Governo do Estado do Pará Companhia Paraense de Turismo Secretaria de Estado de Turismo. Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Governo do Estado do Pará Companhia Paraense de Turismo Secretaria de Estado de Turismo. Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012"

Transcrição

1 Governo do Estado do Pará Companhia Paraense de Turismo Secretaria de Estado de Turismo Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012 Belém-PA 2012

2 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene GOVERNADOR Helenilson Cunha Pontes VICE-GOVERNADOR SECRETARIA ESPECIAL DE PRODUÇÃO COMPANHIA PARAENSE DE TURISMO PARATUR DIRETOR PRESIDENTE Adenauer de Oliveira Góes DIRETORA DE FOMENTO Liliane Obando Maia DIRETORA DE MARKETING Jaquelline Alves DIRETOR ADMINISTRATIVO/FINANCEIRO Albino Barbosa COORDENADOR DO NÚCLEO DE PLANEJAMENTO Daniela Silva ESTATÍSTICO/NUP Admilson Alcantara da Silva ESTAGIÁRIA Mônica dos Santos Silva PESQUISA DE TURISMO RECEPTIVO REALIZAÇÃO: PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO SECTUR 2

3 APOIO: COMPANHIA PARAENSE DE TURISMO PARATUR - NÚCLEO DE PLANEJAMENTO COODERANÇÃO DE PESQUISA DE CAMPO E PRODUÇÃO DE RELATÓRIOS: Admilson Alcantara da Silva Mônica dos Santos Silva 3

4 Sumário Apresentação... 8 Resultado da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade Perfil Sócio-Econômico Gênero Faixa Etária Grau de Escolaridade Estado Civil Renda Bruta Mensal Profissão Motivo da Busca da Atividade Turística Fonte Motivadora Fatores Incentivadores para Viajar Ocasião de Viagem Modo de Viajar Meio de Transporte Meio de Hospedagem Permanência Média Veículo de Propaganda Tipo de Destino Atividades Média de Viagens Realizadas por Ano Forma de Pagamento Gasto Médio por Viagem Opinião sobre os Guias ou Atendentes Razões para Exclusão da Atividade Turística Dificuldades Acessibilidade Equipamentos Turísticos Infraestrutura Considerações Finais

5 Lista de Tabelas Tabela 1.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa sobre a Demanda do Perfil da Melhor Idade 2012, por Gênero Tabela 1.2: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Faixa Etária Tabela 1.3: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Grau de Escolaridade Tabela 1.4: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Estado Civil Tabela 1.5: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Renda Bruta Mensal (em R$) Tabela 1.6: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Profissão Tabela 2.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Motivo da Busca da Atividade Turística Tabela 3.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Fonte Motivadora sobre as Atividades Turísticas Tabela 4.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação aos Fatores Incentivadores para Viajar Tabela 5.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Ocasião de Viagem Tabela 6.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Modo de Viajar Tabela 7.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Meio de Transporte Tabela 8.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Meio de Hospedagem Tabela 9.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Permanência Média (em dias) Tabela 10.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Veículo de Propaganda Tabela 11.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Tipo de Destino Tabela 12.1: Quantidade e Percentual das Atividades Praticadas Durante as Viagens dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade Tabela 13.1: Quantidade e Percentual de Média de Viagens Realizadas por Ano pelos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade Tabela 14.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Forma de Pagamento Tabela 15.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Gasto Médio por Viagem Tabela 16.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Preparo dos Guias ou Atendentes

6 Tabela 17.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Opinião sobre a Exclusão da Atividade Turística Tabela 18.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação às Dificuldades Tabela 19.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Acessibilidade dos Equipamentos Turísticos Tabela 20.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Opinião sobre a Infraestrura dos Equipamentos Turísticos Oferecidos pelo Estado do Pará

7 Lista de Figuras Figura 1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Gênero Figura 2: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Faixa Etária Figura 3: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Grau de Escolaridade Figura 4: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Renda Bruta Mensal (em R$) Figura 5: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Profissão Figura 6: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Modo de Viajar Figura 7: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Meio de Transporte Figura 8: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Meio de Hospedagem Figura 9: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Permanência Média (em dias) Figura 10: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade, por Gasto Médio por Viagem Figura 11: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Preparo dos Guias ou Atendentes Figura 12: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Opinião sobre a Exclusão da Atividade Turística Figura 13: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Opinião sobre a Infraestrutura dos Equipamentos Turísticos

8 Apresentação A população da terceira ou melhor idade a cada ano vêem crescendo no Brasil, sendo que com esse crescimento vêem aumentado a prática de turismo nesse grupo. A melhor idade é definida como o grupo de pessoas que já atingiram os 60 anos de idade. E para saber mais sobre a prática do turismo na melhor idade, foi feito uma pesquisa sobre a demanda de perfil, onde foram aplicados questionário nos principais pontos de maior circulação desse grupo. Os questionários apresentavam questões acerca do perfil da melhor idade em relação a prática do turismo, em seguida foi feito a apuração dos dados através da análise exploratórias de dados que é um conjunto de ferramentas utilizadas para descrever e extrair informações utilizando tabelas e gráficos. O resultado desta pesquisa servirá como um meio de informação para a comunidades técnico- científica, autoridades governamentais ou empresários que desejam investir nesse setor. 8

9 Resultado da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade Perfil Sócio-Econômico 1.1 Gênero A maior parte das pessoas entrevistada nesta pesquisa são do gênero feminino (65,11%) e 34,89% são do gênero masculino. Tabela 1.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa sobre a Demanda do Perfil da Melhor Idade 2012, por Gênero. Gênero Quantidade Percentual Feminino ,11 Masculino 97 34,89 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur % Feminino Masculino 65% Figura 1.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Gênero. 9

10 Percentual 1.2 Faixa Etária Das pessoas entrevistadas nessa pesquisa, 32,37% são da faixa etária de 61 a 65 anos de idade, seguidos da faixa etária de 60 anos de idade com 21,94%. Tabela 1.2: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Faixa Etária. Faixa Etária Quantidade Percentual 60 anos 61 21,94 De 61 a 65 anos 90 32,37 De 66 a 70 anos 58 20,86 De 71 a 75 anos 35 12,59 De 76 a 80 anos 19 6,83 Acima de 80 anos 12 4,32 Não Especificado 3 1,08 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur ,00 32,37 30,00 25,00 20,00 15,00 10,00 5,00 0,00 21,94 20,86 12,59 6,83 4,32 1,08 Faixa Etária Figura 1.2: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Faixa Etária. 10

11 Percentual 1.3 Grau de Escolaridade A maior parte dos entrevistados possuem o 2º grau completo com 33,09%, superior completo 24,82%, 2º grau incompleto 12,95% e 1º grau completo 10,79%. Tabela 1.3: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Grau de Escolaridade. Grau de Escolaridade Quantidade Percentual 1º Grau Completo 30 10,79 1º Grau Incompleto 27 9,71 2º Grau Completo 92 33,09 2º Grau Incompleto 36 12,95 Analfabeto 08 2,88 Pós-Graduado 05 1,80 Superior Completo 69 24,82 Superior Incompleto 08 2,88 Não Especificado 03 1,08 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur ,00 30,00 25,00 20,00 15,00 10,00 5,00 0,00 10,79 9,71 33,09 12,95 2,88 1,80 24,82 2,88 1,08 Grau de Escolaridade Figura 1.3: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Grau de Escolaridade. 11

12 1.4 Estado Civil Grande parte dos entrevistados são casados (44,96%), seguido de viúvo (27,34%), separado ou divorciado (15,47%) e solteiro (99,35%). Tabela 1.4: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Estado Civil. Estado Civil Quantidade Percentual Casado ,96 Viúvo 76 27,34 Separado\Divorciado 43 15,47 Solteiro 26 9,35 Não Especificado 08 2,88 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur Renda Bruta Mensal A renda bruta mensal dos entrevistados é do intervalo de 5 a 8 salários mínimos. Tabela 1.5: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Renda Bruta Mensal (em R$). Renda Bruta Mensal (em R$) Quantidade Percentual Até 1 Salário 17 6,12 De 1 a 2 Salários 33 11,87 De de 2 a 3 Salários 50 17,99 De de 3 a 5 Salários 47 16,91 De 5 a 8 Salários 62 22,30 De 8 a 10 Salários 35 12,59 De 10 a 15 Salários 19 6,83 De 15 a 20 Salários 8 2,88 Mais de 20 Salários 2 0,72 Não Especificado 5 1,80 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

13 Percentual 25,00 20,00 17,99 16,91 22,30 15,00 11,87 12,59 10,00 5,00 0,00 6,12 6,83 2,88 0,72 1,80 Renda Bruta Mensal (em R$) Figura 1.5: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Renda Bruta Mensal (em R$). 1.6 Profissão Das pessoas entrevistados durante a pesquisa de demanda de perfil da melhor idade 2012, 60,79% são aposentados, 14,03% donas de casa, 8,63% empresários, 8,27% funcionários públicos, 3,60% funcionários privados e 0,36% não especificaram a profissão. Tabela 1.6: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Profissão. Profissão Quantidade Percentual Aposentado ,79 Dona de Casa 39 14,03 Empresário 24 8,63 Funcionário Público 23 8,27 Outros 12 4,32 Funcionário Privado 10 3,60 Não Especificado 01 0,36 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

14 Profissão Não Especificado Funcionário Privado Outros Funcionário Público Empresário Dona de Casa Aposentado 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 Percentual Figura 1.6: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Profissão. 2 Motivo da Busca da Atividade Turística O que mais motivou a busca de práticas de atividades turísticas para os entrevistados foram o repouso com 7,91%, a busca de novas experiências e recreação com 6,83% respectivamente e a mudança de ambiente, cultura e beleza natural com 5,40%. Tabela 2.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Motivo da Busca da Atividade Turística. Busca Quantidade Percentual Repouso 22 7,91 Novas Experiências 19 6,83 Recreação 19 6,83 Mudança de Ambiente, Cultura e Beleza Natural 15 5,40 Mudança de Ambiente 11 3,96 Mudança de Ambiente, Cultura e Recreação 11 3,96 Mudança de Ambiente, Aprendizado e Novas Experiências 09 3,24 Mudança de Ambiente e Repouso 07 2,52 Recreação e Novas Experiências 07 2,52 Tratamento de Saúde 07 2,52 Mudança de Ambiente, Recreação, Aprendizado e Novas Experiências 06 2,16 Repouso e Tratamento de Saúde 06 2,16 Outros ,00 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

15 3 Fonte Motivadora A fonte motivadora dos entrevistados foram o desejo de conhecer ou visitar o destino com 24,46%, o desejo de conhecer ou visitar o destino e parentes com 19,78%. Tabela 3.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Fonte Motivadora sobre as Atividades Turísticas. Fonte Motivadora Quantidade Percentual Desejo de Conhecer ou Visitar o Destino 68 24,46 Desejo de Conhecer ou Visitar o Destino e Visitar Parentes 55 19,78 Desejo de Conhecer ou Visitar o Destino e Participação em Grupos ou Associação 26 9,35 Participação em Grupos ou Associação 25 8,99 Visitar Parentes 24 8,63 Desejo de Conhecer ou Visitar o Destino, Participação em Grupo ou Associação e Visitar Parentes 16 5,76 Desejo em Conhecer ou Visitar o Destino, Saúde e Visitar Parentes 11 3,96 Saúde 09 3,24 Saúde e Visitar Parentes 08 2,88 Outros 36 12,95 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur Fatores Incentivadores para Viajar Os fatores que mais incentivaram a viajar foram os pacotes mais baratos com 13,31%, os preços mais atrativos de transportes com 7,19%, preços mais atrativos de hospedagem e pacotes mais baratos com 6,83% e segurança com 5,04%. Tabela 4.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação aos Fatores Incentivadores para Viajar. Fatores Quantidade Percentual Pacotes Mais Baratos 37 13,31 Preço Mais Atrativo de Transportes 20 7,19 Preço Mais Atrativo de Hospedagem e Pacotes Mais Baratos 19 6,83 Segurança 14 5,04 Acesso ao Destino e Segurança 14 5,04 Pacotes Mais Baratos e Segurança 11 3,96 Preço Mais Atrativo de Hospedagem 08 2,88 Outros ,76 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

16 5 Ocasião de Viagem As pessoas entrevistadas têm o costume de viajarem em ocasião de baixa temporada e final de semana prolongado com 23,02% respectivamente, em alta temporada com 15,47%, final de semana normal com 12,59% e em outras ocasiões com 25,18%. Tabela 5.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Ocasião de Viagem. Ocasião Quantidade Percentual Baixa Temporada 64 23,02 Final de Semana Prolongado 64 23,02 Alta Temporada 43 15,47 Final de Semana Normal 35 12,59 Outros 70 25,18 Não Especificado 02 0,72 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur Modo de Viajar A maior parte dos entrevistados preferem viajar em companhia do conjugue (28,78%), em excursão (25,18%), em companhia dos filhos (22,30%), amigos (12,23%) e sozinho (8,27%). Tabela 6.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Modo de Viajar. Modo de Viajar Quantidade Percentual Conjugue 80 28,78 Excursão 70 25,18 Filhos 62 22,30 Amigos 34 12,23 Sozinho 23 8,27 Outros 08 2,88 Não Especificado 01 0,36 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

17 Forma de Viagem Não Especificado 0,36 Outros 2,88 Sozinho 8,27 Amigos 12,23 Filhos Excursão 22,30 25,18 Cônjugue 28,78 0,00 5,00 10,00 15,00 20,00 25,00 30,00 Percentual Figura 4.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Modo de Viajar. 7 Meio de Transporte O meio de transporte mais utilizados pelos entrevistados foi o ônibus (43,53%), carro (26,62%), avião (21,22%) e barco, lancha ou navio (5,76%). Tabela 7.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Meio de Transporte. Meio de Transporte Quantidade Percentual Ônibus ,53 Carro 74 26,62 Avião 59 21,22 Barco ou Lancha ou Navio 16 5,76 Não Especificado 8 2,88 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

18 Meio de Transporte Não Especificado 2,88 Barco ou Lancha ou Navio 5,76 Avião 21,22 Carro 26,62 Ônibus 43,53 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 Percentual Figura 5.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Meio de Transporte. 8 Meio de Hospedagem Dos meios de hospedagem, 50% dos entrevistados afirmam que utilizam casa de parentes ou amigos como meio de hospedagem, 45,32% utilizam hotel e 1,44% utilizam outros meios de hospedagem. Tabela 8.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Meio de Hospedagem. Meio de Hospedagem Quantidade Percentual Casa de Parente ou Amigo ,00 Hotel ,32 Outros 04 1,44 Não Especificado 09 3,24 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

19 Meio de Hospedagem Outros 1,44 Não Especificado 3,24 Hotel 45,32 Casa de Parente ou Amigo 50,00 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 Percentual Figura 6.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Meio de Hospedagem. 9 Permanência Média A permanência média das pessoas entrevistadas ficou do intervalo de 4 a 7 dias (45,32%), seguido dos intervalos de 2 a 3 dias (24,10%), mais de 14 dias (17,27%) e de 8 a 13 dias (12,95%). Tabela 6: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Permanência Média (em dias). Permanência Média Quantidade Percentual De 2 a 3 dias 67 24,10 De 4 a 7 dias ,32 De 8 a 13 dias 36 12,95 Mais de 14 dias 48 17,27 Não Especificado 01 0,36 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

20 Percentual 50,00 45,00 40,00 35,00 30,00 25,00 20,00 15,00 10,00 5,00 0,00 24,10 45,32 12,95 17,27 0,36 De 2 a 3 dias De 4 a 7 dias De 8 a 13 dias Mais de 14 dias Não Especificado Permanência Média Figura 7.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Permanência Média (em dias). 10 Veículo de Propaganda Os comentários de parentes ou amigos foi o que mais influenciou os entrevistados com 24,82%, as informações de agência de viagens e internet influenciou cerca de 11,15% respectivamente e as informações de jornal, revista e televisão com 7,55%. Tabela 10.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, por Veículo de Propaganda. Veículo de Propaganda Quantidade Percentual Parentes ou Amigos 69 24,82 Agências de Viagens 31 11,15 Internet 31 11,15 Jornal, Revista e Televisão 21 7,55 Televisão e Parentes ou Amigos 10 3,60 Jornal, Revista e Agências de Viagens 07 2,52 Outros ,13 Não Especificado 03 1,08 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

21 11 Tipo de Destino O tipo de destino mais procurados pelos entrevistados foi a praia (51,80%), campo ou área rural (22,30%), cidades históricas (19,06%) e outros tipos de destinos (4,32%). Tabela 11.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Tipo de Destino. Tipo de Destino Quantidade Percentual Praia ,80 Campo ou Área Rural 62 22,30 Cidade Histórica 53 19,06 Outros 12 4,32 Não Especificado 7 2,52 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur Atividades Das atividades praticadas durante as viagens pelos entrevistados, cerca de 22,30% realizam roteiros culturais ou festividades (religiosas, gastronômicas ou danças) e 6,83% participam em encontros entre clubes da Melhor Idade. Tabela 12.1: Quantidade e Percentual das Atividades Praticadas Durante as Viagens dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade Atividades Quantidade Percentual Roteiros Culturais ou Festividades (Religiosas, Gastronômicas ou Danças) 62 22,30 Encontros entre Clubes da Melhor Idade 19 6,83 Roteiros Culturais/ Festividades (Religiosas, Gastronômicas, Danças) e Pesca Esportiva 16 5,76 Roteiros Culturais/ Festividades (Religiosas, Gastronômicas, Danças) e Encontros entre Clubes da Melhor Idade 12 4,32 Roteiros Culturais, Encontros entre Clubes da Melhor Idade e Aula com Professor de Dança 11 3,96 Práticas de Turismo de Aventura e Pesca Esportiva 10 3,60 Roteiros Culturais, Encontros entre Clubes da Melhor Idade e Oficinas Culturais 10 3,60 Outros ,20 Não Especificado 04 1,44 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

22 13 Média de Viagens Realizadas por Ano A maior parte dos entrevistados realizam duas viagens ao ano (26,26%), mais de quatro viagens (22,66%), três viagens (21,22%), uma viagem (17,63%) e quatro viagens (11,15%). Tabela 13.1: Quantidade e Percentual de Média de Viagens Realizadas por Ano pelos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade Média de Viagens Quantidade Percentual Uma Viagem 49 17,63 Duas Viagens 73 26,26 Três Viagens 59 21,22 Quatro Viagens 31 11,15 Acima de Quatro Viagens 63 22,66 Não Especificado 03 1,08 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur Forma de Pagamento A maior parte dos entrevistados preferem pagar em dinheiro (59,71%), cartão (32,73%), boleto (1,80%), cheque (1,44%) e financiamento (0,36%). Tabela 14.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Forma de Pagamento. Forma de Pagamento Quantidade Percentual Dinheiro ,71 Cartão 91 32,73 Não Especificado 11 3,96 Boleto 05 1,80 Cheque 04 1,44 Financiamento 01 0,36 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

23 Percentual 15 Gasto Médio por Viagem O gasto médio por viagem dos entrevistados é acima de R$ 1.000,00 (27,70%), sendo que 20,14%R$ 400,00 a R$ 700,00, 18,71% tem gasto de R$ 250,00 a R$ 400,00, 17,27% de R$ 150,00 a R$ 250,00 e 15,83% de R$ 700,00 a R$ 1.000,00. Tabela 15.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Gasto Médio por Viagem. Gasto Médio Quantidade Percentual Acima de R$ 1.000, ,70 De R$ 150,00 a R$ 250, ,27 De R$ 250 a R$ 400, ,71 De R$ 400,00 a R$ 700, ,14 De R$ 700,00 a R$ 1.000, ,83 Não Especificado 01 0,36 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur ,00 25,00 20,00 15,00 10,00 5,00 0,00 27,70 17,27 18,71 20,14 15,83 0,36 Gasto Médio (por Viagem) Figura 15.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade, por Gasto Médio por Viagem. 23

24 16 Opinião sobre os Guias ou Atendentes Na opinião dos entrevistados 60,43% afirmam que os guias ou atendentes estão preparados para trabalhar com o público da melhor idade. Tabela 16.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Preparo dos Guias ou Atendentes. Opinião Quantidade Percentual Sim ,43 Não 94 33,81 Não Especificado 16 5,76 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur ,81 5,76 Sim Não Não Especificado 60,43 Figura 16.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação ao Preparo dos Guias ou Atendentes. 24

25 17 Razões para Exclusão da Atividade Turística A maior parte dos entrevistados (84,89%) afirma que não há razões para exclusão da atividade turística em suas vidas. Tabela 17.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Opinião sobre a Exclusão da Atividade Turística. Exclusão Quantidade Percentual Não ,89 Sim 38 13,67 Não Especificado 04 1,44 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur ,67 1,44 Não Sim Não Especificado 84,89 Figura 17.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Opinião sobre a Exclusão da Atividade Turística. 25

26 18 Dificuldades Cerca de 6,12% dos entrevistados afirmam que há segurança inadequada durante a realização de viagens, infraestrutura e segurança inadequada (5,40%). Tabela 18.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação às Dificuldades. Dificuldades Quantidade Percentual Segurança Inadequada 17 6,12 Infraestrutura e Segurança Inadequadas 15 5,40 Infraestrutura, Segurança Inadequados e Acesso Ruim 14 5,04 Acesso Ruim 13 4,68 Transporte Inadequado 12 4,32 Segurança Inadequada, Acesso Ruim e Falta de Informações Turísticas 11 3,96 Infraestrutura Inadequada 10 3,60 Opções de Lazer Inadequadas 09 3,24 Outros ,95 Não Especificado 02 0,72 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur Acessibilidade A maioria dos entrevistados (59,35%) afirmam que há acessibilidade nos equipamentos turísticos. Tabela 19.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Acessibilidade dos Equipamentos Turísticos. Acessibilidade Quantidade Percentual Sim ,35 Não ,29 Não Especificado 01 0,36 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

27 20 Equipamentos Turísticos Dos turistas que afirmaram que há acessibilidade nos equipamentos turísticos cerca de 26,51% declaram que há rampas de acesso e pisos antiderrapantes e 6,63% alegam que há barras de apoio. Tabela 7: Quantidade e Percentual dos Turistas Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação aos Equipamentos Turísticos. Equipamentos Quantidade Percentual Rampas de Acesso e Pisos Antiderrapantes 44 26,51 Rampas de Acesso, Pisos Antiderrapantes e Barras de Apoio 33 19,88 Rampas de Acesso e Barras de Apoio 25 15,06 Pisos Antiderrapantes 19 11,45 Rampas de Acesso 16 9,64 Pisos Antiderrapantes e Barras de Apoio 13 7,83 Barras de Apoio 11 6,63 Outros 03 1,81 Não Especificado 02 1,20 Total ,00 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur

28 21 Infraestrutura A maior parte dos entrevistados (82,73%) alegam que não estão satisfeitos com a infraestrutura turística oferecida no Estado do Pará ao público da melhor idade. Tabela 21.1: Quantidade e Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Opinião sobre a Infraestrura dos Equipamentos Turísticos Oferecidos pelo Estado do Pará. Opinião Quantidade Percentual Não ,73 Sim 45 16,19 Não Especificado 03 1,08 Fonte: Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade - Paratur/Setur ,19 1,08 Não Sim Não Especificado 82,73 Figura 21.1: Percentual dos Entrevistados da Pesquisa de Demanda de Perfil da Melhor Idade 2012, em Relação à Opinião sobre a Infraestrutura dos Equipamentos Turísticos. 28

29 Considerações Finais A maior parte das pessoas entrevistada nesta pesquisa são do gênero feminino (65,11%) e 34,89% são do gênero masculino. Das pessoas entrevistadas nessa pesquisa, 32,37% são da faixa etária de 61 a 65 anos de idade, seguidos da faixa etária de 60 anos de idade com 21,94%. A maior parte dos entrevistados possuem o 2º grau completo com 33,09%, superior completo 24,82%, 2º grau incompleto 12,95% e 1º grau completo 10,79%. Grande parte dos entrevistados são casados (44,96%), seguido de viúvo (27,34%), separado ou divorciado (15,47%) e solteiro (99,35%). A renda bruta mensal dos entrevistados é do intervalo de 5 a 8 salários mínimos. Das pessoas entrevistados durante a pesquisa de demanda de perfil da melhor idade 2012, 60,79% são aposentados, 14,03% donas de casa, 8,63% empresários, 8,27% funcionários públicos, 3,60% funcionários privados e 0,36% não especificaram a profissão. O que mais motivou a busca de práticas de atividades turísticas para os entrevistados foram o repouso com 7,91%, a busca de novas experiências e recreação com 6,83% respectivamente e a mudança de ambiente, cultura e beleza natural com 5,40%. A fonte motivadora dos entrevistados foram o desejo de conhecer ou visitar o destino com 24,46%, o desejo de conhecer ou visitar o destino e parentes com 19,78%. Os fatores que mais incentivaram a viajar foram os pacotes mais baratos com 13,31%, os preços mais atrativos de transportes com 7,19%, preços mais atrativos de hospedagem e pacotes mais baratos com 6,83% e segurança com 5,04%. As pessoas entrevistadas têm o costume de viajarem em ocasião de baixa temporada e final de semana prolongado com 23,02% respectivamente, em alta temporada com 15,47%, final de semana normal com 12,59% e em outras ocasiões com 25,18%. A maior parte dos entrevistados preferem viajar em companhia do conjugue (28,78%), em excursão (25,18%), em companhia dos filhos (22,30%), amigos (12,23%) e sozinho (8,27%). O meio de transporte mais utilizados pelos entrevistados foi o ônibus (43,53%), carro (26,62%), avião (21,22%) e barco, lancha ou navio (5,76%). Dos meios de hospedagem, 50% dos entrevistados afirmam que utilizam casa de parentes ou amigos como meio de hospedagem, 45,32% utilizam hotel e 1,44% utilizam outros meios de hospedagem. A permanência média das pessoas entrevistadas ficou do intervalo de 4 a 7 dias (45,32%), seguido dos intervalos de 2 a 3 dias (24,10%), mais de 14 dias (17,27%) e de 8 a 13 dias (12,95%). 29

30 Os comentários de parentes ou amigos foi o que mais influenciou os entrevistados com 24,82%, as informações de agência de viagens e internet influenciou cerca de 11,15% respectivamente e as informações de jornal, revista e televisão com 7,55%. O tipo de destino mais procurados pelos entrevistados foi a praia (51,80%), campo ou área rural (22,30%), cidades históricas (19,06%) e outros tipos de destinos (4,32%). Das atividades praticadas durante as viagens pelos entrevistados, cerca de 22,30% realizam roteiros culturais ou festividades (religiosas, gastronômicas ou danças) e 6,83% participam em encontros entre clubes da Melhor Idade. A maior parte dos entrevistados realizam duas viagens ao ano (26,26%), mais de quatro viagens (22,66%), três viagens (21,22%), uma viagem (17,63%) e quatro viagens (11,15%). A maior parte dos entrevistados preferem pagar em dinheiro (59,71%), cartão (32,73%), boleto (1,80%), cheque (1,44%) e financiamento (0,36%). O gasto médio por viagem dos entrevistados é acima de R$ 1.000,00 (27,70%), sendo que 20,14%R$ 400,00 a R$ 700,00, 18,71% tem gasto de R$ 250,00 a R$ 400,00, 17,27% de R$ 150,00 a R$ 250,00 e 15,83% de R$ 700,00 a R$ 1.000,00. Na opinião dos entrevistados 60,43% afirmam que os guias ou atendentes estão preparados para trabalhar com o público da melhor idade. A maior parte dos entrevistados (84,89%) afirma que não há razões para exclusão da atividade turística em suas vidas. Cerca de 6,12% dos entrevistados afirmam que há segurança inadequada durante a realização de viagens, infraestrutura e segurança inadequada (5,40%). A maioria dos entrevistados (59,35%) afirmam que há acessibilidade nos equipamentos turísticos. Dos turistas que afirmaram que há acessibilidade nos equipamentos turísticos cerca de 26,51% declaram que há rampas de acesso e pisos antiderrapantes e 6,63% alegam que há barras de apoio. A maior parte dos entrevistados (82,73%) alegam que não estão satisfeitos com a infraestrutura turística oferecida no Estado do Pará ao público da melhor idade. 30

31 31

PERFIL DO TURISTA DA LINHA TURISMO DE PORTO ALEGRE. Julho 2008

PERFIL DO TURISTA DA LINHA TURISMO DE PORTO ALEGRE. Julho 2008 PERFIL DO TURISTA DA LINHA TURISMO DE PORTO ALEGRE Julho 2008 Apresentação A partir de Termo de Cooperação firmado entre as Faculdades Rio-Grandenses FARGS e a Secretaria Municipal de Turismo SMTUR, realizou-se

Leia mais

O Perfil e o impacto econômico do Visitante da Cidade de Niterói durante a Copa do Mundo 2014

O Perfil e o impacto econômico do Visitante da Cidade de Niterói durante a Copa do Mundo 2014 O Perfil e o impacto econômico do Visitante da Cidade de Niterói durante a Copa do Mundo 2014 Faculdade de Turismo e Hotelaria Coordenadores da Pesquisa: Prof. Dr. Osiris Marques Prof. Dr. João Evangelista

Leia mais

AVALIAÇÃO turística. CIDADE REALIZADA: holambra. ano 2013 NUMERO DE Entrevistados: 150 QUANTITATIVA, 150 QUALITATIVA

AVALIAÇÃO turística. CIDADE REALIZADA: holambra. ano 2013 NUMERO DE Entrevistados: 150 QUANTITATIVA, 150 QUALITATIVA AVALIAÇÃO turística O objetivo desta pesquisa é prover informações de qualidade, para contribuir com o processo de estruturação operacional, e a melhora no nível de gerenciamento da alta temporada, CIDADE

Leia mais

CARNAVAL DA ALEGRIA E DIVERSÃO COM A FAMÍLIA

CARNAVAL DA ALEGRIA E DIVERSÃO COM A FAMÍLIA CARNAVAL DA ALEGRIA E DIVERSÃO COM A FAMÍLIA FEVEREIRO 2015 Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná APRESENTAÇÃO Arquibancadas para 2.600 pessoas 2 cabines de jurados 15 Camarotes

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO COORDENAÇÃO DE ANÁLISE MERCADOLÓGICA SINOPSE: PESQUISA DE TURISMO RECEPTIVO ALTA ESTAÇÃO /

PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO COORDENAÇÃO DE ANÁLISE MERCADOLÓGICA SINOPSE: PESQUISA DE TURISMO RECEPTIVO ALTA ESTAÇÃO / COORDENAÇÃO DE ANÁLISE MERCADOLÓGICA SINOPSE: PESQUISA DE TURISMO RECEPTIVO ALTA ESTAÇÃO / JANEIRO - 2010 IDENTIFICAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS Prefeito: João Castelo Ribeiro Gonçalves Secretário:

Leia mais

Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC

Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado de Turismo SETUR Companhia Paraense de Turismo - PARATUR Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC Belém PA 2012 GOVERNO

Leia mais

METODOLOGIA Plano amostral

METODOLOGIA Plano amostral METODOLOGIA Plano amostral Público alvo: Consumidores de todas as Capitais do Brasil. Tamanho amostral da Pesquisa: 646 casos, gerando um erro máximo de 3,9% com uma confiança de 95%. Alocação amostral:

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA DO PERFIL SÓCIO-ECONÔMICO DO TURISTA DE EVENTOS NO RECIFE E NA REGIÃO METROPOLITANA

RELATÓRIO DE PESQUISA DO PERFIL SÓCIO-ECONÔMICO DO TURISTA DE EVENTOS NO RECIFE E NA REGIÃO METROPOLITANA RELATÓRIO DE PESQUISA DO PERFIL SÓCIO-ECONÔMICO DO TURISTA DE EVENTOS NO RECIFE E NA REGIÃO METROPOLITANA 2008 OBJETIVO GERAL Identificar o perfil do turista de eventos na Região Metropolitana do Recife.

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás A presente pesquisa foi realizada em dezembro de 2010 na Unidade de Duque

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física A presente pesquisa foi realizada maio de 2011 na Unidade de Duque de Caxias, tendo como universo

Leia mais

PESQUISA DE CARNAVAL 2015

PESQUISA DE CARNAVAL 2015 INSTITUTO DE PESQUISA FECOMÉRCIO-MS Presidente do IPF-MS: Edison Ferreira de Araújo. Superintendente do IPF-MS: Cristiane Marques Economista Responsável: Regiane Dedé de Oliveira Coordenador de Campo:

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Tecnologia em Radiologia

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Tecnologia em Radiologia Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Tecnologia em Radiologia A presente pesquisa foi realizada em dezembro de 2010 na Unidade de Duque de

Leia mais

FACULDADES ALVES FARIA - ALFA

FACULDADES ALVES FARIA - ALFA FACULDADES ALVES FARIA - ALFA CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E MERCADOLÓGICAS - ALFA/CDL PESQUISA EXPLORATÓRIA - DESTINO DA PRIMEIRA PARCELA 13º SALÁRIO DE 2012 GOIÂNIA 2012 1. INTRODUÇÃO Este trabalho

Leia mais

Intenção de Compras para o período de volta às aulas 2015

Intenção de Compras para o período de volta às aulas 2015 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Intenção de Compras para o período de volta às aulas 2015 O perfil do consumidor e resultado de intenção

Leia mais

Caminho do Ouro ANO DE 2004 Cidade de Goiás Semana Santa

Caminho do Ouro ANO DE 2004 Cidade de Goiás Semana Santa Caminho do Ouro ANO DE 2004 Cidade de Goiás Semana Santa Objetivo Conhecer os visitantes que frequentaram a Cidade de Goiás durante a Semana Santa de 2004, com vistas à identificação do perfil, motivação

Leia mais

Pesquisa Perfil do Visitante dos Estádios de Futebol 2010

Pesquisa Perfil do Visitante dos Estádios de Futebol 2010 Pesquisa Perfil do Visitante dos Estádios de Futebol 2010 Secretaria Municipal de Turismo de Porto Alegre Centro Universitário Metodista do IPA Curso Turismo ênfase Hotelaria Futebol Tur Esta pesquisa

Leia mais

Caminho do Ouro ANO DE 2004 PIRENÓPOLIS SEMANA SANTA

Caminho do Ouro ANO DE 2004 PIRENÓPOLIS SEMANA SANTA Caminho do Ouro ANO DE 2004 PIRENÓPOLIS SEMANA SANTA Objetivo Conhecer os visitantes que frequentaram Pirenópolis durante a Semana Santa de 2004, com vistas à identificação do perfil, motivação e percepção.

Leia mais

RELATÓRIO - PESQUISA DE DEMANDA TURISTICA CARNAVAL DE BRAGANÇA

RELATÓRIO - PESQUISA DE DEMANDA TURISTICA CARNAVAL DE BRAGANÇA RELATÓRIO - PESQUISA DE DEMANDA TURISTICA CARNAVAL DE BRAGANÇA - 2014 COORDENAÇÃO: SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO DE BRAGANÇA RELATÓRIO: SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO SETUR /PA 1 SECRETARIA DE ESTADO

Leia mais

QUAIS OS TIPOS DE VISITANTES EM PORTO NACIONAL-TO?

QUAIS OS TIPOS DE VISITANTES EM PORTO NACIONAL-TO? QUAIS OS TIPOS DE VISITANTES EM PORTO NACIONAL-TO? Nome dos autores: Thalyta de Cássia da Silva Feitosa¹; Rosane Balsan² 1 Aluna do Curso de Geografia Bacharelado; Campus de Porto Nacional; e-mail:thalyta.feitosa@hotmail;

Leia mais

INTENÇÃO DE PARTICIPAÇÃO NAS COMEMORAÇÕES DO NATAL DE 2015

INTENÇÃO DE PARTICIPAÇÃO NAS COMEMORAÇÕES DO NATAL DE 2015 INTENÇÃO DE PARTICIPAÇÃO NAS COMEMORAÇÕES DO NATAL DE 2015 Novembro de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Investigar como serão as comemorações para natal de 2015 considerando o envolvimento com as celebrações

Leia mais

Censo 100 anos do Samba Paulistano

Censo 100 anos do Samba Paulistano A FOLIA EM NÚMEROS Pesquisa do Carnaval de São Paulo 2014 Censo 100 anos do Samba Paulistano Na terceira edição do livro, que coincide com o centenário do samba na cidade de São Paulo, as pessoas que contribuíram

Leia mais

CATEDRAL METROPOLITANA DE POUSO ALEGRE - PESQUISA PAROQUIAL APRESENTAÇÃO

CATEDRAL METROPOLITANA DE POUSO ALEGRE - PESQUISA PAROQUIAL APRESENTAÇÃO CATEDRAL METROPOLITANA DE POUSO ALEGRE - PESQUISA PAROQUIAL APRESENTAÇÃO A Pública Comunicação e Marketing e a CATEDRAL METROPOLITANA sentiram a necessidade de realizar uma pesquisa para identificar as

Leia mais

Regionalização e Segmentação do Turismo. Natal, 23 de março de 2010

Regionalização e Segmentação do Turismo. Natal, 23 de março de 2010 Regionalização e Segmentação do Turismo Natal, 23 de março de 2010 Núcleo Estratégico do Turismo Nacional Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo Ministério do Turismo MTur Conselho

Leia mais

PESQUISA DE DEMANDA TURÍSTICA ATUAL E POTENCIAL

PESQUISA DE DEMANDA TURÍSTICA ATUAL E POTENCIAL PESQUISA DE DEMANDA TURÍSTICA ATUAL E POTENCIAL APRESENTAÇÃO A atividade turística é capaz de gerar benefícios significativos para uma localidade, como geração de empregos; resgate e preservação dos valores

Leia mais

USO DE CADEIRINHA NO AUTOMÓVEL. Relatório em Setembro de 2012

USO DE CADEIRINHA NO AUTOMÓVEL. Relatório em Setembro de 2012 1 1 USO DE CADEIRINHA NO AUTOMÓVEL Relatório em Setembro de 2012 Índice 2 2 Objetivo Metodologia Hábito de transportar crianças com até 10 anos em automóvel de passeio Perfil População adulta Transporta

Leia mais

Panoramas dos Mercados Internacionais

Panoramas dos Mercados Internacionais III Seminário de Inteligência Competitiva SETEMBRO 2016 Panoramas dos Mercados Internacionais AMÉRICA DO SUL II Ana Beatriz Serpa Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística Venezuela Colômbia

Leia mais

Datas Comemorativas Dia das Crianças (consumidores) Outubro 2012

Datas Comemorativas Dia das Crianças (consumidores) Outubro 2012 Datas Comemorativas Dia das Crianças (consumidores) Outubro 2012 METODOLOGIA Plano amostral Público alvo: Consumidores de todas as Capitais do Brasil. Tamanho amostral da Pesquisa: 919 casos, gerando um

Leia mais

III Seminário de Inteligência Competitiva

III Seminário de Inteligência Competitiva III Seminário de Inteligência Competitiva HOLANDA GERENTE DE MERCADO SHÊNIA OLIVEIRA Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística 01. Conjuntura socioeconômica e turismo 66.000 holandeses

Leia mais

Comparação de perfis: Semana da Canção 2008 X Carnaval de Versão de Trabalho 2.0. Maurício Delamaro. Apoios:

Comparação de perfis: Semana da Canção 2008 X Carnaval de Versão de Trabalho 2.0. Maurício Delamaro. Apoios: Comparação de perfis: 2008 X de 2009 Versão de Trabalho 2.0 Maurício Delamaro Realização: Apoios: Prefeitura Municipal de São Luiz do Paraitinga 1 /33 Advertência inicial Se você ou seu meio de comunicação

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Jogos Digitais AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Jogos Digitais AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Jogos Digitais AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 Sexo MASCULINO; 91,8% FEMININO; 8,2% MASCULINO FEMININO DE 36 A 50 ANOS; DE 25 A

Leia mais

Plano de Aula - Turismo, Hotelaria e Eventos - cód Horas/Aula

Plano de Aula - Turismo, Hotelaria e Eventos - cód Horas/Aula Plano de Aula - Turismo, Hotelaria e Eventos - cód. 4991-16 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Princípios de Turismo Aula 2 Continuação do Capítulo 1 - Princípios de Turismo Aula 3 Continuação do Capítulo

Leia mais

INTENÇÃO DE COMPRA DIA DAS MÃES Estácio de Sá Campo Grande Graduação em Administração

INTENÇÃO DE COMPRA DIA DAS MÃES Estácio de Sá Campo Grande Graduação em Administração INTENÇÃO DE COMPRA DIA DAS MÃES 2015 Faculdade Estácio de Sá de Campo Grande Intenção de Compra para o Dia das Mães 2015 Rua Venâncio Borges do Nascimento, 377 Jardim Tv Morena Campo Grande - MS, 79050-700

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética A presente pesquisa foi realizada em março de 2013, na unidade da

Leia mais

SONDAGEM DO CONSUMIDOR

SONDAGEM DO CONSUMIDOR SONDAGEM DO CONSUMIDOR MINISTÉRIO DO TURISMO FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS SUMÁRIO EXECUTIVO PESQUISA REALIZADA /2016, EM GRANDES CIDADES BRASILEIRAS, REFERENTE À PERSPECTIVA DE INTENÇÃO DE BRASILEIROS DE VIAJAR

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS AGOSTO DE 2012 JOB1092-15 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Levantar junto aos eleitores da área em estudo opiniões

Leia mais

EMS ENTREVISTA COM MÉTODO SISTEMÁTICO

EMS ENTREVISTA COM MÉTODO SISTEMÁTICO EMS ENTREVISTA COM MÉTODO SISTEMÁTICO O QUE É EMS? É um método científico de coletar informações, a partir de perguntas previamente estabelecidas, com base no problema e objetivos da pesquisa e dirigidas

Leia mais

PESQUISA COM IMPRENSA INTERNACIONAL

PESQUISA COM IMPRENSA INTERNACIONAL PESQUISA COM IMPRENSA INTERNACIONAL DURANTE A COPA DO MUNDO DE 2014 Resultados Finais São Paulo, Julho de 2014 METODOLOGIA Objetivos: Investigar a imagem do Brasil junto aos profissionais de imprensa durante

Leia mais

Copa das Confederações FIFA Brasil Características do público Geral e da demanda turística internacional

Copa das Confederações FIFA Brasil Características do público Geral e da demanda turística internacional Copa das Confederações FIFA Brasil 213 Características do público Geral e da demanda turística internacional AMOSTRA Pesquisa realizada nas seis cidades sedes da Copa das Confederações Público geral (estádios):

Leia mais

A Qualidade dos Serviços Turísticos em Cabo Verde

A Qualidade dos Serviços Turísticos em Cabo Verde 7 Anexo Anexo 1 Inquérito Aplicado A Qualidade dos Serviços Turísticos em Cabo Verde Este inquérito visa obter a sua opinião sobre o turismo em Cabo Verde. Deste modo, solicita-se a sua colaboração no

Leia mais

Pesquisa Fecomércio de Turismo - Verão em Santa Catarina 2015

Pesquisa Fecomércio de Turismo - Verão em Santa Catarina 2015 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pesquisa Fecomércio de Turismo - Verão em 2015 Turismo de Verão em,, e Núcleo de Pesquisas Fecomércio SC Fevereiro de 2015 Pesquisa Fecomércio de Turismo

Leia mais

EXPECTATIVAS PARA AS COMPRAS DE NATAL

EXPECTATIVAS PARA AS COMPRAS DE NATAL EXPECTATIVAS PARA AS COMPRAS DE NATAL Tâmara Barros A pesquisa sobre as expectativas para as compras de Natal possui uma série histórica que, ao longo dos anos, vem medindo o humor dos consumidores ao

Leia mais

ESPECTATIVAS PARA AS COMPRAS DE NATAL

ESPECTATIVAS PARA AS COMPRAS DE NATAL ESPECTATIVAS PARA AS COMPRAS DE NATAL Andressa Malagutti Assis Com a proximidade do Natal, a economia é aquecida pelo aumento da produção para atender à demanda que nessa época do ano é sempre maior que

Leia mais

Universidade da Melhor Idade UMI/UCDB 2007.

Universidade da Melhor Idade UMI/UCDB 2007. Universidade da Melhor Idade UMI/UCDB 2007. Conceitos No Brasil por intermédio da Política Nacional do Idoso PNI pela Lei 8842/94, foram desenvolvidas ações que buscam garantir e concretizar os direitos

Leia mais

RESUMO EXECUTIVO. Termo de Parceria MTUR/IMB/N /2009

RESUMO EXECUTIVO. Termo de Parceria MTUR/IMB/N /2009 RESUMO EXECUTIVO Termo de Parceria MTUR/IMB/N 703.686/2009 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Forma de Coleta: Quantitativa, com 500 entrevistados em 4 eventos pelo Instituto Marca Brasil entre 19 de novembro de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ABAETETUBA/BAIXO TOCANTINS ABAETETUBA PARÁ EDITAL Nº: 02/2016

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ABAETETUBA/BAIXO TOCANTINS ABAETETUBA PARÁ EDITAL Nº: 02/2016 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ABAETETUBA/BAIXO TOCANTINS ABAETETUBA PARÁ EDITAL Nº: 02/2016 I Do projeto O Projeto Universidade Aberta de Abaetetuba (PUAA)

Leia mais

Rondonópolis- MT, Agosto de 2016.

Rondonópolis- MT, Agosto de 2016. ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, INDUSTRIAL E EMPRESARIAL DE RONDONÓPOLIS ACIR Presidente José Luiz Gonçales Ferreira Vice Presidente Armando Pereira Chaves Diretor Tesoureiro - Sérgio José Pradella EQUIPE DE PESQUISA

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. O turismo formal em Minas Gerais a 2010

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. O turismo formal em Minas Gerais a 2010 SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS O turismo formal em Minas Gerais - 2006 a 2010 Ficha técnica Realização: Governo do Estado de Minas Gerais Governador Antônio Augusto Junho Anastasia Secretaria

Leia mais

Turismo emissivo na cidade de São Paulo: perfil do turista rodoviário

Turismo emissivo na cidade de São Paulo: perfil do turista rodoviário Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Campus São Paulo Coordenadoria de Turismo e Hospitalidade Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo Turismo emissivo na cidade de

Leia mais

Décimo Terceiro Salário

Décimo Terceiro Salário Décimo Terceiro Salário Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem por

Leia mais

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC TURISMO & LAZER

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC TURISMO & LAZER JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC TURISMO & LAZER APRESENTAÇÃO O Jornal do Commercio faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, empresa do grupo JCPM, que atua também nos

Leia mais

Universidade Salgado de Oliveira Comissão Própria de Avaliação

Universidade Salgado de Oliveira Comissão Própria de Avaliação Maio de 2016 Universidade Salgado de Oliveira Comissão Própria de Avaliação 1. Introdução Através deste relatório a CPA apresenta os resultados da Pesquisa sobre os Aspectos Socioeconômicos e Culturais

Leia mais

OBJETIVOS DA ADETUR-SE

OBJETIVOS DA ADETUR-SE OBJETIVOS DA ADETUR-SE Promover turismo integrado entre os estados Fomentar os negócios de turismo na macrorregião Integração com os Roteiros do Brasil REGIÃO SUDESTE Região Geoeconômica Centro-Sul Estados

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO PATRULHENSE MERCADO DE TRABALHO: APOSENTADOS E JOVENS PERMANENTEMENTE NA LUTA. Orientadora: Carmem Zeli de Vargas

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO PATRULHENSE MERCADO DE TRABALHO: APOSENTADOS E JOVENS PERMANENTEMENTE NA LUTA. Orientadora: Carmem Zeli de Vargas ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO PATRULHENSE MERCADO DE TRABALHO: APOSENTADOS E JOVENS PERMANENTEMENTE NA LUTA Orientadora: Carmem Zeli de Vargas Santo Antônio da Patrulha 2008 2 ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A EDUCAÇÃO BÁSICA PÚBLICA NO BRASIL

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A EDUCAÇÃO BÁSICA PÚBLICA NO BRASIL PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A EDUCAÇÃO BÁSICA PÚBLICA NO DEZEMBRO DE 2008 JOB12-9 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA Levantar junto aos eleitores da área em estudo opiniões relacionadas

Leia mais

Intenção de compras de NATAL. 10 de dezembro. Ribeirão Preto/SP

Intenção de compras de NATAL. 10 de dezembro. Ribeirão Preto/SP Intenção de compras de NATAL 10 de dezembro 2014 Ribeirão Preto/SP Sumário Objetivo... 3 Metodologia... 3 Caracterização geral dos entrevistados... 4 Perfil de consumo para o Natal... 5 Considerações finais...

Leia mais

Perfil do Microempreendedor Individual Sebrae Goiás

Perfil do Microempreendedor Individual Sebrae Goiás Perfil do Microempreendedor Individual 2015 Sebrae Goiás Metodologia Entrevistas por telefone com 9.657 Microempreendedores Individuais no Brasil; 384 Microempreendedores Individuais em Goiás; Entrevistas

Leia mais

PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS

PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS A pesquisa foi realizada no período de 28 a 31 de março de, com uma amostra de 600 questionários. Utilizou-se o dimensionamento da pesquisa probabilística com p=0,50 e q=0,50, confiabilidade 95%, margem

Leia mais

Projeto. Qualificação de Recursos Humanos para o Turismo

Projeto. Qualificação de Recursos Humanos para o Turismo Projeto Qualificação de Recursos Humanos para o Turismo Objetivo - Qualificar os profissionais, empresários e pessoas envolvidas no setor turístico que atuam no segmento econômico do turismo visando o

Leia mais

SALÃO DO TURISMO - ROTEIROS DO BRASIL

SALÃO DO TURISMO - ROTEIROS DO BRASIL SALÃO DO TURISMO - ROTEIROS DO BRASIL Estratégia de mobilização, promoção e comercialização dos roteiros turísticos desenvolvidos segundo as diretrizes e os princípios do Programa de Regionalização do

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO EDITAL Nº 10/2013 PROGRAMA AUXILIO MORADIA ANEXO I

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO EDITAL Nº 10/2013 PROGRAMA AUXILIO MORADIA ANEXO I QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO EDITAL Nº 10/2013 PROGRAMA AUXILIO MORADIA ANEXO I DAE - Nº. ATENÇÃO: A veracidade das respostas e a devolução deste questionário são necessárias e indispensáveis para sua participação

Leia mais

Relatório de Intenção de Compras para o Dia das Crianças 2014

Relatório de Intenção de Compras para o Dia das Crianças 2014 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina Relatório de Intenção de Compras para o Dia das Crianças 2014 O perfil

Leia mais

PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008. Consolidado 2 Eventos - Recife

PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008. Consolidado 2 Eventos - Recife PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008 JUlHO 2008 Informações do Evento Consolidado 2 Eventos - Recife EVENTO CIDADE PERÍODO 9th Workshop on Signal Processing

Leia mais

PESQUISA. Expectativa do comércio do varejo de Rio Branco/Ac, no natal Realização: 30/11 a 02/12/2011

PESQUISA. Expectativa do comércio do varejo de Rio Branco/Ac, no natal Realização: 30/11 a 02/12/2011 PESQUISA Expectativa do comércio do varejo de Rio Branco/Ac, no natal 2011 Realização: 30/11 a 02/12/2011 Rio Branco/AC, 09 de dezembro de 2011 APRESENTAÇÃO Como parte da programação operacional da Fecomercio/Ac,

Leia mais

Uso do Crédito (consumidores) Setembro 2012

Uso do Crédito (consumidores) Setembro 2012 Uso do Crédito (consumidores) Setembro 2012 METODOLOGIA Plano amostral Público alvo: Consumidores de todas as Capitais do Brasil. Tamanho amostral da Pesquisa: 623 casos, gerando um erro máximo de 3,9%

Leia mais

III SEMINÁRIO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA América do Sul

III SEMINÁRIO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA América do Sul SETEMBRO 2016 III SEMINÁRIO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA América do Sul Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística ELIANA CAVALCANTI EBT Amesul I Balanço Os argentinos realizaram 8,2 milhões

Leia mais

Anexo Questionário Rural

Anexo Questionário Rural 3º RELATÓRIO CONSOLIDADO DE ANDAMENTO DO PBA E DO ATENDIMENTO DE CONDICIONANTES 4.2.3 PROJETO DE RECOMPOSIÇÃO DAS ATIVIDADES COMERCIAIS RURAIS Anexo 4.2.3-1 Questionário Rural UHE BELO MONTE 4.2.3 Projeto

Leia mais

Relatório sobre a Pesquisa de Intenção de Consumo no Dia dos Pais/2016

Relatório sobre a Pesquisa de Intenção de Consumo no Dia dos Pais/2016 FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE ALAGOAS INSTITUTO FECOMÉRCIO DE ESTUDOS, PESQUISAS E DESENVOLVIMENTO DE ALAGOAS Relatório sobre a Pesquisa de Intenção de Consumo no Dia dos Pais/2016 IFEPD/AL Maceió, agosto de

Leia mais

ANEXO B FORMULÁRIO SOCIOECONOMICO DO ESTUDANTE. Auxílios: ( ) Permanência ( ) Transporte ( ) Alimentação ( ) Moradia.

ANEXO B FORMULÁRIO SOCIOECONOMICO DO ESTUDANTE. Auxílios: ( ) Permanência ( ) Transporte ( ) Alimentação ( ) Moradia. ANEXO B FORMULÁRIO SOCIOECONOMICO DO ESTUDANTE Auxílios: ( ) Permanência ( ) Transporte ( ) Alimentação ( ) Moradia 1 Identificação Nome completo: Turma: Matrícula: Ingresso: ( ) Acesso Universal ( )Escola

Leia mais

Panoramas dos Mercados Internacionais

Panoramas dos Mercados Internacionais III Seminário SETEMBRO 2016 Panoramas dos Mercados Internacionais JAPÃO Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística Balanço 70.102 japoneses visitaram o Brasil em 2015 (MTUR) Os japoneses

Leia mais

2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO SANTOS DUMONT - RIO DE JANEIRO (SBRJ)

2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO SANTOS DUMONT - RIO DE JANEIRO (SBRJ) 2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO SANTOS DUMONT - RIO DE JANEIRO (SBRJ) COORDENAÇÃO DA PESQUISA EXECUÇÃO DAS COLETAS COLABORAÇÃO INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL AGÊNCIA NACIONAL

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Profº Marcos Uchôas dos Santos Penchel Classe Descentralizada: Silveiras - EMEIEF Dom Edmund Benedict Nugent Código: 044 Município: Silveiras Eixo

Leia mais

Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória. Vitória, março de 2011

Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória. Vitória, março de 2011 Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória Vitória, março de 2011 Governo do Espírito Santo Governador Jose Renato Casagrande Vice Governador

Leia mais

Perfil dos consumidores

Perfil dos consumidores Conteúdo Introdução... 4 Perfil dos consumidores... 5 Gênero... 5 Faixa etária... 5 Escolaridade... 5 Ocupação... 6 Renda média mensal familiar... 6 Intenção de compras para o Dia das Mães 2014... 7 Conclusão...

Leia mais

PESQUISA DO PERFIL E SATISFAÇÃO DO TURISTA FESTIVAL DE INVERNO DE BONITO

PESQUISA DO PERFIL E SATISFAÇÃO DO TURISTA FESTIVAL DE INVERNO DE BONITO APRESENTAÇÃO: O Observatório do Turismo e Eventos de Bonito, coordenado pelo Bonito Convention & Visitors Bureau, em parceria com a Prefeitura Municipal e a FECOMÉRCIO-MS, realizou nos dias 29 e 30 de

Leia mais

PERFIL DOS CONSUMIDORES NA CIDADE DE UBERABA-MG

PERFIL DOS CONSUMIDORES NA CIDADE DE UBERABA-MG PERFIL DOS CONSUMIDORES NA CIDADE DE UBERABA-MG ARAUJO 1, A.C.D.; SILVEIRA 1, A.C.; OTAVIANO 1, M.R.; OLIVEIRA JÚNIOR 1, M.L; DIAS 2, M.A.O. 1 Tecnólogos em Desenvolvimento Social pelo CEFET Uberaba MG,

Leia mais

Compras a prazo por mulheres

Compras a prazo por mulheres Compras a prazo por mulheres Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública do Comércio Varejista de Corumbá e Ladário, MS

Pesquisa de Opinião Pública do Comércio Varejista de Corumbá e Ladário, MS Pesquisa de Opinião Pública do Comércio Varejista de Corumbá e Ladário, MS Dia dos Namorados de 2012 Maio de 2012 Pesquisa de Opinião Pública do Dia dos Namorados de 2012 1 Catalogação Bibliográfica Pesquisa

Leia mais

ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL AOS MEIOS DE HOSPEDAGEM DE SEROPÉDICA (RJ)

ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL AOS MEIOS DE HOSPEDAGEM DE SEROPÉDICA (RJ) ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL AOS MEIOS DE HOSPEDAGEM DE SEROPÉDICA (RJ) 1 Isabella Cabral SANTANA, 2 Lettícia Moreira dos Santos SANTANA; 3 Samara Grigório POLICARPO; 4 Maria Danielle Passos Ribeiro

Leia mais

Suel Transporte e Turismo

Suel Transporte e Turismo Sua tranquilidade faz a nossa diferença Há 13 anos conquistando o mercado. Nosso objetivo é tornar seu passeio inesquecível. Nosso compromisso com os clientes é oferecer serviços de transporte com conforto,

Leia mais

Intenção de Consumo Dia dos Pais

Intenção de Consumo Dia dos Pais Intenção de Consumo O Dia dos Pais marca a abertura do calendário de datas comemorativas do segundo semestre. O apelo emocional estimula a demanda por artigos masculinos de vários segmentos do comércio

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL REINALDO VACCARI EXTRATERRESTRES: VERDADE OU MITO? Orientadora: Pricila Rocha dos Santos

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL REINALDO VACCARI EXTRATERRESTRES: VERDADE OU MITO? Orientadora: Pricila Rocha dos Santos ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL REINALDO VACCARI ETRATERRESTRES: VERDADE OU MITO? Orientadora: Pricila Rocha dos Santos Imbé 2008 2 ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL REINALDO VACCARI ETRATERRESTRES:

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Luiz do Paraitinga

Prefeitura Municipal de São Luiz do Paraitinga Prefeitura Municipal de São Luiz do Paraitinga Idade 151 151 134 84 55 0 32 27 30 20 10 7 De 15,0 a 20,0 De 20,0 a 25,0 De 25,0 a 30,0 De 30,0 a 35,0 De 35,0 a 40,0 De 40,0 a 45,0 De 45,0 a 50,0 De

Leia mais

Guião de Entrevista Semi-Estruturada A crianças/jovens sobredotados

Guião de Entrevista Semi-Estruturada A crianças/jovens sobredotados Guião de Entrevista Semi-Estruturada A crianças/jovens sobredotados Entrevista nº Data: / / Código: 1. Nome: 2. Idade: 1ª PARTE Questionário Caracterização do Percurso Individual Os dados recolhidos contribuirão

Leia mais

LEVANTAMENTO DE DEMANDA DOS CURSOS DO PRONATEC NOS CENTROS DE REFERÊNCIAS DOS BAIRROS CENTENÁRIO E UNIÃO

LEVANTAMENTO DE DEMANDA DOS CURSOS DO PRONATEC NOS CENTROS DE REFERÊNCIAS DOS BAIRROS CENTENÁRIO E UNIÃO LEVANTAMENTO DE DEMANDA DOS CURSOS DO PRONATEC NOS CENTROS DE REFERÊNCIAS DOS BAIRROS CENTENÁRIO E UNIÃO BOA VISTA/RR 2012 Apresentação Criado no dia 26 de Outubro de 2011 com a sanção da Lei de nº 12.513/2011

Leia mais

Relatório de Intenção de compras de Natal

Relatório de Intenção de compras de Natal Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Intenção de compras de Natal Panorama da intenção de compras durante o período que antecede o Natal 2010 no município de Blumenau. Divisão

Leia mais

3.14 Demanda Turística O PDITS apresenta os principais dados da demanda turística atual baseada em dados disponíveis sobre os fluxos turísticos.

3.14 Demanda Turística O PDITS apresenta os principais dados da demanda turística atual baseada em dados disponíveis sobre os fluxos turísticos. .4 Demanda Turística O PDITS apresenta os principais dados da demanda turística atual baseada em dados disponíveis sobre os fluxos turísticos. Para a análise da situação atual foram considerados: Estudo

Leia mais

Trabalho remunerado e trabalho doméstico uma tensão permanente. Dezembro de 2012

Trabalho remunerado e trabalho doméstico uma tensão permanente. Dezembro de 2012 Trabalho remunerado e trabalho doméstico uma tensão permanente Dezembro de 2012 1 Objetivos do Estudo Examinar a rotina das mulheres brasileiras para compreender as tensões que existem em relação: à forma

Leia mais

2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS - CAMPINAS (SBKP)

2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS - CAMPINAS (SBKP) º TRIMESTRE de 16 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL DE VIRACOPOS - CAMPINAS (SBKP) COORDENAÇÃO DA PESQUISA EXECUÇÃO DAS COLETAS COLABORAÇÃO INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL AGÊNCIA NACIONAL

Leia mais

2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL LUIZ EDUARDO MAGALHÃES - SALVADOR (SBSV)

2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL LUIZ EDUARDO MAGALHÃES - SALVADOR (SBSV) 2º TRIMESTRE de 216 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL LUIZ EDUARDO MAGALHÃES - SALVADOR (SBSV) COORDENAÇÃO DA PESQUISA EXECUÇÃO DAS COLETAS COLABORAÇÃO INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL

Leia mais

2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE - NATAL (SBSG)

2º TRIMESTRE de 2016 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE - NATAL (SBSG) 2º TRIMESTRE de 21 abril a junho AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE - NATAL (SBSG) COORDENAÇÃO DA PESQUISA EXECUÇÃO DAS COLETAS COLABORAÇÃO INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL

Leia mais

Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiânia (CDL Goiânia)

Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiânia (CDL Goiânia) Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiânia (CDL Goiânia) INTENÇÃO DE COMPRAS PARA O DIA DAS MÃES GOIÂNIA INTRODUÇÃO Resultado da pesquisa social aplicada, baseada em questionários, sobre intenção de compras

Leia mais

Relatório sobre a Pesquisa de Expectativas de Vendas janeiro e carnaval 2016

Relatório sobre a Pesquisa de Expectativas de Vendas janeiro e carnaval 2016 FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE ALAGOAS INSTITUTO FECOMÉRCIO DE ESTUDOS, PESQUISAS E DESENVOLVIMENTO DE ALAGOAS Relatório sobre a Pesquisa de Expectativas de Vendas janeiro e carnaval 2016 IFEPD/AL Maceió, janeiro

Leia mais

Introdução. Núcleo de Pesquisas

Introdução. Núcleo de Pesquisas Introdução O verão é um período onde Santa Catarina demonstra todo a sua vocação para a atividade turística. Endereço de belas praias, o estado se consolidou como um dos principais destinos de turistas,

Leia mais

PESQUISA EXPECTATIVA DE CONSUMO DIA DOS PAIS Palmas-TO, 11 de julho de 2014.

PESQUISA EXPECTATIVA DE CONSUMO DIA DOS PAIS Palmas-TO, 11 de julho de 2014. PESQUISA EXPECTATIVA DE CONSUMO DIA DOS PAIS 2014 Palmas-TO, 11 de julho de 2014. 2 EXPEDIENTE DE PESQUISA Corpo Docente UFT Colegiado do Curso de Graduação em Tecnologia Logística Campus de Araguaína

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS AGOSTO DE 2012 JOB1692-1 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Levantar junto aos eleitores da área em estudo opiniões

Leia mais

IMPACTOS DA CRISE NA ALIMENTAÇÃO

IMPACTOS DA CRISE NA ALIMENTAÇÃO IMPACTOS DA CRISE NA ALIMENTAÇÃO Raquel Rocha Gomes Em conjuntura de crise econômica mundial a Futura foi as ruas verificar hábitos de consumo alimentares do capixaba e o quanto esses hábitos foram ou

Leia mais

CONSUMO NA INTERNET Produtos Eróticos

CONSUMO NA INTERNET Produtos Eróticos CONSUMO NA INTERNET Produtos Eróticos Janeiro de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Traçar o perfil dos consumidores virtuais; Mapear os principais produtos e serviços comprados virtualmente considerando:

Leia mais

POPULARIDADE DA INTERNET

POPULARIDADE DA INTERNET POPULARIDADE DA INTERNET Inayara Soares da Silva Atualmente, a população encontra grande facilidade no acesso à internet. Tal facilidade e popularização da rede vem atraindo de jovens a idosos, que não

Leia mais

Zika Vírus e Gravidez

Zika Vírus e Gravidez Gravidez e o Zika Vírus Zika Vírus e Gravidez Impacto da doença no planejamento familiar Julho, 2016 Metodologia e Objetivos O objetivo da pesquisa foi medir o nível de preocupação das mulheres em relação

Leia mais

Pela primeira vez 42,8 % Pela terceira vez 17,3 % Pela quarta vez ou mais 9,1 %

Pela primeira vez 42,8 % Pela terceira vez 17,3 % Pela quarta vez ou mais 9,1 % 2008 01 - Local atual da residência: Na cidade sede do curso que prestará seleção (caso não resida no município de Natal) 42,8 % Na capital do estado do Rio Grande do Norte 2,9 % Em outra cidade do interior

Leia mais