INFLUÊNCIA DOS JOGOS NO CAMPO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFLUÊNCIA DOS JOGOS NO CAMPO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL"

Transcrição

1 INFLUÊNCIA DOS JOGOS NO CAMPO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL Marcelo de Souza 1 Prof. Adilson Vahldick, Inteligência Artificial RESUMO: O desenvolvimento de jogos é um campo que atrai muitos desenvolvedores e que vem crescendo com o passar dos anos. Paralelo a este crescimento, aumenta a utilização de técnicas de inteligência artificial embutida nesta classe de software, provendo realidade e diversão aos jogos disponíveis no mercado. Neste contexto, há uma forte influência dos jogos sobre o desenvolvimento das técnicas de inteligência artificial, a qual será tratada no decorrer deste artigo. Palavras-chave: Jogos eletrônicos. Inteligência artificial. Game IA. 1 INTRODUÇÃO A inteligência artificial (ou IA) é uma área de pesquisa recente, apesar disso Coppin (2004) aborda o fato de suas bases surgirem a milhares de anos e suas influências serem dos mais variados contextos. De maneira geral, Tanimoto (1987) conceitua inteligência artificial como um campo de estudos que engloba uma série de técnicas computacionais, com o intuito de executar tarefas que requerem inteligência e conhecimento humano de maneira eficiente. Com o crescimento da computação e da capacidade de processamento, a inteligência artificial se desenvolveu largamente, estando presente em vários contextos tecnológicos vivenciados pelas pessoas em seu cotidiano. Uma das divisões que este campo possui é a IA acadêmica e IA para jogos. IA acadêmica é aquela com objetivo de recriar a inteligência humana, desenvolver técnicas de desenvolvimento de software e agentes inteligentes (SCHWAB, 2004, apud KISHIMOTO, 2004). Por outro lado, a IA para jogos, conforme Tozour (2002), preocupa-se em como o sistema age, não como pensa. Em outras palavras, sua importância está nos resultados, com o intuito de proporcionar diversão e jogabilidade. A utilização de inteligência artificial em jogos eletrônicos agrega reais melhorias a estes softwares, conforme aborda Kishimoto (2004), é possível aumentar a experiência e imersão do jogo, melhorando sua jogabilidade. De maneira similar, os jogos cada vez mais exigem uma inteligência elaborada em seus personagens, enredo e cenários. Com isso, surgem Catarina, Acadêmico do curso de Bacharelado em Sistemas de Informação da Universidade do Estado de Santa

2 alguns problemas a serem resolvidos, o que acaba por desenvolver cada vez mais as áreas de estudo da inteligência artificial. Em outras palavras, a IA fornece benefícios aos jogos, ao passo que estes fazem com que o campo cresça e se desenvolva. O presente artigo aborda esta e outras influências dos jogos na inteligência artificial. 2 DESENVOLVIMENTO 2.1 JOGOS INTELIGENTES De acordo com Coppin (2004), a área de jogos tem despertado interesse no campo de pesquisa em inteligência artificial. O primeiro jogo a apresentar uma certa inteligência foi o OXO de 1952, onde o usuário duelava contra o computador. Nas décadas seguintes, conforme Yamamoto (2002), vários jogos dotados de inteligência artificial foram lançados utilizando conceitos da IA acadêmica de maneira simplificada. O grande marco ocorreu em 1997, quando através do Deep Blue, um computador derrotou o melhor jogador de xadrez do mundo. Dessa forma, uma importante contribuição dos jogos para a IA é a atração para essa área de estudos, ocasionada pela natureza abstrata e convidativa dos jogos (RUSSEL, 2004, apud FLAUSINO, 2007), o que faz com que cientistas e pesquisadores sintam-se atraídos para a área e para o desenvolvimento da inteligência artificial como um todo. Os jogos, com o passar do tempo foram sendo aperfeiçoados. Conforme explica Yamamoto (2002), à medida que os gráficos, a qualidade de imagem, a capacidade de processamento aumentava, a exigência dos jogadores por um produto divertido também crescia. A necessidade de elementos com personalidade, histórias em tempo real e comportamentos era fato. A inteligência artificial configurava-se imprescindível, ao passo que suas técnicas cresciam e se desenvolviam juntamente com os softwares. A tabela 1 apresenta os grandes lançamentos de jogos e as técnicas IA utilizadas em cada um deles. Tabela 1. Histórico de técnicas de inteligência artificial em jogos Ano Jogo Técnicas IA 1952 OXO Busca em árvore 1958 Jogo xadrez Poda alpha-beta 1974 Qwak Padrão de movimentação 1980 Pacman Movimentação com personalidade 1989 SimCity A-life (DNA virtual) e Autômata Celular 1990 Herzog Zwei Máquina de estados finita, pathfinding 1996 Battlecruiser 3000AD Redes neurais

3 2000 The Sims Máquina de estados Fuzzy e A-life 2001 Black & White Redes neurais e aprendizado por esforço Fonte: Adaptado de Yamamoto (2002) 2.2 DESENVOLVIMENTO DAS TÉCNICAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL Os jogos cresceram e se desenvolveram ao longo de toda sua história, tornando-se mais inteligentes e intuitivos. Paralelo ao crescimento dessa área, deu-se então o aprimoramento da inteligência artificial e das técnicas por ela utilizadas. Neste contexto afirma-se, com base nas ideias de Funge (2004) que esta é a maior influência e contribuição dos jogos sobre a IA. Através dessa demanda crescente de inteligência em games, foram impulsionadas pesquisas e estudos nas técnicas embarcadas neste tipo de sistema, bem como o desenvolvimento de novas metodologias de comportamento em ambientes virtuais. Dentre as principais técnicas utilizadas em jogos está a utilização de algoritmos determinísticos e padrões de movimento, compostos por algoritmos de perseguição e evasão. A utilização de máquinas de estado também é crescente, ela define os estados em que determinado personagem pode se encontrar, bem como as trocas e comportamentos baseados nestas situações. Sistemas especialistas auxiliam na resolução de problemas com estados globais, abrangentes e complexos utilizando uma base de regras. Outra forte implementação são os algoritmos de busca, que através de heurísticas provêm uma busca inteligente e inserem no personagem esta mesma natureza, a inteligência. Por fim, dentre as principais técnicas utilizadas pode-se citar os algoritmos genéticos, onde cria-se um DNA virtual, uma série de valores representando parâmetros da espécie modelada. Estas, dentre outras técnicas de implementação, são capazes de prover aos softwares, inteligência similar à humana, e foram as que mais cresceram em virtude da demanda necessária aos motores dos jogos nos últimos 10 anos. (KISHIMOTO, 2004). Além da atração ao campo da inteligência artificial possibilitada pelos jogos e o desenvolvimento dessa área paralelo ao seu crescimento, outra importante influência é visível neste contexto. Conforme Coppin (2004), muitos dos jogos que implementam técnicas de IA podem ser utilizados como ferramentas de aprendizado nesta área. Um exemplo clássico é o Go-Moku, uma versão simplificada do jogo de tabuleiro Go, utilizado principalmente para o ensino de inteligência artificial. Conceitos como busca em árvores, lógica nebulosa, padrões de movimento e DNA virtual podem ser perfeitamente aplicados em ambientes de jogos, facilitando o aprendizado e ilustrando exemplos de implementação desses algoritmos.

4 3 CONCLUSÃO O crescente desenvolvimento e aprimoramento dos jogos é evidente. À medida que a exigência deste conjunto de usuários (jogadores) cresce, a inteligência artificial torna-se necessária para a criação de uma realidade virtual intuitiva (FLAUSINO, 2007). Alguns importantes aspectos podem ser levantados quanto às influências que os jogos eletrônicos possuem sobre o campo da inteligência artificial. O primeiro deles, o fato dos jogos tornarem a inteligência artificial como uma área atrativa para estudos. Muitas são as pessoas que possuem contato com jogos eletrônicos, o que desperta interesse quanto ao seu desenvolvimento e funcionamento interno. Novos pesquisadores e desenvolvedores sentem-se atraídos pela área da IA aplicada aos jogos. Outro aspecto, talvez o mais importante, é o crescimento que os jogos proporcionaram para a IA. Novas descobertas, novos conceitos desenvolvidos e o aprimoramento das técnicas existentes ocorreram devido ao impulso causado pela demanda dos jogos. O estágio em que a inteligência dos sistemas encontra-se hoje foi alcançada grande parte através dos motores inteligentes projetados. Por fim, os jogos configuram-se ainda como uma importante ferramenta de aprendizado de IA, influência esta muito positiva, uma vez que jogos simples como o de xadrez podem ilustrar perfeitamente aplicações inteligentes na sua resolução. Jogos passam a caracterizar-se como uma metodologia de ensino na computação. 4 REFERÊNCIAS COPPIN, Ben. Inteligência Artificial. 1ª Edição. Rio de Janeiro: LTC, KISHIMOTO, André. Inteligência artificial em jogos eletrônicos p. Disponível em: Acesso em: 11 out TOZOUR, Paul. The Evolution of Game AI from AI Game Programming Wisdom. Hingham: Charles River Media YAMAMOTO, F. S. Inteligência Artificial em Jogos Eletrônicos Interativos. Universidade de São Paulo - EPUSP, FLAUSINO, Rodrigo. Estado da Arte da Inteligência Artificial para jogos eletrônicos Disponível em: <http://www.rodrigoflausino.com/blog /artigos-e-tutoriais/estado-daarte-da-inteligencia-artificial-para-jogos-eletronicos />. Acesso em: 12 outubro, FUNGE, John David. Artificial Intelligence for Computer Games: An Introduction. Natick: AK Peters

5 TANIMOTO, Steven L. The Elements of Artificial Intelligence. 1ª Edição. Washington: Computer Science Press, 1987.

PARADIGMAS DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM JOGOS ELETRÔNICOS

PARADIGMAS DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM JOGOS ELETRÔNICOS PARADIGMAS DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM JOGOS ELETRÔNICOS João Antônio Bezerra Rodrigues¹, Késsia Rita da C. Marchi¹, Jaime William Dias¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil joaoabrodrigues@outlook.com

Leia mais

Inteligência Artificial em Jogos Eletrônicos

Inteligência Artificial em Jogos Eletrônicos André Kishimoto http://www.tupinihon.com http://www.tupinihon.info kishimoto@tupinihon.com RESUMO Pesquisa sobre o uso da inteligência artificial em jogos eletrônicos para computadores e videogames, desde

Leia mais

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E SUA APLICABILIDADE NOS JOGOS

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E SUA APLICABILIDADE NOS JOGOS INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E SUA APLICABILIDADE NOS JOGOS Aline Ferraz da Silva 1 Carine Bueira Loureiro 2 Resumo: Este artigo trata do projeto de Trabalho

Leia mais

Utilização de Agentes Inteligentes no desenvolvimento de um Jogo RPG para dispositivos móveis

Utilização de Agentes Inteligentes no desenvolvimento de um Jogo RPG para dispositivos móveis Utilização de Agentes Inteligentes no desenvolvimento de um Jogo RPG para dispositivos móveis Heitor de Sousa Miranda, Fernando Luiz de Oliveira Curso de Sistemas de Informação - CEULP/ULBRA Teotônio Segurado

Leia mais

Inteligência Artificial para Jogos Eletrônicos

Inteligência Artificial para Jogos Eletrônicos Inteligência Artificial para Jogos Eletrônicos Prof. Marcelo Henrique dos Santos O que é Inteligência Artificial? inteligência apresentada por uma entidade artificial (geralmente um computador); ramo da

Leia mais

Jogos em Inteligência Artificial

Jogos em Inteligência Artificial Jogos em Inteligência Artificial Inteligência Artificial I Ricardo Borges Cícero Augusto Mauricio Volkweis Professora Andrea Konzen Torres - RS, Junho de 2003 Sumário Introdução 1 Objetivos 2 Histórico

Leia mais

Máquinas de Estados Finitos Aplicados a Jogos Eletrônicos

Máquinas de Estados Finitos Aplicados a Jogos Eletrônicos 1 Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery http://re.granbery.edu.br - ISSN 1981 0377 Curso de Sistemas de Informação N.14, JUL/DEZ2013 Máquinas de Estados Finitos Aplicados a Jogos Eletrônicos

Leia mais

AULA 2. Aspectos Técnicos. Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com. MBA em Marketing Digital SOCIAL GAMES

AULA 2. Aspectos Técnicos. Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com. MBA em Marketing Digital SOCIAL GAMES MBA em Marketing Digital SOCIAL GAMES AULA 2 Luciano Roberto Rocha Aspectos Técnicos Ponta Grossa, 31 de agosto de 2013 ROTEIRO Papéis Processos Plataformas Ferramentas 2 PAPÉIS O desenvolvimento de um

Leia mais

INF 1771 Inteligência Artificial

INF 1771 Inteligência Artificial Edirlei Soares de Lima INF 1771 Inteligência Artificial Aula 24 Inteligência Artificial em Jogos Introdução Surgiu com a criação dos primeiros jogos (Pac-Man, Space Invaders...).

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA MODALIDADE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (BOLSA PIC/FACIT/FAPEMIG)

PROJETO DE PESQUISA MODALIDADE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (BOLSA PIC/FACIT/FAPEMIG) PROJETO DE PESQUISA MODALIDADE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (BOLSA PIC/FACIT/FAPEMIG) MONTES CLAROS FEVEREIRO/2014 COORDENAÇÃO DE PESQUISA PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DISPOSITIVOS MÓVEIS INTELIGENTES ORIENTADOR:

Leia mais

Projeto de Jogos Parte I PUCPR - Tutoria de Jogos - 1º Ano - 2006

Projeto de Jogos Parte I PUCPR - Tutoria de Jogos - 1º Ano - 2006 Projeto de Jogos Parte I PUCPR - Tutoria de Jogos - 1º Ano - 2006 Paulo V. W. Radtke pvwradtke@gmail.com http://www.ppgia.pucpr.br/~radtke/jogos Conteúdo Introdução Por quê projetar? Elementos do projeto

Leia mais

Jogo de Tabuleiro - Mancala Relatório Final

Jogo de Tabuleiro - Mancala Relatório Final Jogo de Tabuleiro - Mancala Relatório Final Inteligência Artificial 3º ano do Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação Elementos do Grupo: Bruno Lima 080509068 bruno.lima@fe.up.pt Pedro

Leia mais

Seleção de Livros sobre Desenvolvimento de Jogos. Por Marcos Romero Dezembro / 2008

Seleção de Livros sobre Desenvolvimento de Jogos. Por Marcos Romero Dezembro / 2008 Seleção de Livros sobre Desenvolvimento de Jogos Por Marcos Romero Dezembro / 2008 Categoria: Essencial Desenvolvimento de jogos 3d e aplicações em tempo real Programação de jogos com C++ e Directx Modelagem

Leia mais

O Processo de Desenvolvimento de Software. Engenharia de Software

O Processo de Desenvolvimento de Software. Engenharia de Software O Processo de Desenvolvimento de Software Engenharia de Software 1 Sumário: Software Definição, características e aplicações; Evolução; Crise do Software Problemas e causas; Mitos do Software. Paradigmas

Leia mais

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Fabrício Brasiliense Departamento de Informática e Estatística(INE) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Campus Universitário Trindade-

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Projeto Gene: Ambiente de Apoio à Aprendizagem de Genética Baseado em Tamagotchi

Leia mais

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial Inteligência Artificial As organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus trabalhadores do conhecimento com ferramentas e técnicas

Leia mais

Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial

Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial João Marques Salomão Rodrigo Varejão Andreão Inteligência Artificial Definição (Fonte: AAAI ): "the scientific understanding of the mechanisms

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENSINO TÉCNICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FAETERJ Petrópolis Área de Extensão PLANO DE CURSO

FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENSINO TÉCNICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FAETERJ Petrópolis Área de Extensão PLANO DE CURSO FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENINO TÉCNICO DO ETADO DO RIO DE JANEIRO PLANO DE CURO 1. Identificação Curso de Extensão: INTRODUÇÃO AO ITEMA INTELIGENTE Professor Regente: José Carlos Tavares da ilva Carga Horária:

Leia mais

EVIL ANGEL CHIBI - SCAPE OF DEATH

EVIL ANGEL CHIBI - SCAPE OF DEATH EVIL ANGEL CHIBI - SCAPE OF DEATH RAMARI, L.; FERNANDES, F.N. RESUMO O artigo apresenta o funcionamento de jogos na plataforma 2D, descrevendo os principais tipos de jogos e mostrando os passos básicos

Leia mais

Professor: Ronilson Morais Lobo. Salvador / 2015

Professor: Ronilson Morais Lobo. Salvador / 2015 Professor: Ronilson Morais Lobo Salvador / 2015 Introdução Motivação: Criar uma metodologia, Protótipar cenários reais, Proporcionar jogos divertidos, intuitivos e colaborativos. Tecnologia, Conceitos

Leia mais

LEAS ONLINE: PROTÓTIPO DE UM JOGO DE MMORPG

LEAS ONLINE: PROTÓTIPO DE UM JOGO DE MMORPG LEAS ONLINE: PROTÓTIPO DE UM JOGO DE MMORPG Wesllen de Oliveira Delfino, Larissa Pavarini da Luz wesllendelfino@hotmail.com,larissa.luz01@fatec.sp.gov.br Projeto de Iniciação Científica Larissa Pavarini

Leia mais

Game Design e Tecnologia na Incubadora

Game Design e Tecnologia na Incubadora Game Design e Tecnologia na Incubadora INCUBADORA versão final Introdução Inspirado em jogos de simulação como The Sims, INCUBADORA versão final é um espetáculo-jogo, que promove a reflexão sobre os modos

Leia mais

UTILIZAÇÃO DAS METODOLOGIAS ÁGEIS XP E SCRUM PARA O DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE APLICAÇÕES

UTILIZAÇÃO DAS METODOLOGIAS ÁGEIS XP E SCRUM PARA O DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE APLICAÇÕES UTILIZAÇÃO DAS METODOLOGIAS ÁGEIS XP E SCRUM PARA O DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE APLICAÇÕES Marcelo Augusto Lima Painka¹, Késsia Rita da Costa Marchi¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO MÁQUINAS DE COMITÊ APLICADAS À FILTRAGEM DE SPAM Monografia submetida à UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA para a obtenção do grau de BACHAREL

Leia mais

REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Software Sequencia de Instruções a serem seguidas ou executadas Dados e rotinas desenvolvidos por computadores Programas

Leia mais

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia.

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia. 1 Introdução aos Sistemas de Informação 2002 Aula 4 - Desenvolvimento de software e seus paradigmas Paradigmas de Desenvolvimento de Software Pode-se considerar 3 tipos de paradigmas que norteiam a atividade

Leia mais

Marcelo Pereira Bergamaschi

Marcelo Pereira Bergamaschi Marcelo Pereira Bergamaschi Bergamaschi Graduado em Bacharelado em Matemática UNISANTA - 1986 Pós-graduado em Ciência da Computação UNISANTA - 1991 Pós-graduado em Sistemas de Informação UFU - 2002 Mestre

Leia mais

TÍTULO: AMBIENTE VIRTUAL PARA O ENSINO DE LÓGICA PARA CRIANÇAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA

TÍTULO: AMBIENTE VIRTUAL PARA O ENSINO DE LÓGICA PARA CRIANÇAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA TÍTULO: AMBIENTE VIRTUAL PARA O ENSINO DE LÓGICA PARA CRIANÇAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE GUARULHOS

Leia mais

Um estudo sobre o desenvolvimento de jogos para portadores de necessidades especiais Proposta de Trabalho de Graduação em Ciência da Computação

Um estudo sobre o desenvolvimento de jogos para portadores de necessidades especiais Proposta de Trabalho de Graduação em Ciência da Computação UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA Um estudo sobre o desenvolvimento de jogos para portadores de necessidades especiais Proposta de Trabalho de Graduação em Ciência da Computação

Leia mais

INF 1771 Inteligência Artificial

INF 1771 Inteligência Artificial Edirlei Soares de Lima INF 1771 Inteligência Artificial Aula 12 Aprendizado de Máquina Agentes Vistos Anteriormente Agentes baseados em busca: Busca cega Busca heurística Busca local

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO e Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de Programação II, com 9 Algoritmos e Estrutura de

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 6ª Série Teoria da Computação Ciência da Computação A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes Gerenciamento de Redes As redes de computadores atuais são compostas por uma grande variedade de dispositivos que devem se comunicar e compartilhar recursos. Na maioria dos casos, a eficiência dos serviços

Leia mais

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO ICPG GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Msc. Saulo Popov Zambiasi (saulopz@gmail.com) 11/07/08 10:25 Informação - ICPG - Criciuma - SC 1 Informação - ICPG - Criciuma -

Leia mais

IA: Busca Competitiva. Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

IA: Busca Competitiva. Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br IA: Busca Competitiva Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Introdução Árvores de Jogos Minimax Antecipação Limitada Poda Alfa-beta Introdução Jogos têm sido continuamente uma importante

Leia mais

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Ana Paula Carrion 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1, Jaime Willian Dias 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil anapaulacarrion@hotmail.com,

Leia mais

Jogos Eletrônicos: mapeando novas perspectivas

Jogos Eletrônicos: mapeando novas perspectivas Organizadores: Anita Maria da Rocha Fernandes Esteban Walter Gonzalez Clua Lynn Alves Rudimar Luis Scaranto Dazzi Jogos Eletrônicos: mapeando novas perspectivas Visual Books Sumário Apresentação...13 1

Leia mais

O que é software? Software e Engenharia de Software. O que é software? Tipos de Sistemas de Software. A Evolução do Software

O que é software? Software e Engenharia de Software. O que é software? Tipos de Sistemas de Software. A Evolução do Software O que é software? Software e Engenharia de Software Programas de computador Entidade abstrata. Ferramentas (mecanismos) pelas quais: exploramos os recursos do hardware. executamos determinadas tarefas

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas. Engenharia de Software. Análise e Projeto de Sistemas. Contextualização. Perspectiva Histórica. A Evolução do Software

Análise e Projeto de Sistemas. Engenharia de Software. Análise e Projeto de Sistemas. Contextualização. Perspectiva Histórica. A Evolução do Software Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Contextualização ENGENHARIA DE SOFTWARE ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS ENGENHARIA DA INFORMAÇÃO Perspectiva Histórica Engenharia de Software 1940:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA DE SOFTWARE, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Como Melhorar a Tomada de Decisão e a Gestão do Conhecimento Capítulo

Leia mais

Alguns aspectos relevantes na elaboração de Projetos Estruturais Informatizados

Alguns aspectos relevantes na elaboração de Projetos Estruturais Informatizados Alguns aspectos relevantes na elaboração de Projetos Estruturais Informatizados Nelson Covas TQS Informática Ltda. Introdução Figura 1 Desenho 3D de edificação Pode-se constatar que as edificações comerciais,

Leia mais

Engenharia de Software I. Prof. André Castro Garcia

Engenharia de Software I. Prof. André Castro Garcia Engenharia de Software I Prof. André Castro Garcia 1. Introdução 1.1 A IMPORTÂNCIA DO SOFTWARE Nas primeiras décadas da era do computador, o principal desafio era desenvolver um hardware que reduzisse

Leia mais

JOGOS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL. Um Relato de Experiência do Projeto de Inovação com Tecnologias Educacionais

JOGOS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL. Um Relato de Experiência do Projeto de Inovação com Tecnologias Educacionais JOGOS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Um Relato de Experiência do Projeto de Inovação com Tecnologias Educacionais O SENAI estimula e aperfeiçoa as tecnologias educacionais para suprir as necessidades

Leia mais

UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE

UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE Universidade Federal de Minas Gerais Elisa Castro Pedro Henrique Ferreira Simas Ricardo Freitas de Paula UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE Belo Horizonte 2011 O Ensino a Distância da Estatística Básica

Leia mais

TEORIA DOS JOGOS E APRENDIZADO

TEORIA DOS JOGOS E APRENDIZADO TEORIA DOS JOGOS E APRENDIZADO DE MÁQUINA Estudos Iniciais André Filipe de Moraes Batista Disciplina de Aprendizagem de Máquina UFABC 2010 TEORIA DOS JOGOS Ramo da matemática aplicada estuda situações

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Gamificação. Ensino de Programação. Jogos educacionais. Interdisciplinaridade.

PALAVRAS CHAVE: Gamificação. Ensino de Programação. Jogos educacionais. Interdisciplinaridade. O ENSINO DE PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES BASEADO EM JOGOS * Cristiano da Silveira Colombo Instituto Federal do Espírito Santo RESUMO: As dificuldades encontradas por alunos no processo de ensino-aprendizagem

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Warehouse - Conceitos Hoje em dia uma organização precisa utilizar toda informação disponível para criar e manter vantagem competitiva. Sai na

Leia mais

Comportamento de personagens em jogos de computador

Comportamento de personagens em jogos de computador Comportamento de personagens em jogos de computador Deise Miranda Borges¹, Rafael Gonçalves Barreira¹, Jackson Gomes de Souza¹ ¹Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO Profº. Edson T. França edson.franca@uninove.br Software Sistemas Conjunto de elementos, entre os quais haja alguma relação Disposição das partes ou dos elementos de um

Leia mais

Linguagens Formais e Autômatos

Linguagens Formais e Autômatos Linguagens Formais e Autômatos SLIDE 1 Professor Júlio Cesar da Silva juliocesar@eloquium.com.br site: http://eloquium.com.br/ twitter: @profjuliocsilva facebook: https://www.facebook.com/paginaeloquium

Leia mais

Manual do KDots. Minh Ngo Tradução: André Marcelo Alvarenga

Manual do KDots. Minh Ngo Tradução: André Marcelo Alvarenga Minh Ngo Tradução: André Marcelo Alvarenga 2 Conteúdo 1 Introdução 5 2 Regras, estratégias e dicas do jogo 6 2.1 Conexões remotas...................................... 7 3 Apresentação da interface 8 3.1

Leia mais

IA: Introdução. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

IA: Introdução. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br IA: Introdução Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário O que é Inteligência Artificial? IA forte e IA fraca Métodos fortes e Métodos fracos De Aristóteles a Babbage Alan Turing e

Leia mais

Jogos - aula 2. Prof. Luis Otavio Alvares II / UFRGS

Jogos - aula 2. Prof. Luis Otavio Alvares II / UFRGS Jogos - aula 2 Prof. Luis Otavio Alvares II / UFRGS 1 Função de avaliação: Xadrez chines 2 Xadrez chinês Exemplo de função de avaliação: o valor das peças é de acordo com a sua posição: 12 para a última

Leia mais

- Aula 02_2012 - Profa. Ms. Karen Reis

- Aula 02_2012 - Profa. Ms. Karen Reis Protótipos de Jogos Digitais - Aula 02_2012-1 Definição para JOGO DIGITAL (GAME) É uma atividade lúdica composta por uma série de ações e decisões, limitado por regras e pelo universo do GAME, que resultam

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

REALIDADE AUMENTADA NO AUXILIO A EDUCAÇÃO PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA MOTORA E MENTAL

REALIDADE AUMENTADA NO AUXILIO A EDUCAÇÃO PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA MOTORA E MENTAL 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA (X) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

FRAMEWORK PARA GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE

FRAMEWORK PARA GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE UNIVERSI DADE FEDE RAL DE PE RN AM BUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA FRAMEWORK PARA GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE ASSETS GRÁFICOS EM JOGOS 2D Proposta de Trabalho de Graduação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA E COMPUTAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA E COMPUTAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA E COMPUTAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA Estudo e aperfeiçoamento da técnica de Steering Behaviors na simulação física de fluidos

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

3 Aprendizado de Máquina em Jogos Eletrônicos

3 Aprendizado de Máquina em Jogos Eletrônicos 3 Aprendizado de Máquina em Jogos Eletrônicos Jogos populares como xadrez e dama foram um dos pioneiros a utilizarem técnicas de Aprendizado de Máquina (AM), também denominada na literatura como Machine

Leia mais

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007)

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007) 1 Introdução Em todo mundo, a Educação a Distância (EAD) passa por um processo evolutivo principalmente após a criação da internet. Os recursos tecnológicos oferecidos pela web permitem a EAD ferramentas

Leia mais

Sistemas Operacionais II. Prof. Gleison Batista de Sousa

Sistemas Operacionais II. Prof. Gleison Batista de Sousa Sistemas Operacionais II Prof. Gleison Batista de Sousa Objetivos de aprendizagem Conhecer o funcionamento dos sistemas operacionais para redes de computadores. Aprender como é feito o gerenciamento do

Leia mais

Jogos - aula 2. Xadrez chinês. Exemplo de função de avaliação:

Jogos - aula 2. Xadrez chinês. Exemplo de função de avaliação: Exemplo de jogo: Xadrez chinês Jogos - aula 2 Função de avaliação? Prof. Luis Otavio Alvares 1 2 Xadrez chinês Ligue 4 Exemplo de função de avaliação: o valor das peças é de acordo com a sua posição: 12

Leia mais

DGD. Documento de Game Design SPACE WAR. Game FACULDADE SENAC GO. Prof.: Lucília Ribeiro. Alunos: kqgames

DGD. Documento de Game Design SPACE WAR. Game FACULDADE SENAC GO. Prof.: Lucília Ribeiro. Alunos: kqgames DGD Documento de Game Design Game SPACE WAR FACULDADE SENAC GO Prof.: Lucília Ribeiro Alunos: kqgames Ricardo Dias de Melo Henrique Dias de melo Pedro Augusto Villain de Miranda Matheus Conti Azevedo HIGH

Leia mais

ALGORHYTHM, UM JOGO PROGRAMADO PARA ENSINAR A PROGRAMAR

ALGORHYTHM, UM JOGO PROGRAMADO PARA ENSINAR A PROGRAMAR ALGORHYTHM, UM JOGO PROGRAMADO PARA ENSINAR A PROGRAMAR Alan Antonio Pereira alan.pereira@inf.aedb.br Tatyanne Freire Duarte de Oliveira tatyanne.oliveira@inf.aedb.br Wilson de Oliveira Junior wilson.junior@inf.aedb.br

Leia mais

IIH Introdução à Informática e Hardware

IIH Introdução à Informática e Hardware Prof. MSc. André Luis Gobbi Primo andre.gobbi@ifsp.edu.br INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - CAMPUS VOTUPORANGA Técnico em Manutenção e Suporte em Informática IIH Introdução

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA MODELAGEM DE UMA PLATAFORMA VIRTUAL PARA SISTEMAS EMBUTIDOS BASEADA EM POWERPC

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA MODELAGEM DE UMA PLATAFORMA VIRTUAL PARA SISTEMAS EMBUTIDOS BASEADA EM POWERPC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DANIEL CARLOS CASAROTTO JOSE OTÁVIO CARLOMAGNO FILHO MODELAGEM DE UMA PLATAFORMA VIRTUAL PARA SISTEMAS EMBUTIDOS BASEADA EM POWERPC Florianópolis, 2004 DANIEL CARLOS

Leia mais

DESIGN DE GAMES APRESENTAÇÃO. MARCELO HENRIQUE DOS SANTOS http://www.marcelohsantos.com marcelosantos@outlook.com

DESIGN DE GAMES APRESENTAÇÃO. MARCELO HENRIQUE DOS SANTOS http://www.marcelohsantos.com marcelosantos@outlook.com DESIGN DE GAMES DESIGN DE GAMES APRESENTAÇÃO MARCELO HENRIQUE DOS SANTOS http://www.marcelohsantos.com marcelosantos@outlook.com Bacharel em Sistema de Informação Pós Graduado em Games : Produção e Programação

Leia mais

Jogos de Tabuleiro e Busca Competitiva

Jogos de Tabuleiro e Busca Competitiva Jogos de Tabuleiro e Busca Competitiva Fabrício Jailson Barth BandTec Março de 2012 Sumário Características e Exemplos Histórico Árvore de busca Avaliação Estática Algoritmo Min Max Poda Alpha Beta Questões

Leia mais

Sistemas Inteligentes. Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco

Sistemas Inteligentes. Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco Sistemas Inteligentes Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco 1 Ao final desta aula a gente deve... Entender o que é um Agente Racional (inteligente)? Distinguir entre os vários tipos

Leia mais

11/3/2009. Software. Sistemas de Informação. Software. Software. A Construção de um programa de computador. A Construção de um programa de computador

11/3/2009. Software. Sistemas de Informação. Software. Software. A Construção de um programa de computador. A Construção de um programa de computador Sistemas de Informação Prof. Anderson D. Moura Um programa de computador é composto por uma seqüência de instruções, que é interpretada e executada por um processador ou por uma máquina virtual. Em um

Leia mais

1 Introdução 18. Figura 1. Criatura do jogo Black&White (Lionhead, 2003).

1 Introdução 18. Figura 1. Criatura do jogo Black&White (Lionhead, 2003). 1 Introdução A Inteligência Artificial (IA) vem tendo um papel muito importante no sucesso ou na falha de jogos eletrônicos (Howland, 2003). Nos últimos anos, a indústria de jogos teve um grande crescimento,

Leia mais

JOGOS DIGITAIS NO ENSINO E APRENDIZAGEM DE ENGENHARIA DE SOFTWARE

JOGOS DIGITAIS NO ENSINO E APRENDIZAGEM DE ENGENHARIA DE SOFTWARE JOGOS DIGITAIS NO ENSINO E APRENDIZAGEM DE ENGENHARIA DE SOFTWARE João Fukusawa 1, Andreia Carniello 2, Adriana Carniello 3 1. Especializando do Curso de Pós-Graduação em Gestão de Projetos em Desenvolvimento

Leia mais

Capítulo 1 - Introdução 14

Capítulo 1 - Introdução 14 1 Introdução Em seu livro Pressman [22] define processo de software como um arcabouço para as tarefas que são necessárias para construir software de alta qualidade. Assim, é-se levado a inferir que o sucesso

Leia mais

I ENCOSMAT ENCONTRO SUL MATOGROSSENSE DE MATEMÁTICA. Ponta Porã MS, 24 a 26 de Agosto de 2011

I ENCOSMAT ENCONTRO SUL MATOGROSSENSE DE MATEMÁTICA. Ponta Porã MS, 24 a 26 de Agosto de 2011 I ENCOSMAT ENCONTRO SUL MATOGROSSENSE DE MATEMÁTICA εηs!ηθ Σ Λρ1!cαçõεs Ponta Porã MS, 24 a 26 de Agosto de 2011 S B M O JOGO MINI FAZENDA MATEMÁTICA COMO UM RECURSO DIDÁTICO NO ENSINO DA MATEMÁTICA: UMA

Leia mais

SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO

SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO As organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus trabalhadores do conhecimento com ferramentas

Leia mais

Desenvolvimento de jogo educativo digital para estimular o processo de aprendizagem

Desenvolvimento de jogo educativo digital para estimular o processo de aprendizagem Desenvolvimento de jogo educativo digital para estimular o processo de aprendizagem André R. Moreira¹, Paulo H. Tirabassi², Vinicius R. Dogo³,4 ¹Técnico em Administração, Escola Técnica Estadual Sales

Leia mais

APLICATIVO PARA GERENCIAMENTO DE FORÇA DE TRABALHO EM EMPRESAS DE TELEFONIA MÓVEL

APLICATIVO PARA GERENCIAMENTO DE FORÇA DE TRABALHO EM EMPRESAS DE TELEFONIA MÓVEL APLICATIVO PARA GERENCIAMENTO DE FORÇA DE TRABALHO EM EMPRESAS DE TELEFONIA MÓVEL Tatiana Bogo Fujii Prof. Wilson Pedro Carli Orientador Introdução; Telefonia Celular; Internet; ASP; Inteligência Artificial;

Leia mais

Realidade Virtual Aplicada à Educação

Realidade Virtual Aplicada à Educação Realidade Virtual Aplicada à Educação Sandra Dutra Piovesan 1, Camila Balestrin 2, Adriana Soares Pereira 2, Antonio Rodrigo Delepiane de Vit 2, Joel da Silva 2, Roberto Franciscatto 2 1 Mestrado em Informática

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 3 Virtualização de Sistemas 1. Conceito Virtualização pode ser definida

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 A ISO 9000-3 é um guia para a aplicação da ISO 9001 para o desenvolvimento, fornecimento e manutenção de software. As

Leia mais

AULA 1 INTRODUÇÃO - ENGENHARIA DE SOFTWARE. Prof. Msc. Hélio Esperidião

AULA 1 INTRODUÇÃO - ENGENHARIA DE SOFTWARE. Prof. Msc. Hélio Esperidião AULA 1 INTRODUÇÃO - ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof. Msc. Hélio Esperidião O QUE É UM ALGORITMO? É qualquer procedimento computacional bem definido que informa algum valor ou conjunto de valores como entrada

Leia mais

Uma Aplicação de Ensino Orientada a Agentes na Internet

Uma Aplicação de Ensino Orientada a Agentes na Internet 1 de 5 22/7/2008 17:14 Uma Aplicação de Ensino Orientada a Agentes na Internet Adriana Soares Pereira Cláudio Fernando Resin Geyer adriana@inf.ufrgs.br Resumo Este trabalho apresenta uma proposta de desenvolvimento

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CORRETOS. BISI, Nícolas Nogueira Universidade Federal de Pelotas nicolasbisi@gmail.com

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CORRETOS. BISI, Nícolas Nogueira Universidade Federal de Pelotas nicolasbisi@gmail.com DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CORRETOS BISI, Nícolas Nogueira Universidade Federal de Pelotas nicolasbisi@gmail.com FOSS, Luciana; COSTA, Simone André da Universidade Federal de Pelotas lfoss@inf.ufpel.edu.br,

Leia mais

Linguagem Formais e Autômatos

Linguagem Formais e Autômatos Linguagem Formais e Autômatos Apresentação da disciplina, metodologia de ensino, conteúdos, avaliações e bibliografia Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos

Leia mais

Assistente Virtual Inteligente. Rio de Janeiro, 01 de Novembro de 2011

Assistente Virtual Inteligente. Rio de Janeiro, 01 de Novembro de 2011 Assistente Virtual Inteligente Rio de Janeiro, 01 de Novembro de 2011 Título da Apresentação: Geo System Índice Boom de Informações Online 3 Natureza das Informações 4 Problemas no Atendimento 5 Mantendo

Leia mais

APRIMORAR MASSA DE TESTES COM LÓGICA FUZZY

APRIMORAR MASSA DE TESTES COM LÓGICA FUZZY SIMMEC / EMMCOMP 2014 XI Simpósio de Mecânica Computacional II Encontro Mineiro de Modelagem Computacional APRIMORAR MASSA DE TESTES COM LÓGICA FUZZY André F. C. Rabelo,Gray Farias Moita arabelo@funedi.edu.br,

Leia mais

NOVAS PRÁTICAS NA EDUCAÇÃO: O USO DE JOGOS DIGITAIS PARA FORTALECER A APRENDIZAGEM 1

NOVAS PRÁTICAS NA EDUCAÇÃO: O USO DE JOGOS DIGITAIS PARA FORTALECER A APRENDIZAGEM 1 NOVAS PRÁTICAS NA EDUCAÇÃO: O USO DE JOGOS DIGITAIS PARA FORTALECER A APRENDIZAGEM 1 Grazielle Santos SILVA (PUC-MG) 2 Lívia Dutra JUSTINO (PUC-MG) 3 Resumo em português Apesar de o senso comum associar

Leia mais

IC Inteligência Computacional Redes Neurais. Redes Neurais

IC Inteligência Computacional Redes Neurais. Redes Neurais Universidade Federal do Rio de Janeiro PÓS-GRADUAÇÃO / 2008-2 IC Inteligência Computacional Redes Neurais www.labic.nce.ufrj.br Antonio G. Thomé thome@nce.ufrj.br Redes Neurais São modelos computacionais

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SOBRE O CURSO A tecnologia ocupa papel de destaque no atual cenário socioeconômico mundial, presente em todos os setores e atividades econômicas. Essa revolução transformou o mundo

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE JOGOS DIGITAIS. Desmistificando o desenvolvimento de games e mercado de trabalho

DESENVOLVIMENTO DE JOGOS DIGITAIS. Desmistificando o desenvolvimento de games e mercado de trabalho DESENVOLVIMENTO DE JOGOS DIGITAIS Desmistificando o desenvolvimento de games e mercado de trabalho 2 Caravieri Modesto Professor de Programação e Banco de Dados I IFSP (SALTO Analise e Desenvolvimento

Leia mais

Resumo das respostas obtidas e análise do material coletado

Resumo das respostas obtidas e análise do material coletado Resumo das respostas obtidas e análise do material coletado Figura 1. Distribuição de respostas entre as categorias professors e alunos e profissionais Grupo de Professores Figura 2. Distribuição de atuação

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE ENGENHARIA DE SOFTWARE Síntese de tópicos importantes PRESSMAN, Roger S. Conteúdo Componentes e tipos de software Problemas com o software e suas causas Mitologia que envolve o software Configuração de

Leia mais

Portfólio de Serviços

Portfólio de Serviços Portfólio de Serviços A empresa A FollowUp é uma empresa que presta serviços em Tecnologia da Informação (TI). O principal foco é o outsourcing de serviços de análise e desenvolvimento de sistemas computacionais.

Leia mais

EDITAL Nº 204/2014-PROG/UEMA

EDITAL Nº 204/2014-PROG/UEMA EDITAL Nº 204/2014-PROG/UEMA A Universidade Estadual do Maranhão, por meio da PROG, torna público, para conhecimento dos interessados, que, no período de 15/12/2014 a 13/02/2015, estarão abertas as inscrições

Leia mais

4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games

4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games 4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games Este Capítulo apresenta o levantamento realizado dos cursos de nível superior no Brasil voltados para a formação de Designers de

Leia mais

FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS

FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS Marcos Mitsuo Ashihara 1, Nelson Tenório Jr 2, Rita Cristina Galarraga

Leia mais