Organização do corpo superior a tecidos, como órgãos e sistemas. Filo Chordata (Cordados) Protocordados (termo sem valor taxonômico)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Organização do corpo superior a tecidos, como órgãos e sistemas. Filo Chordata (Cordados) Protocordados (termo sem valor taxonômico)"

Transcrição

1 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ZOOLOGIA. ENTENDA OS PRINCIPAIS CONCEITOS! Zoologia: é o ramo da Biologia que estuda os animais Reino Animal: Eucariontes, pluricelulares, isolados ou coloniais, heterótrofos (obtêm alimento através de ingestão ou filtração), desprovidos de parede celular. Todos começam seu desenvolvimento embrionário a partir da célula ovo ou zigoto, que surge da fecundação (reprodução sexuada sempre presente). Grupos (Sub-Reinos) Parazoa Desenvolvem-se até um conjunto de células que não chegam a formar tecidos verdadeiros Organização do corpo em nível de tecidos Eumetazoa ou Organização do corpo superior a tecidos, como órgãos e sistemas Obs.1: vertebrado é o sub filo do filo dos cordados: animais que possuem vértebras. Obs.2: peixes e tetrápodas são termos que não apresentam valor taxonômico. O termo peixes também se aplica aos agnatas (sem mandíbula). Filo Porifera Filo Cnidaria Filos: Platelmintos Nematódeos Moluscos Anelídeos Artrópodes Equinodermos Protocordados (termo sem valor taxonômico) Filo Chordata (Cordados) Sub-filo Vertebrata (vertebrados) Super-classes Sub-filos Urocordados Cefalocordados Agnatas (sem mandíbula) Gnatostomados (mandibulados) Invertebrados: (termo sem valor taxonômico) Animais que não possuem vértebras Classes: - Myxini (feiticeiras) - Cephalaspidomorphi (Petromyzontida) (lampreias) Osteictes Peixes Classes: - Condrictes - Actinopterígeos - Sarcopterígeos Tetrápodas Classes: - anfíbios - répteis - aves - mamíferos

2 CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS FILOS DE ANIMAIS INVERTEBRADOS NÃO CORDADOS PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATÓDEOS MOLUSCOS ANELÍDEOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS Corpo possui numerosos poros e é formado por várias células que, apesar de já apresentarem uma certa divisão de trabalho, têm alto grau de independência, não chegando a formar tecidos verdadeiros. Internamente possuem uma cavidade chamada á- trio ou espongiocele, que não é uma cavidade digestiva. Digestão intracelular. Ex: esponjas Possuem um tipo de célula urticante denominada cnidócito. Primeiros animais a apresentarem uma cavidade digestiva no corpo (permite aos animais ingerirem uma porção maior de alimento, pois nela o alimento pode ser digerido e reduzido a pedaços menores, antes de ser absorvido pelas células). Digestão extra e intracelular. Ex: medusas (águas-vivas), corais, anêmonas, caravelas, pólipos Animais de corpo achatado. Cavidade digestiva com uma única abertura (boca). Não há diferenciação de â- nus (sistema digestivo incompleto). Ex: vermes achatados como planárias (de vida livre) e solitárias (parasita intestinal) Animais de corpo cilíndrico, alongado e delgado, com as extremidades a- filadas. Possuem boca e ânus (sistema digestório completo). Corpo revestido por uma cutícula espessa e de estrutura complexa, formada por colágeno: protege o animal contra o atrito com as partículas do solo (vida livre) ou contra as enzimas e outros produtos do corpo dos hospedeiros (parasitas). Ex: lombrigas, filárias Animais de corpo mole, dividido em cabeça, massa visceral e pé. Corpo envolvido por uma dobra da epiderme que forma uma estrutura denominada manto. Ex: lesmas caracóis, ostras, lulas e polvos Animais de corpo cilíndrico, alongado e segmentado em vários anéis ou metâmeros. Apresentam mudas ou ecdises (troca do exoesqueleto): possibilitam o crescimento (exoesqueleto rígido) Ex: minhocas e sangue-sugas Filo que reúne o maior número de espécies do reino animal. Apresentam um exoesqueleto quitinoso que reveste o corpo e apêndices (como pernas) articulados. Ex: insetos, aranhas, escorpiões, carrapatos, siris, caranguejos, camarões, lagostas, lacraias e piolhos-decobra Animais exclusivamente marinhos. Apresentam espinhos na pele, formados por carbonato de cálcio e associados a um endoesqueleto calcário. Organização do corpo do adulto baseada em cinco raios. Ex: estrelas-domar, ouriços-domar, bolachas-domar, pepinos-domar

3 CORDADOS CARACTERÍSTICAS EVOLUTIVAS EXCLUSIVAS: Presença de notocorda pelo menos na fase embrionária: estrutura derivada do mesoderma e que corresponde a um bastonete maciço, flexível, situado na linha mediana dorsal do corpo. Sistema nervoso dorsal: nos animais não cordados o sistema nervoso é difuso (simetria radial) ou se apresenta na posição ventral (simetria bilateral). Presença de fendas branquiais na faringe pelo menos na fase embrionária SIGNIFICADO DE TERMOS USADOS NA CLASSIFICAÇÃO: Protocordados: não possuem crânio nem vértebras (invertebrados) Vertebrados: possuem crânio e vértebras. Neste grupo a notocorda desaparece total ou parcialmente durante o desenvolvimento embrionário, sendo substituída pela coluna vertebral (notocorda NÃO origina coluna vertebral). Embora o nome Vertebrata derive da presença de vértebras, essa característica não ocorre em todos os animais chamados vertebrados. A característica mais geral do grupo é a presença de crânio. Por isso alguns preferem utilizar o termo CRANIA- TA. Agnatas: sem mandíbula Gnatostomados: com mandíbulas

4 CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS FILOS DE ANIMAIS CORDADOS INVERTEBRADOS (PROTOCORDADOS) VERTEBRADOS UROCORDADOS CEFALOCORDADOS AGNATAS GNATOSTOMADOS Apresentam características Notocorda estende- Não possuem PEIXES TETRÁPODAS (presença de patas e pulmões) conse desde a cabeça mandíbulas. CONDRICTES OSTEICTES ANFÍBIOS RÉPTEIS AVES MAMÍFEROS sideradas mais até a cauda (persiste Possuem encéfalo Peixes cartila- Peixes ós- Primeiros a o- Total adapta- Primeiros ani- Possuem glândulas primitivas do grupo. durante toda a vida). simples, ginososesque- seos. Esque- cuparem o amção ao ambimais endotér- mamárias, pêlos, Possuem no- Apresentam mobilida- endoesqueleto leto composto leto ósseo. biente terrestre. ente terresmicos (produ- glândulas sebáceas tocorda restrita à de durante toda a vida. cartilaginoso, basicamente de Corpo coberto Não possuem tre. Pele seca zem calor por e sudoríparas. região caudal. com crânio ru- cartilagem. por escamas estruturas que e queratini- meio de alta ta- Prototheria ou Mo- Notocorda presente Ex: anfioxo dimentar e boca Corpo coberto de origem permitam total zada, imperxa metabólica, notremata: mamífe- apenas na fase circular - ciclos- por escamas de dérmica. Res- adaptação ao meável, sem mantendo a ros primitivos que larval (maioria). tomados. Notocorda origem dermotos de noto- ambiente terres- glândulas, temperatura do botam ovos. Sem Adultos são sésseis. persiste epidérmica corda no adultre restritos a com esca- corpo constan- placenta. São também no adulto. Presença (dentículos to, entre as ambientes úmimas ou plate). Possuem Ex: ornitorrinco e denominados tunicados, de nada- dérmicos). Res- vértebras. Nados ou aquáticas córneas. penas e bicos. equidna. pois deiras ímpares. tos de notocorda dadeiras ímcos. Pele úmida, Botam ovos. Botam ovos. Metatheria ou Mar- possuem uma túnica Ex: no adulto, pares e pares: permeável feiticeiras e Ex: cobras, Membros antesupial: fêmeas a- resistente re- (não possuem entre as vérte- carnosas com glândulas lagartos, tarriores transfor- presentam marsú- vestindo o corpo, vértebras), lampreias bras. Presença (Sarcopterí- mucosas. Detarugas, jacamados em a- pio, bolsa na qual os formada por um (possuem de nadadeiras geos) ou suspendem da á- rés e crocodi- sas. Apresen- filhotes terminam o carboidrato semelhante vértebras rudi- ímpares e patentadas por gua para a relostam adapta- desenvolvimento à celulose: mentares). res. Boca ven- raios (Actinopproduçãoções para o embrionário. a tunicina. tral e transversalca terígeos). Bo- Ex: sapos, rãs, vôo. Ex: gambás, gangu- Ex: ascídias anterior. pererecas, cecí- Ex: passarinho, rus, coalas. Ex: tubarões, Presença de lias ou cobrascegas. avestruz, ema, Eutheria: mamífe- arraias. bexiga natatória. Ex: Moréia, pingüins etc. ros placentários. Ex: baleias, golfi- rêmora, nhos, homem, ma- cavalomarinho, peixe-espadcaco, cães, gatos, ratos etc. etc.

5

6 CLASSIFICAÇÃO DOS ANIMAIS QUANTO AO NÚMERO DE FOLHETOS EMBRIONÁRIOS: A. DIBLÁSTICOS OU DIPLOBLÁSTICOS Animais que evoluem a partir de dois folhetos embrionários, apenas: ectoderme e endoderme. Exs.: Cnidários B. TRIBLÁSTICOS OU TRIPLOBLÁSTICOS São animais que evoluem a partir dos três folhetos embrionários ou germinativos: ecto, endo e mesoderme. Exs.: Platelmintos, Nematódeos, Moluscos, Anelídeos, Artrópodos, Equinodermos e Cordados.

7 CLASSIFICAÇÃO DOS ANIMAIS QUANTO À EVOLUÇÃO DO BLASTÓPORO: BLASTÓPORO Abertura presente na superfície do embrião, formada durante a gastrulação, que comunica o arquêntero (intestino primitivo) com o meio externo e que, no adulto, dará origem à boca e/ou ao ânus.

8 A. PROTOSTÔMIOS Animais cujo blastóporo embrionário origina primeiramente ou somente a boca. Exs.: Cnidários, Platelmintos, Nematódeos, Anelídeos, Moluscos e Artrópodos. B. DEUTEROSTÔMIOS Aqueles cujo blastóporo origina somente o ânus. A boca será formada posteriormente por outro orifício. Exs.: Equinodermos e Cordados.

9

10

11

12

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos:

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos: Aula 4 Os animais Os seres vivos apresentam uma diversidade muito grande; a cada ano, novas espécies vêm sendo descritas. Fica compreensível a necessidade de um sistema de classificação para a organização

Leia mais

FILO CHORDATA. Cordados

FILO CHORDATA. Cordados FILO CHORDATA Cordados Cordados Notocorda Triblásticos Deuterostômios Simetria Bilateral Epineuro Celomados 2 Características presentes em todos Notocorda; Fendas na faringe; Tubo nervoso dorsal; Cauda

Leia mais

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS NÃO POSSUI TECIDOS VERDADEIROS (ESPECIALIZADOS). DIGESTÃO É INTRACELULAR. PORÍFEROS

Leia mais

Zoologia. Escala zoológica. Celenterados

Zoologia. Escala zoológica. Celenterados Zoologia Escala zoológica Cnidários Habitat modo de vida Todos de vida livre, fixos ou moveis Podem ser individuais ou coloniais Embriologia Tipos morfológicos Pólipo boca cavidade gástrica cavidade gástrica

Leia mais

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia FILOS ANIMAIS FILO CHORDATA O filo apresenta cerca de 50.000 espécies distribuídas entre protocordados e vertebrados. Protocordados cordados mais simples, pequenos e exclusivamente marinhos não são muito

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS 1. (Ufrgs 2015) Com base nas características dos moluscos, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) Os moluscos apresentam simetria radial.

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS. Reino Animalia

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS. Reino Animalia CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS Reino Animalia Organização do corpo e principais filos São pluricelulares, eucariontes e heterótrofos Apresentam grande diversidade (1 milhão de espécies distribuídas

Leia mais

Triblásticos Celomados

Triblásticos Celomados Biologia Móds. 19/20 Setor 1403 Os Cordados Prof. Rafa Características: Triblásticos Celomados ectoderme intestino mesoderme celoma cavidade corporal na mesoderme endoderme Características: Deuterostômios:

Leia mais

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág.

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág. BA. 06 Invertebrados mais simples (platelmintos) Apostila 1 Pág. 34 REINO ANIMAL OU METAZOA -Pluricelular Eucarionte Heterótrofo - sem parede celular - PORÍFEROS Esponjas - CNIDÁRIOS Águas vivas, corais,

Leia mais

1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se:

1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se: 1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se: a) oligolécitos b) heterolécitos c) mediolécitos d) telolécitos e) centrolécitos 2. O esquema abaixo

Leia mais

25/03/2013. Características gerais dos animais REINO ANIMALIA. Principais filos. Desenvolvimento embrionário

25/03/2013. Características gerais dos animais REINO ANIMALIA. Principais filos. Desenvolvimento embrionário Características gerais dos animais Eucariontes; Pluricelulares; Heterótrofos; Simetria bilateral, radial ou assimétricos; REINO ANIMALIA CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS Principais filos Porífera: esponjas;

Leia mais

Características Gerais dos Animais

Características Gerais dos Animais Características Gerais dos Animais 0 Reino Animalia ou Metazoa é formado por organismos pluricelulares; heterótrofos e eucariontes. No entanto, entre eles alguns não formam órgãos e portanto não apresentam

Leia mais

Respostas. Capítulo 21: O filo artrópodes (II)

Respostas. Capítulo 21: O filo artrópodes (II) Respostas Capítulo 21: O filo artrópodes (II) 1. E Ao se observar a situação experimental da questão se conclui que com relação às formigas (artrópodes da classe dos insetos) o olfato é o sentido utilizado

Leia mais

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com O filo é dividido em três classes: Turbelários: Planária (VIDA LIVRE) Trematódeos: Schistosoma sp (PARASITAS) Cestódeos: Taenia sp (PARASITAS) Corpo achatado

Leia mais

Biologia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor:

Biologia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Biologia Questão 1 (Fuvest 2010) Um determinado animal adulto é desprovido de crânio e apêndices articulares. Apresenta corpo alongado e cilíndrico. Esse

Leia mais

BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL

BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM CONTEÚDO: Os diversos filos animais REINO ANIMAL FILO PROTOZOA (Proto = primeiro, primitivo e Zoon = animal) Classe Rhizopoda amebas. Classe Ciliata paramécios. Classe Flagelata

Leia mais

Biologia. AIDS, dengue e gripe

Biologia. AIDS, dengue e gripe 01 - (PUC SP) Os recifes de corais são formados por colônias de animais providos de um esqueleto que protege um grande número de pólipos. Os animais presentes nos corais pertencem ao mesmo filo que a)

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos PARNAMIRIM - RN Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos Prof. José Roberto E Raphaella Madruga. Nematódeo Vermes de corpo cilíndrico, coberto por cutícula. Apresentam sexos separados (dimorfismo sexual

Leia mais

REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS

REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS REINO PROTOCTISTA Reino Protoctista - Protozoários Eucariontes, unicelulares (alguns coloniais) Vida livre e parasitária Relações Ecológicas: mutualismo

Leia mais

7. ZOOLOGIA QUESTÕES: 63-79

7. ZOOLOGIA QUESTÕES: 63-79 7. ZOOLOGIA QUESTÕES: 63-79 QUESTÃO - 63 Sobre os vermes do gênero taenia, assinale a(s) proposição(ões) correta(s). 01. A taenia solium é um asquelminto do grupo trematoda. 02. A teníase é causada pela

Leia mais

Colégio São Paulo. Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano

Colégio São Paulo. Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano Colégio São Paulo Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano Características principais do Reino Animalia Reúne organismos eucariotos, pluricelulares e com nutrição heterotrófica. O reino apresenta

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios BIOLOGIA IV 01 Embriologia Humana A espermatogônia é uma célula diploide (2n) e o espermatócito II é uma célula haploide (n), portanto, a espermatogônia terá o dobro do número

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 1ª Aula 1ª Parte Cordados: diversidade, classificação e evolução Profa. Dra. Virgínia Sanches Uieda Departamento t de Zoologia - IB/UNESP/Botucatu

Leia mais

BIOLOGIA. Prof. Fred CORDADOS. 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo.

BIOLOGIA. Prof. Fred CORDADOS. 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo. BIOLOGIA Prof. Fred CORDADOS 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo. 2) Vertebrados 2) Sibfilo Vertebrata (EUCORDATAS). 2.A) Superclasse

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro 1. O 'Ancylostoma' é um parasita intestinal que provoca o "amarelão", doença que se pode adquirir: a) por picada de um hemíptero (barbeiro). b) comendo carne de porco mal cozida. c) comendo carne bovina

Leia mais

O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados.

O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados. Origem dos Cordados O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados. Mandibula articulada Dois grupos de apendices pareados Coluna

Leia mais

Bimestr e: Data: Nome : Disciplina Ciências Valor da Prova / Atividade: 7 ANO Nº Ângela. Professo r:

Bimestr e: Data: Nome : Disciplina Ciências Valor da Prova / Atividade: 7 ANO Nº Ângela. Professo r: Data: Bimestr e: 4 Nome : Disciplina Ciências : Valor da Prova / Atividade: Professo r: 7 ANO Nº Ângela Nota: Objetivo/ Instruções: Lista de Recuperação 1.Assinale a alternativa CORRETA: É encontrada apenas

Leia mais

Domínio Eukaria Reino Animalia ou Metazoa. Profª Janaina Q. B. Matsuo

Domínio Eukaria Reino Animalia ou Metazoa. Profª Janaina Q. B. Matsuo Domínio Eukaria Reino Animalia ou Metazoa Profª Janaina Q. B. Matsuo Eucariontes Eucariontes Pluricelulares Eucariontes Pluricelulares Heterótrofos 1. Filo dos Poríferos 1. Filo dos Poríferos 2. Filo

Leia mais

ORIGEM EMBRIONÁRIA. A zigoto; B clivagem; C mórula; D blástula; E corte de blástula; F gástrula inicial; G - gástrula

ORIGEM EMBRIONÁRIA. A zigoto; B clivagem; C mórula; D blástula; E corte de blástula; F gástrula inicial; G - gástrula ORIGEM EMBRIONÁRIA A zigoto; B clivagem; C mórula; D blástula; E corte de blástula; F gástrula inicial; G - gástrula A- Radiata Mesoderme se forma a partir de células invasoras da endoderme (Equinodermatas)

Leia mais

Cara-a-cara com o Reino Animal

Cara-a-cara com o Reino Animal Cara-a-cara com o Reino Animal Vivian Lavander Mendonça, Renata Moretti e Sônia Lopes Departamento de Zoologia Instituto de Biociências Universidade de São Paulo Resumo O jogo é constituído por conjuntos

Leia mais

1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos. a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta.

1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos. a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta. 12. Cordados 1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos vertebrados, exceto: a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta. b) sistema excretor com néfrons

Leia mais

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que:

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: Aula n ọ 02 01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: a) utilizam-se do ar atmosférico para respirar através de pulmão. b) o caramujo

Leia mais

6) Assinale a alternativa que mostra o filo, cujos representantes são os animais menos complexos.

6) Assinale a alternativa que mostra o filo, cujos representantes são os animais menos complexos. ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO ESTUDOS INDEPENDENTES DE RECUPERAÇÃO RESOLUÇÃO SEE Nº 2.197, DE 26 DE OUTUBRO DE 2012 Aluno: Ano Atual Data : Matéria: Turno: Valor :70pontos Nota:

Leia mais

Gabarito: GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO. Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D]

Gabarito: GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO. Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D] GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO Gabarito: Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D] Resposta da questão 4: [A] Resposta da questão 5: [B] Resposta da

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL ocelos (olhos) superfície dorsal faringe boca superfície ventral cabeça ou escólex colo no homem tronco ou estróbilo autofecundação tênia adulta cisticerco no

Leia mais

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats.

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. Artrópodes - O filo Arthropoda (Artrópodes) possui um número muito grande de animais, o maior grupo com espécies diferentes; - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em

Leia mais

ZOOLOGIA - REINO METAZOA

ZOOLOGIA - REINO METAZOA ZOOLOGIA - REINO METAZOA FILO CORDADO CARACTERÍSTICAS GERAIS O que será que caracteriza um vertebrado? Substituição da Notocorda pela Coluna Vertebral; Presença de uma cabeça definida; Presença de órgãos

Leia mais

BIOLOGIA III Volume 1 RESOLUÇÕES DE EXERCÍCIOS CAPÍTULO 1

BIOLOGIA III Volume 1 RESOLUÇÕES DE EXERCÍCIOS CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 1 BIOLOGIA III Volume 1 RESOLUÇÕES DE EXERCÍCIOS TAREFA DE CASA (BLOCO 01) 01. C A reprodução pode ocorrer entre tipos ou subespécies diferentes (raças), mas os indivíduos devem ser da mesma espécie

Leia mais

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN 2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS 1. Um tipo de característica que pode ser levada em conta quando vamos trabalhar com Biologia Comparada são as características observadas

Leia mais

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA ARTRÓPODES Filo Arthropoda (Artrópodes) Do grego, arthros = articulado e podos = pés; É o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas (~1 milhão); Vivem em praticamente todos os tipos de ambientes;

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre MÓDULO 2 PORIFERA E CNIDARIA 1 - Em relação ao plano corporal dos animais, observamos que algumas espécies são assimétricas, enquanto outras apresentam

Leia mais

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco 1. Esta é a turma do Bob Esponja: Lula Molusco é supostamente uma lula; Patric, uma estrela-do-mar; o Sr. Siriguejo, um caranguejo; e Bob é supostamente uma esponja-do-mar. Cada um, portanto, pertence

Leia mais

Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese.

Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese. Sistemática Filogenética ou Cladística Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese. As relações evolutivas

Leia mais

O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o.

O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o. BIOLOGIA - SEMI/NOITE PROF. SÓSTENEZ 10/05/2016 Questão 01 - (UNIMONTES MG) O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o. Assinale a alternativa que apresenta a sequência

Leia mais

O reino Animalia. Os animais e sua classificação. Invertebrados e vertebrados T E M A 2

O reino Animalia. Os animais e sua classificação. Invertebrados e vertebrados T E M A 2 O reino Animalia T E M A 2 53 54 UNIDADE 2 Os animais e sua classificação Neste tema, você avançará em seus conhecimentos sobre os seres vivos, ao estudar o reino Animalia Vai identificar alguns grupos

Leia mais

Gabarito de Biologia Frente 2

Gabarito de Biologia Frente 2 Gabarito de Biologia Frente 2 Módulo 09 Moluscos e Anelídeos Questão 01 A Nestes animais apenas um plano corta o animal em partes simétricas (simetria bilateral). Apresentam uma cavidade corpórea tatalmente

Leia mais

Reino Animal organismos eucariontes multicelulares heterotróficos, mórula, blástula e gástrula

Reino Animal organismos eucariontes multicelulares heterotróficos, mórula, blástula e gástrula Reino Animal O Reino Animalia é definido segundo características comuns a todos os animais: organismos eucariontes, multicelulares, heterotróficos, que obtêm seu alimento por ingestão de nutrientes do

Leia mais

ZOOLOGIA. Introdução ao Filo Chordata

ZOOLOGIA. Introdução ao Filo Chordata ZOOLOGIA Introdução ao Filo Chordata Posição no Reino Animal Pertencem ao ramo dos animais Deuterostômios Árvore Evolutiva Classificação do Filo Chordata Grupo Protochordata (Acrania) Filo Chordata Subfilo

Leia mais

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8 Sugestões de atividades para avaliação Ciências 7 o ano Unidade 8 5 Nome: Data: UniDaDE 8 1 Com relação às suas características gerais, podemos dizer que os vertebrados possuem exclusivamente: I. patas.

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota Biologia Reino animal Poríferos e cnidários Poríferos A linhagem que originou as esponjas atuais se separou da linhagem

Leia mais

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida 2º EM Biologia Frente B Prof. Jairo José Matozinho Cubas Lista de exercícios referentes ao primeiro trimestre: CONTEÚDO: Cordados 1. (Uel 2014) Nos últimos 10.000

Leia mais

FILO: CORDADOS SUB-FILO: VERTEBRADOS TABELA DE ZOOLOGIA COMPARADA

FILO: CORDADOS SUB-FILO: VERTEBRADOS TABELA DE ZOOLOGIA COMPARADA Classes Peixes Cartilaginosos (Condrictes) Temperatura ectotérmicos do corpo Tegumento pele coberta por escamas placóides, de origem dermoepidérmi ca Sustentação e locomoção Nutrição digestão Circulação

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Lista de Exercícios NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) São divididos em áscon, sícon e lêucon: a) Cnidários. b) Platelmintos.

Leia mais

BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM DIGESTÃO

BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM DIGESTÃO BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM CONTEÚDO: Digestão e Circulação DIGESTÃO O processo de digestão é um dos primordiais dos seres vivos por ser por meio dele que se adquire a matéria necessária

Leia mais

ATIVIDADES. BA.10: Moluscos e Equinodermos BIOLOGIA

ATIVIDADES. BA.10: Moluscos e Equinodermos BIOLOGIA ATIVIDADES 1. (UERJ 2006) Um ecossistema pode ser drasticamente alterado pelo surgimento ou pelo desaparecimento de espécies de seres vivos. a) Um ambiente em equilíbrio é habitado por indivíduos pertencentes

Leia mais

Embriogênese (parte II) Histologia animal (parte I) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com

Embriogênese (parte II) Histologia animal (parte I) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com Embriogênese (parte II) Histologia animal (parte I) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com Anteriormente... Zigoto Mórula Blástula Gástrula Neurula Organogênese Anexos embrionários Gêmeos Dos

Leia mais

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento :::

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: Seres Invertebrados adsense1 Desde os protozoários, unicelulares e microscópicos, até os grandes polvos e lulas, que atingem vários metros de comprimento, os invertebrados formam uma ampla variedade de

Leia mais

Tabela de biologia - Anatomia Comparada SISTEMAS / GRUPOS ANIMAIS

Tabela de biologia - Anatomia Comparada SISTEMAS / GRUPOS ANIMAIS Tabela de biologia - Anatomia Comparada Tabela de anatomia comparada S / S ESPONGIÁRIOS Externamente o corpo é revestido por uma camada de células achatadas, os pinacócitos. Possuem um esqueleto interno

Leia mais

Lista 2º ano/1ºtrim Biologia/prof. Karina CFNP

Lista 2º ano/1ºtrim Biologia/prof. Karina CFNP 1. (Ufg 2014) Analise a figura a seguir que representa a gástrula, uma estrutura embrionária. 02) Animais em que o blastóporo dá origem a boca e posteriormente surge o ânus são denominados deuterostômios.

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia 1. (Fgv 2015) A figura ilustra os vasos sanguíneos maternos e fetais na região da placenta, responsável pela troca dos gases respiratórios oxigênio e dióxido de carbono. Como a circulação e a ventilação

Leia mais

Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja?

Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja? INVERTEBRADOS: Poríferos Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja? Os poríferos constituem o filo composto pelos animais de estrutura corporal mais simples. São conhecidos como esponjas.

Leia mais

CADERNO DO ANOTAÇÕES DE CAMPO - PARQUE ZOOLÓGICO

CADERNO DO ANOTAÇÕES DE CAMPO - PARQUE ZOOLÓGICO CADERNO DO ANOTAÇÕES DE CAMPO - PARQUE ZOOLÓGICO Zoólogo: REGRAS DO ZOO PARA ALUNOS: Permaneça na trilha Caminhe, não corra Recolha seu lixo Respeite os animais com o seu silêncio Fones de ouvido e telefones

Leia mais

Está(ao) correta(s): a) a afirmação III. b) a afirmação II. c) as afirmações I e III. d) as afirmações II e III.

Está(ao) correta(s): a) a afirmação III. b) a afirmação II. c) as afirmações I e III. d) as afirmações II e III. 1. (Udesc 2014) O desenvolvimento embrionário é diversificado entre os diferentes grupos animais, e ocorre, de maneira geral, em três fases consecutivas. Assinale a alternativa correta quanto ao desenvolvimento

Leia mais

Zoologia e Botânica. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 16, 17, 18 e 20/12/2015. Material de Apoio para Monitoria

Zoologia e Botânica. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 16, 17, 18 e 20/12/2015. Material de Apoio para Monitoria Zoologia e Botânica 1. A doença de Chagas atinge milhões de brasileiros, que podem apresentar, como sintoma, problemas no miocárdio, que levam à insuficiência cardíaca. Por que, na doença de Chagas, ocorre

Leia mais

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Além do vegetais outros organismos habitavam o ambiente terrestre Organismos de corpo mole como moluscos e anelídeos Organismos com cutícula redução da

Leia mais

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno Os Invertebrados Prof. Luis Bruno Os Poríferos Animais simples que habitam o planeta; Não apresentam órgãos; Sésseis; Maioria de ambiente marinho, mas existem poucas espécies de água doce; São animais

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS ixação F ) (UFF) Assim como os moluscos, anelídeos e artrópodes, os equinodermos também são 2 nvertebrados triploblásticos e celomados. A larva

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR DEBORA SOUZA DISCIPLINA CIÊNCIAS SIMULADO: P3 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 701 Questão 1

Leia mais

Plano de Aula CIÊNCIAS. Animais vertebrados e invertebrados

Plano de Aula CIÊNCIAS. Animais vertebrados e invertebrados Plano de Aula CIÊNCIAS Animais vertebrados e invertebrados Animais vertebrados e invertebrados. 08 p.; il. (Série Plano de Aula; Ciências Naturais) ISBN: 1. Ensino Fundamental Ciências 2. Meio Ambiente

Leia mais

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE ESPONJA DO MAR Filo Porifera Os poríferos coloniais, como o da foto, são muito comuns nos mares brasileiros. (cerca de 5 cm de altura) HIDRA Filo Cnidaria Classe Hydrozoa Vive em água doce; em seu ciclo

Leia mais

Pág. 1 COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD REFERÊNCIAS PARA CORREÇÃO PROVA DE BIOLOGIA

Pág. 1 COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD REFERÊNCIAS PARA CORREÇÃO PROVA DE BIOLOGIA 1) O processo fotossintético é fundamental para a vida das plantas. a) Explique por que uma planta mantida em uma intensidade de radiação abaixo do seu ponto de compensação luminoso não cresce. Por que

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 08 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 Intenção sem ação é ilusão. Ouse fazer e o poder lhe será dado

Leia mais

EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA

EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA 1) O diagrama abaixo representa uma das hipóteses sobre a evolução dos animais metazoários. Nele, os retângulos com os números

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. Cavalos,

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

Biologia REINO ANIMAL - UNICAMP - VESTIBULARES DE 2016-2010

Biologia REINO ANIMAL - UNICAMP - VESTIBULARES DE 2016-2010 1. (Unicamp 2015) O estudo do desenvolvimento embrionário é importante para se entender a evolução dos animais. Observe as imagens abaixo. limpa e há diminuição na sua reprodução em temperaturas abaixo

Leia mais

Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos

Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos 1 2 Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos heterótrofos do domínio Eukaria. Tais características estavam

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 07 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 A alma da gente durante a vida, produz uma quantidade imensa

Leia mais

Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia de reserva nutritiva chamada vitelo, de acordo com a quantidade e a distribuição do vitelo, os

Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia de reserva nutritiva chamada vitelo, de acordo com a quantidade e a distribuição do vitelo, os Embriologia Embriologia é a parte da Biologia que estuda as transformações que se processa no embrião, desde a formação da célula-ovo até o nascimento. Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia

Leia mais

www.fabianobiologia.com.br

www.fabianobiologia.com.br www.fabianobiologicom.br Considere os seguintes grupos de animais: Questões de Assuntos Variados 01 - (UFOP MG/Janeiro) De acordo com as diferentes características que apresentam, os seres vivos são agrupdos

Leia mais

FISIOLOGIA ANIMAL COMPARADA

FISIOLOGIA ANIMAL COMPARADA FISIOLOGIA ANIMAL COMPARADA NUTRIÇÃO É o conjunto de processos pelos quais o organismo incorpora e utiliza os nutrientes. Compreende as seguintes funções: digestão, respiração, excreção e circulação. Pode

Leia mais

4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome:

4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: 1) Observe esta figura e identifique as partes do vegetal representadas nela. Posteriormente, associe as regiões identificadas às funções

Leia mais

COMO SURGEM OS TECIDOS

COMO SURGEM OS TECIDOS TECIDO EPITELIAL COMO SURGEM OS TECIDOS Nos seres de reprodução sexuada, que constituem a maioria dos organismos, todas as células surgem a partir de uma única célula, a célula-ovo. Esta sofre divisões

Leia mais

Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4

Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4 Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4 Exercícios 01) C E C E C E 02) D 03) D 04) Seu corpo é constituído por: cabeça com órgãos sensoriais; massa visceral com um conjunto de órgãos, recoberta por uma parede

Leia mais

Questão 01 Gabarito: 27 Comentário

Questão 01 Gabarito: 27 Comentário Questão 01 Gabarito: 27 Biologia 01. Correta, pois essa é a definição de metabolismo basal, que consiste nas reações que garantem a sobrevivência do indivíduo e dos seus tecidos. 02. Correta, uma vez que

Leia mais

Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e

Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e filtradores. - Digestão intracelular. - Sustentação: Espículas

Leia mais

Sistemas de Trocas Gasosas

Sistemas de Trocas Gasosas Sistemas de Trocas Gasosas 1 Generalidades os seres vivos habitam diversos tipos de ambientes, sendo fundamentalmente o terrestre, o aquático e o aéreo. As diferenças existentes entre os diversos ambientes,

Leia mais

BIOLOGIA AULA 11: ZOOLOGIA EQUINODERMOS; CORDADOS

BIOLOGIA AULA 11: ZOOLOGIA EQUINODERMOS; CORDADOS BIOLOGIA AULA 11: ZOOLOGIA EQUINODERMOS; CORDADOS FILO DOS EQUINODERMOS Os equinodermos (do grego echinos: espinhos; derma: pele) constituem um grupo de animais exclusivamente marinhos, dotados de um endoesqueleto

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= ANIMAIS INVERTEBRADOS

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Profª Glenda Carvalho

DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Profª Glenda Carvalho DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Profª Glenda Carvalho E assim, começa uma nova vida... Os tipos de desenvolvimento embrionário Vivíparos Ovovivíparos Ovíparos Ovulíparos

Leia mais

Curso Wellington Biologia Artrópodes Crustáceos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Artrópodes Crustáceos Prof Hilton Franco 1. Num restaurante do litoral paranaense, havia vários pratos típicos. Qual das alternativas mostra a relação correta, uma vez que o garçom não sabia identificar quais pratos eram feitos com moluscos e

Leia mais

Biologia Móds. 21/22 Setor 1423 Cordados Prof. Rafa

Biologia Móds. 21/22 Setor 1423 Cordados Prof. Rafa Biologia Móds. 21/22 Setor 1423 Cordados Prof. Rafa Características: Triblásticos Celomados ectoderme intestino mesoderme celoma cavidade corporal na mesoderme endoderme Características: Deuterostômios:

Leia mais

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE BIOLOGIA

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE BIOLOGIA Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio Índice APOSTILA DE BIOLOGIA Módulo I - Composição Química das Células -

Leia mais

Equinodermas e Protocordados 2ª parte

Equinodermas e Protocordados 2ª parte COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Equinodermas e Protocordados 2ª parte Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com O que significa o termo Cordados?

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM REVISÃO 1) Os moluscos bivalvos (ostras e mexilhões) são organismos economicamente importantes como fonte

Leia mais

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 3º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== 01- Marque com um (X) a(s) alternativa(s)

Leia mais

RESUMO Nº 1 3º TRIMESTRE

RESUMO Nº 1 3º TRIMESTRE 7 O ANO EF CIÊNCIAS RESUMO Thiago Judice RESUMO Nº 1 3º TRIMESTRE Leia o resumo com atenção e traga as dúvidas para a sala de aula. Para melhor compreensão da origem dos animais estudados, leia os textos

Leia mais

2ªsérie 2º período B I O L O G I A

2ªsérie 2º período B I O L O G I A 2.2 B I O L O G I A 2ªsérie 2º período QUESTÃO 1 O filo Platyhelminthes inclui tanto formas de vida livre como organismos endo e ectoparasitas. Considerando a biologia destes animais, marque a opção que

Leia mais

Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução

Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução 1. No nosso organismo existem dois tipos de enzimas do tipo amilase, a amilase pancreática e a amilase salivar, com velocidades

Leia mais