Cálculos Trabalhistas e Previdenciários

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cálculos Trabalhistas e Previdenciários"

Transcrição

1 CURSO Cálculos Trabalhistas e Previdenciários Orientador Rogério Andrade Henriques Advogado; especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário; instrutor de cursos empresariais na Área Trabalhista e Previdenciária; Co-autor das obras esocial - Aspectos Teóricos e Práticos e Registro de Ponto Eletrônico, ambos pela editora IOB. Objetivo Apresentar as regras que envolvem os diversos cálculos trabalhistas e previdenciários presentes nas rotinas dos profissionais das áreas de recursos humanos, departamento pessoal e relações trabalhistas. Preparar os participantes para a elaboração dos cálculos com base nas boas práticas legais, evitando assim futuros passivos trabalhistas e previdenciários. A quem se destina Profissionais das áreas de recursos humanos, departamento pessoal, relações trabalhistas

2 e demais profissionais ligados às rotinas trabalhistas e previdenciárias. Programa I Cálculos Trabalhistas Salário e remuneração - Apuração dos valores em caso de admissão, desligamento e faltas Férias individuais: - Faltas injustificadas e a redução dos dias de férias - Início em um mês e término em outro - Parcelas variáveis - Médias - Como calcular? - Afastamentos por doença e acidente do trabalho 13º salário: - Apuração dos avos - Adiantamento e pagamento final - Parcelas variáveis - Médias (adiantamento, pagamento final e rescisão) Jornada de trabalho - Limites - Apuração - Compensação de horas - Quantidade máxima - Banco de horas Adicional Noturno: - Apuração da quantidade de horas de trabalho no período noturno - Trabalho após as 5h da manhã - Qual o tratamento? Horas extras: - Apuração das horas extras - Limites diários e semanais - Valor das horas extras - Acúmulo de adicionais - Insalubre, perigoso e noturno - Empregado que recebe comissões - Como calcular as horas extras, inclusive nos casos de salário fixo mais comissões Repouso Semanal Remunerado/Descanso Semanal Remunerado: - Valor do repouso/descanso - Mensalista, horista e comissionista - Faltas injustificadas - Desconto na própria semana ou na semana anterior? - Reflexos no repouso semanal remunerado - Horas extras, adicional noturno e comissões Rescisão do contrato de trabalho - Verbas rescisórias - Saldo de salário em meses de 28,29, 30 e 31 dias - 13º salário - Férias vencidas e proporcionais - Aviso prévio proporcional ao tempo de serviço - Indenização adicional (Lei nº 7.238/1984) - Simulação de cálculo com a utilização do sistema Homolognet do Ministério do

3 Trabalho e Previdência Social - MTPS II Cálculos previdenciários Custeio: - Contribuições previdenciárias sobre a folha de pagamento - Alíquotas e formas de apuração - Desoneração da folha de pagamento - Exemplos de cálculos da contribuição previdenciária sobre a receita bruta - Apuração da contribuição previdenciária do segurados empregados e contribuintes individuais que possuem mais de uma fonte pagadora Benefícios: - Auxílio doença - Apuração da renda mensal - Aposentadoria por tempo de contribuição - Regras com fator previdenciário e também com a aplicação do novo fator 85/95 - Salário maternidade - Valor do benefício e a dedução das contribuições previdenciárias da empresa inclusive sobre o 13º salário - Salário família - Valor da cota do salário família nos casos de admissão demissão - Seguro desemprego - Quantidade de parcelas e o valor das cotas Informações Carga Horária: 16 horas Data Aos sábados, dia 13, 20 e 27 de fevereiro de 2016 das 8h30 às 13h20 Incluso no curso Certificado de participação, material didático e coffee-break. Investimento R$ 839,00 Assinante R$ 999,00 Não Assinante Desconto de 5% para pagamento à vista até dia 05/02/2016. Forma de pagamento Consultar Observação importante Em razão de quórum mínimo necessário para a realização do curso reservamo-nos o direito de reprogramá-lo ou suspendê-lo. Local Centro de Treinamento CPA Rua Isaac Pacheco nº 140 Além Ponte Sorocaba SP

4 Inscrições Para efetuar a inscrição basta preencher os dados abaixo e enviar para o Pessoa Jurídica Razão Social: CNPJ: Endereço: Bairro: Cidade: Cep: Telefone: Nome(s) do(s) Participante(s): para envio de nota fiscal e boleto: Formas de pagamento: À Vista [ ] Boleto [ ] Cartão de Crédito Parcelado [ ] 2 parcelas no boleto [ ] Parcelas no cartão de crédito (máximo 3 parcelas) Pessoa Física Nome Completo: CPF: Endereço: Bairro: Cidade:

5 Cep: Telefone: Formas de pagamento: À Vista [ ] Boleto [ ] Cartão de Crédito Parcelado [ ] 2 parcelas no boleto [ ] Parcelas no cartão de crédito (máximo 3 parcelas) Ligue hoje mesmo para (15) , fale com Tatiani ou Yolanda e faça a sua reserva. A CPA REALIZA TAMBÉM CURSOS "IN-COMPANY".

esocial e as boas práticas de Segurança e Saúde do Trabalho

esocial e as boas práticas de Segurança e Saúde do Trabalho CURSO esocial e as boas práticas de Segurança e Saúde do Trabalho Orientador Rogério Andrade Henriques Advogado, especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário, instrutor de cursos empresariais na

Leia mais

Contabilidade para não Contadores. (Atualizado com as normas internacionais de contabilidade)

Contabilidade para não Contadores. (Atualizado com as normas internacionais de contabilidade) Contabilidade para não Contadores (Atualizado com as normas internacionais de contabilidade) Orientadoras Andréa Giungi Contadora; MBA em Controladoria Estratégica pela Fecap Fundação Escola de Comércio

Leia mais

Orientadoras. Objetivo CURSO. Andréa Giungi

Orientadoras. Objetivo CURSO. Andréa Giungi CURSO Siscoserv (Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações que Produzam Variações no Patrimônio) Atualizado com a 9ª versão dos Manuais Informatizados Orientadoras

Leia mais

TREINAMENTO: DEPARTAMENTO PESSOAL COMPLETO-ATENÇÃO AS RECENTES ALTERAÇÕES

TREINAMENTO: DEPARTAMENTO PESSOAL COMPLETO-ATENÇÃO AS RECENTES ALTERAÇÕES TREINAMENTO: DEPARTAMENTO PESSOAL COMPLETO-ATENÇÃO AS RECENTES ALTERAÇÕES PROGRAMA Módulo I - Processo Admissional Providências da Empresa, Documentação Exigida, Exame Médico na Admissão, CAGED, Registro

Leia mais

VERITAE CURSO. Rio de Janeiro, RJ, Dias 19, 20 e 21 de Outubro de 2011 LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA APLICADA ÀS EMPRESAS

VERITAE CURSO. Rio de Janeiro, RJ, Dias 19, 20 e 21 de Outubro de 2011 LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA APLICADA ÀS EMPRESAS VERITAE Cursos/RJ/Outubro/2011 CURSO Rio de Janeiro, RJ, Dias 19, 20 e 21 de Outubro de 2011 LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA APLICADA ÀS EMPRESAS Inclui Módulo Específico: REP-Registro Eletrônico

Leia mais

VERITAE CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA E SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO APLICADA ÀS EMPRESAS

VERITAE CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA E SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO APLICADA ÀS EMPRESAS VERITAE Cursos/RJ/Maio/2013 CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA E SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO APLICADA ÀS EMPRESAS Aperfeiçoando Controles Internos e Gestão de Recursos Humanos para Eliminação

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CÁLCULOS TRABALHISTAS Remuneração - Salário acrescido da média das variáveis (exemplo: comissões) dos últimos 12 meses. - Média: soma das 6 maiores parcelas variáveis mês a mês, divididas por 6, dentro

Leia mais

Mini Curso de Setor de Recursos Humanos

Mini Curso de Setor de Recursos Humanos Mini Curso de Setor de Recursos Humanos Carlos Antônio Maciel Luciano Nóbrega Cerqueira Maio/Junho 2009 1 SUMÁRIO 1 Admissões 2 Elaboração da Folha de Pagamento 3 Rescisões Contratuais 4 Obrigações Acessórias

Leia mais

Analista Fiscal. ICMS, IPI, ISS, PIS/Pasep e Cofins. (O único curso da região ministrado por especialistas em cada área abordada) Fernanda Silva

Analista Fiscal. ICMS, IPI, ISS, PIS/Pasep e Cofins. (O único curso da região ministrado por especialistas em cada área abordada) Fernanda Silva Analista Fiscal ICMS, IPI, ISS, PIS/Pasep e Cofins (O único curso da região ministrado por especialistas em cada área abordada) Orientadores Fernanda Silva Advogada; consultora da CPA; Pós-Graduada em

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

PARTE I ROTINAS TRABALHISTAS

PARTE I ROTINAS TRABALHISTAS PARTE I ROTINAS TRABALHISTAS Capítulo 1 Recrutamento... 3 1.1 Possíveis ocorrências de recrutamento... 4 1.1.1 Ampliação do quadro de pessoal... 4 1.1.2 Desligamento de empregado... 5 1.1.3 Promoção...

Leia mais

Desconto Valor Desconto Valor Desconto Valor 100 Pensão Alimentícia 101 Adiantamento Salarial

Desconto Valor Desconto Valor Desconto Valor 100 Pensão Alimentícia 101 Adiantamento Salarial ANEXO I TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 01 CNPJ/CEI 02 Razão Social/Nome 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 04 Bairro 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE

Leia mais

APOSTILA DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

APOSTILA DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO Exemplo de rescisão por dispensa sem justa causa com mais de um ano de serviço com aviso prévio indenizado (salário fixo + apuração de médias de horas-extras) Quando as horas extras não são contínuas,

Leia mais

VERITAE CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA E SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO APLICADA ÀS EMPRESAS

VERITAE CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA E SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO APLICADA ÀS EMPRESAS VERITAE Cursos/RJ/Maio/2013 CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA E SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO APLICADA ÀS EMPRESAS Aperfeiçoando Controles Internos e Gestão de Recursos Humanos para Eliminação

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁ RIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA e NR S DO TRABALHO com IMPACTOS, RISCOS e IMPLEMENTAÇÃO DO esocial

CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA e NR S DO TRABALHO com IMPACTOS, RISCOS e IMPLEMENTAÇÃO DO esocial CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA e NR S DO TRABALHO com IMPACTOS, RISCOS e IMPLEMENTAÇÃO DO esocial LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA e NR S DO TRABALHO com IMPACTOS, RISCOS e IMPLEMENTAÇÃO

Leia mais

Direitos na Rescisão Folha 1:

Direitos na Rescisão Folha 1: Direitos na Rescisão Folha 1: 1º dia útil após o término do 04 EXPERIÊNCIA c) Férias proporcionais aos meses trabalhados contrato d) Salário família (se for o caso) c) Férias proporcionais aos meses trabalhados

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Arts. 28, 9º, e, 6

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

VARGAS CONTABILIDADE atendimento@vargascontabilidaders.com.br ORIENTAÇÃO

VARGAS CONTABILIDADE atendimento@vargascontabilidaders.com.br ORIENTAÇÃO VARGAS CONTABILIDADE atendimento@vargascontabilidaders.com.br ORIENTAÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL Décimo Terceiro Salário Nesta orientação, vamos apresentar como deve ser preenchida a declaração do SEFIP Sistema

Leia mais

Legislação. Lei Complementar n 150/2015. Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal

Legislação. Lei Complementar n 150/2015. Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal Simples Doméstico Legislação Lei Complementar n 150/2015 Art. 7, parágrafo único, da Constituição Federal Quem é empregado doméstico? Art. 1 o da LC n 150/2015 Ao empregado doméstico, assim considerado

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

II - Termo de Homologação sem ressalvas - Anexo III; e. III - Termo de Homologação com ressalvas - Anexo IV.

II - Termo de Homologação sem ressalvas - Anexo III; e. III - Termo de Homologação com ressalvas - Anexo IV. PORTARIA N o 1621 DE 14 DE JULHO DE 2010 Aprova modelos de Termos de Rescisão de Contrato de Trabalho e Termos de Homologação. O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO O TRABALHISTA PROGRAMA EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais) EMPREGADO DOMÉSTICO A Lei 5859/72 regulamentada pelo Decreto 71885/73 tornou reconhecida

Leia mais

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Gestão de Pessoal Contéudo Complementar Cálculo de Rescisão 1. Cálculo de Rescisão Para efetuar o cálculo de um recibo de rescisão é necessário seguir as orientações

Leia mais

VERITAE CURSO ADMISSÃO DE EMPREGADOS PELAS EMPRESAS PROCEDIMENTOS LEGAIS ESSENCIAIS. No Rio, dia 27.05.2014 (Nova Data) PÚBLICO ALVO

VERITAE CURSO ADMISSÃO DE EMPREGADOS PELAS EMPRESAS PROCEDIMENTOS LEGAIS ESSENCIAIS. No Rio, dia 27.05.2014 (Nova Data) PÚBLICO ALVO VERITAE Cursos/RJ/Maio/2014 CURSO ADMISSÃO DE EMPREGADOS PELAS EMPRESAS PROCEDIMENTOS LEGAIS ESSENCIAIS No Rio, dia 27.05.2014 (Nova Data) PÚBLICO ALVO Profissionais de Recursos Humanos, de Benefícios,

Leia mais

e-social - VERSÃO 2.1

e-social - VERSÃO 2.1 Recursos Humanos OBRIGAÇÕES TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA NA FOLHA DE PAGAMENTO Março de 2016 - Brasília Realização Workshop OBRIGAÇÕES TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA NA FOLHA DE PAGAMENTO Apresentação Com

Leia mais

Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013

Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013 Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013 A PEC n 66 de 2012 Veio com O OBJETIVO de alterar a redação do parágrafo único do art. 7º da Constituição Federal para estabelecer a

Leia mais

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Projeto Legalize sua doméstica e pague menos INSS = Informalidade ZERO CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Realização Jornal Diario de Pernambuco

Leia mais

EMPREGADO DOMÉSTICO INOVAÇÕES LEGISLATIVAS DA LEI COMPLEMENTAR 150 CAPÍTULO I PRINCIPAIS EVOLUÇÕES LEGISLATIVAS A categoria dos empregados domésticos tem como principais regulamentações legislativas, por

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Calculo Adicionais e Médias para Férias e 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Calculo Adicionais e Médias para Férias e 13º Salário 21/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações Complementares... 5 6. Referências... 5 7.

Leia mais

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO D Cartilha - Plano D INTRODUÇÃO Você está recebendo a Cartilha do Plano D. Nela você encontrará um resumo das principais características do plano. O Plano D é um plano moderno e flexível

Leia mais

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1 Apostila de 13 Salário Capacitação e Treinamento 1 Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL

esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL NF-e Abrangência ECD esocial EFD EFD - IRPJ CT-e NFS-e E-Lalur FCont O esocial é um projeto do governo federal que vai unificar

Leia mais

VERITAE CURSO DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO E A CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE RECEITA BRUTA-CPRB. No Rio de Janeiro, dia 12/03/2013

VERITAE CURSO DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO E A CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE RECEITA BRUTA-CPRB. No Rio de Janeiro, dia 12/03/2013 VERITAE Cursos/RJ/Março/2013 CURSO DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO E A CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE RECEITA BRUTA-CPRB No Rio de Janeiro, dia 12/03/2013 PÚBLICO ALVO Colaboradores das áreas de departamento

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DA INTEGRAÇÃO CONTABIL

CONFIGURAÇÃO DA INTEGRAÇÃO CONTABIL 1 / 13 Lançamento...: Provisão da Folha dos Empregados 368 Salários e Ordenados 337 Provisão Folha ref. 25 ADICIONAL NOTURNO (INFOR) 201 Responsabilidade Profissional 11 HORAS AFAST.C/DIR.INTEGR

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Informações Iniciais (Portaria Nº 7, de 3 Janeiro de 2012) o O prazo para a entrega da declaração da RAIS inicia-se no dia 17 de janeiro de 2012

Leia mais

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º,

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º, 13º SALARIO Trabalhadores beneficiados Farão jus ao recebimento do 13º salário os seguintes trabalhadores: a) empregado - a pessoa física que presta serviços de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e,

Leia mais

Tabela de incidência Tributária

Tabela de incidência Tributária Tabela de incidência Tributária INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e,

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Arts. 28, 9º, e, 6

Leia mais

FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS

FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS ESCRITA FISCAL A nota eletrônica é melhor do que a nota em papel? Sim a nota eletrônica não possui custo para emissão, necessitando apenas de um computador, um certificado digital

Leia mais

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO 01 CNPJ/CEI 02 Razão Social/Nome IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 04 Bairro 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE 09 CNPJ/CEI

Leia mais

Capacitação Básica Departamento Pessoal II

Capacitação Básica Departamento Pessoal II Centro Avançado de Especialização Profissional TCP-PRO-00211/ Capacitação Básica Departamento Pessoal Módulo II Capacitação Básica Departamento Pessoal II Alizete Alves 03/2009 Introdução Objetivo Compromisso

Leia mais

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...).

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...). Cálculos Infor-Pag CLT, Estagiários, Autônomos e Pró-Labore. Geral ou por Centro de Custos. Recálculo. Com o mesmo código de evento pode-se ter 3 tipos de movimento; Normal, diferença ou estorno. Permite

Leia mais

RAIS 2014 Relação Anual de. Informações Sociais

RAIS 2014 Relação Anual de. Informações Sociais RAIS 2014 Relação Anual de Informações Sociais Copyright 2013 1 Definição: Relação Anual de Informação Social: Todo estabelecimento deve fornecer ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), por meio da

Leia mais

Analista de Folha de Pagamento

Analista de Folha de Pagamento CURSOS DE ATUALIZAÇÃO PROFISSIONAL Analista de Folha de Pagamento Objetivo: Treinar o profissional da área para elaboração da Folha de Pagamento, ensinando a efetuar a conferência dos dados constantes

Leia mais

Gestão de Pessoas - Windows

Gestão de Pessoas - Windows P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - Windows Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone:

Leia mais

Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei. Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013

Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei. Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013 Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013 Legislação Aplicável * LEI Nº 5.859, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1972 * CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 7º, PARÁGRAFO

Leia mais

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01)

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) HOMOLOGNET Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) Portaria Nº 1.620, de 14/07/2010: Institui o sistema Homolognet; Portaria Nº 1.621, de 14/07/2010: Aprova modelos de TRCT e Termos de Homologação; Instrução

Leia mais

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS 11. DIREITOS NA HORA DA DEMISSÃO É de fundamental importância saber quais os direitos dos trabalhadores na hora da rescisão do contrato de trabalho. Devese ter especial atenção no caso de demissões sem

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 91 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão de Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS Abonos de qualquer natureza Evento Descrição INSS FGTS IRRF Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença

Leia mais

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Este treinamento tem o objetivo de demonstrar as informações e funcionalidades da DIRF em relação às rotinas específicas do sistema JB Folha de Pagamento.

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em

Leia mais

Todo Material é encaminhado em formato PDF, para que o leitor possa utilizá-lo em seu tablet ou celular.

Todo Material é encaminhado em formato PDF, para que o leitor possa utilizá-lo em seu tablet ou celular. Regras Básicas de Departamento Pessoal Todo Material é encaminhado em formato PDF, para que o leitor possa utilizá-lo em seu tablet ou celular. Material dedicado a todos que necessitam melhorar seus conhecimentos

Leia mais

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015 2015 NOVEMBRO/2015 Sumário 1. O que é, porque é pago, quando é pago, quem tem direito?... Erro! Indicador não definido. 1.1 Conceito 1.2 Base de Calculos 1.3 Pagamento das Parcela 2. Calculos no Protheus...

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências Evento Descrição INSS FGTS IRRF Abonos de qualquer natureza Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho -

Leia mais

VERITAE CURSO ESPECIAL. FOLHA DE PAGAMENTO, MANAD-Manual de Arquivos Digitais e GFIP na Prática

VERITAE CURSO ESPECIAL. FOLHA DE PAGAMENTO, MANAD-Manual de Arquivos Digitais e GFIP na Prática Divulgação VERITAE CURSO ESPECIAL Cursos/RJ/Junho/2010 FOLHA DE PAGAMENTO, MANAD-Manual de Arquivos Digitais e GFIP na Prática Aspectos Legais, Econômicos e Operacionais CARGA HORÁRIA: 24 horas/aula PÚBLICO

Leia mais

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE www.departamentopessoalonline.com - 3 -

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE www.departamentopessoalonline.com - 3 - ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL INTRODUÇÃO... 008 DISPOSIÇÕES GERAIS... 009 Conceito de empregador... 009 Conceito de empregado... 009 Direitos do empregado... 010 ASSÉDIO MORAL E SEXUAL NO TRABALHO...

Leia mais

Código: Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Diretoria de Administração. Orientação Normativa

Código: Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Diretoria de Administração. Orientação Normativa Versão: 1/2007 Nome: para recolhimento de tributos previdenciários e IR I Introdução: Devido às dúvidas originadas por várias unidades da Fiocruz no que se refere ao recolhimento de Tributos Previdenciários

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem Preparado pelo Centro Social Betesda (CSB) INTRODUÇÃO Aprendizagem é uma ação promovida para incentivar a aplicação prática da Lei 10.097, que regulariza o trabalho de adolescentes

Leia mais

VERITAE SEMINÁRIO ESPECIAL O REGIME DE TRABALHO OFF SHORE NAS ATIVIDADES PETROLÍFERAS EM PLATAFORMAS MARÍTIMAS NO BRASIL

VERITAE SEMINÁRIO ESPECIAL O REGIME DE TRABALHO OFF SHORE NAS ATIVIDADES PETROLÍFERAS EM PLATAFORMAS MARÍTIMAS NO BRASIL VERITAE Divulgação Cursos/Junho/2011/RJ SEMINÁRIO ESPECIAL O REGIME DE TRABALHO OFF SHORE NAS ATIVIDADES PETROLÍFERAS EM PLATAFORMAS MARÍTIMAS NO BRASIL Rio de Janeiro, dias 09 e 10 de junho de 2011(Novas

Leia mais

DEPARTAMENTO PESSOAL

DEPARTAMENTO PESSOAL DEPARTAMENTO PESSOAL DÚVIDAS MAIS FREQUENTES 1 1. Documentos necessários para admissão Para o processo de admissão, o novo funcionário deverá apresentar a relação de documentos abaixo: *Carteira de Trabalho

Leia mais

Instruções de Impressão

Instruções de Impressão Instruções de Impressão 1. O modelo deverá ser plano e impresso em papel A4, na cor branca, com 297 milímetros de altura e 210 milímetros de largura em papel com, ao menos, 75 gramas por metro quadrado.

Leia mais

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º. 13º Salário - Gratificação Natalina. Adiantamento do 13º Salário nas férias 1 TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A SEGUNDA PARCELA DO 13º - Gratificação Natalina A Gratificação de Natal, popularmente conhecida como, foi instituída pela Lei 4.090, de 13/07/1962, regulamentada pelo Decreto

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário complemento de 13º Salário 01/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ Rua Vicente Linhares, 308, Aldeota CEP: 60.135-270 Fortaleza - CE Tel: 3456-4100 www.estacio.

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ Rua Vicente Linhares, 308, Aldeota CEP: 60.135-270 Fortaleza - CE Tel: 3456-4100 www.estacio. EDITAL Nº 48/2012 Processo Seletivo de Docentes do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Estácio FIC 2013. A REITORA do Centro Universitário Estácio do Ceará - Estácio FIC, no uso

Leia mais

b) o 13º salário é quitado no decorrer do ano. Nos casos de haver parcela variável, o valor decorrente disso terá seu saldo quitado em janeiro;

b) o 13º salário é quitado no decorrer do ano. Nos casos de haver parcela variável, o valor decorrente disso terá seu saldo quitado em janeiro; 16/11/2011 (Artigo)13º SALÁRIO - ADIANTAMENTOS, PROVISÃO E BAIXA 1. Considerações Iniciais O 13º salário é um direito que o empregado vai adquirindo ao longo do ano, proporcionalmente ao número de meses

Leia mais

TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº

TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº ÍNDICE DO MANUAL DE ROTINAS TRABALHISTAS TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº INTRODUÇÃO 6 SIGLAS UTILIZADAS 7 ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL E GERÊNCIA DE REC HUMANOS 8 ABANDONO DE EMPREGO 19 ACIDENTE NO

Leia mais

VERITAE CURSO DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO E A CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE RECEITA BRUTA-CPRB

VERITAE CURSO DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO E A CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE RECEITA BRUTA-CPRB VERITAE CURSO Cursos/RJ/Maio/2013 DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO E A CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE RECEITA BRUTA-CPRB No Rio de Janeiro, dia 10 de maio de 2013 (Nova Turma) PÚBLICO ALVO Colaboradores

Leia mais

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 OBRIGATORIEDADE A empresa é obrigada a elaborar mensalmente a folha de pagamento da remuneração paga devida ou creditada a todos os segurados

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo Material Explicativo Índice Introdução 4 Sobre o Plano Previplan 5 Adesão 5 Benefícios do Plano 6 Entenda o Plano 7 Rentabilidade 8 Veja como funciona a Tributação 9 O que acontece

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão em Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em

Leia mais

Seu futuro está em nossos planos!

Seu futuro está em nossos planos! 1/8 CONHEÇA O PLANO DE BENEFÍCIOS CD-METRÔ DF Seu futuro está em nossos planos! 2014 2/8 1 Quem é a REGIUS? A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada,

Leia mais

NORMA CORPORATIVA DEPARTAMENTO PESSOAL

NORMA CORPORATIVA DEPARTAMENTO PESSOAL 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para rotinas de Departamento Pessoal. 2. DEFINIÇÕES TRCT: Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho. DP: Departamento Pessoal; DP Central: Departamento Pessoal de

Leia mais

ANEXO I DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS NA CPSA 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO SEU GRUPO FAMILIAR

ANEXO I DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS NA CPSA 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO SEU GRUPO FAMILIAR ANEXO I DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS NA CPSA 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO SEU GRUPO FAMILIAR - Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das Unidades da Federação;

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 1.0 29/09/2015 Alterações em relação à versão anterior Não se aplica Simples Doméstico esocial 1. O que é o SIMPLES Doméstico? Vivemos um momento

Leia mais

Características do Sistema

Características do Sistema SISTEMA FOLHA DE PAGAMENTO ADVANCED Características do Sistema Sistema multiusuário pleno. Sistema multiempresa sem limitações. Recursos e facilidades operacionais com eficiência, segurança e exatidão.

Leia mais

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes Menor Aprendiz Perguntas Frequentes A aprendizagem é regulada pela CLT e passou por um processo de modernização com a promulgação das Leis nºs. 11.180/2005, 10.097/2008 e 11.788/2008. O Estatuto da Criança

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento

Instruções Folha de Pagamento Instruções Folha de Pagamento Rotina 20 Instruções DIRF Informações Iniciais Entrega da Declaração (Instrução Normativa RFB. 1.216 15/12/2011) o A DIRF deverá ser entregue até as 23h59min59s (horário de

Leia mais

Classificação Por identificador de Calculo:

Classificação Por identificador de Calculo: Classificação Por identificador de Calculo: Aqui informamos alguns identificadores de cálculo, mas é importante salientar que a incidência da DIRF será de acordo com a incidência da verba para IR, qualquer

Leia mais

Curso esocial voltado à Administração Pública - Uma Relação Transparente com o Fisco.

Curso esocial voltado à Administração Pública - Uma Relação Transparente com o Fisco. Mostrar Todos Curso esocial voltado à Administração Pública - Uma Relação Transparente com o Fisco. Aspectos Tributários e Trabalhistas, no SPED, através da prática aplicada. Agora é Oficial! Instituído

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO SEMINÁRIO ESPECIAL PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CADA RUBRICA

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR Tomi Lee Gando, brasileiro, casado, técnico eletricista, portador de CTPS n. 01010, série 010, inscrito no PIS sob o n. 010.010.010-10

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA ORDEM DE SERVIÇO Nº 2/SEAOF.GDGSET, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA ORDEM DE SERVIÇO Nº 2/SEAOF.GDGSET, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA ORDEM DE SERVIÇO Nº 2/SEAOF.GDGSET, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010 Dispõe sobre os procedimentos de fiscalização dos contratos de terceirização de mão-de-obra. O DIRETOR-GERAL

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM ENDEREÇAMENTO E QUALIFICAÇÃO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA... VARA DO TRABALHO DE... A, estado civil..., profissão..., portador do RG nº..., inscrito no CPF nº..., portador da CTPS..., série...,

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CURSO BÁSICO DE CÁLCULOS TRABALHISTAS N A L I Q U I D A Ç Ã O D E S E N T E N Ç A, N A J U S T I Ç A D O T R A B A L H O D I M A S COST A PE R E I R A A d v o g a d o, C o n t a d o r e P e r i t o J u

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO/EXTENSÃO EE ARLINDO BITTENCOURT Código: 91 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: São Carlos Habilitação Profissional: Técnica de

Leia mais

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo CONSTRUÇÃO CONJUNTA Receita Federal do Brasil; Caixa; Instituto Nacional do Seguro Social INSS; Ministério da Previdência Social MPS;

Leia mais

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE José, nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, CTPS, PIS, residente e domiciliado na, vem, respeitosamente, perante V. Exa., por meio de seu advogado,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000334/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039626/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001278/2014-33 DATA DO

Leia mais

SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO: QUESTÕES POLÊMICAS SOBRE A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO: QUESTÕES POLÊMICAS SOBRE A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS Inicialmente, agradecemos a oportunidade de apresentarmos o presente seminário. No presente e-mail, seguem as informações gerais do seminário e demais especificações para sua análise. SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO:

Leia mais

ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR

ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR A CPSA deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de identificação: 1. Carteira

Leia mais

PRHOSPER PREVIDÊNCIA RHODIA Planos de Aposentadoria (Incorporação Solvay do Brasil)

PRHOSPER PREVIDÊNCIA RHODIA Planos de Aposentadoria (Incorporação Solvay do Brasil) PRHOSPER PREVIDÊNCIA RHODIA Planos de Aposentadoria (Incorporação Solvay do Brasil) 08 de outubro 2015 Quem somos? Entidade Fechada de Previdência Complementar que administra os Planos de Previdência dos

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002151/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/08/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026676/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.010071/2009-72 DATA DO

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/8 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos operacionais na administração de recursos humanos; 1.2) Garantir maior segurança na admissão e exoneração de pessoal; 1.3) Manter atualizado

Leia mais