Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO"

Transcrição

1 Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO Protocolo de dispensação de insumos para pacientes com Diabetes Mellitus insulinodependentes Este protocolo estabelece normas para o fornecimento de insumos de monitoramento glicêmico domiciliar para o tratamento de pacientes diabéticos tipo 1, diabéticos tipo 2 insulinodependentes e diabetes gestacional no município de Campo Grande, mediante critérios de diagnóstico. A Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) do município de Campo Grande adotará os presentes critérios para o fornecimento dos insumos necessários para o controle do diabetes mellitus aos portadores residentes em Campo Grande/MS e que estejam enquadrados nos critérios de inclusão. Para melhor entendimento, serão adotadas as seguintes definições e abreviaturas: UBS: Unidade Básica de Saúde UBSF: Unidade Básica de Saúde da Família CEM: Centro de Especialidades Médicas Jânio da Silva Quadros SEREDI: Serviço de Referência em Diabetes Setor de autorização: Farmácia Especializada Municipal DM1: Diabetes mellitus tipo 1 DM 2: Diabetes mellitus tipo 2 DMG: Diabetes mellitus gestacional Insumos de automonitoramento: materiais necessários para o controle da glicemia capilar: lancetador, lancetas para punção digital, tiras reagentes de medida da glicemia capilar e glicosímetro. Médico assistente: profissional devidamente qualificado, clínico ou endocrinologista, atuando no município de Campo Grande. Médico autorizador: profissional devidamente qualificado, designado pelo gestor para dar parecer e autorizar o fornecimento dos insumos de automonitoramento. FATORES DETERMINANTES NA EFETIVIDADE O usuário deverá possuir cadastro no Cartão Nacional de Saúde (CNS) e no Sistema de Informação vigente da Rede Municipal de Saúde, assim como na planilha do Censo dos portadores de diabetes mellitus insulinodependentes do município de Campo Grande (módulo Intranet). Participação obrigatória do paciente ou de seus familiares (quando da sua impossibilidade física ou mental) em curso de educação para diabético, disponibilizado pela rede pública municipal de saúde. As ações dos programas de saúde em diabetes mellitus têm como objetivo o desenvolvimento da autonomia para o autocuidado, a construção de habilidades e o desenvolvimento de atitudes que conduzam a contínua melhoria do controle sobre a doença, objetivando o aumento da qualidade de vida e a redução das complicações do diabetes mellitus. Adesão do paciente ao tratamento, incluindo mudança de estilo de vida. Ser morador de Campo Grande MS.

2 DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA Formulário de solicitação de insumos para diabéticos insulinodependentes completamente preenchido pelo médico assistente; Resultados dos exames de glicemia de jejum, hemoglobina glicada e creatinina sérica com data inferior à 3 meses; Cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Nascimento, comprovante de endereço, Cartão Nacional do SUS e, quando no caso, cartão de gestante. CRITÉRIOS PARA INCLUSÃO Ser portador de DM2 ou inespecífico (CID10 E11 A E14) em insulinoterapia, devidamente diagnosticados e acompanhados pelo médico; Ser portador de DM2 ou inespecífico (CID10 E11 A E14) que não estejam em insulinoterapia, na vigência de estresse clínico ou cirúrgico (infecções, cirurgias...) causados pelo diabetes, até suspensão ou melhora do quadro clínico; Ser portadora de DMG (CID 10 O24) devidamente diagnosticado. Observação: Não existem evidências científicas suficientes de que o automonitoramento rotineiro da glicemia capilar em portadores de DM2 em terapia com hipoglicemiantes orais seja custo-efetivo para o melhor controle da glicemia. Portanto, os demais portadores de DM2, não enquadrados nos critérios de inclusão para o recebimento de insumos, poderão dirigir-se à Unidade de Saúde mais próxima de sua residência para a realização da glicemia capilar e para a realização do exame complementar de hemoglobina glicada (HbA1c). QUANTITATIVO DE INSUMOS A SEREM OFERECIDOS Serão fornecidos: 01 lancetador 01 aparelho glicosímetro 30 lancetas mensais para punção capilar Tiras reagentes/dia conforme a prescrição médica Observação: As orientações quanto ao uso dos insumos fica sobre a responsabilidade da UBS, UBSF, SEREDI e Farmácia Especializada Municipal. A manutenção e cuidados (pilhas, higiene e limpeza) com os insumos é de responsabilidade do usuário. No entanto, em caso de mau funcionamento, o SEREDI ou Farmácia Especializada ficarão responsáveis pela substituição do item defeituoso. CRITÉRIOS PARA MANUTENÇÃO DO RECEBIMENTO DE INSUMOS Acompanhamento do paciente pelo médico assistente, a cada no mínimo seis meses; Apresentação do Formulário de solicitação de insumos para diabéticos insulinodependentes atualizado, com data inferior a seis meses (180 dias), preenchido pelo médico assistente. Apresentação do aparelho glicosímetro no momento da retirada das tiras de glicemia e lancetas, para captação dos registros da memória do aparelho; Atualização dos documentos e exames junto à Farmácia Especializada Municipal a cada seis meses (180 dias); Participação do paciente ou de seus familiares em programa de educação em diabetes ofertado pela Rede Municipal de Saúde (REMUS).

3 CRITÉRIOS PARA EXCLUSÃO/SUSPENSÃO DO RECEBIMENTO DE INSUMOS Constatado desuso, uso indevido e diferente do prescrito pelo médico assistente; Ausência de acompanhamento e retirada dos insumos por três meses consecutivos ou uso indevido; Não atender aos critérios de manutenção; Falecimento ou mudança de município; Término da gestação, do estresse cirúrgico ou interrupção do tratamento; Faltas consecutivas, quando agendado, em atividades de educação em diabetes; Por solicitação da SESAU. Observação: Em caso de internação o paciente ou familiar deve levar laudo médico, justificando o não comparecimento e não retirada dos insumos durante o período de internação. As gestantes têm 40 dias após o parto para realizar a devolução do aparelho. Caso seja necessário continuar o acompanhamento, deve-se montar um novo processo. FUNCIONAMENTO DOS SETORES ENVOLVIDOS: FUNCIONAMENTO SEREDI Local de Atendimento: sala 58, 2º andar, CEM, Travessa Guia Lopes, nº 71, Centro. Horário de Atendimento: 07h00 às 16h00, sem intervalo para almoço, de segunda-feira à sexta-feira. Normas do setor: acompanhamento e dispensação de insumos para automonitoramento de acordo com legislação vigente. Profissionais do setor: enfermeiros; farmacêuticos e técnicos de enfermagem. Atividades realizadas: Acompanhamento e dispensação de insumos para automonitoramento; educação continuada em diabetes mellitus para adultos e gestantes. FUNCIONAMENTO SETOR AUTORIZADOR ( Farmácia Especializada Municipal) Local de Atendimento: Rua do Sorriso, esquina com a Rua 14 de Julho, s/n, Bairro Monte Castelo. Horário de Atendimento: 07h30 às 11h00 e 13h00 às 16h00, de segunda-feira à sexta-feira. Normas do setor: cadastro, acompanhamento e primeira dispensação de insumos para automonitoramento, de acordo com legislação vigente. Profissionais do setor: farmacêutico, administrativos e médico autorizador. Atividades realizadas: Autorizar e dispensar os insumos necessários para o início do tratamento de controle glicêmico; dialogar/esclarecer com o usuário sobre eventuais dúvidas e ou problemas relacionados ao automonitoramento. Protocolo desenvolvido pelos setores Hiperdia/CAB, SEREDI e Farmácia Especializada Municipal e aprovado pela Comissão Multidisciplinar de Farmacoterapêutica SESAU em novembro de 2014.

4 FLUXOGRAMA PARA INCLUSÃO NO PROGRAMA E FORNECIMENTO DOS INSUMOS Solicitação de insumos para AMG domiciliar SIM Atende aos critérios de inclusão? NÃO - Médico deve preencher o Formulário de solicitação de insumos para diabéticos insulinodependentes - Anexar os resultados dos exames solicitados - Anexar as cópias dos documentos pessoais Realizar glicemias capilares nas unidades de saúde na Atenção Básica DM1 ou DMG DM2 insulinodependente ou estresse cirúrgico Encaminhar o paciente ao SEREDI Encaminhar o paciente ao setor de autorização (Farmácia Especilizada Municipal*) SIM Até 2 glicemias/dia Autorizado após avaliação? NÃO O paciente deve retirar mensalmente os insumos nas unidades de saúde cadastradas (UBS/UBSF) O médico deve renovar o formulário e os exames necessários a cada 6 meses e o paciente deve entregá-los na Farmácia Especializada Acima de 2 glicemias/dia O paciente deve retirar mensalmente os insumos no SEREDI O médico deve renovar o formulário e os exames necessários a cada 6 meses e o paciente deve entregá-los no SEREDI

5 PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE INSUMOS PARA DIABÉTICOS INSULINODEPENTES (todos os campos são de preenchimento OBRIGATÓRIO) (LEI FEDERAL /06 PORTARIA MINISTÉRIO DA SAÚDE 2.583/07) Este formulário deve ser preenchido em duas vias pelo médico assistente: 1ª via paciente e 2 ª via Farmácia Especializada MunicipalI. Deve ser sempre apresentado pelo paciente ao retirar mensalmente os insumos de automonitoramento. Não necessita de receita com prescrição dos insumos, somente o formulário. Esta solicitação tem validade de até 6 meses (180 dias). IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE Nome: Prontuário: CNS: Data de Nasc: / / Contato telefônico: / Endereço: Nº: Comp: Bairro: Cidade: Campo Grande MS TIPO DE DIABETES: ( ) Tipo 1 ( ) Tipo 2 ( ) Gestacional INSULINAS QUE USA: ( )NPH ( )Regular ( )Outras: DOSE DIÁRIA DE INSULINA: 1. UI Horário: Tipo: 2. UI Horário: Tipo: 3. UI Horário: Tipo: 4. UI Horário: Tipo: 5. UI Horário: Tipo: 6. UI Horário: Tipo: RESULTADOS DOS EXAMES: Glicemia de jejum: Hemoglobina glicada: Creatinina sérica: AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO: Nº de verificações/dia: ( )1 ( )2 ( )3 ( )4 Acima de 4 (colocar nº de vezes): Justificativa* para o automonitoramento: *Justificar a necessidade do uso. IDENTIFICAÇÃO DO MÉDICO ASSISTENTE: Nome: CRM: ( ) Unidade de Saúde (municipal): ( ) Centro de Especialidades Municipal: ( ) Atendimento SUS / Instituição: ( ) Consultório Particular Campo Grande/MS / / Assinatura e carimbo do médico assistente: Preenchimento pelo setor de autorização Autorizado: Atualizar exames em: / / Controle de retiradas (farmacêutico ou responsável): 1ª ( / ) 2ª ( / ) 3ª ( / ) 4ª ( / ) 5ª ( / ) 6ª ( / )

6 PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO TERMO DE CONSENTIMENTO INFORMADO (Preenchimento pelo paciente no setor autorizador após aprovação) Eu,, concordo de espontânea vontade em submeter-me ao referido tratamento, assumindo a responsabilidade e os riscos relacionados ao uso do aparelho glicosímetro e/ou dos insumos. Estou ciente que este aparelho é de uso pessoal e intransferível. Sou responsável pela manutenção da higiene do aparelho e pela troca de bateria, quando necessário. Estou ciente de que devo apresentar o glicosímetro e o formulário SEMPRE para a retirada mensal de insumos para a glicemia capilar. Estou ciente que devo retirar os insumos somente na unidade de saúde à qual fui cadastrado. Estou ciente que ao não comparecer por mais de três meses consecutivos ou realizar o mau uso (diferente da prescrição médica) ou desuso dos insumos serei desligado do programa, me comprometendo a devolver o aparelho no SEREDI ou setor de autorização (Farmácia Especializada Muncipal). Comprometo-me a devolvê-lo em bom estado caso o tratamento seja interrompido ou por solicitação da SESAU em caso de troca. Declaro-me a fornecer o Boletim de Ocorrência (BO) em caso de furto ou perda. Comprometo-me a participar das atividades de educação em diabetes. Declaro ter sido informado sobre todas as indicações e contra-indicações para o uso correto dos insumos para automonitoramento glicêmico e a seguir TODAS as orientações fornecidas. Recebi o aparelho de nº de série: Em caso de perda ou extravio deste documento, solicitar à Farmácia Especializada a cópia do mesmo. Assinatura do paciente beneficiário CPF: Assinatura do profissional orientador Função: Data: / / Local: Este termo deve ser preenchido em duas vias. Uma via deve ser entregue ao paciente e uma via deve ser arquivada junto ao Formulário de solicitação de Insumos para Diabéticos Insulinodependentes no Setor de Autorização (Farmácia Especializada Muncipal).

INSTITUTO ESTADUAL DE DIABETES E ENDOCRINOLOGIA LUIZ CAPRIGLIONE SERVIÇO DE FARMÁCIA

INSTITUTO ESTADUAL DE DIABETES E ENDOCRINOLOGIA LUIZ CAPRIGLIONE SERVIÇO DE FARMÁCIA MANUAL DE ORIENTAÇÃO SOBRE PROCEDIMENTOS Objetivo Orientar funcionários, corpo clínico e pacientes do IEDE sobre o funcionamento do Serviço de Farmácia e os documentos necessários para cada tipo de atendimento.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 76, DE 07 DE OUTUBRO DE 2013.

PROJETO DE LEI Nº 76, DE 07 DE OUTUBRO DE 2013. PROJETO DE LEI Nº 76, DE 07 DE OUTUBRO DE 2013. Regulamenta a concessão de insumos e monitoramento da Glicemia Capilar aos portadores de Diabetes Mellitus (DM) Art. 1.º Fica aprovada concessão de insumos

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006.

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006. GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006. Aprova os critérios e normas para a Assistência Farmacêutica aos portadores de Diabetes.

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa AMG Manual de Operação Conteúdo 1. Sumário 3 2. Programa

Leia mais

Coordenação da Atenção Básica. Manual de Orientação para a Unidade Básica de Saúde

Coordenação da Atenção Básica. Manual de Orientação para a Unidade Básica de Saúde Coordenação da Atenção Básica Manual de Orientação para a Unidade Básica de Saúde Secretaria Municipal da Saúde São Paulo 2006 manual_remedio_nova_versao.indd 1 31/1/2006 09:51:20 Prefeito José Serra Secretária

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE SANTA CATARINA

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE SANTA CATARINA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE SANTA CATARINA TUTORIAL DE PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS A SEREM ENTREGUES PARA A OBTENÇÃO DO PARECER DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA COM SERES HUMANOS INTRODUÇÃO. O Comitê de

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 4 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 6 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 7 CONCLUSÃO DE CURSO 7 RELATÓRIO TÉCNICO 8 AVALIAÇÃO DE

Leia mais

O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho?

O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho? O que faz o Departamento Técnico de Medicina e Segurança do Trabalho? O DTMST é responsável pela realização dos exames médicos admissional, demissional e periódico, emissão dos abonos de atestados médicos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DAS REGIÕES DE SAÚDE DIR-XIV-MARÍLIA

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DAS REGIÕES DE SAÚDE DIR-XIV-MARÍLIA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DAS REGIÕES DE SAÚDE DIR-XIV-MARÍLIA Protocolo de normatização para a dispensação de análogos de insulina de longa duração (insulina glargina e detemir) e de

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 219/2014 Insulina Glargina (Lantus ) e tiras reagentes

RESPOSTA RÁPIDA 219/2014 Insulina Glargina (Lantus ) e tiras reagentes RESPOSTA RÁPIDA 219/2014 Insulina Glargina (Lantus ) e tiras reagentes SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO DATA SOLICITAÇÃO Dra. Herilene de Oliveira Andrade Juiza de Direito da Comarca de Itapecirica/MG Autos

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO

ACIDENTE DE TRABALHO 1 - DEFINIÇÃO 1.1 - Acidente de trabalho Qualquer prejuízo à saúde ou integridade física do trabalhador ocorrida no trabalho ou em decorrência do trabalho. 1.1.1 - Acidente Típico Acidente que ocorre numa

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 3 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 5 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 6 CONCLUSÃO DE CURSO 6 RELATÓRIO TÉCNICO 7 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

PROTOCOLO PARA DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS PARA PARKINSON NO MUNICÍPIO DE MACEIÓ

PROTOCOLO PARA DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS PARA PARKINSON NO MUNICÍPIO DE MACEIÓ PROTOCOLO PARA DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS PARA PARKINSON NO MUNICÍPIO DE MACEIÓ 1. INTRODUÇÃO A Doença de Parkinson (DP), descrita por James Parkinson em 1817, é uma das doenças neurológicas mais comuns

Leia mais

PROTOCOLO PARA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA AOS PORTADORES DE DIABETES

PROTOCOLO PARA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA AOS PORTADORES DE DIABETES ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE MACEIÓ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO À SAÚDE COORDENAÇÃO DE FARMÁCIA E BIOQUÍMICA PROTOCOLO PARA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA AOS PORTADORES DE

Leia mais

REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS

REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS Aprovado através da Resolução nº 06/CMS/2010, de 09 de março de 2010, Ananindeua PA Capítulo I DO CADASTRAMENTO

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE CRUTAC. Diabetes mellitus. Exames Laboratoriais. Extensão.

PALAVRAS-CHAVE CRUTAC. Diabetes mellitus. Exames Laboratoriais. Extensão. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA AUTOCUIDADO

Leia mais

ANEXO V COMPETÊNCIAS DEFINIDAS

ANEXO V COMPETÊNCIAS DEFINIDAS ANEXO V COMPETÊNCIAS DEFINIDAS Compete as Unidades de Saúde (básica, secundária/ambulatórios follow up): 1. Realizar a identificação das crianças que cumprem os critérios estabelecidos para recebimento

Leia mais

VI CONGRESSO DE HIPERTENSÃO DA. HiperDia, desafios futuros e o que esperar?

VI CONGRESSO DE HIPERTENSÃO DA. HiperDia, desafios futuros e o que esperar? VI CONGRESSO DE HIPERTENSÃO DA SBC/DHA HiperDia, desafios futuros e o que esperar? MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção a Saúde - SAS Departamento de Atenção Básica - DAB Coordenação Nacional de Hipertensão

Leia mais

TERMO DE ADESÃO. Nome Data de Nasc. / / RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / /

TERMO DE ADESÃO. Nome Data de Nasc. / / RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / / ( )Plano GEAPSaúde II ( )Plano GEAP-Referência ( )Plano GEAPEssencial ( )Plano GEAPClássico Registro ANS n 458.004/08-4 Registro ANS n 455.830/07-8 Registro ANS n 455.835/07-9 Registro ANS n 456.093/07-1

Leia mais

DECRETO Nº 2.108/2009

DECRETO Nº 2.108/2009 DECRETO Nº 2.108/2009 Súmula: Estabelece Procedimentos e critérios para os atestados médicos dos Servidores Públicos Municipais. O Prefeito Municipal de Colombo, no uso de suas atribuições que lhe são

Leia mais

Universidade Católica de Pelotas. Pró-Reitoria Acadêmica Edital 054/2015

Universidade Católica de Pelotas. Pró-Reitoria Acadêmica Edital 054/2015 Universidade Católica de Pelotas Pró-Reitoria Acadêmica Edital 054/2015 O Centro de Ciências Jurídicas, Econômicas e Sociais, no Programa de Pós-Graduação em Política Social, seleciona professor para o

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO PUBLICADO EM PLACAR Em 09/07/2007 PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS DECRETO Nº 138, DE 09 DE JULHO 2007. Estabelece os requisitos necessários, para a liberação dos profissionais enquadrados no PCCV da Secretaria

Leia mais

www.cpsol.com.br MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

www.cpsol.com.br MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATANTE: (Nome da Contratante), com sede em (...), na Rua (...), nº.

Leia mais

INDUSTRIAS QUIMICAS TAUBATE S A IQT - Atendimento de Saúde São Paulo

INDUSTRIAS QUIMICAS TAUBATE S A IQT - Atendimento de Saúde São Paulo Proposta INDUSTRIAS QUIMICAS TAUBATE S A IQT - Atendimento de Saúde São Paulo À INDUSTRIAS QUIMICAS TAUBATE S A IQT A\C: Camila Borges de Carvalho camila.borges@iqt.com.br Apresentação da Proposta Conforme

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE HOSPITAL REGIONAL DE CACOAL

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE HOSPITAL REGIONAL DE CACOAL Chamada nº 001/2015 Contratação Enfermagem FACIMED Processo Seletivo Simplificado para profissionais de enfermagem de Nível Médio e Superior HRC A FACIMED, considerando o convênio firmado com o Governo

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124

Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124 Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124 MINISTERIO DA SAUDE SECRETÁRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 743, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA

Leia mais

I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES SERVIÇO PÚBLICO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS DIRETORIA GERAL DO CAMPUS MANAUS CENTRO COORDENAÇÃO

Leia mais

INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM

INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PREFEITURA MUNICIPAL DE PARNAMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS COORDENADORIA DE GESTÃO DE PESSOAS INFORMATIVO AOS FUNCIONÁRIOS DE PARNAMIRIM

Leia mais

Cartilha para orientação sobre o atendimento aos alunos pela equipe de saúde do CEFET-MG

Cartilha para orientação sobre o atendimento aos alunos pela equipe de saúde do CEFET-MG Cartilha para orientação sobre o atendimento aos alunos pela equipe de saúde do CEFET-MG Cartilha para orientação sobre o atendimento aos alunos pela equipe de saúde do CEFET-MG Quando a família participa

Leia mais

Regimento Interno da Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT

Regimento Interno da Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT Título I Da Comissão Capítulo I Disposições Gerais Art. 1º - A Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT, instituída pelo Decreto nº 9.321, de 1 de março de 2011, integrante

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2014

PROCESSO SELETIVO 2014 PROCESSO SELETIVO 2014 EDITAL N 47/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: GESTÃO E ATENÇÃO NO SUS - LATO SENSU O Centro de Educação Tecnológica e Pesquisa em Saúde Escola GHC e o Instituto

Leia mais

1 DO CARGO: Entrevistador de Campo 2 REQUISITOS:

1 DO CARGO: Entrevistador de Campo 2 REQUISITOS: Universidade Federal da Bahia - UFBA Instituto de Saúde Coletiva Rua Basílio da Gama. s/no. 2º. Andar. Canela Salvador Bahia CEP 40.040-110 tel.: 3283-7448 EDITAL DE CADASTRO RESERVA DO PROCESSO SELETIVO

Leia mais

O Vereador ODON OLIVEIRA DE SOUZA JÚNIOR apresenta nos termos regimentais e legais, Projeto de Lei de teor abaixo:

O Vereador ODON OLIVEIRA DE SOUZA JÚNIOR apresenta nos termos regimentais e legais, Projeto de Lei de teor abaixo: O Vereador ODON OLIVEIRA DE SOUZA JÚNIOR apresenta nos termos regimentais e legais, Projeto de Lei de teor abaixo: PROJETO DE LEI Nº /2015, em 05 de Maio de 2015. Dispõe sobre o Procedimento de Notificação

Leia mais

TERMO DE ADESÃO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA DA CASSI

TERMO DE ADESÃO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA DA CASSI TERMO DE ADESÃO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA DA CASSI Eu,, participante do Plano da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (CASSI) sob a matrícula de N.º -, residente e domiciliado

Leia mais

EDITAL PFN MS n. 06, de 02 de outubro de 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO NÍVEL MÉDIO

EDITAL PFN MS n. 06, de 02 de outubro de 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO NÍVEL MÉDIO EDITAL PFN MS n. 06, de 02 de outubro de 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO NÍVEL MÉDIO A Procuradora-Chefe da Fazenda Nacional em Mato Grosso do Sul com amparo na Lei 11.788/2008 e na Orientação Normativa

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Saúde Departamento de Saúde Pública

Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Saúde Departamento de Saúde Pública EDITAL DE SELEÇÃO nº 001 /SPB/2016 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA A Coordenação do Curso de Especialização em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Santa Catarina, no uso de suas atribuições,

Leia mais

REGULAMENTO DA MONITORIA DOS CURSOS SUPERIORES

REGULAMENTO DA MONITORIA DOS CURSOS SUPERIORES REGULAMENTO DA MONITORIA DOS CURSOS SUPERIORES Considerando o artigo 84 da LDB nº 9.394/96 o qual estabelece que: Os discentes da educação superior poderão ser aproveitados em tarefas de ensino e pesquisa

Leia mais

NOTA TÉCNICA n 06 DIVE/SUV/SES/2015

NOTA TÉCNICA n 06 DIVE/SUV/SES/2015 GOVERNO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Saúde Sistema Único de Saúde Superintendência de Vigilância em Saúde Diretoria de Vigilância Epidemiológica NOTA TÉCNICA n 06 DIVE/SUV/SES/2015 Assunto:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 002/ 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 002/ 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 002/ 2015 SORTEIO PARA ADMISSÃO DE ALUNOS AO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOATÃO DOS GUARARAPES SECRETARIA DE SAÚDE. PORTARIA Nº: 006, 14 de maio de 2013

PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOATÃO DOS GUARARAPES SECRETARIA DE SAÚDE. PORTARIA Nº: 006, 14 de maio de 2013 PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOATÃO DOS GUARARAPES SECRETARIA DE SAÚDE PORTARIA Nº: 006, 14 de maio de 2013 A SECRETÁRIA DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista a autorização contida

Leia mais

LEI N.º 1.852/2014 DATA: 21/05/2014

LEI N.º 1.852/2014 DATA: 21/05/2014 LEI N.º 1.852/2014 DATA: 21/05/2014 SÚMULA: Cria o Programa Remédio em Casa no Município de Pinhão, e dá outras providências. Autoria do vereador: Alain César de Abreu e Eu Prefeito Municipal, sanciono

Leia mais

EXTRATO DO EDITAL N 52/2011 UEPA

EXTRATO DO EDITAL N 52/2011 UEPA EXTRATO DO EDITAL N 52/2011 UEPA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE CANDIDATOS PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO DO PARFOR-UEPA A Magnífica Reitora da Universidade do Estado do Pará, no uso de suas atribuições

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Município de Niterói Prefeitura Municipal de Niterói Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos Processo Seletivo Simplificado EDITAL 001/2013 O Município de Niterói, através da Secretaria

Leia mais

EDITAL GSE/ADM Nº 0012/2015

EDITAL GSE/ADM Nº 0012/2015 EDITAL GSE/ADM Nº 0012/2015 Estabelece os procedimentos paraque os Trabalhadores da Educação Básica do Estado do Piauí concorram às vagas de afastamento integral ou parcial disponibilizadas pela do Piauí

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA PARA ESTAGIÁRIOS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ E D I T A L Nº 008/2015

SELEÇÃO PÚBLICA PARA ESTAGIÁRIOS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ E D I T A L Nº 008/2015 SELEÇÃO PÚBLICA PARA ESTAGIÁRIOS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ E D I T A L Nº 008/2015 1 - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A Fundação Santo André, mantenedora do Centro Universitário da Fundação

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM REGISTRO E INFORMAÇÕES EM SAÚDE

CURSO TÉCNICO EM REGISTRO E INFORMAÇÕES EM SAÚDE MINISTÉRIO DA SAÚDE/MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA E PESQUISA EM SAÚDE ESCOLA GHC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ARCO-ÍRIS. EDITAL Nº 001/2011, publicado em 21 de março de 2011. INSTRUÇÕES ESPECIAIS

PROCESSO SELETIVO PARA O CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ARCO-ÍRIS. EDITAL Nº 001/2011, publicado em 21 de março de 2011. INSTRUÇÕES ESPECIAIS Prefeitura da Cidade de São Paulo Secretaria Municipal de Saúde Associação Saúde da Família PROCESSO SELETIVO PARA O CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ARCO-ÍRIS EDITAL Nº 001/2011, publicado em 21 de março

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 PARA SELEÇÃO DE USUÁRIOS PARA O SERVIÇO DE TRANSPORTE SEM LIMITE.

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 PARA SELEÇÃO DE USUÁRIOS PARA O SERVIÇO DE TRANSPORTE SEM LIMITE. PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM SECRETARIA MUNICIPAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA, MOBILIDADE REDUZIDA E ATENÇÃO AO IDOSO SERVIÇO DE TRANSPORTE SEM LIMITE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO ESPECIAL CAE EDITAL DE CHAMAMENTO

Leia mais

Carteira de Transporte Escolar Metropolitano. Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE. Região Metropolitana de Sorocaba

Carteira de Transporte Escolar Metropolitano. Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE. Região Metropolitana de Sorocaba MA-GRS-004 Versão: 01 Vigência: 2016 Página: 1 / 19 Carteira de Transporte Escolar Metropolitano 2016 Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE Região Metropolitana de Sorocaba MA-GRS-004

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a Sabesprev ainda possibilita aos seus beneficiários o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha, quando o beneficiário

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DA GRANDE FORTALEZA FAMETRO PROGRAMA DE MONITORIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 007/2015 DA

FACULDADE METROPOLITANA DA GRANDE FORTALEZA FAMETRO PROGRAMA DE MONITORIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 007/2015 DA FAMETRO PROGRAMA DE MONITORIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 007/2015 DA A Direção Acadêmica torna pública a inscrição para docentes e estudantes da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza FAMETRO,

Leia mais

EDITAL UFU/ PREFE/ DIRSU/ LRQ/ 064/ 2014 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A)

EDITAL UFU/ PREFE/ DIRSU/ LRQ/ 064/ 2014 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) EDITAL UFU/ PREFE/ DIRSU/ LRQ/ 064/ 2014 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) A Diretoria de Sustentabilidade Ambiental (DIRSU), unidade administrativa da Prefeitura Universitária (PREFE) da Universidade

Leia mais

REQUERIMENTO DE SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO - 2014

REQUERIMENTO DE SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO - 2014 REQUERIMENTO DE SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO - 2014 A Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa acredita que, ao conceder uma bolsa de estudo, está investindo no aluno, na família e no

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP Situações de Emergência na sala de vacinação

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP Situações de Emergência na sala de vacinação vacinas 0 Situações de Emergência na sala de vacinação Nº ASSUNTO: Padronizar Situações de Emergência na sala de vacinação. RESULTADOS ESPERADOS: Evitar perdas de vacinas. APLICAÇÃO: Este POP aplica-se

Leia mais

EDITAL Nº 09 DE 13 DE JANEIRO DE 2016 CONVOCAÇÃO DOS CANDIDATOS APROVADOS PARA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS E AGENDAMENTO DE EXAME MÉDICO ADMISSIONAL

EDITAL Nº 09 DE 13 DE JANEIRO DE 2016 CONVOCAÇÃO DOS CANDIDATOS APROVADOS PARA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS E AGENDAMENTO DE EXAME MÉDICO ADMISSIONAL EDITAL Nº 09 DE 13 DE JANEIRO DE 2016 CONVOCAÇÃO DOS CANDIDATOS APROVADOS PARA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS E AGENDAMENTO DE EXAME MÉDICO ADMISSIONAL O Secretário de Administração do Município do Ipojuca,

Leia mais

H O S P I T A L S ÃO P AULO RIBEIRÃO PRETO - SP

H O S P I T A L S ÃO P AULO RIBEIRÃO PRETO - SP H O S P I T A L S ÃO P AULO RIBEIRÃO PRETO - SP Localização dos Leitos Ala Pavimento Leito de 01 a 08 Câmara Hiperbárica Monoplace Leito de e 01 a 08 Leito de 01 a 02 Quarto 201 a 204 Quarto 205 a 207

Leia mais

P O R T A R I A N.º 331/99.

P O R T A R I A N.º 331/99. P O R T A R I A N.º 331/99. Dispõe sobre Regulamentação O DIRETOR GERAL DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES DO ESTADO DE GOIÁS - IPASGO, usando de suas atribuições legais, R E S O

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA 4/07

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA 4/07 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE INSTRUÇÃO NORMATIVA 4/07 Dispõe sobre a obrigatoriedade no cumprimento das Normas e Rotinas de Dispensação, Solicitação de Material, Recebimento, Armazenamento e Controle

Leia mais

EDITAL MESTRADO 2016

EDITAL MESTRADO 2016 EDITAL MESTRADO 2016 Edital do Exame de Seleção para ingresso no Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Espírito Santo. A Coordenação

Leia mais

REGULAMENTO DE MONITORIA

REGULAMENTO DE MONITORIA INSTITUTO EDUCACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO CNPJ: 63.083.869/0001-67 FACULDADE DE TAQUARITINGA REGULAMENTO DE MONITORIA 2015 REGULAMENTO DA FUNÇÃO DE MONITORIA A função de Monitor está previsto no artigo

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR O Diretor Geral do Campus Vitória do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), no uso

Leia mais

FACULDADES ADAMANTINENSES INTEGRADAS NÚCLEO DE PSICOLOGIA

FACULDADES ADAMANTINENSES INTEGRADAS NÚCLEO DE PSICOLOGIA 1. Do Horário: O NUPFAI funciona de segunda a sexta- feira das 8h 00 às 19h00 e aos sábados das 8h00 às 12h00. O horário poderá ser revisto pela coordenação do curso quando justificada a necessidade e

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia de Alimentos é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho ATENDIMENTO IT. 14 16 1 / 23 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para o atendimento realizado pelo Crea GO ao profissional, empresa e público em geral. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Lei n 5.194 24 de dezembro

Leia mais

A N E X O I - E D I T A L 01/2015 A T R I B U I Ç Õ E S E R E Q U I S I T O S D O S C A R G O S C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 002/2015

A N E X O I - E D I T A L 01/2015 A T R I B U I Ç Õ E S E R E Q U I S I T O S D O S C A R G O S C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 002/2015 A N E X O I - E D I T A L 01/2015 A T R I B U I Ç Õ E S E R E Q U I S I T O S D O S C A R G O S C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 002/2015 NÍVEL SUPERIOR CIRURGIÃO DENTISTA BUCO MAXILO FACIAL - CEOCAM Realizar

Leia mais

EDITAL Nº 02/2016 DIGAE/IFRN INSCRIÇÃO PARA OS PROGRAMAS DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL, ALIMENTAÇÃO E AUXÍLIO-TRANSPORTE.

EDITAL Nº 02/2016 DIGAE/IFRN INSCRIÇÃO PARA OS PROGRAMAS DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL, ALIMENTAÇÃO E AUXÍLIO-TRANSPORTE. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE GESTÃO DE ATIVIDADES ESTUDANTIS EDITAL Nº 02/2016 DIGAE/IFRN INSCRIÇÃO PARA OS PROGRAMAS

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA 1 DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA CACOAL 2009 2 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA

Leia mais

CONTRATO DE CESSÃO DE USO DO CARTÃO BHBUS COMODATO

CONTRATO DE CESSÃO DE USO DO CARTÃO BHBUS COMODATO Página 1 de 6 CONTRATO DE CESSÃO DE USO DO CARTÃO BHBUS COMODATO REGISTRADO NO 2º OFÍCIO DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE BELO HORIZONTE, MICROFILME Nº 1086610 1. PARTES: FORNECEDOR: Consórcio Operacional

Leia mais

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA PROGRAMA DE ASSITÊNCIA E APOIO AOS ESTUDANTES EDITAL Nº 003/2015

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA PROGRAMA DE ASSITÊNCIA E APOIO AOS ESTUDANTES EDITAL Nº 003/2015 POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA PROGRAMA DE ASSITÊNCIA E APOIO AOS ESTUDANTES EDITAL Nº 003/2015 1. ABERTURA O Diretor Geral do IFBA Campus Jacobina, no uso de suas atribuições, faz saber que,

Leia mais

UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1

UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1 UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1 O Reitor do UNIABEU - Centro Universitário torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo Social, para o 1º semestre de 2016,

Leia mais

Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância

Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Edital n 04/2011 DEAD / IFMA Seleção Simplificada de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM SAÚDE PÚBLICA Nº 01/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM SAÚDE PÚBLICA Nº 01/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM SAÚDE PÚBLICA Nº 01/2014 O Diretor Geral da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais, no uso de

Leia mais

EDITAL PRGDP Nº 29/2014

EDITAL PRGDP Nº 29/2014 EDITAL PRGDP Nº 29/2014 A PRGDP/UFLA, no uso de suas atribuições, e considerando a Lei nº 11.091, de 12/01/2005, Decreto nº 5.707, de 23/02/2006 e a Resolução CUNI nº 56 de 29/10/2013, torna público que

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Marco Tebaldi) Dispõe sobre o Programa de agendamento de consultas e entrega domiciliar de medicamentos de uso contínuo às pessoas portadoras de necessidades especiais

Leia mais

SISTEMATIZAÇÃO DAS TROCAS, FOLGAS E BH ASSESSORIA DE ENFERMAGEM HCR

SISTEMATIZAÇÃO DAS TROCAS, FOLGAS E BH ASSESSORIA DE ENFERMAGEM HCR SISTEMATIZAÇÃO DAS TROCAS, FOLGAS E BH ASSESSORIA DE ENFERMAGEM HCR OUT/2008 INTRODUÇÃO O Serviço de Enfermagem do HCR visando contribuir na eficiência e eficácia organizacional, adotará a partir de 01/02/2009,

Leia mais

EDITAL INTERNO 001/2014 ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFSP CAMPUS CAPIVARI

EDITAL INTERNO 001/2014 ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFSP CAMPUS CAPIVARI EDITAL INTERNO 001/2014 ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFSP O Diretor do Campus Capivari torna público o processo de seleção de alunos das turmas do Curso Técnico Concomitante/Subsequente, Curso Técnico Integrado

Leia mais

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional...

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional... SUMÁRIO 1. Registro Profissional... 2 2. Isenção de Anuidade... 3 3. Transferência de Regional... 4 4. Cancelamento de Registro (Pessoa Física)... 5 5. Reativação de Registro Profissional... 6 6. Parcelamento

Leia mais

Circular 217/2010 São Paulo, 10 de maio de 2010.

Circular 217/2010 São Paulo, 10 de maio de 2010. Circular 217/2010 São Paulo, 10 de maio de 2010. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) REGULAMENTA OS PROCEDIMENTOS PARA A GESTÃO DE FORMULÁRIOS DE DECLARAÇÃO DE ÓBITO E NASCIDO VIVO Diário Oficial do Estado de

Leia mais

REMÉDIO EM CASA MEDICAMENTO DIRETO EM CASA

REMÉDIO EM CASA MEDICAMENTO DIRETO EM CASA Supervisão Técnica de Saúde de Parelheiros REMÉDIO EM CASA MEDICAMENTO DIRETO EM CASA Álbum Seriado REMÉDIO EM CASA O que é o Programa Remédio em Casa? O Programa Remédio em Casa consiste na entrega, via

Leia mais

MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR

MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR Elaborado por: Georgia Miranda Tomich Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESAR Redenção 2014 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 JUSTIFICATIVA...3 PROGRAMA DE MONITORIA...4

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

TRABALHADOR (A) INFORMAL

TRABALHADOR (A) INFORMAL ANEXO 1 DECLARAÇÃO DE ATIVIDADES, BENS E RENDIMENTOS MENSAIS MÉDIOS SEM CONTRIBUIÇÃO INSS - TRABALHADOR (A) INFORMAL Eu,, natural de, portador (a) do CPF n., residente e domiciliado (a) no endereço:, declaro,

Leia mais

EDITAL Nº 017, DE 10 DE OUTUBRO DE 2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTUDANTES NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE MONITORIA (VOLUNTÁRIA)

EDITAL Nº 017, DE 10 DE OUTUBRO DE 2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTUDANTES NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE MONITORIA (VOLUNTÁRIA) EDITAL Nº 017, DE 10 DE OUTUBRO DE 2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTUDANTES NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE MONITORIA (VOLUNTÁRIA) O DIRETOR DE IMPLANTAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

Portaria nº 1.555, de 30 de julho de 2013 Perguntas e respostas mais frequentes

Portaria nº 1.555, de 30 de julho de 2013 Perguntas e respostas mais frequentes MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INSUMOS ESTRATÉGICOS DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA E INSUMOS ESTRATÉGICOS Esplanada dos Ministérios. Bloco G, Ed. Sede, 8º Andar CEP:

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 032/04 PR, de 31de maio de 2004. Publicada no DOE em 1 /07/04, vigência a partir de 31/05/04.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 032/04 PR, de 31de maio de 2004. Publicada no DOE em 1 /07/04, vigência a partir de 31/05/04. Alterações: Alterado o inciso IV do art. 5 pela IN 042/05 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 032/04 PR, de 31de maio de 2004. Publicada no DOE em 1 /07/04, vigência a partir de 31/05/04. Institui critérios para os

Leia mais

CIRCULAR N 3.172. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012.

CIRCULAR N 3.172. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012. CIRCULAR N 3.172 Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012. Estabelece procedimentos relativamente ao exercício de cargos em órgãos estatutários de instituições financeiras e demais

Leia mais

EDITAL Nº 002/2015 - PROEN/IFMS

EDITAL Nº 002/2015 - PROEN/IFMS EDITAL Nº 002/2015 - PROEN/IFMS A MAGNÍFICA REITORA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIENCIA E TECNOLOCIA DE MATO GROSSO DO SUL IFMS, no uso de suas atribuições legais, considerando a Lei nº 11.892, de

Leia mais

EDITAL VESTIBULAR SOCIAL 2015.2

EDITAL VESTIBULAR SOCIAL 2015.2 UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL VESTIBULAR SOCIAL 2015.2 O Reitor do UNIABEU - Centro Universitário torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo Social, para o 2º semestre de 2015,

Leia mais

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA 1 CONCEITO Ao servidor efetivo que, por motivo de doença do cônjuge, parente (pais, irmãos, avós, filhos

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO - CAMPUS SALTO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE EDITAL Nº. 003/2013

INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO - CAMPUS SALTO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE EDITAL Nº. 003/2013 INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO - CAMPUS SALTO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE EDITAL Nº. 003/2013 1. ABERTURA O Diretor Geral do Campus Salto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 002/2015

EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 002/2015 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 002/2015 1 - PREÂMBULO 1.1 O MUNICÍPIO DE BELA VISTA DE GOIÁS, Estado de Goiás, com sede administrativa na Praça José Lobo nº. 10 Setor Central, Bela Vista de Goiás-GO, inscrito

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR (CID 10: I27.0; I27.2; I27.8)

HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR (CID 10: I27.0; I27.2; I27.8) Guia de Orientação ao Usuário HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR (CID 10: I27.0; I27.2; I27.8) 1. Medicamento Sildenafila 20 mg comprimidos; Iloprosta 10 mcg ampola com 1 ml de solução para nebulização; Ambrisentana

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde. Cartilha de atendimento do TFD Tratamento Fora de Domicílio

Secretaria de Estado da Saúde. Cartilha de atendimento do TFD Tratamento Fora de Domicílio Secretaria de Estado da Saúde Cartilha de atendimento do TFD Tratamento Fora de Domicílio SUMÁRIO Introdução 03 O que é Tratamento Fora de Domicílio - TFD? 04 O que este programa oferece? 04 Quando o TFD

Leia mais

TERMO ADITIVO Nº 001/2013 AO EDITAL Nº 010/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 010/2013. Retificação do edital alterando e incluindo os itens a seguir:

TERMO ADITIVO Nº 001/2013 AO EDITAL Nº 010/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 010/2013. Retificação do edital alterando e incluindo os itens a seguir: TERMO ADITIVO Nº 001/2013 AO EDITAL Nº 010/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 010/2013 Retificação do edital alterando e incluindo os itens a seguir: A SECRETARIA ESTADUAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA do Estado do Piauí

Leia mais

DIRETRIZ DE PSICOLOGIA

DIRETRIZ DE PSICOLOGIA DIRETRIZ DE PSICOLOGIA O Presidente da ABEPOM no uso de suas atribuições estatutárias, considerando a necessidade de atualizar as normas gerais que disciplinam o Serviço de Psicologia da ABEPOM, resolve

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Diabetes mellitus. Aconselhamento. Glicemia.

PALAVRAS-CHAVE Diabetes mellitus. Aconselhamento. Glicemia. ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA 1 A PARTICIPAÇÃO DE ACADÊMICOS DO CURSO DE

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas EDITAL N O 12, DE 23 DE ABRIL DE 2015 O Diretor Geral do Campus Campinas

Leia mais