Futuro das freguesias da Lourinhã

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Futuro das freguesias da Lourinhã"

Transcrição

1 PUBLICIDADE PUBLICIDADE Cadaval GNR inicia atendimento em quatro freguesias Página 4 V ILA DO CADAVAL 29 MAIO Ano XXII - N.º 486-0,50 VILA DA LOURINH Ã CIDADE DE Diretora Filipa F. Santos PENIC HE VILA DO BOMBARRAL Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico. Autorização DE DCC VIL A PORTUGAL DE Ó BIDOS Publicações Periódicas SE TAVEIRO TAXA PAGA Futuro das freguesias da Lourinhã Bombarral NILAVD reabriu portas no edifício dos Paços do Município Página 6 Óbidos Parque Tecnológico, dinamiza empreendedorismo Página 11 Peniche Marcha em defesa da saúde Página 21 Página 19 Publicidade

2 Publicidade 2 ÁREA OESTE SEXTA-FEIRA 29 MAIO

3 Pinta o desenho, envia-o para com o teu nome, idade e localidade, que nós publicamos na próxima edição os 4 primeiros desenhos a chegarem a este Jornal.

4 Cadaval 4 ÁREA OESTE Uma iniciativa enquadrada no Policiamento de Proximidade GNR inicia atendimento em quatro freguesias do Cadaval No âmbito do Policiamento de Proximidade, a Guarda Nacional Republicana iniciou, a 20 de maio, o atendimento descentralizado em quatro das atuais sete juntas de freguesia do concelho do Cadaval. O objetivo geral da iniciativa é reduzir a distância entre o cidadão, e o direito à justiça e informação. SEXTA-FEIRA 29 MAIO Vilar, Vermelha, Lamas/Cercal e Painho/Figueiros são as quatro freguesias que passaram a contar, a partir do corrente mês de maio, com um militar disponibilizado pela GNR em cada uma das respetivas juntas de freguesia. O atendimento descentralizado da GNR decorre semanalmente, à quartafeira, uma vez por mês em cada uma das freguesias referidas, em sistema rotativo e de acordo com o horário de funcionamento de cada junta de freguesia. Assim, no caso de Lamas/Cercal, ele acontece no período da tarde, funcionando todo o dia nas freguesias da Vermelha, Painho/Figueiros e Vilar. Neste último caso, a GNR fará, paralelamente, policiamento apeado e também em bicicleta, por sua vez cedida pela Junta de Freguesia do Vilar. Tendo-se iniciado no passado dia 20 de maio, na sede da União de Freguesias de Lamas e Cercal (localizada em Chão de Sapo), o atendimento prosseguiu dia 27 na Freguesia da Vermelha, seguindo-se a freguesia do Vilar no dia 3 de junho e dia 10 a União de Freguesias Painho/Figueiros, respeitando sempre a mesma rotatividade. Neste último caso, o atendimento far-se-á no edifício da antiga Freguesia de Figueiros, pretendendo também abranger os habitantes da Freguesia de Alguber. De acordo com o comandante do Posto Territorial da GNR do Cadaval, Carlos Codinha, esta iniciativa visa permitir ao cidadão «apresentar participações criminais, ser ouvido no âmbito de processos a decorrer, esclarecer dúvidas e obter panfletos dos vários programas especiais que a Guarda possui sob sua responsabilidade». O projeto enquadra-se no processo de reajuste e adaptação às novas realidades locais, em implementação por parte da Guarda Nacional Republicana, através da otimização de meios e fazendo jus ao lema Uma força humana, próxima e de confiança. Este procedimento nacional da GNR contribui para o aumento do sentimento de segurança, por parte da população, através de um Policiamento de Proximidade que vem garantir «maior proximidade e segurança ao cidadão». Segundo explica o comandante, no concelho do Cadaval algumas localidades rurais tornaram-se bastante urbanizadas, devido ao exponencial aumento a nível de densidade populacional verificado nas últimas décadas. Como tal, e em virtude de algumas freguesias do concelho se encontrarem distantes da vila, onde se encontra sediado o Posto Territorial da GNR do Cadaval, «existe a necessidade da Guarda, através da otimização dos seus meios, reduzir a distância entre o cidadão e o direito à justiça e informação», afirma Carlos Codinha. A criminalidade registada, o aglomerado populacional e a distância relativamente ao posto territorial ditaram a escolha das freguesias de Vilar, Vermelha, Lamas/Cercal e Painho/Figueiros para a implementação deste serviço. «Se existir uma alteração nos fatores apresentados, outras freguesias poderão ser abrangidas em detrimento das selecionadas», acrescenta o responsável. Carlos Codinha chama ainda a atenção da população para a mudança ocorrida, recentemente, ao nível do fardamento de patrulha da Guarda Nacional Republicana. A principal diferença entre o antigo e o novo uniforme daquela força de segurança prende-se com a substituição do bivaque por uma boina, e da camisa e gravata por um polo simples.

5 SEXTA-FEIRA 29 MAIO ÁREA OESTE Cadaval Moove Oeste Portugal Cadaval disponibiliza gratuitamente veículo elétrico ao cidadão No âmbito do projeto-piloto Moove Oeste Portugal, este mês ficou disponível no Cadaval a utilização gratuita de um veículo elétrico movido a energia solar, o denominado Twizzy. Com a adesão a este programa, o Município do Cadaval pretende promover a demonstração do uso das energias renováveis e das tecnologias inteligentes. Omunicípio cadavalense disponibilizou gratuitamente ao cidadão, no corrente mês de maio, um veículo 100% elétrico, abastecido através de um sistema solar fotovoltaico, após ter criado, em frente aos Paços do Concelho, um lugar de estacionamento/abastecimento apropriado. O chamado Twizzy destina-se à utilização no perímetro urbano, podendo ser reservado presencialmente na câmara municipal ou mediante inscrição online no site O Moove Oeste Portugal trata-se de um projeto-piloto de promoção da mobilidade urbana sustentável na região, tendo sido simultaneamente implementado pelos 12 municípios constituintes da OesteCIM, com o apoio da OesteSustentável Agência Regional de Energia e Ambiente do Oeste. Esta iniciativa intermunicipal encontra-se inserida no projeto europeu REPU- TE Renewable Energy in Public Transport Enterprise ( Energia Renovável em Empresas de Transportes Públicos ) que visa, segundo a OesteCIM, «incentivar a inovação nas empresas que promovam o uso de energias renováveis nos transportes públicos». A OesteCIM tem como parceiros, no âmbito deste projeto, outras entidades dos restantes países do Espaço Atlântico, provenientes da Escócia, Irlanda do Norte, Inglaterra, França e Espanha. O projeto-piloto teve início no mês de maio e decorrerá até 31 julho, repartindo-se em três fases. Tem como objetivo a demonstração do uso das energias renováveis e das tecnologias inteligentes nos 5 transportes públicos em ambiente urbano. No próximo dia 19 de junho, data em que se realiza o Workshop Internacional do Projeto REPUTE, em Torres Vedras, serão apresentados os primeiros resultados do presente projeto-piloto», o qual se refere a uma iniciativa sem fins lucrativos centrada exclusivamente na promoção da mobilidade urbana sustentável. Parceria intermunicipal Festa Sénior Histórias Cultivadas animaram idosos do Cadaval Realizou-se, a 4 de maio, a iniciativa Histórias Cultivadas, tarde de animação que levou à Quinta do Gradil meia centena de utentes de instituições sociais do concelho do Cadaval. Esta ação ficou enquadrada na Festa Sénior parceria intermunicipal dos concelhos do Cadaval, Lourinhã, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras. A iniciativa iniciou-se com a leitura, à plateia sénior, de dois contos de Miguel Torga A Vindima e A Festa, a que se seguiu a partilha de vivências e histórias rela- cionadas com as duas temáticas. Posteriormente, teve lugar um momento musical em que, ao som de violino e de uma base instrumental, os participantes cantaram canções tradicionais portuguesas bem conhecidas por todos. A atividade terminou com um lanche-convívio proporcionado pela Câmara Municipal do Cadaval, que teve também lugar nas instalações da Quinta do Gradil, gentilmente cedidas para o efeito. As Histórias Cultivadas envolveram um total de 55 participantes (idosos e acompanhantes), provenientes das seguintes Instituições Particulares de Solidariedade Social: Cáritas Paroquial de Vilar, Associação Murteirense de Cultura, Desporto e Solidariedade Social, Centro Social Paroquial de Lamas e ASAVIDA Dagorda. De registar que a atividade foi dinamizada pela Fábrica das Histórias Casa Jaime Umbelino, com a colaboração da voluntária Gisela Canellas (Banco Local de Voluntariado de Torres Vedras). Publicidade

6 Bombarral 6 ÁREA OESTE SEXTA-FEIRA 29 MAIO NILAVD reabriu portas no dia 15 de maio no edifíco dos Paços do Município Bombarral volta a ter um espaço de apoio às vítimas de violência A secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, esteve no dia 15 de maio de, no Bombarral para a reabertura do NILAVD Núcleo de Intervenção Local para a Área da Violência Doméstica. Afuncionar no edifício dos Paços do Município, o NILAVD vem dar resposta à problemática da violência doméstica, nas suas várias perspetivas, assim como nos vários contextos onde o fenómeno se manifesta. Perante uma plateia composta por vários autarcas, parceiros da Rede Social Local e outros convidados, Teresa Morais começou por felicitar a autarquia por ter retomado este projeto, destacando que estas estruturas de atendimento a vítimas de violência doméstica precisam de ter uma proximidade com as populações para que constituam verdadeiramente um auxílio às famílias e às vítimas. Não sendo possível haver um núcleo de atendimento em cada freguesia ou município, é importante que haja uma rede de estruturas para que a vítima saiba que relativamente perto encontrará uma equipa que a pode ajudar. Atualmente, no distrito de Leiria são seis as estruturas em funcionamento. Sobre o facto do NILAVD funcionar num edifício público, Teresa Morais considera tratar-se de uma mais valia, uma vez que na sua opinião estes núcleos devem ter centralidade e devem estar num edifício com outros serviços, onde a vitima se pode dirigir sem que se perceba o que vai fazer. Para além do apoio às vítimas, a secretária de Estado defende que o NILAVD deverá inserir-se na rede social local, procurando, com os outros parceiros da rede, promover ações de sensibilização nas escolas e junto da população. Uma violência que vive no silêncio das famílias Olhando para os números da violência doméstica participada, Teresa Morais alerta que apesar de hoje não termos um cenário mais grave do que há alguns anos atrás, estamos perante uma realidade que resiste à nossa intervenção e cuja eliminação vai infelizmente demorar muitos anos, porque estamos a falar de uma violência que em muitos casos vive no silêncio das famílias, sendo apenas conhecida nos momentos mais dramáticos. Ainda está um pouco enraizada na mentalidade das pessoas a ideia de que o que se passa dentro de casa não é da nossa conta, lamenta a governante, ao relembrar que a violência doméstica é um crime público, não sendo por isso necessário que a queixa seja apresentada pela própria vítima. Teresa Morais considera que os números de violência doméstica em Portugal ainda são preocupantes, embora não sejam dos piores a nível da União Europeia, e na sua opinião tratase de uma violência que é (Continua na página 7)

7 SEXTA-FEIRA 29 MAIO ÁREA OESTE (Continuaçãodna página 6) Bombarral 7 preciso trazer para a luz do dia para poder ser combatida. Destacando a importância das forças de segurança, que muitas vezes são o único recurso, a governante frisou que uma queixa desvalorizada hoje, pode ser uma mulher morta amanhã. Recordando a prioridade que foi dada pelo atual governo à temática da violência doméstica, a secretária da Estado enumerou algumas das medidas criadas nesta área, nomeadamente a disponibilização de um transporte seguro e gratuito para as vítimas, o aumento de vagas para acolhimento de situações de emergência ou ainda a criação de um fundo financeiro que as 37 casas abrigo existentes no País dispõe para apoio à autonomização das vítimas. Na sua opinião, a violência doméstica, demorará ainda muitos anos a erradicar, porque se trata de uma realidade só se alterará quando as novas gerações, através dos bancos da escola, receberem um educação mais maciça ao nível dos direitos humanos, trabalho já iniciado com a criação de manuais escolares, para os primeiros graus de ensino, sobre a prevenção da violência na família. É muito importante a atenção da comunidade em relação a estas situações, porque se trata de um crime público que não podemos ignorar e que temos obrigação de denunciar, concluiu. Câmara abraça o papel activo no combate a este flagelo Na abertura da sessão, o presidente da Câmara Municipal do Bombarral destacou que nos tempos que correm é inadmissível que haja pessoas que, por serem mais frágeis e debilitadas, sofram atentados sucessivos à sua dignidade pela sujeição a maus tratos físicos e psicológicos. José Manuel Vieira afirmou que estas situações têm que ser identificadas por todos nós e devidamente denunciadas e tratadas para não se alastrem na nossa sociedade, salientando que é por isso que a nossa Câmara abraça o papel activo no combate a este flagelo. Urge fazer um esforço acrescido para ajudar as pessoas a adoptarem um comportamento adequado, sensibilizando-as para a importância de evitar toda e qualquer violência dirigida ao próximo, concluiu o edil. Aposta na prevenção para fazer descer os números da violência doméstica Por sua vez, a vereadora do pelouro dos Assuntos Sociais começou por elogiar o trabalho, o empenho e a paixão que a senhora secretária de Estado tem por estas matérias e que nos vai contagiando para desenvolver um bom trabalho no nosso concelho. Na sua intervenção Rosa Guerra, salientou que a reativação do NILAVD reveste-se de enorme importância face aos números relativos à violência doméstica. Segundo os dados avançados pela autarca, entre 2009 e 2013 o número de casos registados situou-se entre as três e as quatro dezenas por ano, sendo que em 2014 verificou-se uma descida de aproximadamente 50%. Desde o início de já foram sete as situações denunciadas. Com a reativação do NILAVD, que aconteceu no Dia Internacional da Família, pretendemos promover uma intervenção estruturada e sistémica na área da violência, apostando na prevenção para que se consiga fazer descer este número de ocorrências. É de salientar que este é um tipo de crime oculto e muito silenciado, podendo por isso durar décadas. O silêncio facilita a existência e a continuação da violência e nesse sentido a ação dos amigos ou dos familiares pode ser o início do fim da violência, concluiu a autarca. Após as intervenções, a comitiva teve oportunidade de conhecer o espaço onde o NILAVD irá funcionar, momento que contou com a apresentação de um quadro pintado por Francisca Leite, que a artista acompanhou com a declamação de um poema da sua autoria. Publicidade Publicidade

8 Bombarral 8 ÁREA OESTE Região Oeste Portugal Em 2020 o Oeste deve afirmar-se como uma região global, que potencia de forma criativa, sustentável e inovadora os seus recursos naturais. Ricardo Fernandes* É uma visão que nos é apresentada ao mais alto nível, uma vez que foi dito em sessão antes da última Assembleia Intermunicipal, que integra todos os municípios do Oeste, e da qual faço parte. As prioridades são definidas por tês grandes eixos, a saber: Economia do mar; Agro-alimentar e Turismo. A região Oeste é composta por 12 concelhos. Embora a região seja administrativamente do Centro, a proximidade a Lisboa e a sua inclusão na área metropolitana, é o factor de maior relevância estratégica. Possui também regras de apoio comunitário mais vantajosas para a execução de investimento que na Área Metropolitana de Lisboa. Apresenta indicadores de desenvolvimento económico e de nível de vida superiores aos verificados na região centro, mas inferiores aos da região de Lisboa, e, até às médias nacionais. ( fonte : plano territorial de desenvolvimento do Oeste -2008). Define-se então como visão para o horizonte 2020 que o Oeste e Vale do Tejo venham a constituir-se como um dos territórios mais qualificados, atractivos e produtivos do pais, combinando: -Excelência dos seus diversificados sistemas naturais e patrimoniais, paisagens e culturas. -Recursos humanos e científicos qualificados. -Boas acessibilidades, que lhe dão uma centralidade inquestionável e relevância internacional. -Actividades agrícolas, florestais, industriais, centros logísticos e serviços com elevado grau de inovação, tecnologia e conhecimento. -Fixação de novos residentes e talentos. (fonte estratégia 2020 Oeste Portugal EIDT-Oeste). Dada a complexidade de todo este programa, convém não esquecer que não há tempo a perder, todos estão perfilados com estudos e projectos para apresentar. Todos?... Era bom que assim fosse, mas no Bombarral pouco se fala ou mesmo nada. Não basta apresentar-se ao abrigo de tudo o que a OesteCim ( comunidade intermunicipal do oeste) faz ou planeia. A dada altura, é cada um por si, cada Município vale o que vale. É aqui neste ponto, que se afigura como central este meu reparo. Haja imaginação, competência e vontade. Não bastam palavras. Os projectos, e terão que ser vários, têm de aparecer. Quem tem os profissionais das diversas áreas é o município. Estes profissionais têm que ser orientados nos diversos temas a apresentar, têm de ser estimulados, não bastam estudos estéreis. Há que informar o tecido empresarial, do que existe e é elegível nestes quadros. Muitos dos projectos podem à partida não ter condições objectivas para serem bem sucedidos, no entanto, convém sempre ter em carteira vários, uma vez que a história recente nos ensina exactamente isso. Atente-se o que se passou com a parte já mais que finalizada do QREN, quando já ninguém pensaria apresentar e que fossem apoiados os projectos, eis que surge uma janela de oportunidade, e Torres Vedras consegue desta forma fazer aprovar financiamentos para escolas e requalificação do Choupal. Porquê? Porque tinha em gaveta estes projectos. É assim que se faz. Mais vale ter a mais do que nada ou pouco ter, porque neste caso ou a pontaria é muita ou corre-se o risco dos poucos projectos que existirem não serem elegíveis e como tal completamente inúteis. Há que evitar a todo o custo esta situação, Portugal 2020, tem que passar e ficar no Bombarral, senão outros o farão. * Farmacêutico SEXTA-FEIRA 29 MAIO Associação Portuguesa de Direito de Consumo Bombarral disponibiliza serviço de apoio ao consumidor endividado Desde o passado dia 14 de maio de, o Município do Bombarral disponibilizou aos seus munícipes um serviço de aconselhamento no âmbito da Rede de Apoio ao Consumidor Endividado. Aprestação deste novo serviço surgiu no âmbito de um protocolo de cooperação celebrado entre a autarquia e a Associação Portuguesa de Direito de Consumo, entidade que se dedica à promoção dos direitos e protecção dos interesses do consumidor. Com efeito, a referida instituição passou a integrar, em dezembro de 2013, a Rede de Apoio ao Consumidor Endividado cujo objectivo é informar, aconselhar e acompanhar o cliente bancário que se encontre em risco de incumprir as obrigações decorrentes de contrato de crédito celebrado com as instituições de crédito ou que, em virtude da mora no cumprimento dessas obrigações, se encontre em processo de negociação com a instituição de crédito. Além de prestar atendimento presencial, a partir da sua sede em Coimbra, com a parceria agora estabelecida com o município do Bombarral, prestará, quando solicitado, apoio telefónico, bem como, através do Gabinete de Inserção Profissional da autarquia, atenderá através do sistema de videoconferência, às quintas-feiras, das 9 às 13 horas, os munícipes que aí se desloquem e se encontrem numa situação de sobre-endividamento, aconselhando e prestando o apoio jurídico necessário. Como salienta Rosa Guerra, vereadora da Câmara Municipal com o pelou da Defesa do Consumidor, trata-se de um serviço gratuito e de interesse de todos os munícipes que se encontrem numa situação de impossibilidade de cumprimento das suas obrigações perante as instituições bancárias. Os munícipes que necessitarem de recorrer a este serviço deverão contactar directamente o Município, que por sua vez reportará as situações à Associação Portuguesa de Direito do Consumo.

9 SEXTA-FEIRA 29 MAIO ÁREA OESTE Bombarral Rotary Club do Bombarral Chegou a derradeira Caminhada-Primavera Solidária-" Já há quase dois meses que o Rotary Club do Bombarral vem concretizando, com disponibilização às gentes bombarralenses, actividades de prática de exercício físico, ou seja, a promoção das caminhadas nocturnas, "Bombarral a andar", que se vêm desenvolvendo, e continuarão a ser implementadas todas as Quartas-feiras, a partir das 21:00 horas. 9 Entrementes, neste mês de Maio, regressaram as costumeiras Caminhadas-Primavera Solidária-", as quais, habitualmente realizadas nas manhãs de Domingo e com fins de apoio a instituições da área social, para lá do seu excelente contributo para a saúde de quem as empreende, já decorreram nas Freguesias do Pó, do Car- valhal e da Roliça. Nelas já se integrou um assinalável número de caminhantes, que correspondeu generosamente à prestação dos seus contributos solidários, destinados às instituições neste ano seleccionadas. Bem-hajam! Resta agora realizar o derradeiro percurso, o de 31 de maio (Domingo), no qual se espera a continuidade da empenhada afluência de participantes a organização será do R.C. do Bombarral, com o apoio da União das Freguesias de Bombarral e Vale Covo e a correspondente concentração ocorrerá junto do edifício daquela União de Freguesias, pelas 09:30 horas No final do itinerário, haverá um almoço/convívio, composto, além de sã animação, por assada de porco, pão, batatas fritas, vinho, refrigerantes, água e sobremesas. Depois destes périplos de fim-de-semana, prosse- guirão os percursos das Quartas-feiras à noite; procure utilizá-los também, para preservar a sua saúde, dissipar o stresse do dia-a-dia e elevar os seus níveis de frescura física e bem-estar! Manuel Patuleia DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS O Museu Municipal do Bombarral assinalou no dia 18 de maio de, o Dia Internacional dos Museus.Para participar na festa, foram convidadas as crianças do pré-escolar e os jovens da Associação Ligar à Vida, que tiveram oportunidade de escutar a história do livro "Coleção" de Margarida Botelho e de pintar um marcador de livros. Através da obra de Margarida Botelho os petizes ficaram a perceber a importância dos museus na preservação da memória colectiva, que é mantida ao longo do tempo através das coleções que são guardadas nestes espaços culturais. Pub. Obrigatória Publicidade Publicidade Cartório Notarial Da Notária Maria Andreia Meireles Craveiro Justificação Notarial CERTIFICO, narrativamente, para efeitos de publicação, que no Cartório sito ao Largo dos Aviadores, nº16 A e B, Bombarral e no livro de notas para escrituras diversas número 34 A, de folhas 118 a folhas 119 vº, se encontra exarada uma escritura de justificação notarial, outorgada hoje, pelo qual, JOSÉ JOAQUIM DA PIEDADE SOARES, NIF casado com D. MARIA DE LURDES DA SILVA GONÇALVES SOARES, NIF , no regime da comunhão de adquiridos, ele natural da freguesia de Carvalhal, concelho de Bombarral e ela da freguesia de Santa Maria dos Olivais, concelho de Tomar, residentes na Rua Estreita, nº7, lugar de Barro Lobo, Carvalhal, declarou com exclusão de outrém, que é dono e legítimo possuidor do prédio a seguir identificado, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Bombarral. Urbano, situado em Barro Lobo, composto de casas de habitação com três divisões, cómodos e quintal, sito na freguesia de Carvalhal, concelho de Bombarral, descrito na competente Conservatória do Registo Predial sob o número quatro mil trezentos e cinquenta e sete, da referida freguesia, inscrito actualmente na matriz predial urbana sob o artigo que provém do anterior artigo ambos da freguesia de Carvalhal com valor patrimonial de ,00, com inscrição de aquisição a favor de Gertrudes de Jesus Soares ou Gertrudes de Jesus, casada com Joaquim Rodrigues Caetano. Publicidade Publicidade Mais certifico que o justificante alegou na referida escritura ter adquirido o prédio por USUCAPIÃO que adveio à sua posse em consequência de aquisição por volta do ano mil novecentos e oitenta e sete, feita por compra e venda meramente verbal à referida Gertrudes de Jesus Soares ou Gertrudes de Jesus casada com Joaquim Rodrigues Caetano residente no lugar de Barro Lobo, freguesia de Carvalhal, sem que no entanto ficasse a possuir titulo formal que o comprove. Todavia, possui-o, como se vê, há mais de vinte anos e, tal posse, sempre foi exercida de forma pública, pacífica e sem interrupção, tal como se correspondesse ao exercício do direito de propriedade, por isso nele habitando, fazendo obras e cuidando do seu arranjo e manutenção. Por tal motivo, perante a inexistência do título de aquisição, alega o justificante ter adquirido o citado móvel por um outro modo de adquirir, a usucapião, insusceptível, porém, de comprovar pelos meios extrajudiciais normais. DE CONFORMIDADE COM O ORIGINAL Bombarral, nove de Abril de dois mil e quinze. A Notária Maria Andreia Meireles Craveiro Conta registada sob o nº 313 Área Oeste nº486 de 29 de Maio de

10 Bombarral 10 ÁREA OESTE SEXTA-FEIRA 29 MAIO Dia Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho Efeméride foi assinalada pela delegação do Bombarral e pelo Museu Municipal A delegação do Bombarral da Cruz Vermelha Portuguesa e o Museu Municipal do Bombarral assinalaram, no passado dia 8 de Maio de, o Dia Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. As comemorações dividiram-se em duas atividades, tendo a primeira consistido numa largada de centenas de balões vermelhos e brancos, iniciativa que se realizou no período da manhã com todos os alunos do Centro Escolar do Bombarral. À noite, os mais pequenos foram convidados a passar pelo Museu Municipal, onde puderam escutar a história do Verdinho Sonhador, livro da autoria de Célia Sousa e com ilustrações de Leonel Brites, editado pela delegação de Leiria da Cruz Vermelha Portuguesa. Convertida numa garagem de automóveis, o sótão do Museu Municipal encheu-se de petizes, acom- panhados dos pais e outros familiares, que ficaram a conhecer o sonho de um velho carocha verde que ambicionava ser uma ambulância. Com a ajuda e o incentivo dos seus amigos de quatro rodas, o Verdinho mostrou-nos que tudo é possível alcançar, desde que haja força de vontade, e que nem os sonhos mais improváveis são impossíveis de concretizar. Antes do regresso a casa, as crianças que participaram na atividade tiveram ainda oportunidade de brincar, fazendo de conta que eram médicos, enfermeiros e voluntários da Cruz Vermelha, bem como de degustar uma bolachinha. Publicidade Publicidade

11 SEXTA-FEIRA 29 MAIO ÁREA OESTE Óbidos Inovação Parque Tecnológico de Óbidos dinamiza empreendorismo Empresas sediadas no Parque Tecnológico de Óbidos dão cartas na inovação, no empreendorismo, na promoção das novas tecnologias em áreas como a sáude. O Marketing Digital começa a ser sentido lógico no tecido empresarial. Candidaturas a incentivos estão disponiveis. Tudo isto neste espaço de referência. Adolfo João Pereira 11 Apoio a candidaturas ao Sistema de Incentivos VALE Vale I&DT A Empresa Núcleo Inicial, empresa do Parque Tecnológico de Óbidos, apoia candidaturas ao Sistema de Incentivos VALE Vale I&DT, Vale Empreendedorismo, Vale Internacionalização e Vale Inovação no âmbito do programa de apoio Portugal 2020, candidaturas estas que abriram no mês de maio. Estes projetos têm um financiamento de 75% sob a forma não reembolsável (fundo perdido). Sendo o montante máximo de incentivo de Este incentivo visa apoiar as despesas com aquisição de serviços consultoria e destina-se a empresas que necessitam de recorrer a serviços de técnicos especializados em determinadas áreas de negócio. O Vale Empreendedorismo apoia a aquisição de serviços de consultoria necessários ao arranque da empresa, nomeadamente a elaboração do plano de negócios e do plano de Marketing. O Vale I&DT apoia aquisição de serviços de consultoria em atividades de I&D bem como serviços de transferência de tecnologia, isto é, apoio na transferência das atividades de I&D para um ambiente comercial ou na trans-ferência de uma tecnologia que existe num dado mercado para outro mercado. O Vale Internacionalização apoia aquisição de serviços de consultoria na área de prospeção de mercados. O Vale Inovação apoia aquisição de serviços de consultoria de inovação, como seja a consultoria de gestão, assistência tecnológica, consultoria para aquisição e proteção de marcas/patentes, apoio para certificação de empresas e consultoria na área da economia digital, isto é, apoio na forma como a empresa deve estar presente na internet. Evolute na 10x Medical Device Conference (San Diego, EUA) A Evolute foi a única empresa portuguesa presente naquele que começou por ser um evento importante para a indústria e empresas de equipamentos médicos, mas o rápido crescimento de novos instrumentos de monitorização individual, controle da saúde, e a sua inter-conectividade, fez da 10x Medical Device Conference um espaço para a discussão de como as tecnologias informacionais poderão efetivamente contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas, incrementar a eficiência dos prestadores de cuidados médicos, e quais os caminhos de futuro deste setor de atividade. Na sua terceira edição, que aconteceu de 4 a 6 de maio de, na cidade norte-americana de San Diego, a Evolute fez-se representar pela sua partner e diretora de operações, Marta Gonçalves. Organizado pela maior comunidade mundial de equipamentos e tecnologias médicas, a Medical Devices Group, a conferência esteve limitada a 200 participantes, oriundos de diversos países. A Evolute foi convidada para acompanhar os trabalhos, apresentou as suas mais recentes inovações relacionadas com a integração de sistemas de diagnóstico e análise, registo eletrónico de saúde e sistemas de monitorização contínua para diabéticos. Num evento desta dimensão, a empresa esteve envolvida na discussão das tendências do mercado e da utilização dos dispositivos móveis. Também foi uma excelente oportunidade para a Evolute estabelecer novas parcerias e reforçar as existentes. As discussões foram sob vários domínios: a inovação nos equipamentos de uso pessoal, cibersegurança, telemedicina, medicinal individualizada e a evidência de novos conceitos relacionados com a cloud, o big data ou com a Internet das Coisas, começam a sair dos planos para projetos concretos. A digitalização dos cuidados de saúde e o que significa ser uma empresa de tecnologias de informação para a saúde nos dias de hoje tiveram também destaque. A Evolute começou a sua trajetória neste segmento de mercado há mais de dez anos, atenta às tendências, sustentada em investimentos em matéria de investigação e desenvolvimento, e a permanente colaboração com agentes de inovação nacionais e internacionais. Made2Web lidera sessões sobre marketing digital Marketing digital, Google AdWords, copywriting, SEO É obrigatório que cada uma destas expressões faça parte do dicionário de qualquer empreendedor de sucesso. É por este motivo que a agência de marketing digital Made2- Web, instalada no Parque Tecnológico de Óbidos, vai liderar o ciclo de sessões «Como Potenciar o seu Negócio na Web», nas instalações da Associação Empresarial da Região de Lisboa (AERLIS) em Oeiras, nos próximos meses de maio e de junho. Tudo começou no dia 05 de maio, com a temática «SEO Coloque o seu negócio no topo do Google». Esta é uma forma eficiente de as empresas valorizarem os seus produtos e serviços através do meio online: afinal de contas, a primeira página do Google é um dos espaços mais ambicionados de toda a Web, conseguindo até atrair cerca de 87% dos cliques dos internautas. Sendo assim, quando não se adota uma correta estratégia de Search Engine Optimization (SEO), ou seja, de otimização de sites, há o risco de todas as informações sobre os negócios ficarem, pelo menos, na segunda página do Google e serem somente consultadas por 13% dos internautas. Conhecer detalhadamente o Google Analytics é outro passo de extrema relevância para quem deseja potenciar a sua empresa ou marca, visto que traça um retrato fiel dos visitantes do site: desde a origem dos internautas às ações que realizam nesse portal. As novas tendências do marketing digital quase que se podem resumir a uma única palavra: AdWords. É que esta ferramenta do Google é um sistema de links patrocinados através do qual é possível assegurar um espaço relevante nos resultados de pesquisa para que se realize a divulgação de produtos e serviços para os milhões de internautas que acedem a essas páginas. Para conhecer muito mais sobre o Google AdWords, existirá a sessão «AdWords Novas tendências na publicidade online», que irá decorrer a 02 de junho. Finalmente, saber que vender através da escrita digital é uma autêntica arte? Com a sessão «Copywriting A arte de vender através da escrita» que terá lugar no dia 16 de junho, é possível conhecer um vasto leque de dicas para ser autor de textos comerciais, informativos e, acima de tudo, bastante apelativos! Cada uma das sessões irá decorrer das 9h30 às 13 horas. Segurança da Água reúne entidades responsáveis em projeto colaborativo Teve lugar no passado dia 21 de abril de, em Óbidos, o arranque do Projeto Colaborativo Planos de Segurança da Água. Tratase de uma iniciativa pioneira em Portugal, promovida pela Acquawise Consulting e a Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA) para apoiar as entidades gestoras a desenvolver o seu plano de segurança da água, num período de 12 meses, e a caminhar no sentido de conquistar a confiança dos seus consumidores. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a abordagem dos Planos de Segurança da Água é considerada o meio mais eficaz de consistentemente garantir a segurança da água distribuída (Guia para a Qualidade da Água para Consumo Humano, OMS, 3.ª edição, 2004). Os Planos de Segurança da Água são uma abordagem de avaliação e gestão de risco que abrange todas as etapas do sistema de abastecimento de água, desde a captação até ao consumidor. O projeto colaborativo adota um formato em que as entidades participantes realizam o trabalho mediante uma programação comum, com a coordenação, a formação e o apoio técnico da Acquawise. Para além de fazer com que as entidades participantes consigam um ritmo de trabalho eficaz e terminar o projeto no prazo previamente estipulado, apresenta ainda a vantagem de permitir o estabelecimento de contactos com outras entidades gestoras e a partilha de experiências, dificuldades e desafios. Participam nesta iniciativa a Câmara Municipal do Barreiro, a EMARP - Empresa Municipal de Águas e Resíduos de Portimão, EM, os SM Nazaré, os SMAS Vila Franca de Xira, e os SMAS de Torres Vedras, que no total abastecem cerca de 425 mil consumidores (4% da população portuguesa), com um volume total diário de cerca de 90 mil m3 de água. A Acquawise Consulting é uma empresa especializada em gestão e segurança de sistemas de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais, com sede no Parque Tecnológico de Óbidos. O seu objetivo principal é apoiar as entidades responsáveis pelo abastecimento de água e pelo saneamento de águas residuais no desenvolvimento e implementação de práticas de gestão integradas, mais eficientes e sustentáveis. Sempre que possível, fomentamos o fecho do ciclo da água e dos nutrientes, salvaguardando sempre a saúde humana e a proteção do meio ambiente. A Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA) tem como missão representar e defender os interesses dos agentes responsáveis pelos sistemas, de abastecimento de água e águas residuais e de todos os demais intervenientes neste domínio, bem como estimular o tratamento, investigação e desenvolvimento dos assuntos relacionados com a quantidade e qualidade das águas de abastecimento, drenagem e destino final das águas residuais, constituindo um fórum para profissionais de diversas formações com intervenção no domínio das águas.

12 Óbidos 12 ÁREA OESTE Já em junho, em Amoreira Segundo Festival da Ginja de Óbidos Na consequência natural da elevada aderência dos visitantes no ano passado, a organização do Festival da Ginja de Óbidos, na aldeia de Amoreira, alargou nesta segunda edição, a duração do evento por mais um dia. Assim terá início na quinta-feira e decorrerá durante 4 dias, 18, 19, 20 e 21 de Junho próximo. Não apenas no que respeita à duração, mas também à qualidade das ofertas aos visitantes esta segunda edição do Festival da Ginja está a ser produzida numa natural evolução decorrente da experiência e satisfação do evento de Este ano a comunidade Amoreirense aderiu com empenho e entusiasmo na preparação do seu Festival produzindo, através do trabalho da D. Adelaide Ferreira e de um grupo de cerca de 30 voluntários, flores duplas para cobrir os céus de um percurso maior que o anterior. Nesta edição toda a rua Padre Moura será coberta contribuindo para cerca de 5Km de percurso florido. Serão flores verdes (fase inicial da ginjeira), brancas (a flor), vermelhas (o fruto maduro) e castanhas (fase final). As decorações do circuito do Festival serão naturalmente alusivas ao tema como no ano passado. Contudo haverá algumas novidades. Para esse efeito registamos SEXTA-FEIRA 29 MAIO com muito agrado a dedicação de um grupo de jovens Amoreirenses, estudantes do 3º ciclo e secundário da Escola Josefa D Óbidos, orientados por Elisabete Rocha, que se encontram a colaborar intensamente na produção de modelos de ginjeira. Essas peças irão embelezar as ruas em conjunto com árvores verdadeiras que também pontuarão o circuito. Nas zonas circundantes haverá trabalhos artísticos com ginjas metálicas que indicarão o festival. Nesta altura já se encontram confirmadas cerca de 40 presenças de bancas, repartindo-se as ofertas dominantes entre o Artesanato e a Gastronomia com o natural destaque para os produtos de ginja e derivados que são, aliás, imperativos da participação. No entanto as inscrições ainda se encontram abertas até ao dia 31 de Maio. As animações serão permanentes no horário e circuito do Festival. Entre os acontecimentos no palco da Praça e as animações de rua sempre alguma coisa estará a acontecer. Destacamos música, muita música de estilos diversos, artes de rua, pintura de rostos e corpos e o desfile de moda. A visita ao Festival será, em face do que aqui foi referido e do que é impossível de aludir e que só a presença permite apreciar, um tempo de festa e convívio ímpar e gratificante e deixamos o nosso estusiástico convite. ÓBIDOS ENFEITA TODAS AS FONTES DO CONCELHO COM FLORES NATURAIS Nos dias 16 e 17 de maio, a população do concelho de Óbidos foi convidada a visitar as diversas fontes do concelho para ver como foram enfeitadas com flores naturais. Os vários centros de dia do programa municipal Melhor Idade e as salas dos jardins-de-infância, Juntas de Freguesia e população em geral encarregaram-se do seu enfeite. Este ano existiu um percurso para ver todas as fontes enfeitadas. Esta visita realizou-se no dia 16 de maio, com ponto de partida, em autocarro, no Posto de Turismo de Óbidos. O roteiro completo encontra-se disponível no sítio na internet TASQUINHAS NA VILA DAS GAEIRAS De 15 a 17 de maio, decorreu no Largo do Mercado, na Vila de Gaeiras, a edição das Tasquinhas. Um autêntico festival de gastronomia, com muita animação. Durante os três dias que se realizou o evento foi possível desfrutar de um conjunto de pratos regionais, confecionados pelas coletividades desta vila do concelho de Óbidos. A par da gastronomia foi preparado um programa de animação/diversão, com a participação de vários artistas locais e da região e, ainda, jogos tradicionais. Uma organização da Junta de Freguesia local com o apoio do Município de Óbidos, e da Óbidos Criativa, E.M. Publicidade Segundo Festival da Ginja de Óbidos Segundo Festival da Ginja de Óbidos

13 SEXTA-FEIRA 29 MAIO ÁREA OESTE Bombarral 13

14 Publicidade 14 ÁREA OESTE Presentes para o Futuro Relembrando o Passado SEXTA-FEIRA 29 MAIO FILIPE S. SILVA, LDA. BOMBARRAL Comunica que vai abrir no próximo dia 5 de Junho, Sexta-feira, pelas 20H00, novas instalações junto à Rotunda de acesso à A8, saída Sul, com o comércio de: Viaturas novas Semi-novas Multimarcas Usados Máquinas industriais Empilhadores Secção de peças e Oficina Multimarcas Mecânicos especializados e todo o equipamento de alta tecnologia necessário para prestar uma assistência de qualidade. Aproveitamos para convidar todos os nossos Clientes e Amigos a estarem presentes para conviverem connosco o acto da inauguração no dia e hora acima mencionados para em conjunto podermos conviver, valorizando o Dia e o Espaço. Aguardamos a Vossa presença que muito nos honra e agradecemos. A Gerência

15 SEXTA-FEIRA 29 MAIO ÁREA OESTE Publicidade 15

16 Publicidade 16 ÁREA OESTE SEXTA-FEIRA 29 MAIO Quinta do Gradil alarga oferta de Enoturismo com gastronomia e dormida Um bom vinho pede uma boa comida. E se, a acrescentar a estes dois ingredientes, se puder juntar uma boa vista, então ficam reunidas as condições ideais para uma refeição perfeita O Oeste é uma das regiões turísticas com maior potencial e a oferta entre o mar e a serra é bastante diversificada. A Quinta do Gradil está a alargar o seu projeto de enoturismo e acaba de lançar um conjunto de novas ofertas que permitem usufruir do melhor que a região tem. O Restaurante que esteve encerrado para obras, reabre com uma decoração renovada e um novo horário, mas as novidades não ficam por aqui. Uma boa refeição pode ser complementada com novas atividades, conferindo diferentes experiências a quem visita a região e a Quinta do Gradil. Com novo horário, já a pensar nas férias de Verão, o Restaurante Quinta do Gradil passa a estar aberto de terça-feira a domingo ao almoço e sexta e sábado também ao jantar. E porque cada casta pede o seu paladar e o seu tempo próprio de degustação, e as conversas tendem a prolongar-se à volta do vinho e à mesa, houve também necessidade de dar nova vida ao espaço, tornando-o ambiente mais intimista e mais poético. Para além disso foi alargada a parceria com o Artvilla Turismo Rural, localizado a cinco minutos de distância da Quinta, e onde os visitantes podem descansar num ambiente familiar e requintado. Localizada no sopé poente da Serra de Montejunto, com uma extensão de área agrícola a perder de vista, com 200 hectares de terra ocupados por produções vinícolas e frutícolas, eucaliptos, sobreiros e oliveiras, a Quinta do Gradil privilegia de uma paisagem única e beneficia de um microclima muito favorável à produção de vinhos de qualidade superior. O Restaurante, que em tempos funcionava como celeiro da herdade, está hoje integrado no edifício da adega, e desfruta de toda esta envolvente idílica, já que as grandes e largas janelas de vidro permitem uma conexão perfeita com o exterior. Lá dentro, o ambiente está em sintonia com o que se bebe à refeição e oferece uma fusão entre conforto, elegância e ruralidade. Os elementos decorativos utilizados apelam aos sentidos e às emoções, contam histórias do passado, e inspiram a prova dos diferentes néctares disponíveis. As paredes expõem obras de artistas portugueses, como José de Guimarães e Mário Vitória, e no prato as donas da cozinha propõem sabores genuinamente regionais. O Restaurante tem capacidade para 40 pessoas, fica localizado na estrada nacional 115 em direção ao Cadaval, a 50 km de Lisboa, e está aberto de terça-feira a domingo. Acima de tudo queremos que as pessoas venham conhecer a Quinta do Gradil e possam saborear calmamente os nossos vinhos. O projeto do Restaurante surge da necessidade que sentimos em conquistar, construir e solidificar as relações emocionais com os nossos clientes, explica Luís Vieira, administrador da Parras Vinhos, que detém a Quinta do Gradil. Visitas ao espólio patrimonial e ao processo de viticultura, com início nas vinhas, passando pela adega e culminando na sala de provas e na loja de vinhos, passeios a cavalo, experiência de vindimas, birdwatching, um aqueduto, uma capela e um moinho, são outras propostas que fazem parte da oferta de Enoturismo da Quinta do Gradil. Para mais informações, por favor contactar: Pure Ativism Ana Matias - Tlm:

17 SEXTA-FEIRA 29 MAIO ÁREA OESTE Lourinhã Livros a Oeste Quarta edição termina com saldo positivo O festival literário Livros a Oeste volta a marcar o panorama cultural da região, este ano com o tema O Futuro (começou ontem ), e que levou até à Lourinhã autores como Mário Zambujal, Sérgio Godinho, Tiago Salazar, Eduardo Madeira, Afonso Cruz entre outros. Do programa constaram ainda workshops, sessões de cinema, animação cultural, mostras e espetáculos diversos. Piedade Simões 17 O Área Oeste falou com Fernando Oliveira, Vereado da Cultura do Município da Lourinhã, acerca do balanço da iniciativa: Área Oeste Qual o balanço que faz da iniciativa deste ano? Fernando Oliveira O balanço do evento é muito positivo. Tivemos um número significativo de presenças, nas diferentes ações que realizamos, comparativamente até com o ano anterior. Tivemos uma presença muito forte tanto de alunos como de púbico em geral, nomeadamente as sessões noturnas, que foram muito participadas e partilhadas por todos. De uma forma geral, o programa foi muito abrangente, com música, poesia, teatros de fantoches, intervenções ao nível da escola secundária, pois levamos os escritores à escola e tivemos uma sessão muito participada, com cerca de 200 alunos no auditório. O balanço é sem dúvida positivo, e tudo isto nos faz começar a programar, o próximo ano. Á.O. Relativamente ao programa, tratou-se de um programa bastante abrangente com o intuito de contar com todas as faixas etárias? F.O. É mesmo isso. Os Livros a Oeste têm uma elevada componente de participação das escolas, como é normal, com as diferentes bibliotecas, a rede de bibliotecas escolares, e as bibliotecas de outros municípios, pois contamos com a Biblioteca Municipal de Constância, de Alcobaça, Torres Vedras, que vieram colaborar no evento realizando diferentes ações. Portanto, existe uma forte componente de participação escolar, mas teve também um conjunto de sessões, abertas ao público em geral, que foram extremamente importantes. Marcaram presença o Sérgio Godinho, Eduardo Madeira, entre vários escritores, autores que começam pela primeira vez a trabalhar na ficção como o Tiago Salazar, Afonso Reis Cabral, entre várias ações que foram extremamente importantes. De realçar que, terminamos com um concerto com os Fungaguinhos, que lembraram todas as canções do José Barata Moura, da nossa infância,e que foi um êxito. O Grupo Modelistas Zona Oeste (GMZO) irá realizar a VI Exposição de Modelismo Estático, que tem como objetivos o convívio e partilha de informação de modelistas, a divulgação do modelismo estático à população em geral, e assim demonstrar o que de melhor se constrói em Portugal neste hobby. A Oestemodel irá realizar-se no salão da Piscina da Associação Cultural e Social da Marteleira na localidade Marteleira, concelho de Lourinhã nos dias 6 e 7 de junho de. Como nos anos anteriores, estará ao alcance dos visitante, bancadas para modelar durante os dois dias de exposição, e assim partilhar técnicas, dicas, materiais aos visitantes e modelistas que visitem a exposição. Á.O. Qual o dia ou momento que destacaria do evento? F.O. Eu destacaria a inovação que tivemos este ano, a atribuição dos prémios do concurso de contos, uma iniciativa do Município, e que pela primeira vez se realizou este ano. Tivemos algumas inscrições de alunos quer do terceiro ciclo, quer da Secundária, que foi extremamente positivo. Logo, tiveram oportunidade de na sessão de apresentação ler o seu próprio conto, eu destacaria de fato este momento, pela inovação que foi este ano. As sessões noturnas, para o público em geral foram de fato excelentes, extremamente participativas e com temas interessantes. O tema deste ano era O Futuro (começou ontem ), no sábado estivemos com Mário Zambujal e com Afonso Luz, a recordar o futuro, foi um momento também extremamente interessante. Realço também a apresentação do livro de uma escritora da Lourinhã, o livro Consciência que Cura da Cátia Silvério, pois procuramos ter sempre a presença de escritores locais. Á.O. Ao nível dos visitantes, este ano superaram expetativas? F.O. Superaram sem dúvida. Este ano tivemos cerca de 2000 mil participantes, nas diferentes ações. Trata-se de um crescimento muito significativo, relativamente a anos anteriores, que tem a ver com pequenas alterações que fizemos ao nível de horários e ajustamentos dentro das possibilidades quer das escolas, quer do público em geral, Tivemos cerca de 400 participantes nas sessões da noite, o que foi muito gratificante. Toda esta programação foi feita pelo João Morales, que com muita dinâmica e iniciativa conseguiu criar um programa extremamente interessante. Á.O. Já se encontram a estruturar a iniciativa do próximo ano? F.O. Sim, já estamos a trabalhar na iniciativa do próximo ano, Iremos fazer uma análise daquilo que aconteceu este ano, e vamos já lançar pistas para o próximo ano, até porque este evento se integra no plano de atividades das escolas. Oestemodel VI Exposição de Modelismo Estático O programa da exposição é o seguinte: Dia 6 10:00h - Abertura 11:00h - Bancada de atividades 14:00h - Atividade "Monta e leva" para crianças (gratuito e limitado ao número de kits existentes) 15:00h - Workshop - tema ainda a divulgar (António Sobral) 20:00h - Encerramento e inicio de jantar convívio no mesmo local Dia 7 10:00h - Abertura 11:00h - Bancada de atividades 14:00h - Atividade "Monta e leva" para crianças (gratuito e limitado ao número de kits existentes) 15:00h - Workshop de criação de terrenos (West Garage Models) 18:00h - Encerramento

18 Lourinhã 18 ÁREA OESTE Incubadora de empresas para incentivar empreendedores Startup Lourinhã uma aposta no Futuro A Lourinhã irá brevemente passar a contar com a incubadora de empresas a Startup Lourinhã, a qual irá funcionar no Centro Cultural Dr. Afonso Rodrigues Pereira, que tem como objetivos dinamizar a economia da região, captar novos investimentos e apoiar os empreendedores no desenvolvimento e concretização das suas ideias de negócio. Piedade Simões SEXTA-FEIRA 29 MAIO Inserida na estratégia da autarquia de promoção ao empreendedorismo e apoio aos empresários, esta iniciativa pretende apoiar novos empreendedores em duas fases diferentes de desenvolvimento: a pré-incubação (apoio aos promotores no desenvolvimento de uma ideia de negócio e à sua concretização num Plano de Negócios) e incubação (apoio aos promotores no desenvolvimento e consolidação da atividade de empresa já existente ou em fase de constituição). Fernando Oliveira, Vice Presidente da Câmara Municipal da Lourinhã e Vereador com o pelouro da Competitividade, explicou ao Área, Oeste do que consta a Startup: Área Oeste - A ideia da incubadora de empresas surgiu por parte da Camara Municipal? Fernando Oliveira - A ideia surgiu no âmbito do Plano Estratégico do Município, no âmbito da análise das necessidades que o Município tinha para renovar o próprio tecido empresarial, e tentar captar investimento para o concelho, e foi entendido que era necessário criar um espaço de acolhimento a novas iniciativas empresariais, a novas ideias, e assim surgiu a Startup Lourinhã. Nós somos membros da Lispolis, uma entidade que gere e tem uma elevada experiência neste domínio, em acordo e trabalho conjunto demos corpo a esta iniciativa da Startup Lourinhã. Irá funcionar nas antigas instalações da Biblioteca Municipal, que foram remodeladas e preparadas para acolher um máximo de 24 empresas, nesta fase inicial, mas que está preparada com módulos polivalentes, e que pode ir ate 5 ou 6 postos de trabalho, depende da vertente que cada empresa tenha necessidade. Á.O. Existem empresas desde já interessadas em trabalhar na incubadora? F.O. Estamos neste momento na fase de recolha de inscrições. A incubadora vai ser inaugurada brevemente e ai sim daremos entrada das empresas que estão a manifestar interesse. Neste momento, temos já, em fase muito adiantada, a instalação de uma empresa, ligada a área de formação, na área da produção de cogumelos, que já está numa fase muito adiantada, que vai ter cedência de terrenos e outros espaços para além da Startup, para desenvolver a sua atividade produtiva. Temos neste momento outros candidatos, que estão a formalizar e a passar pela incubadora para ver as condições que lhe são oferecidas. A muito curto prazo nós iremos reunir a nossa comissão de acompanhamento, que é feita por um grupo de acompanhamento de empresários de sucesso na Lourinhã e que podem dar o seu contributo a esses empreendedores, para enquanto mentores dos empreendedores que querem vir para a Startup Lourinhã, darem apoio e ajudar naquilo que é preciso. Á.O. - A nível de inscrições, quantas têm? F.O. - Neste momento temos cerca de seis a nove pré-inscritos para perceber as condições e apresentar os seus projetos para a candidatura porque obviamente nós faremos também uma seleção de quem irá para a Startup, uma vez que queremos que eles contribuam claramente não só para a renovação do tecido empresarial, mas que tragam inovação, conhecimento, novo investimento para o concelho. Á.O. Para quando está previstas da inauguração? F.O. - É possível que se realize no mês de junho a inauguração da incubadora, no dia do concelho, parece ser um bom momento para essa iniciativa. Está praticamente pronta, falta só uns acertos de pormenores, todos os empreendedores em fase inicial de vida que queiram estar lá têm um conjunto de infraestruturas muito boas, desde um auditório com possibilidade de utilização sempre que necessário, salas de reuniões totalmente equipadas. Cada ilha de trabalho tem todo o equipamento necessário, bem como um atendimento permanente ao gabinete do empresário da Lourinhã. A presença de um técnico, pode ajudar e facilitar todo o desenvolvimento empresarial. Temos outros dois parceiros que são a Caixa de Credito Agrícola da Lourinhã, parceira ativa na construção desta Startup, e que ao nível de projetos de investimento, candidaturas pode dar aqui um apoio também a taxas preferenciais, para estes empreendedores, assim como a parceria que temos também com outra empresa local que é a Filipe Soares Franco, com apoio a todo projeto de negócios, fiscalidade, consultoria jurídica, e que vai dar apoio a todas as empresas que vão estar instaladas na Startup. Penso que quem for usufruir destes serviços paga um preço simbólico, que andará na casa dos 25 euros por mês, achamos que também tem que haver aqui um compromisso, uma vontade da empresa em estar, durante um período máximo entre 2 a 4 anos, dependerá depois do nível de avaliação que se faça da atividade, para que depois ganhe asas e se possa instalar no concelho, de uma outra forma. Á.O Trata-se de novos produtos que terão no mercado a marca Lourinhã? F.O. - Se e quando produzirem serviços de qualidade ou produtos de qualidade, para se poderem candidatar à Marca Lourinhã, o que para nós também era muito interessante. O IEFP também tem iniciativas de constituições de negócios para quem está em situação de desemprego com a possibilidade de havendo interesse do empreendedor, ser canalizado para a instalação, pois aqui na Startup é um espaço aberto, dinâmico e tem aqui um local de abrigo para a sua iniciativa empresarial. Quem tiver uma ideia, pode candidatar-se à Startup e a partir daqui realizar o projeto. Comercialmente Falando As horas Poeira da Vinha Junho passa mais devagar do que os restantes meses do ano. Os dias são maiores e as tarefas nos pomares e nas vinhas ainda não abrandaram. Nas vinhas, já se vislumbram cachos desde a alimpa até ao bago de chumbo, uma fase muito sensível ao ataque de uma doença muito importante, sobretudo no Oeste: o oídio. O Oeste reúne as condições ideais para as infeções desta doença, que beneficia de temperaturas amenas, humidade relativa elevada e luz difusa (nevoeiro, dias enublados). O oídio ataca todos os órgãos verdes da videira, podendo causar necroses e a morte de folhas, cachos, bagos e até pâmpanos. Para além do aspeto enconchado das folhas mais atacadas, cobertas de um enfeltrado branco, também as inflorescências atacadas apresentam os botões florais cobertos de poeira branca. Os bagos cobrem-se de uma camada pulverulenta abundante e a epiderme do bago endurece e não acompanha o crescimento da polpa. Os bagos ficam fendilhados, podendo secar ou apodrecer, em função das condições meteorológicas. Os ataques de oídio reduzem os crescimentos e diminuem o vigor e a fertilidade das cepas, com consequente baixa de rendimento. Na vindima, a presença de cachos atacados com oídio podem ter uma influência negativa na qualidade dos vinhos. A luta química é indispensável para combater os ataques de oídio, embora a luta cultural possa ajudar a dificultar a sua evolução, ao nível da implementação de sistemas de condução e poda que favoreçam o arejamento da copa, controlo do vigor das cepas através da correta gestão da poda, fertilizações (sobretudo azotadas) e da rega. A eliminação das varas com necroses de oídio e sua destruição bem como despampas adequadas para uma boa exposição dos cachos contribuem positivamente para o controlo da doença. Fungicida indicado para combater o oídio em diversas culturas, o PENCOL é detentor de uma rápida penetração na planta e elevada resistência à lavagem pela chuva. Com ação sistémica, com excelente eficácia preventiva e com ação curativa, apresenta ainda uma acção anti-esporulante na presença de sintomas de oídio, sendo por estas razões um fungicida de eficácia comprovada! Cláudia Neto

19 SEXTA-FEIRA 29 MAIO ÁREA OESTE Lourinhã Encontro Distrital/Regional de Lisboa da ANAFRE Futuro das Freguesias debatido na Lourinhã Teve lugar no passado dia 9 de maio, o Encontro Distrital/Regional de Lisboa da ANAFRE (Associação Nacional de Freguesias), uma organização da União de Freguesias de Lourinhã e Atalaia, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde foi debatido: a Autonomia; Reorganização Administrativa; Financiamento e Regime Jurídico das Autarquias. Piedade Simões 19 No encontro, estiveram presentes cerca de meia centena de pessoas, bem como membros da coordenação da Distrital de Lisboa da ANAFRE, representantes da ANAFRE Nacional e o presidente da União de Freguesias de Lourinhã e Atalaia, Pedro Margarido. Este último falou ao Área Oeste acerca deste encontro: Área Oeste A ideia deste encontro surgiu por parte de quem? Pedro Margarido A ANAFRE encontra-se a realizar vários colóquios e encontros. Atendendo que eu tinha estado em reunião com a ANAFRE distrital, sugeri que fosse realizado aqui na Lourinhã, o encontro da Distrital da ANA- FRE do Distrito de Lisboa. Á.O. Entre os temas em debate, qual o que mais se destacou? P.M. Teve mais destaque a reorganização administrativa, que é um tema ainda muito fresquinho na cabeça das pessoas, pois a reorganização não foi a mais indicada. O financiamento também esteve na ordem do dia, pois as freguesias com esta reorganização administrativa, têm um financiamento muito reduzido, para a área geográfica que tem. Além dos FEF s, (Fundo de Equilíbrio Financeiro) que se juntaram uns aos outros, a área geográfica aumentou, e ao aumentar ao nível dos trabalhadores, das maquinas, as despesas também são maiores. Á.O. Deveria haver um reajuste financeiro? P.M. Sim. Devia haver um reajuste por parte do financia- mento que vem do Fundo de Financiamento das Freguesias, porque um dos grande problemas desta situação, é quando se fala em descentralização, devia cada freguesia e neste caso a União de Freguesias de Lourinhã e Atalaia ou nas freguesias do concelho da Lourinhã, não estar dependente dos Municípios. O que poderá acontecer é que uma Camara Municipal tenha o seu executivo disponível para descentralizar, mas também poderá haver algumas Camaras que não estejam disponíveis para descentralizar, e com isso fica condicionado o funcionamento de uma Freguesia. Á.O. A que conclusões chegaram? P.M. Uma vez que se irá realizar o congresso nacional da ANAFRE em novembro, estes encontros servem para juntar algumas preocupações das Freguesias, para que depois, sejam debatidas mais aprofundadamente, e que saiam algumas reivindicações perante o governo, para que as Freguesias tenham mais autonomia. Á.O. Relativamente à reorganização administrativa, vários Presidente de Freguesia não estavam de acordo. Neste momento já encaram melhor a situação? P.M. É uma situação que ainda está muito recente. Ainda existem arestas a limar, e é uma situação fresca no coração das pessoas. Á.O. Qual o balanço final que fizeram deste congresso? P.M. O balanço foi positivo. Contudo, na minha opinião os Presidentes de Freguesias deviam estar mais solidários aquando destes encontros, participarem para tirarem algumas dúvidas, e ficarem mais esclarecidos. Este congresso não teve a adesão que era esperada, mas também entendo que as pessoas no seu dia-a-dia, têm os seus afazeres. Queria também realçar, que com esta agregação das freguesias é difícil a contra produção das pessoas, porque não é fácil para nós, com a área que temos. Por vezes, temos dificuldades em encontrar as pessoas indicadas para os trabalhos. Ao nível da contratação também não é fácil. Relativamente ao encontro correu lindamente. Á.O. Foram retiradas perguntas deste encontro para levar ao congresso em novembro? P.M. Sim, sem dúvida. A reorganização, o financiamento, e a contratação de pessoal são temas que irão ser levados ao congresso nacional. Gostaria de frisar que foi muito proveitoso este encontro, e que esperamos que seja proveitoso para o futuro das Freguesias do País. De 1 de junho a 15 de setembro Reunião de preparação da época balnear A época balnear no concelho da Lourinhã terá início no próximo dia 10 de junho. O anúncio foi feito pelo vereador Vital do Rosário, no dia 24 de maio, na reunião preparatória do período estival que se avizinha. O encontro com os intervenientes nas diversas áreas de gestão e usufruto do litoral, ocorreu na sede da União de Freguesias da Lourinhã e Atalaia e na ocasião foi dado a conhecer o calendário de ações até ao início da época. Assim, a partir do dia 1 de junho, terão início os trabalhos de regularização e limpeza dos areais, colocação de estrados e acessos, suportes para sacos do lixo, reposição de sinalética e de intervenções necessárias em espaços públicos. Uma das preocupações manifestadas foi a ligação pedonal entre a Praia da Areia Branca e o Areal Sul, uma vez que a ponte ali existente foi destruída com o temporal de dezembro. O vereador Vital do Rosário elucidou os presentes que o início da época balnear contará apenas com o acesso em frente ao Restaurante Foz, sendo que no dia 24 de junho estará concluída a colocação da ponte, no local de origem, já com o prolongamento a ligar à ciclovia. A vistoria final para atribuição dos galardões ambientais será a 19 de junho, estando já definido o calendário de ações de monitorização da qualidade ambiental ao longo de todo o Verão. De 1 de julho a 23 de agosto o Município da Lourinhã abrirá novamente as portas da Biblioteca de Praia onde, para além da imprensa diária e de bons livros, existirão diversas atividade lúdicas e de educação ambiental. Mais uma vez, o Município aposta numa época balnear tranquila, onde a prevenção e a ação pedagógica juntos dos veraneantes contribuirão para umas férias memoráveis. A época balnear encerrará a 15 de Setembro. Livro de Elogios Lourinhã é o primeiro Município do Oeste a disponibilizar O Município da Lourinhã é a primeira autarquia do Oeste a disponibilizar o Livro de Elogios, permitindo que qualquer cidadão, que pretenda enaltecer o desempenho dos serviços municipais, o possa fazer num registo próprio e adequado à intenção. Se por um lado os serviços passam a ter um livro onde são registados todos os elogios dos cidadãos, por outro lado os cidadãos passam a ter uma forma de registar o que mais lhes agrada no seu contacto com os serviços municipais. Os Paços do Município, a Biblioteca Municipal e o Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro são os locais onde vai poder ser encontrado o Livro de Elogios - uma iniciativa que se estende por todo o País, com o objetivo de dar suporte a todos os elogios que os cidadãos pretendem expressar e que, até ao momento, não tinham um suporte adequado. A par deste recurso, o Município disponibiliza o Livro de Reclamações, que se encontra acessível nos Paços do Município, Posto de Turismo da Lourinhã, Biblioteca Municipal e Parque de Campismo da Praia da Areia Branca. Através deste Livro, o munícipe pode exercer o seu direito de reclamar perante a insatisfação sentida relativamente a um serviço prestado pela autarquia.

20 Peniche 20 ÁREA OESTE Feira da Saúde sensibilizou população para hábitos de vida saudável Por um Concelho saudável Foi um sucesso a 3ª edição da Feira da Saúde de Peniche. Durante três dias, entre 8 e 10 de maio, mais de uma centena de organizações do concelho mobilizaram-se por uma causa: fazer de Peniche, um concelho mais saudável. Promovido pelo Município e pelo Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte, o certame mobilizou várias centenas de participantes, entre espaços de animação, expositores, zona de rastreios e de desporto, tendo sido visitada por milhares de pessoas. Luísa Inês SEXTA-FEIRA 29 MAIO Na sessão de abertura, José Augusto Rosa, presidente da direção dos Bombeiros Voluntários de Peniche, entidade que acolheu o certame, considerou que a edição de da Feira da Saúde melhorou em relação às edições anteriores, opinião que, em geral, foi partilhada pela maioria dos parceiros que aderiram a este projeto do Município e que já se consolidou. Em representação do Município, Clara Abrantes, vereadora do Pelouro da Saúde e Solidariedade Social, destacou os objetivos do certame, no âmbito da política local direcionada para a promoção da saúde, uma questão em que todos temos responsabilidade e uma palavra a dizer. Em relação á edição de, a autarca evidenciou o crescimento do certame em relação a anos anteriores, com uma área maior, mais expositores, maior mobilização da sociedade civil, entre associações locais, agrupamentos de escolas, IPSS s, autarquias, empresas, etc. Clara Abrantes referiu ainda que, a feira juntou parceiros do sector público e do sector privado, mobilizados pela mesma causa, permitindo assim a vantagem do conhecimento mútuo entre as várias organizações participantes, num evento que pretende tornar Peniche um concelho mais saudável, sensibilizando a população para a importância da prática de hábitos de vida cada vez mais saudáveis, afirmou. Presente nesta sessão esteve também o coordenador da Unidade de Saúde Púbica USP do ACES Oeste Norte, Dr. Jorge Nunes, que elogiou a autarquia pela realização de uma feira temática na área da saúde, um certame com Semana Académica com programa recheado Dama e Quim Barreiros foram cabeças de cartaz Entre os dias 13 e 16, a cidade de Peniche vestiu-se de capa e batina para mais uma edição da Semana Académica, o maior evento de animação promovido pelos estudantes da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar. Durante quatro dias, a cidade rendeu-se à maré académica, com um forte programa de animação que incluiu, entre outros eventos, o obrigatório desfile académico e uma noite de tunas. Os concertos foram este ano a aposta forte da organização, com um cartaz variado e que contou com a presença do veterano Quim Barreiros, uma referência nacional das festas académicas e também de uma banda revelação que está a fazer furor um pouco por todo o país, os DAMA. A Semana Académica arrancou no dia 13, com o característico Desfile Académico, numa marcha que juntou centenas de estudantes desde as instalações da ESTM, nos Remédios, até ao centro da cidade. Os alunos desfilaram organizados e grupos, com adereços a identificar cada um dos cursos ministrados nesta escola do IPL, num cortejo onde não faltaram os carros alegóricos, decorados com É já nos próximos dias 30 e 31 de maio que a Capital da Onda, Peniche, recebe a 1ª etapa do Campeonato Nacional AEE Magicam de Kayaksurf e Waveski. A organização cabe ao clube local, o PPSC Península de Peniche Surfing Clube em parceria com a Câmara Municipal de Peniche. Trata-se do primeiro evento do Peniche Paddle Series powered by Montepio, que contará ainda com etapas dos nacionais de Canoagem de Mar, Remo de Mar, Stand Up Paddle e Taça de Portugal de Remo, incluindo a mítica travessia em SUP Berlenga Peniche, o Berlenga Ocean Challenge by Montepio. A cidade de Peniche foi pioneira nos eventos de Kayaksurf e Waveski. Em 2002 realizou-se a primeira prova de Kayaksurf, tendo um ano mais tarde recebido o 1º Campeonato Internacional de Kayaksurf em Portugal. Em um programa variado, abrangente, com inúmeras atividades para toda a população. António José Correia, presidente da câmara municipal, destacou o envolvimento do movimento associativo do concelho, através das mais diversas áreas da comunidade que se associaram a este projeto, num certame muito mobilizador, disse. O autarca não tem dúvidas que Peniche é um concelho solidário, considerando que, ao promover um certame deste tipo, o Município está a cumprir a sua missão. motivos alusivos aos diversos cursos. A noite foi dedicada à música com espetáculo de tunas e uma atuação da banda HI-FI um grupo musical da cidade de Viseu. No dia 14, o destaque foi para a atuação de Quim Barreiros, o popular músico que há várias décadas é cabeça de cartaz nas festas académicas um pouco por todo o país e que, pela primeira vez, participou na Semana Académica da ESTM de Peniche. O recinto dos Bombeiros Voluntários de Peniche, palco dos concertos da Semana Académica, vibrou com as populares músicas do reportório de Quim Barreiros que continua a dar provas que a sua música atravessa gerações e que a música popular portuguesa está bem viva e recomenda-se. A segunda noite de concertos incluiu ainda atuações dos Foka Energie e de Jay C. A Semana Académica acabou em cheio com a atuação da banda revelação deste ano, os DAMA, num concerto que encerrou com chave de outo mais uma festa da comunidade académica da ESTM de Peniche. O grupo constituído por três músicos que começou a ter visibilidade nas redes sociais é hoje é uma das referências da nova música portuguesa e uma presença assídua nas festas académicas de norte a sul do país. Peniche fez parte dessa digressão e a banda sublinhou no palco, durante a atuação que não há palavras para descrever o apoio que têm recebido de norte a sul de Portugal e que é graças ao público que artistas nacionais, como os DAMA se orgulham de fazer parte da música portuguesa. Luísa Inês Peniche recebe 1ª etapa do Campeonato Nacional de Kayaksurf e Waveski 2005 integra a lista das três praias que receberam o então circuito de kayaksurf, transformado este ano em campeonato e desde então tem sido ininterruptamente palco de uma das etapas do nacional. Foi também em Peniche que em 2006 se realizou a final da Taça do Mundo de Kayaksurf. Esta etapa ficará novamente para história, dado que será a primeira etapa do primeiro Campeonato Nacional de Kayaksurf e Wave Ski da Federação Portuguesa de Canoagem, onde também se estreará uma nova classe, a de FUN, que se trata de uma classe de promoção com o objetivo de aumentar o número de praticantes das modalidades. Na noite de sábado, dia 30, decorrerá a apresentação oficial da equipa nacional de Kayaksurf da Federação Portuguesa de Canoagem, que representará Portugal no mundial a decorrer em Pantin, Espanha, 29 de junho a 7 de julho, bem como a distribuição dos diplomas aos campeões nacionais 2014.Para além dos vencedores das diversas categorias será ainda premiada a melhor onda no troféu Best Wave da Trivago. A etapa de Peniche do Campeonato Nacional AEE Magicam de Kayaksurf e Waveski, é organizada pelo PPSC Peniche Surfing Clube em parceria com a Câmara Municipal de Peniche, tendo o apoio dos Bombeiros Voluntários de Peniche, com os patrocínios do naming sponsor do campeonato, a AEE Magicam, o patrocínio principal na etapa do Montepio, os patrocínios/apoios das Águas do Vimeiro, RPF, Escola Superior de Desporto de Rio Maior, RPF Trivago, Midland, media partners Jornal i, Menscode, Beachcam, Sport Life e Kayaksurf.net. Luísa Inês

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto As Jornadas de Educação Pelo Desporto alinham-se com os objetivos gerais do Diálogo Estruturado na área da juventude, uma vez que

Leia mais

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes 2 Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Índice 1 Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) 2 Crédito

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação

Projeto Pedagógico e de Animação Projeto Pedagógico e de Animação 1 - Memória Descritiva 2 Identificação e Caracterização da Instituição Promotora 3 - Objetivos Gerais 4 - Objetivos Específicos 5 - Princípios educacionais 6 Metodologias

Leia mais

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido.

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2015 ÍNDICE Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. Ações Educação e Formação 2 Ação Social 3 Gestão Participada e Finanças 4 Saúde 5 Desporto 5 Juventude 6 Cultura 6 Turismo

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

Matriz Portugal 2020 Candidaturas diretas a efetuar pelas IPSS

Matriz Portugal 2020 Candidaturas diretas a efetuar pelas IPSS Revisão 1 : 02/09/2015 PO PO Preparação e Reforço das Capacidades, Formação e Ligação em rede dos Gal (DLBC) Desenvolvimento Local de Base Comunitária 2ª fase Seleção das Estratégias de Desenvolvimento

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR +

APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR + APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR + Ponta Delgada, 28 de Abril de 2014 Intervenção do Presidente do Governo Regional

Leia mais

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org 1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org CONCEITO Realização do 1º Fórum União de Exportadores CPLP (UE-CPLP) que integra:

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2014 I Apresentação O BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME DE VIANA DO CASTELO, continuou em 2014 a sua política interna para fazer mais, com menos, prestando um serviço público, contratualizado

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO

REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO Objetivo Artigo 1.º 1. Este regulamento tem como objetivo estabelecer condições e normas para a obtenção

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO. Programa Viver Solidário/ Normas Página 1

NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO. Programa Viver Solidário/ Normas Página 1 NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO Programa Viver Solidário/ Normas Página 1 PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO NORMAS DE FUNCIONAMENTO 1.INTRODUÇÃO A prática de actividades de animação regular e sistemática,

Leia mais

MINHO INovação 2014/2020

MINHO INovação 2014/2020 MINHO INovação 2014/2020 O MINHO IN Estratégia de Eficiência Coletiva O Minho IN é estratégia de eficiência coletiva, isto é uma ação conjunta assente numa parceria que partilha um objetivo em concreto:

Leia mais

Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial

Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial COMPETIR + O Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial tem por objetivo promover o desenvolvimento sustentável da economia regional,

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Universidade de Évora, 10 de março de 2015 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS 1. APRESENTAÇÃO PRINCÍPIOS E VALORES Acreditamos pela força dos factos que o desenvolvimento desportivo de um Concelho ou de uma Freguesia, entendido na sua vertente quantitativa e qualitativa, exige uma

Leia mais

MINHO IN. Seminário Valorização dos Recursos Endógenos Agroalimentar & Gastronomia. 25 de Novembro de 2015, Villa Moraes, Ponte de Lima

MINHO IN. Seminário Valorização dos Recursos Endógenos Agroalimentar & Gastronomia. 25 de Novembro de 2015, Villa Moraes, Ponte de Lima MINHO IN Seminário Valorização dos Recursos Endógenos Agroalimentar & Gastronomia 25 de Novembro de 2015, Villa Moraes, Ponte de Lima O MINHO IN Estratégia de Eficiência Coletiva O Minho IN é estratégia

Leia mais

EIXO 1 - Empreendedorismo, Empregabilidade e Educação

EIXO 1 - Empreendedorismo, Empregabilidade e Educação PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL de ODEMIRA 2014-2015 EIXO 1 - Empreendedorismo, Empregabilidade e Educação Promover o conhecimento e o acesso dos empresários aos apoios e incentivos no âmbito do empreendedorismo

Leia mais

VISEU PRIMEIRO, VISEU EDUCA

VISEU PRIMEIRO, VISEU EDUCA Setembro 2014 VISEU PRIMEIRO, VISEU EDUCA O lançamento de um programa pedagógico e de desenvolvimento educativo de crianças e jovens, partilhado por todos os agentes do sistema escolar e educativo local,

Leia mais

SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas. CCDRC, 14 fevereiro 2013

SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas. CCDRC, 14 fevereiro 2013 SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas CCDRC, 14 fevereiro 2013 PROGRAMA VALORIZAR RCM n.º 7/2013, de 9/01 Valorização do território do interior e de baixa densidade demográfica e

Leia mais

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS A Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OASRN) convida todas as Instituições de Ensino da Região Norte, a participar na 2ª edição

Leia mais

Iniciativa JESSICA. Perguntas Frequentes

Iniciativa JESSICA. Perguntas Frequentes Iniciativa JESSICA Perguntas Frequentes Iniciativa JESSICA: Perguntas Frequentes 1 - Como nasceu a iniciativa JESSICA? A iniciativa JESSICA (Joint European Support for Sustainable Investment in City Areas)

Leia mais

Comunidade Intermunicipal do Oeste. Conselho Executivo

Comunidade Intermunicipal do Oeste. Conselho Executivo 79 ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO EXECUTIVO DA COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO OESTE, REALIZADA NO DIA NOVE DE MAIO DE DOIS MIL E DOZE -----Aos nove dias do mês de maio de dois mil e doze, pelas catorze

Leia mais

MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL DA CICLOVIA A UMA REDE PEDONAL E CICLÁVEL

MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL DA CICLOVIA A UMA REDE PEDONAL E CICLÁVEL MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL DA CICLOVIA A UMA REDE PEDONAL E CICLÁVEL Identificação do ponto de partida: O Município de Montijo: - Integra a Rede Portuguesa das Cidades Saudáveis, com quatro

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS)

ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS) ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS) Data: 26-01-2012 Local: Auditório do Edifício Cultural da Câmara Municipal de Peniche Hora de início: 21h15mn Hora do fecho: 23h30mn

Leia mais

DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015

DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015 DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015 Senhor Presidente da Assembleia Legislativa Regional, Excelência Senhor Presidente do Governo Regional da Madeira, Excelência Senhoras e Senhores Secretários Regionais Senhoras

Leia mais

VISEU TERCEIRO. Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade. Normas de Acesso e Apoio. Enquadramento

VISEU TERCEIRO. Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade. Normas de Acesso e Apoio. Enquadramento VISEU TERCEIRO Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade 2015 Normas de Acesso e Apoio Enquadramento A atividade de criação e programação exercida por entidades, grupos e pessoas singulares no

Leia mais

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte P I N T U R A 12 12 2013 22 02 2014 Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte I N F O R M A Ç Õ E S [Patente] Galeria de Exposições da Biblioteca Municipal de Vila

Leia mais

Iniciativa JESSICA. Perguntas Frequentes

Iniciativa JESSICA. Perguntas Frequentes 1 - Como nasceu a iniciativa JESSICA? A iniciativa JESSICA (Joint European Support for Sustainable Investment in City Areas) é um instrumento financeiro promovido pela Comissão Europeia e desenvolvido

Leia mais

1 Criação de uma bolsa anual de árvores para oferta

1 Criação de uma bolsa anual de árvores para oferta Floresta Comum, Qual o objectivo principal do Floresta Comum? O objectivo? O Floresta Comum, é um programa de incentivo à reflorestação com a floresta autóctone portuguesa. Para a concretização deste objectivo,

Leia mais

O ENOTURISMO. Conceito:

O ENOTURISMO. Conceito: Conceito: O conceito de enoturismo ainda está em formação e, a todo o momento, vão surgindo novos contributos; Tradicionalmente, o enoturismo consiste na visita a vinhas, estabelecimentos vinícolas, festivais

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À

SISTEMA DE INCENTIVOS À SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISOS PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS INOVAÇÃO PRODUTIVA EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Elisabete Félix Turismo de Portugal, I.P. - Direcção de Investimento PRIORIDADE

Leia mais

SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006

SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006 SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006 Jaime Andrez Presidente do CD do IAPMEI 10 de Maio de 2006 Minhas Senhoras e meus Senhores, 1. Em nome do Senhor Secretário de Estado Adjunto, da Indústria

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196. 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.916,00 1 ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO 116.500,00 93.625,00 100.574,00 103.487,00 1 Apoios e subsídios CM 13 18 5 05-06-02-03-99 1.000,00 1.030,00 2.122,00

Leia mais

Regulamento Interno PREÂMBULO

Regulamento Interno PREÂMBULO Regulamento Interno PREÂMBULO O Município de Beja enquanto promotor local de políticas de protecção social, desempenha um papel preponderante na elaboração de estratégias de desenvolvimento social e na

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto

Ficha de Caracterização de Projecto Ficha de Caracterização de Projecto Projecto +Skillz E5G Programa Escolhas Promotor: Associação Mais Cidadania 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto Projecto +Skillz E5G Promotor: Associação Mais

Leia mais

Seminário. Apresentação das Conclusões. Promotor

Seminário. Apresentação das Conclusões. Promotor Seminário Apresentação das Conclusões Promotor Reuniões Técnicas Planos Estratégicos Ciclo de Debates Mobilidade e Transportes Saúde, Apoio Social, Segurança Social e Proteção Civil (Março, 2012) Educação,

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 2 CONHECIMENTO Ação 2.1 CAPACITAÇÃO E DIVULGAÇÃO Enquadramento Regulamentar Regulamento (UE) n.º 1305/2013, do Conselho e do Parlamento

Leia mais

"Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios"

Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios "Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios" Oferecer o que temos, somos e fazemos como produto turístico Vasco Estrela Presidente da Câmara Municipal de Mação Cultura e Turismo

Leia mais

NEWSLETTER#2 Sol do Ave - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave

NEWSLETTER#2 Sol do Ave - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave NEWSLETTER#2 Sol do Ave - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave Projeto Social Angels O projeto Social Angels Comunidade Empreendedora é promovido pela Sol do Ave em parceria com o

Leia mais

ANEXO TURISMO SUSTENTÁVEL BASES PARA A DEFINIÇÃO DE UM PROGRAMA DE VER PLANTA CASAS E MONTES AGRÍCOLAS ESTRATÉGIA DE TURISMO SUSTENTÁVEL -

ANEXO TURISMO SUSTENTÁVEL BASES PARA A DEFINIÇÃO DE UM PROGRAMA DE VER PLANTA CASAS E MONTES AGRÍCOLAS ESTRATÉGIA DE TURISMO SUSTENTÁVEL - ANEXO BASES PARA A DEFINIÇÃO DE UM PROGRAMA DE TURISMO SUSTENTÁVEL VER PLANTA CASAS E MONTES AGRÍCOLAS ESTRATÉGIA DE TURISMO SUSTENTÁVEL - ANEXO AO RELATÓRIO 3 ANEXO AO RELATÓRIO 3_ PROGRAMA DE EXECUÇÃO

Leia mais

micro-empresas e activid i a d de d ec e onómica c TAGUS, 24 de Janeiro de 2015

micro-empresas e activid i a d de d ec e onómica c TAGUS, 24 de Janeiro de 2015 micro-empresas e actividade económica TAGUS, 24 de Janeiro de 2015 20 anos Uma estratégia com o objectivo único de contribuirpara fixar população no interior do seu território. Combater o exodo rural e

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011

GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011 GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011 Versão Preliminar Este relatório tem por objectivo da conta do que de mais relevante foi realizado no cumprimento

Leia mais

Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais

Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais Enquadramento dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social Mais No seguimento do Programa de Contratos Locais de Desenvolvimento Social (regulado pela portaria n.º396/2007 de 2 de abril e com alterações

Leia mais

PME INVESTE V - 750 milhões de euros - ENCERRADA. PME IINVESTE II / QREN - 1.010 milhões de euros ABERTA

PME INVESTE V - 750 milhões de euros - ENCERRADA. PME IINVESTE II / QREN - 1.010 milhões de euros ABERTA PME INVESTE As Linhas de Crédito PME INVESTE têm como objectivo facilitar o acesso das PME ao crédito bancário, nomeadamente através da bonificação de taxas de juro e da redução do risco das operações

Leia mais

Discurso de Sua Excelência o Presidente da República

Discurso de Sua Excelência o Presidente da República Continuarei a percorrer o País, de Norte a Sul, a apelar à união de esforços, a levar uma palavra de esperança e a mostrar bons exemplos de resposta à crise. Discurso de Sua Excelência o Presidente da

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Sistema de Incentivos às Empresas O que é? é um dos instrumentos fundamentais das políticas públicas de dinamização económica, designadamente em matéria da promoção da

Leia mais

Integrado do Vale do Minho. Av. Miguel Dantas, n.º 69. 4930-678 Valença. Tel.: +351 251 825 811/2. Fax: +351 251 825 620. adriminho@mail.telepac.

Integrado do Vale do Minho. Av. Miguel Dantas, n.º 69. 4930-678 Valença. Tel.: +351 251 825 811/2. Fax: +351 251 825 620. adriminho@mail.telepac. Eixo 3 do PRODER Dinamização das zonas Rurais Englobam no eixo 3 do PRODER Abordagem Leader as seguintes Medidas e Acções Medida 3.1 Diversificação da Economia e Criação de Emprego 3.1.1 Diversificação

Leia mais

Vale Projecto - Simplificado

Vale Projecto - Simplificado IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica Vale Projecto - Simplificado VALES Empreendedorismo e Inovação Associados Parceiros / Protocolos IDIT Enquadramento Vale Projecto - Simplificado

Leia mais

COMUNICAR A TRANSPORTES METROPOLITANOS DO PORTO

COMUNICAR A TRANSPORTES METROPOLITANOS DO PORTO ENQUADRAMENTO A INTEGRAÇÃO DA METRO DO PORTO E DA STCP E A PERSPECTIVA DE PRIVATIZAÇÃO COMUNICAR A TRANSPORTES METROPOLITANOS DO PORTO ANÁLISE OBJECTIVOS MENSAGENS-CHAVE ACÇÕES A DESENVOLVER ENQUADRAMENTO

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA REDE SOCIAL

PLANO DE AÇÃO DA REDE SOCIAL PLANO DE AÇÃO DA REDE SOCIAL 2014 Aprovado na reunião do Plenário de 11.06.2014 16 de janeiro Workshop e assinatura de protocolo com CIG Público-alvo: comunidade no geral Local: Edifício Paço dos Concelho

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

NOTÍCIAS À SEXTA 02.10.2015 INFORMAÇÕES DA CNIS

NOTÍCIAS À SEXTA 02.10.2015 INFORMAÇÕES DA CNIS INFORMAÇÕES DA CNIS Fonte: Estudo sobre o Acesso e a qualidade nos cuidados de saúde mental, Entidade Reguladora da Saúde, set.2015 REPRESENTAÇÃO ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL

REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL REGULAMENTO DE APOIO A INICIATIVAS EMPRESARIAIS ECONÓMICAS DE INTERESSE MUNICIPAL Nota Justificativa O Município de Mirandela tem entendido como de interesse municipal as iniciativas empresariais de natureza

Leia mais

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande 11.MARÇO.2013 25 anos da elevação a cidade APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande turismo industrial Marinha Grande www.cm-mgrande.pt MARÇO 2013 AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL DESTAQUE

Leia mais

Estiveram presentes 98 técnicas em representação de 66 Instituições.

Estiveram presentes 98 técnicas em representação de 66 Instituições. 1. No dia 4 de Dezembro, a União Distrital de Santarém em parceria com Segurança Social, levou a efeito o ultimo dos 5 encontros realizados em várias zonas do distrito, sobre o tema "Encontros de Partilha",

Leia mais

MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Acta n.º3/2004

MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Acta n.º3/2004 MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Acta n.º3/2004 Aos dez dias do mês de Maio do ano de 2004, no Auditório Municipal da Quinta das Pratas, reuniu o Conselho Municipal de Educação do Concelho

Leia mais

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Aprovado pela Câmara em 6/02/2003, alterado em Reunião de Câmara de 18/09/2003 Aprovado pela Assembleia Municipal em

Leia mais

Princípios Programáticos

Princípios Programáticos Princípios Programáticos O nosso Programa centra se em 5 pontos, como os dedos da mão, do qual apresentamos aqui os seus principais Princípios Programáticos, definindo se como linhas de actuação que o

Leia mais

Projeto de Alteração ao Regulamento do Programa de Apoio ao Investimento Nota Justificativa

Projeto de Alteração ao Regulamento do Programa de Apoio ao Investimento Nota Justificativa Projeto de Alteração ao Regulamento do Programa de Apoio ao Investimento Nota Justificativa O Regulamento do Programa de Apoio ao Investimento entrou em vigor a 15/01/2015, após aprovação pela Câmara Municipal

Leia mais

Eventos. Eixo I Emprego, Formação e Qualificação. Acção: Bom Porto

Eventos. Eixo I Emprego, Formação e Qualificação. Acção: Bom Porto Eventos Eixo I Emprego, Formação e Qualificação Acção: Bom Porto - Gabinete de Empregabilidade e Empreendedorismo: Uma das acções do projecto consiste na criação de um Gabinete de atendimento na área da

Leia mais

Palmela, Cidade Europeia do Vinho 2012

Palmela, Cidade Europeia do Vinho 2012 Palmela, Cidade Europeia do Vinho 2012 RELATÓRIO Câmara Municipal de Palmela 15 março 2013 Palmela, Cidade Europeia do Vinho Palmela foi, em 2012, a primeira cidade europeia do vinho, título atribuído

Leia mais

Informação ACIRO n.º 2/2012

Informação ACIRO n.º 2/2012 Informação ACIRO n.º 2/2012 8 de março de 2012 Mapa de Férias A partir do dia 16 de abril, as empresas devem ter afixado, nos locais de trabalho, o Mapa de Férias com indicação do início e termo dos períodos

Leia mais

Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades (PMPA)

Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades (PMPA) Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades (PMPA) Definições O Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades irá conter um programa das intenções necessárias para assegurar a acessibilidade física

Leia mais

Câmara Municipal de Almeirim

Câmara Municipal de Almeirim Câmara Municipal de Almeirim Programa de Adesão SEMANA EUROPEIA DA MOBILIDADE 16 a 22 de Setembro de 2007 P r o g r a m a 1 - Aderindo à ECOTROCA ganhe viagens nos TUA (durante toda a semana): - Aderindo

Leia mais

Relatório de Execução do Projeto MENTOR. Whatever Consulting Group Whatever it takes to grow a culture of innovation

Relatório de Execução do Projeto MENTOR. Whatever Consulting Group Whatever it takes to grow a culture of innovation Relatório de Execução do Projeto MENTOR Whatever Consulting Group Whatever it takes to grow a culture of innovation Junho de 2014 Índice Índice... 2 1. Enquadramento... 3 2. Objetivos... 4 3. Âmbito do

Leia mais

ANEXO I. FICHAS DE CARACTERIZAÇÃO DAS MEDIDAS 3.1. e 3.2. - EIXO 3 DO PRORURAL versão 7

ANEXO I. FICHAS DE CARACTERIZAÇÃO DAS MEDIDAS 3.1. e 3.2. - EIXO 3 DO PRORURAL versão 7 3.1.1. Diversificação de Actividades Não-Agrícolas na Exploração Descrição Apoio a iniciativas empresariais promotoras do saber fazer tradicional Apoio a actividades lúdicas de carácter inovador nas explorações

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social do Município de Gondomar 2015-2020

Plano de Desenvolvimento Social do Município de Gondomar 2015-2020 Plano de Desenvolvimento Social do Município de Gondomar 2015-2020 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social de Gondomar 16 de março de 2015 Biblioteca Municipal de Gondomar Eixo 1 Capacitação,

Leia mais

Maratona BTT 5 Cumes realiza-se a 23 de Setembro em Barcelos

Maratona BTT 5 Cumes realiza-se a 23 de Setembro em Barcelos Em 2011 foi a Maratona com maior participação das provas da FPC Maratona BTT 5 Cumes realiza-se a 23 de Setembro em Barcelos A oitava edição da Maratona BTT 5 Cumes foi apresentada na última quinta-feira

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO ALENTEJO

PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO ALENTEJO PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO ALENTEJO Alentejo 2020 Desafios Borba 17 de Dezembro de 2014 ALENTEJO Estrutura do Programa Operacional Regional do Alentejo 2014/2020 1 - Competitividade e Internacionalização

Leia mais

NEWSLETTER#5 Sol do Ave - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave

NEWSLETTER#5 Sol do Ave - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave NEWSLETTER#5 Sol do Ave - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave Sistema de Aprendizagem Com uma vasta experiência nesta modalidade de formação, a Sol do Ave tem vindo a desenvolver

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE SUBSÍDIOS E APOIOS ÀS ASSOCIAÇÕES/COLECTIVIDADES SEM FINS LUCRATIVOS DO MUNICÍPIO DE BORBA

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE SUBSÍDIOS E APOIOS ÀS ASSOCIAÇÕES/COLECTIVIDADES SEM FINS LUCRATIVOS DO MUNICÍPIO DE BORBA REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE SUBSÍDIOS E APOIOS ÀS ASSOCIAÇÕES/COLECTIVIDADES SEM FINS LUCRATIVOS DO MUNICÍPIO DE BORBA Praça da República 7150-249 Borba Telf.: 268 891 630 Fax: 268 894 806 balcaounico@cm-borba.pt

Leia mais

PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA. Melhores Planos de Negócio

PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA. Melhores Planos de Negócio PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA Melhores Planos de Negócio 2014 REGULAMENTO Preâmbulo Consciente dos novos cenários económicos, que se observam à escala global, e atenta ao papel que

Leia mais

Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas. desde 1896

Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas. desde 1896 Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas desde 1896 Quem Somos? Instituição de Utilidade Pública Restauração Pastelarias e Cafés Mais de um século de existência Empreendimentos Turísticos

Leia mais

Semana Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social 10 a 19 de outubro de 2015

Semana Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social 10 a 19 de outubro de 2015 0 a 9 de outubro de 05 Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social * I Descrição do Projeto O Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social (AECPES), celebrado em 00, teve como objetivo reafirmar

Leia mais

CONCURSO ESCOLAR ALTO MINHO 2020

CONCURSO ESCOLAR ALTO MINHO 2020 CONCURSO ESCOLAR ALTO MINHO 2020 Preâmbulo A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), atenta ao cenário de mudança e de evolução acelerada em que se encontra a região e o País, assumiu

Leia mais

Município de Freixo de Espada à Cinta PLANO DE ACÇÃO (2009-2010) Conselho Local de Acção Social de Freixo de Espada à Cinta

Município de Freixo de Espada à Cinta PLANO DE ACÇÃO (2009-2010) Conselho Local de Acção Social de Freixo de Espada à Cinta Município de Freixo de Espada à Cinta PLANO DE ACÇÃO (2009-2010) Conselho Local de Acção Social de Freixo de Espada à Cinta FICHA TÉCNICA Relatório do Plano de Acção de Freixo de Espada à Cinta Conselho

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN]

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Frederico Mendes & Associados é uma

Leia mais

Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo Associação Empresarial das ilhas Terceira, Graciosa e São Jorge

Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo Associação Empresarial das ilhas Terceira, Graciosa e São Jorge Segunda alteração do Decreto Regulamentar Regional n.º 22/2007/A, de 25 de Outubro, que aprova o Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento Local Promotores -Empresários em nome individual, estabelecimentos

Leia mais

P l a n o d e A c t i v i d a d e s

P l a n o d e A c t i v i d a d e s P l a n o d e A c t i v i d a d e s A n o d e 2 0 1 3 O ano de 2013 ficará assinalado pela comemoração dos 30 anos da TURIHAB Associação do Turismo de Habitação, ao serviço dos seus Associados e do Turismo.

Leia mais

Valorizar os produtos da terra. Melhorar a vida das nossas aldeias. documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015

Valorizar os produtos da terra. Melhorar a vida das nossas aldeias. documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015 PROGRAMA VISEU RURAL Valorizar os produtos da terra Melhorar a vida das nossas aldeias documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015 CONSELHO ESTRATÉGICO DE VISEU Apresentação. O mundo rural

Leia mais

1. Como pensam integrar, no âmbito dos poderes e competências da autarquia, as questões da educação intercultural e do combate ao racismo?

1. Como pensam integrar, no âmbito dos poderes e competências da autarquia, as questões da educação intercultural e do combate ao racismo? Gostaríamos de iniciar a resposta a este questionário com uma nota prévia relativamente às questões que nos foram colocadas: as questões da discriminação e do racismo constituem, desde o surgimento desta

Leia mais

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO A noção de Empreendedorismo, como uma competência transversal fundamental para o desenvolvimento humano, social e económico, tem vindo a ser reconhecida

Leia mais

unicipal de Vila Pouca d Gabinete Acção Social

unicipal de Vila Pouca d Gabinete Acção Social unicipal de Vila Pouca d Gabinete Acção Social BANCO DE ECURSOS' REGULAMENTO DO BANCO DE RECURSOS DO MUNICÍPIO DE VILA POUCA DE AGUIAR PREÂMBULO Ao abrigo do quadro legal de atribuições e competências

Leia mais

INCLUSÃO SOCIAL & CAPITAL HUMANO: PRINCIPAIS PRIORIDADES ALTO MINHO 2020 13 DE NOVEMBRO DE 2015 VILLA MORAES, PONTE DE LIMA

INCLUSÃO SOCIAL & CAPITAL HUMANO: PRINCIPAIS PRIORIDADES ALTO MINHO 2020 13 DE NOVEMBRO DE 2015 VILLA MORAES, PONTE DE LIMA INCLUSÃO SOCIAL & CAPITAL HUMANO: PRINCIPAIS PRIORIDADES ALTO MINHO 2020 13 DE NOVEMBRO DE 2015 VILLA MORAES, PONTE DE LIMA ÍNDICE 1- DIAGNÓSTICO SÍNTESE: IDEIAS-CHAVE 1.1 - DINÂMICA POPULACIONAL 1.2 EDUCAÇÃO

Leia mais

Medidas intersectoriais 2010/11

Medidas intersectoriais 2010/11 Medidas intersectoriais 2010/11 IS01 BALCÃO DO EMPREENDEDOR DISPONIBILIZAÇÃO DE SERVIÇOS Objectivos: Inventariar, introduzir e manter permanentemente actualizados no Balcão do Empreendedor vários serviços,

Leia mais

Sessão de apresentação. 08 de julho de 2015

Sessão de apresentação. 08 de julho de 2015 REDE INTERMUNICIPAL DE PARCERIAS DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E ÀS EMPRESAS, COM IMPACTO NO DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL DA REGIÃO DO ALGARVE Sessão de apresentação. 08 de julho de 2015 1 1 CONTEÚDOS

Leia mais

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento 2014 [REGULAMENTO] PREÂMBULO Considerando a conjuntura nacional em que se vive, torna-se vital incentivar e apoiar a economia local. Num período em que a oferta de emprego é muito baixa, o autoemprego

Leia mais

Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade 16 17 18 19 20 21 22

Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade 16 17 18 19 20 21 22 Câmara Municipal: Cidade SANTARÉM Santarém Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade 16 17 18 19 20 21 22 Área da cidade 29 Km 2 População total 28 760 hab. Dimensão da ZSTA 650

Leia mais

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Da União Europeia vão chegar até 2020 mais de 20 mil milhões de euros a Portugal. Uma pipa de massa, nas palavras do ex-presidente da Comissão

Leia mais

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática Trabalho Prático Designação do Projecto Proposta de Valorização da Zona Ribeirinha do Montijo Tema Cidades Saudáveis e Respostas Locais Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 1 2 EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 3 4 TÍTULO: Empreendedorismo jovem - metodologia

Leia mais

PROJETO DE INTERVENÇÃO

PROJETO DE INTERVENÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES CANDIDATURA A DIRETOR PROJETO DE INTERVENÇÃO (2013-2017) Pedro Paulo da Costa Cerqueira Amares, maio de 2013 As organizações, tal como os organismos vivos, têm os seus

Leia mais

PROPOSTA DE PARCERIA COM A ÓBIDOS CRIATIVA E.E.M.

PROPOSTA DE PARCERIA COM A ÓBIDOS CRIATIVA E.E.M. PROPOSTA DE PARCERIA COM A ÓBIDOS CRIATIVA E.E.M. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Blend Point é uma empresa que engloba algumas marcas das quais, para este projecto, se destacam a CorkWay Store e a Gods From

Leia mais