PROPAGANDAS DE CERVEJA: UMA RELAÇÃO DE CONSUMO E PRAZER PARA O PÚBLICO JOVEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROPAGANDAS DE CERVEJA: UMA RELAÇÃO DE CONSUMO E PRAZER PARA O PÚBLICO JOVEM"

Transcrição

1 PROPAGANDAS DE CERVEJA: UMA RELAÇÃO DE CONSUMO E PRAZER PARA O PÚBLICO JOVEM Autoras: Profª Ms. Mayara Arina Bertolo UNIMEP Profª. Drª. Liana Abrão Romera UFES

2 Por questões culturais as bebidas alcoólicas estão cada vez mais presente nas atividades de lazer das pessoas. (Eluf 2004).

3

4

5 Objetivo Analisar as mensagens e as relações entre o consumo e situações agradáveis, que de modo geral, representam a vivência do lazer em sociedade, presentes nos comerciais de cerveja.

6 Lazer e suas vivencias Em uma sociedade em que a maior parte das atividades profissionais estão submetidas a rotina, os momentos de lazer possibilitam vivencia de situações agradáveis que proporciona prazer, descanso e relaxamento.

7 Para Dumazedier Lazer é: Um conjunto de ocupações às quais o indivíduo pode entregar-se de livre vontade, seja para repousar, seja para divertir-se, recrear-se e entreter-se ou ainda para desenvolver sua formação desinteressada, sua participação social voluntária ou sua livre capacidade criadora, após livrar-se ou desembaraçar-se das obrigações profissionais, familiares e sociais. (DUMAZEDIER, 1980, p.19).

8 Para Marcellino Lazer é: Cultura compreendida no seu sentido mais amplo vivenciada, praticada e fruída no tempo disponível. (Marcellino, 1990, p.31)

9 Para Marcellino (2006) o Lazer consiste em dois aspectos: TEMPO e ATITUDE. O lazer ligado ao aspecto tempo considera as atividades realizadas nos momentos liberados do trabalho e das obrigações familiares, sociais e religiosas. O lazer considerado como atitude é caracterizado pela relação do sujeito com a atividade vivida, ou seja, satisfação que tal experiência provocou.

10 Assim como todas as atividades sociais o lazer contém: Valores Critico e Criativo; Valores Destrutivos. Nomeadas por Marcellino (2006) de Atividades Patológicas.

11 Lazer = Espetáculo Esportivo O esporte espetáculo é um dos mais importantes eventos de lazer do país, que tem como público, na maior parte, jovens, que formam as torcidas organizadas ou uniformizadas

12 Os meios de comunicação e as propagandas Ainda que sejam inúmeros os meios de comunicação optou-se por analisar a TELEVISÃO, por ser o meio mais presente na sociedade.

13 Método O estudo foi desenvolvido através de uma pesquisa de natureza qualitativa. Tendo seu quadro metodológico compostos por pesquisa bibliográfica e documental. Os documentos foram imagens de propagandas de cerveja, divulgadas pela mídia televisiva e capturadas por um período de 12 meses.

14 Materiais para análise O material de análise deste estudo está representado por comerciais de cervejas veiculados na mídia televisiva entre março de 2009 a março do ano de As propagandas foram capturadas em sites de compartilhamento de conteúdo, o Youtube, e nos sites das indústrias

15 Categorização das Primeiro conjunto com 2 categorias Categoria 1: estão relacionadas várias situações, sendo elas, comerciais que apresentam a conquista de objetivos, assim como a conquista de parceiros e que apresentem a prática e assistência ao espetáculo esportivo. Categoria 2: refere-se a comerciais que utilizam a imagem de pessoas famosas, tais como, atletas de alto nível, atores e cantores dos diferentes gêneros. Segundo conjunto : o público alvo das propagandas.

16 Álcool e os Apelos da Mídia

17 Categorias Resultados 1º categoria caracterizada pelos encontros sociais, teve um total de 61,5% dos comerciais. Ambientes nos quais se passavam as propagandas: 30,0 29, ,5 Porcentagem 15,0 7,5 16,6 16,6 8,3 4,2 0 Ocorrem em BaresCasas de Amigos Praias Estádio de Futebol Quadras Poliesportivas Vários Ambientes

18

19 Cerveja e Futebol

20 2º categoria 38,5% dos comerciais utilizavam a imagem de pessoa famosas. Sendo eles: 40, ,3 Porcentagem 30,0 20,0 10,0 13,3 6,6 6,6 0 Jogadores de Futebol Atores Cantores Cantor e Jogador Campeão Mundial do Rodeio

21 Ao considerar a menção a prática e assistência a espetáculos esportivos presentes nos comercias coletados,verificou-se que: 70,0 66,7 52,5 Porcentagem 35,0 17,5 33,3 0 Prática e Assistência a Espetáculo Menção Esportivo ao Verão, Encontros sociais, Carnaval e Lançamento de N

22 Entre os comerciais que citam a prática e assistência a espetáculo esportivo, encontra-se propagandas que apresentam diferentes modalidades sendo elas o futebol, o 30,00 28,2 22,50 Porcentagem 15,00 7,50 5,13 0 Prática e Assistência ao Futebol Prática de Montaria em Touro e Basquete

23 Público Alvo da Propaganda A publicidade de cerveja é bastante apreciada por sua qualidade e criatividade, que utilizam de vários argumentos para abordar diferentes públicos. Pinsky (2008) afirma que os jovens parecem ser o alvo preferencial das propagandas. Há marcas de bebidas associadas ao jovem trabalhador, ao jovem universitário de elite, ao público feminino, ao jovem irreverente e inconformista, ao jovem sexualmente agressivo, ao jovem sexualmente confuso. (Carlini-Marllat 2008, p.305)

24 Considerações finais A relação dos momentos de lazer e o consumo de cerveja é um tema a ser abordado por vários olhares; Todos os comercias utilizam de imagens agradáveis e criativas para chegarem até o público; A necessidade da população entender os riscos e prejuízo atrelado ao consumo das bebidas alcoólicas; E a implantação de comerciais de prevenção e conscientização atraentes e criativos tanto quanto e de divulgação da cerveja.

25 Referencias ELUF, L. N. As drogas e a legislação brasileira. In: PINSKY, I. BESSA, M. A. (Org.) Adolescência e drogas. São Paulo. Contexto p DUMAZEDIER, J. Valores e conteúdos culturais do lazer. São Paulo: SESC, MARCELLINO, N. C. Estudos do Lazer: uma introdução. 4º ed. Editora: Autores associados. Campinas, MARCELLINO, N. C. Lazer e Educação. 2.ed. Campinas: Papirus, PINSKY, I. Publicidade de bebidas alcoólicas e os jovens. FAPESP São Paulo, NOTO, A. R.; GALDURÓZ, J. C. F.; NAPPO, S. O consumo de drogas psicotrópicas na sociedade brasileira. In: SEIDL, E. M. F.; COSTA, L. F.; SUDBRACK, M. de F. O (org.) Prevenção ao uso indevido de drogas: diga sim à vida. Brasília: Secretaria Nacional Anti-drogas/Universidade de Brasília, p I Levantamento Nacional sobre os Padrões de Consumo de Álcool na População Brasileira. Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD); Universidade Federal de São Paulo UNIFESP Lei Federal (9.294, de 1996), parágrafo 4 do art. 220 da Constituição Federal de Presente no site: LARANJEIRA, R.; PINSKY, I. Alcoolismo. Editora Contexto São Paulo, BORGES, L. Dragas e Vício. Editora Alaúde São Paulo, JOLY, M. Introdução à analise da imagem: Tradução Marine Appenzeller Campinas, Papirus, LARANJEIRA, R.; PINSKY, I. Alcoolismo. Editora Contexto São Paulo, SANTAELLA, L. O que é semiótica. Brasiléia: Brasiliense, 1980.

CERVEJA E PUBLICIDADE: UMA ESTREITA RELAÇÃO ENTRE LAZER E CONSUMO

CERVEJA E PUBLICIDADE: UMA ESTREITA RELAÇÃO ENTRE LAZER E CONSUMO CERVEJA E PUBLICIDADE: UMA ESTREITA RELAÇÃO ENTRE LAZER E CONSUMO Recebido em: 26/09/2010 Aceito em: 08/06/2011 Mayara Bertolo 1 Unimep Piracicaba SP Brasil Liana Romera ² Universidade Federal do Espirito

Leia mais

A PRÁTICA DE PROJETOS ESCOLARES COMO MEIO DE APRENDIZAGEM: UMA EXPERIENCIA EM BARRA DO GARÇAS (MT)

A PRÁTICA DE PROJETOS ESCOLARES COMO MEIO DE APRENDIZAGEM: UMA EXPERIENCIA EM BARRA DO GARÇAS (MT) A PRÁTICA DE PROJETOS ESCOLARES COMO MEIO DE APRENDIZAGEM: UMA EXPERIENCIA EM BARRA DO GARÇAS (MT) Rosinei Borges de Mendonça UFMT-Araguaia rosineibm@gmail.com Adriana Queiroz do Nascimento UFMT-Araguaia

Leia mais

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas:

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas: Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas O Ministério da Saúde lançou, nesta sexta-feira (10) no Rio de Janeiro (RJ), uma campanha publicitária alertando sobre os

Leia mais

Política de doação de Mídia Social

Política de doação de Mídia Social Política de doação de Mídia Social 1.Objetivo A presente política tem como objetivo definir critérios institucionais para cada modalidade de parceria em Mídia Social estabelecida pela Rede Gazeta e adotada

Leia mais

ABEAD Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas

ABEAD Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas São Paulo, 10 de setembro de 2010 À CGE Campanha Global pela Educação R. General Jardim, 660, 7 andar, Vila Buarque São Paulo SP CEP 01223-010 À FIFA Federação Internacional de Futebol Fifa House, Hitzigweg,

Leia mais

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo:

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo: Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade Entrevista cedida à FGR em Revista por Gustavo de Faria Dias Corrêa, Secretário de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais. FGR: A Secretaria

Leia mais

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino fundamental Resumo O projeto de iniciação científica está vinculado à pesquisa Uso do jornal em sala de aula e compreensão

Leia mais

SEMANA DA SAÚDE INTRODUÇÃO

SEMANA DA SAÚDE INTRODUÇÃO SEMANA DA SAÚDE Sandra Rosabel Pereira 1 ; Maria Angelica de Moraes Assumpção Pimenta 2 ; Maria Goreti Aléssio Crispim 3 ; Nelza de Moura 4 ; Neusa Denise Marques de Oliveira 5 ; Eliana Maria Fabiano de

Leia mais

O SESI/SÃO CARLOS E A EDUCAÇÃO PARA O LAZER *

O SESI/SÃO CARLOS E A EDUCAÇÃO PARA O LAZER * O SESI/SÃO CARLOS E A EDUCAÇÃO PARA O LAZER * Robson Amaral da Silva; Luiz Gonçalves Junior INTRODUÇÃO E REVISÃO DE LITERATURA O Centro de Lazer e Esportes (CLE) do Serviço Social da Indústria (SESI) /

Leia mais

O Currículo das Séries Iniciais e a Educação para a Saúde

O Currículo das Séries Iniciais e a Educação para a Saúde Nas séries iniciais do ensino fundamental, o currículo enfatiza a assimilação de conceitos e busca desenvolver as estruturas cognitivas. Ele procura fornecer aos alunos condições necessárias para aprendizagens

Leia mais

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. RESUMO Nós, jovens brasileiros, é uma continuidade do conhecido Este jovem brasileiro, sucesso do portal por 6 edições consecutivas.

Leia mais

Política de doação de Mídia Social

Política de doação de Mídia Social Política de doação de Mídia Social 1.Objetivo A presente política tem como objetivo definir critérios institucionais para cada modalidade de parceria em Mídia Social estabelecida pela Rede Gazeta e adotada

Leia mais

Política Nacional sobre Drogas e o Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas Crack, é possível vencer. SALVADOR/BA ABRIL de 2012

Política Nacional sobre Drogas e o Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas Crack, é possível vencer. SALVADOR/BA ABRIL de 2012 Política Nacional sobre Drogas e o Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas Crack, é possível vencer SALVADOR/BA ABRIL de 2012 MARCOS HISTÓRICOS 1998: Adesão do Brasil aos princípios diretivos

Leia mais

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto?

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto? Projetos Sociais da Faculdade Campo Real A promoção da cidadania é qualidade de toda instituição de ensino consciente de sua relevância e capacidade de atuação social. Considerando a importância da Faculdade

Leia mais

A PRÁTICA ESPORTIVA CONTINUADA A PARTIR DE UM EVENTO DE EXTENSÃO VOLTADO AOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

A PRÁTICA ESPORTIVA CONTINUADA A PARTIR DE UM EVENTO DE EXTENSÃO VOLTADO AOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ A PRÁTICA ESPORTIVA CONTINUADA A PARTIR DE UM EVENTO DE EXTENSÃO VOLTADO AOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Área Temática: Esporte e Saúde Palavras-chave: Jogos, Servidores, prática esportiva.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR TÍTULO: LAZER VOLTADO PARA CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL AUTORES: Carolina Maistro Nolli; Caroline Maria Appel; Claudia Sayuri Takace de Souza; Gabrila Almeida Silva; Leonardo Ravaglia; Luana Gomes;

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL DE CHAMADA PARA A V MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 05 /2012

CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL DE CHAMADA PARA A V MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 05 /2012 CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL DE CHAMADA PARA A V MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 05 /2012 A Coordenação do Curso de Enfermagem da Fanor- DeVry Brasil, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Projeto Futuros Craques São Paulo

Projeto Futuros Craques São Paulo Projeto Futuros Craques São Paulo O Projeto Futuros Craques é considerado o carro chefe da B16 em São Paulo, a sua programação destina-se à oferecer esportes de maneira saudável para crianças da rede pública

Leia mais

Cotas Pra Quê? 1. PALAVRAS-CHAVE: Documentário; Educação; Sistema de Cotas; Ensino Superior.

Cotas Pra Quê? 1. PALAVRAS-CHAVE: Documentário; Educação; Sistema de Cotas; Ensino Superior. Cotas Pra Quê? 1 Sarah Rocha MARTINS 2 Luan Barbosa OLIVEIRA 3 Camilla Alves Ribeiro PAES LEME 4 Instituto de Ensino Superior de Rio Verde, Rio Verde, Goiás RESUMO Este documentário foi planejado e desenvolvido

Leia mais

O CITY TOUR COMO ESTRATÉGIA DE (RE) INSERÇÃO DO IDOSO ASILADO NA SOCIEDADE

O CITY TOUR COMO ESTRATÉGIA DE (RE) INSERÇÃO DO IDOSO ASILADO NA SOCIEDADE O CITY TOUR COMO ESTRATÉGIA DE (RE) INSERÇÃO DO IDOSO ASILADO NA SOCIEDADE Letícia Veiga Souza¹; Ednéia Albino Nunes Cerchiari²; Patrícia Cristina Statella Martins³ 1 Acadêmica do Curso de Turismo com

Leia mais

LAZER E CULTURA: A ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 1

LAZER E CULTURA: A ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 1 LAZER E CULTURA: A ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA 1 Recebido em: 07/09/2012 Aceito em: 30/03/2013 Rosana de Almeida e Ferreira 2 GELC e GPL (UNIMEP) Piracicaba SP Brasil Milena Avelaneda Origuela

Leia mais

Projeto de monitoria em eventos: com destaque nas disciplinas Introdução a Hospitalidade e Teoria e Pesquisa do Lazer

Projeto de monitoria em eventos: com destaque nas disciplinas Introdução a Hospitalidade e Teoria e Pesquisa do Lazer Projeto de monitoria em eventos: com destaque nas disciplinas Introdução a Hospitalidade e Teoria e Pesquisa do Lazer Gilmara Barros da Silva 1, Janaina Luciana de Medeiros 2, Kettrin Farias Bem Maracajá

Leia mais

Outdoor de Lançamento do CD da Dupla Johny e Junior 1

Outdoor de Lançamento do CD da Dupla Johny e Junior 1 Outdoor de Lançamento do CD da Dupla Johny e Junior 1 Danizieli de OLIVEIRA 2 Diego de OLIVEIRA 3 Renata Cristina FORNAZIERO 4 Thaís Roberta CASAGRANDE 5 Wolnei MENEGASSI 6 Paulo César D ELBOUX 7 Faculdade

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: www.bluebus.com.br Data: 29-07-2010 Imagem Corporativa Copa A Fifa está contrariada - quer ver cerveja nos estadios brasileiros Por conta dos seus interesses comerciais, a Fifa

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA

TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA Função no Projeto: Contratação de consultoria especializada para desenvolver e implementar estratégias de impacto e sustentabilidade da Campanha Coração Azul no

Leia mais

Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais. S.E.R. Empresa Júnior de Educação Física & Lazer. PROJETO DA GINCANA SOU MAIS JUVENTUDE

Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais. S.E.R. Empresa Júnior de Educação Física & Lazer. PROJETO DA GINCANA SOU MAIS JUVENTUDE Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais. S.E.R. Empresa Júnior de Educação Física & Lazer. PROJETO DA GINCANA SOU MAIS JUVENTUDE Ouro Preto 2013 RESPONSÁVEIS PELO PROJETO Caroline Bertarelli Bibbó

Leia mais

A PROMOÇÃO A SAÚDE E PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS

A PROMOÇÃO A SAÚDE E PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS A PROMOÇÃO A SAÚDE E PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS Prof. Lorena Silveira Cardoso Mestranda em Saúde Coletiva Profª. Drª. Marluce Miguel de Siqueira Orientadora VITÓRIA 2013 INTRODUÇÃO O consumo de substâncias

Leia mais

Profª Ms. Ana Paula de Aguiar 1 Profª Esp. Ana Cristina Pereira Diniz 2 Diálogos Abertos sobre a Educação Básica. Relato de experiência.

Profª Ms. Ana Paula de Aguiar 1 Profª Esp. Ana Cristina Pereira Diniz 2 Diálogos Abertos sobre a Educação Básica. Relato de experiência. PROEJA FIC/PRONATEC: RELATO DO DIAGNÓSTICO DO PERFIL SÓCIO- CULTURAL DO EDUCANDO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DE DUAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE GOIÂNIA Profª Ms. Ana Paula de Aguiar 1 Profª Esp.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO PROJETO DE ETENSÃO CÂMPUS: Campos Belos ANO DE EECUÇÃO: 2015 LINHAS DE

Leia mais

LAZER, TURISMO E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A TERCEIRA IDADE

LAZER, TURISMO E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A TERCEIRA IDADE 1 REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA TURISMO PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 4 JANEIRO DE 2006 LAZER, TURISMO E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A TERCEIRA IDADE Tatiana Roberta de Souza 1 RESUMO: O objetivo

Leia mais

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA JORNALISMO

Leia mais

8º Congresso de Pós-Graduação ESPAÇOS E EQUIPAMENTOS PÚBLICOS DE ESPORTE E LAZER EM PRAIA GRANDE/SP OBSERVAÇÕES INICIAIS ACERCA DA DEMOCRATIZAÇÃO.

8º Congresso de Pós-Graduação ESPAÇOS E EQUIPAMENTOS PÚBLICOS DE ESPORTE E LAZER EM PRAIA GRANDE/SP OBSERVAÇÕES INICIAIS ACERCA DA DEMOCRATIZAÇÃO. 8º Congresso de Pós-Graduação ESPAÇOS E EQUIPAMENTOS PÚBLICOS DE ESPORTE E LAZER EM PRAIA GRANDE/SP OBSERVAÇÕES INICIAIS ACERCA DA DEMOCRATIZAÇÃO. Autor(es) STELA MARCIA ALLEN Orientador(es) NELSON CARVALHO

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Publicidade de bebidas alcoólicas - Novos rumos perante legislação Cássio Zill Henke * As discussões envolvendo a modificação do conceito de bebidas alcoólicas previsto no artigo

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Do Sr. EDIVALDO HOLANDA JÚNIOR)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Do Sr. EDIVALDO HOLANDA JÚNIOR) PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Do Sr. EDIVALDO HOLANDA JÚNIOR) Altera a Lei nº 9.294 de 15 de julho de 1996 que Dispõe sobre as restrições ao uso e à propaganda de produtos fumígeros, bebidas alcoólicas,

Leia mais

Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1

Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1 Campanha promocional Doutores da Alegria - Voluntáriado 1 Alexandre COELHO 2 Catarina CARVALHO 3 Danielle RIBEIRO 4 Leoni ROCHA 5 Paloma HADDAD 6 Professor/Orientador: Daniel CAMPOS 7 Universidade Fumec,

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

Palavras-chave: 1. Artes; 2. Audiovisual 3. Educação; 4. Rádio; 5. Vídeo

Palavras-chave: 1. Artes; 2. Audiovisual 3. Educação; 4. Rádio; 5. Vídeo Artes Audiovisuais: Estratégia cooperativa na modalidade Educação Jovem e Adulta - EJA STEFANELLI, Ricardo 1 Instituto Federal de Educação Tecnológica de São Paulo RESUMO O presente trabalho na disciplina

Leia mais

PLANO DE TRABALHO FUTEBOL

PLANO DE TRABALHO FUTEBOL PLANO DE TRABALHO FUTEBOL Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER

Leia mais

Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres. 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento;

Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres. 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento; Roteiro de Diretrizes para Pré-Conferências Regionais de Políticas para as Mulheres 1. Autonomia econômica, Trabalho e Desenvolvimento; Objetivo geral Promover a igualdade no mundo do trabalho e a autonomia

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO, no

Leia mais

Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi

Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi EJE: Comunicacion y Extensión AUTORES: Garcia, Gabriela Viero 1 Tumelero, Samira Valduga 2 Rosa, Rosane 3

Leia mais

A ATIVIDADE LÚDICA NOS PROJETOS SOCIAIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PROJETO BOLA E CIDADANIA RESUMO

A ATIVIDADE LÚDICA NOS PROJETOS SOCIAIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PROJETO BOLA E CIDADANIA RESUMO A ATIVIDADE LÚDICA NOS PROJETOS SOCIAIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PROJETO BOLA E CIDADANIA Bruno Martins Andrade 1, Alipio Rodrigues Pines Junior 2, Tiago Aquino da Costa e Silva 3, Kaoê Giro Ferraz

Leia mais

LAZER E JUVENTUDE: ANÁLISE DAS PROPAGANDAS DE CERVEJA VEICULADAS PELA TELEVISÃO

LAZER E JUVENTUDE: ANÁLISE DAS PROPAGANDAS DE CERVEJA VEICULADAS PELA TELEVISÃO DOI: 10.4025/reveducfis.v22i4.11128 LAZER E JUVENTUDE: ANÁLISE DAS PROPAGANDAS DE CERVEJA VEICULADAS PELA TELEVISÃO LEISURE AND YOUTH: AN ANALYSIS OF BEER PROPAGANDA CONVEYED BY TELEVISION Marcela Oliveira

Leia mais

JOGOS E BRINCADEIRAS NO ENSINO INFANTIL: RELATO DE EXPERIÊNCIA DOS PIBIDIANOS COM O TEMA GÊNERO E SEXUALIDADE

JOGOS E BRINCADEIRAS NO ENSINO INFANTIL: RELATO DE EXPERIÊNCIA DOS PIBIDIANOS COM O TEMA GÊNERO E SEXUALIDADE JOGOS E BRINCADEIRAS NO ENSINO INFANTIL: RELATO DE EXPERIÊNCIA DOS PIBIDIANOS COM O TEMA GÊNERO E SEXUALIDADE Lorrania Miranda Nogueira Raquel da Silva Barroso Monica Rosana de Andrade Mateus Camargo Pereira

Leia mais

A RELAÇÃO HUMANO-ANIMAL NA PROGRAMAÇÃO DE RECREAÇÃO NOS HOTÉIS: uma possível proposta para as redes hoteleiras

A RELAÇÃO HUMANO-ANIMAL NA PROGRAMAÇÃO DE RECREAÇÃO NOS HOTÉIS: uma possível proposta para as redes hoteleiras A RELAÇÃO HUMANO-ANIMAL NA PROGRAMAÇÃO DE RECREAÇÃO NOS HOTÉIS: uma possível proposta para as redes hoteleiras Thaís Rodrigues Sobral 1 ; Thamara França Jardim 2 ; Jeimis Nogueira de Castro 3 INTRODUÇÃO

Leia mais

A Política Nacional sobre Drogas e o Atendimento a Usuários de Drogas no Horto Medicinal da SEMAS de Goiânia-Go.

A Política Nacional sobre Drogas e o Atendimento a Usuários de Drogas no Horto Medicinal da SEMAS de Goiânia-Go. A Política Nacional sobre Drogas e o Atendimento a Usuários de Drogas no Horto Medicinal da SEMAS de Goiânia-Go. Marlene Fátima Stach Alves* Roberto Alves Pereira ** RESUMO: O presente artigo faz uma breve

Leia mais

PRÊMIO DE INOVAÇÃO UNIVERSITÁRIA EM RH

PRÊMIO DE INOVAÇÃO UNIVERSITÁRIA EM RH PRÊMIO DE INOVAÇÃO UNIVERSITÁRIA EM RH A. OBJETIVO E TEMA CENTRAL A1. O Prêmio de inovação universitária em RH premia projetos inovadores de alunos de graduação e recém formados (até 2 anos) referentes

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL Introdução A partir da década de 90 as transformações ocorridas nos aspectos: econômico, político, social, cultural,

Leia mais

O USO DA IMAGEM NAS AULAS DE HISTÓRIA: AS PINTURAS DO SÉCULO XIX

O USO DA IMAGEM NAS AULAS DE HISTÓRIA: AS PINTURAS DO SÉCULO XIX O USO DA IMAGEM NAS AULAS DE HISTÓRIA: AS PINTURAS DO SÉCULO XIX Ricardo Barros Aluno do curso de Pós graduação (mestrado) da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Sendo as coisas que pensamos

Leia mais

TELEFONES (11) 9 5707-6072 (11) 905810-9400 E-mail: newsfrancodarocha@hotmail.com

TELEFONES (11) 9 5707-6072 (11) 905810-9400 E-mail: newsfrancodarocha@hotmail.com 1 CONFIRMADO REALIZAÇÃO DO EVENTO NO SALÃO NOBRE DA CÂMARA MUNICIPAL DE FRANCO DA ROCHA EM 21 DE AGOSTO DE 2015 O IEP Instituto Educando Para a Paz, Observando o Principio 5 do Pacto Global das Nações

Leia mais

Website desenvolvido como peça de apoio para uma proposta de campanha acessível para redes de restaurantes do segmento fast-food 1

Website desenvolvido como peça de apoio para uma proposta de campanha acessível para redes de restaurantes do segmento fast-food 1 Website desenvolvido como peça de apoio para uma proposta de campanha acessível para redes de restaurantes do segmento fast-food 1 Bianca Said SALIM 2 Lorran Coelho Ribeiro de FARIA 3 Pedro Martins GODOY

Leia mais

RESUMO: PALAVRAS-CHAVE: Mobilidade Urbana; Dia sem carro; Bicicleta; Automóvel. 1 INTRODUÇÃO

RESUMO: PALAVRAS-CHAVE: Mobilidade Urbana; Dia sem carro; Bicicleta; Automóvel. 1 INTRODUÇÃO A evolução está a uma pedalada de acontecer 1. Evandro Luiz Gomes 2 Fabiana Tarnowsky 3 Gisele Baumgarten Rosumek 4 Instituto Blumenauense de Ensino Superior IBES Sociesc RESUMO: A presente peça publicitária

Leia mais

Uma cobertura fotojornalística do futebol americano em Nebraska 1

Uma cobertura fotojornalística do futebol americano em Nebraska 1 Uma cobertura fotojornalística do futebol americano em Nebraska 1 Tiago Zenero de SOUZA 2 Bruce THORSON 3 Francisco Rolfsen BELDA 4 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Bauru,

Leia mais

III Seminário Gestão e Otimização dos Espaços de Cultura, Esporte e Lazer

III Seminário Gestão e Otimização dos Espaços de Cultura, Esporte e Lazer III Seminário Gestão e Otimização dos Espaços de Cultura, Esporte e Lazer Unidades SESI 94 Unidades em 77 Municípios: 30 unidades escolares 43 unidades multioperacionais 6 Clubes 4 Centros de Cultura 6

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 "UMA REFLEXÃO ACERCA DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO BAIRRO DO XARQUINHO, NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA-PR"

Mostra de Projetos 2011 UMA REFLEXÃO ACERCA DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO BAIRRO DO XARQUINHO, NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA-PR Mostra de Projetos 2011 "UMA REFLEXÃO ACERCA DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO BAIRRO DO XARQUINHO, NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA-PR" Mostra Local de: Guarapuava Categoria do projeto: Projetos

Leia mais

ALCOOLISMO ENTRE AS MULHERES: UM MAL QUE COMEÇA A APARECER. Senhor Presidente, primeira semana de trabalhos da Comissão destinada a

ALCOOLISMO ENTRE AS MULHERES: UM MAL QUE COMEÇA A APARECER. Senhor Presidente, primeira semana de trabalhos da Comissão destinada a ** Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 30/04/2013. ALCOOLISMO ENTRE AS MULHERES: UM MAL QUE COMEÇA A APARECER Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Leia mais

ALCOOLISMO ENTRE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM: UM ESTUDO TRANSVERSAL

ALCOOLISMO ENTRE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM: UM ESTUDO TRANSVERSAL ALCOOLISMO ENTRE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM: UM ESTUDO TRANSVERSAL RESUMO Descritores: Alcoolismo. Drogas. Saúde Pública. Introdução Durante a adolescência, o indivíduo deixa de viver apenas com a família

Leia mais

XADREZ: uma ferramenta para a inclusão resultados preliminares

XADREZ: uma ferramenta para a inclusão resultados preliminares XADREZ: uma ferramenta para a inclusão resultados preliminares Tayla Kuhnen 1 ; Sara Cristina Stacheski Martins 2 ; Tiago Martins da Silva 3 ; Marcelo Eger Sibert 4 ; Marines Dias Gonçalves 5 INTRODUÇÃO

Leia mais

O TURISMO COMO OPÇÃO DE LAZER

O TURISMO COMO OPÇÃO DE LAZER O TURISMO COMO OPÇÃO DE LAZER RAQUEL XAVIER GOMES FRANZINI Universidade do Vale do Itajaí RESUMO O presente artigo visa criar uma discussão entre algumas questões sobre o lazer e o turismo, a partir de

Leia mais

Roteiro de Aplicação da Economia Criativa e Inovação como critérios na FETEPS

Roteiro de Aplicação da Economia Criativa e Inovação como critérios na FETEPS Roteiro de Aplicação da Economia Criativa e Inovação como critérios na FETEPS Com objetivo de auxiliar na elaboração dos trabalhos, apresentamos critérios relacionados a Economia Criativa e Inovação, conceitos

Leia mais

RELATÓRIO DO GRUPO DE TRABALHO NO SUBTEMA PREVENÇÃO

RELATÓRIO DO GRUPO DE TRABALHO NO SUBTEMA PREVENÇÃO RELATÓRIO DO GRUPO DE TRABALHO NO SUBTEMA PREVENÇÃO Coordenadora Deputada Aline Corrêa Membros: Deputados Áureo e William Dib Propostas do grupo de trabalho sobre prevenção A partir dos trabalhos realizados

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES PREVENÇÃO E QUALIDADE DE VIDA - ALCOOLISMO

ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES PREVENÇÃO E QUALIDADE DE VIDA - ALCOOLISMO ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES PREVENÇÃO E QUALIDADE DE VIDA - ALCOOLISMO BANDEIRANTES MS SETEMBRO/2012 ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES PREVENÇÃO E QUALIDADE DE VIDA - ALCOOLISMO DIRETOR: AFONSO

Leia mais

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO FEDERAL. Brasília maio 2010

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO FEDERAL. Brasília maio 2010 COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO FEDERAL Brasília maio 2010 Audiência Pública: o avanço e o risco do consumo de crack no Brasil Francisco Cordeiro Coordenação de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas

Leia mais

A INCIDÊNCIA DE PROPAGANDAS VIRTUAIS NA PRODUÇÃO DA CONDIÇÃO JUVENIL CONTEMPORÂNEA

A INCIDÊNCIA DE PROPAGANDAS VIRTUAIS NA PRODUÇÃO DA CONDIÇÃO JUVENIL CONTEMPORÂNEA A INCIDÊNCIA DE PROPAGANDAS VIRTUAIS NA PRODUÇÃO DA CONDIÇÃO JUVENIL CONTEMPORÂNEA Adriano Machado Oliveira, professor adjunto, Universidade Federal do Tocantins Dalsiza Cláudia Macedo Coutinho, estudante

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE

CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE PROJETO DE LEI Nº /2013, de 23 de abril de 2013 DISPOE SOBRE A CRIAÇÃO DO PROGRAMA DE INCENTIVO A CULTURA CINEMA POPULAR EM DISTRITOS, COMUNIDADES E PRAÇAS DO MUNICÍPIO.

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

Epidemiologia das substâncias psicoativas

Epidemiologia das substâncias psicoativas Epidemiologia das substâncias psicoativas Prof.ª Enf. Lorena Silveira Cardoso Mestre em Saúde Coletiva-UFES Membro técnico do CEPAD-UFES/CRR-UFES Profª Drª. Marluce Miguel de Siqueira Coordenadora do CEPAD-UFES/CRR-UFES

Leia mais

O PODER DE INFLUÊNCIA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO NA VIDA DAS CRIANÇAS. Resumo. Abstract 1. INTRODUÇÃO

O PODER DE INFLUÊNCIA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO NA VIDA DAS CRIANÇAS. Resumo. Abstract 1. INTRODUÇÃO O PODER DE INFLUÊNCIA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO NA VIDA DAS CRIANÇAS CRUZ, Amanda Janaina da Silva Discente do Curso de Pedagogia da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva KAULFUSS, Marco Aurélio

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES

TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONSIDERANDO que o art. 227 da Constituição da República

Leia mais

REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos!

REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos! REGULAMENTO Programa Parceria Social 10 anos! 2013 é um ano significativo para o Instituto Embraer: estamos comemorando 10 anos do Programa Parceria Social! Ao longo desses anos o Instituto Embraer pôde,

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes.

Mostra de Projetos 2011. Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes. Mostra de Projetos 2011 Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes. Mostra Local de: Paranavaí Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa:

Leia mais

Edital nº 001/2010/GSIPR/SENAD / MS PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS

Edital nº 001/2010/GSIPR/SENAD / MS PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL SECRETARIA NACIONAL DE POLITICAS SOBRE DROGAS MINISTÉRIO DA SAÚDE Comitê Gestor do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras drogas

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH Brasília, outubro de 2015 População Masculina 99 milhões (48.7%) População alvo: 20 a 59 anos População Total do Brasil 202,7 milhões de

Leia mais

Com Álcool Não se Brinca 1

Com Álcool Não se Brinca 1 Com Álcool Não se Brinca 1 Weslene de Sousa MOTA 2 Steffany Verônica de Sousa DIAS 3 Elizangela Luiza Barbosa LUIZ 4 Franck H. Oliveira Durgo GOMES 5 Cláudio de Oliveira BRANDÃO 6 Instituto Cuiabá de Ensino

Leia mais

PURANA: Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP)

PURANA: Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) PURANA: Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) Fundação: Dia Internacional da Mulher em 2010 Florianópolis Causa: Sempre externa à Sede De forma lúdica, efetuando shows e apresentações

Leia mais

Grupo de Trabalho: Temas Livres

Grupo de Trabalho: Temas Livres ATIVIDADE FÍSICA, LAZER E SAÚDE NA ADOLESCÊNCIA: POSSÍVEIS APROXIMAÇÕES Alipio Rodrigues Pines Junior (alipio.rodrigues@gmail.com) Grupo Interdisciplinar de Estudos do Lazer - GIEL/USP/CNPq Tiago Aquino

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA. Inclusão, políticas inclusivas, necessidades especiais, ABNT e acessibilidade em eventos.

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA. Inclusão, políticas inclusivas, necessidades especiais, ABNT e acessibilidade em eventos. Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Técnico em Eventos FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

1º Levantamento Nacional sobre Padrões de Consumo de Álcool na População Brasileira

1º Levantamento Nacional sobre Padrões de Consumo de Álcool na População Brasileira 1º Levantamento Nacional sobre Padrões de Consumo de Álcool na População Brasileira Equipe Brasil: Universidade Federal de São Paulo - Ronaldo Laranjeira - Ilana Pinsky - Marcos Zaleski USA: Universidade

Leia mais

Roteiro para Elaboração de Projeto Social 1. Projeto X (Título do Projeto)

Roteiro para Elaboração de Projeto Social 1. Projeto X (Título do Projeto) Roteiro para Elaboração de Projeto Social 1 Projeto X (Título do Projeto) Título do Projeto: o título deve ser informativo e/ou instigante e criativo. Pode informar sobre o que faz o projeto e onde. Por

Leia mais

Adultos Jovens no Trabalho em Micro e Pequenas Empresas e Política Pública

Adultos Jovens no Trabalho em Micro e Pequenas Empresas e Política Pública Capítulo 3 Adultos Jovens no Trabalho em Micro e Pequenas Empresas e Política Pública Maria Inês Monteiro Mestre em Educação UNICAMP; Doutora em Enfermagem USP Professora Associada Depto. de Enfermagem

Leia mais

Campanha ONG Animais 1

Campanha ONG Animais 1 Campanha ONG Animais 1 Bruna CARVALHO 2 Carlos VALÉRIO 3 Mayara BARBOSA 4 Rafaela ALVES 5 Renan MADEIRA 6 Romulo SOUZA 7 Marcelo PRADA 8 Paulo César D ELBOUX 9 Faculdade Anhanguera Santa Bárbara, Santa

Leia mais

AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA BIOSSEGURANÇA ELABORADAS POR ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA NOVAFAPI

AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA BIOSSEGURANÇA ELABORADAS POR ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA NOVAFAPI AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA BIOSSEGURANÇA ELABORADAS POR ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA NOVAFAPI INTRODUÇÃO Luana Kelle Batista Moura NOVAFAPI* Francisca Tereza Coelho Matos NOVAFAPI** A Biossegurança é

Leia mais

DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL

DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL DIRECIONADORES DA AÇÃO EMPRESARIAL Na ASBRASIL, já foram estabelecidas as direções básicas da ação empresarial, conforme estabelecido em nosso plano de negócios que deseja se consolidar em uma cultura

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO,

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO, FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO, Juliana Cordeiro Soares Branco CEFET MG Juliana.b@ig.com.br OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales CEFET MG mariarita2@dppg.cefetmg.br

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: UMA REFLEXÃO SOBRE A IMPORTÂNCIA DA LUDICIDADE

ALFABETIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: UMA REFLEXÃO SOBRE A IMPORTÂNCIA DA LUDICIDADE ALFABETIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: UMA REFLEXÃO SOBRE A IMPORTÂNCIA DA LUDICIDADE Fatima Eluzia de Camargo Mello 1 RESUMO: O presente artigo propõe uma reflexão sobre a importância da ludicidade

Leia mais

Termos de Referência Projeto BRA5U201

Termos de Referência Projeto BRA5U201 (02 cópias) Data limite para apresentação de candidaturas: 08/08/2013 Endereço eletrônico para envio de candidaturas: selecao@unfpa.org.br Identificação a ser utilizada como título do e-mail de candidatura:

Leia mais

Lazer, qualidade de vida e o mundo do trabalho: oportunidades no ramo de atividades profissionais

Lazer, qualidade de vida e o mundo do trabalho: oportunidades no ramo de atividades profissionais Lazer, qualidade de vida e o mundo do trabalho: oportunidades no ramo de atividades profissionais Resumo O presente estudo teve como objetivo geral traçar um perfil das empresas que atuam no campo do Lazer

Leia mais

A INTEGRAÇÃO DA PREVENÇÃO DAS DROGAS NO CURRÍCULO ESCOLAR

A INTEGRAÇÃO DA PREVENÇÃO DAS DROGAS NO CURRÍCULO ESCOLAR A INTEGRAÇÃO DA PREVENÇÃO DAS DROGAS NO CURRÍCULO ESCOLAR Robson Rogaciano Fernandes da Silva (Mestrando-Universidade Federal de Campina Grande) Ailanti de Melo Costa Lima (Graduanda-Universidade Estadual

Leia mais

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL Dir. Nac. de Marketing Jun/13 APRESENTAÇÃO A Rede Calderaro de Comunicação realiza pelo quinto ano a transmissão do Campeonato Amazonense

Leia mais

LAZER, JUVENTUDE E ÁLCOOL: UMA ANÁLISE DAS PROMOÇÕES E EVENTOS DIRIGIDOS AO PÚBLICO JOVEM

LAZER, JUVENTUDE E ÁLCOOL: UMA ANÁLISE DAS PROMOÇÕES E EVENTOS DIRIGIDOS AO PÚBLICO JOVEM LAZER, JUVENTUDE E ÁLCOOL: UMA ANÁLISE DAS PROMOÇÕES E EVENTOS DIRIGIDOS AO PÚBLICO JOVEM Recebido em: 06/12/2012 Aceito em: 30/04/2013 Rodrigo Trevisan Brunelli 1 Universidade Metodista de Piracicaba

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2014

PLANEJAMENTO ANUAL 2014 PLANEJAMENTO ANUAL 2014 Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA Período: Anual Professor: THIAGO BAPTISTA Série e segmento: 6º ANO 1º TRIMESTRE 2º TRIMESTRE 3º TRIMESTRE Objetivo Geral Estimular a participação de

Leia mais

A INSERÇÃO DO PROFISSIONAL BIOMÉDICO NO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA NO CONTEXTO DO PET/SAÚDE

A INSERÇÃO DO PROFISSIONAL BIOMÉDICO NO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA NO CONTEXTO DO PET/SAÚDE A INSERÇÃO DO PROFISSIONAL BIOMÉDICO NO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA NO CONTEXTO DO PET/SAÚDE MAIA, Indiara da 1 ; RUCKERT, Tatiane Konrad 2 ; BARBOSA, Elisa Gisélia dos Santos 3 ; KAEFER, Cristina T.

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES PREVENÇÃO AOS VICIOS: ALCOOLISMO, TABAGISMO E DROGAS ILICITAS NA ADOLESCÊNCIA.

ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES PREVENÇÃO AOS VICIOS: ALCOOLISMO, TABAGISMO E DROGAS ILICITAS NA ADOLESCÊNCIA. ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES PREVENÇÃO AOS VICIOS: ALCOOLISMO, TABAGISMO E DROGAS ILICITAS NA ADOLESCÊNCIA. Ipezal/Angélica MS Maio de 2012. ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES PREVENÇÃO AOS VICIOS:

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

OS SIGNIFICADOS DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA - A PERSPECTIVA DOS PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS FAMILIA AGRÍCOLA

OS SIGNIFICADOS DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA - A PERSPECTIVA DOS PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS FAMILIA AGRÍCOLA OS SIGNIFICADOS DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA - A PERSPECTIVA DOS PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS FAMILIA AGRÍCOLA SILVA, Lourdes Helena da - UFV GT: Educação Fundamental /n.13 Agência Financiadora:

Leia mais