Biologia. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 55 (pág. 124) AD TM TC. Aula 56 (pág. 124) AD TM TC. Aula 57 (pág. 127) AD TM TC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Biologia. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 55 (pág. 124) AD TM TC. Aula 56 (pág. 124) AD TM TC. Aula 57 (pág. 127) AD TM TC"

Transcrição

1 Biologia Prof.: Índice-controle de Estudo Aula 55 (pág. 124) AD TM TC Aula 56 (pág. 124) AD TM TC Aula 57 (pág. 127) AD TM TC Aula 58 (pág. 127) AD TM TC Aula 59 (pág. 129) AD TM TC Aula 60 (pág. 129) AD TM TC Aula 61 (pág. 132) AD TM TC Aula 62 (pág. 132) AD TM TC Aula 63 (pág. 136) AD TM TC Aula 64 (pág. 139) AD TM TC Aula 65 (pág. 144) AD TM TC Aula 66 (pág. 144) AD TM TC Aula 67 (pág. 150) AD TM TC Aula 68 (pág. 150) AD TM TC Aula 69 (pág. 156) AD TM TC Aula 70 (pág. 162) AD TM TC Aula 71 (pág. 162) AD TM TC Bienal Caderno 4 Código: Aula 72 (pág. 173) AD TM TC

2 Aulas 55e56 A origem da vida 1. É provável que os primeiros organismos tenham sido heterótrofos fermentadores, que utilizavam a matéria orgânica ao seu redor, nos mares primitivos. Num certo momento, por evolução biológica, surgiu a fotossíntese, que garantiu a continuidade da produção de matéria orgânica. O oxigênio, subproduto da fotossíntese, se acumulou na atmosfera e tornou possível que um processo de liberação de energia a respiração celular, mais eficaz do que a fermentação fosse selecionado por evolução. 2. As primeiras células devem ter experimentado, por evolução, vários tipos de membranas, tendo sido selecionada a membrana lipoproteica. A partir de um modelo celular mais simples, procariótico, pode ter surgido mais tarde um modelo mais sofisticado, eucariótico, pelo dobramento de membranas e pelo aumento de sua superfície funcional. 3. Relembrando os seguintes processos energéticos básicos. Fermentação (alcoólica): glicose Respiração: glicose + oxigênio clorofiila Fotossíntese: CO 2 + H 2 O + luz álcool etílico + CO 2 + energia CO 2 + H 2 O + energia glicose e O 2 Membrana plasmática Retículo endoplasmático Mitocôndria Membrana nuclear Sistema golgiense Ribossomos Citoplasma A origem da célula eucariótica, segundo Robertson. 124

3 1. (FEI-SP) Pela teoria de Oparin, os primeiros seres surgidos na Terra teriam sido: a) heterótrofos e aeróbios. b) autótrofos e anaeróbios. c) heterótrofos e anaeróbios. d) autótrofos e aeróbios. e) autótrofos e heterótrofos. 2. (FATEC-SP) Hoje, admite-se que a primeira forma de vida tenha surgido em lagos da Terra H17 primitiva, que apresentava uma atmosfera diferente da atual. A partir desse acontecimento, H15 outros se sucederam, estabelecendo-se uma diversidade de formas e processos. A primeira forma de vida (I), a composição da atmosfera primitiva (II) e a provável sequência de processos para obtenção de alimento e energia (III) conquistados pelos seres vivos foram, respectivamente: a) I = autótrofa; II = sem oxigênio; III = fotossíntese, fermentação, heterotrófico, respiração aeróbica. b) I = autótrofa; II = com oxigênio; III = fotossíntese, fermentação, heterotrófico, respiração aeróbica. c) I = heterótrofa; II = sem oxigênio; III = heterotrófico, fermentação, fotossíntese, respiração aeróbica. d) I = heterótrofa; II = sem oxigênio; III = heterotrófico, respiração aeróbica, fotossíntese, fermentação. e) I = heterótrofa; II = com oxigênio; III = heterotrófico, respiração aeróbica, fotossíntese, fermentação. Te x t o pa r a o s e x e r c í c i o s 3 a 6 H17 A origem das mitocôndrias e dos cloroplastos Células eucarióticas, já vimos, podem ter surgido de células procarióticas que tivessem sofrido dobramento de membranas. Esse atributo deve ter sido selecionado evolutivamente, já que implicava aumento da superfície de contato com o meio e, portanto, uma melhor absorção de material do ambiente. A formação de um sistema membranoso no interior das células, como o retículo endoplasmático e o sistema golgiense, provavelmente favoreceu o armazenamento de substâncias e as reações químicas no interior da célula. Lynn Margulis, cientista norte-americana, propôs uma teoria bastante popular, hoje, entre os biólogos: as mitocôndrias e os cloroplastos das células eucarióticas podem ter tido origem numa relação de simbiose, ou seja, de associação entre duas células, uma menor e outra maior. Explicando melhor, as mitocôndrias atuais teriam sido, um dia, bactérias independentes, capazes de realizar a respiração celular. Por acidente, algumas dessas bactérias podem ter sido engolidas por um organismo maior, quem sabe um eucarionte fermentador, sem, no entanto, terem sido digeridas. Pode ter se estabelecido uma relação de convivência pacífica entre os dois tipos de células e, melhor ainda, uma colaboração entre elas. Assim, enquanto a célula menor (a mitocôndria) obtinha agora o alimento com maior facilidade, a célula maior passou a ter uma imensa disponibilidade de energia, ao adotar o método da respiração celular, uma maneira de queimar a glicose muito mais eficiente do que a fermentação. Esse tipo de associação só teria sido bem-sucedido se a reprodução da célula grande e a de sua inquilina menor tivessem algum grau de sincronismo. Em outras palavras, cada vez que a célula maior se dividia, as células-filhas recebiam exemplares das bactérias-mitocôndrias que também se haviam duplicado antes. Estaria assegurada, dessa forma, a continuidade dessa eficiente associação ao longo do tempo. Margulis imagina que, no caso dos cloroplastos, também possa ter ocorrido algo semelhante. Uma célula eucarionte heterótrofa pode ter engolido, em algum momento, uma bactéria fotossintetizante (futuro cloroplasto), e teria se estabelecido também uma relação de associação entre ambas. Dessa forma se explicaria o fato de certas células eucariontes serem hoje capazes de fazer fotossíntese, graças aos cloroplastos que possuem. Os argumentos a favor da teoria Quando analisamos mitocôndrias e cloroplastos, verificamos alguns fatos surpreendentes. Em ambas existe DNA, material genético de características muito semelhantes ao DNA dos procariontes atuais. Tanto mitocôndrias como cloroplastos possuem ribossomos muito parecidos com os ribossomos das bactérias. Ambos os organoides, portanto, são capazes de fabricar proteínas. Tanto mitocôndrias como cloroplastos são capazes de se reproduzir, dentro da célula, originando novos orgânulos idênticos. Todos esses fatos fazem com que a teoria de Margulis seja considerada bastante plausível. 125

4 3. Segundo a teoria de Margulis, qual teria sido a origem das mitocôndrias atuais? E a dos cloroplastos? As mitocôndrias atuais devem ter sido, um dia, bactérias independentes, capazes de realizar a respiração celular, que constituíram uma bem-sucedida associação com células maiores, eucariontes e fermentadoras. Os cloroplastos provavelmente foram bactérias fotossintéticas, que se associaram a células eucarióticas e heterótrofas. 5. O que significa a expressão para essa simbiose ser bem-sucedida, as reproduções de ambos os organismos devem ter tido um alto grau de sincronismo? Significa que tanto as células menores quanto as maiores deveriam se reproduzir mais ou menos ao mesmo tempo, para garantir que os descendentes continuassem associados. 6. Que argumentos reforçam a teoria de Lynn Margulis? 4. Que vantagens teria havido, para ambos os organismos, nos casos da simbiose de uma célula eucarionte com uma bactéria capaz de respirar? E com uma bactéria fotossintética? A presença de DNA tanto na mitocôndria como no cloroplasto; a presença de ribossomos, a capacidade de produzir proteínas; e a capacidade de se reproduzir são argumentos muito fortes, que indicam que mitocôndrias e cloroplastos podem ter sido, um dia, células independentes. Tanto no caso da bactéria-mitocôndria como no da bactéria-cloroplasto, a vantagem foi a obtenção de proteção no interior da célula maior. No caso da célula eucariótica associada à mitocôndria, a vantagem foi adquirir a habilidade de queimar melhor a glicose pela respiração, obtendo maior quantidade de energia do que a obtida pela fermentação. No caso da célula associada ao cloroplasto, a vantagem foi adquirir a habilidade de fabricar alimento orgânico, ou seja, tornar-se autotrófica. Consulte Livro 1 Capítulo 21 Caderno de Exercícios 1 Capítulo 21 Tarefa Mínima Aula Leia os itens de 12 a Faça os exercícios de 2 a 7. Aula 56 Leia o item 16. Tarefa Complementar Aula 56 Leia os itens 10 e

5 Aulas 57e58 Evolução Lamarck e Darwin Na Antiguidade, filósofos gregos, como Aristóteles, já sugeriam a existência de um processo evolutivo. A partir da Idade Média, o pensamento religioso conduziu à ideia do fixismo. O interesse pelos fósseis levou ao conceito do transformismo. Para combater o transformismo, o francês Cuvier lançou a explicação do catastrofismo. Em 1809, o francês Lamarck apresentou uma teoria defendendo a evolução dos seres vivos. Lamarck afirmava corretamente que os seres vivos se adaptam ao meio ambiente. A necessidade de se adaptar às mudanças bruscas do meio provocaria mudanças adaptativas nos organismos, causando a evolução. As mudanças eram provocadas pela Lei do Uso e Desuso, e as características adaptativas obtidas eram passadas para os descendentes pela Lei da Herança das Características Adquiridas. Segundo Lamarck, o meio provoca mudanças dirigidas nos organismos, visando à adaptação, e isso leva à evolução. A teoria lamarckista está incorreta. Isso porque a lei da herança das características adquiridas é falsa, sendo negada pela Genética. Em 1831, o inglês Charles Darwin embarcou, como naturalista, no navio Beagle, para uma viagem de estudos de cinco anos ao redor do mundo. Nessa viagem, Darwin realizou observações que mostraram que as espécies não são fixas e nem imutáveis. Para Darwin, a escala mais importante da viagem foi nas Ilhas Galápagos, um arquipélago vulcânico no oceano Pacífico. A observação da fauna das Galápagos, em especial de um grupo de pássaros, os tentilhões, mostrou a existência de uma grande variabilidade, associada à adaptação a hábitats diferentes. Na Inglaterra, Darwin analisou os dados obtidos no Beagle que associados a novas observações, a cruzamentos com animais domésticos e a leituras permitiram o desenvolvimento de uma teoria evolutiva. Importante para Darwin foi a leitura do trabalho de Malthus, que afirmava que a população cresce em progressão geométrica, e a produção de alimentos, em progressão aritmética, o que leva a uma luta pela vida, com a sobrevivência do mais forte. Em 1859, Darwin publica sua teoria no livro A origem das espécies por meio da seleção natural. Darwin afirma que, na Natureza, existe uma luta pela vida, com a sobrevivência do mais apto. Os dois pontos básicos da teoria darwinista são a existência de variações e a do mecanismo da seleção natural. De acordo com a teoria de Darwin, o meio seleciona variações casuais, visando à adaptação, o que leva à evolução. Um exemplo do processo evolutivo proposto por Darwin é o fenômeno do melanismo industrial. Em ambientes poluídos pela fumaça das indústrias, os insetos escuros predominam sobre os claros, em consequência da seleção. Ancestral comum Tentilhões das Ilhas Galápagos: variabilidade associada à adaptação a hábitats e a hábitos diferentes. 1. Para um cientista do século XVIII, o dilúvio bíblico de Noé seria uma razão para a existência dos fósseis. Esse cientista defendia a ideia do: a) lamarckismo. d) mutacionismo. b) darwinismo. e) catastrofismo. c) transformismo. 127

6 2. (UFG-GO) Há alterações estruturais decorrentes da adaptação de uma espécie em resposta a novas necessidades impostas por mudanças ambientais; essas alterações são transmitidas à prole. Essa ideia faz parte da teoria de: a) Lamarck. d) Lyell. b) Darwin. e) Malthus. c) Wallace. 3. (UNIP-SP) Todo órgão que funciona excessivamente se hipertrofia, e todo órgão que entra em desuso se atrofia, sendo tais alterações transmitidas aos descendentes. Nessa ideia baseia-se a teoria evolucionista emitida por: a) Mendel. d) Pasteur. b) Darwin. e) Cuvier. c) Lamarck. 4. (UFMG) De tanto comer vegetais, o intestino dos herbívoros, aos poucos, foi ficando longo. Essa frase está de acordo com qual destas teorias? a) Darwinismo. d) Mendelismo. b) Mutacionismo. e) Neodarwinismo. c) Lamarckismo. 5. (UFRGS-RS) Os princípios a seguir referem-se à teoria da evolução das espécies. I. Adaptação ao meio. II. Seleção natural. III. Mutação. IV. Lei do uso e desuso. V. Herança dos caracteres adquiridos. Lamarck, em sua teoria, considerou: a) I, II, III. d) II, IV, V. b) II, III, IV. e) II, III, V. c) I, IV, V. 6. (UFC-CE) Dentre os princípios básicos da teoria H16 da evolução, fundamentados na seleção natural, destaque o princípio verdadeiro. a) O número de indivíduos de uma espécie tende a diminuir muito ao longo das gerações. b) Os indivíduos de uma espécie são sempre idênticos, não apresentando características particulares. c) Certas características são adquiridas pelo indivíduo durante sua vida, para permitir sua adaptação. d) Um indivíduo mais adaptado tem condições de viver mais tempo e produzir maior número de descendentes. e) A teoria da seleção natural considera a herança dos caracteres adquiridos como princípio básico do processo evolutivo. 7. (UNIP-SP) O principal ponto positivo do darwinismo foi: a) a descoberta das mutações. b) o estabelecimento da lei do uso e desuso. c) a descoberta da origem das variações. d) o conceito da seleção natural. e) a determinação da imutabilidade das espécies. 8. (UFPI) Examine as duas frases seguintes. I. De tanto comer vegetais, o intestino dos herbívoros, aos poucos, foi ficando longo. II. Por terem um intestino longo, os herbívoros podem comer vegetais. Podemos considerar corretamente: a) as duas frases lamarckianas. b) as duas frases darwinianas. c) as duas frases nem lamarckianas nem darwinianas. d) a primeira frase darwiniana, e a segunda, lamarckiana. e) a primeira frase lamarckiana, e a segunda, darwiniana. 9. (UNIFOR-CE) Tanto para Lamarck como para Darwin o ambiente é importante no processo evolutivo. Marque a opção que melhor exemplifica a ideia de Darwin sobre o ambiente. a) O ambiente poderá provocar variação no indivíduo, a qual passará à geração seguinte. b) Os caracteres resultantes da interação do indivíduo com o ambiente podem ter um caráter temporário ou permanente. c) Os organismos podem apresentar variações hereditárias mais ou menos favoráveis, cabendo ao ambiente selecioná-las. d) A necessidade de certos peixes respirarem o ar atmosférico, no período da seca, teria ocasionado o aparecimento dos pulmões. 10. (UNESP) Em um experimento, um pesquisador H16 colocou sobre as árvores de bosques poluídos por fuligem e de bosques não poluídos igual número de mariposas claras e de escuras. Depois H15 de observar o comportamento dos pássaros durante um período de tempo considerável, ele verificou que, no bosque poluído, os pássaros tinham devorado 43 mariposas claras e apenas 15 escuras; no bosque não poluído, haviam devorado 164 mariposas escuras e apenas 26 claras. Esse experimento demonstra a seleção: a) principalmente devido à predação diferencial. b) principalmente devido à ação de genes para resistência a agentes poluidores. 128

7 c) em que o sabor das mariposas é um fator importante a ser considerado. d) em que a influência do meio ambiente não é significativa. e) em que o fator determinante são os ferormônios liberados pelas mariposas. 11. (UFJF-MG) Em relação à evolução biológica, observe as afirmações a seguir. I. A girafa teria evoluído de ancestrais de pescoço curto, o qual se desenvolveu gradativamente pelo esforço do animal para alcançar as folhas das árvores mais altas. II. Os ancestrais da girafa apresentavam pescoços de comprimentos variáveis. Após várias gerações, o grupo mostrou um aumento no número de indivíduos com pescoço mais comprido devido à seleção natural. III. Os indivíduos mais adaptados deixam um número maior de descendentes em relação aos não adaptados. IV. As características que se desenvolvem pelo uso são transmitidas de geração a geração. Assinale: a) se I e II estiverem de acordo com Lamarck, e III e IV, com Darwin. b) se I e IV estiverem de acordo com Darwin, e II e III, com Lamarck. c) se I e IV estiverem de acordo com Lamarck, e II e III, com Darwin. d) se I, II, III e IV estiverem de acordo com Lamarck. e) se I, II, III e IV estiverem de acordo com Darwin. Consulte Livro 1 Capítulo 22 Caderno de Exercícios 1 Capítulo 22 Tarefa Mínima Aula Leia os itens 1, 2 e Faça os exercícios de 1 a 5. Aula Leia os itens 4 e Faça os exercícios de 6 a 10. Tarefa Complementar Aula 58 Faça os exercícios de 11 a 15. Aulas 59e60 Neodarwinismo e provas da evolução A única falha importante da teoria darwinista foi não conseguir explicar a origem das variações. A Genética permitiu essa explicação, no século XX. A associação dos conceitos darwinistas às explicações genéticas originou o neodarwinismo, ou teoria sintética da evolução. O neodarwinismo mostra que as variações são devidas às mutações e à recombinação genética. A variabilidade das espécies está sujeita à ação da seleção natural, que seleciona os mais aptos, permitindo a evolução. A ação do processo evolutivo pode ser observada no fenômeno da resistência dos insetos contra o DDT e das bactérias contra os antibióticos. A resistência não é provocada pelos inseticidas ou antibióticos; eles agem como agentes seletores, permitindo a sobrevivência dos naturalmente resistentes. Os fósseis são uma prova documental da evolução e, pela sua datação, permitem estabelecer as linhas principais do processo evolutivo. Órgãos homólogos têm a mesma origem embrionária, podendo, ou não, desempenhar a mesma função. Órgãos análogos desempenham a mesma função, mas têm origem embrionária diferente. 129

8 Quando espécies de diferentes origens, sujeitas às mesmas pressões seletivas, desenvolvem órgãos análogos para a adaptação ao mesmo ambiente, ocorre uma convergência adaptativa. Quando espécies de mesma origem, sujeitas a diferentes pressões seletivas, tornam-se progressivamente diferentes, temos uma irradiação adaptativa. A comparação entre os processos fisiológicos e os bioquímicos dos seres vivos mostra uma origem comum. A comparação da estrutura das proteínas permite estabelecer as relações evolutivas entre as espécies. O exame dos embriões de espécies do mesmo grupo, como os vertebrados, mostra semelhanças nas fases iniciais do desenvolvimento, apoiando a ideia de uma origem comum. Órgãos vestigiais mostram uma função perdida no processo evolutivo, como ocorre com o apêndice humano. Pelo estudo do DNA, a Biologia Molecular mostra o código genético universal e permite estabelecer os graus de parentesco entre diferentes espécies e o momento da sua diversificação no processo evolutivo. Pterodáctilo Provas de evolução. Órgãos homólogos. Ave Morcego Ictiossauro Tubarão Peixe Ave Homem Golfinho Provas de evolução. Semelhança embrionária. Provas de evolução. Convergência adaptativa. 130

9 1. (UCP-RJ) O darwinismo, apesar de ser uma teoria brilhante sobre o evolucionismo, apresenta H17 falhas. Podemos citar, como sendo uma delas, o fato de: a) estabelecer o conceito de seleção natural, ou a sobrevivência dos mais aptos. b) afirmar que todas as espécies, incluindo o homem, têm um ancestral comum. c) não explicar corretamente como surgem as variações, usando, para isso, explicações e ideias lamarckistas. d) afirmar que, em face da escassez de alimentos disponíveis, os indivíduos se empenhariam em uma luta pela vida. e) ignorar que, até numa mesma espécie, os indivíduos não são exatamente todos iguais entre si. 2. (UniABC-SP) Considere a seguinte frase. Sem I não há variabilidade; sem variabilidade não há II; e, consequentemente, não há III. Os termos que, substituindo as lacunas, tornam essa frase logicamente correta são: a) I = evolução, II = seleção e III = mutação. b) I = evolução, II = mutação e III = seleção. c) I = mutação, II = evolução e III = seleção. d) I = mutação, II = seleção e III = evolução. e) I = seleção, II = mutação e III = evolução. 3. (UnB-DF) Todas as opções a seguir são pertinentes à moderna teoria da evolução, exceto: a) Os organismos que se reproduzem assexuadamente são os que têm maior probabilidade de evoluir. b) Em qualquer ambiente, os indivíduos com características para aumentar sua capacidade de sobrevivência têm maior probabilidade de atingir a época da reprodução. c) A adaptação é uma característica ecológica, pois consiste na interação de um determinado organismo a um determinado ambiente. d) A evolução resulta de modificações numa população e não apenas em um indivíduo. 4. (UFES) Com relação à evolução, observe as afirmativas seguintes. I. Fósseis são restos ou impressões deixadas por seres que habitaram a Terra no passado e constituem provas de que nosso planeta foi habitado por seres diferentes dos que existem atualmente. II. A explicação mais lógica para as semelhanças estruturais entre os seres vivos com aspectos e modos de vida diferentes é que eles descendem de um mesmo ancestral. III. A semelhança entre as proteínas de diferentes seres vivos pode ser explicada admitindo-se que esses seres tenham tido um ancestral comum. IV. A teoria que admite que as espécies não se alteram no decorrer dos tempos denominase fixismo. Assinale: a) se apenas I, II e III estiverem corretas. b) se apenas II, III e IV estiverem corretas. c) se apenas I, III e IV estiverem corretas. d) se todas estiverem corretas. e) se todas estiverem erradas. 5. (UFPA) Um peixe que viva em regiões escuras pode não ter olhos, devido: a) a mutações que surgiram, induzidas pelo ambiente. b) ao progressivo atrofiamento dos olhos dos peixes ao longo das gerações. c) ao relaxamento da seleção natural sobre a necessidade de enxergar. d) ao fato de eles jamais terem apresentado olhos no passado. e) ao fato de um peixe ter perdido os olhos acidentalmente, os quais, por não serem necessários, não mais apareceram na descendência. 6. (UFSCar-SP) Assinale a alternativa correta. H17 a) Os fósseis são provas documentais da evolução, pois incluem restos de todos os seres vivos que já existiram na Terra. b) Os ossos dos membros anteriores do morcego formam órgãos homólogos às asas dos insetos, por servirem à locomoção no meio aéreo. c) Não podemos estabelecer homologia entre asas de aves e asas de mamíferos. d) A existência de órgãos vestigiais demonstra que muitos órgãos estão em franco processo de evolução para formas mais desenvolvidas. e) Por servirem à locomoção no meio aquático, os membros anteriores da baleia e as nadadeiras dos peixes são órgãos análogos, embora não homólogos. 131

10 Consulte Livro 1 Capítulo 22 Caderno de Exercícios 1 Capítulo 22 Tarefa Mínima Aula Leia os itens 6, 7 e Faça os exercícios de 16 a 20. Aula Leia o item Faça os exercícios de 21 a 25. Tarefa Complementar Aula Leia o item 14, Etnias humanas, ao final do capítulo Faça os exercícios de 26 a 30. Aulas 61 e 62 Especiação, registro geológico e evolução humana Espécie é um conjunto de seres vivos semelhantes que apresentam um conjunto fechado de genes próprios. Populações da mesma espécie que apresentam diferenças na frequência de alguns genes formam as raças. As raças que possuem maior número de características diferentes constituem subespécies. Quando o fluxo gênico entre duas raças é bloqueado, pode ocorrer uma diferenciação a ponto de se formarem duas espécies diferentes é a especiação. Normalmente, esse processo começa pelo aparecimento de um bloqueio físico entre as duas populações, denominado isolamento geográfico. Para haver especiação, as duas populações isoladas devem estar sujeitas a pressões seletivas diferentes e a variabilidade. Quando se estabelece um isolamento reprodutivo entre as duas populações, elas passam a constituir duas espécies diferentes. O isolamento reprodutivo pode ser sazonal, mecânico, etológico ou gamético. O cruzamento de espécies próximas pode formar os híbridos, como a mula. Nos animais, os híbridos geralmente são inviáveis; quando são fortes, são estéreis. Nos vegetais, a hibridação é mais frequente, o que aumenta a variabilidade genética das plantas. Os organismos transgênicos são híbridos moleculares com aplicação prática, mas sem significado evolutivo. O registro geológico estabelece a idade das rochas e dos fósseis encontrados no seu interior. O registro é incompleto, mas permite estabelecer a sequência de surgimento dos grupos animais e vegetais e indicar os precursores dos grupos atuais. O registro geológico mostra que o processo evolutivo é muito lento, marcado por extinções maciças e explosões de vida. A separação entre os grandes macacos antropoides (gorila, chimpanzé) e os grupos dos hominídeos (primatas bípedes) ocorreu entre 4 e 6 milhões de anos atrás. Da separação até hoje, existiram várias espécies de hominídeos; algumas se extinguiram sem originar novas espécies, outras se diversificaram, até chegarem à espécie humana atual. Os primeiros hominídeos mais abundantes foram os Australophitecus, que originaram várias espécies na África e existiram de 4,2 milhões até 1,4 milhão de anos atrás. O Homo habilis, que existiu de 1,9 milhão a 1,4 milhão de anos atrás, foi uma das primeiras espécies do gênero Homo e, também, uma das primeiras a construir instrumentos de pedra. Existindo de 1,7 milhão até 250 mil anos atrás, o Homo erectus foi provavelmente o primeiro a utilizar o fogo e a sair da África para outros continentes. O Homo neanderthalensis era semelhante ao homem atual com cérebro grande, face larga e crânio baixo e largo e ocupou a Europa e parte da Ásia de 200 mil até 30 mil anos atrás. 132

11 O homem atual, Homo sapiens, surgiu há 200 mil anos e tornou-se a espécie dominante há 40 mil anos. A evolução do homem moderno foi tecnológica e cultural, permitindo ir das cavernas para o espaço em pouco mais de 5 mil anos. As principais vantagens evolutivas do homem são: cérebro desenvolvido, com grande inteligência; habilidade manual; linguagem; e capacidade de povoar diferentes ambientes. ERAS Períodos Anos passados (em milhões) Animais extintos CENOZOICA Quaternário Terciário 1 Mamíferos 63 Cretáceo 135 MESOZOICA Jurássico 181 Aves Triássico 230 Permiano 280 Répteis Carbonífero Surgem insetos 350 PALEOZOICA Devoniano Siluriano Surgem vertebrados Ordoviciano 510 Cambriano 610 Invertebrados primitivos Registro geológico. 133

12 Anos de idade Recente Pleistoceno Gibão Macacos antropoides Homem Orangotango Chimpanzé Gorila Homo sapiens Homo erectus Australopithecus Piloceno Dryopithecus Ramapithecus Mioceno Propliopithecus Evolução humana. 1. (FSL-SP) O cruzamento de indivíduos de uma população A com indivíduos de uma população B produz híbridos estéreis; o cruzamento da população A com a população C produz indivíduos férteis; e o cruzamento de B com C não produz descendentes. Em face desses resultados, podemos concluir que: a) A é de uma espécie, e B e C são de outra. b) A, B e C são da mesma espécie. c) A, B e C são de três espécies distintas. d) A e B são da mesma espécie, e C, de outra. e) A e C constituem uma espécie, e B, outra. 2. (FUVEST) Qual é a condição inicial para que ocorra o processo de formação de raças? a) O isolamento reprodutivo. b) O isolamento geográfico. c) A seleção natural. d) A esterilidade dos descendentes. e) A superioridade do híbrido. 3. (UNESP) Duas raças, X e Y, isoladas geograficamente por uma barreira, depois de um deter- H16 minado tempo, passaram a viver numa mesma área e houve cruzamentos inter-raciais. Constatou-se que o híbrido do cruzamento X e Y tinha viabilidade baixa. Esse fato pode levar: a) à extinção das duas raças. b) à fusão das duas raças, com o aparecimento de uma terceira. c) ao acentuamento da diferença entre X e Y, com uma consequente especiação. d) ao aumento dos indivíduos da raça X e à diminuição dos indivíduos da raça Y. e) ao aumento dos indivíduos da raça Y e à diminuição dos indivíduos da raça X. 4. (FUVEST) Quais das seguintes afirmações estão corretas? I. Os membros de uma população natural da mesma espécie cruzam-se livremente. II. Subespécies de uma mesma espécie são separadas por mecanismos de isolamento reprodutivo. III. O isolamento geográfico de populações de uma mesma espécie pode levar à formação de novas espécies. a) Apenas I está correta. b) Apenas II está correta. c) Apenas I e III estão corretas. d) Apenas I e II estão corretas. e) Apenas II e III estão corretas. 5. (FUVEST) Sobre as diversas raças de cães podese dizer que pertencem: a) todas a uma mesma espécie, originada pela hibridação de espécies ancestrais diferentes. b) a diferentes espécies originadas de uma mesma espécie ancestral. 134

13 c) a três espécies diferentes, que englobam, respectivamente, os cães de portes grande, médio e pequeno. d) a uma única espécie, cuja diversificação de raças ocorreu por seleção artificial. e) a categorias taxonômicas que ainda não estão definidas. 6. (FSL-SP) Dos animais citados a seguir, sob o ponto de vista evolutivo, o mais próximo do homem é: a) o pinguim. d) a rã. b) o jacaré. e) o tubarão. c) o morcego. 7. (UPE-PE) Das sequências a seguir, a que melhor expressa a evolução dos vertebrados é: H16 a) anfíbios peixes répteis aves mamíferos b) peixes anfíbios c) anfíbios peixes répteis aves répteis aves d) anfíbios peixes répteis e) peixes anfíbios répteis mamíferos mamíferos aves mamíferos aves mamíferos 8. (UGF-RJ) Sobre a evolução humana é certo dizer que: a) os fatores que nela influíram foram os mesmos considerados na evolução de micro-organismos assexuados. b) o surgimento da espécie Homo sapiens se deu na Era Cenozoica. c) ela ocorreu durante a Era Proterozoica. d) ela resulta exclusivamente da ocorrência de mutações. e) ela independe do fenômeno de recombinação genética. 9. (FMI-MG) Em relação à evolução do homem, pode-se afirmar que: I. todos os homens descendem do macaco. II. alguns homens primitivos, hoje extintos, vieram do macaco. III. homem e macaco provêm de um ancestral comum. Assinale: a) se somente a I é correta. b) se somente a II é correta. c) se somente a III é correta. d) se todas são corretas. e) se nenhuma é correta. 10. Sobre o processo evolutivo do homem moderno, é correto afirmar que: a) o homem moderno evoluiu a partir do homem de Neanderthal. b) o fator mais importante na evolução humana foi sua dieta herbívora. c) o desenvolvimento da inteligência humana só ocorreu nos últimos 2 mil anos. d) a habilidade manual humana não tem relação com o seu sucesso evolutivo. e) nos últimos 40 mil anos, a evolução humana foi social, cultural e tecnológica, e não anatômica. Consulte Livro 1 Capítulo 22 Caderno de Exercícios 1 Capítulo 22 Tarefa Mínima Aula Leia os itens 10 e Faça os exercícios de 31 a 35. Aula Leia os itens 12 e Faça os exercícios de 36 a 40. Tarefa Complementar Aula Leia o item 15, A evolução de vegetais e de animais, ao final do capítulo Faça os exercícios de 41 a

14 Aula 63 Exercícios de revisão sobre os assuntos: origem da vida e evolução biológica 1. (UFSC) Ao formular sua teoria para explicar a H17 evolução dos organismos, o inglês Charles Darwin baseou-se em fatos, tais como: (01) em uma espécie, os indivíduos não são exatamente iguais, havendo diferenças que tornam alguns mais atraentes, mais fortes etc. (02) populações crescem mais depressa do que a quantidade de alimentos necessária para supri-las. (04) caracteres adquiridos são passados às descendências. (08) uso demasiado de uma estrutura leva à hipertrofia da mesma. (16) mutações são muito frequentes. Dê como resposta a soma dos valores das alternativas corretas. 03 Soma: = (PUC-SP) Na tentativa de explicar o mecanismo através do qual os organismos evoluem, salientaram-se os cientistas Jean Baptiste Lamarck e Charles Darwin. Para o primeiro, existe um fator que é a causa direta da variação e, para o segundo, esse mesmo fator é o que seleciona. O fator mencionado acima é: a) a grande capacidade de reprodução dos organismos vivos. b) as variações hereditárias transmissíveis. c) o uso e desuso. d) o ambiente. e) a reprodução assexuada. 3. (PUC-SP) Analise as seguintes afirmações. I. Cada espécie vivente era constituída por um grupo de organismos semelhantes a um determinado tipo ideal. II. A falta de luz determina o desaparecimento da visão dos peixes de cavernas escuras. III. Os organismos apresentam variações, algumas favoráveis à existência, o que lhes permite a sobrevivência e a reprodução num determinado ambiente que, dessa maneira, seleciona a variação mais adaptativa. Podemos associá-las respectivamente a: a) Darwin, Lineu, Lamarck. b) Darwin, Lamarck, Lineu. c) Darwin, Mendel e Lamarck. d) Lineu, Lamarck, Darwin. e) Lineu, Darwin, Lamarck. 4. (UNESP) Assinale a complementação correta para a frase abaixo. Duas populações de uma mesma espécie, vivendo em ambientes diferentes e isoladas geograficamente: a) poderão formar duas espécies, se persistir o isolamento. b) terão, obrigatoriamente, o mesmo conjunto gênico. c) não poderão alterar seus conjuntos gênicos com o passar do tempo por estarem isoladas. d) nunca poderão formar raças diferentes. e) obrigatoriamente, terão que se extinguir. 5. (ESAM-RN) O critério mais importante para determinar se duas populações pertencem, ou não, à mesma espécie é: a) a determinação da localização geográfica das populações. b) o exame de suas características morfológicas e fisiológicas. c) a determinação das necessidades ecológicas das populações. d) a análise dos hábitats em que elas se encontram normalmente. e) a determinação da possibilidade de trocas de genes entre as populações. 6. (FUVEST) Qual a condição inicial básica para que ocorra o processo de formação de raças? a) Isolamento reprodutivo. b) Isolamento geográfico. c) Seleção natural. d) Esterilidade dos descendentes. e) Superioridade do híbrido. 7. (UFSCar-SP) Considere as três frases a seguir. I. Duas populações de uma mesma espécie, vivendo em ambientes diferentes e isoladas geograficamente, terão obrigatoriamente o mesmo conjunto gênico. 136

15 II. A condição inicial básica para que ocorra o processo de formação de raças é o isolamento geográfico. III. O critério que melhor distingue duas espécies entre si é o das dessemelhanças fisiológicas e bioquímicas. Indique a alternativa correta, quanto ao conteúdo das frases. a) II. d) I e III. b) I, II e III. e) II e III. c) I e II. 8. (UFMG) Famoso exemplo de evolução é o dos tentilhões, tipo de aves encontrado nas Ilhas Galápa- H17 gos por Darwin. Diferentes espécies de tentilhões H16 habitam as diversas ilhas do arquipélago. A principal diferença entre as espécies refere-se à forma do bico. Verificou-se que tal forma variou conforme o tipo de alimento disponível em cada ilha. Acredita-se que todas as espécies de tentilhões de Galápagos possuam um mesmo ancestral. As afirmações seguintes constituem explicações certas das etapas de evolução dos tentilhões, exceto: a) A imigração para ilhas diferentes determinou um isolamento geográfico. b) Mutações diferentes ocorreram em cada ilha, determinadas pelo alimento disponível. c) Em cada ilha, a seleção natural eliminou os mutantes não adaptados. d) Novas mutações foram-se acumulando nas populações em cada ilha. e) Os tentilhões de cada ilha tornaram-se tão diferentes que se estabeleceu isolamento reprodutivo. 9. (UNESP) O tubarão, peixe cartilaginoso, e o golfinho, mamífero cetáceo, filogeneticamente distintos, apresentam grande similaridade quanto à forma hidrodinâmica e aos apêndices locomotores. O mecanismo evolutivo que explica tal similaridade é: a) convergência adaptativa. b) analogia estrutural. c) irradiação adaptativa. d) homologia evolutiva. e) evolução paralela. 10. (UFPI) Dentre as evidências da evolução biológica H17 estão aquelas fornecidas pelo estudo da anatomia comparada, que trouxe os conceitos de órgãos H16 ou estruturas homólogas e órgãos ou estruturas análogas. Assinale a alternativa que mostra um exemplo de estruturas análogas, ou seja, estruturas que evoluíram independentemente e resultaram de adaptações funcionais às mesmas condições ambientais. a) Os braços humanos e as asas das aves. b) O apêndice cecal do intestino humano e do intestino dos coelhos. c) As asas das aves e as asas dos insetos. d) As nadadeiras das baleias e as asas dos morcegos. e) As patas dos vertebrados quadrúpedes e os braços humanos. 11. (UFBA) Como esses primeiros procariontes eram ( ) incapazes de sintetizar compostos ricos em energia ( ), a vida poderia ter desaparecido da Terra após utilização dos compostos de carbono, formados pelo processo abiótico na massa líquida onde eles viviam. (Junqueira e Carneiro. Histologia Básica. p. 14.) Nas condições descritas, a manutenção da vida em nosso planeta dependeu do aparecimento de organismos: a) aeróbicos. d) eucariontes. b) autótrofos. e) fermentativos. c) heterótrofos. 12. (UNESP) Segundo a teoria de Oparin, a vida na H17 Terra poderia ter sido originada a partir de substâncias orgânicas formadas pela combinação de moléculas, como metano, amônia, hidrogênio e vapor d água, que compunham a atmosfera primitiva da Terra. A esse processo seguiram-se a síntese proteica nos mares primitivos, a formação dos coacervados e o surgimento das primeiras células. Considerando os processos de formação e as formas de utilização dos gases oxigênio e dióxido de carbono, a sequência mais provável dos primeiros seres vivos na Terra foi: a) autotróficos, heterotróficos anaeróbicos e heterotróficos aeróbicos. b) heterotróficos anaeróbicos, heterotróficos aeróbicos e autotróficos. c) autotróficos, heterotróficos aeróbicos e heterotróficos anaeróbicos. d) heterotróficos anaeróbicos, autotróficos e heterotróficos aeróbicos. e) heterotróficos aeróbicos, autotróficos e heterotróficos anaeróbicos. 13. (UNESP) A respeito das mutações gênicas, foram apresentadas as cinco afirmações seguintes. I. As mutações podem ocorrer tanto em células somáticas como em células germinativas. II. Somente as mutações ocorridas em células somáticas poderão produzir alterações transmitidas à sua descendência, independentemente do seu sistema reprodutivo. 137

16 III. Apenas as mutações que atingem as células germinativas da espécie humana podem ser transmitidas aos descendentes. IV. As mutações não podem ser espontâneas, mas apenas causadas por fatores mutagênicos, tais como agentes químicos e físicos. V. As mutações são fatores importantes na promoção da variabilidade genética e para a evolução das espécies. Assinale a alternativa que contém todas as afirmações corretas. a) I, II e III. d) II, III e IV. b) I, III e V. e) II, III e V. c) I, IV e V. 14. (UNESP) As populações A, B, C e D vivem em H17 quatro regiões geográficas diferentes. Quando os indivíduos dessas populações foram colocados juntos, cruzaram-se, e os resultados obtidos foram os indicados na tabela abaixo. Cruzamentos A B A D B C B D C D Descendentes férteis férteis estéreis férteis estéreis a) O que se pode concluir do fato de os cruzamentos A B, A D e B D terem produzido descendentes férteis? Que fator inicial poderia ter dado origem às populações A, B, C e D? b) Que nome se dá às espécies diferentes que vivem numa mesma região geográfica? Indique um exemplo de animais vertebrados que, quando cruzados entre si, produzem descendentes estéreis. a) As populações A, B e D pertencem à mesma espécicie. O fator inicial que poderia ter originado as quatro populações citadas é o isolamento geográfico. b) Tais espécies são denominadas simpátricas. Alguns exemplos de espécies que, cruzadas, produzem descendentes estéreis: jumento e égua, cavalo e zebra, leão e tigre. 15. (UNIFESP-SP) Um peixe (tubarão), um réptil fóssil (ictiossauro) e um mamífero (golfinho) possuem todos a forma do corpo alongada, com nadadeiras dorsais, ventrais e caudais. Essas características, analisadas em conjunto, podem ser interpretadas como um exemplo de: a) irradiação adaptativa. b) isolamento reprodutivo. c) convergência adaptativa. d) homologia. e) hibridização. 16. (FUVEST) Pesquisadores descobriram na Etiópia fósseis que parecem ser do mais antigo ancestral da humanidade. Como a idade desses fósseis foi estimada entre 5,2 e 5,8 milhões de anos, podese dizer que esses nossos ancestrais viveram: a) em época anterior ao aparecimento dos anfíbios e dos dinossauros. b) na mesma época que os dinossauros e antes do aparecimento dos anfíbios. c) na mesma época que os dinossauros e após o aparecimento dos anfíbios. d) em época posterior ao desaparecimento dos dinossauros, mas antes do surgimento dos anfíbios. e) em época posterior ao surgimento dos anfíbios e ao desaparecimento dos dinossauros. 17. (PUC-SP) Uma barreira geográfica separou a população A em dois grupos designados por A 1 e H17 A 2. Com o decorrer do tempo A 1 e A 2 foram se H16 diferenciando e deram origem, respectivamente, a duas populações designadas por B 1 e B 2. Indivíduos de B 1 e B 2 foram levados para laboratório e, cruzados, deixaram todos os descendentes estéreis e com sérios problemas genéticos. Com relação à descrição acima, foram aventadas as seguintes hipóteses. I. A 1 e A 2 podem ter passado por estágios em que deram origem a subespécies; II. B 1 e B 2 podem ser duas espécies distintas; III. As proteínas produzidas por indivíduos das populações A 1 e A 2 devem apresentar maior semelhança entre si do que as produzidas por B 1 e B 2. Pode-se considerar: a) apenas I e II viáveis. b) apenas I e III viáveis. c) apenas II e III viáveis. d) I, II e III viáveis. e) apenas uma delas viável. 18. (FUVEST) Em consequência do aparecimento de uma barreira geográfica, duas populações de uma mesma espécie ficaram isoladas por milhares de anos, tornando-se morfologicamente distintas uma da outra. a) Como se explica o fato de as duas populações terem se tornado morfologicamente distintas no decorrer do tempo? b) Cite as duas situações que podem ocorrer, no caso de as populações voltarem a entrar 138

17 em contato pelo desaparecimento da barreira geográfica. Em que situação se considera que houve especiação? a) Nas populações, há ocorrência de variabilidade, provocada por mutações e recombinação genética. Submetidas a pressões de seleção diferenciadas, as populações acumulam, ao longo do tempo, características que as adaptam aos dois diferentes ambientes. Assim, tornam-se morfologicamente distintas. b) Primeira situação possível: postas em contato, as populações produzem descendentes férteis, revelando que ainda pertencem à mesma espécie. Segunda situação: as duas populações não se cruzam ou, caso isso aconteça, não produzem descendentes férteis; neste caso considera-se que ocorreu especiação. 19. (UnB-DF) A figura ao lado representa a possível composi- H17 ção da atmosfera primitiva, H16 que, segundo a teoria de Oparin, teria dado origem aos compostos orgânicos e, por fim, ao primeiro ser vivo. Com o auxílio da figura, julgue se estão corretos ou incorretos os itens seguintes. 1. A obtenção experimental de aminoácidos a partir dos componentes mostrados demonstra a teoria mencionada. E 2. Segundo Oparin, a vida primitiva surgiu nos mares. C 3. As hipóteses mais aceitas hoje afirmam que os primeiros seres vivos eram heterotróficos. C 4. Na figura, não há indicação da existência de O 2, pois este só teria surgido a partir do metabolismo de organismos fotossintéticos. C 20. (UEL-PR) O diagrama abaixo refere-se à origem da vida em nosso planeta. 4.5 formação da Terra 3.9 formação das rochas mais antigas 3.5 origem da vida 3 origem da fotossíntese 2.5 origem da respiração bilhões de anos 1 origem dos animais 2 origem dos eucariontes José Mariano Amabis; Gilberto Rodrigues Martho. Biologia das populações. São Paulo: Moderna, v.3. p As informações nele contidas permitem concluir que: a) a primeira manifestação de vida ocorreu há cerca de 3,9 bilhões de anos. b) os organismos heterótrofos surgiram há 3 bilhões de anos, e com eles originou-se a fotossíntese. c) as reações químicas essenciais à manutenção da vida foram possíveis a partir da organização do núcleo, há cerca de 2 bilhões de anos. d) durante o primeiro bilhão de anos de existência da vida, evoluíram os processos pelos quais os seres vivos obtêm energia. e) o oxigênio só passou a ser liberado para a atmosfera terrestre a partir da origem dos animais. Consulte Livro 1 Capítulo 22 Tarefa Mínima Releia os itens de 4 a 8, 10 e 11. Tarefa Complementar Releia os itens 9 e 13. Aula 64 Conceitos ecológicos fundamentais 1. Conceito de Ecologia: estudo das interações dos seres vivos com o meio em que vivem. O termo Ecologia, cuja criação é atribuída a Haeckel, deriva do grego oikos, que significa casa ou lugar para viver, e logos, estudo de. Portanto, é o estudo dos seres vivos em sua casa, ou seja, a Terra. Para o estudo da Ecologia, é indispensável o conhecimento de alguns conceitos ecológicos fundamentais. 139

18 2. Os conceitos ecológicos fundamentais são: população, comunidade, ecossistema e biosfera. 3. Hábitat e nicho ecológico. 4. Os componentes de um ecossistema são: produtores, consumidores e decompositores. 5. Ecótone e bioma. 6. A interação dos ecossistemas. 7. Aquário: um modelo de ecossistema fechado. 8. Fitoplâncton e zooplâncton: duas comunidades aquáticas. A Os conceitos ecológicos fundamentais População, comunidade, ecossistema, bioma, ecótone e biosfera. Sabiá Coruja Gavião Aranha Lagarto Seriema Jararaca Formiga Lobo-guará Traíra Louva-a-deus Carrapato Rã Gafanhoto O esquema representa modelos de dois ecossistemas, pertencentes a determinados biomas. A região de intersecção é um ecótone. Nas comunidades existem diversas populações em interação. A reunião dos ecossistemas esquematizados com todos os outros existentes na Terra conduz ao conceito de biosfera. Preá Ovos Gambá Fezes Fungos e bactérias 140

19 B Hábitat e nicho ecológico Hábitat lugar onde vivem os organismos de certa espécie. Nicho ecológico o papel desempenhado por uma espécie na comunidade a que pertence. Gafanhoto Louva-a-deus O hábitat do gafanhoto pode ser o mesmo que o do louva-a-deus. O nicho ecológico, não. 1. Com o auxílio do professor, complete: População Comunidade Ecossistema Conjunto de indivíduos da = Indivíduos = a parte não = todos os = Biosfera mesma espécie de outras viva do meio demais locais espécies da Terra em que existe vida Com o auxílio do professor, complete com os componentes de um ecossistema-padrão: Produtores Consumidores Decompositores 141

20 3. Hábitat e nicho ecológico. Louva-a-deus TERRA Formiga América do Sul Cerrado Com o auxílio do professor, complete: O hábitat é o mesmo. Os nichos ecológicos são diferentes. 4. Com o auxílio do professor, complete a ilustração abaixo, que retrata a transição entre ecossistemas: Ecossistema terrestre Transição Ecossistema aquático Esta região é o ECÓTONE 142

21 H17 5. Biomas: conjuntos de ecossistemas parecidos. Círculo Polar Ártico Trópico de Câncer OCEANO ATLÂNTICO Equador Trópico de Capricórnio OCEANO ÍNDICO OCEANO PACÍFICO Círculo Polar Antártico N km (no Equador) Com o auxílio do professor, complete: Esses ecossistemas parecidos pertencem ao mesmo bioma. 6. Fitoplâncton e zooplâncton. Com o auxílio do professor, complete: Fitoplâncton : conjunto das microalgas, produtoras dos ecossistemas aquáticos. Zooplâncton : conjunto dos microrganismos animais, consumidores primários dos ecossistemas aquáticos. 143

22 7. (UFV-MG) Dos itens a seguir, aquele que representa uma ordem crescente de complexidade entre os níveis de organização biológica é: a) espécie, indivíduo, ecossistema, comunidade, população. b) espécie, indivíduo, comunidade, população, ecossistema. c) indivíduo, comunidade, ecossistema, espécie, população. d) indivíduo, espécie, população, ecossistema, comunidade. e) indivíduo, espécie, população, comunidade, ecossistema. 8. (UEL-PR) Em uma floresta ocorrem três espécies de árvores, igualmente bem-sucedidas e numerosas. Essas árvores constituem: a) um ecossistema. b) uma população. c) uma sociedade. d) três populações. e) três comunidades. 9. (UEL-PR) Considere as seguintes frases. I. Atualmente, Rattus norvegicus ocorre em todos os continentes. II. As ratazanas de uma cidade vivem, principalmente, na rede de esgotos e nos depósitos de lixo. III. Um rato branco é submetido a um experimento de fisiologia em um laboratório. As frases nas quais se mencionam, respectivamente, um indivíduo, uma espécie e uma população são: a) I, II e III. b) I, III e II. c) II, III e I. d) III, I e II. e) III, II e I. Consulte Livro 1 Capítulo 23 Caderno de Exercícios 1 Capítulo 23 Tarefa Mínima 1. Leia os itens de 1 a Faça os exercícios de 1 a 5. Tarefa Complementar 1. Leia os itens de 11 a Faça os exercícios de 6 a 10. Aulas 65e66 Fluxo de energia no ecossistema: cadeias e teias alimentares 1. No ecossistema, o fluxo de energia é unidirecional. 2. A energia flui no ecossistema ao longo das cadeias alimentares. 3. Uma cadeia alimentar é composta de produtores, consumidores e decompositores. 4. O conjunto de cadeias alimentares de um ecossistema constitui uma teia alimentar. 5. Pirâmides ecológicas constituem uma avaliação quantitativa dos eventos que ocorrem no ecossistema. 6. Cadeias alimentares de predadores, de parasitas e de detritívoros. 7. Produtividade, eficiência ecológica e fatores limitantes do ecossistema. 8. O DDT e seu efeito cumulativo. 144

23 A O fluxo de energia pelo ecossistema Cadeias alimentares Os níveis tróficos Produtores Consumidores Decompositores B A teia alimentar A posição de um consumidor de última ordem pode variar de acordo com a cadeia da qual ele participe. Produtores Consumidores Besouro Sapo Gafanhoto Vegetação Gavião Cobra Preá Decompositores 145

24 C Pirâmides ecológicas I. Pirâmide de números C 4 C 3 C 2 C 1 P Observação Nas cadeias alimentares de parasitas, a pirâmide pode ser invertida. Os produtores aparecem sempre na base. II. Pirâmide de massa Biomassa de consumidores terciários Biomassa de consumidores secundários Biomassa de consumidores primários Biomassa de produtores 146

25 III. Pirâmide de energia Energia captada pelos produtores Energia retida no sistema vivo Energia perdida pelo sistema vivo 1. A quantidade de energia disponível para os seres vivos diminui de um nível trófico para outro, a partir dos produtores. 2. A energia absorvida pelos produtores acaba voltando para o ambiente como energia térmica e não pode ser utilizada pelos seres vivos. D O DDT e o seu efeito cumulativo A concentração de DDT aumentou cerca de 7 milhões de vezes A concentração de DDT (partes por milhão) Aves Aves que se alimentam de peixes 20,00 Peixes pequenos Peixes pequenos 2,00 Protozoários etc. Zooplâncton 0,20 Algas Fitoplâncton 0,04 Água 0, Biomagnificação (amplificação) do DDT ao longo de uma cadeia alimentar aquática. Os consumidores do último nível trófico apresentam a maior concentração. 147

Professor(a): Marco Rossellini Disciplina: Biologia Aluno(a): Ano: 3 EM Nº: Data: / / Bimestre: 3º NOTA: Exercícios - Geekie

Professor(a): Marco Rossellini Disciplina: Biologia Aluno(a): Ano: 3 EM Nº: Data: / / Bimestre: 3º NOTA: Exercícios - Geekie 1) Leia os trechos seguintes, extraídos de um texto sobre a cor de pele humana. A pele de povos que habitaram certas áreas durante milênios adaptou-se para permitir a produção de vitamina D. À medida que

Leia mais

das espécies Chegamos à aula 50! Durante as aulas do Os trabalhos de Charles Darwin

das espécies Chegamos à aula 50! Durante as aulas do Os trabalhos de Charles Darwin A evolução das espécies A UU L AL A Chegamos à aula! Durante as aulas do telecurso, você viu vários temas relacionados com a Biologia: genética, botânica, zoologia, fisiologia, ecologia entre outros. Finalizaremos

Leia mais

A especiação: o surgimento de novas espécies

A especiação: o surgimento de novas espécies Disciplina: Ciências Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Formação das Espécies A ESPECIAÇÃO A especiação: o surgimento de novas espécies Especiação é o nome dado

Leia mais

BIOLOGIA EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM

BIOLOGIA EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM BIOLOGIA EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM TESTES 1) (Santos) Muitos antibióticos, inicialmente usados com sucesso contra bactérias patogênicas, parecem ter perdido sua eficiência. Um mesmo antibiótico, usado para

Leia mais

BA.28: Evolução BIOLOGIA

BA.28: Evolução BIOLOGIA ATIVIDADES 1. (UFMG) Uma população de formigas foi dividida pela passagem de um rio em seu território. As duas populações formadas ficaram isoladas durante muito tempo. Reunidas em laboratório, observouse

Leia mais

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa E. alternativa C

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa E. alternativa C Questão 13 A cidade de São Paulo, atravessada por dois grandes rios, Tietê e Pinheiros, e seus inúmeros afluentes, é freqüentemente assolada por grandes enchentes nos períodos chuvosos. Após as enchentes,

Leia mais

ECOLOGIA I - CONCEITOS GERAIS

ECOLOGIA I - CONCEITOS GERAIS BIOLOGIA ECOLOGIA I - CONCEITOS GERAIS Ecologia é o estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente onde vivem. É uma ciência que estuda os seres vivos acima do nível do organismo individual, estuda,

Leia mais

5ª SÉRIE/6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL UM MUNDO MELHOR PARA TODOS

5ª SÉRIE/6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL UM MUNDO MELHOR PARA TODOS 5ª SÉRIE/6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL UM MUNDO MELHOR PARA TODOS Auno(a) N 0 6º Ano Turma: Data: / / 2013 Disciplina: Ciências UNIDADE I Professora Martha Pitanga ATIVIDADE 01 CIÊNCIAS REVISÃO GERAL De

Leia mais

152 questões de biologia comentadas para você gabaritar o vestibular 12. EVOLUÇÃO

152 questões de biologia comentadas para você gabaritar o vestibular 12. EVOLUÇÃO 12. EVOLUÇÃO QUESTÃO - 145 O conhecimento do processo evolutivo é fundamental para a compreensão da vida. O estudo de fósseis é uma importante evidência de que a evolução dos organismos ocorreu. Com relação

Leia mais

Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan

Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Ecologia (oikos = casa; logos = ciência) Estuda as relações entre os seres vivos, e o ambiente em que vivem; Multidisciplinar A Ecologia é complexa, e envolve:

Leia mais

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida Introdução A ciência que estuda como os seres vivos se relacionam entre si e com o ambiente em que vivem e quais as conseqüências dessas relações é a Ecologia (oikos = casa e, por extensão, ambiente; logos

Leia mais

Lista de Exercícios (BIO-LEO)

Lista de Exercícios (BIO-LEO) Lista de Exercícios (BIO-LEO) 1. (Fgv 2015) As estruturas ilustram os ossos das mãos ou patas anteriores de seis espécies de mamíferos, não pertencentes obrigatoriamente ao mesmo ecossistema. V. A recombinação

Leia mais

Biologia e Geologia, 11.º Ano Evolução Biológica EVOLUÇÃO BIOLÓGICA

Biologia e Geologia, 11.º Ano Evolução Biológica EVOLUÇÃO BIOLÓGICA EVOLUÇÃO BIOLÓGICA 1. Unicelularidade e Multicelularidade o Dos Procariontes aos Eucariontes o Da Unicelularidade à Multicelularidade 2. Mecanismos da Evolução o Evolucionismo vs. Fixismo o Selecção Natural,

Leia mais

Biologia Fascículo 10 André Eterovic

Biologia Fascículo 10 André Eterovic Biologia Fascículo 10 André Eterovic Índice Ecologia Conceitos Ecológicos...1 Cadeias Alimentares...2 Relações Simbióticas...4 Exercícios...6 Gabarito...8 Ecologia Conceitos Ecológicos Ecologia: definição

Leia mais

EXERCÍCIO RESOLVIDO ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS PROPOSTOS. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.b - TEORIAS EVOLUTIVAS

EXERCÍCIO RESOLVIDO ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS PROPOSTOS. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.b - TEORIAS EVOLUTIVAS BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.b - TEORIAS EVOLUTIVAS ORIENTAÇÕES Essa lista é a continuação da lista 3.a, com mais exercícios sobre teorias evolutivas. Como sempre, resolva as questões

Leia mais

Simulado Biologia UNICAMP 2014-2013

Simulado Biologia UNICAMP 2014-2013 1. (Unicamp 2014) Considere os seguintes componentes celulares: I. parede celular II. membrana nuclear III. membrana plasmática IV. DNA É correto afirmar que as células de a) fungos e protozoários possuem

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR Retículo endoplasmático Invólucro nuclear Núcleo Mitocôndria Procarionte fotossintético Cloroplasto Procarionte ancestral Eucariote ancestral

Leia mais

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável E C O L O G I A Deriva do grego oikos, com sentido de casa e logos com sentido de estudo Portanto, trata-se do estudo do ambiente da casa Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que

Leia mais

A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem

A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Link para acessar o conteúdo, calendário, notas, etc. www.e-conhecimento.com.br Ensino Médio Primeiros Anos Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres

Leia mais

AULA 1 ORGANIZAÇÃO CELULAR DOS SERES VIVOS

AULA 1 ORGANIZAÇÃO CELULAR DOS SERES VIVOS AULA 1 ORGANIZAÇÃO CELULAR DOS SERES VIVOS Apesar da diversidade entre os seres vivos, todos guardam muitas semelhanças, pois apresentam material genético (DNA) em que são encontradas todas as informações

Leia mais

Lista de exercícios de Evolução

Lista de exercícios de Evolução Lista de exercícios de Evolução 01) Evolução é um processo biológico apresentado por um (uma): a) Célula b) Tecido c) Órgão d) Organismo e) População 02) O russo Alexander I. Oparin, em 1936, propôs um

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE 1- Leia o texto e responda as questões Todos os animais, independentemente do seu estilo de vida, servem como fonte de alimento para outros seres vivos. Eles estão

Leia mais

Exercícios de Evidências da Evolução

Exercícios de Evidências da Evolução Exercícios de Evidências da Evolução Material de apoio do Extensivo 1. (Unesp) No filme Avatar, de James Cameron (20th Century Fox, 2009), os nativos de Pandora, chamados Na Vi, são indivíduos com 3 metros

Leia mais

Matéria e Energia no Ecossistema

Matéria e Energia no Ecossistema Matéria e Energia no Ecossistema Qualquer unidade que inclua a totalidade dos organismos (comunidade) de uma área determinada, interagindo com o ambiente físico, formando uma corrente de energia que conduza

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira ENEM. Evolução

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira ENEM. Evolução ENEM Evolução 1. (Enem 2014) Segundo a teoria evolutiva mais aceita hoje, as mitocôndrias, organelas celulares responsáveis pela produção de ATP em células eucariotas, assim como os cloroplastos, teriam

Leia mais

COMO SURGIRAM OS SERES VIVOS? 23/06/2015 ORIGEM DA VIDA E EVOLUÇÃO ABIOGÊNESE X BIOGÊNESE COMO SURGIRAM OS SERES VIVOS?

COMO SURGIRAM OS SERES VIVOS? 23/06/2015 ORIGEM DA VIDA E EVOLUÇÃO ABIOGÊNESE X BIOGÊNESE COMO SURGIRAM OS SERES VIVOS? ORIGEM DA VIDA E EVOLUÇÃO Prof. Ramon Lamar PROGRAMA DE EVOLUÇÃO PARA O ENEM Origem e evolução da vida A biologia como ciência: história, métodos, técnicas e experimentação. Hipóteses sobre a origem do

Leia mais

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO)

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO) EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO) 1- Uma das etapas do ciclo de vida é o processo da reprodução. O comportamento reprodutivo varia muito entre os seres vivos e é por meio dele que uma espécie de ser vivo

Leia mais

EVOLUÇÃO - II. Prof. Fernando Belan - Biologia Mais

EVOLUÇÃO - II. Prof. Fernando Belan - Biologia Mais EVOLUÇÃO - II Prof. Fernando Belan - Biologia Mais Reinterpretação da teoria de Darwin sob à luz das novas descobertas genétcas; O erro de Darwin: não explicar a origem das variações dentro das espécies.

Leia mais

PROFESSOR GUILHERME BIOLOGIA

PROFESSOR GUILHERME BIOLOGIA Laranjeiras do Sul: Av. 7 de Setembro, 1930. Fone: (42) 3635 5413 Quedas do Iguaçu: Pça. Pedro Alzide Giraldi, 925. Fone: (46) 3532 3265 www.genevestibulares.com.br / contato@genevestibulares.com.br PROFESSOR

Leia mais

EVOLUÇÃO CONCEITO: É 1- TEORIA DO FIXISMO OU DO CRIACIONISMO OU DA CRIAÇÃO ESPECIAL

EVOLUÇÃO CONCEITO: É 1- TEORIA DO FIXISMO OU DO CRIACIONISMO OU DA CRIAÇÃO ESPECIAL EVOLUÇÃO CONCEITO: É a parte da Biologia que estuda as transformações sofridas pelos seres vivos no decorrer do tempo. 1- TEORIA DO FIXISMO OU DO CRIACIONISMO OU DA CRIAÇÃO ESPECIAL Segundo esta teoria,

Leia mais

BIOLOGIA ECOLOGIA - CONCEITOS ECOLÓGICOS

BIOLOGIA ECOLOGIA - CONCEITOS ECOLÓGICOS BIOLOGIA Prof. Fred ECOLOGIA - CONCEITOS ECOLÓGICOS Ecologia: definição e importância Ecologia é o estudo das relações entre os seres vivos e entre estes e o ambiente em que vivem. Envolve aspectos do

Leia mais

BIOLOGIA IACI BELO. Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas?

BIOLOGIA IACI BELO. Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas? BIOLOGIA IACI BELO www.iaci.com.br ASSUNTO: EVOLUÇÃO CONVERGENTE Série: 3EM Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas? por Joshua Clark - traduzido por HowStuffWorks Brasil Há cerca

Leia mais

Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 8º Ano

Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 8º Ano Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 8º Ano O termo célula foi usado pela primeira vez pelo cientista inglês Robert Hooke, em 1665. Por meio de um microscópio

Leia mais

ALUNO(A): DATA: / / PROF(A): Jorge Rabelo DISCIPLINA: BIOLOGIA SÉRIE: 3ª TURMA: A TRIMESTRE: 1

ALUNO(A): DATA: / / PROF(A): Jorge Rabelo DISCIPLINA: BIOLOGIA SÉRIE: 3ª TURMA: A TRIMESTRE: 1 ALUNO(A): DATA: / / PROF(A): Jorge Rabelo DISCIPLINA: BIOLOGIA SÉRIE: 3ª TURMA: A TRIMESTRE: 1 1. Estudos sobre genética de populações mostram que o risco de extinção de espécies aumenta com a diminuição

Leia mais

BIOLOGIA REFORÇO CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN. 1ª série Ensino Médio

BIOLOGIA REFORÇO CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN. 1ª série Ensino Médio 1ª série Ensino Médio BIOLOGIA REFORÇO 1. "Transgênicos: seguros ou não?" O mundo se divide cada vez mais entre os que são a favor e os que são contra os alimentos geneticamente modificados.[...]. As colheitas

Leia mais

Aula 11 Cadeia alimentar

Aula 11 Cadeia alimentar Aula 11 Cadeia alimentar A biosfera, parte do planeta onde vivem os seres vivos, é formado por ecossistemas. O ecossistema é constituído por comunidade (parte biótica) e os fatores físicos e químicos do

Leia mais

Delza - Ciências 6ª Série RECUPERAÇÂO. QUESTÃO 1 (Descritor: associar características básicas à classificação dos seres vivos.)

Delza - Ciências 6ª Série RECUPERAÇÂO. QUESTÃO 1 (Descritor: associar características básicas à classificação dos seres vivos.) Delza - Ciências 6ª Série RECUPERAÇÂO QUESTÃO 1 (Descritor: associar características básicas à classificação dos seres vivos.) Assunto: Classificação dos seres vivos Os cientistas estabeleceram um sistema

Leia mais

Questão 89. Questão 90. Questão 91. alternativa B. alternativa B

Questão 89. Questão 90. Questão 91. alternativa B. alternativa B Questão 89 Qual das alternativas classifica corretamente o vírus HIV, o tronco de uma árvore, a semente de feijão e o plasmódio da malária, quanto à constituição celular? Plasmódio da Vírus Tronco Semente

Leia mais

b) não é válida, se as espécies forem de classes diferentes.

b) não é válida, se as espécies forem de classes diferentes. 16 a Um ser humano adulto tem de 40 a 60% de sua massa corpórea constituída por água. A maior parte dessa água encontra-se localizada a) no meio intracelular. b) no líquido linfático. c) nas secreções

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G Ensino Fundamental Ciências da Natureza Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Movimentos dos continentes H7 2 Origem dos seres vivos na Terra H17 3 Relações ecológicas

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Ciências

PROVA BIMESTRAL Ciências 6 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Ciências Escola: Nome: Turma: n o : 1. Os animais apresentam diferentes formas de locomoção, alimentação e revestimento do corpo, características estas que os organizam

Leia mais

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufc) Na(s) questão(ões) a seguir escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufc) Na(s) questão(ões) a seguir escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos. Respiração e Fermentação 1. (Fuvest) O fungo 'Saccharomyces cerevisiae' (fermento de padaria) é um anaeróbico facultativo. Quando cresce na ausência de oxigênio, consome muito mais glicose do que quando

Leia mais

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS Perceber e utilizar os códigos intrínsecos da Biologia. Relacionar o conhecimento das diversas disciplinas para o entendimento

Leia mais

ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 2 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO

ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 2 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 2 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO ORIENTAÇÕES Esta lista contém exercícios sobre fatos que sustentam a ideia da evolução dos seres vivos. Resolva as questões com foco

Leia mais

COLÉGIO SÃO JOSÉ 3º ANO- ENSINO MÉDIO BIOLOGIA PROFESSORA VANESCA 2015

COLÉGIO SÃO JOSÉ 3º ANO- ENSINO MÉDIO BIOLOGIA PROFESSORA VANESCA 2015 COLÉGIO SÃO JOSÉ 3º ANO- ENSINO MÉDIO BIOLOGIA PROFESSORA VANESCA 2015 ECOLOGIA Introdução, Cadeias alimentares, Matéria e Energia no Ecossistema. O termo ECOLOGIA foi empregado pela 1ª vez por E. Haeckel,

Leia mais

CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO

CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO INTRODUÇÃO Síntese sobre a Teoria da Evolução Química. Criacionismo (fundamentado na fé e na religião). É a primeira explicação para perguntas sobre a origem do Universo, da

Leia mais

Questões de Biologia do ENEM: Evolução Biológica

Questões de Biologia do ENEM: Evolução Biológica 1) (ENEM 2012) Paleontólogos estudam fósseis e esqueletos de dinossauros para tentar explicar o desaparecimento desses animais. Esses estudos permitem afirmar que esses animais foram extintos há cerca

Leia mais

Atividade extra. Questão 1. Questão 2. Ciências da Natureza e suas Tecnologias Biologia. A diversidade biológica é o fruto da variação genética.

Atividade extra. Questão 1. Questão 2. Ciências da Natureza e suas Tecnologias Biologia. A diversidade biológica é o fruto da variação genética. Atividade extra Questão 1 A diversidade biológica é o fruto da variação genética. Falar em biodiversidade e em tempo significa, necessariamente, falar de: a. Degeneração. b. Conservação. c. Evolução. d.

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Questão 1 O gráfico mostra os níveis de glicose medidos no sangue de duas pessoas, sendo uma saudável e outra com diabetes melito, imediatamente após uma refeição e nas cinco horas seguintes. Essa substância

Leia mais

Ecologia Geral (ECG33AM) Curso de Graduação em Engenharia Ambiental UTFPR Francisco Beltrão

Ecologia Geral (ECG33AM) Curso de Graduação em Engenharia Ambiental UTFPR Francisco Beltrão Ecologia Geral (ECG33AM) Curso de Graduação em Engenharia Ambiental UTFPR Francisco Beltrão Antes de continuarmos... ainda algumas orientações! Orientações gerais (muito importantes) 1) O prazo máximo

Leia mais

Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre

Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre Pessoal a matéria da prova de Biologia é dos Módulos 1 a 5 (Edgard) e Módulo 1 (Ricardo). Parte I O Gabarito está na última folha. 1. Ordene as categorias

Leia mais

Ciências Naturais. Fluxo de Energia nos Ecossistemas teste de verificação da aprendizagem

Ciências Naturais. Fluxo de Energia nos Ecossistemas teste de verificação da aprendizagem Ciências Naturais 8º ano Fluxo de Energia nos Ecossistemas teste de verificação da aprendizagem 1 O que representa a imagem seguinte? A. Uma sucessão ecológica. B. Uma teia aliemntar. C. Uma pirâmide ecológica.

Leia mais

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO O ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio, em sua versão 2012, apresentará uma redação e 180 questões objetivas, divididas nas quatro áreas do conhecimento: - Ciências

Leia mais

DOS GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS. Prof. Rabelo

DOS GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS. Prof. Rabelo ORIGEM DAS ESPÉCIES E DOS GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS Prof. Rabelo ORIGEM DAS ESPÉCIES E DOS GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS Esqueleto fossilizado de um pequeno animal que se acredita ser um ancestral

Leia mais

ECOLOGIA GERAL FLUXO DE ENERGIA E MATÉRIA ATRAVÉS DE ECOSSISTEMAS

ECOLOGIA GERAL FLUXO DE ENERGIA E MATÉRIA ATRAVÉS DE ECOSSISTEMAS ECOLOGIA GERAL Aula 05 Aula de hoje: FLUXO DE ENERGIA E MATÉRIA ATRAVÉS DE ECOSSISTEMAS Sabemos que todos os organismos necessitam de energia para se manterem vivos, crescerem, se reproduzirem e, no caso

Leia mais

EXAME DE BIOLOGIA Prova de Acesso - Maiores 23 Anos (21 de Abril de 2009)

EXAME DE BIOLOGIA Prova de Acesso - Maiores 23 Anos (21 de Abril de 2009) INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA EXAME DE BIOLOGIA Prova de Acesso - Maiores 23 Anos (21 de Abril de 2009) Nome do Candidato Classificação Leia as seguintes informações com atenção. 1. O exame é constituído

Leia mais

Seminário de Genética BG - 380 Principal Resumo Professores Componentes Bibliografia Links

Seminário de Genética BG - 380 Principal Resumo Professores Componentes Bibliografia Links Seminário de Genética BG - 380 Principal Resumo Professores Componentes Bibliografia Links Darwin Voltar Filogenia anatômica e fisiológica Filogênia Molecular A teoria da evolução de Darwin gerou o conceito

Leia mais

O DNA é formado por pedaços capazes de serem convertidos em algumas características. Esses pedaços são

O DNA é formado por pedaços capazes de serem convertidos em algumas características. Esses pedaços são Atividade extra Fascículo 2 Biologia Unidade 4 Questão 1 O DNA é formado por pedaços capazes de serem convertidos em algumas características. Esses pedaços são chamados de genes. Assinale abaixo quais

Leia mais

BIOLOGIA APROFUNDAMENTO DO ESTUDO DE EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM

BIOLOGIA APROFUNDAMENTO DO ESTUDO DE EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM BIOLOGIA APROFUNDAMENTO DO ESTUDO DE EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM CONTEÚDO: lamarquismo, darwinismo, neodarwinismo, analogia, homologia, convergência adaptativa e irradiação adaptativa EVOLUÇÃO TEORIAS EVOLUTIVAS

Leia mais

3) As afirmativas a seguir referem-se ao processo de especiação (formação de novas espécies). Com relação a esse processo é INCORRETO afirmar que

3) As afirmativas a seguir referem-se ao processo de especiação (formação de novas espécies). Com relação a esse processo é INCORRETO afirmar que Exercícios Evolução - parte 2 Professora: Ana Paula Souto Nome: n o : Turma: 1) Selecione no capítulo 7 duas características de defesa de plantas. a) DESCREVA cada característica. b) Para cada característica,

Leia mais

Bem vindo ao novo Sistema Solar

Bem vindo ao novo Sistema Solar Bem vindo ao novo Sistema Solar Bem-vindo ao novo Sistema Solar Big Bang: grande explosão que formou o universo Prótons Grande Explosão Primeiros Estrelas Galáxias Elétrons Nêutrons átomos Elemento Químico

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de BIOLOGIA do Ensino Médio Exames Supletivos/2015

Conteúdo Básico Comum (CBC) de BIOLOGIA do Ensino Médio Exames Supletivos/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

Gabarito Caderno de atividades Biologia - Diversidade da Vida Volume 1-2013

Gabarito Caderno de atividades Biologia - Diversidade da Vida Volume 1-2013 Gabarito Caderno de atividades Biologia - Diversidade da Vida Volume 1-2013 1. A origem da vida na Terra 1) A 2) B 3) E 4) E 5) C 6) C 7) C 8) C 9) D 10) C 11) A 12) C 13) C 14) B 15) D 2. A evolução biológica

Leia mais

Software. GUIA DO PROFESSOR Conquista do meio terrestre e adaptações

Software. GUIA DO PROFESSOR Conquista do meio terrestre e adaptações Conquista do meio terrestre e adaptações Conteúdos: Tempo: Objetivos: Conquista do meio terrestre e adaptações 1 hora-aula de 50 minutos Mostrar como os processos evolutivos podem transformar os seres

Leia mais

5ª série / 6º ano 1º bimestre

5ª série / 6º ano 1º bimestre 5ª série / 6º ano 1º bimestre Água e o planeta Terra Hidrosfera Distribuição e importância Hidrosfera é o conjunto de toda a água da Terra. Ela cobre 2/3 da superfície terrestre e forma oceanos, mares,

Leia mais

1º Unidade. Capítulo I. Capítulo II. Capítulo III. Capítulo IV. Capítulo V. Apoio: Organização: Origem da Vida 3. Os Primeiros Seres Vivos Na Terra 7

1º Unidade. Capítulo I. Capítulo II. Capítulo III. Capítulo IV. Capítulo V. Apoio: Organização: Origem da Vida 3. Os Primeiros Seres Vivos Na Terra 7 1 1º Unidade Capítulo I Origem da Vida 3 Capítulo II Os Primeiros Seres Vivos Na Terra 7 Capítulo III Teoria da Evolução 11 Capítulo IV Evolução 15 Capítulo V O que é Citologia? 21 Questões do ENEM 23

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Origem da Vida 3. Questões do ENEM 7. Os Primeiros Seres Vivos Na Terra 9. Questões do ENEM 13. Teoria da Evolução 14. Questões do ENEM 19

Origem da Vida 3. Questões do ENEM 7. Os Primeiros Seres Vivos Na Terra 9. Questões do ENEM 13. Teoria da Evolução 14. Questões do ENEM 19 1 Unidade I Capítulo I Origem da Vida 3 Questões do ENEM 7 Capítulo II Os Primeiros Seres Vivos Na Terra 9 Questões do ENEM 13 Capítulo III Teoria da Evolução 14 Questões do ENEM 19 Capítulo IV Evolução

Leia mais

Lista de Exercícios. Aluno(a): Nº. Pré Universitário Uni-Anhanguera. Disciplina: Biologia

Lista de Exercícios. Aluno(a): Nº. Pré Universitário Uni-Anhanguera. Disciplina: Biologia Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 3 Ano Disciplina: Biologia 1) (UFMG) Estes animais costumam estar presentes no dia-a-dia dos seres humanos:

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MAX DADA GALLIZZI BIOLOGIA GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MAX DADA GALLIZZI BIOLOGIA GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS MAX DADA GALLIZZI BIOLOGIA 01 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Conhecimentos de Biologia Roteiro de estudo BIO = VIDA Prezado(a)

Leia mais

Cadeia alimentar 3º ano

Cadeia alimentar 3º ano Cadeia alimentar 3º ano O equilíbrio ecológico depende diretamente da interação, das trocas e das relações que os seres vivos estabelecem entre si e com o ambiente. Os seres respiram, vivem sobre o solo

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2A

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2A CADERNO DE EXERCÍCIOS 2A Ensino Fundamental Ciências da Natureza II Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Cadeia alimentar e fluxo de energia H43 2 Esquema do sistema digestório H46 3 Órgãos

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ECOLOGIA

EXERCÍCIOS DE ECOLOGIA BIOLOGIA Iaci Belo www.iaci.com.br ASSUNTO: ECOLOGIA Série: 3EM EXERCÍCIOS DE ECOLOGIA 01. Os seres aquáticos podem se divididos em três grupos: I. Organismos que nadam ativamente vencendo as correntes;

Leia mais

Tudo começou em África

Tudo começou em África Tudo começou em África (Expresso: 25-04-1998) Análises do D A confirmam a origem africana da espécie humana, uma ideia já defendida no século passado por Charles Darwin e Thomas Henry. A nossa árvore genealógica

Leia mais

Escola Secundária do Monte de Caparica Disciplina de Biologia 10 º Ano

Escola Secundária do Monte de Caparica Disciplina de Biologia 10 º Ano Escola Secundária do Monte de Caparica Disciplina de Biologia 10 º Ano Teste de avaliação Nome ----------------------------------------------------------------------- Numero -------------------------------

Leia mais

Entre os seres vivos de um ecossistema, há um inter relacionamento dinâmico e equilibrado, que permite a troca de matéria e de energia.

Entre os seres vivos de um ecossistema, há um inter relacionamento dinâmico e equilibrado, que permite a troca de matéria e de energia. Cadeia alimentar A biosfera, parte do planeta onde vivem os seres vivos, é formado por ecossistemas. O ecossistema é constituído por comunidades (parte biótica) e os fatores físicos e químicos do meio

Leia mais

CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR

CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR Cadeia alimentar: é uma seqüência de seres vivos relacionando-se dentro de um ecossistema, onde um ser serve de alimento para outro ser. Exemplo: Capim capivara onça bactéria

Leia mais

Maxillaria silvana Campacci

Maxillaria silvana Campacci Ecologia Aula 1 Habitat É o lugar que reúne as melhores condições de vida para uma espécie. Temperatura, quantidade de água, intensidade da luz solar e tipo de solo determinam se o habitat é adequado ao

Leia mais

NECESSIDADE BÁSICAS DOS SERES VIVOS. Estágio docência: Camila Macêdo Medeiros

NECESSIDADE BÁSICAS DOS SERES VIVOS. Estágio docência: Camila Macêdo Medeiros NECESSIDADE BÁSICAS DOS SERES VIVOS Estágio docência: Camila Macêdo Medeiros Necessidades básicas O planeta oferece meios que satisfaçam as necessidades básicas dos seres vivos. Necessidades básicas dos

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS 6 ano 1 volume CONTEÚDOS OBJETIVOS 1.Astronomia: estudando o céu Estrelas e constelações Sistema Solar e exploração do Universo - Movimentos da - Terra e da Lua Reconhecer

Leia mais

ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS. Prof. Emerson

ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS. Prof. Emerson ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS Prof. Emerson Algumas considerações importantes: Apesar da diversidade, algumas células compartilham ao menos três características: São dotadas de membrana plasmática; Contêm

Leia mais

Origem da Terra. Para saber mais sobre a formação de asteroides, acesse o site: http://ciencia.hsw.uol.com.br/cinturoes-de-asteroides1.

Origem da Terra. Para saber mais sobre a formação de asteroides, acesse o site: http://ciencia.hsw.uol.com.br/cinturoes-de-asteroides1. Origem da Terra Antes de falarmos na origem da Terra, devemos primeiro abordar o tema a origem do Sistema Solar, ou melhor, ainda a origem do Universo. Várias teorias buscam explicar a origem do Universo.

Leia mais

A biodiversidade em diferentes ambientes. http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm

A biodiversidade em diferentes ambientes. http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm A biodiversidade em diferentes ambientes http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm Unidade básica da vida a célula Quem foi Robert Hooke? Por volta de 1667, o cientista inglês

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

1. O conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que vive numa mesma área geográfica constitui:

1. O conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que vive numa mesma área geográfica constitui: COLÉGIO JOÃO PAULO I ENSINO MÉDIO 2009 ECOLOGIA PROF. XANDI 1. O conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que vive numa mesma área geográfica constitui: a) população b) comunidade c) ecossistema d)

Leia mais

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente 1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS Eu um ser no ambiente Higiene Corporal Os cinco sentidos Corpo humano Perceber a importância do cuidado com o corpo, da vacinação e da prevenção de acidentes.

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.a TEORIAS EVOLUTIVAS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.a TEORIAS EVOLUTIVAS BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.a TEORIAS EVOLUTIVAS ORIENTAÇÕES Esta lista contém exercícios sobre as teorias evolutivas, um assunto bastante importante e presente nos vestibulares de todo

Leia mais

Questões comentadas ENEM 2013 Parte 1 Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Questões comentadas ENEM 2013 Parte 1 Ciências da Natureza e suas Tecnologias Questões comentadas ENEM 2013 Parte 1 Ciências da Natureza e suas Tecnologias Caro estudante, Trazemos para você a primeira parte da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) do ano de 2013, do grupo

Leia mais

ATIVIDADE INTERAÇÕES DA VIDA. CAPÍTULOS 1, 2, 3 e 4

ATIVIDADE INTERAÇÕES DA VIDA. CAPÍTULOS 1, 2, 3 e 4 ATIVIDADE INTERAÇÕES DA VIDA CAPÍTULOS 1, 2, 3 e 4 Questão 1) Abaixo representa uma experiência com crisântemo, em que a planta foi iluminada, conforme mostra o esquema. Com base no esquema e seus conhecimentos,

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 PROVA DE BIOLOGIA

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 PROVA DE BIOLOGIA Questão 1: É sabido que indivíduos homozigotos recessivos para alelos mutados do gene codificador da enzima hexosaminidase desenvolvem uma doença conhecida como Tay-Sachs, e morrem antes do quarto ano

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Biologia Membrana Plasmática e Fisiologia Celular

Exercícios de Aprofundamento Biologia Membrana Plasmática e Fisiologia Celular 1. (Fuvest 2015) Nas figuras abaixo, estão esquematizadas células animais imersas em soluções salinas de concentrações diferentes. O sentido das setas indica o movimento de água para dentro ou para fora

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Biologia LIVRO 3 Unidade 3 Avaliação capítulos 12, 13, 14, 15 e 16 Ecologia

Biologia LIVRO 3 Unidade 3 Avaliação capítulos 12, 13, 14, 15 e 16 Ecologia 1. Durante uma aula de campo, a professora informou que naquela área existiam diversas espécies de formigas, seres que estabelecem uma relação intraespecífica harmônica conhecida como sociedade. Informou

Leia mais

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico.

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico. BIOLOGIA Um agricultor verificou que havia muita perda em sua lavoura de trigo, pois o vento derrubava várias plantas. Um vizinho o aconselhou a produzir sementes que dessem origem a plantas com entrenós

Leia mais

Lista de Exercícios de. Evolução. Prof. Maira

Lista de Exercícios de. Evolução. Prof. Maira Maira Evolução Lista de Exercícios de Prof 1) (Unicamp-SP) A evolução biológica e tema amplamente debatido e as teorias evolucionistas mais conhecidas são as de Lamarck e Darwin, a que remete a tira do

Leia mais

ANO 2014/2015 PROFESSOR (a)

ANO 2014/2015 PROFESSOR (a) ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA PLANO DE ESTUDOS INDEPENDENTES DE RECUPERAÇÃO (NO PERÍODO DE FÉRIAS ESCOLARES) ANO 2014/2015 PROFESSOR (a) DISCIPLINA Biologia ALUNO (a) SÉRIE 3º ANO 1. OBJETIVO

Leia mais

PROFESSOR: Leonardo Mariscal

PROFESSOR: Leonardo Mariscal PROFESSOR: Leonardo Mariscal BANCO DE QUESTÕES BIOLOGIA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== 01- O aumento da poluição

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA Série: 2ª EM Disciplina: Biologia Professor (a): Bernardo Grieco Aluno (a): Caro (a) aluno (a), O roteiro de recuperação abrange todo conteúdo trabalhado ao longo

Leia mais