Guia Prático de Embalagens

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia Prático de Embalagens"

Transcrição

1 Guia Prático de Embalagens

2 Índice Introdução 04 Como preparar sua embalagem e paletes adequados 05 Passo a passo como embalar sua remessa 06 Palete 07 Transporte com restrições 14 Transporte proibido 15 Produtos perigosos 17 Simbologia do mercado 18 Simbologia de produtos perigosos 20 Simbologia da TNT 21 Responsabilidades 26 Check-list 29

3 Introdução Entregando semanalmente mais de 4 milhões de remessas ao redor do mundo, a TNT sabe da importância de embalagens adequadas no processo de transporte. Por essa razão, este guia prático tem como principal objetivo mostrar como embalar, identifi car e preparar as mercadorias adequadamente para o transporte. Ele é importante pois propicia maior proteção dos bens transportados, menor índice de extravio de volumes e aferimento adequado de cubagem, o que gera redução de custos e mais efi ciência na cadeia logística. Como preparar uma embalagem e paletes adequados Embalagem Alguns pontos importantes: Utilize uma boa caixa, condizente com o tipo de material, a necessidade de manuseio e todas as etapas do seu transporte até o destino fi nal. Proteja o objeto internamente na caixa. Imprima simbologia completa e adequada ao material e seu transporte

4 Passo a passo como embalar sua remessa No caso de utilização de uma caixa com vários itens pequenos, embalar cada item individualmente para melhor proteção utilizando plástico bolha, papel ou isopor Usar uma caixa de tamanho apropriado à mercadoria. Se o material for frágil, utilize a embalagem interna reforçada. Completar os espaços vazios dentro da caixa com material de amortização (papel, isopor, etc). Incluir na parte externa a simbologia necessária para fornecer informações sobre conteúdo da caixa, posição adequada, procedimentos especiais, etc. Palete 5 Vedar bem a caixa, passando fita adesiva nas bordas e no centro da caixa, verticalmente. Muitas das simbologias já possuem padrão estabelecido e são exigidas por lei para a realização do transporte (Veja simbologia na página 18). Seguindo diretrizes internacionais, o palete deve ter uma dimensão de 120 cm de comprimento, 80 cm de largura e 15 cm de altura. O peso máximo permitido é de kg e a altura máxima permitida é de 180 cm

5 Algumas dicas: Antes de montar o palete, verifique seu tipo, o produto a ser empilhado e suas dimensões, se proibições ou ventilação são necessárias, bem como folhas separadoras entre as camadas de mercadorias. Coloque as caixas em cima uma das outras para que o palete ganhe o máximo de resistência. Preencha todo o volume interior da caixa mesmo que o objeto não ocupe todo o espaço. 08 Montar um palete é agrupar um número de caixas de forma organizada e homogênea em cima de uma plataforma (palete) que permite seu manuseio por meio de uma empilhadeira Respeite as simbologias, destacando o nível máximo de empilhamento que o material resiste. Alterne o modo como as caixas são posicionadas no palete para fortalecer a estabilidade do conjunto. Exemplos de montagem de pacotes no palete vistos por cima: Envolva a carga no palete todo, finalizando com um filme plástico tensionado, para manter seu formato e integridade, além de protegê-lo contra sujeiras diversas. Tenha atenção especial para paletes formados por objetos com formatos diferentes e/ou incomuns. 09

6 Particularidades: Barris: quando o carregamento for feito com vários barris, os mesmos deverão estar bem unidos, com proteção entre eles, respeitando os limites de espaço e peso dos paletes. Tubos: devem ser transportados em um palete de madeira com sistema de blocagem. Bobinas e Rolos: precisam ser transportados com a base apoiada no palete e, devido ao peso, devem estar sempre bem fi xados em sua estrutura; para isso recomenda-se o uso de bloqueadores, presilhas e correntes. Sempre consultar os limites de tamanho e peso pois os mesmos variam de acordo com a origem e destino. Algumas práticas do mercado: Seguem alguns exemplos de práticas adequadas e inadequadas realizadas pelo mercado quanto à embalagens, etiquetas e paletização: A embalagem deve ser presa junto ao palete. Pontos críticos da embalagem como as bordas, devem ser reforçados. NÃO FAÇA: FAÇA: É importante levar em consideração o uso de tubos reforçados em papelão ou suportes de madeira

7 A disposição das mercadorias no palete deve ser quadrangular, da base a ponta. A carga deve ser envolta por fi lme plástico e as embalagens devem seguir o mesmo padrão de dimensões. Os itens soltos devem possuir embalagens individuais. NÃO FAÇA: FAÇA: NÃO FAÇA: FAÇA: Materiais frágeis devem possuir embalagem rígida como a de madeira. NÃO FAÇA: FAÇA: O empilhamento deve ser feito de forma simétrica, quadrangular e seguindo a ordem das cargas mais pesadas na base e as leves no topo. NÃO FAÇA: FAÇA: A carga não pode fi car exposta ou com baixa proteção. NÃO FAÇA: FAÇA: 12 13

8 Transporte com restrições Na TNT há algumas restrições quanto ao tipo de produto transportado na malha própria ou de terceiros prestadores de serviço em nome da empresa. O transporte desses produtos somente será realizado com prévia comunicação e negociação, pois equipes diferenciadas são acionadas para atender a essas demandas. Produtos com restrição para transporte Produto Descrição As embalagens devem ser transportadas em suas embalagens Baterias de carro e de Litium originais de fábrica, permitindo isolamento dos polos Barras, tubos, chapas, perfis, Ferro e alumínio cantoneiras, até 5m (comprimento) e 2cm (largura) Linha branca (ex: geladeira, máquina de lavar) Máquinas e equipamentos de grandes volumes e/ou peso, novos, de qualquer espécie (ex: munck) Materiais sensíveis (ex: bomba-gasolina digital) Móveis residenciais, comerciais, cadeiras, tripés ou bases para cadeiras giratórias 14 Apenas com embalagem de madeira garantida pela indústria. Embalagens plásticas não são aceitas Sempre que o peso ultrapassar 500kg analisar com o destino a necessidade e valor de contratação de serviço especial para descarga Que possam sofrer alterações com o transporte Permitido transportar mediante embalagem que garanta a integridade da mercadoria e responsabilidade assumida pela unidade que coletou Produto Medicamentos e produtos de uso médico termolábeis Para-brisas e lataria de veículos Transporte proibido Descrição Os produtos de uso humano ou veterinário que exijam controle crítico da temperatura podem ser transportados via aérea, sob conhecimento prévio da lista de produtos que necessitem de cuidados especiais e avaliação prévia do farmacêutico responsável. Só poderão ser transportadas vacinas para os laboratórios que também transportam outros medicamentos que não necessitem de dados especiais, mediante as condições da embalagem e carregamento compatíveis Permitido quando expedido por indústria de auto-peças, embalados, conforme contrato comercial Dependendo da modalidade de envio que é utilizada, courier ou rodoviário, há uma lista de produtos que não são permitidos transportar pela TNT. No caso do Courier (doméstico ou internacional) podemos enfatizar os seguintes produtos de transporte proibido: Outros produtos proibidos no Courier Produto Descrição Animais de qualquer espécie Bebidas alcoólicas Cachorros, gatos peixes aves, etc Bebidas que possuem álcool em sua composição, como vinho, cerveja, entre outros 15

9 Produto Descrição Produto Descrição Moeda corrente, cheques e traveller's cheques Moeda utilizada atualmente Implementos e componentes agrícolas Implemento agrícola ou componente sem embalagem ou grandes demais Armas (inclusive arma branca) e munições Fumo e produtos de tabacaria Bens de consumo usados ou recondicionados Vegetais da flora silvestre Pedras preciosas e semi-preciosas Itens que se enquadram nessa categoria, como armas de fogo, facas, machados, entre outros Cigarros e charutos Objetos usados e/ou de uso pessoal como escovas, roupas, maquiagem etc Plantas, sementes, entre outros Pedras de alto valor como diamantes, rubis, safiras, entre outros Jóias e produtos de valor Mudanças ou objetos pessoais Objetos de artes e antiguidades Sêmen, ampolas ou bombona Produtos Perigosos Ouro, jóias, obras de arte ou valores Mudanças de uso pessoal, como roupas, móveis e outros objetos de uso pessoal Proibido transporte de artes e antiguidades, mesmo com documentos Sêmen de animais, congelados ou não Tintas, vernizes, diluentes e solventes No caso do Rodoviário (doméstico ou internacional), podemos enfatizar os seguintes produtos de transporte proibido: 16 Outros produtos proibidos no Rodoviário Produto Descrição Animais de qualquer espécie Todo e qualquer produto artístico ou decorativo feito com materiais frágeis Toda e qualquer espécie de plantas Veículos automotores de grande volume Baterias usadas em devolução e novas sem embalagem Materiais explosivos, radioativos e tóxicos Gases Cachorros, gatos, peixes, aves, etc Artefatos em gesso, basalto e outras Árvores frutíferas, ornamentais e hortaliças Automóveis e veículos em geral Baterias em embalagem inadequada, que possam sofrer ou causar danos Fogos de artíficio, isótopos radioativos e produtos de alta toxicidade Gases quaisquer em nenhum tipo de embalagem Produtos perigosos Os produtos considerados perigosos constam na Portaria 291/98 do Ministério de Transportes e possuem o seu respectivo número de identificação internacional (nº ONU). Eventuais riscos e condições necessárias para o transporte seguro devem estar identificados com as seguintes etiquetas apresentadas no item Simbologia do Mercado. Importante destacar que o produto TNT International Freight está apto a realizar transporte aéreo internacional de produtos perigosos. Para mais informações, entre em contato no ou 17

10 Simbologia do mercado Seguem abaixo algumas das simbologias mais utilizadas pelo mercado: Empilhamento máximo Uso de correntes apenas nos locais indicados Contém gás comprimido Este lado para cima Qualquer lado para cima Não expor ao calor Mercadoria pesada Não manusear com guincho Encaixar no lado da carga onde aparece a figura Não expor ao frio Manusear com cuidado Frágil Não agitar. Manusear com cuidado para não derramar Proibido armazenar próximo a alimentos Não empilhar Não inclinar Manter em lugar seco 18 19

11 Simbologia de produtos perigosos Simbologia da TNT Seguem abaixo as principais etiquetas utilizadas pela TNT no transporte de cargas domésticas e internacionais que caracterizam o modal de transporte, serviço ou produto contratado pelo cliente. Diferencia as cargas que seguirão no modal aéreo 20 21

12 Clinical Express: transporte de amostra biológica Identifi ca a carga paletizada, replicando informações das etiquetas da carga Identifi ca cargas que passaram pelo processo de reconferência Hospital Express: transporte de material hospitalar International Road Express: transporte rodoviário para a América do Sul Etiqueta padrão Rodoviário Remessas com horário defi nido de entrega 22 23

13 Carga liberada na aduana Cargas que necessitam de liberação formal Carga liberada, após impostos pagos Etiqueta padrão de serviços courier Etiqueta de carga aérea Identifi ca numeração sequencial de carga Carga aguardando pagamento de impostos Carga necessita de registro de exportação Identifi ca cargas que apresentam pendências - Internacional Identifi ca cargas que apresentam pendências - Doméstico Etiqueta padrão do rodoviário doméstico Cargas com opção de prioridade na entrega Special Services serviço de urgência Importante destacar que a relação de produto de transporte com restrição e proibido é atualizada constantemente e pode variar de acordo com o país/cidade remetente e/ou destinatário. O recomendado é entrar em contato com o Atendimento ao Cliente da TNT para validar a proibição, permissão ou condições do transporte da devida carga. Entre em contato pelo link Fale Conosco no site da TNT, pelo telefone (São Paulo - Capital) ou demais localidades

14 Responsabilidades Da TNT: Seguindo a lei , de 2009, a TNT se compromete com a integridade da remessa transportada, do momento da coleta até a entrega, desde que esta remessa esteja devidamente embalada, de acordo com seus padrões e procedimentos internos. Estes padrões e procedimentos estão descritos neste manual. São consideradas cargas padrão para o carregamento TNT (tanto coleta/entrega PUD quanto transferência) todos os materiais que obedecem aos seguintes limites de medidas: Recusa do motorista a efetuar a coleta se ela estiver danificada ou em desacordo com as regras descritas neste guia. Mesmo que o motorista não tenha percebido irregularidades, a TNT se isenta de ressarcir danos causados durante o transporte de mercadorias embaladas inadequadamente ou que não estejam de acordo com suas categorias de produtos. Na hipótese de embarque ou descarga ser executado pelo próprio cliente, qualquer dano que a carga venha a sofrer será de sua inteira responsabilidade, não sendo imputado culpa ao motorista ou à própria TNT. Modal Rodoviário Aéreo Dimensão 1 m (larg.) x 1,20 m (comp.) x 2 m (alt.) 75 cm (larg.) x 1,25 m (comp.) x 70 cm (alt.) Peso por Palete kg (carga + palete) kg (carga + palete) Peso por Volume 70 kg 70 kg A TNT se isenta de danos causados pela falta de proteção interna nas embalagens, pois não há como averiguar a parte interna de uma embalagem já fechada/lacrada. Estando a embalagem externa não danificada, a TNT se isenta de responsabilidade quanto a danos no produto interno. Utilização de equipe devidamente treinada e capacitada. Ressarcimento financeiro caso o material se danifique, mesmo estando adequadamente embalado segundo os padrões da TNT

15 Do Cliente: Providenciar embalagem adequada para transporte de suas mercadorias conforme especificado neste guia. Comunicar por escrito e em tempo hábil qualquer procedimento especial necessário para coleta, transporte e entrega das remessas. A caixa utilizada deve ser resistente o suficiente para suportar o peso da mercadoria, pressão interna e pressão pelo empilhamento de caixas durante seu transporte e/ou manuseio. A embalagem deve ser condizente com a categoria do produto a ser transportado, bem como conter simbologias sobre o tipo de produto, empilhamento máximo, posição correta da caixa, entre outros. Preencher totalmente a parte interna da embalagem com materiais adequados. Check-list Dimensionar a carga, ou seja, medir sua altura, largura e comprimento. Identificar as características do transporte da carga, principalmente as variáveis fragilidade, o ambiente (pressão, choque e vibração) e amortização. Usar uma caixa de tamanho apropriado à mercadoria. Completar os espaços vazios com material de amortização. No caso de utilização de uma caixa para vários pequenos itens, forrar estes itens individualmente e preencher os espaços vagos da caixa com material de amortização visando maior proteção. Se o material for frágil, reforçar a embalagem interna. Na montagem do palete, colocar as caixas mais pesadas na base e os itens mais leves na parte superior

16 Para que as informações sobre a carga não se percam, faça uso das simbologias e etiquetas apropriadas. Conferir as informações da documentação e checar se as etiquetas e simbologia fixadas nas embalagens estão de acordo com a mercadoria a ser transportada (ex: descrição dos produtos, categoria, valor, tamanho, peso e quantidade). 30

17 ATEDIMENTO AO CLIENTE São Paulo (11) Outras localidades Coletas: Cotações: Dúvidas e rastreamento: O nome TNT e seu logo são marcas registradas da TNT Holding B.V. 04/2011

A seguir, sugerimos algumas formas de acondicionamento por tipo de material a ser enviado.

A seguir, sugerimos algumas formas de acondicionamento por tipo de material a ser enviado. Acondicionamento Para o cliente que deseja enviar um objeto via Correios, o correto acondicionamento dos objetos é muito importante para assegurar que as remessas cheguem bem a seus destinos. Recomenda-se

Leia mais

REQUISITOS MÍNIMOS DE EMBALAGEM E PRESERVAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS ADQUIRIDOS NO MERCADO NACIONAL OU INTERNACIONAL

REQUISITOS MÍNIMOS DE EMBALAGEM E PRESERVAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS ADQUIRIDOS NO MERCADO NACIONAL OU INTERNACIONAL REQUISITOS MÍNIMOS DE EMBALAGEM E PRESERVAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS ADQUIRIDOS NO MERCADO 1. OBJETIVO Estabelecer requisitos mínimos para a preservação e a embalagem de equipamentos e materiais adquiridos

Leia mais

Onde transportadoras e cargas se encontram TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA TRANSPORTAR SUA CARGA

Onde transportadoras e cargas se encontram TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA TRANSPORTAR SUA CARGA Onde transportadoras e cargas se encontram TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA TRANSPORTAR SUA CARGA Guia do Transporte Saiba como enviar sua encomenda. Dicas gerais CARGOBR oferece uma ferramenta simples

Leia mais

Correios é o parceiro de 9 em cada 10 sites de e-commerce no Brasil.

Correios é o parceiro de 9 em cada 10 sites de e-commerce no Brasil. Correios é o parceiro de 9 em cada 10 sites de e-commerce no Brasil. Sabe por quê? Porque os Correios têm as melhores soluções de ponta a ponta para todas as etapas do e-commerce. Porque têm a melhor cobertura

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA Orçamento Unidade Básica de Saúde - Fronteira Estrutura para o acesso e identificação do

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇAO PARA O TRANSPORTE DE MATERIAL BIOLOGICO ESPECIMES PARA DIAGNOSTICOS UM 3373 e ESPECIMES HUMANO EM ISENÇÃO

MANUAL DE OPERAÇAO PARA O TRANSPORTE DE MATERIAL BIOLOGICO ESPECIMES PARA DIAGNOSTICOS UM 3373 e ESPECIMES HUMANO EM ISENÇÃO MANUAL DE OPERAÇAO PARA O TRANSPORTE DE MATERIAL BIOLOGICO ESPECIMES PARA DIAGNOSTICOS UM 3373 e ESPECIMES HUMANO EM ISENÇÃO Este Manual tem por objetivo fazer cumprir as Normas estabelecidas na Resolução

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES REGISTRO M.S.: NT-5065 MESA DE CABECEIRA DISPENSADO DE CADASTRO CONFORME RDC 24/2009 E IN-02 NOTA! ESTA MESA DE CABECEIRA É DESTINADA AO USO MÉDICO HOSPITALAR. Página 1 de 10 INTRODUÇÃO

Leia mais

Procedimentos de embalagem e transporte

Procedimentos de embalagem e transporte 1. Introdução Procedimentos de embalagem e transporte 1.1 O escopo deste documento é estabelecer normas mínimas para a proteção, embalagem e etiquetagem de móveis, utensílios e equipamentos enviados para

Leia mais

Bem-vindo à. Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável.

Bem-vindo à. Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável. Bem-vindo à DHL EXPRESS Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável. Conheça as diversas vantagens de enviar com a DHL Express. Confira agora mesmo

Leia mais

MÓDULO 4 4.1 - PROCEDIMENTOS DE ESTOCAGEM E MANUSEIO

MÓDULO 4 4.1 - PROCEDIMENTOS DE ESTOCAGEM E MANUSEIO MÓDULO 4 4.1 - PROCEDIMENTOS DE ESTOCAGEM E MANUSEIO A estocagem e o manuseio de tubos e conexões devem obedecer a preceitos mínimos que assegurem a integridade dos materiais, bem como o desempenho esperado.

Leia mais

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS DA REHAU: SOLUÇÕES INOVADORAS DE SISTEMAS NO MESMO LOCAL A REHAU se estabeleceu como a principal

Leia mais

Dúvidas - Perguntas e Respostas - Remessa Expressa Secretaria da... e Respostas. O que é uma Remessa Expressa? Como ocorre a tributação nas Remessas

Dúvidas - Perguntas e Respostas - Remessa Expressa Secretaria da... e Respostas. O que é uma Remessa Expressa? Como ocorre a tributação nas Remessas 1 de 7 13/07/2015 12:00 Menu Dúvidas - Perguntas e Respostas - Remessa Expressa por Subsecretaria de Aduana e Relações Internacionais publicado 22/05/2015 16h36, última modificação 18/06/2015 15h00 Remessas

Leia mais

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Normas especificas de segurança

Leia mais

Embalagens, acondicionamento e unitização

Embalagens, acondicionamento e unitização Embalagens, acondicionamento e unitização A embalagem e a Logística As condições atuais e futuras exercem importância cada vez maior sobre as interações efetivas entre a embalagem e a movimentação de materiais.

Leia mais

Recebimento, Manuseio e Armazenamento dos Centros de Controle de Motores CENTERLINE 2500

Recebimento, Manuseio e Armazenamento dos Centros de Controle de Motores CENTERLINE 2500 Instruções Recebimento, Manuseio e Armazenamento dos Centros de Controle de Motores CENTERLINE 2500 Recebimento IMPORTANTE A entrega de equipamentos às empresas de transporte pela Rockwell Automation é

Leia mais

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Uso e cuidados

Leia mais

Orientações de manuseio e estocagem de revestimentos cerâmicos

Orientações de manuseio e estocagem de revestimentos cerâmicos Orientações de manuseio e estocagem de revestimentos cerâmicos RECEBIMENTO Quando o produto for recebido na loja ou obra, ou mesmo na entrega ao cliente, é importante que alguns cuidados sejam tomados

Leia mais

Este artigo tem o objetivo de

Este artigo tem o objetivo de ARTIGO Muito além do roteirizador: distribuição de produtos de baixa densidade Divulgação Danilo Campos O roteamento de veículos tradicional contempla somente uma dimensão de capacidade, normalmente peso

Leia mais

Manuseio de Compressor

Manuseio de Compressor Manuseio de Compressor Índice Item... Página 1 - Introdução... 02 2 - Remover o palete... 03 3 - Deslocar o palete... 04 4 - Erguer o palete... 05 5 - Movimentar o palete... 06 6 - Empilhar o palete...

Leia mais

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA UNIDADE: COORDENAÇÃO DE LOGÍSTICA - COLOG (GESUS) 1 de 26 1. DO OBJETO Pregão Eletrônico - Registro de Preços para eventual fornecimento de materiais de sinalização de gasoduto. Lote I: placas e adesivos

Leia mais

Manual Irrigabras para obras de infra-estrutura

Manual Irrigabras para obras de infra-estrutura Manual Irrigabras para obras de infra-estrutura Índice 1. Obras de infra-estrutura... 2 2. Base de concreto do Pivô... 2 3. Base de concreto da motobomba... 3 4. Casa de bombas... 4 5. Valeta da adutora...

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CHAVES DE AFERIÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CHAVES DE AFERIÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CHAVES DE AFERIÇÃO 1. OBJETIVO Este Termo de Referência define requisitos que devem ser observados pelos interessados, para o fornecimento de chave de aferição à CEEE-D, em complementação

Leia mais

Movimentação Paletização Armazenamento e Transporte

Movimentação Paletização Armazenamento e Transporte Movimentação Paletização Armazenamento e Transporte 0 1 INTRODUÇÃO A primeira embalagem de papelão ondulado surgiu há mais de 100 anos e percorreu um longo caminho até os dias de hoje, evoluindo gradativamente

Leia mais

rimetal casa de vácuo Manual do Usuário Máquinas para Baterias

rimetal casa de vácuo Manual do Usuário Máquinas para Baterias casa de vácuo Manual do Usuário ÍNDICE INTRODUÇÃO Apresentação Dados Técnicos Cuidados Segurança Limpeza 2 3 4 5 6 MANUTENÇÃO Instruções Manutenção Preventiva INSTALAÇÃO 8 9 10 GARANTIA Garantia 12 Contato

Leia mais

Colocação de material

Colocação de material Colocação de material Este capítulo inclui: Material suportado na página 2-2 Carregando material na bandeja 1 na página 2-8 Colocação de material na bandeja 2, 3 ou 4 na página 2-14 Copyright 2005 Xerox

Leia mais

USO E APLICAÇÕES. Módulo 5 Manuseio, Transporte e Armazenagem

USO E APLICAÇÕES. Módulo 5 Manuseio, Transporte e Armazenagem USO E APLICAÇÕES Módulo 5 Manuseio, Transporte e Armazenagem MANUSEIO, TRANSPORTE e ARMAZENAGEM MANUSEIO DOS VIDROS AS CHAPAS DE VIDRO DEVEM SEMPRE SER MANUSEADAS DE MANEIRA QUE NÃO ENTREM EM CONTATO COM

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO CHAPAS DE POLICARBONATO ALVEOLARES

MANUAL DE INSTALAÇÃO CHAPAS DE POLICARBONATO ALVEOLARES MANUAL DE INSTALAÇÃO CHAPAS DE POLICARBONATO ALVEOLARES CHAPAS DE POLICARBONATO ALVEOLARES As chapas de policarbonato alveolares, possuem em um dos lados, tratamento contra o ataque dos raios ultravioletas,

Leia mais

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Rua Dr. Elton César, 121 Campinas /SP

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Rua Dr. Elton César, 121 Campinas /SP Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Nome do Fabricante: CEVAC S Gallinarum CNN Laboratório Veterinário Ltda Rua Dr. Elton César, 121 Campinas /SP Nome do Distribuidor

Leia mais

RECOMENDAÇÕES SOBRE RECEBIMENTO, ARMAZENAMENTO E ESTOCAGEM DE VIDRO

RECOMENDAÇÕES SOBRE RECEBIMENTO, ARMAZENAMENTO E ESTOCAGEM DE VIDRO 1ª VIA DO REMETENTE RECOMENDAÇÕES SOBRE RECEBIMENTO, ARMAZENAMENTO E ESTOCAGEM DE VIDRO DESCARGA 1. O descarregamento não inclui transporte vertical (o vidro não deverá ser manuseado pelo nosso pessoal

Leia mais

INSTRUÇÕES DE EMBALAGEM

INSTRUÇÕES DE EMBALAGEM ZF do BRASIL Ltda INSTRUÇÕES DE EMBALAGEM Versão 1 Sumário Dados gerais de Embalagem... 3 Notas Fiscais (NF-e) para Embalagens... 3 Fluxo com Embalagens do Fornecedor / ZF... 3 Embalagens de Propriedade

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES NT-3020 CARRO MACA FOWLER HIDRÁULICO COM ELEVAÇÃO DE ALTURA (HI- LOW) REGISTRO M.S.: CADASTRO ANVISA N. 80215699002 NOTA! ESTE CARRO MACA É DESTINADO AO USO MÉDICO HOSPITALAR PARA

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR MFI-02.019

MANUAL DO FORNECEDOR MFI-02.019 PAG: 1/ 14 OBJETIVO Estabelecer padrões mínimos de apresentação de embalagens de transporte utilizado para os processos de entrega de produtos importados, visando garantir a integridade dos mesmos, bem

Leia mais

rimetal máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário Máquinas para Baterias

rimetal máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário Máquinas para Baterias máquina codificadora a laser Modelo: TRCL Manual do Usuário ÍNDICE INTRODUÇÃO Apresentação Dados Técnicos Cuidados Segurança Limpeza 2 3 4 5 6 MANUTENÇÃO Instruções Manutenção Preventiva REGULAGEM E AJUSTES

Leia mais

Política Comercial. DISTRIBUIDOR: Setor Comercial e Qualidade. ED. DATA DESCRIÇÃO DA REVISÃO ELAB. VERIF. APR.

Política Comercial. DISTRIBUIDOR: Setor Comercial e Qualidade. ED. DATA DESCRIÇÃO DA REVISÃO ELAB. VERIF. APR. Folha: 1 de 7 RELAÇÃO DE CARGAS COM RESTRIÇÃO DE TRANSPORTE Tendo em vista os transtornos e prejuízos constantes na nossa rotina, estamos determinando que: não negociem, não coletem e nem recepcionem mercadorias

Leia mais

Sistema de Forros Trevo Drywall

Sistema de Forros Trevo Drywall Nome da Empresa Endereço Tel/Fax (88) 3571-6019 Site E-mail DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte

Leia mais

MTS Criterion Série 40 Manual Title

MTS Criterion Série 40 Manual Title MTS Criterion Série 40 Manual Title Instruções para Levantamento Additional e Movimentação Information be certain. 100-238-293 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação

Leia mais

FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produto Quimico

FISPQ Ficha de Informações de Segurança de Produto Quimico Referência:FISPQ n 005 Emissão:01/02/2007 Revisão :00 SULFATO DE ALUMINIO ISENTO DE FERRO 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Sulfato de Alumínio Isento de Ferro Sólido Nome da Empresa:

Leia mais

TERMO E CONDIÇÕES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO SEDEX 10

TERMO E CONDIÇÕES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO SEDEX 10 1. SERVIÇO SEDEX 10 é o serviço de remessa expressa de documentos e mercadorias com entrega garantida até às 10 horas do dia útil seguinte ao da postagem. 1.1. O serviço SEDEX 10 possui os seguintes serviços

Leia mais

GUIA DE EMBALAGENS DE PEÇAS COMPRADAS

GUIA DE EMBALAGENS DE PEÇAS COMPRADAS GUIA DE EMBALAGENS DE PEÇAS COMPRADAS E PADRÃO DE ETIQUETAS 1ª Edição Julho, 2010 INDICE 1- INTRODUÇÃO... 03 2- RESPONSABILIDADES... 04 3- RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES... 05 4- PROCEDIMENTOS... 06 5- DESENVOLVIMENTO

Leia mais

2. Como devo manusear o sêmen durante a sua retirada do botijão?

2. Como devo manusear o sêmen durante a sua retirada do botijão? CUIDADOS NO MANUSEIO DO SÊMEN CONGELADO O manuseio adequado do sêmen congelado é essencial para manter ótimos resultados nos programas de inseminação artificial, tanto no sêmen sexado como no sêmen convencional.

Leia mais

A R T I C U L A D O R. Cirúrgico-MT

A R T I C U L A D O R. Cirúrgico-MT A R T I C U L A D O R Cirúrgico-MT s o l u ç õ e s i n t e l i g e n t e s MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1 - Introdução... 2 - Especificações técnicas... 3 - Conteúdo da embalagem... 4 - Instruções para

Leia mais

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Indufix Código interno: 2000 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM EMBALAGENS E UNITIZAÇÃO

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM EMBALAGENS E UNITIZAÇÃO DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM EMBALAGENS E UNITIZAÇÃO DEFINIÇÕES MERCADORIA: qualquer produto que seja objeto do comércio CARGA: qualquer mercadoria entregue a terceiros para: - ser transportada - ser armazenada

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Aparador de Pelos Perfect Groom GRM100

MANUAL DO USUÁRIO. Aparador de Pelos Perfect Groom GRM100 MANUAL DO USUÁRIO Aparador de Pelos Perfect Groom GRM100 Obrigado por adquirir o Aparador de pelos, modelo GRM100, um produto de qualidade, seguro, eficiente e desenvolvido com a mais alta tecnologia.

Leia mais

CAPÍTULO 6.6 EXIGÊNCIAS PARA A CONSTRUÇÃO E ENSAIO DE EMBALAGENS GRANDES

CAPÍTULO 6.6 EXIGÊNCIAS PARA A CONSTRUÇÃO E ENSAIO DE EMBALAGENS GRANDES CAPÍTULO 6.6 EXIGÊNCIAS PARA A CONSTRUÇÃO E ENSAIO DE EMBALAGENS GRANDES 6.6.1 Disposições Gerais 6.6.1.1 As exigências deste capítulo não se aplicam: - à classe 2 exceto artigos incluindo aerossóis; -

Leia mais

Passível de atualizações/revisões. A revisão vigente estará sempre disponível no departamento comercial e/ou no site da empresa.

Passível de atualizações/revisões. A revisão vigente estará sempre disponível no departamento comercial e/ou no site da empresa. 1. OBJETIVO CRITÉRIOS DE QUALIDADE Definir o critério para classificação de tecidos em Primeira Qualidade e LD (Leves defeitos). Definir o critério para atendimento de reclamações por problemas de qualidade.

Leia mais

Piscina de Bolinhas 1,50m x 1,50m. Manual de instruções

Piscina de Bolinhas 1,50m x 1,50m. Manual de instruções Piscina de Bolinhas 1,50m x 1,50m Manual de instruções Código do produto: 220001 * Esta Piscina de Bolinha é multicolorida e as cores podem variar conforme a fabricação. Parabéns! Você acaba de adquirir

Leia mais

PASSO 1: ANTES DE MANUSEAR A AMOSTRA, PREPARAR TODOS OS EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE

PASSO 1: ANTES DE MANUSEAR A AMOSTRA, PREPARAR TODOS OS EQUIPAMENTOS DE TRANSPORTE Transporte no País: Como enviar com segurança amostras de sangue humano de casos suspeitos de Ebola dentro do país por meio de transporte rodoviário, ferroviário e marítimo PASSO 1: ANTES DE MANUSEAR A

Leia mais

A SOLUÇÃO SOB MEDIDA PARA SUA ARMAZENAGEM E ESTOCAGEM

A SOLUÇÃO SOB MEDIDA PARA SUA ARMAZENAGEM E ESTOCAGEM A SOLUÇÃO SOB MEDIDA PARA SUA ARMAZENAGEM E ESTOCAGEM A CESTARI PRODUTOS GALVANIZADOS produz equipamentos para todo processamento de produtos em geral que asseguram o melhor resultado para a indústria

Leia mais

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto MANUAL TÉCNICO Kit Porta Pronto Carga e Descarga Os produtos são carregados na empresa e preparados de modo a assegurar sua proteção. Durante o transporte até o cliente é imprescindível que sejam mantidas

Leia mais

Manual de Instruções Bebê Conforto - Piccolina

Manual de Instruções Bebê Conforto - Piccolina Manual de Instruções Bebê Conforto - Piccolina (Ref. 8140) Página 1 de 7 Página 2 de 7 Página 3 de 7 Página 4 de 7 Para o uso da cadeira em automóveis ATENÇÃO: Como os fabricantes, modelos e ano de produção

Leia mais

Manual de Instruções FURADEIRA COM IMPACTO FI 713/1

Manual de Instruções FURADEIRA COM IMPACTO FI 713/1 Manual de Instruções FURADEIRA COM IMPACTO FI 713/1 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Normas específicas de

Leia mais

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX 1 Sumário Treinamento específico e essencial.... 3 Manutenção, serviço e armazenamento.... 3 Inspeção... 3 Uso... 4 Tempo de vida do Produto.... 4 Garantia... 4

Leia mais

Diretivas de transporte, embalagem e manuseio

Diretivas de transporte, embalagem e manuseio Diretivas de transporte, embalagem e manuseio Esta diretiva compreende orientações gerais relativas ao transporte, embalagem e manuseio de máquinas e fornecimentos da empresa KraussMaffei Technologies

Leia mais

Declaração de Conformidade

Declaração de Conformidade APÊNDICE A DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE PARA OPERADOR AÉREO REGIDO PELO RBAC 121 QUE TRANSPORTA APENAS PASSAGEIRO Declaração de Conformidade Esta organização requerente apresenta o Manual de Artigos Perigosos

Leia mais

TERMO E CONDIÇÕES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO SEDEX

TERMO E CONDIÇÕES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO SEDEX 1. SERVIÇO SEDEX é o serviço de remessa expressa de documentos e mercadorias. 1.1. O serviço SEDEX possui os seguintes serviços adicionais: a. Aviso de Recebimento AR: serviço que possibilita a devolução

Leia mais

Para quem está de mudança

Para quem está de mudança Para quem está de mudança Quando chega a hora da mudança, algumas opções devem ser analisadas: contratar uma empresa para cuidar de todo o processo, no qual profissionais embalarão todos os pertences e

Leia mais

CARROS DE 2 RODAS EM ALUMÍNIO - ACESSÓRIOS

CARROS DE 2 RODAS EM ALUMÍNIO - ACESSÓRIOS PEDAL E PLACA DE SUPORTE PARA APOIO NA DESCARGA O carro afasta-se da carga quando o pedal é acionado Este acessório pode vir montado de fábrica num carro novo ou ser posteriormente instalado num carro

Leia mais

RollerForks. A nova revolução da logística: Movimentação sem paletes!

RollerForks. A nova revolução da logística: Movimentação sem paletes! RollerForks A nova revolução da logística: Movimentação sem paletes! RollerForks Os paletes revolucionaram a logística, ao unitizar as cargas e reduzir custos drasticamente. Agora, uma nova revolução tem

Leia mais

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Tintas

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Tintas Motores Automação Energia Tintas www.weg.net Em um Transformador Seco WEG, há mais de 40 anos de experiência na fabricação de motores elétricos, mais de 25 anos na fabricação de transformadores e toda

Leia mais

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um Algumas noções sobre a umidade relativa do ar Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um ambiente. A capacidade do ar de reter vapor de água é tanto maior

Leia mais

Impressora HP Scitex FB950 Guia de preparação do local

Impressora HP Scitex FB950 Guia de preparação do local Impressora HP Scitex FB950 Guia de preparação do local 2008 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. As únicas garantias

Leia mais

Dicas importantes. Original SACHS Service. SACHS: a embreagem mundial

Dicas importantes. Original SACHS Service. SACHS: a embreagem mundial Original SACHS Service Dicas importantes SACHS: a embreagem mundial - Hábitos incorretos ao dirigir que prejudicam a embreagem - O correto manuseio e armazenamento de embreagens - Remanufaturados x Recondicionados

Leia mais

DESFRAGMENTAR PARA TETRIFICAR. www.cotecna.pt 1

DESFRAGMENTAR PARA TETRIFICAR. www.cotecna.pt 1 DESFRAGMENTAR PARA TETRIFICAR www.cotecna.pt 1 O início A embalagem, no seu sentido originário, remonta há mais de 10.000 anos. A finalidade nos primórdios Transportar. Com as migrações, havia a necessidade

Leia mais

3.1. Esta especificação faz referência aos seguintes documentos:

3.1. Esta especificação faz referência aos seguintes documentos: 1/7 1. OBJETIVO: 1.1. Esta Especificação Técnica tem por objetivo definir as características e estabelecer os critérios para a fabricação e aceitação do Sistema para Cabeamento Interno Aparente em Ambiente

Leia mais

SOLUÇÕES DE EXPORTAÇÃO

SOLUÇÕES DE EXPORTAÇÃO SOLUÇÕES DE EXPORTAÇÃO EMBATUFF Isolamento Térmico para Contentores Embatuff é um sistema que protege a carga durante o transporte em contentores de 20, 40 e 40 HC, de variações abruptas de temperatura

Leia mais

Manual do Proprietário SELAMAX MP300

Manual do Proprietário SELAMAX MP300 Manual do Proprietário SELAMAX Seladora 1 2 3 4 5 Fig. A Fig. B 9 6 7 8 10 11 12 Fig. C Fig. D Fig. E Fig. F 2 PARABÉNS! Você acaba de adquirir um equipamento dentro da mais alta tecnologia disponível

Leia mais

COMO SEPARAR E JOGAR O LIXO

COMO SEPARAR E JOGAR O LIXO Cuidados no momento de jogar o lixo! COMO SEPARAR E JOGAR O LIXO TODOS os lixos devem ser colocados devidamente classificados, no local e data determinadas para coleta,até às 08:30 da manhã Jamais jogar

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES NT-920 SUPORTE PARA SORO HASTE E GUIA INOX - BASE ALUMÍNIO C/ RODÍZIOS NOTA! ESTE SUPORTE PARA SORO É DESTINADO AO USO MÉDICO HOSPITALAR. Página 1 de 10 INTRODUÇÃO PARABÉNS! Você acaba

Leia mais

LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200

LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200 LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200 Descrição do produto O Chumbador Químico WIT-P 200 possui excelente propriedade de fixação e ancoragem em substratos maciços e ocos, com rápido tempo

Leia mais

CARROS DE MÃO. Compre Produtos Certificados. Na Equipleva todos os equipamentos cumprem com as diretivas da CE.

CARROS DE MÃO. Compre Produtos Certificados. Na Equipleva todos os equipamentos cumprem com as diretivas da CE. Carros de Mão Carros Ligeiros com Plataforma Carros para Cargas Médias/Elevadas Carros Armário com e sem Prateleiras Carros com Banca de Trabalho Carros de Apoio à Industria Carros de Reboque Carros para

Leia mais

MANUAL DO C L I E N T E

MANUAL DO C L I E N T E MANUAL DO C L I E N T E 1 Recebendo o revestimento na obra 1.1 Comparar a nota fiscal com o pedido SUMÁRIO 2 3 4 5 Manuseio e armazenamento 2.1 2.2 Ter cuidado no manuseio Empilhamento dos revestimentos

Leia mais

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com.

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com. MANUAL POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 wwwvickcombr POLICARBONATO COMPACTO O Policarbonato Compacto é muito semelhante ao vidro

Leia mais

Manual de Embalagem para peças compradas

Manual de Embalagem para peças compradas Manual de Embalagem para peças compradas ÍNDICE GERAL NORMAS BÁSICAS... 2 Geral... 2 Preliminar... 2 Informações Gerais... 2 Requisitos para equipamentos de manuseio e condições de recebimento de material...

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM CONTEINERIZAÇÃO DE CARGAS

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM CONTEINERIZAÇÃO DE CARGAS DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM CONTEINERIZAÇÃO DE CARGAS CONTEINERIZAÇÃO DE CARGAS Vantagens: Possibilitam operações ininterruptas, mesmo sob intempéries Incrementam a produtividade Minimizam o tempo de movimentação

Leia mais

LOGÍSTICA PORTUÁRIA E CONFER NCIA DE CARGAS CONFORMITY. #QueroSerConferente

LOGÍSTICA PORTUÁRIA E CONFER NCIA DE CARGAS CONFORMITY. #QueroSerConferente LOGÍSTICA PORTUÁRIA E CONFER NCIA DE CARGAS CONFORMITY A C A D E M Y #QueroSerConferente O SETOR Exportações Brasileiras Em 2015 a produção agropecuária do Brasil atingiu um volume recorde, chegando a

Leia mais

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Extrutop Código interno: AGM215 e AGM216 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR MF - 01.007 MANUAL DE ENTREGAS

MANUAL DO FORNECEDOR MF - 01.007 MANUAL DE ENTREGAS VERSÃO: 7 PAG: 1 / 16 Esta Instrução tem por finalidade estabelecer o fluxo de operações para entrega de confecções previamente encabidadas, abrangendo a elaboração do Pedido de Compra, a retirada dos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES NT-2045x POLTRONA RECLINÁVEL PARA COLETA DE SANGUE NOTA! ESTA POLTRONA RECLINÁVEL (CADEIRA PARA COLETA DE SANGUE) É DESTINADA AO USO MÉDICO HOSPITALAR. Página 1 de 10 INTRODUÇÃO PARABÉNS!

Leia mais

Guia de importação formal. Para clientes.

Guia de importação formal. Para clientes. Guia de importação formal. Para clientes. Um cliente nos EUA recebe um pedido de envio para o Brasil não A remessa deve ser enviada como courier? sim O remetente preenche o AWB e a fatura comercial O remetente

Leia mais

ÍNDICE INTRODUÇÃO. Obrigado por adquirir produtos Toyama.

ÍNDICE INTRODUÇÃO. Obrigado por adquirir produtos Toyama. INTRODUÇÃO ÍNDICE Obrigado por adquirir produtos Toyama. As aplicações das motobombas Toyama são diversas: Agricultura, indústrias, minas, empresas, construções, comunicação, cabeamento subterrâneo, manutenção

Leia mais

Modais de Transporte. Aula 2. Contextualização. Introdução. Características das Cargas. Instrumentalização. Prof. Luciano José Pires

Modais de Transporte. Aula 2. Contextualização. Introdução. Características das Cargas. Instrumentalização. Prof. Luciano José Pires Modais de Transporte Aula 2 Contextualização Prof. Luciano José Pires Introdução O enorme esforço para elevação da produtividade da fábrica pode ser comprometido pela ineficiência do transporte de abastecimento

Leia mais

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO SUL DO ESTADO DE ALAGOAS PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO SUL DO ESTADO DE ALAGOAS PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO Este POP tem como objetivo fixar procedimentos para assegurar o correto recebimento de medicamentos, tanto em quantidade quanto em qualidade dos medicamentos. PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO TÍTULO: Recebimento

Leia mais

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA A BATERIA FP 818/K1. ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto.

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA A BATERIA FP 818/K1. ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA A BATERIA FP 818/K1 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Uso e cuidados

Leia mais

LOCAL DO EVENTO Minascentro Avenida Augusto de Lima, 877, Lourdes, Belo Horizonte Minas Gerais Home-page: http://www.prominasmg.com.

LOCAL DO EVENTO Minascentro Avenida Augusto de Lima, 877, Lourdes, Belo Horizonte Minas Gerais Home-page: http://www.prominasmg.com. MANUAL DO EXPOSITOR REALIZAÇÃO Associação Brasileira de Saúde Coletiva - ABRASCO Presidente: Luis Eugênio Portela Fernandes de Souza Presidente do Congresso: Cornelis Johannes Van Stralen CAIXA POSTAL

Leia mais

Importante. Sumário. Entre em contato conosco:

Importante. Sumário. Entre em contato conosco: Manual do operador Terceira edição Segunda impressão Importante Leia, compreenda e siga estas normas de segurança e instruções de operação antes de operar a máquina. Somente pessoas treinadas e autorizadas

Leia mais

REVEJA OS EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS NO TRANSPORTE DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS

REVEJA OS EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS NO TRANSPORTE DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS REVEJA OS EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS NO TRANSPORTE DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS Siga à risca o checklist, preparado pela ANDAV, dos equipamentos obrigatórios no transporte dos insumos fitossanitários e evite

Leia mais

Sumário. Sumário - 1 de 1

Sumário. Sumário - 1 de 1 Sumário Considerações e convenções adotadas neste GUIA 2 2. Apresentação 3 2.1 BENEFÍCIOS DA PADRONIZAÇÃO DE ENCOMENDAS...3 2.2 OBJETIVO DESTE GUIA...3 2.3 COMO ESTE GUIA ESTÁ ESTRUTURADO...3 2.4 OUTROS

Leia mais

TIPOS DE PALLETS. Imaginemos uma situação onde se precise comprar pallets para exportar em cada um, 1000 kg de papel.

TIPOS DE PALLETS. Imaginemos uma situação onde se precise comprar pallets para exportar em cada um, 1000 kg de papel. Pallets descartaveis (one way) TIPOS DE PALLETS Pallets descartáveis como a prória palavra sugere, são pallets não retornáveis ou seja, acomodam uma determinada mercadoria onde o custo do pallet está incluso

Leia mais

bloco de vidro ficha técnica do produto

bloco de vidro ficha técnica do produto 01 Descrição: votomassa é uma argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para assentamento e rejuntamento de s. 02 Classificação técnica: ANTES 205 Bloco votomassa

Leia mais

Soluções Inteligentes para o dia a dia

Soluções Inteligentes para o dia a dia Soluções Inteligentes para o dia a dia TELHAS TRANSLÚCIDAS 70 % transmissão de luz =$ Alta durabilidade; Não solta fibras; Melhor custo/benefício; Leveza e flexibilidade; Proteção contra raios UV (economia

Leia mais

ÍNDICE. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho.

ÍNDICE. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho. Para que nosso produto tenha um resultado positivo, é de fundamental importância que o Manual

Leia mais

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Índice Capítulo Título Página 1 Informações Gerais 3 2 Segurança 4 3 Especificações Técnicas 5 4 Ferramentas, Instrumentos e Materiais 6

Leia mais

LOGÍSTICA EMPRESARIAL

LOGÍSTICA EMPRESARIAL LOGÍSTICA EMPRESARIAL FORNECEDORES Erros de compras são dispendiosos Canais de distribuição * Compra direta - Vendedores em tempo integral - Representantes dos fabricantes Compras em distribuidores Localização

Leia mais

Versão 1.0 Numero da FISPQ: 000000113271 Data da revisão: 16.09.2015. Sikasil -AC. : Selante/ Adesivo

Versão 1.0 Numero da FISPQ: 000000113271 Data da revisão: 16.09.2015. Sikasil -AC. : Selante/ Adesivo SEÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto : Código do produto : 000000113271 Tipo de produto : líquido Uso recomendado do produto químico e restrições de uso Uso da substância / preparação

Leia mais