Estudo dos órgãos vegetais. Prof Leandro Penitente

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo dos órgãos vegetais. Prof Leandro Penitente"

Transcrição

1 Estudo dos órgãos vegetais Prof Leandro Penitente

2 Introdução Como todos os outros seres vivos, os vegetais precisam de nutrientes, água e gases do ar atmosférico. Para extrair esses elementos em que vivem e produzirem seus alimentos, as plantas possuem órgãos especiais, tais como: raiz caule folhas flores, frutos e sementes

3 A raiz, o caule e as folhas são responsáveis pelas funções que mantêm vivas as plantas. As raízes são responsáveis pela fixação e absorção de água e de sais minerais. O caule tem como funções: Conduzir a seiva bruta das raízes até as folhas; Transportar seiva elaborada para todas as células da planta; Sustentar a copa As folhas participam dos processos da fotossíntese e da transpiração. Já as flores são responsáveis pela reprodução do vegetal.

4

5 RAIZ Conceito É um órgão vegetativo, geralmente subterrâneo, apresenta Geotropismo positivo e fototropismo negativo. É um órgão aclorofilado FUNÇÕES 1) Fixação do vegetal a um substrato 2) Absorver seiva bruta 3) Condução das seivas 4) Reprodução vegetativa 5) Armazenamento de substâncias de reserva Raiz tuberosa batata doce

6 Partes da Raiz

7 Estrutura morfológica externa de uma raiz típica Zona suberosa (ou de ramificação) Zona lisa (de crescimento ou elongação) Coifa Zona pilífera

8 Tipos de raízes 1) Raiz axial Eixo principal mais desenvolvido Ex: Dicotiledôneas e gimnospermas Axial tuberosa

9 2) Raiz Fasciculada Não há como diferenciar eixo principal dos secundários Ex - Monocotiledôneas

10 O conjunto de todas as raízes de uma planta é chamado de sistema radicular. Existem dois tipos principais de sistemas radiculares: Pivotante ou axial : existe uma raiz principal, que penetra profundamente no solo, e dela partem várias raízes secundárias. É o tipo de raiz das mangueiras, das laranjeiras, das goiabeiras, etc. Fasciculado: não existe raiz principal. Formam-se várias raízes finas, que não penetram muito no solo. É o tipo de raiz das gramas, milho, cana-deaçúcar e das palmeiras.

11

12 3) Raiz Tabular Aumentar estabilidade do vegetal

13 Raiz Tabular

14 6) Pneumatóforo Planta do Mangue Pneumatódio célula respiratória

15 Tipo: raiz respiratória ou pneumatóforas Tipo: raiz tabular

16 4) Raiz Escora Plantas do mangue Ex: Avicenia FUNÇÃO aumentar Estabilidade do vegetal

17 Raízes com funções especiais Existem raízes com funções especializadas, que se apresentam bastante modificadas. Isso reflete a grande capacidade de adaptação das plantas aos mais diversos ambientes. Tipo: Raiz-escora (ou suporte).

18 5) Haustórios Planta parasita Erva de passarinho

19 Tipo: raiz sugadora Função: São raízes de plantas parasitas, como a erva-depassarinho, que penetram no caule da planta hospedeira, sugando-lhe a seiva. Tipo: raiz tuberosa Função: Contêm grande reserva de substâncias nutritivas e são muito utilizadas na nossa alimentação. Como exemplos dessas raízes, podemos citar a mandioca, a cenoura, a beterraba, o cará, a batata-doce e o nabo. Tipo: Raiz aquática

20 LEMBRAR HOLOPARASITA - Cipó chumbo - Suga a seiva elaborada HEMIPARASITA - Erva de passarinho Suga a seiva bruta

21

22 CAULE Conceito É um órgão vegetativo, geralmente aéreo, apresenta Geotropismo negativo e fototropismo positivo. Funções 1. Sustentação da copa 2. Condução das seivas 3. Fotossíntese ( se for verde ) 4. Reprodução vegetativa 5. Armazenamento Caule - Tubérculo

23 Os caules são responsáveis pela condução da seiva entre as raízes e as folhas e pela sustentação da copa da árvore. O caule é composto por quatro partes: 1) gema apical 2) gema lateral ou axilar ) nó 4) entrenó 4

24 Tipos de caules Os caules, geralmente, crescem no ar. Mas existem caules que crescem embaixo da terra e dentro da água. Portanto, eles podem ser áereos, subterrâneos e aquáticos. Caules aéreos são os que crescem ao ar livre. Podem ser : eretos rastejantes trepadores

25 Tipos Caules eretos crescem em posição vertical em relação ao solo. Tronco:ex: mangueira, o jacarandá

26 Estipe : Exs: caules das palmeiras e dos coqueiros. Colmo: Pode ser oco, como o bambu, ou cheio, como a cana-deaçúcar. Haste - é um tipo de caule frágil, comum nas plantas pequenas, nas hortaliças - salsa, alface, agrião, etc.

27 Caules rastejantes: desenvolvem-se horizontalmente em relação ao solo, isto é, estendem-se pelo chão. Exemplos: melancia, abóbora, melão, pepino, batatadoce etc. Caules trepadores: crescem apoiando-se num suporte qualquer. Exemplos; parreira, chuchu, maracujazeiro, etc.

28 Caules subterrâneos crescem embaixo da terra. Podem ser: rizomas, tubérculos e bulbos. rizomas Exemplos: samambaia, gengibre tubérculos Ex. batatinha bulbos Ex. cebola

29 Caules aquáticos : crescem dentro da água. Geralmente são pouco desenvolvidos e tenros. Exemplo aguapé, vitória-régia. Caules modificados : Um fato comum nas plantas é a presença de órgãos modificados mostrando uma boa adaptação ao ambiente. Cladódios: Espinhos Gavinhas

30 Partes

31 TIPOS DE CAULE AÉREOS 1) Tronco Caule bastante resistente

32 2) Haste Caule pouco Lignificado (Flexível)

33 3) Colmo Cheio - Cana de açúcar

34 3) COLMO - oco - BAMBU

35 4) Caule ESTIPE Ex : Coqueiro

36 5) Caule ESTOLÃO Morango - grama Caule rastejante ocorre também na grama

37 Caule Subterrâneo 6) Rizoma Bananeira Obs: Bananeira possui pseudo-caule Samambaia

38 Caule AQUÁTICO Obs: Caules ricos em parênquima aerífero

39 MORFOSE BULBO Ex: Alho Outro exemplo a cebola Lembrar no BULBO o caule é a parte basal chamada prato

40 MORFOSE CLADÓDIO Ex: CACTUS Caule modificado em forma de FOLHA

41 MORFOSE CLADÓDIO Ex: Carqueja

42 OLHA O ERRO

43 MORFOSE ESPINHO ocorre no limoeiro e laranjeira Obs: Espinho pode ser folha modificada

44 MORFOSE GAVINHAS Exemplo Maracujá e uva Nas ervilhas é morfose de FOLHA

45

46 A folha: é um órgão importantíssimo para a vida da planta, pois executa algumas das tarefas mais importantes para a vida da planta: fotossíntese, respiração, transpiração e sudação. Uma folha completa é constituída de limbo (ou lâmina), pecíolo, bainha e estípulas. Qualquer uma dessas partes pode faltar, sendo, entretanto, raro verificarse a ausência de limbo.

47 pecíolo limbo estípula Folha simples bainha estípula folíolos pecíolo Folha composta

48 As folhas de dicotiledôneas diferem das de monocotiledôneas pelas nervuras e pela presença de pecíolo.

49

50 Frutos: São todos os órgãos vegetais que se originam do desenvolvimento do ovário.

51 Geralmente o fruto é formado de pericarpo e semente. O pericarpo origina-se do ovário da flor, que se desenvolve depois da fecundação e apresenta três partes: epicarpo (casca), mesocarpo (parte muitas vezes carnosa e comestível) e endocarpo (camada interna que envolve a semente, as vezes formando caroço). EPICARPO MESOCARPO ENDOCARPO SEMENTE (CAROÇO)

52 Classificação dos frutos: Carnosos: apresentam o pericarpo relativamente macio e suculento. Geralmente são comestíveis, ricos em substâncias nutritivas, Classificam-se em bagas (frutos que têm uma ou várias sementes soltas) e drupas (têm um endocarpo duro, dentro do qual há uma semente); Baga Drupa

53 Secos: possuem o pericarpo seco e podem ser deiscentes (são aqueles que, quando maduros, abrem-se, liberando as sementes) ou indeiscentes (são aquelas que não se abrem quando maduros). Frutos falsos ou pseudofrutos: Toda vez que a parte carnosa do fruto, geralmente comestível, for originada de outra parte da flor que não seja o ovário, o fruto não é verdadeiro. É por isso que eles são chamados falsos frutos. Exemplos: maçã, morango, caju

54

55 Cada óvulo fecundado de angiosperma se desenvolve e origina uma semente. Nesse processo, enquanto o endosperma está acumulando reserva nutritivas, o zigoto se multiplica e forma o embrião. O embrião e as reservas nutritivas, contidas no endosperma secundário e/ou no(s) cotilédone(s), ficam envoltos por uma casca resistente, originada a partir dos envoltórios do óvulo, constituindo a semente.

56 Milho Feijão

57

Aulas 8 e 9. Morfologia Vegetal (Evolução e padrões anatômicos e fisiológicosobservados nos seres vivos). Parte I: Raiz e Caule.

Aulas 8 e 9. Morfologia Vegetal (Evolução e padrões anatômicos e fisiológicosobservados nos seres vivos). Parte I: Raiz e Caule. Aulas 8 e 9 Morfologia Vegetal (Evolução e padrões anatômicos e fisiológicosobservados nos seres vivos). Parte I: Raiz e Caule. Raiz: fixação ao solo e absorção de água e sais minerais. Regiões Meristemática:

Leia mais

Raiz Morfologia Tipos de raízes MORFOLOGIA E ANATOMIA DA RAIZ

Raiz Morfologia Tipos de raízes MORFOLOGIA E ANATOMIA DA RAIZ MORFOLOGIA E ANATOMIA DA RAIZ Exemplares Características gerais e funções Exemplares Características gerais e funções Absorção e condução de água e sais minerais; Acúmulo de nutrientes; Fixação da planta

Leia mais

Como as plantas evoluíram?

Como as plantas evoluíram? Como as plantas evoluíram? 1 Como classificar as plantas? 2 Funções da raiz: Raiz Fixar o vegetal ao solo. Retirar do solo água e sais minerais indispensáveis à nutrição da planta. SEIVA BRUTA Água +

Leia mais

Botânica II. Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos. (13)

Botânica II. Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos.  (13) Botânica II Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos fernandoss@ifsp.edu.br www.fernandosantiago.com.br (13) 8822-5365 Aula 4 (parte 1) Morfologia externa: Sistema radicular Sistema caulinar Sistema radicular

Leia mais

FUNÇÕES DA RAIZ: Fixar o vegetal ao solo. Absorver água e sais minerais do solo. Condução de seiva. Armazenamento de substâncias.

FUNÇÕES DA RAIZ: Fixar o vegetal ao solo. Absorver água e sais minerais do solo. Condução de seiva. Armazenamento de substâncias. 2) RAIZ - pág. 138 A raiz geralmente é um órgão subterrâneo, sem clorofila e especializado na fixação da planta e na absorção de água e sais minerais. FUNÇÕES DA RAIZ: Fixar o vegetal ao solo. Absorver

Leia mais

Jardinagem e Meio Ambiente. Conhecer Gostar - Respeitar - Preservar

Jardinagem e Meio Ambiente. Conhecer Gostar - Respeitar - Preservar Jardinagem e Meio Ambiente Conhecer Gostar - Respeitar - Preservar O Brasil tem a maior diversidade de espécies do mundo! E qual a importância das plantas em nossa vida? Por que plantar? As plantas deixam

Leia mais

A Diversidade de Plantas. Como as plantas evoluíram?

A Diversidade de Plantas. Como as plantas evoluíram? A Diversidade de Plantas Como as plantas evoluíram? Como classificar as plantas? Briófitas Características: Apresentam rizóides, caulóides e filóides. Vivem em locais úmidos e sombreados. Não possuem vasos

Leia mais

2) Tecidos vegetais. Epiderme das folhas I) Cutícula: Camada de cera (lipídio) presente na superfície das células epidérmicas de algumas folhas

2) Tecidos vegetais. Epiderme das folhas I) Cutícula: Camada de cera (lipídio) presente na superfície das células epidérmicas de algumas folhas Histologia Vegetal 2) Tecidos vegetais e) Epiderme(tecido vivo) Epiderme das folhas I) Cutícula: Camada de cera (lipídio) presente na superfície das células epidérmicas de algumas folhas II) Estômatos:

Leia mais

Raízes, caules, folhas, frutos e flores são estruturas que comumente chamamos órgãos vegetais.

Raízes, caules, folhas, frutos e flores são estruturas que comumente chamamos órgãos vegetais. ESTRUTURAS VEGETAIS ESTRUTURAS VEGETAIS Raízes, caules, folhas, frutos e flores são estruturas que comumente chamamos órgãos vegetais. Cada órgão possui sua função definida e várias formas possíveis. ESTRUTURAS

Leia mais

Morfologia Vegetal. O corpo da planta

Morfologia Vegetal. O corpo da planta Morfologia Vegetal O corpo da planta Os sistemas da planta Meristema apical do caule Sistema caulinar Ou axial Crescimento Modular Fitômeros Plasticidade Fenotípica Sistema radicular Ou absortivo-fixador

Leia mais

29/05/2016. Parede celular Celulose (polissacarídeo) = rigidez e sustentação; Reforço de lignina ou ceras;

29/05/2016. Parede celular Celulose (polissacarídeo) = rigidez e sustentação; Reforço de lignina ou ceras; Parede celular Celulose (polissacarídeo) = rigidez e sustentação; Reforço de lignina ou ceras; Vacúolo Armazena substâncias: água, sais, ar e alcaloides (efeitos tóxicos e farmacológicos); Plastos Leucoplasto,

Leia mais

setor 1401 Aula 20 MORFOFISIOLOGIA VEGETAL. MORFOLOGIA EXTERNA DE RAIZ, CAULE E FOLHA

setor 1401 Aula 20 MORFOFISIOLOGIA VEGETAL. MORFOLOGIA EXTERNA DE RAIZ, CAULE E FOLHA setor 1401 14010509 14010509-SP Aula 20 MORFOFISIOLOGIA VEGETAL. MORFOLOGIA EXTERNA DE RAIZ, CAULE E FOLHA 1. A sobrevivência de uma planta depende da resolução de uma série de problemas. Entre eles estão:

Leia mais

2.1 DIVERSIDADE NAS PLANTAS CONSTITUIÇÃO DAS PLANTAS COM FLOR

2.1 DIVERSIDADE NAS PLANTAS CONSTITUIÇÃO DAS PLANTAS COM FLOR 2.1 DIVERSIDADE NAS PLANTAS CONSTITUIÇÃO DAS PLANTAS COM FLOR Como são constituídas as plantas com flor? As plantas com flor são constituídas por raiz, caule e folhas. Apresentando em certas épocas do

Leia mais

BOTÂNICA ANGIOSPERMAS. Prof. Gassem ANGIOSPERMAS. Grupo de plantas vasculares (traqueófitas) que apresentam sementes protegidas por frutos:

BOTÂNICA ANGIOSPERMAS. Prof. Gassem ANGIOSPERMAS. Grupo de plantas vasculares (traqueófitas) que apresentam sementes protegidas por frutos: BOTÂNICA ANGIOSPERMAS Prof. Gassem ANGIOSPERMAS Grupo de plantas vasculares (traqueófitas) que apresentam sementes protegidas por frutos: do grego, angios (aggeîon) = vaso, urna; sperma = semente espermatófitas;

Leia mais

GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS

GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS GIMNOSPERMAS Características: São cormófitas, Vasculares, Fanerógamas, Espermatófitas Não formam frutos (semente nua) Terrestres (locais frios ou temperados) Polinização é realizada

Leia mais

2) Órgãos da planta. Anatomia interna da folha. Epiderme: Geralmente uniestratificada Pluriestratificada (plantas xerófitas) o o

2) Órgãos da planta. Anatomia interna da folha. Epiderme: Geralmente uniestratificada Pluriestratificada (plantas xerófitas) o o C) Folhas Anatomia interna da folha Epiderme: Geralmente uniestratificada Pluriestratificada (plantas xerófitas) o o Possui estômatos (trocas gasosas) Pode apresentar camada de cutina cobrindo as células

Leia mais

Classificação dos tipos de inflorescências

Classificação dos tipos de inflorescências Organografia Apresentação Este livro trata de mostrar a classificação das estruturas do corpo vegetal que variam de acordo com sua forma, tamanho e quantidade. Tal classificação é muito eficaz na hora

Leia mais

Cap. 8 (1º Parte) Angiospermas: raiz, caule e folhas. Profa. Lucinha

Cap. 8 (1º Parte) Angiospermas: raiz, caule e folhas. Profa. Lucinha Cap. 8 (1º Parte) Angiospermas: raiz, caule e folhas Profa. Lucinha Características Angiospermas (Angios = urna; sperma = semente) Apresentam sementes protegidas por frutos, que são as urnas. Apresentam

Leia mais

Porto, 17 de abril de 2016 DIVERSIDADE NAS PLANTAS

Porto, 17 de abril de 2016 DIVERSIDADE NAS PLANTAS Porto, 17 de abril de 2016 DIVERSIDADE NAS PLANTAS PLANTA UMA FLORESTA Retirado de: SOARES, Luísa Ducla (1990). A Gata Tareca e Outros Poemas Levados da Breca. Lisboa: Teorema (ilustrações de José Pedro

Leia mais

23/11/2015. REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS

23/11/2015. REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM Plantas tiveram origem no ambiente aquático e, posteriormente, colonizaram o ambiente terrestre; Modificaram a atmosfera da Terra, propiciando

Leia mais

Agricultura geral. de plantas. UFCG Campus Pombal

Agricultura geral. de plantas. UFCG Campus Pombal Agricultura geral Propagação de plantas UFCG Campus Pombal Tipos de propagação de plantas Sexuada ou seminífera Sistema de propagação de plantas que envolve a união de gametas, gerando a semente que é

Leia mais

MORFOLOGIA VEGETAL. Morfologia externa e interna da raiz e do caule PROFª SANDRA BIANCHI

MORFOLOGIA VEGETAL. Morfologia externa e interna da raiz e do caule PROFª SANDRA BIANCHI MORFOLOGIA VEGETAL Morfologia externa e interna da raiz e do caule PROFª SANDRA BIANCHI INTRODUÇÃO Dois dos processos mais interessantes e complexos que ocorrem durante o ciclo de vida das plantas produtoras

Leia mais

Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas.

Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas. Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas. Componentes do grupo: plantas São pluricelulares Paredes

Leia mais

RAIZ E CAULE MORFOLOGIA EXTERNA

RAIZ E CAULE MORFOLOGIA EXTERNA RAIZ E CAULE MORFOLOGIA EXTERNA RAIZ Origem: a primeira raiz (raiz primária) de uma planta com sementes é originada pela radícula do eixo embrionário. Funções: fixação da plântula no solo absorção de água

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 AS PARTES DAS PLANTAS

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 AS PARTES DAS PLANTAS Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

Reino Plantae: Classificação, Tecidos e Morfologia Vegetal

Reino Plantae: Classificação, Tecidos e Morfologia Vegetal CEPI Cecília Meireles Disciplina de Biologia Série: 2 ano do ensino médio Reino Plantae: Classificação, Tecidos e Morfologia Vegetal Goiânia-GO 2016 EVOLUÇÃO VEGETAL ORIGEM VEGETAL Descendentes das algas

Leia mais

Colo ou coleto. Regiões da raiz

Colo ou coleto. Regiões da raiz RAÍZES A Raiz A raiz é o órgão da planta que normalmente se encontra abaixo da superfície do solo. Funções: Servir como meio de fixação ao solo ; Servir como órgão absorvente de água, compostos nitrogenados

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Histologia e Morfologia Vegetal Histologia Vegetal Ramo da Botânica que se preocupa em estudar os tecidos vegetais quanto as suas características, organização,

Leia mais

Raiz. Organologia Vegetal. É o estudo dos órgãos vegetais. -raiz -caule -folha. - vegetativos Órgãos vegetais. - reprodutores -fruto -semente

Raiz. Organologia Vegetal. É o estudo dos órgãos vegetais. -raiz -caule -folha. - vegetativos Órgãos vegetais. - reprodutores -fruto -semente Organologia Vegetal É o estudo dos órgãos vegetais. - vegetativos Órgãos vegetais -raiz -caule -folha -flor - reprodutores -fruto -semente Raiz Geralmente subterrânea; Atua na fixação; Absorve e conduz

Leia mais

Ficha de estudo. A Montanha perto de Ti A FOTOSSÍNTESE. O que é a Fotossíntese?

Ficha de estudo. A Montanha perto de Ti A FOTOSSÍNTESE. O que é a Fotossíntese? A FOTOSSÍNTESE O que é a Fotossíntese? A fotossíntese é o processo através do qual as plantas convertem a energia da luz em energia química, transformando o dióxido de carbono (CO 2 ), a água (H 2 O) e

Leia mais

REINO PLANTAE (VEGETAIS)

REINO PLANTAE (VEGETAIS) REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM Plantas tiveram origem no ambiente aquático e, posteriormente, colonizaram o ambiente terrestre; Modificaram a atmosfera da Terra, propiciando

Leia mais

EJA 3ª FASE PROF.ª CHRISTIANE MELLO PROF.ª QUEILA PATRÍCIA

EJA 3ª FASE PROF.ª CHRISTIANE MELLO PROF.ª QUEILA PATRÍCIA EJA 3ª FASE PROF.ª CHRISTIANE MELLO PROF.ª QUEILA PATRÍCIA REVISÃO DE CONTEÚDOS 2º Bimestre Aula 77 Revisão e Avaliação de Ciências da Natureza 2 REVISÃO 1 Sistema genital feminino e masculino O sistema

Leia mais

Gabarito de Biologia Frente 3

Gabarito de Biologia Frente 3 Gabarito de Biologia Frente 3 Módulo 05 1. [C] O milho é um exemplo de infrutescência, derivada de uma inflorescência, onde cada fruto é originado de um ovário após a fecundação. 2. [D] A batata inglesa

Leia mais

Angeion: urna; Sperma: semente. Raiz: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, rabanete. Caule: batata inglesa, cebola e alho

Angeion: urna; Sperma: semente. Raiz: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, rabanete. Caule: batata inglesa, cebola e alho ANGIOSPERMAS Angeion: urna; Sperma: semente Também são denominadas por antófitas (anthos = flor), espermáfitas, traqueófitas e fanerógamas É o grupo mais numeroso de todos os vegetais, com cerca de 90%

Leia mais

1. (UFPEL) As figuras mostram, respectivamente, a germinação de semente de feijão (A) e de milho (B).

1. (UFPEL) As figuras mostram, respectivamente, a germinação de semente de feijão (A) e de milho (B). 1. (UFPEL) As figuras mostram, respectivamente, a germinação de semente de feijão (A) e de milho (B). Com base em seus conhecimentos e nos textos, é correto afirmar que as figuras A e B mostram, respectivamente,

Leia mais

Tecidos e Órgão Vegetais

Tecidos e Órgão Vegetais Tecidos e Órgão Vegetais Aula - 2º. Ano Ensino Médio - Biologia Prof a. Juliana Fabris Lima Garcia Monocotiledôneas Alho, cebola, aspargo, abacaxi, bambu, grama, arroz, trigo, aveia, cana-deaçúcar, milho,

Leia mais

Sistemática As angiospermas constituem o maior grupo de vegetais do planeta, compreendendo cerca de 2/3 de todas as espécies de plantas.

Sistemática As angiospermas constituem o maior grupo de vegetais do planeta, compreendendo cerca de 2/3 de todas as espécies de plantas. ANGIOSPERMAS -angio = envoltório; sperma = semente Sistemática As angiospermas constituem o maior grupo de vegetais do planeta, compreendendo cerca de 2/3 de todas as espécies de plantas. Esse grupo encontra-se

Leia mais

27/11/2015. Parede celular Celulose (polissacarídeo) = rigidez e sustentação; Reforço de lignina ou ceras;

27/11/2015. Parede celular Celulose (polissacarídeo) = rigidez e sustentação; Reforço de lignina ou ceras; Parede celular Celulose (polissacarídeo) = rigidez e sustentação; Reforço de lignina ou ceras; Vacúolo Armazena substâncias: água, sais, ar e alcaloides (efeitos tóxicos e farmacológicos); Plastos Leucoplasto,

Leia mais

Botânica. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros

Botânica. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Botânica Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Unidade I Órgãos vegetais Órgãos Vegetais: FLOR A flor é um ramo altamente modificado, apresentando apêndices especializados. Órgãos Vegetais:

Leia mais

Aula CRESCIMENTO META OBJETIVOS. Entender o crescimento primário e secundário nas plantas.

Aula CRESCIMENTO META OBJETIVOS. Entender o crescimento primário e secundário nas plantas. CRESCIMENTO Aula 8 META Entender o crescimento primário e secundário nas plantas. OBJETIVOS Fisiologia Vegetal INTRODUÇÃO - processo conhecido como de crescimento. ra, peso) e funções em geral de um organismo,

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com As Angiospermas ou angiospérmicas (do grego: angeos (ἄγγος) - "bolsa" e sperma (σπέρμα) - "semente") são plantas espermatófitas

Leia mais

Angeion: urna; Sperma: semente. Raiz: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, rabanete. Caule: batata inglesa, cebola e alho

Angeion: urna; Sperma: semente. Raiz: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, rabanete. Caule: batata inglesa, cebola e alho ANGIOSPERMAS Angeion: urna; Sperma: semente Também são denominadas por antófitas (anthos = flor), espermáfitas, traqueófitas e fanerógamas É o grupo mais numeroso de todos os vegetais, com cerca de 90%

Leia mais

17/11/2015. REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS

17/11/2015. REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM Plantas tiveram origem no ambiente aquático e, posteriormente, colonizaram o ambiente terrestre; Modificaram a atmosfera da Terra, propiciando

Leia mais

UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS

UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS Livro pág. 66 Leitura do Texto: A conquista do Ambiente Terrestre. Livro: Uma breve história do conhecimento Embora o homem represente 1% da Biomassa do Planeta, é provável

Leia mais

Abril Educação Plantas/Algas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Abril Educação Plantas/Algas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Abril Educação Plantas/Algas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 Qual é a importância dos vegetais para a vida animal? Questão 2 Diferencie uma célula animal de uma vegetal. Questão

Leia mais

Frutos MORFOLOGIA E ANATOMIA DOS FRUTOS. Constituição dos frutos TIPOS DE FRUTOS 03/02/2014 ANNA FRIDA HATSUE MODRO

Frutos MORFOLOGIA E ANATOMIA DOS FRUTOS. Constituição dos frutos TIPOS DE FRUTOS 03/02/2014 ANNA FRIDA HATSUE MODRO Frutos MORFOLOGIA E ANATOMIA DOS FRUTOS ANNA FRIDA HATSUE MODRO É o ovário desenvolvido com as sementes já formadas, ou pode ser ainda constituído de diversos ovários e ter ou não estruturas acessórias

Leia mais

Ciências - 7 ano. Estudo Dirigido PROVA Aluna: Leticia Fernandes Sobral, 7 B. Prof. Roberto Oliver.

Ciências - 7 ano. Estudo Dirigido PROVA Aluna: Leticia Fernandes Sobral, 7 B. Prof. Roberto Oliver. Ciências - 7 ano Estudo Dirigido PROVA Aluna: Leticia Fernandes Sobral, 7 B. Prof. Roberto Oliver. Características gerais das plantas! A ciência que estuda e classifica as plantas é a Botânica; São pluricelulares

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS A clorofila encontra-se dentro dos plastos (também chamados de cloroplastos). Cloroplastos

Leia mais

FRUTO frutos Epicarpo: Mesocarpo: Endocarpo:

FRUTO frutos Epicarpo: Mesocarpo: Endocarpo: FRUTO Os frutos são estruturas que protegem as sementes nas Angiospermas. Derivam do ovário das flores. Depois da fecundação dos óvulos no interior do ovário há um crescimento deste, que se dá por ação

Leia mais

PROFESSORA SANDRA BIANCHI REPRODUÇÃO SEXUADA DE VEGETAIS

PROFESSORA SANDRA BIANCHI REPRODUÇÃO SEXUADA DE VEGETAIS PROFESSORA SANDRA BIANCHI REPRODUÇÃO SEXUADA DE VEGETAIS CICLO DIPLOBIONTE OU METAGÊNESE MEIOSE ESPÓRICA OU INTERMEDIÁRIA FIGURA REPRESENTATIVA DE UM MUSGO (Politricum sp) CICLO DE VIDA DE BRIÓFITAS MUSGO

Leia mais

ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS. BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 7 MORFOLOGIA VEGETAL

ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS. BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 7 MORFOLOGIA VEGETAL BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 7 MORFOLOGIA VEGETAL ORIENTAÇÕES A lista 9 aborda a morfologia das plantas (raiz, caule e folha). Mantenha sempre o foco e a atenção ao resolver as questões

Leia mais

RAIZ É um órgão das plantas superiores; Quase sempre subterrâneo; Desempenha várias funções:

RAIZ É um órgão das plantas superiores; Quase sempre subterrâneo; Desempenha várias funções: É um órgão das plantas superiores; Quase sempre subterrâneo; Desempenha várias funções: Absorção; Condução (água e minerais dissolvidos); Reserva (Acumula nutrientes); Fixação; Diferenciação do caule:

Leia mais

Raiz É um órgão geralmente subterrâneo (há os aquáticos, superficiais e os aéreos), que desempenha funções importantes:

Raiz É um órgão geralmente subterrâneo (há os aquáticos, superficiais e os aéreos), que desempenha funções importantes: MORFOLOGIA VEGETAL Raiz É um órgão geralmente subterrâneo (há os aquáticos, superficiais e os aéreos), que desempenha funções importantes: Fixação do vegetal; Absorção da água e sais minerais do solo (raramente

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES PROFESSOR DISCIPLINA TURMA DEISE MENEZES CIÊNCIAS 201 ALUNO SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br Questão 1 Pense no que você

Leia mais

Gabarito de Biologia Frente 3

Gabarito de Biologia Frente 3 Gabarito de Biologia Frente 3 Módulo 05 01 [C] A autoincompatibilidade entre o grão de pólen e o estigma da mesma flor impede o processo de autofecundação, possibilitando o aumento da variabilidade genética.

Leia mais

Botânica II. Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos. (13)

Botânica II. Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos.  (13) Botânica II Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos fernandoss@ifsp.edu.br www.fernandosantiago.com.br (13) 8822-5365 Aula 6 Aparato dispersor: frutose sementes Aparelho dispersor 1.Frutos: órgãos típicos

Leia mais

CÉLULAS E TECIDOS VEGETAIS. Profa. Ana Paula Biologia III

CÉLULAS E TECIDOS VEGETAIS. Profa. Ana Paula Biologia III CÉLULAS E TECIDOS VEGETAIS 2016 Profa. Ana Paula Biologia III CÉLULAS E TECIDOS VEGETAIS Quais as diferenças entre a célula vegetal e animal?? Basicamente: parede celular; vacúolo; cloroplastos. Parede

Leia mais

A Raiz, O Caule e A Folha. *Um cordel de Botânica*

A Raiz, O Caule e A Folha. *Um cordel de Botânica* A Raiz, O Caule e A Folha *Um cordel de Botânica* Autor: Rodrigo de Oliveira 2012 As folhas sabem procurar pelo sol Os caules conduzir e sustentar E as raízes procurar, procurar... (Modificado de Gilberto

Leia mais

Reprodução nas plantas. Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira

Reprodução nas plantas. Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira Reprodução nas plantas Apresentação feita por Como se reproduzem as plantas com flor? As plantas com flor reproduzem-se por sementes, que resultam da reprodução sexuada, que ocorre quando as células sexuais

Leia mais

MATERIAL EXTRA DE CIÊNCIAS - 9º ANO - REINO PLANTAE

MATERIAL EXTRA DE CIÊNCIAS - 9º ANO - REINO PLANTAE MATERIAL EXTRA DE CIÊNCIAS - 9º ANO - REINO PLANTAE Reprodução das briófitas Para explicar como as briófitas se reproduzem, tomaremos como modelo o musgo mimoso. Observe o esquema abaixo. Os musgos verdes

Leia mais

Nome: 2º ANO A Nº Disciplina Biologia Professor: Marcelo Corte Real

Nome: 2º ANO A Nº Disciplina Biologia Professor: Marcelo Corte Real Data: Bimestre : 3º Nome: 2º ANO A Nº Disciplina Biologia Professor: Marcelo Corte Real : Valor da Prova / Atividade: 2,0 Nota: Objetivo / Instruções: Lista de Exercicios 3 Bimestre 1. (FUVEST) Com relação

Leia mais

CICLO DE VIDA E REPRODUÇÃO SEXUADA FLOR

CICLO DE VIDA E REPRODUÇÃO SEXUADA FLOR Campus Campo Grande Biologia 3 Professor Edilson Silveira ANGIOSPERMAS São plantas de pequeno, médio e grande porte Fanerógamas Vasculares Não dependem de água para fecundação. Possuem flores, frutos e

Leia mais

Principais famílias: 28/05/2015 MORFOLOGIA. Morfologia de Leguminosas e Gramíneas Forrageiras. Poaceae (gramíneas) grama, pastagem.

Principais famílias: 28/05/2015 MORFOLOGIA. Morfologia de Leguminosas e Gramíneas Forrageiras. Poaceae (gramíneas) grama, pastagem. Morfologia de Leguminosas e Gramíneas Forrageiras MORFOLOGIA Refere-se a estrutura e ao arranjo de partes das plantas. Prof. Leandro C. Araujo (DBZ) Zootecnista Essencial para a identificação das plantas

Leia mais

FOLHA. Conceito: É um órgão laminar. Possui grande superfície. Dotado de clorofila. Função: realizar a fotossíntese.

FOLHA. Conceito: É um órgão laminar. Possui grande superfície. Dotado de clorofila. Função: realizar a fotossíntese. FOLHA Conceito: É um órgão laminar. Possui grande superfície. Dotado de clorofila. Função: realizar a fotossíntese. FOLHA Modificações de Folhas Algumas folhas podem se modificar, assumindo outras funções,

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Botânica (Reino Plantae ou Metaphyta) 1. Características Gerais Grupo monofilético; Eucariotos; Fotossintizantes; Substância de reserva; Parede celular. 2.

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS E REPRODUÇÃO

CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS E REPRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS E REPRODUÇÃO Isogamia: gametas morfologicamente iguais, geralmente flagelados, que são libertados para o meio, onde ocorre a fecundação; Heterogamia: gametas morfologicamente

Leia mais

As plantas com flor são constituídas por raiz, caule, folhas, flores e frutos (Figura 2).

As plantas com flor são constituídas por raiz, caule, folhas, flores e frutos (Figura 2). 1. Diversidade das plantas As plantas são seres vivos pluricelulares produtores, uma vez que produzem os seus próprios alimentos, utilizando água, sais minerais, dióxido de carbono e energia solar para

Leia mais

Disciplina: Ciências 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS

Disciplina: Ciências 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS Disciplina: Ciências Ficha nº 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS Nesta ficha você conhecerá: O que são os carboidratos; Onde encontrar os carboidratos; A diferença entre carboidratos de alto e baixo

Leia mais

ESTRUTURAS DE MADEIRA

ESTRUTURAS DE MADEIRA ESTRUTURAS DE MADEIRA CLASSIFICAÇÃO DA MADEIRA AULA 2 EDER BRITO Classificação das árvores Pela Botânica as árvores são classificadas como vegetais superiores, denominados de fanerógamas, que apresentam

Leia mais

NUTRIÇÃO E ACUMULAÇÃO SUBSTÂNCIAS DAS PLANTAS

NUTRIÇÃO E ACUMULAÇÃO SUBSTÂNCIAS DAS PLANTAS Escola Secundária do Padre António Martins Oliveira de Lagoa Técnicas Laboratoriais de Biologia NUTRIÇÃO E ACUMULAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS DAS PLANTAS Pedro Pinto Nº 14 11ºA 09/12/2003 Índice Introdução... 3

Leia mais

Ilustração dos Jardins suspensos da Babilônia, Atual Iraque JARDINAGEM

Ilustração dos Jardins suspensos da Babilônia, Atual Iraque JARDINAGEM Ilustração dos Jardins suspensos da Babilônia, Atual Iraque JARDINAGEM ESTILOS DE JARDINS Quais são os estilos de jardins? I. Clássico; II. Contemporâneo; III. Étnicos IV. Climáticos ESTILOS DE JARDINS

Leia mais

TER de Ciências- 7º Ano- 4º Bimestre/ 2014

TER de Ciências- 7º Ano- 4º Bimestre/ 2014 TER de Ciências- 7º Ano- 4º Bimestre/ 2014 Professoras Áurea e Perla 1) No Brasil, o representante mais importante das gimnospermas é a araucária (pinheirodo-paraná). Estas plantas produzem estróbilos,

Leia mais

Reino Vegetal. Natália A. Paludetto

Reino Vegetal. Natália A. Paludetto 0 Reino Vegetal Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Vegetal Plantae ou Metaphyta Vegetais ( 500 milhões a.a.) coevolução todos os ambientes! Eucariontes,

Leia mais

[Ano] Vegetais: podem ser usados como recursos didáticos? Campus Virtual Cruzeiro do Sul

[Ano] Vegetais: podem ser usados como recursos didáticos? Campus Virtual Cruzeiro do Sul [Ano] Vegetais: podem ser usados como recursos didáticos? Unidade - Vegetais: podem ser usados como recursos didáticos? MATERIAL TEÓRICO Responsável pelo Conteúdo: Profa. Dra. Rosana Cristina Carreira

Leia mais

Tecidos Vegetais. Professor: Vitor Leite

Tecidos Vegetais. Professor: Vitor Leite Tecidos Vegetais Professor: Vitor Leite TECIDOS MERISTEMÁTICOS (MERISTEMAS) Localização: ápices de todas as raízes e caules e gemas laterais. Função: Crescimento longitudinal(comprimento). Originam tecidos

Leia mais

6 a 12 meses Obs. Frutas: amassadas ou raspadas; Comida: amassada com o garfo.

6 a 12 meses Obs. Frutas: amassadas ou raspadas; Comida: amassada com o garfo. 1 semana (01/09 até 02/09) Quinta Sexta Jantar: fruta Abacate Chuchu e Brócolis refogados Manga ( Aleitamento materno ou fórmula infantil Acima de 12 meses Obs. Frutas: cortadas; Comida: normal. ACIMA

Leia mais

Angiospermas - Anatomia, Fisiologia, Histologia e Morfologia

Angiospermas - Anatomia, Fisiologia, Histologia e Morfologia INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL - IFRS/CAMPUS OSÓRIO INFORMÁTICA PARA INTERNET Pedro Braga Alves Turma 201 Angiospermas - Anatomia, Fisiologia, Histologia e Morfologia

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Bio Tecidos de sustentação e condução

Exercícios de Aprofundamento Bio Tecidos de sustentação e condução 1. (Unesp 2015) Dona Patrícia comprou um frasco com 100 gramas de alho triturado desidratado, sem sal ou qualquer conservante. A embalagem informava que o produto correspondia a 1 quilograma de alho fresco.

Leia mais

Nome: A) Flores coloridas, perfumadas,

Nome: A) Flores coloridas, perfumadas, 45 e 46 A figura abaixo representa a formação do tubo po lí nico, com núcleos numerados de I a V. Os gametas mas culinos estão representados por: a) I e II. b) III e IV. c) IV e V. d) II e IV. e) I e III.

Leia mais

A principal função da flor numa planta é a de reprodução. As flores de uma planta são constituídas por (Figura 1):

A principal função da flor numa planta é a de reprodução. As flores de uma planta são constituídas por (Figura 1): 1. Reprodução das plantas com flor 1.1. Flor principal função da flor numa planta é a de reprodução. s flores de uma planta são constituídas por (Figura 1): Figura 1 onstituição de uma flor completa de

Leia mais

Morfologia externa da folha

Morfologia externa da folha Morfologia externa da folha Dra. MARIANA ESTEVES MANSANARES Departamento de Biologia Setor de Botânica Sistemática Universidade Federal de Lavras (UFLA) FOLHAS Origem: origem exógena FOLHAS Definição:

Leia mais

Tecidos de revestimentos: Epiderme e periderme

Tecidos de revestimentos: Epiderme e periderme Quais são os principais tecidos encontrados no corpo de uma planta? Vigiai, pois, porque não sabeis o dia e nem a hora em que o Filho do homem há de vir. Mateus 25:13 Temos dois grandes grupos Temos dois

Leia mais

MORFOLOGIA VEGETAL MORFOLOGIA VEGETAL 17/05/2013 REPRODUÇÃO: FLOR, FRUTO E SEMENTE REPRODUÇÃO: FLOR, FRUTO E SEMENTE REPRODUÇÃO: FLOR, FRUTO E SEMENTE

MORFOLOGIA VEGETAL MORFOLOGIA VEGETAL 17/05/2013 REPRODUÇÃO: FLOR, FRUTO E SEMENTE REPRODUÇÃO: FLOR, FRUTO E SEMENTE REPRODUÇÃO: FLOR, FRUTO E SEMENTE Biologia Tema: Reino Plantae - Morfologia vegetal 1 Flor, fruto e semente; 2 Raiz; 3 Caule; 4 Folha; 5 Propagação vegetativa 5.1 Estaquia; 5.2 Enxertia; 5.3 Mergulhia; 5.4 Hormonal. Marcos Vinícius MORFOLOGIA

Leia mais

Culinária Estapafúrdia

Culinária Estapafúrdia PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 3º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Leia: Um moderno restaurante Fez durante

Leia mais

CURSINHO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST ESPECÍFICA nº 6 - BIOLOGIA PROF: CARLOS NOGUEIRA/DIA 10/05/2014

CURSINHO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST ESPECÍFICA nº 6 - BIOLOGIA PROF: CARLOS NOGUEIRA/DIA 10/05/2014 CURSINHO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST ESPECÍFICA nº 6 - BIOLOGIA PROF: CARLOS NOGUEIRA/DIA 10/05/2014 1. (Uece 2014) As auxinas são fitormônios fundamentais ao desenvolvimento das plantas. Esses hormônios,

Leia mais

20/5/2014 ÓRGÃOS VEGETAIS II. FLORES, FRUTOS E SEMENTES Nesta aula, veremos as funções e principais tipos de flores, frutos e sementes.

20/5/2014 ÓRGÃOS VEGETAIS II. FLORES, FRUTOS E SEMENTES Nesta aula, veremos as funções e principais tipos de flores, frutos e sementes. FLORES, FRUTOS E SEMENTES Nesta aula, veremos as funções e principais tipos de flores, frutos e sementes. 4. FLOR Estrutura reprodutora das plantas espermatófitas ou fanerógamas. Presente em gimnospermas

Leia mais

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Ciências.

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Ciências. FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ 2011 O Colégio que ensina o aluno a estudar. APICE 4 o Ano Ensino Fundamental I ALUNO(A): TURMA: Ciências [4 a ETAPA] Você está recebendo o APICE (Atividade para Intensificar

Leia mais

REINO PLANTAE. Prof. Dra. Priscila Bezerra de Souza

REINO PLANTAE. Prof. Dra. Priscila Bezerra de Souza REINO PLANTAE Prof. Dra. Priscila Bezerra de Souza A Diversidade de Plantas Como as plantas evoluíram? Como classificar as plantas? O SUCESSO NO AMBIENTE TERRESTRE O reino Plantae engloba Briófitas, Pteridófitas,

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS A clorofila encontra-se dentro dos plastos Cloroplastos Cloroplasto Parede celular Representação

Leia mais

GIMNOSPERMAS. Relações filogenéticas BOTÂNICA. Prof. Gassem 02/04/2012. Embriófitas. Traqueófitas (plantas vasculares)

GIMNOSPERMAS. Relações filogenéticas BOTÂNICA. Prof. Gassem 02/04/2012. Embriófitas. Traqueófitas (plantas vasculares) BOTÂNICA GIMNOSPERMAS Prof. Gassem Relações filogenéticas Embriófitas Traqueófitas (plantas vasculares) Espermatófitas (plantas que produzem sementes Algas verdes (grupo externo) Briófitas Pteridófitas

Leia mais

PROFESSOR: FreD. ALUNO (a):

PROFESSOR: FreD. ALUNO (a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: Biologia SÉRIE: 2 ALUNO (a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) O coqueiro (Cocos nucifera) é uma monocotiledônea de grande porte. Suas flores,

Leia mais

REPRODUÇÃO NAS PLANTAS. 1) Reprodução assexuada em algas

REPRODUÇÃO NAS PLANTAS. 1) Reprodução assexuada em algas REPRODUÇÃO NAS PLANTAS 1) Reprodução assexuada em algas São três os filos formados por algas consideradas plantas: clorofíceas (verdes), rodofíceas (vermelhas) e feofíceas (pardas). Dentre esses três grupos,

Leia mais

Lista de exercícios de Biologia - revisão geral - 3º ano Valor 2,0 pontos (NT) Profa Deborah

Lista de exercícios de Biologia - revisão geral - 3º ano Valor 2,0 pontos (NT) Profa Deborah Lista de exercícios de Biologia - revisão geral - 3º ano Valor 2,0 pontos (NT) Profa Deborah 1. (Unesp-SP) Um botânico tomou dois vasos, A e B, de uma determinada planta. O vaso A permaneceu como controle

Leia mais

TECIDOS FUNDAMENTAIS

TECIDOS FUNDAMENTAIS TECIDOS FUNDAMENTAIS Totipotência Capacidade da célula madura reter potencialidades para o crescimento e diferenciação, normalmente só encontradas no zigoto. Ex. célula do parênquima. TECIDOS podem ser

Leia mais

FISIOLOGIA DE ANGIOSPERMAS

FISIOLOGIA DE ANGIOSPERMAS BIOLOGIA FISIOLOGIA DE ANGIOSPERMAS Prof. TOSCANO O que você deve saber sobre FISIOLOGIA DAS PLANTAS ANGIOSPERMAS A capacidade de responder a mudanças ambientais e a adaptação a diferentes situações são

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Aula 6 Histologia vegetal Os tecidos meristemáticos...1 Aula 7 Histologia vegetal Os tecidos permanentes I...2 Aula 8 Histologia vegetal Os tecidos permanentes II...4

Leia mais

Componentes do Irrigâmetro

Componentes do Irrigâmetro Capítulo 1 Componentes do Irrigâmetro O Irrigâmetro é composto pela associação de um evaporímetro com um pluviômetro (Figura 1), descritos a seguir. Evaporímetro O Evaporímetro é constituído pelos seguintes

Leia mais

Bio:D. Angela Cristina E-mail: angelacristina2913@gmail.com

Bio:D. Angela Cristina E-mail: angelacristina2913@gmail.com Bio:D Angela Cristina E-mail: angelacristina2913@gmail.com Reinos 5 reinos; 1969; Organização celular (uni ou pluri), tipo de célula (procarionte ou eucarionte) e forma de nutrição (autótrofo ou heterótrofo).

Leia mais

BIOLOGIA Professor: Anderson Macena

BIOLOGIA Professor: Anderson Macena BOLOGA Professor: Anderson Macena Aluno(a): 03 09/10/2014 Semi 01. (UFPE/UFRPE) O caule, estrutura adaptada à função de sustentação da planta e condução de seiva, pode-se apresentar sob diferentes tipos

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Bio Plantas

Exercícios de Aprofundamento Bio Plantas 1. (Unesp 2015) Dona Patrícia comprou um frasco com 100 gramas de alho triturado desidratado, sem sal ou qualquer conservante. A embalagem informava que o produto correspondia a 1 quilograma de alho fresco.

Leia mais