Pesquisa de Estoques

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pesquisa de Estoques"

Transcrição

1 Pesquisa Estoques número 2 julho/zembro 2014 ISSN parte 26 Mato Grosso Instituto Brasileiro Geografia e Estatística -IBGE

2 Presinta da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Nelson Barbosa INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Presinta Wasmália Bivar Diretor Executivo Fernando J. Abrantes ÓRGÃOS ESPECÍFICOS SINGULARES Diretoria Pesquisas Roberto Luís Olinto Ramos Diretoria Geociências Wadih João Scandar Neto Diretoria Informática Paulo César Moraes Simões Centro Documentação e Disseminação Informações David Wu Tai Escola Nacional Ciências Estatísticas Maysa Sacramento Magalhães UNIDADE RESPONSÁVEL Diretoria Pesquisas Coornação Agropecuária Flavio Pinto Bolliger

3 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro Geografia e Estatística - IBGE Pesquisa Estoques número 2 julho/zembro 2014 parte 26 Mato Grosso Pesq. estoq., Rio Janeiro, n. 2, p. 1-41, jul./z. 2014

4 SUMÁRIO Apresentação... VI Notas técnicas Características básicas da pesquisa... VII Divulgação dos resultados... IX Tabelas Resultados 1 - Unidas armazenadoras, com indicação do número e capacida útil dos armazéns e dos silos, segundo os tipos proprieda da empresa Unidas armazenadoras, com indicação do número e capacida útil dos armazéns e dos silos, segundo os tipos ativida do estabelecimento Armazéns convencionais, estruturais e infláveis com indicação do número estabelecimentos e capacida útil, segundo os grupos capacida útil Armazéns e silos para produtos a granel, com indicação do número e capacida útil, segundo os grupos capacida útil municípios, e estoque clarado em 31/12/2014, segundo os produtos Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos proprieda da empresa Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos ativida do estabelecimento Estabelecimentos, por tipos proprieda da empresa, segundo as Mesorregiões, as Microrregiões e os Municípios Estabelecimentos, por tipos ativida, segundo as Mesorregiões, as Microrregiões e os Municípios Armazéns convencionais, estruturais e infláveis, armazéns graneleiros e granelizados e silos, com indicação do número e capacida útil, segundo as Mesorregiões, as Microrregiões e os Municípios Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo as Mesorregiões, as Microrregiões e os Municípios Informações Suplementares - Capacida útil dos estabelecimentos inativos... 41

5 CONVENÇÕES - Dado numérico igual a zero não resultante arredondamento;.. Não se aplica dado numérico;... Dado numérico não disponível; x Dado numérico omitido a fim evitar a individualização da informação; 0; 0,0; 0,00 Dado numérico igual a zero resultante arredondamento um dado numérico originalmente positivo; e -0; -0,0; -0,00 Dado numérico igual a zero resultante arredondamento um dado numérico originalmente negativo.

6 APRESENTAÇÃO O Instituto Brasileiro Geografia e Estatística - IBGE, através da Coornação Agropecuária, divulga os resultados relativos à Pesquisa Estoques, com informações referentes ao segundo semestre Neste volume, os dados estatísticos estão reunidos para Unida da Feração, Mesorregiões, Microrregiões Homogêneas e Municípios. Os dados referentes às Unidas da Feração com informações para Mesorregiões, Microrregiões Homogêneas e Municípios, encontram-se disponíveis em publicações eletrônicas específicas, e no portal do IBGE na Internet, modo interativo, através do Sistema IBGE Recuperação Automática SIDRA. A Pesquisa Estoques teve origem no IBGE em 1958, através do Serviço Estatística para Fins Militares - SEFM, com o título Depósito Gêneros Alimentícios e Forragens, sendo realizada a cada dois anos. A partir 1963 passou a ser responsabilida do Serviço Estatística da Produção - SEP, do Ministério da Agricultura, com periodicida anual. Em 1966 passou a nominar-se Armazenagem e Estocagem a Seco. O IBGE, através do Centro Brasileiro Estatísticas Agropecuárias - CBEA, assumiu, novamente, em 1971, a responsabilida total do levantamento. As informações relativas a aspectos estruturais do sistema armazenagem eram levantadas anualmente, assim como os estoques 46 produtos agropecuários e rivados. Em 1986 a pesquisa foi reformulada. Com o título Pesquisa Especial Armazenagem, passou a ter como objetivo principal a obtenção informações sobre o volume e a distribuição espacial dos estoques dos principais produtos agrícolas armazenáveis. A partir 1987 passou a ter periodicida semestral e, em 1988, recebeu o nome Pesquisa Estoques. Em 2014 houve nova revisão do inquérito, com valida das alterações a partir do segundo semestre ste ano, quando se passou a investigar estabelecimentos com capacida útil igual ou superior a 2000 metros cúbicos ou 1200 toneladas, retirou-se o café (em coco) do rol produtos e dividiu-se o café (em grão) em café arábica (em grão) e café canephora (em grão), além introduzir o produto outros grãos e sementes. Além disso, ixou-se pesquisar os estabelecimentos supermercados e foram incluídas no questionário novas perguntas sobre armazenagem com a finalida melhor retratar o setor no País. ROBERTO LUÍS OLINTO RAMOS DIRETOR DE PESQUISAS VI

7 NOTAS TÉCNICAS CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DA PESQUISA 1 - OBJETIVO Fornecer informações estatísticas sobre o volume e a distribuição espacial dos estoques produtos agrícolas armazenáveis básicos, sobre as unidas on é feita a sua guarda e acompanhar sua evolução ao longo do tempo. 2 - ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA O Território Nacional, com informações para Municípios, Microrregiões Homogêneas, Mesorregiões, Unidas da Feração, Grans Regiões e Brasil. 3 - PERIODICIDADE Semestral. 4 DATA DE REFERÊNCIA Os dados da pesquisa se referem às datas 30 junho para a pesquisa do 1º semestre e 31 zembro para a do 2º semestre do ano em questão. 5 - ÂMBITO DA PESQUISA A Pesquisa Estoques investiga estabelecimentos que possuem unida(s) armazenadora(s) prédios ou instalações construídas ou adaptadas para armazenagem produtos agrícolas com capacida útil total igual ou superior a 2000 m 3 ou 1200 t, que tenham como ativida principal comércio (exceto supermercado), indústria, serviço armazenagem e produção agropecuária. 6 - UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO A unida investigação é o estabelecimento com uma ou mais unidas armazenadoras, próprias ou não, formando um conjunto sob a mesma gerência, que se dica à prestação serviços armazenagem ou que tem a guarda produtos agropecuários vinculados à sua ativida principal (agropecuária, comércio ou indústria). 7 - VARIÁVEIS INVESTIGADAS Os dados levantados em cada estabelecimento referem-se à proprieda da empresa, ativida e situação do estabelecimento, modalida armazenagem, capacida útil e estoques existentes para os seguintes produtos: algodão (em pluma), algodão (em caroço), caroço algodão, semente algodão; arroz (em casca), arroz beneficiado, semente arroz; café arábica (em grão), café canephora (em grão); feijão preto, feijão cor; milho (em grão), semente milho; soja (em grão), semente soja; trigo (em grão), semente trigo; outros grãos e sementes. VII

8 8 - BASE CADASTRAL O cadastro da Pesquisa é um painel baseado nos cadastros da Pesquisa Armazenagem e Estocagem a Seco, realizada até 1984, ampliado com a inclusão dos estabelecimentos constantes dos Censos Econômicos (até 1985) e Agropecuários; e cadastros outros órgãos públicos e privados ligados ao setor. A atualização do cadastro também é feita pela Re coleta do IBGE, com a inclusão sistemática que atendam às características ativida, capacida estática e guarda volumes produtos agropecuários, finidas no âmbito da Pesquisa. 9 - COLETA DE DADOS A coleta dados é realizada mediante aplicação um questionário padronizado em todos os estabelecimentos cadastrados CONCEITOS ESPECÍFICOS SITUAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Estabelecimento ativo são consirados ativos os estabelecimentos que, no semestre em referência (todo ou parte le), foram utilizados para armazenagem produtos agropecuários Estabelecimento inativo são os estabelecimentos fechados temporariamente, não tendo funcionado durante todo o semestre em referência Estabelecimento extinto é o estabelecimento que não exerceu e não exercerá mais ativida armazenagem UNIDADES ARMAZENADORAS São os prédios ou instalações construídos ou adaptados para a armazenagem produtos Armazém convencional - é a unida armazenadora piso plano, compartimento único, aquada à guarda e à proteção mercadorias embaladas em sacos, fardos, caixas, etc. Tal unida armazenadora po ser concreto, alvenaria ou outros materiais próprios para a construção, s que apresente boas condições ventilação, movimentação, drenagem e cobertura Armazém estrutural e armazém inflável - são unidas armazenadoras caráter emergencial, que permitem uma armazenagem precária, sendo, em geral, localizadas em zonas expansão fronteiras agrícolas. O armazém inflável possui uma estrutura flexível e inflável, vinil ou polipropileno, dotada válvulas e comportas que permitem a sua molagem ou armação, através da insuflação ar circulante. O armazém estrutural apresenta o mesmo material dos infláveis para o fechamento lateral e cobertura, porém possui uma estrutura auto-sustentável, permitindo um controle mais eficiente das influências climáticas sobre os produtos estocados Armazém graneleiro - é uma unida armazenadora caracterizada por um compartimento estocagem, concreto ou alvenaria, on a massa grãos é separada por septos divisórios, geralmente em número dois, apresentando fundo em forma V ou W, possuindo ainda, equipamentos automatizados ou semiautomatizados, instalados numa central recebimento e beneficiamento produtos Armazém granelizado - é uma unida armazenadora fundo plano, resultante uma adaptação do armazém convencional, para operar com produtos a granel Silo - é uma unida armazenadora grãos, caracterizada por um ou mais compartimentos estanques nominados células. VIII

9 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS Neste volume, os dados estatísticos estão reunidos para Unida da Feração, Mesorregiões, Microrregiões Homogêneas e Municípios. Os dados referentes às Unidas da Feração com informações para Mesorregiões, Microrregiões Homogêneas e Municípios, encontram-se disponíveis em publicações eletrônicas específicas, e no portal do IBGE na Internet, modo interativo, através do Sistema IBGE Recuperação Automática SIDRA. Nas tabelas divulgação, a quantida produtos estocados é informada em toneladas. Os valores foram arredondados, inpenntemente, para cada linha impressa e para a linha total das tabelas. Em conseqüência, algumas informações registradas na linha total não corresponm à soma exata dos valores das parcelas. Finalizando, é apresentada uma tabela com informações suplementares acerca dos estabelecimentos consirados como inativos. IX

10 TABELAS DE RESULTADOS

11 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 1. Unidas Armazenadoras, com indicação do número e capacida útil dos armazéns e dos silos, segundo os tipos proprieda da empresa Tipos proprieda da empresa Total estabelecimentos U n i d a d e s a r m a z e n a d o r a s Armazéns convencionais, estruturais e infláveis Armazéns graneleiros e granelizados Capacida Capacida Silos Capacida útil útil útil (m³) Total Governo Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

12 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 2. Unidas Armazenadoras, com indicação do número e capacida útil dos armazéns e dos silos, segundo os tipos ativida do estabelecimento Tipos ativida do estabelecimento Total estabelecimentos U n i d a d e s a r m a z e n a d o r a s Armazéns convencionais, estruturais e infláveis Armazéns graneleiros e granelizados Capacida Capacida Silos Capacida útil útil útil (m³) Total Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

13 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 3. Armazéns convencionais, estruturais e infláveis com indicação do número estabelecimentos e capacida útil, segundo os grupos capacida útil Grupos capacida útil Armazéns convencionais, estruturais e infláveis (m³) estabelecimentos Capacida útil (m³) Total Menos a menos a menos a menos a menos a menos e mais Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

14 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 4. Armazéns e silos para produtos a granel, com indicação do número e capacida útil, segundo os grupos capacida útil Armazéns e silos para produtos a granel Grupos capacida útil T o t a l Armazéns graneleiros e granelizados Silos Capacida Capacida Capacida útil útil útil Total Menos a menos a menos a menos a menos a menos e mais Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

15 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 5. municípios, e estoque clarado em 31/12/2014, segundo os produtos Produtos municípios Estoque em 31/12/2014 Algodão (em pluma) Algodão (em caroço) Caroço Algodão Semente Algodão Arroz (em casca) Arroz Beneficiado Semente Arroz Café Arábica (em grão) Café Canephora (em grão) Feijão Preto (em grão) Feijão Cor (em grão) Milho (em grão) Semente Milho Soja (em grão) Semente Soja Trigo (em grão) 1 Semente Trigo Outros Grãos e Sementes Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

16 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 6. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos proprieda da empresa Tipos proprieda Algodão (em pluma) Algodão (em caroço) Caroço Algodão da empresa Quantida Quantida Quantida Total Governo - - Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa - - Economia Mista - - Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

17 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 6. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos proprieda da empresa Tipos proprieda Semente Algodão Arroz (em casca) Arroz Beneficiado da empresa Quantida Quantida Quantida Total Governo - - Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa - - Economia Mista Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

18 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 6. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos proprieda da empresa Tipos proprieda Semente Arroz Café Arábica (em grão) Café Canephora (em grão) da empresa Quantida Quantida Quantida Total Governo - - Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista - - Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

19 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 6. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos proprieda da empresa Tipos proprieda Feijão Preto (em grão) Feijão Cor (em grão) Milho (em grão) da empresa Quantida Quantida Quantida Total Governo - - Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

20 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 6. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos proprieda da empresa Tipos proprieda Semente Milho Soja (em grão) Semente Soja da empresa Quantida Quantida Quantida Total Governo - - Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista - - Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

21 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 6. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos proprieda da empresa (conclusão) Tipos proprieda Trigo (em grão) Semente Trigo Outros Grãos e Sementes da empresa Quantida Quantida Quantida Total Governo - - Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista - - Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

22 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 7. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos ativida do estabelecimento Tipos ativida Algodão (em pluma) Algodão (em caroço) Caroço Algodão do estabelecimento Quantida Quantida Quantida Total Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

23 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 7. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos ativida do estabelecimento Tipos ativida Semente Algodão Arroz (em casca) Arroz Beneficiado do estabelecimento Quantida Quantida Quantida Total Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

24 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 7. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos ativida do estabelecimento Tipos ativida Semente Arroz Café Arábica (em grão) Café Canephora (em grão) do estabelecimento Quantida Quantida Quantida Total Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

25 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 7. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos ativida do estabelecimento Tipos ativida Feijão Preto (em grão) Feijão Cor (em grão) Milho (em grão) do estabelecimento Quantida Quantida Quantida Total Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

26 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 7. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos ativida do estabelecimento Tipos ativida Semente Milho Soja (em grão) Semente Soja do estabelecimento Quantida Quantida Quantida Total Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

27 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 7. Produtos estocados, com indicação do número e da quantida existente em 31/12/2014, segundo os tipos ativida do estabelecimento (conclusão) Tipos ativida Trigo (em grão) Semente Trigo Outros Grãos e Sementes do estabelecimento Quantida Quantida Quantida Total Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

28 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 8. Estabelecimentos, por tipos proprieda da empresa, segundo as mesorregiões, as microrregiões e os municípios Mesorregiões, Microrregiões e E s t a b e l e c i m e n t o s P r o p r i e d a d e d a e m p r e s a Municípios T o t a l Governo Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista Total Centro-Sul Mato-grossense Alto Pantanal Cáceres Alto Paraguai Arenápolis Nortelândia Santo Afonso Cuiabá Cuiabá Santo Antônio do Leverger Várzea Gran Rosário Oeste Rosário do Oeste Norste Mato-grossense Canarana Água Boa Campinápolis Canarana Nova Xavantina Novo São Joaquim Querência Santo Antônio do Leste Médio Araguaia Araguaiana Barra do Garças Cocalinho Norte Araguaia Bom Jesus do Araguaia Porto Alegre do Norte Ribeirão Cascalheira Santa Cruz do Xingu Santa Terezinha São Félix do Araguaia São José do Xingu Vila Rica

29 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 8. Estabelecimentos, por tipos proprieda da empresa, segundo as mesorregiões, as microrregiões e os municípios Mesorregiões, Microrregiões e E s t a b e l e c i m e n t o s P r o p r i e d a d e d a e m p r e s a Municípios T o t a l Governo Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista Norte Mato-grossense Alta Floresta Alta Floresta Carlinda Nova Banirantes Paranaíta Alto Teles Pires Ipiranga do Norte Itanhangá Lucas do Rio Ver Nova Mutum Nova Ubiratã Santa Rita do Trivelato Sorriso Tapurah Arinos Nova Maringá Porto dos Gaúchos São José do Rio Claro Tabaporã Aripuanã Brasnorte Colniza Juína Juruena Colír Colír Guarantã do Norte Matupá Nova Canaã do Norte Novo Mundo Peixoto Azevedo Terra Nova do Norte Paranatinga Gaúcha do Norte Paranatinga Planalto da Serra Parecis Campo Novo do Parecis Campos Júlio Comodoro

30 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 8. Estabelecimentos, por tipos proprieda da empresa, segundo as mesorregiões, as microrregiões e os municípios Mesorregiões, Microrregiões e E s t a b e l e c i m e n t o s P r o p r i e d a d e d a e m p r e s a Municípios T o t a l Governo Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista Diamantino Sapezal Sinop Cláudia Feliz Natal Itaúba Marcelândia Santa Carmem Sinop União do Sul Vera Suste Mato-grossense Alto Araguaia Alto Araguaia Alto Garças Alto Taquari Primavera do Leste Campo Ver Primavera do Leste Rondonópolis Dom Aquino Itiquira Jaciara Juscimeira Pedra Preta Rondonópolis Tesouro General Carneiro Guiratinga Poxoréo Ribeirãozinho Tesouro Torixoréu Sudoeste Mato-grossense Alto Guaporé Nova Lacerda Pontes e Lacerda Vila Bela da Santíssima Trinda

31 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 8. Estabelecimentos, por tipos proprieda da empresa, segundo as mesorregiões, as microrregiões e os municípios (conclusão) Mesorregiões, Microrregiões e E s t a b e l e c i m e n t o s P r o p r i e d a d e d a e m p r e s a Municípios T o t a l Governo Iniciativa Privada (exceto cooperativa) Cooperativa Economia Mista Jauru Araputanga Glória D'Oeste Mirassol d'oeste Porto Esperidião Rio Branco São José dos Quatro Marcos Tangará da Serra Barra do Bugres Tangará da Serra Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

32 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 9. Estabelecimentos, por tipos ativida, segundo as mesorregiões, as microrregiões e os municípios E s t a b e l e c i m e n t o s Mesorregiões, Microrregiões e A t i v i d a d e d o e s t a b e l e c i m e n t o Municípios T o t a l Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Total Centro-Sul Mato-grossense Alto Pantanal Cáceres Alto Paraguai Arenápolis Nortelândia Santo Afonso Cuiabá Cuiabá Santo Antônio do Leverger Várzea Gran Rosário Oeste Rosário do Oeste Norste Mato-grossense Canarana Água Boa Campinápolis Canarana Nova Xavantina Novo São Joaquim Querência Santo Antônio do Leste Médio Araguaia Araguaiana Barra do Garças Cocalinho Norte Araguaia Bom Jesus do Araguaia Porto Alegre do Norte Ribeirão Cascalheira Santa Cruz do Xingu Santa Terezinha São Félix do Araguaia São José do Xingu Vila Rica

33 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 9. Estabelecimentos, por tipos ativida, segundo as mesorregiões, as microrregiões e os municípios E s t a b e l e c i m e n t o s Mesorregiões, Microrregiões e A t i v i d a d e d o e s t a b e l e c i m e n t o Municípios T o t a l Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Norte Mato-grossense Alta Floresta Alta Floresta Carlinda Nova Banirantes Paranaíta Alto Teles Pires Ipiranga do Norte Itanhangá Lucas do Rio Ver Nova Mutum Nova Ubiratã Santa Rita do Trivelato Sorriso Tapurah Arinos Nova Maringá Porto dos Gaúchos São José do Rio Claro Tabaporã Aripuanã Brasnorte Colniza Juína Juruena Colír Colír Guarantã do Norte Matupá Nova Canaã do Norte Novo Mundo Peixoto Azevedo Terra Nova do Norte Paranatinga Gaúcha do Norte Paranatinga Planalto da Serra Parecis Campo Novo do Parecis Campos Júlio Comodoro

34 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 9. Estabelecimentos, por tipos ativida, segundo as mesorregiões, as microrregiões e os municípios E s t a b e l e c i m e n t o s Mesorregiões, Microrregiões e A t i v i d a d e d o e s t a b e l e c i m e n t o Municípios T o t a l Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Diamantino Sapezal Sinop Cláudia Feliz Natal Itaúba Marcelândia Santa Carmem Sinop União do Sul Vera Suste Mato-grossense Alto Araguaia Alto Araguaia Alto Garças Alto Taquari Primavera do Leste Campo Ver Primavera do Leste Rondonópolis Dom Aquino Itiquira Jaciara Juscimeira Pedra Preta Rondonópolis Tesouro General Carneiro Guiratinga Poxoréo Ribeirãozinho Tesouro Torixoréu Sudoeste Mato-grossense Alto Guaporé Nova Lacerda Pontes e Lacerda Vila Bela da Santíssima Trinda

35 Pesquisa Estoques - 2º semestre Mato Grosso 9. Estabelecimentos, por tipos ativida, segundo as mesorregiões, as microrregiões e os municípios (conclusão) E s t a b e l e c i m e n t o s Mesorregiões, Microrregiões e A t i v i d a d e d o e s t a b e l e c i m e n t o Municípios T o t a l Comércio (exceto supermercado) Indústria Serviço Armazenagem Produção Agropecuária Jauru Araputanga Glória D'Oeste Mirassol d'oeste Porto Esperidião Rio Branco São José dos Quatro Marcos Tangará da Serra Barra do Bugres Tangará da Serra Fonte: IBGE, Diretoria Pesquisas, Coornação Agropecuária, Pesquisa Estoques 2º semestre

Pesquisa de Estoques

Pesquisa de Estoques Pesquisa Estoques número 1 janeiro/junho 2015 ISSN 1519-8642 parte 7 Amapá Instituto Brasileiro Geografia e Estatística -IBGE Presinta da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento, Orçamento e

Leia mais

Pesquisa de Estoques

Pesquisa de Estoques Pesquisa Estoques número 1 janeiro/junho 2015 ISSN 1519-8642 parte 19 Espírito Santo Instituto Brasileiro Geografia e Estatística -IBGE Presinta da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento, Orçamento

Leia mais

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I PORTARIA Nº 146/2007/GBSES O SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais e, Considerando o Decreto nº 2.312 de 12/02/2001, que dispõe sobre a instituição do Sistema de Transferência

Leia mais

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Enc. à IOMAT em: / / Publicado no D.J. de n.º Em: / / Circulado em: / / ESTADO DE MATO GROSSO PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Institui a divisão territorial do Estado de Mato Grosso em pólos judiciais regionais,

Leia mais

PESQUISA DE ESTOQUES MANUAL DE INSTRUÇÕES (PRELIMINAR) DIRETORIA DE PESQUISAS COORDENAÇÃO DE AGROPECUÁRIA GERÊNCIA DE AGRICULTURA

PESQUISA DE ESTOQUES MANUAL DE INSTRUÇÕES (PRELIMINAR) DIRETORIA DE PESQUISAS COORDENAÇÃO DE AGROPECUÁRIA GERÊNCIA DE AGRICULTURA DIRETORIA DE PESQUISAS COORDENAÇÃO DE AGROPECUÁRIA GERÊNCIA DE AGRICULTURA PESQUISA DE ESTOQUES PRIMEIRO SEMESTRE - 2011 MANUAL DE INSTRUÇÕES (PRELIMINAR) 1. CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DA PESQUISA 1.1 - OBJETIVO

Leia mais

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS CARGO TÉCNICO DO Administrador Analista de Sistemas Assistente Social Advogado Contador Economista Engenheiro Civil Médico Psicólogo Técnico em Assuntos Educacionais A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS

Leia mais

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso.

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. Objetivo do Fundo: O FUNDEIC tem por objetivo propiciar recursos para financiamento a micro e pequenas empresas,

Leia mais

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso SISTEMA FIEMT SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de Mato Grosso MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias

Leia mais

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA 11 de Novembro de 2010. MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA A presente nota técnica tem o intuito de justificar a razão do estudo para segmentar o Estado

Leia mais

DIRETORIA DE PESQUISAS COORDENAÇÃO DE AGROPECUÁRIA PESQUISA DE ESTOQUES PRIMEIRO SEMESTRE - 2010 MANUAL DE INSTRUÇÕES

DIRETORIA DE PESQUISAS COORDENAÇÃO DE AGROPECUÁRIA PESQUISA DE ESTOQUES PRIMEIRO SEMESTRE - 2010 MANUAL DE INSTRUÇÕES DIRETORIA DE PESQUISAS COORDENAÇÃO DE AGROPECUÁRIA PESQUISA DE ESTOQUES PRIMEIRO SEMESTRE - 2010 MANUAL DE INSTRUÇÕES 1. CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DA PESQUISA 1.1 - OBJETIVO Fornecer informações estatísticas

Leia mais

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO Apresentação Trata a presente planilha do resultado de uma discussão entre os Peritos Federais Agrários avaliadores do INCRA/MT com a informação

Leia mais

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília Senado Federal Brasília Dezembro 2011 Senado Federal PLANO TAQUES ORÇAMENTO PARTICIPATIVO NA ALOCAÇÃO DE EMENDAS Brasília Dezembro 2011 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 4 2. DEMANDAS PARA LOA 2012...

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE NOVEMBRO -2008 PACTO PELA SAÚDE Compromisso negociado e assumido pelos gestores de saúde das três esferas de governo, visando qualificar a

Leia mais

COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE

COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (Para localização rápida clique CTR e botão Direito do mouse na Comarca desejada) COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ALTO GARÇAS ALTO TAQUARI

Leia mais

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 SITUAÇÃO DENGUE Em 2015, período que compreende de 01 de Janeiro a 01 de setembro, no estado de Mato Grosso foram

Leia mais

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação ET CAV/SP/SEPLAN nº 01/2013 Analfabetismo em Mato Grosso Edmar

Leia mais

Dia da Consciência Negra - feriados municipais

Dia da Consciência Negra - feriados municipais Nº UF Município 1 AL UNIAO DOS PALMARES 2 AM MANAUS 3 GO FLORES DE GOIAS 4 MG ITAPECERICA 5 MT ACORIZAL 6 MT AGUA BOA 7 MT ALTA FLORESTA 8 MT ALTO ARAGUAIA 9 MT ALTO DA BOA VISTA 10 MT ALTO GARCAS 11 MT

Leia mais

Organização social e política

Organização social e política Organização social e política Este capítulo, com tabelas, busca retratar as organizações sindicais laborais e patronais, os diversos tipos de cooperativas e algumas associações. Foi estruturada a representatividade

Leia mais

A Cemat e os municípios. Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública

A Cemat e os municípios. Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública A Cemat e os municípios Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública Cuiabá, novembro de 2008 Programa Luz Para Todos Fluxo Operacional do Programa Conselho

Leia mais

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no Estado de Mato Grosso - Semana 47/2015 nº39 SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA DA DENGUE

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no Estado de Mato Grosso - Semana 47/2015 nº39 SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA DA DENGUE Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no Estado de Mato Grosso - Semana 47/2015 nº39 SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA DA DENGUE Em 2015, período que compreende de 01 de Janeiro a 28 de novembro,

Leia mais

SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT

SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT Abertura Carlos Henrique Baqueta Fávaro Pres. Aprosoja Movimento Pró Logística Hidrovias de

Leia mais

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 Patrocinadores Ministério do Trabalho e Emprego -MTE Secretaria Nacional de Economia Solidária - SENAES Secretaria de Estado do Meio Ambiente SEMA-MT Duração 12/06/2013

Leia mais

Escopo Técnico PROJETOS URBANOS / VILAS RURAIS / UNIVERSALIZAÇÃO RURAL

Escopo Técnico PROJETOS URBANOS / VILAS RURAIS / UNIVERSALIZAÇÃO RURAL I - INFORMAÇÕES QUE DEVEM ESTAR CONTIDAS NOS PROJETOS Nos projetos elaborados pela CONTRATADA deverão estar contidas, especialmente, mas não exclusivamente, as seguintes informações: 1. Tensão primária

Leia mais

23ª Região - Mato Grosso

23ª Região - Mato Grosso 23ª Região - Mato Grosso CENTRAL DE DISTRIBUIÇÃO DE FEITOS DAS VARAS DE CUIABÁ Diretor do Foro: Desembargadora Eleonora Alves Lacerda Tel: (65) 3648-4213 e-mail: foro@trt23.jus.br Jurisdição: Cuiabá, Chapada

Leia mais

FIP 680 - Pagamentos Efetuados por Credor - Empenhos e Liquidações

FIP 680 - Pagamentos Efetuados por Credor - Empenhos e Liquidações CREDOR : 1992000029 NOME : MINISTÉRIO DA FAZENDA CNPJ : 00.394.460/0013-85 08101.0001.15.000025-9 08101.0001.15.003891-9 08101.0001.15.007659-4 NOB 03012 16/07/2015 08101.0001.03.122.036.2007.9900.339047000.100.1.1

Leia mais

Total de domicílios particulares não-ocupados de uso ocasional. Total de domicílios particulares não-ocupados vagos

Total de domicílios particulares não-ocupados de uso ocasional. Total de domicílios particulares não-ocupados vagos com sem 5100102 Acorizal 1.742 0 355 350 2.447 1 0 1 5100201 Água Boa 6.202 242 478 728 7.650 32 9 23 5100250 Alta Floresta 14.951 252 604 1.568 17.375 44 23 21 5100300 Alto Araguaia 4.716 450 381 264

Leia mais

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil...

SUMÁRIO. 1 - Lavouras... 5. 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra 2012 Brasil... ...... PRODUÇÃO DAS LAVOURAS EM MARÇO DE 2012 SUMÁRIO 1 - Lavouras... 5 TABELAS DE RESULTADOS Safra 2012 1 - Área, produção e rendimento médio - confronto das estimativas mensais março / fevereiro safra

Leia mais

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS Cargo Técnico da Área Instrumental do Governo Perfil Profissional Administrador Advogado Analista de Sistemas Assistente Social Biblioteconomista

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento C o m p an h i a N ac io n a l d e Abastecimento D i r e t o r i a d e Opercações e A b a stecimento S u p erintedência de O p erações Comerciais G e r ên c i a d e Formação e Controle de Estoques P o

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 67, DE 8 DE JULHO DE 2013

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 67, DE 8 DE JULHO DE 2013 TEMÁRIO: 1 Portaria nº 67, de 8 de julho de 2013. Publicação: D.O.U. do dia 11/07/13 - Seção 1. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 67, DE 8

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO (VBP) AGROPECUÁRIO Julho/2015 R$ milhões VBP PRINCIPAIS PRODUTOS AGRÍCOLAS LAVOURAS

Leia mais

MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31)

MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31) PROGRAMA DE GESTÃO ECONÔMICA, SOCIAL E AMBIENTAL DA SOJA BRASILEIRA. MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31) 2011

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. JÚLIO CAMPOS)

REQUERIMENTO. (Do Sr. JÚLIO CAMPOS) REQUERIMENTO (Do Sr. JÚLIO CAMPOS) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, no sentido de que sejam aplicados recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações FUST, na instalação

Leia mais

1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO

1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO 1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO FEV/2009 MISSÃO INSTITUCIONAL Educar para o trabalho em atividades de comércio de bens, serviços e turismo VISÃO DE FUTURO O

Leia mais

ENTIDADES DE ACOLHIMENTO DE IDOSOS

ENTIDADES DE ACOLHIMENTO DE IDOSOS ENTIDADES DE ACOLHIMENTO DE IDOSOS N. MUNICÍPIO NOME DA INSTITUIÇÃO ENDEREÇO DDD TELEFONE NATUREZA REGIME DE ATENDIMENTO ASSOCIAÇÃO FRATERNA AV. DEPUTADO ROMOALDO BENEDITA FERNANDES - CASA 1 ALTA FLORESTA

Leia mais

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE MILHO EM GRÃOS E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO Nº 117/2014. Agentes Econômicos

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE MILHO EM GRÃOS E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO Nº 117/2014. Agentes Econômicos MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

Escolas Sustentáveis: Questões e Dilemas em Mato Grosso

Escolas Sustentáveis: Questões e Dilemas em Mato Grosso Escolas Sustentáveis: Questões e Dilemas em Mato Grosso Giselly Rodrigues da Neves S. Gomes Cuiabá-MT, 05 de novembro de 2015 Escolas Sustentáveis Mato Grosso Projeto de Educação Ambiental (PrEA) Política

Leia mais

C A R T A D E T A N G A R Á D A S E R R A

C A R T A D E T A N G A R Á D A S E R R A C A R T A D E T A N G A R Á D A S E R R A O Colégio de Presidentes de Subseções da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Estado de Mato Grosso, realizado na cidade de Tangará da Serra/MT, nos dias

Leia mais

Sindicato Rural de Juína

Sindicato Rural de Juína FEDERAÇÃO Federação da DA Agricultura AGRICULTURA e Pecuária E PECUÁRIA do Estado DO de ESTADO Mato DE MATO Grosso GROSSO PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA SUSTENTÁVEL EM MATO GROSSO E O ZONEAMENTO SÓCIO, ECONÔMICO

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração. Ricardo Alves Loto

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração. Ricardo Alves Loto 1 Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Faculdade de Economia e Administração Ricardo Alves Loto A LOGÍSTICA DA SOJA NO MATO GROSSO E O IMPACTO DE INVESTIMENTOS PRESENTES E FUTUROS São Paulo 2013 2 Ricardo

Leia mais

Indicadores IBGE. Estatística da Produção Agrícola. Abril de 2012. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE

Indicadores IBGE. Estatística da Produção Agrícola. Abril de 2012. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE Indicadores IBGE Estatística da Produção Agrícola Abril de 2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff Ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão

Leia mais

RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO

RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO 2012 Apresentação A KGM PESQUISAS apresenta a quarta edição do IKGM ÍNDICE KGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS. Lançado em 2009, primeiro

Leia mais

MATO GROSSO TERRA DO PANTANAL

MATO GROSSO TERRA DO PANTANAL MATO GROSSO TERRA DO PANTANAL MATO GROSSO NO CORAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL MATO GROSSO O Estado de Mato Grosso é o Estado mais central da América do Sul, em extensão territorial é terceiro maior, representa

Leia mais

COMARCA PROMOTOR ENDEREÇO E-MAIL ÁGUA BOA Michelle de Miranda R. Villela

COMARCA PROMOTOR ENDEREÇO E-MAIL ÁGUA BOA Michelle de Miranda R. Villela MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Centro de Apoio Operacional da Cidadania, Consumidor e Direitos Humanos RELAÇÃO DE COMARCAS E PROMOTORES DA CIDADANIA COMARCA PROMOTOR ENDEREÇO E-MAIL ÁGUA BOA

Leia mais

MT Regional Programa de Desenvolvimento Regional

MT Regional Programa de Desenvolvimento Regional Secretaria Extraordinária de Projetos Estratégicos MT Regional Programa de Desenvolvimento Regional Consórcios Intermunicipais de Desenvolvimento Econômico e Sócio-ambiental No Estado de Mato Grosso foram

Leia mais

A PECUÁRIA DE CORTE NO ESTADO DE MATO GROSSO SANDRA CRISTINA DE MOURA BONJOUR; ADRIANO MARCOS RODRIGUES FIGUEIREDO; JOSÉ MANUEL CARVALHO MARTA; UFMT

A PECUÁRIA DE CORTE NO ESTADO DE MATO GROSSO SANDRA CRISTINA DE MOURA BONJOUR; ADRIANO MARCOS RODRIGUES FIGUEIREDO; JOSÉ MANUEL CARVALHO MARTA; UFMT A PECUÁRIA DE CORTE NO ESTADO DE MATO GROSSO SANDRA CRISTINA DE MOURA BONJOUR; ADRIANO MARCOS RODRIGUES FIGUEIREDO; JOSÉ MANUEL CARVALHO MARTA; UFMT CUIABÁ - MT - BRASIL jmarta@ufmt.br APRESENTAÇÃO ORAL

Leia mais

Compras Institucionais. Programa de Aquisição de Alimentos

Compras Institucionais. Programa de Aquisição de Alimentos Compras Institucionais Programa de Aquisição de Alimentos Brasil Sem Miseria: Rota de Inclusao Produtiva Termo de compromisso ABRAS Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Compras Privadas Promoção Comercial

Leia mais

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Abril 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Abril 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Abril 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Nelson

Leia mais

Gráfico 01: Estados brasileiros - Evolução do emprego formal - primeiro semestre de 2014 Variação relativa (%)

Gráfico 01: Estados brasileiros - Evolução do emprego formal - primeiro semestre de 2014 Variação relativa (%) 1,96 1,96 1,76 1,73 1,54 1,47 1,37 0,92 0,85 0,74 0,50 0,46 0,31 Nº 17 / 14 Embora o cenário macroeconômico aponte perda de dinamismo para setores importantes da economia brasileira, os resultados do emprego

Leia mais

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Junho 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Junho 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Junho 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Nelson

Leia mais

Escolas Contempladas para transmissão do EAD TCE-MT

Escolas Contempladas para transmissão do EAD TCE-MT Escolas Contempladas para transmissão do EAD TCE-MT 1. Acorizal E.E. Pio Machado Av. Honorato Pedroso de Barros, 427 Centro (65) 3353-1217 - juvinilio@yahoo.com.br 2. Água Boa E.E. Antonio Grohs Rua 07,

Leia mais

Etapa Estadual Mato Grosso Outubro 2009

Etapa Estadual Mato Grosso Outubro 2009 VI Edição Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Etapa Estadual Mato Grosso Outubro 2009 Histórico: Realizado de 2 em 2 anos, o Prêmio SEBRAE Prefeito Empreendedor é concedido a prefeitos e administradores

Leia mais

ESTADO DO MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL

ESTADO DO MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL ESTADO DO MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS PARA OS CARGOS EFETIVOS DE ESCRIVÃO DE POLÍCIA E INVESTIGADOR DE POLÍCIA

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social COMENTÁRIOS ACERCA DOS NÚMEROS FINAIS DO PIB DO RS E DAS DEMAIS UNIDADES DA FEDERAÇÃO EM 2010 Equipe

Leia mais

Políticas de garantia de acesso aos recursos naturais: como evoluir?

Políticas de garantia de acesso aos recursos naturais: como evoluir? EXPOSIBRAM 2011 14º Congresso Brasileiro de Mineração Painel 5 Políticas de garantia de acesso aos recursos naturais: como evoluir? Márcio Pereira Meio Ambiente e Sustentabilidade Belo Horizonte, 28.9.2011

Leia mais

www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans

www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans www.nextrans.com.br blog.nextrans.com.br twitter.com/nextrans Sempre os melhores serviços. Todos os seguros possíveis. O máximo em gestão de risco. O máximo em segurança oferecida para nossos clientes.

Leia mais

EDITAL Nº. 005/2013/GS/SEDUC/MT

EDITAL Nº. 005/2013/GS/SEDUC/MT Diário Oficial nº : 26062 Data de publicação: 11/06/2013 Matéria nº : 584098 EDITAL Nº. 005/2013/GS/SEDUC/MT O Secretário de Estado de Educação no uso de suas atribuições legais e nos termos da Lei 9394/96-LDBN

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Analista de Correios / Administrador AC / Rio Branco 123 1 123,00 Analista de Correios / Técnico em Comunicação Social Atuação: Jornalismo AC / Rio Branco 27 1 27,00 Médico do Trabalho Formação: Medicina

Leia mais

Satisfação de Necessidade de Água ISNA (expresso pela relação entre evapotranspiração real e evapotranspiração máxima - ETr/ETm), por data de

Satisfação de Necessidade de Água ISNA (expresso pela relação entre evapotranspiração real e evapotranspiração máxima - ETr/ETm), por data de MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA ##ATO PORTARIA Nº 174, DE 4 DE AGOSTO DE 2015. ## TEX O SECRETÁRIO DE POLÍTICA AGRÍCOLA, no uso de suas atribuições e

Leia mais

Mark Godfrey. CAR Cadastro Ambiental Rural

Mark Godfrey. CAR Cadastro Ambiental Rural Mark Godfrey CAR Cadastro Ambiental Rural Cáceres, 10 de abril de 2013 Quem somos? The Nature Conservancy (TNC) 1951 2008 (Cuiabá/MT) -Estabelecimento de parcerias governamentais e privadas -Trabalhamos

Leia mais

Prof. Dr. Carlos Rinaldi Cuiabá, UFMT, 2014

Prof. Dr. Carlos Rinaldi Cuiabá, UFMT, 2014 Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) na UFMT Prof. Dr. Carlos Rinaldi Cuiabá, UFMT, 2014 Hoje, no Brasil, são inúmeras as Instituições de Ensino credenciadas para oferecer cursos na modalidade de

Leia mais

Mercado Imobiliário Residencial Brasileiro

Mercado Imobiliário Residencial Brasileiro Mercado Imobiliário Residencial Brasileiro JULHO DE 2011 Unidades residenciais O país encerrou o ano de 2010 com um total de 67,6 milhões de unidades residenciais que se dividem quanto a sua ocupação da

Leia mais

Desembargador MÁRCIO VIDAL Corregedor-Geral da Justiça Presidente da CEJA

Desembargador MÁRCIO VIDAL Corregedor-Geral da Justiça Presidente da CEJA ADOÇÃO Desembargador MÁRCIO VIDAL Corregedor-Geral da Justiça Presidente da CEJA Dra. Helena Maria Bezerra Ramos Juíza Auxiliar da Corregedoria Coordenadora da Infância e Juventude EQUIPE DA CEJA Elaine

Leia mais

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 143, DE 12/8/2014

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 143, DE 12/8/2014 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO DIRAB SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS - SUOPE GERÊNCIA

Leia mais

CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS NO PERÍODO ENTRE 2013 E 2014

CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS NO PERÍODO ENTRE 2013 E 2014 CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS NO PERÍODO ENTRE 2013 E 2014 François E. J. de Bremaeker Rio de janeiro, setembro de 2014 CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS NO PERÍODO ENTRE 2013 E 2014 François

Leia mais

GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO

GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO DE DELEGADO DE POLÍCIA, ESCRIVÃO DE POLÍCIA E INVESTIGADOR DE POLÍCIA EDITAL COMPLEMENTAR

Leia mais

Positivas Neutras e Negativas em Novembro 2009

Positivas Neutras e Negativas em Novembro 2009 AVALIAÇÃO DAS NOTÍCIAS PUBLICADAS NA MÍDIA CITANDO SEBRAE Positivas Neutras e Negativas em Novembro 2009 Nº de Notícias Cm2 Páginas Valor Publicitário (R$) Leitores Potenciais Positivas 406 109.581,26

Leia mais

GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO

GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO DE TÉCNICO, ASSISTENTE E AGENTE DO SISTEMA PRISIONAL, TÉCNICO, ASSISTENTE E AGENTE

Leia mais

A Telebras no estado do Mato Grosso

A Telebras no estado do Mato Grosso A Telebras no estado do Mato Grosso Cuiabá 26/02/2015 1 História da Telebras Decreto Nº 7.175, 12 de Maio de 2010 1967 1972 1998 2010 2013 Holding - Monopólio das telecomunicações Desativada em 1998 após

Leia mais

Tabela 113 Proporção do Número e da Área dos Estabelecimentos, por Grupos de Área Total Estado de Mato Grosso 1995 Grupos de Área Total

Tabela 113 Proporção do Número e da Área dos Estabelecimentos, por Grupos de Área Total Estado de Mato Grosso 1995 Grupos de Área Total AGROPECUÁRIA O Estado de Mato Grosso, situado na região Centro-Oeste, possui a maior parte de suas terras dentro dos limites da Amazônia legal. Embora já ocupado desde o século XVIII com uma economia baseada

Leia mais

Mapping private, commercial, and cooperative storage in Mato Grosso

Mapping private, commercial, and cooperative storage in Mato Grosso Mapping private, commercial, and cooperative storage in Mato Grosso João Antonio Vilela Medeiros 1 Peter D. Goldsmith 2 Abstract: The goal of the research is to estimate the supply and demand of grain

Leia mais

COMARCAS DE SEGUNDA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE

COMARCAS DE SEGUNDA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE (Para localização rápida clique CTR e botão Direito do mouse na Comarca desejada) COMARCAS DE SEGUNDA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE AGUA BOA ALTO ARAGUAIA BARRA DO BUGRES CAMPO NOVO DOS PARECIS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL DEPARTAMENTO DE ACOMPANHAMENTO DO FUNDEF PRESIDENTES DOS CONSELHOS ESTADUAIS DO FUNDEF

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL DEPARTAMENTO DE ACOMPANHAMENTO DO FUNDEF PRESIDENTES DOS CONSELHOS ESTADUAIS DO FUNDEF 1. AC 2. AM JONATHAS SANTOS ALMEIDA DE CARVALHO HERALDO LUCAS MELO (068) 922-3257 / 226-4656 / 226-3939 Fax (068) 223-6421 jsantos@tre/ac.gov.br Rua Manoel Cesário, 100 Bairro Capoeira 69.000-000 Rio Branco

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

PLANO EMERGENCIAL DE CONTROLE DA DENGUE- CHIKUNGUNYA-ZIKA E ASSISTÊNCIA A GESTANTES E CRIANÇAS COM MICROCEFALIA EM MATO GROSSO

PLANO EMERGENCIAL DE CONTROLE DA DENGUE- CHIKUNGUNYA-ZIKA E ASSISTÊNCIA A GESTANTES E CRIANÇAS COM MICROCEFALIA EM MATO GROSSO PLANO EMERGENCIAL DE CONTROLE DA DENGUE- CHIKUNGUNYA-ZIKA E ASSISTÊNCIA A GESTANTES E CRIANÇAS COM MICROCEFALIA EM MATO GROSSO 22/12/2015 JOSÉ PEDRO TAQUES GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO EDUARDO LUIZ

Leia mais

Endereços das Secretarias Estaduais de Educação

Endereços das Secretarias Estaduais de Educação Endereços das Secretarias Estaduais de Educação ACRE MARIA CORRÊA DA SILVA Secretária de Estado da Educação do Acre Rua Rio Grande do Sul, 1907- Aeroporto Velho CEP: 69903-420 - Rio Branco - AC Fone: (68)

Leia mais

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CONCURSO VESTIBULAR

EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CONCURSO VESTIBULAR ASSESSORIA DE GESTÃO DE CONS E VESTIBULARES EDITAL COMPLEMENTAR N 02/2014 COVEST CON VESTIBULAR O REITOR da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, no uso de suas atribuições legais, torna pública

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar

Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar Parcerias: PeNSE 1. Introdução Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar O IBGE, em parceria com o Ministério da Saúde e da Educação realizará, em 2015, a 3ª edição da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar

Leia mais

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007.

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. VA PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO DE 4/10/2007, SEÇÃO 3, PÁG.. EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. Divulgar a distribuição de vagas do Concurso Público para provimento de cargos e formação

Leia mais

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP UBS Elpidio Moreira Souza AC Quadra da Escola Municipal Érico de Souza, Águas Lindas GO UPA município de Ribeirão Pires SP UBS Clínica da Família,

Leia mais

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE MILHO EM GRÃOS E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO N.º 315/07

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE MILHO EM GRÃOS E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO N.º 315/07 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS

Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS Brasília, 11 de junho de 2014. SISTEMÁTICA ATUAL Desde 01/01/2010, o INSS direciona os benefícios para o vencedor do Lote, desde que

Leia mais

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010 Posição Nome do Município Estado Região RM, RIDE ou Aglomeração Urbana 1 Salvador BA Nordeste RM Salvador 2 Maceió AL Nordeste RM Maceió 3 Rio de Janeiro RJ Sudeste RM Rio de Janeiro 4 Manaus AM Norte

Leia mais

DATALUTA Banco de Dados da Luta pela Terra

DATALUTA Banco de Dados da Luta pela Terra DATALUTA Banco de Dados da Luta pela Terra NERA - Núcleo de Estudos, Pesquisa e Projetos de Reforma Agrária 1 Introdução Um dos desafios para se analisar a questão da luta pela terra hoje no Brasil é a

Leia mais

REPRESENTANTES - 5ª CCR

REPRESENTANTES - 5ª CCR REPRESENTANTES - 5ª CCR Unidade Procurador(a) E-mail Telefones 5ªCCR Composição 5ª CCR Denise Vinci Túlio Coordenadora Rodrigo Janot Monteiro de Barros Membro-Titular Valquíria Oliveira Quixadá Nunes Membro-Titular

Leia mais

DEFESA CIVIL de MATO GROSSO: 37 ANOS DE HISTORIA

DEFESA CIVIL de MATO GROSSO: 37 ANOS DE HISTORIA ANO 2010 18 FEVEREIRO 1 A DEFESA CIVIL A Defesa Civil pode ser compreendida, como o conjunto de ações de prevenção e de socorro, assistenciais e reconstrutivas, destinadas a evitar ou minimizar os desastres,

Leia mais

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO DO BRASIL PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO DAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO POR SEXO E IDADE PARA O PERÍODO 2000/2030

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO DO BRASIL PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO DAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO POR SEXO E IDADE PARA O PERÍODO 2000/2030 PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO DO BRASIL POR SEXO E IDADE PARA O PERÍODO 2000/2060 PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO DAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO POR SEXO E IDADE PARA O PERÍODO 2000/2030 Agosto de 2013 1 Presidenta da República

Leia mais

Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar. Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos

Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar. Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos Agricultura Familiar no Mundo São 500 milhões de estabelecimentos da agricultura familiar

Leia mais

Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal

Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Ministério das Comunicações Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD Suplementar 2013 Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular

Leia mais

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. Índice de Desenvolvimento Rural (IDR): um Retrato dos Municípios Brasileiros

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. Índice de Desenvolvimento Rural (IDR): um Retrato dos Municípios Brasileiros Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Índice de Desenvolvimento Rural (IDR): um Retrato dos Municípios Brasileiros Motivação Características da trajetória de crescimento recente Crescimento

Leia mais

04 a 06 de Novembro de 2015 Cuiabá - MT

04 a 06 de Novembro de 2015 Cuiabá - MT 04 a 06 de Novembro de 2015 Cuiabá - MT Padrões de evolução de atividades agropecuárias em regiões adjacentes ao Pantanal: o caso da série histórica da agricultura e da produção animal na bacia do Rio

Leia mais

PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA PECUÁRIA DE LEITE EM JARU. Prefeitura Municipal de Jaru Embrapa Rondônia

PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA PECUÁRIA DE LEITE EM JARU. Prefeitura Municipal de Jaru Embrapa Rondônia PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA PECUÁRIA DE LEITE EM JARU Prefeitura Municipal de Jaru Embrapa Rondônia 81 81 83 72 88 68 Figura 1. Percentual de estabelecimentos de agricultura familiar nas regiões

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais