Nosso endereço: Rua Joaquim Antunes, 1035h Pinheiros /SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nosso endereço: Rua Joaquim Antunes, 1035h Pinheiros /SP"

Transcrição

1 MANUAL ODONTOLÓGICO DO PACIENTE QUEREMOS QUE VOCE UTILIZE ESTE MANUAL PARA ENRIQUECER SEU CONHECIMENTO SOBRE SAUDE BUCAL, ASSIM PODERÁ CUIDAR- SE MELHOR PRATICANDO PREVENÇÃO; AFINAL QUEM PREVINE ECONOMIZA SAUDE E DINHEIRO. TIRE DÚVIDAS OU PROCURE-NOS PARA AJUDA-LO A ESCLARECER SEJA QUAL FOR O TEMA NÃO COMPREENDIDO. Odontologia MR - Clinica Integrada Odontologia com Ciência e Arte Dr. Raphael T. Neto Dra. Marili C. R. T. Tricarico Dra. Danielle V. Ramos Dr. Fábio Callegari - Dra. Ana Paola C. Neto - Dra. Manuela Tricca Duraes Nosso endereço: Rua Joaquim Antunes, 1035h Pinheiros /SP Telefones.: /

2 MANUAL DO PAC IIENTE :: CONHEÇA E APRENDA A CU IIDAR DE SUA SAÚDE BUCAL ÍNDICE 1. Introdução 2. O dente 2.1 Como os dentes são formados? 2.2 Mastigação 2.3 Sistema Mastigatório 2.4 Qual é a função dos dentes? 2.5 Os dentes decíduos e sua importância 3. Higiene bucal 3.1 Importância 3.2 Escova dental 3.3 Creme dental 3.4 Fio ou fita dental 3.5 Evidenciadores de placa 4. Fisioterapia Oral 4.1 Técnica de escovação 4.2 O uso do fio ou fita dental 5. Dieta 6. A cárie e as doenças da gengiva 6.1 Cárie dental 6.2 Placa bacteriana 6.3 Tártaro ou cálculo dental 6.4 Gengivite ou periodontite 7. O tratamento periodontal 7.1 Raspagem, alisamento e polimento coronário e radicular 7.2 Contenções provisórias 7.3 Gengivoplastia 7.4 Gengivectomia 7.5 Enxerto ósseo 8. Controle e manutenção 8.1 Check-up odontológico 9. Tratamento endodôntico 9.1 O que acontece após o tratamento? 10 Outros tratamentos ou serviços odontológicos 2

3 1.INTRODUÇÃO Estamos em continuo desenvolvimento deste manual direcionado ao paciente com a finalidade de contribuir com a educação em saúde bucal. A saúde geral começa pela boca, e pode nela estar a causa de muitas doenças sistêmicas como: endocardite, problemas articulares entre outros. É bom lembrar que o sorriso é símbolo de felicidade e promotor da liberação de endofirnas, portanto, é só alegria e rejuvenescimento. De uma maneira geral, as pessoas se importam com sua saúde, procurando mantê-la de acordo com seus critérios e conforme sua cultura. Porém, a falta de informação e motivação podem levar à perda desse precioso bem. A Odontologia hoje, está voltada para a prevenção, e apesar de observarmos uma grande evolução na área de materiais odontológicos restauradores, nenhum substitui perfeitamente a estrutura dental. A prevenção odontológica deve ter início na gestação, quando o bem estar físico e mental da mãe propiciará uma boa formação física e mental da criança. Precisamos conhecer o que é cárie e doença gengival, manter uma dieta adequada e aprender a higienizar os dentes, limpando-os com técnicas e escovas adequadas, não se esquecendo do fio ou fita dental. A higiene bucal somada a dieta regrada é a melhor arma para mantermos a nossa saúde bucal. Nós, Cirurgiões - Dentistas, estamos desenvolvendo e aplicando técnicas de prevenção, acreditando que dessa forma poderemos evitar cáries, doenças gengivais que atingem 98% da população brasileira. Gostaríamos que, com os tópicos expostos nesse manual, você tomasse consciência do real valor da saúde bucal, adquirindo conhecimentos e obtendo a certeza de que nós procuramos sempre o melhor caminho para que você tenha excelência em saúde bucal. 2. O DENTE Suas estruturas: situações anormais estruturas normais 3

4 2.1 Como são os dentes? O dente é dividido em coroa e raiz. Ao olharmos os dentes na boca, vemos a coroa. A raiz (corresponde a 2/3 do dente) se encontra dentro do osso alveolar e este coberto pela gengiva. (ver figura pagina 3) A camada mais superficial da coroa é o esmalte dental, formado por substâncias inorgânicas (hidroxiapatita, não é incrível) que conferem essa extrema dureza do dente (igual ao aço silício). Internamente encontramos outra estrutura, a dentina. A parte mais interna do dente é a chamada polpa, contendo sangue e terminações nervosas. É importante ressaltar que a dentina contém prolongamentos do nervo do dente, fato este que a torna sensível. A raiz também é composta pelas mesmas estruturas, mas, externamente ao invés da camada de esmalte, temos uma camada de cemento que é menos mineralizada. 2.2 Mastigação A mastigação é o ato de romper ou dilacerar os alimentos preparando-os para a deglutição. Isto é moer, triturar o alimento e misturá-lo com a saliva, de maneira que por meio da deglutição (ato de engolir), possa ser transportado ao tubo digestivo. A mastigação influi muito na digestão dos alimentos, isto é no aproveitamento dos mesmos. 2.3 Sistema Mastigatório O sistema mastigatório, é constituído pelos dentes; estruturas de suporte; músculos mastigatórios; articulação temporomandibular (ATM); lábios; língua; bochechas e elementos vásculo nervosos. Graças às funções deste conjunto anatômico, realizamos os complexos atos fisiológicos de: mastigação, fonação, deglutição e respiração. A Odontologia atual tem como objetivo a preservação, reabilitação funcional e estética de todo o sistema mastigatório. 2.4 Qual é a função dos dentes? Podemos dividir os dentes em grupos, segundo suas características próprias e sua função principal : -INCISIVOS: são os dentes da frente, num total de 8; 4 na maxila (parte superior) e mais 4 na mandíbula ( parte inferior ), desempenham papel importante no corte dos alimentos assim como na pronuncia de certas letras de nosso alfabeto. -CANINOS : ou presas, essenciais na apreensão dos alimentos são em número de 4. Seu papel é de despedaçar os alimentos, função que exige esforço significativo. -PRÉ-MOLARES: também conhecidos como pequenos molares, constituem peças de transição entre os dentes anteriores e os posteriores, seu papel é de moer os alimentos. -MOLARES: num total de 12, os dentes do fundo tem esta denominação pela função que lhes é peculiar qual seja a de moer ou triturar os alimentos. 4

5 2.5 Os dentes decíduos e sua importância Os dentes decíduos (conhecidos como dente de leite ), temporários ou dentes da infância, são as peças que compõe a dentição da criança. A importância destes dentes, de aspecto branco leitoso, reside não só no fato de serem essenciais a partir do momento em que o bebê passa a ter uma alimentação mista (sólidos e líquidos), mas também por servirem de guias de posicionamento aos dentes permanentes quando nascerem Além disso, tem um papel fundamental na fonética e no desenvolvimento do crânio e da face (crescimento vertical e horizontal). 3. HIGIENE BUCAL 3.1 Importância: Por que é importante ter bons dentes e gengivas saudáveis? Podemos citar algumas razões, dentre elas: a) Você estará conservando sua saúde e bem estar físico e mental; b) Sua aparência e fisionomia serão conservadas; Você poderá sorrir e conversar sem medo mantendo um bom relacionamento com as pessoas; c) Você eliminará um dos inimigos da saúde bucal, o mau hálito; d) Financeiramente você ainda poderá economizar dinheiro, pois um tratamento curativo poderá custar até 20X mais que o tratamento preventivo em um único dente. 3.2 Escova Dental: Uma escova ideal deve ter sua parte ativa (cerdas), pontas arredondadas, cabeça pequena com cerdas agrupadas em vários tufos e principalmente ser macia para massagear a gengiva sem feri-la. Após seu uso, a escova deve ser sempre lavada e seca, trocando-a logo que suas cerdas perderem seu formato original. Veja abaixo exemplo de escovas especiais*: *estas escovas dever ser utilizadas em locais de difícil higienização, e principalmente em espaços maiores interdentais (entre os dentes). Peça orientação ao Dentista. 5

6 3.3 Creme Dental : Existem várias marcas no mercado o importante é que contenha adequada quantidade de flúor. O creme dental tem, guardadas as devidas proporções, a mesma função do detergente quando vamos lavar louça, ou seja, é ineficaz sem o auxilio de ação mecânica. 3.4 Fio ou Fita Dental : ATENÇÃO! A escova consegue limpar a parte de fora, de dentro e por cima dos dentes, porém só o fio ou fita dental será capaz de remover a placa bacteriana e restos alimentares entre os dentes. 3.5 Evidenciadores de placa : Para removermos a placa bacteriana é necessário fazermos uma limpeza mecânica através da escova e do fio ou fita dental, porém na maioria das vezes a placa não é visível. Existem métodos para facilitar sua visualização, através do uso de evidenciadores de placa bacteriana, que pode se apresentar em forma de pastilhas ou solução, que tingem as regiões onde a placa está instalada. PEÇA ORIENTAÇÃO AO SEU DENTISTA! 4. FISIOTERAPIA ORAL 4.1 Técnica de escovação A técnica aqui apresentada pretende orientá-lo quanto a melhor maneira de higienizar sua boca, serão descritos movimentos e posições que visam a remoção total da placa bacteriana, principal fator no surgimento de cáries e doenças na gengiva. Lembramos que os movimentos definidos aqui serão melhor demonstrados durante aulas práticas, ministradas no decorrer de seu tratamento. Começando pelos dentes do fundo, do lado superior esquerdo, posicione a escova numa inclinação de aproximadamente 45,com as cerdas voltadas para o sulco gengival (região entre o dente e a gengiva). Faça movimentos circulares vibratórios, porém sem exercer muita pressão, massageando a gengiva. Serão em torno de 5 a 10 movimentos atingindo 1 a 2 dentes. Feito isso, escove como se estivesse varrendo o dente, da gengiva para a ponta do dente. Os movimentos devem ser feitos em todos os dentes, tanto do lado de dentro quanto do lado de fora. Uma atenção especial deve ser dada aos últimos dentes da boca, para facilitar sua limpeza faça movimentos como um limpador de pára-brisas de carro com a escova. Para finalizar, com a boca aberta, coloque a escova sobre os dentes, pressione-a contra a superfície e esfregue-a para frente e para trás, movimentos de vai e vem para limpar a face superior (que mastiga). Não se esqueça de escovar a língua, pois trata-se de um grande reservatório de bactérias. 4.2 O uso do fio ou fita dental Corte de 30 a 40cm de fio dental e enrole nos dedos médios de cada mão deixando a maior parte em uma delas. A medida que os dentes vão sendo limpos desenrole o fio de uma mão e enrole em outra de modo a estar usando sempre uma nova parte do fio. Dê preferência a utilização de fitas dentais pois são mais eficientes. 6

7 Para facilitar a utilização do fio, deixe-o bem esticado, para que ele possa deslizar suavemente por entre os dentes fazendo movimentos de serra (faça movimentos cuidadosos para não machucar a gengiva). Você poderá notar algum sangramento nas primeiras vezes que aplicar esta técnica, mas com a remoção da placa a inflamação gengival irá ceder e aos poucos o sangramento desaparecerá (caso o sangramento persistir procure orientação de seu Dentista). 5. DIETA Dentes saudáveis necessitam de uma dieta balanceada: carnes, queijo, leite, cereais, frutas, verduras e etc., são importantes para o seu desenvolvimento integral, incluindo a proteção e maturação dos dentes. É preciso evitar e controlar a ingestão de alimentos que aumentam o risco de cárie dental. Estes alimentos são os carboidratos, conhecidos popularmente como os açucares. Exemplos: refrigerantes, balas, chicletes, bolos, tortas e outros. Não há necessidade de evitar, mas existem algumas dicas para que esses alimentos não interfiram em sua saúde bucal: - diminuir a freqüência da ingestão de açucares; - eliminar o açúcar entre as refeições, pois durante as mesmas é considerado menos cariogênico, uma vez que o aumento da salivação durante o ato mastigatório ajuda a proteger os dentes. Sempre que possível é recomendada a escovação imediatamente após a ingestão de alimentos. 6. A CÁRIE E AS DOENÇAS DA GENGIVA 6.1 Cárie Dental Processo de destruição do esmalte e/ ou da dentina, que ocorre devido a um desequilíbrio entre os fatores: dente; dieta (os alimentos que consumimos); as bactérias num variado intervalo de tempo, horas, dias, semanas ou meses, pois sabemos que a cárie não surge de uma hora para outra. Sabe-se também que não existe dente fraco, mas sim dentes susceptíveis a ação dos microrganismos patogênicos (que causam a doença). 6.2 Placa Bacteriana É uma camada viscosa e transparente, composta por bactérias, que diariamente se formam sobre os dentes. Essas bactérias decompõem o açúcar e os resíduos alimentares acumulados na boca e produzem ácidos que atacam os dentes, osso e a gengiva. A única maneira de removermos a placa bacteriana é através do ato mecânico = escovação e o uso constante de fio ou fita dental. 6.3 Tártaro ou cálculo dental São as placas bacterianas endurecidas pelos sais, cálcio e fosfato, entre outros presentes na saliva. 6.4 Gengivite e Periodontite Gengivite é causada principalmente pelo acúmulo da placa bacteriana, que produz somente uma inflamação gengival. A gengivite poderá progredir caso haja o acúmulo de placa e a mesma não for removida e houver a formação de tártaro, daí, chamamos de Periodontite, inflamação gengival e óssea caracterizada por uma perda óssea e a formação de uma bolsa periodontal que é o aumento do sulco presente entre o dente e a gengiva, causando a destruição do tecido ósseo e gengival. 7

8 7. O TRATAMENTO PERIODONTAL 7.1 Raspagem, alisamento e polimento coronário e radicular É um conjunto terapêutico: limpeza e reciclagem da higiene oral; que tem por finalidade eliminar a placa bacteriana, tártaros aderidos à superfície coronária e radicular (causadores da doença). Podemos encontrar e termos que eliminar excessos de materiais restauradores que são irritantes mecânicos à gengiva. 7.2 Contenções provisórias É a imobilização de dentes com mobilidade, causada por qualquer fator. O objetivo de imobilizar um ou mais dentes visa, estabilizar e proteger suas estruturas de suporte de novas forças traumáticas, favorecendo a recuperação do tecido ósseo, gengival e ligamentar. 7.3 Gengivoplastia Procedimento cirúrgico através do qual a gengiva é corrigida, devolvendo a mesma, sua forma, função e características normais. Com a chamada plastia gengival, restabelece-se o contorno adequado da gengiva proporcionando melhores condições para a higiene. 7.4 Gengivectomia Procedimento cirúrgico que visa principalmente a eliminação da porção gengival doente (hiperplasia, excesso de tecido gengival). Com a remoção deste tecido será possível promover uma higiene mais efetiva. 7.5 Enxerto Ósseo Cirurgia que visa a recuperação dos defeitos ósseos provocados por traumas, ausências ou perdas dentais e principalmente pela proliferação das doenças periodontais, através da colocação de materiais biocompatíveis, de banco de tecidos, ou mesmo do próprio individuo. Nota: Há procedimentos cirúrgicos periodontais que estão sendo cada vez menos praticados, principalmente pela eficiência dos procedimentos básicos acima citadas e colaboração dos pacientes. 8. Controle e Manutenção O paciente tem papel fundamental no controle e manutenção de sua saúde bucal, visto que os cuidados diários são os mais importantes para o equilíbrio desta almejada SAÚDE. O Dentista deve fazer uma supervisão dotada de um conjunto de procedimentos e meios que vise a estabilidade da saúde bucal, através de um check-up e/ou consultas periódicas evitando assim a recidiva ou aparecimento de doenças. 8

9 8.1 Check-up odontológico: Identificação pericial anual do estado de Saúde Bucal do paciente, através de: 1. Consulta inicial ou periódica com avaliação técnica (hora marcada) 2. Anamnese geral e bucal 2. Exame clínico minucioso com mapeamento de cada face dos dentes 3. Modelos de estudo (avaliação da relação óssea e dental) 4. Radiografias de toda área dentada restaurada, 5. Fotografias intra-bucais e/ou filmagem intra-oral em vídeo por micro-câmera ou câmera digital 6. Reciclagem de Técnicas de Higiene Oral em aulas individuais 7. Oferecer relatório informatizado do mapeamento, com as observações devidas (tratamentos a serem feitos, orientações técnicas e outros)8. Consulta periódica para reavaliação programada seguindo a necessidade individual 9. Programa de Prevenção controlado por sistema informatizado (alerta por telefonema** e /ou carta para cada individuo. ** O nosso consultório, via telefônica, lembra e marca a consulta periódica 9. O TRATAMENTO ENDODÔNTICO O tratamento endodôntico ou de canal, consiste na remoção do nervo do dente que se encontra na parte mais interna do mesmo. Este nervo recebe o nome de polpa e se encontra na coroa (câmara pulpar) e na raiz (canal radicular). As fases do tratamento endodôntico são : 1.0 Depois de anestesiar o dente afetado, remove-se a polpa e limpa-se a câmara e os canais. Esta remoção ou esvaziamento é indicada na maioria dos casos devido à presença de uma doença infecciosa ou inflamatória. 2.0 Após desinfectar a câmara pulpar e os canais com instrumentos espiralados chamados de limas preenche-se esses canais com cones de borracha e cimento, vedando totalmente o espaço. Dependendo do caso, espera-se um tempo, e restaura-se o dente colocando-se um material restaurador como (amálgama ou resina) por método direto ou indireto (protético) através de coroas quando ocorreu grande perda de estruturas dentais, que antes era preenchido pela polpa. 9.1 O que acontece com o dente após o tratamento? O dente perde sua sensibilidade dolorosa, se ele for atacado novamente por cárie, isso não será percebido de imediato, devido a ausência de inervação. O dente torna-se frágil, e este fato deverá ser levado em consideração no momento de restaurá-lo, utilizando-se de técnicas e materiais adequados. Em alguns casos pode ocorrer dores pós-operatórias: 1 trauma- causada pelo excesso de uma restauração temporária. Este fato é percebido pelo paciente pois quando os dentes se tocam há presença de dor. Aconselhamos procurar seu dentista imediatamente. 2 -pode ocorrer dor devido a instrumentação pois nesta fase é realizado uma ação mecânica e química, nestes casos pode ser usado algum tipo de analgésico (para a dor), que deverá ser escolhido pelo seu Cirurgião Dentista. Obs.: esta descrição de tratamento endodôntico é um exemplo por ser alvo de dúvidas pelos pacientes, caso queira conhecer sobre outros serviços solicite. 9

10 10. Outros serviços odontológicos Venha desfrutar de nossos serviços e atestar o nosso elevado controle de qualidade. Serviços disponíveis : Programa de Prevenção, com reciclagem na educação em Higiene Oral Periodontia = Cirurgia= problemas nos tecidos ósseos e gengivais dentária, corretiva e/ou plástica Restaurações= corretivas e/ou estéticas Endodontia= Cosmética = Odontopediatria= Ortodontia = Implantes = Enxertos = tratamento de canais recuperação ou melhoria na estética do sorriso atendimento a crianças correção das arcadas e dos dentes e Ortopedia colocação de cilindros de titânio (substituição de raízes/dentes) Enxertos gengivais e enxertos ósseos recuperando áreas atroficas. Próteses Fixas e Totais= unitárias ou múltiplas e/ou sobre implantes Disfunções Temporo-Mandibulares DTM= ATM, dores de cabeça, face e pescoço Cirurgias ou tratamentos que possam gerar muito stress utilizamos recursos propiciando o atendimento sem medo e com mais conforto ** Todos os serviços aplicados obterão uma garantia por escrito Serviço de Urgência por 24 horas por todo o ano através de chamada por recados na central nº para o Pager nº É a garantia de sua tranqüilidade! NOTA: Sabemos que o conhecimento é contínuo e a ciência está sempre em evolução, portanto estaremos sempre à disposição para quaisquer dúvidas, complementações, esclarecimentos que possam surgir com a leitura deste manual e/ou para qualquer outra questão que envolva a Saúde Bucal. Temos interesse e possibilidade de transmitir arquivos com temas isolados. 10

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

Placa bacteriana espessa

Placa bacteriana espessa A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE BUCAL A saúde bucal é importante porque a maioria das doenças e a própria saúde começam pela boca. Por exemplo, se você não se alimenta bem, não conseguirá ter uma boa saúde bucal,

Leia mais

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Doenças Periodontais Tratamento e Prevenção 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Gengivite e Periodontite Guia para o paciente Aprenda mais sobre as Doenças Periodontais (de gengiva) As doenças

Leia mais

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO SAÚDE BUCAL Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO ANATOMIA BUCAL ANATOMIA DENTAL TIPOS DE DENTES

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus MISSÃO DA EMPRESA O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus Manual sinônimo do Dentista de excelência Credenciado em

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA)

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) AUTORES Ingryd Coutinho de Oliveira Priscila Cunha Nascimento Discentes da Graduação em Odontologia e Bolsistas de Ensino

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs MINISTÉRIO DA SAÚDE Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs Brasília DF 2012 O Sistema Único de Saúde (SUS) possui o Programa Brasil Sorridente, criado para cuidar da saúde

Leia mais

Dra. Elena Portes Teixeira Will CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: DOENÇA PERIODONTAL:

Dra. Elena Portes Teixeira Will CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: DOENÇA PERIODONTAL: CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: 1Muita atenção na escovação. Siga as dicas abaixo: Escovar sempre depois das refeições. Mesmo quando fizer apenas um lanchinho ; Sempre usar o fio dental

Leia mais

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL HIGIENE BUCAL A Higiene bucal é considerada a melhor forma de prevenção de cáries, gengivite, periodontite e outros problemas na boca, além de ajudar a prevenir o mau-hálito (halitose). Higiene bucal é

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito, saudável e com hálito bom, é preciso: Escovar os dentes, utilizando uma escova de dente de tamanho adequado

Leia mais

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 01. DIAGNÓSTICO Exame clínico inicial Consultas com hora marcada Exame clínico final Exame admissional (exame de sanidade dentária) 02. ATENDIMENTO DE

Leia mais

CUIDE DOS SEUS DENTES

CUIDE DOS SEUS DENTES SENADO FEDERAL CUIDE DOS SEUS DENTES SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuide dos seus dentes apresentação Pesquisas científicas comprovam que dentes estragados provocam outras doenças que aparentemente não têm

Leia mais

Sua melhor opção. Manual de Orientação 1

Sua melhor opção. Manual de Orientação 1 Sua melhor opção. Manual de Orientação 1 2 Manual de Orientação Julho/2013 (2 a edição) Indice Orientação ao Paciente Introdução 04 Implantes dentais 04 Titânio - a matéria-prima dos implantes 05 Osseointegração

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral. Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar

Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral. Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral Direcção-Geral da Saúde Divisão de Saúde Escolar Para apoio às acções de promoção e educação para a saúde em Saúde Oral Produzido pela: Divisão de Saúde Escolar

Leia mais

Por isso é fundamental amamentar o bebê no seio durante os primeiros 6 meses de vida, o que irá garantir uma boa mordedura, mastigação e deglutição.

Por isso é fundamental amamentar o bebê no seio durante os primeiros 6 meses de vida, o que irá garantir uma boa mordedura, mastigação e deglutição. Guia da Dentição Por Ana Paula M. Anequini Um Sorriso lindo! Um belo dia surge uma novidade! Nasceu o primeiro dentinho! O evento é logo comunicado aos familiares! Mais uma pequena festa para a família!

Leia mais

SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE

SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE SAÚDE BUCAL DO ADOLESCENTE Texto montado a partir dos manuais: MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Saúde. Atenção à saúde do adolescente: Belo Horizonte: SAS/MG, 2006. p. 75-79. BARROS, Claudia Márcia

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE Brasília - DF 2013 ministério da Saúde SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito e saudável, é preciso: Escovar os dentes todos os dias, após cada

Leia mais

Guia para um. Sorriso Saudável

Guia para um. Sorriso Saudável Guia para um Sorriso Saudável Fotos meramente ilustrativas. Seja bem-vindo ao serviço odontológico do Sesc Rio! 3 Serviços Nosso serviço está disponível em diversas Unidades Operacionais, exclusivamente

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA Cirurgia Oral A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

SAÚDE BUCAL. Você sabe quantos dentes de leite você tem?

SAÚDE BUCAL. Você sabe quantos dentes de leite você tem? SAÚDE BUCAL Você sabe quantos dentes de leite você tem? Vinte e quatro dentes de leite, que a partir dos 6 até os 12 anos, caem e são substituídos por outros permanentes. Mas não é porque vão cair que

Leia mais

Um sorriso saudável é o que buscamos, porém existem alguns inimigos da boca que impossibilitam

Um sorriso saudável é o que buscamos, porém existem alguns inimigos da boca que impossibilitam Como tratar e evitar a GENGIVITE e as demais doenças periodontais? Um sorriso saudável é o que buscamos, porém existem alguns inimigos da boca que impossibilitam isso, e um deles é a gengivite. Consultamos

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil 1 DIAGNÓSTICO 1.1 Consulta Clínico 1.2 Consulta Especialista 1.3 Condicionamento em Odontologia para crianças

Leia mais

UMA ESCOVA PARA CADA USO

UMA ESCOVA PARA CADA USO UMA ESCOVA PARA CADA USO Nem só das importantes medidas preventivas(alimentação sadia e Flúor na água/tópico),vive o cuidado adequado com os dentes e cavidade bucal...tem aquele diário, cada vez que você

Leia mais

CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL

CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL PLACA DENTAL OU BACTERIANA = BIOFILME DENTAL BIOFILME pode ser definido como uma comunidade bacteriana, em uma matriz composta por polímeros extracelulares, aderidas

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 23

PROVA ESPECÍFICA Cargo 23 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 23 QUESTÃO 31 Com relação aos tecidos dentários, analise as afirmativas abaixo: 1) O esmalte é um tecido duro, que constitui a maior parte do dente, determinando a forma da coroa.

Leia mais

MANUAL DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO

MANUAL DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO MANUAL DE TRATAMENTO ORTODÔNTICO ORIENTAÇÕES SOBRE TRATAMENTO ORTODÔNTICO Nunca é tão cedo ou tão tarde para pensar em aparelhos ortodônticos. Se o seu filho está em idade escolar, ou se está pensando

Leia mais

Você sabe o que é cárie?

Você sabe o que é cárie? Clínica Geral Você sabe o que é cárie? Todo mundo acredita que a cárie é uma espécie de bichinho que vai comendo o dente! Mas na verdade, chamamos de cárie a deterioração do dente que é causada pelas bactérias

Leia mais

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência Periodontologia É a disciplina da medicina dentária que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças das gengivas e das estruturas de suporte dos dentes. A inflamação e o sangramento das

Leia mais

... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental?

... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental? ... que o nervo do dente é chamado Polpa e é responsável pela nutrição e sensibilidade dental?... que os alimentos duros ajudam a limpar os dentes? Eles estimulam o fluxo salivar dificultando a queda de

Leia mais

Cuidados dentários em cães e gatos

Cuidados dentários em cães e gatos Anátomo-Fisiologia Estrutura do dente (fig. 1) Cuidados dentários em cães e gatos Externamente divide-se em duas áreas: coroa (superfície para fora da junção com a margem gengival) e a raiz (porção para

Leia mais

Técnicas em Higiene Dental

Técnicas em Higiene Dental Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Técnicas em Higiene Dental Professor: Bruno Aleixo Venturi Aulas práticas Lista de materiais Aulas práticas - Lista de materiais Roupa

Leia mais

VEJA COMO A CÁRIE É FORMADA

VEJA COMO A CÁRIE É FORMADA VEJA COMO A CÁRIE É FORMADA E AJUDE A PREVENÍ-LA Sua dieta e seus hábitos de saúde bucal podem fazer uma grande diferença A RELAÇÃO ENTRE OS DENTES, BACTÉRIAS E OS ÁCIDOS DO AÇÚCAR Esses fatores desencadeiam

Leia mais

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev

Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Cobertura dos Planos Odontológicos OdontoPrev Plano Integral... TRATAMENTO AMBULATORIAL/DIAGNÓSTICO Consulta EMERGÊNCIA Colagem de fragmentos (consiste na recolocação de partes de dente que sofreu fratura,

Leia mais

A higiene oral para portadores de aparelho dentário

A higiene oral para portadores de aparelho dentário A higiene oral para portadores de aparelho dentário Mesmo que você ainda não use aparelho dentário, saiba que manter uma higiene oral cuidada é muito importante. Não apenas por uma questão estética, mas

Leia mais

COMO PREVENIR E COMBATER O MAU HÁLITO E OS PROBLEMAS DENTÁRIOS DO MEU CÃO E GATO?

COMO PREVENIR E COMBATER O MAU HÁLITO E OS PROBLEMAS DENTÁRIOS DO MEU CÃO E GATO? Clínica Veterinária de Mangualde Dr. Benigno Rodrigues Dra. Sandra Oliveira COMO PREVENIR E COMBATER O MAU HÁLITO E OS PROBLEMAS DENTÁRIOS DO MEU CÃO E GATO? Sabia que as infecções da boca e dos dentes

Leia mais

FICHA PARA IDENTIFICAÇÃO PRODUÇÃO DIDÁTICO PEDAGÓGICA TURMA - PDE/2012 Título: Saúde Oral na Escola: Motivação para uma melhor qualidade de vida

FICHA PARA IDENTIFICAÇÃO PRODUÇÃO DIDÁTICO PEDAGÓGICA TURMA - PDE/2012 Título: Saúde Oral na Escola: Motivação para uma melhor qualidade de vida 1 FICHA PARA IDENTIFICAÇÃO PRODUÇÃO DIDÁTICO PEDAGÓGICA TURMA - PDE/2012 Título: Saúde Oral na Escola: Motivação para uma melhor qualidade de vida Autor Disciplina/Área Escola de Implementação do Projeto

Leia mais

Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê

Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê Cirurgiã-Dentista CROSP 52214 Mamãe Você pode muito para influenciar positivamente a saúde e o bem-estar do seu filho! A gestação é um período muito importante para

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL 1)Para a prevenção e o controle da cárie, é necessário atuar em um conjunto de fatores : a) Restauração, polimento, bala b) Controle do açúcar, limpeza dos dentes, uso do flúor. c) Escovação, açúcar, flúor

Leia mais

Guia completo sobre aparelhos ortodônticos

Guia completo sobre aparelhos ortodônticos Guia completo sobre aparelhos ortodônticos SUMÁRIO >> Aparelhos ortodônticos, amigos dos sorrisos!... 3 >> Faça uma higiene bucal correta... 6 >> Consuma os alimentos ideais... 9 >> Evite hábitos deletérios...

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

Bem-vindo ao Plano Odontológico Riachuelo!

Bem-vindo ao Plano Odontológico Riachuelo! Bem-vindo ao Plano Odontológico Riachuelo! Sorria! Assim como cerca de 6,2 milhões de brasileiros, você agora poderá contar com os melhores serviços odontológicos do país. Este Plano, resultado de uma

Leia mais

Assistência Odontológica

Assistência Odontológica Câmara dos Deputados Assistência Odontológica Brasília 2011 Mesa da Câmara dos Deputados 54ª Legislatura 1ª Sessão Legislativa 2011-2015 Presidente 1 a Vice-Presidente 2 o Vice-Presidente 1 o Secretário

Leia mais

Cronologia dental. Professor: Bruno Aleixo Venturi. Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal

Cronologia dental. Professor: Bruno Aleixo Venturi. Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Cronologia dental Professor: Bruno Aleixo Venturi Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Anatomia dental A Anatomia dental é um segmento dedicado ao estudo da estrutura dental

Leia mais

Manual do Cliente. Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada.

Manual do Cliente. Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada. Manual do Cliente IDENTIFICAÇÃO ODONTOGROUP Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada. No seu cartão de acesso personalizado,

Leia mais

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC A) TIPOS DE SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A.1 Consulta Inicial Entende-se como exame clínico,

Leia mais

Cobertura do Plano Star

Cobertura do Plano Star Cobertura do Plano Star Diagnóstico Consulta inicial Exame histopatológico Condicionamento em odontologia. Urgência Curativo em caso de hemorragia bucal consiste na aplicação de hemostático e sutura no

Leia mais

2- Por que os dentes decíduos (de leite ou temporário) são importantes?

2- Por que os dentes decíduos (de leite ou temporário) são importantes? a) Tópicos Gerais 1- O que é Odontopediatria? É a especialidade da Odontologia que se preocupa com os cuidados bucodentários dos bebês, crianças e adolescentes. Esses cuidados não se restringem ao campo

Leia mais

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES 21/06/2014 A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde

Leia mais

Bandeirante Comunidade Educação

Bandeirante Comunidade Educação Bandeirante Comunidade Educação Criado em 2001, o Bandeirante Comunidade Educação - programa de responsabilidade social da Bandeirante Energia - busca contribuir para a melhoria do ensino e do ambiente

Leia mais

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS Informação ao paciente Degussa Dental Fornecido pelo seu cirurgião-dentista: Prezado(a) paciente, Mais cedo ou mais tarde acontece com cada um de nós: os primeiros

Leia mais

EXCELÊNCIA NOS RESULTADOS

EXCELÊNCIA NOS RESULTADOS INSTITUCIONAL 31 anos no mercado odontológico; Presença com sedes em 10 cidades brasileiras, dentre elas 9 capitais; Solidez e tradição na atenção à Saúde Bucal; Mais de 2 milhões de beneficiários; Mais

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

Glossário dental. Consulta - Exame clínico ao paciente, tratamento a realizar e orçamento.

Glossário dental. Consulta - Exame clínico ao paciente, tratamento a realizar e orçamento. Glossário dental (rev.060118) Consulta - Exame clínico ao paciente, tratamento a realizar e orçamento. Odontologia preventiva - Tratamento que visa evitar patologias futuras. A prevenção evita posteriormente

Leia mais

ODONTOPEDIATRIA QUESTÕES MAIS FREQUENTES

ODONTOPEDIATRIA QUESTÕES MAIS FREQUENTES ODONTOPEDIATRIA QUESTÕES MAIS FREQUENTES 1- Como se define a odontopediatria? A Odontopediatria é uma especialização da Odontologia que cuida da saúde oral de crianças. A odontologia é a ciência que estuda

Leia mais

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial 81000421 Radiografia periapical CIRURGIA Planilha1 DIAGNÓSTICO 81000065 Consulta odontológica inicial 81000111 Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região buco-maxilo-facial 81000138

Leia mais

REGULAMENTO DA ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA - UNICOODONTO

REGULAMENTO DA ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA - UNICOODONTO REGULAMENTO DA ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA - UNICOODONTO V.02 jan./14 Este Regulamento aplica-se ao serviço de assistência odontológica oferecido pela Atual Tecnologia e Administração de Cartões Ltda ("ATUAL"),

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL UNIODONTO PORTO ALEGRE Modalidade pré-pagamento sem coparticipação, ou seja, o contratante pagará apenas o valor da mensalidade e terá a sua disposição todos os beneficios previstos pela ANS. Atendimento

Leia mais

Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes

Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes PROFESSORA NAIANE Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes dos alimentos, chegam às células do

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO Flex 30% GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS R$ 7,62 CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA R$ 10,58

Leia mais

Doença Periodontal Orientações para manter uma boca saudável Anatomia Estrutura saudável Gengivas A A figura mostra as gengivas de uma pessoa que tenha a constituição clara. As pessoas de pele escura têm

Leia mais

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO REGULAMENTO ODONTOLÓGICO Regulamento Vigente REGULAMENTO ODONTOLÓGICO ARTIGO 1º - A Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo - AFRESP - prestará a seus associados inscritos na Administração

Leia mais

COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV

COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV DIAGNÓSTICO exame inicial exame periódico perícia procedimento diagnóstico anatomopatológico exame histopatológico teste de fluxo salivar

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL Nº 01 A Comissão de Concurso torna publica

Leia mais

2 - CATEGORIA DOS PLANOS

2 - CATEGORIA DOS PLANOS Manual de Orientação: INPAO DENTAL Produto: Plano Odontológico 1 Descrição do Produto: O Plano Odontológico Inpao oferece uma ampla rede credenciada nacional de dentistas para atender os seus clientes,

Leia mais

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia Diagnóstico - Primeira Consulta Consulta Inicial: É a primeira consulta feita com o cirurgião-dentista, com o objetivo de diagnosticar as patologias presentes e estabelecer o tratamento a ser feito. Exame

Leia mais

http://bd.camara.leg.br

http://bd.camara.leg.br http://bd.camara.leg.br Dissemina os documentos digitais de interesse da atividade legislativa e da sociedade. Câmara dos Deputados Assistência Odontológica 2ª edição Brasília 2013 Mesa da Câmara dos Deputados

Leia mais

Glossário de Especialidades e Procedimentos Odontológicos

Glossário de Especialidades e Procedimentos Odontológicos Glossário de Especialidades e Procedimentos Odontológicos Dirimindo dúvidas que possam surgir através da análise das coberturas de nossos planos odontológicos, relacionamos abaixo os Procedimentos Odontológicos,

Leia mais

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master

TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master TABELA INTEGRAL DE PROCEDIMENTOS Plano Master (ANEXO A - ROL DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS EXIGIDOS PELA ANS)- Tabela Cliente CH = Coeficiente de Honorário Odontológico Valor do CH = R$ USO = Unidade

Leia mais

SAÚDE BUCAL EM. Edição Especial das Mães Odontologia IFG/ Câmpus Itumbiara

SAÚDE BUCAL EM. Edição Especial das Mães Odontologia IFG/ Câmpus Itumbiara SAÚDE BUCAL EM OCO Edição Especial das Mães Odontologia IFG/ Câmpus Itumbiara No mês de maio comemoramos o Dia das Mães, por isso elaboramos essa edição especial do informativo em homenagem às mães de

Leia mais

Capa (esse texto não será impresso) Dr. Celso Rios Dr. Renato Cabral. Manual de Orientação ao Paciente de IMPLANTES DENTÁRIOS

Capa (esse texto não será impresso) Dr. Celso Rios Dr. Renato Cabral. Manual de Orientação ao Paciente de IMPLANTES DENTÁRIOS Capa (esse texto não será impresso) Dr. Celso Rios Dr. Renato Cabral Manual de Orientação ao Paciente de IMPLANTES DENTÁRIOS Página propositalmente em branco Este foi o melhor investimento que fiz em toda

Leia mais

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na TUSS Odontologia Código Procedimento US Código Estruturado Especialidade US DIAGNÓSTICO DIAGNÓSTICO 01.01 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 65 81000065 Consulta odontológica inicial 65 01.05 CONSULTA ODONTOLÓGICA

Leia mais

Guia de Orientação. Primeira Infância (0 3 anos de idade)

Guia de Orientação. Primeira Infância (0 3 anos de idade) Guia de Orientação Primeira Infância (0 3 anos de idade) Os primeiros dentes do bebê começam a aparecer na boca por volta dos 6 meses de idade. Eles iniciam a sua formação no período de vida intra- uterina:

Leia mais

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB -

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - 1 MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - Porto Alegre, 2014. 1 2 S ODONTOLÓGICOS PARA AUXILIARES E TÉCNICOS EM SAÚDE BUCAL Tabela 1: Tipos de Procedimentos Odontológicos para

Leia mais

CLÍNICA DO SORRISO PREÇÁRIO DAS FAMÍLIAS NUMEROSAS

CLÍNICA DO SORRISO PREÇÁRIO DAS FAMÍLIAS NUMEROSAS CLÍNICA DO SORRISO PREÇÁRIO DAS FAMÍLIAS NUMEROSAS CONSULTAS Consulta de Medicina Dentária (Check-up) Consulta de Urgência (após o horário de funcionamento normal) 30 CIRURGIA ORAL Exodontia simples 25

Leia mais

Dicas rápidas para visitas a crianças de 8 a 9 anos

Dicas rápidas para visitas a crianças de 8 a 9 anos Sorriso Saudável, Futuro Brilhante Dicas rápidas para visitas a crianças de 8 a 9 anos Para essa visita básica à sala de aula ou instituição, você fará sua apresentação, falará sobre a importância de bons

Leia mais

Orientador Odontológico SITTRATER/DF ÍNDICE

Orientador Odontológico SITTRATER/DF ÍNDICE Orientador Odontológico SITTRATER/DF ÍNDICE Introdução... Pág. 03 Acesso Web... Pág. 04 Orientações ao Beneficiário... Pág. 09 Atendimento de Urgência 24 horas... Pág. 11 Orientador Odontológico... Pág.

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS E SUAS ESPECIFICAÇÕES

ROL DE PROCEDIMENTOS E SUAS ESPECIFICAÇÕES ROL DE PROCEDIMENTOS E SUAS ESPECIFICAÇÕES Classificam-se como procedimentos de DIAGNÓSTICOS: I Consulta Inicial Consiste em anamnese, preenchimento de ficha clínica Odontolegal, diagnósticos das doenças

Leia mais

Especialização em SAÚDE DA FAMÍLIA. Caso complexo Natasha. Fundamentação teórica Odontohebiatria PROVAB

Especialização em SAÚDE DA FAMÍLIA. Caso complexo Natasha. Fundamentação teórica Odontohebiatria PROVAB Caso complexo Natasha Especialização em Fundamentação teórica PROVAB Isa Teixeira Gontijo Para compreender bem as medidas que devem ser adotadas na prevenção da doença cárie e da doença gengival, diagnosticadas

Leia mais

ANEXO I. Rol de Procedimentos Odontológicos

ANEXO I. Rol de Procedimentos Odontológicos ANEXO I Rol de Procedimentos Odontológicos Classificam-se como procedimentos de DIAGNÓSTICO: I Consulta inicial II Exame histopatológico Consiste em anamnese, preenchimento de ficha clínica odontolegal,

Leia mais

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial CÓDIGO 81000049 81000057 82000468 Diagnóstico, Urgência-Emergência: Noturna, Sábado, Domingo ou Feriado (procedimento abaixo) Consulta odontológica de Urgência (Horário normal das 08:00 horas às 18:00

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais)

Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) 1ª edição janeiro/2007 SISTEMA DIGESTÓRIO SUMÁRIO Sobre a Bio Aulas... 03 Sistema Digestório... 04 Boca... 05 Características

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO FLÁVIA PEDREIRA CIRURGIÃ DENTISTA DO HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA 20 DE FEVEREIRO DE 2014 Se pretendermos que as crianças tenham uma qualidade

Leia mais

210 RX Periapical R$ 7,00 220 RX Bite-Wing (Interproximal) R$ 7,00 310 RX Oclusal R$ 14,00 300-490 - 3 URGÊNCIAS/EMERGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS

210 RX Periapical R$ 7,00 220 RX Bite-Wing (Interproximal) R$ 7,00 310 RX Oclusal R$ 14,00 300-490 - 3 URGÊNCIAS/EMERGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS 1 - DIAGNÓSTICO 100-490 110 Consulta Inicial (Exame Clínico e Orçamento) (VALID. 6 meses) R$ 45,00 120 Urgência odontológica R$ 45,00 130 Exame histopatológico*** (somente clínicas especializadas) ***

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Tipo do produto: Plano de aula e Relatório 1 IDENTIFICAÇÃO NOME

Leia mais

Doença Periodontal na Infância

Doença Periodontal na Infância Universidade de São Paulo Faculdade de Odontologia Doença Periodontal na Infância Profa. Dra. Ana Estela Haddad Camilla V. Galatti / Dr. Cássio Alencar Doença periodontal é uma afecção da fase adulta?

Leia mais

Conquistar o seu sorriso é a nossa missão. Contatos: 41.3039-1019 41.3121-1295 41.9943-9053 odontopremium@odontopremium.com

Conquistar o seu sorriso é a nossa missão. Contatos: 41.3039-1019 41.3121-1295 41.9943-9053 odontopremium@odontopremium.com APRESENTAÇÃO Há mais de uma década atuando no campo da saúde, a DRA. NICOLLE DUZA orgulhase de poder continuar a investir em seu maior patrimônio: os seus pacientes. Inaugurando novas instalações, na Avenida

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS COBERTURA DE ASSISTÊNCIA DENTÁRIA - COMPARTICIPAÇÃO A CARGO DA PESSOA SEGURA

CONDIÇÕES ESPECIAIS COBERTURA DE ASSISTÊNCIA DENTÁRIA - COMPARTICIPAÇÃO A CARGO DA PESSOA SEGURA CONDIÇÕES ESPECIAIS COBERTURA DE ASSISTÊNCIA DENTÁRIA - COMPARTICIPAÇÃO A CARGO DA PESSOA SEGURA 1. CONSULTA (1) 10109 Consulta de urgência (com exclusão de tratamentos) S/Custo 10110 Exame clínico/consulta

Leia mais

HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS

HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS Deve-se pensar em higiene bucal do bebê desde o momento em que se introduz alguma coisa que não esteja esterilizada em sua boca, como por exemplo o bico do peito. A higiene, enquanto

Leia mais

Diretrizes Assistenciais

Diretrizes Assistenciais Diretrizes Assistenciais Protocolo de Tratamento Odontológico Versão eletrônica atualizada em Janeiro 2009 A EQUIPE DE SAÚDE BUCAL NA UTMO Fernanda de Paula Eduardo Letícia Mello Bezinelli Pacientes que

Leia mais

global child dental fund global child dental fund www.gcdfund.org Como usar este guia

global child dental fund global child dental fund www.gcdfund.org Como usar este guia Saúde Oral e o Bebê Aleitamento materno Mamadeira Chupeta Erupção dentária e primeira visita ao dentista Alimentação e dentes de leite Higiene oral Doenças orais mais frequentes Prevenção de traumatismos

Leia mais

E L R A C U B ED SOB Ú R AS FALAS O VAM

E L R A C U B ED SOB Ú R AS FALAS O VAM VAMOS FALAR SOBRE SAÚDE BUCAL Como manter uma boa saúde Saúde bucal bucal na terceira idade? É sempre importante manter Se você cuidar bem dos seus dentes e fizer consultas saúde periódicas com seu dentista,

Leia mais

COBERTURA DA APÓLICE BRADESCO DENTAL SPG 5 A 49 VIDAS

COBERTURA DA APÓLICE BRADESCO DENTAL SPG 5 A 49 VIDAS ANS BRADESCO DENTAL DIAGNÓSTICO CONSULTA INICIAL EXAME HISTOPATOLÓGICO URGÊNCIA/EMERGÊNCIA COLAGEM DE FRAGMENTOS CURATIVO E/OU SUTURA EM CASO DE HEMORRAGIA BUCAL/LABIAL CURATIVO EM CASO DE ODONTALGIA AGUDA

Leia mais