São Paulo, 13 de Abril de 2012 DTE/DEAT/CIR/ /12

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "São Paulo, 13 de Abril de 2012 DTE/DEAT/CIR/3.88419/12"

Transcrição

1 São Paulo, 13 de bil de 2012 Pezados senhoes, De acodo com o disposto nos atigos 32 e 33 da Potaia SECEX nº 10, de 24 de maio de 2010, alteada pela Potaia SECEX nº 17, de 15 de setembo de 2010 do Ministéio do Desenvolvimento, Indústia, e Comécio Exteio- MDIC, o Depatamento de Opeações de Comécio Exteio DECEX fez publica no Site do MDIC em 12 de bil de 2012, a Consulta Pública n 06/12, NEX, contendo lista de bens SUJEITOS O EXME DE USDO / SIMILRIDDE NCIONL cuja impotação é petendida. Desta foma, caso esta empesa já tenha fabicado e fonecido bens substitutivos aos itens desta consulta, solicitamos envio de documentação compobatóia, peenchendo o oteio em anexo, encaminhando sua manifestação no pazo de 30 (tinta) dias a conta da data de publicação desta cicula, e enviando dietamente paa o seguinte endeeço: MDIC Ministéio do Desenvolvimento, Indústia e Comécio DECEX - Depatamento de Opeações de Comécio Exteio Esplanada dos Ministéios, Bloco J 2º anda, sala 214, Basília - DF, CEP aos cuidados do Potocolo Geal s manifestações devem esta acompanhadas das seguintes documentações: Catálogo descitivo do bem nacional substitutivo, contendo as espectivas caacteísticas técnicas; Índice de nacionalização com infomações efeentes a pecentuais elativos aos equisitos de oigem do MERCOSUL (DECLRÇÃO EMITID PEL EMPRES INFORMNDO OS INDICES DE NCIONLIZÇÃO EM VLOR E PESO PRTICDOS DE CORDO COM O CRITÉRIO DO BNDES-FINME); e unidades já poduzidas no País, (RELÇÃO DE FORNECIMENTOS CONTENDO DESCRIÇÃO DO PRODUTO, EMPRES PR QUEM FOI FORNECIDO, DT DO FORNECIMENTO E Nº DE NOT FISCL), SEM PRESENTÇÃO DESTS DOCUMENTÇÕES NÃO SERÁ CRCTERIZD EXISTÊNCI DE PRODUÇÃO NCIONL.

2 São Paulo, 13 de bil de 2012 Solicitamos que nos envie uma cópia da sua manifestação, a fim de que possamos toma medidas complementaes, visando à defesa dos inteesses dos fabicantes nacionais de máquinas e equipamentos, atendendo ao peceituado acima sem o que ficaemos impossibilitados de complementa sua contestação. tenciosamente, Paulo Ségio Medeios Feeia Geente de nálise Técnica Tel : (011) Fax : (011) Site : CIR-MSU-06/12/DET/RLM

3 São Paulo, 13 de bil de 2012 PURÇÃO DE INEXISTÊNCI DE PRODUÇÃO NCIONL DE MTERIL USDO E SIMILRIDDE impotação de mecadoias usadas está sujeita a licenciamento não-automático, peviamente ao embaque dos bens no exteio. Os casos pevistos no atigo 43 da Potaia SECEX nº. 23/2011, Capítulo I (Impotação), estão sujeitos aos pocedimentos descitos na Potaia Decex nº 8, de , com alteações das Potaias MDIC nº 235, de e nº 77, de atualizada em 17/08/2010. CONSULT PÚBLIC Nº 06 DE 12 DE BRIL DE 2012 O COORDENDOR DE OPERÇÕES DE IMPORTÇÃO, DO DEPRTMENTO DE OPERÇÕES DE COMÉRCIO EXTERIOR, DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRI E COMÉRCIO EXTERIOR, de acodo com o subitem a.1 do at. 22 da Potaia DECEX nº08, de 13 de maio de 1991, com edação dada pela Potaia MDIC nº235, de 07 de dezembo de 2006 e os atigos 36 e 37 da Potaia SECEX nº 23, de 14 de julho de 2011, tona público os pedidos de impotação de bens usados e os pedidos de impotação de bens novos, espectivamente, elacionados no link intitulado nexo à Consulta Pública nº 03, localizado após o teceio paágafo. 1. Manifestações sobe a existência de podução nacional, ou substitutos capazes de atende aos fins a que se destina o mateial a se impotado, deveão se diigidas ao Depatamento de Opeações de Comécio Exteio desta Secetaia, Esplanada dos Ministéios, Bloco J, 2 anda, sala 214, aos cuidados do Potocolo Geal, Basília - DF, CEP , no pazo de 30 (tinta) dias, a conta da data de publicação desta Consulta. 2. Confome o subitem a.2 da efeida Potaia DECEX nº08/91 e o 1º do atigo 37 da efeida Potaia SECEX nº 23/2011tais manifestações devem esta acompanhadas de catálogos descitivos dos bens, contendo as espectivas caacteísticas técnicas, bem como infomações efeentes a pecentuais elativos aos equisitos de oigem do Mecosul e unidades já poduzidas no País, sem os quais não seá caacteizada a existência de podução nacional. 3. Nos temos dos atigos n 46 e 37da Potaia SECEX nº 23 de 14/07/2011, a ealização de análise de podução nacional dos pedidos de impotação seá efetuada peiodicamente na página eletônica do MDIC na Intenet (http://www.mdic.gov.b//). Consulta Pública nº 06 de 12/04/2012 Consulta Pública nº 06 B de 12/04/2012 Consulta Pública nº 06 C de 12/04/2012 Consulta Pública nº 06 D de 12/04/2012 Roteio paa compovação de podução nacional

4 São Paulo, 13 de bil de 2012 HMILTON CLOVIS MIRND DE SOUZ DEPRTMENTO DE OPERÇÕES DE COMÉRCIO EXTERIOR Coodenado de Opeações de Impotação

5 São Paulo, 13 de bil de 2012 CONSULT PÚBLIC Nº 06 DE 12/04/2012 EXME D USDO/SIMILRIDDE LIST NCM Descicao Mecadoia Fabicante Maca Modelo Fonte adioativa de iídio. NUCLETRO NUCLETR N/ N BV ON BV Reagente de diagnóstico laboatoial in-vito, sendo: achitect anti-hbs BOTT BOTT N/ eagents Reagente de diagnóstico laboatoial in-vito, sendo: achitect cmv IgM BOTT BOTT N/ eagente Reagente de diagnóstico laboatoial in-vito, achitect cmv IgG eagente. BOTT BOTT N/ Reagente de diagnóstico laboatoial in-vito, sendo achitect ubéola IGM BOTT BOTT N/ eagentes Reagente de diagnóstico laboatoial in-vito, sendo: achitect HBsg BOTT BOTT N/ eagentes Reagente de diagnóstico laboatoial in-vito, sendo: achitect solução pédeflagadoa. BOTT BOTT N/ Reagente de diagnostico laboatoial in-vito, sendo: achitect tigge solution BOTT BOTT N/ - achitect solução deflagadoa Filto membana de teflon. SVILLEX SVILLEX N/ Moto de combustão intena diesel, modelo 3508 EUI, tuboalimentado e pós-aefecido, quato tempos e 8 cilindos, efigeação a água, ignição po compessão. Sistema de combustível contolado eletonicamente, com unidade de injeção e sensoes eletônicos. Com diâmeto do pistão de 170mm x 190mm de cuso. Com capacidade do moto de 34,5 litos, potência buta (SE J1995) de 770hp a uma otação de 1800pm. Taxa de compessão 13,5:1. Com aplicação em tato de esteia Moto diesel combustão intena, modelo 3116 DIT, tubo, de ignição po compessão de quato tempos e 6 cilindos, efigeado a água. Sistema de combustível com unidade injetoa contolado mecanicamente. Com diâmeto do pistão de 105mm x 127mm de cuso. Com capacidade do moto de 6,6 litos, potência buta (SE J1995) de 170cv a uma otação de 2200pm. Taxa de compessão de 16,7: Moto de combustão intena diesel, modelo 3412 DIT, tuboalimentado e pósaefecido, quato tempos e 12 cilindos, efigeação a água, ignição po compessão. Sistema de combustível com bombas mecânicas de olagem. Com diâmeto do pistão de 137,7mm x 152,4mm de cuso. Com capacidade do moto de 27 litos, potência buta (SE J1995) de 710cv a uma otação de 2200pm. Taxa de compessão de 14.5: Moto de combustão intena diesel, modelo 3412E, tuboalimentado e pósaefecido, quato tempos e 12 cilindos, efigeação a água, ignição po compessão. Sistema de combustível com unidade hidáulica contolado eletonicamente injeto e sensoes eletônicos. Com diâmeto do pistão de 137,7mm x 152,4mm de cuso. Com capacidade do moto de 27 litos, potência buta (SE J1995) de 570hp a uma otação de 1900pm. Taxa de compessão de 15,6: Moto de combustão intena diesel, modelo 3508B, tuboalimentado e pósaefecido, de ignição po compessão de quato tempos e 8 cilindos, efigeado a água. Sistema de combustível contolado eletonicamente, com 0R R R R R-8553

6 São Paulo, 13 de bil de 2012 unidade de injeção e sensoes eletônicos. Com diâmeto do pistão 170mm x 190mm de cuso. Com capacidade do moto de 34,5 litos, potência buta (SE J1995) de 800cv a uma otação de 1750pm. Taxa de compessão de 14,0: Moto de combustão intena diesel, modelo 3516B, tuboalimentado e pósaefecido, de ignição po compessão de quato tempos e 16 cilindos, efigeado a água. Sistema de combustível contolada eletonicamente, com unidade de injeção e sensoes eletônicos. Com diâmeto do pistão 170mm x 190mm de cuso. Com capacidade do moto de 69 litos, potência buta (SE J1995) de 1307hp a uma otação de 1600pm. Taxa de compessão de 14,0:1. tende às nomas de emissões Tie I da gência de Poteção mbiental dos EU. Com aplicação em caegadeia de odas Moto de combustão intena diesel, modelo 3508B, tuboalimentado e pósaefecido, de ignição po compessão de quato tempos e 8 cilindos, efigeado a água. Sistema de combustível contolado eletonicamente, com unidade de injeção e sensoes eletônicos. Com diâmeto do pistão de 170mm x 190mm de cuso. Com capacidade do moto de 34,5 litos, potência buta (SE J1995) de 801hp a uma otação de 1750pm. Taxa de compessão 14,0:1. tende às nomas de emissões Tie I da gência de Poteção mbiental dos EU. Com aplicação em tato Moto de combustão intena diesel, modelo 3512B, tuboalimentado e pósaefecido, quato tempos e 12 cilindos, efigeação a água e ignição po compessão. Sistema de combustível contolado eletonicamente, com unidade de injeção e sensoes eletônicos. Com diâmeto do pistão de 170mm x 190mm de cuso. Com capacidade do moto de 52 litos, potência buta (SE J1995) de 1348hp a uma otação de 1750pm. Taxa de compessão de 14,0:1. tende às nomas de emissões Tie I da gência de Poteção mbiental dos EU. Com aplicação em caminhão foa de estada Moto de combustão intena a diesel, modelo 3516B HD, tuboalimentado e pós-aefecido, de ignição po compessão de quato tempos e 16 cilindos, efigeado a água. Sistema de combustível contolado eletonicamente, com unidade de injeção e sensoes eletônicos. Com diâmeto do pistão de 170mm x 215mm de cuso. Com capacidade do moto de 78 litos, potência buta (SE J1995) de 1577hp e velocidade de otação de 1600pm. Taxa de compessão 15,3: Motoes a diesel usado paa locomotiva diesel elética de potência: caacteísticas técnicas: numeo de cilindos: 16 disposição dos cilindos: em v, 45"; cuso: 266,7 mm; elação de compessão: 12,7:1; potência continua: pm; dimensões apoximadas: 2,98mx4,90m x1,74m Motoes a diesel usado paa locomotiva diesel elética de potência. Numeo de cilindos: 12 disposição dos cilindos: em v, 45"; cuso: 266,7 mm; elação de compessão: 12,7:1; potência continua: pm; dimensões apoximadas: 2,98mx3,97m x1,74m Bomba hidáulica volumética altenativa de pistão duplo, paa sistemas hidáulicos. Paa motoes C9. Utilizado em escavadeias. Com um peso de 204kg Bomba hidáulica de pistão duplo, com um peso de 148,30kg. Utilizado em moto modelo 3066, com aplicação em escavadeia Bomba hidáulica com deslocamento de pistão, com uma capacidade de vazão de 150L/min a uma otação de 2400pm e uma pessão de tabalho a 6900kPa, utiliza óleo SE 10W a 65º C. Com o peso de 15,03kg. plicado com motoes modelo 3412 e C18, em tato escêipe Bomba hidáulica de pistão com deslocamento volumético constante. Com um peso de 131,51kg. Utilizado em motoes 3516, Bomba hidáulica de pistão com deslocamento volumético constante. Com um peso de 133,78kg. Utilizado em motoes da séie 3500, com aplicação em Geneal Eletic Geneal Eletic Geneal Eletic Geneal Eletic 0R R R R FDL16 7FDL12 10R R R R R-2462

7 caegadeia de odas Bomba de pistão deslizante volumética com a capacidade de vazão de até 275L/min, a uma otação de 2015pm e pessão de tabalho de 6900kPa, utilizando óleo SE 10W a 65ºC. Com um peso de 61,67kg. Paa motoes modelos 3456 e C18. Com aplicação em tato buldôze, caegadeia de odas e compactado Bomba otativa volumética de engenagem e pistão duplo, com uma vazão meno que 300L/min. Com aplicação em máquina floestal, com o moto modelo C Tuboalimentado de a paa motoes a diesel, acionado pelos gases de escapamento. Modelo BTL7510, com diâmeto inteno de entada do compesso de 152,4mm e diâmeto inteno de saída de 107,95mm. Com aplicação em tato de esteia e caegadeia de odas, em motoes modelos Com um peso de 34,46kg Roto do tuboalimentado de a de alta desempenho, paa motoes do ciclo diesel, motoes modelos 3512B e 3516B HD. Utilizado em gupo geadoes e navios. De 8 a 16 cilindos, com diâmeto do pistão de 170mm x 190/215mm de cuso Gupo do Roto de Tuboalimentado de a de alto desempenho paa motoes a diesel. Utilizado nos modelos 3512B e 3516B HD, paa gupo geadoes, navios e locomotivas. Com 8 a 16 cilindos, com diâmeto do pistão de 170mm x 190/215mm de cuso Tanque paa Xaope Modelo TK JN 001. É um ecipiente constuído totalmente em aço inoxidável, com uma camisa que seve paa cicula a água quente, e mantém a tempeatua do xaope em apoximadamente 90 gaus. O tanque é apoiado sobe pés que se assentam sobe o piso. Na pate supeio se enconta a tampa po onde se caegam os ingedientes, além de sevi paa visualiza o pocesso. Possui um agitado que é comandado po um moto eduto. descaga do xaope desde o tanque se ealiza pela pate infeio, atavés de uma tubulação, também em aço inoxidável. Função:Esse equipamento é utilizado paa a pepaação do xaope, que é tansfeido paa o Bombo, com uma pessão suficiente, de modo que o xaope foma um jato em foma de "leque". O caegamento dos ingedientes é ealizado em foma manual, pela pate supeio do tanque onde se enconta a tampa do mesmo. O ecipiente possui um agitado que gia lentamente, com a finalidade de evita a pecipitação do açúca e mante a mistua bem homogênea. Uma vez pepaado, o xaope, é enviado ao Bombo po meio de uma bomba, que pulveiza os podutos dento do Bombo Conjunto de colméia do tocado de calo de alto desempenho paa motoes do ciclo diesel, modelo 3412C. Com 12 cilindos, diâmeto de 137,2mm x 152,4mm de cuso. Com a unidade de injeção de combustível mecânica e uma potência de até 570hp Conjunto da colméia do tocado de calo de alto desempenho paa motoes do ciclo diesel. Utilizado em caminhões foa de estada, com capacidade de até 70 toneladas. Com 6 cilindos, diâmeto do pistão de 137,7mm x 152,4mm de cuso Máquina paa encateia cigaos, totalmente efomada em 2000 po m, desenvolvida paa agupa cigaos em maços, envolve-los em papel metálico, aplica papel de efoço e encanteiá-los, com capacidade máxima de podução igual a 180 cateias po minuto Guindaste de toe (gua de toe), em vesão estacionaia 1, com lança hoizontal de 35 metos uteis, caga máxima a 19 metos de: kg; caga máxima na ponta: 1.000kg, com mecanismo de gio, com vaiedade de fequência, adio-contole e mangueia, tamo, anemômeto, conta peso, tanque de 500 litos, equipado com 2 motoes de 20,7 KW E 23,7 KW de 400 V e 50 HZ. São Paulo, 13 de bil de R R R R R-2207 RCOR RCOR TK JN 001 MOLINS 0R R-0817 MOLINS HLP II JSO JSO J-36MC

8 São Paulo, 13 de bil de Tato de teminal do tipo "tug maste"; Moto: cummins qsb tie iii diesel 173 hsp Incluindo: mação estutual pincipal em aço 12 "x 3", 116 "wb"avin meito" fg lbs; dieção assistida; Eixo planetáio ( lbs) "meito mo" Caixa allison 3500 ds com 6 velocidades à fente e 1 a é; Polias cessóios: Pescoço de ganso 36ton w / levante paa estacionamento Banco de instuto Quinta oda holland Eixo dianteio "meito" fg lb. TICO TERMINL TICO TERMIN L PRO SPOTTER LIST B NCM Descicao Mecadoia Fabicante Maca Modelo Empilhadeia autopopulsada, de moto elético de tação de coente altenada (C), contabalanceada, de capacidade máxima de caga compeendida ente e kg, altua de elevação dos gafos compeendida ente a mm Gupo da ponta de eixo paa caminhões foa de estada. O eixo tem um diâmeto apoximado 1140mm x 1592mm de compimento, Com um peso de 1496,55kg Bombo Modelo BE/10. Bombo paa dageamento (evestimento de camadas de xaope de açúca ) no confeito de chicles (Gomas de masca) com capacidade de l/batch. O equipamento tem uma estutua sobe a qual esta montada na foma hoizontal um ecipiente na foma de um tambo, dento dele é feito o pocessamento dos podutos (Chicles), o movimento de otação é comandado atavés de um moto eduto elético. Esse equipamento tem incopoado uma unidade de aspesão de xaope de açúca, que é lançado sobe os podutos em foma de spay, a caga é po batch e se ealiza em foma manual pela pate fontal. Possui um painel elético equipado com sistema de contole eletônico que faz todo o pocesso de foma automática. - Função: O caegamento dos podutos ao bombo é feito de foma manual atavés a abetua edonda localizada na fete do equipamento Uma vez que tenha sido caegado os podutos, o ecipiente da dageadoa, inicia ciclo, começando a gia, devido a esse movimento, começa um pocesso de deslizamento nas supefícies, e ficcionam ente si. Uma vez que os podutos estejam todos soltos, inicia-se a aspesão do xaope com açúca, que se adee na supefície dos podutos, e em seguida se adiciona a paa a secagem Módulo de Refigeação é uma estutua com pefis de feo soldados e pintados, e sobe essa estutua vai montado um ventilado xial que envia o a atavés de uma sepentina de cano que está montado sobe um dos supotes na estutua. Finalmente esse a é filtado atavés de um conjunto inteno de 02 filtos. estutua de feo que contem um ventilado de pás de aço, envia o a paa uma sepentina de cano pelo qual cicula água fia. Finalmente o a que atavessa a sepentina é filtado e logo é enviado paa dento do Bombo com a finalidade de seca a capa do xaope que esta adeida aos podutos que se deseja dagea/evesti Máquina de calibagem de alta pecisão, voltagem volts, feqüência 50/60hz, utilizada na pepaação de fieias de caboneto de tungstênio. função da máquina: ealiza a calibação e polimento da supefície intena do fuo da fieia em uma escala de dimensão que vaia ente 0,15 a 2,5mm. 230v STILL STILL RX CRLE & MONTN RI CRLE & MONTN RI 0R-9047 BE/10 RCOR RCOR EQ SIS 001 HEKUM SCOB/P UL SCF ZPM

9 São Paulo, 13 de bil de 2012 / 50 hz / 40a Micopocessado com unidade de entada atavés de tela sensível ao toque de 5.7" Micopocessado com unidade de entada atavés de tela sensível ao toque de 4.3" Sevido do sistema de monitoamento de seguança, análise e esposta.especificações cisco secuity mas poducts: Caacteísticas: cisco pat numbe(cs-mas-100e-k9) events/ sec1: 3000 netflows/sec: 75,000 amazenamento: 750 gb aid 10 hot-swappable montagem de ack: 3 u x 25.6 in. enegia: 500w dual-edundant, 120/240v autoswitch supote a dispositivos: " netwok: cisco ios softwae; cisco catalyst " os, netflow da cisco, e extemewae extema " fiewall / vpn: cisco asa softwae; cisco pix secuity appliance ", cisco ios fiewall, cisco fiewall sevices module ( fwsm ); concentado cisco vpn 3000 ; checkpoint fiewall-1 ng e vpn -1 vesões; fiewall netsceen e nokia intusion fiewall Especificações adicionais: " duas intefaces ethenet 10/100/1000-mb topologia:" Camada 3 e camada 2 oteadoes, switches e fiewalls " Netwok IDS lâminas e apaelhos " Manual e descobeta pogamada " Secue Shell (SSH), SNMP, Telnet, e específicas de dispositivo de comunicações Vulcanizadoa paa cozimento e estampagem de pneus, com gupo témico paa fonecimento de vapo e a compimido, pessão máxima de estampagem de 22 Kg/cm2, diâmeto máximo de molde de 450mm, altua máxima do molde de 290 mm Combinações de máquinas, usadas, concebidas paa montagem de componentes em placas de cicuito impesso (SMT) pópia paa fabicação de placas paa equipamentos eletônicos, como placas mãe, placas de vídeo, placas de ede e todos os tipo de placas paa utilização em apaelhos e equipamentos eletônicos, desmontada paa fins de tanspote, composta pelas seguintes máquinas: Modelo: TSK-201L Maca:"DER PN 01 Caegado de cicuito impesso sem componentes montados, usado, com alimentação po enegia elética C220V, com Contolado lógico pogamável (PLC), pogamável po tela LCD touch sceen, monito LCD de contole do sistema, auto caegamento das Placas de Cicuito impesso, paa placas com dimensão ente 60mm a 250 mm, com 4 modos de opeação, cada seção com 10mm, equipado com moto de dieção maca Panasonic, sistema de paada maca PNSONIC, olamentos de dieção japonês de 30mm, com opeação de atavés de sistema pneumático com pessão mínima de 4kg/cm2, com tamanho : 1380 mm (Cumpimento) x 830 mm(lagua) x 1250mm(altua). Modelo: TSK-202 Maca:"DER PN 01 Tansfeido de placa de cicuito impesso sem componentes montados, usado, maca DER PN modelo TSK-202 numeo de séie 94039, Fabicado em Taiwan, ano de fabicação 2005, com alimentação po enegia elética C220V, com Contolado logico pogamável (PLC) pogamável po tela LCD ELECTRO ELECTRO ELECTRO TPS-6XWLL ELECTRO TPMC-4SM HEKUM Cisco CS-MRS- 100E-K9 VEJ VEG S2 Siemens NÃO PLICVE L NÃO PLICVEL

10 tuch sceen, monito LCD de contole do sistema, auto caegamento das Placas de Cicuito impesso, moto maca PNSONIC, paa placas com dimensão ente 50mm a 350 mm, ajuste de alta pecisão, tansfeência automática das placas de cicuito impesso paa a póxima estação de tabalho, com tamanho : 500 mm (Cumpimento) x 580 mm(lagua) x 900mm(altua). Modelo: ELi Maca:"DEK 01 Máquina aplicado de pasta de solda em placa de cicuito impesso sem componentes montados, usada, com ciclo de 14 segundos, paa placas de cicuitos impessos de tamanho máximo de 508 mm (x) x 508 mm (y) e mínimo de 50mm (X) x 40mm (Y), velocidade de impessão de 2mm a 150 mm po segundo, aceitando feamental magnético com 4mm a 19 mm de diâmeto X 15 peças, caegamento de estêncil de modo manual com alinhamento po atuadoes X e Y, limpeza pogamável atavés de vácuo a seco e tanque de amazenamento de esíduos exteno, monitoamento atavés de câmea digital com lente de 5mm x 8mm, com econhecimento fiducial automático, sistema opeacional Windows XP, inteface USB, Motoes otativos e encodes com esolução de 4 mícons, pessão de impessão de 0 a 20 KG, Gap de impessão de 0mm a 6mm, Sepaação de Tela com velocidade de 0,1 mm a 20 mm po segundo e distancia de a mm a 3mm, colagem numéica po peíodo ou po demanda, coeia de tanspote com 3mm paa uma peça po vez, impessão dieita x esqueda, esqueda dieita, esqueda esqueda e dieita dieita, lagua do substato de 0,2 mm a 6 mm, capacidade máxima de substato de 1 Kg, tempeatua de opeação ente 10" a 30", opea ente 30% e 70% de umidade elativa sem condensação, alimentação de enegia de C 110 a 240/ 50HZ a 60HZ. Modelo: SIPLCE HS-50 Maca:"SIEMENS 01 Maquina de alta velocidade paa colocação de componentes eletônicos em uma placa de cicuito impesso, usada, com velocidade de componentes po hoa, com 4 cabeças de colocação X e Y independentes, opeando com fitas de alimentação ente 8mm a 144 mm, opeando com componentes até 18,7mm x 18,7 mm, alimentação 230/400V e 60Hz, este equipamento seve paa insei componentes eletônicos na placa de cicuito impesso, com tamanho 2385mm (Cumpimento) x2860 (Lagua) x 1700 (altua). Modelo: F5 Maca:"SIEMENS 01 Maquina de alta velocidade paa colocação de componentes eletônicos em uma placa de cicuito impesso, usada, com velocidade de componentes po hoa opeando com 12 bicos e componentes po hoa opeando com 6 bicos, opeando com fitas de alimentação ente 8mm e 118 faixas, opeando com componentes ente 0,6 mm2 x 0,3 mm2 até 55 mm2 x 55 mm2, paa Placas de cicuito impesso de dimensões ente 50mm2 x 50 mm2 até 508 mm2 x 460 mm2, alimentação 230/400V e 50HZ/60Hz, este equipamento seve paa insei componentes eletônicos na placa de cicuito impesso, com tamanho 2425mm (Cumpimento) x1587 (Lagua) x 1120 (altua) Modelo: TSK-202 Maca:"DER PN 01 Estação de Tabalho paa montagem de componentes em cicuitos impesso, usada, com alimentação po enegia elética C220V, com Contolado lógico pogamável (PLC) pogamável po tela LCD touch sceen, monito LCD de contole do sistema, auto caegamento das Placas de Cicuito impesso, moto maca PNSONIC, paa placas com dimensão ente 50mm a 350 mm, com velocidade de opeação ente 0 a 3000mm po minuto, São Paulo, 13 de bil de 2012

11 São Paulo, 13 de bil de 2012 ajuste de alta pecisão, tansfeência automática das placas de cicuito impesso paa a póxima estação de tabalho, este equipamento seve paa a inseção manual de componentes gandes, inspeção visual da placa de cicuito impesso e tansfeência paa a póxima etapa da fabicação, com tamanho : 1500 mm (Cumpimento) x 580mm(Lagua) x 900mm(altua). Modelo: TSK-5200N2 Maca:"DER PN 01 Fono de Refusão de Nitogênio paa Linhas de podução de Placas de Cicuito impesso com componentes montados, usado, com coeia de lagua ente 300mm a 350 mm, com velocidade de tansmissão ente 300 a 1800 mm po minuto, com contole de tempeatua PID + SSR, tempeatua intena de -350"C, com 8 zonas de tempeatua, com tês possibilidades de alimentação de enegia (220V, 380V e 415V), Com fonte de alimentação de 750W, Este equipamento efetua a soldagem dos componentes na placa de cicuito impesso, com tamanho de 5800 mm (Cumpimento) X 1020 mm (Lagua) x 1400 mm (ltua). Modelo: TSK-201U Maca:"DER PN 01 Descaegado de Placa de cicuito impesso com componentes montados, usado, com alimentação po enegia elética C220V, com Contolado lógico pogamável (PLC) pogamável po tela LCD touch sceen, monito LCD de contole do sistema, auto caegamento das Placas de Cicuito impesso, paa placas com dimensão ente 60mm a 250 mm, com 4 modos de opeação, cada seção com 10mm, equipado com moto de dieção maca Panasonic, sistema de paada maca PNSONIC, olamentos de dieção japonês de 30mm, com opeação de atavés de sistema pneumático com pessão mínima de 4kg/cm2, este equipamento etia as placas montadas da linha e leva paa a embalagem, com tamanho : 2100 mm (Cumpimento) x 830 mm(lagua) x 1250mm(altua). Modelo: TR7100EP Maca:"TRI 01 paelho de inspeção óptica automática, usado, com alimentação po enegia elética 220V 50/60HZ, tecnologia de inspeção com leitua multi ângulo das imagens, contole de iluminação vaiável continua, pocessamento de imagens com escala algoítmica em tons de cinza, campo de visão de 0,7 x 0,53 polegadas, com quato câmeas angulaes e uma supeio todas com esolução de 33 um/squae pixels, com áea de inspeção mínima de 50mm x 75mm e máxima de 500mm x 400mm, posicionamento da esolução de 2.4 um e taxa de aquisição de imagens de 300FOV po segundo, Taxa de imagem da placa de 5 centímetos quadados po segundo, Limpeza supeio em 65mm e infeio de 65mm., com opeação contolada po sistema infomatizado atavés do sistema opeacional Windows 2000, esteia com tamanho de painel mínimo de 50mm x 70mm e Maximo de 500mm x 400mm, Lagua de painel mínima de 0,6 mm e máxima de 5,0 mm, este apaelho faz a inspeção na qualidade da inseção dos componentes na placa de cicuito impesso e detecta todos os defeitos que possam tem ocoido no pocesso de montagem da placa. com tamanho de 1220 mm (Cumpimento) x 1100 mm (Lagua) x 15009altua) Tansmissão paa tato de esteia, com sevotansmissão planetáia. 5 embeagens hidáulicas independentes que são contoladas po um módulo de contole eletônico, com uma elação de velocidade de 5,08:1. O peso apoximado da tansmissão é de 1356kg Este conjunto de comando final fonece populsão paa os modelos de tato de esteia. Com um cubo de oda motiz de aço dúctil montado em um eixo com o objetivo de supota a oda motiz. movimentação é eduzida com dois conjuntos de edução planetáia de engenagens paa uma elação final de 22,3:1. Com aplicação em tato de esteia. 0R R-8956

12 São Paulo, 13 de bil de Gupo de odas com comando final e feio que deve supota o peso da máquina, e fonece populsão e etadamento a máquina. oda de aço ductil montada na ponta de eixo com uma ligação hidáulica atua como sistema de feio. Sistema de feio é constituído de múltiplos discos de desgaste efigeado a óleo com engajamento automático do feio de estacionamento. movimentação é eduzida com dois conjuntos de edução planetáia de engenagens paa uma elação final de 16,0:1. O peso apoximado do aanjo de oda é de 5990kg. Com aplicação em caegadeia de odas Gupo de odas com comando final e feio que deve supota o peso da máquina, e fonece populsão e etadamento a máquina. oda de aço ductil montada na ponta de eixo com uma ligação hidáulica atua como sistema de feio. Sistema de feio é constituído de múltiplos discos de desgaste com engajamento automático do feio de estacionamento. movimentação é eduzida com um conjunto de edução planetáia de engenagens paa uma elação final de 6,8:1. O peso apoximado do aanjo de oda é de 1814kg. Com aplicação em caegadeia de odas Fonte de enegia dc paa se usada com oteadoes de sevicos de agegacao da cisco, seie as 9000.fonte de enegia paa oteadoes cisco da familia as9000. os seguintes padoes e funcionalidades s-o supotados: sensoes na fonte de enegia compativel com as leituas ealizadas pelo softwae cisco ios xe encaixe compativel com chassis dos oteadoes cisco as9000 supota fontes edundantes entade de 85v a 264v; 120v a 240v; 60 ou 50 hz saida de 48v a 60v consumo de potencia: 2000w Comutado (Switch) maca Cisco modelo Catalyst 3560.paelho de comutacão de pacotes (switch) da família Cisco Os seguintes padões e funcionalidades são supotados: 24 Ethenet 10/100 potas com supote a PoE 2 potas Gigabit Ethenet SFP Tamanho 1 unidade de ack Cisco IOS softwae Cisco EnegyWise que monitoa, epota e geencia consumo de enegia no apaelho Supota Powe ove Ethenet (PoE) Potocolos de oteamento IP RIPv2, EIGRP, IGRP, OSPF, BGP4 Potocolos de oteamento paa IPv6 RIP, OSPF e EIGRP Potocolo de geenciamento Cisco CDP vesao 2 Velocidade de encaminhamento 32 Gbps Memoia flash 32MB te 1000 VLNs e 4096 VLN Ids. Funciona com o softwae Cisco IOS com funcionalidades IP Sevices paelho paa tansmissão e ecepção de dados (fiewall) paa ede paticula vitual (VPN), com SW, 300 usuáios VPN, 4 GE + 1 FE e ciptogafia DES. o apaelho de seguança adaptativa cisco asa 5520 ofeece seviços de seguança com alta disponibilidade ativa/ativa e conectividade gigabit ethenet paa edes de empesas médias num apaelho modula e de alto desempenho, com quato intefaces gigabit ethenet e supote paa até 100 VLNS, as empesas podem facilmente instala o cisco asa 5520 em múltiplas zonas dento de sua ede. o apaelho de seguança adaptativa cisco asa 5520 aumenta junto com a empesa, à medida que as suas necessidades de seguança vão aumentando, fonecendo sólida poteção paa o seu investimento paelho paa tansmissão e ecepção de dados (contolado) WLN paa ponto de acesso aionet 2106 modelo ai-wlc2106-k9.os contoladoes de LN sem fio da cisco" funcionam em conjunto com os pontos de acesso da cisco aionete com o sistema de contole sem fio (WCS) da cisco, a fim de popociona funções de LN sem fio paa todo o sistema. como um componente da ede sem fio unificada da cisco, a séie cisco 2100 pemite aos administadoes geencia de foma segua as WLNS e os seviços de mobilidade, tais como seguança, voz, acesso de convidado e seviços de localização apimoados. m com 8 potas ethenet, duas das quais podem ofeece alimentação dietamente aos pontos de acesso leve da cisco. 0R R-0802 HEKUM Cisco 9K-2KW-DC FLEXTRONI CS FERROMT IK Cisco Cisco WS- C3560V2-24PS-E S5520-K8 HEKUM Cisco IR-WLC

13 São Paulo, 13 de bil de 2012 Intensivo e alta taxa de dados, tais como gandes aquivos de dados, vídeo e push-to-talk Micofone pofissional. ELECTRO ELECTRO MZC Micofone pofissional de mão com tansmisso sem fio com 240 canais em ELECTRO ELECTRO EW135G3 UHF Micofone pofissional de uso auicula com tansmisso sem fio potátil com ELECTRO ELECTRO EW152G3 240 canais em UH BIMP - amplificado de áudio pofissional 150W com saída selecionável ente ELECTRO ELECTRO MX Ohm, 70V OU 100V, incopoando mistuado paa seis canais de entada com fonte +48VDC individual po canal Exton - amplificado de áudio paa linha de 70V com potência de 200W RMS ELECTRO ELECTRO XP-201 com tecnologia classe d e selo enegy sta de alta eficiência enegética, incluindo supote paa montagem em ack 19 polegadas RSU Painel Elético Modelo TB MN 001 de comando e potência paa todos os RCOR RCOR TB MN 001 elementos do sistema. - Função: O painel tem a função de gaanti a automatização do pocesso de dageamento/evestimento, atavés de um contolado lógico pogamável que estabelece um padão de ciclos idênticos paa cada batch. Possui a função de egula as velocidades dos motoes, atavés de invesoes de fequência, e egula a dosificação dos ingedientes na linha de podução. - Utilização: Conjunto de equipamentos usados a seem utilizados paa o confeito de chicles (gomas de masca), no dageamento (pocesso de evestimento de camadas de xaope de açúca) Contolado pogamável paa comunicação. ELECTRO ELECTRO CPE2E/PW24 20RU Comutado digital de sinais de áudio e vídeo com esolução fullhd 1080p/60 ELECTRO ELECTRO DM-MD6X1 contolável via TCP/IP Distibuido amplificado de sinais de computado com esolução QXG com uma entada e duas saídas individualmente isoladas, esposta de fequência de 300 MHZ e compatível com tecnologia plug-and-play DDC1. ELECTRO ELECTRO P/2 D2 PLUS. LIST C NCM Descicao Mecadoia Fabicante Maca Modelo Tansmissão paa caminhão foa de estada, com sevotansmissão planetáia. 6 embeagens hidáulicas independentes que são contoladas po uma válvula de embeagem individual de modulação, com uma elação de velocidade de 4,54:1. O peso apoximado da tansmissão é de 1784 kg Tansmissão paa caminhão foa de estada, com sevotansmissão planetáia. 6 embeagens hidáulicas independentes que são contoladas po uma válvula de embeagem individual de modulação, com uma elação de velocidade de 4,10:1. O peso apoximado da tansmissão é de 2012kg Conjunto de tansmissão com sevotansmissão planetáia paa caminhão foa de estada. Seis embeagens hidáulicas independentes que são contoladas po uma válvula de embeagem individual de modulação, com uma elação de velocidade de 4,07:1. O peso apoximado da tansmissão é de 2252 kg Sistema de tilho tansvesal, paa elevação e tansfeência de pacientes, instalado em tilhos fixados em teto com cinta de altua ajustável paa fixação de acessóios divesos. Liko B 0R R R-4749 Liko B MULTIRLL Sistema de elevação paa utilização em pista de caminhada. Liko B Liko B LIKORLL Lentes com objetiva de 28mm paa LumiCa. INSTRUME INSTRUM LUMICM NT ENT 1300

14 São Paulo, 13 de bil de Sistema de unidade de contole de Hipo / Hipetemia, com os seguintes Gayma acessóios: 04 unid. - Colchão vinílico eusável paa adulto, tamanho de 61x170cm, ef.# HP unid. - Senso paa contole da tempeatua do paciente adulto, eusável, paa utilização etal / esofageal 01 unid. - Extensão do conecto com 2,4 metos Teinamento de antenas e sistemas de medição. LB-VOLT LIMITED ) nemômeto de fio quente com múltiplos canais. DNTEC nemômeto de fio quente com múltiplos canais com senso paa medição de tempeatua e 6 canais pé-ajustados paa sondas de fio pequenas. Inclui adaptado de potencia e 7 cabos (4 metos de compimento) paa as sondas: Especificações: *) Numeo de canais - 6 *) Lagua de banda máxima - 10 KHz *) Máxima voltagem de saída - 5 Volts *) Conecto de saída - múltiplos pinos *) Saída paa monito - conectoes BNC Fatoes de ajustes dos sensoes *) Resistencia fia do senso ,6 OHMS *) Razão de supeaquecimento - 0,6-08 *) Filto passa baixa (saída)- saída *) DC -(compensação) - Volts *) DC -(ganho)- 1 *) Faixa de velocidade típica - 120m/s justes individuais *) Resistencia pincipal OHMS *) Compimento do cabo da sonda - 4 e 10m *) Resistencia de opeação da sonda OHMS *) Filto passa baixa (saída)- 1,3,30 khz (saída) *) DC -(compensação) - 0 ou Volts *) DC -(ganho)- 1 ou 2-5 *) Tamanho 28x30x6cm *) Peso kg *) Supimento de potencia (extena) Volts (DC) 2) cessóios paa o nemômeto de fio quente com múltiplos canais (codigo 54N81) 2.1) Tansduto de velocidade paa calibação (codigo 54T29), na faixa de velocidade m/s, com um cabo paa sonda de 5m de compimento (subconecto) *) faixa de velocidades m/s *) cuácia - +/- 1.5% ou +/-0.02 m/s *) Compensação de tempeatua 15-25C *) Senso - metal *) Saída Volts 2.2) Cabo paa sonda, com 10m (codigo 54B16) paa uso especifico com os podutos 54T29 e 54N81 2.3) Softwae de inteface ('minict softwae' codigo 54S50) com acessóios (codigo 54S46) *) Softwae de aplicação (codigo 54B16) com as seguintes caacteísticas: função de calibação; deslocamento tansvesal da sonda; aquisição de dados e convesão paa os componentes de velocidade e tatamento dos dados. Este softwae e entegado com um CD de instalação e manual de utilização. SYSTEMS SYSTEMS MT-6900 Gayma Medithem III LB-VOLT 8092 LIMITED DNTEC 54N81

15 São Paulo, 13 de bil de 2012 OBS: Obseva que este acessóio (codigo 54S56) e necessáio ao 'minict softwae' paa completa utilização do sistema de anemometia de fio quente (anemômeto de fio quente com múltiplos canais) 2.4) Sondas de fio, supotes e cabos de conexão coaxiais com 4m (codigos 55P11, 55H20 e ) *) sensoes paa medições e as devidas conexões 3) Outos acessóios paa conexão ao PC *) Conveso paa PCI, 16 canais, com uma extemidade, 250kS/s (codigo ) com cabo de conexão plano de 2 m (codigo ) e adaptado de potencia com conecto (230 Volts C, 12 VoltsDC, máximo 6.5W - codigo ) Sistema de Química Clínica Dimension DESCRIÇÃO DETLHD: O sistema de química clínica Dimension (Xpand e Xpand Plus) é um instumento/sistema de química integado, disceto, de acesso aleatóio, contolado po micopocessado, que mede divesos analitos, incluindo atividades enzimáticas, nos fluidos copoais paa utilização em diagnóstico in vito. CRCTERÍSTICS TÉCNICS: Os sistemas funcionam com catuchos de eagentes paa testes múltiplos Flex" da Dade Behing Inc., cuvetes de eacção descatáveis, tecnologia de multissensoes integados (IMT) com multissenso integado QuikLYTE" da Dade Behing Inc.", paa fonece esultados ápidos, exactos e pecisos, bem como com o módulo de imunoensaio heteogéneo (HM), paa pocessamento de imunoensaios heteogéneos de alta sensibilidade à base de cómio. Caacteísticas * Realiza testes po odem aleatóia. * Funciona com os catuchos de eagentes Flex" da Dade Behing Inc. e um sistema integado de podução de cuvetes. * Funciona com o multissenso integado QuikLYTE", exclusivo da Dade Behing Inc., paa o teste de electólitos. * Realiza até 250 testes químicos fotométicos e 187 testes de electólitos po hoa em amostas de soo, plasma, uina ou líquido cefaloaquidiano. * Efectua até 83 imunoensaios heteogéneos po hoa. * Realiza testes de eflexo automático. * Realiza epetições automáticas de valoes de pânico. * Funciona com tubos de amostas pimáias de váios tipos e dimensões. * Funciona com copos de amosta de 1.5 ml. * Funciona com ecipientes RP de 1 ml, colocados sobe tubos com código de baas, paa amostas de volume eduzido. * Dispõe de espaço paa albega até 44 catuchos de eagente Flex" num sistema de efigeação sem CFC. * Dispõe de pepaação automática de eagentes. * Dispõe de um computado de fácil utilização. * Dispõe de dez teclas de painel pogamáveis pelo utilizado. * Pode se ligado a outos analisadoes Dade Behing Inc. (com ou sem função de ciação de códigos de baas) ou a um Sistema de Infomação Laboatoial (LIS). * Possui a capacidade de apesenta esultados calculados. * Possui a capacidade de epetição automática. * Realiza a diluição automática de amostas com esultados foa da escala. * Dilui automaticamente amostas de uina do doente e de uina de CQ. * Tem capacidade paa pocessa métodos definidos pelo utilizado. * Tem capacidade paa emove automaticamente os catuchos de eagente vazios ou cujo pazo de validade tenha expiado. SIEMENS SIEMENS XPND

16 * Tem capacidade paa pocessa painéis de CQ com códigos de baas. (apenas o sistema Dimension" Xpand" Plus) * Funciona com um monito de ecã táctil com aletas visuais/audíveis. (apenas o sistema Dimension" Xpand" Plus) * Utiliza a função HIL paa ajuda a detemina a qualidade da amosta de se utilizada. (apenas o sistema Dimension" Xpand" Plus) MODELO: XPND MRC: SIEMENS; REGISTRO D NVIS: VLIDDE: 17/9/2017; Numeo de séie: no de fabicação: 11/2004; Data de econdicionamento: 30/12/2011 Numeo de séie: no de fabicação: 10/2005 Data de econdicionamento: 21/12/2011 RESPONSÁVEL PELO RECONDICIONMENTO: William Savio ''Poduct Quality Manage - Geente de Qualidade de Poduto''; LOCL DE OPERCO DE REMNUFTUR: SIEMENS HELTHCRE DIGNOSTICS - TLNT PRTES E PEÇS SUBSTITUÍDS: Segue a elação das pates e peças substituídas duante o pocesso de efoma: MOTOR CONTROL PC SSY 1//PLC ELETR MOTOR CONTROL PHOTOMETER CONTROL PC SSY 1//PLC ELETR COMPONENTE UXILLRY PC BORD SSY 1//PLC ELETR UXILIR ULTRSONIC PC BORD SSY 1//PLC CONTROLD ULTR-SOM CUVETTE PC BORD SSY 1//PLC ELETR CUVETTE SSE SENSOR BORD SSY 1//PLC SENSOR IMT ISE PUMP SSY SVSP 1//BOMB DO ISE RXL SMPLE RM SSY SVSP 1//CONJ BRCO MOST E ULTR- SOM TRNSDUCER SSY 1//MOD PIEZOELETR HOMOGEN MOST R1/R3 REGENT RM SSY 1//BRCO COMPLETO DE REGENTES R1 DIMENSION PHOTOMETER SSY 1//CONJ FOTOMETRICO PHOTOMETRIC SMPLER SSY 1//BRÇO DE MOSTRS COMPL IMT SMPLER SSY 1//MOD COMPL BRCO IMT REGENT PUMP SSY 1//MOD COMPL HSTE PIPETDOR REGENTE(DIMEN SMPLE PUMP SSY 1//MOD COMPL HSTE PIPETDOR MOSTR DIMENS DC POWER SUPPLY 1//FONTE LIMENT DC (XPND) São Paulo, 13 de bil de 2012

17 R2 REGENT RM SSY 1//BRCO REGENTE R2 COMPLETO DIM RXL VCUUM PUMP SSY 1//BOMB VCUO (DIMENSION RXL) DIMENSION POWER SUPPLY 1//FONTE LIMENT MONOPUMP (CE MRK) SSY 1//BOMB VOLUMETRIC 5ML " HG GUGE PNEL SSY 1//PINEL DE MONITORMENTO DE PRESSO E VCUO IMP PUMP W/O HM SSY 1//BOMB DO DIMENSION DIMENSION COMPUTER//UNID PROCESSMENTO DIGITL FILTER MODEL FF-3 3//FILTRO R GBINETE FONTE KEYBORD COVER 1//COBERTUR SILICONE TECLDO BELT 1/5 PITCH 3/8"x28"L 1//CORREI DO FOTOMETRO IR FILTER 1//FILTRO DE R TUBING POLI FLUX 4//TUBO SILIC FORM CUBETS VLVE DULCHECK POLYPRO 1//VLVUL DO DIMENSION U-SEL PLTEN 1//SELDOR U CUBETS HET TORCH SPRE PRT 1//HET TORCH SSY INSEP TOP SEL SVP 1//SELDOR ELETRICO T-SEL SSY CUVETTE WINDOW 100//JNEL PE QURTZO SSY DRIN R2 RXL SVSP 1//DRENO LVGEM PONTEIR R SSY DRIN R1 RXL SVSP 1//DRENO LVGEM PONTEIR R SSY DRIN SMPLE 1//DRENO DE MOSTRS SSY TUBING & FITTINGS 1//KIT TUBOS SILIC C/CESS BUSHING NEEDLE 1//BUCH TEFLON GUI PONTEIR SSY TUBING NEEDLE CTS 1//TUBO SILIC IMT SSY KIT SMPLE TBG 1//TUBO PVC MOSTRS SSY TUBING R1 REGENT 1//TUBO TEFL REGENTE SSY TUBING R2 REGENT 1//TUBO TEFLON REGENTE SSY IMT WSH STTION 1//ESTCO PLST LVG IMT SSY TUBING ND FITTING 1//TUBO DO DIMENSION FILTER CRDCGE XL/RxL 1//FILTRO R (B) PLC KEYBD O-LY MX NON HM 1//TECLDO NO DIMENSION WTER BOTTLE SVSP 1//FRSCO PLST GU COMPLETO IR FILTER 1//FILTRO R TUB IMT FLUID BG 1//TUBO DO FLUIDO DO DIMENSION KIT CUVETTE IR VLVE 1//KIT VLV SOLEN SUPORT CUBET SSY TUBING W2 INDIRECT 1// TUBO DO DIMENSION W RUBBER TIP 1//PONT BORR SELDOR CUBET OPTO/DETECTR 0.2WD SLOT 1//DETECTOR OPTICO TIPO FERRD TOP SEL/CPSTN RETROFIT 1//KIT TULIZ SELDOR CUBET São Paulo, 13 de bil de 2012

18 BELT TIMING 1/5 P 140 GRV 1//CORREI DENT CR MOSTR XL FUSE FERRL CER //FUSIL FUSE CP 1//FUSIL CP DIPHRGM NOZZLE (PKG=3) 1//DIFRGM 3 UND SPRING COMP O.D //MOL DO DIMENSION SPRING COMP O.D //MOL DO DIMENSION SSY CBLE GROUNDING 1//CBO DO DIMENSION SSY TUBING WSH STTION 1//TUBO SILIC MONOPUMP # HM PUMP SSY 1//BOMB DO DIMENSION HM MODULE SSY 1//MODULO DO DIMENSION DUL IIMT HM PUMP SSY 1//BOMB DUPL DO DIMENSION CONTINER VESSEL WSTE 1//RECIPIENTE DESCRTE DE VESSEL (DIMENSION SSY CP BOTTLE SMPLE 1//TMP FRSCO SMPLE PROBE CLENER (DIM) SSY CP BOTTLE WSH 1//TMP FRSCO CHEM WSH SSY CP BOTTLE REGENT 1//TMP FRSCO REGENTE PROBE DE LIMPEZ (DIM) SSY TUBING KIT MISC HM 1//KIT TUBOS MOD HM SSY TUBING WSTE HM 1//TUBULCO ESGOTO RXL O PROCESSO DE RECONDICIONMENTO SEGUE S RECOMENDÇOES DS MELHORES PRTICS DE RECONDICIONMENTO DE EQUIPMENTOS MEDICOS. TODOS OS PROCESSOS ESTO EM CONFORMIDDE COM S EXIGENCIS PLICVEIS D FD. CERTIFICDO DE QULIDDE D EMPRES - ISO 13485:2003 FD REGISTRTION NUMBER: CERTIFICTE TO FOREIGN GOVERNMENT - NO EQUIPMENTO RECONDICIONDO "ENVIDO GUI DO OPERDOR DIMENSION XPND / XPND PLUS - PN PT. SMN ''. (P/N: ) Sistema de posicionamento XYZ manual paa medição de displays, com placa de montagem paa aloja apaelhos de medição de luz como o modelo TOP 100/200 ou Lumicam. São Paulo, 13 de bil de 2012 INSTRUME NT SYSTEMS INSTRUM ENT SYSTEMS DTS Sistema de aquisição e integação de dados ecoemotes. PROJECT PROJECT ECOREMOTE S Osciloscópio digital. Ds07104b osciloscópio, 1ghz, 4-channel passive pobe, 10073x10:1500mhz. GILENT GILENT dso7000b Seies Equipamento de teste automático de ádios tunking (toncalizados) com tecnologia iden (Motoola), denominado Radio Veification Test Station, modelo RV Station, composto de: 01 (um) Gabinete de metal, maca HP, modelo E3662B; MOTORO RV STTION L

19 São Paulo, 13 de bil de (um) computado, maca Dell, modelo GX150; 01 (um) computado, maca Dell, modelo GX260; 01 (um) Monito CRT, modelo 1760; 01 (um) teminal gáfico paa ambiente UNIX, maca NCD, modelo NC900; 04 (quato) Fontes de alimentação DC, maca gilent, modelo 66319D; 02 (duas) Unidades contoladoas de chaveamento, maca ICS Electonics, modelo 4863; 01 (um) Chaveado de sinais de ádio fequência, maca Hidden Valley Electonics, modelo Z02773; 02 (dois) paelhos medidoes de potência de ádio fequência, maca Boonton, modelo 4531; 02 (dois) Sensoes paa medição de potencia de ádio fequência, maca Boonton, modelo 57518; 02 (duas) Intefaces Gpib-lan, maca gilent, modelo E5810; 01(um) Chaveado de Rede, maca Cisco Systems, modelo Estação com dispositivos egistadoes paa teste automático de ádios de sistema de comunicação toncalizados, modelo C11, fabicante MOBILITY INC, composta de: dois gabinetes metálicos, maca HP/GILENT, modelos E3662 E E3662B; tês computadoes, maca DELL, MODELOS 270;DOIS monitoes, fabicante DELL, modelo E551; quato apaelhos testset paa geação e simulação de sinais específicos paa sistema IDEN, maca Motoola, modelos R2660C E R2660; um teminal de acesso paa sistema UNIX, modelo NC900,maca NCD; dois distibuidoes de conexões paa edes(hub), maca Cisco Systems, modelos CTLYST 2950 E 2900; um geado de sinais GPS, modelo STR4500, fabicante SPIRENT; um apaelho paa geação, ecepção e medidas de sinais bluetooth, modelo N4010, fabicante GILENT; uma unidade de contole e chaveamento, modelo 3499, fabicante GILENT; tês módulos de chaveamento paa sinais de adiofequência, modelos D ,D O,Z01930-O, fabicante HVE; sete tadutoes de potocolos paa inteconexão de edes locais e ede GPIB, modelo E2050B E E2050, fabicante gilent Technologies; quato unidades blindadas paa testes de sinais de adiofequência, fabicante Willtek, modelo 4921 e cabos eléticos montados paa conexão Equipamento de teste automático (TE) de cicuito impesso montadas de placas tunking (toncalizados) com tecnologia iden (Motoola), denominado Boad Test Station, modelo BT_ 8UP, contendo: 1 (um) Gabinete metálico maca gilent, Modelo E3662; 4 (quato) Multímetos digitais, maca Keithley, modelo 2015; 4 (quato) Medidoes de potência RF, maca Boonton, modelo 4531; 1 (um) Unidade chaveadoa de Sinais RF, maca Hidden Valley, modelo Z0055- B; 1 (um) nalisado vetoial de sinais (testado de tansmissão), maca gilent, modelo E4406; 8 (oito) Fontes de alimentação DC, maca gilent, modelo 66311B; 1 (um) Gabinete metálico, maca Motoola, númeo de séie : D Estação com dispositivos egistadoes paa teste automático de cicuito impesso montado (ate) de ádios de sistema de comunicação toncalizados, modelo BT05, fabicante Motoola Mobility Inc, composto de: um gabinete metálico, maca HP, modelo E3662B; dois computadoes, maca DELL, modelos 270 E 240; dois monitoes, fabicante DELL, modelo E551; dois teminais gáficos paa ambiente UNIX, maca NCD, modelo NC900; um analisado de sinal vetoial (testado de tansmissão), maca HP, modelo E4406; tês geadoes de sinais de adio fequência, maca GILENT/HP, modelos E4438C E E4431B; quato multímetos digitais, maca KEITHLEY, modelo 2015; quato medidoes de potência de adio fequência, maca BOONTON, modelo 4531; quato sensoes paa medida de potência de adio fequência, maca BOONTON, modelo 57518; oito caixas blindadas paa teste HP/GILE NT gilent MOTORO L C11 BT_ 8UP BT05

20 São Paulo, 13 de bil de 2012 de adio fequência paa placas, maca VITECH, modelo Z00707-B; seis intefaces LN/GPIB, maca GILENT/HP, modelo E2050 E E2050B; um chaveado de sinais de adio fequência, maca Hidden Valley Electonics, modelo Z00055-B; um chaveado de ede, maca Cisco Systems, modelo 2900; uma unidade contoladoa de chaveamento, maca HEWLETT PCKRD, modelo HP75000(E1301B); um supote pateleia, maca, modelo D ; DEZ FONTES de alimentação DC, maca HP/GILENT, modelos 66311B E E3610 e cabos eléticos montados paa conexão Equipamento de teste automático (TE) de cicuito impesso montado de placas tunking (toncalizados) com tecnologia iden (Motoola), denominado Boad Test Station, modelo BT Station, contendo: 02 (dois) computadoes, maca Dell, modelo GX150; 01 (um) monito CRT, Q71 model; 01 (um) monito CRT, 75F model; 02 (dois) teminais gáficos paa ambiente UNIX, maca NCD, modelo NC900; 02 (dois) Fontes de alimentação DC, maca Hewlett Packad, modelo E3610; 08 (oito) Fontes de alimentação DC, maca gilent, modelo 66311B; 03 (tês) Geadoes de ádio fequencia, maca Hewlett Packad, modelo E4438B; 01 (um) nalisado vetoial de sinais (testado de tansmissão), maca gilent, modelo E4406; 01 (um) Unidade contoladoa de chaveamento, maca gilent, modelo E1301B; 01 (um) Chaveado de sinais de ádio fequência, maca HIDDEN VLLEY ELECTRONICS, modelo Z00055; 01 (um) Gabinete de metal; 04 (quato) paelhos medidoes de potência de ádio fequência, maca Boonton, modelo 4531; 04 (quato) Sensoes paa medição de potencia de ádio fequência, maca Boonton, modelo 57518; 01 (um) Multímeto digital, maca Keithley, modelo 2015; 03 (tês) Multímetos digitais, maca Keithley, modelo 2015-P; 08 (oito) Caixas isoladoas de ádio fequência, maca Motoola, modelo Z00707; 01 (um) Chaveado de Rede, maca Cisco Systems, modelo C2950; 06 (seis) Intefaces Gpib-lan, maca gilent, modelo E2050B. Dell BT STTION LIST D NCM Descicao Mecadoia Fabicante Maca Modelo Estação com dispositivos egistadoes paa teste automático de cicuito impesso montado (TE) de ádios de sistema de comunicação toncalizados, modelo BT11, fabicante Motoola Mobility INC, composta de: um gabinete metálico, maca HP, modelo E3662B; dois computadoes, maca DELL, modelos 270 E 240; dois monitoes, fabicante DELL, modelo E551; dois teminais gáficos paa ambiente UNIX, maca NCD, modelo NC900; um analisado de sinal vetoial (testado de tansmissão), maca HP, modelo E4406; tês geadoes de sinais de adio fequência, maca GILENT/HP, modelos E4438C E E4431B; quato multímetos digitais, maca KEITHLEY, modelos 2015 E 2015-P; quato medidoes de potência de adio fequência, maca BOONTON, modelos 4531 E 4532; quato sensoes paa medida de potência de adio fequência, maca BOONTON, modelo 57518; oito caixas blindadas paa teste de adio fequência paa placas, maca VITECH, modelo MOTORO L BT11

São Paulo, 20 de Abril de 2012 DTE/DEAT/CIR/3.8426/12

São Paulo, 20 de Abril de 2012 DTE/DEAT/CIR/3.8426/12 Pezados senhoes, De acodo com o disposto nos atigos 32 e 33 da Potaia SECEX nº 10, de 24 de maio de 2010, alteada pela Potaia SECEX nº 17, de 15 de setembo de 2010 do Ministéio do Desenvolvimento, Indústia,

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE GRADUAÇÃO FÍSICA

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE GRADUAÇÃO FÍSICA CONCURSO DE DMISSÃO O CURSO DE GRDUÇÃO FÍSIC CDERNO DE QUESTÕES 2008 1 a QUESTÃO Valo: 1,0 Uma bóia náutica é constituída de um copo cilíndico vazado, com seção tansvesal de áea e massa m, e de um tonco

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo do E. B. de Pinhal Novo Física e Química A 10ºAno MEDIÇÃO EM QUÍMICA

Escola Secundária com 3º Ciclo do E. B. de Pinhal Novo Física e Química A 10ºAno MEDIÇÃO EM QUÍMICA Escola Secundáia com 3º Ciclo do E. B. de Pinhal Novo Física e Química A 10ºAno MEDIÇÃO EM QUÍMICA Medi - é compaa uma gandeza com outa da mesma espécie, que se toma paa unidade. Medição de uma gandeza

Leia mais

digitar cuidados computador internet contas Assistir vídeos. Digitar trabalhos escolares. Brincar com jogos. Entre outras... ATIVIDADES - CAPÍTULO 1

digitar cuidados computador internet contas Assistir vídeos. Digitar trabalhos escolares. Brincar com jogos. Entre outras... ATIVIDADES - CAPÍTULO 1 ATIVIDADES - CAPÍTULO 1 1 COMPLETE AS FASES USANDO AS PALAVAS DO QUADO: CUIDADOS INTENET CONTAS DIGITA TAEFAS COMPUTADO A COM O COMPUTADO É POSSÍVEL DE TEXTO B O COMPUTADO FACILITA AS tarefas digitar VÁIOS

Leia mais

Vedação. Fig.1 Estrutura do comando linear modelo ST

Vedação. Fig.1 Estrutura do comando linear modelo ST 58-2BR Comando linea modelos, -B e I Gaiola de esfeas Esfea Eixo Castanha Vedação Fig.1 Estutua do comando linea modelo Estutua e caacteísticas O modelo possui uma gaiola de esfeas e esfeas incopoadas

Leia mais

Termodinâmica 1 - FMT 159 Noturno, segundo semestre de 2009

Termodinâmica 1 - FMT 159 Noturno, segundo semestre de 2009 Temodinâmica - FMT 59 Notuno segundo semeste de 2009 Execícios em classe: máquinas témicas 30/0/2009 Há divesos tipos de motoes témicos que funcionam tanfeindo calo ente esevatóios témicos e ealizando

Leia mais

Dimensionamento de uma placa de orifício

Dimensionamento de uma placa de orifício Eata de atigo do engenheio Henique Bum da REBEQ 7-1 Po um eo de fechamento de mateial de ilustação, pate do atigo do Engenheio Químico Henique Bum, publicado na seção EQ na Palma da Mão, na edição 7-1

Leia mais

ELETRÔNICA II. Engenharia Elétrica Campus Pelotas. Revisão Modelo CA dos transistores BJT e MOSFET

ELETRÔNICA II. Engenharia Elétrica Campus Pelotas. Revisão Modelo CA dos transistores BJT e MOSFET ELETRÔNICA II Engenaia Elética Campus Pelotas Revisão Modelo CA dos tansistoes BJT e MOSFET Pof. Mácio Bende Macado, Adaptado do mateial desenvolvido pelos pofessoes Eduado Costa da Motta e Andeson da

Leia mais

física eletrodinâmica GERADORES

física eletrodinâmica GERADORES eletodinâmica GDOS 01. (Santa Casa) O gáfico abaixo epesenta um geado. Qual o endimento desse geado quando a intensidade da coente que o pecoe é de 1? 40 U(V) i() 0 4 Do gáfico, temos que = 40V (pois quando

Leia mais

São Paulo, 30 de Julho de 2012 DTE/DEAT/CIR/3.8475/12

São Paulo, 30 de Julho de 2012 DTE/DEAT/CIR/3.8475/12 Prezados senhores, De acordo com o disposto nos artigos 32 e 33 da Portaria SECEX nº 10, de 24 de maio de 2010, alterada pela Portaria SECEX nº 17, de 15 de setembro de 2010 do Ministério do Desenvolvimento,

Leia mais

Rolamentos rígidos de esferas

Rolamentos rígidos de esferas Rolamentos ígidos de esfeas Os olamentos ígidos de esfeas estão disponíveis em váios tamanhos e são os mais populaes ente todos os olamentos. Esse tipo de olamento supota cagas adiais e um deteminado gau

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueado

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueado PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fanqueado Dados da Empesa Razão Social: Infotec Cusos Pofissionalizantes Ltda. Nome Fantasia: CEBRAC Cento Basileio de Cusos Data de fundação:

Leia mais

ROLAMENTOS PARA BOMBAS INDUSTRIAIS

ROLAMENTOS PARA BOMBAS INDUSTRIAIS ROLAMENTOS PARA BOMBAS INDUSTRIAIS Apesentando maio vida útil com notável eficiência e confiabilidade, os olamentos NSK são ideais paa todas as bombas industiais. 1 Cento Tecnológico Basileio - Suzano

Leia mais

Módulo 5: Conteúdo programático Eq da continuidade em Regime Permanente. Escoamento dos Fluidos - Equações Fundamentais

Módulo 5: Conteúdo programático Eq da continuidade em Regime Permanente. Escoamento dos Fluidos - Equações Fundamentais Módulo 5: Conteúdo pogamático Eq da continuidade em egime Pemanente Bibliogafia: Bunetti, F. Mecânica dos Fluidos, São Paulo, Pentice Hall, 7. Eoamento dos Fluidos - Equações Fundamentais Popiedades Intensivas:

Leia mais

GEOMETRIA ESPACIAL. a) Encher a leiteira até a metade, pois ela tem um volume 20 vezes maior que o volume do copo.

GEOMETRIA ESPACIAL. a) Encher a leiteira até a metade, pois ela tem um volume 20 vezes maior que o volume do copo. GEOMETRIA ESPACIAL ) Uma metalúgica ecebeu uma encomenda paa fabica, em gande quantidade, uma peça com o fomato de um pisma eto com base tiangula, cujas dimensões da base são 6cm, 8cm e 0cm e cuja altua

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO PARA MONITORAMENTO EM LINHA E CONTROLE DE REATORES DE POLIMERIZAÇÃO

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO PARA MONITORAMENTO EM LINHA E CONTROLE DE REATORES DE POLIMERIZAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO PARA MONITORAMENTO EM LINHA E CONTROLE DE REATORES DE POLIMERIZAÇÃO Macelo Esposito, Calos A. Claumann, Ricado A. F. Machado, Claudia Saye, Pedo H. H. Aaújo* Univesidade Fedeal

Leia mais

Fig. 8-8. Essas linhas partem do pólo norte para o pólo sul na parte externa do material, e do pólo sul para o pólo norte na região do material.

Fig. 8-8. Essas linhas partem do pólo norte para o pólo sul na parte externa do material, e do pólo sul para o pólo norte na região do material. Campo magnético Um ímã, com seus pólos note e sul, também pode poduzi movimentos em patículas, devido ao seu magnetismo. Contudo, essas patículas, paa sofeem esses deslocamentos, têm que te popiedades

Leia mais

Lembramos que a importação de bens USADOS, de acordo com a Portaria 08/91, é restritiva aqueles com substitutivos de produção nacional.

Lembramos que a importação de bens USADOS, de acordo com a Portaria 08/91, é restritiva aqueles com substitutivos de produção nacional. Pezados senhoes, De acodo com o disposto no subitem a.1 do at. 22 da Potaia DECEX nº08, de 13 de maio de 1991, com edação dada pela Potaia MDIC nº235, de 07 de dezembo de 2006 do Ministéio do Desenvolvimento,

Leia mais

LISTA COMPLETA PROVA 03

LISTA COMPLETA PROVA 03 LISTA COMPLETA PROVA 3 CAPÍTULO 3 E. Quato patículas seguem as tajetóias mostadas na Fig. 3-8 quando elas passam atavés de um campo magnético. O que se pode conclui sobe a caga de cada patícula? Fig. 3-8

Leia mais

F-328-2 º Semestre de 2013 Coordenador. José Antonio Roversi IFGW-DEQ-Sala 216 roversi@ifi.unicamp.br

F-328-2 º Semestre de 2013 Coordenador. José Antonio Roversi IFGW-DEQ-Sala 216 roversi@ifi.unicamp.br F-38 - º Semeste de 013 Coodenado. José Antonio Rovesi IFGW-DEQ-Sala 16 ovesi@ifi.unicamp.b 1- Ementa: Caga Elética Lei de Coulomb Campo Elético Lei de Gauss Potencial Elético Capacitoes e Dieléticos Coente

Leia mais

- B - - Esse ponto fica à esquerda das cargas nos esquemas a) I e II b) I e III c) I e IV d) II e III e) III e IV. b. F. a. F

- B - - Esse ponto fica à esquerda das cargas nos esquemas a) I e II b) I e III c) I e IV d) II e III e) III e IV. b. F. a. F LIST 03 LTROSTÁTIC PROSSOR MÁRCIO 01 (URJ) Duas patículas eleticamente caegadas estão sepaadas po uma distância. O gáfico que melho expessa a vaiação do módulo da foça eletostática ente elas, em função

Leia mais

EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL PARA O ANO DE 2015

EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL PARA O ANO DE 2015 SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO CENTRO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL CREDENCIADO PELO COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIÕES (CBC) EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA

Leia mais

EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL PARA O ANO DE 2016

EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL PARA O ANO DE 2016 IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO CENTRO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL CREDENCIADO PELO COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIÕES (CBC) EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO

Leia mais

Rotor bobinado: estrutura semelhante ao enrolamento de estator. Rotor em gaiola de esquilo

Rotor bobinado: estrutura semelhante ao enrolamento de estator. Rotor em gaiola de esquilo Coente altenada é fonecida ao etato dietamente; Coente altenada cicula no cicuito de oto po indução, ou ação tanfomado; A coente de etato (que poui uma etutua n-fáica) poduzem um campo giante no entefeo;!"

Leia mais

Objetivo Estudo do efeito de sistemas de forças não concorrentes.

Objetivo Estudo do efeito de sistemas de forças não concorrentes. Univesidade edeal de lagoas Cento de Tecnologia Cuso de Engenhaia Civil Disciplina: Mecânica dos Sólidos 1 Código: ECIV018 Pofesso: Eduado Nobe Lages Copos Rígidos: Sistemas Equivalentes de oças Maceió/L

Leia mais

Densidade de Fluxo Elétrico. Prof Daniel Silveira

Densidade de Fluxo Elétrico. Prof Daniel Silveira ensidade de Fluxo Elético Pof aniel ilveia Intodução Objetivo Intoduzi o conceito de fluxo Relaciona estes conceitos com o de campo elético Intoduzi os conceitos de fluxo elético e densidade de fluxo elético

Leia mais

DETERMINAÇÃO DE ROTAS PARA EMPRESAS DE ENTREGA EXPRESSA

DETERMINAÇÃO DE ROTAS PARA EMPRESAS DE ENTREGA EXPRESSA DETERMINAÇÃO DE ROTAS PARA EMPRESAS DE ENTREGA EXPRESSA Femin A. Tang Montané Pogama de Engenhaia de Sistemas, COPPE/UFRJ Vigílio José Matins Feeia Filho Depatamento de Engenhaia Industial/ UFRJ/ Escola

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueador Sênior

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueador Sênior PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fanqueado Sênio Dados da Empesa Razão Social: MF 1000 FRANQUIA DE COSMÉTICOS LTDA Nome Fantasia: VITA DERM DAY CLINIC Data de fundação: 12/03/1984

Leia mais

EM423A Resistência dos Materiais

EM423A Resistência dos Materiais UNICAMP Univesidade Estadual de Campinas EM43A esistência dos Mateiais Pojeto Tação-Defomação via Medidas de esistência Pofesso: obeto de Toledo Assumpção Alunos: Daniel obson Pinto A: 070545 Gustavo de

Leia mais

FACULDADE IMPACTA DE TECNOLOGIA MBA, PROJETO E GERENCIAMENTO DE DATA CENTER

FACULDADE IMPACTA DE TECNOLOGIA MBA, PROJETO E GERENCIAMENTO DE DATA CENTER FACULDADE IMPACTA DE TECNOLOGIA MBA, PROJETO E GERENCIAMENTO DE DATA CENTER ELABORAÇÃO DE DIAGRAMA DE COMUNICAÇÃO DE UM DATACENTER São Paulo 2014 FACULDADE IMPACTA DE TECNOLOGIA ELABORAÇÃO DE DIAGRAMA

Leia mais

MtN STER O DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS coordenação GERAL DE COMPRAS E CONTRATOS

MtN STER O DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS coordenação GERAL DE COMPRAS E CONTRATOS MtN STER O DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS coordenação GERAL DE COMPRAS E CONTRATOS NOTA TÉCNICA NO 01/2009 Assunto: Seviços de natueza contínua 1. O Tibunal

Leia mais

Simulador de Transmissões Digitais

Simulador de Transmissões Digitais Simulado de Tansmissões Digitais Fancisco A. Taveia Banco. Monteio, Fancisco A. B. Cecas IST - Depatamento de Engenhaia Electotécnica e de Computadoes Instituto de Telecomunicações, IST - Toe ote -9, Av.

Leia mais

Física Geral I - F 128 Aula 8: Energia Potencial e Conservação de Energia. 2 o Semestre 2012

Física Geral I - F 128 Aula 8: Energia Potencial e Conservação de Energia. 2 o Semestre 2012 Física Geal I - F 18 Aula 8: Enegia Potencial e Consevação de Enegia o Semeste 1 Q1: Tabalho e foça Analise a seguinte afimação sobe um copo, que patindo do epouso, move-se de acodo com a foça mostada

Leia mais

Os Fundamentos da Física

Os Fundamentos da Física TEMA ESPECAL DNÂMCA DAS TAÇÕES 1 s Fundamentos da Física (8 a edição) AMALH, NCLAU E TLED Tema especial DNÂMCA DAS TAÇÕES 1. Momento angula de um ponto mateial, 1 2. Momento angula de um sistema de pontos

Leia mais

Equações Básicas na Forma Integral - I. Prof. M. Sc. Lúcio P. Patrocínio

Equações Básicas na Forma Integral - I. Prof. M. Sc. Lúcio P. Patrocínio Fenômenos de Tanspote Equações Básicas na Foma Integal - I Pof. M. Sc. Lúcio P. Patocínio Objetivos Entende a utilidade do teoema de Tanspote de Reynolds. Aplica a equação de consevação da massa paa balancea

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueado

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueado PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fanqueado Dados da Empesa Razão Social: Pé Vemelho Ensino Pofissionalizante SS LTDA Nome Fantasia: BIT Company Data de fundação: 23/05/2009

Leia mais

Introdução ao Estudo da Interferência Eletromagnética (EMI) no Projeto de Placas de Circuito Impresso (PCBs) de Fontes Chaveadas.

Introdução ao Estudo da Interferência Eletromagnética (EMI) no Projeto de Placas de Circuito Impresso (PCBs) de Fontes Chaveadas. 1 Intodução ao Estudo da Intefeência Eletomagnética (EMI) no Pojeto de Placas de Cicuito Impesso (PCBs) de Fontes Chaveadas. Andé Baos de Mello Oliveia Resumo Este tabalho apesenta, inicialmente, o conceito

Leia mais

Análise do Perfil de Temperaturas no Gás de Exaustão de um Motor pelo Método das Diferenças Finitas

Análise do Perfil de Temperaturas no Gás de Exaustão de um Motor pelo Método das Diferenças Finitas Poceeding Seies of te Bazilian Society of Applied and Computational Matematics, Vol., N. 1, 14. Tabalo apesentado no CMAC-Sul, Cuitiba-PR, 14. Análise do Pefil de Tempeatuas no Gás de Exaustão de um Moto

Leia mais

FREIOS e EMBRAGENS POR ATRITO

FREIOS e EMBRAGENS POR ATRITO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA DEPARTAMENTO DE PROJETO MECÂNICO APOSTILA FREIOS e EMBRAGENS POR ATRITO Auto: Pof.D. Auteliano Antunes dos Santos Junio Esta apostila

Leia mais

São Paulo, 28 de Dezembro de 2010 DTE/DEAT/CIR/3.7732/10

São Paulo, 28 de Dezembro de 2010 DTE/DEAT/CIR/3.7732/10 São Paulo, 28 de Dezembo de 2010 Pezados senhoes, De acodo com o disposto no subitem a.1 do at. 22 da Potaia DECEX nº08, de 13 de maio de 1991, com edação dada pela Potaia MDIC nº235, de 07 de dezembo

Leia mais

FÍSICA 3 Fontes de Campo Magnético. Prof. Alexandre A. P. Pohl, DAELN, Câmpus Curitiba

FÍSICA 3 Fontes de Campo Magnético. Prof. Alexandre A. P. Pohl, DAELN, Câmpus Curitiba FÍSICA 3 Fontes de Campo Magnético Pof. Alexande A. P. Pohl, DAELN, Câmpus Cuitiba EMENTA Caga Elética Campo Elético Lei de Gauss Potencial Elético Capacitância Coente e esistência Cicuitos Eléticos em

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Índice:

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Índice: ANEXO 4 ROTEIRO DE VERIFICAÇÃO DO CÁLCULO DO CUSTO DO CAPITAL Roteio de Veificação do Cálculo do Custo do Capital Índice: Índice: Conceitos Veificações 1 VISÃO GERAL... 3 1.1 O QUE É CUSTO DE CAPITAL...

Leia mais

Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição.

Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição. EDITAL PARA O PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA RESIDÊNCIA MÉDICA - ANO 2016 Recomenda-se a leitua atenta

Leia mais

Manual de Instruções. Refrigeradores. Modelos XMZS2LFDFSS XEZS2LFDFSS. CONTINENTAL ONE 0800 200 0030 continentalone@mabebr.com. 225D7130P001 Rev.

Manual de Instruções. Refrigeradores. Modelos XMZS2LFDFSS XEZS2LFDFSS. CONTINENTAL ONE 0800 200 0030 continentalone@mabebr.com. 225D7130P001 Rev. Manual de Instuções Refigeadoes Modelos XMZS2LFDFSS XEZS2LFDFSS CONTINENTAL ONE 0800 200 0030 continentalone@mabeb.com Hoáio de Atendimento De segunda-feia a sexta-feia das 08:00 as 17:00 hoas e aos sábados

Leia mais

Prova Teórica. Terça-feira, 5 de Julho de 2005

Prova Teórica. Terça-feira, 5 de Julho de 2005 36 a Olimpíada Intenacional de Física. Salamanca (Espanha) 5 Pova Teóica Teça-feia, 5 de Julho de 5 Po favo, le estas instuções antes de inicia a pova:. O tempo disponível paa a pova teóica é de 5 hoas..

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL CÁLCULO VETORIAL

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL CÁLCULO VETORIAL OBJETIVOS DO CURSO UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL CÁLCULO VETORIAL Fonece ao aluno as egas básicas do cálculo vetoial aplicadas a muitas gandezas na física e engenhaia (noção de

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Fornecedor

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fonecedo Dados da Empesa Razão Social: Visa do Basil Empeendimentos Ltda. Nome Fantasia: Visa Data de Fundação: 08 de junho de 1987 Númeo

Leia mais

3 - DESCRIÇÃO DO ELEVADOR. Abaixo apresentamos o diagrama esquemático de um elevador (obtido no site da Atlas Schindler).

3 - DESCRIÇÃO DO ELEVADOR. Abaixo apresentamos o diagrama esquemático de um elevador (obtido no site da Atlas Schindler). 3 - DESCRIÇÃO DO EEVADOR Abaixo apesentamos o diagama esquemático de um elevado (obtido no site da Atlas Schindle). Figua 1: Diagama esquemático de um elevado e suas pates. No elevado alvo do pojeto, a

Leia mais

Prof. Dirceu Pereira

Prof. Dirceu Pereira Aula de UNIDADE - MOVIMENTO VERTICAL NO VÁCUO 1) (UFJF-MG) Um astonauta está na supefície da Lua quando solta, simultaneamente, duas bolas maciças, uma de chumbo e outa de madeia, de uma altua de,0 m em

Leia mais

1 - Nome do projeto ou do programa de responsabilidade social: Programa SOS na Escola

1 - Nome do projeto ou do programa de responsabilidade social: Programa SOS na Escola PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fanqueado Dados da Empesa Razão Social: Montese Educação pofissional Ltda. Nome Fantasia: SOS Educação Pofissional Data de fundação: 10/03/2010

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE GERADOR DE INDUÇÃO TRIFÁSICO CONECTADO ASSINCRONAMENTE À REDE MONOFÁSICA

DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE GERADOR DE INDUÇÃO TRIFÁSICO CONECTADO ASSINCRONAMENTE À REDE MONOFÁSICA DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DE GERADOR DE INDUÇÃO TRIFÁSICO CONECTADO ASSINCRONAMENTE À REDE MONOFÁSICA LIMA, Nélio Neves; CUNHA, Ygho Peteson Socoo Alves MARRA, Enes Gonçalves. Escola de Engenhaia Elética

Leia mais

Motores Elétricos. IX.1 Motores de Indução Trifásicos (MIT)

Motores Elétricos. IX.1 Motores de Indução Trifásicos (MIT) Eletotécnica Geal IX. Motoes Eléticos IX Motoes Eléticos Um moto elético é uma máquina capaz de tansfoma enegia elética em enegia mecânica, utilizando nomalmente o pincípio da eação ente dois campos magnéticos.

Leia mais

Fenômenos de Transporte I. Aula 10. Prof. Dr. Gilberto Garcia Cortez

Fenômenos de Transporte I. Aula 10. Prof. Dr. Gilberto Garcia Cortez Fenômenos de Tanspote I Aula Pof. D. Gilbeto Gacia Cotez 8. Escoamento inteno iscoso e incompessíel 8. Intodução Os escoamentos completamente limitados po supefícies sólidas são denominados intenos. Ex:

Leia mais

/(,'(%,276$9$57()/8;2 0$*1e7,&2

/(,'(%,276$9$57()/8;2 0$*1e7,&2 67 /(,'(%,76$9$57()/8; 0$*1e7,& Ao final deste capítulo você deveá se capaz de: ½ Explica a elação ente coente elética e campo magnético. ½ Equaciona a elação ente coente elética e campo magnético, atavés

Leia mais

Questão 2. Questão 1. Resposta. Resposta

Questão 2. Questão 1. Resposta. Resposta Atenção: Esceva a esolução COMPLETA de cada questão no espaço esevado paa a mesma. Não basta esceve apenas o esultado final: é necessáio mosta os cálculos e o aciocínio utilizado. Utilize g 10m/s e π3,

Leia mais

2 Compressor Automotivo

2 Compressor Automotivo Compesso Automotivo Neste capítulo seá apesentado o desenvolvimento de um modelo de simulação de compessoes altenativos automotivos..1. Intodução O compesso é o componente mais impotante de um sistema

Leia mais

Conversor CC-CC Bidirecional Buck-Boost Atuando como Controlador de Carga de Baterias em um Sistema Fotovoltaico

Conversor CC-CC Bidirecional Buck-Boost Atuando como Controlador de Carga de Baterias em um Sistema Fotovoltaico UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Seto de Tecnologia Faculdade de Engenhaia Pogama de Pós-Gaduação em Engenhaia Elética onveso - Bidiecional Buck-Boost Atuando como ontolado de aga de Bateias em um

Leia mais

Movimentos de satélites geoestacionários: características e aplicações destes satélites

Movimentos de satélites geoestacionários: características e aplicações destes satélites OK Necessito de ee esta página... Necessito de apoio paa compeende esta página... Moimentos de satélites geoestacionáios: caacteísticas e aplicações destes satélites Um dos tipos de moimento mais impotantes

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueador Sênior

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueador Sênior PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fanqueado Sênio Dados da Empesa Razão Social: Spoleto Fanchising LTDA. Nome Fantasia: Spoleto. Data de fundação: 07 de feveeio de 1999. Númeo

Leia mais

I~~~~~~~~~~~~~~-~-~ krrrrrrrrrrrrrrrrrr. \fy --~--.. Ação de Flexão

I~~~~~~~~~~~~~~-~-~ krrrrrrrrrrrrrrrrrr. \fy --~--.. Ação de Flexão Placas - Lajes Placas são estutuas planas onde duas de suas tês dimensões -lagua e compimento - são muito maioes do que a teceia, que é a espessua. As cagas nas placas estão foa do plano da placa. As placas

Leia mais

Ivan Correr (UNIMEP) ivcorrer@unimep.br. Ronaldo de Oliveira Martins (UNIMEP) romartin@unimep.br. Milton Vieira Junior (UNIMEP) mvieira@unimep.

Ivan Correr (UNIMEP) ivcorrer@unimep.br. Ronaldo de Oliveira Martins (UNIMEP) romartin@unimep.br. Milton Vieira Junior (UNIMEP) mvieira@unimep. X SMPEP Bauu, SP, Basil, 7 a 9 de ovembo de 2005 Avaliação do índice de utilização de máquinas feamentas CC em uma empesa de usinagem, po meio da análise da técnica de pé ajustagem de feamentas. - van

Leia mais

2.6 RETRODISPERSÃO DE RUTHERFORD. 2.6.1 Introdução

2.6 RETRODISPERSÃO DE RUTHERFORD. 2.6.1 Introdução Capítulo Técnicas de Caacteização Estutual: RS.6 RETRODISPERSÃO DE RUTHERFORD.6. Intodução De modo a complementa a análise estutual das váias amostas poduzidas paa este tabalho, foi utilizada a técnica

Leia mais

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 10/08/13 PROFESSOR: MALTEZ

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 10/08/13 PROFESSOR: MALTEZ ESOLUÇÃO DA AALIAÇÃO DE MATEMÁTICA o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 0/08/ POFESSO: MALTEZ QUESTÃO 0 A secção tansvesal de um cilindo cicula eto é um quadado com áea de m. O volume desse cilindo, em m, é: A

Leia mais

CAMPOS MAGNETOSTÁTICOS PRODUZIDOS POR CORRENTE ELÉTRICA

CAMPOS MAGNETOSTÁTICOS PRODUZIDOS POR CORRENTE ELÉTRICA ELETOMAGNETMO 75 9 CAMPO MAGNETOTÁTCO PODUZDO PO COENTE ELÉTCA Nos capítulos anteioes estudamos divesos fenômenos envolvendo cagas eléticas, (foças de oigem eletostática, campo elético, potencial escala

Leia mais

Structural changes in employment in the economy: 1996 and 2002 compared

Structural changes in employment in the economy: 1996 and 2002 compared MPRA Munich Pesonal RePEc Achive Stuctual changes in employment in the economy: 1996 and 22 compaed Ichihaa, Silvio Massau; Guilhoto, Joaquim J.M. and Amoim, Mácio Guea 27 Online at http://mpa.ub.uni-muenchen.de/31514/

Leia mais

CAPÍTULO III- DESCRIÇÃO DE UM FLUIDO EM MOVIMENTO. 1. Leis Físicas Fundamentais. 3 leis escoamentos independentes da natureza do fluido

CAPÍTULO III- DESCRIÇÃO DE UM FLUIDO EM MOVIMENTO. 1. Leis Físicas Fundamentais. 3 leis escoamentos independentes da natureza do fluido CAPÍTULO III- DESCRIÇÃO DE UM FLUIDO EM MOVIMENTO 1. Leis Físicas Fundamentais 3 leis escoamentos independentes da natueza do fluido Leis Básicas Equações Fundamentais Lei da Consevação de Massa Equação

Leia mais

SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE TRATORES AGRÍCOLAS Carlos Alberto Alves Varella 1 ÍNDICE

SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE TRATORES AGRÍCOLAS Carlos Alberto Alves Varella 1 ÍNDICE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO IT Depataento de Engenhaia ÁREA DE MÁQUINAS E ENERGIA NA AGRICULTURA IT 154- MOTORES E TRATORES SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE TRATORES AGRÍCOLAS Calos Albeto Alves

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueador Sênior

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueador Sênior PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fanqueado Sênio Dados da Empesa Razão Social: Spoleto Fanchising LTDA. Nome Fantasia: Spoleto Data de fundação: 07 de feveeio de 1999 Númeo

Leia mais

PRINCÍPIOS DA DINÂMICA LEIS DE NEWTON

PRINCÍPIOS DA DINÂMICA LEIS DE NEWTON Pofa Stela Maia de Cavalho Fenandes 1 PRINCÍPIOS DA DINÂMICA LEIS DE NEWTON Dinâmica estudo dos movimentos juntamente com as causas que os oiginam. As teoias da dinâmica são desenvolvidas com base no conceito

Leia mais

Informação Geográfica em Engenharia Civil

Informação Geográfica em Engenharia Civil Noções Infomação Geogáfica em Engenhaia Civil Infomação Geogáfica Infomação espeitante a fenómenos (o que ocoe no tempo e no espaço) Geoefeenciação Associação da posição espacial à infomação Alexande Gonçalves

Leia mais

Gestão de Inventários: Introdução 1

Gestão de Inventários: Introdução 1 Gestão de Inventáios: Intodução 1 Gestão de Inventáios Intodução Definição de inventáio (ou stock) Acumulação de matéias-pimas, podutos semi-acabados e/ou podutos acabados, bem como de sobessalentes necessáios

Leia mais

ANÁLISE DA FIABILIDADE DA REDE DE TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO

ANÁLISE DA FIABILIDADE DA REDE DE TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO NÁLIE D IBILIDDE D REDE DE TRNPORTE E DITRIBUIÇÃO. Maciel Babosa Janeio 03 nálise da iabilidade da Rede de Tanspote e Distibuição. Maciel Babosa nálise da iabilidade da Rede de Tanspote e Distibuição ÍNDICE

Leia mais

Excipientes: benzoato de sódio, ácido benzóico, propilenoglicol, álcool absoluto, álcool benzílico e água bidestilada.

Excipientes: benzoato de sódio, ácido benzóico, propilenoglicol, álcool absoluto, álcool benzílico e água bidestilada. ANSIOLÍTICO E MIORRELAXANTE IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome do poduto: Valium / Valium injetável Nome genéico: diazepam Foma famacêutica e apesentação Caixas com 20 e 30 compimidos de 5 e 10 mg Solução injetável

Leia mais

Engenharia Electrotécnica e de Computadores Exercícios de Electromagnetismo Ficha 1

Engenharia Electrotécnica e de Computadores Exercícios de Electromagnetismo Ficha 1 Instituto Escola Supeio Politécnico de Tecnologia ÁREA INTERDEPARTAMENTAL Ano lectivo 010-011 011 Engenhaia Electotécnica e de Computadoes Eecícios de Electomagnetismo Ficha 1 Conhecimentos e capacidades

Leia mais

HOW TO Procedimento para efetuar a autenticação no Aker Firewall utilizando token.

HOW TO Procedimento para efetuar a autenticação no Aker Firewall utilizando token. Pocedimento paa efetua a autenticação no Ake Fiewall utilizando token. Poduto Ake Fiewall Vesão do poduto Vesão do documento Data de evisão 1 de 6 Intodução Este documento ensina a maneia coeta efetua

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueado

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueado PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fanqueado Dados da Empesa Razão Social: Cultua Anglo Ameicana de Petolina LTDA Nome Fantasia: Yázigi Petolina Data de fundação 03 de janeio

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE TRANSMISSÃO MECÂNICA BASEADO EM ENGRENAGENS CÔNICAS E

Leia mais

Sistemas de válvula Sistemas de válvulas conforme norma ISO 5599-1, tamanho 3, série 581. Catálogo impresso

Sistemas de válvula Sistemas de válvulas conforme norma ISO 5599-1, tamanho 3, série 581. Catálogo impresso ISO 5599-1, tamanho 3, série 581 Catálogo impresso 2 ISO 5599-1, tamanho 3, série 581 Acionamento elétrico Sistema de válvulas, Série 581, tamanho 3 Qn = 4100 l/min Largura da válvula piloto: 22 mm conexão

Leia mais

ESTRATÉGIA DE CONTROLE PARA ACIONAMENTO A VELOCIDADE VARIÁVEL PARA MOTORES MONOFÁSICOS COM OPERAÇÃO OTIMIZADA

ESTRATÉGIA DE CONTROLE PARA ACIONAMENTO A VELOCIDADE VARIÁVEL PARA MOTORES MONOFÁSICOS COM OPERAÇÃO OTIMIZADA ESTRATÉGA DE CONTROLE PARA ACONAMENTO A VELOCDADE VARÁVEL PARA MOTORES MONOFÁSCOS COM OPERAÇÃO OTMZADA Ronilson Rocha * Pedo F Donoso Gacia * Selênio Rocha Silva * Mácio Fonte Boa Cotez x UFMG -CPDEE *

Leia mais

Dinâmica Trabalho e Energia

Dinâmica Trabalho e Energia CELV Colégio Estadual Luiz Vianna Física 1 diano do Valle Pág. 1 Enegia Enegia está elacionada à capacidade de ealiza movimento. Um dos pincípios básicos da Física diz que a enegia pode se tansfomada ou

Leia mais

SISTEMA COMPUTACIONAL PARA O MONITORAMENTO E CONTROLE EM TEMPO REAL DE REDES DE ESCOAMENTO

SISTEMA COMPUTACIONAL PARA O MONITORAMENTO E CONTROLE EM TEMPO REAL DE REDES DE ESCOAMENTO SISTEMA COMPUTACIONAL PARA O MONITORAMENTO E CONTROLE EM TEMPO REAL DE REDES DE ESCOAMENTO Calos de O. Galvão 11, Fancisco V. Basileio 1, Cledson Souto Santana 1, Éica Machado 1, Esthe V. Basileio 1, Buno

Leia mais

A Disposição a Pagar pelo Uso da Água na Bacia Hidrográfica do Rio Pardinho

A Disposição a Pagar pelo Uso da Água na Bacia Hidrográfica do Rio Pardinho A Disposição a Paga pelo Uso da Água na Bacia Hidogáfica do Rio Padinho Auto: Augusto Mussi Alvim (CPF: 564402430-04). Douto em Economia, Pofesso Adunto do Depatamento de Ciências Econômicas, PUCRS. Av.

Leia mais

Unidade 13 Noções de Matemática Financeira. Taxas equivalentes Descontos simples e compostos Desconto racional ou real Desconto comercial ou bancário

Unidade 13 Noções de Matemática Financeira. Taxas equivalentes Descontos simples e compostos Desconto racional ou real Desconto comercial ou bancário Unidade 13 Noções de atemática Financeia Taxas equivalentes Descontos simples e compostos Desconto acional ou eal Desconto comecial ou bancáio Intodução A atemática Financeia teve seu início exatamente

Leia mais

Modelo integrado para seleção de cargas e reposicionamento de contêineres vazios no transporte marítimo

Modelo integrado para seleção de cargas e reposicionamento de contêineres vazios no transporte marítimo Modelo integado paa seleção de cagas e eposicionamento de contêinees vazios no tanspote maítimo Rafael Bubac Teixeia 1 e Claudio Babiei da Cunha 2 Resumo: Este atigo tata do poblema integado de escolha

Leia mais

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE Faculdade de Engenhaia Tansmissão de calo 3º Ano Aula 4 Aula Pática- Equação Difeencial de Tansmissão de Calo e as Condições de Contono Poblema -4. Calcula a tempeatua no

Leia mais

MESTRADO EM MACROECONOMIA e FINANÇAS Disciplina de Computação. Aula 05. Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano

MESTRADO EM MACROECONOMIA e FINANÇAS Disciplina de Computação. Aula 05. Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano MESTRADO EM MACROECONOMIA e FINANÇAS Disciplina de Computação Aula 5 Pof. D. Maco Antonio Leonel Caetano Guia de Estudo paa Aula 5 Poduto Vetoial - Intepetação do poduto vetoial Compaação com as funções

Leia mais

Sejam todos bem-vindos! Física II. Prof. Dr. Cesar Vanderlei Deimling

Sejam todos bem-vindos! Física II. Prof. Dr. Cesar Vanderlei Deimling Sejam todos bem-vindos! Física II Pof. D. Cesa Vandelei Deimling Bibliogafia: Plano de Ensino Qual a impotância da Física em um cuso de Engenhaia? A engenhaia é a ciência e a pofissão de adquii e de aplica

Leia mais

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET CONJUNTOS DE FACAS WINDJET CONJUNTO DE FACAS WINDJET SOPRADORES CONJUNTOS DE FACAS WINDJET SUMÁRIO Página Visão geral dos pacotes de facas de ar Windjet 4 Soprador Regenerativo 4 Facas de ar Windjet 4

Leia mais

Transformador de Corrente com Núcleo Toroidal de Liga Nanocristalina

Transformador de Corrente com Núcleo Toroidal de Liga Nanocristalina 1 Tansfomado de Coente com Núcleo Tooidal de Liga Nanocistalina Benedito A. Luciano, Membe, EEE, Raimundo C. S. Feie, José Gutembegue A. Lia, Glauco Fontgalland, Membe, EEE, e Walman B. de Casto. Abstact-

Leia mais

Variable Speed Wind Turbine Modeling Using ATPDraw

Variable Speed Wind Turbine Modeling Using ATPDraw Antonio S. Neto, Fancisco A. S. Neves, Pedo A. C. Rosas Univesidade Fedeal de Penambuco UFPE Recife - PE Email: asneto01@yahoo.com.b, fneves@ufpe.b, posas@ufpe.b Eduado L. R. Pinheio, Selênio R. Silva

Leia mais

il:11..: I.1 :!:i': t':.: j : t. :.;:Ï

il:11..: I.1 :!:i': t':.: j : t. :.;:Ï ::=-::Í::Ì:::-.i;: il:11..: I.1 :!:i': t':.: j : t. :.;:Ï ìi NOTICIAS DO SETOR Um anô de ouo paa a constltção basileia.ô,: lïcnet {lnfomações da Constução) avaliou positivamènte o mêcado de Constução CivÍl

Leia mais

Análise de Correlação e medidas de associação

Análise de Correlação e medidas de associação Análise de Coelação e medidas de associação Pof. Paulo Ricado B. Guimaães 1. Intodução Muitas vezes pecisamos avalia o gau de elacionamento ente duas ou mais vaiáveis. É possível descobi com pecisão, o

Leia mais

TEORIA DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL

TEORIA DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL Aula 0 EORIA DA GRAVIAÇÃO UNIVERSAL MEA Mosta aos alunos a teoia da gavitação de Newton, peda de toque da Mecânica newtoniana, elemento fundamental da pimeia gande síntese da Física. OBJEIVOS Abi a pespectiva,

Leia mais

PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG

PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG SL 733 GRANDE POTÊNCIA, ALTO DESEMPENHO A carregadeira sobre rodas Hyundai Shandong entrega máxima potência todo o tempo, representando um ganho substancial

Leia mais

FSA 740 A solução simples para o complexo diagnóstico veicular

FSA 740 A solução simples para o complexo diagnóstico veicular FSA 740 A solução simples para o complexo diagnóstico veicular FSA 740 Análise completa de sistemas veiculares com inovador teste de sensores Gerador de sinais para teste de sensores. Teste de componentes.

Leia mais

75$%$/+2(327(1&,$/ (/(75267È7,&2

75$%$/+2(327(1&,$/ (/(75267È7,&2 3 75$%$/+(37(&,$/ (/(7567È7,& Ao final deste capítulo você deveá se capa de: ½ Obte a epessão paa o tabalho ealiado Calcula o tabalho que é ealiado ao se movimenta uma caga elética em um campo elético

Leia mais

Antenas. Antena = transição entre propagação guiada (circuitos) e propagação não-guiada (espaço). Antena Isotrópica

Antenas. Antena = transição entre propagação guiada (circuitos) e propagação não-guiada (espaço). Antena Isotrópica Antenas Antena tansição ente popagação guiada (cicuitos) e popagação não-guiada (espaço). Antena tansmissoa: Antena eceptoa: tansfoma elétons em fótons; tansfoma fótons em elétons. Antena sotópica Fonte

Leia mais

LISTA de GRAVITAÇÃO PROFESSOR ANDRÉ

LISTA de GRAVITAÇÃO PROFESSOR ANDRÉ LISA de GRAVIAÇÃO PROFESSOR ANDRÉ 1. (Ufgs 01) Em 6 de agosto de 01, o jipe Cuiosity" pousou em ate. Em um dos mais espetaculaes empeendimentos da ea espacial, o veículo foi colocado na supefície do planeta

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SUBSTRATO CERÂMICO BiNbO 4 PARA ANTENAS DE MICROFITA DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES SEM FIO

DESENVOLVIMENTO DE SUBSTRATO CERÂMICO BiNbO 4 PARA ANTENAS DE MICROFITA DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES SEM FIO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE SUBSTRATO CERÂMICO BiNbO 4 PARA ANTENAS DE MICROFITA

Leia mais