TÚLIO ESPANCA E A SUA ACÇÃO PRÓ-ÉVORA - UMA VIDA DEDICADA À CIDADE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TÚLIO ESPANCA E A SUA ACÇÃO PRÓ-ÉVORA - UMA VIDA DEDICADA À CIDADE"

Transcrição

1 TÚLIO ESPANCA E A SUA ACÇÃO PRÓ-ÉVORA - UMA VIDA DEDICADA À CIDADE Celestino Froes David stes breves apontamentos sobre a acção de Túlio Espanca como sócio e dirigente do Grupo Pro-Évora têm como finalidade dar a conhecer alguns aspectos mais relevantes^ sem uma preocupação exaustiva, da sua actividade neste âmbito e ao mesmo tempo prestar homenagem ao investigador e apaixonado por esta cidade onde viveu. Túlio Espanca foi desde o início um entusiasta pela cidade e deu os primeiros passos no seu percurso de dedicação exclusiva ao património cultural de Évora quando se inscreveu em 1939 no I Curso de Cicerones promovido pelo Grupo Pro-Evora destinado a ministrar conhecimentos sobre o valor monumental, histórico e turístico da cidade. Este Curso inicia-se em 21 de Abril e tem a seguinte programação: I a semana - Templo Romano e Sé (Dr. Celestino David) 2 a semana - Universidade, Igreja de Santo Antão (Dr. António Bartolomeu Gromicho) 3 a semana - Toponímia, Páteo de S. Miguel e Ermida de S. Miguel (Joaquim Câmara Manoel) 4 a semana - Igreja de S. Francisco. (Ten-Cor. Boaventura Aguiar) e Igreja dos Lóios (Dr. Celestino David) O exame foi realizado no dia 7 de Junho de 1939 e o curso finaliza com uma Conferência proferida pelo Dr. Alberto Mac-Bride, sendo o I o prémio entregue a Túlio Alberto da Rocha Espanca.(l) Desde então o seu interesse pelo estudo da história e da arte da cidade tornam-se a verdadeira e prioritária orientação da sua acção, apesar da sua preparação académica ser mínima (4 a Classe), prevaleceu a paixão pelo estudo e a dedicação a um trabalho sem fim que realizou sem desalento e sem esperar recompensas. O Curso de Cicerones proporciona-lhe a colocação como guia na Comissão de Turismo da Câmara Municipal de Évora e o seu empenhamento na divulgação do património cultural da cidade, não só nas visitas guiadas em que se especializou, mas na colaboração assídua em jornais, revistas e na publicação dos Guias de Évora a partir de Em 1944 Celestino David escrevia nas páginas do "Notícias de Évora" um artigo intitulado Um Novo Prometedor; Efeitos da Acção Pro-Evora sobre Túlio Espanca a propósito da publicação em separata do Boletim "A Cidade de Évora" do estudo As Pinturas da Catedral de Évora em 1537 e O Retábulo Flamengo da Capela do Esporão: Não são, nem poderiam ser de lisonja, as palavras que a oferta da separata a que me refiro me levou a escrever. As linhas que atraz deixei representam unicamente: os meus cumprimentos para o trabalho e justifique, com o tempo, a esperança, que todos nós temos, de que prossiga nos seus estudos e jamais deixe de ser o valioso elemento, que já é, na obra que a todos nós interessa: amar Évora e defendê-la sempre.

2 Colaborador incansável nas actividades que o Grupo promove, participa em 1941 na organização do I o Centenário do Liceu Nacional de Évora e no II Curso de Cicerones que se realiza também nesse ano. O Grupo Pro-Évora propõe em 1941 a classificação dos seguintes monumentos : Igrejas de S. Mamede, do Salvador e da Misericórdia e Túlio Espanca é encarregado de proceder à inventariação fotográfica dos motivos e elementos artísticos dispersos pela cidade, por sugestão do Grupo e a cargo da Comissão Municipal de Turismo, da qual era funcionário, guia-intérprete. Entretanto a polémica sobre a homenagem pública a Florbela Espanca que prosseguia desde 1930, com a insistência do Grupo Pro-Évora na colocação do busto realizado por Diogo de Macedo no Jardim Público, vai provocar também a intervenção de Túlio Espanca que escreve no jornal A Defesa um artigo intitulado Ainda Florbela Espanca em 30 de Dezembro de Defendendo essa homenagem contra a campanha anti- Florbela que ainda se fazia ouvir e que vingou até 18 de Junho de 1949, data da colocação do busto no Jardim Público de Évora. A partir de 1942 inicia-se a publicação deste Boletim A Cidade de Évora que tem como director o Dr. António Bartolomeu Gromicho, Presidente da Comissão Municipal de Turismo, Vereador das Obras Públicas e Turismo e então Presidente da Direcção do Grupo Pro-Évora e como editor Túlio Espanca que viria a ser o grande continuador desta publicação, na qual começam a aparecer os seus estudos logo a partir do segundo número, editado em Março de A qualidade deste Boletim atesta bem o cuidado e o interesse que os estudos históricos, artísticos e etnográficos relacionados com a cidade mereceram ao seu editor, fruto de um empenhamento que não abandonou até ao fim da sua vida. Exposições É a partir dos anos cinquenta que Túlio Espanca tem uma participação importante, e em alguns casos decisiva, numa série de exposições que o Grupo organiza : Organização da exposição de Pintura de Temas Eborenses no Paláciò de D.Manuel Colaboração na organização da Missão Internacional de Arte Exposição Barristas do Alentejo Exposição de Imaginária Medieval Exposição de Cristos Populares Exposição de Lâminas Religiosas Exposição de Escultura de Marfim Exposição de Desenhos de Vieira Lusitano existentes no Museu de Évora Exposição de Metais Trabalhados Exposição Iconográfica dos Santos Populares Exposição de Tecidos e Bordados Artísticos Antigos Exposição Iconográfica e Artística do Menino Jesus

3 Destas exposições é justo destacar a recolha de elementos e investigação que lhe estão na origem como o demonstram alguns catálogos que incluem estudos sobre os temas tratados. Como é fácil verificar todas estas actividades marcaram a vida cultural da nossa cidade durante décadas e isso só foi possível devido à dedicação demonstrada por grandes impulsionadores do Grupo, entre os quais Túlio Espanca tem um lugar destacado. As exposições e as actividades de dinamização cultural são desde o início do Grupo uma forma privilegiada de sensibilizar a população para os valores patrimoniais da sua cidade e essa estratégia deu frutos que hoje conhecemos bem. / Conferências no Grupo Pro-Evora As conferências que o Grupo Pro-Évora organizou a partir de 1979 tiveram uma participação quase contínua de Túlio Espanca que as proferia manifestando sempre o seu agrado em falar de temas de História e de História da Arte relacionados com a cidade, dando a conhecer o seu saber e o produto das suas investigações. A facilidade comunicativa e o interesse de quem expunha o objecto dos seus estudos tornaram as suas conferências uma fonte de conhecimentos enciclopédicos sobre a cidade de Évora que não encontram hoje nenhuma possível continuidade. E verdade que a historiografia e a investigação histórica exigem hoje uma grande especialização. Essa riqueza globalizante de vivências que tomavam Túlio Espanca um repositório vivo das memórias da cidade já não a encontramos com facilidade. Dessas conferências realizadas na sede do Grupo Pro-Evora anotamos : Os Castelos de Évora - Evolução e História - 5 de Junho O Templo Romano de Évora - sua evolução através dos tempos - 3 de Junho O Aqueduto da Agua da Prata - 24 de Março. - História dos Paços do Concelho de Évora - sua evolução desde o séc. XVI - 29 de Dezembro A Pintura Antiga em Évora - sua originalidade no contexto artístico nacional - 11 de Maio. - O Convento de S. Francisco de Évora (evocação histórica no VIII Centenário do nascimento do fundador da Ordem: S. Francisco de Assis) - 28 de Dezembro A Catedral de Évora, relicário de sete séculos de história da arte - 3 de Maio Evocação dos Desaparecidos Conventos de Évora - S. Domingos, Paraíso, Sta. Catarina, Sta. Mónica e Salvador - 20 de Março. - A Praça do Geraldo na história da cidade - 16 de Novembro Viajantes-Escritores estrangeiros e a cidade de Évora (séc. XV-XVII) - 11 de Março.

4 - Conversas sobre a Cidade - Palestra/Debate com Túlio Espanca (História), Cónego Dr. José Augusto Alegria (Música) e Alexandre Passos (Teatro) - 9 de Dezembro O Brasão de Évora, história e evolução iconográfíca - 16 de Maio. 0 homem, a obra e a cidade A obra de Túlio Espanca é vasta e dela não podemos deixar de citar os Cadernos de História e Arte Eborense que se iniciam em 1944 e sobretudo o Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Évora e Distrito de Beja. Estas obras, que representam um levantamento pormenorizado do património artístico desta região, só possível devido à dedicação sem limites de que o seu autor deu provas, são e serão referências fundamentais para qualquer investigação, em domínios muito diversos, que incida sobre o conhecimento do nosso património cultural. Aqui devemos acentuar a verdadeira acepção do cultural, ou seja, das práticas que, como é o caso, não têm só um significado social (o que é importante) mas que tenham um significado para aquele que as efectua, que constituam uma realização de cidadania no sentido de favorecerem o conhecimento que todos devemos ter de nós próprios, do nosso passado colectivo e da nossa cidade e região. É verdade que estas actividadades culturais no seu sentido mais rico são muitas vezes silenciosas e pouco reconhecidas. (2) Numa sociedade em que o cultural se institui como espectáculo, acompanha o imediatismo e se constitui em objectos de comercialização económico-política, o exemplo de Túlio Espanca bem nos pode alertar para um outro sentido que é necessário recuperar da cultura : a verdadeira capacidade de fornecer significado às acções humanas, de produzir pensamento e criatividade. A acção que efectuou potência muitas outras investigações, abre-lhes espaço, campo de desenvolvimento. As acções culturais são isso mesmo, disseminações, expansionismo de gestos e produções que se multiplicam e divergem nos seus significados, naturalmente opostos da instauração da unidade e do totalitarismo. A necessidade de pensar a cidade, de a compreender ainda hoje como lugar de convivência, de entendimento da natureza social e humana, modo de conjugar a praxis com a poiesis, defesa dos valores da urbanidade, todos estes pressupostos contribuem para a afirmação de uma obra que em Túlio Espanca encontra uma vida para lhe dar corpo. Em 1981 a Fundação F.S.V. de Hamburgo distinguiu-o com o Prémio Europeu para a Defesa dos Monumentos Históricos que lhe é entregue em 29 de Maio de Na altura referiu o Prof. Doutor Alois Machatschek do Institut fur Baukunst de Viena (Áustria) : Todos sabemos que a principal origem deste interesse pela beleza sempre crescente da cidade ou de um monumento é a existência de um carinho pelas tradições. Pelo menos aprendemos da história que a continuidade da tradição tem sido sempre uma base para uma atitude positiva em relação aos monumentos. O estudo e a compreensão do monumento é pré-condição para a sua preservação. (3)

5 Foi este estudo e descrição do património artístico desta região que enriquecem a sua compreensão e contribuem decisivamente para a sua preservação, a grande tarefa deste homem que importa evocar aqui. Outras homenagens lhe prestaram também a Academia Nacional de Belas-Artes elegendo-o académico honorário, em Outubro de 1982, a Câmara Municipal de Évora atribuindo-lhe a Medalha de Ouro da Cidade, em Novembro de 1982, a Universidade de Évora no Doutoramento Honoris Causa em NOTAS BIBLIOGRÁFICAS (1) - Cf. Celestino David. O Grupo Pro-Évora, páginas comemorativas do 25 aniversário, separata do Boletim A Cidade de Évora, n s 7,8,12, (2) - Cf. Michel de Certeau, La Culture au Pluriel. ed. Christian Bourgois, Paris, (3) - Discurso do Prof. Doutor Alois Machatschek na entrega do Prémio da F.V.S. de Hamburgo a Túlio Espanca em 29 de Maio de 1982.

Escola Secundária da Ramada

Escola Secundária da Ramada Escola Secundária da Ramada Nome: Margarida Isabel dos Santos Fonseca Turma: 11ºI Número: 7 Disciplina: História da Cultura e das Artes Professora: Maria do Céu Pascoal Data: 09 de Junho de 2006 1/11 Introdução

Leia mais

O PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TURÍSTICA DA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO. A sinalização turística como integradora de uma rede de circuitos turísticos

O PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TURÍSTICA DA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO. A sinalização turística como integradora de uma rede de circuitos turísticos O PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TURÍSTICA DA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO A sinalização turística como integradora de uma rede de circuitos turísticos ...não sei, não conheço, não sou daqui talvez se virar

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO PRIMEIRO SEMESTRE DE EXISTÊNCIA DO CIGC. Introdução: JULHO. Actividades:

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO PRIMEIRO SEMESTRE DE EXISTÊNCIA DO CIGC. Introdução: JULHO. Actividades: RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO PRIMEIRO SEMESTRE DE EXISTÊNCIA DO CIGC Centro de Interpretação Geológica de Canelas Lugar de Cima 4540-252 Canelas Arouca Introdução: O presente relatório descreve as actividades

Leia mais

MFTPJ. Descrição Exposição de pintura, gravura e escultura de Luís Fernandes:

MFTPJ. Descrição Exposição de pintura, gravura e escultura de Luís Fernandes: Exposições Exposição temporária MFTPJ Título À Volta do Xisto : Inauguração a 1 de abril pelas 17:30 horas Encerramento a 24 de maio Exposição de pintura, gravura e escultura de Luís Fernandes: Afanosamente

Leia mais

Perfil do visitante de Évora

Perfil do visitante de Évora Perfil do visitante de Évora Universidade de Évora Escola de Ciências Sociais Maria do Rosário Borges Maria Noémi Marujo Jaime Serra Évora, Maio de 2012 41-60 anos (45%) Idade 21-40 anos (39%) Habilitações

Leia mais

Plano de Actividades 2010

Plano de Actividades 2010 Plano de Actividades Amigos dos Açores Associação Ecológica Dezembro de 2009 Plano de Actividades 2010 Título Amigos dos Açores Associação Ecológica Autoria Avenida da Paz, 14, 9600-053 Pico da Pedra +351

Leia mais

ABERTURA DO ANO ESCUTISTA 2012-2013

ABERTURA DO ANO ESCUTISTA 2012-2013 ABERTURA DO ANO ESCUTISTA 2012-2013 IIIª Secção 6 e 7 de Outubro 2012 São Romão do Neiva 1 Abertura do Ano escutista 2012 / 2013 IIIª Secção 1. DEFINIÇÃO DA ACTIVIDADE É pretendido, com esta actividade,

Leia mais

DAR SEM MEDIDA ESCUTISMO E VOLUNTARIADO CRISTÃO EUGÉNIO FONSECA COLECÇÃO. corpo&alma

DAR SEM MEDIDA ESCUTISMO E VOLUNTARIADO CRISTÃO EUGÉNIO FONSECA COLECÇÃO. corpo&alma DAR SEM MEDIDA ESCUTISMO E VOLUNTARIADO CRISTÃO EUGÉNIO FONSECA COLECÇÃO corpo&alma Foto: CNE / Tiago Pereira 3 PREFÁCIO CORPO&ALMA UMA NOVA COLECÇÃO corpo&alma é o nome desta nova colecção de livros editados

Leia mais

Amor e Solidariedade

Amor e Solidariedade Amor e Solidariedade Apresentação Élio Fonseca Sarzedo Pedro Correia Soalheira Miguel Silva Castelo Branco Adriano Teixeira Vale Formoso Daniel Rasteiro Aldeia da Ribeira Tiago Crisóstomo Covilhã Jorge

Leia mais

PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL

PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL A Amnistia Internacional Portugal defende a manutenção Formação Cívica nos 2.º

Leia mais

Programa de acompanhantes

Programa de acompanhantes Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012 9:30 Saída em autocarro do Hotel Axis 10:00 Chegada a Barcelos Visita ao centro Histórico de Barcelos Programa de acompanhantes O concelho de Barcelos é um exemplo

Leia mais

MI - NEW ART CONCEPT AVENIDA 25 DE ABRIL, Nº672, LOJA F 2750-512 CASCAIS PORTUGAL

MI - NEW ART CONCEPT AVENIDA 25 DE ABRIL, Nº672, LOJA F 2750-512 CASCAIS PORTUGAL MI - NEW ART CONCEPT AVENIDA 25 DE ABRIL, Nº672, LOJA F 2750-512 CASCAIS PORTUGAL MI - NEW ART CONCEPT A Galeria MI (Magia Imagem) iniciou a sua actividade em 1996, junto à Av. de Roma, em Lisboa, onde

Leia mais

Centro de Estudos Volte Face

Centro de Estudos Volte Face Centro de Estudos Volte Face Curriculum Vitae HISTÓRIA A história do Projecto Volte Face Medalha Contemporânea é recente, pois é fundado no ano lectivo de 1997/1998, na Cadeira de Medalhística da Faculdade

Leia mais

ESCOLA EB 2,3/S DR. ISIDORO DE SOUSA VIANA DO ALENTEJO. De 19 a 21 de Março

ESCOLA EB 2,3/S DR. ISIDORO DE SOUSA VIANA DO ALENTEJO. De 19 a 21 de Março ESCOLA EB 2,3/S DR. ISIDORO DE SOUSA VIANA DO ALENTEJO 2009/10 De 19 a 21 de Março A actividade de ida a Toledo (Espanha), foi apresentada no plano de actividades para o ano lectivo 2009/10 e aprovada

Leia mais

FORMATOU DOM PATRÔ TEXTO INTERNET E DOM PATRÔ MUSICA INTERPRETE DULCE PONTES DANA WINER

FORMATOU DOM PATRÔ TEXTO INTERNET E DOM PATRÔ MUSICA INTERPRETE DULCE PONTES DANA WINER FORMATOU DOM PATRÔ TEXTO INTERNET E DOM PATRÔ MUSICA INTERPRETE DULCE PONTES DANA WINER AO VER PELA VEZ PRIMEIRA AS IMAGENS DESSA PRECIOSIDADE, O TEMA ME ENCANTOU, POIS SOU APAIXONADO PELAS NOSSAS RAIZES

Leia mais

xposição Pintura "outras formas de olhar" outubro2008 galeria municipal exposição colectiva Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço

xposição Pintura outras formas de olhar outubro2008 galeria municipal exposição colectiva Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço exposição colectiva "outras formas de olhar" Maria Emília Milheiro Teresa Rodarte xposição Pintura Lucinda Barrinha Manuela Reis outubro2008 galeria municipal Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço

Leia mais

Museu de Arte Sacra da Sé

Museu de Arte Sacra da Sé 1 Museu de Arte Sacra da Sé Algumas notas sobre a história deste Museu e também sobre a filosofia que presidiu ao actual projecto museológico Fig.1 Museu de Arte Sacra de Évora - Exterior 1. Sua história

Leia mais

Arte Renascentista. Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com

Arte Renascentista. Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com Arte Renascentista Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com ARTE É UM TODO ORGÂNICO E ORDENADO, DIRIGIDO POR LEIS PRÓPRIAS, QUE REGEM, QUER OS ELEMENTOS DO MACROCOSMO, DOS ASTROS, QUER DO

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO ESCOLA JOÃO AFONSO DE AVEIRO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO ESCOLA JOÃO AFONSO DE AVEIRO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO ESCOLA JOÃO AFONSO DE AVEIRO PROGRAMA DA VISITA DE ESTUDO: POR TERRAS DA MACARONÉSIA ROTEIRO GEOLÓGICO E PAISAGÍSTICO EM S. MIGUEL E SANTA MARIA (AÇORES) ANO LECTIVO DE

Leia mais

Museu Nacional da Arte Antiga

Museu Nacional da Arte Antiga Museu Nacional da Arte Antiga Índice 1. Horários e localização: 2. Ingresso 3. História do museu 4. Informações acerca do museu 5. As 10 obras de referência do MNAA 6. Coleções 1 - Horário e Localização

Leia mais

Unidade de Arqueologia / CICTEM da Universidade do Minho

Unidade de Arqueologia / CICTEM da Universidade do Minho Unidade de Arqueologia / CICTEM da Universidade do Minho Projeto Paisagens em mudança. Bracara Augusta e o seu território (séculos I VII) (com a referência PTDC/HIS-ARQ/121136/2010) BOLSEIRO DE INVESTIGAÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DA CONVENÇÃO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE FUNDOS. Referência: GCI-PG-B-PT-COMM-Nº01

RELATÓRIO FINAL DA CONVENÇÃO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE FUNDOS. Referência: GCI-PG-B-PT-COMM-Nº01 RELATÓRIO FINAL DA CONVENÇÃO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE FUNDOS Referência: GCI-PG-B-PT-COMM-Nº01 em aplicação da convenção de delegação GCI-PG-A-PT-COMM-Nº1 Página 1 de 17 Índice 1. Introdução... 3 2. Execução

Leia mais

Arte na antiguidade: Roma. Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com

Arte na antiguidade: Roma. Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com Arte na antiguidade: Roma Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com INFLUÊNCIAS: arte etrusca - voltada para a expressão da arte vivida (destaque para o uso de arcos e abóbadas nas construções)

Leia mais

PAPA LÉGUAS. Distrito. Portalegre INTRODUÇÃO

PAPA LÉGUAS. Distrito. Portalegre INTRODUÇÃO PAPA LÉGUAS Distrito INTRODUÇÃO Este Diário de Viagem em Autocaravana é uma pequena contribuição para um Turismo Itinerante pelo Distrito de. Promover os sítios mais relevantes e sugerir locais para almoçar,

Leia mais

OUTUBR. O que aconteceu? ANÁPOLIS-GO

OUTUBR. O que aconteceu? ANÁPOLIS-GO OUTUBR BRO 2015 O que aconteceu? ANÁPOLIS-GO Dia 17 Irmã Maria da Paz de Jesus comanda uma tarde de retiro na comunidade Santo Expedito para os crismandos da Paróquia São Francisco de Assis: comunidades

Leia mais

Portugiesisch Informações do Presidente da Comissão Eleitoral da Baixa Saxónia

Portugiesisch Informações do Presidente da Comissão Eleitoral da Baixa Saxónia Portugiesisch Informações do Presidente da Comissão Eleitoral da Baixa Saxónia Princípios do sistema de eleições autárquicas da Baixa Saxónia Princípios do sistema de eleições autárquicas da Baixa Saxónia

Leia mais

ALENTEJO. Instituto Politécnico de Beja, 3 de Maio 2012

ALENTEJO. Instituto Politécnico de Beja, 3 de Maio 2012 OBSERVATÓRIO de TURISMO do ALENTEJO Instituto Politécnico de Beja, 3 de Maio 2012 Razões para a Criação do Observatório Regional de Turismo do Alentejo As lacunas da informação estatística sobre o turismo

Leia mais

Convento de Cristo Tomar

Convento de Cristo Tomar Convento de Cristo Tomar 8 Convento de Cristo APRESENTAÇÃO O Convento de Cristo forma, com o Castelo Templário de Tomar fundado por Gualdim Pais (1118-1195), Mestre da Ordem do Templo em Portugal, um

Leia mais

Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras

Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras Especialmente criado para: Soluções criativas para empresas vencedoras Alentejo 08 a 10 de Abril 2016 Itinerário 1º Dia 08 de Abril (Sex.) LISBOA / TRÓIA / CASTRO VERDE Em hora e local a combinar, partida

Leia mais

2011/2012. CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente

2011/2012. CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente PLANO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL 2011/2012 CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente 2011/2012 Índice: Introdução Ações de Sensibilização: Ateliers: Datas Comemorativas: Visitas de Estudo: Concursos: Projetos:

Leia mais

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte P I N T U R A 12 12 2013 22 02 2014 Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte I N F O R M A Ç Õ E S [Patente] Galeria de Exposições da Biblioteca Municipal de Vila

Leia mais

CONCURSO PARA A REDE DE ESCOLAS ASSOCIADAS DA UNESCO

CONCURSO PARA A REDE DE ESCOLAS ASSOCIADAS DA UNESCO CONCURSO PARA A REDE DE ESCOLAS ASSOCIADAS DA UNESCO AGRICULTURA FAMILIAR Comissão Nacional da UNESCO ; u r l: h t t p : / / w w w. u n e s c o p o r t u g a l. m n e. p t Concurso para a Rede de Escolas

Leia mais

yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnm

yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnm qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwe rtyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyui opasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas

Leia mais

NOTÍCIAS COSEC DISTINGUIDA COMO "MELHOR SEGURADORA"

NOTÍCIAS COSEC DISTINGUIDA COMO MELHOR SEGURADORA NESTA EDIÇÃO Melhor Seguradora 1 A COSEC mais perto de si 2 Acordo COSEC e Mapfre 2 Revisão Favorável 2 Produtos COSEC 3 NOTÍCIAS Carregamento de Balanços 4 Análise COSEC 5 Nº 4. 2014 COSEC DISTINGUIDA

Leia mais

Exposição patente na Casa da Cultura de Santannna, ao Sitio do Barreiro, até ao dia 14 de Janeiro de 2011.

Exposição patente na Casa da Cultura de Santannna, ao Sitio do Barreiro, até ao dia 14 de Janeiro de 2011. Exposição patente na Casa da Cultura de Santannna, ao Sitio do Barreiro, até ao dia 14 de Janeiro de 2011. ALICE SOUSA DALILA CUNHA GRAÇA ALMADA MARCO SOUSA A exposição colectiva COMPOSIÇÕES é a concretização

Leia mais

P E N C L U B E D O B R A S I L

P E N C L U B E D O B R A S I L P E N C L U B E D O B R A S I L Há 75 anos promovendo a literatura e defendendo a liberdade de expressão Boletim Informativo Rio de Janeiro Ano I Julho de 2011 Edição Online Fundado em 1936 Abertas inscrições

Leia mais

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Uma nova política para a sociedade da informação

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Uma nova política para a sociedade da informação UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Uma nova política para a sociedade da informação Diogo Vasconcelos Gestor da Unidade de Missão Inovação e Conhecimento Brasília 2003 Artigo publicado

Leia mais

M U N I C Í P I O D E S Á T Ã O

M U N I C Í P I O D E S Á T Ã O DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÁTÃO REALIZADA NO DIA 16-10-2015 PRESENTES ATA Nº. 21/2015 PRESIDENTE Alexandre Vaz VICE- PRESIDENTE Paulo Santos VEREADORES Zélia Silva Fernando Gomes Catarina

Leia mais

COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL

COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL abril/2015 albufeira.pt ALBUFEIRA/ AGENDA 2ª QUINZENA DESTAQUE COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL 24 de Abril 21h30 Trovas e Canções, Atores, Poetas e Cantores Espetáculo Comemorativo do 25 de Abril Auditório

Leia mais

A Fábrica de Cerâmica das Devesas percurso biográfico dos seus principais artistas

A Fábrica de Cerâmica das Devesas percurso biográfico dos seus principais artistas A Fábrica de Cerâmica das Devesas percurso biográfico dos seus principais artistas Ana Margarida PORTELA 1 Tivemos já ocasião de demonstrar, com a nossa dissertação de Mestrado, a excepcional importância

Leia mais

CONFEITARIA COLOMBO. Rio de Janeiro

CONFEITARIA COLOMBO. Rio de Janeiro CONFEITARIA COLOMBO Rio de Janeiro A Confeitaria Colombo é a memória viva da belle époque do Rio de Janeiro antigo, situada na rua Gonçalves Dias e foi fundada em 1894 pelos portugueses Joaquim Borges

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE LOUSA ACTA N.º 01/2007

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE LOUSA ACTA N.º 01/2007 1/8 ACTA N.º 01/2007 Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e sete, pelas vinte horas e trinta minutos reuniu, em Sessão Ordinária, a Assembleia de Freguesia de Lousa, no salão anexo à Junta de

Leia mais

2014 Ingresso em Mestrado em Ciências da Educação na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto

2014 Ingresso em Mestrado em Ciências da Educação na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto Curriculum Vitae André Freitas Santos 30 de Março de 1993 Gondomar Rua Doutor Francisco Sá Carneiro nº 1107 2º andar 912023854 andre.fsantos27@gmail.com www.freitassantos.yolasite.com/ Formação Académica

Leia mais

ATA Nº 15 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 19 DE JULHO DE 2011. PRESIDÊNCIA: Paulo Manuel Silva Codorniz-------------------------------------------------

ATA Nº 15 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 19 DE JULHO DE 2011. PRESIDÊNCIA: Paulo Manuel Silva Codorniz------------------------------------------------- ATA Nº 15 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 19 DE JULHO DE 2011 PRESIDÊNCIA: Paulo Manuel Silva Codorniz------------------------------------------------- VEREADORES PRESENTES: Maria Nélia Brito Nunes, em substituição

Leia mais

Estudo de uma coloração rosa em substrato pétreo

Estudo de uma coloração rosa em substrato pétreo Estudo de uma coloração rosa em substrato pétreo Caracterização biológica e tentativa de eliminação Aluna: Catarina Gersão de Alarcão Orientador Científico: Prof. Doutora Maria Filomena Macedo Relatora:

Leia mais

--------------------------------------------------------Ata número nove----------------------------------------------

--------------------------------------------------------Ata número nove---------------------------------------------- --------------------------------------------------------Ata número nove---------------------------------------------- ---------Aos dezassete dias do mês de junho de dois mil e quinze, pelas vinte e uma

Leia mais

Contrapartidas Sociais

Contrapartidas Sociais Apresentação O Bloco Carnavalesco Infantil MURIÇOQUINHAS foi fundado em 1992, buscando criar uma opção de divertimento seguro e de qualidade aos foliões mais jovens, que não acompanhavam o ritmo acelerado

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 168/IX ELEVAÇÃO DA VILA DO LUSO, NO CONCELHO DA MEALHADA, À CATEGORIA DE CIDADE. I Das razões históricas

PROJECTO DE LEI N.º 168/IX ELEVAÇÃO DA VILA DO LUSO, NO CONCELHO DA MEALHADA, À CATEGORIA DE CIDADE. I Das razões históricas PROJECTO DE LEI N.º 168/IX ELEVAÇÃO DA VILA DO LUSO, NO CONCELHO DA MEALHADA, À CATEGORIA DE CIDADE I Das razões históricas Se há vilas no concelho da Mealhada que mergulhem nos pergaminhos da sua história,

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE ARTES 2015 OS 150 ANOS DA BATALHA NAVAL DO RIACHUELO REGULAMENTO

EXPOSIÇÃO DE ARTES 2015 OS 150 ANOS DA BATALHA NAVAL DO RIACHUELO REGULAMENTO MARINHA DO BRASIL COMANDO DO 8º DISTRITO NAVAL CENTRO CULTURAL DA MARINHA EM SÃO PAULO EXPOSIÇÃO DE ARTES 2015 OS 150 ANOS DA BATALHA NAVAL DO RIACHUELO REGULAMENTO 1 DO PROPÓSITO Neste ano de 2015, a

Leia mais

Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Museu Nacional de Arqueologia Lisboa

Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Museu Nacional de Arqueologia Lisboa Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009 Museu Nacional de Arqueologia Lisboa Museu Nacional de Arqueologia APRESENTAÇÃO O Museu Nacional de Arqueologia (MNA), fundado em 1893, ocupa,

Leia mais

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 1945 Nasceu em Leiria. Curso de Pintura da Escola de Belas Artes de Lisboa. Frequentou o curso de Arquitectura de Belas Artes do Porto. EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2014 O Motim, Casa do Infante, Porto. Altar

Leia mais

AS ENTIDADES CASA DE HARINA

AS ENTIDADES CASA DE HARINA O PROJECTO Laboratório Transfronteiriço de Criação Artística Movimento, Arte e Tecnologia Do Contacto entre pessoas nascem e crescem propostas. Do contacto entre pessoas nascem e crescem propostas. Do

Leia mais

Participação do Curso Profissional de Técnico de Turismo na Feira do Livro de Amares 16 a 20 de março de 2015 Na semana de 16 a 20 de março de 2015

Participação do Curso Profissional de Técnico de Turismo na Feira do Livro de Amares 16 a 20 de março de 2015 Na semana de 16 a 20 de março de 2015 Participação do Curso Profissional de Técnico de Turismo na Feira do Livro de Amares 16 a 20 de março de 2015 Na semana de 16 a 20 de março de 2015 realizou-se a Feira do Livro e Mostra Pedagógica do Agrupamento

Leia mais

CARTA ESTRATÉGICA DE LISBOA 2010 2024 UM COMPROMISSO PARA O FUTURO DA CIDADE. Proposta

CARTA ESTRATÉGICA DE LISBOA 2010 2024 UM COMPROMISSO PARA O FUTURO DA CIDADE. Proposta CARTA ESTRATÉGICA DE LISBOA 2010 2024 UM COMPROMISSO PARA O FUTURO DA CIDADE Proposta documento síntese 2009 07 03 A Carta Estratégica é um instrumento de orientação que nos permite navegar resolutamente

Leia mais

Discurso de Sua Excelência o Presidente da República

Discurso de Sua Excelência o Presidente da República Continuarei a percorrer o País, de Norte a Sul, a apelar à união de esforços, a levar uma palavra de esperança e a mostrar bons exemplos de resposta à crise. Discurso de Sua Excelência o Presidente da

Leia mais

Gabinete de Apoio ao Aluno e à Comunidade Educativa (GACE)

Gabinete de Apoio ao Aluno e à Comunidade Educativa (GACE) Núcleos de Estudo Caderno de Apoio Núcleos de Estudo 1 Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui? [perguntou a Alice] Isso depende muito de para onde é que queres ir disse o Gato.

Leia mais

Local, Regional, Nacional. Falta de apoios financeiros Falta de formação de todos os agentes desportivos

Local, Regional, Nacional. Falta de apoios financeiros Falta de formação de todos os agentes desportivos Timestamp Tipo de Organização/ Entidade área de intervenção concelho abrangência 12-04-2012 16:46 Projeto Escolhas inclusão social Pouca informação disponivel 1. Associativismo / Voluntariado / Participação

Leia mais

ARTE BARROCA. História

ARTE BARROCA. História História 01 : contexto 01 : MIGUEL ÂNGELO : David 02 : BERNINI : David : Surge em Itália : Difunde-se por quase toda a Europa : Implantada noutros continentes por europeus : Séc XVII XVIII : Século XVIII

Leia mais

Sector Cultural e Criativo em Portugal

Sector Cultural e Criativo em Portugal Sector Cultural e Criativo em Portugal Em Novembro de 2007, pela primeira vez em todo o processo de construção europeia, o Conselho da UE sob Presidência portuguesa adoptou uma estratégia comum para o

Leia mais

Projecto Integrado da Baixa da Banheira

Projecto Integrado da Baixa da Banheira Projecto Integrado da Baixa da Banheira 1. INTRODUÇÃO O Projecto Integrado da Baixa da Banheira nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e o ICE tendo em vista induzir as Associações da

Leia mais

Projecto Catalogação - Arte e Design Urbano

Projecto Catalogação - Arte e Design Urbano Projecto Catalogação - Arte e Design Urbano Pedro Brandao, 2005 Introdução A proposta que se apresenta inscreve-se na experiência internacional que tem vindo a ser conduzida pela rede iniciada pela UB

Leia mais

Pobreza e Exclusão Social

Pobreza e Exclusão Social Pobreza e Exclusão Social Fontes de Informação Sociológica Carlos Ramos Coimbra, 2010 Ficha Técnica Titulo: Pobreza, Exclusão Social e Integração Este trabalho foi elaborado por Carlos Miguel Pereira Ramos,

Leia mais

Lisboa - Évora Estremoz Marialva Lamego - Porto

Lisboa - Évora Estremoz Marialva Lamego - Porto Lisboa - Évora Estremoz Marialva Lamego - Porto INTRODUÇÃO Um breve passeio pelo País. Um pequeno País onde tudo está à mão. Em poucos dias, em curtos trajectos de autocarro se chega a qualquer lugar!

Leia mais

ENTRADA DA CONTABILIDADE NO ENSINO SUPERIOR EM PORTUGAL (1884)

ENTRADA DA CONTABILIDADE NO ENSINO SUPERIOR EM PORTUGAL (1884) ENTRADA DA CONTABILIDADE NO ENSINO SUPERIOR EM PORTUGAL (1884) Miguel Gonçalves (mgoncalves@iscac.pt) - Professor no Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC) - Licenciatura

Leia mais

b. Promover a contribuição das artes e humanidades, assim como das ciências, na educação para sustentabilidade.

b. Promover a contribuição das artes e humanidades, assim como das ciências, na educação para sustentabilidade. Integrar, na educação formal e na aprendizagem ao longo da vida, os conhecimentos, valores e habilidades necessárias para um modo de vida sustentável. b. Promover a contribuição das artes e humanidades,

Leia mais

Sumário. 1 Tutorial: Ferramentas do Clickideia Editor de Jornal - Avançado. O jornal na sala de aula... 2

Sumário. 1 Tutorial: Ferramentas do Clickideia Editor de Jornal - Avançado. O jornal na sala de aula... 2 1 Tutorial: Ferramentas do Clickideia Editor de Jornal - Avançado Sumário O jornal na sala de aula... 2 Objetivo:... 2 2. Como criar um jornal no Editor de Jornal - Avançado?... 2 Criando um Jornal...

Leia mais

De 06 a 15 Junho 2013

De 06 a 15 Junho 2013 De 06 a 15 Junho 2013 10 Dias/ 9 Noites Ad Medic Tours / Ana Santos Calçada de Arroios, 16 C, Sala 3, 1000-027 LISBOA PORTUGAL Telef.: + 351 21 841 15 46 Fax : + 351 21 841 89 59 E-mail: ana.santos@admedictours.pt

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE ACTA Nº. 4 Ao dia nove de Setembro do ano dois mil e nove, nesta Vila de Castelo de Vide, reuniu na Biblioteca Municipal pelas 10,00 horas, o Conselho

Leia mais

DIAS, Joana Isabel Lampreia de Almeida

DIAS, Joana Isabel Lampreia de Almeida INFORMAÇÃO PESSOAL Nome DIAS, Joana Isabel Lampreia de Almeida Telefone 213977426 / 964780415 Correio electrónico arterestauropinturaeescultura@gmail.com Nacionalidade Portuguesa EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Leia mais

O legado de AGOSTINHO DA SILVA 15 anos após a sua morte i

O legado de AGOSTINHO DA SILVA 15 anos após a sua morte i O legado de AGOSTINHO DA SILVA 15 anos após a sua morte i LUÍS CARLOS SANTOS luis.santos@ese.ips.pt Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal 1- Agostinho da Silva, um adepto da Educação

Leia mais

POSTO DE TURISMO DA PRAIA DA BARRA

POSTO DE TURISMO DA PRAIA DA BARRA JUNTA DE FREGUESIA DA GAFANHA DA NAZARÉ POSTO DE TURISMO DA PRAIA DA BARRA RELATÓRIO DE BALANÇO DO VERÃO 2011 Gafanha da Nazaré, Novembro de 2011 1. INTRODUÇÃO O Posto da Barra, é uma infra-estrutura situada

Leia mais

A Arte do Renascimento

A Arte do Renascimento A Arte do Renascimento Estas duas pinturas têm o mesmo tema mas são muito diferentes. Porquê? Nossa Senhora e Criança (Idade Média) Nossa Senhora e Criança (Renascimento) Surgiu em Itália: Séc. XV (Quattrocento)

Leia mais

Estrutura da Apresentação

Estrutura da Apresentação The importance of Information and Communication Technologies for the development of Portuguese Wine Routes 21st 23rd JUNE OPORTO Estrutura da Apresentação 2. Tecnologias de Informação e Comunicação no

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA «A PAISAGEM DO OURO BRANCO»

CONCURSO DE FOTOGRAFIA «A PAISAGEM DO OURO BRANCO» CONCURSO DE FOTOGRAFIA «A PAISAGEM DO OURO BRANCO» «Talvez que a fotografia nos tenha interessado especialmente devido a tratarse de uma maneira rápida, cómoda e exacta de registar algo. A importância

Leia mais

Museu Nacional de Arqueologia Feira de Réplicas

Museu Nacional de Arqueologia Feira de Réplicas Museu Nacional de Arqueologia Feira de Réplicas e Material Didáctico de Arqueologia 18 e 19 de Junho de 2005 Horário das 10h00 às 18h00 Objectivos Promover iniciativas de valorização e divulgação patrimonial

Leia mais

1º Encontro Nacional de Capacitação dos Mensageiros da Paz

1º Encontro Nacional de Capacitação dos Mensageiros da Paz 1º Encontro Nacional de Capacitação dos Mensageiros da Paz No último final de semana de agosto foi realizado o 1º Encontro Nacional de Capacitação dos Mensageiros da Paz, que contou com a presença de 60

Leia mais

Transcrições do <>

Transcrições do <<LIVRO OURO>> Transcrições do Neste dia 2 de Outubro de 1994, na presença de todo o povo de Melres e das cercanias, aqui estivemos, com muita honra e gosto, a testemunhar a inauguração deste magnifico

Leia mais

Vanda Vilela. Curriculum Vitae

Vanda Vilela. Curriculum Vitae Vanda Vilela. Curriculum Vitae Nasceu em Lisboa em 1968. Vive e trabalha em Lisboa. Formação Licenciatura em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, 1995. Curso de Introdução ao Cinema de Animação,

Leia mais

PRIMEIRA EDIÇÃO DE SERIGRAFIA M_EIA

PRIMEIRA EDIÇÃO DE SERIGRAFIA M_EIA PRIMEIRA EDIÇÃO DE SERIGRAFIA M_EIA Após dez anos de existência o M_EIA edita sua primeira colecção de serigrafia de autores cúmplices deste projecto, cúmplices da cultura e das artes no país. São eles,

Leia mais

Estrategia de Educação Ambiental para os Habitats Prioritários.

Estrategia de Educação Ambiental para os Habitats Prioritários. Estrategia de Educação Ambiental para os Habitats Prioritários. São Miguel, Agosto, 2010 Estratégia de Educação Ambiental sobre os Habitats Prioritários São Miguel, Agosto, 2010 O Projecto LIFE/Laurissilva

Leia mais

Encarregados de Educação. Plano de Actividades 2007/2008

Encarregados de Educação. Plano de Actividades 2007/2008 Associação de Pais e Encarregados de Educação Plano de Actividades 2007/2008 A nível interno 1. Promover o bom Funcionamento administrativo da Associação Objectivo: Continuar a melhorar a organização e

Leia mais

Objectivo: desenvolver o interesse pela História de Portugal.

Objectivo: desenvolver o interesse pela História de Portugal. Versão Adobe Portable Document Format Boletim do Publicação trimestral Junho - Julho de 2009 N.º 12 Ano II O Rosto de Afonso Henriques numa escultura do Século XIII Um jogo no Claustro da SMS 1 a 31 de

Leia mais

SPORT LISBOA E BENFICA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÓNIO

SPORT LISBOA E BENFICA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÓNIO SPORT LISBOA E BENFICA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÓNIO Basto, M. 1 ; Mata, I. 2 ; Costa, R. 3 1 ARGO Arte, Património & Cultura Rua Ernesto da Silva, 50 R/C 1495-055 Algés, Portugal geral@argo-cr.com 2 Sport

Leia mais

ANO LECTIVO 2008/2009

ANO LECTIVO 2008/2009 ANO LECTIVO 2008/2009 CARACTERIZAÇÃO DAS ESCOLAS PROFISSIONAIS DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Divisão do Ensino Secundário e Profissional ESCOLA PROFISSIONAL DA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE PONTA DELGADA

Leia mais

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008.

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Artes & Design Curso de especialização O Lugar do Design na Leitura Disciplina: Estratégia RPG Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Cerimônia de Assinatura do Decreto

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO REGULAMENTO DE DISTINÇÕES HONORÍFICAS

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO REGULAMENTO DE DISTINÇÕES HONORÍFICAS APROVADO 11 de Agosto de 2010 O Presidente, ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO (Paulo Parente) REGULAMENTO DE DISTINÇÕES HONORÍFICAS O presente regulamento tem por objectivo definir e instituir as

Leia mais

LISBOA VIRTUAL. Lisboa Virtual 181. 1. Espaços Públicos. Carlos Fontes*

LISBOA VIRTUAL. Lisboa Virtual 181. 1. Espaços Públicos. Carlos Fontes* o todo da cidade consolidada. Espera-se, entretanto, pela prometida reforma do arrendamento, com vista à reabilitação do parque edificado. E anunciam-se iniciativas específicas, por exemplo com a construção

Leia mais

Roma Antiga. O mais vasto império da antiguidade; Lendária fundação pelos gêmeos Rômulo e Remo, em 753 a.c.; Roma - centro político do Império;

Roma Antiga. O mais vasto império da antiguidade; Lendária fundação pelos gêmeos Rômulo e Remo, em 753 a.c.; Roma - centro político do Império; ROMA Roma Antiga O mais vasto império da antiguidade; Lendária fundação pelos gêmeos Rômulo e Remo, em 753 a.c.; Roma - centro político do Império; Sua queda, em 476, marca o início da Idade Média. O mito

Leia mais

RELATÓRIO 2013 DE PROGRESSO GLOBAL COMPACT 2013 REPORT

RELATÓRIO 2013 DE PROGRESSO GLOBAL COMPACT 2013 REPORT RELATÓRIO DE PROGRESSO GLOBAL COMPACT REPORT RELATÓRIO DE PROGRESSO GLOBAL COMPACT REPORT INDICE.Gestão da Politica de Responsabilidade Social da Delta Cafés 03.PRINCIPIOS DO IMPACTO GLOBAL PRINCÍPIOS

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS. Taça Fundação INATEL

NORMAS ESPECÍFICAS. Taça Fundação INATEL NORMAS ESPECÍFICAS Taça Fundação INATEL FUTEBOL - ÉPOCA 2009-2010 Taça Fundação INATEL NORMAS ESPECÍFICAS As normas específicas são regras estabelecidas pela Direcção Desportiva, em complemento do Código

Leia mais

Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que. ilumina o Ser e o Saber humano.

Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que. ilumina o Ser e o Saber humano. O Colégio de Santa Clara é uma Escola Católica Franciscana Hospitaleira. Como Escola, é para a pessoa e da pessoa. Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que ilumina

Leia mais

1. ARQUITECTURA E CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL PARA TODOS

1. ARQUITECTURA E CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL PARA TODOS 1. No âmbito das Comemorações do Dia Mundial da Arquitectura (primeira segunda-feira do mês de Outubro 01 Out 2012), o Portal da Construção Sustentável (PCS) irá promover a 1ª edição da iniciativa, em

Leia mais

Apresentação do Projecto

Apresentação do Projecto Apresentação do Projecto Projecto de intervenção sócio pedagógica de promoção social das crianças, jovens e familiares dos bairros sociais de Ramalde e Campinas Freguesia de Ramalde, Concelho do Porto.

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos (RE)DISCUTINDO AS ATIVIDADES DE LEITURA EM LIVROS DIDÁTICOS DE LINGUA PORTUGUESA SOB O VIÉS DO LETRAMENTO CRÍTICO Rosenil Gonçalina dos Reis e Silva (UFMT) rosenilreis@gmail.com Simone de Jesus Padilha

Leia mais

A EDUCAÇAO PARA A CIDADANIA NOS CURRÍCULOS Ana Roque, Isabel Carvalho, Rosa Afonso, Teresa Fonseca DGIDC

A EDUCAÇAO PARA A CIDADANIA NOS CURRÍCULOS Ana Roque, Isabel Carvalho, Rosa Afonso, Teresa Fonseca DGIDC A EDUCAÇAO PARA A CIDADANIA NOS CURRÍCULOS Ana Roque, Isabel Carvalho, Rosa Afonso, Teresa Fonseca DGIDC 1 Antecedentes das questões de cidadania na política educativa e nos currículos escolares Os valores

Leia mais

Questionário de satisfação para colaboradores

Questionário de satisfação para colaboradores Questionário de satisfação para colaboradores Identificação da Organização: Data: Instruções de resposta ao questionário: Este questionário versa um conjunto de temáticas relativas ao modo como o colaborador

Leia mais

Artigo de opinião GADEC, Câmara Municipal de Montemor-o-Novo

Artigo de opinião GADEC, Câmara Municipal de Montemor-o-Novo Artigo de opinião GADEC, Câmara Municipal de Montemor-o-Novo Carta Estratégica de Montemor-o-Novo 2007>2017 Com uma União Europeia, de orientação neo-liberal, integrada por 25 países, com a entrada em

Leia mais

ENCONTROS, CONFERÊNCIAS, WORKSHOPS, DEBATES INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E DESENVOLVIMENTO Auditório do jornal Diário do Sul Évora

ENCONTROS, CONFERÊNCIAS, WORKSHOPS, DEBATES INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E DESENVOLVIMENTO Auditório do jornal Diário do Sul Évora CONFERÊNCIA: Responsabilidade Social no Desenvolvimento das Comunidades Locais e Regionais 10 Maio 2011 9h 13h e 14h30 17h30 ENCONTRO: Factores de Êxito e Desafios das Empresas Familiares 12 Maio 2011

Leia mais

CPCCRD FOLHA INFORMATIVA INICIOU OS TRABALHOS C DO CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO ORGANIZADORA EDITORIAL

CPCCRD FOLHA INFORMATIVA INICIOU OS TRABALHOS C DO CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO ORGANIZADORA EDITORIAL FOLHA INFORMATIVA CPCCRD www.confederacaodascolectividades.com facebook.com/confederacao.colectividades CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DAS COLECTIVIDADES DE CULTURA, RECREIO E DESPORTO Fundada em 31 de Maio de

Leia mais