REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS"

Transcrição

1 REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS Kelly Cristina de Oliveira 1, Júlio César Pereira 1. 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil Resumo. Este artigo descreve o uso de realidade aumentada no meio educacional. Com o objetivo de provar que o uso de realidade aumentada na educação ajuda na fixação do conteúdo e no aprendizado do mesmo. Utilizando para isso um estudo de caso, onde alunos utilizam a tecnologia de realidade aumentada para auxiliar na fixação do conteúdo. O que facilita uma analise dos efeitos da realidade aumentada em sala de aula. 1. Introdução A realidade aumentada é a inserção de objetos virtuais no ambiente físico, em tempo real, com apoio de dispositivos e usando interface do mundo real, proporcionando ao usuário manipular e visualizar objetos reais e virtuais (Kirner, 2014). A realidade aumentada (RA), em outras palavras é uma junção entre o ambiente físico com objetos virtuais, onde um software com a ajuda de uma câmera simples faz a mistura de objetos virtuais com ambiente físico. Com isso, o usuário tem a sensação de que os objetos virtuais estão presentes no meio físico, o que possibilita que os objetos completem o ambiente real proporcionando inúmeras possibilidades para o usuário, além de umas infinidades de usos didáticos, lazer ou profissionalmente. Até a data de finalização desde trabalho, a tecnologia RA tem sido utilizada em diversas áreas como na engenharia, medicina, arquitetura, games, enfim, em diversas áreas, as possibilidades da RA são enormes. A realidade aumentada também vem sendo usada na educação, mas, até a data de conclusão deste trabalho, não encontrei nenhum estudo sobre como os estudantes se comportam usando essa tecnologia e mostrando os benefícios que ela pode vir a trazer, que sejam satisfatórios para meus estudos. 2. Metodologia Para realização deste trabalho foi realizada uma revisão bibliográfica utilizando livros, artigos e sites da internet. Através da revisão foi possível a utilização de uma aplicação de realidade aumentada para compor e dar veracidade ao estudo de caso.

2 3. Realidade Aumentada (RA) aplicada na Educação No Brasil, a RA vem ganhando seu espaço em diversas áreas, mas ainda é pouco explorada no meio educacional. Apesar da existência de diversas aplicações de RA, poucas delas são voltadas para meio educacional. Mas há um mercado para essas aplicações educacionais? Sim, existem empresas especializadas em criar aplicações de RA voltadas para o meio educacional, e ganham muito com isso. Mas, a ideia inicial deste artigo não é provar que aplicações RA voltadas para o meio educacional são lucrativas, mas sim analisar se há benefícios em usá-las no ensino. Para isso, foi feito um estudo comportamental dos alunos em relação à RA, antes e depois de se usar uma aplicação RA para apreender determinada disciplina. Mas, antes de explicar a pesquisa, é preciso abordar dois pontos que são relevantes. Primeiramente abordarei o tema RA e também onde ela está sendo usada atualmente. Em segundo, como a educação contemporânea pode utilizar a tecnologia de realidade aumentada. Levando em conta esses dois pontos podemos explicar a pesquisa e como ela foi realizada A Realidade Aumentada (RA) Diferente da realidade virtual que transposta o usuário para o mundo virtual, a RA mantém o usuário no mundo real, e transporta o mundo virtual para o ambiente em que o usuário está por meio de inserção de objetos virtuais no meio físico em tempo real (Tonin, 2013). A RA proporciona ao seu usuário uma visão de objetos virtuais sobrepostos no meio físico, onde o usuário manipula objetos reais e virtuais. Para isso, o usuário se utiliza de uma câmera, um computador, uma tela para exibição de imagens, um marcador e uma aplicação de realidade aumentada simples. Figura 1: funcionamento da RA Fonte: Adaptado de (DDA, 2015) A figura 1 mostra o funcionamento de uma aplicação simples de realidade aumentada que utiliza cartões marcadores. O rastreamento por cartões Marcadores funciona da seguinte maneira: a imagem do mundo real é capturada e convertida em preto e branco. Em seguida, é feito o rastreamento da posição do marcador, calculando sua posição no ambiente real. Logo após, a imagem contida no marcador é convertida em binários e comparadas com imagens existentes no banco de dados do software. Se encontrada o cartão é validado e a imagem é gerada na tela na mesma posição calculada do marcador. Essa sequência de passos descritos anteriormente descreve um tipo de

3 rastreamento usando Marcador, mas o rastreamento pode variar de acordo com a aplicação. Cada aplicação faz o rastreamento da maneira que melhor se enquadre no seu desempenho e que seja mais adequada para o tipo de funcionamento da aplicação RA, e de acordo com o uso a que foi destinada. Atualmente, ela se encontra em áreas muito importantes como a engenharia, arquitetura e medicina. Na área médica podemos encontrar essa tecnologia no tratamento de varizes. Essa técnica é utilizada por médicos brasileiros e americanos. A tecnologia RA tem o poder de fascinar e entender seu usuário. Pensando nisso, por que não usá-la a favor do ensino para cativar o aluno? Despertar o interesse do aluno em apreender, torna as aulas mais divertidas e dinâmicas Realidade Aumentada na educação No ensino sempre se pressupôs que ensinar é apenas transmitir conteúdo. Esta ideia foi fixada por anos. Os alunos apenas eram ouvintes, que tinha que memorizar conteúdos que eram passados pelos professores. Isso tornava as aulas maçantes e cansativas. Essa visão de ensino foi deixada para trás. Hoje sabemos que não há ensino sem aprendizagem. Para que o aluno consiga aprender, ele precisa ter um interesse pelo assunto, e seu interesse precisa ser despertado. Dessa ideia de despertar o interesse do aluno, surgiu um novo meio de material pedagógico, ou seja, com materiais que possibilitam o interesse por parte do aluno e facilite o aprendizado. Esses tipos de materiais são muito usados em sala de aula, pela facilidade de manipulação e pelo benefício que traz ao aluno (Roberto, 2012). Com a ajuda da informática é possível realizar várias ação relativas a estudos como fazer pesquisas, comunicar-se, redigir textos e fazer cálculos além de criar desenhos entre outras possibilidades que possam vir contribuir com o aprendizado do aluno. O grande problema encontrado aqui é como inserir esses benefícios na sala de aula? Pensado nisso aplicações de Realidade Aumentada na educação podem resolver essas questões de inserção de tecnologia na educação, pelo simples fato de possibilitar interação do usuário com o mundo virtual. No Brasil, ainda são poucas as pesquisas sobres RA na educação, apesar do potencial dessa tecnologia. A RA é um grande atrativo em sala de aula, pois, ela porprociona uma visualização do conteúdo, permitindo que o aluno tenha uma visão diferenciada do mesmo. Também possibilita uma interação entre alunos e professores, tornando o envolvimento e interatividade nas aulas maior entre eles. Pensando em todos esses benefícios, esta pesquisa foi realizada. Dois exemplos de aplicações de RA voltados para educação são os livros aumentados e o alfabeto 3D. Os livros aumentados são livros que permitem que os alunos vejam os conteúdos posicionando em frente à câmera e conseguem visualizar como, por exemplo, figuras geométricas. Além de ter o conteúdo escrito e figuras em 2D também é possível ver figuras em 3D e até ouvir sons. O GeoAR Livro Interativo de Geometria com Realidade Aumentada é um exemplo de livro interativo.

4 Outra aplicação recente de RA para educação é o Alfabeto 3D, que alfabetiza crianças. Criado com uma interface simples, foi desenvolvido por um publicitário cearense. A seguir as figuras 2 e figura 3 ilustram as aplicações citadas anteriormente. Figura 2: GeoAR Figura3: Alfabeto 3D Fonte: (Adaptado de Reis, 2012) Fonte: (Adaptado de OlharDigital, 2015) A realidade aumentada é uma área recente, por esse motivo ainda são poucos os trabalhos consolidados na área, principalmente sobre a questão de avaliação da RA aplicada à educação, se realmente traz benefícios ao aluno, melhorando seu desempenho escolar e interesse pelo conteúdo das aulas. O fato é que a RA tem muito potencial na educação, por esse motivo esta pesquisa está conduzindo o tema o efeito da RA aplicada à educação Estudo de Caso Observando comportamentos dos usuários ao utilizar a Realidade Aumentada, foi possível ver uma interação à tecnologia apresentada aos alunos. Avaliando o conhecimento inicial e final, foi possível notar que o experimento gerou um interesse por parte do aluno, o que facilitou a obtenção dos resultados. Durante o experimento, foram observados os comportamentos dos alunos, que demonstraram certa curiosidade para saber como aquele objeto chegou até lá. Isso é bom, pois consegui chamar a atenção dos alunos para usar a RA, o próximo passo foi transmitir algum conhecimento usando RA. Nessa fase, houve dificuldades, pois, foi necessário o auxílio do professor da turma. Mas o desempenho dos alunos foi satisfatório para realização do experimento. Foi usada uma aplicação de RA com cartões marcadores, onde objetos eram rastreados e sobrepostos na cena real através de uma tela de computador. Onde o aluno interagiu com essa aplicação. Para o experimento, foi preciso o auxílio de uma webcam, alguns cartões marcadores cadastrados no banco de dados da aplicação, uma tela de computador e uma aplicação RA. Como já foi dito anteriormente, ao realizar o experimento no primeiro momento, foi constado um interesse por parte do aluno em utilizar a aplicação. A maioria nunca tinha visto antes esse tipo de tecnologia, nem por televisão ou qualquer outro tipo de meio. Os alunos ficaram fascinados, houve certa agitação na sala, foi difícil a comunicação com eles, pois todos queriam ver. No segundo dia, já havia calma, e foi possível começar o experimento. O conteúdo foi aplicado da forma didática utilizada pela instituição e depois em forma de reforço, usando a tecnologia. Para saber se a tecnologia teve influência no

5 aprendizado do aluno, foi feita uma avaliação depois da aluna ministrada pelo professor, e uma avaliação depois da aplicação. Os resultados não foram muito diferentes. Sim ocorreram notas maiores com a aplicação, mas, com poucas diferenças entre elas, talvez pelo tempo de uso, que não foi o indicado. Levantado em conta o fator tempo de uso, os resultados foram satisfatórios. Sendo assim, a RA ajuda na obtenção de conhecimento, o que facilita o aprendizado do aluno. 4. Considerações Finais O custo com o uso da realidade aumentada na educação é praticamente nulo, quando comparamos seu grande leque de recursos educacionais, além de contribuir para formação do aluno. Trata-se de uma tecnologia fácil de usar e que possibilita ao aluno uma interação e uma forma diferente de adquirir informações utilizando áudio, imagens, animações, além de interagir com tudo. Usando a RA, o aluno tem uma chance de finalmente tornar aquela matéria que antes era integrável, mais interessante e fácil de apreender e fixar. Com a RA, situações diversas podem ser demostradas aos alunos, que podem deixar de apenas imaginar e ver a imagem na sua frente, ou melhor, em suas mãos. Ainda há um caminho árduo para chegar ao ideal, mas o que se pode concluir sobre educação do futuro, é que a tecnologia estará totalmente integrada à educação. As mídias educacionais chegaram para facilitar a vida de professores e alunos. 5. Referências Dall'Olgio, R. G. (2012, junho 20). Realidade Aumentada na Educação. Retrieved maio 30, 2015, from Realidade Aumentada na Educação: DDA, A. (2015). agencia DDA. Retrieved abril 2015, 28, from agencia DDA realidade aumentada: OlharDigital. (2015). ALFABETO 3D. Retrieved maio 30, 2015, from olhar digital: Reis, F. M. (2012, março 13). Realidade Aumentada e Realidade Virtual. Retrieved maio 30, 2015, from FernandaMaria: ROBERTO, R. ( 2012, MARÇO 1). DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA DE REALIDADE AUMENTADA PROJETIVA COM APLICAÇÃO EM EDUCAÇÃO. p. 64. so s. (2009, junho 06). so s. Retrieved maio 30, 2015, from so s: Tonin, L. ( 2013, janeiro/dezembro ). Desenvolvimento de aplicações utilizando realidade aumentada. Revista das Faculdades Integradas Claretianas Nº6.

REALIDADE AUMENTADA NO AUXILIO A EDUCAÇÃO PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA MOTORA E MENTAL

REALIDADE AUMENTADA NO AUXILIO A EDUCAÇÃO PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA MOTORA E MENTAL 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA (X) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

Da Prancheta ao Computador...

Da Prancheta ao Computador... Da Prancheta ao Computador... Introdução Como necessidade básica de se localizar ou mesmo para detalhar projetos de quaisquer obras, ao longo do tempo inúmeras formas de representar paisagens e idéias

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA IVINHEMA MS MAIO DE 2010 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR

Leia mais

SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS

SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS Alexandre Henrique Picão Hidalgo, Júlio Cesar Pereira Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil alexandrehidalgo@gmail.com, juliocesarp@unipar.br Resumo.

Leia mais

ORIENTADOR(ES): JEFFERSON ANTONIO RIBEIRO PASSERINI, MARIA BETÂNIA RICCI BOER

ORIENTADOR(ES): JEFFERSON ANTONIO RIBEIRO PASSERINI, MARIA BETÂNIA RICCI BOER Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: REALIDADE AUMENTADA APLICADA A PUBLICIDADE CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS

O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS Mário Sérgio de Andrade Mendonça, mariomendonc@gmail.com Eduardo Machado Real, eduardomreal@uems.br UEMS Universidade Estadual

Leia mais

AS SALAS DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E A PRATICA DOCENTE.

AS SALAS DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E A PRATICA DOCENTE. AS SALAS DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS E A PRATICA DOCENTE. Introdução Carlos Roberto das Virgens Sirlene de Souza Benedito das Virgens Antonio Sales Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul Não faz muito

Leia mais

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas DOMÍNIO E IMAGEM DE UMA FUNÇÃO: UMA ABORDAGEM POR MEIO DO JOGO BINGO DAS FUNÇÕES Educação Matemática nos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio (EMAIEFEM) GT 10 ADELSON CARLOS MADRUGA Universidade

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA REALIDADE AUMENTADA EM ATIVIDADES PRÁTICAS/COMPLEMENTARES COMO MOTIVAÇÃO PARA ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Brasília DF Maio 2010

A UTILIZAÇÃO DA REALIDADE AUMENTADA EM ATIVIDADES PRÁTICAS/COMPLEMENTARES COMO MOTIVAÇÃO PARA ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Brasília DF Maio 2010 1 A UTILIZAÇÃO DA REALIDADE AUMENTADA EM ATIVIDADES PRÁTICAS/COMPLEMENTARES COMO MOTIVAÇÃO PARA ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA Brasília DF Maio 2010 Daniela Zinn S. Gonçalves - NT Educação - daniela.goncalves@grupont.com.br

Leia mais

Matemática em Toda Parte II

Matemática em Toda Parte II Matemática em Toda Parte II Episódio: Matemática no Transporte Resumo O episódio Matemática no Transporte, da série Matemática em Toda Parte II, vai mostrar como alguns conceitos matemáticos estão presentes

Leia mais

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS SAYONARA RAMOS MARCELINO FERREIRA QUIRINO (UEPB) WILAVIA FERREIRA ALVES (UEPB) RAFAELA CORREIA DOS SANTOS (UEPB) PAULA ALMEIDA DE CASTRO (ORIENTADORA

Leia mais

PO 19: ENSINO DE ÂNGULOS: O AUXÍLIO DA LOUSA DIGITAL COMO FERRAMENTA TECNOLÓGICA

PO 19: ENSINO DE ÂNGULOS: O AUXÍLIO DA LOUSA DIGITAL COMO FERRAMENTA TECNOLÓGICA PO 19: ENSINO DE ÂNGULOS: O AUXÍLIO DA LOUSA DIGITAL COMO FERRAMENTA TECNOLÓGICA José Erildo Lopes Júnior 1 juniormat2003@yahoo.com.br RESUMO Neste trabalho, vamos apresentar o conteúdo de ângulos, através

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE O USO DA INTERNET NO PROCESSO EDUCACIONAL: O DESAFIO PARA OS PROFESSORES

Leia mais

COMPARAÇÃO ENTRE O ENSINO REGULAR E O ESPECIALIZADO PARA OS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO MUNICÍPIO DE ALEGRE-ES.

COMPARAÇÃO ENTRE O ENSINO REGULAR E O ESPECIALIZADO PARA OS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO MUNICÍPIO DE ALEGRE-ES. COMPARAÇÃO ENTRE O ENSINO REGULAR E O ESPECIALIZADO PARA OS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO MUNICÍPIO DE ALEGRE-ES. Iasmini Nicoli Galter 1, Mayla Gava ¹, Henrique Tabelini ¹, Elias Terra Werner².

Leia mais

O SOFTWARE EUCLIDEAN REALITY AUXILIANDO NA CONSTRUÇÃO DO TEOREMA DE PITÁGORAS

O SOFTWARE EUCLIDEAN REALITY AUXILIANDO NA CONSTRUÇÃO DO TEOREMA DE PITÁGORAS O SOFTWARE EUCLIDEAN REALITY AUXILIANDO NA CONSTRUÇÃO DO TEOREMA DE PITÁGORAS Vânia de Moura Barbosa Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco vanibosa@terra.com.br Introdução Um dos primeiros questionamentos

Leia mais

Software Tutorial sobre Sistema Solar

Software Tutorial sobre Sistema Solar Software Tutorial sobre Sistema Solar Alan Correa, Antônio Rocir, Sandro Niederauer Faculdade Cenecista de Osório (FACOS) Rua 24 de maio, 141 95520-000 Osório RS Brasil {sandroniederauer, alan.sms}@hotmail.com,

Leia mais

Acessibilidade Educacional com Realidade Aumentada

Acessibilidade Educacional com Realidade Aumentada Acessibilidade Educacional com Realidade Aumentada Ewerton Daniel de Lima 1, Fabiano Utiyama 1, Daniela Eloise Flôr 1 1 UNIPAR Universidade Paranaense ewertondanieldelima@hotmail.com,{fabianoutiyama, danielaflor}@unipar.br

Leia mais

USO DOS RECURSOS EDUCACIONAIS BASEADOS EM MÍDIAS INTERATIVAS INTEGRADAS ONLINE (RE-MIIO) NA GEOGRAFIA

USO DOS RECURSOS EDUCACIONAIS BASEADOS EM MÍDIAS INTERATIVAS INTEGRADAS ONLINE (RE-MIIO) NA GEOGRAFIA USO DOS RECURSOS EDUCACIONAIS BASEADOS EM MÍDIAS INTERATIVAS INTEGRADAS ONLINE (RE-MIIO) NA GEOGRAFIA BEATRIZ RENEIS LUIS¹, FELIPE DE PAULA RUI² e LUCIENE APARECIDA GOUVÊA NOGUEIRA³ biareneis@gmail.com,

Leia mais

ÁudioTeste Software para Auxílio de deficiente visuais a realizar avaliações

ÁudioTeste Software para Auxílio de deficiente visuais a realizar avaliações ÁudioTeste Software para Auxílio de deficiente visuais a realizar avaliações Manoel P. A. Junior, Marden E. Santos, Marcelo H. S. da Silva, Jhozefem S. Pontes Nokia de Ensino (FNE) Av. Ministro Mário Andreazza,

Leia mais

Como encontrar maneiras de associar um importante conteúdo didático a um software que ensine e divirta ao mesmo tempo? Estão os professores

Como encontrar maneiras de associar um importante conteúdo didático a um software que ensine e divirta ao mesmo tempo? Estão os professores Profª Levany Rogge Os softwares são considerados programas educacionais a partir do momento em que são projetados através de uma metodologia que os contextualizem no processo ensino-aprendizagem; Tajra

Leia mais

Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual

Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual Adriana Cristina Lázaro e-mail: adrianaclazaro@gmail.com Milena Aparecida Vendramini Sato e-mail:

Leia mais

Software livre e Educação: vantagens e desvantagens das novas tecnologias

Software livre e Educação: vantagens e desvantagens das novas tecnologias Software livre e Educação: vantagens e desvantagens das novas tecnologias Poliana Cristina Fideles ad Silveira Neste artigo será discutido o uso das novas tecnologias e como o software livre pode ser usado

Leia mais

Bingo Químico em Braille.

Bingo Químico em Braille. Bingo Químico em Braille. Carine Fernanda Drescher * (IC), Julieta Saldanha Oliveira (PQ) e Liana da Silva Fernandes (PQ). E-mail: carinedrescher@gmail.com Rua Riachuelo, CEP- 97050011, 115, apto 305.

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA Autores : Agata RHENIUS, Melissa MEIER. Identificação autores: Bolsista IFC-Campus Camboriú;

Leia mais

A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura

A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo (1) Av. Prof. Almeida Prado trav.2 n o 271 Cidade Universitária 05508-900 São Paulo SP Tel.: (011)

Leia mais

A EDUCAÇAO INFANTIL DA MATEMÁTICA COM A LUDICIDADE EM SALA DE AULA

A EDUCAÇAO INFANTIL DA MATEMÁTICA COM A LUDICIDADE EM SALA DE AULA A EDUCAÇAO INFANTIL DA MATEMÁTICA COM A LUDICIDADE EM SALA DE AULA RODRIGUES, Patrícia Gomes Universidade Estadual de Goiás, campus Iporá patykauan_5@hotmail.com MARQUES, Daniela Cristina de Sousa Universidade

Leia mais

O USO DO SIMULADOR ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA BÁSICO PARA O ENSINO DE QUÍMICA

O USO DO SIMULADOR ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA BÁSICO PARA O ENSINO DE QUÍMICA O USO DO SIMULADOR ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA BÁSICO PARA O ENSINO DE QUÍMICA Mariane Gama NABIÇA 1 mariane_gama@hotmail.com Davi Henrique Trindade AMADOR 1 henriquetrindade9@yahoo.com.br 1 Universidade

Leia mais

MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Introdução Mídias na educação

MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Introdução Mídias na educação MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Michele Gomes Felisberto; Micheli de Oliveira; Simone Pereira; Vagner Lean dos Reis Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha Introdução O mundo em que vivemos

Leia mais

TÍTULO: AMBIENTE VIRTUAL PARA O ENSINO DE LÓGICA PARA CRIANÇAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA

TÍTULO: AMBIENTE VIRTUAL PARA O ENSINO DE LÓGICA PARA CRIANÇAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA TÍTULO: AMBIENTE VIRTUAL PARA O ENSINO DE LÓGICA PARA CRIANÇAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE GUARULHOS

Leia mais

Autoria Multimídia: o uso de ferramentas multimídia no campo educacional

Autoria Multimídia: o uso de ferramentas multimídia no campo educacional Autoria Multimídia: o uso de ferramentas multimídia no campo educacional Douglas Vaz, Suelen Silva de Andrade Faculdade Cenecista de Osório (FACOS) Rua 24 de maio, 141 95520-000 Osório RS Brasil {doug.vaz,

Leia mais

IMAGENS 3D VIRTUAIS NO ENSINO DE CIÊNCIAS: RECONSTRUÇÕES DE UM MODELO ANALÓGICO DO OLHO HUMANO EM APLICATIVO MULTIMÍDIA 1

IMAGENS 3D VIRTUAIS NO ENSINO DE CIÊNCIAS: RECONSTRUÇÕES DE UM MODELO ANALÓGICO DO OLHO HUMANO EM APLICATIVO MULTIMÍDIA 1 IMAGENS 3D VIRTUAIS NO ENSINO DE CIÊNCIAS: RECONSTRUÇÕES DE UM MODELO ANALÓGICO DO OLHO HUMANO EM APLICATIVO MULTIMÍDIA 1 Welerson R. MORAIS (CEFET-MG) 2 Ronaldo L. NAGEM (CEFET-MG) 3 Resumo O uso de imagens

Leia mais

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa Pedagogia Prof. Marcos Munhoz da Costa Tecnologias da informação e mídias digitais na educação Objetivos deste tema Refletir sobre as mudanças de experiências do corpo com o advento das novas tecnologias;

Leia mais

A PROBABILIDADE DE APRENDER

A PROBABILIDADE DE APRENDER A PROBABILIDADE DE APRENDER Cristiane Toniolo Dias cristonidias@gmail.com Erika Gomes Hagenbeck Santos erikahagenbeck@hotmail.com Mayara Laysa de Oliveira Silva laysamay@hotmail.com Nilson Barros Santos

Leia mais

REALIDADE AUMENTADA: DIFERENTES TECNOLOGIAS NA ESCOLA

REALIDADE AUMENTADA: DIFERENTES TECNOLOGIAS NA ESCOLA 110. ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA REALIDADE AUMENTADA: DIFERENTES

Leia mais

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas CONSTRUINDO CONCEITOS SOBRE FAMÍLIA DE FUNÇÕES POLINOMIAL DO 1º GRAU COM USO DO WINPLOT Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Matemática (TICEM) GT 06 MARCOS ANTONIO HELENO DUARTE Secretaria

Leia mais

ANÁLISE DE SOFTWARE EDUCATIVO NO ENSINO DE MATEMÁTICA. Palavras chave: Software Educativo; Construção do Conhecimento; Aprendizagem.

ANÁLISE DE SOFTWARE EDUCATIVO NO ENSINO DE MATEMÁTICA. Palavras chave: Software Educativo; Construção do Conhecimento; Aprendizagem. ANÁLISE DE SOFTWARE EDUCATIVO NO ENSINO DE MATEMÁTICA. Débora Janaína Ribeiro e Silva Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba debora_jr10@yahoo.com.br Resumo Este trabalho teve como

Leia mais

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL Prezado(a) aluno(a); Este material que você está começando a ler trata-se do manual do aluno, referente às disciplinas que serão ministradas através

Leia mais

Desenvolvimento de jogo digital para ensino de português e matemática para crianças do ensino básico. 1. Introdução

Desenvolvimento de jogo digital para ensino de português e matemática para crianças do ensino básico. 1. Introdução Desenvolvimento de jogo digital para ensino de português e matemática para crianças do ensino básico Danilo Raniery Alves Coutinho (Bolsista) José Raul Brito Andrade (Voluntário) Ana Liz Souto Oliveira

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: Quando nos referimos à qualidade da interação

Leia mais

Valmir Heckler, Maria de Fátima Oliveira Saraiva e Kepler de Souza Oliveira Filho. Acadêmico do curso LCN - Mário Sérgio Nunes Bica Bolsista PIBID

Valmir Heckler, Maria de Fátima Oliveira Saraiva e Kepler de Souza Oliveira Filho. Acadêmico do curso LCN - Mário Sérgio Nunes Bica Bolsista PIBID Valmir Heckler, Maria de Fátima Oliveira Saraiva e Kepler de Souza Oliveira Filho Acadêmico do curso LCN - Mário Sérgio Nunes Bica Bolsista PIBID Fazendo um paralelo entre a sociedade da informação e o

Leia mais

UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS

UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS LINUX EDUCACIONAL UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS PROFESSOR GERSON VALENCIO Caro professor: As novas Tecnologias de Informação e Comunicação(TICs) estão mudando nossa forma de pensar, agir, relacionar-se,

Leia mais

ANÁLISE DOS RECURSOS INTERATIVOS NA PRODUÇÃO DE E-BOOKS DIDÁTICOS

ANÁLISE DOS RECURSOS INTERATIVOS NA PRODUÇÃO DE E-BOOKS DIDÁTICOS 1 ANÁLISE DOS RECURSOS INTERATIVOS NA PRODUÇÃO DE E-BOOKS DIDÁTICOS Curitiba PR Maio 2014 Alexandre Oliveira Universidade Positivo Online alexandre@alexandreoliveira.com Luana Przybylovicz Universidade

Leia mais

EXPLORANDO O ÍNDICE DE MASSA CORPORAL POR MEIO DA MODELAGEM MATEMÁTICA

EXPLORANDO O ÍNDICE DE MASSA CORPORAL POR MEIO DA MODELAGEM MATEMÁTICA ISSN 2177-9139 EXPLORANDO O ÍNDICE DE MASSA CORPORAL POR MEIO DA MODELAGEM MATEMÁTICA. Caroline Conrado Pereira 1 caroline_conrado@ymail.com Centro Universitário Franciscano, Rua Silva Jardim, 1175 Santa

Leia mais

TRANSFORMAÇÕES LINEARES NO PLANO E O SOFTWARE GEOGEBRA

TRANSFORMAÇÕES LINEARES NO PLANO E O SOFTWARE GEOGEBRA TRANSFORMAÇÕES LINEARES NO PLANO E O SOFTWARE GEOGEBRA Débora Dalmolin Universidade Federal de Santa Maria debydalmolin@gmail.com Lauren Bonaldo Universidade Federal de Santa Maria laurenmbonaldo@hotmail.com

Leia mais

UMA AÇÃO INCLUSIVA FRENTE ÀS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS UTILIZADAS POR PESSOAS CEGAS

UMA AÇÃO INCLUSIVA FRENTE ÀS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS UTILIZADAS POR PESSOAS CEGAS UMA AÇÃO INCLUSIVA FRENTE ÀS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS UTILIZADAS POR PESSOAS CEGAS Carlene da Penha Santos - Graduanda/ UFPB Luzia Domiciano da Silva - Graduanda/ UFPB OBJETIVO Aproximar os alunos ditos

Leia mais

RECURSOS DIDÁTICOS E SUA UTILIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA

RECURSOS DIDÁTICOS E SUA UTILIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA RECURSOS DIDÁTICOS E SUA UTILIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA Resumo: Com o enfoque na metodologia de resolução de problemas, nós, bolsistas do PIBID Matemática da UFPR, elaboramos algumas atividades destinadas

Leia mais

ABRIL/2004 UMA FERRAMENTA PARA AUXILIAR O PROFESSOR NO ENSINO À DISTÂNCIA

ABRIL/2004 UMA FERRAMENTA PARA AUXILIAR O PROFESSOR NO ENSINO À DISTÂNCIA 1 ABRIL/2004 UMA FERRAMENTA PARA AUXILIAR O PROFESSOR NO ENSINO À DISTÂNCIA Andréa Pereira de Castro Universidade de Cruz Alta UNICRUZ, Cruz Alta andreap@unicruz.edu.br Adriana Pereira Cocco Universidade

Leia mais

Capacitación de docentes en el uso de las nuevas tecnologías. Márcia Campos (marciac@fortalnet.com.br ), Hermínio Borges Neto

Capacitación de docentes en el uso de las nuevas tecnologías. Márcia Campos (marciac@fortalnet.com.br ), Hermínio Borges Neto 1. TÍTULO: QUE RECURSOS PODEM CONTRIBURIR PARA OTIMIZAR A APRENDIZAGEM EM UM AMBIENTE VIRTUAL? 1 2. ÁREA TEMÁTICA Capacitación de docentes en el uso de las nuevas tecnologías 3. AUTORES Márcia Campos (marciac@fortalnet.com.br

Leia mais

O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista

O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista Maira Teresinha Lopes Penteado 1 Gisele Dorneles Fernandes 2 RESUMO: O presente artigo tem por finalidade esclarecer

Leia mais

JOGANDO COM A MATEMÁTICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

JOGANDO COM A MATEMÁTICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA RESUMO JOGANDO COM A MATEMÁTICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Farias, Airan FAP airanzinh@hotmail.com Omodei, Letícia Barcaro Celeste FAP leticia.celeste@fap.com.br Agência Financiadora: FUNPESQ Este trabalho

Leia mais

Elementos Centrais da Metodologia

Elementos Centrais da Metodologia Elementos Centrais da Metodologia Apostila Virtual A primeira atividade que sugerimos é a leitura da Apostila, que tem como objetivo transmitir o conceito essencial de cada conteúdo e oferecer caminhos

Leia mais

Tutorial de animação quadro a quadro

Tutorial de animação quadro a quadro Tutorial de animação quadro a quadro quadro a quadro é uma técnica que consiste em utilizar imagens ou fotografias diferentes de um mesmo objeto para simular o seu movimento. Nesse caso, trata-se de relatar

Leia mais

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan.

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. A Professora Rosa Trombetta, Coordenadora de Cursos da FIPECAFI aborda o assunto elearning para os ouvintes da Jovem Pan Online. Você sabe o que

Leia mais

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Resumo: Dolores Follador Secretaria de Estado da Educação do Paraná e Faculdades Integradas do Brasil - Unibrasil doloresfollador@gmail.com

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO FERNANDA SERRER ORIENTADOR(A): PROFESSOR(A) STOP MOTION RECURSO MIDIÁTICO NO PROCESSO DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM

Leia mais

COMO FUNCIONA UM ANTIVÍRUS E QUAIS SUAS PRINCIPAIS FALHAS

COMO FUNCIONA UM ANTIVÍRUS E QUAIS SUAS PRINCIPAIS FALHAS COMO FUNCIONA UM ANTIVÍRUS E QUAIS SUAS PRINCIPAIS FALHAS Luiz Guilherme de Barros Almeida ¹, Júlio Cesar Pereira ¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil luizguilhermescmc@gmail.com Resumo.

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET WEBSITE MUNDO MULHER GABRIELA DE SOUZA DA SILVA LUANA MAIARA DE PAULA SILVA

Leia mais

Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3

Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3 Introdução ao Aplicativo de Programação LEGO MINDSTORMS Education EV3 A LEGO Education tem o prazer de trazer até você a edição para tablet do Software LEGO MINDSTORMS Education EV3 - um jeito divertido

Leia mais

Realidade Virtual Aplicada à Educação

Realidade Virtual Aplicada à Educação Realidade Virtual Aplicada à Educação Sandra Dutra Piovesan 1, Camila Balestrin 2, Adriana Soares Pereira 2, Antonio Rodrigo Delepiane de Vit 2, Joel da Silva 2, Roberto Franciscatto 2 1 Mestrado em Informática

Leia mais

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL Paloma Rodrigues Cunha¹, Larissa Costa Pereira¹, Luã Carvalho Resplandes², Renata Fonseca Bezerra³, Francisco Cleiton da Rocha 4

Leia mais

Exercícios orientadores da aprendizagem e sua solução; Indicação das referências complementares para cada

Exercícios orientadores da aprendizagem e sua solução; Indicação das referências complementares para cada 9 MATERIAIS DIDÁTICOS - Com base no conhecimento adquirido nas reuniões anteriores, o professor deve preparar uma proposta dos materiais que pretende produzir para o seu curso/disciplina. - É importante

Leia mais

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO.

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO. SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ... 2 DICAS PEDAGÓGICAS:... 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO... 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD... 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO... 3 PASSO 3 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO... 4 CRIANDO NOVAS

Leia mais

BLOG COMO FERRAMENTA DE ENSINO. Palavras chaves:educação Matemática,Tecnologia, ensino-aprendizagem

BLOG COMO FERRAMENTA DE ENSINO. Palavras chaves:educação Matemática,Tecnologia, ensino-aprendizagem Desenvolvendo o Pensamento Matemático em Diversos Espaços Educativos 27 a 29 de Novembro UEPB Campina Grande, Paraíba. 2014 BLOG COMO FERRAMENTA DE ENSINO Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação

Leia mais

O que é um Objeto Educacional? página 01. Objeto Educacional passo a passo página 05

O que é um Objeto Educacional? página 01. Objeto Educacional passo a passo página 05 O que é um Objeto Educacional? página 01 Objeto Educacional passo a passo página 05 O que é um Objeto Educacional A definição de Objeto Educacional, adotada pela equipe do projeto Arte com Ciência, é um

Leia mais

Elementos Centrais da Metodologia

Elementos Centrais da Metodologia Elementos Centrais da Metodologia Apostila Virtual A primeira atividade que sugerimos é a leitura da Apostila, que tem como objetivo transmitir o conceito essencial de cada conteúdo e oferecer caminhos

Leia mais

Portal de conteúdos. Tecnologia a serviço da educação

Portal de conteúdos. Tecnologia a serviço da educação Portal de conteúdos Tecnologia a serviço da educação O trabalho do docente vai muito além do horário de aula. Estudantes possuem muitas atividades para pesquisar e não dispõem de fontes seguras. E se os

Leia mais

TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID.

TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID. TRAÇOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM SÃO LUÍS- MA: UM DIAGNÓSTICO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E EDUCACIONAL DE ALUNOS DAS ESCOLAS PARCEIRAS DO PIBID. Resumo Alcenir Amorim de Sousa 1 1 Instituto Federal de educação

Leia mais

JOGOS NAS AULAS DE HISTÓRIA ATRAVÉS DO PIBID: UMA POSSIBILIDADE DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO E DE INTERAÇÃO

JOGOS NAS AULAS DE HISTÓRIA ATRAVÉS DO PIBID: UMA POSSIBILIDADE DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO E DE INTERAÇÃO JOGOS NAS AULAS DE HISTÓRIA ATRAVÉS DO PIBID: UMA POSSIBILIDADE DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO E DE INTERAÇÃO Rayssa Eutália Gurjão Coutinho Borges 1 Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) E-mail: rayssagurjao@hotmail.com

Leia mais

A EXPLORAÇÃO DE SITUAÇÕES -PROBLEMA NA INTRODUÇÃO DO ESTUDO DE FRAÇÕES. GT 01 - Educação Matemática nos Anos Iniciais e Ensino Fundamental

A EXPLORAÇÃO DE SITUAÇÕES -PROBLEMA NA INTRODUÇÃO DO ESTUDO DE FRAÇÕES. GT 01 - Educação Matemática nos Anos Iniciais e Ensino Fundamental A EXPLORAÇÃO DE SITUAÇÕES -PROBLEMA NA INTRODUÇÃO DO ESTUDO DE FRAÇÕES GT 01 - Educação Matemática nos Anos Iniciais e Ensino Fundamental Adriele Monteiro Ravalha, URI/Santiago-RS, adrieleravalha@yahoo.com.br

Leia mais

Implementação do ambiente virtual Yogeo baseado na teoria de Van Hiele

Implementação do ambiente virtual Yogeo baseado na teoria de Van Hiele Implementação do ambiente virtual Yogeo baseado na teoria de Van Hiele Felipe de Carvalho Barros 1 Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro Brasil felipe_karvalho@hotmail.com Profº Ms. Marcelo

Leia mais

Programa de Pós Graduação em Educação da FCT/UNESP, Presidente Prudente, SP. depenna05@yahoo.com.br

Programa de Pós Graduação em Educação da FCT/UNESP, Presidente Prudente, SP. depenna05@yahoo.com.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 18 a 22 de outubro, 2010 799 INTERVENÇÃO EM ARTE COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE PHOTOSHOP Denise Penna Quintanilha Programa de Pós Graduação em

Leia mais

TEMPO DE APRENDER EM CLIMA DE ENSINAR: UMA PROPOSTA PARA MELHORIA DO ENSINO EM ESCOLAS PÚBLICAS

TEMPO DE APRENDER EM CLIMA DE ENSINAR: UMA PROPOSTA PARA MELHORIA DO ENSINO EM ESCOLAS PÚBLICAS TEMPO DE APRENDER EM CLIMA DE ENSINAR: UMA PROPOSTA PARA MELHORIA DO ENSINO EM ESCOLAS PÚBLICAS Taísa Das Dores Pereira; Maria Gertrudes Alvarez Justi Da Silva. Universidade Federal Fluminense, taisaddp@id.uff.br;

Leia mais

Equações do primeiro grau

Equações do primeiro grau Módulo 1 Unidade 3 Equações do primeiro grau Para início de conversa... Você tem um telefone celular ou conhece alguém que tenha? Você sabia que o telefone celular é um dos meios de comunicação que mais

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO ESPECIALIZAÇÃO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO VÂNIA RABELO DELGADO ORIENTADOR: PAULO GUILHERMETI

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO ESPECIALIZAÇÃO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO VÂNIA RABELO DELGADO ORIENTADOR: PAULO GUILHERMETI UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO ESPECIALIZAÇÃO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO VÂNIA RABELO DELGADO ORIENTADOR: PAULO GUILHERMETI UTILIZAÇÃO DO LABORATORIO DE INFORMÁTICA Guarapuava 2013

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE QUADRINHOS ATRELADOS A EPISÓDIOS HISTÓRICOS PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA RESUMO

CONSTRUÇÃO DE QUADRINHOS ATRELADOS A EPISÓDIOS HISTÓRICOS PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA RESUMO XXII Semana de Educação da Universidade Estadual do Ceará 31 de agosto a 04 de setembro de 2015 CONSTRUÇÃO DE QUADRINHOS ATRELADOS A EPISÓDIOS HISTÓRICOS PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA Laura Andrade Santiago

Leia mais

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL Gabriela Jurak de Castro UCPel gabriela.jurak@ucpel.tche.br Letícia Marques Vargas UCPel lvargas@ucpel.tche.br

Leia mais

Objetivo: Relatar a experiência do desenvolvimento do software Participar. Wilson Veneziano Professor Orientador do projeto CIC/UnB

Objetivo: Relatar a experiência do desenvolvimento do software Participar. Wilson Veneziano Professor Orientador do projeto CIC/UnB Transcrição do vídeo Projeto Participar Duração: 10 minutos e 43 segundos Objetivo: Relatar a experiência do desenvolvimento do software Participar Wilson Veneziano Professor Orientador do projeto CIC/UnB

Leia mais

Capitão Tormenta e Paco em Estações do Ano

Capitão Tormenta e Paco em Estações do Ano Guia do Professor Capitão Tormenta e Paco em Estações do Ano Introdução As estações do ano constituem-se em um fenômeno que o aluno constrói o conhecimento desde criança. No ensino médio ele deve ser trabalhado

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Projeto Gene: Ambiente de Apoio à Aprendizagem de Genética Baseado em Tamagotchi

Leia mais

DISPOSITIVOS MÓVEIS NA ESCOLA: POSSIBILIDADES NA SALA DE AULA

DISPOSITIVOS MÓVEIS NA ESCOLA: POSSIBILIDADES NA SALA DE AULA DISPOSITIVOS MÓVEIS NA ESCOLA: POSSIBILIDADES NA SALA DE AULA Jessica Kelly Sousa Ferreira PPGFP-UEPB jessicaferreiraprofe@gmail.com INTRODUÇÃO A presente pesquisa embasa-se nos pressupostos de que o uso

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO

WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO NOME DO PROJETO Web Rádio: Escola César Cals- Disseminando novas tecnologias via web ENDREÇO ELETRÔNICO www.eccalsofqx.seduc.ce.gov.br PERÍODO DE EXECUÇÃO Março a Dezembro de

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3 1 DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS Maio/2005 216-TC-C3 José Antonio Gameiro Salles UNISUAM / CCET / Desenv. de Softwares & UNISUAM/LAPEAD - antoniosalles@gmail.com

Leia mais

UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO

UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO SOUZA, Caio Henrique Bueno de 1 RODRIGUES, Davi 2 SANTOS, Edna Silva 3 PIRES, Fábio José 4 OLIVEIRA, Jully Gabriela

Leia mais

A INTERNET COMO RECURSO PEDAGÓGICO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

A INTERNET COMO RECURSO PEDAGÓGICO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS A INTERNET COMO RECURSO PEDAGÓGICO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Jacqueline Liedja Araujo Silva Carvalho Universidade Federal de Campina Grande (UFCG CCTA Pombal) jliedja@hotmail.com

Leia mais

UTILIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES EDUCACIONAIS PARA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS.

UTILIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES EDUCACIONAIS PARA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS. MINISTERIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UTILIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES EDUCACIONAIS PARA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS. Elaine Cristina Dias Calaça

Leia mais

SOFTWARE EDUCATIVO DE MATEMÁTICA: SHOW MATH

SOFTWARE EDUCATIVO DE MATEMÁTICA: SHOW MATH SOFTWARE EDUCATIVO DE MATEMÁTICA: SHOW MATH Anderson Clavico Moreira Profª. Ms. Deise Deolindo Silva short_acm@hotmail.com deisedeolindo@hotmail.com Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de

Leia mais

Psicopedagogia Institucional

Psicopedagogia Institucional Psicopedagogia Institucional Pós-graduação 03 Módulo A: Introdução à Psicopedagogia Teorias da Aprendizagem Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem Desafio Profissional. Enunciado O tema deste

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO PIXTON PARA ESCOLAS: DIVERSÃO E CRIATIVIDADE

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO PIXTON PARA ESCOLAS: DIVERSÃO E CRIATIVIDADE ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO PIXTON PARA ESCOLAS: DIVERSÃO E CRIATIVIDADE TAQUARUSS/MS MARÇO DE 2011 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES

Leia mais

2 Trabalhos relacionados

2 Trabalhos relacionados 2 Trabalhos relacionados Esta seção descreve os principais trabalhos relacionados ao framework aqui produzido. Uma discussão sobre os aspectos gerais de jogos está fora dos objetivos deste dissertação.

Leia mais

Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). DOCENTE PROFESSOR CELSO CANDIDO Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Conhecimentos: o Web Designer; o Arquitetura de Máquina; o Implementação

Leia mais

Portal de conteúdos Linha Direta

Portal de conteúdos Linha Direta Portal de conteúdos Linha Direta Tecnologias Educacionais PROMOVEM SÃO Ferramentas Recursos USADAS EM SALA DE AULA PARA APRENDIZADO SÃO: Facilitadoras Incentivadoras SERVEM Necessárias Pesquisa Facilitar

Leia mais

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Prof. Dr. Luis Paulo Leopoldo Mercado Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal de Alagoas Conteúdos

Leia mais

1. Capacitação Docente em Informática na Educação

1. Capacitação Docente em Informática na Educação DO EDITOR DE TEXTOS A PLATAFORMA MOODLE: UM PROJETO PILOTO INOVADOR DE CAPACITAÇÃO DOCENTE CONSTRUCIONISTA EM UMA ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Maira Teresinha Lopes Penteado 1 Maria Beatriz

Leia mais

1 Como seu Cérebro Funciona?

1 Como seu Cérebro Funciona? 1 Como seu Cérebro Funciona? UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC (UFABC) O cérebro humano é capaz de processar as informações recebidas pelos cinco sentidos, analisá-las com base em uma vida inteira de experiências,

Leia mais

MBA MARKETING DE SERVIÇOS. Turma 19. Curso em Ambiente Virtual

MBA MARKETING DE SERVIÇOS. Turma 19. Curso em Ambiente Virtual MBA MARKETING DE SERVIÇOS Turma 19 Curso em Ambiente Virtual São Paulo, 1 de Setembro de 2011 1. Apresentação O MBA em Marketing de Serviços, coordenado pelos Professores Marcos Cortez Campomar e Geraldo

Leia mais

O ESTUDO E A IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ARQUITETURA COMPUTACIONAL PARA APLICAÇÕES DE ENTRETENIMENTO

O ESTUDO E A IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ARQUITETURA COMPUTACIONAL PARA APLICAÇÕES DE ENTRETENIMENTO O ESTUDO E A IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ARQUITETURA COMPUTACIONAL PARA APLICAÇÕES DE ENTRETENIMENTO Arion Roberto Krause 1 ; Andrey Alves 1 ; Rafael Jusinskas Labegalini 1 ; Luiz Fernando Braga Lopes 2 RESUMO:

Leia mais

DIFERENCIAÇÃO IMPLÍCITA: VISUALIZANDO AS RETAS TANGENTES E NORMAIS COM O AUXÍLIO DO WINPLOT

DIFERENCIAÇÃO IMPLÍCITA: VISUALIZANDO AS RETAS TANGENTES E NORMAIS COM O AUXÍLIO DO WINPLOT DIFERENCIAÇÃO IMPLÍCITA: VISUALIZANDO AS RETAS TANGENTES E NORMAIS COM O AUXÍLIO DO WINPLOT Silmara Alexandra da Silva Vicente Universidade Presbiteriana Mackenzie Gisela Hernandes Gomes Universidade Presbiteriana

Leia mais