Perigo sobre duas rodas Acidentes com motos no Paraná crescem 127% em cinco anos, enquanto a frota de motos aumenta 106% no mesmo período

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Perigo sobre duas rodas Acidentes com motos no Paraná crescem 127% em cinco anos, enquanto a frota de motos aumenta 106% no mesmo período"

Transcrição

1 CAPA Perigo sobre duas rodas Acidentes com motos no Paraná crescem 127% em cinco anos, enquanto a frota de motos aumenta 106% no mesmo período Com uma rapidez assustadora, a moto tornou-se o meio de transporte preferido de muitos brasileiros, além de uma fonte de renda lucrativa. Os principais motivos: o baixo custo do veículo, tanto de compra quanto de manutenção, e o aumento da demanda pelos serviços de entrega rápida. O motoboy Luiz Carlos Brião Osório é um bom exemplo desta tendência já consolidada no mercado. Com 51 anos, tornou-se motoboy há três anos e conta que a atividade foi a alternativa para o desemprego. Trabalho o dia inteiro, até o último pedido, e consigo uma boa remuneração, garante. Por outro lado, jovens como Anísio do Amaral Ribeiro Júnior, motoboy há cinco anos, e Cristiano Garcia dos Reis, na profissão há 12 anos, dedicam-se à atividade, entre outros fatores, porque não possuem estudos. Seja por motivos econômicos ou sociais, o crescimento da frota de motos deixa clara a preferência nacional. No Paraná, em cinco anos, a frota de motocicletas e motonetas cresceu 106,13%, duas vezes mais do que a frota de veículos em geral, que aumentou 45,97% no mesmo período. A frota de motos passou de unidades, em 2000, para , em Hoje, elas representam 16,9% da frota de veículos, enquanto há cinco anos representavam 11,5% do total. O aumento da frota de motos só não é mais impressionante do que o crescimento do número de acidentes envolvendo este tipo de veículo. De 2000 a 2005, os acidentes envolvendo motos cresceram nada menos do que 127,08% no Paraná, passando de para Com isso, hoje, as motos são responsáveis por 29% dos acidentes graves ocorridos nas ruas e estradas do Estado, sendo que, há cinco anos, elas participavam de 18,8% das ocorrências. Os motociclistas, conseqüentemente, tornaram-se as maiores vítimas. No ano passado, motociclistas se feriram e 220 morreram em acidentes de trânsito. Considerando que, em 2005, pessoas ficaram feridas e morreram em acidentes, os motociclistas representam 29% dos feridos e 13,2% dos mortos. A preocupação com esses números levou o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) a promover uma campanha nacional voltada aos motociclistas na Semana de Trânsito, que será realizada entre os dias 18 e 25 de setembro. Segundo o diretor do Denatran, Alfredo Peres da Silva, o objetivo é provocar a reflexão de todos e não só dos motociclistas. Temos que ter consciência dos riscos inerentes ao próprio veículo. Ao contratar os serviços de transporte que utiliza este tipo de veículo, por exemplo, temos que aprender a respeitar os limites do veículo e do condutor para não incentivar a direção perigosa de conseqüência quase que previsível, declara. Motoboys - A ênfase da campanha do Denatran nos motociclistas que realizam serviço de entrega, os motoboys, não é à toa. Segundo o tenente-coronel Irineu Ozires Cunha, comandante do Batalhão da Polícia de Trânsito (BpTran), não há estatística que comprove que os motoboys são os que mais se envolvem em acidentes, mas há dados que apontam para este caminho. Um dos dados que sugere que a maioria dos acidentes envolve motoboys é que em 66,8% dos casos as motos são de 125 cilindradas, as mais usadas por esses profissionais, aponta. Apesar do crescimento do número de motoboys, na maioria das cidades, a atividade ainda não é regulamentada. Em Curitiba, a lei que regulamenta a profissão de moto-frete foi aprovada apenas este ano, considerando que, em 1998, já existiam cerca de seis mil motoboys atuando na capital, segundo o Sindicato dos Trabalhadores Condutores de Veículos

2 Motonetas, Motocicletas e Similares de Curitiba e Região Metropolitana. Hoje, a estimativa do Sindicato é de que existem na região mais de 14 mil motoboys. Gilberto Foltran, diretor da Urbs, empresa que gerencia o trânsito e o transporte no município, explica que a regulamentação da profissão reduzirá o número de acidentes, na medida em que exigirá a qualificação dos motociclistas. Com a lei, que deve entrar em vigor no começo do ano que vem, os motociclistas que desejam atuar no serviço de moto-frete precisam ser habilitados há pelo menos um ano na categoria A, não ter cometido infrações gravíssimas nos últimos 12 meses, nem ter tido a habilitação suspensa. Também não pode ter antecedentes criminais e deve possuir curso especializado para a atividade. Em outras cidades do Paraná, como Londrina, Cascavel e Ponta Grossa, existe ainda o serviço de moto-táxi. Enquanto as duas primeiras cidades já regulamentaram ou caminham para a regulamentação da profissão, Ponta Grossa reluta em legalizá-la, em função, justamente, do alto número de acidentes envolvendo motos. Em Ponta Grossa, o crescimento dos acidentes foi de 279,66% em cinco anos, o maior crescimento entre as maiores cidades paranaenses. O diretor de Engenharia de Tráfego da Autarquia Municipal de Trânsito de Ponta Grossa, João Chaves, diz que a profissão de moto-táxi tornou-se um problema para o município, em todos os sentidos. Em função do baixo preço, esse tipo de serviço concorre deslealmente com os taxistas e com o transporte coletivo. Além disso, a classe de mototaxistas tornou-se muito unida, mas no mal sentido. Quando acontece um acidente entre um automóvel e uma moto, em menos de cinco minutos se forma uma aglomeração de motociclistas, que partem pra cima do motorista. Ou seja, o problema já se tornou caso de polícia. Para Chaves, regulamentar a profissão incentivaria o crescimento da frota e, conseqüentemente, do número de acidentes. Em Londrina, onde o serviço de moto-táxi é regulamentado desde 2001, a situação não é diferente. O diretor de Trânsito da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), Álvaro Grotti Júnior, diz que a lei que regulamenta a profissão deixa a desejar por ser muito branda e que o número de acidentes envolvendo motociclistas é crescente. Atualmente, são eles os maiores infratores e também as maiores vítimas do nosso trânsito, ao lado dos pedestres, comenta. Segundo Grotti Júnior, existem na cidade cerca de 600 mototaxistas registrados, mas a maioria ainda atua na ilegalidade. Para o comandante do BpTran, a regulamentação ou não da profissão não resolve o problema dos acidentes, mesmo porque não são só os motoboys que se envolvem em acidentes. É a imprudência dos motociclistas em geral que causa os acidentes e, para mudar isso, apenas um trabalho de conscientização, declara. Enquanto os motociclistas não entenderem que as maiores vítimas são eles mesmos, os acidentes continuarão acontecendo. O diretor geral do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR), Coronel David Antônio Pancotti, também diz que a mudança só vai acontecer quando todos tiverem a consciência dos perigos da imprudência no trânsito e compreenderem as limitações e necessidades de cada um. Os motoristas reclamam da rapidez dos motociclistas, que costuram entre os veículos e não respeitam as leis de trânsito, mas também reclamam quando a pizza chega fria em casa, analisa. A mudança, portanto, não deve partir apenas dos motociclistas, mas de toda a sociedade. (BOX) Faixas exclusivas para motos A criação de faixas exclusivas para motos, a exemplo das ciclovias e das canaletas para ônibus de Curitiba, é apontada como uma solução para a redução dos acidentes nas grandes cidades. A prefeitura de São Paulo testa, desde o final de julho, faixas preferenciais para motos em duas grandes avenidas no Centro da cidade. A iniciativa não obriga as motos a utilizar a faixa e nem os carros precisam sair dela, por isso, por enquanto, a adesão tem sido baixa.

3 O comandante do BpTran, tenente-coronel Irineu Ozires Cunha, acredita que nem mesmo a criação das faixas exclusivas solucionaria o problema. Esta seria uma medida paliativa. A única ação que acabaria com os acidentes e deveria ser encarada pelos governantes e legisladores é a educação, diz. O motoboy Losvaldo Faria Valdana, de 34 anos, também acredita que as faixas exclusivas não seriam utilizadas por grande parte dos motociclistas. Acho que ninguém respeitaria uma regra como essa. Eu só utilizaria a faixa exclusiva se ela garantisse maior agilidade, caso contrário, continuaria a transitar entre os veículos, declara. (Legenda 1) Luiz Osório: para fugir do desemprego, virou motoboy (Legenda 2) Motociclistas: vítimas da própria imprudência (TABELA 1) As motos e os acidentes Cidade Crescimento Cascavel ,84% Curitiba ,8% Foz do Iguaçu ,17% Londrina ,32% Maringá ,12% Ponta Grossa ,91% PARANÁ ,13% Fonte: Detran/PR (TABELA 2) Acidentes com vítimas envolvendo motos Cidade Crescimento Cascavel ,1% Curitiba % Foz do Iguaçu ,36% Londrina ,25% Maringá ,41% Ponta Grossa ,66% PARANÁ ,08% Fonte: Detran/PR Revista Detrânsito, ano IV, número 39 Agosto de 2006

4 TRANSPORTE Atenção ao transporte escolar Pais devem estar atentos na hora de contratar o serviço Neste início do segundo semestre escolar, vale lembrar aos pais e responsáveis que todo cuidado é pouco na hora de contratar o transporte escolar. A escolha deve se basear na análise tanto do condutor quanto do veículo que irá transportar as crianças. O ideal é verificar se o ônibus ou a van possuem todos os quesitos de segurança, como cinto de segurança para todos os ocupantes, pneus em bom estado e, principalmente, se o veículo e o motorista estão com a licença para trafegar em dia. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no artigo 136, determina que a responsabilidade pela fiscalização e regulamentação do transporte escolar é do município de emplacamento e circulação, mas cita algumas regras que os municípios devem cumprir a risca. A pintura na faixa horizontal na cor amarela, em meia altura, com a identificação Escolar, a obrigatoriedade do cinto de segurança para todos passageiros e do curso especializado de transporte escolar são algumas das exigências. O condutor também precisa possuir a carteira de habilitação na categoria D e o veículo deve passar por vistorias semestrais. O curso para os motoristas de transporte escolar é de 50 horas de aula e o conteúdo envolve direção defensiva, legislação, meio ambiente, primeiros socorros, convívio social e relacionamento interpessoal. Este curso precisa ser realizado a cada cinco anos, caso contrário o motorista não recebe a carteira que o autoriza a conduzir transporte escolar, que é emitida pelo Detran/PR. Se o veículo estiver com a vistoria vencida ou o condutor for flagrado com a autorização fora da validade, o profissional é imediatamente afastado da função. Em Curitiba, o transporte escolar é fiscalizado pela Urbanização de Curitiba S.A. (Urbs) e, além de todas exigências previstas no CTB, é determinada a presença de um ajudante. O acompanhante do motorista vai ajudar no embarque e desembarque e a manter as crianças sempre sentadas, com o cinto de segurança, explica José Carlos Gomes Pereira Filho, gerente de serviços Transporte Comercial da Urbs. Para Eurípedes Smaniotto, diretor do Sest/Senat, que ministra o curso de transporte escolar, a responsabilidade por este tipo de serviço não deve ser apenas do município. Os pais e a escola que contratam o serviço têm que assumir a função de fiscalizar se o veículo possui todos os quesitos de segurança e se o condutor possui capacitação para garantir uma locomoção segura, diz. Caso encontrem alguma irregularidade, cabe a eles também denunciar ao órgão competente. Smaniotto enfatiza que o motorista que trabalha com transporte escolar tem a obrigação de ser uma pessoa calma, já que vai conviver com crianças, que exigem atenção e muita paciência. José Orlando Paludetto, 63 anos e motorista de transporte escolar há oito, sabe muito bem o que Smaniotto diz. Já tive que parar o veículo no meio do trajeto para apartar brigas de crianças, afirma. Ele conta que, nesses momentos, mantém a calma e procura sempre conversar com os pais para que eles tomem alguma providência. Mas tem criança que é difícil de lidar e nem a conversa com os pais resolve. Nestes casos, prefiro recusar a matrícula da criança para atender uma criança mais educada, comenta. (Legenda) José Paludetto: profissão exige atenção e muita paciência para lidar com as crianças

5 DICAS Circulando em espaços privados Fiscalização e definição de regras são atribuições dos administradores O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em vigor desde 1998, é claro. Logo em seu artigo 1º, estabelece que as normas de trânsito só valem para vias abertas à circulação, o que exclui ambientes como shoppings, supermercados, universidades e condomínios, locais onde o tráfego de veículos é intenso e o risco de acidentes está sempre presente. A tarefa de manter a organização dentro dos espaços privados, portanto, cabe aos administradores, que criam regras próprias de trânsito, geralmente baseadas nos artigos do CTB. Alguns chegam a buscar a consultoria de especialistas e órgãos de trânsito mas, na maioria dos casos, as regras são determinadas conforme as necessidades dos usuários das vias. Foi assim que o Centro Universitário Positivo (Unicenp), de Curitiba, elaborou as normas de circulação do seu campus. Com 415 mil metros quadrados, o campus possui vias que se assemelham às vias públicas, com calçadas e muita sinalização horizontal e vertical, que informam os limites de velocidade e as vias preferenciais. O diretor administrativo da universidade, Jair Bordignoen, conta que, por dia, circulam pelo campus cerca de 12 mil pessoas, entre alunos e funcionários. Em função desse grande fluxo de veículos, a criação de regras claras de circulação sempre foi uma prioridade da diretoria da instituição. Bordignoen informa que, desde a inauguração do campus, já foram feitas várias alterações para suprir as necessidades dos usuários das vias. Uma das modificações foi feita dias após a inauguração do campus, que foi a mudança de sentido das vias, que eram de mão dupla e tornaram-se vias de sentido único. Notamos que muitos motoristas se confundiam e, por isso, adaptamos o projeto inicial, conta. A fiscalização é feita por orientadores que instruem os motoristas sobre as normas internas de trânsito. As regras têm aprovação dos alunos e funcionários. A sinalização das vias e os orientadores são muito importantes, eles sempre ajudam a manter a organização e a segurança dos motoristas e dos pedestres, afirma Vinícius Soares, aluno do curso de publicidade. Infrações Como os órgãos oficiais não podem atuar dentro de espaços privados, nenhuma infração de trânsito cometida nas vias privadas é registrada e nenhum condutor é punido. A advogada da Coordenadoria Jurídica do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR), Mônica Pimentel de Souza Lobo, explica que o próprio Código de Trânsito impede a atuação de agentes de trânsito em espaços privados. Mônica ainda esclarece que, no caso de um acidente de trânsito, a polícia só vai atender a ocorrência quando há óbito, lesão corporal ou dano ao patrimônio. Os motoristas que se envolvem em um acidente dentro de um espaço privado não podem nem registrar um Boletim de Ocorrência, diz. Se os proprietários dos veículos envolvidos em um acidente precisarem de um documento para pedir o ressarcimento do seguro, eles devem procurar um

6 cartório e fazer um registro de danos, orienta o Batalhão de Polícia de Trânsito (BpTran). (Legenda) Campus da Unicenp possui vias que se assemelham às vias públicas COMPORTAMENTO Zelosos a todo momento Pet shops oferecem alternativas para um passeio seguro Os animais de estimação, ou pets, de tão amados são considerados membros de muitas famílias. Com o aumento do número de acidentes de trânsito, o zelo dos proprietários com os seus animais passou a se estender também à segurança deles quando transportados em veículos. Apesar de ainda ser uma cena comum motoristas passeando com seus bichinhos pendurados na janela do carro, pulando de um lado para outro e, até mesmo, no colo do condutor, também tornamse mais freqüentes o uso de equipamentos de segurança. José Francisco de Lima Moraes, proprietário da pet shop Mafagafos, confirma que a preocupação com a segurança dos animais aumentou, tanto pelo volume de vendas quanto pela variedade de equipamentos de segurança oferecidos hoje pelo mercado. As pessoas buscam esses equipamentos porque, além de ser arriscado levar uma multa, existe o risco para a segurança do animal e do motorista, explica. Entre os equipamentos mais vendidos estão as caixas de transporte e o cinto de segurança para cães. O preço varia de R$ 55,00 a R$ 90,00 para as caixas e de R$ 15,00 a R$ 24,00 para o cinto. O rotwailler Jack, de três anos, é um dos usuários desses equipamentos. Desde pequeno, ele foi acostumado a passear de carro e já sabe que, para passear, só se for com o cinto. Quando a gente põe a coleira nele, ele já corre até o carro e espera que arrumem o cinto para ele entrar, conta a dona, Dayane Navarrete. Segundo ela, Jack nunca distraiu a atenção do motorista. Ele nunca atrapalhou na direção porque sempre fica preso. Ele geralmente é bem comportado, mas fica agitado quando vê um cachorro ou uma moto. Acho que, se não fosse o cinto, ele provavelmente pularia para frente, explica. Ao contrário de Dayane, muitas pessoas têm dúvidas sobre qual a melhor forma de levar o seu pet dentro do carro. Um dos motivos é que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) apenas diz o que é proibido, mas não regulamenta o transporte. O artigo 252, inciso II, determina que o motorista comete uma infração ao transportar o animal no colo, à sua esquerda ou entre braços e pernas. Conduzir animais nas partes externas do veículo, como em caçambas, também é uma infração de trânsito (artigo 235). Apesar disso, há recomendações que precisam ser seguidas pelos proprietários dos animais, para a segurança dos pets e também dos ocupantes do veículo. A principal delas é levar os bichinhos sempre no banco de trás e presos de forma que não possam pular para frente e nem pelas janelas. Manter o animal preso também evita que ele seja lançado para frente em caso de acidente. Para se ter uma idéia, um cachorro de 10 kg de peso adquire o peso de um touro de 500 kg quando lançado numa colisão a 60km/h. Segundo o assessor militar do Detran/PR, Tenente Gilson de Mattos, além das penalidades previstas pelo CTB (multas e pontuações), os motoristas também podem responder por crime ambiental, dependendo da forma como estiver transportando o animal. Se for verificado que houve maus tratos ao animal, a polícia ambiental é acionada, explica.

7 (Legenda) Dayane Navarrete e o rotwailler Jack: passear somente de coleira ENTREVISTA A fórmula para reduzir os acidentes Salvador reduz em 36% o número de acidentes com vítimas fatais Em quatro anos, a cidade de Salvador registrou o impressionante índice de 36% de redução no número de mortes em acidentes de trânsito. De 308 vítimas fatais registradas em 2002, o número caiu para 245 em O feito é atribuído ao Programa de Segurança no Trânsito, desenvolvido há 16 anos pela Superintendência de Engenharia de Tráfego (SET), órgão municipal de trânsito da capital baiana, que, pela segunda vez, conquistou o Prêmio Volvo de Segurança no Trânsito. O sucesso do programa da SET deve-se à ampla combinação de ações, entre elas a fiscalização da velocidade, a intensificação da fiscalização, o estudo e o tratamento dos pontos críticos de tráfego, a melhoria da sinalização de trânsito e, principalmente, a realização de campanhas educativas intensas. Nesta entrevista, a arquiteta e superintendente da SET, Cristina Aragón, dá os detalhes desta combinação de sucesso, além de comentar as impressões sobre o trânsito brasileiro e o que poderia ser feito para reduzir a violência no trânsito. Como foi realizado o trabalho para a redução de acidentes? O principal foco foi a redução da velocidade e a notificação dos infratores. Para isso, foi realizada a implantação de fiscalização eletrônica de velocidade e de cronômetros regressivos nos sinais, que reduzem, em média, 20% o número de infrações. Também determinamos a maior presença dos agentes de trânsito com diversas intervenções, tais como fiscalização, remoção de veículos na via, primeiras providências em relação a acidentes de trânsito e tratamento de pontos críticos. A construção de ciclovias, valorizando este modo de transporte, e o fechamento do tráfego de veículos em áreas de preservação histórica e cultural também foram alguns trabalhos que contribuíram para esse resultado. Vale também salientar, na área de educação, o programa Cidadão no Trânsito, voltado à formação de professores das redes pública e privada, e o programa Condutor Cidadão, voltado à requalificação de motoristas profissionais e motoristas infratores. Foram essas ações conjuntas as responsáveis por resultados tão bons obtidos em Salvador? Os objetivos foram alcançados por uma série de ações, com foco na educação, fiscalização, operação de tráfego e sistemas de aplicação de penalidades aos infratores. Vale salientar que a qualidade da iluminação das vias públicas ajudou bastante a reduzir atropelamentos e, ainda, a implantação do SAMU contribuiu para garantir a sobrevivência dos acidentados. Também vale destacar algumas ações integradas para a realização de blitz para fiscalização de alcoolemia. Existe um culpado pela violência no trânsito? Considero que o consumo de álcool contribui de forma incontestável para os acidentes de trânsito no Brasil. As pesquisas já confirmaram este fato. Há que se considerar, porém, que a sociedade é cúmplice desta questão. Desde a família,

8 quando os pais dão o mau exemplo, passando pelo não cumprimento da Lei, pelo estímulo ao consumo através da mídia, filmes, TV, até a falta de investimento em campanhas educativas continuadas. Outro problema é a total falta de controle da venda das bebidas onde motoristas são incentivados a beber nos postos de gasolinas situados nas cidades e rodovias. O problema torna-se mais grave quando o consumo é associado a uma carga excessiva de trabalho, fadiga, estresse, distúrbio do sono e, ainda, com o consumo cruzado com outras drogas. É importante a lei que está em vigor desde fevereiro deste ano e que permite que o policial autue um motorista por embriaguez sem ser necessário o uso do bafômetro? É importante por se tratar de mais um instrumento em favor do cumprimento da lei. Porém, o mais importante é que haja vontade política de realizar a fiscalização. O próprio Código de Trânsito Brasileiro (CTB) já oferecia instrumentos que poderiam ser utilizados para retirar os bêbados do volante, porém, os defensores do quintal da lei sempre achavam pretextos para sua não aplicação. Qual a melhor forma de educar motoristas e pedestres? Em primeiro lugar, a conscientização. Isso pode ser feito mostrando os equívocos e os resultados de um trânsito inseguro. No segundo momento, aplicar as penalidades, com o que prevê a Lei, ou seja, multa, suspensão do direito de dirigir ou cassação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A mudança de hábito, porém, só acontecerá quando houver o comprometimento de todos. As empresas de transporte, por exemplo, podem fazer programas de incentivo, de fiscalização e controle de seus empregados em geral e dos motoristas em particular. Em relação aos pedestres, deve-se investir nas escolas e nas comunidades de bairros, além de investir na realização de campanhas constantes na mídia. Qual a fórmula para um trânsito mais seguro? É dar mais informação para a sociedade, com a atuação e participação dos diversos setores da sociedade, como empresas, sindicatos, órgãos de classe, universidades, imprensa, montadoras, concessionárias e escolas. É importante que seja um programa de governo. Que seja uma prioridade dos dirigentes. Que a sociedade acredite que é muito mais barato investir em um programa integrado, com investimentos em projetos e ações de segurança do trânsito, do que tratar e remendar as suas vítimas. Que os recursos das multas sejam corretamente aplicados, com o descontingenciamento do FUNSET, por exemplo. E, finalmente, que mais recursos sejam utilizados para a promoção da melhor qualidade nos transportes públicos e sustentáveis. Também é preciso que seja feita uma reversão das prioridades na circulação das cidades, focando o homem como o mais importante e colocando o veículo particular no seu devido lugar. Priorizar investimentos na qualidade e redimensionamento das calçadas e implantar travessias seguras de pedestres é um bom começo. (Legenda) Cristina Aragón: sociedade é cúmplice da embriaguez ao volante GENTE Multiplicando conhecimentos Juarez Roslindo é um dos multiplicadores do Detran/PR

9 Transmitir conhecimentos para os funcionários do Detran/PR é a rotina de Juarez Framarim Roslindo, 53 anos, funcionário do órgão há 12 anos. Roslindo é um dos multiplicadores do Detran/PR e sua missão é percorrer as unidades do Estado para treinar funcionários, auxiliar na implantação de novos sistemas e procedimentos e, ainda, responder pela chefia da unidade na ausência do titular. Desde que assumiu a função, Roslindo já passou por 96 das 99 Ciretrans do Paraná. As únicas que ele não conhece são as Ciretrans de Chopinzinho, Siqueira Campos e Nova Aurora. Ser um multiplicador implica em grandes responsabilidades e, também, em grandes desafios. Roslindo conta que, certa vez, assumiu uma Ciretran que havia tido todos os seus funcionários afastados em função de uma sindicância que apurou irregularidades na unidade. Tive que começar tudo do zero, lembra. A maior dificuldade foi gerenciar uma unidade onde nenhum funcionário tinha o menor conhecimento sobre o Detran/PR. Mas, com muita paciência e dedicação, ele conseguiu concluir o trabalho com êxito. Voltei para Curitiba orgulhoso do trabalho que eu realizei, conta. Ver os funcionários executarem tudo corretamente, conforme ele havia ensinado, é o que mais satisfaz Roslindo em sua profissão. É uma sensação de sucesso, é muito gratificante, principalmente quando as pessoas que eu treinei citam com carinho que foi eu que as ensinei a fazer tudo o que elas fazem, descreve. Roslindo também tem o reconhecimento dos alunos do curso de reciclagem, do qual ele é instrutor. Muitos me chamam de professor e eu acho engraçado porque eu não me considero um professor. Mas o que me deixa mais feliz é o fato deles me reconhecem na rua depois de muito tempo. Roslindo não é multiplicador e nem professor de curso de reciclagem por acaso. Sua bagagem de conhecimentos justifica as funções. Segundo ele, o conhecimento foi adquirido com a ajuda de colegas das áreas de Veículos e Habilitação e, também, pelo seu jeito curioso de ser. Sempre fui de levar manuais de procedimentos para casa e, no dia seguinte, trazia inúmeras dúvidas para perguntar aos colegas, relembra. Com o hábito da leitura dos manuais, Roslindo, inclusive, fez com que algumas informações fossem alteradas ou complementadas. Sou muito crítico e, por isso, tomei a liberdade de questionar alguns assuntos e sugerir a adequação do conteúdo, que foram acatados pelos responsáveis, explica. Em meio a tantas pessoas e lugares diferentes, historias engraçadas não faltam. Uma das que Roslindo jamais vai esquecer aconteceu na 71º Ciretran de Barbosa Ferraz. Sua missão era trocar o manual de procedimentos e treinar os funcionários para as mudanças. Como de costume, Roslindo recolheu o manual antigo, que se encontrava cheio de pó e teia de aranha largado em um canto do banheiro. Fiquei muito bravo porque eles não utilizavam o manual, conta. Mesmo assim, Roslindo colocou o manual embaixo do braço para trazer para Curitiba, quando o chefe da unidade pediu para dar uma folhada a fim de verificar se havia algo dentro do manual. Assim que o chefe abriu o manual, caiu uma aranha caranguejeira enorme. Levei um susto e, para não soltar um palavrão, me expressei soltando um Barbosa Ferraz, e até hoje eu e os funcionários da Ciretran utilizamos a expressão nos casos de tensão, ri ele. (Legenda) Juarez Roslindo: grandes responsabilidades e desafios

10 COMPORTAMENTO Zelosos a todo momento Pet shops oferecem alternativas para um passeio seguro Os animais de estimação, ou pets, de tão amados são considerados membros de muitas famílias. Com o aumento do número de acidentes de trânsito, o zelo dos proprietários com os seus animais passou a se estender também à segurança deles quando transportados em veículos. Apesar de ainda ser uma cena comum motoristas passeando com seus bichinhos pendurados na janela do carro, pulando de um lado para outro e, até mesmo, no colo do condutor, também tornamse mais freqüentes o uso de equipamentos de segurança. José Francisco de Lima Moraes, proprietário da pet shop Mafagafos, confirma que a preocupação com a segurança dos animais aumentou, tanto pelo volume de vendas quanto pela variedade de equipamentos de segurança oferecidos hoje pelo mercado. As pessoas buscam esses equipamentos porque, além de ser arriscado levar uma multa, existe o risco para a segurança do animal e do motorista, explica. Entre os equipamentos mais vendidos estão as caixas de transporte e o cinto de segurança para cães. O preço varia de R$ 55,00 a R$ 90,00 para as caixas e de R$ 15,00 a R$ 24,00 para o cinto. O rotwailler Jack, de três anos, é um dos usuários desses equipamentos. Desde pequeno, ele foi acostumado a passear de carro e já sabe que, para passear, só se for com o cinto. Quando a gente põe a coleira nele, ele já corre até o carro e espera que arrumem o cinto para ele entrar, conta a dona, Dayane Navarrete. Segundo ela, Jack nunca distraiu a atenção do motorista. Ele nunca atrapalhou na direção porque sempre fica preso. Ele geralmente é bem comportado, mas fica agitado quando vê um cachorro ou uma moto. Acho que, se não fosse o cinto, ele provavelmente pularia para frente, explica. Ao contrário de Dayane, muitas pessoas têm dúvidas sobre qual a melhor forma de levar o seu pet dentro do carro. Um dos motivos é que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) apenas diz o que é proibido, mas não regulamenta o transporte. O artigo 252, inciso II, determina que o motorista comete uma infração ao transportar o animal no colo, à sua esquerda ou entre braços e pernas. Conduzir animais nas partes externas do veículo, como em caçambas, também é uma infração de trânsito (artigo 235). Apesar disso, há recomendações que precisam ser seguidas pelos proprietários dos animais, para a segurança dos pets e também dos ocupantes do veículo. A principal delas é levar os bichinhos sempre no banco de trás e presos de forma que não possam pular para frente e nem pelas janelas. Manter o animal preso também evita que ele seja lançado para frente em caso de acidente. Para se ter uma idéia, um cachorro de 10 kg de peso adquire o peso de um touro de 500 kg quando lançado numa colisão a 60km/h. Segundo o assessor militar do Detran/PR, Tenente Gilson de Mattos, além das penalidades previstas pelo CTB (multas e pontuações), os motoristas também podem responder por crime ambiental, dependendo da forma como estiver transportando o animal. Se for verificado que houve maus tratos ao animal, a polícia ambiental é acionada, explica. (Legenda) Dayane Navarrete e o rotwailler Jack: passear somente de coleira

11 NOTÍCIAS DO DETRAN Um ano para se habilitar Quem não concluir o processo terá que se submeter a todos os exames novamente O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR) vai cancelar todos os processos de Primeira Habilitação abertos há mais de um ano. Com a medida, todos os candidatos que não obtiveram suas permissões para dirigir em 12 meses terão que abrir um novo processo, submetendo-se novamente a todos os exames, incluindo os exames de sanidade física e mental, o psicotécnico e o teórico. Os cursos teórico e prático poderão ser aproveitados no novo processo, desde que estejam devidamente registrados no sistema do Detran/PR. De acordo com a Portaria nº 013/2006-DG, o cancelamento dos processos começará a ser feito a partir do dia 30 de setembro deste ano. Ou seja, se o candidato abriu o processo de Primeira Habilitação em julho, agosto ou setembro do ano passado e ainda não o concluiu até a presente data, ele só terá o seu processo cancelado no dia 30 de setembro. Já os processos abertos em outubro de 2005 serão cancelados em outubro de 2006 e, assim, sucessivamente. O cancelamento dos processos de Primeira Habilitação abertos há mais de um ano é uma exigência da Resolução nº 168/169 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Segundo o diretor geral do Detran/PR, Coronel David Antônio Pancotti, o principal objetivo é reduzir o número de processos sem continuidade no sistema do Detran/PR. A maioria dos candidatos à Primeira Habilitação conclui o processo em muito menos de um ano, explica. Outro objetivo é manter os candidatos sempre atualizados quanto ao conteúdo aprendido nas aulas. Como antes o prazo para a conclusão do processo era de cinco anos, determinado pela validade do exame médico, muitos candidatos vinham ao Detran/PR realizar a prova teórica e deixavam para depois a realização do exame prático, esquecendo do conteúdo aprendido nas aulas teóricas, conteúdo este que está atrelado à prática da direção, diz a coordenadora de Habilitação do Detran/PR, Maria Aparecida Farias. Os candidatos que pagaram as taxas dos exames mas não realizaram os mesmos terão os valores restituídos. Basta apresentar requerimento ao setor de Controle de Receita do Detran/PR. Com o anúncio da nova regra, muitos candidatos voltaram ao Detran/PR para concluir o processo, evitando o seu cancelamento. É o caso do administrador de empresas, Thiago Tanamati Graf, que começou o processo de primeira habilitação em 2002 mas, por falta de tempo, só conseguiu concluí-lo agora. Eu dei entrada no processo, fiz o exame médico e os teóricos, mas reprovei no prático. Na época, eu comecei a estudar e a trabalhar e não tive mais tempo para tentar fazer o exame prático novamente, explica. Depois de quatro anos com o processo parado, Graf conseguiu passar no exame prático, conquistando a permissão para dirigir. NOTAS (Legenda) Thiago Graf: quatro anos com o processo de 1ª habilitação parado

12 TV Detran Lançada em 2005 pelo Detran/PR, a TV Detran completou, em julho, um ano de informação ao cidadão paranaense. Veiculada em 45 Ciretrans e cinco postos de trânsito com maior volume de atendimento no Estado, a TV Detran transmite diariamente uma programação composta por 40 pequenos vídeos, que falam sobre infrações de trânsito, serviços e procedimentos do Detran/PR, legislação e educação para o trânsito. A TV Detran está instalada nas salas de espera das áreas de habilitação e veículos e o público-alvo são as pessoas que aguardam o atendimento. Excesso de velocidade O Governo Federal aprovou no último dia 26 de julho a Lei nº que altera o artigo 218 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que define as regras das infrações por excesso de velocidade. Pela nova lei, que já está valendo em todo o País, as infrações por excesso de velocidade podem ser médias, graves ou gravíssimas, dependendo da velocidade em que o condutor foi flagrado. Antes, este tipo de infração era classificada apenas como grave ou gravíssima e havia distinção entre os limites de velocidade nas vias urbanas e nas rodovias. Com a nova lei, as mesmas regras passam a valer para todas as vias. Quem ultrapassar a velocidade em até 20%, cometerá uma infração média, com penalidades de multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira. Quem ultrapassar a velocidade em mais de 20% e até 50%, cometerá uma infração grave, com penalidade de multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira. Já quem superar a velocidade em mais de 50%, cometerá uma infração gravíssima, com multa de R$ 574,62, suspensão imediata e apreensão da carteira de habilitação. CARTAS Parabéns ao Detran/PR que está de nota 10 e para a Detrânsito que é voltada a esse assunto tão importante em nosso dia-a-dia. Alexandre Massaru Saito - Nova Londrina/PR "Venho parabenizar o Detran/PR pela publicação da revista Detrânsito, que dá a chance aos leitores de conhecerem um pouco mais sobre os serviços prestados pelo órgão, assim como as mudanças e os cuidados que os motoristas devem estar sempre cientes. Eu completei dois meses de habilitação e essa revista vai me ajudar muito para que eu possa dirigir cada vez melhor, com responsabilidade e atenção". Claudemir dos Santos Curitiba/PR Muito importante é a realização do projeto e edição da revista Detrânsito, que é mais uma ferramenta que pode ajudar a educar e a conscientizar o ser humano quanto ao trânsito, seja ele condutor de veículo automotor, propulsão humana ou animal, além de pedestre. Rosandro Schauffler Rio do Sul/SC Quero parabenizar esta maravilhosa revista, por contribuir de forma tão precisa, limpa e sucinta para a educação de uma classe de alunos muitas vezes rebeldes e sem tato, que precisam de correção e informação dinâmica: o usuário do trânsito. Neste mesmo sentimento, parabenizar e agradecer por tão completa bibliografia que graças à revista tenho adquirido tanto conhecimento nesta área. Jose Claudio dos Reis Londrina/PR

Código de Trânsito Brasileiro

Código de Trânsito Brasileiro Código de Trânsito Brasileiro O Código de Trânsito Brasileiro estipula competência a setores federais, estaduais e municipais, para aplicar as penalidades de acordo com as infrações que o cidadão cometeu.

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA Uma atitude que pode custar vidas Racha, também chamado popularmente de pega, é uma forma de corrida

Leia mais

MURAL- JULHO 2015. Compromisso. 10 coisas que todo motorista de caminhão tem que lembrar sobre carros antes de pegar a estrada

MURAL- JULHO 2015. Compromisso. 10 coisas que todo motorista de caminhão tem que lembrar sobre carros antes de pegar a estrada Compromisso 10 coisas que todo motorista de caminhão tem que lembrar sobre carros antes de pegar a estrada É comum ouvirmos motoristas de carro reclamando de caminhões e motoristas de caminhão reclamando

Leia mais

FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES

FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES 1 FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES Londrina (PR) 2009 Caro cidadão londrinense: 2 Londrina quer um trânsito mais seguro. E convida você para entrar nesta campanha. Esta cartilha traz informações sobre como

Leia mais

PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO

PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO Prova nº 01 1. Qual a idade que uma pessoa deve ter para se habilitar nas categorias (D) e (E)? (a) vinte e um anos (b) dezessete anos (c) dezoito anos (d) dezenove anos 2. Qual

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO O veículo estacionado, afastado da guia da calçada (meio fio) a mais de um metro, faz do seu condutor um infrator cuja punição será: 1 retenção do veículo e multa, infração média. 2 apreensão do veículo

Leia mais

A GEOGRAFIA DAS MOTOCICLETAS NO PARANÁ: APONTAMENTOS PRELIMINARES 1

A GEOGRAFIA DAS MOTOCICLETAS NO PARANÁ: APONTAMENTOS PRELIMINARES 1 A GEOGRAFIA DAS MOTOCICLETAS NO PARANÁ: APONTAMENTOS PRELIMINARES 1 Priscila Aparecida Olivette Licencianda do Curso de Geografia pela Unicentro e Bolsista Fundação Araucária (PR) pri_xd93@hotmail.com

Leia mais

Tabela das Multas. Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades R$ 191,54 R$ 574,61

Tabela das Multas. Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades R$ 191,54 R$ 574,61 Tabela das Multas 7 pontos na CNH Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades Dirigir com a carteira já vencida há mais de 30 dias Recolhimento da carteira e retenção do veículo Não reduzir a

Leia mais

MULTA MULTA VALOR EM R$

MULTA MULTA VALOR EM R$ - Aplicadas pela autoridade de trânsito (posteriormente): I - advertência por escrito; II - multa; III - suspensão do direito de dirigir; IV - apreensão do veículo; V - cassação da Carteira Nacional de

Leia mais

EDITORIAL. Benefícios da tecnologia

EDITORIAL. Benefícios da tecnologia EDITORIAL Benefícios da tecnologia A tecnologia ganha cada vez mais espaço na sociedade e na vida das pessoas. No trânsito, ela tem um papel fundamental quando o assunto é salvar vidas. Graças aos radares,

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE Código de Trânsito Brasileiro LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 e LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR Atualizado até a LEI Nº 12.865, DE 9 DE OUTUBRO DE 2013 A UFIR foi extinta, sendo congelada no valor de R$

Leia mais

RESOLUÇÃO SMTR Nº 2578 DE 23 DE JUNHO DE 2015. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES, no uso das atribuições legais,

RESOLUÇÃO SMTR Nº 2578 DE 23 DE JUNHO DE 2015. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES, no uso das atribuições legais, RESOLUÇÃO SMTR Nº 2578 DE 23 DE JUNHO DE 2015. Regulamenta o treinamento dos motoristas do Serviço de Transporte Individual de Passageiros em Veículos de Aluguel a Taxímetro e a homologação de instituições

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE LEGISLAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE LEGISLAÇÃO Um dos equipamentos obrigatórios a ser vistoriado na inspeção de segurança veicular é o(a): 1 rádio toca-fitas. 2 farol de milha. 3 pneu para chuva. 4 buzina. Entre vários aspectos a serem observados,

Leia mais

FROTA DE VEÍCULOS DO IFRS CAMPUS PORTO ALEGRE

FROTA DE VEÍCULOS DO IFRS CAMPUS PORTO ALEGRE 11/03/2012 FROTA DE VEÍCULOS DO IFRS CAMPUS PORTO ALEGRE Veículos / Modelo Ano Placas GM MERIVA JOY 2007/2008 IOK2202 NISSAN SENTRA FLEX 2009 IRS4402 GM ZAFIRA ELEGANCE 2010 / 2011 IRS3302 MARCOPOLO Modelo

Leia mais

PROJETO DETRAN NA ESCOLA 5º ANO FUNDAMENTAL:

PROJETO DETRAN NA ESCOLA 5º ANO FUNDAMENTAL: PROJETO DETRAN NA ESCOLA 5º ANO FUNDAMENTAL: O projeto Detran na Escola surgiu em 2012 através de um convênio entre o Departamento de Trânsito do Paraná e os municípios adesistas do Paraná, com a finalidade

Leia mais

BLOCO DO BAFÔMETRO NAS RODOVIAS

BLOCO DO BAFÔMETRO NAS RODOVIAS BLOCO DO BAFÔMETRO NAS RODOVIAS Brasília, 07 de fevereiro - A Polícia Rodoviária Federal vai intensificar ainda mais a fiscalização de embriaguez ao volante durante a operação Carnaval, que começa à zero

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 01. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no que diz respeito às infrações, analise as assertivas a seguir. I. Confiar ou entregar a direção de veículo à pessoa

Leia mais

CASSAÇÃO DA CARTEIRA NACIONAL DE HABITAÇÃO POR DIRIGIR SUSPENSO

CASSAÇÃO DA CARTEIRA NACIONAL DE HABITAÇÃO POR DIRIGIR SUSPENSO CASSAÇÃO DA CARTEIRA NACIONAL DE HABITAÇÃO POR DIRIGIR SUSPENSO Rodrigo Kozakiewicz A cassação da Carteira Nacional de Habitação é uma penalidade prevista no artigo 256, inciso V do Código de Trânsito

Leia mais

www.detran.pr.gov.br

www.detran.pr.gov.br www.detran.pr.gov.br INFELIZMENTE, A MAIOR PARTE DOS ACIDENTES COM MORTES NO TRÂNSITO BRASILEIRO ENVOLVEM MOTOCICLISTAS. POR ISSO, O DETRAN PREPAROU ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA VOCÊ RODAR SEGURO POR

Leia mais

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq Infrações, Penalidades e Medidas Administrativas wertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyui

Leia mais

MULTA VALOR EM UFIR MULTA

MULTA VALOR EM UFIR MULTA MULTA -Imposta e arrecadada pelo órgão com circunscrição sobre a via onde haja ocorrido a infração. -O valor decorre da natureza da infração, assim como a respectiva pontuação. NATUREZA DA INFRAÇÃO MULTA

Leia mais

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Nota Técnica 232 2014 Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Max Ernani Borges De Paula Banco de dados de vítimas dos acidentes de trânsito fatais A Companhia de Engenharia de Tráfego realiza

Leia mais

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Tabulação dos Resultados da Pesquisa Objetivos: Diagnosticar a situação atual dos municípios

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS DECRETO N o 525, DE 11 DE JULHO DE 2013. Regulamenta a utilização de veículos oficiais pela administração direta e indireta do Município de Palmas. O PREFEITO DE PALMAS, no uso de suas atribuições que

Leia mais

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES Rodrigo Barretto Vila 1 RESUMO Glaidson de Souza Pezavento Tatiani Nascimento Santos Miriam Nascimento Santos Ashley da Silva Costa 2 Com a finalidade

Leia mais

Estado do Mato Grosso Prefeitura Municipal de Colniza

Estado do Mato Grosso Prefeitura Municipal de Colniza Lei n.º 091-B/2002. Súmula: REGULAMENTA, DISCIPLINA O TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS EM MOTOCICLETAS DE ALUGUEL MOTO-TÁXI E DETERMINA A LOCALIZAÇÃO DOS PONTOS, BEM COMO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Eu,

Leia mais

2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro?

2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro? 1 Quais são os 5 elementos da direção defensiva? 2 Quais os tipos de cinto de segurança que temos? Qual o cinto é o mais seguro? 3 O que significa DIREÇÃO DEFENSIVA? 4 Cite um exemplo de condição adversa

Leia mais

Instrução Normativa 02/2013 DIRGE/DIRGRAD

Instrução Normativa 02/2013 DIRGE/DIRGRAD Instrução Normativa 02/2013 DIRGE/DIRGRAD Estabelece os procedimentos para o encaminhamento das ocorrências registradas de servidores e discentes pelo serviço de vigilância no âmbito do Câmpus Dois Vizinhos

Leia mais

Í N D I C E PRÓLOGO 5

Í N D I C E PRÓLOGO 5 Í N D I C E PRÓLOGO 5 CAPÍTULO I - EDUCAÇÃO E SEGURANÇA NO TRÂNSITO Trânsito e transporte II) EDUCAÇÃO E SEGURANÇA NO TRÂNSITO Objetivos da educação e segurança para o trânsito A educação para o trânsito

Leia mais

- Física e Segurança no Trânsito -

- Física e Segurança no Trânsito - - Informações gerais: - Física e Segurança no Trânsito - -No mundo todo, mais de 1 milhão de mortes por ano em acidentes de trânsito. - No Brasil, são mais de 40 mil mortes por ano, incluídas aí mais de

Leia mais

Seminário Senado Federal Brasília - 13/09/12

Seminário Senado Federal Brasília - 13/09/12 Seminário Senado Federal Brasília - 13/09/12 BELO HORIZONTE, 31 DE MARÇO DE 2011 José Eduardo Gonçalves Diretor Executivo da Abraciclo Audiência Pública Senado Federal Maio /2012 Aumento do uso da motocicleta:

Leia mais

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO. Maria Audea de Lima e Sousa. Teresina Piaui RESUMO. Palavras chave. Introdução. Diagnóstico. Proposições.

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO. Maria Audea de Lima e Sousa. Teresina Piaui RESUMO. Palavras chave. Introdução. Diagnóstico. Proposições. PROJETO VIDA NO TRÂNSITO Maria Audea de Lima e Sousa Teresina Piaui RESUMO Palavras chave Introdução Diagnóstico Proposições Resultados Introdução O projeto Vida no Trânsito está relacionado a instituições

Leia mais

Viva em paz. com a natureza. Um breve estudo sobre a legislação 29ª SUBSEÇÃO PALHOÇA/SC NÚCLEO PALHOÇA S IL

Viva em paz. com a natureza. Um breve estudo sobre a legislação 29ª SUBSEÇÃO PALHOÇA/SC NÚCLEO PALHOÇA S IL ORDEM DOS ADVOGADO S DO BRA S IL Viva em paz com a natureza Um breve estudo sobre a legislação Realização Apoio 29ª SUBSEÇÃO PALHOÇA/SC NÚCLEO PALHOÇA Breve estudo sobre a legislação A Ordem dos Advogados

Leia mais

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL ISSN 2177-9139 UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL Daniellen Thaianne de Oliveira Severo - daniii_severo@hotmail.com

Leia mais

Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes

Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. CTB- Parte Especial Art. 302. Praticar

Leia mais

Transporte. Passageiros. Fretamento. Concurso. Motorista.

Transporte. Passageiros. Fretamento. Concurso. Motorista. Concurso Motorista Padrão. Autora: Rosa Maria Júlio Landin SINFRECAR Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Por Fretamento de Campinas e Região Rua Dr. Silva Mendes, nº. 266 Vila Industrial

Leia mais

Neste manual você também pode consultar todas as penalidades do Código de Trânsito Brasileiro, bem como seus direitos e deveres.

Neste manual você também pode consultar todas as penalidades do Código de Trânsito Brasileiro, bem como seus direitos e deveres. Controle de Multas O smartlist de Controle de Multas destina-se a controlar todas as multas do condutor de veículos. Valores, prazos de pagamento, pontos da Carteira de Habilitação e penalidades recebidas.

Leia mais

1 - O QUE DIZ A LEI SECA

1 - O QUE DIZ A LEI SECA INFORMATIVO - N - O QUE DIZ A ANO LEI FEDERAL Nº.7/8. - Fixou tolerância zero à combinação álcool e volante. O motorista flagrado com qualquer quantidade de álcool no organismo é punido. - A lei tornou

Leia mais

Estado de Mato Grosso do Sul A Pequena Cativante LEIN 1.195/2001

Estado de Mato Grosso do Sul A Pequena Cativante LEIN 1.195/2001 LEIN 1.195/2001 Institui o Serviço de Transporte Individual de Passageiros em Motocicletas de aluguel (Mototáxi) O Prefeito Municipal de Rio Brilhante, Estado de Mato Grosso do Sul, faz saber que a Câmara

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br As hipóteses de suspensão e cassação do direito de dirigir e o Processo Adminitrativo Ravênia Márcia de Oliveira Leite** A atribuição para a suspensão ou cassação do direito de dirigir

Leia mais

COOPERATIVA DE TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DE AGRONOMIA LTDA.

COOPERATIVA DE TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DE AGRONOMIA LTDA. Manual de Uso de Veículo Respeito a Vida! TERMO DE RECEBIMENTO R ecebi da Cooperativa de Trabalho dos P r o f i s s i o n a i s d e A g r o n o m i a L t d a. UNICAMPO, o MANUAL DE USO DO VEÍCULO e após

Leia mais

MURAL SETEMBRO 2015. Compromisso SEMANA NACIONAL DO TRANSITO: SEJA VOCÊ A MUDANÇA

MURAL SETEMBRO 2015. Compromisso SEMANA NACIONAL DO TRANSITO: SEJA VOCÊ A MUDANÇA Compromisso SEMANA NACIONAL DO TRANSITO: SEJA VOCÊ A MUDANÇA O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) definiu o tema da Semana Nacional do Trânsito 2015, que será Década Mundial de Ações para a Segurança

Leia mais

Setor de Motocicletas

Setor de Motocicletas Setor de Motocicletas Produção anual: 1,6 milhões de unidades 5º maior produtor mundial Frota Nacional*: 20,7milhões (26% do total) Empregos gerados no segmento de motocicletas Diretos: 20 mil (fabricantes)

Leia mais

Educação para o trânsito

Educação para o trânsito Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino Fundamental Publicado em 2011 Projetos temáticos 5 o ANO Data: / / Nível: Escola: Nome: Educação para o trânsito JUSTIFICATIVA O estudo do tema: Educação

Leia mais

SUMÁRIO. Localidades da pesquisa, amostra e entrevistas realizadas por Área de Planejamento AP s 2. Caracterização do entrevistado sem carteira 04

SUMÁRIO. Localidades da pesquisa, amostra e entrevistas realizadas por Área de Planejamento AP s 2. Caracterização do entrevistado sem carteira 04 Pesquisa de Opinião Pública sobre as Campanhas Educativas para o Trânsito & da I m a g e m I n s t i t u c i o n a l da CET- RIO Relatório de Pesquisa 2008 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 03 PRINCIPAIS RESULTADOS

Leia mais

Concurso de Motorista - 2014

Concurso de Motorista - 2014 PORTUGUÊS MATEMÁTICA 01 QUESTÃO Analise as alternativas abaixo e assinale a alternativa correta na divisão silábica. A ( ) par aná; sá-ba-do. B ( ) ó cu-los; sa-la-da. C ( ) ci-garro; ca-na. D ( ) Todas

Leia mais

LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010

LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010 LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010 Súmula: Dispõe Sobre O Serviço de Moto-Táxi no Município Itanhangá MT, e dá Outras Providências. O Prefeito Municipal de Itanhangá, Sr. Vanderlei Proenço Ribeiro,

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS PROCESSO Nº 1544/04 - PROJETO DE LEI Nº 187 INTERESSADO: Vereador Edson Antonio Fermiano ASSUNTO: Dispõe sobre os serviços de transporte coletivo escolar e dá outras providências. -0- Senhor Presidente

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A ASSUNTOS: DO REGISTRO DE VEÍCULOS DO LICENCIAMENTO DA HABILITAÇÃO RESOLUÇÕES 04,110, 168 e 205 01 Com relação ao

Leia mais

O custo de uma vida Estudos traçam os impactos de um acidente de trânsito na sociedade e na economia do País

O custo de uma vida Estudos traçam os impactos de um acidente de trânsito na sociedade e na economia do País CAPA O custo de uma vida Estudos traçam os impactos de um acidente de trânsito na sociedade e na economia do País O Brasil registra anualmente 1,5 milhão de acidentes, que resultam na morte de 34 mil pessoas

Leia mais

Lei 12.971/2014 As infrações de Trânsito, Novas Confusões para o DENATRAN, CONTRAN e os DETRANs

Lei 12.971/2014 As infrações de Trânsito, Novas Confusões para o DENATRAN, CONTRAN e os DETRANs Lei 12.971/2014 As infrações de Trânsito, Novas Confusões para o DENATRAN, CONTRAN e os DETRANs Elaborado por Ricardo Alves da Silva, Major da Polícia Militar de Santa Catarina* Especialista em Gestão

Leia mais

PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS

PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS OBJETIVO DOS PROGRAMAS PREVENIR ATITUDES INSEGURAS NO TRANSPORTE POR MEIO DA CONSCIENTIZAÇÃO DOS MOTORISTAS. META ATINGIR O NÍVEL ZERO EM ACIDENTES SÉRIOS. PRINCIPAL

Leia mais

Você no Trânsito Criança

Você no Trânsito Criança Você no Trânsito Criança Elas são habituais companheiras de viagem no veículo pelo menos duas vezes por dia. São transportadas da casa para a escola, da escola para a casa, para o dentista, médico, natação,

Leia mais

Projetos para redução da morbimortalidade por acidentes de trânsito em Belo Horizonte : Vida no Trânsito e TCC BH/BA/Montevideo

Projetos para redução da morbimortalidade por acidentes de trânsito em Belo Horizonte : Vida no Trânsito e TCC BH/BA/Montevideo Projetos para redução da morbimortalidade por acidentes de trânsito em Belo Horizonte : Vida no Trânsito e TCC BH/BA/Montevideo O Município de Belo Horizonte População de Belo Horizonte 2.375.444 hab.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 506, DE 2 DE DEZEMBRO DE 1999. (D.O.E. 07.12.1999 - N... Ano...)

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 506, DE 2 DE DEZEMBRO DE 1999. (D.O.E. 07.12.1999 - N... Ano...) LEI Nº 506, DE 2 DE DEZEMBRO DE 1999. (D.O.E. 07.12.1999 - N.... Ano...) DISPÕE SOBRE O TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS ATRAVÉS DE TÁXI. O PREFEITO MUNICIPAL DE MANAUS no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Vamos começar pelas recomendações mais gerais e obrigatórias.

Vamos começar pelas recomendações mais gerais e obrigatórias. Normas gerais de circulação ABETRAN Detalhadas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em mais de 40 artigos, as Normas Gerais de Circulação e Conduta merecem atenção especial de todos os usuários da

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO DE 04 DE JUNHO DE 2011.

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO DE 04 DE JUNHO DE 2011. DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO DE 04 DE JUNHO DE 2011. DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO Portaria Detran-754, de 3-6-2011 Estabelece as rotinas dos serviços prestados pelo Departamento Estadual

Leia mais

Prova 1: Leitura, compreensão de textos e formas linguísticas

Prova 1: Leitura, compreensão de textos e formas linguísticas Instruções: A seguir, você encontrará três textos e uma série de perguntas relativas a cada um deles. Há apenas um tipo de questão: múltipla escolha - seleção de uma resposta entre quatro opções: a)...

Leia mais

Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba

Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba Estratrégia líderes comunitários: reuniões nas 9 Regionais: Ø seduzir e convencer os líderes comunitários

Leia mais

Prefeitura do Município de Carapicuiba

Prefeitura do Município de Carapicuiba DECRETO Nº 4.337, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2.014. Dispõe sobre as rotinas e procedimentos de gerenciamento, controle e uso da frota de veículos da Administração Direta e Indireta do Município de Carapicuíba.

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 20

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 20 1/ 8 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão e Adequação integral do PO 02 Adequação dos Registros e Padrões Demais envolvidos na análise e aprovação Área / Processo

Leia mais

Normas gerais de circulação e conduta

Normas gerais de circulação e conduta Normas gerais de circulação e conduta É muito importante a leitura do Capítulo III Normas Gerais de Circulação e Conduta, que vai dos artigos 26 ao 67, contidos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Leia mais

Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito

Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito 1º Seminário para a Municipalização do Trânsito Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito SÉRGIO LUIZ PEROTTO Especialista em direito de trânsito Consultor de trânsito e mobilidade

Leia mais

SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO

SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO Felipe Espíndola Carmona Brasília 13 de setembro de 2012. RS-2012 Ditado Africanos diz: O homem branco tem relógio mas não tem tempo! Vivemos em um período em

Leia mais

Dicas para segurança. no trânsito. realização. apoio

Dicas para segurança. no trânsito. realização. apoio Dicas para segurança no trânsito realização apoio 1 Dicas de viagem segura. Viajar sozinho ou com toda a família requer certas responsabilidades. Aqui você encontrará várias recomendações para uma viagem

Leia mais

Minuta de Portaria nº 100/2010/GP/DETRAN/MT

Minuta de Portaria nº 100/2010/GP/DETRAN/MT Minuta de Portaria nº 100/2010/GP/DETRAN/MT Regula a realização dos Cursos Especializados em Transporte Coletivo de Passageiros, de Escolares, de Produtos Perigosos, de Cargas Indivisíveis e de Emergência,

Leia mais

SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO. Uma responsabilidade de todos

SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO. Uma responsabilidade de todos SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO Uma responsabilidade de todos QUEM SOMOS A FUNDACIÓN MAPFRE, instituição criada em 1975 pela MAPFRE, desenvolve atividades de interesse geral na Espanha e em outros países

Leia mais

11. Use sempre o cinto de segurança

11. Use sempre o cinto de segurança 11. Use sempre o cinto de segurança Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental O funcionamento do cinto foi descrito em detalhe na aula 10. A finalidade desta aula é insistir sobre

Leia mais

TRANSITO CUIDADO. Eliana Cristofolo MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO.

TRANSITO CUIDADO. Eliana Cristofolo MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO. CUIDADO NO TRANSITO MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO. AS CRIANÇAS DEVEM RESPEITAR PARA OS LADOS DEVEM OLHAR. SE NÃO VIER NENHUM AUTOMÓVEL

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 285, DE 29 DE JULHO DE 2008.

RESOLUÇÃO Nº 285, DE 29 DE JULHO DE 2008. RESOLUÇÃO Nº 285, DE 29 DE JULHO DE 2008. Alterar e complementar o Anexo II da Resolução nº 168, de 14 de dezembro de 2004 do CONTRAN, que trata dos cursos para habilitação de condutores de veículos automotores

Leia mais

Departamento de Água e Esgoto Sanitário de Juína

Departamento de Água e Esgoto Sanitário de Juína 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos do Setor de Frotas (Transportes); 1.2) Proteger o Patrimônio Público contra o uso indevido, bem como atender a legislação em vigor e evitar

Leia mais

Mobilidade Urbana na área urbana de Tefé- AM: um estudo sobre o mototaxi como meio de deslocamento

Mobilidade Urbana na área urbana de Tefé- AM: um estudo sobre o mototaxi como meio de deslocamento Mobilidade Urbana na área urbana de Tefé- AM: um estudo sobre o mototaxi como meio de deslocamento Jouber da Costa e Silva¹ Universidade Federal do Amazonas-Ufam Joubercs@gmail.com ¹ Mestrando em Geografia

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. QUESTÃO 06

LÍNGUA PORTUGUESA. Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. QUESTÃO 06 UFG/CS CMTC - 2010 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 07. País cumpre só 1/3 das metas para a educação Relatório feito sob encomenda para o Ministério da Educação

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO

MATERIAL COMPLEMENTAR LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO MATERIAL COMPLEMENTAR LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO PROFESSOR: UBIRAJARA SOARES VIAS: Descrição da via Ruas, avenidas, logradouros, caminhos, passagens, estradas, rodovias. Praias abertas a circulação Vias internas

Leia mais

PROGRAMA TÉMATICO: 6215 TRÂNSITO SEGURO

PROGRAMA TÉMATICO: 6215 TRÂNSITO SEGURO PROGRAMA TÉMATICO: 6215 TRÂNSITO SEGURO OBJETIVO GERAL: Reduzir os índices de acidentes com vítimas fatais em todo o Distrito Federal, aperfeiçoando a educação para o trânsito, a fiscalização, a engenharia

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR

ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR 2012 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO 2. QUEM PODE EXECUTAR O TRANSPORTE INTERMUNICIPAL COM FINS COMERCIAIS 2.1. QUE TIPO DE EMPRESA

Leia mais

NOTA TÉCNICA SEJUR nº 078/2014 (Aprovada em Reunião de Diretoria em 04/11/2014)

NOTA TÉCNICA SEJUR nº 078/2014 (Aprovada em Reunião de Diretoria em 04/11/2014) NOTA TÉCNICA SEJUR nº 078/2014 (Aprovada em Reunião de Diretoria em 04/11/2014) Referência: Expediente n.º 3896/2014 Origem: Câmaras Técnicas EMENTA: RESOLUÇÃO CONTRAN Nº 460/13. EXAME TOXICOLÓGICO DE

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997.

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. CAPÍTULOXV DAS INFRAÇÕES Art. 161. Constitui infração de trânsito a inobservância de qualquer preceito deste Código, da legislação complementar ou das resoluções

Leia mais

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015)

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015) ( 2015) 1 Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição: Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro,

Leia mais

LEI Nº 963, de 21 de julho de 2009.

LEI Nº 963, de 21 de julho de 2009. LEI Nº 963, de 21 de julho de 2009. Dispõe sobre a criação da Coordenadoria Municipal de Trânsito - CMT, órgão executivo de trânsito, vinculado à Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, em conformidade

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CONSELHO ESTADUAL DE TRÂNSITO MS.

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CONSELHO ESTADUAL DE TRÂNSITO MS. ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CONSELHO ESTADUAL DE TRÂNSITO MS. Governador do Estado de Mato Grosso do Sul ANDRÉ PUCCINELLI Secretário de Estado de Justiça e Segurança

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP ESTADO DE MATO GROSSO INSTRUÇÃO NORMATIVA STR 001/2009

CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP ESTADO DE MATO GROSSO INSTRUÇÃO NORMATIVA STR 001/2009 1 CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP ESTADO DE MATO GROSSO INSTRUÇÃO NORMATIVA STR 001/2009 Versão: 01 Aprovação em: 09/11/2009 Unidade Responsável: Coordenadoria de Administração - CAD STR: Sistema de Transportes

Leia mais

LEI SECA de trânsito

LEI SECA de trânsito LEI SECA de trânsito Tire algumas dúvidas sobre a nova Lei Seca no trânsito O jornal Zero Hora, de Porto Alegre, está apresentando em sua edição desta segunda-feira (23) um interessante serviço público.

Leia mais

Inicie a disciplina apresentando o objetivo geral e os específicos para esta aula que estão no Plano de Aula Teórica da disciplina de Primeiros

Inicie a disciplina apresentando o objetivo geral e os específicos para esta aula que estão no Plano de Aula Teórica da disciplina de Primeiros Inicie a disciplina apresentando o objetivo geral e os específicos para esta aula que estão no Plano de Aula Teórica da disciplina de Primeiros Socorros 1, neste material. 93 Para iniciar uma discussão

Leia mais

SELO TRÂNSITO SEGURO REGULAMENTO E FORMULÁRIO

SELO TRÂNSITO SEGURO REGULAMENTO E FORMULÁRIO 2010 SELO TRÂNSITO SEGURO REGULAMENTO E FORMULÁRIO APRESENTAÇÃO O aumento da mortalidade e da morbidade de acidentes envolvendo motocicletas representa um desafio para a missão de garantir segurança para

Leia mais

Equipamentos de segurança

Equipamentos de segurança Equipamentos de segurança Airbag Cinto de segurança Cadeirinha para criança 1 cartilha.indd 1 6/8/2010 19:29:28 Para que correr riscos? O hábito do uso do cinto de segurança no banco da frente já é um

Leia mais

Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba

Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba Ideias que salvam vidas em Curitiba! 9 Regionais: reúnem, de forma organizada, entidades e movimentos

Leia mais

5 km/h a mais, uma vida a menos

5 km/h a mais, uma vida a menos 5 a mais, uma vida a menos Respeite os limites de velocidade www.fundacionmapfre.com.br O excesso de velocidade não acontece por acidente, é uma escolha. Na correria do dia-a-dia, vivemos apressados e,

Leia mais

Direção Defensiva 1. Plano de Aula Teórica do Curso de Formação de Condutores

Direção Defensiva 1. Plano de Aula Teórica do Curso de Formação de Condutores Direção Defensiva 1 Compreender as principais causas de acidentes de trânsito. Identificar os principais envolvidos em acidentes de trânsito. Introdução Introdução. Estatísticas. Responsabilidade. sobre

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE DO VEREADOR EVERALDO FARIAS

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE DO VEREADOR EVERALDO FARIAS PROJETO DE LEI 087/2013. DISPÕE sobre medidas de seguranças para os pedestres, em frente às instituições de ensino público e privado de Manaus. Art. 1º. Obriga a implantação de sinalização de advertência,

Leia mais

Acidente de moto com morte cresceu 123% no primeiro semestre do ano 20 Julho 2012 Posted in Amazonas

Acidente de moto com morte cresceu 123% no primeiro semestre do ano 20 Julho 2012 Posted in Amazonas www.amazonasnoticias.com.br Coluna: Acidente de moto com morte cresceu 123% no primeiro semestre do ano ( ) Press-release da assessoria de imprensa (X) Iniciativa do próprio veículo de comunicação Acidente

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO Sistema Nacional de Trânsito - Esquema Organizacional ESQUEMA Executivos Normativos Consultivos Coordenadores S.N.T De Trânsito De Rodoviárias Fiscalizadores Recursais Veículos CONTRAN: Máximo / Restrições

Leia mais

Art. 2º Para os fins da presente Resolução, adotam-se as seguintes

Art. 2º Para os fins da presente Resolução, adotam-se as seguintes RESOLUÇÃO N o 004, de 16 de março de 2015. Estabelece procedimentos para utilização de veículos oficiais da UFSJ, e dá outras providências. A PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE DEFESA SOCIAL DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DETRAN/AL

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE DEFESA SOCIAL DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DETRAN/AL RELATÓRIO COMPARATIVO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO DADOS REFERENTES AO DETRAN-AL, POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL (PRF), DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM (DER), BATALHÃO DE POLICIAMENTO RODOVIÁRIO (BPRv) E AO

Leia mais

DECRETO Nº 19.127, DE 8 DE SETEMBRO DE 2015.

DECRETO Nº 19.127, DE 8 DE SETEMBRO DE 2015. DECRETO Nº 19.127, DE 8 DE SETEMBRO DE 2015. Disciplina os cursos de qualificação profissional do transporte individual por táxi do Município de Porto Alegre. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, no uso

Leia mais

Portaria nº 147/2011/GP/DETRAN-MT

Portaria nº 147/2011/GP/DETRAN-MT Portaria nº 147/2011/GP/DETRAN-MT Disciplina a tramitação dos processos de habilitação, a ordem de apresentação dos documentos obrigatórios e da outras providencias. O PRESIDENTE DO DEPARTAMENTO ESTADUAL

Leia mais

Horizonte. Sistema de Transporte Público por Táxi do Município de Belo

Horizonte. Sistema de Transporte Público por Táxi do Município de Belo Horizonte Sistema de Transporte Público por Táxi do Município de Belo A Empresa Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte S.A. BHTRANS, empresa pública vinculada a administração municipal de

Leia mais

CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS

CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS Carga horária: 50 (cinqüenta) horas aula Requisitos para matrícula Ser maior de 21 anos; Estar habilitado em uma das categorias B,

Leia mais

MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA CONSCIENTE!

MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA CONSCIENTE! SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS Audiência Pública Discutir a Epidemia de Acidentes Envolvendo Motociclistas no Brasil Brasília, 29 de maio de 2012. MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA

Leia mais

As soluções para salvar o planeta já existem faz tempo. É só começar a usá-las.

As soluções para salvar o planeta já existem faz tempo. É só começar a usá-las. As soluções para salvar o planeta já existem faz tempo. É só começar a usá-las. Bicicleta 1818 cartilha com os novos procedimentos de acesso ao estacionamento. INTRODUÇÃO Pensar na qualidade de vida de

Leia mais