Ao saber de todo estes acontecimentos, Mariana ingressou com ação de partilha dos bens, adquiridos na constância do casamento.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ao saber de todo estes acontecimentos, Mariana ingressou com ação de partilha dos bens, adquiridos na constância do casamento."

Transcrição

1 Peça Prática Mariana e Fernando foram casados por 30 anos no regime de comunhão parcial de bens, e, em razão dessa relação tiveram 3 filhos, Juliana, Fernanda e Maria. No início de 2015, por não ser mais sustentável a vida conjugal, Fernando saiu de casa. Todos os filhos já eram maiores e o patrimônio do casal na época em que Fernando saiu de casa consistia em 2 casas, cujo valor aproximado de mercado dos bens imóveis atingia algo em torno de R$ ,00 (três milhões de reais). Em maio de 2015, Mariana tomou conhecimento que Fernando estava em novo relacionamento e pretendia se mudar para Miami com a atual namorada Aline. Assim, sem qualquer expectativa de reconciliação, Mariana ingressou com ação de divórcio, sendo este declarado por sentença, cujo o trânsito em julgado ocorreu em junho de Em outubro de 2015, Fernando se mudou para Miami e lá viveu até janeiro de 2016, retornando em razão do falecimento do seu pai. Com a morte de seu pai, Fernando recebeu a título de herança uma casa de veraneio em Miami. Ao saber de todo estes acontecimentos, Mariana ingressou com ação de partilha dos bens, adquiridos na constância do casamento. A ação foi distribuída perante a 3ª Vara da Família da Comarca de São Paulo/SP, sendo indeferida a inicial por ilegitimidade de Mariana, pois entendeu o juízo que todas as questões do casamento havido entre ela e Fernando foram objeto da ação de divórcio transitada em julgado e, agora por estar Fernando em outro relacionamento, Mariana não possui direito a nada, sobrevindo assim, s entença de extinção do processo sem resolução do mérito por carência de ação. Questão: Considerando a situação hipotética acima apresentada, na condição de advogado(a) contratado(a) de Mariana, elabore a peça processual cabível à defesa dos interesses de seu cliente. DIREITO CIVIL 1. Indicação da competência: endereçamento da apelação ao juiz prolator da sentença recorrida. 3ª Vara da Família da Comarca de São Paulo/SP. 2. Indicação correta do apelante: Mariana (0,2) e do apelado: Fernando (0,2). 3. Observar os requisitos de admissibilidade da apelação: preparo (0,10), tempestividade (0,10) e cabimento (0,10). 0 / 0,1 / 0,2 0 / 0,1 /0,2 / 0,3

2 3.1. Requerer o recebimento da apelação em seu duplo efeito (art. 520, CPC), e remessa para o Tribunal de Justiça. 3.2 Requerer a retratação do juízo da 3ª Vara da Família da Comarca de São Paulo para reformar sua decisão no prazo de 48 (quarenta e oito horas) Síntese do processo: narração dos fatos pela Apelante casamento em comunhão parcial de bens; fim do relacionamento; divórcio; partilha dos bens posterior Síntese do processo: sentença recorrida indeferiu a inicial e julgou extinto o processo sem resolução do mérito por ilegitimidade Síntese do processo: reforma da sentença, tendo em vista que busca a Apelante a partilha dos bens adquiridos na constância do casamento Razões para a reforma: No regime de comunhão de bens se comunicam os bens que sobrevierem ao casal na constância do casamento (art do Código Civil) Razões para a reforma: o divórcio pode ser concedido sem que haja a partilha de bens (art.1.581, CC). 0 / 0,1 /0,2 / 0,3 0,40 0 / 0,2 0 / 0,2 / 0, Pedidos: requerer o conhecimento do recurso Pedidos: requerer o provimento do recurso para reformar a decisão recorrida a fim de que seja partilhado os bens adquiridos na constância do casamento Pedidos: requerer a inversão dos ônus sucumbenciais. 7. Pedidos: requerer a aplicação da teoria da causa madura (art. 515, 3º do CPC) pois a preponderância da matéria de direito e a suficiente elucidação da matéria fática autorizam o julgamento da lide, no plano recursal. Questão 01 A empresa Lóculos S.A., em 02 de março de 2013, celebrou contrato verbal de representação comercial com Wagner Oliveira, autorizando-o a representar e a mediar vendas dos produtos referentes às marcas da Lóculos, nos mercados dos Estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão. Como suporte aos serviços de representação comercial, a Lóculos forneceu a título de comodato à Wagner peças de mostruário e um aparelho IPAD, sendo Wagner responsável pela conservação e manutenção dos referidos bens, bem como a devolução destes à Lóculos em caso de término ou rescisão do contrato de representação comercial. O contrato verbal de representação comercial celebrado entre as partes foi rescindido em 29 de fevereiro de 2016, consoante notificação enviada à Wagner e recebida em 03 de 2 de 5

3 março de 2016, na qual ficou consignado um pedido expresso de devolução dos bens (mostruário e IPAD) no estado em que Wagner os recebeu, no prazo de 05 (cinco) dias a contar do recebimento da notificação. Considerando que Wagner permaneceu inerte após o recebimento da notificação e que a Lóculos procura hoje um advogado, responda: A) Qual é a medida cabível para a empresa Lóculos reaver seus bens (0,40). B) Quais os requisitos que a Lóculos deve provar na ação? (0,40) C) Poderá a Lóculos realizar algum pedido de liminar na medida judicial, se sim, qual o fundamento? (0,45) DIREITO CIVIL QUESTÃO 1 a) A medida cabível é ação de reintegração de posse com fundamento nos arts. 926 e seguintes do CPC (0,20) em razão da caracterização do esbulho (0,20) b) Com fundamento no art. 927 do CPC (0,20) deverá a Lóculos provar a sua posse, o esbulho praticado por Wagner, a data do esbulho e a perda da posse (0,20). c) Sim. Por o esbulho restar caracterizado desde (0,20), sendo considerado força nova (0,25), a Lóculos poderá formular pedido liminar com fundamento no art. 928 do CPC. 0 / 0,2 / 0,25 / 0,45 Questão 02 Luiz Eduardo, jogador de pôquer, ao completar 18 anos de idade comprou uma Ferrari. Por gostar de velocidade, resolveu testar os limites do automóvel e, infelizmente, por executar uma manobra arriscada, acabou colidindo com o poste da rodovia e se ferindo gravemente. Socorrido pelo SAMU, Luiz foi levado ao hospital, permaneceu em coma por 60 dias e, ao retornar do coma, teve como sequela doença mental. Diante da situação narrada, responda aos itens a seguir, fundamentando-os com os dispositivos pertinentes. A) Considerando a doença mental de Luiz Eduardo pode se afirmar que ele é considerado uma pessoa absolutamente incapaz? Quem são os absolutamente incapazes? (Valor: 0,60) B) Considerando a doença mental de Luiz Eduardo, como serão tomadas as decisões sobre os atos da vida civil dele? (Valor: 0,65) 3 de 5

4 DIREITO CIVIL QUESTÃO 2 a) Não. Luiz não é absolutamente incapaz, mas sim pessoa com deficiência nos termos do art. 2º da Lei nº /2015 (0,30). Conforme previsão do art. 3º do Código Civil são absolutamente incapazes os menores de 16 anos (0,30) b) Nos termos do art A do Código Civil, as decisões de Luiz devem ocorrer de forma apoiada (0,35) por pessoas com as quais mantenha vínculo e que gozam de sua confiança (0,30) 0 / 0,3 / 0,6 0 / 0,3 / 0,35 / 0,65 Questão 03 Maria firmou contrato de compra e venda de jogo de sofá com a Lojas Amarelas. O jogo de sofá foi desenvolvido pelo designer Francisco Cavalcanti e tratam de peças únicas no mercado. O contrato foi subscrito por duas testemunhas, comprometendo-se as Lojas Amarelas no prazo de 5 dias a contar do pagamento do importe de R$ 4.000,00 realizar a entrega do móvel. O depósito do valor envolvido no contrato foi realizado no dia e até o momento Maria não recebeu o jogo de sofá. Diante do exposto, responda fundamentadamente: A) Qual a medida cabível para a defesa dos interesses de Maria? Qual a fundamentação legal? (0,30) B) Como deverá ser redigido o pedido dessa petição inicial? (0,65) C) A defesa dessa ação deverá ser realizada por quem e como? (0,30) DIREITO CIVIL QUESTÃO 3 a) Ação de obrigação de entrega de coisa certa (0,15) com fundamento nos arts. 621 e seguintes do CPC (0,15) b) Citação do Executado para que, no prazo de 10 dias entregue o jogo de sofá (art.621, CPC) (0,25), sob pena de ser arbitrada multa por dia de atraso na entrega (art. 621, parágrafo único, CPC) (0,15). Não sendo entregue no prazo estipulado, a expedição do mandado de busca e apreensão (art. 625, CPC), e, não sendo encontrada a coisa, o recebimento do valor que pagou (art. 627, 1º, CPC) (0,25). c) A defesa deverá ser realizada pelas Lojas Amarelas por meio de embargos, desde que o juízo esteja seguro/garantido (art. 621, CPC). 0 / 0,15 /0,30 0 / 0,25 / 0,15 /0,50/0,65 0 / 0,3 4 de 5

5 Questão 04 Em 10 de abril de 2015, Paula adquiriu na Loja 200 uma escova elétrica para cabelos de última geração. Ao tentar utilizá-la pela primeira vez, a escova explodiu, causando-lhe queimaduras severas na mão direita. Em 10 de setembro de 2015, Paula propôs ação judicial em face de Dryhair S/A, fabricante da escova, postulando a reparação de danos extrapatrimoniais. Em sua defesa, a fabricante invocou o transcurso do prazo decadencial de 90 dias para a reclamação de vícios de produtos duráveis. A) A alegação de decadência é procedente? (0,30) B) Se as partes tivessem estabelecido no contrato de aquisição do produto um limite de R$ ,00 para eventuais indenizações, tal cláusula seria válida no direito brasileiro? (0,60) C) A Lojas 200 poderia ser responsabilizada também? Em qual situação? (0,35) DIREITO CIVIL QUESTÃO 4 a) Não. O caso não é de vício do produto, mas de fato do produto.(0,50). O prazo prescricional aplicável à hipótese é o quinquenal (0,15), previsto no Art. 27, do Código de Proteção e Defesa do Consumidor. (0,10) b) Não. A cláusula que limita a responsabilidade por fato ou vício do produto perante um consumidor pessoa humana é inválida no direito brasileiro, (0,40) consoante o disposto no Código de Proteção e Defesa do Consumidor, artigos 25 ou 51, I. (0,10). c) A responsabilização das Lojas 200 seria possível, subsidiariamente, caso a fabricante Dryhair não pudesse ser identificada (0,35) 0,30 0,60 0,35 5 de 5

SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO CIVIL CADERNO DE RASCUNHO

SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO CIVIL CADERNO DE RASCUNHO SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO CIVIL CADERNO DE RASCUNHO Além deste caderno de rascunho, contendo o enunciado da peça prático-profissional e das quatro questões discursivas, você receberá do fiscal

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Câmara Cível

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Câmara Cível EMBARGOS DE DECLARAÇÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO 0046297-12.2013.8.19.0000 PARTE EMBARGANTE: CONMEDH CONVÊNIOS MÉDICOS HOSPITALARES LTDA. PARTE EMBARGADA: CLÁUDIA COUTINHO GUIMARÃES MANES RELATOR: DES. MARCO

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL PEÇA PROFISSIONAL Espera-se que o(a) examinando(a) elabore recurso de apelação, dirigido ao próprio juízo que prolatou a decisão (art. 475-M, 3.º, do CPC, art. 496, inciso I, c/c os arts. 513-521 do CPC),

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo ACÓRDÃO Registro: 2015.0000578466 Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0133073-16.2010.8.26.0100, da Comarca de, em que é apelante GOOGLE BRASIL INTERNET LTDA, é apelado THAMIRES FURLAN.

Leia mais

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS 1 Jurisdição 1.1 Introdução 1.2 Conceito e características 1.3 Divisão da jurisdição 1.4 Organização judiciária 2 Direito Processual Civil 2.1 Conceito e delimitação

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB EXAME DE ORDEM 2010/2 PROVA DISCURSIVA DIREITO CIVIL

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB EXAME DE ORDEM 2010/2 PROVA DISCURSIVA DIREITO CIVIL Questão 1 Em março de 2008, Pedro entrou em uma loja de eletrodomésticos e adquiriu, para uso pessoal, um forno de micro-ondas. Ao ligar o forno pela primeira vez, o aparelho explodiu e causou sérios danos

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº , DA 9ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA.

APELAÇÃO CÍVEL Nº , DA 9ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA. APELAÇÃO CÍVEL Nº 1.401.899-0, DA 9ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA. APELANTE: CONDOMÍNIO RESIDENCIAL SCHOENSTATT. APELADO: LUIZ ADRIANO DE VEIGA BOABAID. RELATOR:

Leia mais

DIREITO CIVIL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL

DIREITO CIVIL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL DIREITO CIVIL PEÇA PROFISSIONAL Vicente propôs, contra Hélder, ação de conhecimento pelo rito ordinário para a cobrança da quantia de R$ 125.000,00. O pedido foi julgado procedente e, após o exaurimento

Leia mais

I Locação em geral. 30 dias Antecedência mínima necessária para que o Locador denuncie locações de prazo indeterminado.

I Locação em geral. 30 dias Antecedência mínima necessária para que o Locador denuncie locações de prazo indeterminado. I Locação em geral 10 anos Contratos com tal prazo dependem da vênia conjugal, sob pena do período excedente não ser respeitado pelo cônjuge não anuente 30 dias Antecedência mínima necessária para que

Leia mais

GABARITO SIMULADO WEB 1

GABARITO SIMULADO WEB 1 GABARITO SIMULADO WEB 1 PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL CADU, brasileiro, casado, engenheiro, domiciliado em Pindamonhangaba/SP, adquiriu, em 05 de janeiro de 2015, uma motocicleta de fabricação

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO VIGÉSIMA CÂMARA CÍVEL R E L A T Ó R I O

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO VIGÉSIMA CÂMARA CÍVEL R E L A T Ó R I O APELAÇÃO CÍVEL NO PROCESSO N.º 0193850-02.2009.8.19.0001 APELANTE: TNL PCS S/A APELADA: COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RELATOR: DES. LUCIANO SILVA

Leia mais

São Paulo, 29 de novembro de 2010.

São Paulo, 29 de novembro de 2010. São Paulo, 29 de novembro de 2010. SINDEPRESTEM SINDICATO DAS EMPRESAS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS A TERCEIROS, COLOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE MÃO- DE-OBRA E DE TRABALHO TEMPORÁRIO NO ESTADO DE SÃO PAULO A/C

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL Agravo Interno no Agravo de Instrumento nº 0007110-60.2014.8.19.0000 Agravante: Tim Celular S/A Agravado: Miguel da Silva Virgem

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA NONA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA NONA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0003763-53.2013.8.19.0000 1º CARTÓRIO UNIFICADO CÍVEL DA COMARCA DE NITERÓI AGRAVANTE: ESTADO DO RIO DE JANEIRO AGRAVADO: ESPÓLIO DE FRANKLIN CLARO JÚNIOR REP/P/S INVENTARIANTE

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000279160 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 2012499-94.2014.8.26.0000, da Comarca de, em que é agravante DALLAS RENT A CAR (EM RECUPERAÇÃO JUDICIA),

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO. O julgamento teve a participação dos Desembargadores JOSÉ JOAQUIM DOS SANTOS (Presidente) e VITO GUGLIELMI.

PODER JUDICIÁRIO. O julgamento teve a participação dos Desembargadores JOSÉ JOAQUIM DOS SANTOS (Presidente) e VITO GUGLIELMI. PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRATICA REGISTRADO(A) SOB N I IIIIII mil mil mil mu mu um um mi mi *03071404* Vistos, relatados

Leia mais

COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS CURSOS ON LINE - OAB ÉTICA PROFISSIONAL PROFESSOR ALYSSON RACHID. Twitter: @alyssonrachid

COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS CURSOS ON LINE - OAB ÉTICA PROFISSIONAL PROFESSOR ALYSSON RACHID. Twitter: @alyssonrachid COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS CURSOS ON LINE - OAB ÉTICA PROFISSIONAL PROFESSOR ALYSSON RACHID Twitter: @alyssonrachid AULA: - Inscrição - Honorários advocatícios 1. Inscrição: - Requisitos para

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Gabinete da Desembargadora Marilia de Castro Neves Vieira

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Gabinete da Desembargadora Marilia de Castro Neves Vieira VIGÉSIMA CÂMAR CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº..0318985-53.2011.8.19.0001 Apelante: JENNER SANTANNA Apelada: ARLINDA DA ROCHA NUNO PEREIRA RELATOR: Des. Marilia de Castro Neves Vieira CIVIL. REINTEGRAÇÃO NA POSSE.

Leia mais

Acorda a Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba, por unanimidade, em DAR PROVIMENTO AO RECURSO.

Acorda a Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba, por unanimidade, em DAR PROVIMENTO AO RECURSO. Processo d. 001.2010.020128-2/001,.4k 4k ausnne - - -, Acórdão ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque Agravo de Instrumento -

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 556.570 - SP (2003/0102798-3) RELATOR : MINISTRO PAULO MEDINA RECORRENTE : PASCHOAL SORRENTINO FILHO ADVOGADO : PASCHOAL SORRENTINO FILHO (EM CAUSA PRÓPRIA) RECORRIDO : MÁRCIO TIDEMANN

Leia mais

ACÓRDÃO 3ª TURMA NULIDADE JULGAMENTO EXTRA PETITA É nula a sentença que julga pretensão diversa da formulada pelo Autor. Buffet Amanda Ltda.

ACÓRDÃO 3ª TURMA NULIDADE JULGAMENTO EXTRA PETITA É nula a sentença que julga pretensão diversa da formulada pelo Autor. Buffet Amanda Ltda. ACÓRDÃO 3ª TURMA NULIDADE JULGAMENTO EXTRA PETITA É nula a sentença que julga pretensão diversa da formulada pelo Autor. Recorrente: Buffet Amanda Ltda. Recorridos: Alex Sandro Farias de Oliveira Marina

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA DAA Nº 4/2007 ANEXO III

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA DAA Nº 4/2007 ANEXO III 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA Nº 4/2007 ANEXO III CRITÉRIOS DE ELABORAÇÃO E JULGAMENTO DA PROPOSTA TÉCNICA - CONTENCIOSO JUDICIAL CÍVEL 2

Leia mais

RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 899.348 DISTRITO FEDERAL RELATOR : MIN. DIAS TOFFOLI

RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 899.348 DISTRITO FEDERAL RELATOR : MIN. DIAS TOFFOLI RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 899.348 DISTRITO FEDERAL RELATOR RECTE.(S) RECTE.(S) ADV.(A/S) RECDO.(A/S) RECDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. DIAS TOFFOLI :CARLOS AUGUSTO DE OLIVEIRA FRANCO :VANJA MAGALI PAULINO

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO 780.354 BAHIA RELATORA RECTE.(S) RECTE.(S) ADV.(A/S) RECDO.(A/S) RECDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. CÁRMEN LÚCIA :BARRA VILLE INCORPORADORA LTDA :BARÃO DE ITAPOAN INCORPORADORA LTDA :

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2016.0000101332 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2016.0000101332 ACÓRDÃO fls. 2 Registro: 2016.0000101332 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0102423-13.2004.8.26.0547, da Comarca de Santa Rita do Passa Quatro, em que são apelantes RENILSON AUGUSTO

Leia mais

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12 Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Sumário Antecipação dos Efeitos da Tutela Teoria Geral da Execução Execução

Leia mais

Direito Tributário. Direito Tributário

Direito Tributário. Direito Tributário DIREITO TRIBUTÁRIO PEÇA PROFISSIONAL A sociedade empresária Móveis Ltda., com um único estabelecimento comercial na cidade de Belo Horizonte MG, celebrou contrato comercial com sociedade de país estrangeiro,

Leia mais

RECURSO DE APELAÇÃO. Pode ser interposto contra qualquer sentença, seja ou não de mérito;

RECURSO DE APELAÇÃO. Pode ser interposto contra qualquer sentença, seja ou não de mérito; RECURSO DE APELAÇÃO O recurso de apelação é a modalidade recursal mais importante no sistema jurídico brasileiro. Através dele se atua o princípio do duplo grau de jurisdição. O Código de Processo Civil

Leia mais

DECISÃO (Fundamentação legal: artigo 557, caput, do CPC)

DECISÃO (Fundamentação legal: artigo 557, caput, do CPC) TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0016014-69.2014.8.19.0000 Agravantes: MARIO JUSTO LOPES e JANETE MUNIZ LOPES (herdeiros) Relatora: Desembargadora PATRICIA RIBEIRO SERRA

Leia mais

JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA GERAL. a ser realizada em 05 de julho de 2012. 1) DELIBERAÇÃO DO PLENÁRIO

JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA GERAL. a ser realizada em 05 de julho de 2012. 1) DELIBERAÇÃO DO PLENÁRIO "ORDEM do DIA" para a SESSÃO PLENÁRIA a ser realizada em 05 de julho de 2012. (Ordinária 050/012) 1) DELIBERAÇÃO DO PLENÁRIO 1.1) Recurso ao Plenário Colidência de Nome Empresarial Replen: 990.294/11-0

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO NONA CÂMARA CÍVEL

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO NONA CÂMARA CÍVEL NONA CÂMARA CÍVEL Apelação nº 0015111-07.2009.8.19.0001 Apelante: JOÃO CAMPOS DA SILVA Apelado: ESTADO DO RIO DE JANEIRO Relator: Desembargador ROBERTO DE ABREU E SILVA AÇÃO ORDINÁRIA. LEGITIMIDADE DO

Leia mais

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL CONVOCADO RUBENS DE MENDONÇA CANUTO - 1º TURMA RELATÓRIO

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL CONVOCADO RUBENS DE MENDONÇA CANUTO - 1º TURMA RELATÓRIO RELATÓRIO Cuida-se de remessa oficial e de apelação interposta em face de sentença da lavra do MM. Juízo Federal da 2ª Vara de Pernambuco, que concedeu a segurança postulada, determinando a atualização

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro 23ª CÂMARA CÍVEL

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro 23ª CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO n º 0018320-11.2014.8.19.0000 AGRAVANTE: ADMILSON DE SOUZA SANTOS AGRAVADA: LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A RELATOR: DES. MARCELO CASTRO ANÁTOCLES DA SILVA FERREIRA AGRAVO DE INSTRUMENTO.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 3 Registro: 2015.0000520364 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0016703-90.2013.8.26.0053, da Comarca de, em que é apelante PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO, é apelado

Leia mais

Escola Superior da Advocacia-Geral da União (ESAGU) DEFESA DO EXECUTADO. Prof. Glauco Gumerato Ramos. jun/2008

Escola Superior da Advocacia-Geral da União (ESAGU) DEFESA DO EXECUTADO. Prof. Glauco Gumerato Ramos. jun/2008 Escola Superior da Advocacia-Geral da União (ESAGU) DEFESA DO EXECUTADO Prof. Glauco Gumerato Ramos jun/2008 1 Conceito de executado Executado: Devedor (=executado) na etapa de cumprimento da sentença

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE EMBU GUAÇU ESTADO DE SÃO PAULO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE EMBU GUAÇU ESTADO DE SÃO PAULO QUESTÃO Na data de 11 de agosto de 2013, Ana Isabel Figueira, residente e domiciliada na Rua Solavanco, 111, Vila Esmeralda, Embu Guaçu, recebeu uma correspondência de cobrança da Loja Borboleta Azul LTDA,

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0126.11.000890-4/001 Númeração 0008904- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Mota e Silva Des.(a) Mota e Silva 12/11/2013 19/11/2013 EMENTA: EXTINÇÃO

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO...

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO... EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO...... (nome completo),... (nacionalidade),... (estado civil),... (profissão), portador da cédula de identidade RG nº..., inscrito no

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE RONDÔNIA SENTENÇA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE RONDÔNIA SENTENÇA CLASSE N. 1100 AÇÃO ORDINÁRIA/TRIBUTÁRIA Autor: Sindicato dos Servidores na Justiça do Trabalho dos Estados de Rondônia e Acre - SINJUSTRA Ré: União/Fazenda Nacional SENTENÇA Trata-se de ação de rito ordinário

Leia mais

AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE (com pedido de liminar)

AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE (com pedido de liminar) EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) FEDERAL DA VARA DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE SÃO PAULO-SP: A FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE FUNASA -, pessoa jurídica de direito público interno, neste ato representada

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTADO DO PARANÁ AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 1.158.383-4, ORIGINÁRIO DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - 1ª VARA CÍVEL. Agravante Agravados

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7ª CÂMARA CRIMINAL

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7ª CÂMARA CRIMINAL Recurso de Apelação nº 0051769-88.2013.8.19.0001 Apelante: Confederação Brasileira de Futebol Apelado 1: Marco Antonio Teixeira Apelado 2: Ministério Público Origem: Juízo de Direito da 27ª Vara Criminal

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000638904 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 4010718-83.2013.8.26.0114, da Comarca de Campinas, em que é apelante ALVARO JACO KICE (JUSTIÇA GRATUITA), é apelado

Leia mais

EMENTA. 2. Recurso parcialmente conhecido e improvido. ACÓRDÃO

EMENTA. 2. Recurso parcialmente conhecido e improvido. ACÓRDÃO INCIDENTE DE UNIFORMIZAÇÃO JEF (PR E SC) Nº 2002.70.11.010420-0/PR RELATOR : Juiz JOÃO BATISTA LAZZARI RECORRENTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS RECORRIDO : Clovis Juarez Kemmerich : ORLANDA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 8ª T U R M A Cinto de segurança é EPI que deve proteger o empregado, proteção esta que deve ocorrer, inclusive, quando realiza movimentos inesperados, já que se utiliza cinto quando o equilíbrio

Leia mais

Apelante: Apelado: Constante Zahn Comarca: São Paulo (18ª Vara Cível Foro Central) Juíza: Renata Barros Souto Maior Baião

Apelante: Apelado: Constante Zahn Comarca: São Paulo (18ª Vara Cível Foro Central) Juíza: Renata Barros Souto Maior Baião fls. 253 Registro: 2016.0000000747 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 102270493.2014.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante (JUSTIÇA GRATUITA), é apelado CONSTANCE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO I. RELATÓRIO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO I. RELATÓRIO SE EMENTA AGRAVO DE PETIÇÃO, provenientes da ARAUCÁRIA - PR, sendo Agravante LTDA. e Agravados CARVALHO DE OLIVEIRA. RESPONSABILIDADE SUBSIDIÁRIA - BENEFÍCIO DE ORDEM EM RELAÇÃO AOS SÓCIOS DO DEVEDOR PRINCIPAL

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000566560 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 9295174-21.2008.8.26.0000, da Comarca de Guarulhos, em que são apelantes ADRIANA PAULINO COSTA (JUSTIÇA GRATUITA),

Leia mais

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO 1)Cabe recurso de apelação das decisões em que a) julgarem procedentes as exceções, salvo a de suspeição b) decretar a prescrição ou julgar, por outro modo, extinta

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO ANEXO I (Anexo ao Regulamento Portaria JFES-POR-2014/00073) LISTA DE VERIFICAÇÃO PARA BAIXA DEFINITIVA DE AUTOS Órgão Julgador/Vara Processo

Leia mais

A Ré, às fls. 70/78, argui preliminar de nulidade por julgamento extra petita e, no mérito, insurge se em relação a declaração de sucessão e quanto a

A Ré, às fls. 70/78, argui preliminar de nulidade por julgamento extra petita e, no mérito, insurge se em relação a declaração de sucessão e quanto a ACÓRDÃO 6a Turma SUCESSÃO. DROGARIA DESCONTÃO E DROGARIA PACHECO. Os elementos que definem a sucessão, no processo do trabalho, são a continuidade da atividade empresarial e a passagem de uma unidade produtiva

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro 14ª Câmara Cível

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro 14ª Câmara Cível 1 Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro 14ª Câmara Cível APELAÇÃO Nº 0005851-55.2010.8.19.0037 APELANTE: CAROLINA DA COSTA NOGUEIRA E OUTRO APELADO: ALZIMAR TEIXEIRA DO NASCIMENTO RELATOR: DESEMBARGADOR

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 022/2009

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 022/2009 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 022/2009 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

APELAÇÃO SEM REVISÃO Nº 863.408-0/0 São José do Rio Preto Apelante: Renato Pereira dos Santos Apelado: Keuson Nilo da Silva. Voto nº 8.032.

APELAÇÃO SEM REVISÃO Nº 863.408-0/0 São José do Rio Preto Apelante: Renato Pereira dos Santos Apelado: Keuson Nilo da Silva. Voto nº 8.032. APELAÇÃO SEM REVISÃO Nº 863.408-0/0 São José do Rio Preto Apelante: Renato Pereira dos Santos Apelado: Keuson Nilo da Silva AÇÃO DE DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO. JULGAMENTO ANTECIPADO. DISCRIÇÃO DO JUIZ.

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) DESEMBARGADOR(A) FEDERAL PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA REGIÃO

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) DESEMBARGADOR(A) FEDERAL PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA REGIÃO EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) DESEMBARGADOR(A) FEDERAL PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA REGIÃO Autos nº: Recorrente: Joaquim José da Silva Xavier Recorrido: União Federal Joaquim

Leia mais

APELANTE: FAZENDA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CASCAVEL APELADO: FARMÁCIA VIDAS VIVE LTDA RELATOR: DES. DIMAS ORTÊNCIO DE MELO

APELANTE: FAZENDA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CASCAVEL APELADO: FARMÁCIA VIDAS VIVE LTDA RELATOR: DES. DIMAS ORTÊNCIO DE MELO APELAÇÃO CÍVEL Nº 1.010.190-3, DA 1ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE CASCAVEL APELANTE: FAZENDA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CASCAVEL APELADO: FARMÁCIA VIDAS VIVE LTDA RELATOR: DES. DIMAS ORTÊNCIO DE MELO APELAÇÃO

Leia mais

Á'Os. Poder yudiciário 'Tribunal de :Justiça do Estado da 'Paraíba Gabinete da Desembargadora Maria de Fátima Moraes BeJerra Cavalcanti

Á'Os. Poder yudiciário 'Tribunal de :Justiça do Estado da 'Paraíba Gabinete da Desembargadora Maria de Fátima Moraes BeJerra Cavalcanti IB Á'Os. Poder yudiciário 'Tribunal de :Justiça do Estado da 'Paraíba Gabinete da Desembargadora Maria de Fátima Moraes BeJerra Cavalcanti DECISÃO MONOCRÁTICA AGRAVO DE INSTRUMENTO 200.2006.018796-6/ 002

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria

Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA VARA FEDERAL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SEÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, serviço público independente, dotada de personalidade

Leia mais

Ação Indenizatória em virtude de Acidente de Trânsito. Rito. sumário. Sentença que julgou procedente o pedido,

Ação Indenizatória em virtude de Acidente de Trânsito. Rito. sumário. Sentença que julgou procedente o pedido, Apelação Cível nº: 0007807-80.2007.8.19.0209 Apelante: Bradesco Auto/RE Companhia de Seguros Apelada 1: Camila Silva Ferreira Apelado 2: Assad Esteves Administradora de Imóveis Ltda. Relator: Desembargador

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DESEMBARGADOR WASHINGTON LUIS BEZERRA DE ARAUJO

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DESEMBARGADOR WASHINGTON LUIS BEZERRA DE ARAUJO Processo: 0001353-14.2015.8.06.0000 - Conflito de competência Suscitante: Juiz de Direito da 15ª Vara de Família da Comarca de Fortaleza Suscitado: Juiz de Direito da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca

Leia mais

Negativas a Procedimentos Médicos

Negativas a Procedimentos Médicos Negativas a Procedimentos Médicos Agravo nos próprios autos - contra o Estado - para admitir recurso especial - danos morais e honorários Agravo nos próprios autos - plano de saúde - para admitir recurso

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado o do Rio de Janeiro Terceira Câmara Cível Apelação Cível nº 0007038-45.2010.8.19.0087

Tribunal de Justiça do Estado o do Rio de Janeiro Terceira Câmara Cível Apelação Cível nº 0007038-45.2010.8.19.0087 APELANTE: APELADO 1: APELADO 2: RELATOR: RONALDO BARROS PERES ITAÚ SEGUROS S.A. CASA BAHIA COMERCIAL LTDA. Desembargador MARIO ASSIS GONÇALVES Consumidor. Obrigação de fazer. Danos materiais e morais.

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ERBETTA FILHO (Presidente) e RAUL DE FELICE. São Paulo, 4 de maio de 2017.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ERBETTA FILHO (Presidente) e RAUL DE FELICE. São Paulo, 4 de maio de 2017. Registro: 2017.0000327714 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1023287-36.2014.8.26.0114, da Comarca de Campinas, em que é apelante ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA IGREJA DE JESUS CRISTO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.000096XXX ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.000096XXX ACÓRDÃO Registro: 2015.000096XXX ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1015XXX- XX.2014.8.26.0576, da Comarca de São José do Rio Preto, em que é apelante MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES

Leia mais

Direito Empresarial. Direito Empresarial

Direito Empresarial. Direito Empresarial DIREITO EMPRESARIAL PEÇA PROFISSIONAL Jorge Luís e Ana Cláudia são casados no regime de comunhão parcial de bens desde 1979. Em 17/8/2005, sem que Ana Cláudia ficasse sabendo ou concordasse, Jorge Luís,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ESPELHO DE CORREÇÃO PROVA DISCURSIVA PROCURADOR MUNICIPAL DE CARIACICA 01) PEÇA JUDICIAL Nota 0,00 a 10,00 pontos. O enunciado exigia do candidato apresentação de uma contestação à ação proposta. O candidato

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator RECURSO DE APELAÇÃO nº 2006.0003066-4/0, DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL DA COMARCA DE FAXINAL Recorrente...: VILSON RODRIGUES Recorrido...: MINISTÉRIO PÚBLICO Relator...: J. S. FAGUNDES CUNHA RECURSO DE

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PEÇA PROFISSIONAL Antônio pactuou um contrato de empreitada com Armando, engenheiro civil, com o objetivo de promover uma reforma em sua casa residencial.

Leia mais

José, já qualificado vem, respeitosamente, por meio de seu advogado interpor com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I da CLT Recurso Ordinário

José, já qualificado vem, respeitosamente, por meio de seu advogado interpor com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I da CLT Recurso Ordinário EXCELENTÍSSIMO DR. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE Processo número José, já qualificado, vem, respeitosamente, por meio de seu advogado, interpor, com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO EMENTA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO EMENTA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO RELATORA APELANTE ADVOGADO APELADO(A) ADVOGADO No. ORIG. : : VITRIN ART MANEQUINS E ACESSORIOS LTDA : SP012737 GILBERTO BRUNO PUZZILLI e outro(a)

Leia mais

Temos ainda um Juízo de admissibilidade (a quo) e um Juízo de julgamento (ad quem).

Temos ainda um Juízo de admissibilidade (a quo) e um Juízo de julgamento (ad quem). PARTE II TEORIA GERAL DOS RECURSOS Conceito: Recurso é o direito que a parte vencida ou o terceiro prejudicado possui de, uma vez atendidos os pressupostos de admissibilidade, submeter a matéria contida

Leia mais

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, / /2012. Des. Cristina Tereza Gaulia. Relator

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, / /2012. Des. Cristina Tereza Gaulia. Relator ESTADO DO RIO DE JANEIRO TRIBUNAL DE JUSTIÇA 5ª CÂMARA CÍVEL Apelação Cível n. : 0064340-30.2009.8.19.0002 Apelante: Julio Cezar Silva de Menezes Apelado: Departamento de Trânsito do ERJ - DETRAN Juiz:

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Pedro, brasileiro, solteiro, jogador de futebol profissional, residente no Rio de Janeiro/RJ, legítimo proprietário de um imóvel situado em Juiz de Fora/MG, celebrou,

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 830.395 RIO GRANDE DO SUL RELATOR : MIN. LUIZ FUX RECDO.(A/S) :BIG WALL COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS ESPORTIVOS LTDA ME : CRISTIANO PRESTES BRAGA E OUTRO(A/S) RECDO.(A/S)

Leia mais

Questão 1 (FCC TJ-PE - Técnico Judiciário - Área Judiciária - e Administrativa)

Questão 1 (FCC TJ-PE - Técnico Judiciário - Área Judiciária - e Administrativa) CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 10 RECURSOS. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo módulo. No módulo

Leia mais

OITAVA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Agravo de instrumento nº 0020671-88.2013.8.19.0000

OITAVA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Agravo de instrumento nº 0020671-88.2013.8.19.0000 1 OITAVA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Agravo de instrumento nº 0020671-88.2013.8.19.0000 Agravante: Victor Ferreira dos Santos representado por sua mãe Andréa Oliveira

Leia mais

Comprova, ao final, o preparo recursal.

Comprova, ao final, o preparo recursal. MERITÍSSIMO JUIZ DE DIREITO DO QUARTO JUÍZO CÍVEL DA COMARCA DE UBERABA/MINAS GERAIS. Autos nº. Quarta Secretaria Cível Recurso de apelação BANCO XXXXX., já qualificado nos autos epigrafados da AÇÃO MONITÓRIA

Leia mais

O IMPACTO DA LEI MARIA DA PENHA NO DIREITO DE FAMÍLIA

O IMPACTO DA LEI MARIA DA PENHA NO DIREITO DE FAMÍLIA O IMPACTO DA LEI MARIA DA PENHA NO DIREITO DE FAMÍLIA 1. INTRODUÇÃO A luta e garra da mulher brasileira, Maria, Maria, cantada por Ellis Regina, foi traduzida em lei com a força e persistência da também

Leia mais

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO RELATÓRIO O DESEMBARGADOR FEDERAL GERALDO APOLIANO (RELATOR): Apelação interposta em face da sentença que julgou procedente o pleito autoral, por considerar ilícita a majoração da taxa de ocupação dos

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016

LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016 LEI MUNICIPAL Nº 2.242/2016 DE 15 DE JUNHO DE 2016 Altera a Lei Municipal n. 1.554, de 04 de julho de 2005 que Reestrutura o Regime Próprio de Previdência Social do Município de Barra do Bugres/MT e, dá

Leia mais

: MIN. DIAS TOFFOLI :DUILIO BERTTI JUNIOR

: MIN. DIAS TOFFOLI :DUILIO BERTTI JUNIOR HABEAS CORPUS 117.934 SÃO PAULO RELATOR PACTE.(S) : MIN. DIAS TOFFOLI :DUILIO BERTTI JUNIOR IMPTE.(S) :EDUARDO VON ATZINGEN DE ALMEIDA SAMPAIO E OUTRO(A/S) COATOR(A/S)(ES) :RELATOR DO HC Nº 269.477 DO

Leia mais

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 8785/2004 CLASSE II COMARCA DE SINOP APELANTE: BRASIL TELECOM S. A.

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 8785/2004 CLASSE II COMARCA DE SINOP APELANTE: BRASIL TELECOM S. A. APELANTE: BRASIL TELECOM S. A. APELADO: STELA MARIS SCHUTZ Número do Protocolo : 8785/2004 Data de Julgamento : 29-6-2004 EMENTA APELAÇÃO CÍVEL DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO TELEFÔNICO COMBINADA

Leia mais

Exma. Sra. Dra. Juíza de Direito da 4ª Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro da Comarca da Capital/SP.

Exma. Sra. Dra. Juíza de Direito da 4ª Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro da Comarca da Capital/SP. Exma. Sra. Dra. Juíza de Direito da 4ª Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro da Comarca da Capital/SP. Processo nº 002.02.033323-2 EDUARDO DOS REIS, leiloeiro oficial inscrito na Junta Comercial do

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - ANNIBAL DE REZENDE LIMA 5 de novembro de 2013

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - ANNIBAL DE REZENDE LIMA 5 de novembro de 2013 ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - ANNIBAL DE REZENDE LIMA 5 de novembro de 2013 APELAÇÃO Nº 0012952-92.2009.8.08.0035 (035090129525) - VILA VELHA - 1ª VARA CÍVEL

Leia mais

Lei n.º 13.105/2015 (Novo CPC) Processo de Conhecimento: petição inicial ao saneamento e organização do processo

Lei n.º 13.105/2015 (Novo CPC) Processo de Conhecimento: petição inicial ao saneamento e organização do processo Lei n.º 13.105/2015 (Novo CPC) Processo de Conhecimento: petição inicial ao saneamento e organização do processo Márcio Oliveira Rocha Doutorando (UFPE) e Mestre (UFAL) em Direito. Advogado. Professor.

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS EXTRAJUDICIAIS LEI ESTADUAL 5.672, de 17/11/1992 Em Vigor a partir de 01/01/2014 Atualizada pelo Provimento CGJ N *

TABELA DE EMOLUMENTOS EXTRAJUDICIAIS LEI ESTADUAL 5.672, de 17/11/1992 Em Vigor a partir de 01/01/2014 Atualizada pelo Provimento CGJ N * TABELA "B" (Item IV) - ATOS DOS OFICIAIS DE DISTRIBUIÇÃO I - Pela Comunicação de Escrituras (Resolução 11/97 TJPB):... 37,46 II - Pela distribuição de títulos para protesto: 1) Valor até 72,74 0,52 2)

Leia mais

RECURSO ORDINÁRIO. Recurso Ordinário

RECURSO ORDINÁRIO. Recurso Ordinário RECURSO ORDINÁRIO Conceito: Os recursos ordinários são os recursos cabíveis para impugnar decisões havidas nos casos previstos no art. 1.027 do CPC. Apesar de serem julgados pelo Supremo Tribunal Federal

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em janeiro de 2007, a Fazenda Nacional lavrou auto de infração em face da pessoa jurídica ABC, visando à cobrança de contribuições previdenciárias dos anos de 2005

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em janeiro de 2007, a Fazenda Nacional lavrou auto de infração em face da pessoa jurídica ABC, visando à cobrança de contribuições previdenciárias dos anos de 2005

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 1ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 1ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO ACÓRDÃO Registro: 2011.0000336971 Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 9101235-42.2009.8.26.0000, da Comarca de São Caetano do Sul, em que é apelante CLAUDIO FERNANDES sendo apelado

Leia mais

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30);

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30); Peça prática Foi proposta uma ação direta de inconstitucionalidade pelo prefeito de um município do Estado X. O Tribunal de Justiça do Estado X julgou tal ação improcedente, tendo o acórdão declarado constitucional

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SAO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA d REGISTRADO(A) SOB H Vistos, relatados e discutidos estes autos de APELAÇÃO CÍVEL n 24 6.418-4/7-00, da Comarca de ITAPETININGA, em

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL MINUTA DE JULGAMENTO FLS. *** PRIMEIRA TURMA ***

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL MINUTA DE JULGAMENTO FLS. *** PRIMEIRA TURMA *** TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL MINUTA DE JULGAMENTO FLS. *** PRIMEIRA TURMA *** 2000.61.02.002931-8 745866 AC-SP PAUTA: 13/04/2004 JULGADO: 13/04/2004 NUM. PAUTA: 00158 RELATOR: JUIZ CONV. FERREIRA DA ROCHA

Leia mais

ACÓRDÃO. VISTOS, relatados e discutidos estes autos.

ACÓRDÃO. VISTOS, relatados e discutidos estes autos. AG no 001.2011.008.210-2/001 TL..,L) i,._,prw..,11,---=t- Náãvs, --41115-0' WLil. RJ - g4 Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de

Leia mais

TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL

TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL ELIMI JUIZADOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE 547 Seção Cível 1385 Cartas 1450 Carta de ordem 1451 Carta Precatória 1455 Incidentes 10969

Leia mais

MM. JUIZ DE DIREITO:

MM. JUIZ DE DIREITO: AUTOS N 0011730-62.2015.8.16.0001 ( 18º Vara Cível Projudi) AÇÃO DE INTERDIÇÃO com pedido de tutela antecipada (deferida) REQUERENTE: Luiza Sumie Sato (genitora; nomeando provisoriamente em data 30 de

Leia mais

A C Ó R D Ã O

<CABBCBBCCADACABACBBCAADCBADAADDCBAAAA DDADAAAD> A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. AÇAO DE COBRANÇA. INTERPOSIÇÃO DO RECURSO DE APELAÇÃO. - No Processo Civil a petição de interposição da apelação, bem como suas razões,

Leia mais

PROCESSO Nº: 0801055-94.2014.4.05.8500 - APELAÇÃO APELANTE: CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

PROCESSO Nº: 0801055-94.2014.4.05.8500 - APELAÇÃO APELANTE: CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE PROCESSO Nº: 0801055-94.2014.4.05.8500 - APELAÇÃO RELATÓRIO O Senhor DESEMBARGADOR FEDERAL CONVOCADO GUSTAVO DE PAIVA GADELHA: Cuida-se de apelação da sentença que julgou procedentes os pedidos autorias,

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO...

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO... EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO...... (nome completo),... (nacionalidade),... (profissão), portador da cédula de identidade RG nº..., inscrito no CPF/MF sob nº...,

Leia mais

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas.

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Civil / Aula 24 Professor: Edward Carlyle Conteúdo: Antecipação de Tutela: Efetividade, Momento do Requerimento; Revogação e Modificação; Fungibilidade;

Leia mais