ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS PARA A RECEITA FEDERAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS PARA A RECEITA FEDERAL"

Transcrição

1 ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS PARA A RECEITA FEDERAL

2 ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS Localização do serviço na página da RFB (I)

3 ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS Localização do serviço na página da RFB (II)

4 ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS Localização do serviço na página da RFB (III)

5 ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS A entrega de documentos digitais, no âmbito da RFB, será efetivada por solicitação de juntada a: Processo digital. Dossiê digital de atendimento (DDA).

6 ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS Processo digital Procedimento administrativo constituído de atos ordenados, apresentados em formato digital ou eletrônico. Tem como finalidade a obtenção de uma decisão administrativa.

7 ENTREGA DE DOCUMENTOS DIGITAIS Dossiê digital de atendimento (DDA) Procedimento administrativo que tem como finalidade acolher um requerimento de serviço e respectiva documentação instrutória, em formato digital, para análise pelo setor competente da RFB. Deve ser cadastrado um DDA exclusivo para cada serviço solicitado.

8 Quando utilizar um dossiê digital de atendimento ou um processo digital? (I) Os processos digitais são cadastrados pela Receita Federal. Para juntar documentos a um processo digital, o interessado tem que saber o seu número, normalmente informado quando da intimação para o cumprimento de alguma etapa ou formalidade processual.

9 Quando utilizar um dossiê digital de atendimento ou um processo digital? (II) O dossiê digital de atendimento é o instrumento correto para o contribuinte requerer algum serviço da RFB. A lista de serviços que podem ser requeridos por DDA devem ser autorizados pela Receita Federal. O Ato Declaratório Executivo Coaef nº 3, de 02/06/2014, define os serviços com entrega obrigatória dos documentos em formato digital.

10 Serviços e documentação necessária para entrega em formato digital A lista completa de serviços que podem ser requeridos com documentos no formato digital consta no serviço Entrega de Documentos Digitais, tópico Serviços e Documentação Necessária para Entrega de Documentação Digital.

11 Procedimento diferenciado para juntada de documentos aos processos digitais no âmbito da PGFN Não será aceita a solicitação de juntada de documentos, formalizada diretamente pelo interessado, aos processos digitais relativos à DAU em trâmite na PGFN e nas suas unidades regionais e seccionais. O encaminhamento de documentos para análise da PGFN ocorrerá por meio de requerimento de serviço, formalizado em unidade de atendimento da RFB, conforme formulário e documentação específicos para cada serviço, disponíveis no sítio da PGFN

12 ABERTURA DE DOSSIÊ DIGITAL DE ATENDIMENTO (DDA) Em qualquer unidade de atendimento da RFB. Mediante apresentação do formulário eletrônico Solicitação de Dossiê Digital de Atendimento - Sodea, armazenado em dispositivo móvel de armazenamento (DMA).

13 Localização do formulário da Sodea Na página inicial da RFB em Centrais de Conteúdos, Formulários, Entrega de Documentos Digitais. No tópico Abrir um dossiê digital de atendimento do serviço Entrega de documentos digitais.

14 Preenchimento do formulário eletrônico Solicitação de Dossiê digital de atendimento Sodea (I)

15 Preenchimento do formulário eletrônico Solicitação de Dossiê digital de atendimento Sodea (II)

16 Preenchimento do formulário eletrônico Solicitação de Dossiê digital de atendimento Sodea (III)

17 Preenchimento do formulário eletrônico Solicitação de Dossiê digital de atendimento Sodea (IV)

18 Requisitos para entrega da Sodea na RFB (I) Em meio digital, em dispositivo móvel de armazenamento (DMA). Gravada em arquivo único, no formato PDF (PDF/A - versões PDF 1.4 ou superior). Margens superior e inferior de, no mínimo, 3cm. Margens laterais de, no mínimo, 2,5cm. Resolução de imagem de 300dpi nas cores preta e branca.

19 Requisitos para entrega da Sodea na RFB (II) Assinatura com o uso de Certificado Digital ICP- Brasil Providenciar a assinatura digital do arquivo por meio do programa AssinadorLivre (TJ/RJ), pelo interessado ou por seu procurador constituído mediante Procuração para o Portal e-cac, com opção Processos digitais. O arquivo da solicitação deve ser gravado em dispositivo móvel para entrega na RFB.

20 Requisitos para entrega da Sodea na RFB (III) Assinatura do signatário sem o uso de Certificado Digital ICP-Brasil Efetuar a impressão e assinatura manual da solicitação. Deve ser utilizada a mesma assinatura constante do documento de identificação, para que seja possível a conferência no momento da recepção. Após, providenciar a digitalização da solicitação e do documento de identificação do requerente da solicitação. Os arquivos digitalizados devem ser gravados no mesmo dispositivo de armazenamento para entrega na RFB.

21 Requisitos para entrega da Sodea na RFB (IV) Assinatura do procurador sem o uso de Certificado Digital ICP-Brasil Efetuar a impressão e assinatura manual da solicitação. Deve ser utilizada a mesma assinatura constante do documento de identificação, para que seja possível a conferência no momento da recepção. Após, providenciar a digitalização da solicitação, da procuração e dos documentos de identificação e qualificação do outorgante e outorgado Os arquivos digitalizados devem ser gravados no mesmo dispositivo móvel de armazenamento para entrega na RFB.

22 Procedimentos do atendente da RFB para efetuar a recepção da Sodea Efetuar a verificação do formulário Sodea (identificação, habilitação do requerente e conferência da assinatura). Providenciar a formação do dossiê digital de atendimento (cadastrar e obter o número do dossiê, e anexar a Sodea ao dossiê). Devolver o DMA e eventuais documentos em papel. Informar o número do dossiê digital. Solicitar ao interessado a juntada dos documentos ao DDA no prazo de 30 (trinta) dias. O dossiê perde a validade após o prazo mencionado.

23 Formas de entrega de documentos digitais A solicitação de juntada de documentos digitais pode ocorrer: via internet com a utilização do Programa Gerador de Solicitação de Juntada de Documentos (PGS). mediante atendimento presencial em qualquer unidades de atendimento da RFB.

24 Requisitos para solicitar juntada de documentos digitais via internet Abrir um dossiê digital de atendimento em qualquer unidade de atendimento da RFB. Possuir certificado digital, para juntada a dossiê digital de atendimento. Ser optante do Domicílio Tributário Eletrônico (DTE), para juntada a processo digital.

25 Solicitando a juntada de documentos pela internet (I) 1. Digitalize toda a documentação. 2. Organize e nomeie os arquivos conforme a nomenclatura aplicada a cada tipo de documento.

26 Solicitando a juntada de documentos pela internet (II) 3. Entre no Portal e-cac da RFB, usando o seu certificado digital e escolha a opção "Legislação e Processo". Depois use a opção "Consulta a Processo Digital" e, então, escolha "Solicitação de Juntada de Documentos".

27 Solicitando a juntada de documentos pela internet (III)

28 Solicitando a juntada de documentos pela internet (IV)

29 Solicitando a juntada de documentos pela internet (V) 4. Siga as instruções apresentadas para a Solicitação de Juntada de Documentos.

30 Solicitando a juntada de documentos pela internet (VI) O aplicativo PGS está disponível, também, no serviço Entrega de Documentos Digitais, tópico Programas para Entrega de Documentação Digital.

31 Solicitando a juntada de documentos pela internet (VII) O serviço Consulta ao Manual de Processo Digital disponibiliza diversas informações sobre a juntada de documentos com a utilização do aplicativo PGS.

32 Solicitando a juntada de documentos pela internet (VIII) Permite consultar as orientações do Manual Simplificado do e-processo

33 Providências para entregar documentos digitais em uma unidade de atendimento da Receita Federal (I) 1. Digitalize toda a documentação. 2. Organize e nomeie os arquivos conforme a nomenclatura aplicada a cada tipo de documento. 3. Grave todos os arquivos em uma pasta específica.

34 Providências para entregar documentos digitais em uma unidade de atendimento da Receita Federal (II) 4. Valide os arquivos com a utilização do programa SVA. 5. Assine o Recibo de Entrega de Arquivos Digitais (Read), gerado pela programa SVA, manualmente ou com uso de certificado digital ICP-Brasil.

35 Providências para entregar documentos digitais em uma unidade de atendimento da Receita Federal (III) 6. Copie a pasta com os arquivos validados para um dispositivo móvel de armazenamento (DMA) adequado. 7. Copie o arquivo do Read digitalizado para o mesmo DMA, mas fora da pasta na qual se encontram os arquivos validados. 8. Apresente o DMA em uma unidade de atendimento da Receita Federal.

36 Documentação que deve ser apresentada em formato digital I - Requerimento (documento mais importante e imprescindível). Deve conter a especificação do serviço pretendido e as informações necessárias e suficientes para o encaminhamento e análise do mérito. Deve ser apresentado no formulário próprio de cada serviço. II - Documentos exigidos para a análise e conclusão do serviço, conforme lista de documentos disponível no sítio da RFB, serviço Entrega de Documentos Digitais, tópico Serviços e Documentação Necessária para Entrega de Documentação Digital. III - Documentos que comprovem a outorga de poderes, se for o caso, bem como os documentos que permitam a correta identificação e qualificação de outorgantes e outorgados.

37 Digitalização dos documentos, tamanho e formato dos arquivos digitais (I) Resolução de imagem de 300dpi nas cores preta e branca. Se a digitalização nas cores preta e branca acarretar prejuízo para a visualização e interpretação dos documentos, utilizar a resolução de 200dpi colorida ou em tons de cinza. Tamanho máximo de cada arquivo: 15 megabytes. O arquivo que exceder esse limite ser fracionado em tantos quantos forem necessários.

38 Digitalização dos documentos, tamanho e formato dos arquivos digitais (II) Os arquivos deverão estar no formato PDF (PDF/A - versões PDF 1.4 ou superior), com margens superior e inferior de, no mínimo, 3cm e margens laterais de, no mínimo, 2,5cm. Os arquivos serão compostos por documentos da mesma espécie.

39 Regras para nomeação de arquivos digitais (I) Não deverão ser utilizados caracteres especiais na nomenclatura dos arquivos, tais como: acento agudo, acento circunflexo, cedilha, acento grave, asterisco, til, parênteses, apóstrofo, colchetes, hífen, percentual, cifrão, espaços em branco, barra etc. Pode ser utilizado o espaço sublinhado (underline) ( _ ) para separar: a) palavras que compõem o nome de arquivo; (exemplo: notas_fiscais.pdf) b) numerais que indiquem o volume dos arquivos. (exemplos: notas_fiscais_1.pdf, notas_fiscais_2.pdf)

40 Regras para nomeação de arquivos digitais (II) Serão nomeados de forma a identificar os documentos neles contidos, conforme Nomenclatura de Arquivos por Tipo de Documento (Anexo Único da Instrução Normativa RFB nº 1.412, de 22 de novembro de 2013).

41 Nomenclatura do arquivos digitais (I) Anexo Único IN RFB nº /11/2013

42 Nomenclatura do arquivos digitais (II) Anexo Único IN RFB nº /11/2013

43 Nomenclatura do arquivos digitais (III) Anexo Único IN RFB nº /11/2013

44 Validação dos arquivos com a utilização do programa SVA (I) Sempre que for solicitada a juntada de documentos em formato digital nas unidades de atendimento da RFB, os arquivos devem ser validados pelo Sistema de Validação e Autenticação de Arquivos SVA O aplicativo está disponível no serviço Entrega de Documentos Digitais, tópico Programas para Entrega de Documentação Digital.

45 Validação dos arquivos com a utilização do programa SVA (II) Abra o SVA, vá à opção "Outros Arquivos Autenticação de Arquivos" e clique em "Avançar".

46 Validação dos arquivos com a utilização do programa SVA (III) Escolha a opção "Adic. Pastas" e adicione a pasta na qual os arquivos estão gravados.

47 Validação dos arquivos com a utilização do programa SVA (IV) Clique em "Prosseguir.

48 Validação dos arquivos com a utilização do programa SVA (V) Clique em "Recibo de Entrega".

49 Validação dos arquivos com a utilização do programa SVA (VI) Em Informações Complementares, informe o número do e-processo ou e-dossiê ao qual pretenda solicitar a juntada dos documentos. Se não houver e-processo ou e-dossiê formado, deixe o campo em branco. Clique em "Ok".

50 Validação dos arquivos com a utilização do programa SVA (VII) Selecione a opção visualizar e clique no botão OK

51 Validação dos arquivos com a utilização do programa SVA (VIII) Visualize o Recibo de Entrega de Arquivos Digitais (Read).

52 Assinatura do Read pelo contribuinte A assinatura firmada no recibo de entrega de documentos (Read) gerado pelo SVA equivale à declaração do interessado de que: a) as informações contidas nos arquivos digitais foram prestadas pelo signatário; b) os documentos convertidos para o formato digital correspondem a documentos sob a sua guarda.

53 Assinatura do Read com certificado digital (I)

54 Assinatura do Read com certificado digital (II) Para assinar o Recibo de Entrega de Arquivos Digitais (Read), com uso de certificado digital ICP-Brasil, utilize o aplicativo Assinador Livre (TJ/RS). O aplicativo está disponível no serviço Entrega de Documentos Digitais, tópico Programas para entrega de Documento Digital.

55 Assinatura do Read com certificado digital (III) Sequência de telas para assinatura digital do recibo.

56 Assinatura do Read com certificado digital (IV)

57 Assinatura manual do Read

58 Dispositivos móveis de armazenamento (DMA) (I) São dispositivos móveis de armazenamento (DMA) aceitos para a entrega de arquivos digitais nas unidades de atendimento da RFB: I - Memória USB Flash Drive (Pen Drive) II - Compact Disc (CD) III - Digital Versatile Disc (DVD)

59 Dispositivos móveis de armazenamento (DMA) (II) Poderão ser aceitos outros dispositivos diferentes dos especificados desde que previamente consultada a unidade de atendimento da RFB sobre a existência de elementos de hardware e software necessários à realização da leitura dos arquivos digitais. A Os arquivos que ultrapassarem a capacidade do dispositivo de armazenamento deverão ser distribuídos em tantos dispositivos quantos forem necessários.

60 Recepção dos arquivos digitais na RFB (I) No ato da entrega presencial dos arquivos digitais, o atendente fará uma nova validação dos arquivos digitais para gerar novo Read com a finalidade de confirmar o código de identificação geral (hash) constante do Read apresentado pelo interessado.

61 Recepção dos arquivos digitais na RFB (II) A recepção dos arquivos digitais ocorrerá depois da confirmação do código de identificação geral (hash). A via do Read com a assinatura do atendente (servidor) será o comprovante de entrega perante a RFB para todos os fins. Não serão recebidos arquivos com divergência no hash.

62 Recepção dos arquivos digitais na RFB (III)

63 Recepção dos arquivos digitais na RFB (IV) A autenticação, pelo agente público, de documentos recebidos em formato digital para a inclusão no sistema e- Processo é o atestado de que os documentos juntados correspondem aos que foram entregues pelo interessado.

64 Responsabilidades do contribuinte Cabe ao interessado a responsabilidade pelo conteúdo dos documentos e sua correspondência com os originais. O interessado é responsável pela guarda: a) de cópia dos arquivos digitais que tenham sido juntados a processo digital ou a DDA por sua solicitação; b) dos documentos que lhes deram origem, mantendo-os à disposição da Administração Tributária até o transcurso dos prazos decadencial ou prescricional.

65 Facilidades de acesso ao processo ou dossiê digital de atendimento Contribuinte com certificado digital Terá acesso ao conteúdo integral do dossiê digital de atendimento, onde poderá conhecer os despachos e decisões proferidas. Poderá consultar o processo em tramitação na RFB, no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF) e na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Contribuinte (também) optante pelo Domicílio Tributário Eletrônico (DTE) Terá acesso ao inteiro teor do processo, onde poderá conhecer os despachos e as decisões proferidas.

66 A página da Receita Federal no Facebook é mais um canal de divulgação da nossa instituição, assim como nosso canal no YouTube e nossa página do Twitter. Não se trata de um canal de atendimento ao contribuinte. Por meio dessa rede social, a Receita Federal pretende estabelecer laços menos formais no relacionamento com o contribuinte, por meio de campanhas, dicas e mensagens de interesse da administração.

Processo Administrativo Digital

Processo Administrativo Digital Processo Administrativo Digital Publicado 05/12/2014 15h38, última modificação 10/12/2014 13h48 1 - INTRODUÇÃO O sistema e-processo possibilita a utilização de dois tipos de procedimentos administrativos:

Leia mais

ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO 1- PREPARAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E DO(S) ARQUIVO(S)

ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO 1- PREPARAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E DO(S) ARQUIVO(S) ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO Este roteiro orienta a como preparar os documentos para formalização de eprocessos na IRF/SP. Os pedidos que devem ser preparados desta maneira são: Habilitações

Leia mais

Manual Simplificado do e-processo no Portal. Consulta de Processos e Entrega de Documentos Digitais

Manual Simplificado do e-processo no Portal. Consulta de Processos e Entrega de Documentos Digitais Manual Simplificado do e-processo no Portal Consulta de Processos e Entrega de Documentos Digitais Setembro - 2014 Sumário Conceitos Básicos utilizados pelo Sistema e-processo... 3 O que é e-processo?...

Leia mais

ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO (NA IRF/SPO A PARTIR DE 02/05/2011)

ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO (NA IRF/SPO A PARTIR DE 02/05/2011) ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO (NA IRF/SPO A PARTIR DE 02/05/2011) Este roteiro orienta a como preparar os documentos referentes à IN SRF 650/2006 e à IN RFB 1098/2010, na IRF/SP, de acordo com

Leia mais

Manual Simplificado do e-processo no Portal. Consulta de Processos e Entrega de Documentos Digitais

Manual Simplificado do e-processo no Portal. Consulta de Processos e Entrega de Documentos Digitais Manual Simplificado do e-processo no Portal Consulta de Processos e Entrega de Documentos Digitais Fevereiro - 2016 Sumário Conceitos Básicos utilizados pelo Sistema e-processo... 3 O que é e-processo?...

Leia mais

8ª REGIÃO FISCAL PORTARIA Nº 61, DE 10 DE JUNHO DE 2013

8ª REGIÃO FISCAL PORTARIA Nº 61, DE 10 DE JUNHO DE 2013 8ª REGIÃO FISCAL PORTARIA Nº 61, DE 10 DE JUNHO DE 2013 Disciplina a entrega, no âmbito da circunscrição da 8ª Região Fiscal, de documentos para incorporação ao processo digital. O SUPERINTENDENTE ADJUNTO

Leia mais

Malha Fiscal PF. Uma visão geral do imposto, da malha e do sistema e-defesa.

Malha Fiscal PF. Uma visão geral do imposto, da malha e do sistema e-defesa. Malha Fiscal PF Uma visão geral do imposto, da malha e do sistema e-defesa. IRPF O imposto sobre a renda da pessoa física é uma das fontes de receita do Estado para custear as despesas públicas gerais.

Leia mais

Informe Técnico Novembro 2013

Informe Técnico Novembro 2013 Informe Técnico Novembro 2013 ÍNDICE LEGISLAÇÃO FEDERAL...3 ESTADUAL...42 MUNICIPAL...67 NOTÍCIAS...70 2 LEGISLAÇÃO FEDERAL 1. Ato Declaratório CONFAZ/SE nº 20, de 06.11.2013 DOU 1 de 07.11.2013 Conselho

Leia mais

PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO DA ADUANA EM NOVO HAMBURGO RECEITA FEDERAL

PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO DA ADUANA EM NOVO HAMBURGO RECEITA FEDERAL PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO DA ADUANA EM NOVO HAMBURGO RECEITA FEDERAL OBJETIVO Incluir as atividades aduaneiras nas inovações implementadas pela Receita Federal, bem como agilizar e facilitar os trâmites

Leia mais

LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE

LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE 2015 PROCESSO DE BAIXA Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte - e-cac) 1 Como visto anteriormente sobre o processo de baixa de empresa, o procedimento inicial diante

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO Processos de Concessão de Benefícios Histórico da Revisão Data Versão

Leia mais

CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN

CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN DIFERENÇAS ENTRE AS CERTIDÕES ATÉ 02/11/2014 Duas certidões comprovavam a regularidade do sujeito passivo (pessoa física e pessoa jurídica) perante a Fazenda Nacional:

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CERTIFICAÇÃO DIGITAL MANUAL PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DIGITAL P.J.

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CERTIFICAÇÃO DIGITAL MANUAL PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DIGITAL P.J. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CERTIFICAÇÃO DIGITAL MANUAL PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DIGITAL P.J. Solicitação Emissão Download da cadeia de certificação CAIXA Instalação do gerenciador Maio/2009 ÍNDICE 1 Solicitação...

Leia mais

Manual de instrução Gerenciador de Certificados Digitais

Manual de instrução Gerenciador de Certificados Digitais Manual de instrução Gerenciador de Certificados Digitais Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 SUMÁRIO CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA... 3 INSTALAÇÃO DO GERENCIADOR DE CERTIFICADOS

Leia mais

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito

lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito lnclusão de Solicitação de Cópia de Processo Físico anterior à adoção do E-Process Solicitação de Cópia de Processo Físico Usuário: Contribuinte inscrito ou não inscrito O Documento de Arrecadação DAR-1/AUT,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Instrução Normativa RFB nº 1.452, de 21 de fevereiro de 2014 Ato Declaratório Executivo nº 21, de

Leia mais

Este documento contém esclarecimentos para as dúvidas mais frequentes sobre portal e-saj.

Este documento contém esclarecimentos para as dúvidas mais frequentes sobre portal e-saj. Este documento contém esclarecimentos para as dúvidas mais frequentes sobre portal e-saj. Para melhor navegar no documento, utilize o sumário a seguir ou, se desejar, habilite o sumário do Adobe Reader

Leia mais

Conhecimento de Transporte

Conhecimento de Transporte Página1 Conhecimento de Transporte No menu de navegação, este item é a opção para emissão e administração dos Conhecimentos de Transporte do sistema. Para acessar, posicione o mouse no local correspondente

Leia mais

IMPORTAR OU EXPORTAR CERTIFICADOS E CHAVES PRIVADAS

IMPORTAR OU EXPORTAR CERTIFICADOS E CHAVES PRIVADAS IMPORTAR OU EXPORTAR CERTIFICADOS E CHAVES PRIVADAS Você deve estar com logon de administrador para realizar essas etapas. Você pode importar um certificado para usá-lo no seu computador, ou pode exportá-lo

Leia mais

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital

EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO. 2014 - VALID Certificadora Digital EMISSOR DE NOTA FISCAL GRATUITO GUIA DE USO 2014 - VALID Certificadora Digital Controle de Versões Autor Descrição Versão Data Lays Almeida Versão Inicial 1.0 06.11.2014 2014 - VALID Certificadora Digital

Leia mais

M3D4 - Certificados Digitais Aula 4 Certificado Digital e suas aplicações

M3D4 - Certificados Digitais Aula 4 Certificado Digital e suas aplicações M3D4 - Certificados Digitais Aula 4 Certificado Digital e suas aplicações Prof. Fernando Augusto Teixeira 1 Agenda da Disciplina Certificado Digital e suas aplicações Segurança Criptografia Simétrica Criptografia

Leia mais

Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e

Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e Procedimentos para cadastrar no E-Process a solicitação de nomeação de fiel depositário em casos de TAD-e Quando, na fiscalização do trânsito de mercadorias ou da respectiva prestação de serviço de transporte,

Leia mais

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7) SafeSign Standard 3.0.77 (Para MAC OS 10.7) 2/23 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Hardware Homologado... 4 5 Instruções de Instalação... 5

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 CADASTROS... 8 PRINCIPAL... 15 NOTAS FISCAIS... 16 2.1. Primeiros Passos...

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 CADASTROS... 8 PRINCIPAL... 15 NOTAS FISCAIS... 16 2.1. Primeiros Passos... Índice 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. 2.4. 2.5. 2.6. 3. 3.1. 3.2. 3.3. 3.4. 3.5. 3.6. 3.7. 3.8. 4. 5. 5.1. 5.2. 5.3. APRESENTAÇÃO... 1 CONFIGURAÇÕES DO SAGE ONE... 2 Primeiros Passos... 2 Minha Empresa... 3 Certificado

Leia mais

Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica do Hábil Empresarial Profissional 7.0. Obrigado por usar nosso software! Koinonia Software Ltda.

Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica do Hábil Empresarial Profissional 7.0. Obrigado por usar nosso software! Koinonia Software Ltda. Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica do Hábil Empresarial Profissional 7.0 Obrigado por usar nosso software! Koinonia Software Ltda. (0**46) 3225-6234 I Cartilha_NFe_Habil_7 Índice Cap. I Bem Vindo 1 Cap.

Leia mais

PEA. Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br. Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013

PEA. Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br. Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013 2013 PEA Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013 1- Introdução 3 2- PEA PORTAL ELETRÔNICO DO ADVOGADO... 3 3-

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Manual Alameda dos Quinimuras, de 187 Instalação 04068-900 São Paulo SP Certificado Digital A1 certificadodigital.com.br 3003 2300 (SAC) ÊS10 FL000-00 Papel produzido a partir de florestas renováveis.

Leia mais

1 - Assinatura Eletrônica de Documentos. 1.1 - O que é assinatura eletrônica. 1.1.2 - Instalando o PEA Assinador Digital

1 - Assinatura Eletrônica de Documentos. 1.1 - O que é assinatura eletrônica. 1.1.2 - Instalando o PEA Assinador Digital 1 - Assinatura Eletrônica de Documentos 1.1 - O que é assinatura eletrônica Assinatura eletrônica, ou firma digital, é um método de autenticação de informação digital tipicamente tratada como análoga à

Leia mais

INSPETORIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM SÃO PAULO RECEPÇÃO DE DOCUMENTOS E PROTOCOLIZAÇÃO DE PROCESSOS

INSPETORIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM SÃO PAULO RECEPÇÃO DE DOCUMENTOS E PROTOCOLIZAÇÃO DE PROCESSOS INSPETORIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM SÃO PAULO Ordem de Serviço nº 05, de 08.04.11 DOU-1, de 15.04.11. Dispõe sobre a entrega e o trâmite de documentos relativos aos procedimentos previstos na IN

Leia mais

PASSO A PASSO PARA PETICIONAMENTO ELETRÔNICO INICIAL DE 1º GRAU

PASSO A PASSO PARA PETICIONAMENTO ELETRÔNICO INICIAL DE 1º GRAU PASSO A PASSO PARA PETICIONAMENTO ELETRÔNICO INICIAL DE 1º GRAU Este tutorial mostra todos os passos necessários para que um advogado protocole uma petição inicial no Tribunal de Justiça do Amazonas. Apesar

Leia mais

Wauton Ribeiro Zambrini. www.wrzinfo.com.br

Wauton Ribeiro Zambrini. www.wrzinfo.com.br Wauton Ribeiro Zambrini www.wrzinfo.com.br Computadores: Requisitos mínimos: Processador DualCore 2 GB RAM HD 250 GB Padrões a serem seguidos Sistema Operacional Editor de Texto Padrão de arquivos Navegadores

Leia mais

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE PROTOCOLO DE IMPUGNAÇÕES E RECURSOS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE PROTOCOLO DE IMPUGNAÇÕES E RECURSOS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE PROTOCOLO DE IMPUGNAÇÕES E RECURSOS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. MÓDULO DE PROTOCOLO DE IMPUGNAÇÕES E RECURSOS... 3 3. REQUISITOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

MINISTÉRIO DA FAZENDA PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL MINISTÉRIO DA FAZENDA PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL PORTARIA CONJUNTA PGFN/RFB Nº 15, DE 22 DE AGOSTO DE 2014. Regulamenta o art. 33 da Medida Provisória

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Abril/ Certificado Digital A1 Geração Página 1 de 32 Abril/ Pré requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer aos

Leia mais

Manual da Petição Eletrônica Intercorrente

Manual da Petição Eletrônica Intercorrente TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DEATE Departamento de Suporte e Atendimento Manual da Petição Eletrônica Intercorrente TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA CADASTRO DE PAF-ECF - PROGRAMA APLICATIVO FISCAL EMISSOR DE CUPOM FISCAL

ORIENTAÇÕES PARA CADASTRO DE PAF-ECF - PROGRAMA APLICATIVO FISCAL EMISSOR DE CUPOM FISCAL ORIENTAÇÕES PARA CADASTRO DE PAF-ECF - PROGRAMA APLICATIVO FISCAL EMISSOR DE CUPOM FISCAL BASE LEGAL Portaria nº 83, de 18 de março de 2010 (atualizada até a Portaria nº 310, de 26 de setembro de 2013)

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.381

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.381 Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.381 Institui Regime Especial para dispensa da guarda e arquivo das Notas Fiscais de Serviços, condicionada à guarda e ao arquivo, pelo período decadencial, dos respectivos

Leia mais

A seguir falaremos sobre os campos que deverão ser preenchidos no Shop Control 8.

A seguir falaremos sobre os campos que deverão ser preenchidos no Shop Control 8. Nota Fiscal Eletrônica Este módulo permite a integração do Shop Control 8 com o site da Secretaria da Fazenda dos Estados e Receita Federal para emitir a Nota Fiscal Eletrônica (NFe) : Este módulo é exclusivo

Leia mais

SAJ. Cadastro Excepcional para Processos Digitais

SAJ. Cadastro Excepcional para Processos Digitais SAJ Cadastro Excepcional para Processos Digitais Objetivo: Este documento tem por objetivo descrever passo a passo do procedimento de Cadastro Excepcional para transpor os Processos Físicos, oriundos de

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Fazenda Receita Estadual MANUAL DO DTE

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Fazenda Receita Estadual MANUAL DO DTE MANUAL DO DTE Domicílio Tributário Eletrônico Sumário 1. Apresentação... 3 2. Credenciamento... 3 3. Legislação... 3 4. Informações Gerais... 3 5. Cientificação... 3 6. Logins e formas de acesso à caixa

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

SAJ SISTEMA DE AUTOMAÇÃO DO JUDICIÁRIO

SAJ SISTEMA DE AUTOMAÇÃO DO JUDICIÁRIO SAJ SISTEMA DE AUTOMAÇÃO DO JUDICIÁRIO PORTAL DE SERVIÇOS DO PODER JUDICIÁRIO DE SANTA CATARINA MANUAL PETICIONAMENTO ELETRÔNICO Versão 2.6.0 Conteúdo Portal e-saj... 3 Serviços integrantes do Portal e-saj...

Leia mais

Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Hábil Empresarial PROFISSIONAL & Hábil Enterprise

Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Hábil Empresarial PROFISSIONAL & Hábil Enterprise Cartilha da Nota Fiscal Eletrônica 2.0 Hábil Empresarial PROFISSIONAL & Hábil Enterprise Koinonia Software Ltda (0xx46) 3225-6234 Índice I Índice Cap. I Introdução 1 1 Orientações... Iniciais 1 Cap. II

Leia mais

Passo a passo de consolidação da modalidade Pagamento à Vista com utilização de Prejuízo Fiscal ou de Base de Cálculo Negativa da CSLL

Passo a passo de consolidação da modalidade Pagamento à Vista com utilização de Prejuízo Fiscal ou de Base de Cálculo Negativa da CSLL SUMÁRIO Data, local e prazo para consolidação de modalidade para Pagamento à Vista com 03 Acessar sítio da RFB ou PGFN para efetuar consolidação 03 Confessar débitos não previdenciários 07 Excluir débitos

Leia mais

PORTARIA Nº 615, DE 28 DE AGOSTO DE 2012 - DOU de 30/08/2012

PORTARIA Nº 615, DE 28 DE AGOSTO DE 2012 - DOU de 30/08/2012 PORTARIA Nº 615, DE 28 DE AGOSTO DE 2012 - DOU de 30/08/2012 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIAS REGIONAIS 7ª REGIÃO FISCAL A SUPERINTENDENTE REGIONAL DA RECEITA

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL E TRIBUTOS

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL E TRIBUTOS VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Orientador Empresarial LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL E TRIBUTOS Centro Virtual de Atendimento da RFB e-cac - Disposições INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB

Leia mais

PORTAL PROCESSUAL E AJUIZAMENTO ELETRÔNICO

PORTAL PROCESSUAL E AJUIZAMENTO ELETRÔNICO PORTAL PROCESSUAL E AJUIZAMENTO ELETRÔNICO A partir do dia 17/09/2012 foi disponibilizado, no site da SJES, o acesso ao Portal Processual, que consolida as principais funcionalidades do sistema de acompanhamento

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e

NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e Informações Gerais 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Instrução para uso do Certificado Digital com MAC OS e Safesign Standart

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Instrução para uso do Certificado Digital com MAC OS e Safesign Standart MANUAL DE UTILIZAÇÃO Instrução para uso do Certificado Digital com MAC OS e Safesign Standart 2014 - VALID Certificadora Digital Controle de Versões Autor Descrição Versão Data Edvando Ramos Versão inicial

Leia mais

VEJA COMO GERAR CÓDIGO DE ACESSO E SOLICITAR A ANTECIPAÇÃO DA MALHA FISCAL IRPF, PASSO A PASSO:

VEJA COMO GERAR CÓDIGO DE ACESSO E SOLICITAR A ANTECIPAÇÃO DA MALHA FISCAL IRPF, PASSO A PASSO: VEJA COMO GERAR CÓDIGO DE ACESSO E SOLICITAR A ANTECIPAÇÃO DA MALHA FISCAL IRPF, PASSO A PASSO: No sítio da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br), acesse o Portal e-cac, usando Certificado Digital

Leia mais

Manual do Usuário Certificado Digital AC PRODERJ

Manual do Usuário Certificado Digital AC PRODERJ Manual do Usuário Certificado Digital AC PRODERJ Guia CD-18 Público Índice 1. Emissão dos Certificados Digitais PRODERJ... 3 2. Documentos Necessários para Emissão dos Certificados... 3 3. Responsabilidades...

Leia mais

CAPACITAÇÃO PROCESSO ELETRÔNICO

CAPACITAÇÃO PROCESSO ELETRÔNICO CAPACITAÇÃO EM PROCESSO ELETRÔNICO Caros Colegas! Essa é uma apostila eletrônica, utilize apenas em seu computador pessoal. Não recomendamos imprimir, devido ao seu grande volume. Para efetivo funcionamento

Leia mais

Cadastro de entes públicos

Cadastro de entes públicos Cadastro de entes públicos Primeiro passo É necessário que ente público (com ou sem certificação digital) se cadastre na Secretaria de Órgãos Julgadores (SOJ). Podem solicitar o cadastramento no sistema

Leia mais

SIAFRO Módulo de Devolução 1.0

SIAFRO Módulo de Devolução 1.0 Conteúdo do Manual. Introdução. Capítulo Requisitos. Capítulo Instalação 4. Capítulo Configuração 5. Capítulo 4 Cadastro de Devolução 6. Capítulo 5 Relatório 7. Capítulo 6 Backup 8. Capítulo 7 Atualização

Leia mais

Instrução para uso de certificado Digital no Mozilla Firefox versão 3.6.3. Certificado Digital do tipo A3 e A1 Cartão e Token

Instrução para uso de certificado Digital no Mozilla Firefox versão 3.6.3. Certificado Digital do tipo A3 e A1 Cartão e Token Instrução para uso de certificado Digital no Mozilla Firefox versão 3.6.3 Certificado Digital do tipo A3 e A1 Cartão e Token Para a confecção desta instrução, foi utilizado o Sistema Operacional Windows

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DEATE Departamento de Suporte e Atendimento DICAD Divisão de Suporte Técnico de Gestão SEPOR Serviço de

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Instrução para uso do Certificado Digital Tipo A3 com MAC OS e Safesign Standard Sumário REQUISITOS NECESSÁRIOS... 3 1. INSTALAÇÃO DO GERENCIADOR SAFESIGN PARA CERTIFICADOS DIGITAIS

Leia mais

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Fundamentação legal: A entidade estará obrigada a atualizar no CNPJ qualquer alteração referente aos seus dados cadastrais até o último dia útil

Leia mais

Certificado Digital A1. Instalação

Certificado Digital A1. Instalação Instalação Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2010 Pré Requisitos para a instalação Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário

Leia mais

O que é o SAT. Principais características do SAT. Prazos e obrigatoriedade

O que é o SAT. Principais características do SAT. Prazos e obrigatoriedade O que é o SAT SA T O SAT, Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos, é um sistema que tem por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais do varejo dos contribuintes

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DEATE Departamento de Suporte e Atendimento DICAD Divisão de Suporte Técnico de Gestão SEPOR Serviço de

Leia mais

Procedimento de anexação de peças e envio

Procedimento de anexação de peças e envio 2014 Manual prático de Ajuizamento de Petições Intercorrentes Portal Processual Eletrônico Procedimento de anexação de peças e envio Orientações gerais para anexar arquivos e enviar petições intercorrentes

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Acesso ao Sistema - Pessoa Física Versão 2.6 Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NF-e Versão do Manual: 2.6 pág. 2 Manual do Sistema da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Leia mais

ITR Municípios Conveniados - Orientações Gerais

ITR Municípios Conveniados - Orientações Gerais O que fazer para: ITR Municípios Conveniados - Orientações Gerais 1 - Acessar o Portal ITR Municípios Conveniados. 1.1 O Portal ITR está disponível exclusivamente para Municípios Conveniados, no e-cac,

Leia mais

NOVO PETICIONAMENTO ELETRÔNICO. Perguntas e Respostas

NOVO PETICIONAMENTO ELETRÔNICO. Perguntas e Respostas O que é o Sistema de Peticionamento Eletrônico da Justiça do Trabalho/RS? O Sistema é o primeiro módulo do Projeto de Processo Eletrônico do TRT da 4ª Região e permite, nesta primeira etapa, o envio eletrônico

Leia mais

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos Página1 e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é o e-nota R?... 03 2. Configurações e Requisitos...

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Certificação Digital CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Guia CD-17 Público Índice 1. Pré-requisitos para a geração do certificado digital A1... 3 2. Glossário... 4 3. Configurando

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES CERTIFICAÇÃO DIGITAL e PROCESSO ELETRÔNICO PERGUNTAS FREQUENTES CERTIFICAÇÃO DIGITAL Esqueci meu PIN. Não sabia que tinha PUK. Como descubro a validade do Certisign? Faça contato com o atendimento especializado

Leia mais

MANUAL DE ATENDIMENTO A OFÍCIOS ÓRGÃOS DE REGISTRO ÍNDICE. Tela inicial...05 VISUALIZAR OFÍCIO...07 RESPONDER OFÍCIO...09

MANUAL DE ATENDIMENTO A OFÍCIOS ÓRGÃOS DE REGISTRO ÍNDICE. Tela inicial...05 VISUALIZAR OFÍCIO...07 RESPONDER OFÍCIO...09 MANUAL DE ATENDIMENTO A OFÍCIOS ÓRGÃOS DE REGISTRO ÍNDICE INTRODUÇÃO...02 ACESSAR O SISTEMA...03 Tela inicial...05 VISUALIZAR OFÍCIO...07 RESPONDER OFÍCIO...09 Circularização...09 Arrolamento/Cancelamento...11

Leia mais

ATO Nº 303/2015. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 303/2015. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 303/2015 Disciplina a implantação do Processo Administrativo Eletrônico (Proad) no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

PRESTAÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA A NEGOCIAÇÃO DE CONSOLIDAÇÃO DOS DÉBITOS NO PARCELAMENTO E PAGAMENTO À VISTA COM UTILIZAÇÃO DE PF/BCN DE CSLL

PRESTAÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA A NEGOCIAÇÃO DE CONSOLIDAÇÃO DOS DÉBITOS NO PARCELAMENTO E PAGAMENTO À VISTA COM UTILIZAÇÃO DE PF/BCN DE CSLL PRESTAÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA A NEGOCIAÇÃO DE CONSOLIDAÇÃO DOS DÉBITOS NO PARCELAMENTO E PAGAMENTO À VISTA COM UTILIZAÇÃO DE PF/BCN DE CSLL LEIS 12.996/2014 E 13.043/2014 MODALIDADES PGFN-DEMAIS DÉBITOS

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO MDMED

MANUAL INSTALAÇÃO MDMED MANUAL INSTALAÇÃO MDMED Contents 3 Indice 0 Part I Instalação MDMED 1 Equipamentos... necessários Part II 1 - Instalando 4 4 4 1 1.1 - CD... de instalação 4 2 1.2 - Escolha... o micro "Servidor" 4 3 1.3

Leia mais

TRANSMISSAO SPED CONTABIL. SPED CONTABIL 1 de 14

TRANSMISSAO SPED CONTABIL. SPED CONTABIL 1 de 14 SPED CONTABIL 1 de 14 Fluxograma do Processo O arquivo será obrigatoriamente submetido ao programa disponibilizado pelo Sistema Público de Escrituração Digital para validação de conteúdo, assinatura digital,

Leia mais

DESPACHO PRESIDÊNCIA Nº 249/2015

DESPACHO PRESIDÊNCIA Nº 249/2015 1 de 5 03/09/2015 17:20 DESPACHO PRESIDÊNCIA Nº 249/2015 O Presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica - Cade torna pública para fins de abertura de consulta pública, nos termos do artigo

Leia mais

Certificados Digitais - Perguntas Frequentes

Certificados Digitais - Perguntas Frequentes Certificados Digitais - Perguntas Frequentes O que é um certificado digital? O certificado, na prática, equivale a uma carteira de identidade, ao permitir a identificação de uma pessoa, quando enviando

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO CERTIFICADO DIGITAL TIPO E-CPF A1 / E-CNPJ A1

MANUAL DE INSTALAÇÃO CERTIFICADO DIGITAL TIPO E-CPF A1 / E-CNPJ A1 MANUAL DE INSTALAÇÃO CERTIFICADO DIGITAL TIPO E-CPF A1 / E-CNPJ A1 Prezado Cliente, para que seu certificado digital (e-cnpj A1 e / ou e-cpf) funcione corretamente é necessário que a instalação seja feita

Leia mais

MANUAL E-PROCESS CONTRIBUINTE PELO SERVIDOR FAZENDÁRIO INCLUSÃO DE PROCESSOS

MANUAL E-PROCESS CONTRIBUINTE PELO SERVIDOR FAZENDÁRIO INCLUSÃO DE PROCESSOS MANUAL E-PROCESS CONTRIBUINTE PELO SERVIDOR FAZENDÁRIO INCLUSÃO DE PROCESSOS Nesta versão do sistema E-PROCESS (Sistema Integrado de Protocolização e Fluxo de Documentos Eletrônicos) não será mais possível

Leia mais

Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a instalar e começar a usar o IRIScan Express 3.

Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a instalar e começar a usar o IRIScan Express 3. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a instalar e começar a usar o IRIScan Express 3. O software fornecido com este produto é o Readiris Pro 12. Para obter informações detalhadas sobre todos os recursos

Leia mais

CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO - CT-e CONHECIMENTODE TRANSPORTE ELETRÔNICO - CT-e Informações Gerais 1. O que é o Conhecimento de Transporte Eletrônico CT-e? O Conhecimento de Transporte Eletrônico

Leia mais

Tribunal Regional Federal da 1 a Região

Tribunal Regional Federal da 1 a Região Tribunal Regional Federal da 1 a Região Sistema de Transmissão Eletrônica de Atos Processuais e-proc Manual do Usuário 1 1. Disposições Provisórias O Sistema de Transmissão Eletrônica de Atos Processuais

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Certificado Digital do tipo A1 Sistema Operacional Microsoft Windows Vista Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 Para a confecção desta instrução,

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

SED 2.0. Guia Rápido. Instalando e Utilizando o Sistema Eletrônico de Documentos MODO CLÁSSICO. Nesta Edição

SED 2.0. Guia Rápido. Instalando e Utilizando o Sistema Eletrônico de Documentos MODO CLÁSSICO. Nesta Edição SED 2.0 Guia Rápido Instalando e Utilizando o Sistema Eletrônico de Documentos MODO CLÁSSICO Nesta Edição 1 Instalando o SED 2.0 2 Configurando a Conexão com o Banco de Dados 3 Primeiro Acesso ao Sistema

Leia mais

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora

Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Manual Operacional de Adesão ao FIES Técnico Procedimentos da Mantenedora Brasília, março de 2012 Versão 1.0 SUMÁRIO 1. CONFIGURAÇÕES RECOMENDADAS... 3 2. ACESSO AO SISTEMA... 4 3. ADESÃO AO FIES... 5

Leia mais

DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e

DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e Para solicitar a Ficha Eletrônica de Solicitação de Cadastramento de Contribuinte do ICMS do Estado do Amazonas - FSCC-e, os campos de seleção obrigatórios devem ser preenchidos.

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito Federal e o

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - RFB. INSTRUÇÃO NORMATIVA No. 1077 DE 29 /10 /2010

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - RFB. INSTRUÇÃO NORMATIVA No. 1077 DE 29 /10 /2010 Diário Oficial da União Seção 1 - Nº 209, segunda-feira, 1 de novembro de outubro de 2010 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - RFB INSTRUÇÃO NORMATIVA No. 1077 DE 29 /10 /2010

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PORTARIA JUCESP Nº 06, DE 11 DE MARÇO DE 2013 Disciplina a integração do serviço público de registro empresarial ao processo do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica. O PRESIDENTE DA JUNTA COMERCIAL DO

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

Procedimentos para Solicitação de Desenquadramento MEI (via Capa Marrom )

Procedimentos para Solicitação de Desenquadramento MEI (via Capa Marrom ) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO JUCESP SECRETARIA EXECUTIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - SETI Procedimentos

Leia mais

Certificação Digital a forma segura de navegar na rede

Certificação Digital a forma segura de navegar na rede Certificação Digital a forma segura de navegar na rede O que é o Certificado Digital ICP-Brasil? É um certificado emitido em conformidade com as regras e legislações da Infra-estrutura de Chaves Públicas

Leia mais

Manual Projudi Perfil Promotor Juizados Especiais

Manual Projudi Perfil Promotor Juizados Especiais Acesso: Manual Projudi Perfil Promotor PERFIL PROMOTOR Informar nome do Usuário e Senha de acesso ao sistema. 1 O promotor deve clicar na promotoria em que estiver habilitado 2 Área do Promotor: Nesta

Leia mais

SPED Contábil. ECD Escrituração Contábil Digital. Vera Lucia Gomes 28/08/2008 ABBC. www.spednet.com.br 1

SPED Contábil. ECD Escrituração Contábil Digital. Vera Lucia Gomes 28/08/2008 ABBC. www.spednet.com.br 1 SPED Contábil ECD Escrituração Contábil Digital Vera Lucia Gomes 28/08/2008 ABBC www.spednet.com.br 1 Programa Apresentação e Objetivos Regulamentação Livros contemplados Aspectos importantes da legislação

Leia mais

Assinar documentos digitalmente

Assinar documentos digitalmente Assinar documentos digitalmente Versão 1.0 Os documentos entregues através dos Serviços online devem ser, geralmente, em formato PDF/A e devem estar assinados digitalmente, por exemplo, com o cartão de

Leia mais