TI TI A INDÚSTRIA DE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TI TI A INDÚSTRIA DE"

Transcrição

1

2 DETI A INDÚSTRIA

3 O BRASIL NO MUNDO 3º maior Mercado de Computadores 5 maior 250 milhões 40,9 milhões 81,5 milhões Mercado de celulares Celulares Conexões Banda Larga Usuários de Internet Fonte: ABINEE, ABES, BRASSCOM, IBGE, SOFTEX

4 O MERCADO BRASILEIRO Receita líquida do país com exportação em 2012: US$ 1,9 bilhão (projeção) Projeção de faturamento do setor de TIC brasileiro para 2013: US$ 149,2 bilhões 5 maior 7 maior 4 maior 4 maior Mercado de TIC Mercado interno de TI Gastos de TI Mercado de Comunicações Fonte: ABINEE, ABES, BRASSCOM, IBGE, IDC, PwC, SOFTEX TI Mercado de serviços de TI movimentou R$ 27 bilhões

5 SS: Empresas, receita liquida e RH Empresas ,3% a.a. Receita líquida (R$)* ,2% a.a. Pessoas ocupadas ,1% a.a. Pessoas assalariadas ,8% a.a. 51,3 mil 37,1 bi 46,1 bi 297 mil 198 mil Fonte: Observatório SOFTEX, a partir de tabelas especiais PAS/IBGE, anos diversos. 57,5 mil 59,9 mil 376 mil 282 mil 52,1 bi 431 mil 335 mil 67,1 mil 61,1 bi 493 mil 436 mil 73,0 mil 71,6 bi 598 mil 510 mil

6 SOBRE AS EMPRESAS DA IBSS Das Atividades empresas, apenas contam com mais que 5 pessoas ocupadas. Desenvolvimento de software sob encomenda Desenvolvimento e licenciamento de software customizável Desenvolvimento e licenciamento de software não customizável Consultoria em TI Suporte técnico e manutenção e outros serviços de TI Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e de hospedagem na internet Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet Reparação e manutenção de computadores e de equipamentos periféricos

7 Déficit de mão de obra Mil ForcTrab_Contratada IBSS NIBSS TOTAL 679 Mil Déficit IBSS NIBSS TOTAL 86 mil Mil 194 mil ForcTrab_Necessária (Demanda) Mil 280 mil IBSS NIBSS TOTAL 873 Mil Mil NIBSS: Não IBSS: Empresas cuja maior parte da Receita não se refere à software e serviços de TI

8 IBSS: Destino das exportações Empresas com 20 ou + profissionais ocupados (2009) Em mil R$, valores deflacionados IGP/DI, ano-base Alemanha Estados Unidos México Fonte: Observatório SOFTEX, a partir de tabelas especiais PSTI/IBGE, 2009.

9 Destaques Mercado Brasileiro de TI P&D TIC responde por 20% dos investimentos de P&D no Brasil Cerca de 900 empresas usufruíram dos incentivos fiscais concedidos pelo governo federal. Número 9,9% maior que o de 2010 FINANÇAS Em 2011, as despesas e investimentos dos bancos em tecnologia chegaram a R$ 18 bilhões Uso do mobile banking no Brasil cresceu 50% em relação a Cerca de 3 milhões de contas correntes são acessadas via mobile. Fonte: MCTI, FEBRABAN

10 Destaques Mercado Brasileiro de TI OUTSOURCING Os negócios brasileiros na área de outsourcing deverão crescer 9,9% ao ano e, em 2014, chegará a uma receita de R$ 30 bilhões GAMES Mercado brasileiro de games já é o 4 maior do mundo O País tem 35 milhões de jogadores ativos Em 2011, o setor movimentou cerca de US$ 2 bilhões no Brasil Fonte: IDC, NEWZOO

11 SOFTEX

12 HISTÓRIC O Programa de Governo vinculado ao CNPq Programa Brasileiro de Exportação de SW a 1996 Instituição privada sem fins lucrativos criada com a participação do governo, academia e iniciativa privada OSCIP, desde maio de 2001 HOJE Responsável pela Gestão do Programa Prioritário SOFTEX - MCTI 2013: Reestruturação e Planejamento Estratégico visão 2023

13 DIRETRIZ ES 1- Disseminar e auxiliar a implantação de melhores práticas; 2- Apoiar a criação e o desenvolvimento de oportunidades de negócios; 3- Apoiar a capacitação de recursos humanos; 4- Apoiar a alavancagem de recursos financeiros; 5- Produzir e disseminar informação qualificada; 6- Apoiar a formulação de políticas de interesse da IBSS 7- Apoiar o empreendedorismo na IBSS

14 SISTEMA SOFTEX O Sistema SOFTEX é uma rede dedicada ao apoio às empresas da Indústria Brasileira de Software e Serviços, baseada nas diretrizes do Programa SOFTEX Com abrangência nacional, é composto por: Associação SOFTEX Agentes SOFTEX Empresas Associadas Parceiros ASSEMBLÉIA GERAL CONSELHO EMBRESARIAL CONSELHO DE ADM DIRETORIA PARCEIROS CONSELHO FISCAL AGENTES EMPRESAS

15 SISTEMA SOFTEX ACATE Florianópolis SC AEPOLO Caxias do Sul RS APETI São José do Rio Preto SP C.E.S.A.R / Recife BEAT Recife PE CEI Porto Alegre RS CITS Curitiba PR FUMSOFT Belo Horizonte MG GENE Blumenal Blumenau SC ITIC Fortaleza CE ITS São Paulo SP Núcleo SOFTEX Campinas Campinas SP Núcleo SOFTEX Salvador Salvador BA PaqTcPB Campina Grande PB PARQTEC São Carlos SP RIOSOFT Rio de Janeiro RJ SOFTEX RECIFE Recife PE SOFTSUL Porto Alegre RS SOFTVILLE Joinville SC TECSOFT Brasília DF TECVITORIA Vitória - ES 20 AGENTES REGIONAIS Mais de 2mil empresas vinculadas

16 PARCEIROS SOFTEX Frente Parlamentar de Informática

17 NOVA GESTÃO

18 NOVA SOFTEX Maior proximidade às empresas com diminuição da dependência do Governo. SUSTENTABILIDADE DA ORGANIZAÇÃO. ACADEMIA GOVERNO EMPRESAS INOVAÇÃO COMPETITIVIDAD E ACESSO AO MERCADO Fortalecer ligação institucional com governo, academia e setor empresarial

19 NOVA SOFTEX Projetos mais indutores para a indústria; Descentralização de projetos; Modelo válido para o Agente; Braço do TI Maior Link Governo Academia Empresas; Geração de VALOR para as empresas Novo catálogo de serviços adequado às necessidades e tamanho das empresas: Internacionalização Atração de Investimentos Inteligência Comercial

20 ESCRITÓRI OS Sede Brasília (DF) Campinas (SP)

21 Núcleo Internacional Investimentos Projetos de Especiais Inteligência Qualidade & Observatório NOVA ESTRUTURA Expansão MPS.br Observatório Projeto Setorial Prosoft e Lei do Bem PROIMPE fase II Qualidade RELAIS Internacionalização do MPS Observatório Núcleo para de os Inteligência Estados & Observatório Expansão do Observatório para TICs Inteligência de Mercado NISB Internacionalização do Observatório Internacionalização de empresas INTER- COM Internacional Operação Vale do Silício Missões Internacionais: Inteligência e Estruturação Jóias Startup Brasil PAEMPE Investimentos Atração de Investimento Atração de venture capital e angel capital international Parceria FINEP Editais conjuntos para micro empresas Eventos Projetos da SOFTEX (CIBSS) Especiais EAD Exportação Brasil + TI

22 NOVA GESTÃO destaque

23 NÚCLEO DE INTELIGÊNCIA E OBSERVATÓRIO Elaboração do Caderno Temático do Observatório SOFTEX TICs e Internet A publicação de 136 páginas é direcionada para análise da oferta brasileira de TICs e discussão de temas relacionados com a internet Volume 1 e 2 da publicação Software e Serviços de TI: A Indústria Brasileira em Perspectiva

24 INTERNACIONAL Convênio para o biênio , com mais de R$ 14 milhões 15 verticais Cerca de 200 empresas aderidas Em 2012: 36 eventos de promoção comercial

25 INVESTIMENTOS R$ 2,2 bilhões em recursos do Prosoft intermediados pela SOFTEX desde seu lançamento R$ milhões para 6 empresas que contaram com o apoio da SOFTEX em empresas interessadas em obter informações Lançamento do Manual de Inovação para Empresas Brasileiras de TIC A SOFTEX é parceira do BNDES na operacionalização do Prosoft desde sua criação, em 1997 A Renovação do convênio foi assinada em janeiro de 2013 com vigência até setembro de 2017

26 QUALIDADE Até 07/2013: 472 empresas avaliadas em todas as regiões do país 2 Avaliações MPS Serviços nível G realizadas Perfil de Maturidade MPS & CMMI Institute Maturity Profile (Abril 2013) Avaliações no Brasil Válidas (publicadas) Vigentes (3 anos) MPS SW&SV 447 (72%) 279 (78%) All CMMI 174 (28%) c. 80 (22%) Total 621 (100%) 359 (100%) RELAIS: Capacitação virtual (ead) em língua portuguesa, no Brasil, e em espanhol no México, Colômbia e Peru

27 Programa MPS.BR: programa de longo prazo (como o CMMI que começou com o CMM em 1991, com antecedentes desde 1988) IMPLANTAÇÃO DO MPS.BR CONSOLIDAÇÃO DO MPS.BR (no Brasil) EXPANSÃO DO MPS.BR (no Brasil e no exterior)

28 Abordagem Holística: Modelos MPS-SW (Software) desde MPS-SV (Serviços TI) em MPS-RH (Pessoas) em 2014 TOPO (níveis B-A): Melhoria Contínua (Continuous Improvement) A Em Otimização B Gerenciado Quantitativamente MEIO (níveis E-D-C): Desenvolvendo a Capacidade (Developing Capability) C Definido D Largamente Definido E Parcialmente Definido BASE (níveis G-F): Construindo a Fundação (Building the Foundation) F Gerenciado G Parcialmente Gerenciado

29 Resultados Alcançados: JAN2004-JUN2013 Meta técnica: criação e aprimoramento do modelo MPS. Guias MPS (www.softex.br/mpsbr): Guia de Avaliação MPS:2012 (MA-MPS) Guia Geral MPS-SV (Serviços):2012 (MR-MPS-SV) Guia Geral MPS-SW (Software):2012 (MR-MPS-SW) Guias de Implementação MPS-SW (Software):2012 (13 partes) Guia MPS de Aquisição de Software:2013. Instituições Implementadoras (II): 20 II/MPS credenciadas (COMUNICADO 3/2004), com 147 implementadores MPS associados. Instituições Avaliadoras (IA): 12 IA/MPS credenciadas (COMUNICADO 10/2006), com 69 avaliadores MPS associados. Instituições de Consultoria de Aquisição (ICA): 2 ICA/MPS credenciadas (COMUNICADO 12/2006) e 8 CA habilitados

30 Resultados Alcançados: JAN2004-JUN2013 Meta de mercado: difusão e adoção do modelo MPS Em 2004, criação do Modelo de Negócio MN-MPS (atualizado sempre que necessário) Cursos e Provas MPS (em todas as regiões do país e, a partir de 2011, também na Colômbia, México e Peru) participantes de cursos oficiais MPS (C1 - Introdução, C2 - Implementação, C3 - Avaliação e C4 Aquisição) aprovados em provas oficiais MPS (P1 - Introdução, P2 - Implementação, P3 - Avaliação e P4 Aquisição) Avaliações MPS publicadas em 472 avaliações MPS-SW (Software) + 2 avaliações-piloto MPS-SV (Serviços) no Brasil 30 avaliações MPS-SW (Software) no Estado do Rio Grande do Sul (RS = 6% do total no Brasil)

31 ASSOCIAÇÃO PARA PROMOÇÃO DA EXCELÊNCIA DO SOFTWARE BRASILEIRO FABIAN APPEL PETRAIT

32 imps 2012: Evidências sobre o Desempenho das Empresas que Adotaram o Modelo MPS- SW desde 2008 (publicação disponível em A pesquisa imps 2012 contou com questionários eletrônicos respondidos por 132 empresas envolvidas com o modelo MPS de Software (MPS-SW), fazendo com que a base histórica do imps possua 743 questionários referentes a 298 organizações que participaram das rodadas imps de 2008 a 2012 A satisfação com o modelo MPS permanece alta (>95%) Em 2012, a caracterização apresentou comportamento semelhante a resultados anteriores, reforçando a indicação de quanto mais alto o nível de maturidade melhor o desempenho frente à produtividade, qualidade e precisão de estimativa A análise global desde 2008, em amostra composta por 226 organizações distintas, reforçou os resultados da caracterização e evidenciou a importância da busca por níveis mais altos de maturidade em prol da produtividade, qualidade e precisão de estimativa

33 Quem são os beneficiários do programa MPS.BR e do modelo MPS no Brasil? (Tripla Hélice) 1. Indústria: Os principais beneficiários são as mpme de software que correspondem a 70% das avaliações MPS, embora 30% do total sejam grandes organizações privadas e governamentais. Também são beneficiados os clientes que usam software de organizações que adotaram o modelo MPS 2. Governo: Outro beneficiário é o Governo com as políticas públicas (p.ex.: TI MAIOR) que visam tanto estimular a adoção das melhores práticas da Engenharia de Software na IBSS e NIBSS quanto ganhos de produtividade e aumento da competitividade 3. Academia: As universidades também se beneficiam tanto contribuindo na transferência de conhecimento de Engenharia de Software para a indústria quanto se beneficiando com novos desafios e problemas para resolver nas suas atividades de pesquisa e educação. A maioria dos provedores de serviços MPS no Brasil são instituições acadêmicas (II Instituições Implementadoras MPS e IA Instituições Avaliadoras MPS)

I Seminário Internacional Software e Serviços de TI. Software e Serviços de TI: A indústria brasileira em perspectiva

I Seminário Internacional Software e Serviços de TI. Software e Serviços de TI: A indústria brasileira em perspectiva I Seminário Internacional Software e Serviços de TI Software e Serviços de TI: A indústria brasileira em perspectiva Arnaldo Bacha de Almeida Vice-presidente Executivo (CEO) Softex Associação para Promoção

Leia mais

Programa MPS.BR e Modelo MPS: A Evolução da Qualidade de Software no Brasil

Programa MPS.BR e Modelo MPS: A Evolução da Qualidade de Software no Brasil Programa MPS.BR e Modelo MPS: A Evolução da Qualidade de Software no Brasil 1. Qualidade de Software: motivação para o foco no processo, características dos processos de software e abordagens para melhoria

Leia mais

Software e Serviços de TI:

Software e Serviços de TI: Software e Serviços de TI: a indústria brasileira em perspectiva Volume 2, 2012 Fumsoft, BH, 31/07/2012 Sumário Sobre a SOFTEX Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI (IBSS) Software e Serviços

Leia mais

Sumário. Sobre a SOFTEX. Principais indicadores

Sumário. Sobre a SOFTEX. Principais indicadores Software e Serviços de TI: a indústria brasileira em perspectiva Volume 2, 2012 Sumário Sobre a SOFTEX Principais indicadores Parte 1 IBSS Parte 2 NIBSS Parte 3 Capacitações e competências Parte 4 Cenários,

Leia mais

Atividades da SOFTEX. Desenvolvimento de Mercado (interno e externo) para empresas nacionais. Associativismo Empresarial. Qualidade e Competitividade

Atividades da SOFTEX. Desenvolvimento de Mercado (interno e externo) para empresas nacionais. Associativismo Empresarial. Qualidade e Competitividade Atividades da SOFTEX Desenvolvimento de Mercado (interno e externo) para empresas nacionais Associativismo Empresarial Qualidade e Competitividade Capacitação & Ensino Brasília, 29 de outubro de 2009 Inovação

Leia mais

Expansão do Programa MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro (2012-2015)

Expansão do Programa MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro (2012-2015) Expansão do Programa MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro (2012-2015) Projeto 2.04 do PBQP Software Ciclo 2012 1. Introdução 2. Dados do Projeto 3. Resultados Propostos 4. Produtos Esperados

Leia mais

O MERCADO DE TI NO BRASIL E NO MUNDO

O MERCADO DE TI NO BRASIL E NO MUNDO O MERCADO DE TI NO BRASIL E NO MUNDO Mercado Global de TI ferramenta de aplicaçao de políticas públicas do setor de TI MERCADO GLOBAL DE TI 2 Mercado Global de TI ACATE Florianópolis SC AEPOLO Caxias do

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro SUMÁRIO: Introdução: Objetivo e Metas do MPS.BR (Propósito, Subprocessos e Resultados) Resultados Alcançados Dez2003 Set2006 Conclusão: MPS.BR Um Programa

Leia mais

Compras públicas favorecendo a IBSS. CIBSS 2012, Itupeva, 24 de outubro

Compras públicas favorecendo a IBSS. CIBSS 2012, Itupeva, 24 de outubro Compras públicas favorecendo a IBSS CIBSS 2012, Itupeva, 24 de outubro Considerações iniciais Compras públicas Procedimento formal através do qual o Estado adquire mercadorias e serviços para fins próprios.

Leia mais

Programa MPS.BR e Modelo MPS: Contribuições para a Evolução da Qualidade de Software no Brasil

Programa MPS.BR e Modelo MPS: Contribuições para a Evolução da Qualidade de Software no Brasil l Programa MPS.BR e Modelo MPS: Contribuições para a Evolução da Qualidade de Software no Brasil SUMÁRIO 1. Introdução: Programa MPS.BR e Modelo MPS 2. Programa MPS.BR: Resultados Esperados, Resultados

Leia mais

FACULDADE SENAC GOIÂNIA

FACULDADE SENAC GOIÂNIA FACULDADE SENAC GOIÂNIA NORMA ISO 12.207 Curso: GTI Matéria: Auditoria e Qualidade de Software Professor: Elias Ferreira Acadêmico: Luan Bueno Almeida Goiânia, 2015 CERTIFICAÇÃO PARA O MERCADO BRASILEIRO

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro SUMÁRIO 1. Introdução 2. Resultados Alcançados: Dez2003 Mai2007 3. Conclusão José Antonio Antonioni Coordenador Geral da SOFTEX Associação para Promoção

Leia mais

Introdução ao MPS.BR Guia Geral. Prof. Elias Batista Ferreira

Introdução ao MPS.BR Guia Geral. Prof. Elias Batista Ferreira Introdução ao MPS.BR Guia Geral Prof. Elias Batista Ferreira IMPORTANTE Este NÃO é um curso oficial do MPS.BR. Este curso NÃO é apoiado pela Softex. Objetivo deste Curso Descrever os processos e resultados

Leia mais

A Softex e as Estratégias para a Indústria de Software Brasileira no Mercado Globalizado

A Softex e as Estratégias para a Indústria de Software Brasileira no Mercado Globalizado A Softex e as Estratégias para a Indústria de Software Brasileira no Mercado Globalizado Alexandre J. Beltrão Moura Vice-presidente alex@nac.softex.br Coimbra, 07 de Abril de 2004 Apresentação de Hoje

Leia mais

MPS.BR. O MPS.BR é um programa para Melhoria de Processo do Software Brasileiro. A proposta MPS.BR nasceu com base nos moldes CMMI.

MPS.BR. O MPS.BR é um programa para Melhoria de Processo do Software Brasileiro. A proposta MPS.BR nasceu com base nos moldes CMMI. MPS.BR O MPS.BR é um programa para Melhoria de Processo do Software Brasileiro. A proposta MPS.BR nasceu com base nos moldes CMMI. ISO - 12207 para desenvolvimento de software. ISO - 15504 para avaliação

Leia mais

Programa MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro: principais resultados, avanços e fatores críticos de sucesso (FCS)

Programa MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro: principais resultados, avanços e fatores críticos de sucesso (FCS) Programa MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro: principais resultados, avanços e fatores críticos de sucesso (FCS) SUMÁRIO 1. Introdução: programa MPS.BR 2. Principais resultados: modelo MPS,

Leia mais

Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI:

Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI: Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática - SEPIN outubro/2010 Agenda

Leia mais

Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura. O Modelo. Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail.

Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura. O Modelo. Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail. Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura O Modelo Wesley Torres Galindo wesleygalindo@gmail.com Agenda O que é? Motivação Organização do MPS.BR Estrutura

Leia mais

Relatório Anual 2010

Relatório Anual 2010 Relatório Anual 2010 (MAR 2011) DOCUMENTO APROVADO NA XLV REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA SOFTEX EM 06/04/2011 SOFTEX - Relatório Anual 2010 Página 1 SUMÁRIO 1. MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO... 3 2.

Leia mais

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER O SETOR DE SOFTWARE E SERVIÇOS DE TI, NA CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS; 2- CRIAR EMPREGOS QUALIFICADOS NO PAÍS; 3- CRIAR E FORTALECER EMPRESAS

Leia mais

MPS.BR: Melhoria de Processo do Software Brasileiro e dos Resultados de Desempenho

MPS.BR: Melhoria de Processo do Software Brasileiro e dos Resultados de Desempenho l MPS.BR: Melhoria de Processo do Software Brasileiro e dos Resultados de Desempenho SUMÁRIO 1. Introdução Programa MPS.BR e Modelo MPS 2. Programa MPS.BR Resultados Esperados, Resultados Alcançados e

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR) SUMÁRIO 1. Introdução 2. Implantação do Programa MPS.BR: 2004 2007 3. Consolidação do Programa MPS.BR: 20082010 4. Conclusão Kival Weber Coordenador

Leia mais

Modelos de Maturidade: MPS.BR. Aécio Costa

Modelos de Maturidade: MPS.BR. Aécio Costa Modelos de Maturidade: MPS.BR Aécio Costa Criado em 2003 pela Softex para melhorar a capacidade de desenvolvimento de software nas empresas brasileiras. Objetivo: Impulsionar a melhoria da capacidade de

Leia mais

3 Apresentação 4 Definindo competências 5 Competências SOFTEX 13 O Sistema SOFTEX 15 Agentes regionais SOFTEX. 01100110100Sumário01

3 Apresentação 4 Definindo competências 5 Competências SOFTEX 13 O Sistema SOFTEX 15 Agentes regionais SOFTEX. 01100110100Sumário01 3 Apresentação 4 Definindo competências 5 Competências SOFTEX 13 O Sistema SOFTEX 15 Agentes regionais SOFTEX 01100110100Sumário01 2 Apresentação Este documento apresenta os resultados do mapeamento das

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro l MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro SUMÁRIO 1. Introdução 2. Modelo MPS 3. Programa MPS.BR: Resultados Alcançados (2004-2008) e Resultados Esperados (2004-2010) 4. MPS.BR Lições Aprendidas

Leia mais

Seminário de Oportunidades

Seminário de Oportunidades Seminário de Oportunidades José Antonio Antonioni Diretor de Qualidade e Competitividade SOFTEX Coordenador Nacional RELAIS SOFTEX/BRASIL Campinas: 18 de Agosto de 2011 Rio de Janeiro: 19 de Agosto de

Leia mais

Workshop 007 Tecnologia da Informação

Workshop 007 Tecnologia da Informação Workshop 007 Diretor, Softex Blumenau, November 20 th th 2007 Logo Empresa Encontro Econômico Brasil-Alemanha 2007 QUESTÕES APRESENTADAS: 1) Como o Brasil desenvolve o setor de TI e quais os maiores desafios?

Leia mais

ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D

ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D 1. DESAFIOS de formular uma política pública 2. Programa Start-Up Brasil 3. Ação de Atração de Centros Globais de P&D JOSE

Leia mais

do software Brasileiro

do software Brasileiro Projeto mps Br: melhoria de processo do software Brasileiro SUMÁRIO 1. Introdução 2. O Projeto mps Br 3. Conclusão Project: Bspi Brazilian software process improvement 1 Percepção da Qualidade dos Processos

Leia mais

Perfil das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação de Londrina e Região. Pedro José Granja Sella

Perfil das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação de Londrina e Região. Pedro José Granja Sella Perfil das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação de Londrina e Região Pedro José Granja Sella Objetivos Conhecer, em dados, o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação da Região de Londrina;

Leia mais

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 EQPS Belo Horizonte Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 Antenor Corrêa Coordenador-Geral de Software e Serviços Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria

Leia mais

4 Conheça o Sistema SOFTEX 6 Destaques 2007 8 O plano de trabalho 2007 12 Dimensões estratégicas de atuação do Sistema SOFTEX

4 Conheça o Sistema SOFTEX 6 Destaques 2007 8 O plano de trabalho 2007 12 Dimensões estratégicas de atuação do Sistema SOFTEX 4 Conheça o Sistema SOFTEX 6 Destaques 2007 8 O plano de trabalho 2007 12 Dimensões estratégicas de atuação do Sistema SOFTEX 13 Agentes SOFTEX 14 Dimensão 1 Apoio a negócios 14 PROIMPE 15 Funding: disseminando

Leia mais

Sistema produtivo e inovativo de software e serviços de TI brasileiro: Dinâmica competitiva e Política pública

Sistema produtivo e inovativo de software e serviços de TI brasileiro: Dinâmica competitiva e Política pública Conferência Internacional LALICS 2013 Sistemas Nacionais de Inovação e Políticas de CTI para um Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável 11 e 12 de Novembro, 2013 - Rio de Janeiro, Brasil Sistema produtivo

Leia mais

Programa MPS.BR: resultados e perspectivas

Programa MPS.BR: resultados e perspectivas Programa MPS.BR: resultados e perspectivas Ana Regina Rocha Programa de Engenharia de Sistemas e Computação Coordenadora da Equipe Técnica do Modelo MPS Uma Organização com bom desempenho gasta 80% de

Leia mais

MACRO OBJETIVOS DO PROGRAMA

MACRO OBJETIVOS DO PROGRAMA Programa Estratégico de SOFTWARE E SERVIÇOS de TI 1. PANORAMA DO MERCADO 2. COMPARATIVOS INTERNACIONAIS 3. VISÃO DA POLÍTICA 4. PRINCIPAIS MEDIDAS E PROGRAMAS MACRO OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER

Leia mais

CERTIFICAÇÃO BRASILEIRA DE MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE: O MPS.BR

CERTIFICAÇÃO BRASILEIRA DE MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE: O MPS.BR CERTIFICAÇÃO BRASILEIRA DE MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE: O MPS.BR Leonardo Galvão Daun Universidade Estadual de Maringá leonardo.daun@gmail.com Profª Drª Sandra Ferrari Universidade Estadual de Maringá

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM M P S. B R : M E L H O R I A D E P R O C E S S O D O S O F T W A R E B R A S I L E I R O A

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro Modelo de Maturidade: Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR) SUMÁRIO 1. Introdução 2. Resultados Dez2003 Jun2007 3. Metas 2009 4. Conclusão Kival Weber Coordenador Executivo do Programa MPS.BR

Leia mais

Visão Geral da Certificação CERTICS Fonte: CTI Renato Archer, Softex e Assespro Junho, 2014

Visão Geral da Certificação CERTICS Fonte: CTI Renato Archer, Softex e Assespro Junho, 2014 Visão Geral da Certificação CERTICS Fonte: CTI Renato Archer, Softex e Assespro Junho, 2014 Processo de certificação que identifica software resultante de desenvolvimento e inovação tecnológica realizados

Leia mais

Atividades de software e serviços de TI em território brasileiro. I CIBSS, Itupeva, outubro 2012

Atividades de software e serviços de TI em território brasileiro. I CIBSS, Itupeva, outubro 2012 Atividades de software e serviços de TI em território brasileiro I CIBSS, Itupeva, outubro 2012 Serviços de informática no contexto TIC Serviços de informática Setor TI Setor TIC Software Serviços TI Hardware

Leia mais

Colaboração Universidade-Empresa: fatores de sucesso e lições aprendidas

Colaboração Universidade-Empresa: fatores de sucesso e lições aprendidas Colaboração Universidade-Empresa: fatores de sucesso e lições aprendidas Ana Regina Rocha Ana Regina Rocha COPPE/UFRJ Instituição Avaliadora MPS Implementum Instituição Implementadora MPS Implementum Tripla

Leia mais

Por que boa parte dos graduados em TI não atende à demanda das empresas por profissionais? CIBSS 2012 Itupeva, 25/10/2012 As faces da escassez I Foco: QUANTIDADE. Solução: formar mais gente. Questão: Podemos

Leia mais

Pesquisa MPS quer ouvir você!

Pesquisa MPS quer ouvir você! Pesquisa MPS quer ouvir você! Resumo executivo 1. Introdução Em comemoração à 500ª avaliação MPS publicada em 18set2013 e aos dez anos de MPS transcorrido em 11dez2013, a Softex 1 realizou no 1º semestre

Leia mais

O Plano TI Maior. 17 de outubro de 2012 Hotel Bahia Othon Palace Salvador - BA

O Plano TI Maior. 17 de outubro de 2012 Hotel Bahia Othon Palace Salvador - BA O Plano TI Maior 17 de outubro de 2012 Hotel Bahia Othon Palace Salvador - BA Agenda Sobre a Assespro Sobre o Plano TI Maior Informações Oficiais Posicionamento da Assespro A Assespro A Assespro Nacional

Leia mais

CLEVERSONTPP@GMAIL.COM

CLEVERSONTPP@GMAIL.COM UM BREVE DESCRITIVO DO MODELO MPS-BR (MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO) E SUAS PERSPECTIVAS PARA O FUTURO CLÉVERSON TRAJANO PRÉCOMA PORTES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Desde 1996 promovendo iniciativas de apoio, desenvolvimento, promoção e fomento para impulsionar a Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI

Desde 1996 promovendo iniciativas de apoio, desenvolvimento, promoção e fomento para impulsionar a Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI 2014 2014 Desde 1996 promovendo iniciativas de apoio, desenvolvimento, promoção e fomento para impulsionar a Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO BRASILEIRA + 2MIL

Leia mais

POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013

POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013 Ministério da Educação POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013 ATIVIDADE ECONÔMICA (organizações empresariais e comunitárias) IMPACTOS: PD&I Aumento da competitividade industrial

Leia mais

Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010

Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010 Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010 Encontro da Qualidade e Produtividade em Software - EQPS Manaus, novembro/2007 Antenor Corrêa Coordenador-Geral de Software e Serviços Ministério da

Leia mais

Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL. Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas

Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL. Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Rochester Gomes da Costa Departamento de Capital Semente 29 de outubro

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

Consolidação do Programa MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro (2008-2011)

Consolidação do Programa MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro (2008-2011) Projeto 2.01 do PBQP Software Ciclo 2011 1. Introdução 2. Objetivos e Justificativa 3. Metodologia de Execução 4. Resultados Obtidos 5. Aplicabilidade dos Resultados 6. Características Inovadoras 7. Conclusão

Leia mais

Ricardo A.C. Saur Diretor Executivo Montevideo, 5 de junho de 2007

Ricardo A.C. Saur Diretor Executivo Montevideo, 5 de junho de 2007 Ricardo A.C. Saur Diretor Executivo Montevideo, 5 de junho de 2007 Sociedade Civil sem fins lucrativos (OSCIP) Missão: promover a exportação brasileira de software e serviços correlatos, liderando a inserção

Leia mais

Quem Somos CMM/ CMMI. ISO 9000 PNQ ISO 12207 ISO 15504 ITIL Outros modelos. Gestão Sistêmica da. Alinhamento às Diretrizes Organizacionais.

Quem Somos CMM/ CMMI. ISO 9000 PNQ ISO 12207 ISO 15504 ITIL Outros modelos. Gestão Sistêmica da. Alinhamento às Diretrizes Organizacionais. Quem Somos Missão Promover a melhoria e a busca da excelência na gestão organizacional e o aperfeiçoamento contínuo dos processos dos nossos clientes, por meio de modelos e padrões de qualidade adequados

Leia mais

Termo de Referência do Programa para Promoção da Excelência do Software Brasileiro

Termo de Referência do Programa para Promoção da Excelência do Software Brasileiro Anexo Termo de Referência do Programa para Promoção da Excelência do Software Brasileiro Programa SOFTEX Brasília, novembro de 2006 Sumário Apresentação 1. Caracterização da Indústria de Software e Serviços

Leia mais

Dificuldades no desenvolvimento de software Características do mercado de software A participação de Minas Gerais no cenário nacional

Dificuldades no desenvolvimento de software Características do mercado de software A participação de Minas Gerais no cenário nacional Promovendo a Melhoria de Processos e a Qualidade de Software em Minas Gerais Ana Liddy Cenni de Castro Magalhães, Fernando Silva Parreiras, Frederico Faria Comitê Gestor do SPIN-BH Direitos reservados

Leia mais

Política de Inovação no Complexo Eletrônico: o papel da Portaria 950/06 MCT

Política de Inovação no Complexo Eletrônico: o papel da Portaria 950/06 MCT Política de Inovação no Complexo Eletrônico: o papel da Portaria 950/06 MCT Publicado em BNDES Setorial 39 Ricardo Rivera Ingrid Teixeira Luis Otávio Reiff Carlos Eduardo Azen Diego da Silva Moreira Rio

Leia mais

A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação

A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação ENAServ 2014 Encontro Nacional do Comércio Exterior de Serviços Sergio Paulo Gallindo São Paulo, 29 de maio de 2014 Porque Internacionalizar?

Leia mais

GT/T1: Melhorias no Modelo de Negócio MN-MPS, na Capacitação MPS e no Credenciamento de II e IA

GT/T1: Melhorias no Modelo de Negócio MN-MPS, na Capacitação MPS e no Credenciamento de II e IA Painel Melhorias no Programa MPS.BR e no Modelo MPS : SBQS2014 4AGO2014 (2ª), 18h Blumenau-SC GT/T1: Melhorias no Modelo de Negócio MN-MPS, na Capacitação MPS e no Credenciamento de II e IA (21 melhorias)

Leia mais

Marco Legal da Inovação Aprimoramento e Resultados

Marco Legal da Inovação Aprimoramento e Resultados III Workshop das Unidades de Pesquisa do MCT e a Inovação Tecnológica Marco Legal da Inovação Aprimoramento e Resultados Campinas, São Paulo, 30 e 31 de agosto de 2010 Subsecretaria de Coordenação das

Leia mais

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia Sessão Plenária 5: Programas Nacionais de Estímulo e Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos Ana Lúcia Vitale Torkomian Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas Este guia contém a descrição geral do Modelo MPS e detalha o Modelo de Referência MPS para Gestão de Pessoas (MR-MPS-RH)

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Aula 05 MPS.BR (ago/12) Melhoria de Processo do Software Brasileiro Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Agenda Descrição sumária do MPS.BR - Melhoria de Processo do Software

Leia mais

ABDI A 2004 11.080) O

ABDI A 2004 11.080) O Atualizada em 28 de julho de 2010 Atualizado em 28 de julho de 2010 1 ABDI ABDI A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial foi instituída em dezembro de 2004 com a missão de promover a execução

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas Este guia contém a descrição geral do Modelo MPS e detalha o Modelo de Referência MPS para Gestão de Pessoas (MR-MPS-RH)

Leia mais

Senado Federal. O BNDES e o Apoio ao Setor de Software

Senado Federal. O BNDES e o Apoio ao Setor de Software Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática O BNDES e o Apoio ao Setor de Software Alan Fischler Área Industrial Depto das Industrias de TICs 11/04/2012 Brasília

Leia mais

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Regiões de Influência das Cidades

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Regiões de Influência das Cidades Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia Regiões de Influência das Cidades 2007 Objetivos Gerais Hierarquizar os centros urbanos Delimitar as regiões de influência associadas aos centros urbanos

Leia mais

PROIMPE. Programa de Estímulo ao Uso de Tecnologia da Informação em Micro e Pequenas Empresas (MPE)

PROIMPE. Programa de Estímulo ao Uso de Tecnologia da Informação em Micro e Pequenas Empresas (MPE) PROIMPE Programa de Estímulo ao Uso de Tecnologia da Informação em Micro e Pequenas Empresas (MPE) OBJETIVOS PRINCIPAIS Estimular a inclusão digital das MPE (Inclusão Empresarial); Promover o aumento da

Leia mais

Marco Regulatório e Planos de Governo

Marco Regulatório e Planos de Governo Marco Regulatório e Planos de Governo 1999: Criação dos Fundos setoriais 2004: Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior (PITCE) 2004: Lei da Inovação Nova Lei de Informática Lei de criação

Leia mais

MG TI 2022 PROGRAMA DE GOVERNO DEZEMBRO DE 2012

MG TI 2022 PROGRAMA DE GOVERNO DEZEMBRO DE 2012 MG TI 2022 PROGRAMA DE GOVERNO DEZEMBRO DE 2012 Qual é o desafio? O programa BH TI 2022 começou com o desafio de fazer de Belo Horizonte a capital nacional de TI* até 2022 e evoluiu para uma proposta de

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

Análise Demográfica das Empresas da IBSS

Análise Demográfica das Empresas da IBSS CAPÍTULO 4 Análise Demográfica das Empresas da IBSS Apresentação A demografia de empresas investiga a estrutura do estoque de empresas em dado momento e a sua evolução, como os movimentos de crescimento,

Leia mais

Programa MPS.BR e Modelo MPS: Principais Resultados, Benefícios e Beneficiários da Melhoria de Processo de Software no Brasil

Programa MPS.BR e Modelo MPS: Principais Resultados, Benefícios e Beneficiários da Melhoria de Processo de Software no Brasil Programa MPS.BR e Modelo MPS: Principais Resultados, Benefícios e Beneficiários da Melhoria de Processo de Software no Brasil Sumário 1. Introdução 2. Programa MPS.BR e Modelo MPS: Benefícios para a Indústria,

Leia mais

Programa 04/12/2008 05/12/2008. 1. Relato de experiência Integração de modelos CMMI, MPS.BR e ISO 9000 na 7COMm Sergio Esmério (7COMm)

Programa 04/12/2008 05/12/2008. 1. Relato de experiência Integração de modelos CMMI, MPS.BR e ISO 9000 na 7COMm Sergio Esmério (7COMm) Programa 04/12/2008 05/12/2008 1. Relato de experiência Integração de modelos CMMI, MPS.BR e ISO 9000 na 7COMm Sergio Esmério (7COMm) 2. A importância do fator humano no desenvolvimento de software Daniel

Leia mais

Projeto mps Br melhoria de processo do software Brasileiro

Projeto mps Br melhoria de processo do software Brasileiro Projeto mps Br melhoria de processo do software Brasileiro SUMÁRIO. Introdução 2. Projeto mps Br 3. Modelo MR mps 4. Conclusão Project: Bspi Brazilian software process improvement Comparação da Maturidade

Leia mais

INOVAÇÃO EM SOFTWARE e SERVIÇOS de TI. 1. Agenda TI Maior 2. Start-Up Brasil 3. Inovação

INOVAÇÃO EM SOFTWARE e SERVIÇOS de TI. 1. Agenda TI Maior 2. Start-Up Brasil 3. Inovação INOVAÇÃO EM SOFTWARE e SERVIÇOS de TI 1. Agenda TI Maior 2. Start-Up Brasil 3. Inovação Prof. José Henrique Dieguez Barreiro Secretaria de Política de Informática Chefe da Divisão de Inovação em Software

Leia mais

O Programa MPS.BR e o Projeto RELAIS

O Programa MPS.BR e o Projeto RELAIS O Programa MPS.BR e o Projeto RELAIS AGENDA 1. Introdução 2. Programa MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro 3. Projeto RELAIS Rede Latino-Americana da Indústria de Software 4. Conclusão Kival

Leia mais

Centro de Excelência em Tecnologia de Software do Recife

Centro de Excelência em Tecnologia de Software do Recife Centro de Excelência em Tecnologia de Software do Recife Localização estratégica Localizado na Ilha do Recife, área denominada de Porto Digital, onde concentra-se o Polo Tecnológico do Estado de Pernambuco.

Leia mais

POLÍTICA DE INOVAÇÃO DA SOFTEX

POLÍTICA DE INOVAÇÃO DA SOFTEX POLÍTICA DE INOVAÇÃO DA SOFTEX Março de 2009 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...4 1.1 Objetivos...4 1.2 Público alvo deste documento...4 2 GLOSSÁRIO...5 3 POLÍTICA DE INOVAÇÃO DA SOFTEX...7 3.1 Em relação aos ambientes

Leia mais

Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial

Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial Ronaldo Mota Secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Comissão Especial Pré-Sal / Fundo Social Câmara dos Deputados 6 de

Leia mais

APL-TIC/SC. PLATIC 2004-2008 e PLATIC 2010-2013. Valéria Arriero Pereira, M.Eng. Outubro, 2009

APL-TIC/SC. PLATIC 2004-2008 e PLATIC 2010-2013. Valéria Arriero Pereira, M.Eng. Outubro, 2009 APL-TIC/SC PLATIC 2004-2008 e PLATIC 2010-2013 Valéria Arriero Pereira, M.Eng. Outubro, 2009 Consolidação do APL-TIC/SC Ano 2000 Projeto Gargalos Prospecção de demandas para as Cadeias Produtivas de SC.

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário

Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário Apresentação Programa MPS.BR Reutilização no MPS.BR Gerência de reutilização Desenvolvimento para reutilização

Leia mais

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015 Investe São Paulo Campinas, 17 de março de 2015 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos e a expansão dos negócios existentes, gerando inovação tecnológica, emprego e renda. Promover a competitividade

Leia mais

I Seminário Internacional Software e Serviços de TI. Políticas Públicas e Estratégias Empresariais para a AL e o Caribe. São Paulo.

I Seminário Internacional Software e Serviços de TI. Políticas Públicas e Estratégias Empresariais para a AL e o Caribe. São Paulo. I Seminário Internacional Software e Serviços de TI Políticas Públicas e Estratégias Empresariais para a AL e o Caribe São Paulo Fevereiro 2010 José Curcelli Presidente ABES Associação Brasileira das Empresas

Leia mais

Cód. Ref.: SOFT/EDL039/2012 2ª Chamada Consultoria Especializada PSVs. Campinas, 21 de dezembro de 2012.

Cód. Ref.: SOFT/EDL039/2012 2ª Chamada Consultoria Especializada PSVs. Campinas, 21 de dezembro de 2012. Cód. Ref.: SOFT/EDL039/2012 2ª Chamada Consultoria Especializada PSVs Campinas, 21 de dezembro de 2012. 2º CHAMADA EDITAL DE SELEÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA PARA APOIO À OPERAÇÃO DOS PORTFÓLIOS DE

Leia mais

Relatório Anual 2008 DOCUMENTO APROVADO NA XXXIX REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA - DIA 25/03/2009

Relatório Anual 2008 DOCUMENTO APROVADO NA XXXIX REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA - DIA 25/03/2009 DOCUMENTO APROVADO NA XXXIX REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA - DIA 25/03/2009 1 SUMÁRIO 1 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 2 CONHEÇA O SISTEMA SOFTEX 3 DESTAQUES 2008 4 DIRETRIZES

Leia mais

Visão Geral da Certificação CERTICS

Visão Geral da Certificação CERTICS Projeto 0113009300 - Implementação da CERTICS - Certificação de Tecnologia Nacional de Software IX Workshop Anual do MPS WAMPS 2013 Visão Geral da Certificação CERTICS Palestrante: Adalberto Nobiato Crespo

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Software

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Software MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia Geral MPS de Software Este guia contém a descrição geral do Modelo MPS e detalha o Modelo de Referência MPS para Software (MR-MPS-SW) e as definições

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro SUMÁRIO 1.Introdução 2.MPS.BR 3.Resultados 2004 4.Lições Aprendidas 2004 5.Ações 2005 6.Conclusão SOFTEX Associação para Promoção da Excelência do Software

Leia mais

Software e Servicos de TI

Software e Servicos de TI Número 1 Volume 1 Observatório SOFTEX Software e Servicos de TI A Indústria Brasileira em Perspectiva RESUMO EXECUTIVO RESUMO EXECUTIVO Software e Serviços de TI: A Indústria Brasileira em Perspectiva

Leia mais

Estratégias de Internacionalização para Empresas Inovadoras

Estratégias de Internacionalização para Empresas Inovadoras Estratégias de Internacionalização para Empresas Inovadoras Índia e China são alvos de multinacionais para produção e serviços de TI! Notícias na Mídia! Índia virou um gigante em TI! China e Índia lideram

Leia mais

Apoios à Internacionalização e à Inovação. António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014

Apoios à Internacionalização e à Inovação. António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014 Apoios à Internacionalização e à Inovação António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014 ALENTEJO PRIORIDADES PARA UMA ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE 1. Alimentar e Floresta 2. Recursos Naturais,

Leia mais

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas AGENDA Como Surgiu Situação Atual Variáveis Importantes Governança Conquistas Impacto na Região Linhas Estratégicas Rodrigo Fernandes Coordenador Executivo da COMTEC Como Surgiu A T.I. surgiu para prover

Leia mais

PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA

PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA Programas para consolidar e expandir a liderança PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA 1 Petróleo, Gás Natural e Petroquímica Estratégias: liderança mundial

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA SEPIN - SECRETARIA DE POLÍTICA DE INFORMÁTICA

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA SEPIN - SECRETARIA DE POLÍTICA DE INFORMÁTICA MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA SEPIN - SECRETARIA DE POLÍTICA DE INFORMÁTICA RELATÓRIO ESTATISTICO PRELIMINAR DE RESULTADOS DA LEI DE INFORMÁTICA ANO BASE 2008 versão 1.3 PERFIL DE COMPETENCIAS EM

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

PANORAMA DO SETOR EVOLUÇÃO

PANORAMA DO SETOR EVOLUÇÃO EVOLUÇÃO A Indústria Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos apresentou um crescimento médio deflacionado composto de 10% nos últimos 16 anos, tendo passado de um faturamento "ExFactory",

Leia mais

Perspectivas para o Setor de TI

Perspectivas para o Setor de TI Perspectivas para o Setor de TI Irecê Loureiro Maio / 2013 BNDES Fundado em 20 de Junho de 1952: empresa pública de propriedade da União Papel fundamental como investidor em equityatravés da BNDESPare

Leia mais

Principais resultados do Projeto mps Br melhoria de processo do software Brasileiro: 1º Ano (Dez 2003 -Dez 2004)

Principais resultados do Projeto mps Br melhoria de processo do software Brasileiro: 1º Ano (Dez 2003 -Dez 2004) Principais resultados do Projeto mps Br melhoria de processo do software Brasileiro: 1º Ano (Dez 2003 -Dez 2004) SUMÁRIO 1. Introdução 2. Projeto mps Br e Modelo mps 3. Principais Resultados Alcançados

Leia mais

Desafios para o desenvolvimento da Tecnologia de Informação e Automação

Desafios para o desenvolvimento da Tecnologia de Informação e Automação Associação de empresas do setor eletroeletrônico de base tecnológica nacional Desafios para o desenvolvimento da Tecnologia de Informação e Automação P&D Brasil - Quem somos Associação de empresas do setor

Leia mais