ancária BInformativo do Sindicato dos Bancários do Ceará Edição nº a 8 de fevereiro de 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ancária BInformativo do Sindicato dos Bancários do Ceará Edição nº 1321 3 a 8 de fevereiro de 2014"

Transcrição

1 ancária BInformativo do Sindicato dos Bancários do Ceará Edição nº a 8 de fevereiro de 2014 Sindicato repassa valores da ação do anuênio do Banco do Brasil Foto: Secretaria de Imprensa SEEB/CE O pagamento dos valores incontroversos da ação aconteceu durante café da manhã, no dia 25/1, a 95 beneficiários (pág. 3) Sindicato convoca ex-becistas a trazerem documentos para calcular passivo trabalhista. O prazo termina em novembro e cerca de 250 beneficiários ainda não foram encontrados (pág. 4) Empregados querem apuração de graves denúncias de fraudes contra a Caixa Econômica Federal. Casos maculam a imagem do banco (pág. 5) Denúncia de gestão fraudulenta no BNB, feita pelo Ministério Público Federal do Ceará, vem sendo denunciada há mais de um ano pelo Sindicato (pág. 7)

2 Edição a 8 de fevereiro de 2014 Tribuna Bancária ASSEMBLEIA Ex-bancários do BCN aprovam proposta sobre Fundação Francisco Conde Foto: Secretaria de Imprensa SEEB/CE Em assembleia realizada no dia 27/1, no Sindicato dos Bancários do Ceará, os ex-funcionários do BCN aprovaram a destinação dos R$ 100 milhões referentes à segunda parcela a ser recebida da Fundação Francisco Conde. O cálculo do valor a ser pago será baseado a partir da data de entrada do bancário até abril de 1993, quando o banco encerrou o fundo. O primeiro grupo reúne aproximadamente 800 pessoas. No segundo estão cerca de 3,1 mil. Foi feito um cálculo prévio aproximado em que as pessoas do grupo 1 receberão mais ou menos R$ 800,00 de contribuição referente a cada mês trabalhado no banco, até abril de Se o bancário trabalhou 36 meses, por exemplo, receberá 36 parcelas de R$ 800,00. O segundo grupo receberá R$ 200,00 por mês trabalhado, com cálculo das parcelas igual ao do grupo 1. Os bancários que foram admitidos entre janeiro de 1976 e dezembro de 1979 estarão automaticamente no segundo grupo. Os bancários que foram admitidos entre janeiro de 1976 e dezembro de 1979 estarão automaticamente no segundo grupo. Próximos passos Haverá um prazo de três anos para que se possa localizar todos os beneficiários. O montante destinado aos bancários não localizados será redistribuído findo esse período. Essa proposta ainda será levada à Justiça e pretende, também, reivindicar junto ao Ministério Público (MP) que o valor seja distribuído como verba indenizatória. Dessa forma, não haveria incidência de imposto de renda. O desembargador Paulo Dimas, do TJ de São Paulo, foi informado sobre as deliberações das assembleias que ocorreram em todo o País e as entidades já encaminharam as atas ao desembargador, que dará vista ao MP e ao Bradesco. Esse resultado da assembleia representa uma demonstração de que a maioria dos participantes quer a realização de um acordo, uma vez que se não tivesse sido aprovado, correríamos o risco de uma disputa judicial de anos. O Ministério Público irá decidir e a tendência é de que acate a decisão soberana dos envolvidos. Esclarecemos para os bancários fora da lista e que estão na linha de corte proposta no acordo, que o Sindicato fará questionamento ao banco em relação ao problema Carlos Henrique Colares, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará Expediente Home Page: Endereço Eletrônico: Telefone geral : (85) Fax: (85) Tribuna Bancária: (85) Fax: (85) Rua 24 de Maio, Fortaleza Ceará Presidente: Carlos Eduardo Bezerra Diretor de Imprensa: Marcos Aurélio Saraiva Holanda Jornalista Resp: Lucia Estrela - CE00580JP Repórteres: Sandra Jacinto - CE01683JP Cinara Sá - MTE 2931/CE Projeto Gráfico e Diagramação: Normando Ribeiro CE00043DG Impressão: Expressão Gráfica Tiragem: exemplares

3 Tribuna Bancária Edição a 8 de fevereiro de BANCO DO BRASIL Sindicato realiza pagamento incontroverso para mais 95 beneficiários da ação do anuênio O Fotos: Secretaria de Imprensa SEEB/CE Sindicato dos Bancários do Ceará realizou no sábado, 25/1, um café da manhã para o pagamento dos valores incontroversos de mais 95 beneficiários da ação do anuênio do Banco do Brasil. Na ocasião, a Diretoria do SEEB/CE, o Dieese e o Departamento Jurídico do Sindicato prestaram esclarecimentos sobre o processo e o repasse das quantias. A liberação dos valores incontroversos foi solicitada pelo Sindicato e o juiz de primeira instância expediu a ordem de pagamento referente a 11 ações com os cálculos do anuênio, das 84 ajuizadas pela entidade. O encontro foi a segunda reunião para tratar sobre os repasses. A primeira aconteceu em dezembro passado com 17 beneficiários. Na medida em que o juiz libere a parte incontroversa das demais ações, o Sindicato agendará novas reuniões para o restante dos beneficiários e entrará em contato com todos. Para isso, é fundamental que os beneficiários mantenham os dados (telefone, etc) atualizados junto à entidade. Processo não para O advogado do Sindicato dos Bancários, Carlos Chagas, esclareceu que o recebimento dos valores incontroversos não dá fim ao processo na Justiça. O que está sendo pago aqui são os valores que o BB reconhece estar devendo. O processo não para, os valores questionados pelo banco continuarão sendo cobrados na Justiça. Ele esclareceu ainda que, a rigor, as deduções referentes à FGTS Nem todos os sindicatos do País obtiveram êxito nesta ação e o Sindicato dos Bancários fica muito satisfeito em chegar em uma fase mais concreta do processo, que é o repasse de parte dos valores aos beneficiários José Eduardo Marinho, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e Previ deveriam estar sendo recolhidas, mas o juiz não determinou que isso acontecesse de imediato. A expectativa é que essa dedução seja feita futuramente. Não há também desconto referente ao imposto de renda. Histórico Em 1998, o BB retirou o anuênio de todos os funcionários. Diante disso, o Sindicato entrou com uma ação na Justiça requerendo o retorno do benefício ação esta ganha em todas as instâncias. A partir da decisão judicial, o banco já fez um adiantamento do anuênio na folha de junho 2009 e a volta do benefício resultou num aumento em torno de 10,5% para o funcionalismo. Quanto aos valores atrasados, compreendidos entre o período de setembro de 1999 a maio de 2009, o banco deverá pagá-los integralmente e fará os cálculos relativos a quanto cada bancário tem direito a receber. O que a ação postula O restabelecimento do pagamento do anuênio tal como antes. O pagamento das parcelas pretéritas devidas a título de diferença anuênio. O pagamento das repercussões das diferenças do anuênio sobre outras verbas: férias, 13º salário, FGTS, repouso semanal remunerado, licença prêmio, folgas, gratificação de função, adicional noturno, adicional de periculosidade, adicional de transferências, comissões, horas extras e verbas rescisórias. Pagamento da fração das contribuições que deixaram de ser prestadas à PREVI decorrentes do pagamento das diferenças do anuênio e seus reflexos.

4 Edição a 8 de fevereiro de 2014 Tribuna Bancária AÇÃO DO BEC Mais de 800 bancários já apresentaram documentações para cálculos Dos beneficiários da Ação de Cumprimento das Convenções Coletivas vigentes nos períodos de 1996/1997 e 1997/1998 em favor dos empregados do Banco do Estado do Ceará, mais de 800 já trouxeram toda a documentação necessária para dar início à fase de cálculo. Este passivo trabalhista foi constituído à época em que o BEC estava sob intervenção do Banco Central e resultou da decisão da instituição de não mais cumprir as Convenções Coletivas de Trabalho. Diante disso, foram ajuizadas ações em Fortaleza (fase de processamento de cálculos), Baturité, Limoeiro do Norte (cálculos apresentados recentemente), Quixadá, Crateús, Sobral, Iguatu, Crato e Juazeiro, cada uma com tramitações diferentes. A de Fortaleza foi ajuizada em 1998 e, após longa batalha judicial, a Justiça do Trabalho condenou o Bradesco (sucessor do BEC). Foi dado ao SEEB/CE o prazo de um ano, a contar de 06/11/13, para a coleta de documentos e apresentação dos cálculos. Quem tem direito No final do ano 2000, o BEC fez uma proposta de acordo, resultando numa assembleia que aprovou proposta englobando os dissídios de 1998/1999 e 1999/2000, além do Plano de Cargos e Salários. A grande Alguns beneficiários entregaram toda a documentação salarial, mas não assinaram os termos, inviabilizando o início do processo de cálculos. Além disso, apelamos para que, aqueles que conheçam ex-becistas, avisem dessa ação para que procurem o Sindicato, pois cerca de 250 beneficiários ainda não foram encontrados pela entidade Robério Ximenes, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e ex-becista maioria dos beneficiários aderiu ao acordo. Desta forma, somente tem direito a esta ação aqueles que não fizeram adesão ao acordo. Como proceder Para dar início aos cálculos, os beneficiários precisam trazer ou enviar ao Sindicato documentos como contracheques de 1996 até o período em que trabalhou no banco; Carteira de Trabalho; termo de rescisão contratual; recibos de férias, 13º e quaisquer outros documentos que comprovem ganhos mensais. É extremamente necessário também que o beneficiário assine o termo de responsabilidade e demais documentos de cunho jurídico para que seus cálculos sejam iniciados. Para saber mais informações sobre a ação ou tirar dúvidas, o ex-becista pode enviar para bancariosce.org.br ou telefonar para (85) e falar com Mayara ou Sula. Convênio: Faculdade Estácio FIC abre inscrições para Vestibular A Faculdade Estácio FIC, parceira do Sindicato dos Bancários do Ceará, está com inscrições abertas para o Vestibular e oferece aos bancários e seus dependentes os seguintes benefícios: Vestibular Gratuito¹; Desconto de 30% nas mensalidades²; Material didático impresso gratuito ou em um tablet sem custo³; Espaço Estágio Emprego encaminhamento para o mercado de Trabalho; Biblioteca Virtual. A faculdade oferece cursos de graduação a partir de dois anos, cursos presenciais ou a distância (EAD), pós-graduação e MBA. Para agendar o Vestibular diretamente com o Agente Autorizado ligue: (85) / / Serviço: Faculdade Estácio FIC (85) ¹ Inscrições gratuitas somente através do Agente Autorizado; ² Descontos válidos para bancários e seus dependentes; ³ Material didático impresso gratuito ou em um tablet sem custo para os cursos de Administração, Direito, ou Arquitetura.

5 Tribuna Bancária Edição a 8 de fevereiro de CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Golpes contra a Caixa causam indignação à sociedade e ao movimento sindical O gerente de uma agência em Tocantins e um suplente de deputado são acusados de, em dezembro de 2012, desviar R$ 73 milhões da Caixa Econômica Federal. A desculpa para sacar o dinheiro foi o pagamento de um prêmio falso da Mega- Sena. Segundo a Polícia Federal, o gerente Robson Pereira do Nascimento abriu uma conta para um suposto ganhador. Com a senha da conta da Caixa destinada a pagamentos de loterias, o gerente viabilizou o depósito de R$ 73 milhões, mesmo sem validação necessária. Diante do ocorrido, o movimento sindical está questionando o fato de um montante tão elevado ter saído tão facilmente dos cofres da Caixa, através de um comando de uma alçada gerencial. Kits sanitários No Ceará, também ocorreram casos de corrupção envolvendo empregados da Caixa. Em 2012, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPE/CE), denunciou caso envolvendo dois exgestores da Caixa cedidos ao Governo do Estado do Ceará. O dinheiro do governo do Estado, que deveria ser destinado à construção de banheiros para populações carentes (os famosos kits sanitários), foi desviado para contas ligadas aos envolvidos nesse escândalo. A denúncia foi feita e comprovada pelo MPE, mas até hoje nenhum resultado foi apresentado à sociedade. Segundo o MPE, um dos envolvidos na fraude, o empresário Marcelino Maia, teria sacado cerca de R$ 3 milhões de uma agência da CEF. O promotor de justiça Eloílson Landim, do Ministério Público do Ceará (MP-CE), afirmou, em junho de 2012, ter prova documental de que o empresário sacou, em maio de 2009, dois milhões e 800 mil reais em espécie, tendo saído de agências da Caixa Econômica com o dinheiro dentro de sacolas. Marcelino é acusado de envolvimento no desvio de verbas para a construção de kits sanitários no município de Ipu. Foram registrados saques de cheques nas agências Nossa Senhora de Fátima, Benfica e Praça do Ferreira, em Fortaleza, com o envolvimento de gerentes do banco. A Caixa foi usada como uma espécie de lavanderia para atender propósitos ilegais. Mesmo assim, diante de provas apresentadas pelo MPE e várias denúncias na imprensa, a direção do banco até hoje não foi à sociedade, ou mesmo aos seus empregados, que trabalham honestamente, prestar qualquer esclarecimento de como andam as investigações do caso, pondera o diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará, Marcos Saraiva. O Sindicato exige uma apuração rigorosa e espera que a Caixa investigue os casos e aplique a devida punição aos que, comprovadamente, tenham transgredido às leis e às normas que regem a condução do patrimônio público. Atenção aos normativos Alguns gerentes gerais do Ceará foram recentemente afastados e estão sendo investigados por negligência do cargo e desvio de conduta na função. O Sindicato alerta que é muito comum que outros empregados acabem se envolvendo nessas irregularidades por se acharem na obrigação de obedecer à hierarquia dentro das agências. Nesse caso, o Sindicato recomenda ainda que os empregados da Caixa procurem conhecer os normativos da empresa para não incorrerem em erros ou serem levados, por desconhecimento, a ferir as normas do banco. E quando se sentirem ameaçados ou coagidos injustamente, que denunciem ao Sindicato ou à Ouvidoria da Caixa. O que exigimos é a apuração dos fatos e punição dos culpados. Os casos de corrupção e sujeira têm maculado o nome da Caixa diante da população e da sociedade. Isso mancha o nome dos trabalhadores que, dignamente, constroem todos os dias o nome dessa empresa que presta serviços fundamentais para a sociedade brasileira. Da menor à maior fraude, sempre defendemos a aplicação dos normativos Marcos Saraiva, Secretário de Imprensa do SEEB/CE

6 Edição a 8 de fevereiro de 2014 Tribuna Bancária BANCO DO BRASIL Funcionários da agência de Nova Olinda vivem situação de caos por más condições de trabalho Não é a primeira vez que o Sindicato cobra uma reforma para ampliar a agência ou mesmo que o banco alugue outro prédio para que os funcionários possam trabalhar e atender a população com dignidade. Já fizemos a denúncia à direção do BB, com fotos, e vamos cobrar retorno Léa Patrícia, secretária de Organização do Sindicato dos Bancários do Ceará e funcionária do BB O Sindicato dos Bancários do Ceará denuncia, mais uma vez, a situação precária em que estão expostos os funcionários e clientes do Banco do Brasil da cidade de Nova Olinda, na região do Cariri. Os diretores do Sindicato Bosco Mota e Léa Patrícia, que já visitaram a unidade, relatam que a unidade, um posto de atendimento, não tem condições estruturais de atender a demanda da cidade. O município tem potencial econômico, mas a unidade, fisicamente, não suporta o volume de atendimentos. São apenas cinco funcionários para dar conta de pagamentos, agronegócio, habitação etc. O resultado é um local minúsculo sempre lotado, destaca Bosco. Se para a clientela, que eventualmente vai à agência, a situação é complicada, a realidade dos funcionários, que estão diariamente na unidade, é bem pior. O banheiro é um só para homens e mulheres e ainda serve de depósito. Os funcionários têm de comer em pé porque não há espaço. O atendimento preferencial é feito na mesma área onde fica o cofre e até o numerário para abastecer os caixas passa pelo meio dos clientes. É uma situação de caos total, reforça Léa. De acordo com a dirigente, o Sindicato já encaminhou a denúncia à direção do BB, inclusive com fotos, mostrando a situação do local. Fotos: SEEB/CE

7 Tribuna Bancária Edição a 8 de fevereiro de ROMBO NO BANCO DO NORDESTE Sindicato dos Bancários do Ceará estava certo ao pedir apuração de irregularidades no BNB O ex-presidente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Roberto Smith, e outros cinco ex-dirigentes que fizeram parte da sua gestão (de fevereiro de 2003 a junho de 2011) são acusados de, por meio de gestão fraudulenta, contribuir para um prejuízo de R$ 1,274 bilhão ao Banco. A denúncia, divulgada dia 24/1, é do Ministério Público Federal do Ceará (MPF-CE) e foi coordenada pelo procurador da República, Edmac Trigueiro. A ação tramita na 11ª Vara da Justiça Federal. No dia 28/1, a procuradora Nilce Cunha, também do MPF- CE, instaurou inquérito civil público para apurar possível ato de improbidade administrativa do ex-presidente do BNB, Roberto Smith, e de outros dez ex-dirigentes da instituição financeira. A diferença entre as duas ações é que a primeira acontece na esfera penal e a segunda na esfera cível. As ações penal e cível possuem julgamento e penalidade diferentes. De acordo com Trigueiro, o rombo é referente a operações de empréstimos concedidos a empresários, com recursos do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste (FNE), criado em 1989 para fomentar a região (só em 2013, R$ 11,5 bilhões foram investidos). Esses empréstimos, no entanto, não foram quitados nem cobrados pelo BNB, o que, segundo Trigueiro, caracteriza omissão por parte dos gestores envolvidos na denúncia, e, consequentemente, crime de gestão fraudulenta. Das operações que foram auditadas, possuíam Autorização de Cobrança Judicial (ACJ). Além disso, o Tribunal de Contas da União (TCU) chegou a recomendar à diretoria do Banco na época que realizasse as cobranças, o que não aconteceu, garante o procurador. Além do ex-presidente do BNB, Roberto Smith, outros Foto: Arquivo Sindicato já denunciava irregularidades A notícia não surpreendeu o Sindicato dos Bancários do Ceará que, há mais de um ano, vinha denunciando essa situação e cobrando investigação dos órgãos competentes e o afastamento dos remanescentes da gestão Roberto Smith. A entidade está solicitando audiência com o procurador da República, Edmac Trigueiro, para debater a questão. Na foto: ato realizado dia 22/6/2012 cobrando o afastamento dos remanescentes da gestão Roberto Smith cinco foram denunciados pelo MPF-CE: João Francisco de Freitas Peixoto (ex-superintendente de Controles Internos, Segurança e Gestão de Riscos do BNB), João Andrade Costa (ex-superintendente de Crédito e Gestão de Produtos do BNB), João Alves de Melo (ex-presidente do Comitê de Auditoria do BNB), Dimas Tadeu Fernandes Madeira (exsuperintendente de Auditoria do BNB) e Jefferson Cavalcante Albuquerque (ex-superintendente de Controles Internos, Segurança e Gestão de Riscos do BNB). Além destes, cinco diretores não tiveram seus nomes acatados pela Justiça Federal. São eles: Luiz Carlos Everton de Farias, Paulo Sérgio Rebouças Ferraro, Oswaldo Serrano de Oliveira, Pedro Rafael Lapa e Luiz Henrique Mascarenhas Correia Silva. Os dois primeiros ainda trabalham no Banco. O Sindicato fez várias manifestações na sede administrativa do Banco denunciando esses desmandos e cobrando investigações, com o afastamento dos remanescentes da gestão Smith, para que tudo transcorresse de forma transparente. Agora, com essa denúncia do MPF Ceará, esperamos que essas irregularidades sejam apuradas e os culpados, punidos Tomaz de Aquino, diretor do SEEB/CE e coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB

8 Edição a 8 de fevereiro de 2014 Tribuna Bancária Começou a VII Copa dos Campeões! Confira o resultado da primeira rodada No sábado, dia 25/1, aconteceu a abertura da VII Copa dos Campeões, no Clube da Caixa e no Campo da AABB. Confira os resultados dos primeiros três jogos: Apcef 1 x 2 Apcef Metropolitana Bradesco Empresas 3 x 2 BNB AABB 0 x 1 Santander No último sábado, dia 1º/2, teve a segunda rodada de jogos, quando se enfrentaram Bradesco x Santander e Apcef x BNB. Esta edição da Tribuna Bancária foi finalizada antes de saírem os resultados das partidas. Nesta semana, acontecem mais duas rodadas, no dia 5/2 (quarta-feira) e dia 8/2 (sábado), ambas no Clube da Caixa, com os jogos abaixo, que encerram a primeira fase da competição. Quarta-feira 20h: Bradesco Empresas x Apcef 21h30: Apcef Metropolitana x BNB Sábado: 8h30: AABB x Bradesco 10h: Apcef Metropolitana x Bradesco Empresas As equipes estão divididas em duas chaves na disputa: Chave A: Apcef, Apcef Metropolitana, BNB e Bradesco Empresas Chave B: AABB, Bradesco e Santander Santander AABB BNB Bradesco Empresas A Copa dos Campeões é mais uma oportu nidade que o Sindicato proporciona aos bancários participantes interagirem de forma saudável com colegas dos diversos segmentos da categoria. Aproveito a ocasião para desejar a todos boa participação na competição Ribamar Pacheco, diretor do Sindicato Fim da ressalva O Detran do Ceará deixou de emitir ressalvas na renovação da carteira de habilitação dos motoristas. O documento dava permissão provisória para os condutores dirigirem até entrega de nova habilitação. A medida, segundo o órgão, é para fazer com que os motoristas respeitem o prazo de validade da carteira e procurem o Detran antes do documento vencer. Segundo o Detran, o prazo médio de entrega é de 10 dias. O órgão informou que o motorista pode antecipar a renovação em até um mês. A multa para quem for flagrado com a CNH vencida é de R$ 191,00 e, sem o documento, a infração é gravíssima com multa de R$ 574,00. Pipoca livre! O consumidor pode comprar em qualquer lugar produtos semelhantes aos vendidos no cinema e tem o direito de entrar nas salas com eles. Vincular a entrada dos produtos à compra nas lojas próprias é proibido por lei, configurando venda casada e, até, infração ao direito de livre escolha do consumidor. Desde 2007, o Superior Tribunal de Justiça julga que os frequentadores de cinemas não são obrigados a consumir unicamente os produtos da empresa vendidos na entrada das salas. O indicado nesses casos é denunciar o ocorrido para os órgãos competentes. Casa Amarela A Casa Amarela Eusélio Oliveira inscreve até 3/3 para os cursos de extensão em Fotografia e Cinema e Vídeo. São 70 vagas para o curso de Fotografia (tarde e noite) e 35 para o de Cinema e Vídeo (noite). Os interessados devem comparecer à secretaria da Casa Amarela (Av. da Universidade, 2591). A taxa única de matrícula é no valor de R$ 300,00 para o curso de Fotografia e de R$ 350,00 para o de Cinema e Vídeo. Informações: (85) /

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS 11. DIREITOS NA HORA DA DEMISSÃO É de fundamental importância saber quais os direitos dos trabalhadores na hora da rescisão do contrato de trabalho. Devese ter especial atenção no caso de demissões sem

Leia mais

AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR

AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR COMUNICADO SINDECTEB 036/2013 AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR SINDECTEB orienta os trabalhadores a recuperarem as perdas do FGTS Ação na Justiça solicitando o recálculo retroativo

Leia mais

EDITAL N o 10/2015-REITORIA, DE 10 DE MARÇO DE 2015

EDITAL N o 10/2015-REITORIA, DE 10 DE MARÇO DE 2015 Governo do Estado do Ceará Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior Universidade Estadual do Ceará REITORIA EDITAL N o 10/2015-REITORIA, DE 10 DE MARÇO DE 2015 Estabelece as normas e fixa

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS

PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS O Sindicato dos Administradores, dando continuidade aos procedimentos para ajuizar ação judicial contra a Caixa Econômica Federal, na Justiça

Leia mais

Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS

Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS (Lei nº 8.036, de 11/5/90, e Decreto nº 99.684, de 8/11/90). 11.1. CONSIDERAÇÕES GERAIS O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma conta

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015 A Prefeitura Municipal de Jaboticabal, Estado de São Paulo, através do Centro de Integração Empresa Escola - CIEE e com autorização do Prefeito Municipal Exmo. Srº

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº Dispõe sobre a criação do Conselho de Ética Pública e estabelece medidas de transparência e controle de atos de agentes políticos, dirigentes, empregados e servidores públicos.

Leia mais

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º,

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º, 13º SALARIO Trabalhadores beneficiados Farão jus ao recebimento do 13º salário os seguintes trabalhadores: a) empregado - a pessoa física que presta serviços de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter

Leia mais

29/02/2012 CORREÇÃO SIMULADO CONTESTAÇÃO (OAB/RJ COM ADAPTAÇÕES)

29/02/2012 CORREÇÃO SIMULADO CONTESTAÇÃO (OAB/RJ COM ADAPTAÇÕES) Direito do Trabalho Aula 17 2ª Fase Maria Inês Gerardo CORREÇÃO SIMULADO CONTESTAÇÃO Augusto Giuliano e Rui Santoro, devidamente qualificados na inicial, ajuízam em 10/02/2012 uma ação trabalhista em face

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO Benefício temporário concedido ao trabalhador desempregado dispensado sem justa causa é composto por 3 a 5 parcelas mensais, pagas em dinheiro, de valores

Leia mais

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no De: Mario Avelino [mailto:marioavelino@domesticalegal.org.br] Enviada em: quarta-feira, 9 de setembro de 2015 23:50 Para:

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PO Procedimento Operacional

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PO Procedimento Operacional CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS AOS COLABORADORES PO. 12 00 1 / 7 1. OBJETIVOS O Crea-GO, visando atrair e melhorar o índice de retenção de colaboradores, institui a concessão de benefícios, mediante a adoção

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO O SINDICATO DOS CONDUTORES DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E TRABALHADORES EM TRANSPORTES DE CARGAS EM GERAL E PASSAGEIROS NO MUNICÍPIO DO RIO DE

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE CONSIGNADO EMPRÉSTIMO, CARTÃO DE CRÉDITO E/OU SERVIÇOS CONTRATADOS - ANO 2015. 1) O que é Margem Consignável? Resposta: É o dado que indica os limites estabelecidos por lei específica

Leia mais

CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS

CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS 1 - OBJETIVO CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS 1.1 Estabelecer normas para concessão de empréstimos aos participantes ativos e assistidos. 2 - QUALIFICAÇÃO PARA O EMPRÉSTIMO 2.1 Ser

Leia mais

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO 1 RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO Camila Cristina Verly Vieira 1 Márcia Serafim Alves 2 Resumo: Como base sobre o termo rescisório o objetivo é demonstrar as diversas formas de se rescindir

Leia mais

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO Autora: Idinéia Perez Bonafina Escrito em julho/2015 DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO 1. DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO O presente artigo abordará os direitos do trabalhador

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

EDITAL N o 06/2014-REITORIA, DE 05 DE MARÇO DE 2014

EDITAL N o 06/2014-REITORIA, DE 05 DE MARÇO DE 2014 Governo do Estado do Ceará Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior Universidade Estadual do Ceará REITORIA EDITAL N o 06/2014-REITORIA, DE 05 DE MARÇO DE 2014 Estabelece as normas e fixa

Leia mais

UNIGRAN Centro Universitário da Grande Dourados. MANUAL DO ALUNO da Pós-Graduação a Distância

UNIGRAN Centro Universitário da Grande Dourados. MANUAL DO ALUNO da Pós-Graduação a Distância UNIGRAN Centro Universitário da Grande Dourados MANUAL DO ALUNO da Pós-Graduação a Distância INTRODUÇÃO No curso de pós graduação em EAD da UNIGRAN o processo de aprendizagem é construído pelo próprio

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO PARÁGRAFO PRIMEIRO

PARÁGRAFO ÚNICO PARÁGRAFO PRIMEIRO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO FIRMADA PERANTE O EXMO. DR. DELEGADO REGIONAL DO TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM O SINDICATO DOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, LOCALIZADO À

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CÁLCULOS TRABALHISTAS Remuneração - Salário acrescido da média das variáveis (exemplo: comissões) dos últimos 12 meses. - Média: soma das 6 maiores parcelas variáveis mês a mês, divididas por 6, dentro

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Regulamento de Utilização do seu Cartão de Crédito Bradesco

SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Regulamento de Utilização do seu Cartão de Crédito Bradesco SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Regulamento de Utilização do seu Cartão de Crédito Bradesco A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito

Leia mais

Cálculos Trabalhistas e Previdenciários

Cálculos Trabalhistas e Previdenciários CURSO Cálculos Trabalhistas e Previdenciários Orientador Rogério Andrade Henriques Advogado; especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário; instrutor de cursos empresariais na Área Trabalhista e

Leia mais

Regulamento do Programa Desconto Amigo 29.01.15

Regulamento do Programa Desconto Amigo 29.01.15 Regulamento do Programa Desconto Amigo 29.01.15 1. O QUE É O PROGRAMA DESCONTO AMIGO E NO QUE CONSISTEM SEUS BENEFÍCIOS: 1.1. De acordo com este programa, terá direito ao beneficio, consistente em desconto,

Leia mais

REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV

REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV 1/9 CAPÍTULO I Do Objeto Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da CASANPREV, dos Participantes,

Leia mais

A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu Cartão.

A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu Cartão. SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Contrato de Utilização American Express Linha Crédito A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu

Leia mais

PRÁTICA DE TRABALHO MODELOS DE ITENS PARA PETIÇÃO INICIAL

PRÁTICA DE TRABALHO MODELOS DE ITENS PARA PETIÇÃO INICIAL PRÁTICA DE TRABALHO MODELOS DE ITENS PARA PETIÇÃO INICIAL Caros alunos, os modelos a seguir são apenas sugestões de redação. O ideal é que cada um tenha sua forma de escrever. O que realmente importa é

Leia mais

CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS 2 de abril de 2013 CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Hoje foi promulgada uma Emenda Constitucional que amplia os direitos trabalhistas dos empregados domésticos. Alguns direitos

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS Data Vencimento 07 Obrigação Salário Mensal Fato Gerador e Fundamento Legal Pagamento mensal da remuneração. (ver nota 1) Salário-Mínimo Valor atual de R$ 788,00 - Decreto nº 8.381/14. Pró-labore Código

Leia mais

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO A OCB/TO é formada por cooperativas singulares, federações e centrais de todos os ramos. Pela Lei 5.764/71, ainda em vigor, todas

Leia mais

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000334/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039626/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001278/2014-33 DATA DO

Leia mais

Ministério da Educação FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013

Ministério da Educação FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013 Ministério da Educação FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013 Constituição Federal de 1988 - art. 214; Lei nº

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO. Item 1- Razão Social:. CNPJ:. Item 2 - Denominada simplesmente:. EMPRESA- Item 3 - Endereço: Fone: (45) Foz do Iguaçu Paraná

TERMO DE CONVÊNIO. Item 1- Razão Social:. CNPJ:. Item 2 - Denominada simplesmente:. EMPRESA- Item 3 - Endereço: Fone: (45) Foz do Iguaçu Paraná TERMO DE CONVÊNIO De um lado a GUARDA MIRIM DE FOZ DO IGUAÇU Entidade de direito privado, de fins educacionais e de assistência social, de utilidade pública sem fins lucrativos, com sede à Travessa Tadeu

Leia mais

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO 1 1) O DIREITO MATERIAL DE PAGAMENTO POR CONSIGNAÇÃO a) Significado da palavra consignação b) A consignação como forma de extinção da obrigação c) A mora accipiendi 2 c)

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2014-2015 DOS EMPREGADOS DA EMPRESA ADINOR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADITIVOS LTDA. 1ª Cláusula - REAJUSTE SALARIAL A Empresa reajustará o salário de seus empregados em 100% (cem

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE DEMISSÃO 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO SISTÊMICA

Leia mais

MANUAL DA CERTIFICAÇÃO POR PROVA PARA GESTORES E CONSELHEIROS 2012

MANUAL DA CERTIFICAÇÃO POR PROVA PARA GESTORES E CONSELHEIROS 2012 MANUAL DA CERTIFICAÇÃO POR PROVA PARA GESTORES E CONSELHEIROS 2012 1 MODALIDADES E PROGRAMA 1. A certificação está dividida em duas categorias, correspondendo cada qual à uma determinada ênfase no conjunto

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 5 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000882/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028482/2011 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

Regulamento do Programa Desconto Amigo - 2014.1

Regulamento do Programa Desconto Amigo - 2014.1 Regulamento do Programa Desconto Amigo - 2014.1 1. O QUE É O PROGRAMA DESCONTO AMIGO E NO QUE CONSISTEM SEUS BENEFÍCIOS:. De acordo com este programa, terá direito ao beneficio, consistente em desconto,

Leia mais

Diário Oficial Poder Executivo Estado de São Paulo - Seção I GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN

Diário Oficial Poder Executivo Estado de São Paulo - Seção I GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN Diário Oficial Poder Executivo Estado de São Paulo - Seção I GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN Volume 123 - Número 57 - São Paulo, quarta-feira, 27 de março de 2013 RESOLUÇÃO SEDS 005, DE 26 DE MARÇO DE 2013

Leia mais

Marinho Pinto. O Ministério da Justiça está a ser usado para ajustes de contas

Marinho Pinto. O Ministério da Justiça está a ser usado para ajustes de contas Cavaco Silva convoca mandões da Justiça para Belém Marinho Pinto. O Ministério da Justiça está a ser usado para ajustes de contas De acordo com a Ordem dos Advogados, apenas 2238 processos estavam irregulares

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO. Doravante as empresas deverão estar atentas à questão envolvendo o pagamento do adicional de

Leia mais

ATIVO Nota 2012 2011 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Nota 2012 2011 CIRCULANTE CIRCULANTE

ATIVO Nota 2012 2011 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Nota 2012 2011 CIRCULANTE CIRCULANTE QUADRO I BALANÇOS PATRIMONIAIS ATIVO Nota 2012 2011 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Nota 2012 2011 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa 4 2.630.185 2.070.467 Fornecedores 115.915 76.688 Contas

Leia mais

Parágrafo Único -- Não serão compensados os aumentos decorrentes de promoção, transferência, equiparação salarial e término de aprendizagem.

Parágrafo Único -- Não serão compensados os aumentos decorrentes de promoção, transferência, equiparação salarial e término de aprendizagem. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDIMVET SINDICATO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO ESTADO DE SÃO PAULO e SINPAVET SINDICATO PATRONAL DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO ESTADO DE SÀO PAULO PERÍODO

Leia mais

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos...

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos... Relatórios Financeiro... 3 Detalhes financeiros da classe... 3 Detalhes financeiros do plano... 4 Detalhes financeiros dos alunos... 5 Vencimento diferenciado... 6 Não emitir boleto... 7 Diferenças entre

Leia mais

3ª CLÁUSULA PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS: Os empregados participarão nos lucros de suas empresas empregadoras, na forma que vier estabelecida em lei.

3ª CLÁUSULA PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS: Os empregados participarão nos lucros de suas empresas empregadoras, na forma que vier estabelecida em lei. 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO FIRMADA ENTRE O SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE JACOBINA E O SINDICATO PATRONAL DO COMERCIO VAREJISTA DE JACOBINA E REGIÃO, PARA O PERIODO DE 01 DE JUNHO

Leia mais

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES 1 GENERALIDADES As operações de crédito da Cooperativa serão realizadas dentro das normas fixadas pelo Estatuto Social, pelas normas legais, as do Banco Central do Brasil e por este Regulamento. 2 OBJETIVO

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Recursos Humanos

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Recursos Humanos Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Recursos Humanos SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ofício-Circular nº 15/SRH/MP Brasília, 31 de maio de 2000. Aos Dirigentes de Recursos Humanos dos órgãos

Leia mais

Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012

Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012 Hotel Colônia AOJESP PACOTES Alta Temporada 2011/2012 PACOTE ENTRADA SAÍDA DIÁRIAS DEZEMBRO 30/11/2011 QUA 05/12/2011 SEG 5 07/12/2011 QUA 12/12/2011 SEG 5 14/12/2011 QUA 19/12/2011 SEG 5 NATAL 21, 22,

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO DAS LOTERIAS CAIXA

NOTA DE ESCLARECIMENTO DAS LOTERIAS CAIXA NOTA DE ESCLARECIMENTO DAS LOTERIAS CAIXA As Loterias Caixa, em face de um spam divulgado na internet com informações inverídicas sobre o processo de sorteio e apuração das loterias federais, em especial

Leia mais

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ Aprovado pelo Comitê de Investimentos da Forluz em 18 e 25/01/13 (Ata da 401ª e 403ª reunião). Válido para empréstimos solicitados a partir de 01/03/2013. REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ CAPÍTULO I

Leia mais

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Private Label Híbrido, de uso doméstico

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 1.0 29/09/2015 Alterações em relação à versão anterior Não se aplica Simples Doméstico esocial 1. O que é o SIMPLES Doméstico? Vivemos um momento

Leia mais

RECURSOS HUMANOS MÓDULO PRÁTICA TRABALHISTA I

RECURSOS HUMANOS MÓDULO PRÁTICA TRABALHISTA I MÓDULO I ÍNDICE OBJETIVO METODOLOGIA BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA CURRICULUM RESUNIDO DO PROFESSOR CAPÍTULO 1 DIREITO DO TRABALHO Conceitos, Fontes e Convenções...4 Jornada de Trabalho...8 CAPÍTULO 2 REMUNERAÇÃO

Leia mais

2 - Qualquer pessoa pode reclamar seu direito nos Juizados Especiais Cíveis?

2 - Qualquer pessoa pode reclamar seu direito nos Juizados Especiais Cíveis? Tribunal de Justiça do Estado de Goiás Juizados Especias Perguntas mais freqüentes e suas respostas 1 - O que são os Juizados Especiais Cíveis? Os Juizados Especiais Cíveis são órgãos da Justiça (Poder

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial

PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial Manual do Candidato PROVA AGENDADA O Universitário Módulo, atendendo a Portaria Normativa MEC n o 40, de 12.12.2007, resolve promover Processo Seletivo

Leia mais

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência No dia 21 de julho, o RH do Banco Bradesco e diretores do Bradesco Previdência expuseram, a cerca de 50 dirigentes sindicais, as mudanças no plano de

Leia mais

Curso Atos Legais Turno. Vagas para o 1º período somente serão disponibilizadas em caso de vagas remanescentes do Vestibular.

Curso Atos Legais Turno. Vagas para o 1º período somente serão disponibilizadas em caso de vagas remanescentes do Vestibular. Edital de Convocação para Ingresso nos cursos da Graduação em 2015/1 através de Transferência Interna de Curso e Transferência Externa entre Faculdades A Diretora Geral da Escola Superior de Propaganda

Leia mais

REGULAMENTO TORNEIO GERENCIAL 2013

REGULAMENTO TORNEIO GERENCIAL 2013 REGULAMENTO TORNEIO GERENCIAL 2013 Capítulo I - Objetivo Art. 1º O Torneio Gerencial é uma competição que tem como objetivo possibilitar aos participantes o exercício da gestão empresarial, por meio de

Leia mais

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015. (Do Sr. Altineu Côrtes)

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015. (Do Sr. Altineu Côrtes) PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015 (Do Sr. Altineu Côrtes) Propõe que a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, com auxílio do Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal

Leia mais

Petições Trabalhistas 3.0

Petições Trabalhistas 3.0 Contestações 1. Contestação - ação de cobrança de contribuição sindical 2. Contestação - ação rescisória trabalhista 3. Contestação - adicional de insalubridade - limpeza de banheiro - empresa 4. Contestação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO Nº 001/2015

EDITAL DE SELEÇÃO Nº 001/2015 EDITAL DE SELEÇÃO Nº 001/2015 O MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, através da Secretaria Municipal de Habitação, torna público aos interessados que realizará cadastro e seleção de famílias para o PROGRAMA MINHA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2013 Estabelece orientações e diretrizes para o pagamento de bolsas a estudantes

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2007

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2007 2006 / 2007 O SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DE AVIAÇÃO AGRÍCOLA SINDAG e o SINDICATO DOS TÉCNICOS AGRÍCOLAS DE NÍVEL MÉDIO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SINTARGS, firmam a presente CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

Entre as partes de um lado: e, de outro lado:

Entre as partes de um lado: e, de outro lado: CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Entre as partes de um lado: SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO, CNPJ nº 60.266.996/0001-03 e, de outro lado: SINDICATO DA INDÚSTRIA DA

Leia mais

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO O presente instrumento estabelece as normas regulamentares do AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO, destinado ao atendimento de Pessoas Jurídicas de direito público,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS TERMO DE ADESÃO Leia com atenção: Ao aceitar o presente termo de adesão no site de cadastro - o que representa sua assinatura eletrônica, ou seja, tem a mesma validade jurídica de uma assinatura num documento

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS. Regimento Interno da ANPAP

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS. Regimento Interno da ANPAP ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS Regimento Interno da ANPAP Aprovado na Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 19 de outubro de 2013, durante o XXII Encontro Nacional

Leia mais

Universidade CEUMA REITORIA Gerência de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Núcleo de Relações Internacionais

Universidade CEUMA REITORIA Gerência de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Núcleo de Relações Internacionais Universidade CEUMA REITORIA Gerência de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Núcleo de Relações Internacionais EDITAL Nº 13/GPG/2015 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE BOLSAS DE EDUCAÇÃO SANTANDER UNIVERSIDADES

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL -UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DCM Campus Universitário - Viçosa, MG - 36570-000 - Telefone: (31) 2878 / 4502 - E-mail: dcm@ufv.br

Leia mais

Portaria Normativa nº 03 de 14 de outubro de 2010

Portaria Normativa nº 03 de 14 de outubro de 2010 Portaria Normativa nº 03 de 14 de outubro de 2010 PUBLICA OS VALORES DA ANUIDADE E OUTRAS PROVIDÊNCIAS PARA O PROCESSO DE MATRÍCULA E DE REMATRÍCULA DO COLÉGIO AFAM SÃO MIGUEL ANO LETIVO 2011 O Presidente

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 1/5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, NO ESTADO DO PARANÁ SENALBA/PR, CNPJ 75.992.446/0001-49,

Leia mais

EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1

EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1 EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1 EDITAL N 15 2016 PROCESSO SELETIVO 2016.1 A Diretora Geral do Instituto Florence de Ensino Superior, no uso de suas atribuições regimentais, torna

Leia mais

OFÍCIO/CVM/SEP/GEA-1/Nº 142/2011 Rio de Janeiro, 30 de março de 2011.

OFÍCIO/CVM/SEP/GEA-1/Nº 142/2011 Rio de Janeiro, 30 de março de 2011. OFÍCIO/CVM/SEP/GEA-1/Nº 142/2011 Rio de Janeiro, 30 de março de 2011. Ao Senhor Fernando Martins Vaz Chabert Diretor de Relações com Investidores da Hotéis Othon S/A Rua Teófilo Otoni, 15, sala 1201, Centro

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 248/2009

RESOLUÇÃO Nº 248/2009 RESOLUÇÃO Nº 248/2009 PROCESSO Nº 07588/2009-000-07-00-0 TIPO: Processo Administrativo PARTE 1: PROPOSIÇÃO DO PRESIDENTE DO TRT 7ª REGIÃO PARTE 2: TRIBUNAL PLENO Vistos, relatados e discutidos os presentes

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I. Da Finalidade

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I. Da Finalidade REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I Da Finalidade Art. 1ª Fica instituído o Regimento Interno da da Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF, em conformidade com o Decreto nº. 6.029 de 1º de fevereiro

Leia mais

TÍTULO 17 VENDA DE PONTAS DE ESTOQUE DA CONAB Documento 2 - Edital de Venda de Pontas de Estoque

TÍTULO 17 VENDA DE PONTAS DE ESTOQUE DA CONAB Documento 2 - Edital de Venda de Pontas de Estoque REGULAMENTO DE VENDA CONAB/DIRAB/DECEG Nº 001/97 A COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO-CONAB, empresa pública federal vinculada ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento, torna público as condições

Leia mais

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador. Domésticos integra o empregador ao. www.paggadomesticos.com.

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador. Domésticos integra o empregador ao. www.paggadomesticos.com. Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Empregador Domésticos integra o empregador ao A nova lei das domésticas Novembro/2015 é o mês da implantação definitiva da nova lei das domésticas.

Leia mais

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ Aprovado pelo Comitê de Investimentos da Forluz na 330ª reunião de 14/09/2011 e na 331ª reunião de 23/09/2011. Válido para empréstimos solicitados a partir de 01/10/2011. REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO Art. 1º - O presente Regimento tem por finalidade estabelecer normas para o funcionamento do Conselho Deliberativo da Associação Atlética Banco do Brasil São

Leia mais

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes Que norma regulamenta a concessão da bolsa de estudo? A Instrução Normativa nº 104, de 25 de janeiro de 2010, regulamenta a concessão

Leia mais

SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011.

SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011. SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011 Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011. Sumário: 1 - Introdução 2 - Requisitos 3 - Comprovação 4 - Parcelas 4.1 - Parcelas Adicionais

Leia mais

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção.

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção. Política de Reservas - Hotel Ponta do Morro 1. Do Tarifário 1.1.1. Nossas diárias possuem valores que variam de acordo com a época do ano, tipo de apartamento e quantidade de pessoas hospedadas. Variam

Leia mais

Características do Sistema

Características do Sistema SISTEMA FOLHA DE PAGAMENTO ADVANCED Características do Sistema Sistema multiusuário pleno. Sistema multiempresa sem limitações. Recursos e facilidades operacionais com eficiência, segurança e exatidão.

Leia mais

Conselho protesta contra prefeitura

Conselho protesta contra prefeitura Informativo Eletrônico da SE/CNS para os conselheiros nacionais Ano VI, Brasília, 08/04/2009. Prezado (a) conselheiro (a), Estamos encaminhando um clipping de notícias do CNS na mídia. A intenção é socializar

Leia mais

Pessoas físicas que não possuem conta-corrente no BB; São ofertadas as seguintes modalidades de conta-corrente: Comum, Eletrônica e Universitária.

Pessoas físicas que não possuem conta-corrente no BB; São ofertadas as seguintes modalidades de conta-corrente: Comum, Eletrônica e Universitária. O que é? O acolhimento de propostas de abertura de conta-corrente é um dos serviços executados pela rede de correspondentes Mais BB e possui respaldo legal nas Resoluções CMN/Bacen 2.025/93, 2.747/00,

Leia mais

GESTÃO CONTÁBIL PARA CONDOMÍNIOS. FACILITADOR: José Martins Castelo Neto Contador CRC/CE nº. 19.235 Mestrando em Controladoria - UFC

GESTÃO CONTÁBIL PARA CONDOMÍNIOS. FACILITADOR: José Martins Castelo Neto Contador CRC/CE nº. 19.235 Mestrando em Controladoria - UFC CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO CEARÁ CRC-CE CE GESTÃO CONTÁBIL PARA CONDOMÍNIOS FACILITADOR: José Martins Castelo Neto Contador CRC/CE nº. 19.235 Mestrando em Controladoria - UFC FORTALEZA-CE

Leia mais

EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014

EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 A Diretora Maria Aparecida Pinto, Diretora da Faculdade de São Lourenço, no uso de suas atribuições, torna público que, no período de 02 de setembro

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM ENDEREÇAMENTO E QUALIFICAÇÃO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA... VARA DO TRABALHO DE... A, estado civil..., profissão..., portador do RG nº..., inscrito no CPF nº..., portador da CTPS..., série...,

Leia mais

EDITAL Nº 072/2014. 1.2. O cronograma letivo será desenvolvido, conforme a seguir:

EDITAL Nº 072/2014. 1.2. O cronograma letivo será desenvolvido, conforme a seguir: 1 EDITAL Nº 072/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA (MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA), DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DOS TECNICOS EM SEGURANCA TRABALHO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 25.578.642/0001-01, neste ato representado por seu Presidente, Sr. CLÁUDIO FERREIRA SANTOS;

Leia mais

b) - VESTIBULAR A DISTÂNCIA AGOSTO 2015_PROVA DE REDAÇÃO/MATEMÁTICA PROCESSO SELETIVO EAD - (Evento 1338);

b) - VESTIBULAR A DISTÂNCIA AGOSTO 2015_PROVA DE REDAÇÃO/MATEMÁTICA PROCESSO SELETIVO EAD - (Evento 1338); Regulamento do Programa Desconto Amigo 01.07.2015 1. O QUE É O PROGRAMA DESCONTO AMIGO E NO QUE CONSISTEM SEUS BENEFÍCIOS: 1.1. De acordo com este programa, terá direito ao beneficio, consistente em desconto,

Leia mais

Informações Gerais sobre Vistos Passo a Passo

Informações Gerais sobre Vistos Passo a Passo Informações Gerais sobre Vistos Passo a Passo Se você planeja viajar aos Estados Unidos e precisa solicitar o visto pela primeira vez ou quer renovar um visto que ainda esteja válido ou que tenha expirado

Leia mais

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC Leia estas informações importantes para aproveitar todas as vantagens do seu novo cartão de crédito. Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do

Leia mais