Professores indicam dez livros para entender o golpe de 1964 e a ditadura

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Professores indicam dez livros para entender o golpe de 1964 e a ditadura"

Transcrição

1 G1 - Portal de Notícias da Globo - SP 30/03/ :02 Professores indicam dez livros para entender o golpe de 1964 e a ditadura A pedido do G1, pesquisadores listaram obras essenciais sobre o período. Golpe que instalou ditadura militar de duas décadas completa 50 anos. Mariana Oliveira Do G1, em Brasília Historiadores, cientistas políticos e pesquisadores de várias universidades listaram, a pedido do G1, livros que consideram importantes para se entender o golpe militar de O golpe, que completa 50 anos, depôs o então presidente João Goulart e marcou o inicio da ditadura militar que perdurou até Saiba mais.) (ESPECIAL "50 ANOS DO GOLPE MILITAR": a renúncia do presidente Jânio Quadros, em 1961, desencadeou uma série de fatos que culminaram em um golpe de estado em 31 de março de O sucessor, João Goulart, foi deposto pelos militares com apoio de setores da sociedade, que temiam que ele desse um golpe de esquerda, coisa que seus partidários negam até hoje. O ambiente político se radicalizou, porque Jango prometia fazer as chamadas reformas de base na "lei ou na marra", com ajuda de sindicatos e de membros das Forças Armadas. Os militares prometiam entregar logo o poder aos civis, mas o país viveu uma ditadura que durou 21 anos, terminando em Entre as obras mais mencionadas pelos especialistas estão os clássicos "1964: A Conquista do Estado", do cientista político uruguaio René Dreifuss, "De Getúlio a Castelo", do historiador norte-americano Thomas Skidmore, e os quatro volumes sobre o período militar do jornalista Elio Gaspari ("A Ditadura Envergonhada", "A Ditadura Escancarada", "A Ditadura Derrotada", "A Ditadura Encurralada"). Confira abaixo as obras recomendadas: 1964: A CONQUISTA DO ESTADO René Armand Dreifuss "Mostra os momentos antecedentes ao golpe, quando foi gestado por grupos de direita. Sobretudo, mostra os grupos financiados por militares, por empresários, mostrando que houve a atuação de empresários, intelectuais, grupos de direita." (Francisco Fonseca, doutor em história social e professor da Fundação Getúlio Vargas, de São Paulo) "É o livro mais completo sobre o golpe de 64." (Vera Chaia, doutora em ciência política e

2 professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) "Combinando uma consistente orientação teórica com uma vasta e rica base informativa, revela o caráter empresarial-militar do golpe e da ditadura." (Renato Lemos, doutor em história, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenador do Laboratório de Estudos sobre os Militares na Política da UFRJ) BRASIL: DE GETÚLIO A CASTELO Thomas Skidmore "É um clássico e original porque foi o primeiro a tratar o golpe com o foco na ciência política, com as razões que levaram ao golpe." (Ricardo Caldas, mestre em ciência política e professor da Universidade de Brasília - UnB) "Se fundamenta muito bem em fontes. Tem a credibilidade das fontes. Sempre usei para dar aulas sobre política no Brasil." (Aldo Fornazieri, doutor em ciência política e professor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo) A DITADURA ENVERGONHADA; A DITADURA ESCANCARADA; A DITADURA DERROTADA; A DITADURA ENCURRALADA Elio Gaspari "Principalmente o primeiro volume, traz uma análise muito interessante do golpe e da ditadura. Teve documentos e correspondências, inclusive do Golbery, um dos cabeças da conspiração." (David Fleisher, doutor em ciência política e professor da Universidade de Brasília) "Trata-se, efetivamente, do mais fiel relato sobre todo o período ditatorial, baseado em fontes nacionais e estrangeiras e de um autor que, como jornalista, acompanhou o dia-a-dia do regime." (Charles Pessanha, doutor em ciência política e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro) "Poderia indicar livros teóricos, mas acho particularmente que a série do Élio Gaspari para mim é o mais completo retrato. Baseado em fontes, entrevistas e interpretação de quem viveu as coisas por trás dos bastidores." (Muniz Sodré, jornalista, doutor em letras e professor da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro) 1964: O GOLPE QUE DERRUBOU UM PRESIDENTE, PÔS FIM AO REGIME DEMOCRÁTICO E INSTITUIU A DITADURA NO BRASIL Jorge Ferreira e Angela de Castro Gomes "A análise se inicia com a chegada de Jango ao poder, após a renúncia de Jânio Quadros, e continua com a resistência dos militares à sua posse, a solução parlamentarista, o plebiscito e a volta ao presidencialismo, as tentativas de estabilização econômica, as reformas de base, a radicalização e o golpe. O trabalho possui ainda uma virtude adicional. Não é um trabalho de acadêmicos de renome para a academia. O livro é bem escrito, dispõe de excelente material iconográfico e certamente dará a oportunidade de a todos que se interessam pela história do Brasil recente." (Charles Pessanha, doutor em ciência política e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ) A REVOLUÇÃO BURGUESA NO BRASIL Florestan Fernandes "É quem melhor insere o golpe e o regime ditatorial no processo de modernização capitalista dependente que singulariza a história do Brasil." (Renato Lemos, doutor em história, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenador do Laboratório de Estudos sobre os

3 Militares na Política da UFRJ) COMBATE NAS TREVAS Jacob Gorender "Livro escrito por militante do PCB que diz que as organizações de esquerda foram derrotadas porque avaliaram mal a conjuntura política que antecedeu o golpe. Que o partido avaliou mal a conjuntura. Avançou na marra sobre o governo João Goulart quando não tinha força." (Hugo Studart, jornalista, doutor em história e professor da Universidade Católica de Brasília) O ATO E O FATO Carlos Heitor Cony "Acho importante porque é um documento relevante do próprio momento do golpe e traz um retrato jornalístico do que estava acontecendo. São crônicas publicadas que falam da passagem do golpe, da psicologia dos militares, o modo como organizaram a ditadura." (Roberto Romano, doutor em filosofia e professor da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp) ESTADO E OPOSIÇÃO NO BRASIL ( ) Maria Helena Moreira Alves "Explica a fundamental conexão entre o golpe e o regime ditatorial e a Doutrina de Segurança Nacional nos marcos do capitalismo dependente brasileiro." (Renato Lemos, doutor em história, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenador do Laboratório de Estudos sobre os Militares na Política da UFRJ) A REVOLUÇÃO QUE FALTOU AO ENCONTRO Daniel Aarão Reis "A tese é de que o projeto de luta revolucionária era anterior à ditadura e não é resultante da resistência. O golpe seria um contragolpe porque o projeto de luta armada é anterior a 64. Mostra que os comunistas enviaram pessoas para treinar na China antes do golpe. Para o autor, os militares é que teriam reagido à luta armada." (Hugo Studart, jornalista, doutor em história e professor da Universidade Católica de Brasília) A REVOLUÇÃO IMPOSSÍVEL Luís Mir "Mostra a revolução dentro do contexto do movimento comunista internacional, anterior a 64, e que o Brasil seria apenas um apêndice, não teria importância nesse contexto. E que o grande equívoco dos comunistas foi superestimar as forças do Partido Comunista." (Hugo Studart, jornalista, doutor em história e professor da Universidade Católica de Brasília)

4

5

6

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: História Ano: 9 Professor (a): Rodrigo Turma:9.1/9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL:

DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL: Obtido em: http://www.fafich.ufmg.br/atendimento/ciclo-introdutorio-em-ciencias-humanas/programas-das-disciplinas-do-cich/programas-2017-1/%20-%20topicos%20em%20historia%20d CARGA HORÁRIA: 60 (sessenta)

Leia mais

DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL:

DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL: Obtido em: http://www.fafich.ufmg.br/atendimento/ciclo-introdutorio-em-ciencias-humanas/programas-das-disciplinas-do-cich/programas-2016-1/%20-%20topicos%20em%20historia%20d CARGA HORÁRIA: 60 (sessenta)

Leia mais

Curso: Licenciatura em História Componente Curricular: Disciplina: História do Brasil IV Carga Horária: 50 horas

Curso: Licenciatura em História Componente Curricular: Disciplina: História do Brasil IV Carga Horária: 50 horas FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO Curso: Licenciatura em História Componente Curricular: Disciplina: História do Brasil IV Carga Horária: 50 horas Semestre/ Módulo 5º Semestre Unidade Santana Professor(es):

Leia mais

Populismo II e Regime Militar I. História C Aula 13 Prof. Thiago

Populismo II e Regime Militar I. História C Aula 13 Prof. Thiago Populismo II e Regime Militar I História C Aula 13 Prof. Thiago O Homem da Vassoura Jânio Quadros surpreendeu e venceu as eleições de 1960, em partes devido a agressiva campanha política que prometia varrer

Leia mais

O fim da. Quarta República. e o golpe civil-militar

O fim da. Quarta República. e o golpe civil-militar O fim da Quarta República e o golpe civil-militar Carlos Lacerda derrubador de presidentes Participou da ANL Contra o integralismo, os latifundiários e o imperialismo Preso durante o golpe do Estado Novo,

Leia mais

A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL ( )

A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL ( ) A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL (1945--1964) CENÁRIO POLÍTICO BRASILEIRO ENTRE 1945-1964 -Principais partidos políticos: *PSD:Partido Social Democrático.(JK) *UDN:União Democrática Nacional;(Jânio) *PTB:Partido

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil Habilidades: Analisar o contexto da década de 1960 no Brasil e o golpe civil-militar Governo Jânio Quadros (1961) Ascensão muito rápida na política Estilo

Leia mais

De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio

De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio O que vamos ver no capítulo O Governo de JK - o nacional-desenvolvimentismo - o plano de metas (pontos positivos e negativos) O Governo de Jânio Quadros - Política

Leia mais

Revisão IV Brasil República

Revisão IV Brasil República Revisão IV Brasil República Prof. Fernando I- Era Vargas 1930-45; República Nova 1930-64 II- República Populista 1946-64 Democratização. Nacionalismo ou Liberalismo? II- República Populista 1946-64 1º

Leia mais

A República do Café - II. Prof. Thiago História C Aula 10

A República do Café - II. Prof. Thiago História C Aula 10 A República do Café - II Prof. Thiago História C Aula 10 Hermes da Fonseca (1910-1914) Política Salvacionista Enfrenta a Revolta da Chibata Criou a faixa presidencial; Único presidente a casar durante

Leia mais

República Populista ( ) Profª Ms. Ariane Pereira

República Populista ( ) Profª Ms. Ariane Pereira República Populista (1945-1964) Profª Ms. Ariane Pereira O populismo na América Latina Brasil: Getúlio Vargas; Argentina: Perón; México: Cárdenas; Semelhança: política de conciliação de classes sociais

Leia mais

Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco

Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco Material de apoio do Extensivo 1. Com a renúncia de Jânio Quadros, setores militares resolveram impedir a posse do Vice- Presidente João Goulart.

Leia mais

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini Modulo 11 - Brasil Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com O populismo pode ser compreendido como: Uma forma de exercício político garantida pelo apoio da grande massa Um sistema no qual o

Leia mais

Disciplina: História. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso

Disciplina: História. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Disciplina: História Período:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

História 5 o ano Unidade 7

História 5 o ano Unidade 7 História 5 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. A Revolução de 1930 ocorreu: ( ) durante a construção de Brasília. ( ) durante as eleições para a presidência do Brasil naquele ano. ( ) logo após a

Leia mais

UNIDADE: DATA: 30 / 11 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF

UNIDADE: DATA: 30 / 11 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 30 / / 206 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 0,0

Leia mais

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 173 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS AQUINO, Maria Aparecida de. Censura, imprensa e estado autoritário (1968-1978): o exercício cotidiano da dominação e da resistência O Estado de S. Paulo e Movimento. Bauru:

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 23 O GOVERNO CASTELO BRANCO ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 23 O GOVERNO CASTELO BRANCO ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 23 O GOVERNO CASTELO BRANCO (1964-67) Fixação 1) (PUC) O desenvolvimento econômico nacional foi um tema central dos debates políticos que, no início dos anos sessenta, mobilizaram

Leia mais

Programa de Recuperação Paralela

Programa de Recuperação Paralela COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Programa de Recuperação Paralela 3ªEtapa / 2010 DISCIPLINA: História ANO: 1º ANO EM EDUCADOR: Gloria Maria TURMAS: FG/AD/INFO *Caro educando, você está recebendo o conteúdo

Leia mais

UM OLHAR SOBRE 1964: JORGE FERREIRA, ANGELA DE CASTRO GOMES E O GOLPE QUE INSTITUIU A DITADURA NO BRASIL

UM OLHAR SOBRE 1964: JORGE FERREIRA, ANGELA DE CASTRO GOMES E O GOLPE QUE INSTITUIU A DITADURA NO BRASIL UM OLHAR SOBRE 1964: JORGE FERREIRA, ANGELA DE CASTRO GOMES E O GOLPE QUE INSTITUIU A DITADURA NO BRASIL A LOOK ON 1964: JORGE FERREIRA, ANGELA DE CASTRO GOMES AND THE COUP THAT ESTABLISHED THE DICTATORSHIP

Leia mais

Legislação brasileira anti-preconceito anti-racismo: contextualização histórica Ementa: Objetivo:

Legislação brasileira anti-preconceito anti-racismo: contextualização histórica Ementa: Objetivo: DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUACÃO EM RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS DISCIPLINA: Legislação brasileira anti-preconceito e anti-racismo: contextualização histórica PROFESSOR(ES): Alvaro

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESP

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESP 1 Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo FESP No equilíbrio entre as várias partes do livro, dei maior peso à fase que se inicia nos fins do século XIX e vai até os dias de hoje. Deliberadamente,

Leia mais

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos QUESTÃO 01 Descreva as principais características do populismo no Brasil: (valor 1,0) QUESTÃO 02 Após a Segunda Guerra Mundial, consolidou-se uma ordem político-econômica

Leia mais

Populismo no Brasil ( )

Populismo no Brasil ( ) Populismo no Brasil (1945-1964) O Populismo foi um fenômeno da América Latina, característico de um mundo pós Segunda Guerra Mundial, momento que exigiase democratização. Fortalecimento das relações entre

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA, CIVIS E MILITARES ( ): APONTAMENTOS DE PESQUISA

ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA, CIVIS E MILITARES ( ): APONTAMENTOS DE PESQUISA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA, CIVIS E MILITARES (1961-1964): APONTAMENTOS DE PESQUISA RAFAEL PATRICK FLORES * O golpe de Estado em 1964 foi marcado por diversos elementos que antecederam este episódio. Entendemos

Leia mais

HISTÓRIA. Professor Orlando Stiebler. MÓDULO 16 Terceira República ( ) - II Governos Café Filho e Juscelino Kubitschek

HISTÓRIA. Professor Orlando Stiebler. MÓDULO 16 Terceira República ( ) - II Governos Café Filho e Juscelino Kubitschek HISTÓRIA Professor Orlando Stiebler MÓDULO 16 Terceira República (1946 1964) - II Governos Café Filho e Juscelino Kubitschek Com o suicídio de Vargas, em 1954, assumiu a Presidência, exercendo o cargo

Leia mais

Florestan Fernandes e sua trajetória como intelectual orgânico do socialismo

Florestan Fernandes e sua trajetória como intelectual orgânico do socialismo Florestan Fernandes e sua trajetória como intelectual orgânico do socialismo Leonardo Venicius Parreira PROTO mestrando em História pela UFG bolsista da CAPES - leoproto@hotmail.com Prof. Dr. David MACIEL

Leia mais

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Apesar da grande manifestação em São Paulo, no ano de 1984, com a presença de políticos como Ulisses Guimarães, a emenda Dante de Oliveira, que restabelecia as eleições presidenciais diretas,

Leia mais

Herança do Século XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária

Herança do Século XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária Herança do Sculo XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária Sculo XX Diversificação da Economia Industrialização e Urbanização Novas Classes Sociais

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA OBJETIVOS. Geral

PLANO DE ENSINO EMENTA OBJETIVOS. Geral PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do Componente Curricular: História III Curso: Técnico de Nível Médio Integrado em Mineração Série/Período: 3º ano Carga Horária: 2 a/s - 80 h/a - 67

Leia mais

Lançado em 2012, o livro A política nos quartéis: revoltas e protestos

Lançado em 2012, o livro A política nos quartéis: revoltas e protestos RESENHA DA OBRA CHIRIO, Maud. A política nos quartéis: revoltas e protestos de oficiais na ditadura militar brasileira. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2012, 264p. Camila Monção Miranda 1 Lançado em 2012,

Leia mais

Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre

Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre 1945-1964 Rodrigo Candido da Silva Universidade Estadual de Maringá (UEM) A importância histórica da participação política

Leia mais

Sumário. Introdução... 9

Sumário. Introdução... 9 Sumário Introdução... 9 1. Zueno, Zoany, Zwenir : Rastros da Vigilância ao Jornalista Zuenir Ventura Durante a Ditadura Militar Felipe Quintino... 13 2. Do Erótico ao Político: A Trajetória da Global Editora

Leia mais

EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016

EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016 EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016 Disciplina: História Professor: Rodrigo Bento Turma: 9º ano Ensino Fundamental II Data Conteúdo 29/agosto CAPITULO XI O SOCIALISMO REAL: CHINA, VIETNA E CUBA 02/setembro

Leia mais

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Diálogos - Revista do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História ISSN: 1415-9945 rev-dialogos@uem.br Universidade Estadual de Maringá Brasil Priori, Angelo CASTANHO, Sandra Maria.

Leia mais

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo Era Vargas Do Governo Provisório ao Estado Novo Períodos Governo provisório (1930-1934) Tomada de poder contra as oligarquias tradicionais Governo Constitucional (1934-1937) Período legalista entre dois

Leia mais

PROF: Amanda Fragoso 27/05/2017

PROF: Amanda Fragoso 27/05/2017 PROF: Amanda Fragoso 27/05/2017 TD HISTÓRIA DO BRASIL Era Vargas e Governos Populistas 01. (UECE 2015.2) Analise as proposições a seguir acerca do golpe de 1930 no Brasil, e assinale com V as proposições

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) REPÚBLICA POPULISTA ( )

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) REPÚBLICA POPULISTA ( ) 1 - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros e latifundiários associados ao regime de Getúlio Vargas. Políticos

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Centro: CCSA - Centro de Ciências Sociais Aplicadas Campus: CASCAVEL. Disciplina Código Denominação Carga horária

PLANO DE ENSINO. Centro: CCSA - Centro de Ciências Sociais Aplicadas Campus: CASCAVEL. Disciplina Código Denominação Carga horária PLANO DE ENSINO PERÍODO LETIVO/ANO: 2009 ANO DO CURSO: 4 Ano Curso: CIÊNCIAS ECONÔMICAS Modalidade: BACHARELADO Turno: Noturno Centro: CCSA - Centro de Ciências Sociais Aplicadas Campus: CASCAVEL Disciplina

Leia mais

Matriz de Referência de HISTÓRIA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL

Matriz de Referência de HISTÓRIA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL H01 Identificar diferentes tipos de modos de trabalho através de imagens. X H02 Identificar diferentes fontes históricas. X H03 Identificar as contribuições de diferentes grupos

Leia mais

Caparaó: a primeira gerrilha contra a ditadura

Caparaó: a primeira gerrilha contra a ditadura Caparaó: a primeira gerrilha contra a ditadura São Paulo: Boitempo, 2007. (335 p.) José Caldas da Costa Jean Rodrigues Sales 1 O livro de José Caldas da Costa trata de um episódio na história da luta contra

Leia mais

O Analfabeto Político

O Analfabeto Político O Analfabeto Político Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Filosofia Professor Uilson Fernandes e Bruno Lima 8ª Série 9º Ano Ensino Fundamental Terceiro Trimestre Mas afinal o que é Democracia? Quais são

Leia mais

ESTADO E CLASSE TRABALHADORA NOS GOVERNOS MILITARES ( )

ESTADO E CLASSE TRABALHADORA NOS GOVERNOS MILITARES ( ) ESTADO E CLASSE TRABALHADORA NOS GOVERNOS MILITARES (1964 1985) Sigla: ECTGM Doação: Elina Pessanha e Regina Malta Data: Esta coleção é originária de uma pesquisa acadêmica desenvolvida pelas professoras

Leia mais

GOLPE MILITAR E ADEQUAÇÃO NACIONAL À INTERNACIONALIZAÇÃO CAPITALISTA ( )1 SILVA, Romeu Adriano da Silva.

GOLPE MILITAR E ADEQUAÇÃO NACIONAL À INTERNACIONALIZAÇÃO CAPITALISTA ( )1 SILVA, Romeu Adriano da Silva. GOLPE MILITAR E ADEQUAÇÃO NACIONAL À INTERNACIONALIZAÇÃO CAPITALISTA (1964-1984)1 SILVA, Romeu Adriano da Silva. A ditadura civil-militar (196 e 1984): alinhamento da economia nacional ao padrão de desenvolvimento

Leia mais

Período Democrático e o Golpe de 64

Período Democrático e o Golpe de 64 Período Democrático e o Golpe de 64 GUERRA FRIA (1945 1990) Estados Unidos X União Soviética Capitalismo X Socialismo Governo de Eurico Gaspar Dutra (1946 1950) Período do início da Guerra Fria Rompimento

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-37) Manifesto da AIB Plínio Salgado Fixação 1) (UFV) Durante a Era Vargas, notadamente no período de 1934-37, houve uma polarização

Leia mais

A O PAIS EM REVOLUÇÃO. Coordenação". J. M. BrandãoMe Brito. HT notícias editorial

A O PAIS EM REVOLUÇÃO. Coordenação. J. M. BrandãoMe Brito. HT notícias editorial A 384913 O PAIS EM REVOLUÇÃO Coordenação". J. M. BrandãoMe Brito HT notícias editorial ÍNDICE I OS MILITARES E A EVOLUÇÃO POLÍTICA INTERNA E EXTERNA (1974-1982) José Medeiros Ferreira 11 INTRODUÇÃO 11

Leia mais

32 q. Luís Farinha. O Reviralho. Revoltas Republicanas contra a Ditadura e o Estado Novo EDITORIAL ESTAMPA

32 q. Luís Farinha. O Reviralho. Revoltas Republicanas contra a Ditadura e o Estado Novo EDITORIAL ESTAMPA 32 q Luís Farinha O Reviralho Revoltas Republicanas contra a Ditadura e o Estado Novo 1926-1940 EDITORIAL ESTAMPA 1998 ÍNDICE NOTA PRÉVIA 13 INTRODUÇÃO 15 1. Porquê o estudo do tema? 15 2. Algumas considerações

Leia mais

Exercícios de República Liberal ( ) Parte I

Exercícios de República Liberal ( ) Parte I Exercícios de República Liberal (1946-1964) Parte I 1. (Enem) Zuenir Ventura, em seu livro "Minhas memórias dos outros" (São Paulo: Planeta do Brasil, 2005), referindo-se ao fim da "Era Vargas" e ao suicídio

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA NÍVEL ENSINO MÉDIO

MATRIZ DE REFERÊNCIA NÍVEL ENSINO MÉDIO MATRIZ DE REFERÊNCIA NÍVEL ENSINO MÉDIO Conteúdo Programático de História Conteúdo Competências e Habilidades I. Antiguidade clássica: Grécia e Roma. 1. Conhecer as instituições políticas gregas e romanas,

Leia mais

Os diferentes modelos de Estados (principais características)

Os diferentes modelos de Estados (principais características) Capítulo 6 Poder, política e Estado 7 Os diferentes modelos de Estados (principais características) Absolutista: - Unidade territorial. - Concentração do poder na figura do rei, que controla economia,

Leia mais

Os Sociólogos Clássicos Pt.2

Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Max Weber O conceito de ação social em Weber Karl Marx O materialismo histórico de Marx Teoria Exercícios Max Weber Maximilian Carl Emil Weber (1864 1920) foi um intelectual

Leia mais

Sugestões de avaliação. História 9 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. História 9 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação História 9 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. O fim da ditadura de Vargas propiciou a criação de novos partidos. Relacione os partidos da primeira coluna com as ideias da segunda

Leia mais

Ensino Superior Brasileiro:

Ensino Superior Brasileiro: 1 Centro histórico de Salvador - BA Brasília - DF Ensino Superior Brasileiro: Ouro Preto - MG história, organização, administração, legislação 2 I - ASPECTOS HISTÓRICOS SOBRE O ENSINO UNIVERSITÁRIO NO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 1º 1. Identificação Código 1.1. Disciplina: FUNDAMENTOS DE SOCIOLOGIA 0560076 1.2.

Leia mais

historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima

historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima 1930-1945 A era Vargas: 1930-1945 1930 2 de janeiro: publicação da plataforma da Aliança Liberal. 1 de março: vitória de Julio Preste

Leia mais

INSTITUIÇÕES NO BRASIL

INSTITUIÇÕES NO BRASIL Carlos Melo Fev., 2017 INSTITUIÇÕES NO BRASIL COMO CHEGAMOS AO PONTO EM QUE CHEGAMOS? Instituições - Esclarecimentos Nota 1 Quando chegamos ao ponto de saber de cor os nomes dos 11 ministros do Supremo

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Formação, Capacitação e Atualização Política dos Filiados, Militantes e Simpatizantes Módulo III O Socialismo no Mundo Contemporâneo Aula 6 História do

Leia mais

BOM TRABALHO E SUCESSO!!! RENATA, LEONARDO E CARLÃO!!!

BOM TRABALHO E SUCESSO!!! RENATA, LEONARDO E CARLÃO!!! DISCIPLINA: História PROFESSORES: Renata, Leonardo e Carlão. DATA: /12/2014 VALOR: 20,0 pts. NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Matéria da Prova:

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO (1990-94) Fixação 1) (PUC) As eleições presidenciais brasileiras, ocorridas neste ano, envolveram oito candidatos, concorrendo por partidos

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA. Professor Marcelo Pitana

REVOLUÇÃO FRANCESA. Professor Marcelo Pitana REVOLUÇÃO FRANCESA Professor Marcelo Pitana REVOLUÇÃO FRANCESA (1789 Queda da Bastilha) Antecedentes: - Ideais iluministas (liberais); - Abuso de poder da nobreza; - Pompa das cortes; - Déficit orçamentário;

Leia mais

A QUESTÃO AGRÁRIA NO BRASIL

A QUESTÃO AGRÁRIA NO BRASIL SUMÁRIO DA OBRA: A QUESTÃO AGRÁRIA NO BRASIL (Em 5 volumes) João Pedro Stedile (org) EDITORA EXPRESSÃO POPULAR Volume 1 A questão agrária no Brasil: O debate tradicional -1500-1960 I a edição: abril de

Leia mais

SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA A República Armada ( ) (Recapitulação)

SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA A República Armada ( ) (Recapitulação) Paulo Victorino 1930-1945 - SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA 005 - A República Armada (1889-1930) (Recapitulação) A Proclamação da Independência (1822) - A Proclamação da República

Leia mais

Locais em Petrópolis com nome ou história relacionado à ditadura militar

Locais em Petrópolis com nome ou história relacionado à ditadura militar Locais em Petrópolis com nome ou história relacionado à ditadura militar Os pesquisadores Diego Grossi e Roberto Schiffler Neto desenvolveram uma pesquisa sobre locais logradouros, entidades, instituições

Leia mais

HISTÓRIA DO BRASIL CONTEMPORÂNEO II

HISTÓRIA DO BRASIL CONTEMPORÂNEO II Pág. 1 Caracterização Curso: LICENCIATURA EM HISTÓRIA Ano/Semestre letivo: 01/1 Período/Série: 6 Turno: ( ) Matutino ( X ) Vespertino ( ) Noturno Carga horária semanal: 3h (4 aulas) Carga horária total:

Leia mais

República Populista ( )

República Populista ( ) República Populista (1945 1964) Após o fim da ditadura do Estado Novo de Getúlio Vargas, em 1945, a República brasileira conheceu um curto período de democracia liberal representativa. Também conhecido

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2015 1º 1. Identificação Código 1.1. Disciplina: SOCIOLOGIA I 0560055 1.2. Unidade:

Leia mais

ECSA Escola de de Ciências Sociais Aplicadas

ECSA Escola de de Ciências Sociais Aplicadas Escola de de Ciências Sociais Aplicadas Daniel Albuquerque Rocha Assistente Social, Professora Curso de Serviço Social UNIGRANRIO, Especialista em Serviço Social pela UNIGRANRIO, Mestrando Programa de

Leia mais

Diego Grossi. Introdução

Diego Grossi. Introdução A questão democrática entre os paradigmas liberais e a proposta marxista: Dilemas ideológicos da historiografia brasileira sobre o Golpe de 1964 e a Ditadura empresarialmilitar Diego Grossi Introdução

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência

Ministério da Educação e Ciência Data realização: segunda, 18 de junho às 14:00 h Sala: 4 14348127 ADRIANA ISABEL PEREIRA RIBEIRO 1 14581488 ADRIANA RAQUEL BARBOSA SOUSA 2 14172404 ADRIANA SILVA DE CARVALHO 3 14557115 ALDA DANIELA SILVA

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS A correção de uma questão será restrita somente ao que estiver apresentado no espaço correspondente,

Leia mais

Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, O rompimento da república café-com-leite, com o apoio

Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, O rompimento da república café-com-leite, com o apoio A Era do populismo Professor: Márcio Gurgel Os antecedentes da revolução de 1930 o Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, o O rompimento da república café-com-leite,

Leia mais

Better Call Getúlio Vargas

Better Call Getúlio Vargas Better Call Getúlio Vargas Getúlio Vargas é formado em advocacia e escolheu essa profissão para agradar seu irmão Viriato Vargas. Viriato Vargas tinha 2 sonhos, se tornar advogado e ser um homem com muito

Leia mais

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFIA CÓDIGO: CHF217 DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA I CARGA HORÁRIA: 60H EMENTA:

Leia mais

Resenha. Jango e o debate. historiográfico: definindo novas perspectivas. Barbara Goulart 1. Obra: historiográfico: definindo novas perspectivas.

Resenha. Jango e o debate. historiográfico: definindo novas perspectivas. Barbara Goulart 1. Obra: historiográfico: definindo novas perspectivas. Jango e o debate historiográfico: definindo novas perspectivas Barbara Goulart 1 Obra: Jango e o debate historiográfico: definindo novas perspectivas. Ângela de Castro Gomes e Jorge Ferreira. Rio de Janeiro:

Leia mais

A cultura durante a ditadura militar

A cultura durante a ditadura militar A cultura durante a ditadura militar Introdução De 1964 a 1985, o Brasil viveu a Ditadura Militar, uma época em que os militares passaram a governar o país. Esse regime de governo foi chamado de ditadura,

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: História PROFESSORES: Carlão, Fred e Paula DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Matéria da Prova: O conteúdo

Leia mais

Unidade: Marketing Político: a visibilidade do poder. Unidade I:

Unidade: Marketing Político: a visibilidade do poder. Unidade I: Unidade: Marketing Político: a visibilidade do poder Unidade I: 0 Unidade: Marketing Político: a visibilidade do poder Nesta unidade, quero indicar a leitura do artigo Comportamento do eleitor: uma comparação

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro LINHA DO TEMPO Módulo I História da Formação Política Brasileira Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro SEC XV SEC XVIII 1492 A chegada dos espanhóis na América Brasil Colônia (1500-1822) 1500 - A chegada

Leia mais

KARL JENSEN E OS MOVIMENTOS SOCIAIS

KARL JENSEN E OS MOVIMENTOS SOCIAIS KARL JENSEN E OS MOVIMENTOS SOCIAIS Nildo Viana Sociólogo, Filósofo, Professor da Faculdade de Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Goiás, Doutor em

Leia mais

IDADE CONTEMPORÂNEA A ERA NAPOLEÔNICA

IDADE CONTEMPORÂNEA A ERA NAPOLEÔNICA ERA NAPOLEÔNICA (1799 1815) Prof. João Gabriel da Fonseca joaogabriel_fonseca@hotmail.com 1 - O CONSULADO (1799 1804): Pacificação interna e externa. Acordos de paz com países vizinhos. Acordo com a Igreja

Leia mais

UDESC 2015/2 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2015/2 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Questão interpretativa envolvendo um trecho de Machado de Assis. No texto fica claro que a história necessita de crônicas e assim é mencionado no texto o "esqueleto" da história. a) Incorreta.

Leia mais

A filosofia incomoda, questiona o modo de ser das pessoas, das sociedades, do mundo.

A filosofia incomoda, questiona o modo de ser das pessoas, das sociedades, do mundo. SÓCRATES PLATÃO A filosofia incomoda, questiona o modo de ser das pessoas, das sociedades, do mundo. Reflete sobre as práticas política, científica, técnica, ética, econômica, cultural e artística. Não

Leia mais

OS GOVERNOS QUE ANTECEDERAM E OS FATOS QUE INDUZIRAM AO GOLPE DE 1964 COMO FORMA DE ENTENDER SUA FALTA DE LEGITIMIDADE

OS GOVERNOS QUE ANTECEDERAM E OS FATOS QUE INDUZIRAM AO GOLPE DE 1964 COMO FORMA DE ENTENDER SUA FALTA DE LEGITIMIDADE 13 OS GOVERNOS QUE ANTECEDERAM E OS FATOS QUE INDUZIRAM AO GOLPE DE 1964 COMO FORMA DE ENTENDER SUA FALTA DE LEGITIMIDADE RESUMO BONORA, Daniel Keller. 1 BOEIRA, Adriana da Silva. 2 OLIVEIRA, Lucas Paulo

Leia mais

OS GOVERNOS QUE ANTECEDERAM E OS FATOS QUE INDUZIRAM AO GOLPE DE 1964 COMO FORMA DE ENTENDER SUA FALTA DE LEGITIMIDADE

OS GOVERNOS QUE ANTECEDERAM E OS FATOS QUE INDUZIRAM AO GOLPE DE 1964 COMO FORMA DE ENTENDER SUA FALTA DE LEGITIMIDADE 13 OS GOVERNOS QUE ANTECEDERAM E OS FATOS QUE INDUZIRAM AO GOLPE DE 1964 COMO FORMA DE ENTENDER SUA FALTA DE LEGITIMIDADE RESUMO BONORA, Daniel Keller. 1 BOEIRA, Adriana da Silva. 2 OLIVEIRA, Lucas Paulo

Leia mais

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA Ditadura Militar Eventos Fundamentais: Goulart propõe as reformas de base Eleitoral Educacional Bancária / Tributária Agrária Marcha da TFP Tradição Família e Propriedade

Leia mais

A HISTÓRIA SOCIAL DOS DIREITOS

A HISTÓRIA SOCIAL DOS DIREITOS A HISTÓRIA SOCIAL DOS DIREITOS TEMÁTICA As As bases sócio-históricas da fundação dos Direitos Humanos na Sociedade Capitalista A construção dos Direitos A Era da Cultura do Bem Estar Os Direitos na Contemporaneidade

Leia mais

ESCOLA CONFESSIONAL. Caracteriza-se por seguir a confissão religiosa de uma determinada ordem religiosa

ESCOLA CONFESSIONAL. Caracteriza-se por seguir a confissão religiosa de uma determinada ordem religiosa ESCOLA CONFESSIONAL Caracteriza-se por seguir a confissão religiosa de uma determinada ordem religiosa ou congregação. Uma escola confessional pode ser católica, presbiteriana, evangélica, etc. Por ser

Leia mais

Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares

Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares AULA 2 - Sociologia Filosofia e Sociologia PROFESSOR: Alexandre Linares 1 Sociologia O modo de produção da vida material é que condiciona o processo da vida social, política e espiritual. Não é a consciência

Leia mais

Dynéas Fernandes Aguiar: exemplo militante

Dynéas Fernandes Aguiar: exemplo militante Dynéas Aguiar TRAJETÓRIA DE MILITANTES Dynéas Fernandes Aguiar: exemplo militante Fernando Garcia Historiador pela PUC-SP, pesquisador da Fundação Maurício Grabois Renato Bastos Mestre em História Econômica

Leia mais

Florestan Fernandes: A função social da guerra na sociedade Tupinambá

Florestan Fernandes: A função social da guerra na sociedade Tupinambá Florestan Fernandes: A função social da guerra na sociedade Tupinambá FERNANDES, Florestan. A função social da guerra na sociedade tupinambá (1920-1995). Prefácio Roque de Barros Laraia. 3. ed. São Paulo:

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Formação, Capacitação e Atualização Política dos Filiados, Militantes e Simpatizantes Módulo I História da Formação Política Brasileira Aula 4 Teorias

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE ENSINO CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL ANEXO I.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE ENSINO CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL ANEXO I. Plano de Ensino Universidade Federal do Espírito Santo Campus: Goiabeiras Curso: Serviço Social Departamento Responsável: Serviço Social Data de Aprovação (Art. nº 91): Docente responsável: Fabiola Xavier

Leia mais

Bibliografia. I Fontes. CORREIO DA MANHÃ. Editoriais de 15 de outubro de 1955 a 30 de novembro de 1955.

Bibliografia. I Fontes. CORREIO DA MANHÃ. Editoriais de 15 de outubro de 1955 a 30 de novembro de 1955. Bibliografia I Fontes CORREIO DA MANHÃ. Editoriais de 15 de outubro de 1955 a 30 de novembro de 1955. DIÁRIO DE NOTÍCIAS. Editoriais de 15 de outubro de 1955 a 30 de novembro de 1955. TRIBUNA DA IMPRENSA.

Leia mais

CONGRESSO INTERNACIONAL REDE PITÁGORAS

CONGRESSO INTERNACIONAL REDE PITÁGORAS CONGRESSO INTERNACIONAL REDE PITÁGORAS PROGRAMAÇÃO 1º de setembro 14h30 # Credenciamento e welcome coffee 15h30 # Mônica Ferreira Boas-vindas e apresentação institucional 16h30 # Lilian Witte Fibe Cenário

Leia mais

O ENSINO DE HISTÓRIA DURANTE REGIMES: CIVIL-MILITAR E O DEMOCRÁTICO

O ENSINO DE HISTÓRIA DURANTE REGIMES: CIVIL-MILITAR E O DEMOCRÁTICO O ENSINO DE HISTÓRIA DURANTE REGIMES: CIVIL-MILITAR E O DEMOCRÁTICO Daniel Aires da Silva Gregory Humai de Toledo Prof. Dr. Marco Antônio Soares Neves (Orientador) Universidade Estadual de Londrina Resumo:

Leia mais

Jogo. A Ditadura Militar e você, jovem, na história do Brasil!

Jogo. A Ditadura Militar e você, jovem, na história do Brasil! Jogo A Ditadura Militar e você, jovem, na história do Brasil! Jogo: A Ditadura Militar e o Seu papel. Como é? O jogo consiste em situações que ocorreram durante a história de nosso país, em que os grupos

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 3ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA- QUESTÕES ABERTAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 3ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA- QUESTÕES ABERTAS COLÉGIO XIX DE MARÇO Educação do jeito que deve ser 2016 3ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA- QUESTÕES ABERTAS Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: 11/11/2016 Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 20 Pontos

Leia mais