MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA DAA Nº 4/2007 ANEXO III

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA DAA Nº 4/2007 ANEXO III"

Transcrição

1 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA Nº 4/2007 ANEXO III CRITÉRIOS DE ELABORAÇÃO E JULGAMENTO DA PROPOSTA TÉCNICA - CONTENCIOSO JUDICIAL CÍVEL

2 2 CRITÉRIOS DE ELABORAÇÃO E JULGAMENTO DA PROPOSTA TÉCNICA CONTENCIOSO JUDICIAL CÍVEL VISÃO GLOBAL DA AVALIAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA ITENS MÁXIMO DE POR QUESITO TOTAIS MÁXIMOS ACUMULA- DOS I EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL NO PATROCÍNIO DE AÇÕES CÍVEIS 20,0 ADVOGADO A PARTIR DE 9 (NOVE) ANOS DE EXPERIÊNCIA 5,0 ADVOGADO COM 5 (CINCO) A 8 (OITO) ANOS DE EXPERIÊNCIA 4,0 ADVOGADO COM 3 (TRÊS) A 4 (QUATRO) ANOS DE EXPERIÊNCIA 3,0 ADVOGADO COM ATÉ 2 (DOIS) ANOS DE EXPERIÊNCIA 2,0 II RECURSOS STF STJ 16,0 ADVOGADO A PARTIR DE 9 (NOVE) ANOS DE EXPERIÊNCIA 4,0 ADVOGADO COM 5 (CINCO) A 8 (OITO) ANOS DE EXPERIÊNCIA 3,0 ADVOGADO COM 3 (TRÊS) A 4 (QUATRO) ANOS DE EXPERIÊNCIA 2,0 ADVOGADO COM ATÉ 2 (DOIS) ANOS DE EXPERIÊNCIA 1,0 III RECURSOS CÍVEIS (EMBARGOS APELAÇÃO) 20,0 ADVOGADO A PARTIR DE 9 (NOVE) ANOS DE EXPERIÊNCIA 5,0 ADVOGADO COM 5 (CINCO) A 8 (OITO) ANOS DE EXPERIÊNCIA 4,0 ADVOGADO COM 3 (TRÊS) A 4 (QUATRO) ANOS DE EXPERIÊNCIA 3,0 ADVOGADO COM ATÉ 2 (DOIS) ANOS DE EXPERIÊNCIA 1,0 IV MEDIDA LIMINAR/TUTELA ANTECIPADA 20,0 ADVOGADO A PARTIR DE 9 (NOVE) ANOS DE EXPERIÊNCIA 5,0 ADVOGADO COM 5 (CINCO) A 8 (OITO) ANOS DE EXPERIÊNCIA 4,0 ADVOGADO COM 3 (TRÊS) A 4 (QUATRO) ANOS DE EXPERIÊNCIA 3,0 ADVOGADO COM ATÉ 2 (DOIS) ANOS DE EXPERIÊNCIA 1,0 V DIPLOMAS E CERTIFICADOS 56,0 DOUTORADO/PÓS-DOUTORADO 12,0 MESTRADO 8,0 PÓS-GRADUAÇÃO 4,0 EXERCÍCIO DE MAGISTÉRIO EM GRADUAÇÃO E PÓS GRADUAÇÃO JURÍDICA 8,0 ARTIGOS PUBLICADOS (não serão considerados artigos publicados na Internet) 4,0 LIVROS EDITADOS 12,0 PARTICIPAÇÃO EM BANCA DE CONCURSO PÚBLICO NA ÁREA JURÍDICA 8,0 20,0 36,0 56,0 76,0 132,0 PONTUAÇÃO TOTAL MÁXIMA 132,0

3 3 (A) - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA 1) As propostas técnicas serão classificadas levando-se em consideração os critérios abaixo discriminados, sendo permitida a apresentação de apenas 4 (quatro) advogados, para fins de pontuação, dentre os profissionais constantes da relação especificada exigida no item 5.1.b do Edital da Concorrência em referência. 2) Os 4 (quatro) advogados deverão concorrer em todos os quesitos abaixo discriminados, não sendo permitida a apresentação de grupos diferenciados de advogados para cada quesito. 3) Havendo duplicidade de informações, inclusive entre sócios e integrantes não sócios, somente uma será considerada, para fins de contagem de ações, recursos ou quaisquer outros atos processuais relativos aos itens I, II, III e IV deste Anexo. A mesma regra será aplicada quanto à autoria de artigos publicados e livros editados a que se refere o item V. No caso de peças processuais assinadas por mais de um advogado, a sociedade licitante deverá indicar o nome do advogado para quem a pontuação deverá ser atribuída. 4) Todas as decisões exigidas para fins de pontuação neste Edital deverão ser apresentadas em páginas extraídas do Diário Oficial correspondente ou em cópia autenticada da página respectiva do próprio processo, de onde conste a identificação das partes e o número do processo. 5) Para fins de pontuação são consideradas ações cíveis quaisquer ações que não compreendam as seguintes matérias: penal, trabalhista, família, órfãos e sucessões, direito da criança, e do adolescente. 6) Não serão consideradas, para fins de pontuação, ações que tramitem em juizados especiais. 7) Para os efeitos dos itens I, II, III e IV da experiência profissional, a comprovação do tempo de experiência, para o fim de enquadramento do advogado na categoria de pontuação, será feita na forma do artigo 5º do Regulamento Geral do Estatuto da Advocacia da OAB, publicado no Diário da Justiça da União de 16 de novembro de ) Cada ano de experiência do advogado corresponderá ao período compreendido entre 01 de janeiro a 31 dezembro em que for comprovada a prática dos atos privativos do advogado na forma estabelecida neste item. Somente serão levados em conta os atos praticados na área do direito civil (empresarial, tributário, constitucional, etc.), excluindo-se os pertinentes às áreas do direito de família, de órfãos e sucessões e de direito da criança e do adolescente.

4 4 7.2) A licitante deverá apresentar, para cada advogado da equipe técnica, uma relação em que conste a descrição sucinta dos atos privativos praticados por ele em cada ano, indicando a data da prática dos atos e a página da sua proposta técnica em que se encontra a comprovação dos mesmos, conforme o Modelo 11 constante do Anexo II do Edital. I) EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL NO PATROCÍNIO DE AÇÕES CÍVEIS A EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL dos integrantes da equipe técnica, no patrocínio de ações cíveis, na Justiça Comum, Estadual ou Federal. 1) PONTUAÇÃO: ADVOGADO A PARTIR DE 9 (NOVE) ANOS DE EXPERIÊNCIA De 01 a 20 ações 3,0 De 21 a 40 ações 3,5 De 41 a 60 ações 4,0 De 61 a 80 ações 4,5 Acima de 80 ações 5,0 MÁXIMO DE 5,0 ADVOGADO COM 5 (CINCO) A 8 (OITO) ANOS DE EXPERIÊNCIA De 01 a 10 ações 2,0 De 11 a 20 ações 2,5 De 21 a 30 ações 3,0 De 31 a 40 ações 3,5 Acima de 40 ações 4,0 MÁXIMO DE 4,0

5 5 ADVOGADO COM 3 (TRÊS) A 4 (QUATRO) ANOS DE EXPERIÊNCIA De 01 a 05 ações 1,0 De 06 a 10 ações 1,5 De 11 a 15 ações 2,0 De 16 a 20 ações 2,5 Acima de 20 ações 3,0 MÁXIMO DE 3,0 ADVOGADO COM ATÉ 2 (DOIS) ANOS DE EXPERIÊNCIA De 01 a 05 ações 0,25 De 06 a 10 ações 0,5 De 11 a 15 ações 1,0 De 16 a 20 ações 1,5 Acima de 20 ações 2,0 MÁXIMO DE 2,0 MÁXIMO DE = 20,0 2) A comprovação do item acima far-se-á na forma especificada abaixo: a) mediante a apresentação de certidões ou listagens fornecidas por escrivanias judiciais de varas ou tribunais cíveis, que consignem os nomes dos advogados indicados para compor a equipe técnica, bem como tipo de procedimento, número do processo e natureza da ação, e órgão judiciário em que tramita a ação.

6 6 II) ATUAÇÃO PROCESSUAL Comprovação pela equipe técnica de admissibilidade na interposição dos RECURSOS abaixo relacionados interpostos PERANTE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E O SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA ou provimento de Agravo de Instrumento contra decisão que inadmitiu um dos Recursos abaixo relacionados, perante o Supremo Tribunal Federal e perante o Superior Tribunal de Justiça. CONTENCIOSO CÍVEL Recurso Especial Recurso Extraordinário 1) A comprovação será feita mediante a apresentação de cópia autenticada da petição assinada pelo advogado patrocinador da ação e devidamente protocolada ou carimbada no cartório onde foi entregue, bem como da respectiva documentação de admissibilidade, ou de provimento no caso de Agravo. 2) PONTUAÇÃO: 0,25 por peça processual, até o máximo de pontos abaixo, por advogado: Advogado a partir de 9 (nove) anos de experiência Advogado com 5 (cinco) a 8 (oito) anos de experiência Advogado com 3 (três) a 4 (quatro) anos de experiência Advogado com até 2 (dois) anos de experiência 4,0 pontos 3,0 pontos 2,0 pontos 1,0 ponto MÁXIMO DE = 16,0

7 7 III) ÊXITO EM RECURSOS Comprovação pela equipe técnica de êxito, integral ou parcial, nos RECURSOS abaixo relacionados: CONTENCIOSO CÍVEL Apelação Embargos Infringentes Agravo Recurso Especial Recurso Extraordinário Não serão admitidos recursos que tenham por objeto apenas a redução ou aumento de honorários advocatícios. 1) A comprovação do êxito do recurso será realizada através da apresentação de cópia das razões/contra-razões recursais, assinada pelo advogado patrocinador da ação, devidamente protocolada ou carimbada no cartório onde deu entrada, bem como da respectiva decisão que o julgou, autenticada pelo cartório, ou sua publicação pela Imprensa Oficial. 2) PONTUAÇÃO: 1,0 (um) ponto por peça processual, até o máximo de pontos abaixo, por advogado: Advogado a partir de 9 (nove) anos de experiência 5,0 pontos Advogado com 5 (cinco) a 8 (oito) anos de experiência 4,0 pontos Advogado com 3 (três) a 4 (quatro) anos de experiência 3,0 pontos Advogado com até 2 (dois) anos de experiência 1,0 ponto MÁXIMO DE = 20,0

8 8 IV) ÊXITO MEDIDA LIMINAR OU TUTELA ANTECIPADA: 1) A comprovação pela equipe técnica de êxito, integral ou parcial, na concessão da medida liminar ou tutela antecipada, ou da reforma da decisão concessiva, será realizada através da apresentação de cópia autenticada da petição assinada pelo advogado patrocinador da ação, protocolada ou carimbada no cartório onde deu entrada, bem como cópia da decisão autenticada pelo Cartório ou sua publicação pela Imprensa Oficial. 2) PONTUAÇÃO: 1,00 (um) ponto por peça processual, até o máximo de pontos abaixo, por advogado: Advogado a partir de 9 (nove) anos de experiência 5,0 pontos Advogado com 5 (cinco) a 8 (oito) anos de experiência 4,0 pontos Advogado com 3 (três) a 4 (quatro) anos de experiência 3,0 pontos Advogado com até 2 (dois) anos de experiência 1,0 ponto MÁXIMO DE = 20,0 V) DIPLOMAS E CERTIFICADOS A comprovação da experiência profissional dos advogados da equipe técnica, em função de DIPLOMAS E CERTIFICADOS expedidos por entidades de ensino superior reconhecidas comprovadamente, e publicações:

9 9 QUESITOS MÁXIMO. POR EQUIPE DOUTORADO / PÓS DOUTORADO Na área do direito objeto da licitação (área cível / comercial / empresarial / administrativa / constitucional / processual cível / tributário), excetuandose as áreas de direito de família, de órfãos e sucessões e de direito da criança e do adolescente.) 3,0 12,0 MESTRADO Na área do direito objeto da licitação (área cível / comercial / empresarial / administrativa / constitucional / processual cível / tributário), excetuandose as áreas de direito de família, de órfãos e sucessões e de direito da criança e do adolescente.) 2,0 8,0 PÓS-GRADUAÇÃO Na área do direito objeto da licitação (área cível / comercial / empresarial / administrativa / constitucional / processual cível / tributário), excetuandose as áreas de direito de família, de órfãos e sucessões e de direito da criança e do adolescente.) 1,0 4,0 EXERCÍCIO DO MAGISTÉRIO Em curso de ensino superior proferido em instituição reconhecida ou autorizada na área do direito objeto da licitação (cível / comercial / empresarial / administrativa / constitucional / processual cível / tributário), excetuando-se as áreas de direito de família, de órfãos e sucessões e de direito da criança e do adolescente.). 2,0 8,0

10 10 QUESITOS MÁXIMO. POR EQUIPE ARTIGOS PUBLICADOS EM REVISTAS ESPECIALIZADAS SOBRE MATÉRIA DE DIREITO OBJETO DESTA LICITAÇÃO. (área cível / comercial / empresarial / administrativa / constitucional / processual cível / tributário, excetuando-se as áreas de direito de família, de órfãos e sucessões, e de direito da criança e do adolescente. não serão considerados artigos publicados na Internet.) 1,0 4,0 LIVROS EDITADOS SOBRE MATÉRIA DO DIREITO OBJETO DESTA LICITAÇÃO. 3,0 12,0 (área cível / comercial / empresarial / administrativa / constitucional / processual cível / tributário, excetuando-se as áreas de direito de família, de órfãos e sucessões, e de direito da criança e do adolescente.) PARTICIPAÇÃO EM BANCA DE CONCURSO PÚBLICO PARA CARREIRAS ESTRITAMENTE JURÍDICAS. 2,0 8,0 1) A comprovação neste item será realizada da seguinte forma: a) PÓS-GRADUAÇÃO, MESTRADO E DOUTORADO E PÓS-DOUTORADO: mediante a apresentação de cópia autenticada do diploma correspondente; b) EXERCÍCIO DO MAGISTÉRIO JURÍDICO: mediante certidão que especifique a disciplina ensinada e a respectiva instituição de ensino do magistério; c) TRABALHOS JURÍDICOS PUBLICADOS: deverão ser apresentados em exemplar do veículo de publicação (revista técnica);

11 11 d) PARTICIPAÇÃO DE BANCAS EXAMINADORAS: mediante certidão passada pelo órgão competente, com a especificação do ato de designação, da autoridade designante, da disciplina examinada e da data do concurso. e) LIVROS EDITADOS: mediante a entrega de exemplar do livro. 2) Cada membro da equipe técnica somente poderá pontuar 1 (uma) vez em cada quesito do item V. 3) O máximo de pontos abaixo previsto refere-se à pontuação conjunta da equipe técnica. MÁXIMO DE = 56,0 (B) - CRITÉRIOS DE JULGAMENTO DA PROPOSTA TÉCNICA 1) O julgamento dos quesitos será realizado mediante a conferência da documentação apresentada, sendo concedida a pontuação prevista no item CRITÉRIOS DE ELABORAÇÃO E JULGAMENTO DA PROPOSTA TÉCNICA. 2) Os quesitos não comprovados importarão na atribuição aos mesmos da nota zero. 3) A pontuação máxima a ser obtida é de 132 (cento e trinta e dois) pontos. 4) Serão desclassificadas as propostas com pontuação inferior a 60 (sessenta) pontos. 5) Todas as declarações deverão ser apresentadas em papel timbrado, datadas e assinadas pelo representante legal da Sociedade. 6) Quando da contagem de pontos for obtido número não inteiro, após a vírgula serão consideradas três casas decimais, desprezando-se a fração remanescente.

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA DAA Nº 6/2007 ANEXO I - ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA DAA Nº 6/2007 ANEXO I - ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA Nº 6/2007 ANEXO I - ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS 2 ÍNDICE I - INTRODUÇÃO...3 II - ESCOPO DOS SERVIÇOS...3 III

Leia mais

EDITAL Nº 18/2011 01* 01* OBS: O professor ao se inscrever deverá ter disponibilidade nos turnos indicados.

EDITAL Nº 18/2011 01* 01* OBS: O professor ao se inscrever deverá ter disponibilidade nos turnos indicados. EDITAL Nº 18/2011 Processo Seletivo de Docentes da Estácio FIC 2011. A DIRETORA GERAL da Faculdade Estácio do Ceará - Estácio FIC, no uso de suas atribuições e regimentais, torna pública a abertura de

Leia mais

por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, ou outro documento com mesmo valor legal; 3 (três) anos, no mínimo, de experiência

por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, ou outro documento com mesmo valor legal; 3 (três) anos, no mínimo, de experiência AGÊNCIA DE PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÕES DO BRASIL - APEX-BRASIL EDITAL No- 1, DE 31 DE AGOSTO DE 2006 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRORESERVA EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Leia mais

1º Termo Aditivo ao Edital de Licitação de Tomada de Preço nº 01/2015 do CRFa 3ª

1º Termo Aditivo ao Edital de Licitação de Tomada de Preço nº 01/2015 do CRFa 3ª 1º Termo Aditivo ao Edital de Licitação de Tomada de Preço nº 01/2015 do CRFa 3ª Fica aditado o Edital de Licitação na modalidade de Tomada de Preço n. 01/2015, do CRFa 3ª, para constar que: 1. O item

Leia mais

Escrita Didática Títulos Entrevista

Escrita Didática Títulos Entrevista MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS EDITAL Nº 019/2009-PRORH CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.380. Dispõe sobre o Adicional de Qualificação no âmbito da Justiça Eleitoral.

RESOLUÇÃO Nº 23.380. Dispõe sobre o Adicional de Qualificação no âmbito da Justiça Eleitoral. Publicada no DJE/TSE nº 142, de 27/7/2012, p. 9/11 RESOLUÇÃO Nº 23.380 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 19.823 (29839-23.2007.6.00.0000) CLASSE 19 BRASÍLIA DF Relatora: Ministra Cármen Lúcia Interessado: Tribunal

Leia mais

O exame de processos de outorga de concessão deve conter em sua introdução as informações básicas relativas ao tipo de processo.

O exame de processos de outorga de concessão deve conter em sua introdução as informações básicas relativas ao tipo de processo. Tribunal de Contas da União MANUAL PARA INSTRUÇÃO DE PROCESSOS DE LICITAÇÃO PARA OUTORGA DE APROVEITAMENTOS HIDRELÉTRICOS E DE LINHAS DE TRANSMISSÃO 1 - INTRODUÇÃO 1.1. CARACTERÍSTICAS GERAIS O exame de

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO

EDITAL INTERNO Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO EDITAL INTERNO Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO O Chefe em exercício do da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia UFBA, no uso de suas atribuições

Leia mais

TOTAL MÁXIMO DE PONTOS 3,50

TOTAL MÁXIMO DE PONTOS 3,50 EDITAL Nº 001/2009 de 02 de Dezembro de 2009 CONCURSO PÚBLICO - Prefeitura Municipal de Curuçá/PA APRESENTAÇÃO DE RESULTADO E INSTRUÇÕES PARA PROVA DE A Comissão responsável pela administração do Concurso

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO DE JUIZ SUBSTITUTO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO DE JUIZ SUBSTITUTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO DE JUIZ SUBSTITUTO EDITAL Nº 16/2016 DE RETIFICAÇÃO O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE, tendo

Leia mais

Campus Recife e de Núcleos do Centro Acadêmico do Agreste, indicados no

Campus Recife e de Núcleos do Centro Acadêmico do Agreste, indicados no UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA PROFESSOR TEMPORÁRIO EDITAL nº9, de 09 de abril de 202, publicado no D.O.U. nº 69, de 0 de abril de 202, Seção 3, págs. 47-48. De acordo

Leia mais

FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL

FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL n o 5/2016 A Faculdade São Lucas FSL - torna público

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA PROCURADORIA DO PATRIMÔNIO IMOBILIÁRIO E CONTENCIOSO AMBIENTAL

EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA PROCURADORIA DO PATRIMÔNIO IMOBILIÁRIO E CONTENCIOSO AMBIENTAL EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA PROCURADORIA DO PATRIMÔNIO IMOBILIÁRIO E CONTENCIOSO AMBIENTAL A Procuradoria do Patrimônio Imobiliário do Estado de São Paulo, unidade integrante

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS EDITAL DE SELEÇÃO Nº 39/2016 PROFESSOR SUBSTITUTO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS EDITAL DE SELEÇÃO Nº 39/2016 PROFESSOR SUBSTITUTO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário - Viçosa, MG - 36570-000 - Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 13/2013 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO

EDITAL INTERNO Nº 13/2013 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO EDITAL INTERNO Nº 13/2013 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO O Diretor do Desenvolvimento Sustentável da UFBA, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSELHO SUPERIOR Nº 01 de 30 de setembro de 2.010. Aprova normas para preenchimento dos cargos da Diretoria Executiva da FUNDECT.

DELIBERAÇÃO CONSELHO SUPERIOR Nº 01 de 30 de setembro de 2.010. Aprova normas para preenchimento dos cargos da Diretoria Executiva da FUNDECT. DELIBERAÇÃO CONSELHO SUPERIOR Nº 01 de 30 de setembro de 2.010 Aprova normas para preenchimento dos cargos da Diretoria Executiva da FUNDECT. O Conselho Superior da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 06/2014

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 06/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 06/2014 O Município de Quatro Irmãos - RS, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, torna público para conhecimento dos interessados a abertura de

Leia mais

ASSUNTO: Solicitação de Impugnação de Edital Concorrência SEBRAE/TO Nº 008/2014

ASSUNTO: Solicitação de Impugnação de Edital Concorrência SEBRAE/TO Nº 008/2014 À COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DO SEBRAE/TO AT. SRA. ODEANE MILHOMEM DE AQUINO Presidente da CPL ASSUNTO: Solicitação de Impugnação de Edital Concorrência SEBRAE/TO Nº 008/2014 Prezada Senhora, IDEIA

Leia mais

CREDENCIAMENTO DE SOCIEDADES DE ADVOGADOS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS AOS JURÍDICOS REGIONAIS, AGÊNCIAS E FILIAIS DA CAIXA

CREDENCIAMENTO DE SOCIEDADES DE ADVOGADOS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS AOS JURÍDICOS REGIONAIS, AGÊNCIAS E FILIAIS DA CAIXA EDITAL 0022/2011 CREDENCIAMENTO DE SOCIEDADES DE ADVOGADOS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS AOS JURÍDICOS REGIONAIS, AGÊNCIAS E FILIAIS DA CAIXA 1 PREÂMBULO 1.1 A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, doravante

Leia mais

Conselho Nacional de Educação e credenciada pela Portaria Nº 1825/MEC, de 15.08.2001 publicada no

Conselho Nacional de Educação e credenciada pela Portaria Nº 1825/MEC, de 15.08.2001 publicada no Aditivo ao Edital Nº. 11/2011 A Faculdade Farias Brito FFB, entidade de ensino superior aprovada pelo parecer Nº 1195/2001 do Conselho Nacional de Educação e credenciada pela Portaria Nº 1825/MEC, de 15.08.2001

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 001/2016 PPGD/UFPR. Edital de Ingresso. Doutorado 2016

RESOLUÇÃO Nº 001/2016 PPGD/UFPR. Edital de Ingresso. Doutorado 2016 RESOLUÇÃO Nº 001/2016 PPGD/UFPR Edital de Ingresso Doutorado 2016 O Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Direito da Faculdade de Direito, Setor de Ciências Jurídicas, da Universidade Federal do Paraná,

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO E INSTITUIÇÕES DO SISTEMA DE JUSTIÇA Aprovado pela Resolução nº 853/2011 - CONSEPE EDITAL PPPG Nº.

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO E INSTITUIÇÕES DO SISTEMA DE JUSTIÇA Aprovado pela Resolução nº 853/2011 - CONSEPE EDITAL PPPG Nº. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO E INSTITUIÇÕES

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO REGULAMENTO DO XIII CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO DA 5ª REGIÃO A Comissão do XIII Concurso Público para provimento

Leia mais

TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL

TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL ELIMI JUIZADOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE 547 Seção Cível 1385 Cartas 1450 Carta de ordem 1451 Carta Precatória 1455 Incidentes 10969

Leia mais

EDITAL Nº 03/2016 SELEÇÃO DE ALUNO ESPECIAL - 2016/2

EDITAL Nº 03/2016 SELEÇÃO DE ALUNO ESPECIAL - 2016/2 EDITAL Nº 03/2016 SELEÇÃO DE ALUNO ESPECIAL - 2016/2 Considerando as deliberações do Colegiado Acadêmico do Programa de Pós-graduação em Direito da UFES, a Coordenação do Programa de Pós-graduação stricto

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 14, DE 2014 (Senador Alfredo Nascimento - PR/AM)

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 14, DE 2014 (Senador Alfredo Nascimento - PR/AM) PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 14, DE 2014 (Senador Alfredo Nascimento - PR/AM) Altera o art. 5º da Lei nº 8.906, de 4 de julho de 1994, que dispõe sobre o Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do

Leia mais

a) Primeira Fase, com duas provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório:

a) Primeira Fase, com duas provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório: EDITAL PGM - PRODESP 01/2013 CONCURSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DO CURSO DE DIREITO 1 A PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, tendo em vista o disposto no art. 101, e parágrafo único da Lei Complementar Municipal

Leia mais

08 a 10/05/2013 - Belo Horizonte MG - CURSO GERAL DE LICITAÇÕES, CONTRATAÇÕES DIRETAS E PREGÃO.

08 a 10/05/2013 - Belo Horizonte MG - CURSO GERAL DE LICITAÇÕES, CONTRATAÇÕES DIRETAS E PREGÃO. Apresentação Como evitar os Principais Vícios (Leis nº 8.666/93, nº 10.520/2002; Decreto nº 3.555/2000, Decreto nº 5.450/2005, Lei Complementar nº 123/2006 e Decreto nº 6.204/2007). Objetivo Preparar todos

Leia mais

Instrução Normativa do Programa de Pós-Graduação em Administração: Mestrado Profissional

Instrução Normativa do Programa de Pós-Graduação em Administração: Mestrado Profissional Instrução Normativa do Programa de Pós-Graduação em Administração: Mestrado Profissional Instrução Normativa PPGA nº 05 de 05/04/2016 Aprova as Normas para Apresentação da Dissertação do Programa de Pós-graduação

Leia mais

05/2016 775707/2012 - MTE/SENAES CAMP

05/2016 775707/2012 - MTE/SENAES CAMP Cotação Prévia de Preço Nº. 05/2016 Convênio Nº 775707/2012 - MTE/SENAES CAMP Projeto: Centro de Formação e Apoio à Assessoria Técnica em Economia Solidária CFES Regional Sul. Critério: Menor Preço e Melhor

Leia mais

OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes

OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. META 8 LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CF, art. 5 o, LXIX e LXX;

Leia mais

«Publicação da lista definitiva» Quando é publicada a lista definitiva?

«Publicação da lista definitiva» Quando é publicada a lista definitiva? Concurso centralizado, de ingresso externo, para lugares vagos de técnico superior de 1.ª classe, 1.º escalão, da carreira de técnico superior, área jurídica (ref.: concurso n. 006-2015-TS-05) «e respostas

Leia mais

O Núcleo Docente Estruturante do Curso de Direito e a Coordenação de Direito da Faculdade Católica de Rondônia - FCR RESOLVEM:

O Núcleo Docente Estruturante do Curso de Direito e a Coordenação de Direito da Faculdade Católica de Rondônia - FCR RESOLVEM: O Núcleo Docente Estruturante do Curso de Direito e a Coordenação de Direito da Faculdade Católica de Rondônia - FCR RESOLVEM: Estabelecer as normas inerentes à realização de atividade simulada, doravante

Leia mais

CONVITE Nº 049A/2015

CONVITE Nº 049A/2015 Processo nº 0263.1511/15-2 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 049A/2015 DATA DA ABERTURA: 14/08/2015 HORA DA ABERTURA: 10:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

www.queroserpolicial.com.br A ponte entre o seu sonho e a realidade Dúvidas frequentes de quem quer ser Policial Quais são os requisitos para se tornar um Policial Militar? DOS REQUISITOS PARA INGRESSO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO PRIMEIRO SEMESTRE LETIVO DE 2016 A coordenadora do programa de pós-graduação em Fitotecnia da Universidade

Leia mais

FACULDADE BATISTA BRASILEIRA

FACULDADE BATISTA BRASILEIRA FACULDADE BATISTA BRASILEIRA PROCESSO DE SELEÇÃO PARA DOCENTES EDITAL Nº /27 A Diretoria Geral da Faculdade Batista Brasileira em Salvador (FBB SSA), torna público, para conhecimento dos interessados,

Leia mais

Numero do Documento: 1037522

Numero do Documento: 1037522 Numero do Documento: 1037522 EDITAL N.º 19/2011 A Escola de Saúde Pública do Ceará, Autarquia vinculada à Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, criada pela Lei Estadual nº 12.140, de 22 de julho de 1993,

Leia mais

EDITAL Nº 03/10. Art. 1º O processo seletivo objetiva a expansão do quadro de docentes da Faculdade de Tecnologia CDL de Fortaleza.

EDITAL Nº 03/10. Art. 1º O processo seletivo objetiva a expansão do quadro de docentes da Faculdade de Tecnologia CDL de Fortaleza. 1 EDITAL Nº 03/10 O Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia CDL, no uso de suas atribuições e regimentais, torna público este edital para seleção de professores de acordo com a Resolução no 07/2008 COSUPA.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. 4050

PROJETO DE LEI Nº. 4050 PROJETO DE LEI Nº. 4050 Institui o Centro de Especialidades Odontológicas CEO Tipo 2, dispõe sobre a contratação temporária de pessoal, nos termos da Lei Municipal nº. 2.854/2011 e do art. 37, IX, da Constituição

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA Nº 5/2007 ANEXO I - ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS Advocacia Contenciosa cível - Estado do Paraná 2 ÍNDICE I -

Leia mais

EDITAL N 01/2011 SELEÇÃO PARA O MESTRADO ACADÊMICO EM ADMINISTRAÇAO E CONTROLADORIA MAAC - TURMA 2012-2014

EDITAL N 01/2011 SELEÇÃO PARA O MESTRADO ACADÊMICO EM ADMINISTRAÇAO E CONTROLADORIA MAAC - TURMA 2012-2014 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade - FEAAC Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria PPAC EDITAL N 01/2011 SELEÇÃO PARA

Leia mais

PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal

PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal ASSESSORIA PARLAMENTAR INFORMATIVO 08 a 10 de JANEIRO de 2014 CÂMARA DOS DEPUTADOS PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal Pela proposta, a indicação dos ministros da Corte

Leia mais

EDITAL Nº 01/2016, DE 07 DE JUNHO DE 2016

EDITAL Nº 01/2016, DE 07 DE JUNHO DE 2016 EDITAL Nº 01/2016, DE 07 DE JUNHO DE 2016 SELEÇÃO DE SERVIDORES TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DO ACRE PARA AFASTAMENTO INTEGRAL PARA QUALIFICAÇÃO NO ANO DE 2016 A Reitora do

Leia mais

FACULDADE IBGEN INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS. Processo Seletivo 2016/2

FACULDADE IBGEN INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS. Processo Seletivo 2016/2 FACULDADE IBGEN INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS Processo Seletivo 2016/2 O Diretor Geral da Faculdade IBGEN Instituto Brasileiro de Gestão de Negócios, e da Faculdade FACCENTRO torna público

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL Nº 004/2016

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL Nº 004/2016 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL Nº 004/2016 O Reitor da UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA - UESB, no uso de suas

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA PARA PROFESSOR SUBSTITUTO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SME EDITAL Nº 13/2012 ANEXO I (INTEGRANTE DO EDITAL Nº 13/2012)

SELEÇÃO PÚBLICA PARA PROFESSOR SUBSTITUTO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SME EDITAL Nº 13/2012 ANEXO I (INTEGRANTE DO EDITAL Nº 13/2012) ANEXO I (INTEGRANTE DO ) DA ÁREA DE ATUAÇÃO/DISCIPLINA, DA CARGA HORÁRIA E DA REMUNERAÇÃO BÁSICA ÁREA / DISCIPLINA CARGA HORÁRIA REMUNERAÇÃO PROFESSOR PEDAGOGO 200 R$ 1.942,69 (hum mil, novecentos e quarenta

Leia mais

EDITAL Nº 01/2016 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA ALUNO REGULAR ENTRADA NO 2º SEMESTRE DE 2016

EDITAL Nº 01/2016 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA ALUNO REGULAR ENTRADA NO 2º SEMESTRE DE 2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ÉTICA E ENSINO DE FILOSOFIA CÂMPUS DE PALMAS Quadra 109 Norte, Av. NS 15, s/n ALCNO 14, Bloco BALA II, Sala 13, Coord. do curso de Filosofia

Leia mais

I. mínimo de 3 (três) anos para o mestrado; II. mínimo de 4 (quatro) anos para doutorado

I. mínimo de 3 (três) anos para o mestrado; II. mínimo de 4 (quatro) anos para doutorado MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ EDITAL Nº 003/2015/IFG-CÂMPUS JATAÍ SELEÇÃO DE SERVIDORES

Leia mais

CEBGAS Companhia Brasiliense de Gás

CEBGAS Companhia Brasiliense de Gás REGULAMENTO PARA CADASTRAMENTO E CLASSIFICAÇÃO DE POSTOSREVENDEDORES DE COMBUSTÍVEIS PARA FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL VEICULAR GNV, PROVENIENTE DO GÁS NATURAL LIQUEFEITO - GNL Considerando que a Companhia

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 097/2014

EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 097/2014 EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 097/2014 O Instituto Agropolos do Ceará, entidade de direito privado e sem fins econômicos, inscrito no CNPJ sob nº 04.867.567/0001-10, qualificado como Organização Social através

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO REGULAR DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA APROVAJURIS 1. CURSO REGULAR DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA APROVAJURIS

REGULAMENTO DO CURSO REGULAR DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA APROVAJURIS 1. CURSO REGULAR DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA APROVAJURIS REGULAMENTO DO CURSO REGULAR DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA APROVAJURIS 1. CURSO REGULAR DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA APROVAJURIS As aulas iniciam na data a ser divulgada pela Direção da Escola, a cada ano.

Leia mais

Como pensa o CESPE em provas para Magistrado - TRF-1ª Região? MAPEAMENTO DAS PROVAS DEMONSTRAÇÃO

Como pensa o CESPE em provas para Magistrado - TRF-1ª Região? MAPEAMENTO DAS PROVAS DEMONSTRAÇÃO Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! Como pensa o CESPE em provas para Magistrado - TRF-1ª Região? MAPEAMENTO DAS PROVAS DEMONSTRAÇÃO Trabalho finalizado em março/2015. Cópias

Leia mais

LEGISLAÇÃO DO CONCURSO PARA PROFESSOR DOUTOR

LEGISLAÇÃO DO CONCURSO PARA PROFESSOR DOUTOR DO CONCURSO Estatuto da USP LEGISLAÇÃO DO CONCURSO PARA PROFESSOR DOUTOR Artigo 77 - O provimento do cargo de Professor Doutor será feito mediante concurso público. Parágrafo único - O candidato ao concurso

Leia mais

OBJETO: CONTROLE DAS ATIVIDADES DOS PROCURADORES MUNICIPAIS ESPECIALIZADOS AUTÁRQUICOS E SETORIAIS.

OBJETO: CONTROLE DAS ATIVIDADES DOS PROCURADORES MUNICIPAIS ESPECIALIZADOS AUTÁRQUICOS E SETORIAIS. PROVIMENTO DA PGM N. 007/2014 OBJETO: CONTROLE DAS ATIVIDADES DOS PROCURADORES MUNICIPAIS ESPECIALIZADOS AUTÁRQUICOS E SETORIAIS. Considerando a necessidade de acompanhamento das funções institucionais

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO FOTOGRAFICO DA ABCRED TEMA: EMPREENDEDORISMO COM MICROCRÉDITO

EDITAL DE CONCURSO FOTOGRAFICO DA ABCRED TEMA: EMPREENDEDORISMO COM MICROCRÉDITO EDITAL DE CONCURSO FOTOGRAFICO DA ABCRED TEMA: EMPREENDEDORISMO COM MICROCRÉDITO A organização deste CONCURSO FOTOGRÁFICO é da ABCRED Associação Brasileira de Entidades Operadoras de Microcrédito e Microfinanças,

Leia mais

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento BRA 03/015

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento BRA 03/015 ANEXO III CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1. INTRODUÇÃO Este Anexo contém a descrição dos procedimentos e critérios a serem adotados para avaliação, julgamento e classificação das propostas das licitantes concorrentes.

Leia mais

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30);

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30); Peça prática Foi proposta uma ação direta de inconstitucionalidade pelo prefeito de um município do Estado X. O Tribunal de Justiça do Estado X julgou tal ação improcedente, tendo o acórdão declarado constitucional

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: PASSOS PARA SUA FORMAÇÃO COMO PERITO JUDICIAL;

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: PASSOS PARA SUA FORMAÇÃO COMO PERITO JUDICIAL; CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: 1. 10 PASSOS PARA SUA FORMAÇÃO COMO PERITO JUDICIAL; - Vídeo explicativo, passo à passo, de todo treinamento e da ordem lógica e didática dos cursos; 2. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO

Leia mais

ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO CONCURSO DE INGRESSO PARA CARGOS EFETIVOS NO MINISTÉRIO PÚBLICO EDITAL N.º 002/2012-MPE-PA

ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO CONCURSO DE INGRESSO PARA CARGOS EFETIVOS NO MINISTÉRIO PÚBLICO EDITAL N.º 002/2012-MPE-PA ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO CONCURSO DE INGRESSO PARA CARGOS EFETIVOS NO MINISTÉRIO PÚBLICO EDITAL N.º 002/2012-MPE-PA O Presidente da Comissão do Concurso usando de suas atribuições legais torna

Leia mais

1. A Evolução do MS no Sistema Constitucional Direito Líquido e Certo a Evolução Conceitual... 24

1. A Evolução do MS no Sistema Constitucional Direito Líquido e Certo a Evolução Conceitual... 24 XXSUMÁRIO Nota Á 4ª Edição... 13 Nota à 3ª Edição... 15 Nota à 2ª Edição... 17 Nota à 1ª Edição... 19 Abreviaturas e Siglas... 21 01 Notícia Histórica Utilização do MS no Ordenamento Jurídico Brasileiro

Leia mais

PROFESSOR TITULAR ESTATUTO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DE

PROFESSOR TITULAR ESTATUTO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DE PROFESSOR TITULAR ESTATUTO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DE 07.10.1988 ARTIGO 80 O provimento do cargo de Professor Titular será feito mediante concurso público ou mediante transferência de Professor Titular

Leia mais

EDITAL Nº 008/2016. de excepcional interesse Público da Rede Estadual, conforme discriminado no Anexo I, parte integrante deste Edital.

EDITAL Nº 008/2016. de excepcional interesse Público da Rede Estadual, conforme discriminado no Anexo I, parte integrante deste Edital. EDITAL Nº 008/2016 SELEÇÃO PÚBLICA PARA COMPOSIÇÃO DE PROFESSOR TRADUTOR/INTÉRPRETE DE LIBRAS PARA ATENDER NECESSIDADE TEMPORÁRIA DAS ESCOLAS DA CREDE 18 A Secretaria da Educação, através da Coordenadoria

Leia mais

EDITAL n. 01/26/2016

EDITAL n. 01/26/2016 EDITAL n. 01/26/2016 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, da Prefeitura Municipal de Campo Grande, no uso de suas atribuições, tendo em vista a autorização constante do Decreto n. 12.763, de 3 de dezembro

Leia mais

Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 11/2015

Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 11/2015 Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 11/2015 Regulamenta o processo de Remoção por títulos dos titulares

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 11/2015

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 11/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 11/2015 O Presidente da Funcap, Prof. Francisco César de Sá Barreto, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais,

Leia mais

RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA N.º 00369/2012, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012

RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA N.º 00369/2012, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012 RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA N.º 00369/2012, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012 Estabelece normas e procedimentos para a concessão do Adicional de Qualificação aos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ODEON CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ODEON CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ODEON CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento tem por objetivo definir os critérios e as condições a serem observados pelo INSTITUTO

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Câmara Cível

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Câmara Cível EMBARGOS DE DECLARAÇÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO 0046297-12.2013.8.19.0000 PARTE EMBARGANTE: CONMEDH CONVÊNIOS MÉDICOS HOSPITALARES LTDA. PARTE EMBARGADA: CLÁUDIA COUTINHO GUIMARÃES MANES RELATOR: DES. MARCO

Leia mais

EDITAL Nº 008/2016 Unidade de Divinópolis 1. DA IDENTIFICAÇÃO DA VAGA, DO CURSO, DA DISCIPLINA, DO TURNO, DA FORMAÇÃO E DO REGIME DE TRABALHO

EDITAL Nº 008/2016 Unidade de Divinópolis 1. DA IDENTIFICAÇÃO DA VAGA, DO CURSO, DA DISCIPLINA, DO TURNO, DA FORMAÇÃO E DO REGIME DE TRABALHO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA DESIGNAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR EM UNIDADES ACADÊMICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG PARA O ANO DE 2016. EDITAL Nº 008/2016

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2010

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2010 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2010 CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ESTANTES E ARMÁRIOS DE AÇO ATRAVÉS DE REGISTRO DE PREÇOS, QUE ENTRE SI FAZEM A DE PRIMEIRO GRAU E A EMPRESA PROCESSO Nº /2010-EOF A DE PRIMEIRO

Leia mais

Chamada de Seleção Pública de Mestrado Acadêmico 2016 1

Chamada de Seleção Pública de Mestrado Acadêmico 2016 1 SELEÇÃO PÚBLICA PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENSINO EM BIOCIÊNCIAS E SAÚDE CURSO DE O Diretor do da, no uso de suas atribuições, torna pública a Chamada de Seleção Pública, contendo

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2016 ERRATA N 003/2016 PROVA DE TÍTULOS E RECURSOS CONTRA RESULTADO PARCIAL

EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2016 ERRATA N 003/2016 PROVA DE TÍTULOS E RECURSOS CONTRA RESULTADO PARCIAL EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2016 ERRATA N 003/2016 PROVA DE TÍTULOS E RECURSOS CONTRA RESULTADO PARCIAL 1.1 A Prova de Títulos é de caráter classificatório e a ela serão submetidos exclusivamente

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciência Política

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciência Política SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciência Política CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 42, de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. O projeto deverá seguir os critérios do projeto básico estabelecido pela Comissão Especial de Obras do CAU/AL (arquivo básico).

TERMO DE REFERÊNCIA. O projeto deverá seguir os critérios do projeto básico estabelecido pela Comissão Especial de Obras do CAU/AL (arquivo básico). 1. OBJETO E JUSTIFICATIVA. TERMO DE REFERÊNCIA Este termo de referência visa estabelecer os critérios mínimos para contratação de profissional e/ou empresa especializada e habilitada para apresentação

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DE JETIBÁ Estado do Espírito Santo

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DE JETIBÁ Estado do Espírito Santo CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2015/PMSMJ, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2015 RETIFICAÇÃO Nº 05 O A PREFEITURA DE SANTA MARIA DE JETIBÁ/ES, no uso de suas atribuições legais, em atendimento a recomendação da Ordem dos

Leia mais

ANEXO III CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA

ANEXO III CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA ANEXO III CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA Para efeito da avaliação / pontuação técnica descrita nesse Anexo. Os pontos relacionados a cada quesito serão atribuídos a cada um dos profissionais

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO EXAME DE ORDEM OAB 1ª FASE

CONTROLE DE CONTEÚDO EXAME DE ORDEM OAB 1ª FASE 1 Teoria Geral da Constituição / Separação de Poderes 2 Direitos e deveres individuais e coletivos 3 Nacionalidade 4 Direitos políticos/ Partidos Políticos 5 Organização Político-Administrativa 6 Poder

Leia mais

EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO ANO LETIVO 2016

EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO ANO LETIVO 2016 EDITAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO ANO LETIVO 2016 1 DAS INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 O presente regulamento, baseado na Lei 12.868, de 15/10/2013 e no Decreto 8242, de 26/05/2014, disciplina o processo

Leia mais

REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL

REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL CARGOS: OFICIAL DE JUSTIÇA E ANALISTA JUDICIÁRIO FUNÇÃO JUDICIÁRIA PROVA OBJETIVA: 9.1.3. A Prova Objetiva será

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES 2007/1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

EDITAL PPGEP 1/2016. APRESENTAÇÃO Dados administrativos: FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEP)

EDITAL PPGEP 1/2016. APRESENTAÇÃO Dados administrativos: FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEP) EDITAL PPGEP 1/2016 O Programa de Pós-Graduação em Geografia do Pontal - PPGEP, da Faculdade de Ciências Integradas do Pontal - FACIP, da Universidade Federal de Uberlândia - UFU, faz saber a todos quanto

Leia mais

EDITAL 2016.1-Aditamento

EDITAL 2016.1-Aditamento EDITAL 2016.1-Aditamento O Colegiado do Curso de Especialização em Organização e Gestão em Justiça Criminal e Segurança - Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional - Campos dos Goytacazes

Leia mais

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Organização dos Poderes CESGRANRIO

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Organização dos Poderes CESGRANRIO CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Organização dos Poderes CESGRANRIO 1) CESGRANRIO PETROBRAS Advogado Júnior - 2015 Sr. X é Deputado Federal e, como uma das primeiras informações que recebe do Congresso,

Leia mais

EDITAL 01/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA FUNÇÃO DE TÉCNICO EM LABORATÓRIOS DE QUÍMICA

EDITAL 01/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA FUNÇÃO DE TÉCNICO EM LABORATÓRIOS DE QUÍMICA EDITAL 01/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA FUNÇÃO DE TÉCNICO EM LABORATÓRIOS DE QUÍMICA A Fundação Educacional de Fernandópolis FEF localizada no município de Fernandópolis Estado de São Paulo torna pública

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A ação penal popular no ordenamento jurídico brasileiro Liduina Araujo Batista * O presente estudo trata da discussão acerca da possibilidade, ou não, de existência, em nosso ordenamento

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RESOLUÇÃO STJ/GP N. 2 DE 3 DE MARÇO DE 2016. Regulamenta o porte de arma de fogo para os servidores que exercem funções de segurança no Superior Tribunal de Justiça. O PRESIDENTE DO SUPERIOR TRIBUNAL DE

Leia mais

EDITAL 01/2016 PPGEO

EDITAL 01/2016 PPGEO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS - FACEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA - PPGEO MESTRADO ACADÊMICO EM GEOGRAFIA - MAG EDITAL 01/2016 PPGEO O

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - USP FACULDADE DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - USP FACULDADE DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - USP FACULDADE DE EDUCAÇÃO Faculdade de Educação PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO NO SEGUNDO SEMESTRE

Leia mais

Quais são os requisitos para se tornar um Policial?

Quais são os requisitos para se tornar um Policial? Quais são os requisitos para se tornar um Policial? www.queroserpolicial.com.br Saiba quais são os requisitos para se tornar um Policial? 2017 Dúvidas frequentes de quem quer ser Policial. Para ser um

Leia mais

EDITAL Nº 16, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013

EDITAL Nº 16, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DIRETORIA DE PESQUISA

Leia mais

Exposição de motivos

Exposição de motivos Exposição de motivos A diversidade e a complexidade dos tratamentos médico-dentários ampliaram a necessidade de habilitar a comunidade de doentes e a população em geral, com a informação segura sobre determinadas

Leia mais

São Paulo, 29 de novembro de 2010.

São Paulo, 29 de novembro de 2010. São Paulo, 29 de novembro de 2010. SINDEPRESTEM SINDICATO DAS EMPRESAS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS A TERCEIROS, COLOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE MÃO- DE-OBRA E DE TRABALHO TEMPORÁRIO NO ESTADO DE SÃO PAULO A/C

Leia mais

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. CAMPO GRANDE-MS, 6 DE MAIO DE 2015.

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. CAMPO GRANDE-MS, 6 DE MAIO DE 2015. GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA- SEJUSP/MS AGÊNCIA ESTADUAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SISTEMA PENITENCIÁRIO-AGEPEN/MS PORTARIA AGEPEN Nº 4, DE 6 DE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tribunal Pleno 5ª Av. do CAB, nº Centro - CEP: Salvador/BA DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tribunal Pleno 5ª Av. do CAB, nº Centro - CEP: Salvador/BA DECISÃO fls. 1 DECISÃO Classe : Reclamação n.º 0016659-50.2015.8.05.0000 Foro de Origem : Salvador Órgão : Relator(a) : Desª. Maria do Socorro Barreto Santiago Reclamante : Petrobras - Petroleo Brasileiro S/A

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ATUARIAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ATUARIAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ATUARIAIS CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA FICHA DE PARA RENOVAÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA Nome: CRFa: Especialidade a ser renovada: Total de pontos informados: Preenchimento de uso exclusivo do Data da Análise

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Reitoria

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Reitoria EDITAL N 098/IFC/2016, de 24 de junho de 2016. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO A Reitora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense IFC, no uso de suas atribuições legais e nos termos

Leia mais

CAPÍTULO II DA ESTRUTURA DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

CAPÍTULO II DA ESTRUTURA DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES, que dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Núcleo de Prática Jurídica - NUPRAJUR

Leia mais

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF Atualizado em 09/11/2016 RESOLUÇÃO Nº 581, DE 8 DE JUNHO DE 2016 Dispõe sobre as Tabelas de Custas e a Tabela de Porte de Remessa e Retorno dos Autos e dá outras providências.

Leia mais