SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO CUIABÁ-MT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT"

Transcrição

1 SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO CUIABÁ-MT

2 SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO CUIABÁ-MT Abertura Carlos Henrique Baqueta Fávaro Pres. Aprosoja Movimento Pró Logística Hidrovias de Mato Grosso solução para rentabilidade do setor produtivo Edeon Vaz Ferreira Dir. Exec. Movimento Pró Logística de Mato Grosso Visão da EPE Emp. de Pesq. Energética sobre a Hid. Teles Pires Tapajós Paulo Roberto Amaro - Superintendente de Projetos da Geração Ações do DNIT para o setor Hidroviário, com foco em Mato Grosso Paulo Godoy Coordenador de Projetos da DAQ/DNIT Políticas e ações da ANTAQ - Agencia Nacional de Transporte Aquaviário para hidrovias, com foco no estado de Mato Grosso Adalberto Tokarski Superintendente de Navegação Interior DEBATES 2

3 Evolução dos Fretes (US$/T) Fonte: IMEA 2011: Estimativa Aprosoja

4 Evolução Comparativa de custos lavoura ao porto de embarque US$ / TON Argentina USA Brasil * *Estimativa realizada com base no valores de frete praticados em 2010, e atual valor do dólar: US$ 1.62 (maio/2011) Fonte : ANEC

5 Comparativo de Custos: BRA, ARG e EUA (2010) CHINA Sorriso, Brasil Caminhão US$ 125/Ton Santos, Brazil US$ 45/Ton US$ 170,00 Córdoba, Argentina Caminhão Rosário, Arg US$ 102,00 US$ 36/Ton US$ 66/Ton Illinois, USA Hidrovia US$ 25/Ton New Orleans, USA US$ 46/Ton US$ 71,00 Fonte: Centrograos, Caramuru and Soy Transport Coalition, Aug.2010, BCR Rosário

6 Comparativo de Ferrovias e Hidrovias Ferrovias Portos e Hidrovias Source: ANTF / COPPE

7 7

8 Produção e Exportação Soja e Milho: 2011*** Produção 68,2 milhões/t = 52,1% Consumo Interno** 14,5 milhões/t Itacoatiara 2,2 milhões/t Produção Brasil 131,0 milhões/t Santarém 1,0 milhão/t (Valores Estimados / Mapa Ilustrativo) Exportação (2011) Belém Zero São Luís/Itaqui 2,6 milhões/t Exportação 8,2 milhões/t = 14,1% Porto Velho* 3,2 milhões/t Excedente 45,5 milhões/t 16ºS Salvador/Ilhéus 2,5 milhões/t Vitória 4,4 milhões/t 16ºS Produção 62,8 milhões/t = 47,9% Consumo Interno** 58,2 milhões/t Santos 16,8 milhões/t Paranaguá 14,8 milhões/t São Fco do Sul 4,6 milhões/t Superávit 4,6 milhões/t Excedente 45,5 milhões/t Rio Grande 9,4 milhões/t Produção de soja e milho > 5 mil toneladas Fonte: Mancha da Produção de Grãos (IBGE, 2010), Produção Grãos (Conab, 2011) e Exportação por Porto (SECEX, 2011) * Porto de Porto Velho (RO) = distribui para os Portos de Itacoatiara (AM) e Santarém (PA) ** Valores estimados do consumo interno *** - 16 S: divisor considerado. Elaboração: CNA Exportação 50,1 milhões/t = 85,9%

9

10

11 Projetos de Infraestrutura Pleiteados por Mato Grosso Hidrovia Teles Pires Tapajós Hidrovia Arinos Juruena Tapajós Hidrovia Paraguai - Paraná Hidrovia do Araguaia Tocantins EF 364 Ferrovia Ferronorte (até Cuiabá) EF-354 Ferrovia de Integração Centro Oeste FICO BR 163 MT/PA BR 158 MT BR 364 MT BR 080 MT Ribeirão Cascalheira Luiz Alves (GO) BR 251 MT BR 242 MT Sorriso a Ribeirão Cascalheira Pavimentação da MT 020 (Paranatinga Canarana) Estruturação de Portos do Norte e Nordeste

12 Hidrovia Teles Pires Tapajós -Comboios propostos 24m x 200m x 2,0m 32m x 200m x 2,5m 44m x 280m x 3,5m -ETC Estações de Transbordo de cargas (portos) Cachoeira Rasteira Entroncamento da MT-416 Alta Floresta Canaã do Norte Sinop Km 1043 Km 1318 Km 1576

13 Área de influência Porto de Sinop

14 Viabilidade Porto de Sinop AGRICULTURA Raio (Distancia) Área (ha) SOJA(T) MILHO(T) 150 km , , , km , , , km , , , km , , ,00 Subtotal , , ,60 ÁREAS APTAS PARA AGRICULTURA Raio (Distancia) Área (ha) SOJA(T) MILHO(T) 150 km , , , km , , , km , , , km , , ,00 Subtotal , , ,60 Total , , ,20 18

15 Comparativo de fretes Centro Norte de Mato Grosso em Porto Santarém Santarém Belém Via BR 163* () Teles Pires - Tapajós* () Redução de custos (%) BR 163 Itaituba () * Redução de custos (%) Diamantino 178,42 90,26-49,41 174,36-48,23 Nova Mutum 165,11 76,84-53,46 160,94-52,26 Lucas R. Verde 154,88 66,61-56,99 161,82-58,84 Tapurah Norte 167,42 78,16-53,32 163,25-52,12 Sorriso 148,06 60,12-59,39 143,89-58,22 Nova Ubirata 157,08 68,81-56,19 153,02-55,03 Sinop 138,93 50,66-63,54 133,55-62,07

16 Comparativo de fretes Centro Norte de Mato Grosso em Comparando a situação de hoje: Sorriso Santos Rodo Ferro 227,15/ton Sorriso Santarém Hidro - 60,12/ton Produtor aumenta rentabilidade 10,00/sc. Impacto na economia 1,9 bilhões/ano

17 Corrente livre Cachoeira Rasteira UHCs Projetadas 90m? 26m 30m 36m

18 Juruena e afluentes: Alternativa a curto prazo ou outra opção?

19 Perfil Comparativo Tapajós Teles Pires - Juruena Maior desnível: 20m aprox.

20 Emboque fora de áreas Indígenas e Unidades de Conservação Ambiental Santarém Porto Cotriguaçu Km 1230 LEGENDA: - RESERVAS INDÍGENAS XINGU km² TAPAJÓS km² - UNIDADES DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL XINGU km² TAPAJÓS km²

21 Intermodalidade Entroncamento com a MT-208 (porto Cotriguaçu) 23 Km de Cotriguaçu 46 Km de Nova Bandeirantes 233 Km de Alta Floresta 379 Km da confluência Km 1230 Km 851 Km 1043 Km 1318

22 Localização das AHEs 27

23 Oeste Sul Porto Destinos Santarém Santarém Santarém Santarém Itacoatiara Belém Rosario (Argentina) Redução Via BR 163* Porto Velho Teles Pires - Tapajós* Juruena* Porto Velho Itaituba*- BR163 Rio Paraguai Frete Mínimo % saco Rondonopolis Campo Verde Prim. do Leste 216,61 207,48 222,06 230,28 221,14 235,73 151,83 142,69 157,11 176,91 167,77 182,36 215,37 206,23 220,82 211,64 202,50 217,09 155,68 146,54 161,13 151,83 142,69 157,11 C. N. do Parecis Sapezal Campos de Júlio Brasnorte 183,70 194,79 199,76 197,55 164,08 152,93 148,02 175,83 118,75 129,84 134,75 132,59 99,39 94,07 98,98 99,89 149,17 138,02 133,11 160,92 178,67 189,82 194,79 192,57 148,52 159,67 164,58 164,88 99,39 60,58% 64,69 3,88 94,07 98,98 99,89 Fonte: Aprosoja * Não esta implantada

24

25 Viabilidade Porto de Porto dos Gaúchos AGRICULTURA Raio (Distancia) Área (ha) SOJA(T) MILHO(T) 150 km , , , km , , , km , , , km , , ,60 Subtotal , , ,80 ÁREAS APTAS PARA AGRICULTURA Raio (Distancia) Área (ha) SOJA(T) MILHO(T) 150 km , , , km , , , km , , , km , , ,80 Subtotal , , ,40 Total , , ,20

26 Eclusas Custo da Eclusa junto à obra da Hidrelétrica Custo da Eclusa após a obra da Hidrelétrica 30% 7% Fonte: ANTAQ

27 A Hidrovia do Paraguai

28 Área de Influência e Oferta de Grãos Potencial Cáceres Raio de 500 km Municipio SOJA MILHO Milho 2ª SAFRA Safra Algodão Arenapolis Barra do Bugres Brasnorte Caceres Campo Novo do Parecis Campo Verde Campos de Julio Chapada do Guimaraes Conquista Doeste Cuiaba Curvelandia Denise Diamantino Juina Lambari do Oeste Mirassol do Oeste Nobres Nova Lacerda Nova Marilandia Nova Maringa Nova Mutum Nova Olimpia Planalto da Serra Pontes e Lacerda Reserva Cabacal Rio Branco Rosario Oeste Salto do Ceu Santo Afonso São Jose do Rio Claro São jose dos Quatro Marcos Sapezal Tangara da Serra Vila Bela Santissima Trindade Total TOTAL GERAL: Toneladas

29 HIDROVIA PARAGUAI-PARANÁ FAZENDA STO. ANTÔNIO DAS LENDAS

30 MAQUETE DA ETC Estação de Transbordo de Cargas de STO. ANTONIO DAS LENDAS (CÁCERES MT)

31 PROJETO DA ETC Estação de Transbordo de Cargas de STO. ANTÔNIO DAS LENDAS

32 ESTRADA EXISTENTE Estrada = 85 km Córrego Padre Inácio CÁCERES Rio Paraguai = 100,2 km A BR 174 tem como km 0 o ETC de Santo Antonio das Lendas na margem esq. do Rio Paraguai. Morrinho/Sto. Antonio das Lendas

33 EDEON VAZ FERREIRA Diretor Executivo (61)

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I PORTARIA Nº 146/2007/GBSES O SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais e, Considerando o Decreto nº 2.312 de 12/02/2001, que dispõe sobre a instituição do Sistema de Transferência

Leia mais

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO Apresentação Trata a presente planilha do resultado de uma discussão entre os Peritos Federais Agrários avaliadores do INCRA/MT com a informação

Leia mais

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Enc. à IOMAT em: / / Publicado no D.J. de n.º Em: / / Circulado em: / / ESTADO DE MATO GROSSO PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Institui a divisão territorial do Estado de Mato Grosso em pólos judiciais regionais,

Leia mais

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS CARGO TÉCNICO DO Administrador Analista de Sistemas Assistente Social Advogado Contador Economista Engenheiro Civil Médico Psicólogo Técnico em Assuntos Educacionais A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS

Leia mais

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA 11 de Novembro de 2010. MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA A presente nota técnica tem o intuito de justificar a razão do estudo para segmentar o Estado

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

OFERTA E DEMANDA POTENCIAIS DE CRA EM MUNICÍPIOS DE MATO GROSSO - ICV, DEZEMBRO DE 2013 SEM aplicação da flexibilização do ZEE Dados em hectares

OFERTA E DEMANDA POTENCIAIS DE CRA EM MUNICÍPIOS DE MATO GROSSO - ICV, DEZEMBRO DE 2013 SEM aplicação da flexibilização do ZEE Dados em hectares SEM aplicação da flexibilização do ZEE de ACORIZAL 0 84.182 40.520 26.930 13.957 583 33 84.182 40.520 26.930 13.957 583 33 AGUA BOA 15.392 3.713 7.347 1.204 1.885 0 731.544 461.238 86.199 62.377 39.667

Leia mais

Logística e Escoamento da Safra

Logística e Escoamento da Safra Logística e Escoamento da Safra Carlos Eduardo Tavares Economista da Superintendência de Logística Operacional da CONAB/MAPA Brasília (DF), outubro de 2015 Contextualização Monitoramento da Safra Agrícola

Leia mais

A logística de transportes e telecomunicações no noroeste do Mato Grosso: entrave ao desenvolvimento ou oportunidade de negócios.

A logística de transportes e telecomunicações no noroeste do Mato Grosso: entrave ao desenvolvimento ou oportunidade de negócios. A logística de transportes e telecomunicações no noroeste do Mato Grosso: entrave ao desenvolvimento ou oportunidade de negócios. III SASEL SIMPÓSIO DE ADMINISTRAÇÃO Professora Ma. Terezinha Márcia de

Leia mais

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS CORREDORES DO ARCO NORTE AVALIAÇÕES TÉCNICAS MAIO DE 2014 AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

Leia mais

DNIT Diretoria de Infraestrutura Aquaviária. Corredor do Rio Tocantins

DNIT Diretoria de Infraestrutura Aquaviária. Corredor do Rio Tocantins Corredor do Rio Tocantins DNIT Diretoria de ADMINISTRAÇÕES Infraestrutura Aquaviária HIDROVIÁRIAS Demandas de Infraestrutura CNA / BRASIL PAC INVESTIMENTOS INICIADOS AÇÕES INVESTIMENTOS PREVISTOS CORREDOR

Leia mais

BR 163 QUEBRA DE PARADIGMA NO TRANSPORTE DO COMÉRCIO EXTERIOR

BR 163 QUEBRA DE PARADIGMA NO TRANSPORTE DO COMÉRCIO EXTERIOR BR 163 QUEBRA DE PARADIGMA NO TRANSPORTE DO COMÉRCIO EXTERIOR Brasília 2012 BR 163 QUEBRA DE PARADIGMA NO TRANSPORTE DO COMÉRCIO EXTERIOR CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI Robson Braga de Andrade

Leia mais

A Importância do Arco Norte na Competitividade da Exportação Agropecuária

A Importância do Arco Norte na Competitividade da Exportação Agropecuária A Importância do Arco Norte na Competitividade da Exportação Agropecuária Saldo da Balança Comercial - Brasil US$ bilhões Exportação (US$ milhões) Importação (US$ milhões) Saldo 2013 2014 % 2013 2014

Leia mais

Hidrovia Tapajós Teles Pires A hidrovia do agronegócio

Hidrovia Tapajós Teles Pires A hidrovia do agronegócio Hidrovia Tapajós Teles Pires A hidrovia do agronegócio Escoamentodaproduçãoagrícoladaregiãocentro-oeste VantagensComparativasdoTransporteHidroviário EstudodeCaso Agência Nacional de Transportes Aquaviários

Leia mais

CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA OS INVESTIMENTOS PRIVADOS NO CORREDOR BR-163 RIO TAPAJÓS. Florianópolis 23-06-2015

CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA OS INVESTIMENTOS PRIVADOS NO CORREDOR BR-163 RIO TAPAJÓS. Florianópolis 23-06-2015 CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA OS INVESTIMENTOS PRIVADOS NO CORREDOR BR-163 RIO TAPAJÓS Florianópolis 23-06-2015 BR 155 Fonte: IMEA HIDROVIA HIDROVIA POTENCIAL FERROVIA FERROVIA PROJETO RODOVIA PAVIMENTADA

Leia mais

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação ET CAV/SP/SEPLAN nº 01/2013 Analfabetismo em Mato Grosso Edmar

Leia mais

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso.

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. Objetivo do Fundo: O FUNDEIC tem por objetivo propiciar recursos para financiamento a micro e pequenas empresas,

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Conceito de Agronegócio e a atuação do Imea 2 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 2.1 Agronegócio Soja 2.2 Agronegócio Milho 2.3 Agronegócio Algodão

Leia mais

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso SISTEMA FIEMT SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de Mato Grosso MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias

Leia mais

Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes

Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes Marcelo Alves Pereira, Bunge Fertilizantes Novembro - 2009 Estimativas da ONU indicam que a população mundial em 2050 será de

Leia mais

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 Patrocinadores Ministério do Trabalho e Emprego -MTE Secretaria Nacional de Economia Solidária - SENAES Secretaria de Estado do Meio Ambiente SEMA-MT Duração 12/06/2013

Leia mais

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 SITUAÇÃO DENGUE Em 2015, período que compreende de 01 de Janeiro a 01 de setembro, no estado de Mato Grosso foram

Leia mais

Gargalos logísticos e o novo corredor de exportação agrícola pelo norte do país

Gargalos logísticos e o novo corredor de exportação agrícola pelo norte do país Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Gargalos logísticos e o novo corredor de exportação agrícola pelo norte do país Seminários Folha de S.Paulo - Fórum de Exportação Daniel Furlan Amaral

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR AVALIAÇÕES TÉCNICAS JUNHO 2013 EVOLUÇÃO DO BRASIL HÁ 50 ANOS = IMPORTADOR HÁ 20 ANOS = VENDEDOR HOJE = FORNECEDOR DISPUTADO

Leia mais

FRANCISCO VUOLO Secretaria de Logística Intermodal de Transportes MT Belém, 13/11/2013 Eixos Logísticos e de Desenvolvimento do Estado de Mato Grosso Eixos Logísticos e de Desenvolvimento do Estado de

Leia mais

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília Senado Federal Brasília Dezembro 2011 Senado Federal PLANO TAQUES ORÇAMENTO PARTICIPATIVO NA ALOCAÇÃO DE EMENDAS Brasília Dezembro 2011 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 4 2. DEMANDAS PARA LOA 2012...

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. JÚLIO CAMPOS)

REQUERIMENTO. (Do Sr. JÚLIO CAMPOS) REQUERIMENTO (Do Sr. JÚLIO CAMPOS) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, no sentido de que sejam aplicados recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações FUST, na instalação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE NOVEMBRO -2008 PACTO PELA SAÚDE Compromisso negociado e assumido pelos gestores de saúde das três esferas de governo, visando qualificar a

Leia mais

Dia da Consciência Negra - feriados municipais

Dia da Consciência Negra - feriados municipais Nº UF Município 1 AL UNIAO DOS PALMARES 2 AM MANAUS 3 GO FLORES DE GOIAS 4 MG ITAPECERICA 5 MT ACORIZAL 6 MT AGUA BOA 7 MT ALTA FLORESTA 8 MT ALTO ARAGUAIA 9 MT ALTO DA BOA VISTA 10 MT ALTO GARCAS 11 MT

Leia mais

FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO

FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO Por: Carlos Eduardo Cruz Tavares 1 São várias as cadeias produtivas que constituem o complexo agroalimentar, destacando-se entre elas,

Leia mais

Logística e infraestrutura para o escoamento da produção de grãos no Brasil

Logística e infraestrutura para o escoamento da produção de grãos no Brasil Logística e infraestrutura para o escoamento da produção de grãos no Brasil Denise Deckers do Amaral 1 - Economista - Assessora Técnica - Empresa de Planejamento e Logística - EPL, Vice Presidente da Associação

Leia mais

APRESENTAÇÃO CARAMURU ALIMENTOS A HIDROVIA QUE GARANTE COMPETITIVIDADE E SUSTENTABILIDADE

APRESENTAÇÃO CARAMURU ALIMENTOS A HIDROVIA QUE GARANTE COMPETITIVIDADE E SUSTENTABILIDADE APRESENTAÇÃO CARAMURU ALIMENTOS A HIDROVIA QUE GARANTE COMPETITIVIDADE E SUSTENTABILIDADE Novembro/2011 Introdução A demanda mundial por produtos originados de recursos naturais renováveis e não-renováveis

Leia mais

Sindicato Rural de Juína

Sindicato Rural de Juína FEDERAÇÃO Federação da DA Agricultura AGRICULTURA e Pecuária E PECUÁRIA do Estado DO de ESTADO Mato DE MATO Grosso GROSSO PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA SUSTENTÁVEL EM MATO GROSSO E O ZONEAMENTO SÓCIO, ECONÔMICO

Leia mais

REDE ECONÔMICA HOLANDESA NO BRASIL

REDE ECONÔMICA HOLANDESA NO BRASIL REDE ECONÔMICA HOLANDESA NO BRASIL O Papel da ANTAQ no desenvolvimento da navegação interior brasileira FERNANDO FIALHO Diretor Geral Brasília Embaixada da Holanda, 30 de agosto de 2007 A ANTAQ É - Autarquia

Leia mais

HIDROVIAS DO MATO GROSSO

HIDROVIAS DO MATO GROSSO HIDROVIAS DO MATO GROSSO ADALBERTO TOKARSKI Gerente de Desenvolvimento e Regulação da Navegação Interior Cuiabá/MT 21-08-2009 ADMINISTRAÇÃ ÇÃO O DAS HIDROVIAS LOCALIZAÇÃ ÇÃO O DA HIDROVIA NA BACIA BR -163

Leia mais

Investimento no Transporte Hidroviário Interior. Fernando Antonio Brito Fialho

Investimento no Transporte Hidroviário Interior. Fernando Antonio Brito Fialho Investimento no Transporte Hidroviário Interior Fernando Antonio Brito Fialho Diretor-Geral da ANTAQ Rio de Janeiro, 8 de outubro de 2007 Estrutura do Estado UNIÃO Poder Executivo Secretaria de Portos

Leia mais

Agronegócio Soja no Brasil

Agronegócio Soja no Brasil ABIOVE Produção Responsável no Agronegócio Soja no Brasil ABAG ABIOVE Associação Brasileira de Agribusiness Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Carlo Lovatelli Fabio Trigueirinho Fabio

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO, e de François E. J. de Bremaeker Rio de, janeiro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO, e de François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Gestor do

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO e de e de François E. J. de Bremaeker Rio de, novembro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO e de e de François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Gestor

Leia mais

MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31)

MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31) PROGRAMA DE GESTÃO ECONÔMICA, SOCIAL E AMBIENTAL DA SOJA BRASILEIRA. MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31) 2011

Leia mais

Pesquisa de Estoques

Pesquisa de Estoques Pesquisa Estoques número 2 julho/zembro 2014 ISSN 1519-8642 parte 26 Mato Grosso Instituto Brasileiro Geografia e Estatística -IBGE Presinta da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento, Orçamento

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS SENADO FEDERAL AUDIÊNCIA MEDIDA PROVISÓRIA 595 MARÇO 2013 Enfrentamento dos gargálos logísticos Programa rodoviário Programa

Leia mais

TRANSPORTE HIDROVIÁRIO

TRANSPORTE HIDROVIÁRIO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO SÃO PAULO - SP 06/NOV/2010 TRANSPORTE 10% do PIB 60% dos custos logísticos TRANSPORTE HIDROVIÁRIO (AQUAVIÁRIO) Aquele executado em meio hídrico por equipamento flutuante HIDROVIAS

Leia mais

Organização social e política

Organização social e política Organização social e política Este capítulo, com tabelas, busca retratar as organizações sindicais laborais e patronais, os diversos tipos de cooperativas e algumas associações. Foi estruturada a representatividade

Leia mais

Hidrovia Tapajós s / Teles Pires

Hidrovia Tapajós s / Teles Pires MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Hidrovia Tapajós s / Teles Pires Apresentação: Edison de Oliveira Vianna Jr E-mail: edison.vianna@transportes.gov.br Colaboração: Rodrigo Cardoso Paranhos E-mail: rodrigo.paranhos@transportes.gov.br

Leia mais

A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária

A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária A regulação do transporte aquaviário e da exploração da infraestrutura portuária Tiago Pereira Lima Diretor da ANTAQ 12º Fórum Portos Brasil 2011 Maio 2011 Fatos Gerais sobre o Brasil Área Total:8.514.876

Leia mais

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 174

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 174 RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 174 Maio/2015 1. Introdução O Movimento Pró-Logística, que reúne as entidades Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (APROSOJA), Associação dos Produtores

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO DESAFIOS LOGÍSTICOS FLORIANÓPOLIS AGOSTO 2013

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO DESAFIOS LOGÍSTICOS FLORIANÓPOLIS AGOSTO 2013 AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO DESAFIOS LOGÍSTICOS ENESUL -2013 FLORIANÓPOLIS AGOSTO 2013 Metodologia de Trabalho Identificação de Mercados Aptidão e Competitividade da Produção Competitividade

Leia mais

Total de domicílios particulares não-ocupados de uso ocasional. Total de domicílios particulares não-ocupados vagos

Total de domicílios particulares não-ocupados de uso ocasional. Total de domicílios particulares não-ocupados vagos com sem 5100102 Acorizal 1.742 0 355 350 2.447 1 0 1 5100201 Água Boa 6.202 242 478 728 7.650 32 9 23 5100250 Alta Floresta 14.951 252 604 1.568 17.375 44 23 21 5100300 Alto Araguaia 4.716 450 381 264

Leia mais

O sistema de Transporte Hidroviário no Brasil. Seminário Internacional sobre Hidrovias - Antaq Brasília, 4 de março de 2009

O sistema de Transporte Hidroviário no Brasil. Seminário Internacional sobre Hidrovias - Antaq Brasília, 4 de março de 2009 O sistema de Transporte Hidroviário no Brasil Seminário Internacional sobre Hidrovias - Antaq Brasília, 4 de março de 2009 Hidrovia Paraná-Paraguai PAC FERROVIAS, HIDROVIAS E MARINHA MERCANTE Terminais

Leia mais

COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE

COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (Para localização rápida clique CTR e botão Direito do mouse na Comarca desejada) COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ALTO GARÇAS ALTO TAQUARI

Leia mais

José do Carmo Ferraz Filho Superintendente de Energia. Cuiabá Maio de 2012

José do Carmo Ferraz Filho Superintendente de Energia. Cuiabá Maio de 2012 José do Carmo Ferraz Filho Superintendente de Energia Cuiabá Maio de 2012 Missão: Promover e fomentar a Política Energética, com apoio institucional às ações que visem o desenvolvimento tecnológico, social,

Leia mais

BR 163 Divisa de MT/PA - Santarém. Figura 01: Mapa da BR 163.

BR 163 Divisa de MT/PA - Santarém. Figura 01: Mapa da BR 163. BR 163 Divisa de MT/PA - Santarém Figura 01: Mapa da BR 163. 1 O Estado de Mato Grosso é um dos principais produtores agrícolas do país, sendo o primeiro produtor de soja, algodão e gado de corte e o segundo

Leia mais

A Cemat e os municípios. Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública

A Cemat e os municípios. Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública A Cemat e os municípios Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública Cuiabá, novembro de 2008 Programa Luz Para Todos Fluxo Operacional do Programa Conselho

Leia mais

www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans

www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans Sempre os melhores serviços. Todos os seguros possíveis. O máximo em gestão de risco. O máximo em segurança oferecida para nossos clientes.

Leia mais

Impacto da logística na competitividade agrícola do Mato Grosso 1

Impacto da logística na competitividade agrícola do Mato Grosso 1 Impacto da logística na competitividade agrícola do Mato Grosso 1 Marcelo Chalella Nogueira Graduando em Engenharia Naval e Oceânica (POLI-USP) Centro de Estudos em Gestão Naval marcelo.nogueira@gestaonaval.org.br

Leia mais

COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS

COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS ATUALIZADO EM 27/06/2016 COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS # 1º FASE # CIDADE: COLÍDER GRUPO: 02 Dia: 29/04/2016 - Sexta-feira CLÁUDIA 1 X 5 APIACÁS 19h30 2 TABAPORÃ 2 X 5 COLÍDER 20h30 Dia: 30/04/2016 - Sábado TABAPORÃ

Leia mais

PAES CARVALHO NAVEGAÇÃO & LOGÍSTICA LTDA. Belém (PA) - Av. Gentil Bittencourt, nº 16 - Batista Campos CEP: Tel.:55 (91) Fax:55

PAES CARVALHO NAVEGAÇÃO & LOGÍSTICA LTDA. Belém (PA) - Av. Gentil Bittencourt, nº 16 - Batista Campos CEP: Tel.:55 (91) Fax:55 PAES CARVALHO NAVEGAÇÃO & LOGÍSTICA LTDA. Belém (PA) - Av. Gentil Bittencourt, nº 16 - Batista Campos CEP: 66.015140 - Tel.:55 (91) 32051800 - Fax:55 (91) 32051801 Produção e Exportação Soja e Milho Fonte:

Leia mais

Navegação interior no Brasil e o avanço dos Investimentos públicos e privados

Navegação interior no Brasil e o avanço dos Investimentos públicos e privados Navegação interior no Brasil e o avanço dos Investimentos públicos e privados Adalberto Tokarski Diretor CT Log Junho de 2014 AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS A ANTAQ Criada pela Lei nº10.233,

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração. Ricardo Alves Loto

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração. Ricardo Alves Loto 1 Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração Ricardo Alves Loto A LOGÍSTICA DA SOJA NO MATO GROSSO E O IMPACTO DE INVESTIMENTOS PRESENTES E FUTUROS São Paulo 2013 2 Ricardo

Leia mais

Escopo Técnico PROJETOS URBANOS / VILAS RURAIS / UNIVERSALIZAÇÃO RURAL

Escopo Técnico PROJETOS URBANOS / VILAS RURAIS / UNIVERSALIZAÇÃO RURAL I - INFORMAÇÕES QUE DEVEM ESTAR CONTIDAS NOS PROJETOS Nos projetos elaborados pela CONTRATADA deverão estar contidas, especialmente, mas não exclusivamente, as seguintes informações: 1. Tensão primária

Leia mais

Estradeiro BR-163 Movimento Pró-Logística/Aprosoja

Estradeiro BR-163 Movimento Pró-Logística/Aprosoja Estradeiro BR-163 Movimento Pró-Logística/Aprosoja O Estradeiro Pelo terceiro ano consecutivo, a Aprosoja realiza estradeiros pelas principais vias de escoamento da produção agrícola de Mato Grosso, com

Leia mais

EVTEA - H Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental das Hidrovias

EVTEA - H Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental das Hidrovias EVTEA - H Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental das Hidrovias Descrição geral - Trabalho técnico de Economia, Engenharia, Ciências do Meio Ambiente, Estatística, Geografia, Ciências Sociais

Leia mais

Reunião Pública Dezembro de 2015

Reunião Pública Dezembro de 2015 Reunião Pública Dezembro de 2015 Cenário Macroeconômico Arlindo de Azevedo Moura CEO 2 Cenário Macroeconômico 3 COMMODITIES Pressão de queda nos preços Menor preço dos últimos 16 anos TAXA DE CÂMBIO RESTRIÇÃO

Leia mais

RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO

RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO 2012 Apresentação A KGM PESQUISAS apresenta a quarta edição do IKGM ÍNDICE KGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS. Lançado em 2009, primeiro

Leia mais

64 FÓRUM DE DEBATES BRASILIANAS.ORG LOGÍSTICA E INTEGRAÇÃO TERRITORIAL NO BRASIL

64 FÓRUM DE DEBATES BRASILIANAS.ORG LOGÍSTICA E INTEGRAÇÃO TERRITORIAL NO BRASIL 64 FÓRUM DE DEBATES BRASILIANAS.ORG LOGÍSTICA E INTEGRAÇÃO TERRITORIAL NO BRASIL PALESTRA: DESAFIOS DA INFRAESTRUTURA AQUAVIÁRIA Painel - Um modelo institucional para a infraestrutura logística dentro

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$ 68,70 R$ 67,90 R$ 430,00 R$ 400,00

BOLETIM SEMANAL R$ 68,70 R$ 67,90 R$ 430,00 R$ 400,00 13/2 15/2 17/2 19/2 21/2 23/2 25/2 27/2 1/3 3/3 5/3 7/3 9/3 11/3 13/3 15/3 Contratos Negociados (x 1000) Cents de US$/bu Análise Estatística de Algodão Algodão PREÇOS CAEM: Assim como no cenário de âmbito

Leia mais

COMARCAS DE SEGUNDA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE

COMARCAS DE SEGUNDA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE (Para localização rápida clique CTR e botão Direito do mouse na Comarca desejada) COMARCAS DE SEGUNDA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE AGUA BOA ALTO ARAGUAIA BARRA DO BUGRES CAMPO NOVO DOS PARECIS

Leia mais

1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO

1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO 1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO FEV/2009 MISSÃO INSTITUCIONAL Educar para o trabalho em atividades de comércio de bens, serviços e turismo VISÃO DE FUTURO O

Leia mais

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13 NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Comercialização Safra-2011/12 60,00 55,00 50,00 45,00 40,00 35,00 30,00 25,00 20,00 S oja Grã o P re ços

Leia mais

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Sistema Portuário Brasileiro

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Sistema Portuário Brasileiro Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Sistema Portuário Brasileiro Senadora Kátia Abreu Presidente da CNA 20 fevereiro 2013 Destino da Produção Brasileira de Grãos Safra 2011/2012 Produção de

Leia mais

EDITAL Nº. 005/2013/GS/SEDUC/MT

EDITAL Nº. 005/2013/GS/SEDUC/MT Diário Oficial nº : 26062 Data de publicação: 11/06/2013 Matéria nº : 584098 EDITAL Nº. 005/2013/GS/SEDUC/MT O Secretário de Estado de Educação no uso de suas atribuições legais e nos termos da Lei 9394/96-LDBN

Leia mais

PORTO MEARIM AESA UM PORTO NÃO É GRANDE APENAS POR SEU CAIS, SUA INFRAESTRUTURA OU CAPACIDADE LOGÍSTICA

PORTO MEARIM AESA UM PORTO NÃO É GRANDE APENAS POR SEU CAIS, SUA INFRAESTRUTURA OU CAPACIDADE LOGÍSTICA v UM PORTO NÃO É GRANDE APENAS POR SEU CAIS, SUA INFRAESTRUTURA OU CAPACIDADE LOGÍSTICA UM PORTO É UM GRANDE PORTO QUANDO ELE OFERECE OPORTUNIDADES No litoral Maranhense, na margem leste da Baía de São

Leia mais

"As mudanças logísticas causadas pelo novo terminal de transbordo de Rondonópolis-MT"

As mudanças logísticas causadas pelo novo terminal de transbordo de Rondonópolis-MT Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Departamento de Economia, Administração e Sociologia Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial - ESALQ-LOG "As mudanças

Leia mais

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm ESTUDO DA CNT APONTA QUE INFRAESTRUTURA RUIM AUMENTA CUSTO DO TRANSPORTE DE SOJA E MILHO As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm impacto significativo na movimentação

Leia mais

A Telebras no estado do Mato Grosso

A Telebras no estado do Mato Grosso A Telebras no estado do Mato Grosso Cuiabá 26/02/2015 1 História da Telebras Decreto Nº 7.175, 12 de Maio de 2010 1967 1972 1998 2010 2013 Holding - Monopólio das telecomunicações Desativada em 1998 após

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA Secretaria Executiva - SECEX Departamento de Políticas para o Combate ao Desmatamento - DPCD COFA, RJ 04/04/2014

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA Secretaria Executiva - SECEX Departamento de Políticas para o Combate ao Desmatamento - DPCD COFA, RJ 04/04/2014 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA Secretaria Executiva - SECEX Departamento de Políticas para o Combate ao Desmatamento - DPCD COFA, RJ 04/04/2014 1 Desmatamento na Amazônia 1988-2013 Desmatamento (km

Leia mais

Processo Brasileiro de Privatização dos Modais de Transporte

Processo Brasileiro de Privatização dos Modais de Transporte Processo Brasileiro de Privatização dos Modais de Transporte Prof. Manoel de Andrade e Silva Reis - FGV 1 Sumário Matriz Brasileira de Transportes Características do Sistema Logístico Brasileiro O Plano

Leia mais

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364 RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364 Fevereiro/2014 1 1. Introdução O Movimento Pró-Logística, que reúne as entidades Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (APROSOJA), Associação

Leia mais

RELAÇÃO DOS ADQUIRENTES AVISO VENDA ARROZ Nº 355/2006

RELAÇÃO DOS ADQUIRENTES AVISO VENDA ARROZ Nº 355/2006 CÓDIGO DO LOTE CÓD. BOLSA RELAÇÃO DOS ADQUIRENTES AVISO VENDA ARROZ Nº 355/2006 CÓD. BOLETO ADQUIRENTE QUANT. CNPJ/CPF ENDEREÇO CIDADE UF 1 33 11035 CEREALISTA MEDEIROS LTDA 248734 02481364000247 RITA

Leia mais

Mark Godfrey. CAR Cadastro Ambiental Rural

Mark Godfrey. CAR Cadastro Ambiental Rural Mark Godfrey CAR Cadastro Ambiental Rural Cáceres, 10 de abril de 2013 Quem somos? The Nature Conservancy (TNC) 1951 2008 (Cuiabá/MT) -Estabelecimento de parcerias governamentais e privadas -Trabalhamos

Leia mais

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR - 174

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR - 174 RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR - 174 Junho/2013 1. Introdução O Movimento Pró-Logística que reúne as entidades: Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso APROSOJA, Associação dos Produtores

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CONCURSO VESTIBULAR

EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CONCURSO VESTIBULAR ASSESSORIA DE GESTÃO DE CONS E VESTIBULARES EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CON VESTIBULAR O REITOR da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, no uso de suas atribuições legais, torna pública

Leia mais

Logística e infraestrutura: entendendo e superando os desafios e as barreiras.

Logística e infraestrutura: entendendo e superando os desafios e as barreiras. Logística e infraestrutura: entendendo e superando os desafios e as barreiras. Câncer Por que o Brasil tem vocação agrícola? Capricórnio Zona quente ou Intertropical Quatro fatores são fundamentais para

Leia mais

CONJUNTURA MENSAL JUNHO

CONJUNTURA MENSAL JUNHO SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA MENSAL JUNHO ANO 1 Nº2 O preço mundial da commodity apresenta movimento de alta em nível mundial, impulsionado principalmente pelas condições climáticas adversas nos Estados

Leia mais

Navegação de Cabotagem

Navegação de Cabotagem Reunião Conjunta Câmaras Setoriais da Cadeia Produtiva de Milho e Sorgo e da Cadeia Produtiva de Aves e Suínos Identificação das formas de movimentação dos excedentes de milho no Brasil Navegação de Cabotagem

Leia mais

Caminhos do agronegócio BR-174: percorrê-la faz toda a diferença!

Caminhos do agronegócio BR-174: percorrê-la faz toda a diferença! 9jun 2016 * Elisangela Pereira Lopes é assessora técnica da Comissão de Logística e Infraestrutura e da Coordenação de Assuntos Estratégicos da Superintendência Técnica da CNA, graduada em economia e mestre

Leia mais

Agosto/2015 Belo Horizonte - MG

Agosto/2015 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Agosto/2015 Belo Horizonte - MG ÍNDICE 03. Apresentação 04. Dados de Minas Gerais 05. Área, Produção

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SOJA. Setembro 2014 Belo Horizonte MG

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SOJA. Setembro 2014 Belo Horizonte MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SOJA Setembro 2014 Belo Horizonte MG ÍNDICE 03. Apresentação 04. Dados de Minas Gerais 05. Área, Produção e Produtividade

Leia mais

FIP 680 - Pagamentos Efetuados por Credor - Empenhos e Liquidações

FIP 680 - Pagamentos Efetuados por Credor - Empenhos e Liquidações CREDOR : 1992000029 NOME : MINISTÉRIO DA FAZENDA CNPJ : 00.394.460/0013-85 08101.0001.15.000025-9 08101.0001.15.003891-9 08101.0001.15.007659-4 NOB 03012 16/07/2015 08101.0001.03.122.036.2007.9900.339047000.100.1.1

Leia mais

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA MT - 100

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA MT - 100 RELATÓRIO SITUAÇÃO DA MT - 100 Novembro/2014 1. Introdução O Movimento Pró-Logística, que reúne as entidades Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (APROSOJA-MT), Associação

Leia mais

COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS

COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS ATUALIZADO EM 20/04/2016 COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS # 1º FASE # CIDADE: COLÍDER GRUPO: 02 Dia: 29/04/2016 - Sexta-feira CLÁUDIA X APIACÁS 19h30 2 TABAPORÃ X COLÍDER 20h30 Dia: 30/04/2016 - Sábado TABAPORÃ X

Leia mais

SEMINÁRIO DA HIDROVIA DO RIO PARAGUAI

SEMINÁRIO DA HIDROVIA DO RIO PARAGUAI O CONSUMO ENERGÉTICO NO TRANSPORTE DA PRODUÇÃO DE GRANÉIS AGRÍCOLAS DA CHAPADA DO PARECIS COM O APROVEITAMENTO DA HIDROVIA DO RIO PARAGUAI NO TRECHO CÁCERES- CORUMBÁ GOVERNO DO ESTADO DO MATO GROSSO SINFRA

Leia mais

PROGRAMAS REGIONAIS PROGRAMAS REGIONAIS NORTE FRONTEIRA NORTE NORDESTE ARAGUAIA- TOCANTINS FRONTEIRA NORTE OESTE NORTE SÃO FRANCISCO SUDOESTE LESTE

PROGRAMAS REGIONAIS PROGRAMAS REGIONAIS NORTE FRONTEIRA NORTE NORDESTE ARAGUAIA- TOCANTINS FRONTEIRA NORTE OESTE NORTE SÃO FRANCISCO SUDOESTE LESTE PROGRAMAS REGIONAIS PROGRAMAS REGIONAIS BR-174 BR-364 BR-317 BR-319 BR-230 BR-230 BR-163 BR-364 BR-230 BR-158 BR-364 MT-170 BR-010 BR-316 PA-150 BR-222 BR-020 BR-020 BR-230 BR-230 BR-304 BR-407 BR-101

Leia mais

Transporte Aquaviário e a Integração Rodo/Ferroviária Instrumentos Facilitadores da Multimodalidade

Transporte Aquaviário e a Integração Rodo/Ferroviária Instrumentos Facilitadores da Multimodalidade Transporte Aquaviário e a Integração Rodo/Ferroviária Instrumentos Facilitadores da Multimodalidade FETRACAN Federação das Empresas de Transporte de Carga do Nordeste Carlos Alberto Wanderley Nobrega Diretor-Geral

Leia mais

Logística do Agronegócio: Entraves e Potencialidades para o setor. Andréa Leda Ramos de Oliveira Pesquisadora Científica andrealeda@gmail.

Logística do Agronegócio: Entraves e Potencialidades para o setor. Andréa Leda Ramos de Oliveira Pesquisadora Científica andrealeda@gmail. Logística do Agronegócio: Entraves e Potencialidades para o setor Andréa Leda Ramos de Oliveira Pesquisadora Científica andrealeda@gmail.com Algumas Questões Estamos no caminho correto do desenvolvimento

Leia mais

Obras da BR-230/PA (Transamazônica)

Obras da BR-230/PA (Transamazônica) Audiência Comissão de Integração Nacional, de Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA), da Câmara dos Deputados Obras da BR-230/PA (Transamazônica) MIGUEL DE SOUZA Secretário de Gestão dos Programas

Leia mais

VISÃO DO SETOR DE TRANSPORTES SOBRE O TRANSPORTE HIDROVIÁRIO DNIT - ABRIL 2014

VISÃO DO SETOR DE TRANSPORTES SOBRE O TRANSPORTE HIDROVIÁRIO DNIT - ABRIL 2014 VISÃO DO SETOR DE TRANSPORTES SOBRE O TRANSPORTE HIDROVIÁRIO DNIT - ABRIL 2014 CORREDORES HIDROVIÁRIOS CORREDORES HIDROVIÁRIOS NECESSIDADE PARA IMPLANTAÇÃO DE TODOS OS CORREDORES VALORES (milhões): CORREDOR

Leia mais