ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS"

Transcrição

1 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS Todas os alimentos deverão seguir o critério geral de: 1) Características microscópicas: Isento de substâncias estranhas de qualquer natureza. 2) Rotulagem: O produto deverá ser rotulado de acordo com a legislação vigente. As informações no rotulo devem ser de fácil visualização e de difícil remoção, assegurando informações, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa serão observados as seguintes informações mínimas: Identificação do produto, inclusive a marca; nome e endereço do fabricante ou do fracionador ou embalador; Prazo de validade ou data de vencimento ou data de validade com pelo menos mês e ano ou expresso com 12 meses desde que tenha a data de fabricação com pelo menos mês e ano. número do lote; Peso em kg; Informação nutricional; Condições de armazenamento; O dizer em destaque Não contém glúten ou Contém glúten ; Deve constar obrigatoriamente o selo de inspeção (SIF ou SIE).

2 01 BEBIDA LÁCTEA SABOR CHOCOLATE Produto lácteo resultante da mistura do leite e soro de leite adicionado ou não de produto(s) alimentício(s) ou substância alimentícia, gordura vegetal, leite(s) fermentado(s), fermentos lácteos selecionados e outros produtos lácteos. A base láctea representa no mínimo 51% (cinqüenta e um por cento) da massa/massa (m/m) do total de ingredientes do produto. Composição: leite ou soro de leite integral, podendo ser enriquecida com vitaminas e sais minerais e outras substâncias permitidas por legislação. Peso: 200 e 180 g/unidade Tratamento térmico: Bebida Láctea Pasteurizada Consistência: líquido a levemente viscoso Cor: característico do ingrediente alimentício adicionado (chocolate ou achocolatado); Odor e sabor: característico ou de acordo com o(s) ingrediente(s) alimentício(s) e/ou substância(s) aromatizante(s)/saborizante(s) adicionados. Seguir o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Queijos e o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebida Láctea. PRIMÁRIA: sachê plástico, transparente, atóxico e resistente. SECUNDÁRIA: saco plástico de polietileno, transparente, atóxico e resistente, com capacidade para 10 e 20 unidades de bebidas lácteas. Mínimo de 10 (dez) dias a partir da entrega do produto nas Instituições Educacionais.

3 02 IOGURTE SABOR MORANGO Leite fermentado adicionado ou não de outras substâncias alimentícias, obtido por coagulação e diminuição do ph do leite, ou leite reconstituído, adicionado ou não de outros produtos lácteos, por fermentação láctica mediante ação de cultivos de microorganismos específicos. Estes microorganismos específicos devem ser viáveis, ativos e abundantes no produto final durante seu prazo de validade. Composição: leite integral e/ou leite integral reconstituído adicionado de polpa de fruta sabor morango, podendo conter outros ingredientes que enriqueçam o produto e permitidos por legislação. Peso: 200 e 180 g/unidade Consistência: líquido; Cor: característico do ingrediente alimentício adicionado (morango); Odor e sabor: característico ou de acordo com o(s) ingrediente(s) alimentício(s) e/ou substância(s) aromatizante(s)/saborizante(s) adicionados. Seguir o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Leites Fermentados (Instrução Normativa MAPA Nº46/2007). PRIMÁRIA: sachê plástico, transparente, atóxico e resistente SECUNDÁRIA: saco plástico de polietileno, transparente, atóxico e resistente, com capacidade para 10 e 20 unidades de bebidas lácteas. Mínimo de 10 (dez) dias a partir da entrega do produto nas Instituições Educacionais.

4 03 MANTEIGA COM SAL Produto gorduroso obtido pela bateção e malaxagem, com ou sem modificação biológica de creme pasteurizado derivado exclusivamente do leite de vaca, por processos tecnologicamente adequados. A matéria gorda da manteiga deverá estar composta exclusivamente de gordura láctea. Tipo: Manteiga de Primeira Qualidade Ingrediente obrigatório: Creme pasteurizado obtido a partir do leite da vaca Peso: 200g/unidade e 500 g/unidade Consistência sólida, pastosa à temperatura de 20ºC Textura lisa uniforme, untosa Cor: branco - amarelada sem manchas ou pontos de outra coloração. Sabor e odor: de sabor suave, característico, aroma delicado, sem odor e sabor estranho. Seguir o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade Manteiga. PRIMÁRIA: potes de polipropileno, atóxicos e resistentes. SECUNDÁRIA: caixas de papelão resistentes. Mínimo de 03 (três) meses a partir da entrega do produto nas Instituições Educacionais.

5 04 QUEIJO MINAS FRESCAL Queijo fresco obtido por coagulação enzimática do leite com coalho e/ou outras enzimas coagulantes apropriadas, complementada ou não com ação de bactérias lácticas específicas. Cor: esbranquiçada Sabor: suave ou levemente ácido Odor: suave, característico Crosta: ausente ou crosta fina Olhaduras: eventualmente algumas olhaduras mecânicas. Forma: Retangular (5 cm altura x 10 cm de comprimento) Peso: de 1 e 2 kg Composição: apenas à base de leite pasteurizado de 1ª qualidade, de sabor agradável e isento de quaisquer conservantes. Seguir o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Queijos e o Regulamento Técnico para Fixação de Identidade e Qualidade do Queijo Minas Frescal. PRIMÁRIA: embalagem plástica, transparente, atóxica e resistente SECUNDÁRIA: caixas plásticas resistentes, limpas e atóxicas. Mínimo de 10 (dez) dias a partir da entrega do produto nas Instituições Educacionais.

6 05 QUEIJO MUSSARELA Produto que se obtém por filagem de uma massa acidificada (produto intermediario obtido por coagulação de leite por meio de coalho e/ou outras enzimas coagulantes apropriadas) complementada ou não pela ação de bactérias lácticas específicas. Consistência: suave Textura: fibrosa, elástica e fechada. Cor: branco a amarelado Sabor: Láctico, pouco desenvolvido a ligeiramente picante, segundo o conteúdo de umidade, matéria gorda e grau de maturação. Odor: Láctico, pouco perceptível. Crosta: não possui. Olhadura - não possui. Eventualmente poderá apresentar aberturas irregulares (olhos mecânicos). Forma: Retangular Peso: de 1 e 2 kg Seguir o Regulamento Técnico para Fixação de Identidade e Qualidade de Queijo Mussarella. PRIMÁRIA: embalagem plástica, transparente, atóxica e resistente SECUNDÁRIA: caixas plásticas resistentes, limpas e atóxicas. Mínimo de 10 (dez) dias a partir da entrega do produto nas Instituições Educacionais.

7 06 REQUEIJÃO CREMOSO TRADICIONAL Produto obtido pela fusão da massa coalhada, cozida ou não, dessorada e lavada, obtida por coagulação ácida e/ou enzimática do leite. Composição: tipo cremoso tradicional, obtido por coagulação ácida e/ou enzimática do leite, sem adição de amido. Uso não culinário. Peso: sachês de 400 g /unidade Consistência: untável Textura: cremosa Cor: característico Odor: característico. Sabor: levemente ácido Seguir o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade do Requeijão. PRIMÁRIA: sachê plástico, transparente, atóxico e resistente SECUNDÁRIA: caixas de papelão resistentes com capacidade para até 12 requeijões Mínimo de 03 (três) meses a partir da entrega do produto nas Instituições Educacionais.

8 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS Todas os alimentos deverão seguir o critério geral de: 1) Características microscópicas: Isento de substâncias estranhas de qualquer natureza. 2) Rotulagem: O produto deverá ser rotulado de acordo com a legislação vigente. As informações no rotulo devem ser de fácil visualização e de difícil remoção, assegurando informações, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa serão observados as seguintes informações mínimas: Identificação do produto, inclusive a marca; nome e endereço do fabricante ou do fracionador ou embalador; Prazo de validade ou data de vencimento ou data de validade com pelo menos mês e ano ou expresso com 12 meses desde que tenha a data de fabricação com pelo menos mês e ano. número do lote; Peso em kg; Informação nutricional; Condições de armazenamento; O dizer em destaque Não contém glúten ou Contém glúten ; Deve constar obrigatoriamente o selo de inspeção (SIF ou SIE).

9 01 COXA E SOBRECOXA DE FRANGO Coxa e sobrecoxa de frango correspondem às partes musculares comestível das aves abatidas com limites previamente especificados pelo órgão de Inspeção Federal ou do Distrito Federal, declaradas aptas à alimentação humana por inspeção veterinária oficial antes e depois do abate. Corte congelado tipo coxa e sobrecoxa de frango, sem tempero. Coloração: branca Odor e textura : característico. Peso: de 1 kg e 5 kg CARACTERÍSTICAS MACROSCÓPICAS E MICROSCÓPICAS O produto não deverá conter substâncias estranhas de qualquer natureza. CARACTERÍSTICAS MICROBIOLÓGICAS Seguir a Resolução n 12, de 02 de janeiro de 2001, da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde (estabelece os critérios e padrões microbiológicos para alimentos) ou de instrumento legal que venha a substitui-lá. CARACTERÍSTICA FISICO-QUÍMICOS Seguir o que estabelece a Instrução Normativa MAPA Nº 9 de 04/05/2010. PRIMÁRIA: embalagem plástica, transparente, atóxica e resistente. SECUNDÁRIA: caixas de papelão resistentes. Mínimo de 6 (seis) meses a partir da entrega do produto.

10 02 PEITO DE FRANGO Peito de frango corresponde à parte muscular comestível das aves abatidas com limites previamente especificados pelo órgão de Inspeção Federal ou do Distrito Federal, declaradas aptas à alimentação humana por inspeção veterinária oficial antes e depois do abate. Corte congelado tipo peito de frango, sem tempero e sem pele. Coloração: branca Odor e textura: característico. Peso: de 1 kg e 5 kg CARACTERÍSTICAS MACROSCÓPICAS E MICROSCÓPICAS O produto não deverá conter substâncias estranhas de qualquer natureza. CARACTERÍSTICAS MICROBIOLÓGICAS Seguir a Resolução n 12, de 02 de janeiro de 2001, da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde (estabelece os critérios e padrões microbiológicos para alimentos) ou de instrumento legal que venha a substitui-lá. CARACTERÍSTICA FISICO-QUÍMICOS Seguir o que estabelece a Instrução Normativa MAPA Nº 9 de 04/05/2010. PRIMÁRIA: embalagem plástica, transparente, atóxica e resistente. SECUNDÁRIA: caixas de papelão resistentes. Mínimo de 6 (seis) meses a partir da entrega do produto nas Instituições Educacionais.

11 03 FILÉ DE PEIXE TILÁPIA Filé de peixe é a parte comestível obtida através do fatiamento paralelo à espinha dorsal do peixe fresco, sem a presença de ossos. Tipo filé de peixe Tilápia de água doce, cortes congelados, íntegros, limpos, eviscerados, manipulado sob rígidas condições de higiene, livres de espinhas, pele, cartilagem e resíduos de vísceras. Aparência: o produto deverá apresentar-se com todo o frescor da matéria prima convenientemente conservada; deverá estar isento de toda e qualquer evidência de decomposição, manchas, coloração distinta à normal para a espécie considerada. Odor, sabor, cor e textura : característico do produto Peso: de 1 kg e 5 kg CARACTERÍSTICAS MACROSCÓPICAS E MICROSCÓPICAS O produto não deverá conter substâncias estranhas de qualquer natureza. CARACTERÍSTICAS MICROBIOLÓGICAS Seguir a Resolução n 12, de 02 de janeiro de 2001, da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde ou instrumento legal que venha a substituí-la. CARACTERÍSTICA FISICO-QUÍMICOS Seguir o que estabelece a RISSPOA / Portaria MAPA Nº 185 de 13/05/1997. PRIMÁRIA: embalagem plástica, transparente, atóxica e resistente. SECUNDÁRIA: caixas de papelão resistentes. Mínimo de 3 (três) meses a partir da entrega do produto nas Instituições Educacionais.

CHAMADA PÚBLICA 01/2011 PNAE/SEE-AL/15ª CRE ANEXO III TOTAL GERAL DA 15ª. CRE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS GÊNEROS ALIMENTÍCIOS CEREAIS

CHAMADA PÚBLICA 01/2011 PNAE/SEE-AL/15ª CRE ANEXO III TOTAL GERAL DA 15ª. CRE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS GÊNEROS ALIMENTÍCIOS CEREAIS ANEXO III TOTAL GERAL DA 15ª. CRE CEREAIS ARROZ BRANCO - Comum, classe longo fino, agulha, tipo 2, isento de matéria terrosa, pedras, fungos ou parasitas, livre de umidade, com grãos inteiros. Acondicionado

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DETALHADA DO OBJETO

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DETALHADA DO OBJETO ITEM 1 CÓDIGO: 10.309 ESPECIFICAÇÃO ÓLEO DE SOJA, Tipo 1 - Embalagem com 900 ml. ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DETALHADA DO OBJETO Óleo vegetal de soja, refinado, tendo sofrido processo tecnológico adequado com

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante Lote LOTE 01 00001 00025038 Lote LOTE 02 CARNE BOVINA EM CUBOS CHA DE FORA CONGELADA - COM NO MÁXIMO 4% DE GORDURA E 3% DE APONEVROSE, ISENTA DE CARTILAGENS E OSSOS, MANIPULADA EM BOAS CONDIÇÕES HIGIÊNICAS

Leia mais

GÊNEROS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA O CARDÁPIO DE 2015 PRODUTO UND QNT MAR. ABR. MAIO JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ.

GÊNEROS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA O CARDÁPIO DE 2015 PRODUTO UND QNT MAR. ABR. MAIO JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ. PRODUTO UND QNT MAR. ABR. MAIO JUN. JUL. AGO. SET. OUT. NOV. DEZ. ABACAXI, Fruta in natura, Kg 5.020 502 502 502 502 502 502 502 502 502 502 apresentando grau de ABÓBORA, in natura, kg 1.380 138 138 138

Leia mais

Art. 3º Esta Portaria entra em vigor sessenta dias após a sua publicação.

Art. 3º Esta Portaria entra em vigor sessenta dias após a sua publicação. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO PORTARIA Nº 364, DE 04 DE SETEMBRO DE 1997 O Ministro de Estado da Agricultura e do Abastecimento, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE GÊNEROS DA AGRICULTURA FAMILIAR

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE GÊNEROS DA AGRICULTURA FAMILIAR 78029 FRUTAS 49203 FRUTAS ABACATE; 1ª QUALIDADE; MADURO E ENTRE MADURO; TAMANHO E COLORACAO: UNIFORMES; TIPO: FRUTO SELECIONADO; ESTADO DA POLPA: FIRME E INTACTA; SEM DANOS FISICOS E ORIUNDOS DO MANUSEIO

Leia mais

N Código Subgrupo Descrição Unid Preço Varejo

N Código Subgrupo Descrição Unid Preço Varejo 1 78019 2 78020 3 78021 4 78022 POLPA DE FRUTA; SABOR ABACAXI; APRESENTACAO: POLPA DE POLPA DE FRUTA; SABOR ACEROLA; APRESENTACAO: POLPA DE POLPA DE FRUTA; SABOR GOIABA; APRESENTACAO: POLPA DE POLPA DE

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 11/2016

CARTA CONVITE Nº 11/2016 CARTA CONVITE Nº 11/2016 DATA:30 de maio de 2016. ABERTURA: 08 de junho de 2016. HORAS: 09:30 horas LOCAL: Sala de Reuniões da Prefeitura Municipal de São Martinho RS -. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 036/016.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA Secretaria Municipal de Administração HOMOLOGAÇÃO / ADJUDICAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA Secretaria Municipal de Administração HOMOLOGAÇÃO / ADJUDICAÇÃO HOMOLOGAÇÃO / ADJUDICAÇÃO Com a base na Lei Federal nº 8.666/93 e alterações posteriores, analisando o processo licitatório realizado sob a modalidade Pregão nº 126/2016 - Processo nº 233/2016 - para Aquisição

Leia mais

RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 057/2013

RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 057/2013 Sabará, 19 de agosto de 2.013 RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 057/2013 A Prefeitura Municipal de Sabará, por meio da, resolve esclarecer o Pregão Presencial nº 057/2013 que tem por objeto Constitui objeto

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO Folha: 1/6 1 1000,000 2 19500,000 3 2000,000 4 2000,000 5 1500,000 CARNE DE SOL - EM CUBOS PEQUENOS. ASPECTOS PRÓPRIO. NÃO AMOLECIDA E NEM PEGAJOSA, COR PRÓPRIA SEM MANCHAS ESVERDEADAS, ODOR E SABOR PRÓPRIO,

Leia mais

RETIFICAÇÃO DA CARTA CONVITE N o 005/2009

RETIFICAÇÃO DA CARTA CONVITE N o 005/2009 1/9 RETIFICAÇÃO DA CARTA CONVITE N o 005/2009 A Comissão de Licitação da Câmara Municipal, nomeada pela Portaria n o 003/2009, torna pública a retificação dos Anexos II e III da Carta Convite do Processo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA Secretaria Municipal de Administração HOMOLOGAÇÃO / ADJUDICAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA Secretaria Municipal de Administração HOMOLOGAÇÃO / ADJUDICAÇÃO HOMOLOGAÇÃO / ADJUDICAÇÃO Com base na Lei Federal nº 8.666/93 e alterações posteriores, analisando o processo licitatório realizado sob a modalidade Pregão nº 365/2015 Processo nº 602/2015 para Aquisição

Leia mais

HISTÓRIA: PROCESSAMENTO LEITES FERMETADOS. Leite fermentado batido

HISTÓRIA: PROCESSAMENTO LEITES FERMETADOS. Leite fermentado batido LEITES FERMETADOS Profa.Dra.Vanerli Beloti HISTÓRIA: Consumido há século em todo Mediterrâneo Oriental Primeiro alimento transformado que se tem notícia na história da humanidade Iogurte é o mais popular

Leia mais

FABRICAÇÃO DE PRODUTOS LÁCTEOS PROCESSAMENTO ARTESANAL

FABRICAÇÃO DE PRODUTOS LÁCTEOS PROCESSAMENTO ARTESANAL FABRICAÇÃO DE PRODUTOS LÁCTEOS PROCESSAMENTO ARTESANAL 1 - QUALIDADE DA MATÉRIA-PRIMA O leite destinado à fabricação de produtos lácteos deve ser de boa qualidade. Essa qualidade está diretamente relacionada

Leia mais

LICITAÇÃO CARTA CONVITE DE Nº 2015/0001 OBJETO DA LICITAÇÃO: AQUISIÇÃO MERENDA ESCOLAR DATA DA LICITAÇÃO: 02/03/2015 HORÁRIO DA LICITAÇÃO: 10:00hs

LICITAÇÃO CARTA CONVITE DE Nº 2015/0001 OBJETO DA LICITAÇÃO: AQUISIÇÃO MERENDA ESCOLAR DATA DA LICITAÇÃO: 02/03/2015 HORÁRIO DA LICITAÇÃO: 10:00hs GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Secretaria da Educação EEM Jáder de Figueiredo Correia Rua Livino Teixeira, 112 Bairro Centro Telefone: (88) 3617 4051 E-mail: jaderfigueiredo@escola.ce.gov.br LICITAÇÃO CARTA

Leia mais

QTDE FREQUENCI A DE ENTREGA ITEM UNID

QTDE FREQUENCI A DE ENTREGA ITEM UNID ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS PRODUTOS ITEM 1 2 3 DESCRIÇÃO DO PRODUTO ABOBORA CABOCHA PROCESSADA (DESCASCADA CORTADA EM PEDAÇOS E HIGIENIZADA) - A VACUO EMBALAGEM SACO PLASTICO TRANSPARENTE. REFRIGERADO:

Leia mais

Regulamento Técnico MERCOSUL de Identidade e Qualidade de Queijo Minas Frescal

Regulamento Técnico MERCOSUL de Identidade e Qualidade de Queijo Minas Frescal MERCOSUL/GMC/RES.Nº145/96 Regulamento Técnico MERCOSUL de Identidade e Qualidade de Queijo Minas Frescal TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e a Resolução Nº91/93 do Grupo

Leia mais

Produção de doce de Abóbora

Produção de doce de Abóbora Instituto Politécnico de Coimbra Escola Superior Agrária de Coimbra Licenciatura em Engenharia Alimentar Ano lectivo 2009/2010 Processamento Geral de Alimentos Produção de doce de Abóbora Trabalho realizado

Leia mais

ANEXO I Pag.: 1 Licitação Nº 9/2015-0026. Lote Descrição Qtd Unidade Preço total

ANEXO I Pag.: 1 Licitação Nº 9/2015-0026. Lote Descrição Qtd Unidade Preço total ANEXO I Pag.: 1 Lote Descrição Preço total 0001 000725 ACHOCOLATADO EM PÓ EMB.1KG 500,0000 QUILO 0002 009053 AÇÚCAR CRISTALIZADO COR BRANCA PACOTE COM 1 KG 40,0000 QUILO Acondicionado em sacos plásticos

Leia mais

CATÁLOGO DE ACHOCOLATADOS, CONS. ORIGEM VEGETAL, DOCES, LATICÍNEOS, PÃES E BISCOITOS

CATÁLOGO DE ACHOCOLATADOS, CONS. ORIGEM VEGETAL, DOCES, LATICÍNEOS, PÃES E BISCOITOS CATÁLOGO DE ACHOCOLATADOS, CONS. ORIGEM VEGETAL, DOCES, LATICÍNEOS, PÃES E BISCOITOS Descrição Achocolatado em pó Achocolatado em pó, instantâneo, obtido pela mistura do cacau em pó, açúcar, maltodextrina

Leia mais

CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO http://www7.rio.rj.gov.br/cgm/tabelas/

CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO http://www7.rio.rj.gov.br/cgm/tabelas/ CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO http://www7.rio.rj.gov.br/cgm/tabelas/ TABELA DE PREÇOS DE MERCADO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO QUE SERVIRÁ COMO REFERÊNCIA PARA AS

Leia mais

ANEXO II. Item Quant. Unidade Descrição

ANEXO II. Item Quant. Unidade Descrição ANEXO II Aquisição de gêneros alimentícios para alimentação escolar para consumo e uso nas Escolas da Rede Municipal de Ensino, nas Escolas Filantrópicas e nos Programas AABB Comunidade e Ações Complementares,

Leia mais

LEITE UHT. Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL lipoa.uel@gmail.com vbeloti@uel.br www.uel.br/laboratorios/inspecao

LEITE UHT. Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL lipoa.uel@gmail.com vbeloti@uel.br www.uel.br/laboratorios/inspecao LEITE UHT Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL lipoa.uel@gmail.com vbeloti@uel.br www.uel.br/laboratorios/inspecao LEITE UHT HISTÓRIA NO BRASIL: 1972 Boom em 1998 hoje 78% do leite líquido consumido 5

Leia mais

GERÊNCIA DE INSPEÇÃO PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NORMAS DE CONSTRUÇÃO CARNE E DERIVADOS

GERÊNCIA DE INSPEÇÃO PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NORMAS DE CONSTRUÇÃO CARNE E DERIVADOS GERÊNCIA DE INSPEÇÃO PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL NORMAS DE CONSTRUÇÃO CARNE E DERIVADOS NORMAS DE ORIENTAÇÃO PARA OS ESTABELECIMENTOS DE CARNE E DERIVADOS 1. O estabelecimento de produtos de origem animal

Leia mais

DO MUNICÍPIO DE TIBAGI ESTADO DO PARANÁ. Pç. Edmundo Mercer, 34 Fone: (42) 3916-2200 84300-000 - Tibagi PR - www.tibagi.pr.gov.br AVISO DE LICITAÇÃO

DO MUNICÍPIO DE TIBAGI ESTADO DO PARANÁ. Pç. Edmundo Mercer, 34 Fone: (42) 3916-2200 84300-000 - Tibagi PR - www.tibagi.pr.gov.br AVISO DE LICITAÇÃO AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2010 O MUNICÍPIO, Estado do Paraná, torna público que realizará licitação, na modalidade de Pregão Presencial, para Registro de Preços para aquisição futura

Leia mais

III CARACTERÍSTICAS SENSORIAIS E PREPARO DE AMOSTRAS

III CARACTERÍSTICAS SENSORIAIS E PREPARO DE AMOSTRAS III CARACTERÍSTICAS SENSORIAIS E PREPARO DE AMOSTRAS CASEÍNA INDUSTRIAL 1.1. Aspecto: granuloso ou pulverizado; 1.2. Cor: branca ou amarelada; 1.3. Odor: levemente de soro azedo. Homogeneizar a amostra,

Leia mais

LOTES 01- PERECÍVEIS FRIOS

LOTES 01- PERECÍVEIS FRIOS LOTES 0- PERECÍVEIS FRIOS 3 4 5 Lingüiça, do tipo calabresa, resfriada, industrialmente embalada, com SIF, embalagem plástica transparente atóxica não reciclada, contendo informações sobre o fabricante

Leia mais

Iogurte Sólido com Aroma

Iogurte Sólido com Aroma Escola Superior Agrária de Coimbra Licenciatura Engenharia Alimentar Processamento Geral dos Alimentos Iogurte Sólido com Aroma Elaborado por: Joana Rodrigues nº 20703020 José Sousa nº 20708048 Luís Jordão

Leia mais

Número PE011/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE011/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 1 CESTA, basica, de alimentos, composta de 13 produtos, sendo: Un 360,00-2 Kg de ACUCAR cristalizado, sacarose de cana-de-acucar, na cor branca. Embalagem em polietileno, contendo dados de identificacao

Leia mais

ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Gestão Administrativa Secretaria Adjunta de Compras e Licitações. Comissão Permanente de Licitação CPL 02

ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Gestão Administrativa Secretaria Adjunta de Compras e Licitações. Comissão Permanente de Licitação CPL 02 2ª RETIFICAÇÃO PREGÃO SRP Nº 1409/2013 CPL 02 SEE Objeto: Registro de Preços para a Aquisição de Gêneros Alimentícios Básicos Perecíveis, para atender as necessidades dos alunos integrantes dos Programas:

Leia mais

São considerados derivados do leite aqueles produtos obtidos mediante a aplicação de uma dada tecnologia/processamento conhecido e direcionado ao

São considerados derivados do leite aqueles produtos obtidos mediante a aplicação de uma dada tecnologia/processamento conhecido e direcionado ao UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ O QUE SÃO? São considerados derivados do leite aqueles produtos obtidos mediante a aplicação de uma dada tecnologia/processamento conhecido e direcionado ao leite. 2

Leia mais

Art. 1º Aprovar o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Queijo Regional do Norte ou Queijo Tropical de Uso Industrial, conforme anexo.

Art. 1º Aprovar o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Queijo Regional do Norte ou Queijo Tropical de Uso Industrial, conforme anexo. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 4 DE ABRIL DE 2002 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

FISPQ. Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. LAVA ROUPA MALTEX (Tradicional, Coco)

FISPQ. Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. LAVA ROUPA MALTEX (Tradicional, Coco) Página 1 de 5 LAVA ROUPA MALTEX (Tradicional, Coco) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 1.1. Nome do produto:lava Roupa Maltex 1.2. Aplicação:Lava sem deixar resíduos e com mais maciez, é a solução

Leia mais

Daniela CASTELLANI Bióloga, Dr., PqC do Pólo Noroeste Paulista / APTA daniela.castellani@apta.sp.gov.br

Daniela CASTELLANI Bióloga, Dr., PqC do Pólo Noroeste Paulista / APTA daniela.castellani@apta.sp.gov.br ESCOLHENDO PEIXE PARA CONSUMO Daniela CASTELLANI Bióloga, Dr., PqC do Pólo Noroeste Paulista / APTA daniela.castellani@apta.sp.gov.br Na Quaresma e, principalmente, na Semana Santa, o consumo de peixes

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO E DESENVOLVIMENTO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO FADEPE/JF

FUNDAÇÃO DE APOIO E DESENVOLVIMENTO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO FADEPE/JF Circular nº. 001/201-DE, 06 de maio 201 Da: Direção Executiva da FADEPE/JF Para: Coordenadores de Projetos geridos pela FADEPE/JF Assunto: Contratação de empresas, por meio de licitação, visando fornecimentos

Leia mais

CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES

CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES Descrição Bisteca suína Bisteca suína, congelada, com aproximadamente 250 gramas cada, embalada em camadas separadas por

Leia mais

CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB

CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB NÃO PERECIVEIS DATA DE ASSINATURA DO FORNECEDOR ASSINATURA DO RESPONSÁVEL ENTREGA ----------------------------------------------- ------------------------------------------------

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS 1. IDENTIFICAÇÃO Nome do produto: Aplicação: Desmoldante líquido a base de óleo vegetal e aditivos. Utilizado na produção de prémoldados, vigas e pilares em concreto aparente Nome da empresa: Avaré Concreto

Leia mais

QUADRO - I - A CENÁRIO DE CRISE: INEXISTÊNCIA DE PRODUTOS FRESCOS E CONGELADOS, IMPOSSIBILIDADE DE COZINHAR E LIMITAÇÕES DE ÁGUA

QUADRO - I - A CENÁRIO DE CRISE: INEXISTÊNCIA DE PRODUTOS FRESCOS E CONGELADOS, IMPOSSIBILIDADE DE COZINHAR E LIMITAÇÕES DE ÁGUA QUADRO - I - A CENÁRIO DE CRISE: INEXISTÊNCIA DE PRODUTOS FRESCOS E CONGELADOS, IMPOSSIBILIDADE DE COZINHAR E LIMITAÇÕES DE ÁGUA Refeições Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Pequeno Almoço/

Leia mais

FISPQ. Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. DETERGENTE MALTEX (Neutro, Citrus, Coco, Guaraná, Laranja, Limão, Maça, Maracujá)

FISPQ. Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. DETERGENTE MALTEX (Neutro, Citrus, Coco, Guaraná, Laranja, Limão, Maça, Maracujá) Página 1 de 6 DETERGENTE MALTEX (Neutro, Citrus, Coco, Guaraná, Laranja, Limão, Maça, Maracujá) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 1.1. Nome do produto:detergente Maltex 1.2. Aplicação: Utilizado

Leia mais

Art. 1º Aprovar o REGULAMENTO TÉCNICO PARA FIXAÇÃO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE LEITE EM PÓ MODIFICADO, em anexo.

Art. 1º Aprovar o REGULAMENTO TÉCNICO PARA FIXAÇÃO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE LEITE EM PÓ MODIFICADO, em anexo. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 12 DE JUNHO DE 2007 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

Apêndice II Regulamentos sobre o saquê

Apêndice II Regulamentos sobre o saquê Apêndice II Regulamentos sobre o saquê Definição de saquê: Lei do Imposto ao Licor Artigo 3 Saquê refere-se a qualquer uma dos seguintes bebidas alcoólicas com um teor de álcool menor que 22%: a. Produto

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA CNPJ N.º 14.043.574/0001-51

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA CNPJ N.º 14.043.574/0001-51 PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA CNPJ N.º 14.043.574/0001-51 ADITIVO DA LICITAÇÃO Nº 162/2007 PREGÃO PRESENCIAL Nº 038/2007 A Pregoeira, nomeada através do Decreto nº 7.109/2006 de 13 de março

Leia mais

Número PE064/2014. Fornecedor. Pregão. Unidade Requisitante UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA BAHIA - CAMPUS VITORIA DA C

Número PE064/2014. Fornecedor. Pregão. Unidade Requisitante UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA BAHIA - CAMPUS VITORIA DA C Folha 1 1 CESTA, basica, de alimentos, composta de 13 produtos, sendo: Un 700,00-2 Kg de ACUCAR cristalizado, sacarose de cana-de-acucar, na cor branca. Embalagem em polietileno, contendo dados de identificacao

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA CHAMADA PÚBLICA N 03/2012 - COMPRA - FL.1

PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA CHAMADA PÚBLICA N 03/2012 - COMPRA - FL.1 CHAMADA PÚBLICA N 03/2012 - COMPRA - FL.1 AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR COM DISPENSA DE LICITAÇÃO, Lei nº 11.947 de 16 de junho de 2009, Resolução nº

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nazaré Praça Alexandre Bittencourt, 07 Centro Nazaré Bahia - CNPJ Nº. 13.797.188/0001-92 Tel.: (75) 3636-2711 - Fax: 3636-2215

Prefeitura Municipal de Nazaré Praça Alexandre Bittencourt, 07 Centro Nazaré Bahia - CNPJ Nº. 13.797.188/0001-92 Tel.: (75) 3636-2711 - Fax: 3636-2215 Nazaré Bahia - CNPJ Nº..797.88/000-9 Tel.: (75) 66-7 - Fax: 66-5 HOMOLOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N 00/04/SRP O Prefeito Municipal de Nazaré, no uso de suas atribuições legais, com fulcro no Parecer Jurídico

Leia mais

Prefeitura Municipal de Pedregulho

Prefeitura Municipal de Pedregulho Pregão Presencial nº. 025/2014 Processo nº. 7025/2014 Município de Pedregulho São Paulo Registro de Preços para Fornecimento Parcelado de Kits Alimentares para Portadores de Diabetes ATA DE REGISTRO DE

Leia mais

Agroindústria. Agroindústria: Processamento do Leite Queijo Minas Frescal, Meia-Cura, Mussarela

Agroindústria. Agroindústria: Processamento do Leite Queijo Minas Frescal, Meia-Cura, Mussarela 1 de 5 10/16/aaaa 10:48 Agroindústria Agroindústria: Processamento do Leite Queijo Minas Frescal, Meia-Cura, Mussarela Processamento do Leite : Nome Queijo Minas Frescal, Meia-cura, Mussarela Produto Informação

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos)

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) Página 1 de 7 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do produto: PRATICE LIMPADOR Códigos internos: Pratice Limpador Cerâmica e Porcelanato - 07175 Pratice Limpador Laminados - 07176 Pratice Limpador

Leia mais

Tecnologia de leites e derivados Prof. Andréa Matta Ristow PROCESSAMENTO DO IOGURTE

Tecnologia de leites e derivados Prof. Andréa Matta Ristow PROCESSAMENTO DO IOGURTE Tecnologia de leites e derivados Prof. Andréa Matta Ristow PROCESSAMENTO DO IOGURTE Leites Fermentados Exemplos: iogurte, bebidas lácteas fermentadas, coalhada, kefir, entre outros. A fermentação pode

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) VANTAGE LIMPA CARPETES E TAPETES

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) VANTAGE LIMPA CARPETES E TAPETES Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Código interno: 7519 (12/500 ml) Aplicação: Limpar Carpetes e Tapetes. Empresa: BOMBRIL S/A TELEFONE DE EMERGÊNCIA: 0800 014 8110

Leia mais

N O T A D E E M P E N H O PAGINA: 1

N O T A D E E M P E N H O PAGINA: 1 PAGINA: 1 EMISSAO : 05Ago10 NUMERO: 2010NE901052 ESPECIE: EMPENHO DE DESPESA CNPJ : 09579964/0001-00 FONE: (041) 3281-7500 ENDERECO : PRACA MARECHAL ALBERTO FERREIRA DE ABREU,S/N- BATEL - CTBA - PR MUNICIPIO

Leia mais

Como vender MAIS com base nos RECURSOS DA REGIÃO. 25 de maio de 2012 Castelo Branco Alberto Ribeiro de Almeida

Como vender MAIS com base nos RECURSOS DA REGIÃO. 25 de maio de 2012 Castelo Branco Alberto Ribeiro de Almeida Como vender MAIS com base nos RECURSOS DA REGIÃO 25 de maio de 2012 Castelo Branco Alberto Ribeiro de Almeida Regulamento (CE) 510/2006 (DOP/IGP) Regulamento (CE) 509/2006 (ETG) Regulamento (CE) 1924/2006

Leia mais

Trabasil NP3. FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Pág. 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS

Trabasil NP3. FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Pág. 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Pág. 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Identificação do Produto Nome do Produto: 1.2 Usos relevantes identificados da substância ou mistura e usos

Leia mais

Versão 1.0 Numero da FISPQ: 000000612991 Data da revisão: 14.08.2015. Sika Superfix. : Adesivo

Versão 1.0 Numero da FISPQ: 000000612991 Data da revisão: 14.08.2015. Sika Superfix. : Adesivo SEÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto : Código do produto : 000000612991 Tipo de produto : líquido Uso recomendado do produto químico e restrições de uso Uso da substância / preparação

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 12:11 horas do dia 27 de fevereiro de 2012, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Cerro Corá, designado pela portaria 002/2012-GP após analise da documentação do Pregão

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS - ARP Nº 2016003952

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS - ARP Nº 2016003952 1 Ata de registro de preço, para : Registro de preço para futura aquisição de gêneros alimentícios perecíveis e não perecíveis, para atender às necessidades do Fundo Municipal de Educação do Município

Leia mais

Alimentação saudável para Diabé7cos, com muito gosto! Nídia Braz 14 Dezembro, 2012

Alimentação saudável para Diabé7cos, com muito gosto! Nídia Braz 14 Dezembro, 2012 Alimentação saudável para Diabé7cos, com muito gosto! Nídia Braz 14 Dezembro, 2012 1 A alimentação saudável depende de hábitos alimentares saudáveis: Diversidade da alimentação Número adequado de refeições

Leia mais

Carboidratos No momento em que você está lendo e procurando entender suas células nervosas estão realizando um trabalho e, para isso, utilizam a

Carboidratos No momento em que você está lendo e procurando entender suas células nervosas estão realizando um trabalho e, para isso, utilizam a A química da Vida A Água A água é o componente biológico essencial à manutenção da vida animal e vegetal. No entanto existem organismos que possuem homeostase (equilíbrio interno) submetida às condições

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 16:56 horas do dia 14 de junho de 2011, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Concórdia, designado pela portaria Decreto nº 3/2011 após analise da documentação do Pregão

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Fabricante: SUN CHEMICAL CORPORATION Distribuidor no Brasil: COSMOTEC Especialidades Químicas Ltda Rua: João Alfredo, 900 Cid. Ind. Satélite Cumbica.

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01 CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01 2 A Lacticínios Tirol foi fundada em 1974, na maior colônia austríaca do país Treze Tílias (SC), com industrialização, na época, de 200 litros de leite por dia. Hoje, 40 anos

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Superintendência ncia Federal de Agricultura no Estado do Rio de Janeiro Serviço o de Inspeção o de Produtos Agropecuários rios RENATA PATRICIA LOURENÇO

Leia mais

Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível

Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível nas prateleiras dos supermercados o quanto de espaço eles ganharam. É comum encontrarmos, hoje,

Leia mais

Kit Microdermoabrasão TimeWise

Kit Microdermoabrasão TimeWise Kit Microdermoabrasão TimeWise 1 TimeWise Proporciona resultados imediatos no combate às linhas finas de expressão, limpando os poros e deixando a pele mais lisa e suave, em apenas dois passos. Passo 1:

Leia mais

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos revisão: 01 Identificação do produto e da Empresa Nome do Natureza Química: Desinfetante de uso geral Autorização de Funcionamento / MS Nº: 3.04500.8 Produto Registrado na ANVISA/MS Nº: 3.0453434.6 Publicação

Leia mais

ATA DE ABERTURA DE LICITAÇÃO

ATA DE ABERTURA DE LICITAÇÃO ATA DE ABERTURA DE LICITAÇÃO MODALIDADE: TOMADA DE PREÇO Nº 0/00 TIPO: MENOR PREÇO OBJETO: Fornecimento regular, com entrega parcelada de Carnes, até 0 de abril de 00, conforme ANEXO I - Descrição do Objeto

Leia mais

A alimentação é importante para os meus dentes e para a minha saúde? Sabias que há alimentos que protegem os dentes?

A alimentação é importante para os meus dentes e para a minha saúde? Sabias que há alimentos que protegem os dentes? Copyright 2014: Todos os direitos reservados Título: Saúde Oral e Alimentação Autores: Ana Lopes Pereira Cristina Sousa Ferreira Pedro Graça Rui Calado Design e Ilustrações: DEBUTSTRASS Lda. Editor: Direção-Geral

Leia mais

SINALMAX COML E INDL DE SINALIZAÇÃO LTDA. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos FISPQ

SINALMAX COML E INDL DE SINALIZAÇÃO LTDA. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos FISPQ 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: SOLVEMAX Código interno: SSU 200 Empresa: Sinalmax Comercial e Industrial de Sinalização Ltda. e-mail: contato@sinalmaxsinalizacao.com.br Endereço:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Data de emissão: Dez. 2010 Revisão: 2 Revisado em: 14/05/12 Pagina de 1 a 5

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Data de emissão: Dez. 2010 Revisão: 2 Revisado em: 14/05/12 Pagina de 1 a 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: POLIFIX RBE FABRICANTE: POLIPISO DO BRASIL ENDEREÇO: AVENIDA GERALDO ANTÔNIO TRALDI, Nº 400. DISTRITO INDUSTRIAL COSMO FUZARO DESCALVADO SP CEP:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Revisão Produto Data da revisão Página

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Revisão Produto Data da revisão Página 13/02/2014 Página 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa Nome Nº: 000050 SC Códigos / AASC1000V / AASC100V / ICPSC1000V / ICPSC10000V / ICPSC100V / 2. Identificação de perigos CLASSIFICAÇÃO DE

Leia mais

O consumidor deve estar atento às informações do rótulo?

O consumidor deve estar atento às informações do rótulo? Os consumidores têm o direito de conhecer as características e a composição nutricional dos alimentos que adquirem. A legislação nacional estabelece algumas normas para registro dessas informações na rotulagem

Leia mais

O Iogurte A ORIGEM DO IOGURTE CARACTERÍSTICAS NUTRICIONAIS DO IOGURTE TIPOS DE IOGURTE VANTAGENS DO IOGURTE COMO CONSUMIR?

O Iogurte A ORIGEM DO IOGURTE CARACTERÍSTICAS NUTRICIONAIS DO IOGURTE TIPOS DE IOGURTE VANTAGENS DO IOGURTE COMO CONSUMIR? O Iogurte A ORIGEM DO IOGURTE CARACTERÍSTICAS NUTRICIONAIS DO IOGURTE TIPOS DE IOGURTE VANTAGENS DO IOGURTE COMO CONSUMIR? ALGUMAS SUGESTÕES CURIOSIDADES: SABIAS QUE A ORIGEM DO IOGURTE No período 10.000

Leia mais

A GRAÚDO PÉROLA GRAÚDO MG

A GRAÚDO PÉROLA GRAÚDO MG COMPRA DE HORTIFRUTICOLAS PARA A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ESPECIFICAÇÃO DO EDITAL CEASA MG CEAGESP ABACAXI PÉROLA OU HAWAÍ: De Primeira; Graudo. Classificação: Grupo I (Polpa Amarela), Subgrupo: Colorido (Até

Leia mais

O manipulador de alimentos tem que conferir todas as informações do rótulo?

O manipulador de alimentos tem que conferir todas as informações do rótulo? Os consumidores têm o direito de conhecer as características e a composição nutricional dos alimentos que adquirem. A legislação nacional estabelece algumas normas para registro dessas informações na rotulagem

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO DE FORNECIMENTO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DESTINADOS A MERENDA ESCOLAR Nº35/2015

CONTRATO ADMINISTRATIVO DE FORNECIMENTO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DESTINADOS A MERENDA ESCOLAR Nº35/2015 CONTRATO ADMINISTRATIVO DE FORNECIMENTO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DESTINADOS A MERENDA ESCOLAR Nº35/2015 Pelo presente instrumento de Contrato Administrativo de Fornecimento de Gêneros Alimentícios, que

Leia mais

MODALIDADE CONVITE N.º 03/2013

MODALIDADE CONVITE N.º 03/2013 ATA DE HABILITAÇÃO E JULGAMENTO Às 14h00min, do dia 20 (vinte) do mês de fevereiro de 2013, na sala da Comissão Permanente de Licitação, na sede do Governo do Município de Rio Verde, Goiás, reuniram-se

Leia mais

SAC 0800-VEDACIT 0800-833-2248 DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) 2902-5522 DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45

SAC 0800-VEDACIT 0800-833-2248 DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) 2902-5522 DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45 Produto CIMENTOL é uma tinta impermeável de grande durabilidade, que mantém a boa aparência por mais tempo. Apresenta ótima aderência sobre alvenaria, concreto e fibrocimento. Características Aparência:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 10 Solução Tampão (Buffer) ph 4,00 15/06/2016 Página 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa Nome Solução Tampão (Buffer) ph 4,00 Nº: 000053 PH Códigos / PH400 / PH400B / PH420G / IONSOL-001 /

Leia mais

Especificação de Produtos

Especificação de Produtos Especificação de s SUGESTÕES Grupo 01 Batata Fresca, de ótima qualidade, compacta, firme, coloração uniforme, aroma, cor e sabor típicos da espécie, em perfeito estado de desenvolvimento. Não serão permitidos

Leia mais

O êxito na preparação de defumados, não depende unicamente da aplicação da fumaça e sim, da combinação de fatores físicos e químicos, sendo

O êxito na preparação de defumados, não depende unicamente da aplicação da fumaça e sim, da combinação de fatores físicos e químicos, sendo DEFUMAÇÃO O êxito na preparação de defumados, não depende unicamente da aplicação da fumaça e sim, da combinação de fatores físicos e químicos, sendo necessário um controle rigoroso de cada uma das etapas

Leia mais

PRODUTOS DERIVADOS DO LEITE. Ângela Maria Fiorentini

PRODUTOS DERIVADOS DO LEITE. Ângela Maria Fiorentini PRODUTOS DERIVADOS DO LEITE Ângela Maria Fiorentini QUALIDADE DO LEITE Organoléptica Nutricional Físico-química Microbiológica LEITE E PRODUTOS Fonte : Rabobank, adaptado por Otavio A. C. De Farias LEITES

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Educação ANEXO I. Especificação Técnica

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Educação ANEXO I. Especificação Técnica ANEXO I Especificação Técnica UNIDADES ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ABACAXI: Fruto colhido maduro, o que é indicado quando a malha do fruto estiver aberta; o padrão desejado são frutos com peso acima de 1,8 (um

Leia mais

E OS SEUS BENEFÍCIOS

E OS SEUS BENEFÍCIOS E OS SEUS BENEFÍCIOS A principal função do leite é nutrir (alimentar). Além disso, cumpre as funções de proteger o estômago das toxinas e inflamações e contribui para a saúde metabólica, regulando os processos

Leia mais

7/2015 RELAÇÃO DOS ANEXO ITENS DDA LICITAÇÃO

7/2015 RELAÇÃO DOS ANEXO ITENS DDA LICITAÇÃO ESTADO MUNICIPIO CNPJ: DE DE SANTA ITA CATARINA Pr. C.E.P.:83.024.240/0001-53 Dr. Aldo 89760-000-Itá Ivo Stumpf - SC Telefone: 493458-9507 Processo Administrativo: de Nr.: Licitação: 6/2015 Adm.: PRESENCIAL

Leia mais

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Introdução Para ter uma qualidade de vida favorável, com boa saúde e manter-se ativo, além dos cuidados diários com medicações, acompanhamento

Leia mais

CENTRAL DE COMPRAS DO ESTADO - CECOM/RS FOLHA - 001 ANEXO NRO : III DATA - 17/05/2010 : 010747 NORMAL NRO EXPEDIENTE : 002826.2400.

CENTRAL DE COMPRAS DO ESTADO - CECOM/RS FOLHA - 001 ANEXO NRO : III DATA - 17/05/2010 : 010747 NORMAL NRO EXPEDIENTE : 002826.2400. CENTRAL DE S DO ESTADO - CECOM/RS FOLHA - 001 ---------------- -- LOTE 0001 -- 820.503.0002 DIAZEPAM 10 mg", FRENTE, COM AS SEGUINTES CARACTERISTI- CAS TECNICAS, CONFORME EME 903 - FEPPS/2009: - PRODUTO:

Leia mais

item 7.1 revogada(o) por: Resolução RDC nº 267, de 25 de setembro de 2003 revogada(o) por: Resolução RDC nº 266, de 22 de setembro de 2005

item 7.1 revogada(o) por: Resolução RDC nº 267, de 25 de setembro de 2003 revogada(o) por: Resolução RDC nº 266, de 22 de setembro de 2005 título: Portaria nº 379, de 26 de abril de 1999 ementa não oficial: Aprova o Regulamento Técnico referente a Gelados Comestíveis, Preparados, Pós para o Preparo e Bases para Gelados Comestíveis, constante

Leia mais

Rua Anaburgo, 4000, G2 - Distrito Industrial Norte Joinville - SC, Cep: 89.219-630

Rua Anaburgo, 4000, G2 - Distrito Industrial Norte Joinville - SC, Cep: 89.219-630 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: REHNOLZINC PÓ DE ZINCO Código do produto: 15.100.7.0000.2 Data da ultima revisão: 26/11/2012 - Revisão: 00 Nome da empresa: Indústria Química Rehnolt

Leia mais

Limpa, revitaliza e Tonifica a pele

Limpa, revitaliza e Tonifica a pele Limpa, revitaliza e Tonifica a pele Esse produto de limpeza que contém pequenas esferas que esfoliam Suavemente a pele sem agredir. Deve ser usado manha e noite antes e com a pele bastante molhada para

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 019/2015

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 019/2015 EXTRATO DE PUBLICAÇÃO TRIMESTRAL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 019/2015 Firma Detentora da Ata de Registro de Preços: TEIXEIRÃO COMERCIAL LTDA Processos administrativos n os, 8.440, 7.856, 8.457, 7.989,

Leia mais

Ficha de Segurança de Produtos Químicos (FISPQ) FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

Ficha de Segurança de Produtos Químicos (FISPQ) FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Página 1 de 9 Página 01/07 SEÇÃO 1.0 NOME DO PRODUTO NOME DO FABRICANTE ENDEREÇO Rua Dr. Fernão Pompeu de Camargo, 1704/52 Jardim do Trevo - Campinas/SP - CEP: 13040-010 SEÇÃO 2.0 TIPO DE PRODUTO PREPARADO

Leia mais

1. Identificação do produto / substância e da empresa Designação e nº de referência do produto

1. Identificação do produto / substância e da empresa Designação e nº de referência do produto 1. Identificação do produto / substância e da empresa Designação e nº de referência do produto Amortecedor Pressão de gás com gás não-inflamável (N da ONU 3164) Informação sobre o fabricante / fornecedor

Leia mais

INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR. Tabela Nutricional e Alergênicos

INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR. Tabela Nutricional e Alergênicos INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR Tabela Nutricional e Alergênicos INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR CASA DO PÃO DE QUEIJO PÃO DE QUEIJO TRADICIONAL Ingredientes: Amido de mandioca, queijo, água, ovo, margarina vegetal,

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICO FISPQ 201. ARES DET 201

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICO FISPQ 201. ARES DET 201 FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICO FISPQ 201. ARES DET 201 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME COMERCIAL DO PRODUTO: ARES DET 201 Identificação da Empresa: ARES QUÍMICA LTDA.

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br

Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública nº 28, de 01 de junho de 2000 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária no uso da atribuição que lhe

Leia mais

Docente das Faculdades Integradas de Três Lagoas. Acadêmicas de Nutrição da Faculdades Integradas de Três Lagoas RESUMO

Docente das Faculdades Integradas de Três Lagoas. Acadêmicas de Nutrição da Faculdades Integradas de Três Lagoas RESUMO 1 AVALIAÇÃO SENSORIAL DE IOGURTE BATIDO COM A FRUTA DE GOIABA VERMELHA IN NATURA (Psidium guajava), COM O SUCO ARTIFICIAL DE GOIABA E A POLPA DA FRUTA DE GOIABA CAMILA ANDRÉA FAVARO DE FREITAS 1 CAROLINE

Leia mais

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Benéfico para a saúde, o produto substitui com vantagens outros óleos vegetais na cozinha, no preparo de saladas, bolos,

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais