UNISALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Administração

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNISALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Administração"

Transcrição

1 UNISALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Administração Ana Maria Prampolim Iara Carla Milani Dias Conceição Yuri Mascetra Leal MARKETING DE RELACIONAMENTO: um estudo de caso na Unimed Lins Lins SP LINS SP 2009

2 ANA MARIA PRAMPOLIM IARA CARLA MILANI DIAS CONCEIÇÃO YURI MASCETRA LEAL MARKETING DE RELACIONAMENTO: um estudo de caso na Unimed Lins. Trabalho de Conclusão de curso apresentado à Banca Examinadora do Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium, curso de Administração sob orientação da Profª M. Sc. Máris de Cássia Ribeiro Vendrame e orientação técnica da Profª M. Sc. Heloisa Helena Rovery da Silva. LINS SP 2009

3 P922m Prampolim, Ana Maria; Conceição, Iara Carla Milani Dias; Leal, Yuri Mascetra. Marketing de relacionamento: Unimed / Ana Maria Prampolim; Iara Carla Milani Dias Conceição; Yuri Mascetra Leal. Lins, p. il. 31cm. Monografia apresentada ao Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium UNISALESIANO, Lins-SP, para graduação em Administração, 2009 Orientadores: Máris de Cássia Ribeiro Vendrame; Heloisa Helena Rovery da Silva 1. Marketing de Relacionamento. 2. Cliente. 3. Atendimento. 4. Fidelização. I Título. CDU 658

4 ANA MARIA PRAMPOLIM IARA CARLA MILANI DIAS CONCEIÇÃO YURI MASCETRA LEAL MARKETING DE RELACIONAMENTO: um estudo de caso na Unimed Lins. Monografia apresentada ao Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium, para obtenção do título de Bacharel em Administração. Aprovada em / / Banca Examinadora: Profª Orientadora: Máris de Cássia Ribeiro Vendrame Titulação: Mestre em Administração pela Universidade Metodista de Piracicaba UNIMEP. Assinatura: 1 Prof (a): Titulação: Assinatura: 2 Prof (a): Titulação: Assinatura:

5 AGRADECIMENTO Agradeço em primeiro lugar a Deus que me proporcionou cursar uma faculdade. Aos meus professores que me ensinaram muitas lições que mudaram minha vida para melhor. Irso Tófoli o senhor é um grande exemplo de vida, é uma das pessoas que mais admiro, além de um ótimo professor. Eduardo Tófoli que cresceu muito como professor e que hoje pode ser considerado um dos melhores professores do Unisalesiano, continue sempre lecionando dessa forma que seu caminho é longo e promissor. Agradeço aos meus companheiros de monografia Iara e Yuri que juntos conseguimos cumprir mais uma etapa da nossa vida. Não poderia deixar de agradecer a você Máris que me ajudou durante todo o curso e é um exemplo de dedicação e competência, além de passar toda segurança que precisamos, adoro você, e que Deus te abençoe com essa nova vida a três. Helô obrigada pela paciência e por tudo o que me ensinou, sua metodologia de ensinamento e suas brincadeiras são demais, assim como você. Márcio obrigada por estar sempre ao meu lado me dando força, você foi a pessoa que mais me incentivou a estudar e se eu estou formada hoje é por tua causa, quero sempre estar com você por toda a minha vida, pois sei que juntos vamos conseguir realizar todos os nossos sonhos, te amo muito e você é digno desse amor. Ao Unisalesiano que é uma ótima faculdade. Ana Maria Prampolim

6 AGRADECIMENTO Agradeço primeiramente ao meu SENHOR, DEUS único que nos criou, nos formou e nos deu essa maravilhosa oportunidade de estar aqui. A Ele toda a honra e toda a glória! Agradeço aos meus amigos Ana Maria e Yuri. Ana, obrigada por você existir e ter esse jeitinho todo especial, sem você esse trabalho jamais seria o mesmo. Obrigada pela sua dedicação, que Deus te recompense por tudo, você merece o melhor desta vida! Yuri, obrigada pela sua presença! Esse teu jeito espontâneo e sincero de ser muito nos ensinou. Que Deus derrame sobre você bênçãos incontáveis. Máris!!! Muito obrigada por tudo!!! Nossa professora, coordenadora e orientadora, você é um exemplo de dedicação e garra! Sem a sua ajuda e orientação não teríamos chegado até aqui. Que essa nova etapa da sua vida seja ainda mais maravilhosa, que esse bebê que está chegando traga ainda mais felicidade pra você e pra sua família! Que o Papai do Céu te abençoe sempre! Helô!!! Obrigada!!! Sua maneira de lidar conosco foi motivadora, seu jeito descontraído nos cativou! Que Deus te capacite a cada dia mais! Seu Toninho obrigada pela atenção e descontração!!! Você é demais! Agradeço também àquela que é responsável por eu estar aqui, minha mãezinha, muito obrigada pela sua garra, sua dedicação, seu amor! Te amo! Sem a sua ajuda nunca teria chegado até aqui. Você é a melhor mãe do mundo. Obrigada ao meu pai e ao meu pai. Ter dois pais não é pra qualquer um. Um já descansa no Senhor, mas foi ele quem me ensinou a viver. E a você pai que está comigo agora, obrigada por chegar em minha vida. Te amo! Igor, meu irmão lindo, obrigada por existir! Agradeço ao meu esposo! Homem maravilhoso que está comigo em todos os momentos! Presente de Deus na minha vida! Amor, obrigada pelo esforço, pelas horas perdidas de sono, valeu a pena! Conseguimos! Obrigada a toda a minha família. Iara Carla Milani Dias Conceição

7 AGRADECIMENTO Primeiramente, a Jesus Cristo que concedeu-me vida e saúde para desbravar barreiras e alcançar a vitória, a Ele todo amor. A toda minha família, meu pai, minha mãe e minha irmã pelo eterno amor, apoio e luta. Às minhas avós Dolores e Davina, pela ajuda e carinho. A meu tio Helder, tia Heloisa e ao meu primo Raony, pelo amor, carinho e disponibilidade. Às minhas queridas amigas Ana Maria e Iara que compartilham comigo, dia a dia, todas alegrias, dúvidas e tristezas. À Professora Máris e toda sua família, exemplo único de seriedade, atenção e conhecimento, e que Deus abençoe toda sua família. À Professora e Orientadora Helô, pela compreensão, paciência e confiança depositada, agradecendo pelas inestimáveis observações e ensinamentos. A minha namorada e companheira Elaine, que sempre esteve ao meu lado, com todo amor, carinho e paciência depositado em nosso relacionamento. Yuri Mascetra Leal

8 NA ELABORAÇÃO DA NOSSA SA MONOGRAFIA Tivemos muitas dificuldades e desafios. Os obstáculos, muitas vezes, pareciam insuperáveis. O desânimo quis contagiar, porém, a garra e o apego foram mais fortes, sobrepondo esse sentimento, fazendo-nos seguir adiante apesar da dura caminhada. Agora, ao olharmos para trás, a sensação do dever cumprido se faz presente e podemos constatar que as noites de sono perdidas, as viagens e visitas realizadas, o cansaço dos encontros, os longos tempos de leitura, digitação, discussão, a ansiedade em querer fazer e a angústia de muitas vezes não o conseguir, para isso contamos com a paciência de nossas orientadoras, não foram em vão. Aqui estamos mais fortes e hábeis, com coragem suficiente para mudar a nossa postura diante do mercado que nos aguarda. Como dizia Antoine Saint Exupèry em sua obra prima O Pequeno Príncipe : Foi o tempo que perdeste com a tua rosa, que fez a tua rosa tão importante. Ana Maria, Iara e Yuri.

9 RESUMO O Marketing de Relacionamento é uma estratégia que vem aparecendo no mercado cada vez com mais ousadia no que diz respeito a trazer o cliente para junto da empresa e o fidelizar aos produtos e serviços oferecidos. As empresas estão cientes de que os clientes cada vez mais procuram excelência no atendimento, benefícios e exclusividade. Por esse fato, surge a importância de um bom resultado no contato com os mesmos. Diante disso, essa pesquisa foi realizada na Unimed de Lins com o objetivo de verificar as ferramentas utilizadas no Marketing de Relacionamento. Considerando que o mercado está cada vez mais competitivo, é preciso oferecer produtos e serviços com valores agregados, já que o principal propósito de uma empresa é manter e captar clientes. Superar as expectativas, ter diferencial e manter uma relação de confiabilidade e integridade são requisitos que os clientes vêm apreciando mais a cada dia. Eles querem estar em contato com empresas que prestem atenção neles e os satisfaçam, surgindo, assim, um verdadeiro contentamento. Para tanto, é preciso desviar-se do caminho normal e buscar entender as necessidades, desejos e anseios dos clientes, levando a mensagem certa na hora exata. Utilizando o Marketing de Relacionamento as empresas constroem uma relação duradoura baseada na confiança e no compromisso, o que é possível se toda a equipe manter a mente nos clientes, para que eles sintam-se seres humanos especiais. É a equipe que faz de todo o processo um sucesso ou um fracasso, faz do Marketing de Relacionamento uma estratégia vitoriosa. Palavras-chave: Marketing de Relacionamento. Cliente. Atendimento. Fidelização.

10 ABSTRACT The Relationship Marketing is a strategy that has appeared on the market with increasing boldness concerning to bring the client together the company and to loyalty him to the products and services offered. The companies are aware that clients increasingly seek excellence in treatment, benefits and exclusiveness. Due to that, the importance of a good result in contact with the clients comes. Because of that, this research was realized at Unimed of Lins in order to check the instruments used in Relationship Marketing. Considering that the market is increasingly competitive, it is necessary to offer products and services with added values, as the main purpose of a company is to keep and attract clients. The clients are enjoying more each day of some requirements such as exceed expectations, have differential and keep a relation of reliability and integrity. The clients want to be in contact with companies that pay attention in them and satisfy them, appearing, then, a real contentment. In this purpose, it is necessary to put out of the normal way and try to understand the necessities, wishes and longing of the clients, leading the right message in the right time. The Relationship Marketing allows the companies to build a stable relationship based on trust and commitment and this is possible if all the team keeps in mind the clients in order to make them feel special human beings. It is the team that makes all the process a success or a failure, makes of the Relationship Marketing a victorious strategy. Keywords: Relationship Marketing. Customer. Treatment. Fidelization.

11 LISTA DE FIGURAS Figura 1: Hospital A. Gelis Figura 2: Recepção Central Figura 3: Recepção P.A Figura 4: Centro Cirúrgico Figura 5: Sala de Quimioterapia Figura 6: Farmacotécnica Figura 7: Unidade de Terapia Intensiva Figura 8: Unidade Materno Infantil Figura 9: Sala de Estocagem Figura 10: Sede Administrativa Figura 11: Farmácia Unimed Figura 12: Unimed Vida Figura 13: SOS Rio Dourado LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS ABEMED: Associação Brasileira de Marketing Direto ACI: Aliança Cooperativa Internacional A. GELIS: Antonio Gelis AMUL: Associação da Mulher Unimed de Lins CRM: Customer Relationship Management OCB: Organização das Cooperativas Brasileiras ODMs: Os Objetivos do Milênio P. A: Pronto Atendimento UTI: Unidade de Terapia Intensiva UNILAR: Unimed no Lar

12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...13 CAPÍTULO I: UNIMED DE LINS COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO16 1 COOPERATIVISMO Conceito e evolução Valores e princípios Unimed do Brasil Histórico Visão Missão Valores e objetivos Sistema Unimed Unimed de Lins História e evolução Missão Visão Valores Estrutura Organizacional Hospital A. Gelis Recepção Central Recepção de Pronto Atendimento Centro Cirúrgico Sala de Quimioterapia Farmacotécnica Unidade de Terapia Intensiva Unidade Materno-Infantil Sala de Estocagens Sede Administrativa Farmácia Unimed Unimed Vida...31

13 1.6 Medicina Preventiva Programa viva melhor Programa gerenciamento de crônicos Atendimento nutricional Palestras educativas Programa materno infantil Programa contra o Tabagismo Programa de reabilitação pulmonar Programa Unilar Programa melhor idade Responsabilidade Socioambiental Associação da Mulher Unimed Lins (AMUL) Vida Iluminada Esporte Estação Saúde Incentivo à música Educação corporativa ONG SOS Rio Dourado Planos Propaganda e técnicas de captação de clientes Venda de planos de saúde Pós venda para fidelizar o cliente...40 CAPÍTULO II: MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA EXCELENTE TÉCNICA PARA MANUTENÇÃO E CAPTAÇÃO DE CLIENTES MARKETING DE RELACIONAMENTO Conceito Objetivos do marketing de relacionamento Estratégias de marketing de relacionamento A importância do cliente para a organização Técnicas para manter a fidelidade do cliente O marketing de relacionamento focando a necessidade do cliente Relacionamento individualizado com os clientes...48

14 2.5.3 Satisfação no atendimento proporcionando confiabilidade CRM: a ferramenta de marketing de relacionamento Importância do CRM Aplicações do marketing de relacionamento através do CRM Benefícios que o CRM proporciona à organização Utilizando o banco de dados como estratégia de CRM...54 CAPITULO III: A PESQUISA INTRODUÇÃO Relato e discussão sobre o marketing de relacionamento na Unimed Lins Captação de clientes Manutenção de clientes CRM Parecer final sobre o caso...61 PROPOSTA DE INTERVENÇÃO...63 CONCLUSÃO...64 REFERÊNCIAS...65 APÊNDICES...67

15 13 INTRODUÇÃO As organizações trabalham para satisfazer as necessidades dos seus clientes, e uma das formas de conseguir informações da clientela para saber suas necessidades e desejos é utilizando um cadastro eficiente. O melhor atendimento é aquele que consegue superar as expectativas do cliente satisfazendo suas necessidades que é mais do que aquelas supridas pelo produto, fazendo com que esse cliente fique satisfeito, contente e que acredite no produto e serviço. O atendimento feito deve ser realizado levando em consideração a boa vontade, cortesia e amabilidade, e não esquecer que o cliente espera receber seu produto ou serviço, no prazo certo, no local certo e na quantidade certa. Quando as pessoas conseguem realizar seus desejos com produtos e serviços adquiridos na empresa se tornam cada vez mais fiéis. A lealdade é um sentimento que é desenvolvido com o tempo, por isso é que todos os parâmetros do relacionamento cliente-empresa deve ser planejados e implementados de maneira correta para que a empresa se beneficie dessa lealdade. As pessoas não procuram produtos e serviços apenas por que tiveram vontade, mas sim para realizar alguma necessidade ou ter prazer em adquirir algo. Com isso, as organizações precisam focar em não somente fabricar produtos, mas fabricar produtos que consigam satisfazer as necessidades e desejos dos consumidores. O marketing de relacionamento é uma estratégia que permite as empresas agir de forma que surpreenda o cliente, como por exemplo, fazer uma ligação no dia do aniversário. Pode ser uma simples ligação, mas causará um impacto grande o cliente jamais esquecerá da empresa que lembrou do seu aniversário. Quando se dá o respectivo valor ao marketing de relacionamento e este for realizado de forma correta, a organização só tem a ganhar com essa técnica de manter os seus clientes e captar novos, pois é muito importante saber que há pessoas que são fiéis aos seus produtos e serviços.

16 14 Os consumidores estão se tornando mais exigentes em termos de qualidade tanto de produtos como de serviços, procuram fazer com que essa qualidade se torne cada vez melhor. E essa qualidade é a capacidade que a empresa tem de conseguir atender as necessidades de mercado como se fossem as suas próprias necessidades. A organização que utiliza o marketing de relacionamento consegue sua permanência e sua evolução cada vez mais eficaz e lucrativa no mercado. O marketing de relacionamento é um relacionamento direto com o cliente, onde a empresa terá as informações necessárias para poder entrar em contato e realizar assim suas funções, trazendo o cliente de fora para dentro da empresa, fazendo com que ele se sinta satisfeito com os produtos e serviços oferecidos. Diante disso, os objetivos desse trabalho foram: fundamentar as teorias referentes ao marketing de relacionamento; descrever a evolução histórica da Unimed de Lins; verificar se as ferramentas de marketing de relacionamento adotadas pela Unimed de Lins são suficientes para manter e captar clientes; descrever as ferramentas de marketing de relacionamento utilizadas pela Unimed de Lins e verificar se as ferramentas de marketing de relacionamento utilizadas garantem a manutenção e a captação de clientes. Diante do exposto surgiu o seguinte questionamento: O marketing de relacionamento adotado pela Unimed de Lins é eficiente no tocante à manutenção e captação de clientes para com os Planos de Saúde? Para responder o questionamento, formulou-se a hipótese de que as ferramentas de marketing de relacionamento utilizadas pela Unimed de Lins são viáveis e eficientes para a manutenção e a captação de novos clientes, levando em consideração que os clientes se mantêm fiéis à Unimed de Lins pela forma de relacionamento entre a empresa e o cliente. Para demonstrar a veracidade da hipótese foi realizada uma pesquisa de campo na Unimed Cooperativa de Trabalho Médico de Lins, no período de fevereiro a novembro de Os métodos e técnicas utilizados para realização da pesquisa estão descritos no capítulo III. O trabalho divide-se nos seguintes capítulos:

17 15 Capítulo I: conceito de cooperativismo, apresentação da empresa, sua história, estrutura organizacional, planos, serviços, missão, visão, valores e projetos sociais. Capítulo II: embasamento teórico como referência, descrevendo as ferramentas de marketing de relacionamento como uma excelente técnica para manter e captar clientes. Capítulo III: descrever o resultado da pesquisa e o confronto entre a teoria e a prática. Finalizando é apresentada a proposta de intervenção e a conclusão.

18 16 CAPÍTULO I UNIMED DE LINS COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO 1 COOPERATIVISMO 1.1 Conceito e evolução Segundo Gonçalves (apud TELLES et al., 2005) o cooperativismo traduz a idéia de união voluntária entre pessoas voltadas para um mesmo objetivo, o qual busca satisfazer as necessidades econômicas, sociais e culturais e resolver problemas comuns. Esse sistema teve início na Revolução Industrial. Com o êxodo rural houve um excesso de mão-de-obra na cidade e as pessoas ficaram submetidas a trabalhar até dezesseis horas diárias e tinham salários miseráveis. Diante dessa situação, fez-se necessário a origem de um novo sistema que chega aos dias atuais: o cooperativismo. Em 21 de dezembro de 1844 no bairro de Rochdale, em Manchester (Inglaterra), 27 tecelões e uma tecelã fundaram a Sociedade dos Probos Pioneiros de Rochdale. Os tecelões de Rochdale buscavam, naquele momento, uma alternativa econômica para atuarem no mercado, frente ao capitalismo ganancioso que os submetiam a preços abusivos. O sucesso dessa iniciativa passou a ser um exemplo para outros grupos. A valorização da união entre as cooperativas existe desde o seu surgimento e, hoje, elas estão organizadas internacionalmente. A entidade que coordena esse movimento, nos cinco continentes, é a Aliança Cooperativa Internacional (ACI). Criada em 1895 e atualmente sediada em Genebra, Suíça, essa associação não-governamental e independente reúne, representa e presta

19 17 apoio às cooperativas e suas correspondentes organizações. Objetiva à integração, autonomia e desenvolvimento do cooperativismo. O Dia Internacional do Cooperativismo é comemorado no primeiro sábado de julho de cada ano. Essa data foi instituída em 1923 no Congresso da ACI: confraternização de todos os povos ligados pelo cooperativismo. A representação de todo o sistema cooperativista no Brasil cabe à Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), constituída no dia 2 de dezembro de 1969, durante o IV Congresso Brasileiro de Cooperativismo. Assim nasceu o símbolo mundialmente conhecido do cooperativismo: um círculo abraçando dois pinheiros para indicar a união do movimento, a imortalidade de seus princípios, à fecundidade de seus ideais e a vitalidade de seus adeptos. Tudo isso marcado pela trajetória ascendente dos pinheiros que se projetam para o alto, procurando subir cada vez mais. Antigamente, o pinheiro era tido como um símbolo da imortalidade e da fecundidade, pela sua sobrevivência em terras menos férteis e pela facilidade na sua multiplicação. Os pinheiros unidos são mais resistentes e ressaltam a força e a capacidade de expansão. O círculo representa a eternidade, pois não tem começo e nem fim. A cor verde lembra as árvores que é o princípio vital da natureza e da necessidade de se manter o equilíbrio com o meio-ambiente. A cor amarela simboliza o sol, fonte permanente de energia e calor. O cooperativismo possui uma bandeira formada pelas sete cores do arco-íris, aprovada pela ACI, em 1932, que significa a unidade na variedade e um símbolo de paz e esperança. Cada uma destas cores tem um significado próprio: o vermelho significa coragem; o alaranjado é a visão de possibilidades do futuro; a cor amarela é o desafio em casa, na família e na comunidade; a cor verde é o crescimento tanto do indivíduo como do cooperado; a cor azul é o horizonte distante, a necessidade de ajudar os menos afortunados, unindo-os uns aos outros; a cor anil é a necessidade de ajudar si próprio e aos outros através da cooperação e a cor violeta significa a beleza, o calor humano e a amizade. 1.2 Valores e princípios

20 18 Segundo Gonçalves (apud TELLES et al., 2005) cooperativa é uma associação autônoma de pessoas que se unem, voluntariamente, para satisfazer aspirações e necessidades econômicas, sociais e culturais comuns, por meio de uma empresa de propriedade coletiva. Os valores que a sociedade cooperativa se baseia são: a identidade de propósitos e interesses das pessoas que a compõem, ajuda mútua, ação em conjunto, busca de um resultado útil e comum a todos, responsabilidade, igualdade, solidariedade, democracia e participação. Os membros das cooperativas acreditam nos valores éticos da honestidade, transparência, responsabilidade social e preocupação pelo seu semelhante. Com o passar do tempo, elas também começaram a atuar com segurança no setor de prestação de serviços, responsável por gerar o maior número de postos de trabalho do mercado. A solução dos problemas e a satisfação do interesse coletivo são alcançados com base na troca de idéias e nas discussões entre as pessoas. Os princípios que devem nortear qualquer cooperativa no mundo de acordo com Gonçalves (apud TELLES et al., 2005) são: a) adesão voluntária e livre: as cooperativas são abertas a qualquer pessoa apta a utilizar os seus serviços e assumir as responsabilidades como membros, sem discriminação de sexo, classe, política e religião; b) gestão democrática pelos membros: os membros controlam a cooperativa e participam ativamente da formulação das políticas e na tomada de decisões; c) participação econômica do sócio: o sócio contribui eqüitativamente para o capital das suas cooperativas; d) autonomia e independência: controladas por seus sócios, as cooperativas são organizações autônomas, caracterizadas pela ajuda mútua; e) educação, formação e informação: as cooperativas promovem a educação e a formação dos seus sócios, dos representantes eleitos e dos trabalhadores de forma que estes possam contribuir, eficazmente, para o desenvolvimento das suas cooperativas;

21 19 f) intercooperação: possibilita intercâmbio de informações, produtos e serviços viabilizando o setor como atividade econômica; g) interesse pela comunidade: as cooperativas também devem trabalhar para o desenvolvimento das suas comunidades. Para tanto, devem aprovar políticas sociais junto aos seus sócios. 1.3 Unimed do Brasil Histórico A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil. Para atuar de forma institucional, foi fundada, em 18 de dezembro de 1975 a Confederação Nacional das Cooperativas Médicas - Unimed do Brasil na cidade de Santos (SP), com base nos princípios do cooperativismo, por Edmundo Castilho e mais 22 médicos. Esse grupo de médicos filiados ao Sindicato dos Médicos de Santos (SP), insatisfeitos com a crescente mercantilização do setor de saúde, buscou um modelo que resgatasse a ética e o papel social da medicina e garantisse a prática liberal da profissão e a qualidade do atendimento. Além da queda no padrão de atendimento, as mudanças levaram ao surgimento de seguradoras de saúde, à mercantilização da medicina e à proletarização do profissional médico, que ficava impedido de exercer com liberdade e dignidade sua atividade liberal. Em resposta a este contexto surge a primeira cooperativa de trabalho na área de medicina do país e também das Américas: a União dos Médicos Unimed. Esses médicos queriam evitar a intermediação das empresas, respeitando a autonomia dos profissionais e o atendimento em consultório. Também desejavam oferecer a mesma qualidade de assistência aos diferentes níveis existentes nas empresas. Além da cidade santista, Cubatão, Guarujá, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande e São Vicente estavam entre os municípios

22 20 que constituíam a base da ação da cooperativa que, depois, passou a se chamar Unimed Santos. O rápido sucesso da Unimed Santos estimulou o surgimento de diversas cooperativas médicas, inicialmente no interior de São Paulo e, depois, em todo o país. Edmundo Castilho e sua equipe organizaram uma agenda de visitas às cidades interessadas em constituir suas próprias unidades. Realizaram palestras, forneceram orientações e mobilizaram profissionais e associações médicas em torno da iniciativa. As pioneiras enfrentaram algumas adversidades por conta da pressão das empresas de medicina de grupo, da inexperiência na operação de um sistema inovador, bem como da falta de apoio governamental e de credibilidade de empresários e usuários. Transpostas essas dificuldades, o potencial do cooperativismo médico ganhou força e fez com que outras Unimed fossem criadas e implantadas por todo o país. Na década de 70, surgem as Federações Unimed - as chamadas cooperativas de segundo grau, formadas por no mínimo três singulares - visando padronizar procedimentos operacionais e estimular a troca de experiências entre as cooperativas de um mesmo estado. Em 28 de novembro de 1975 foi criada a Confederação Nacional das Cooperativas Médicas - Unimed do Brasil, entidade máxima do Sistema Unimed, que congrega todas as federações e singulares. Os principais números e dados que denotam o porte e a importância do Sistema Unimed: (Pesquisa Datafolha, 2008) 34% de participação no mercado nacional de planos de saúde (atende 15,4 milhões de clientes); 377 cooperativas com abrangência em 74,9% do território nacional (4.125 municípios); mais de 106,9 mil médicos cooperados; conjunto das cooperativas somou em 2007 faturamento de R$ 18,1 bilhões; mais de 73 mil empresas contratantes; 84 hospitais próprios e hospitais credenciados, sendo hospitais no Brasil; 90 pronto-atendimentos próprios, 52 laboratórios próprios e 458 ambulâncias próprias; disponibiliza leitos próprios e 327 mil leitos credenciados; mais de 20 mil recursos credenciados; 32 mil empregos diretos e 290 mil empregos indiretos; A consultoria BrandFinance verificou o valor da marca Unimed: R$ 2,53 bilhões. Segundo o ranking da companhia, ocupa o 27º lugar entre as marcas

23 21 mais valiosas do país e por quinze anos consecutivos a Unimed é a marca Top of Mind em Plano de Saúde, de acordo com pesquisa nacional do Instituto Datafolha. A Unimed também foi eleita em 2008, pela sétima vez consecutiva, a marca de planos de saúde em que os brasileiros mais confiam na Pesquisa Marcas de Confiança, conduzida pela Revista Seleções/Instituto Marplan no Brasil. Quando lançou a campanha que reposicionou a marca no mercado brasileiro com o slogan, O melhor plano de saúde é viver, a Unimed acreditou que saúde, muito mais que bem estar físico, é viver bem e ser feliz. O segundo melhor é própria Unimed. Assim ela se colocou à frente da concorrência e mudou o paradigma da comunicação dos planos de saúde. Desde então, a qualidade de vida, a felicidade e a importância de adotar hábitos saudáveis são temas presentes em todas as campanhas e ações de comunicação da marca com seus diversos públicos. A Unimed é, hoje, um modelo para a saúde do novo milênio. Cooperação, diversidade, sabedoria, liberdade, simplicidade, relacionamento e responsabilidade são valores da marca Unimed. Esses valores são denotados pelo desenvolvimento de produtos que dão acesso a uma parcela cada vez maior da população aos planos de saúde: pela promoção de ações sociais que melhoram as condições de vida das comunidades onde as cooperativas médicas estão inseridas, iniciativas de promoção e prevenção em saúde e valorização do trabalho médico e, também, pela adequação do modelo de negócio e defesa do funcionamento da saúde supletiva. Paralelamente, a Unimed busca lançar mão de estratégias inovadoras para vencer grandes desafios, como o elevado custo da saúde. Para o futuro, almeja concretizar a medicina para a felicidade, o respeito pela diversidade, e a união e a confiança como filosofia de vida, além de continuar sendo a melhor opção naquilo que oferece, ou seja, assistência médica humanizada, ética e de qualidade Visão

24 22 Pretende, também, ter papel decisivo na valorização do trabalho médico e na melhoria do padrão de atenção à saúde Missão Representar, integrar e orientar a atuação das cooperativas médicas e empresas do Sistema, defendendo, fortalecendo e consolidando a marca Unimed Valores e objetivos Adesão e desligamento livres e espontâneos; gestão democrática e voto singular; neutralidade política, religiosa, social e racial; participação proporcional nos resultados, positivos ou negativos; e incentivo à educação e à integração cooperativista. Ao longo das quatro décadas de sua existência, o Sistema Unimed identificou e reforçou valores que norteiam sua filosofia de administração e de operação. São eles: satisfação dos cooperados, cooperação, transparência, ética e Integridade, valorização dos colaboradores, compromisso com o cliente e responsabilidade social. Esses valores foram desenvolvidos em todo o Sistema e seu amadurecimento culminou no Código de Conduta Profissional do Sistema Unimed, que tem como objetivo elevar o nível de confiança e melhorar o relacionamento do Sistema com todos os seus públicos. A Unimed do Brasil incentiva as ações que contribuem para os Objetivos do Milênio (ODMs), principalmente os voltados à saúde e à qualidade de vida: reduzir a mortalidade infantil, melhorar a saúde das gestantes, combater a Aids, a malária e outras doenças, qualidade de vida e respeito ao meio ambiente.

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

PRINCIPAIS NORTEADORES ESTRATÉGICOS DA UNIMED VALE DAS ANTAS/RS.

PRINCIPAIS NORTEADORES ESTRATÉGICOS DA UNIMED VALE DAS ANTAS/RS. UNIMED VALE DAS ANTAS, RS - COOPERATIVA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE LTDA Ramo: Cooperativa Médica de Serviços de Saúde Período de Relato: de 27/02/2014 a 24/02/2015 E-mail: rh@valedasantas.unimed.com.br / gerencia@valedasantas.unimed.com.br

Leia mais

SOMOS UMA COOPERATIVA MÉDICA LÍDER NO MERCADO DE PLANOS DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO.

SOMOS UMA COOPERATIVA MÉDICA LÍDER NO MERCADO DE PLANOS DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO. SOMOS UMA COOPERATIVA MÉDICA LÍDER NO MERCADO DE PLANOS DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO. CUIDAR É NOSSA ESSÊNCIA E O QUE NOS MOVE TODOS OS DIAS. CUIDAMOS DE PESSOAS E LEVAMOS ESTE PROPÓSITO ALÉM, VALORIZANDO

Leia mais

COOPERATIVA-ESCOLA DOS ALUNOS DA Etec ORLANDO QUAGLIATO

COOPERATIVA-ESCOLA DOS ALUNOS DA Etec ORLANDO QUAGLIATO COOPERATIVA-ESCOLA DOS ALUNOS DA Etec ORLANDO QUAGLIATO APRESENTAÇÃO A Cooperativa-escola dos alunos nasceu de projeto institucional, regido pela Deliberação CEETEPS Nº 17 de 14 de setembro de 1994, do

Leia mais

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil:

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Unimed Brasil A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Presente em 83% território nacional; 375 cooperativas

Leia mais

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED Cuidamos de quem é importante para você plano individual ou familiar Unimed Atenção, respeito e e ciência são pré-requisitos indispensáveis quando se pensa em uma operadora

Leia mais

Produtos Unimed Grande Florianópolis

Produtos Unimed Grande Florianópolis Produtos Unimed Grande Florianópolis A Unimed é o plano de saúde que oferece os melhores médicos do Brasil. Vamos além para que sua saúde seja plena e de qualidade. Para nós, o importante é ver você bem

Leia mais

Proposta de Estudo Modalidade de Contrato de Assistência Médica. Pré-Pagamento

Proposta de Estudo Modalidade de Contrato de Assistência Médica. Pré-Pagamento Proposta de Estudo Modalidade de Contrato de Assistência Médica Pré-Pagamento SINDICATO DOS FISCAIS DA AGENCIA DEFESA AGROPECUARIO DO ESTADO DO MA PROPOSTA 513/2011 27 de abril/2011 1 PUSL 513/2011 São

Leia mais

Capítulo. Ramos do Cooperativismo

Capítulo. Ramos do Cooperativismo Capítulo Ramos do Cooperativismo 11 Ainda estavam reunidos conversando na praça, quando Juju observou a camisa do Johann, e perguntou: Que legal Pinho! A camisa do Johann tem o mesmo desenho do seu rosto,

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE NOSSO PLANO 1 2 PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE Sumário 1. O Nosso Plano 2. Programa de Promoção da Saúde 3. Por que aderir 4. COMO ADERIR 5. Os tipos de planos 6. Como Funciona 7. Dúvidas Frequentes 8.

Leia mais

APRESENTAÇÃO QUALIVIDA

APRESENTAÇÃO QUALIVIDA APRESENTAÇÃO QUALIVIDA (143.846 segurados ) (1.010.965 associados) (1.403.755 associados) (373.839 associados) 4.389 empresas 3.000.000 vidas * Dados jan 2013 2 MISSÃO NOSSA MISSÃO NOSSA MISSÃO Tornar

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda.

CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda. CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda. 1 Objetivo Descrever e comunicar os princípios que norteiam o relacionamento do Laboratório Weinmann Ltda. com as suas partes interessadas

Leia mais

Esse assunto sempre merece atenção

Esse assunto sempre merece atenção Sua saúde sempre ) Esse assunto sempre merece atenção Quais são os seus motivos para viver com saúde? Reunir a família em um almoço de domingo? Curtir o cinema ao lado da pessoa amada? Sentir orgulho dos

Leia mais

ORIENTADOR DO CLIENTE INTERCÂMBIO. Manual com informações para o cliente Unimed.

ORIENTADOR DO CLIENTE INTERCÂMBIO. Manual com informações para o cliente Unimed. ORIENTADOR DO CLIENTE INTERCÂMBIO Manual com informações para o cliente Unimed. O QUE É CLIENTE INTERCÂMBIO? Quando você está em uma cidade diferente daquela onde possui o plano de saúde e precisa de atendimento,

Leia mais

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES Por cerca de 50 anos, a série Boletim Verde descreve como a John Deere conduz os negócios e coloca seus valores em prática. Os boletins eram guias para os julgamentos e as

Leia mais

Informação SUS, Não SUS e Filantropia

Informação SUS, Não SUS e Filantropia Informação SUS, Não SUS e Filantropia O que esses temas têm em comum e quais as implicações para prestadores e gestores. João Alfredo Carvalho Rodrigues Gonçalves Águas de Lindóia 12/09/2012 Agenda da

Leia mais

Cooperativismo > História História do Cooperativismo

Cooperativismo > História História do Cooperativismo Cooperativismo > História História do Cooperativismo A origem do que hoje chamamos cooperativa tem data marcada: 21 de dezembro de 1844. Nesse dia, 27 tecelões e uma tecelã do bairro de Rochdale, em Manchester,

Leia mais

BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO

BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO A unidade BIC Amazônia está localizada na cidade de Manaus, no Estado do Amazonas, onde são produzidos canetas, lápis,

Leia mais

Objetivos Específicos

Objetivos Específicos Missão Promover a melhoria da qualidade de vida dos empregados do Prodest, através de ações específicas que estimulam e facilitam a mudança individual em busca de estilos de vida mais saudáveis. Programa

Leia mais

A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social. Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008

A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social. Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008 A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008 Responsabilidade Social O conceito da RSA não está mais entre as quatro paredes dos escritórios. A sociedade

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE

MENSAGEM DO PRESIDENTE Ética para viver Ética para viver MENSAGEM DO PRESIDENTE Caro colaborador, A Bandeirante possui missão, visão e valores definidos. Eles estão discriminados em um documento amplamente difundido dentro e

Leia mais

Nossa História e Filosofia PREVENT SENIOR

Nossa História e Filosofia PREVENT SENIOR Sejam bem vindos a Nossa História e Filosofia Antes da Lei Nº 9656/98 Constatação: Dificuldade da continuidade da internação pelos limites de dias; Não coberturas de procedimentos; Ausência de suporte

Leia mais

FINANÇAS E COOPERATIVISMO

FINANÇAS E COOPERATIVISMO O CARREGA NA ESSÊNCIA OS VALORES DA HUMANIDADE Cooperativismo é a união voluntária de pessoas com o objetivo de atender necessidades e aspirações comuns, de natureza econômica, social, cultural ou outras.

Leia mais

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 1 Mercado de Planos de Saúde Impactado por 5 Tendências E o Mercado? Continuará a Crescer? 5 Usuário

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR Prof. Dr. Jones Alberto de Almeida Divisão de saúde ocupacional Barcas SA/ CCR ponte A necessidade de prover soluções para demandas de desenvolvimento, treinamento

Leia mais

Estudo de caso: Hospital Albert Einstein. Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB Hospital Albert Einstein

Estudo de caso: Hospital Albert Einstein. Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB Hospital Albert Einstein Saúde e produtividade: o valor de uma força de trabalho saudável para o sucesso nos negócios Estudo de caso: Hospital Albert Einstein Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work Veículo: Site Revista Making Of Data: 20/08/2009 Seção: Marketing Pág.: www.revistamakingof.com.br Assunto:

Leia mais

HUMAN INTEGRATION AND DEVELOPMENT INSTITUTE INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÃO HUMANA PROGRAMA CONVIVER

HUMAN INTEGRATION AND DEVELOPMENT INSTITUTE INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÃO HUMANA PROGRAMA CONVIVER PROGRAMA CONVIVER OBJETIVOS PARCERIAS Participarão do PROGRAMA CONVIVER como parceiros colaboradores e voluntários as entidades: PÚBLICAS FEDERAIS. PÚBLICAS ESTADUAIS. PÚBLICAS MUNICIPAIS. EMPRESÁRIOS.

Leia mais

PRINCÍPIO 01 Apoiar e respeitar a proteção dos direitos humanos proclamados internacionalmente.

PRINCÍPIO 01 Apoiar e respeitar a proteção dos direitos humanos proclamados internacionalmente. PRINCÍPIO 01 Apoiar e respeitar a proteção dos direitos humanos proclamados internacionalmente. Compromisso: Os trabalhos da Unimed Santos são orientados pela ética e transparência valor que permeia toas

Leia mais

Humanização no Atendimento

Humanização no Atendimento 1ª Jornada de Hotelaria Hospitalar Humanização no Atendimento Outubro de 2014 Juliana Hissamura Se pudéssemos ver o coração dos outros e entender os desafios que cada um enfrenta, acredito que nós trataríamos

Leia mais

UNIMED FESP. Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini. Gerente de Gestão em Saúde. manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 22/07/2013 1

UNIMED FESP. Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini. Gerente de Gestão em Saúde. manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 22/07/2013 1 UNIMED FESP Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini Gerente de Gestão em Saúde manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 1 PERFIL UNIMED UNIMED FESP Quantidade de usuários 565.582 Área de abrangência Quantidade

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

CARTA ABERTA DE COMPROMISSO

CARTA ABERTA DE COMPROMISSO CARTA ABERTA DE COMPROMISSO Prezado Sr. Secretário Geral, A Responsabilidade Social Empresarial é prioridade da Unimed Sul Capixaba Cooperativa de Trabalho Médico desde 2003. É intrínseca aos valores da

Leia mais

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com.

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com. Outubro 2012 NATAL www.unirn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110 30 anos de história no RN www.unirn.com.br COOPERATIVA LÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE ANS - n.º 34531-8 Palavra

Leia mais

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade.

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade. No programa de governo do senador Roberto Requião, candidato ao governo do estado pela coligação Paraná Com Governo (PMDB/PV/PPL), consta um capítulo destinado apenas à universalização do acesso à Saúde.

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber?

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber? PLANOS DE SAÚDE O que é preciso saber? Queridos amigos, Estamos muito felizes por concluir a nossa segunda cartilha sobre direitos atrelados à saúde. Este trabalho nasceu com o propósito de levar informações

Leia mais

Veículo: Correio Braziliense Data: 13/09/2009 Seção: Cidades Pág.: 41 Assunto: Prêmio da Revista Você S/A Exame

Veículo: Correio Braziliense Data: 13/09/2009 Seção: Cidades Pág.: 41 Assunto: Prêmio da Revista Você S/A Exame Veículo: Correio Braziliense Data: 13/09/2009 Seção: Cidades Pág.: 41 Assunto: Prêmio da Revista Você S/A Exame Veículo: Site Portal Nacional Data: 13/09/2009 Seção: Notícias Pág.: www.segs.com.br Assunto:

Leia mais

GERENCIAMENTO DE CLÍNICAS

GERENCIAMENTO DE CLÍNICAS GERENCIAMENTO DE CLÍNICAS A administração eficiente de qualquer negócio requer alguns requisitos básicos: domínio da tecnologia, uma equipe de trabalho competente, rigoroso controle de qualidade, sistema

Leia mais

ASSOCIATIVISMO. Fonte: Educação Sebrae

ASSOCIATIVISMO. Fonte: Educação Sebrae ASSOCIATIVISMO Fonte: Educação Sebrae O IMPORTANTE É COOPERAR A cooperação entre as pessoas pode gerar trabalho, dinheiro e desenvolvimento para toda uma comunidade COOPERAR OU COMPETIR? Cooperar e competir

Leia mais

Unimed Porto Alegre. Lucia Campos Pellanda. medicinapreventiva@unimedpoa.com.br

Unimed Porto Alegre. Lucia Campos Pellanda. medicinapreventiva@unimedpoa.com.br Unimed Porto Alegre Lucia Campos Pellanda medicinapreventiva@unimedpoa.com.br Unimed Porto Alegre Quantidade de usuários Área de abrangência PERFIL UNIMED > 650 mil Porto Alegre, Região Metropolitana e

Leia mais

Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá Programa Escola da Família Projeto APE Ações Preventivas na Escola

Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá Programa Escola da Família Projeto APE Ações Preventivas na Escola Janeiro Calendário da Saúde e do Meio Ambiente 01 Dia Internacional da Paz / Confraternização Universal 02 - Dia do Sanitarista 02 - Dia da Abreugrafia 04 - Dia do Hemofílico 11 Dia do Controle da Poluição

Leia mais

O CRM e a TI como diferencial competitivo

O CRM e a TI como diferencial competitivo O CRM e a TI como diferencial competitivo Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br Profº Dr. Luciano Scandelari (UTFPR) luciano@cefetpr.br

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 INTRODUÇÃO Desde que foi fundada em 2001, a ética, a transparência nos processos, a honestidade a imparcialidade e o respeito às pessoas são itens adotados pela interação

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. ANS nº 41431.0

CÓDIGO DE ÉTICA. ANS nº 41431.0 CÓDIGO DE ÉTICA Aprovado pelo Conselho Consultivo da Saúde BRB Caixa de Assistência em sua 37ª Reunião Extraordinária, realizada em 10.12.2010. Brasília, 22 de fevereiro de 2011 I - APRESENTAÇÃO CÓDIGO

Leia mais

Gestão de Pessoas. - Saúde do Servidor -

Gestão de Pessoas. - Saúde do Servidor - Gestão de Pessoas - Saúde do Servidor - Promoção de Saúde e Bem-Estar Desenvolve programas destinados à prevenção de doenças, à promoção de saúde e de qualidade de vida. Realiza campanhas, palestras e

Leia mais

8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN

8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN 8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN Cultura de Saúde e Segurança no Trabalho: da Norma para o Valor Volvo do Brasil Quais os Valores e Práticas em Saúde e Segurança do Trabalho que asseguram

Leia mais

PLANO DE SAÚDE PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE

PLANO DE SAÚDE PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PLANO DE SAÚDE PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE Bem-vindo a Unimed-BH Mais de 39 anos de mercado Mais de 4.800 cooperados com 93% de avaliação positiva com a Unimed-BH* Mais

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto de Implantação e Implementação da Responsabilidade Socioambiental na Indústria

Mostra de Projetos 2011. Projeto de Implantação e Implementação da Responsabilidade Socioambiental na Indústria Mostra de Projetos 2011 Projeto de Implantação e Implementação da Responsabilidade Socioambiental na Indústria Mostra Local de: Umuarama Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados

Leia mais

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Prof Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefet.br Prof Dr. Antonio Carlos de Francisco (UTFPR) acfrancisco@pg.cefetpr.br

Leia mais

Gestão e Marketing Esportivo. Prof. José Carlos Brunoro

Gestão e Marketing Esportivo. Prof. José Carlos Brunoro Gestão e Marketing Esportivo Prof. José Carlos Brunoro O Sucesso depende de 3 pontos importantes 1. CONHECIMENTO 2. LIDERANÇA 3. CONDUTA PESSOAL 1 CONHECIMENTO Estudo Constante Aprender com todos Idioma

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

Amil%Paraná. Resumo PROTOCOLO DE CIRURGIA BARIÁTRICA AMIL-PARANÁ

Amil%Paraná. Resumo PROTOCOLO DE CIRURGIA BARIÁTRICA AMIL-PARANÁ Amil%Paraná PROTOCOLO DE CIRURGIA BARIÁTRICA AMIL-PARANÁ por Fátima Corrêa Sandmann Afonso, Patricia Piana Presas, Rubens Zenobio Darwich e Samir Bazzi Fatima Corrêa Sandmann Afonso Médica Endocrinologista

Leia mais

Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende *

Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende * Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende * Voluntariado é a expressão da participação da sociedade na vida pública mais significativa da atualidade. Os movimentos de participação

Leia mais

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual Somando forças até o fim da pobreza CARE Brasil Relatório Anual 2012 CARE Internacional Em 2012, a CARE apoiou 997 projetos de combate à pobreza em 84 países, beneficiando estimadamente 84 milhões de pessoas.

Leia mais

"Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade?" Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES

Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade? Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES "Acreditação: Valeu a pena investir na Certificação de Qualidade?" Centro Integrado de Atenção a Saúde CIAS Unimed Vitória - ES AGENDA Programação do Evento - Histórico do Centro Integrado de Atenção a

Leia mais

2. Dependentes (Filhos menores) - CERTIDÃO DE NASCIMENTO - CARTÃO DO SUS - CARTEIRA DE VACINA - TESTE DO PEZINHO (SOMENTE PARA RECÉM-NASCIDO)

2. Dependentes (Filhos menores) - CERTIDÃO DE NASCIMENTO - CARTÃO DO SUS - CARTEIRA DE VACINA - TESTE DO PEZINHO (SOMENTE PARA RECÉM-NASCIDO) Para aderir ao plano de saúde através do sindicato, é necessário entregar no escritório do SINTEGESP até o dia 29 de julho cópias dos seguintes documentos: 1. Titular: - RG; -CPF; ; - COMPROVANTE D E ENDEREÇO;

Leia mais

Centro de Assistência Social Semeador Marília Forjaz de Alvarenga

Centro de Assistência Social Semeador Marília Forjaz de Alvarenga Centro de Assistência Social Semeador Marília Forjaz de Alvarenga MANUAL DO VOLUNTÁRIO SUMÁRIO 1. Ser voluntário 3 2. Normas internas dos voluntários 4 3. Lei nº 9608, de fevereiro de 1998 5 4. Procedimento

Leia mais

HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ

HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ Origem A preocupação com as questões sociais fez com que o professor e sacerdote italiano D. Luigi Maria Verzé chegasse ao Brasil, em 1974, através do Monte

Leia mais

Estratégia Saúde Integrada

Estratégia Saúde Integrada Departamento de Saúde e Segurança Por trás de uma vida existem muitas outras. Estratégia Saúde Integrada Fernando Coelho Neto Gerente de Saúde Corporativa Evolução da estratégia em Saúde Corporativa Cultura

Leia mais

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente 16 Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente Leidiane Silva Oliveira Chagas Gestora de Recursos Humanos - Anhanguera Educacional

Leia mais

Guia. do beneficiário. Aqui você encontra informações sobre seu plano.

Guia. do beneficiário. Aqui você encontra informações sobre seu plano. Guia do beneficiário Aqui você encontra informações sobre seu plano. BEM VINDO À UNIMED SETE LAGOAS! A partir de agora você e sua família podem contar com uma operadora do maior sistema cooperativista de

Leia mais

Unimed Federação Minas. Quando o assunto é unimed, somos Especialistas. A UNIMED FEDERAÇÃO MINAS

Unimed Federação Minas. Quando o assunto é unimed, somos Especialistas. A UNIMED FEDERAÇÃO MINAS A UNIMED FEDERAÇÃO MINAS A Unimed Federação Minas atua representando política e institucionalmente as 62 cooperativas médicas no estado, 5 federações regionais e 1 comitê, bem como os mais de 15 mil médicos

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário NRDC Bairro Guaíra Três de Maio RS

Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário NRDC Bairro Guaíra Três de Maio RS I - ABERTURA GERAL Três de Maio, próspero município, com 24 mil habitantes, predominantemente descendentes de alemães, italianos e poloneses, na região noroeste do Rio Grande do Sul, foi emancipado em

Leia mais

Estratégia Saúde Integrada

Estratégia Saúde Integrada Departamento de Saúde e Segurança Por trás de uma vida existem muitas outras. Estratégia Saúde Integrada Fernando Coelho Neto Gerente de Saúde Corporativa Evolução da estratégia em Saúde Corporativa Cumprimento

Leia mais

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto?

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto? Projetos Sociais da Faculdade Campo Real A promoção da cidadania é qualidade de toda instituição de ensino consciente de sua relevância e capacidade de atuação social. Considerando a importância da Faculdade

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014 Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social Entidade: Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil Endereço: Rua Antônio Miguel Pereira

Leia mais

EQUIPOMAN. Sistema de Gestão Integrada. Código de Ética

EQUIPOMAN. Sistema de Gestão Integrada. Código de Ética Sistema de Gestão Integrada Código de Ética CE-01/2012 Rev: 01 Data: 11/12/2012 1 Mensagem da Diretoria Prezados (as) Colaboradores (as), É com imensa satisfação que apresentamos o Código de Ética da EQUIPOMAN

Leia mais

ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social

ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social Características essenciais de Responsabilidade Social Incorporação por parte da organização de considerações sociais e ambientais nas suas decisões tornando-se

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

CALENDÁRIO DA SAÚDE JANEIRO

CALENDÁRIO DA SAÚDE JANEIRO JANEIRO 02 - Dia do Sanitarista 04 - Dia do Hemofílico 14 - Dia do Enfermo 19 - Dia do Terapeuta Ocupacional 20 - Dia do Farmacêutico 24 - Dia Mundial do Hanseniano FEVEREIRO 05 - Dia Estadual do Médico

Leia mais

Gestão estratégica em processos de mudanças

Gestão estratégica em processos de mudanças Gestão estratégica em processos de mudanças REVISÃO DOS MACRO PONTOS DO PROJETO 1a. ETAPA: BASE PARA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO DE PERFORMANCE PROFISSIONAL, que compreenderá o processo de Análise

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA Vitória, ES Janeiro 2010. 1ª Revisão Janeiro 2011. 2ª Revisão Janeiro 2012. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA REDE GAZETA IDENTIDADE CORPORATIVA Missão

Leia mais

Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA. Comunicação de Progresso - 2006

Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA. Comunicação de Progresso - 2006 Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA Comunicação de Progresso - 2006 Quem somos: Número de funcionários: 781 Número de empresas listadas: 391 Volume financeiro diário: R$ 2,4 bilhões Market Cap: R$

Leia mais

O Guia Prático da. Arquitetura Corporativa

O Guia Prático da. Arquitetura Corporativa O Guia Prático da Arquitetura Corporativa SUMÁRIO INTRODUÇÃO ARQUITETURA CORPORATIVA NO BRASIL RECURSOS HUMANOS, TURNOVER, NORMAS E LEIS TRABALHISTAS MÓVEIS DE ESCRITÓRIO Tudo o que você precisa saber

Leia mais

Colaboradores da Oceanair e Avianca. Prezado Cliente, Parabéns!

Colaboradores da Oceanair e Avianca. Prezado Cliente, Parabéns! Colaboradores da Oceanair e Avianca Prezado Cliente, Parabéns! A sua empresa tem contrato com a Unimed Paulistana e isso quer dizer que você é um cliente UNIMED. Significa também que seu plano de saúde

Leia mais

Carta Internacional da Educação Física, da Atividade Física e do Esporte

Carta Internacional da Educação Física, da Atividade Física e do Esporte Carta Internacional da Educação Física, da Atividade Física e do Esporte Preâmbulo A Conferência Geral da UNESCO, 1. Recordando que, na Carta das Nações Unidas, os povos proclamaram sua fé nos direitos

Leia mais

I Seminário Internacional de Atenção Primária em Saúde de São Paulo PARTE II

I Seminário Internacional de Atenção Primária em Saúde de São Paulo PARTE II I Seminário Internacional de Atenção Primária em Saúde de São Paulo PARTE II DESENVOLVIMENTO DO PROJETO EM 2009 Objetivos: REUNIÕES TÉCNICAS DE TRABALHO PactuaçãodoPlanodeTrabalhoedoPlanodeAções Desenvolvimento

Leia mais

ESTUDO DE CASO MATERNIDADE DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTÔNIO PEDRO

ESTUDO DE CASO MATERNIDADE DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTÔNIO PEDRO INSTITUTO DE SAÚDE DA COMUNIDADE DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO EM SAÚDE PLANEJAMENTO E GERÊNCIA EM SAÚDE II ESTUDO DE CASO MATERNIDADE DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTÔNIO PEDRO Professores: Dra. Luciana Alves

Leia mais

A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1

A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1 A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1 ROSSATO, Karine 2 ; GIRARDON-PERLINI, Nara Marilene Oliveira 3, MISTURA, Claudelí 4, CHEROBINI, Márcia

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA 23 de julho de 2015 ÍNDICE Pág. Introdução... 3 Objetivos... 3 Princípios gerais de atuação... 4 Princípios específicos de atuação... 7 Mecanismos de desenvolvimento,

Leia mais

GRM-COM-014/08 MISSÃO

GRM-COM-014/08 MISSÃO GRM-COM-014/08 MISSÃO "Proporcionar serviços de cuidados com a saúde, de qualidade, inovadores e humanizados, a preços justos, de forma ética, valorizando o trabalho médico e os colaboradores APRESENTAÇÃO

Leia mais

Boletim Informativo. O ano de 2013. Informe RH - Redução da Jornada de Trabalho. Próxima edição C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I

Boletim Informativo. O ano de 2013. Informe RH - Redução da Jornada de Trabalho. Próxima edição C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I Boletim Informativo Nossa Missão: Promover assistência segura à saúde, com respeito e ética aos usuários, desenvolvendo o ensino e pesquisa na busca

Leia mais

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto.

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto. 1- INTERCÂMBIO A negociação entre as UNIMEDS do País, que geram relações operacionais específicas e normatizadas para atendimento de usuários na área de ação de uma cooperativa ou contratados por outra

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

MANUAL DE ASPECTOS JURÍDICOS DO PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE

MANUAL DE ASPECTOS JURÍDICOS DO PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE Av. Barbacena, 472 8º andar Barro Preto CEP: 30190-130 Belo Horizonte/MG Tel.: 3253.4917 E-mail: renata.gontijo@cemigsaude.org.br Portal Corporativo: www.cemigsaude.org.br MANUAL DE ASPECTOS JURÍDICOS

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

Visão, Missão e Valores do Grupo Bravante

Visão, Missão e Valores do Grupo Bravante CÓDIGO DE ÉTICA O Grupo Bravante apresenta a todos os seus colaboradores o seu Código de Ética. O objetivo deste é definir com clareza os princípios e valores éticos que norteiam todos os procedimentos

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL POLÍTICA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE PRISIONAL A Política de Atenção

Leia mais

MANUAL DO COORDENADOR REGIONAL VOLUNTÁRIO E TERMO DE COMPROMISSO DO COORDENADOR REGIONAL

MANUAL DO COORDENADOR REGIONAL VOLUNTÁRIO E TERMO DE COMPROMISSO DO COORDENADOR REGIONAL MANUAL DO COORDENADOR REGIONAL VOLUNTÁRIO E TERMO DE COMPROMISSO DO COORDENADOR REGIONAL 2010 TURMA DO BEM A Turma do Bem é uma OSCIP Organização da Sociedade Civil de Interesse Público fundada em 2002

Leia mais

MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Palácio de Belém, 1 de Janeiro de 2012 Boa noite, A todos os Portugueses desejo um Bom Ano Novo, feito de paz e de esperança. O ano que

Leia mais

Gestão de Pessoas 2011

Gestão de Pessoas 2011 Gestão de Pessoas 2010 marca nova fase na área de Gestão de Pessoas. Em 2010, a área de Gestão de Pessoas concluiu a implantação do sistema de gestão do departamento, iniciado durante o Programa de Modernização,

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL Relatório e Análise 2005 Introdução: ``Para que a Construtora Mello Azevedo atinja seus objetivos é necessário que a equipe tenha uma atitude vencedora, busque sempre resultados

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

informe COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Abril 2012 www.uniodontorn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110

informe COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Abril 2012 www.uniodontorn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110 Abril 2012 NATAL www.unirn.com.br COOPERATIVA LÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DESTAQUES DESTA EDIÇÃO: Convenção da Uniodonto Nordeste... pág. 03 Assembleia dos cooperados reelege a atual Diretoria... pág.

Leia mais