REGULAMENTO Faz-te ao Vídeo!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO Faz-te ao Vídeo!"

Transcrição

1

2 O presente Regulamento define as regras de funcionamento do Concurso, cuja organização pertence à Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP). 1. Tema do Concurso: Eu visto a camisola do ensino e formação profissional 2. Objetivos do Concurso: - Partilhar experiências relacionadas com as vivências e as aprendizagens adquiridas no Dia do Ensino Profissional; - Reforçar a importância dos cursos profissionalizantes no contexto atual; - Promover a criação de uma cultura de ensino profissional; - Divulgar o ensino profissionalizante junto dos jovens, dos encarregados de educação, dos empresários e da comunidade em geral. Este Concurso tem como objetivo demonstrar, através de um pequeno vídeo, que o ensino profissionalizante é hoje uma realidade expressiva no contexto nacional, existindo em praticamente todas as escolas secundárias e centros de formação do país, o que revela uma grande mudança em termos de preferências e mentalidades e a tomada de consciência da relevância deste ensino, em particular no que se refere à questão da empregabilidade. Considerando que o ensino profissionalizante encerra em si mais-valias e valores próprios e que lhe são específicos, pretende-se, através deste Concurso, transmitir a ideia de que os cursos profissionalizantes conferem aos jovens as competências necessárias para que possam enfrentar o mundo profissional de hoje e de amanhã, não excluindo a possibilidade de prosseguimento de estudos de nível superior. Propõe-se assim que os jovens procedam a pequenas filmagens em vídeos sobre os momentos que considerem mais positivos e mais característicos do espírito da criação de uma cultura do ensino profissional, quer estejam no Jamor, quer estejam no espaço escolar, no dia 20 de março, o Dia do Ensino Profissional. Entende-se, para o efeito, por cursos profissionalizantes todas as modalidades formativas de nível secundário que proporcionam uma qualificação de nível 4 do Quadro Nacional de Qualificações. 3. Destinatários: O Concurso destina-se a todos os alunos de escolas públicas e privadas e outras entidades formadoras que se encontrem a frequentar cursos profissionalizantes (englobando qualquer modalidade de dupla certificação que confira o 12.º ano de escolaridade) e que queiram participar no Dia do Ensino Profissional que se irá realizar no dia 20 de março.

3 Os alunos poderão participar individualmente ou em grupo até ao máximo de 4 elementos (independentemente do vídeo a enviar a concurso poder integrar mais pessoas). 4. Categorias: Este concurso engloba duas categorias: a) Categoria Jamor Aqui - destina-se aos concorrentes que se encontrem, no dia 20 de março, no Centro Desportivo Nacional do Jamor, e que aceitem o desafio de conceber e realizar vídeos, recorrendo a meios próprios, como, por exemplo, os seus telemóveis, de forma a partilharem as experiências vividas ao longo deste dia; b) Categoria Dia 20, na minha escola destina-se aos concorrentes que festejam o Dia do Ensino Profissional na sua escola/entidade formadora. Estes concorrentes terão de criar vídeos com as atividades do dia, recorrendo a meios próprios, como, por exemplo, os seus telemóveis. 5. Etapas do Concurso: I - Participação Para participarem, os interessados deverão colocar o seu vídeo numa destas plataformas de streaming para vídeos: no YouTube, no Vimeo ou no Sapo Vídeos e remeter, até dia 25 de março, os links dos seus vídeos para o endereço: Para além do link do vídeo, é obrigatório enviar os seguintes dados: - Identificação de um elemento da equipa como mediador, responsável pelos contactos a efetuar com a ANQEP; - Nome do(s) autor(es) dos vídeos; - Contacto telefónico do autor ou mediador do grupo; - Endereço eletrónico do autor ou mediador do grupo; - Escola(s) do(s) autor(es) do vídeo; - Identificação do(s) curso(s) que o(s) autor(es) frequentam; No caso das participações em grupo, os candidatos deverão enviar os dados referidos de cada um dos quatro elementos desse mesmo grupo e indicar qual deles é o mediador das comunicações a efetuar com a ANQEP. Será ainda necessário identificar qual a categoria do concurso a que concorre cada equipa (individualmente ou em grupo). Cada equipa pode apresentar até 3 filmes.

4 II - Avaliação dos Vídeos enviados a concurso A Avaliação dos vídeos enviados a concurso obedece a duas etapas: 1.ª etapa: O júri, constituído pela equipa que gere as redes sociais da ANQEP, elegerá os cinco melhores trabalhos de cada categoria durante o mês de março. A classificação dos vídeos, pelo júri, para o top 5 de cada categoria, será determinada, tendo em atenção os seguintes critérios: Criatividade e originalidade; Adequação ao tema; Qualidade do vídeo. Cada um dos critérios será avaliado por cada membro do júri, numa escala de zero (0) a cinco (5) pontos. Em caso de empate prevalecerá o trabalho que obtiver melhor pontuação no item Criatividade e originalidade. 2.ª etapa: Durante a primeira quinzena de abril os 10 vídeos selecionados ( 5 de cada categoria) pelo júri serão disponibilizados pela ANQEP na sua página do Facebook, para votação pública. Os vencedores de cada categoria serão apurados em função do maior número de Likes que vier a ser obtido em cada vídeo. III - Comunicação aos vencedores Os autores dos trabalhos vencedores serão contactados, via ou telefone, pela equipa gestora da página do Facebook da ANQEP no prazo máximo de 10 dias úteis após o dia 16 de abril. Se após três tentativas de contacto ( e telefone) com o mediador de cada equipa não tiver sido possível estabelecer comunicação, o respetivo projeto será automaticamente desclassificado. IV - Exposição dos trabalhos vencedores Os trabalhos vencedores serão publicados na página do Facebook da ANQEP (http://www.facebook.com/anqep) e nos sites da ANQEP (www.anqep.gov.pt) e Mundo das Profissões (http://www.mp.anqep.gov.pt). Os trabalhos premiados (primeiros lugares) serão ainda publicados na Newsletter ANQEP. 6. Características do trabalho: São aceites vídeos em diversos formatos, com uma duração máxima de 2 minutos, que os participantes considerem adequados e que melhor evidenciem os objetivos do presente concurso.

5 7. Direitos de Autor: Os concorrentes cedem à ANQEP os direitos de autor para utilização em fotografia e vídeo dos trabalhos realizados, nomeadamente para publicação em livros, sites, redes sociais ou para outro tipo de divulgação. 8. Prémios: Os vencedores (1.º lugar em cada categoria) receberão um diploma de vencedores, uma pen, um mosquetão com bússola e uma caneta Like. O júri reserva para si o direito de poder vir a atribuir menções honrosas ou outro tipo de prémios ainda que não previstos no presente Regulamento. 9. Informações Adicionais: Os interessados poderão solicitar esclarecimentos até ao dia 19 de março para o júri do Concurso, através do 10. Casos Omissos: Os casos omissos ao presente Regulamento serão resolvidos pela entidade organizadora do Concurso.

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS 5264 Diário da República, 1.ª série N.º 167 30 de agosto de 2013 2 Os pagamentos aos trabalhadores, efetuados nos termos do n.º 2 do artigo 33.º, são enquadráveis no disposto nos n. os 4 a 7 do artigo

Leia mais

NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1

NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1 NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1 NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 2 FICHA TÉCNICA

Leia mais

20.12.2013 Jornal Oficial da União Europeia L 347/81

20.12.2013 Jornal Oficial da União Europeia L 347/81 20.12.2013 Jornal Oficial da União Europeia L 347/81 REGULAMENTO (UE) N. o 1290/2013 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 11 de dezembro de 2013 que estabelece as regras de participação e difusão relativas

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Diário da República, 1.ª série N.º 210 30 de outubro de 2012 6237 QUADRO ANEXO (a que se refere o n.º 2 do artigo 4.º) Formação teórica 1 A IGAMAOT no âmbito do controlo da administração financeira do

Leia mais

B1. Os cases deverão constituir real contribuição prática ao avanço técnico ou operacional da gestão de pessoas.

B1. Os cases deverão constituir real contribuição prática ao avanço técnico ou operacional da gestão de pessoas. PRÊMIO SER HUMANO OSWALDO CHECCHIA 2015 MODALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS / EMPRESA A. OBJETIVO A1. O Prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia Modalidade Gestão de Pessoas / Empresa premia os cases ou projetos implantados

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMARANTE REGULAMENTO DO PROJECTO A MELHOR TURMA DO CURSO. A. Enquadramento do Projecto A Melhor Turma do Curso (MTC)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMARANTE REGULAMENTO DO PROJECTO A MELHOR TURMA DO CURSO. A. Enquadramento do Projecto A Melhor Turma do Curso (MTC) ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMARANTE REGULAMENTO DO PROJECTO A MELHOR TURMA DO CURSO A. Enquadramento do Projecto A Melhor Turma do Curso (MTC) 1. A nossa Escola tem desenvolvido ao longo dos anos um trabalho

Leia mais

2242 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 60 24 de Março de 2006 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR

2242 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 60 24 de Março de 2006 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR 2242 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 60 24 de Março de 2006 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Decreto-Lei n. o 74/2006 de 24 de Março O Programa do XVII Governo estabeleceu como um

Leia mais

PARTE C MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. 12320-(4) Diário da República, 2.ª série N.º 72 12 de abril de 2013

PARTE C MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. 12320-(4) Diário da República, 2.ª série N.º 72 12 de abril de 2013 12320-(4) Diário da República, 2.ª série N.º 72 12 de abril de 2013 PARTE C MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Gabinetes do Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar e do Secretário de Estado

Leia mais

ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR

ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR FICHA TÉCNICA Título: Guia Geral de Exames 2015 Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário e Acesso ao Ensino Superior Composição: Direção-Geral

Leia mais

1988-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 102 4-5-1998 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

1988-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 102 4-5-1998 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 1988-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 102 4-5-1998 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Decreto-Lei n. o 115-A/98 de 4 de Maio A autonomia das escolas e a descentralização constituem aspectos fundamentais de uma

Leia mais

Erasmus+ Guia do Programa

Erasmus+ Guia do Programa Erasmus+ Guia do Programa No caso de significados divergentes entre as diversas versões linguísticas, prevalece a versão inglesa. Versão 3 (2015): 16/12/2014 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 6 PARTE A - INFORMAÇÕES

Leia mais

APURAMENTO DO CUSTO MÉDIO POR ALUNO

APURAMENTO DO CUSTO MÉDIO POR ALUNO APURAMENTO DO CUSTO MÉDIO POR ALUNO 2ª SECÇÃO RELATÓRIO N.º 31/2012 Proc.º n.º 39/2011 1/92 ÍNDICE ÍNDICE... 1 Índice de quadros... 3 Índice de gráficos... 4 Relação de siglas... 5 Glossário... 6 Fontes

Leia mais

Direitos do estudante no estrangeiro

Direitos do estudante no estrangeiro in EUROPE http://europa.eu/youthonthemove Direitos do estudante no estrangeiro Guia dos Direitos dos Estudantes em Mobilidade na União Europeia Europe Direct é um serviço que responde às suas perguntas

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR. Diário da República, 1.ª série N.º 121 25 de Junho de 2008 3835

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR. Diário da República, 1.ª série N.º 121 25 de Junho de 2008 3835 Diário da República, 1.ª série N.º 121 25 de Junho de 2008 3835 2 A organização interna da Fundação rege-se por regulamentos próprios, aprovados pelo conselho de administração, nos quais se estabelece

Leia mais

Anexo 3. Versão final do texto do Aviso, a encaminhar para publicação em D.R.

Anexo 3. Versão final do texto do Aviso, a encaminhar para publicação em D.R. Anexo 3 Versão final do texto do Aviso, a encaminhar para publicação em D.R. TÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objecto Artigo 5.º Supervisão Artigo 2.º Definições Artigo 6.º Agentes de instituições

Leia mais

TÍTULO I. 6358 Diário da República, 1.ª série N.º 174 10 de Setembro de 2007. Princípios e disposições comuns. Artigo 8.º

TÍTULO I. 6358 Diário da República, 1.ª série N.º 174 10 de Setembro de 2007. Princípios e disposições comuns. Artigo 8.º 6358 Diário da República, 1.ª série N.º 174 10 de Setembro de 2007 Artigo 8.º Revisão da programação 1 O Governo deve apresentar de dois em dois anos, nos anos ímpares, uma proposta de lei de revisão da

Leia mais

Fixa normas para elaboração do Regimento dos Estabelecimentos de Ensino Fundamental e Médio

Fixa normas para elaboração do Regimento dos Estabelecimentos de Ensino Fundamental e Médio ( * ) DELIBERAÇÃO CEE Nº 10/97 Fixa normas para elaboração do Regimento dos Estabelecimentos de Ensino Fundamental e Médio O Conselho Estadual de Educação, com fundamento na Lei federal nº 9.394, de 20

Leia mais

Lei n.º 102/2009 de 10 de Setembro. Regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho

Lei n.º 102/2009 de 10 de Setembro. Regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho Lei n.º 102/2009 de 10 de Setembro Regime jurídico da promoção da segurança e saúde no trabalho A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: CAPÍTULO

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR EDUCAÇÃO. p a r a a E d u c a ç ã o P r é - E s c o l a r M I N I S T É R I O D A E D U C A Ç Ã O

PRÉ-ESCOLAR EDUCAÇÃO. p a r a a E d u c a ç ã o P r é - E s c o l a r M I N I S T É R I O D A E D U C A Ç Ã O PRÉ-ESCOLAR EDUCAÇÃO O r i e n t a ç õ e s C u r r i c u l a r e s p a r a a E d u c a ç ã o P r é - E s c o l a r M I N I S T É R I O D A E D U C A Ç Ã O Departamento da Educação Básica Núcleo de Educação

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. 2702 Diário da República, 1.ª série N.º 100 23 de maio de 2012

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS MINISTÉRIO DAS FINANÇAS. 2702 Diário da República, 1.ª série N.º 100 23 de maio de 2012 2702 Diário da República, 1.ª série N.º 100 23 de maio de 2012 PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Secretaria-Geral Declaração de Retificação n.º 25/2012 Nos termos das disposições conjugadas na alínea

Leia mais

Erasmus+ Guia do programa. Válido a partir de 1 de janeiro de 2014

Erasmus+ Guia do programa. Válido a partir de 1 de janeiro de 2014 Erasmus+ Guia do programa Válido a partir de 1 de janeiro de 2014 Versão 3: 04/06/2014 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 8 PARTE A - INFORMAÇÕES GERAIS ACERCA DO PROGRAMA ERASMUS+... 10 Quais são os objetivos e as

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS quadro de referência estratégico nacional Deliberações CMC QREN: 18/09/2009, 20/04/2010, 21/01/2011 e 21/12/2011 REGULAMENTO GERAL DO FUNDO EUROPEU DE Entrada em vigor DA ÚLTIMA ALTERAÇÃO em 21/12/2011

Leia mais

Nota metodológica de apoio ao desenho de qualificações no âmbito da candidatura aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP)

Nota metodológica de apoio ao desenho de qualificações no âmbito da candidatura aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) Nota metodológica de apoio ao desenho de qualificações no âmbito da candidatura aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I.P (ANQEP,

Leia mais

A PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO EM MEIO ESCOLAR. Relatório das Jornadas de Trabalho

A PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO EM MEIO ESCOLAR. Relatório das Jornadas de Trabalho A PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO EM MEIO ESCOLAR Relatório das Jornadas de Trabalho julho de 2013 Ficha Técnica Título A Psicologia e Orientação em Meio Escolar Relatório das Jornadas de Trabalho Autores Edgar

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL M DE SESIMBRA. Sesimbra

CÂMARA MUNICIPAL M DE SESIMBRA. Sesimbra CÂMARA MUNICIPAL M DE SESIMBRA Normas de Participação do Passatempo Sesimbra é Peixe e Arte na Rua Sendo da competência da Câmaraa Municipal de Sesimbra, promover e apoiar o desenvolvimento de atividades

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO N. o 7 6 de Março de 00 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 9 Tendo em conta o desejo comum de desenvolver relações de cooperação mais estreitas no domínio da luta contra a droga e toxicodependência, expresso

Leia mais

VIVA RIO SAÚDE EDITAL N 01/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE EQUIPE CONSULTORIO NA RUA A.P 3.3

VIVA RIO SAÚDE EDITAL N 01/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE EQUIPE CONSULTORIO NA RUA A.P 3.3 VIVA RIO SAÚDE EDITAL N 01/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE EQUIPE CONSULTORIO NA RUA A.P 3.3 A Organização Social em Saúde (OSS) VIVA RIO, por meio do presente Edital, torna pública a abertura

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO Portaria nº 985/2009, de 4 de setembro, com a redação que lhe foi dada pela Portaria n.º 58/2011, de 28 de janeiro

Leia mais

Como ter sucesso na educação a distância

Como ter sucesso na educação a distância Metodologia Diferenciada Ambiente de Aprendizagem Moderno Inovação Continuada e Empreendedorismo Como ter sucesso na educação a distância 1 Regulamento 2 1 Como ter sucesso na educação a distância Para

Leia mais