REGULAMENTO PROJETO PARTILHA COM ENERGIA 1ª EDIÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO PROJETO PARTILHA COM ENERGIA 1ª EDIÇÃO"

Transcrição

1 REGULAMENTO PROJETO PARTILHA COM ENERGIA 1ª EDIÇÃO

2 PREÂMBULO A EDP - Gestão da Produção de Energia, S.A., doravante EDP Produção lança a 1.ª edição do projeto Partilha com Energia. Trata-se de um projeto educativo, no âmbito da cidadania ativa, responsável e participativa e destinado a escolas localizadas em geografias abrangidas por infraestruturas da EDP Produção, sendo, nesta 1ª edição, especificamente dirigido e circunscrito às regiões Centro (Constância e Tomar) e Litoral Alentejano (Sines e Vila Nova de Santo André). O presente regulamento visa definir os objetivos, as atividades, a organização e as regras de acesso e de funcionamento do Projeto Partilha com Energia. ARTIGO 1.º - OBJETIVOS 1. O Projeto Partilha com Energia tem como principais objetivos: a) Promover uma cidadania ativa, responsável e participativa. b) Incentivar a partilha de ideias e experiências entre alunos de diferentes agrupamentos escolares. c) Promover princípios de cidadania através da promoção de experiências entre alunos da região Centro (Constância e Tomar) e do Litoral Alentejano (Sines e Vila Nova de Santo André). ARTIGO 2.º - DESTINATÁRIOS 1. Poderão participar no projeto, equipas compostas por professores e alunos provenientes dos agrupamentos das escolas previamente selecionadas em cada um dos 4 territórios: Constância, Sines, Tomar e Vila Nova de Santo André. 2. Cabe aos professores identificar e selecionar alunos, que frequentem o ensino secundário (excetuando os alunos do 12º ano) e profissional com os quais possam criar uma equipa para participar no projeto. 2

3 ARTIGO 3.º - EQUIPAS 1. Os professores deverão constituir uma equipa com os alunos, conforme o estipulado no ponto 2, do artigo 2.º de acordo com as seguintes condições: a) Cada equipa é constituída no máximo por 14 elementos, sendo que não poderão ter mais do que 11 alunos. b) As equipas deverão ser constituídas por professores e alunos da mesma escola. c) Os professores que integrarem as equipas deverão frequentar uma das ações de formação de professores que serão realizadas no Centro e no Litoral Alentejano. 2. É obrigatória a inscrição das equipas interessadas na plataforma eletrónica criada para o efeito. Após inscrição, as equipas receberão a respetiva confirmação por correio eletrónico, bem como dados de acesso à plataforma eletrónica e instruções para a sua participação. ARTIGO 4.º - PROJETOS A DESENVOLVER 1. Cada equipa será responsável pela criação de um programa de intercâmbio. 2. O programa de intercâmbio deve ter as seguintes caraterísticas: a) Programa de atividades na própria região para alunos da região congénere, com uma duração de 3 dias consecutivos. b) O programa deve dar a conhecer a região da própria equipa e incluir atividades diversificadas e atrativas para os alunos da região congénere. c) O programa deve contemplar: transporte, alojamento e refeições de todos os participantes. 3. São atividades obrigatórias a contemplar no programa de intercâmbio: a) Uma atividade numa infraestrutura da EDP Produção no território da equipa organizadora. b) Uma atividade lúdica/cultural/desportiva. c) Uma atividade que envolva a comunidade local do território da equipa organizadora. d) Uma refeição que dê a conhecer a gastronomia local. 4. Para além das atividades obrigatórias, cada equipa pode incluir o que desejar no seu programa de intercâmbio, devendo ser o mais original e criativo possível. 3

4 5. Para viabilizar os programas de intercâmbio as equipas terão que: a) Mobilizar todos os recursos necessários para dinamizar as atividades. b) Estabelecer parcerias com associações, organizações e empresas que possam apoiar as diferentes iniciativas. 6. Todos os custos associados ao programa de intercâmbio são da responsabilidade da equipa que promove o programa de intercâmbio. ARTIGO 5.º - FUNCIONAMENTO DO PROJETO 1. O projeto Partilha com Energia divide-se em 7 fases. Estas fases, bem como o cumprimento dos prazos definidos em cada uma delas, deverão ser respeitadas. 1ª Fase Formação dos Professores Duração: novembro de 2014 a maio de 2015 Esta primeira fase implica a inscrição dos professores nas ações de formação promovidas pelos Centros de Formação de Associação de Escolas (CFAE s) Alentejo Litoral, A23 e Templários. 1. As ações de formação decorrem na modalidade de curso formação e têm a duração de 25 horas presenciais e são acreditadas pelo Conselho Científico Pedagógico da Formação Contínua (CCPFC) - 1 crédito. 2. Serão realizadas 2 ações de formação, uma no Centro (Tomar / Constância) e outra no Litoral Alentejano (Vila Nova de Santo André / Sines). 2ª Fase Plataforma Eletrónica Duração: dezembro de 2014 a maio de 2015 Será colocado ao dispor de todos os participantes uma plataforma eletrónica, acessível no endereço: 1. A plataforma eletrónica será utilizada para comunicar com os diferentes intervenientes do projeto, para disponibilizar ferramentas de apoio e partilhar todos os documentos produzidos, tanto pelas equipas participantes como pela organização. 2. Os professores e alunos devem utilizar a plataforma do programa para partilhar todo o trabalho que vão desenvolvendo, bem como dar resposta aos desafios propostos (vide 4ª Fase). 4

5 3ª Fase Sessões nas Escolas Duração: dezembro de 2014 a maio de As sessões nas escolas têm o objetivo de apoiar as equipas no desenvolvimento dos seus projetos e realizar algumas dinâmicas de motivação e sensibilização para o tema. 2. A organização fará 6visitas às escolas, com a periodicidade aproximada de por mês e serão articuladas, previamente, com os professores. 4ª Fase Desafios Duração: dezembro de 2014 a maio de A participação neste projeto pressupõe que cada equipa responda a um conjunto de 6 desafios, que serão lançados, sequencialmente, na plataforma eletrónica do projeto (vide 2ª Fase). 2. No final dos 5 primeiros desafios todas as equipas devem ter concluído e experienciado os programas de intercâmbio. 3. A participação nos desafios é obrigatória para todas as equipas. 4. Cada um dos desafios será pontuado de acordo com os critérios de avaliação disponíveis na plataforma, sendo publicitados aquando do lançamento de cada desafio. Com base nessas pontuações será criado um ranking, que será divulgado através desse mesmo meio. 5. A avaliação dos desafios será realizada por um comité técnico, constituído por 3 elementos designados pela EDP Produção. 6. A pontuação final de cada equipa, após a realização dos 6 desafios, pode variar entre 0 a 200 pontos e contará 50% para a avaliação final da participação no projeto Partilha com Energia. 7. Das decisões do comité técnico, não caberá recurso. Em momento oportuno, e anterior à avaliação dos desafios, serão comunicados aos participantes os elementos que constituirão o referido comité. 8. As equipas só conhecerão em detalhe as tarefas a realizar quando as mesmas forem disponibilizadas através da plataforma eletrónica. Não obstante, de forma sumária, descrevem-se de seguida, os temas e prazos de cada um dos desafios: a. Desafio 1 O Território as equipas devem caraterizar o seu território, apresentando aquilo que consideram ser mais representativo. Este desafio compreende 3 tarefas e deverá ser realizado em 10 dias. b. Desafio 2 A ideia as equipas terão que identificar e organizar atividades, percursos ou visitas que irão proporcionar aos seus colegas. Este desafio compreende 5 tarefas e deverá ser realizado em 14 dias. 5

6 c. Desafio 3 Plano de ações as equipas terão que concretizar o seu programa de atividades e definir um plano de ações a cumprir para viabilizar o programa de acolhimento. Este desafio compreende 4 tarefas e deverá ser realizado em 20 dias. d. Desafio 4 Programa as equipas deverão concluir o seu programa de intercâmbio para que o possam apresentar no Bootcamp. Este desafio compreende 3 tarefas e deverá ser realizado em 20 dias. BOOTCAMP e. Desafio 5 Conclusão do Plano as equipas devem concluir o seu programa de intercâmbio, considerando tudo o que aprenderam e o feedback que obtiveram no Bootcamp. Este desafio compreende 3 tarefas e deverá ser realizado em 16 dias. PROGRAMA DE INTERCÂMBIO f. Desafio 6 Avaliação e Balanço as equipas devem fazer uma análise e balanço do programa após a realização dos intercâmbios. Este desafio compreende 4 tarefas e deve ser realizado no máximo 5 dias após os 2 momentos de intercâmbio. 9. O não cumprimento dos prazos estabelecidos leva à atribuição de 0 pontos nas tarefas não concretizadas. 5ª Fase Bootcamp Duração: 20 e 21 de março de O Bootcamp destina-se às equipas participantes no projeto Partilha com Energia e pretende ser não só um momento formativo, mas também de interação, entre todos os participantes. 2. Só podem participar no Bootcamp as equipas que tiverem concretizado o desafio 4 com sucesso. 3. No Bootcamp, cada equipa terá oportunidade de apresentar o seu programa de intercâmbio a todas as outras equipas participantes. 4. As equipas melhor classificadas no ranking terão prioridade na escolha do programa de intercâmbio que querem realizar, sendo obrigatório que a equipa que acolhem seja a que visitam. 5. No Bootcamp todas as equipas ficarão a saber em que programa irão participar e qual a equipa que irão receber, bem como as datas de cada um desses momentos. 6

7 6ª Fase - Intercâmbio Data prevista: maio / junho de Os programas de intercâmbio são pensados e concretizados pelas equipas participantes no projeto Partilha com Energia e devem cumprir as caraterísticas identificadas no artigo 4.º. 2. Só podem participar no Intercâmbio as equipas que tiverem estado presentes no Bootcamp. 3. As datas dos intercâmbios serão combinadas entre as equipas durante o Bootcamp, mas deverão decorrer durante maio/junho. 4. Os intercâmbios decorrem em dois momentos, para cada uma das equipas: o momento em que recebem a equipa da região congénere e o momento irão usufruir do programa preparado por essa mesma equipa. 5. A organização fará o acompanhamento e apoiará as equipas em algumas questões logísticas. Não obstante, o intercâmbio ser da inteira responsabilidade da equipa anfitriã. 6. A participação no intercâmbio (em ambos os momentos) é obrigatória para todas as equipas participantes no projeto. 7ª Fase Final Nacional Data prevista: junho de A final nacional pretende ser um momento de celebração do projeto, em que todas as equipas apresentarão o trabalho que desenvolveram, as experiências que viveram e as aprendizagens realizadas. 2. Só podem participar na Final Nacional as equipas que tiverem participado nos 2 momentos do Programa de Intercâmbio. 3. Cada equipa deverá fazer uma apresentação com a duração máxima de 10 minutos que permita conhecer o trabalho realizado ao longo da sua participação no projeto. 4. A apresentação deve focar os seguintes aspetos: a) Programa de intercâmbio proposto (em que consistiu e como correu). b) Programa de intercâmbio experienciado (como foram recebidos no outro território). c) Principais aprendizagens realizadas. 5. A apresentação poderá ser realizada com recursos a meios audiovisuais, apresentando fotografias, vídeos ou outros suportes que ilustrem as atividades desenvolvidas. 6. Nesta final será premiada a melhor equipa, de acordo com os critérios enunciados no Artigo 6.º. 7

8 ARTIGO 6.º - ELEIÇÃO DA EQUIPA VENCEDORA 1. A eleição da equipa vencedora será realizada na Final Nacional (Fase 7, Artigo 6.º). 2. As apresentações serão avaliadas por um júri (vide Artigo 7.º), de acordo com os seguintes critérios: Critério Originalidade do programa de intercâmbio Envolvimento da equipa participante Impacto do projeto nas suas aprendizagens Impacto do projeto na comunidade Estruturação e apresentação do trabalho Ponderação 3. A pontuação final será calculada de acordo com a seguinte fórmula: Pontuação Final = Pontuação dos desafios + Pontuação da concretização + Pontuação do júri 4. A pontuação da concretização do projeto será feita através do acompanhamento presencial da equipa da GES e da EDP, ao longo de toda a concretização do projeto / experiência. 5. A pontuação máxima é de 500 pontos: 200 para os desafios, 200 para a fase de concretização/acolhimento e 100 a atribuir pelo júri na final nacional. ARTIGO 7.º - JÚRI 1. A constituição do júri será da responsabilidade da EDP Produção e incluirá representantes de diversas entidades. 2. Não obstante o definido no ponto 1 do presente Artigo, o júri será constituído por 5 elementos. 3. Em momento oportuno, e anterior à seleção, serão comunicados aos participantes os elementos que constituirão o júri. 8

9 ARTIGO 8.º - PRÉMIOS 1. Na Final Nacional serão atribuídos os seguintes distinções: a) Prémio para a Equipa vencedora. b) Certificados de participação a todas as equipas. ARTIGO 9.º - AÇÕES DE PROMOÇÃO 1. Sendo o Partilha com Energia um projeto promovido no âmbito da Responsabilidade Social, a EDP Produção reserva-se o direito de utilização e divulgação de imagens, vídeos, textos, vozes, testemunhos, nomes, marcas, ou outros, sem que por essa utilização incorra qualquer tipo de ónus ou retribuição por parte dos participantes. ARTIGO 10.º - DISPOSIÇÕES FINAIS 1. A resolução de questões supervenientes não previstas neste regulamento é da exclusiva responsabilidade da EDP Produção. 2. As decisões da organização e do Júri são soberanas e delas não existe recurso. 3. A EDP Produção reserva-se o direito de alterar o presente regulamento, informando atempadamente os participantes dessas alterações, caso tal se verifique. 9

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL. Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. 3ª edição Ano letivo 2011/2012.

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL. Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. 3ª edição Ano letivo 2011/2012. GESTÃO DE RESÍDUOS E EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS - 1 - REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas 3ª edição Ano letivo 2011/2012 Preâmbulo O Concurso

Leia mais

EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS DA CIM Dão Lafões REGULAMENTO CONCURSO INTERMUNICIPAL DE IDEIAS. Ensino Secundário e Profissional

EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS DA CIM Dão Lafões REGULAMENTO CONCURSO INTERMUNICIPAL DE IDEIAS. Ensino Secundário e Profissional Página1 REGULAMENTO DO CONCURSO INTERMUNICIPAL DE IDEIAS Ensino Secundário e Profissional 1ª Edição Ano letivo 2011/2012 Preâmbulo O Concurso Intermunicipal de Ideias é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal

Leia mais

Prémio Redes para o Desenvolvimento

Prémio Redes para o Desenvolvimento Prémio Redes para o Desenvolvimento Regulamento 6 de outubro de 2015 www.redesparaodesenvolvimento.org Este Prémio é lançado no âmbito do Projeto Redes para o Desenvolvimento: Educação Global para uma

Leia mais

REGULAMENTO INTRODUÇÃO OBJETIVOS PÚBLICO-ALVO

REGULAMENTO INTRODUÇÃO OBJETIVOS PÚBLICO-ALVO REGULAMENTO INTRODUÇÃO O DNS.PT e a DECO promovem a 3ª edição do Concurso Sitestar.pt, uma iniciativa nacional que convida a comunidade educativa a desenvolver sites em português e sob domínio.pt durante

Leia mais

Regulamento do Concurso de Ideias

Regulamento do Concurso de Ideias Regulamento do Concurso de Ideias 1. Apresentação O Concurso de Ideias e a Conferência Internacional sobre Prevenção e Controlo do Tabagismo, que vai ter lugar em Lisboa, de 14 a 15 de novembro de 2013,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO EMPREENDEDORISMO JOVEM

REGULAMENTO DO CONCURSO EMPREENDEDORISMO JOVEM REGULAMENTO DO CONCURSO EMPREENDEDORISMO JOVEM Preâmbulo O Concurso Empreendedorismo Jovem é uma iniciativa do Projeto Desenvolver Mais em Parceria (Contratos Locais de Desenvolvimento Social), no âmbito

Leia mais

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento 2014 [REGULAMENTO] PREÂMBULO Considerando a conjuntura nacional em que se vive, torna-se vital incentivar e apoiar a economia local. Num período em que a oferta de emprego é muito baixa, o autoemprego

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária PROGRAMA ESCOLA + Voluntária 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária para com o próximo, participando de

Leia mais

Concurso Todos Contam

Concurso Todos Contam PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Concurso Todos Contam Regulamento do Concurso O Concurso Todos Contam é uma iniciativa promovida pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, entidade composta

Leia mais

iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto

iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade do Porto tem vindo a desenvolver esforços para fomentar o empreendedorismo, criando para tal estruturas

Leia mais

Concurso. Regulamento

Concurso. Regulamento Concurso Regulamento Depois do sucesso da 1ª edição, o Concurso SITESTAR.PT está de regresso para lançar um novo desafio. A DECO e a DNS juntam-se para distinguir os jovens que desenvolvam websites originais

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL. 2ª Edição da CIMRL Ano letivo 2014/2015. Preâmbulo

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL. 2ª Edição da CIMRL Ano letivo 2014/2015. Preâmbulo Página1 REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS INTERMUNICIPAL 2ª Edição da CIMRL Ano letivo 2014/2015 Preâmbulo O Concurso de Ideias Intermunicipal é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal da Região de

Leia mais

II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO -

II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO - II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO - Iniciativa de: Com o apoio de: 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária

Leia mais

JOVEM EMPREENDEDOR DE ESTARREJA 2015 REGULAMENTO

JOVEM EMPREENDEDOR DE ESTARREJA 2015 REGULAMENTO JOVEM EMPREENDEDOR DE ESTARREJA 2015 REGULAMENTO 5.º Concurso de IDEIAS de NEGÓCIOS INOVADORES I BOOTCAMP - 15 e 16 de janeiro III Seminário Empreendedorismo Jovem - 20 de janeiro Preâmbulo O Concurso

Leia mais

PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO

PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO PRÉMIO «CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO 11ª Edição 2013/14 Página 1 de 7 REGULAMENTO DO PRÉMIO "CIÊNCIA NA ESCOLA CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1. A Fundação Ilídio Pinho, o Ministério

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÉMIO. CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º

REGULAMENTO DO PRÉMIO. CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º REGULAMENTO DO PRÉMIO CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1.A Fundação Ilídio Pinho, o Ministério da Educação e Ciência e Ministério da Economia celebraram um Protocolo com vista à instituição de

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, a Fundação Porto Social em parceria com a ESLider, promove a iniciativa

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO REGULAMENTO Artigo 1.º - Enquadramento O Concurso de Ideias para a Criação de Empresas Inovadoras é uma iniciativa do BICMINHO no âmbito da execução da operação n.º NORTE-07-0364-FEDER-000006 Apoio à Criação

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, e na sequência da Iniciativa Pontes Para o Futuro realizada

Leia mais

Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up!

Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up! Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up! Regulamento da 4ª Edição do Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Preâmbulo O presente concurso é uma iniciativa da Freguesia de Paranhos,

Leia mais

Regulamento POPs, Projetos Originais Portugueses

Regulamento POPs, Projetos Originais Portugueses Regulamento POPs, Projetos Originais Portugueses 1. Enquadramento e Objetivos A Fundação de Serralves é uma instituição de utilidade pública que tem como missão sensibilizar o público para a Arte Contemporânea

Leia mais

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA 2ª Edição I ESPAÇOS PÚBLICOS A Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OASRN) convida todas as Instituições de Ensino da Região Norte, a participar na 2ª edição

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DE PENELA. Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. Ano letivo 2011/2012.

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DE PENELA. Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. Ano letivo 2011/2012. GESTÃO DE RESÍDUOS E EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS - 1 - REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DE PENELA Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas Ano letivo 2011/2012 Preâmbulo O Concurso

Leia mais

Centro de Formação de Escolas Porto Ocidental. Sistema de Avaliação de Formandos. Pessoal Docente

Centro de Formação de Escolas Porto Ocidental. Sistema de Avaliação de Formandos. Pessoal Docente Centro de Formação de Escolas Porto Ocidental Sistema de Avaliação de Formandos Pessoal Docente Página 1 de 12 Introdução Este sistema de avaliação dos formandos docentes insere-se no âmbito da formação

Leia mais

EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO

EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO Norma I Objetivos 1. No quadro da sua política de Responsabilidade Social, e no cumprimento da sua missão mutualista, o Montepio, através da Fundação Montepio, tem vindo a privilegiar

Leia mais

Concurso Natal Empreendedor 2013 NATAL EMPREENDEDOR 2013. Concurso. Ideias & Empreendedorismo. Prémio Avaliado em 5 000,00

Concurso Natal Empreendedor 2013 NATAL EMPREENDEDOR 2013. Concurso. Ideias & Empreendedorismo. Prémio Avaliado em 5 000,00 NATAL EMPREENDEDOR 2013 Concurso Ideias & Empreendedorismo Prémio Avaliado em 5 000,00 REGULAMENTO Artigo 1º Enquadramento O presente concurso é promovido pelo Correio de Azeméis, AzFm e Numeroscópio,

Leia mais

ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA CIM VISEU DÃO LAFÕES

ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA CIM VISEU DÃO LAFÕES ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA 2013/2014 Tondela, 23 de Outubro de 2013 Objetivos do projeto Criar uma cultura empreendedora; Promover o espírito de iniciativa, de cooperação e criatividade; Partilhar experiências

Leia mais

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO. Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO. Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro I PARTE APRESENTAÇÃO Artigo 1. o Organização No âmbito das comemorações do centenário da elevação de Castanheira de

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR ESCOLA EM VIAGEM

REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR ESCOLA EM VIAGEM REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR ESCOLA EM VIAGEM Movijovem, mobilidade juvenil, CIPRL 2015/2016 PREÂMBULO Considerando: Que o desenvolvimento e a concretização eficaz da política nacional de juventude

Leia mais

REGULAMENTO Faz-te ao Vídeo!

REGULAMENTO Faz-te ao Vídeo! O presente Regulamento define as regras de funcionamento do Concurso, cuja organização pertence à Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP). 1. Tema do Concurso: Eu visto a camisola

Leia mais

Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança»

Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» 1. APRESENTAÇÃO O concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» (adiante, concurso) visa divulgar a existência da Linha

Leia mais

Enquadramento e critérios de Candidatura

Enquadramento e critérios de Candidatura Enquadramento e critérios de Candidatura A cidadania ativa constitui um elemento chave do reforço da coesão social. O Conselho da União Europeia instituiu o ano de 2011, como Ano Europeu do Voluntariado

Leia mais

DIA DA EUROPA 2013 REGULAMENTO PARA AS ESCOLAS SECUNDÁRIAS E PROFISSIONAIS DA RAA PARTE I INFORMAÇÕES GERAIS

DIA DA EUROPA 2013 REGULAMENTO PARA AS ESCOLAS SECUNDÁRIAS E PROFISSIONAIS DA RAA PARTE I INFORMAÇÕES GERAIS DIA DA EUROPA 2013 REGULAMENTO PARA AS ESCOLAS SECUNDÁRIAS E PROFISSIONAIS DA RAA PARTE I INFORMAÇÕES GERAIS A celebração do Dia da Europa (9 de Maio) na Região Autónoma dos Açores (RAA) organizar-se-á

Leia mais

REGULAMENTO GERAL ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS:

REGULAMENTO GERAL ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS: REGULAMENTO GERAL O Troféu Call Center 2015 é uma iniciativa da IFE e da Call Center Magazine. O objetivo é galardoar anualmente os Serviços de Atendimento ao Cliente - SAC (call e contact center, help

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEVANTE DA MAIA. Regulamento da Prática Simulada Cursos Vocacionais do Ensino Básico - 2015-2017

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEVANTE DA MAIA. Regulamento da Prática Simulada Cursos Vocacionais do Ensino Básico - 2015-2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEVANTE DA MAIA Regulamento da Prática Simulada Cursos Vocacionais do Ensino Básico - 2015-2017 (Anexo X C) Regulamento da Prática Simulada Cursos Vocacionais do Ensino Básico Artigo

Leia mais

Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único]

Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único] Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único] PREÂMBULO O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade

Leia mais

Artigo 1º Âmbito. Artigo 2º Objetivos

Artigo 1º Âmbito. Artigo 2º Objetivos Artigo 1º Âmbito O WANTED BUSINESS IDEAS é uma iniciativa de captação de novas ideias e negócios promovido e organizado pela Rede Regional de Empreendedorismo Viseu Dão Lafões, sob a coordenação da Comunidade

Leia mais

CAPÍTULO I REGULAMENTO, OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO. O objecto do presente Regulamento é estabelecer as regras do startweb Madeira Caça Talentos 2013.

CAPÍTULO I REGULAMENTO, OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO. O objecto do presente Regulamento é estabelecer as regras do startweb Madeira Caça Talentos 2013. Preâmbulo. O startweb é um programa de caça talentos na Madeira nas áreas da programação, design, informática, gestão, mas também destinado a todos os empreendedores que ambicionam novos desafios. CAPÍTULO

Leia mais

Regulamento e datas importantes da Categoria JÚNIOR 9º ano

Regulamento e datas importantes da Categoria JÚNIOR 9º ano Regulamento e datas importantes da Categoria JÚNIOR 9º ano Datas Importantes JÚNIOR 1º ELIMINATÓRIA (9º ano) 04-Fev-15 Envio testes e Folhas de Resposta por EMAIL ao Diretor do Agrupamento ou Director

Leia mais

REGULAMENTO. Objetivos Estratégicos do Concurso SITESTAR.PT:

REGULAMENTO. Objetivos Estratégicos do Concurso SITESTAR.PT: REGULAMENTO O Concurso SITESTAR.PT desafia os jovens portugueses, empreendedores e criativos a desenvolver websites e blogs originais com conteúdos em português e sob o domínio.pt. Os espaços digitais

Leia mais

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ]

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Preâmbulo O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal

Leia mais

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Regulamento Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Considerando que: A. A Fundação EDP é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, que tem por fins gerais a promoção, o desenvolvimento

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA LOUSÃ

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA LOUSÃ NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA LOUSÃ Preâmbulo O concurso de Ideias do Concelho da Lousã é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal e do Município da Lousã. O presente

Leia mais

TROFÉU CALL CENTER 2013

TROFÉU CALL CENTER 2013 TROFÉU CALL CENTER 2013 REGULAMENTO GERAL O Troféu Call Center 2013 é uma iniciativa da IFE e da Call Center Magazine Online. O objetivo é galardoar anualmente os Serviços de Atendimento ao Cliente - SAC

Leia mais

REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE

REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE Os Amigos do Cáster em parceria com a Câmara Municipal de Ovar criam o PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE, inserido no âmbito do Programa Integrado de

Leia mais

PREÂMBULO ARTIGO 1º ARTIGO 2º JANEIRO DE 2015 OBJETIVOS CANDIDATOS

PREÂMBULO ARTIGO 1º ARTIGO 2º JANEIRO DE 2015 OBJETIVOS CANDIDATOS JANEIRO DE 2015 PREÂMBULO A TAP Portugal e a Startup Lisboa, promovem o concurso de ideias TAP Creative Launch Making ideas fly, doravante designado por TAP Creative Launch ou concurso de ideias. O TAP

Leia mais

Regulamento. Foremor

Regulamento. Foremor Regulamento Foremor Preâmbulo O presente projeto decorre de uma candidatura realizada pela MARCA ADL ao programa ERASMUS+, no âmbito da KA1 Learning Mobility for Individuals e está integrada numa iniciativa

Leia mais

Regulamento. Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa

Regulamento. Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa Regulamento Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa 2011/2012 Artigo 1º Organização e objetivo A AIMinho Associação Empresarial (AIMinho) leva a efeito o Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa

Leia mais

MAYBELLINE NEW YORK PORTUGAL. Regulamento

MAYBELLINE NEW YORK PORTUGAL. Regulamento Regulamento Passatempo denominado 100% TU! by Maybelline New York 1. Passatempo 100% TU! by Maybelline New York O passatempo 100% TU! By Maybelline new York é uma ação promocional promovida pela L Oréal

Leia mais

II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade. Tema: Uso Sustentável da Água. Regulamento do Concurso de Ideias

II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade. Tema: Uso Sustentável da Água. Regulamento do Concurso de Ideias II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade Tema: Uso Sustentável da Água Regulamento do Concurso de Ideias (Aberto a todos os cidadãos) 1. O que é? O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade

Leia mais

Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal

Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal A Fundação Escola Nacional de Administração Pública (Enap) torna público o regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal.

Leia mais

TROFÉU CALL CENTER 2014

TROFÉU CALL CENTER 2014 TROFÉU CALL CENTER 2014 REGULAMENTO GERAL O Troféu Call Center 2014 é uma iniciativa da IFE e da Call Center Magazine Online. O objetivo é galardoar anualmente os Serviços de Atendimento ao Cliente - SAC

Leia mais

O que é o concurso EUemPT?

O que é o concurso EUemPT? O que é o concurso EUemPT? O concurso EUemPT, uma atividade educativa sobre a UE, é uma iniciativa da Comissão Europeia, promovida pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors, concebida e implementada

Leia mais

ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor!

ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor! ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor! Tema das peças: Tradições da Minha Terra Para tornar o Mundo melhor! PIEF de 2.º e 3.º Ciclo Agrupamento de Escolas de Mourão 2013 / 2014 Concurso a Nível Nacional

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO FORMATIVO CURSOS VOCACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO FORMATIVO CURSOS VOCACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO Agrupamento de Escolas da Moita 171311 Sede Escola Secundária da Moita E S C O L A S E C U N D Á R I A D A M O I TA REGULAMENTO DO ESTÁGIO FORMATIVO CURSOS VOCACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO Regulamento

Leia mais

III Olimpíadas da Economia. Regulamento

III Olimpíadas da Economia. Regulamento III Olimpíadas da Economia Regulamento Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º Âmbito 1. O presente regulamento estabelece um conjunto de normas e orientações gerais sobre as III Olimpíadas da Economia

Leia mais

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo «atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Évora, através da Divisão de Projetos e Informação (SCC-DPI), enquanto parte integrante do Serviço de Ciência e Cooperação,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS:

REGULAMENTO GERAL ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS: REGULAMENTO GERAL O Troféu Call Center 2015 é uma iniciativa da IFE e da Call Center Magazine O objetivo é galardoar anualmente os Serviços de Atendimento ao Cliente - SAC (call e contact center, help

Leia mais

Regulamento do Concurso de Ideias do Concelho da Sertã

Regulamento do Concurso de Ideias do Concelho da Sertã Regulamento do Concurso de Ideias do Concelho da Sertã Preâmbulo O concurso de Ideias do Concelho da Sertã é uma iniciativa da Câmara Municipal da Sertã. O presente documento visa regular o Concurso Empreendedorismo

Leia mais

Projeto Exposição Itinerante O TRABALHO DOMÉSTICO NO BRASIL REGULAMENTO:

Projeto Exposição Itinerante O TRABALHO DOMÉSTICO NO BRASIL REGULAMENTO: Projeto Exposição Itinerante O TRABALHO DOMÉSTICO NO BRASIL REGULAMENTO: 1. DO OBJETIVO: 1.1. O Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso

Leia mais

REGULAMENTO DO BANCO DE EMPRÉSTIMO DE MANUAIS ESCOLARES

REGULAMENTO DO BANCO DE EMPRÉSTIMO DE MANUAIS ESCOLARES REGULAMENTO DO BANCO DE EMPRÉSTIMO DE MANUAIS ESCOLARES 1 PREÂMBULO Sendo a aposta na educação uma estratégia fundamental para o desenvolvimento do concelho de Vendas Novas, é lançado o Banco de Empréstimo

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013

Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013 Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013 Preâmbulo O Concurso de Ideias é uma iniciativa promovida pela DESTAC em parceria com a DOW Portugal, a Câmara Municipal de Estarreja e a Escola Secundária

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA NAZARÈ

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA NAZARÈ REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA NAZARÈ Preâmbulo O concurso de Ideias do Concelho da Nazaré é uma iniciativa da Câmara Municipal da Nazaré. O presente documento visa regular o Concurso

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO ASSOCIATIVISMO Preâmbulo O Associativismo constitui um esteio importante e singular de intervenção da sociedade civil na realização e prática de atividades de índole cultural,

Leia mais

«CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO. 9ª Edição 2010/11

«CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO. 9ª Edição 2010/11 «CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO 9ª Edição 2010/11 REGULAMENTO PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO "CIÊNCIA NA ESCOLA CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1. A e o Ministério da Educação celebraram

Leia mais

CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE

CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE O Concurso Enfermagem Primeiro - Ciência & Arte é uma iniciativa do Conselho de Enfermagem Regional da REGULAMENTO DO CONCURSO SECÇÃO I - CIÊNCIA Artigo 1.

Leia mais

Concurso para a criação da logomarca do. II Congresso Ibero-americano de Estilos de Aprendizagem, Tecnologias e Inovações na Educação

Concurso para a criação da logomarca do. II Congresso Ibero-americano de Estilos de Aprendizagem, Tecnologias e Inovações na Educação Concurso para a criação da logomarca do II Congresso Ibero-americano de Estilos de Aprendizagem, Tecnologias e Inovações na Educação O Comitê Organizador do II Congresso Ibero-americano de Estilos de Aprendizagem,

Leia mais

5ª Edição do Prémio SIC Esperança Escola Solar Regulamento

5ª Edição do Prémio SIC Esperança Escola Solar Regulamento A SIC Esperança promove anualmente a entrega de um prémio a um projeto inovador ainda não implementado, que tenha como objetivo a melhoria da qualidade de vida, em particular de pessoas socialmente desfavorecidas.

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS

REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS REGULAMENTO DE APOIO AOS PROJETOS SOCIOEDUCATIVOS CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Objeto O presente regulamento tem como objetivo a definição dos tipos de apoio e res- petivas condições de acesso

Leia mais

Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio. Órgão Executivo, Em de 2014

Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio. Órgão Executivo, Em de 2014 Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio Órgão Executivo, Em de 2014 Órgão Deliberativo, Em de 2014 REGULAMENTO DO CONCURSO Artigo 1.º

Leia mais

LUZ EM FLASH CONCURSO DE FOTOGRAFIA GLICÍNIAS PLAZA

LUZ EM FLASH CONCURSO DE FOTOGRAFIA GLICÍNIAS PLAZA CONCURSO DE FOTOGRAFIA GLICÍNIAS PLAZA REGULAMENTO organização: patrocinador exclusivo: apoio: Comissão Nacional da UNESCO Portugal cofinanciamento: ENQUADRAMENTO O concurso Luz em Flash é organizado pela

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO Introdução O presente Regulamento foi concebido a pensar em si, visando o bom funcionamento da formação. Na LauTraining Formação e Consultoria, vai encontrar um ambiente de trabalho e de formação agradável

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DE PENELA

REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DE PENELA REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DE Preâmbulo O concurso de Ideias do Concelho de Penela é uma iniciativa da Câmara Municipal de Penela. O presente documento visa regular o Concurso Empreendedorismo

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS Artigos: 1º OBJECTIVOS São objectivos do Concurso : a) Estimular o empreendedorismo qualificado e inovador junto da comunidade empresarial e académica da região Norte, Centro

Leia mais

I Concurso de Fotografia do Poder Judiciário de Mato Grosso

I Concurso de Fotografia do Poder Judiciário de Mato Grosso I Concurso de Fotografia do Poder Judiciário de Mato Grosso A Coordenadoria do Programa Bem Viver do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso realiza o I Concurso de Fotografia com o tema: " Um olhar

Leia mais

Regulamento. Restaurantes Aderentes Concurso Gastronómico. IV Festival da Castanha

Regulamento. Restaurantes Aderentes Concurso Gastronómico. IV Festival da Castanha Regulamento Restaurantes Aderentes Concurso Gastronómico IV Festival da Castanha Preâmbulo A gastronomia como manifestação de cultura representa um importante papel na promoção dos produtos locais, recuperação

Leia mais

Regulamento do Concurso de Desenho de Natureza e Desenho Científico alusivo à Biodiversidade de Vila Real

Regulamento do Concurso de Desenho de Natureza e Desenho Científico alusivo à Biodiversidade de Vila Real Regulamento do Concurso de Desenho de Natureza e Desenho Científico alusivo à Biodiversidade de Vila Real 1.ª edição 2014 Página 1 5 Regulamento do Concurso de Desenho de Natureza e Desenho Científico

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore

CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore A Junta de Freguesia de Silvares em parceria com a Comissão Representativa do Movimento Associativo da Freguesia

Leia mais

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA OUTUBRO REGULAMENTO

VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA OUTUBRO REGULAMENTO VAMOS PROCURAR A ARQUITETURA OUTUBRO UTUBRO, MÊS DA ARQUITETURA A Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OASRN) convida todas as Instituições de Ensino da Região Norte, a participar numa ação

Leia mais

Concurso de Ideias Empreende +

Concurso de Ideias Empreende + Concurso de Ideias Empreende + REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Aveiro, através da sua Unidade de Transferência de Tecnologia (UATEC), a seguir denominada Organização, promove o «Concurso de Ideias

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO GAYA

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO GAYA NORMAS REGULAMENTARES DAS LICENCIATURAS DO ISPGAYA Preâmbulo As presentes normas visam dar cumprimento ao estabelecido no artigo n.º14.º do Decreto- Lei n.º 74/2006, de 24 de março, na sua redação atual,

Leia mais

2014/15. Nesta. A quem se dirige? O Projeto Nós. municípios onde. locais; Geografia; Quem

2014/15. Nesta. A quem se dirige? O Projeto Nós. municípios onde. locais; Geografia; Quem Projetoo Nós Propomos! Cidadania, Sustentabilidadee e Inovação na Educação Geográfica 2014/15 Quem o promove? Nesta sua 4ª edição, o Projeto Nós Propomos! Cidadania, SustentabiliS idade e Inovação na Educação

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Arcozelo REGULAMENTO DO PROJETO. TOP Turma

Agrupamento de Escolas de Arcozelo REGULAMENTO DO PROJETO. TOP Turma Agrupamento de Escolas de Arcozelo REGULAMENTO DO PROJETO TOP Turma Índice A. Enquadramento do Projeto...3 B. Objetivos Operacionais...4 C. Definição de Indicadores...5 D. Natureza do Projeto...6 E. Seleção

Leia mais

Festival Audiovisual - Um Minuto no Universo do Trabalho Regulamento

Festival Audiovisual - Um Minuto no Universo do Trabalho Regulamento Festival Audiovisual - Um Minuto no Universo do Trabalho Regulamento A AAPQ Associação de Apoio ao, através da área de Formação e Pesquisa, em parceria com o FIES Fundo Itaú de Excelência Social, e em

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA EDP MANOEL DE OLIVEIRA

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA EDP MANOEL DE OLIVEIRA REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA EDP MANOEL DE OLIVEIRA ARTIGO 1.º Objecto O presente Regulamento tem por objecto regular os termos e condições da atribuição pela EDP Energias de Portugal, S.A. (EDP)

Leia mais

Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015

Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015 Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015 REGULAMENTO DO PROGRAMA DO DESPORTO ESCOLAR 2014-2015 ( a que se refere o Despacho nº9302/2014 de 17 de julho) 1. ÂMBITO O presente regulamento define

Leia mais

REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE

REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE 1 REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE A Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães (ECPBG) torna público o regulamento do 1º Concurso Inovação no TCE-PE, que será regido de acordo com

Leia mais

Regulamento Geral. As matrículas devem ser efetuadas o mais tardar até 15 de Setembro. As inscrições feitas em Junho e Julho beneficiam de desconto.

Regulamento Geral. As matrículas devem ser efetuadas o mais tardar até 15 de Setembro. As inscrições feitas em Junho e Julho beneficiam de desconto. Regulamento Geral Matrícula: Para efetuar a matrícula é necessário: Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão 1 Fotografia Pagamento da matrícula As matrículas devem ser efetuadas o mais tardar até 15

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros

REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros 1. Apresentação O presente concurso é uma iniciativa promovida pela, no âmbito do Ano Europeu das Atividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Ativa proclamado

Leia mais

Universidade Aberta. Licenciatura em Ciências Sociais, Minor em Serviço Social. Regulamento de Estágio

Universidade Aberta. Licenciatura em Ciências Sociais, Minor em Serviço Social. Regulamento de Estágio Universidade Aberta Licenciatura em Ciências Sociais, Minor em Serviço Social Regulamento de Estágio Preâmbulo O Ensino a Distância possibilita o acesso ao prosseguimento dos estudos em condições vantajosas

Leia mais

PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA. Melhores Planos de Negócio

PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA. Melhores Planos de Negócio PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA Melhores Planos de Negócio 2014 REGULAMENTO Preâmbulo Consciente dos novos cenários económicos, que se observam à escala global, e atenta ao papel que

Leia mais

PROFMAT - Programa de Mestrado Profissional em Matemática. Regimento. Coordenação do ensino de matemática nas escolas;

PROFMAT - Programa de Mestrado Profissional em Matemática. Regimento. Coordenação do ensino de matemática nas escolas; Capítulo I Objetivos Regimento Artigo 1º - O Objetivo do Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional é proporcionar ao aluno formação matemática aprofundada, relevante ao exercício

Leia mais

Centro de Formação de Associação de Escolas dos Concelhos de Nelas, Mangualde, Penalva do Castelo, Sátão e Vila Nova de Paiva

Centro de Formação de Associação de Escolas dos Concelhos de Nelas, Mangualde, Penalva do Castelo, Sátão e Vila Nova de Paiva Percurso Formativo Acreditado O Diretor de Turma na Escola Atual Jornadas da Coordenação dos Diretores de Turma do Ensino Básico do Agrupamento de Escolas de Mangualde 30 de setembro, 1 e 8 de outubro

Leia mais

Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age)

Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age) FNERDM - Federação Nacional das Entidades de Reabilitação de Doentes Mentais Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age) Parceiros Projecto co-financiado Projecto ri(age) Breve

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção Geral de Educação (DGE), o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), a Quercus, e o Green Project Awards (GPA),

Leia mais

Iniciativa igeo Mentes Criativas. Concurso de ideias para o desenvolvimento de uma aplicação para sistemas móveis (App)

Iniciativa igeo Mentes Criativas. Concurso de ideias para o desenvolvimento de uma aplicação para sistemas móveis (App) Iniciativa igeo Mentes Criativas Concurso de ideias para o desenvolvimento de uma aplicação para sistemas móveis (App) Coordenação: Equipa: Apoio: 1/8 REGULAMENTO Concurso de ideias para divulgação de

Leia mais

Regulamento Ser Cientista

Regulamento Ser Cientista 1 Regulamento Ser Cientista 1- Objetivos 1.1 - "Ser Cientista" é um programa que tem por objetivo proporcionar aos alunos do ensino secundário uma aproximação à realidade da investigação científica pela

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Primeiro Concurso de Desenho, Poesia e Redação da DESO: Por uma cultura de Saneamento Ambiental

Leia mais