Página 1 de 16 IMOBILIÁRIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Página 1 de 16 IMOBILIÁRIA"

Transcrição

1 Página 1 de 16 IMOBILIÁRIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: prestação de serviços Tipo de Negócio: imobiliária Produtos Ofertados/Produzidos: venda e aluguel de imóveis novos e usados (casas, apartamentos, terrenos, galpões, prédios, indústrias, pontos comerciais, fazendas, etc.) Investimento inicial: R$ 40 mil Área :30 m² APRESENTAÇÃO Com o crescimento das cidades, comprar um imóvel passou a ser uma tarefa difícil, envolvendo muita pesquisa. E para ajudar neste processo surgiram as imobiliárias. A imobiliária é a empresa que se responsabiliza pelas intermediações de compra, venda e locação de imóveis - novos e usados - dos respectivos proprietários para possíveis interessados, mediante comissão. Seriedade deve ser a principal virtude de quem pretende iniciar no ramo. Além disso, é importante ser transparente e manter-se atualizado sobre os conhecimentos jurídicos relacionados à área, que é repleta de leis específicas e complexas. MERCADO O mercado imobiliário apresenta uma relação muito estreita com a economia do país, ou seja, economia saudável, mercado imobiliário saudável. Apesar dessas flutuações, o mercado ainda acredita estar convencido de que o comprador potencial está consciente de que o bem imóvel é, ainda, o melhor ativo para o qual ele deve investir. Uma boa sugestão na definição do rumo que seu empreendimento vai tomar é encontrar um nicho. E specialmente nas cidades grandes, um caminho é a segmentação como, por exemplo, trabalhar apenas com locação, ignorando o tentador mercado de compra e venda. Embora proporcione lucros menores, o mercado de locações é estável e fica quase imune às oscilações da economia. É possível também restringir a atuação da imobiliária a um ou alguns poucos bairros, o que confere à empresa maior conhecimento das características da região e, certamente, mais credibilidade junto ao cliente. Portanto, conhecer as características dos seus futuros clientes, porque preferem comprar tais produtos, quando fazem suas compras e quais são suas tendências de consumo são avaliações essenciais para o sucesso do seu empreendimento. Na vida, a gente sabe que das adversidades podem surgir oportunidades. No mundo dos negócios não é diferente: a maioria das empresas bem sucedidas, algum dia enfrentou dificuldades e adotou a mudança como alternativa de sobrevivência naquele momento, para depois, fortalecida, apresentar-se competitiva ao concorrente. LOCALIZAÇÃO

2 Página 2 de 16 A escolha do local e do espaço físico necessário para instalar seu negócio é uma decisão muito importante para o sucesso do empreendimento. O local deve oferecer infra-estrutura adequada e condições que propiciem o seu desenvolvimento. É fundamental avaliar a facilidade do acesso a partir do perfil de sua clientela. Deve-se dar preferência a um local de fácil acesso, havendo carência de imobiliárias na região, será melhor. Se o investidor possui um bom conhecimento do mercado imobiliário, experiência em vendas e conhecimento jurídico (Direito Imobiliário), certamente terá boas ferramentas para buscar um local adequado e iniciar seu empreendimento. As atividades econômicas da maioria das cidades são regulamentadas pelo Plano Diretor Urbano (PDU). É essa Lei que determina o tipo de atividade que pode funcionar em determinado endereço. A consulta de local junto à Prefeitura é o primeiro passo para avaliar a implantação de sua Imobiliária. Na Prefeitura de Vitória o PDU é fornecido a partir de consulta no site. ESTRUTURA A estrutura básica deve contar com uma área mínima de 30 m², que será distribuída entre a recepção e a sala para o atendimento de clientes. É interessante que o empreendedor tenha um veículo próprio, que será utilizado para procurar imóveis e levar os possíveis compradores ou locatários até os lugares de interesse. Atualmente tem se usado uma ferramenta muito estimulante, o site. Por meio dele o empresário pode expor os imóveis, deixar anúncios, dicas para construção, plantas de casa e outros. Isso facilita o contato com os clientes potenciais e gera um estímulo visual. EQUIPAMENTOS Os equipamentos implementados dependerão substancialmente da estrutura que vai ser montada. Varia de acordo com o processo e mecanismo de trabalho adotado. Um projeto básico certamente contará com: - Computadores e periféricos - Telefone e fax - Móveis e utensílios para escritório, etc. O veículo utilitário não está estimado por ser variável segundo as possibilidades de cada empreendimento. I nformatização: u ma empresa informatizada tem grandes chances de sair na frente do concorrente. Além de facilitar os processos, garantem a segurança na tomada de decisões, melhora a produtividade e diminui os gastos. Escolha um projeto abrangente que atenda toda a empresa, desde o gerenciamento de conteúdo para websites, até os controles administrativos (financeiro, estoque, caixa, cadastro de clientes, etc.), passando pela automação inclusive: impressoras de grande porte e sistema de código de barras, etc. Existem no mercado atualmente, três grandes grupos de softwares: SGE Sistema de Gestão Empresarial; SGC Sistema de Gerenciamento de Clientes e Básicos. Eles podem ser encontrados nas empresas especializadas ou na Internet, através dos sistemas disponibilizados nas Provedoras de Serviços de Software (ASP - application service provider).

3 Página 3 de 16 INVESTIMENTOS O investimento varia muito de acordo com o porte do empreendimento e do quantitativo de que dispõe o investidor. Considerando uma imobiliária de pequeno porte, montada numa área de 30 m², será necessário um investimento de R$ 40mil aproximadamente, considerando a compra dos móveis, equipamentos de informática, produção do site e capital de giro para 2 meses. PESSOAL A mão-de-obra específica deste setor é o Corretor de Imóveis que deverá ter o registro no Conselho Regional de Corretores de Imóveis - CRECI. Na hora de selecioná-los, você deve levar em consideração as habilidades específicas exigidas pela Entidade. No Espírito Santo, para exercer o cargo de corretor de imóveis, são exigidos: - 2º grau completo - Habilidade para negociações - Conhecimento prático do mercado financeiro e cálculos financeiros - Visão global das tendências do mercado de imóveis - Criatividade para o desenvolvimento de alternativas e para atendimento de objetivos de vendas. Os corretores geralmente recebem 1/3 da comissão de venda recebida pela imobiliária. Há ainda a necessidade de contratação de um auxiliar que ficará permanentemente no escritório. Em resumo o próprio proprietário pode ser o corretor (o que geralmente ocorre) e mais um funcionário para ficar constantemente no escritório na área de atendimento prévio e administrativo. PROCESSOS PRODUTIVOS Trabalhar no ramo imobiliário requer dinamismo, alta dose de sacrifício, bom relacionamento com a clientela, conhecimento do ramo e do mercado. O corretor de imóveis é o profissional especializado em intermediar as transações comerciais de imóveis (casas, apartamentos, terrenos, galpões, prédios, indústrias, pontos comerciais, fazendas, etc.) para pessoas físicas ou jurídicas. Para ser corretor, é preciso participar do curso técnico em transação imobiliária. Mediante o certificado de conclusão do curso, o passo seguinte é fazer o exame de proficiência, exigido como requisito para obtenção de registro profissional junto ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis. O registro é fundamental para quem pretende abrir uma imobiliária. A legislação exige que, entre os sócios, haja pelo menos um corretor registrado. Normalmente, o horário de funcionamento de uma imobiliária é das 8:00 às 18:00, de segunda a sexta-feira, com plantão aos domingos. É justamente nos fins de semana que a maioria dos clientes têm tempo disponível para procurar um imóvel. Durante a semana o expediente poderá se estender algumas horas quando chegam visitantes de balcão ou para negociação ou fechamento de negócios. Os imóveis oferecidos podem ser indicados pelos próprios proprietários. Na realidade, a mercadoria para venda ou aluguel deve ser levantada pelos corretores visitando os prédios da região e conversando com zeladores e porteiros para identificar o que há disponível, assim como nome, endereço e telefone do proprietário. Outra maneira é o contato direto com os proprietários de imóveis já com placas de outras empresas de vende-se ou aluga-se. As imobiliárias trabalham com comissões sobre as vendas ou locações. A comissão

4 Página 4 de 16 é variável, de acordo com a localização da empresa e os órgãos de classe. A modernização está chegando aos escritórios imobiliários, acompanhando o crescimento do mercado que tem primado por implementar programas de qualidade em diversas etapas. Os velhos escritórios empoeirados, com prateleiras amontoadas de cadastros de clientes, móveis velhos, e aquela sala mal iluminada, cede espaço a um ambiente clean em que, aos poucos, papéis vão sendo substituídos por informações armazenadas em microcomputadores. Algumas dicas importantes... - É necessário ter flexibilidade e habilidade para intermediar as transações de forma a satisfazer ambas as partes envolvidas. - É importante manter uma equipe bem treinada e selecionada para exercer a atividade. - O corretor deve manter-se sempre bem informado quanto aos valores imobiliários do mercado em que atua. - Confeccionar e manter placas de VENDE-SE ou ALUGA-SE para a fixação nos imóveis. - As placas devem conter o número de registro no CRECI. COMEÇANDO Uma vez colocado em funcionamento o novo negócio, estabelece-se um novo desafio: a sua gestão competitiva, capaz de oferecer ao mercado os melhores produtos e serviços e assegurar o retorno do capital investido. Gerenciar o negócio significa colocar à prova o talento, o conhecimento e a experiência do empreendedor. Administrar é o processo de organizar o que foi planejado, assegurando a liderança e o controle na execução do trabalho de todos que fazem parte direta ou indiretamente da empresa. É usar os recursos administrativos disponíveis com vistas a alcançar os objetivos estabelecidos. E é aqui que entra a importância da busca contínua de informações. Estas podem ser adquiridas através da leitura, vídeos técnicos e administrativos, em feiras, palestras, treinamentos, e outros eventos. O próprio SEBRAE oferece muitos cursos de aperfeiçoamento: Administração Básica para Pequenas Empresas, Técnicas para Negociações, Lucratividade Crescer, Sobreviver ou Morrer, Análise e Planejamento Financeiro, Controles Financeiros, Desenvolvimento das Habilidades Gerenciais, Gestão de Pessoas, entre outros. CLIENTES É muito interessante que o empreendedor consiga definir quem serão seus clientes potenciais, onde estão localizados, quais seus gostos, desejos, classe social, nível de renda, se pessoas física e/ou jurídicas, enfim, a definição do público-alvo permite ao empresário o alinhamento de suas estratégias destinando-as aqueles essencialmente que serão seus clientes, assim localiza energias e recursos financeiros para captá-los e por meio deles buscar novos clientes. DIVULGAÇÃO O ditado popular diz que a propaganda é a alma do negócio, mas a gente pode continuar dizendo que os "músculos" também são importantes. Assim, entendemos

5 Página 5 de 16 que dotar os clientes internos (funcionários, os "músculos" do negócio) de informações sobre os produtos oferecidos é a chave para vendê-los ao cliente externo. Na busca pelo potencial cliente, os jornais de grande circulação ainda são, entre todos os meios de divulgação, a melhor maneira de contatá-los, seja para a venda de imóvel ou mesmo para seu aluguel, apesar do alto custo de inserção de anúncios. Há ainda os anúncios em rádios, panfletos e faixas, que se configuram como as formas eficientes de promoção. Voltando à "alma do negócio", concluímos que para atingir o consumidor e garantir as vendas, você deve planejar o seu marketing. E como fazer isso? A primeira sugestão é fazer uma análise da sua realidade: identifique quais são os custos de seus serviços, adapte-os e busque a otimização de sua alocação. Mantenha seus consumidores motivados, partindo para uma revisão da sua estrutura de comercialização, avaliando paralelamente, se essa estrutura atinge seu mercadoalvo com sucesso. Lembre-se que o marketing deve ser contínuo e sistêmico. Considere ainda, que num plano de marketing é importante o conhecimento de elementos como preço, produto (serviço), ponto (localização) e promoção. Avaliar as preferências e necessidades de seus clientes em relação às funções, finanças, facilidade, "feeling" (sensibilidade) e futuro. As empresas devem ter consciência de que a qualidade nos serviços prestados é, ainda, a melhor forma de tornar-se conhecida e sólida num mercado competitivo. A propaganda boca a boca é fator de fortalecimento das marcas. DIVERSIFICAÇÃO Para alcançar o sucesso neste mercado é importante oferecer diferenciais. Procurar novas formas de apresentar os produtos tornando-os mais atrativos que os do concorrente. Incrementar as vendas, usando os meios de comunicação disponíveis no mercado, optando pela oferta do mercado, implementar sistemas de vendas diversificados. Uma boa forma de ampliar seu leque de atuação é agregando valor ao produto principal. Além dos imóveis vendidos no Estado e no país, existem imobiliárias que negociam também no exterior, por exemplo, em Miami (EUA) ou Punta del Este (Uruguai). Porém, para atuar nestes segmentos é necessário um alto investimento e amplas relações, tanto no Brasil como nos países em que se quer comercializar. As imobiliárias podem prestar ainda, serviços de administração de condomínios, administração de contratos de locação, serviços de plantonistas de prédios e outros relacionados com sua atividade. LEMBRETES É importante definir os contratos com o auxílio de um advogado, isso evitará problemas futuros com os clientes. A clareza e confiança são fundamentais nesse tipo de negócio, nenhuma negociação deve ser efetivada de forma somente verbal. Todos os procedimentos e acordos devem ser formais por meio de documentos, isso tratará segurança para a imobiliária e o cliente. NOTÍCIAS Sindimoveis-Es Assina Convênio Com A Caixa E Vai Vender R$ ,00

6 Página 6 de 16 O presidente do Sindicato dos Corretores de Imóveis do Espírito Santo (Sindimóveis-ES), ARY BARBOSA BASTOS, assinou convênio com a Caixa Economica Federal no mês de abril para a venda direta de seus imóveis, em evento realizado no auditório da CEF em Vitória-ES. Estiveram presentes ao ato de assinatura os representantes da CEF, Sr. Guimarães (Superintendência Norte), Sr. Ernesto (Superintendência Sul) e Sr. Paulo (GILIE/CEF-ES). O evento contou com a presença de vários corretores, da assessoria jurídica e de imprensa do Sindimoveis-ES. O primeiro lote já conta com 118 imóveis, com Valor Geral de Vendas de R$ ,36 em todo o Estado do Espírito Santo. Segundo Ary Bastos, este importante convênio, é mais uma conquista da categoria e mais um instrumento de apoio para os profissionais capixabas na diversificação da atividade e de melhores e maiores ganhos financeiros. Só puderam participar da venda, profissionais inscritos e regulares, com o CRECI-ES e no SINDIMOVEIS-ES. O início da vendas começa agora em 15 de maio e promete aquecer o mercado capixaba. O Sindimoveis-ES também participará do FEIRÃO DA CEF em julho, ao lado do Shopping Norte Sul, em Jardim Camburi Vitória, onde contará com uma carteira de imóveis, nunca vista antes. Para aqueles que já residem nos imóveis da CEF e pretendem regularizar sua situação é só procurar o sindicato e solicitar a ajuda dos coordenadores do convênio de 9 ás 17 horas de segunda à sexta, onde será dada prioridade a estes casos. Também, estaremos abrindo aos investidores e compradores esta oportunidade de adquirir um imóvel com preços e condições facilitados. E parafrazeando o slogan da Caixa, Vem para o Sindimoveis-ES você também, vem!!! Fonte: Sindimoveis-ES CURSOS E TREINAMENTOS O SEBRAE/ES disponibiliza para o empresário uma carteira com mais de 30 títulos de cursos e palestras abordando os mais variados temas e objetivos. A Educação Empresarial do SEBRAE é um instrumento para que os obstáculos encontrados sejam superados com maior facilidade ampliando, conseqüentemente, o horizonte de conhecimentos necessários nessa função. Cursos: Técnicas de Vendas; Marketing: Uma Estratégia de Vendas; Gerência de Equipes de Vendas; Gerência de Rotinas e Procedimentos em Vendas; Atendimento ao Cliente; Como Vender mais e Melhor; Iniciando um Pequeno Grande Negócio (com carga horária de 30h); Empretec (carga horária de 72h); Administração Básica para Pequenas Empresas (carga horária de 20h); entre outros. Palestras Gerenciais: Atendimento a Clientes; Comece Certo Planejamento e Análise; Determinação do Capital de Giro; Gerenciando o Fluxo de Caixa com Eficiência; Promoção de vendas; Entendendo Custos, Despesas e Preço de Venda; A Empresa e os Novos Tempos; Qualidade no relacionamento ao cliente; Como Conquistar e Manter Clientes. O curso destinado à formação de pessoas interessadas em regularizar ou ingressar nesta profissão normalmente é realizado no Sindicato dos Corretores de Imóveis de cada Estado. É o Curso Técnico em Transações Imobiliárias. Com este certificado,

7 Página 7 de 16 o profissional poderá pedir seu registro no CRECI - Conselho Regional dos Corretores de Imóveis,http:// CRECI/ES Av. Hugo Viola, 700, Jardim da Penha, Vitória/ES Tel.: (27) SEBRAE/ES Av. Jerônimo Monteiro, 935, Ed. Sebrae, Centro, Vitória/ES CEP: Canal de relacionamento: Associação Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES) Cursos diversos SINDIMÓVEIS/ES - Curso na área imobiliária Rua Alb. De Oliveira Santos, nº 42, Edf. Ames, sala 1303 Tel.: (27) UVV Curso de Gestão de Negócios Imobiliários Rua Comissário José Dantas de Melo, 21, Boa Vista, Vila Velha/ES Tel.: ( 27) FAESA Curso de Gestão Empresarial Rua Anselmo Serrat, Ilha Monte Belo, Vitória/ES CEP: Tel.: (27) / EVENTOS XXIII CONACI -CONGRESSO NACIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS Florianópolis - Santa Catarina Encontro Nacional da Indústria da Construção LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA Recomenda-se fazer uma consulta ao PROCON para adequar seus produtos às especificações da Lei Federal nº / Código de Defesa do Consumidor - Alterada pela Lei nº 8.656/1993, Lei nº 8.703/1993, Lei nº 8.884/1994, Lei nº 9.008/1995, Lei nº 9.298/1996, Lei nº 9.870/1999, Lei nº /2008, Lei nº /2008 e Lei /2009.

8 Página 8 de 16 - Lei Municipal nº /2003 Institui o Código de Posturas e de Atividades Urbanas do Município de Vitória. Regulamentada pelo Decreto nº /04. Ref.Proc /03. Lei nº acrescenta inciso IX ao 2º.Alterada pelas Leis nºs 6679/06 e 6680/06. Acrescentado inciso IX ao 2º do Art. 99, pela Lei nº 7.063/07. Regulamentado inciso III do Art. 194, pelo Decreto nº /08. Acrescentado artigos pela Lei nº 7598/08. Acrescentado 3º no Art. 43, pela Lei nº 7.768/09-3º. Na fixação de nomes de bens públicos municipais deverá ser reservado um percentual de 50% (cinquenta por cento), no mínimo, para o gênero feminino. (NR) - Alterada Redação do 1] do Art. 19 pela Lei nº 7.775/09. Cabe sugerir consulta à CARTILHA DO FORNECEDOR CAPIXABA, que se encontra disponível na Biblioteca do SEBRAE/ES ou pelo site: Esta atividade exige o conhecimento de algumas leis: - CÓDIGO CIVIL - Dispositivo do código civil do interesse de corretor de imóveis: Direito de Propriedade. - Lei Nº 6.530/78. Dá nova regulamentação à profissão de Corretor de Imóveis, disciplina o funcionamento de seus órgãos de fiscalização e dá outras providências. Alterada pela Lei nº / Lei Nº /2003. Altera os artigos 11 e 16 da Lei 6.530/78. - Decreto N.º /78. Regulamenta a Lei N.º 6.530, de 12 de maio de 1978, que dá nova regulamentação à profissão de Corretor de Imóveis, disciplina o f funcionamento de seus órgãos e dá outras providências. - Lei Nº 4.591/64. Dispõe sobre o condomínio em edificações e as incorporações mobiliárias. Alterada pelo Decreto-Lei nº 981/1969, Lei nº 4.864/1965, Lei nº 6.434/1977, Lei nº 6.709/1979, Lei nº 7.182/1984, Lei nº 9.267/1996, Lei nº /2004 e Medida Provisória nº 2.221/ Resolução Nº 326/92. Aprova o Código de Ética Profissional dos Corretores de Imóveis. - Resolução Nº 458/95. Dispõe sobre a obrigatoriedade do destaque do registro profissional em documentos e anúncios publicitários, também sobre o número do registro ou da incorporação imobiliária - Resolução COAF nº 01, de 13 de abril de Dispõe sobre os procedimentos a serem observados pelas pessoas jurídicas que exerçam atividades de promoção imobiliária ou compra e venda de imóveis. As pessoas jurídicas que exercem atividades de promoção imobiliária ou compra e venda de imóveis são obrigadas a identificar seus clientes e manter cadastro, com informações sobre todos os intervenientes das operações imobiliárias que executar.

9 Página 9 de 16 A identificação e cadastramento estende-se aos compradores, vendedores, seus cônjuges ou companheiros, procuradores e representantes. A obrigatoriedade de identificação e cadastramento está prevista na Resolução COAF nº 01/99, aprovada Pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras. O Conselho de Controle de Atividades Financeiras - COAF, é órgão de deliberação coletiva com jurisdição em todo território nacional, criado pela Lei nº 9.613/98, integrante da estrutura do Ministério da Fazenda, com sede no Distrito Federal. Tem por finalidade disciplinar, aplicar penas administrativas, receber, examinar e identificar as ocorrências suspeitas de atividades ilícitas previstas em sua Lei de criação, sem prejuízo da competência de outros órgãos e entidades. Seu estatuto foi aprovado pelo Decreto nº 2.799/98, contando com a participação de representantes do Banco Central do Brasil, Comissão de Valores Mobiliários, Superintendência de Seguros Privados, Procuradoria- Geral da Fazenda Nacional, Secretaria da Receita Federal, Subsecretaria de Inteligência da Casa Militar da Presidência da República, Departamento de Polícia Federal e Ministério das Relações Exteriores. O cadastro deverá conter, no mínimo, as seguintes informações: I - se pessoa jurídica: a) razão social; b) nome dos administradores, proprietários ou controladores; c) forma e data de constituição da empresa (registro na respectiva junta comercial); d) Número de Identificação do Registro Empresarial (NIRE) e no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ); e) endereço completo (logradouro, complemento, bairro, cidade, unidade da federação, CEP), telefone; e f) atividade principal desenvolvida; II - Se pessoa física: a) nome, sexo, data de nascimento, filiação, naturalidade, nacionalidade, estado civil e nome do cônjuge ou companheiro; b) endereço completo (logradouro, complemento, bairro, cidade, unidade da federação, CEP), telefone; c) número do documento de identificação, nome do órgão expedidor e data de expedição ou dados do passaporte ou carteira civil, se estrangeiro; d) número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas - CPF/MF; e) atividade principal desenvolvida. São ainda obrigadas a manter registro de toda transação imobiliária que ultrapassar valor equivalente a R$ ,00 (cinqüenta mil reais). Do registro da transação deverão constar, no mínimo, as seguintes informações: I - data de realização e valor da transação, condição de quitação (à vista, a prazo,

10 Página 10 de 16 financiada) e forma de pagamento (dinheiro, cheque, financiamento); II - descrição do bem e localização do imóvel (logradouro, complemento, bairro, cidade, unidade da Federação e CEP, se urbano; ou denominação, confrontações, município e unidade da Federação, se rural); III - número de inscrição do imóvel no cadastro municipal para efeito de recolhimento do Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU, ou no cadastro mantido pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA, para efeito de recolhimento do Imposto Territorial Rural - ITR); e IV - número da matrícula e número e data do registro no cartório de imóveis. Devem ser igualmente registradas as operações que, realizadas por uma mesma pessoa física ou jurídica, conglomerado ou grupo, em um mesmo mês-calendário, superem, em seu conjunto, o valor de R$ ,00. Os cadastros devem ser conservados durante o período mínimo de cinco anos, a partir da conclusão da transação. Devem, por fim, comunicar ao COAF no prazo de vinte e quatro horas, informações sobre propostas ou realização de transações imobiliárias. As informações podem ser encaminhadas por meio de processo eletrônico. O objetivo da normatização é prevenir e combater os crimes de lavagem de dinheiro ou de ocultação de bens, direitos e valores, conforme estabelecido na Lei nº 9.613, de 3 de março de O descumprimento das obrigações instituídas pela Resolução nº 1 do COAF sujeita os infratores a sanções de natureza civil, administrativa e criminal. REGISTRO ESPECIAL Para registrar sua empresa você precisa de um contador. Profissional legalmente habilitado para elaborar os atos constitutivos da empresa, auxiliá-lo na escolha da forma jurídica mais adequada para o seu projeto e preencher os formulários exigidos pelos órgãos públicos de inscrição de pessoas jurídicas. Além disso, ele é conhecedor da legislação tributária à qual está subordinada a nossa produção e comercialização. Mas, na hora de escolher tal prestador de serviço, deve-se dar preferência a profissionais qualificados, que tenha boa reputação no mercado e melhor que seja indicado por alguém que já tenha estabelecido com ele uma relação de trabalho. Para legalizar a empresa é necessário procurar os órgãos responsáveis para as devidas inscrições: - Você deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar a sua imobiliária para fazer a consulta de local; - Registro no Cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas ou na Junta Comercial do Estado do Espírito Santo; - Registro na Secretaria da Receita Federal (CNPJ);

11 Página 11 de 16 - Registro na Prefeitura para obter o alvará de funcionamento; - Registro no Sindicato Patronal (empresa ficará obrigada a recolher por ocasião da constituição e até o dia 31 de janeiro de cada ano, a Contribuição Sindical Patronal); - Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema Conectividade Social - INSS. - Corpo de Bombeiros Militar. A exploração da atividade de corretagem, locação, venda e administração de imóveis, depende da obtenção do registro da pessoa jurídica no CRECI - Conselho Regional de Corretores de Imóveis. A pessoa física também pode exercer a atividade na qualidade de profissional autônomo, desde que possua registro no quadro específico do CRECI. É indispensável consultar o CRECI, a fim de obter informações detalhadas sobre exigências e requisitos legais, para obtenção de registro junto à referida entidade. O corretor de imóveis exerce entre outras atividades a intermediação na compra, venda, permuta e locação de imóveis, opinando ainda quanto à comercialização imobiliária. A infração à legislação que rege a profissão sujeita o infrator às seguintes sanções disciplinares: I - advertência verbal; II - censura; III - multa; IV - suspensão da inscrição, até 90(noventa) dias; V - cancelamento da inscrição, com apreensão da carteira profissional. Como obter o registro? O interessado deve fazer o curso de Técnico em Transações Imobiliárias. O CRECI informa os locais onde os cursos são ministrados, cujos objetivos são: preparar especialistas capacitados para atender as novas exigências, advindas com a ampliação e a complexidade do mercado de trabalho de imóveis no País; e dar condições legais de trabalho, no exercício da profissão, àqueles que já desenvolvem atividades no setor imobiliário. O curso oferece as seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Economia, Organização e Técnica Comercial, Marketing Imobiliário, Ética Profissional, Desenho Arquitetônico, Operações Imobiliárias, Matemática Financeira, Direito e Legislação. Após a conclusão do curso, o interessado submete-se ao exame de proficiência, destinado a disciplinar o exercício da profissão de corretor de imóveis, comprovando conhecimentos técnicos mínimos. Quando é aprovado no exame, o candidato recebe o CERTIFICADO DE APTIDÃO, expedido pelo COFECI e válido por dois anos, a partir da data de sua expedição. Este certificado irá habilitá-lo a inscrever-se

12 Página 12 de 16 em qualquer dos Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis do Brasil. No Espírito Santo, para obter o registro, o empreendedor deve apresentar os seguintes documentos: - Contrato Social - Alvará de Funcionamento - CNPJ - Curso Técnico em Transações Imobiliárias, ministrado pelo Sindicato dos Corretores de Imóveis do Estado. LINKS INTERESSANTES ENTIDADES CENTRAL FÁCIL CENTRAL DE ATENDIMENTO EMPRESARIAL É um sistema de atendimento que prevê a simplificação, racionalização e padronização dos processos de abertura de empresas com redução da burocracia. Avenida Nossa Senhora da Penha, 1433 Santa Luzia Vitória ES CEP Fone: (27) Procon Vitória Casa do Cidadão João Luiz Barone Av. Maruípe, nº. 2544, Itararé, Vitória/ES CEP: Tel.: (27) Junta Comercial do Estado do Espírito Santo Av. Nossa Senhora da Penha, 1433, Praia do Canto/Vitória/ES CEP: Tel.: (27) Site do Estado do Rio de Janeiro. SEFAZ Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo Rua Duque de Caxias, no. 105 Centro Vitória/ES CEP: Tel.: (27) /

13 Página 13 de 16 SEBRAE Av. Jerônimo Monteiro, 935, edf. Sebrae, Centro, Vitória/ES CEP: Tel.: (27) FINDES Av. Nossa Senhora da Penha, 2053, Ed. Findes Stª Lúcia, Vitória/ES CEP: Tel.: (27) CRECI-ES - Conselho Regional dos Corretores de Imóveis Av. Hugo Viola, 700, Jardim da Penha, Vitória/ES. CEP: Tel.: (27) / : Sindicato dos Corretores de Imóveis do Espírito Santo Rua Alberto de Oliveira Santos, 40, Ed. Kennedy, Sobreloja 11, Centro, Vitória /ES. CEP: Tel.: (27) : ABADI - Associação Brasileira das Administradoras De Imóveis Rua do Carmo nº 6/8º andar, Centro, Rio de Janeiro/ RJ. CEP : Tel.: (21) Fax.: (21) ABMI Associação Brasileira do Mercado Imobiliário Rua Gonçalves Chaves, 762, Centro, Pelotas/RS CEP: Tel.: (53) FORNECEDORES E FABRICANTES O SEBRAE/ES se isenta de responsabilidades quanto à forma da atuação das empresas no mercado. Móveis de Escritório Cequipel Móveis Para Escritório

14 Página 14 de 16 Av. Nossa Senhora da Penha, 1387, Santa Lúcia, Vitória/ES Tel.: (27) Fieni Móveis Para Escritório Av. João Santos Filho, 234, Ilha Santa Maria, Vitória/ES Tel.: (27) Show Móveis Escritórios Av. Jair Etienne Dessaune, 180, Bento Ferreira, Vitória/ES Tel.: (27) MS Móveis Para Escritório - Soluções Corporativas Inteligentes Av. Fernando Ferrari 2225, Vitória/ES Tel.: (27) Disk Móveis Equipamentos Escritório Av. João Santos Filho, 165, Ilha Santa Maria, Vitória/ES Tel.: (27) Design Clean Móveis e Soluções Para Escritório Rua Desembargador Sampaio, 204 S, 402, Praia do Canto,Vitória/ES Tel.: (27) Vitomaq Equip. para Escritório Av. Vitória, 1160, Forte São João, Vitória/ES. CEP: Tel.: (27) Computadores - Representantes Mega Note Notebooks e Computadores Av. Nossa Senhora da Penha, 356, Praia do Canto, Vitória/ES Tel.: (27) Enter Computadores e Sistemas Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 2828,Jesus Nazareth, Vitória/ES Tel.: (27) Hitech Computadores Rua Dom Pedro I, 169, Maruípe, Vitória/ES Tel.: (27) Hitech Computadores Rua Desembargador Vicente Caetano, 20, S 7 E, Mata da Praia, Vitória/ES Tel.: (27) RS Computadores Rua Aleixo Netto, 780, Praia do Canto, Vitória/ES Tel.: (27)

15 Página 15 de 16 RM Computadores Rua 7 de setembro, 300, LJ 1, Centro, Vitória/ES Tel.: (27) Nexa Tecnologia em Redes de Computadores Rua Elesbao Linhares, 152 S 3, Praia do Canto, Vitória/ES Tele.: (27) Telemática Comércio e Indústria Ltda AV. Jerônimo Monteiro, 155 Vila Velha/ES CEP: Tel.: (27) IBM Brasil Rua Tutóia, São Paulo/SP. CEP: Tel.: Itautec Brasil Tel.: / Proad Divisão de Informática Av. N. S. Penha, 536. Ed. Málaga - Loja 1. Vitória /ES. CEP: Tel.: (27) REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA Ary Bastos. Sindimoveis-ES: SINDIMOVEIS-ES ASSINA CONVÊNIO COM A CAIXA E VAI VENDER R$ ,00. Acesso em setembro de 2009: Aiub, George Wilson. Plano de Negócios: Serviços./George Wilson Aiub, Nadir Andreolla, Rogério Della Fávera Allegretti. 2.ed porto Alegre : SEBRAE, Camila Abud. IMOBILIÁRIAS ENTRAM NO RAMO DAS FRANQUIAS, Diário do Comércio e Indústria, 09/01/2004. SEBRAE/MG. Ponto de partida. Saiba como montar uma imobiliária. Ano SEBRAE/SP. Imobiliária. São Paulo:Sebrae/SP, p. Souza, Roberto. Sistema de Gestão Para Empresas de Incorporação Imobiliária. Ed. 1, O Nome da Rosa, 2004.

16 Página 16 de 16 Xavier, Rodrigo. Redes Contratuais no Mercado Habitacional. Revista dos Tribunais, Oportunidades de Negócios é um material meramente informativo acerca dos empreendimentos existentes no segmento correspondente ao seu título. Os dados apresentados são extraídos de publicações técnicas e, em linhas gerais, não têm a pretensão de ser um guia para a implementação dos respectivos negócios. É destinada apenas à apresentação de um panorama da atividade ao futuro empresário, que poderá enriquecer suas idéias com as informações apresentadas, mas carecerá de um estudo mais detalhado e específico para a implementação do seu empreendimento. ÁREA RESPONSÁVEL E DATA DE ATUALIZAÇÃO UAD Unidade de Atendimento e Desenvolvimento SEBRAE/ES Data de atualização: Setembro de 2009.

IDÉIAS DE NEGÓCIO ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

IDÉIAS DE NEGÓCIO ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE (Fonte: SEBRAE/MS SEBRAE/SC) APRESENTAÇÃO DE NEGÓCIOS Contabilidade é um trabalho minucioso que atua nas áreas fiscal, tributária e trabalhista; exigindo muita análise e tempo. Por isso, a maioria das

Leia mais

ESCRITÓRIO DE COBRANÇA

ESCRITÓRIO DE COBRANÇA Página 1 de 8 ESCRITÓRIO DE COBRANÇA FICHA TÉCNICA Setor da Economia : terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: cobranças de débitos em aberto Produtos Ofertados/Produzidos : serviço de cobrança

Leia mais

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Página 1 de 10 REPRESENTAÇÃO COMERCIAL FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: representação comercial Produtos Ofertados/Produzidos: intermediação de negócios

Leia mais

CORRETORA DE SEGUROS

CORRETORA DE SEGUROS 1 de 13 CORRETORA DE SEGUROS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: corretora de seguros Produtos Ofertados/Produzidos: seguros de automóveis, de vida, de

Leia mais

Página 1 de 11 CRECHE

Página 1 de 11 CRECHE Página 1 de 11 CRECHE FICHA TÉCNICA Setor da Economia : terciário Ramo de Atividade : serviço Tipo de Negócio : Educação Infantil Produtos Ofertados/Produzidos : Serviços de Educação Infantil para crianças

Leia mais

RESOLUÇÃO-COFECI Nº 1.168/2010 (Publicada no D.O.U nº 77, de 26/04/10, fls. 103, Seção 1)

RESOLUÇÃO-COFECI Nº 1.168/2010 (Publicada no D.O.U nº 77, de 26/04/10, fls. 103, Seção 1) RESOLUÇÃO-COFECI Nº 1.168/2010 (Publicada no D.O.U nº 77, de 26/04/10, fls. 103, Seção 1) 1 Dispõe sobre os procedimentos a serem observados pelas pessoas jurídicas que exerçam atividades de promoção imobiliária

Leia mais

CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA

CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA 1 CLÍNICA VETERINÁRIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço e comércio Tipo de Negócio: clinica veterinária Produtos Ofertados/Produzidos: serviços de saúde de animais Investimento

Leia mais

AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS

AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS Página 1 de 10 AGÊNCIA VIRTUAL DE EMPREGOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviços Tipo de Negócio: agência de emprego Produtos Ofertados/Produzidos: serviço de agenciamento

Leia mais

EMPRESA ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIO

EMPRESA ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIO Página 1 de 9 EMPRESA ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade : serviço Tipo de Negócio: administração de condomínio Produtos Ofertados/Produzidos: serviço

Leia mais

SISCOAF CRECI PR. Profissionalismo e responsabilidade social a serviço da sociedade. CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS 6ª REGIÃO PARANÁ

SISCOAF CRECI PR. Profissionalismo e responsabilidade social a serviço da sociedade. CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS 6ª REGIÃO PARANÁ SISCOAF CRECI PR CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS DO PARANÁ- 6ª REGIÃO / PR Profissionalismo e responsabilidade social a serviço da sociedade. CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS 6ª REGIÃO

Leia mais

LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS

LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS LOJA DE FRIOS E LATICÍNIOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de frios e laticínios Investimento inicial: 30mil reais Área: 40m² APRESENTAÇÃO A

Leia mais

ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO 1 ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: escola de ensino fundamental e médio Produtos Ofertados/Produzidos: formação

Leia mais

CONSULTÓRIO MÉDICO. Diante dessa realidade vê-se a população buscando cada vez mais os serviços privados de assistência à saúde.

CONSULTÓRIO MÉDICO. Diante dessa realidade vê-se a população buscando cada vez mais os serviços privados de assistência à saúde. 1 de 11 CONSULTÓRIO MÉDICO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: consultório médico Produtos Ofertados/Produzidos: consultas médicas Investimento inicial:

Leia mais

ESCRITÓRIO DE CONSULTORIA

ESCRITÓRIO DE CONSULTORIA Página 1 de 11 ESCRITÓRIO DE CONSULTORIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: escritórioconsultoria empresarial Produtos Ofertados/Produzidos: consultoria

Leia mais

EBRAE. UNISciesp UNIVERSIDADE CORPORATIVA SCIESP. Escola Brasileira de Ensino a Distância

EBRAE. UNISciesp UNIVERSIDADE CORPORATIVA SCIESP. Escola Brasileira de Ensino a Distância UNISciesp UNIVERSIDADE CORPORATIVA SCIESP EBRAE Escola Brasileira de Ensino a Distância Vantagens da Exclusividade para o Corretor de Imóveis Devemos observar que a atividade do corretor de imóveis é formal

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 8 ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE FICHA TÉCNICA Setor da economia : terciário Ramo de atividade : prestação de serviços Tipo de negócio: escritório de contabilidade Produtos ofertados/produzidos

Leia mais

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A EMPRESA Há mais de 30 anos no mercado, a Betha Espaço se consolidou como uma das maiores imobiliárias do Espírito Santo. Líder em Locação no estado, apresenta

Leia mais

Imobiliária RIO DE JANEIRO, 2010.

Imobiliária RIO DE JANEIRO, 2010. Imobiliária RIO DE JANEIRO, 2010. APRESENTAÇÃO O SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro apóia o desenvolvimento da atividade empresarial de pequeno porte, por

Leia mais

EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM INFORMÁTICA

EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM INFORMÁTICA EMPRESA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM INFORMÁTICA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço e comércio Tipo de Negócio: assistência técnica em equipamentos de informática Produtos

Leia mais

FINANCEIRA FICHA TÉCNICA

FINANCEIRA FICHA TÉCNICA FINANCEIRA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: agência de financiamentos Produtos Ofertados/Produzidos: operações de câmbio e empréstimos Investimento

Leia mais

Dito isso, vamos ao que interessa para se abrir um escritório contábil:

Dito isso, vamos ao que interessa para se abrir um escritório contábil: Introdução Como faço para abrir o meu escritório? Administrativamente falando, um escritório de contabilidade é um negócio como outro qualquer. Logo, abrir um escritório contábil vai requerer de você,

Leia mais

Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação.

Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação. Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação. 1) Tipos de Empresas Apresenta-se a seguir, as formas jurídicas mais comuns na constituição de uma Micro ou

Leia mais

LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA APRESENTAÇÃO MERCADO

LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA APRESENTAÇÃO MERCADO LOJA DE TINTA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: loja de tinta Produtos Ofertados/Produzidos: tintas empregadas na construção civil Investimento inicial:

Leia mais

FÁBRICA DE VASSOURAS

FÁBRICA DE VASSOURAS FÁBRICA DE VASSOURAS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: fabricação de vassouras Produtos Ofertados/Produzidos: vassouras e rodos Investimento inicial:

Leia mais

CURSO DE IDIOMAS FICHA TÉCNICA

CURSO DE IDIOMAS FICHA TÉCNICA CURSO DE IDIOMAS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: prestação de serviços Tipo de Negócio: treinamento e ensino Produtos Ofertados/Produzidos: cursos de cursos de inglês, espanhol,

Leia mais

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 AULA 9 Assunto: Plano Financeiro (V parte) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA

Leia mais

GUIA DO EMPRESÁRIO CARTAZES DOCUMENTOS ALVARAS

GUIA DO EMPRESÁRIO CARTAZES DOCUMENTOS ALVARAS GUIA DO EMPRESÁRIO CARTAZES DOCUMENTOS ALVARAS CARTAZES/DOCUMENTOS/ALVARAS Você encontrara neste guia as principais exigências com relação a fixação de cartazes para o seu estabelecimento comercial. Na

Leia mais

Página 1 de 11 OFICINA MECÂNICA

Página 1 de 11 OFICINA MECÂNICA Página 1 de 11 OFICINA MECÂNICA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: oficina mecânica Produtos Ofertados/Produzidos: serviços mecânicos automotivos Investimento

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13.

ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13. Página 1 / 15 ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13 Página 2 / 15 APRESENTAÇÃO O que é: O Sistema de Registro

Leia mais

DOU N 250, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2014 SEÇÃO I, PÁG 23. SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA

DOU N 250, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2014 SEÇÃO I, PÁG 23. SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA DOU N 250, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2014 SEÇÃO I, PÁG 23. SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA INSTRUÇÃO Nº 18, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2014 Estabelece orientações e procedimentos

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 9 CHAVEIRO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio e serviço Tipo de Negócio: chaveiro Produtos Ofertados/Produzidos: cópias de chaves e reparos em fechaduras

Leia mais

MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002

MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002 MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002 LEI N 4.158, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009. DISPÕE SOBRE FEIRAS ITINERANTES E CONTÉM OUTRAS DISPOSIÇÕES.

Leia mais

Tema Nº 3 Primeiros Passos

Tema Nº 3 Primeiros Passos Tema Nº 3 Primeiros Passos Habilidades a Desenvolver: Reconhecer as etapas iniciais do empreendedorismo. Analisar o tipo de negócio, bem como sua viabilidade e demandas de recursos de novos empreendimentos.

Leia mais

Um guia rápido e prático para seu imóvel ser vendido ou locado mais rapidamente.

Um guia rápido e prático para seu imóvel ser vendido ou locado mais rapidamente. Um guia rápido e prático para seu imóvel ser vendido ou locado mais rapidamente. Orientações Prezado cliente, este guia irá ajudá-lo a preparar sua residência para os futuros clientes interessados. Para

Leia mais

ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO

ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO CATEGORIAS TÉCNICO TECNÓLOGO TEMAS LIVRE INCLUSÃO SOCIAL COOPERATIVISMO 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO 1.1 Nome da Instituição 1.2 Nome do Reitor(a)/Diretor(a)-Geral/Diretor(a) 1.3

Leia mais

RISCOS NA INTERNET: COMO NEGOCIAR SEU IMÓVEL COM SEGURANÇA

RISCOS NA INTERNET: COMO NEGOCIAR SEU IMÓVEL COM SEGURANÇA RISCOS NA INTERNET: COMO NEGOCIAR SEU IMÓVEL COM SEGURANÇA Apresentamos nas folhas a seguir, a cartilha da campanha RISCOS NA INTERNET: COMO NEGOCIAR SEU IMÓVEL COM SEGURANÇA, que traz sugestões de como

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

DOCUMENTOS SAC 1. INSCRIÇÃO NO CAU - CADASTRO ÚNICO DO MUNICÍPIO.

DOCUMENTOS SAC 1. INSCRIÇÃO NO CAU - CADASTRO ÚNICO DO MUNICÍPIO. DOCUMENTOS SAC 1. INSCRIÇÃO NO CAU - CADASTRO ÚNICO DO MUNICÍPIO. PESSOA JURÍDICA: a) instrumento de constituição primitivo e respectivas alterações, se houver, admitindo-se a Última alteração quando consolidada,

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

5 PASSOS PARA SE TORNAR UM CORRETOR DE IMÓVEIS. gerenciador e site imobiliário

5 PASSOS PARA SE TORNAR UM CORRETOR DE IMÓVEIS. gerenciador e site imobiliário 5 PASSOS PARA SE TORNAR UM CORRETOR DE IMÓVEIS gerenciador e site imobiliário Introdução 4 Primeiro passo: você como corretor! 7 Segundo passo: defina seu nicho! 11 Terceiro passo: crie seu portfólio de

Leia mais

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente.

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. A possibilidade de diversificar o investimento e se tornar sócio dos maiores empreendimentos imobiliários do Brasil. Este material tem o objetivo

Leia mais

DISTRIBUIDORA DE DOCES

DISTRIBUIDORA DE DOCES Página 1 de 9 DISTRIBUIDORA DE DOCES FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: distribuidora de doces Produtos Ofertados/Produzidos: doces I nvestimento inicial:

Leia mais

SERVIÇOS DE INSTALAÇÃO ELÉTRICA

SERVIÇOS DE INSTALAÇÃO ELÉTRICA SERVIÇOS DE INSTALAÇÃO ELÉTRICA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: prestadora de serviços de instalação elétrica Produtos Ofertados/Produzidos: serviços

Leia mais

SUPERSIMPLES ABRE NOVOS HORIZONTES PARA O CORRETOR DE IMÓVEIS

SUPERSIMPLES ABRE NOVOS HORIZONTES PARA O CORRETOR DE IMÓVEIS 1 Lei Complementar nº 147/2014 SUPERSIMPLES ABRE NOVOS HORIZONTES PARA O CORRETOR DE IMÓVEIS Redução drástica dos impostos e burocracia com inclusão no CNPJ 3 APRESENTAÇÃO Simples é uma lei viva, ela

Leia mais

FUNERÁRIA FICHA TÉCNICA

FUNERÁRIA FICHA TÉCNICA FUNERÁRIA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio Tipo de Negócio: funerária Produtos Ofertados/Produzidos: caixões e acessórios para velório Investimento inicial: 40mil

Leia mais

As vendas e as entregas dos imóveis anunciados no www.imoveistriangulo.com.br, são de inteira responsabilidade do anunciante.

As vendas e as entregas dos imóveis anunciados no www.imoveistriangulo.com.br, são de inteira responsabilidade do anunciante. O portal www.imoveistriangulo.com.br oferece um serviço de classificados de imóveis, onde é possível pessoas físicas e jurídicas (imobiliárias, corretores de imóveis, construtoras, incorporadoras, engenheiros

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA-RN No- 117, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a identificação de clientes, manutenção de registros e prevê relação de operações

Leia mais

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / /

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / / FICHA DE CADASTRO EMPRETEC Município Data: / / Caro Empreendedor, Obrigado por seu interesse pelo Empretec, um dos principais programas de desenvolvimento de empreendedores no Brasil e no Mundo! As questões

Leia mais

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta:

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o, DE 2005 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a desburocratização dos processos de constituição, funcionamento e baixa das microempresas e empresas de pequeno porte, nos

Leia mais

CEF vai baixar os juros para o Minha Casa, Minha Vida

CEF vai baixar os juros para o Minha Casa, Minha Vida PREFEITURA MUNICIPAL DE PLANALTO Nº 433 - ANO VII Quarta -feira, 25 de Abril de 2012 Autorizado pela Lei Municipal 0246/2006 CEF vai baixar os juros para o Minha Casa, Minha Vida Depois de reduzir os juros

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

EDITAL PARA EXPOSIÇÃO DE OPORTUNIDADES NA FEIRA DO EMPREENDEDOR DO RIO DE JANEIRO Edição 2015 I DA CONVOCAÇÃO

EDITAL PARA EXPOSIÇÃO DE OPORTUNIDADES NA FEIRA DO EMPREENDEDOR DO RIO DE JANEIRO Edição 2015 I DA CONVOCAÇÃO I DA CONVOCAÇÃO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO Sebrae/RJ, entidade associativa de direito privado, sem fins econômicos, torna público que promoverá seleção de expositores para

Leia mais

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender.

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender. Como comprar o seu imóvel Um jeito único de vender. NOSSA MISSÃO A Impacto Engenharia investe constantemente em um relacionamento mais estreito com seus clientes e assim oferece um jeito único de servir,

Leia mais

Designação Profissional CERSIM Corretor Especialista da Rede Secovi de Imóveis REGULAMENTO

Designação Profissional CERSIM Corretor Especialista da Rede Secovi de Imóveis REGULAMENTO Designação Profissional CERSIM Corretor Especialista da Rede Secovi de Imóveis REGULAMENTO As Diretorias do SECOVI SP (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais

Leia mais

Agência de Propaganda

Agência de Propaganda Agência de Propaganda RIO DE JANEIRO, 2010 APRESENTAÇÃO O SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro apóia o desenvolvimento da atividade empresarial de pequeno

Leia mais

LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO

LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio e serviço Tipo de Negócio: comércio de material elétrico Produtos Ofertados/Produzidos: materiais elétricos

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS OFICINA EMPRESARIAL COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS - ATENDIMENTO COLETIVO - 01 Como tudo começou... Manuais da série Como elaborar Atividade 02 Por que as empresas fecham? Causas das dificuldades e

Leia mais

DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013.

DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013. DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013. Disciplina a liberação, o cancelamento e a baixa de Alvará de Localização e Funcionamento no município de Erechim. O Prefeito Municipal de Erechim, Estado do

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 Dispõe sobre a celebração de convênios entre os Creas e as entidades de classe e as instituições de ensino e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA,

Leia mais

CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP)

CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP) CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP) Edição 2013 01) O que é Microempreendedor Individual - MEI? Considera-se Microempreendedor Individual - MEI o empresário individual

Leia mais

1 de 5 03/12/2012 14:32

1 de 5 03/12/2012 14:32 1 de 5 03/12/2012 14:32 Este documento foi gerado em 29/11/2012 às 18h:32min. DECRETO Nº 49.377, DE 16 DE JULHO DE 2012. Institui o Programa de Gestão do Patrimônio do Estado do Rio Grande do Sul - Otimizar,

Leia mais

INFORMAÇÕES ÚTEIS. 1 - Definição

INFORMAÇÕES ÚTEIS. 1 - Definição INFORMAÇÕES ÚTEIS Em pesquisa realizada pelo Banco Mundial o Brasil é um país que pode levar cerca de 5 meses para se legalizar uma empresa, mas o desemprego, a vontade de ter um negócio próprio, está

Leia mais

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ PROGRAMA DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR-PROCON Rua Álvaro Mendes, 2294, Centro Teresina PI, CEP: 64000-060 Fones: (86)3221-5848 (86) 3216-4550 TERMO DE AJUSTAMENTO

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

www.es.sebrae.com.br

www.es.sebrae.com.br Página 1 de 11 ESCOLA DE INFORMÁTICA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade : serviço Tipo de Negócio: ensino e treinamento Produtos Ofertados/Produzidos : cursos de informática Investimento

Leia mais

Consultoria, Assessoria e Desenvolvimento em Gestão de Projetos

Consultoria, Assessoria e Desenvolvimento em Gestão de Projetos OUTSOURCI NG Oferece tercerização de processos de negócios e alocação de recursos especializados nas áreas de tecnologia da informação, desenvolvimento e gerenciamento de projetos. Consultoria, Assessoria

Leia mais

O Feirão DA SUA CASA.

O Feirão DA SUA CASA. O Feirão DA SUA CASA. Tudo o que você queria saber sobre o financiamento da CAIXA para comprar, construir ou reformar sua casa. E tudo sobre o Programa Minha Casa Minha Vida para quem ganha até R$ 4.900,00.

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROGRAMA DE MUNICIPALIZAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR É com satisfação que a Fundação Procon/SP apresenta o novo Programa de Municipalização que tem como objetivo fortalecer o Sistema Estadual

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA PROFISSIONALIZANTE

ESCOLA TÉCNICA PROFISSIONALIZANTE Página 1 de 16 ESCOLA TÉCNICA PROFISSIONALIZANTE FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: escola de ensino técnico Produtos Ofertados/Produzidos : formação

Leia mais

a) nome completo, sexo, data de nascimento, naturalidade, nacionalidade, estado civil, filiação e nome do cônjuge ou companheiro;

a) nome completo, sexo, data de nascimento, naturalidade, nacionalidade, estado civil, filiação e nome do cônjuge ou companheiro; Instrução CVM 301/99. DA IDENTIFICAÇÃO E CADASTRO DE CLIENTES Art. 3º Para os fins do disposto no art. 10, inciso I, da Lei nº 9.613/98, as pessoas mencionadas no art. 2º (DENTRE OUTRAS, CORRETORAS DE

Leia mais

Manual de Regularização 2013

Manual de Regularização 2013 Manual de Regularização 2013 1. Apresentação Empresas Juniores são organizações sem fins lucrativos, formadas e geridas por alunos de graduação. Desenvolvem estudos e projetos sob a orientação de professores

Leia mais

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP DADOS JURÍDICOS O Instituto SAVIESA DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA é uma associação, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede no município de Vitória, Estado do Espírito Santo, à Rua

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Ronaldo Fonseca) Fixa o piso salarial e tabela de honorários dos corretores de imóveis e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º O piso salarial

Leia mais

METODOLOGIA DE ENSINO A DISTÂNCIA

METODOLOGIA DE ENSINO A DISTÂNCIA METODOLOGIA DE ENSINO A DISTÂNCIA 01 APRESENTAÇÃO Cada vez mais o mercado de trabalho na área de secretariado está competitivo e exigente. Para manter seu diferencial os empregadores estão observando,

Leia mais

DECRETO Nº 1358, DE 08 DE JUNHO DE 2015 D E C R E T A: DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DECRETO Nº 1358, DE 08 DE JUNHO DE 2015 D E C R E T A: DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 1358, DE 08 DE JUNHO DE 2015 Regulamenta a Lei 9.499, de 26 de novembro de 2014, que instituiu o Programa Nota GYN, no Município de Goiânia e dispôs sobre a geração e

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL (CORE-MS).

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL (CORE-MS). Relação de Documentos Exigidos para Registro de Empresa EIRELI e Registro Físico de Resp. Técnico Documentos da Empresa: a) Cópia autenticada do Ato Constitutivo de Empresa Individual de Resp. Limitada

Leia mais

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL CANDIDATOS A PREFEITOS E PREFEITAS MUNICIPAIS Pleito Eleitoral 2012 PROPOSTAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A PROMOÇÃO

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

Não basta apenas sonhar, deve-se transformar o sonho em ações concretas, reais, mensuráveis. Para isso, existe uma simples técnica de se transformar

Não basta apenas sonhar, deve-se transformar o sonho em ações concretas, reais, mensuráveis. Para isso, existe uma simples técnica de se transformar Não basta apenas sonhar, deve-se transformar o sonho em ações concretas, reais, mensuráveis. Para isso, existe uma simples técnica de se transformar sonhos em realidade: o planejamento. 2005, SEBRAE/ES

Leia mais

FRANQUEADO. Cartilha do. Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368

FRANQUEADO. Cartilha do. Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368 Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368 Av. das Américas, 4.200 - Bl. 08-B, Sala 104 Centro Empresarial Barra Shopping Barra da Tijuca, RJ (21) 2480-1911 Av. Paulista, 807 -

Leia mais

PARA GESTORES PÚBLICOS

PARA GESTORES PÚBLICOS UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PARA GESTORES PÚBLICOS 1 2014 - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Minas Gerais - Sebrae. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 49.377, DE 16 DE JULHO DE 2012. (publicado no DOE n.º 137, de 17 de julho de 2012) Institui o Programa

Leia mais

REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO.

REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO. REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO. A Revista Motoboy Magazine tem o prazer de realizar o Prêmio Motoboy Magazine Top Motofrete 2013, a fim de prestigiar o trabalho de empresas em prestação

Leia mais

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS:

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: O QUE É PRECISO PARA SER UM CORRETOR DE SUCESSO gerenciador e site imobiliário Introdução O perfil do corretor de imóveis de sucesso Aprimorando os pontos fracos Conclusão

Leia mais

Manual para preenchimento da Guia de ITBI Lei Municipal 3.398, de 22 de fevereiro de 1.989 e alterações, Decreto 069 de 03 de março de 1989

Manual para preenchimento da Guia de ITBI Lei Municipal 3.398, de 22 de fevereiro de 1.989 e alterações, Decreto 069 de 03 de março de 1989 Manual para preenchimento da Guia de ITBI Lei Municipal 3.398, de 22 de fevereiro de 1.989 e alterações, Decreto 069 de 03 de março de 1989 C:\SiteMogi_2009\Manual para preenchimento da Guia2.doc 1 Instruções

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZERNA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE LUZERNA - ITL

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZERNA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE LUZERNA - ITL PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZERNA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE LUZERNA - ITL Chamada Pública 02/2015 A Prefeitura Municipal de Luzerna, através da Incubadora Tecnológica - Luzerna torna pública que estão abertas

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO 026/2014 EDITAL DE PROCURA DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL DE PESSOA FÍSICA E/OU JURIDICA

CHAMAMENTO PÚBLICO 026/2014 EDITAL DE PROCURA DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL DE PESSOA FÍSICA E/OU JURIDICA CHAMAMENTO PÚBLICO 026/2014 EDITAL DE PROCURA DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL DE PESSOA FÍSICA E/OU JURIDICA O DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO DETRAN ES, através da Coordenação de Gestão

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 16, DE 5 DE MAIO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 16, DE 5 DE MAIO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 16, DE 5 DE MAIO DE 2010 Define os parâmetros nacionais para a inscrição das entidades e organizações de assistência social, bem como dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais

Leia mais

Transações imobiliárias e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras - COAF

Transações imobiliárias e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras - COAF Transações imobiliárias e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras - COAF Migalhas, 16 de novembro de 2006 Nos termos da Resolução 14/06 do COAF (a Resolução 14 ), que produzirá efeitos a partir

Leia mais

LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO

LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO Página 1 de 11 LOJA DE MATERIAL ELÉTRICO FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: comércio e serviço Tipo de Negócio: comércio de material elétrico Produtos Ofertados/Produzidos: materiais

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Estabelece a forma de organização e regulamenta o funcionamento das unidades administrativas da Secretaria de Trabalho e Geração

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA, representado, neste ato, pelo Promotor de Justiça de Defesa do Consumidor da Comarca da Capital, Eduardo

Leia mais

ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS.

ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS. ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS. Resumo efetuado a partir do Manual Como Elaborar um plano de negócios SEBRAE/ 2013 Profa. Célia Regina Beiro da Silveira ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIOS PARA O 1º CONCURSO

Leia mais