-SP XXVII CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO III MOSTRA DE EXPERIÊNCIAS REGIONAIS DESAFIOS DA GESTÃO MUNICIPAL DO SUS NA ARTICULAÇÃO COM ESTADO E UNIÃO ACESSO A MEDICAMENTOS

Leia mais

MANUAL DE REGULAMENTAÇÃO PARA TRATAMENTO FORA DE DOMICÍLIO/ TFD NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS- PR.

MANUAL DE REGULAMENTAÇÃO PARA TRATAMENTO FORA DE DOMICÍLIO/ TFD NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS- PR. MANUAL DE REGULAMENTAÇÃO PARA TRATAMENTO FORA DE DOMICÍLIO/ TFD NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS- PR. 123 CURITIBA, ABRIL DE 2007 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 1. CONCEITO... 3 2. SOLICITAÇÃO DE TFD... 4 1 Documentos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO. Centro de Atenção Psicossocial CAPS III Itaim Bibi. Fevereiro de 2009 EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS

PROCESSO SELETIVO. Centro de Atenção Psicossocial CAPS III Itaim Bibi. Fevereiro de 2009 EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS PROCESSO SELETIVO Centro de Atenção Psicossocial CAPS III Itaim Bibi Fevereiro de 2009 EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS A Associação Saúde da Família ASF faz saber que realizará processo seletivo

Leia mais

Saúde M ent en al t --Álco Ál o co l o le Dro Dr g o as

Saúde M ent en al t --Álco Ál o co l o le Dro Dr g o as Saúde Mental-Álcool e Drogas Atenção Básica O nosso modelo tem como proposta a superação da lógica hospitalocêntrica, pressupondo a implantação de serviços substitutivos ao hospital psiquiátrico, quer

Leia mais

Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO

Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO Protocolo de dispensação de insumos para pacientes com Diabetes Mellitus insulinodependentes

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006.

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006. GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006. Aprova os critérios e normas para a Assistência Farmacêutica aos portadores de Diabetes.

Leia mais

JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS E INFORMAIS DE CONCILIAÇÃO E SEUS ANEXOS

JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS E INFORMAIS DE CONCILIAÇÃO E SEUS ANEXOS JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS E INFORMAIS DE CONCILIAÇÃO E SEUS ANEXOS 1. COMARCA DA CAPITAL 1.1 FORO CENTRAL VARAS DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL CENTRAL End.: Rua Vergueiro, 835 4º andar (1ª Vara) e 1º andar

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

Uso de Serviços Públicos de Saúde

Uso de Serviços Públicos de Saúde Uso de Serviços Públicos de Saúde Metodologia Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. OBJETIVO GERAL Levantar junto à população da área em estudo

Leia mais

Projeto de Informatização. Como implantar um Sistema de Informação para a Saúde Pública em SP?

Projeto de Informatização. Como implantar um Sistema de Informação para a Saúde Pública em SP? Projeto de Informatização Como implantar um Sistema de Informação para a Saúde Pública em SP? Contato Cláudio Giulliano Alves da Costa, MD, MSc. Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo Assessoria Técnica

Leia mais

www.saude.gov.br (Portal da saúde) Farmácia Popular do Brasil

www.saude.gov.br (Portal da saúde) Farmácia Popular do Brasil www.saude.gov.br (Portal da saúde) Farmácia Popular do Brasil O Governo Federal criou o Programa Farmácia Popular do Brasil para ampliar o acesso aos medicamentos para as doenças mais comuns entre os cidadãos.

Leia mais

Conheça o SUS e seus direitos e deveres, como usuário da saúde

Conheça o SUS e seus direitos e deveres, como usuário da saúde Conheça o SUS e seus direitos e deveres, como usuário da saúde O Escritório de Projetos de Humanização do ICESP desenvolveu esta cartilha para orientar os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) sobre

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE CONDIÇÕES CRÔNICAS

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE CONDIÇÕES CRÔNICAS REGULAMENTO DO PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE CONDIÇÕES CRÔNICAS Versão aprovada na 2ª reunião do Conselho Deliberativo da Cemig Saúde em 22.10.2010. Em vigor a partir de 01.10.2010. Alterado na 15ª reunião

Leia mais

Recursos do Governo à disposição da sociedade. Curitiba - PR Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você.

Recursos do Governo à disposição da sociedade. Curitiba - PR Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você. Recursos do Governo à disposição da sociedade Curitiba - PR Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você. Julho/2013 Informações Lei nº 9.787/99, conceitua: Medicamento de Referência

Leia mais

Novos credenciamentos e alterações na Rede Credenciada do PASBC

Novos credenciamentos e alterações na Rede Credenciada do PASBC SÃO PAULO Novos credenciamentos e alterações na Rede Credenciada do PASBC 1 - CREDENCIAMENTOS HOSPITAIS / MATERNIDADES: HOSPITAL SÃO CAMILO Especialidades: Atendimento de Pronto Socorro, Centro Médico

Leia mais

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE: OO"TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL - POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO" EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios

Leia mais

COD.101 - CLINICA MÉDICA

COD.101 - CLINICA MÉDICA ANEXO III COD.101 - CLINICA MÉDICA AREAS BÁSICAS 1 (UNOESTE) 3 1 4 2 Complexo Hospitalar Padre Bento - Guarulhos 4 4 3 Conjunto Hospitalar do Mandaqui 12 6 18 4 Faculdade de Medicina da Universidade de

Leia mais

Desde o início desta gestão, a Unimed Paulistana se preocupa

Desde o início desta gestão, a Unimed Paulistana se preocupa Desde o início desta gestão, a Unimed Paulistana se preocupa em orientar os hospitais sobre o atendimento aos clientes de Intercâmbio e premissas do Manual de Intercâmbio Nacional. Trabalhando muito, conseguimos

Leia mais

LINHA DO TEMPO 2014 23 ANOS

LINHA DO TEMPO 2014 23 ANOS Hospital Pérola Byington 1991 Fundação do CEJAM UBS Jardim Souza 1998 Recebe Título de Utilidade Pública Municipal e Estadual em São Paulo, Título de Utilidade Pública Federal, Certificado de Entidade

Leia mais

Sistemas de Informação em Saúde. Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP)

Sistemas de Informação em Saúde. Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) Sistemas de Informação em Saúde Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) Contato Cláudio Giulliano Alves da Costa, MD, MSc. Secretaria Municipal de Saúde de

Leia mais

REDE HOSPITALAR DA UNIMED PAULISTANA REDE ESPECIAL E MASTERS ( ATENDEM SOMENTE PLANO EXECUTIVO ) Esta relação está sujeita a alterações

REDE HOSPITALAR DA UNIMED PAULISTANA REDE ESPECIAL E MASTERS ( ATENDEM SOMENTE PLANO EXECUTIVO ) Esta relação está sujeita a alterações REDE HOSPITALAR DA UNIMED PAULISTANA REDE ESPECIAL E MASTERS ( ATENDEM SOMENTE PLANO EXECUTIVO ) Esta relação está sujeita a alterações HOSPITAL SERVIÇOS CONTRATADOS Cema Hospital Especializado Hospital

Leia mais

ENDEREÇOS DE JUIZADOS :: SÃO PAULO

ENDEREÇOS DE JUIZADOS :: SÃO PAULO ENDEREÇOS DE JUIZADOS :: SÃO PAULO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO site: http://www.tj.sp.gov.br/conciliacao/primeirainstancia/setoresconciliacao.aspx POSTOS DE CONCILIAÇÃO PRÉPROCESSUAL Fórum João Mendes

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ATIVIDADE FÍSICA PARA PREVENÇÃO, TRATAMENTO

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE SÃO PAULO

SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE SÃO PAULO A Secretaria Municipal da Saúde, gestora do Sistema Único de Saúde no Município, é responsável pela formulação e implantação de políticas, programas e projetos

Leia mais

O CUIDADO QUE EU PRECISO

O CUIDADO QUE EU PRECISO O CUIDADO QUE EU PRECISO GOVERNO FEDERAL GOVERNO ESTADUAL GOVERNO MUNICIPAL MOVIMENTOS SOCIAIS MEIOS DE COMUNICAÇÃO O CUIDADO QUE EU PRECISO Serviço Hospitalar de Referência AD CAPS AD III Pronto Atendimento

Leia mais

EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP:

EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP: APS SANTA MARCELINA INTRODUÇÃO EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP: UM PROCESSO EM CONSTRUÇÃO Parceria com a Prefeitura de São Paulo no desenvolvimento de ações e serviços voltados

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: - Mais de 12 mil atendimentos nos mutirões:

SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: - Mais de 12 mil atendimentos nos mutirões: SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: o Pronto Socorro Adulto de Taubaté teve seu funcionamento aprovado pela Vigilância Sanitária Estadual. O documento

Leia mais

Reunião do Comitê da Saúde. 8 de novembro de 2011

Reunião do Comitê da Saúde. 8 de novembro de 2011 Reunião do Comitê da Saúde 8 de novembro de 2011 ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Em 1998 foi publicada a Portaria GM/MS 3.916, que estabeleceu a POLÍTICA NACIONAL DE MEDICAMENTOS (PNM) como parte essencial

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO. SAÚDE desde 1928

MANUAL DO ASSOCIADO. SAÚDE desde 1928 MANUAL DO ASSOCIADO SAÚDE desde 1928 1 Seja Bem-Vindo, Associado IBCM! É com muita satisfação que oferecemos a você, nosso associado, este manual, que vai ajudá-lo a entender melhor todos os benefícios

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

SÃO PAULO SOB O OLHAR DAS CONSULTORAS NATURA

SÃO PAULO SOB O OLHAR DAS CONSULTORAS NATURA SÃO PAULO SOB O OLHAR DAS CONSULTORAS NATURA Metodologia e Amostra Pesquisa junto às consultoras Natura da cidade de São Paulo. Metodologia quantitativa, questionário auto-preenchido COLETA DOS DADOS Setembro

Leia mais

SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS

SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS CENTRO DE PROMOÇÃO À SAÚDE Iwata-shi Kounodai 57-1 É um órgão da prefeitura que tem como objetivo principal: promover serviços visando o bem-estar e a saúde dos cidadãos e a

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. Rua Visconde de Paranaguá, nº 24 Campus Saúde CEP: 96.200-190 Bairro Centro Rio Grande Rio Grande do Sul/RS Brasil Acesso

Leia mais

Nome Fantasia para divulgação: Lavoisier Medicina Diagnóstica

Nome Fantasia para divulgação: Lavoisier Medicina Diagnóstica RELAÇÃO DE ESPECIALIDADES POR UNIDADE DE ATENDIMENTO DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. DIVISÃO LAVOISIER Nome Fantasia para divulgação: Lavoisier Medicina Diagnóstica UNIDADE ANGÉLICA I Avenida Angélica, 1832

Leia mais

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SÃO PAULO COORDENADORIA DE REGIÕES DE SAÚDE CRS Política de Saúde para o Idoso no Estado de São Paulo Selo Hospital Amigo do Idoso Centro de Referência do Idoso Resolução

Leia mais

08/05 DRE Pirituba Subprefeitura Lapa Local Emei Santos Dumont - Rua Diana, 250 - Pompéia Telefone: 3873-6281/ 3864-0999 Horário - 9h às 13h

08/05 DRE Pirituba Subprefeitura Lapa Local Emei Santos Dumont - Rua Diana, 250 - Pompéia Telefone: 3873-6281/ 3864-0999 Horário - 9h às 13h Relação de locais para as plenárias públicas 04/05 DRE - São Mateus Subprefeitura - São Mateus Local - CEU São Mateus - Rua Curumatim, 221 - Parque Boa Esperança Telefone: 11 2732-8117 05/05 DRE - Ipiranga

Leia mais

Oficinas de tratamento. Redes sociais. Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas

Oficinas de tratamento. Redes sociais. Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas Oficinas de tratamento Redes sociais Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas Irma Rossa Médica Residência em Medicina Interna- HNSC Médica Clínica- CAPS ad HNSC Mestre em Clínica Médica- UFRGS

Leia mais

DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007.

DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007. DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007. Institui o elenco de medicamentos e aprova o regulamento dos procedimentos de aquisição e dispensação de medicamentos especiais para tratamento ambulatorial

Leia mais

GLOSSÁRIO DO PORTAL SAÚDE TRANSPARENTE

GLOSSÁRIO DO PORTAL SAÚDE TRANSPARENTE GLOSSÁRIO DO PORTAL SAÚDE TRANSPARENTE Blocos de financiamento: Com a implementação do Pacto pela Saúde, os recursos federais, destinados ao custeio de ações e serviços da saúde, passaram a ser divididos

Leia mais

Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas

Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas 1. APRESENTAÇÃO e JUSTIFICATIVA: O consumo de crack vem aumentando nas grandes metrópoles, constituindo hoje um problema

Leia mais

SECRETARIA DA SAUDE. Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1

SECRETARIA DA SAUDE. Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1 SECRETARIA DA SAUDE Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1 1 2 UBS Equipe da Atenção Básica UBS Equipe da Atenção Básica + EACS Equipe de Agentes Comunitários da Saúde UBS Equipe da Atenção

Leia mais

Guia de Direitos do Paciente Oncológico

Guia de Direitos do Paciente Oncológico Guia de Direitos do Paciente Oncológico 1 Apresentação Apesar de garantidos pela legislação brasileira, muitos pacientes com câncer e outras doenças incapacitantes simplesmente não utilizam ou desconhecem

Leia mais

COD.101 - CLINICA MÉDICA 02 ANOS

COD.101 - CLINICA MÉDICA 02 ANOS COD.101 - CLINICA MÉDICA AREAS BÁSICAS 1 Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus (UNOESTE) 3 2 Conjunto Hospitalar do Mandaqui 12 3 Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS

ORIENTAÇÕES SOBRE APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS ORIENTAÇÕES SOBRE APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS 1) PAB FIXO Podem ser custeados com o PAB-FIXO, todos os procedimentos pertinentes à atenção básica da saúde (ambulatorial),

Leia mais

11-3556-6000 www.hospitalsiriolibanes.com.br. (11) 3285-2922 www.hemoterapia9dejulho.com.br. 0800-55-0300 www.prosangue.sp.gov.br

11-3556-6000 www.hospitalsiriolibanes.com.br. (11) 3285-2922 www.hemoterapia9dejulho.com.br. 0800-55-0300 www.prosangue.sp.gov.br São Paulo - Capital Bairro Unidade Endereço Telefone Site Funcionamento Estacionamento Aclimação Hospital do Servidor Público Municipal R. Castro Alves, 60 4º andar (11) 3277-5303 www.colsan.org.br Beneficência

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem EMILYN MARTINS MATIAS RELATÓRIO ESTÁGIO CURRICULAR II SERVIÇOS DA REDE BÁSICA

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem EMILYN MARTINS MATIAS RELATÓRIO ESTÁGIO CURRICULAR II SERVIÇOS DA REDE BÁSICA Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem EMILYN MARTINS MATIAS RELATÓRIO ESTÁGIO CURRICULAR II SERVIÇOS DA REDE BÁSICA CENTRO DE SAÚDE VILA DOS COMERCIÁRIOS ÁREA 17 AMBULATÓRIO DE

Leia mais

Tire suas dúvidas sobre: PLANOS DE SAÚDE. Núcleo Especializado de. Defesa do Consumidor

Tire suas dúvidas sobre: PLANOS DE SAÚDE. Núcleo Especializado de. Defesa do Consumidor Tire suas dúvidas sobre: PLANOS DE SAÚDE Núcleo Especializado de Defesa do Consumidor O que é Plano de Saúde? EXPEDIENTE Texto Núcleo Especializado de Defesa do Consumidor Revisão Coordenadoria de Comunicação

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 DO 9-E, de 12/1/01 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria SAS/MS nº 224, de

Leia mais

www.planosdesaudevhp.com.br

www.planosdesaudevhp.com.br www.planosdesaudevhp.com.br UNIMED GUARULHOS MAIO 2014 Taxa Inscrição R$ 20,00 Planos PAGTO ) PAGTO ) INDIVIDUAL ( PRÉ INTEGRAL INTEGRAL SUPREMO SUPREMO Acomodação Enfer. Enfer. Apto. Apto. Enfer. Enfer.

Leia mais

Edital do Processo Seletivo de Cirurgião Dentista para o Programa Saúde da Família 2008

Edital do Processo Seletivo de Cirurgião Dentista para o Programa Saúde da Família 2008 Edital do Processo Seletivo de Cirurgião Dentista para o Programa Saúde da Família 2008 Obedecendo à Portaria nº 892/04, SMS-G, publicada no D.O.M. de 29/12/2004, que aprova o Documento Norteador de Recursos

Leia mais

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL -Principais serviços que a Assistência Social possui para atendimento de idosos: - Proteção Social Básica (atendimento preventivo) - Centro de Convivência do Idoso - atualmente

Leia mais

Estoque de Outorga Onerosa não Residencial

Estoque de Outorga Onerosa não Residencial Estoque de Outorga Onerosa não Residencial Outubro 2013 O relatório sobre o Estoque de Outorga Onerosa é realizado com o objetivo de analisar as informações sobre o estoque de potencial construtivo na

Leia mais

D E C R E T A: Artigo 2º - Caberá à unidade responsável a divulgação da Instrução Normativa ora aprovada.

D E C R E T A: Artigo 2º - Caberá à unidade responsável a divulgação da Instrução Normativa ora aprovada. GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 17.271, DE 31 DE MARÇO DE 2014. Aprova a Instrução Normativa SSP nº 004/2014 : O Prefeito Municipal de Colatina, no uso das atribuições legais que lhe são conferidas pelo

Leia mais

Art. 4º. Esta lei complementar entrará em vigor na data de sua publicação, devendo ser regulamentada no prazo de 60 (sessenta) dias.

Art. 4º. Esta lei complementar entrará em vigor na data de sua publicação, devendo ser regulamentada no prazo de 60 (sessenta) dias. B. Passe Livre Lei Complementar do Estado de São Paulo nº 666, de 26/11/1991, regulamentada pelo Decreto Estadual n 34.753, de 01/04/92, e Resolução STM nº 101, de 28 de maio de 1992, que disciplina as

Leia mais

SÃO PAULO/SP DISTRATO

SÃO PAULO/SP DISTRATO SÃO PAULO/SP DISTRATO CLÍNICA MORAES SERRANO CNPJ 13232818000181 Rua Dr. Angelo Vita, 132 Tatuapé São Paulo/SP CEP 03069-000 Tel.: (11) 2092-9003 Especialidades: angiologia e cirurgia vascular, clínica

Leia mais

Plano de Saúde Empresarial

Plano de Saúde Empresarial Plano de Saúde Empresarial TABELA DE PREÇO DE REDE CREDENCIADA de Saúde São Cristóvão SÃO CRISTOVÃO - MARÇO 13 - Taxa de Adesão % do valor da mensalidade - Cobrado em boleto bancário TABELA DE 03 A 09

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PSICÓLOGO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS II ARCO-ÍRIS MUNICÍPIO DE GUARULHOS

PROCESSO SELETIVO PARA PSICÓLOGO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS II ARCO-ÍRIS MUNICÍPIO DE GUARULHOS PROCESSO SELETIVO PARA PSICÓLOGO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS II ARCO-ÍRIS MUNICÍPIO DE GUARULHOS EDITAL Nº 004/2009, aos 10 de Julho de 2009. INSTRUÇÕES ESPECIAIS DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Recursos do Governo à disposição da sociedade. Goiânia - GO Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você.

Recursos do Governo à disposição da sociedade. Goiânia - GO Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você. Recursos do Governo à disposição da sociedade Goiânia - GO Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você. Julho/2013 CRASPI - Centro de Referência em Atenção à Saúde da Pessoa Idosa

Leia mais

Guia de Bolso Rede Própria Prevent Senior

Guia de Bolso Rede Própria Prevent Senior Guia de Bolso Rede Própria Prevent Senior NÚCLEOS DE PREVENÇÃO SENIOR Bela Vista Rua São Carlos do Pinhal, 60. (Clínica Médica, Geriatria, Nefrologia, Nutrição, Pré-Operatório, Psicologia e Terapia Ocupacional).

Leia mais

Recursos do Governo à disposição da sociedade. SALVADOR - BA Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você.

Recursos do Governo à disposição da sociedade. SALVADOR - BA Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você. Recursos do Governo à disposição da sociedade SALVADOR - BA Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você. Agosto/2013 CREASI Centro de Referência Estadual de Atenção ao Idoso Todo

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE NOSSO PLANO 1 2 PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE Sumário 1. O Nosso Plano 2. Programa de Promoção da Saúde 3. Por que aderir 4. COMO ADERIR 5. Os tipos de planos 6. Como Funciona 7. Dúvidas Frequentes 8.

Leia mais

Assessoria Especial à Pessoa com Deficiência ( Orientação para pessoas com deficiência)

Assessoria Especial à Pessoa com Deficiência ( Orientação para pessoas com deficiência) Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento (criança); Cartão do SUS, título de eleitor e CPF; Comprovante de renda de até 3 salários mínimos (individual); Comprovante de residência com CEP (água,

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DR. JOSÉ DE FILIPPI JR. COORDENADORIA REGIONAL DE SAÚDE SUDESTE DRª KARINA BARROS CALIFE BATISTA SUPERVISÃO TÉCNICA DE

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DR. JOSÉ DE FILIPPI JR. COORDENADORIA REGIONAL DE SAÚDE SUDESTE DRª KARINA BARROS CALIFE BATISTA SUPERVISÃO TÉCNICA DE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DR. JOSÉ DE FILIPPI JR. COORDENADORIA REGIONAL DE SAÚDE SUDESTE DRª KARINA BARROS CALIFE BATISTA SUPERVISÃO TÉCNICA DE SAÚDE PENHA DR. CELSO GALHARDO MONTEIRO SAS SECONCI

Leia mais

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel CICLO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA O Ciclo da Assistência Farmacêutica compreende um sistema integrado de técnicas, científicas e operacionais SELEÇÃO DE MEDICAMENTOS

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10.

LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10. LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10. DISPÕE SOBRE A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EMERGENCIAL DE PROFISSIONAIS PARA ÁREA MÉDICA ESPECIALIZADA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. IRANI LEONARDO CHERINI PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

BANCA GRANDE SÃO PAULO VESTIBULAR 2015

BANCA GRANDE SÃO PAULO VESTIBULAR 2015 BANCA GRANDE SÃO PAULO VESTIBULAR 2015 A ASR Mídia entende a mídia exterior como uma poderosa ferramenta de comunicação, fundamental para construção de uma imagem positiva para sua marca. Roteiros especiais

Leia mais

CRAS - Centro de Referência de Assistência Social

CRAS - Centro de Referência de Assistência Social CRAS - Centro de Referência de Assistência Social O Centro de Referência de Assistência Social CRAS é uma unidade pública estatal de base territorial, localizada em áreas de vulnerabilidade social. Executa

Leia mais

Rua Domingos de Morais (ao lado do Terminal de Ônibus Urbano) e Rua Vergueiro (altura do nº 2552)

Rua Domingos de Morais (ao lado do Terminal de Ônibus Urbano) e Rua Vergueiro (altura do nº 2552) ESTACIONAMENTOS LINHA1-AZUL ESTAÇÃO ANA ROSA Rua Domingos de Morais (ao lado do Terminal de Ônibus Urbano) e Rua Vergueiro (altura do nº 2552) 24h Nº DE VAGAS Veículos: 480 Deficientes: 24 Motos: 40 1ª

Leia mais

Saúde. Tabela de Vendas

Saúde. Tabela de Vendas Tabela de Vendas Tabela de Preços Ambulatorial + Hospitalar com Obstetrícia Next 10 Next ABC 20 Next SPS 30 REGISTRO ANS 473.323/15-1 473.461/15-1 474.914/15-6 ACOMODAÇÃO QC QC QC 0 a 18 anos R$ 83,18

Leia mais

Recursos do Governo à disposição da sociedade. BELO HORIZONTE - MG Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você.

Recursos do Governo à disposição da sociedade. BELO HORIZONTE - MG Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você. Recursos do Governo à disposição da sociedade BELO HORIZONTE - MG Confira os principais recursos disponíveis, gratuitamente, para você. Setembro/2013 Centro de Referência da Pessoa Idosa O centro atende

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO)

PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO) PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO) Mês e Ano de elaboração MODELO PARA ELABORAÇÃO DA PAS 2014: Gerência de Programação em Saúde- DEPLAN/SUSAM 1 SUMÁRIO IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO...3 ELABORAÇÃO...4

Leia mais

Transtornos do Espectro do Autismo

Transtornos do Espectro do Autismo Transtornos do Espectro do Autismo O Município adotou o documento Ministerial, LINHA DE CUIDADO PARA A ATENÇÃO ÀS PESSOAS COM TRANSTORNOS DO ESPECTRO DO AUTISMO E SUAS FAMILIAS NA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL,

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração;

Manual do Plano de Saúde/PMF. As pessoas investidas em cargo de provimento em comissão, declarado em lei, de livre nomeação e exoneração; Manual do Plano de Saúde/PMF ADESÃO AO PLANO DE SAÚDE A adesão ao plano de saúde será facultativa, e observará a regulamentação estabelecida pela Secretaria Municipal de Administração. USUÁRIO TITULAR

Leia mais

Configuração e tipologias

Configuração e tipologias OsE s p a ç o sp ú b l i c o ses u ai n f l u ê n c i an ame l h o r i ad aq u a l i d a d ed ev i d a O que são Espaços Públicos? P O espaço público é considerado como aquele que, dentro do território

Leia mais

Manual do Plano de Saúde/PMF

Manual do Plano de Saúde/PMF Manual do Plano de Saúde/PMF INCLUSÃO DE TITULAR DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Cópia RG e CPF; Comprovante de residência em nome do titular (três meses de validade). Contra Cheque (três meses de validade). Ficha

Leia mais

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade.

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade. No programa de governo do senador Roberto Requião, candidato ao governo do estado pela coligação Paraná Com Governo (PMDB/PV/PPL), consta um capítulo destinado apenas à universalização do acesso à Saúde.

Leia mais

Seminário de Doenças Crônicas

Seminário de Doenças Crônicas Seminário de Doenças Crônicas LINHA DE CUIDADO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES EXPERIÊNCIA DE DIADEMA SP Dra Lidia Tobias Silveira Assistente Gabinete SMS Diadema Linha de cuidado de HAS e DM Experiência

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO SME/2006 ASSUNTO: EDITAL PARA CONTINUAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA SÃO PAULO É UMA ESCOLA Recreio nas Férias

EDITAL DE CREDENCIAMENTO SME/2006 ASSUNTO: EDITAL PARA CONTINUAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA SÃO PAULO É UMA ESCOLA Recreio nas Férias EDITAL DE CREDENCIAMENTO SME/2006 ASSUNTO: EDITAL PARA CONTINUAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA SÃO PAULO É UMA ESCOLA Recreio nas Férias A Secretaria Municipal de Educação, por meio do presente, dá

Leia mais

ZARA S EXPRESS TABELA DE PONTOS - SERVIÇOS AVULSOS MOTO FRETE FONE: 11 2606-9330 / NEXTEL: 11 94759-1121 /94707-8867 RÁDIO: 35*22*75829 / 35*1*28443

ZARA S EXPRESS TABELA DE PONTOS - SERVIÇOS AVULSOS MOTO FRETE FONE: 11 2606-9330 / NEXTEL: 11 94759-1121 /94707-8867 RÁDIO: 35*22*75829 / 35*1*28443 ZARA S EXPRESS TABELA DE PONTOS - SERVIÇOS AVULSOS MOTO FRETE FONE: 11 2606-9330 / NEXTEL: 11 94759-1121 /94707-8867 RÁDIO: 35*22*75829 / 35*1*28443 LOCALIDADES/REGIÃO SERVIÇO MÍNIMO LOCALIDADE CENTRO

Leia mais

www.planosdesaudevhp.com.br

www.planosdesaudevhp.com.br UNIMED GUARULHOS PME SETEMBRO 2014 Taxa de inscrição: R$ 6,50 por usuário Planos TABELA DE 02 A 29 Vidas/Beneficiários PADRÃO ( PRÉ PADRÃO ( COPARTICIPAÇÃO) www.planosdesaudevhp.com.br Acomodação Enfer.

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS O objetivo deste questionário é analisar as atividades

Leia mais

2 LOCAIS/ ÁREA/ VAGAS/ PERÍODO/ REQUISITOS/ ATIVIDADES

2 LOCAIS/ ÁREA/ VAGAS/ PERÍODO/ REQUISITOS/ ATIVIDADES EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO VOLUNTÁRIO NO ÂMBITO DA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL, NOS SEGUINTES LOCAIS: HOSPITAL GERAL (HG), AMBULATÓRIO CENTRAL (AMCE), INSTITUTO DE MEDICINA

Leia mais

Coordenadoria de Residência Médica

Coordenadoria de Residência Médica EDITAL 02/2015 DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA RESIDÊNCIA MÉDICA Ano 2015. Atenção: Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição. A Comissão de Residência Médica da Associação

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

Anexo I. Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS

Anexo I. Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS Anexo I Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS COD.101 - CLINICA MÉDICA 0 2 Conjunto Hospitalar do Mandaqui 11 3 Faculdade de Medicina de Catanduva 6 4 Hospital Guilherme Alvaro -

Leia mais

ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAO PESSOA Secretaria Municipal de Planejamento EXERCÍCIO: 202 ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ÓRGÃO: Projeto/Atividade Objetivo Denominação da Meta Unid.

Leia mais

EMPREGO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2013

EMPREGO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2013 Abril DE 2014 EMPREGO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2013 Em 2013, cresceu o número de diaristas e diminuiu o de mensalistas com e sem carteira de trabalho. Elevou-se o rendimento médio

Leia mais

CONTRATAÇÃO INDIVIDUAL. *CONTRATAÇAO FAMILIAR - * 2 beneficiários ou mais, independente do grau de parentesco CARÊNCIAS SAMCIL

CONTRATAÇÃO INDIVIDUAL. *CONTRATAÇAO FAMILIAR - * 2 beneficiários ou mais, independente do grau de parentesco CARÊNCIAS SAMCIL SAMCIL Ambulatorial/Hospitalar com Obstetrícia - DEZEMBRO 2010 - Taxa de Adesão: R$ 15,00 *Promoçao 10% de desconto da 2ª a 24ª Parcela (Pagamento em dia) CONTRATAÇÃO INDIVIDUAL FAIXA ETÁRIA 00 a 18 anos:

Leia mais

1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO VOLUNTÁRIO NO HOSPITAL GERAL (HG), NO INSTITUTO DE MEDICINA DO ESPORTE (IME) E NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA (CLIFI) NA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO

Leia mais

HOMENAGEM DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO AOS DUZENTOS ANOS DA PRESENÇA CHINESA NO BRASIL

HOMENAGEM DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO AOS DUZENTOS ANOS DA PRESENÇA CHINESA NO BRASIL HOMENAGEM DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO AOS DUZENTOS ANOS DA PRESENÇA CHINESA NO BRASIL LOCAL: Auditório da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de São Paulo DATA: quinta-feira,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Consultório e SADT 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14

Leia mais

Saúde. Tabela de Vendas. Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema

Saúde. Tabela de Vendas. Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema Saúde Tabela de Vendas Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema Tabela de Preços Ambulatorial + Hospitalar com Obstetrícia Next ABC 20 REGISTRO ANS 473.461/15-1 ACOMODAÇÃO QC 0 a 18 anos R$ 83,18

Leia mais

Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo

Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo VIII Encontro Nacional de Prevenção da Doença Renal Crônica Dra. Patrícia

Leia mais

DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP)

DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP) DIAMANTE PLUS-CORP Versão 1.00.01 (Compatível com o PRODOCTOR PLUS e PRODOCTOR CORP) Esta orientação é para clientes que vão iniciar a utilização do DIAMANTE PLUS CORP. SERVIDOR Acesse o site www.pacotediamante.com.br.

Leia mais

Empresarial Agosto 2015 - TAXA DE INSCRIÇÃO (Por Contrato) - R$ 50,00 A SER COBRADA NO ATO

Empresarial Agosto 2015 - TAXA DE INSCRIÇÃO (Por Contrato) - R$ 50,00 A SER COBRADA NO ATO Empresarial Agosto 2015 - TAXA DE INSCRIÇÃO (Por Contrato) - R$ 50,00 A SER COBRADA NO ATO NEXT SAÚDE (ABC) Última Alteração: 12/08/2015 Última Alteração: 12/08/2015 Tabela de 2 à 29 vidas/beneficiários

Leia mais