Agricultura geral. de plantas. UFCG Campus Pombal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Agricultura geral. de plantas. UFCG Campus Pombal"

Transcrição

1 Agricultura geral Propagação de plantas UFCG Campus Pombal Tipos de propagação de plantas Sexuada ou seminífera Sistema de propagação de plantas que envolve a união de gametas, gerando a semente que é a estrutura que vai dar origem a nova planta. Assexuada ou vegetativa Consiste na regeneração de plantas a partir de órgãos, tecidos ou células possibilitando a produção de plantas geneticamente idênticas (clones) 1

2 Propagação sexuada ou seminífera Vantagens da propagação sexuada 2/3 das espécies cultivadas Maior quantidade de indivíduos por planta matriz; Diversos processos de dispersão; Mantém viabilidade por longo período (dormência); Tolera armazenamento; Menor volume (armazenamento, transporte e plantio); Menor custo de implantação. Pontos negativos Variabilidade genética (população desuniforme); Fase juvenil longa (retardar a produção). 2

3 Onde começa a formação das sementes? Formação da semente Polinização: transferência do grão de pólen da antera ao estigma Germinação do grão de pólen e crescimento do tubo polínico O tubo polínico atravessa o estilete indo em direção ao ovário Tubo polínico atinge o ovário onde encontra o gameta feminino Fertilização: união dos gametas masculino e feminino Núcleo gerativo (n) + oosfera (n) Zigoto (2n) Núcleo gerativo (n) + núcleos polares (2n) endosperma (3n) Tegumento integumentos do óvulo 3

4 Zigoto = 2n FLOR GRÃO DE PÓLEN Núcleo vegetativo Grão de pólen germinando (degenera) divide em dois Núcleo gerativo Tubo polínico FLOR 4

5 5

6 zigoto pró-embrião com 3 células ápice caulinar cotilédone EMBRIÃO divisão desigual EMBRIOGENESE pericarpo tegumento ápice radicular 6

7 Partes constituintes das sementes (dicotiledônea) Partes constituintes das sementes (monocotiledônea) 7

8 Fatores que interferem na germinação das sementes Disponibilidade de água embebição Temperatura Teor de oxigênio Luminosidade Dormência folhas primárias cotilédones Phaseolus vulgaris L. 8

9 Dormência Dormência: causada por fatores internos. A semente não germina mesmo em condições favoráveis. Proteção contra condições ambientais desfavoráveis. Ex: Gramíneas forrageiras, pêssego. Quiescência: As sementes não germinam devido à fatores externos desfavoráveis. Ex.: falta de água, temperatura elevada 9

10 Causas da dormência Embrião imaturo Embrião dormente Impermeabilidade à água Impermeabilidade à gases (O 2 ) Presença de substâncias inibidoras Resistência mecânica Germimação (%) Teor de água na semente Germinação de sementes de maracujá armazenadas por 270 dias à temperatura de 15 0 C em diferentes concentrações de água na semente 10

11 Disseminação de sementes Vento - vegetais anemocóricos Água - vegetais hidrocóricos Animais - vegetais zoocóricos Homem - vegetais antropocóricos Propagação assexuada ou vegetativa 11

12 Vantagens da propagação assexuada Maior rapidez na formação das mudas Maior uniformidade da população; Permite propagar indivíduos que não florescem por falta de condições ambientais favoráveis; Permite multiplicar indivíduos estéreis Maior precocidade no indivíduos Pontos negativos Transmissão de doenças Necessidade de plantas matrizes de qualidade Necessidade de instalações adequadas; Maior volume de material para transporte e armazenamento; Normalmente é um processo mais oneroso. Propagação assexuada ou vegetativa pode ser: Natural Artificial Processos naturais de propagação:utilizam estruturas naturalmente produzidas pelas plantas Estruturas naturais de propagação mais comuns: Bulbos Rizomas Tubérculos Estolões Bulbilhos aéreos Rebentos Folhas Esporos 12

13 Processos naturais de propagação Bulbos: São caules subterrâneos com pequeno crescimento vertical, caracterizando-se pelo acúmulo de reservas e presença de pratos, que é o verdadeiro caule. Escamosos (lírio, trevo) Tunicados (cebola) Sólidos (gladíolo) Bulbo composto: constituído por uma associação de bulbos tunicados, envoltos por folhas modificadas, apenas com a finalidade de proteção. Ex: alho 13

14 Processos naturais de propagação Rizomas: São caules modificados, com perda de geotropismo negativo. Podem ser subterrâneos ou superficiais e possuem gemas, nós, entre-nós e dominância apical. Ex: Bambu, bananeira, gama-batatais. 14

15 Processos naturais de propagação Tuberculos: São caules modificados, formados pela expansão e pelo grande acúmulo de reservas na parte subterrânea 15

16 Processos naturais de propagação Raízes tuberozas: São raízes com potencial para desenvolver gemas como a batata doce, ou com pedaços de caule da planta mãe, como a dália. Processos naturais de propagação Estolões ou estolhos: São caules de crescimento horizontal, distinguindo-se dos rizomas pelo menor diâmetro e entre-nós mais externos, ao longo dos quais não possuem raízes. Ex: Grama-seda, Amendoim-forrageiro e morango 16

17 Processos naturais de propagação Folhas: Algumas plantas apresentam brotações nas folhas, ainda ligadas à planta matriz ou nas margens (fortuna) 17

18 Outras formas naturais de propagação Bulbilhos aéreos: São pequenos bulbos produzidos na parte aérea. Ex: Alho e lírio. Rebentos: São brotações subterrâneas na planta mãe (caule ou raízes). Ex: Bromélias e agave. Filhotes: Brotações que surgem nas inflorescências, podendo ou não, apresentar raízes. Ex: abacaxi e agave. Esporos: Estruturas unicelulares produzidos na face inferior das folhas. Ex: Samambaias e avencas 18

19 19

20 20

21 21

22 22

23 23

24 24

25 25

26 26

27 27

28 28

Reprodução nas plantas. Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira

Reprodução nas plantas. Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira Reprodução nas plantas Apresentação feita por Como se reproduzem as plantas com flor? As plantas com flor reproduzem-se por sementes, que resultam da reprodução sexuada, que ocorre quando as células sexuais

Leia mais

Reprodução das Plantas

Reprodução das Plantas Reprodução das Plantas Plantas com flor Nas plantas com flor, é a flor, a responsável pela reprodução, pois é no interior das suas pétalas que se encontram os órgãos de reprodução. Tipos de flor: Flores

Leia mais

Angeion: urna; Sperma: semente. Raiz: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, rabanete. Caule: batata inglesa, cebola e alho

Angeion: urna; Sperma: semente. Raiz: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, rabanete. Caule: batata inglesa, cebola e alho ANGIOSPERMAS Angeion: urna; Sperma: semente Também são denominadas por antófitas (anthos = flor), espermáfitas, traqueófitas e fanerógamas É o grupo mais numeroso de todos os vegetais, com cerca de 90%

Leia mais

BOTÂNICA ANGIOSPERMAS. Prof. Gassem ANGIOSPERMAS. Grupo de plantas vasculares (traqueófitas) que apresentam sementes protegidas por frutos:

BOTÂNICA ANGIOSPERMAS. Prof. Gassem ANGIOSPERMAS. Grupo de plantas vasculares (traqueófitas) que apresentam sementes protegidas por frutos: BOTÂNICA ANGIOSPERMAS Prof. Gassem ANGIOSPERMAS Grupo de plantas vasculares (traqueófitas) que apresentam sementes protegidas por frutos: do grego, angios (aggeîon) = vaso, urna; sperma = semente espermatófitas;

Leia mais

GIMNOSPERMAS. Relações filogenéticas BOTÂNICA. Prof. Gassem 02/04/2012. Embriófitas. Traqueófitas (plantas vasculares)

GIMNOSPERMAS. Relações filogenéticas BOTÂNICA. Prof. Gassem 02/04/2012. Embriófitas. Traqueófitas (plantas vasculares) BOTÂNICA GIMNOSPERMAS Prof. Gassem Relações filogenéticas Embriófitas Traqueófitas (plantas vasculares) Espermatófitas (plantas que produzem sementes Algas verdes (grupo externo) Briófitas Pteridófitas

Leia mais

BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento. Aula 12b: Propagação Vegetativa

BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento. Aula 12b: Propagação Vegetativa BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento Prof. Marcelo C. Dornelas Aula 12b: Propagação Vegetativa A propagação vegetativa como um processo de manutenção da diversidade Ao contrário da reprodução

Leia mais

BOTÂNICA PARTE II Ramo da biologia que estuda as plantas. Gimnospermas

BOTÂNICA PARTE II Ramo da biologia que estuda as plantas. Gimnospermas BOTÂNICA PARTE II Ramo da biologia que estuda as plantas. Gimnospermas BOTÂNICA (Reino Plantae) Para pertencer ao grupo das plantas o organismo deve: Ter raiz, caule e folha; Ser autótrofo fotossintetizante

Leia mais

Hormônios vegetais Prof.: Eduardo

Hormônios vegetais Prof.: Eduardo Prof.: Eduardo Fitormônios: É um composto orgânico sintetizado em alguma parte do vegetal que pode ser transportado para outra parte e assim em concentrações muito baixas causar uma resposta fisiológica

Leia mais

Sistemática As angiospermas constituem o maior grupo de vegetais do planeta, compreendendo cerca de 2/3 de todas as espécies de plantas.

Sistemática As angiospermas constituem o maior grupo de vegetais do planeta, compreendendo cerca de 2/3 de todas as espécies de plantas. ANGIOSPERMAS -angio = envoltório; sperma = semente Sistemática As angiospermas constituem o maior grupo de vegetais do planeta, compreendendo cerca de 2/3 de todas as espécies de plantas. Esse grupo encontra-se

Leia mais

PROFESSOR: FreD. ALUNO (a):

PROFESSOR: FreD. ALUNO (a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: Biologia SÉRIE: 2 ALUNO (a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) O coqueiro (Cocos nucifera) é uma monocotiledônea de grande porte. Suas flores,

Leia mais

O controle do crescimento e do desenvolvimento de um vegetal depende de alguns fatores:

O controle do crescimento e do desenvolvimento de um vegetal depende de alguns fatores: O controle do crescimento e do desenvolvimento de um vegetal depende de alguns fatores: Disponibilidade de luz Disponibilidade de água Nutrientes minerais Temperatura Um outro fator que regula o crescimento

Leia mais

2.1 DIVERSIDADE NAS PLANTAS CONSTITUIÇÃO DAS PLANTAS COM FLOR

2.1 DIVERSIDADE NAS PLANTAS CONSTITUIÇÃO DAS PLANTAS COM FLOR 2.1 DIVERSIDADE NAS PLANTAS CONSTITUIÇÃO DAS PLANTAS COM FLOR Como são constituídas as plantas com flor? As plantas com flor são constituídas por raiz, caule e folhas. Apresentando em certas épocas do

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Botânica (Reino Plantae ou Metaphyta) 1. Características Gerais Grupo monofilético; Eucariotos; Fotossintizantes; Substância de reserva; Parede celular. 2.

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina Sistemática Vegetal Código da Disciplina: NDC 125. Período de oferta da disciplina: 2 período

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina Sistemática Vegetal Código da Disciplina: NDC 125. Período de oferta da disciplina: 2 período PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina Sistemática Vegetal Código da Disciplina: NDC 125 Curso: Agronomia Período de oferta da disciplina: 2 período Faculdade responsável: Núcleo de Disciplinas Comuns (NDC)

Leia mais

UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS

UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS UNIDADE 3 O REINO DAS PLANTAS Livro pág. 66 Leitura do Texto: A conquista do Ambiente Terrestre. Livro: Uma breve história do conhecimento Embora o homem represente 1% da Biomassa do Planeta, é provável

Leia mais

Angeion: urna; Sperma: semente. Raiz: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, rabanete. Caule: batata inglesa, cebola e alho

Angeion: urna; Sperma: semente. Raiz: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, rabanete. Caule: batata inglesa, cebola e alho ANGIOSPERMAS Angeion: urna; Sperma: semente Também são denominadas por antófitas (anthos = flor), espermáfitas, traqueófitas e fanerógamas É o grupo mais numeroso de todos os vegetais, com cerca de 90%

Leia mais

Estudo dos órgãos vegetais. Prof Leandro Penitente

Estudo dos órgãos vegetais. Prof Leandro Penitente Estudo dos órgãos vegetais Prof Leandro Penitente Introdução Como todos os outros seres vivos, os vegetais precisam de nutrientes, água e gases do ar atmosférico. Para extrair esses elementos em que vivem

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS A clorofila encontra-se dentro dos plastos (também chamados de cloroplastos). Cloroplastos

Leia mais

Raízes, caules, folhas, frutos e flores são estruturas que comumente chamamos órgãos vegetais.

Raízes, caules, folhas, frutos e flores são estruturas que comumente chamamos órgãos vegetais. ESTRUTURAS VEGETAIS ESTRUTURAS VEGETAIS Raízes, caules, folhas, frutos e flores são estruturas que comumente chamamos órgãos vegetais. Cada órgão possui sua função definida e várias formas possíveis. ESTRUTURAS

Leia mais

Hormônios Vegetais Regulação do crescimento

Hormônios Vegetais Regulação do crescimento Hormônios Vegetais Regulação do crescimento Interações de fatores no desenvolvimento vegetal Genoma da planta Codificação de enzimas catalisadoras de reações bioquímicas de desenvolvimento Estímulos ambientais

Leia mais

U6 - REPRODUÇÃO ES JOSÉ AFONSO 09/10 PROFª SANDRA NASCIMENTO

U6 - REPRODUÇÃO ES JOSÉ AFONSO 09/10 PROFª SANDRA NASCIMENTO U6 - REPRODUÇÃO ES JOSÉ AFONSO 09/10 PROFª SANDRA NASCIMENTO A reprodução sexuada implica a produção de células sexuais, a promoção do seu encontro e, finalmente, a sua fusão - Fecundação Gónadas Locais

Leia mais

Aula Multimídia. Prof. David Silveira

Aula Multimídia. Prof. David Silveira Aula Multimídia Prof. David Silveira Quais são os representantes do reino vegetal? Talófitas Ou Vegetais inferiores Algas Pluricelulares Clorofíceas ou algas verdes Rodofíceas ou algas vermelhas Feofíceas

Leia mais

Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae

Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae Quais são os representantes do reino vegetal? Talófitas Ou Vegetais inferiores Algas Pluricelulares Clorofíceas ou algas verdes Rodofíceas ou algas vermelhas Feofíceas

Leia mais

Floricultura e Plantas Ornamentais

Floricultura e Plantas Ornamentais Métodos de Propagação em Ornamentais: TRADICIONAL Floricultura e Plantas Ornamentais Dr. Paulo Hercílio Viegas Rodrigues MÉTODOS PROPAGATIVOS VEGETATIVOS: ENXERTIA, ESTAQUIA, MERGULHIA E ALPORQUIA. Vantagens:

Leia mais

Classificação dos tipos de inflorescências

Classificação dos tipos de inflorescências Organografia Apresentação Este livro trata de mostrar a classificação das estruturas do corpo vegetal que variam de acordo com sua forma, tamanho e quantidade. Tal classificação é muito eficaz na hora

Leia mais

GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS

GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS GIMNOSPERMAS Características: São cormófitas, Vasculares, Fanerógamas, Espermatófitas Não formam frutos (semente nua) Terrestres (locais frios ou temperados) Polinização é realizada

Leia mais

Reino Vegetal. Natália A. Paludetto

Reino Vegetal. Natália A. Paludetto 0 Reino Vegetal Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Vegetal Plantae ou Metaphyta Vegetais ( 500 milhões a.a.) coevolução todos os ambientes! Eucariontes,

Leia mais

Eucariontes. Pluricelulares. Autótrofos. Realizam fotossíntese: base da vida

Eucariontes. Pluricelulares. Autótrofos. Realizam fotossíntese: base da vida Características Gerais Eucariontes Pluricelulares Autótrofos Características Gerais Realizam fotossíntese: base da vida Fotossíntese realizada no interior dos plastos Onde se localizam a clorofila pigmento

Leia mais

HORMÔNIOS VEGETAIS OU FITORMÔNIOS

HORMÔNIOS VEGETAIS OU FITORMÔNIOS HORMÔNIOS VEGETAIS OU FITORMÔNIOS São substâncias ativas, em quantidades mínimas que induzem efeitos especiais crescimento e desenvolvimento vegetal ( estimulando ou inibindo ). Ex. Auxinas, Giberelinas,

Leia mais

MATERIAL EXTRA DE CIÊNCIAS - 9º ANO - REINO PLANTAE

MATERIAL EXTRA DE CIÊNCIAS - 9º ANO - REINO PLANTAE MATERIAL EXTRA DE CIÊNCIAS - 9º ANO - REINO PLANTAE Reprodução das briófitas Para explicar como as briófitas se reproduzem, tomaremos como modelo o musgo mimoso. Observe o esquema abaixo. Os musgos verdes

Leia mais

Botânica. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros

Botânica. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Botânica Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Unidade I Órgãos vegetais Órgãos Vegetais: FLOR A flor é um ramo altamente modificado, apresentando apêndices especializados. Órgãos Vegetais:

Leia mais

PROPAGAÇÃO DE PLANTAS HORTÍCOLAS

PROPAGAÇÃO DE PLANTAS HORTÍCOLAS PROPAGAÇÃO DE PLANTAS HORTÍCOLAS João Vitor de Oliveira Camargo (PIBIC EM/CNPq), Duane Katharine Domingos (PIBIC EM/CNPq), Isabela Kariny Ferreira (PIBIC EM/CNPq), Elisete Aparecida Fernandes Osipi (Orientadora),

Leia mais

REPRODUÇÃO NAS PLANTAS. 1) Reprodução assexuada em algas

REPRODUÇÃO NAS PLANTAS. 1) Reprodução assexuada em algas REPRODUÇÃO NAS PLANTAS 1) Reprodução assexuada em algas São três os filos formados por algas consideradas plantas: clorofíceas (verdes), rodofíceas (vermelhas) e feofíceas (pardas). Dentre esses três grupos,

Leia mais

2. (Ufrgs 2016) No processo evolutivo das Angiospermas, ocorreram vários eventos relacionados à reprodução.

2. (Ufrgs 2016) No processo evolutivo das Angiospermas, ocorreram vários eventos relacionados à reprodução. 1. (Imed 2016) Observe o seguinte trecho do Hino Nacional: (...) Do que a terra mais garrida Teus risonhos, lindos campos têm mais flores; "Nossos bosques têm mais vida", "Nossa vida" no teu seio "mais

Leia mais

UERJ 2016 e Hormônios Vegetais

UERJ 2016 e Hormônios Vegetais UERJ 2016 e Hormônios Vegetais Material de Apoio para Monitoria 1. O ciclo de Krebs, que ocorre no interior das mitocôndrias, é um conjunto de reações químicas aeróbias fundamental no processo de produção

Leia mais

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º E.M. BIOLOGIA PROFª CLAUDIA LOBO - 1º TRIMESTRE/2015

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º E.M. BIOLOGIA PROFª CLAUDIA LOBO - 1º TRIMESTRE/2015 ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º E.M. BIOLOGIA PROFª CLAUDIA LOBO - 1º TRIMESTRE/2015 Imprimir e responder no caderno. Apresentar no dia 31/03. 1. O amendoim é uma planta originária da América

Leia mais

EJA 3ª FASE PROF.ª CHRISTIANE MELLO PROF.ª QUEILA PATRÍCIA

EJA 3ª FASE PROF.ª CHRISTIANE MELLO PROF.ª QUEILA PATRÍCIA EJA 3ª FASE PROF.ª CHRISTIANE MELLO PROF.ª QUEILA PATRÍCIA REVISÃO DE CONTEÚDOS 2º Bimestre Aula 77 Revisão e Avaliação de Ciências da Natureza 2 REVISÃO 1 Sistema genital feminino e masculino O sistema

Leia mais

Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria. Ciclo de vida e características reprodutivas das Angiospermas

Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria. Ciclo de vida e características reprodutivas das Angiospermas Curso de Graduação em Engenharia Ambiental Disciplina: BI62A - Biologia 2 Profa. Patrícia C. Lobo Faria http://paginapessoal.utfpr.edu.br/patricialobo Ciclo de vida e características reprodutivas das Angiospermas

Leia mais

REINO PLANTAE. Biologia 2, Capítulo 1. Prof. João

REINO PLANTAE. Biologia 2, Capítulo 1. Prof. João REINO PLANTAE Biologia 2, Capítulo 1 Prof. João DIVISÃO E CARACTERÍSTICAS GERAIS O reino Plantae corresponde à todas as plantas e vegetais encontrados no mundo. Os representantes do reino podem ser reunidos

Leia mais

ASSUNTO: FISIOLOGIA VEGETAL PARTE II- NUTRIÇÃO ORGÂNICA E HORMÔNIOS VEGETAIS

ASSUNTO: FISIOLOGIA VEGETAL PARTE II- NUTRIÇÃO ORGÂNICA E HORMÔNIOS VEGETAIS ASSUNTO: FISIOLOGIA VEGETAL PARTE II- NUTRIÇÃO ORGÂNICA E HORMÔNIOS VEGETAIS Cita e explica os 4 fatores que interferem na fotossíntese. Temperatura Concentração CO2 na atmosfera Intensidade e Comprimento

Leia mais

25/08/2011. Biologia. Tema: Reino Plantae. Marcos Vinícius

25/08/2011. Biologia. Tema: Reino Plantae. Marcos Vinícius Biologia Tema: Reino Plantae 1) Características Gerais das plantas. O reino Plantae reúne as plantas(ou vegetais) organismos: Eucarióticos; Multicelulares; Autotróficos fotossintéticos. As células vegetais

Leia mais

DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS

DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS O REINO PLANTAE Por causa das plantas que os animais conseguiram, através de um ambiente convidativo, ocupar o ambiente terrestre. Nos captamos, mesmo que indiretamente,

Leia mais

EMBRIÃO DA SEMENTE DE CAFÉ

EMBRIÃO DA SEMENTE DE CAFÉ GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ Disciplina i LPV 504 PLANTAS ESTIMULANTES ANA DIONISIA L. COELHO NOVEMBRE EMBRIÃO DA SEMENTE DE CAFÉ COTILEDONES EIXO EMBRIÃO Novembre, 2003 FRUTO DE CAFÉ Novembre, 2003

Leia mais

Organismos Fotossintetizantes Comparando o ciclo de vida das plantas terrestres

Organismos Fotossintetizantes Comparando o ciclo de vida das plantas terrestres Texto Complementar Organismos Fotossintetizantes Comparando o ciclo de vida das plantas terrestres Autora: Suzana Ursi A seguir, apresentamos o esquema geral e ilustrações de ciclos de vida de um musgo,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA E ZOOTECNIA FRUTICULTURA. Prof. Daniel M. Tapia T. Eng.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA E ZOOTECNIA FRUTICULTURA. Prof. Daniel M. Tapia T. Eng. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA E ZOOTECNIA FRUTICULTURA Prof. Daniel M. Tapia T. Eng. Agrônomo MSc PROPAGAÇÃO Sexual ou gâmica Vegetativa ou assexuada REPRODUÇÃO

Leia mais

Ficha de Trabalho Reprodução Assexuada nos Seres Vivos

Ficha de Trabalho Reprodução Assexuada nos Seres Vivos ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO BIOLOGIA E GEOLOGIA - 11º ANO Ficha de Trabalho Reprodução Assexuada nos Seres Vivos Professora Isabel Lopes Introdução A reprodução é uma característica fundamental

Leia mais

Reprodução. Assexuada. Unidade 6. Aula nº 14 20/Out/08 Prof. Ana Reis. Reprodução

Reprodução. Assexuada. Unidade 6. Aula nº 14 20/Out/08 Prof. Ana Reis. Reprodução Reprodução Assexuada Unidade 6 Reprodução Aula nº 14 20/Out/08 Prof. Ana Reis Reprodução É uma função característica dos seres vivos, que permite o aparecimento de novos indivíduos, através da divisão

Leia mais

Ciências - 7 ano. Estudo Dirigido PROVA Aluna: Leticia Fernandes Sobral, 7 B. Prof. Roberto Oliver.

Ciências - 7 ano. Estudo Dirigido PROVA Aluna: Leticia Fernandes Sobral, 7 B. Prof. Roberto Oliver. Ciências - 7 ano Estudo Dirigido PROVA Aluna: Leticia Fernandes Sobral, 7 B. Prof. Roberto Oliver. Características gerais das plantas! A ciência que estuda e classifica as plantas é a Botânica; São pluricelulares

Leia mais

PROPAGAÇÃO. Plantas Medicinais

PROPAGAÇÃO. Plantas Medicinais PROPAGAÇÃO Ação de multiplicar ou dar continuidade a uma forma de vida, permitindo o cultivo e a preservação de espécies importância estabelecimento dos cultivos e hortos garantia da identidade das espécies

Leia mais

TER de Ciências- 7º Ano- 4º Bimestre/ 2014

TER de Ciências- 7º Ano- 4º Bimestre/ 2014 TER de Ciências- 7º Ano- 4º Bimestre/ 2014 Professoras Áurea e Perla 1) No Brasil, o representante mais importante das gimnospermas é a araucária (pinheirodo-paraná). Estas plantas produzem estróbilos,

Leia mais

Jardinagem e Meio Ambiente. Conhecer Gostar - Respeitar - Preservar

Jardinagem e Meio Ambiente. Conhecer Gostar - Respeitar - Preservar Jardinagem e Meio Ambiente Conhecer Gostar - Respeitar - Preservar O Brasil tem a maior diversidade de espécies do mundo! E qual a importância das plantas em nossa vida? Por que plantar? As plantas deixam

Leia mais

Escola Secundária/3 Morgado de Mateus

Escola Secundária/3 Morgado de Mateus Escola Secundária/3 Morgado de Mateus FICHA DE TRABALHO Ano lectivo 2009/2010 1. Para cada uma das questões seguintes, escolha a opção correcta. 1.1. A reprodução é uma função A- necessária à sobrevivência

Leia mais

A principal função da flor numa planta é a de reprodução. As flores de uma planta são constituídas por (Figura 1):

A principal função da flor numa planta é a de reprodução. As flores de uma planta são constituídas por (Figura 1): 1. Reprodução das plantas com flor 1.1. Flor principal função da flor numa planta é a de reprodução. s flores de uma planta são constituídas por (Figura 1): Figura 1 onstituição de uma flor completa de

Leia mais

ARBORICULTURA I. Propagação de Plantas

ARBORICULTURA I. Propagação de Plantas ARBORICULTURA I Propagação de Plantas O que é a propagação de plantas? É a multiplicação de indivíduos do reino vegetal, por métodos sexuados ou assexuados, por forma a obter na descendência um determinado

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS A clorofila encontra-se dentro dos plastos Cloroplastos Cloroplasto Parede celular Representação

Leia mais

Como as plantas evoluíram?

Como as plantas evoluíram? Como as plantas evoluíram? 1 Como classificar as plantas? 2 Funções da raiz: Raiz Fixar o vegetal ao solo. Retirar do solo água e sais minerais indispensáveis à nutrição da planta. SEIVA BRUTA Água +

Leia mais

Nome: 2º ANO A Nº Disciplina Biologia Professor: Marcelo Corte Real

Nome: 2º ANO A Nº Disciplina Biologia Professor: Marcelo Corte Real Data: Bimestre : 3º Nome: 2º ANO A Nº Disciplina Biologia Professor: Marcelo Corte Real : Valor da Prova / Atividade: 2,0 Nota: Objetivo / Instruções: Lista de Exercicios 3 Bimestre 1. (FUVEST) Com relação

Leia mais

Morfologia Vegetal. O corpo da planta

Morfologia Vegetal. O corpo da planta Morfologia Vegetal O corpo da planta Os sistemas da planta Meristema apical do caule Sistema caulinar Ou axial Crescimento Modular Fitômeros Plasticidade Fenotípica Sistema radicular Ou absortivo-fixador

Leia mais

REINO PLANTAE (VEGETAIS)

REINO PLANTAE (VEGETAIS) REINO PLANTAE (VEGETAIS) Prof. Leonardo F. Stahnke ORIGEM Plantas tiveram origem no ambiente aquático e, posteriormente, colonizaram o ambiente terrestre; Modificaram a atmosfera da Terra, propiciando

Leia mais

GIMNOSPERMAS. gimno = nu sperma = semente

GIMNOSPERMAS. gimno = nu sperma = semente GIMNOSPERMAS gimno = nu sperma = semente PLANTAS TERRESTRES: A EVOLUÇÃO APÓS A CONQUISTA Relembrando: Briófitas: rizóides, cutícula, poros. Gametófito predominante, de vida livre;poucos esporângios. Pteridófitas:

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 AS PARTES DAS PLANTAS

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 AS PARTES DAS PLANTAS Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

Gabarito de Biologia Frente 3

Gabarito de Biologia Frente 3 Gabarito de Biologia Frente 3 Módulo 05 01 [C] A autoincompatibilidade entre o grão de pólen e o estigma da mesma flor impede o processo de autofecundação, possibilitando o aumento da variabilidade genética.

Leia mais

CICLO DE VIDA E REPRODUÇÃO SEXUADA FLOR

CICLO DE VIDA E REPRODUÇÃO SEXUADA FLOR Campus Campo Grande Biologia 3 Professor Edilson Silveira ANGIOSPERMAS São plantas de pequeno, médio e grande porte Fanerógamas Vasculares Não dependem de água para fecundação. Possuem flores, frutos e

Leia mais

Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas.

Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas. Criptógamas: sem semente. Inclui nesse grupo: briófitas e pteridófitas. Fanerógamas: com semente. Inclui nesse grupo: gimnospermas e angiospermas. Componentes do grupo: plantas São pluricelulares Paredes

Leia mais

11. Plantas vasculares com flor: Divisão: Anthophyta (leitura recomendada Raven et al. Capítulo 19:Angiosperms)

11. Plantas vasculares com flor: Divisão: Anthophyta (leitura recomendada Raven et al. Capítulo 19:Angiosperms) 11. Plantas vasculares com flor: Divisão: Anthophyta (leitura recomendada Raven et al. Capítulo 19:Angiosperms) Actualmente as angiospérmicas, plantas com flor, são o grupo com maior diversidade da flora

Leia mais

MOVIMENTOS DAS PLANTAS

MOVIMENTOS DAS PLANTAS MOVIMENTOS VEGETAIS MOVIMENTOS DAS PLANTAS Movimentos de plantas são muitos sutis e quase não perceptíveis São respostas a estímulos externos (ambientais): luz, gravidade, temperatura, abalo mecânico,

Leia mais

2) Órgãos da planta. Anatomia interna da folha. Epiderme: Geralmente uniestratificada Pluriestratificada (plantas xerófitas) o o

2) Órgãos da planta. Anatomia interna da folha. Epiderme: Geralmente uniestratificada Pluriestratificada (plantas xerófitas) o o C) Folhas Anatomia interna da folha Epiderme: Geralmente uniestratificada Pluriestratificada (plantas xerófitas) o o Possui estômatos (trocas gasosas) Pode apresentar camada de cutina cobrindo as células

Leia mais

Uma das características básicas da vida é a capacidade de responder a estímulos do meio

Uma das características básicas da vida é a capacidade de responder a estímulos do meio Hormonas vegetais Uma das características básicas da vida é a capacidade de responder a estímulos do meio Em resposta a factores externos, as plantas produzem mensageiros químicos, as hormonas vegetais

Leia mais

ESTRUTURAS DE MADEIRA

ESTRUTURAS DE MADEIRA ESTRUTURAS DE MADEIRA CLASSIFICAÇÃO DA MADEIRA AULA 2 EDER BRITO Classificação das árvores Pela Botânica as árvores são classificadas como vegetais superiores, denominados de fanerógamas, que apresentam

Leia mais

Aula 5 Reprodução das Angiospermas

Aula 5 Reprodução das Angiospermas Aula 5 Reprodução das Angiospermas Nas angiospermas, o esporófito é formado por raízes, caule, folhas, flores, frutos e sementes. As flores são folhas modificadas, preparadas para a reprodução das angiospermas.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA Características anatômicas e químico-bromatológicas das forrageiras x alternativas para otimizar consumo e digestão

Leia mais

Porto, 17 de abril de 2016 DIVERSIDADE NAS PLANTAS

Porto, 17 de abril de 2016 DIVERSIDADE NAS PLANTAS Porto, 17 de abril de 2016 DIVERSIDADE NAS PLANTAS PLANTA UMA FLORESTA Retirado de: SOARES, Luísa Ducla (1990). A Gata Tareca e Outros Poemas Levados da Breca. Lisboa: Teorema (ilustrações de José Pedro

Leia mais

BIOLOGIA PRIMEIRA ETAPA

BIOLOGIA PRIMEIRA ETAPA BIOLOGIA PRIMEIRA ETAPA - 1998 QUESTÃO 01 Observa-se que as bananeiras inibem o crescimento de outras espécies de vegetais plantadas próximo a elas. Para verificar se essa inibição é provocada por uma

Leia mais

Angiospermas - Anatomia, Fisiologia, Histologia e Morfologia

Angiospermas - Anatomia, Fisiologia, Histologia e Morfologia INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL - IFRS/CAMPUS OSÓRIO INFORMÁTICA PARA INTERNET Pedro Braga Alves Turma 201 Angiospermas - Anatomia, Fisiologia, Histologia e Morfologia

Leia mais

Bactérias Vírus Fungos Protozoários O QUE SÃO

Bactérias Vírus Fungos Protozoários O QUE SÃO Bactérias Vírus Fungos Protozoários RESUMO DOS PRINCIPAIS MICRORGANISMOS, O QUE SÃO MEIOS DE PROLIFERAÇÃO... Diferença entre as células Bactérias São seres muito simples, unicelulares e com célula procariótica

Leia mais

a) Cite duas características exclusivas das fanerógamas.

a) Cite duas características exclusivas das fanerógamas. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 2ª Série

Leia mais

EXERCICIOS COMPLEMENTOS PREPARATORIO PARA PROVA

EXERCICIOS COMPLEMENTOS PREPARATORIO PARA PROVA EXERCICIOS COMPLEMENTOS PREPARATORIO PARA PROVA 3) (FUVEST) Com relação à conquista do meio terrestre, alguns autores dizem que as briófitas são os anfíbios do mundo vegetal. Justifique essa analogia.

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. As fotografias

Leia mais

Características Gerais dos Seres Vivos, Reino Vegetal, Fungos, Protoctistas e Monera

Características Gerais dos Seres Vivos, Reino Vegetal, Fungos, Protoctistas e Monera Características Gerais dos Seres Vivos, Reino Vegetal, Fungos, Protoctistas e Monera Características Gerais dos Seres Vivos, Reino Vegetal, Fungos, Protoctistas e Monera 1. A figura apresenta uma proposta

Leia mais

Reprodução e Noções de Embriologia. Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio

Reprodução e Noções de Embriologia. Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio Reprodução e Noções de Embriologia Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio São Paulo, 2013 Estrutura da Aula Tipos de Reprodução Processos assexuados de Reprodução Ciclos de vida Gametogênese

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

MUDAS E VIVEIROS. Aula 02 Mudas e viveiros

MUDAS E VIVEIROS. Aula 02 Mudas e viveiros MUDAS E VIVEIROS 1 1. DEFINIÇÃO: MUDA - estrutura vegetal de qualquer espécie ou cultivar, proveniente de reprodução sexuada ou assexuada convenientemente produzida e que tenha finalidade específica de

Leia mais

Biologia Vegetal. Biologia Vegetal. Capt VII - Plantas com Flôr. Maria Amélia Martins-Loução. Maio 06

Biologia Vegetal. Biologia Vegetal. Capt VII - Plantas com Flôr. Maria Amélia Martins-Loução. Maio 06 Biologia Vegetal Capt VII - Plantas com Flôr Plantas com Flôr O ciclo de vida das angiospérmicas A microsporógenese. Grãos de pólen. Tipos de grão de pólen. Estrutura do óvulo e formação do ovário. Síndromas

Leia mais

MATRÍCULA: EXERCÍCIOS SOBRE PLANTAS. Questões objetivas

MATRÍCULA: EXERCÍCIOS SOBRE PLANTAS. Questões objetivas MATRÍCULA: Lista de Exercícios Biologia Geral e Evolução Código 120162 SOBRE PLANTAS Questões objetivas 1) (UFPE) O Reino Vegetal foi dividido informalmente em dois grandes grupos: Criptógamos e Fanerógamos,

Leia mais

Botânica II. Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos. (13)

Botânica II. Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos.  (13) Botânica II Prof. Dr. Fernando Santiago dos Santos fernandoss@ifsp.edu.br www.fernandosantiago.com.br (13) 8822-5365 Aula 4 (parte 1) Morfologia externa: Sistema radicular Sistema caulinar Sistema radicular

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS FLORESTAIS. José Amarildo da Fonseca

PRODUÇÃO DE MUDAS FLORESTAIS. José Amarildo da Fonseca PRODUÇÃO DE MUDAS FLORESTAIS José Amarildo da Fonseca jafonsec@esalq.usp.br Objetivos Quantidade Custo Qualidade Prazo Histórico Histórico Histórico Produção de Mudas Florestais Objetivo (demanda) Tipos

Leia mais

Raiz Morfologia Tipos de raízes MORFOLOGIA E ANATOMIA DA RAIZ

Raiz Morfologia Tipos de raízes MORFOLOGIA E ANATOMIA DA RAIZ MORFOLOGIA E ANATOMIA DA RAIZ Exemplares Características gerais e funções Exemplares Características gerais e funções Absorção e condução de água e sais minerais; Acúmulo de nutrientes; Fixação da planta

Leia mais

Reino Fungi Características gerais Classificação Associações. Introdução Exemplos REINO FUNGI

Reino Fungi Características gerais Classificação Associações. Introdução Exemplos REINO FUNGI Introdução Exemplos REINO FUNGI Introdução Exemplos Introdução Morfologia Nutrição e excreção Respiração Reprodução Aclorofilados; Parede celular de quitina; Glicogênio como principal molécula energética;

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Histologia e Morfologia Vegetal Histologia Vegetal Ramo da Botânica que se preocupa em estudar os tecidos vegetais quanto as suas características, organização,

Leia mais

BB.02: Angiospermas BIOLOGIA

BB.02: Angiospermas BIOLOGIA ATIVIDADES 1. (UFPE) Com relação aos vegetais, julgue (V ou F) as proposições a seguir, correlacionado-as com as indicações dadas na figura. a) c) b) d) 01. Na etapa I ocorre meiose. 02. Na etapa II ocorre

Leia mais

BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO

BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO Biologia Prof. Rogério 2016 BIOLOGIA BIO = VIDA LOGOS = ESTUDO Professor Rogério Imagens meramente ilustrativas, domínio público sites diversos/internet Biologia Prof. Rogério 2016 O QUE CARACTERIZA UM

Leia mais

Engenharia Genética e Biotecnologia

Engenharia Genética e Biotecnologia Engenharia Genética e Biotecnologia 1. (PUC - SP-2005) Encontram-se a seguir um esquema do embrião humano com aproximadamente 5 dias e um trecho sobre clonagem: Na clonagem terapêutica são utilizadas células-tronco,

Leia mais

Gimnospermas. Introdução. Heterosporia

Gimnospermas. Introdução. Heterosporia Gimnospermas Introdução Depois da aquisição de vasos condutores, que permitiram o avanço no tamanho corpóreo e, consequentemente, da distribuição geográfica dos vegetais, uma nova característica surgiu

Leia mais

6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica

6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica 6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica Unidade I Descobrindo os seres vivos Níveis de organização biológica Unidade I Descobrindo os seres vivos Hereditariedade: passagem dos genes

Leia mais

01) (UFRRJ/2003) Os óvulos apresentam diferentes quantidades e distribuição do vitelo ou deutoplasma (substância de reserva).

01) (UFRRJ/2003) Os óvulos apresentam diferentes quantidades e distribuição do vitelo ou deutoplasma (substância de reserva). 01) (UFRRJ/2003) Os óvulos apresentam diferentes quantidades e distribuição do vitelo ou deutoplasma (substância de reserva). Considerando-se o vitelo das aves, podemos afirmar que, ao longo do desenvolvimento

Leia mais

Prof. Dr. Paulo César Tavares de Melo. ESALQ/USP Departamento de Produção Vegetal Disciplina: LPV 0480 Olericultura, Floricultura e Paisagismo

Prof. Dr. Paulo César Tavares de Melo. ESALQ/USP Departamento de Produção Vegetal Disciplina: LPV 0480 Olericultura, Floricultura e Paisagismo Prof. Dr. Paulo César Tavares de Melo ESALQ/USP Departamento de Produção Vegetal Disciplina: LPV 0480 Olericultura, Floricultura e Paisagismo Sistemas de cultivo de hortaliças subterrâneas Hortaliças subterrâneas:

Leia mais

A Diversidade de Plantas. Como as plantas evoluíram?

A Diversidade de Plantas. Como as plantas evoluíram? A Diversidade de Plantas Como as plantas evoluíram? Como classificar as plantas? Briófitas Características: Apresentam rizóides, caulóides e filóides. Vivem em locais úmidos e sombreados. Não possuem vasos

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências da Natureza Disciplina: Biologia Série: 2ª - Ensino Médio Professor: Pascoal Belico Cária Biologia Atividades para Estudos Autônomos Data: 28 / 03 / 2016 Aluno(a):

Leia mais

setor 1401 Aula 20 MORFOFISIOLOGIA VEGETAL. MORFOLOGIA EXTERNA DE RAIZ, CAULE E FOLHA

setor 1401 Aula 20 MORFOFISIOLOGIA VEGETAL. MORFOLOGIA EXTERNA DE RAIZ, CAULE E FOLHA setor 1401 14010509 14010509-SP Aula 20 MORFOFISIOLOGIA VEGETAL. MORFOLOGIA EXTERNA DE RAIZ, CAULE E FOLHA 1. A sobrevivência de uma planta depende da resolução de uma série de problemas. Entre eles estão:

Leia mais

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Ciências.

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Ciências. FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ 2011 O Colégio que ensina o aluno a estudar. APICE 4 o Ano Ensino Fundamental I ALUNO(A): TURMA: Ciências [4 a ETAPA] Você está recebendo o APICE (Atividade para Intensificar

Leia mais