BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL"

Transcrição

1 BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM CONTEÚDO: Os diversos filos animais REINO ANIMAL FILO PROTOZOA (Proto = primeiro, primitivo e Zoon = animal) Classe Rhizopoda amebas. Classe Ciliata paramécios. Classe Flagelata tripanossoma, leishmânia, giárdia. Classe Esporozoa plasmódio, toxoplasma. Este Filo é constituído pelos animais cuja célula é do tipo, ou seja, ela apresenta o núcleo organizado e organelas membranosas. Por apresentarem todas as funções necessárias à sua manutenção e à perpetuação da espécie, estes organismos são considerados indivíduos-célula. Uma estrutura típica de protozoários de ambiente límnico (água doce) é o que tem a função de eliminar o excesso de água (osmorregulação) e de (excreção). É, portanto uma estrutura de excreção. Sua classificação varia de acordo com a estrutura de locomoção que eles apresentam. Ela pode ser por meio de nos ciliados, de flagelos nos, ou por emissão de nos rizópodas. Há ainda aqueles que não apresentam qualquer tipo de locomoção própria, como no caso dos e alguns poucos que são fixos. Podem ser de vida livre ou, sendo responsáveis por inúmeras endemias, como a amebíase, a malária, a doença de Chagas e a leishmaniose. Observe na foto e no desenho a morfologia do paramécio e localize nele seus dois o vacúolos pulsáteis.

2 FILO PORIFERA (Porus = poros e Ferre = apresentar) Classe Ascon Classe Sicon Classe Leucon Este grupo é representado pelas esponjas do mar, organismos pluricelulares com tecidos pouco especializados ou, como preferem alguns biólogos, sem tecidos verdadeiros. São todos de vida livre e habitam exclusivamente o ambiente, quer seja marinho (a grande maioria), quer seja límnico, do qual retiram o alimento e para onde lançam suas excretas e gametas. Localizado na sua câmara central denominada, encontramos o que é a célula típica e exclusiva deste filo. Ela apresenta um de cujo centro parte um longo cuja função é a de promover a circulação de água de fora para dentro da esponja, possibilitando a entrada de (plâncton e detritos) e de para a respiração. A circulação da água A água entra pelos trazendo o alimento, passa pelo, e sai da esponja pelo, arrastando para fora as e os gametas (estes na época da reprodução). Quanto ao esqueleto, ele pode ser orgânico (formado por uma rede de ) ou inorgânico (formado por espículas calcárias ou ). A reprodução pode ser sexuada com a produção de ou assexuada por. A fecundação ocorre geralmente no meio externo e o desenvolvimento do embrião é com a formação de uma larva que, ao se fixar a um substrato consolidado, inicia a formação de uma nova esponja. Represente que o grande átrio das esponjas tipo Áscon vai sendo substituído aos poucos por uma maior complexidade dos canais nas esponjas Sícon, terminando com a formação inúmeras câmaras vibráteis nas Lêucon. Localize nos três desenhos onde estão localizados os coanócitos.

3 FILO CNIDARIA OU COELENTERATA (Knide = urtiga / Koilos = oco e Enteron = intestino) Classe Hydrozoa - pólipos como a hidra (fixa) e a caravela (flutuante), ou apresentando alternância de gerações entre medusas (sexuadas) e pólipos (assexuados), como em Obélia. Classe Anthozoa - pólipos como os corais e as anêmonas, exclusivamente marinhos. Classe Scyphozoa medusas ou apresentando alternância de gerações entre medusas (sexuadas) e pólipos (assexuados) como em Aurélia. Como o próprio nome diz, os cnidários apresentam estruturas urticantes que servem tanto para auxiliálos na como na. Estas estruturas são os, células típicas e exclusivas do grupo. Cada uma destas células é composta por uma bolsa membranosa, o nematocisto (que armazena um composto tóxico paralisante em seu interior) que termina numa estrutura em forma de dardo permanentemente recolhido no interior da bolsa. Quando tocada, esta célula ejeta o dardo na presa, descarregando seu paralisante que a prende ao tentáculo evitando que ela escape. Paralisada, a presa pode então ser engolida, indo parar na, cuja ocorrência no reino animal se dá pela primeira vez nos celenterados. No entanto o tubo digestivo é dito incompleto, pois não há, assemelhando-se mais a um saco digestivo. Além disso, são os primeiros animas com tecido nervoso (que é do tipo ) e tecido muscular. Quanto à forma, os celenterados podem apresentar-se como que são fixos ou pouco móveis (anêmona, coral e hidra) ou como que são natantes (águas-vivas). Em algumas espécies pode ocorrer uma alternância de gerações, aonde há uma fase pólipo que tem sempre reprodução por e uma fase medusa que tem sempre reprodução com formação de. O desenvolvimento é indireto com a ocorrência de larva que, ao se desenvolver, inicia a formação de um novo ser. Quanto ao esquema da alternância de gerações de obélia, qual das formas de vida é sexuada e qual é assexuada? Em qual delas ocorre a meiose?

4 FILO PLATYHELMINTHES (Plati = chato / Helminto = verme) Classe Turbelária - planárias Classe Tremátoda esquistossomas Classe Céstoda tênias Apesar da pouca importância que lhes é dada, os platelmintes são os primeiros animais com sistema nervoso que levou à cefalização (formação de cabeça) e à simetria. Seu habitat deve ser úmido, podendo haver planárias marinhas, límnicas e terrestres. Há ainda formas, como os esquistossomas e as tênias. Seu tubo digestivo é ainda, podendo ser ramificado, como nas planárias ou inexistir, como nas tênias. São também os primeiros organismos a apresentar um tecido excretor, formados pelas responsáveis pela eliminação da do corpo do animal. Sua reprodução é sexuada por, havendo reprodução assexuada por estrobilização em tênias, casualmente, regeneração em planárias. Estas e as proglótides das tênias são (hermafroditas), enquanto os esquistossomas são dióicos e apresentam dimorfismo sexual. Perceba a simetria bilateral da planária e seu intestino ramificado localizado sobre seus cordões nervosos. Trace, com uma régua, um risco sobre a planária de forma a seccioná-la em dois lados simétricos. Identifique na figura do esquistossoma qual o macho e qual a fêmea. FILO NEMATODA (Nemato = chato / Helminto = verme) Apesar de serem lembrados apenas como parasitas, muitos nemátodos são vermes de vida livre que participam ativamente da formação de húmus junto à minhocas. No processo evolutivo estão entre os primeiros a apresentar tubo digestivo, ou seja, com boca e. Das parasitoses mais comuns temos a ascaridiose, a ancilostomose e a filariose.(ou elefantíase). São todos sexuados e com dimorfismo, sendo os machos menores que as fêmeas e portadores de uma cauda retorcida.

5 FILO ANNELIDA (Anelus = anéis) Classe Oligoqueta minhocas Classe Poliqueta errantes e tibícolas Classe Aqueta ou Hirudínea sangue sugas. Seus principais representantes são as minhocas de grande interesse para a agricultura por e o solo. São também bem conhecidas as sangue-sugas que, ainda hoje, apresentam importância medicinal graças à sua saliva. Porém, há outros representantes praticamente desconhecidos dos brasileiros, os poliquetos que podem apresentar formas fixas (os que se alimentam filtrando a água do mar atrás de plâncton e detritos) e formas errantes que podem ser detritívoros ou predadores. Além do corpo, são os primeiros animais a apresentar sistema circulatório. Seu sistema nervoso do tipo em posição, somado ao corpo segmentado lhes possibilita uma maior gama de movimentos. Excretam por meio de que se encontram aos pares em cada segmento do corpo, mas os representantes terrestres também podem excretar uréia, o que lhes possibilita maior chance de sobrevivência no solo nem sempre muito úmido. As minhocas são (hermafroditas) com desenvolvimento direto, enquanto os poliquetos são dióicos com desenvolvimento indireto. Estes apresentam projeções laterais de onde saem as cerdas, os que além de estarem relacionados à locomoção, parecem estar relacionados às trocas gasosas, sendo por alguns considerados. Observe no desenho abaixo os poliquetos e a anatomia de uma minhoca e a presença de uma em seu tubo digestivo que a possibilita triturar o alimento ingerido junto com pequenas pedras.

6 FILO MOLLUSCA (Molis = mole) Classe Gastrópoda caramujos e lesmas Classe Pelecípoda (bivalves) ostras, mexilhões e vieiras Classe Cefelópoda polvos e lulas. A presença de concha na maioria de seus representantes lhes possibilita uma ampla distribuição planetária, sendo encontrados nos oceanos, nos rios e lagos e em ecossistemas terrestres úmidos. Estão entre os primeiros organismos do hábitat terrestre (caramujos e lesmas) a serem vistos sobre o solo e não em seu interior. A concha, assim como a pérola, é sintetizada pelo, dobra da pele que se situa normalmente sobre a massa, região onde situam-se as vísceras do animal. Seu tubo digestivo é e em sua boca (gastrópodes e cefalópodes) pode ser vista uma, estrutura exclusiva dos moluscos. Assim como os anelídeos excretam por meio de (apenas dois no corpo todo), apresentam sistema, só que aberto e sistema nervoso do tipo. Excetuam-se aqui alguns os cefalópodes, como os grandes polvos e lulas cujo sistema circulatório é fechado. Os representantes aquáticos excretam, enquanto os terrestres excretam amônia e, o que lhes possibilita uma maior distribuição neste meio. Os representantes terrestres respiram por meio de pulmões (apenas uma reentrância sacular da cavidade do manto), enquanto os aquáticos respiram por meio de. Todos seus componentes apresentam pés, sejam eles deslizantes ( ), pouco úteis e em forma de martelo (pelecípodes) ou tentaculares e com ventosas ( ). Isso afeta sua alimentação. Enquanto os gastrópodes podem ser tanto herbívoros quanto (até mesmo predadores), os cefalópodes são excelentes predadores (graças também à sua ótima visão) e os bivalves são de plâncton. Estes são dióicos com desenvolvimento indireto, os cefalópodes são com desenvolvimento e os gastrópodes são monóicos com desenvolvimento direto ou indireto. Identifique nos desenhos abaixo as três principais classes de moluscos. Você saberia dar uma importância econômica para cada uma delas?

7 FILO ARTHROPODA (Artro = articulação e Podos = patas) Classe Crustácea caranguejos, lagostas e camarões Classe Aracnida aranhas, escorpiões, ácaros e cravos de pele Classe Insecta baratas, mosquitos, moscas, abelhas, borboletas, besouros, etc. Classe Miriápoda lacraias e piolhos de cobra Graças ao exoesqueleto associado à musculatura segmentada e à enorme diversidade de estruturas de respiração e excreção, este é o filo com o maior número de representantes e o com a maior distribuição planetária, sendo encontrados do fundo dos oceanos ao mais seco dos desertos, do equador aos pólos, flutuando nas águas (estão entre os maiores componentes do zooplâncton), caminhando no solo ou no fundo oceânico, voando ou flutuando no ar. Há representantes predadores, como as lacraias, os - e as aranhas; herbívoros, como os cupins, as lagartas das borboletas; detritívoros como os besouros, os e as lagostas, filtradores, como as cracas e os camarões; parasitas como os ácaros, os pulgões e os ; polinizadores (comedores de néctar e pólen) como as abelhas, as e as vespas e cultivadores como as formigas. Seu sistema circulatório é do tipo, podendo ou não transportar gases (e, portanto, ter cor), dependendo do tipo de. Quando branquial ( ), o sangue é azul (presença de hemocianina) e transporta gases; quando filotraqueal (alguns aracnídeos) é vermelho (presença de ) e ; porém quando a respiração é (insetos e alguns aracnídeos), as traquéias transportam os gases diretamente aos tecidos, não havendo participação do sangue no transporte dos gases. Nestes animais o sangue é incolor. Isso não quer dizer que seja desnecessário, pois transporta nutrientes, anticorpos, hormônios e excretas. Os representantes terrestres ( e ) respiram por meio de e, excretam, apresentando desenvolvimento direto como as aranhas, os escorpiões e alguns insetos (traças e pulgas) ou (a maioria dos insetos); enquanto que os representantes aquáticos (quase que exclusivamente crustáceos), respiram por meio de, excretam, e apresentam desenvolvimento. Assim como os anelídeos, o sistema nervoso lhes oferece um gânglio por segmento corporal. Associado ao exoesqueleto e às articulações, isso lhes propicia amplos movimentos e o surgimento de patas verdadeiras e inúmeras outras estruturas articuladas. Aqueles representantes que conseguiram associar o exoesqueleto às patas, à respiração e à eliminação de como excreta nitrogenada, foram os primeiros animais a conquistar definitivamente o meio terrestre, uma vez que conseguiram restringir ao máximo a perda de água e desenvolveram um estrutura corporal resistente o suficiente para e desafiar a gravidade, mais impactante no meio terrestre que no aquático onde o empuxo reduz o do animal.

8 Como decorrência de seu exoesqueleto, os artrópodes possuem um crescimento típico que depende das contínuas mudas de esqueleto, as, o que lhes confere um padrão de crescimento em forma de -. Cada salto de crescimento só ocorre após o abandono do esqueleto anterior e se dá por inchaço do corpo. O crescimento real se dá nos momentos de crescimento nulo e não é percebido porque o corpo do animal encontra-se contido no interior do esqueleto. Cada uma das classes desenvolveu uma combinação de características anatômicas e fisiológicas próprias, como podemos ver nos desenhos e na tabela abaixo. CRUSTÁCEOS ARACNÍDEOS INSETOS MIRIÁPODES Exoesqueleto quitina + CaCO 3 quitina Segmentos do corpo cefalotórax e abdómen Número de patas 3 pares Número de antenas 2 pares Presença de asas ausente Presença de quelíceras ausente Estrutura respiratória traquéias Estrutura excretora túbulos de malpighi Tipo de excreta ácido úrico

9 FILO ECHINODERMATA (Echino = espinho e Dermo = pele) Classe Equinóidea ouriços-do-mar Classe Asteróidea estrelas-do-mar Classe Holoturóidea pepinos-do-mar Classe Crinóidea lírios-do-mar Apesar de ser o filo menos cobrado nos vestibulares, é conhecido por todos, pois representantes como a estrelas e as bolachas do mar são bastante populares. Apesar de seu surgimento mais recente que muitos dos filos anteriores, sua simetria é, e não apresentam um sistema circulatório e excretor diferenciados. Ao invés deles, apresentam um sistema único na natureza, o (ou abulacrário ou hidrovascular) formado por um conjunto de canais internos com ramificações que se projetam para fora de seu endoesqueleto calcário e da pele, formando estruturas semelhantes a pés, os pés que podem tanto fixar o animal ao substrato quanto locomovê-los. Por serem delicados e permeáveis, esses pés parecem estar também associados à eliminação de excretas e ás trocas gasosas. Apesar do esqueleto desses animais envolver suas vísceras, é considerado um pois é produzido por sua pele de fora para dentro e não ao contrário. A presença de espinhos calcários ou não, articuláveis ou não, dá a esses animais um aspecto espinhudo ou verrugoso que pode assustar a princípio, mas que se mostram inofensivos se esses organismos forem manipulados com cautela, mesmo sendo eles os ouriços do mar. Sua reprodução é, podendo haver esporadicamente reprodução assexuada por regeneração em estrelas-do-mar. Seu desenvolvimento é e sua larva apresenta simetria bilateral Por isso a simetria, típica do grupo, é dita secundária.

10 FILO CHORDATA (animais com classificação muito complexa) Subfilo Hemicordata - balanoglossus Subfilo Urocordata ascídias e salpas Subfilo Cefalocordata - anfioxos Subfilo Vertebrata Agnatos Superclasse Ciclostomados lampreias e feiticeiras Gnatostomados Superclasse Peixes Classe Condrícties tubarões e raias Classe Osteícties demais peixes Superclasse Tetrápodas Classe Anfíbia Classe Reptília Classe Aves Classe Mamália É característico desse filo a presença de e fendas (antigamente chamadas de fendas branquiais) em pelo menos uma fase da vida e de sistema nervoso centralizado em posição (ou, simplesmente, sistema nervoso dorsal). Sua classificação é muito complexa devido à sua grande biodiversidade, podendo encontrar-se representantes desse filo em todos os ecossistemas do planeta. Os aquáticos respiram por meio de e excretam (exceto os peixes cartilaginosos que excretam, mas por motivos de osmorregulação). Os terrestres respiram por meio de alveolares ou não, e excretam (aves e répteis que se desenvolvem dentro de um ovo com casca) ou (mamíferos e anfíbios adultos, sendo que estes ainda excretam também um pouco de amônia). Alguns peixes e anfíbios apresentam fecundação externa, enquanto os demais peixes e representantes do meio terrestre apresentam fecundação interna.

11 A conquista do ambiente terrestre só foi possível para alguns vertebrados após muitos eventos evolutivos sucessivos. O surgimento de patas para locomoção associadas a uma cintura pélvica (bacia) e escapular (ombro) foi fundamental para que este grupo desafiasse a gravidade do meio terrestre, que não oferece o empuxo que alivia o peso dos animais aquáticos; a respiração já presente em alguns peixes e a presença de espessa cada de impermeabilizante na pele viabilizou a vida num ambiente seco e, portanto, favorável à desidratação. A fecundação interna seguida de um desenvolvimento direto quer seja num ovo com casca, quer seja num útero com placenta possibilitou o desenvolvimento do embrião num ambiente úmido e abrigado e, por fim, a eliminação de ácido úrico ou de uréia, menos tóxicos que a amônia, possibilitou a sobrevivência neste meio com um mínimo aporte de água. No interior do ovo com casca calcária porosa, encontramos um conjunto de sacos e membranas fundamentais para que essa conquista fosse possível: o que, em contato com a casca, promove as com o meio; o que contém em seu interior toda a água necessária para o metabolismo do embrião; o que é capaz de armazenar em seu interior o ácido úrico gerado pelo metabolismo do embrião e o (que já se encontrava presente em inúmeros outros vertebrados) que armazena o (alimento) sem o qual o embrião não teria como se desenvolver. Com todos esses eventos conjugados, passamos a ter um animal verdadeiramente terrestre, evento esse só alcançado anteriormente por alguns animais do filo dos. ANFÍBIOS RÉPTEIS AVES MAMÍFEROS Queratina Presente Anexos epidérmicos Penas e garras Respiração Pulmões com sacos aéreos Coração 3 cavidades Circulação Dupla e completa Controle térmico Pecilotermos Tipo de excreta Uréia Gestação Ovo sem casca Anexos embrionários Desenvolvimento Direto

12

13 Com base no resumo colorido de zoologia, responda: a) Quais filos apresentam celoma verdadeiro? b) Qual(is) filo(s) é(são) acelomados, pseudocelomados, respectivamente? c) Quais filos são celomados? d) Quais filos apresentam pela primeira vez sistema circulatório aberto e fechado? e) Em que filo encontramos exoesqueleto e patas articuladas f) Qual filo apresenta, pela primeira vez, cavidade digestiva? g) Em que filo surge pela primeira vez sistema nervoso centralizado? h) O surgimento da mesoderme se dá em que filo? i) Em qual dos filos surge pela primeira vez o ânus? j) Em qual dos filos o tecido nervoso forma uma rede difusa? k) Quais filos apresentam representantes diblásticos? l) Quais filos apresentam representantes triblásticos? m) Seis dos filos representados no esquema são protostomados. O sétimo não pode receber esta denominação. Qual é esse filo e porque ele não pode der considerado protostomado? n) Os filos deuterostomados não estão representados no esquema. Quais são eles? o) Que filos representados ou não no esquema possuem endoesqueleto? p) Que filos representados ou não no esquema possuem exoesqueleto?

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos:

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos: Aula 4 Os animais Os seres vivos apresentam uma diversidade muito grande; a cada ano, novas espécies vêm sendo descritas. Fica compreensível a necessidade de um sistema de classificação para a organização

Leia mais

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS NÃO POSSUI TECIDOS VERDADEIROS (ESPECIALIZADOS). DIGESTÃO É INTRACELULAR. PORÍFEROS

Leia mais

Biologia. AIDS, dengue e gripe

Biologia. AIDS, dengue e gripe 01 - (PUC SP) Os recifes de corais são formados por colônias de animais providos de um esqueleto que protege um grande número de pólipos. Os animais presentes nos corais pertencem ao mesmo filo que a)

Leia mais

Zoologia. Escala zoológica. Celenterados

Zoologia. Escala zoológica. Celenterados Zoologia Escala zoológica Cnidários Habitat modo de vida Todos de vida livre, fixos ou moveis Podem ser individuais ou coloniais Embriologia Tipos morfológicos Pólipo boca cavidade gástrica cavidade gástrica

Leia mais

25/03/2013. Características gerais dos animais REINO ANIMALIA. Principais filos. Desenvolvimento embrionário

25/03/2013. Características gerais dos animais REINO ANIMALIA. Principais filos. Desenvolvimento embrionário Características gerais dos animais Eucariontes; Pluricelulares; Heterótrofos; Simetria bilateral, radial ou assimétricos; REINO ANIMALIA CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS Principais filos Porífera: esponjas;

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro 1. O 'Ancylostoma' é um parasita intestinal que provoca o "amarelão", doença que se pode adquirir: a) por picada de um hemíptero (barbeiro). b) comendo carne de porco mal cozida. c) comendo carne bovina

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS 1. (Ufrgs 2015) Com base nas características dos moluscos, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) Os moluscos apresentam simetria radial.

Leia mais

6) Assinale a alternativa que mostra o filo, cujos representantes são os animais menos complexos.

6) Assinale a alternativa que mostra o filo, cujos representantes são os animais menos complexos. ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO ESTUDOS INDEPENDENTES DE RECUPERAÇÃO RESOLUÇÃO SEE Nº 2.197, DE 26 DE OUTUBRO DE 2012 Aluno: Ano Atual Data : Matéria: Turno: Valor :70pontos Nota:

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM REVISÃO 1) Os moluscos bivalvos (ostras e mexilhões) são organismos economicamente importantes como fonte

Leia mais

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág.

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág. BA. 06 Invertebrados mais simples (platelmintos) Apostila 1 Pág. 34 REINO ANIMAL OU METAZOA -Pluricelular Eucarionte Heterótrofo - sem parede celular - PORÍFEROS Esponjas - CNIDÁRIOS Águas vivas, corais,

Leia mais

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com O filo é dividido em três classes: Turbelários: Planária (VIDA LIVRE) Trematódeos: Schistosoma sp (PARASITAS) Cestódeos: Taenia sp (PARASITAS) Corpo achatado

Leia mais

11. Protozoários e invertebrados

11. Protozoários e invertebrados 11. Protozoários e invertebrados 1. (U. Amazonas-AM) De acordo com o sistema atual de classificação dos seres vivos, os que aparecem abaixo pertencem ao reino: Trypanosoma Euglena Ameba a) Monera. d) Plantae.

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos PARNAMIRIM - RN Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos Prof. José Roberto E Raphaella Madruga. Nematódeo Vermes de corpo cilíndrico, coberto por cutícula. Apresentam sexos separados (dimorfismo sexual

Leia mais

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA ARTRÓPODES Filo Arthropoda (Artrópodes) Do grego, arthros = articulado e podos = pés; É o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas (~1 milhão); Vivem em praticamente todos os tipos de ambientes;

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS. Reino Animalia

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS. Reino Animalia CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS Reino Animalia Organização do corpo e principais filos São pluricelulares, eucariontes e heterótrofos Apresentam grande diversidade (1 milhão de espécies distribuídas

Leia mais

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que:

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: Aula n ọ 02 01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: a) utilizam-se do ar atmosférico para respirar através de pulmão. b) o caramujo

Leia mais

O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o.

O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o. BIOLOGIA - SEMI/NOITE PROF. SÓSTENEZ 10/05/2016 Questão 01 - (UNIMONTES MG) O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o. Assinale a alternativa que apresenta a sequência

Leia mais

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco 1. Esta é a turma do Bob Esponja: Lula Molusco é supostamente uma lula; Patric, uma estrela-do-mar; o Sr. Siriguejo, um caranguejo; e Bob é supostamente uma esponja-do-mar. Cada um, portanto, pertence

Leia mais

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats.

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. Artrópodes - O filo Arthropoda (Artrópodes) possui um número muito grande de animais, o maior grupo com espécies diferentes; - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em

Leia mais

Cara-a-cara com o Reino Animal

Cara-a-cara com o Reino Animal Cara-a-cara com o Reino Animal Vivian Lavander Mendonça, Renata Moretti e Sônia Lopes Departamento de Zoologia Instituto de Biociências Universidade de São Paulo Resumo O jogo é constituído por conjuntos

Leia mais

Organização do corpo superior a tecidos, como órgãos e sistemas. Filo Chordata (Cordados) Protocordados (termo sem valor taxonômico)

Organização do corpo superior a tecidos, como órgãos e sistemas. Filo Chordata (Cordados) Protocordados (termo sem valor taxonômico) INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ZOOLOGIA. ENTENDA OS PRINCIPAIS CONCEITOS! Zoologia: é o ramo da Biologia que estuda os animais Reino Animal: Eucariontes, pluricelulares, isolados ou coloniais, heterótrofos (obtêm

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota Biologia Reino animal Poríferos e cnidários Poríferos A linhagem que originou as esponjas atuais se separou da linhagem

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE ESPONJA DO MAR Filo Porifera Os poríferos coloniais, como o da foto, são muito comuns nos mares brasileiros. (cerca de 5 cm de altura) HIDRA Filo Cnidaria Classe Hydrozoa Vive em água doce; em seu ciclo

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL ocelos (olhos) superfície dorsal faringe boca superfície ventral cabeça ou escólex colo no homem tronco ou estróbilo autofecundação tênia adulta cisticerco no

Leia mais

ATIVIDADES. BA.10: Moluscos e Equinodermos BIOLOGIA

ATIVIDADES. BA.10: Moluscos e Equinodermos BIOLOGIA ATIVIDADES 1. (UERJ 2006) Um ecossistema pode ser drasticamente alterado pelo surgimento ou pelo desaparecimento de espécies de seres vivos. a) Um ambiente em equilíbrio é habitado por indivíduos pertencentes

Leia mais

Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e

Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e filtradores. - Digestão intracelular. - Sustentação: Espículas

Leia mais

Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja?

Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja? INVERTEBRADOS: Poríferos Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja? Os poríferos constituem o filo composto pelos animais de estrutura corporal mais simples. São conhecidos como esponjas.

Leia mais

REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS

REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS REINO PROTOCTISTA Reino Protoctista - Protozoários Eucariontes, unicelulares (alguns coloniais) Vida livre e parasitária Relações Ecológicas: mutualismo

Leia mais

Filo MOLLUSCA. Prof(a) Karla Mirella

Filo MOLLUSCA. Prof(a) Karla Mirella Filo MOLLUSCA Prof(a) Karla Mirella MOLUSCOS Representantes: Lulas, Polvos, lesmas, caracóis, mariscos, ostras, mexilhões, sépias, náutilos, quíton... Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino

Leia mais

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN 2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS 1. Um tipo de característica que pode ser levada em conta quando vamos trabalhar com Biologia Comparada são as características observadas

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Filo Arthropoda exoesqueleto e patas articuladas. simetria bilateral triblásticos protostômios celomados metamerizados;

Leia mais

Bimestr e: Data: Nome : Disciplina Ciências Valor da Prova / Atividade: 7 ANO Nº Ângela. Professo r:

Bimestr e: Data: Nome : Disciplina Ciências Valor da Prova / Atividade: 7 ANO Nº Ângela. Professo r: Data: Bimestr e: 4 Nome : Disciplina Ciências : Valor da Prova / Atividade: Professo r: 7 ANO Nº Ângela Nota: Objetivo/ Instruções: Lista de Recuperação 1.Assinale a alternativa CORRETA: É encontrada apenas

Leia mais

Colégio São Paulo. Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano

Colégio São Paulo. Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano Colégio São Paulo Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano Características principais do Reino Animalia Reúne organismos eucariotos, pluricelulares e com nutrição heterotrófica. O reino apresenta

Leia mais

1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se:

1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se: 1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se: a) oligolécitos b) heterolécitos c) mediolécitos d) telolécitos e) centrolécitos 2. O esquema abaixo

Leia mais

Biologia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor:

Biologia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Biologia Questão 1 (Fuvest 2010) Um determinado animal adulto é desprovido de crânio e apêndices articulares. Apresenta corpo alongado e cilíndrico. Esse

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 07 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 A alma da gente durante a vida, produz uma quantidade imensa

Leia mais

Lista 2º ano/1ºtrim Biologia/prof. Karina CFNP

Lista 2º ano/1ºtrim Biologia/prof. Karina CFNP 1. (Ufg 2014) Analise a figura a seguir que representa a gástrula, uma estrutura embrionária. 02) Animais em que o blastóporo dá origem a boca e posteriormente surge o ânus são denominados deuterostômios.

Leia mais

O reino Animalia. Os animais e sua classificação. Invertebrados e vertebrados T E M A 2

O reino Animalia. Os animais e sua classificação. Invertebrados e vertebrados T E M A 2 O reino Animalia T E M A 2 53 54 UNIDADE 2 Os animais e sua classificação Neste tema, você avançará em seus conhecimentos sobre os seres vivos, ao estudar o reino Animalia Vai identificar alguns grupos

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS ixação F ) (UFF) Assim como os moluscos, anelídeos e artrópodes, os equinodermos também são 2 nvertebrados triploblásticos e celomados. A larva

Leia mais

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma.

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Na minhoca, o pigmento respiratório é a hemoglobina, responsável

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR DEBORA SOUZA DISCIPLINA CIÊNCIAS SIMULADO: P3 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 701 Questão 1

Leia mais

Curso Wellington Biologia Artrópodes Crustáceos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Artrópodes Crustáceos Prof Hilton Franco 1. Num restaurante do litoral paranaense, havia vários pratos típicos. Qual das alternativas mostra a relação correta, uma vez que o garçom não sabia identificar quais pratos eram feitos com moluscos e

Leia mais

BIOLOGIA III Volume 1 RESOLUÇÕES DE EXERCÍCIOS CAPÍTULO 1

BIOLOGIA III Volume 1 RESOLUÇÕES DE EXERCÍCIOS CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 1 BIOLOGIA III Volume 1 RESOLUÇÕES DE EXERCÍCIOS TAREFA DE CASA (BLOCO 01) 01. C A reprodução pode ocorrer entre tipos ou subespécies diferentes (raças), mas os indivíduos devem ser da mesma espécie

Leia mais

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Triblásticos Celomados Protostômios Simetria Bilateral Artrópodes Sistema nervosos ganglionar ventral hiponeuro. Sistema digestório completo Sistema

Leia mais

Respostas. Capítulo 21: O filo artrópodes (II)

Respostas. Capítulo 21: O filo artrópodes (II) Respostas Capítulo 21: O filo artrópodes (II) 1. E Ao se observar a situação experimental da questão se conclui que com relação às formigas (artrópodes da classe dos insetos) o olfato é o sentido utilizado

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Lista de Exercícios NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) São divididos em áscon, sícon e lêucon: a) Cnidários. b) Platelmintos.

Leia mais

Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1

Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1 Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1 João Miguel de Matos Nogueira 1. Introdução, metazoários basais e Lophotrochozoa Iniciamos nosso estudo recordando a representação esquemática

Leia mais

Classificação dos Seres Vivos

Classificação dos Seres Vivos Classificação dos Seres Vivos Quantos seres vivos há na Terra? Estimativa: ~30 milhões Identificados: ~1,75 milhão de sp animais... A classificação dos seres vivos surgiu com a própria necessidade do homem

Leia mais

Tabela de biologia - Anatomia Comparada SISTEMAS / GRUPOS ANIMAIS

Tabela de biologia - Anatomia Comparada SISTEMAS / GRUPOS ANIMAIS Tabela de biologia - Anatomia Comparada Tabela de anatomia comparada S / S ESPONGIÁRIOS Externamente o corpo é revestido por uma camada de células achatadas, os pinacócitos. Possuem um esqueleto interno

Leia mais

7. ZOOLOGIA QUESTÕES: 63-79

7. ZOOLOGIA QUESTÕES: 63-79 7. ZOOLOGIA QUESTÕES: 63-79 QUESTÃO - 63 Sobre os vermes do gênero taenia, assinale a(s) proposição(ões) correta(s). 01. A taenia solium é um asquelminto do grupo trematoda. 02. A teníase é causada pela

Leia mais

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa Móds. 15 e 16 Setor 1403 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução

Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução 1. No nosso organismo existem dois tipos de enzimas do tipo amilase, a amilase pancreática e a amilase salivar, com velocidades

Leia mais

Protocolo experimental

Protocolo experimental Protocolo experimental Sherlock-Holmes: na pista de invertebrados marinhos Enquadramento Teórico Do esforço de discernir ordem na incrível diversidade da vida, nasceu a sistemática. A sistemática pode

Leia mais

FILO CHORDATA. Cordados

FILO CHORDATA. Cordados FILO CHORDATA Cordados Cordados Notocorda Triblásticos Deuterostômios Simetria Bilateral Epineuro Celomados 2 Características presentes em todos Notocorda; Fendas na faringe; Tubo nervoso dorsal; Cauda

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre MÓDULO 2 PORIFERA E CNIDARIA 1 - Em relação ao plano corporal dos animais, observamos que algumas espécies são assimétricas, enquanto outras apresentam

Leia mais

Gabarito: GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO. Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D]

Gabarito: GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO. Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D] GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO Gabarito: Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D] Resposta da questão 4: [A] Resposta da questão 5: [B] Resposta da

Leia mais

Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese.

Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese. Sistemática Filogenética ou Cladística Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese. As relações evolutivas

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 1ª Aula 1ª Parte Cordados: diversidade, classificação e evolução Profa. Dra. Virgínia Sanches Uieda Departamento t de Zoologia - IB/UNESP/Botucatu

Leia mais

ZOOLOGIA - REINO METAZOA

ZOOLOGIA - REINO METAZOA ZOOLOGIA - REINO METAZOA FILO CORDADO CARACTERÍSTICAS GERAIS O que será que caracteriza um vertebrado? Substituição da Notocorda pela Coluna Vertebral; Presença de uma cabeça definida; Presença de órgãos

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA GABARITO AV. PARCIAL DISCIPLINA: QUI. I e II / BIO. I e II COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA QUEM NÃO É O MAIOR TEM QUE SER O MELHOR Rua Frei Vidal, 1621 São João

Leia mais

Zoologia e Botânica. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 16, 17, 18 e 20/12/2015. Material de Apoio para Monitoria

Zoologia e Botânica. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 16, 17, 18 e 20/12/2015. Material de Apoio para Monitoria Zoologia e Botânica 1. A doença de Chagas atinge milhões de brasileiros, que podem apresentar, como sintoma, problemas no miocárdio, que levam à insuficiência cardíaca. Por que, na doença de Chagas, ocorre

Leia mais

Sistemas de Trocas Gasosas

Sistemas de Trocas Gasosas Sistemas de Trocas Gasosas 1 Generalidades os seres vivos habitam diversos tipos de ambientes, sendo fundamentalmente o terrestre, o aquático e o aéreo. As diferenças existentes entre os diversos ambientes,

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Relembrando Cnidaria: Eucarióticos pluricelulares e heterótrofos; Diblásticos;

Leia mais

Características Gerais dos Animais

Características Gerais dos Animais Características Gerais dos Animais 0 Reino Animalia ou Metazoa é formado por organismos pluricelulares; heterótrofos e eucariontes. No entanto, entre eles alguns não formam órgãos e portanto não apresentam

Leia mais

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características O que são artrópodes? Para que servem? Onde podem ser encontrados?

Leia mais

EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA

EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA RECUPERAÇÃO FINAL 2º ANO - EM PROFª. MARCELLA BRAGA 1) O diagrama abaixo representa uma das hipóteses sobre a evolução dos animais metazoários. Nele, os retângulos com os números

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS. alternativa E. alternativa B. A, B e C pertenceriam, respectivamente, a organismos

Questão 1. Questão 3. Questão 2 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS. alternativa E. alternativa B. A, B e C pertenceriam, respectivamente, a organismos 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS Questão 1 O exame de um epitélio e do tecido nervoso de um mesmo animal revelou que suas células apresentam diferentes características. Isso ocorre porque a) as moléculas de

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Biologia Reino Animal Moluscos Variam muito de tamanho, desde caracóis de 1 mm até lulas gigantes de 18 m. Os moluscos sofreram uma

Leia mais

BIOLOGIA. Prof. Fred CORDADOS. 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo.

BIOLOGIA. Prof. Fred CORDADOS. 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo. BIOLOGIA Prof. Fred CORDADOS 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo. 2) Vertebrados 2) Sibfilo Vertebrata (EUCORDATAS). 2.A) Superclasse

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza Moluscos Animais de corpo mole Os moluscos são os animais de corpo mole, habitam ambientes terrestres e aquáticos. Representantes: ostra, lula, polvo, sépia, lesma e caracol.

Leia mais

BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM DIGESTÃO

BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM DIGESTÃO BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM CONTEÚDO: Digestão e Circulação DIGESTÃO O processo de digestão é um dos primordiais dos seres vivos por ser por meio dele que se adquire a matéria necessária

Leia mais

Gabarito de Biologia Frente 2

Gabarito de Biologia Frente 2 Gabarito de Biologia Frente 2 Módulo 09 Moluscos e Anelídeos Questão 01 A Nestes animais apenas um plano corta o animal em partes simétricas (simetria bilateral). Apresentam uma cavidade corpórea tatalmente

Leia mais

2ªsérie B I O L O G I A QUESTÃO 1 QUESTÃO 2 QUESTÃO 4 QUESTÃO 3. 4º período

2ªsérie B I O L O G I A QUESTÃO 1 QUESTÃO 2 QUESTÃO 4 QUESTÃO 3. 4º período ªsérie B I O L O G I A 4º período QUESTÃO A ilustração a seguir mostra vários personagens do popular desenho "Bob Esponja", muitos pertencentes ao reino Animal. Com o auxílio da ilustração, responda aos

Leia mais

www.fabianobiologia.com.br

www.fabianobiologia.com.br www.fabianobiologicom.br Considere os seguintes grupos de animais: Questões de Assuntos Variados 01 - (UFOP MG/Janeiro) De acordo com as diferentes características que apresentam, os seres vivos são agrupdos

Leia mais

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome.

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome. OS ARTRÓPODES Prof. André Maia Apresentam pernas articuladas com juntas móveis. São triblásticos, celomados e dotados de simetria bilateral. Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo

Leia mais

CNIDARIA. locomoção por tombamento

CNIDARIA. locomoção por tombamento CNIDARIA - Maioria marinhos; - Formas de vida livre natantes medusas fixos pólipos locomoção por tombamento - Simetria radial (Birradial em alguns Anthozoa); - Sem cabeça ou segmentação; - Boca e tentáculos

Leia mais

ATIVIDADES DE REVISÃO PARA AVALIAÇÃO FINAL. Professor (a): Aline Tonin Ano /Série: 7º ano Componente Curricular: Ciências 17A,17B, 17C, 17D e E.

ATIVIDADES DE REVISÃO PARA AVALIAÇÃO FINAL. Professor (a): Aline Tonin Ano /Série: 7º ano Componente Curricular: Ciências 17A,17B, 17C, 17D e E. ATIVIDADES DE REVISÃO PARA AVALIAÇÃO FINAL Professor (a): Aline Tonin Ano /Série: 7º ano Componente Curricular: Ciências Turma: 17A,17B, 17C, 17D e E. Lista dos conteúdos Características dos Seres Vivos

Leia mais

Revestimento do Corpo ou tegumento. Proteção contra a ações do Ambiente. - Depende do ambiente e do modo de vida.

Revestimento do Corpo ou tegumento. Proteção contra a ações do Ambiente. - Depende do ambiente e do modo de vida. Sistemas Funcionais Revestimento do Corpo ou tegumento Proteção contra a ações do Ambiente. - Depende do ambiente e do modo de vida. a) Esqueleto Sustentação Invertebrados: esqueletos calcários. Nos artrópodes

Leia mais

O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados.

O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados. Origem dos Cordados O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados. Mandibula articulada Dois grupos de apendices pareados Coluna

Leia mais

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno Os Invertebrados Prof. Luis Bruno Os Poríferos Animais simples que habitam o planeta; Não apresentam órgãos; Sésseis; Maioria de ambiente marinho, mas existem poucas espécies de água doce; São animais

Leia mais

INFO vestibular http://www.infovestibular.com. Biologia - Zoologia

INFO vestibular http://www.infovestibular.com. Biologia - Zoologia INFO vestibular http://www.infovestibular.com Biologia - Zoologia Parte I: Poríferos 1. (U. Taubaté-SP) Invertebrados fixos, diblásticos sem órgãos, com digestão exclusivamente intracelular, com larva

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. Cavalos,

Leia mais

Solução Comentada Prova de Biologia

Solução Comentada Prova de Biologia 11. Em relação à importância dos organismos autotróficos na modificação da atmosfera na Terra primitiva, analise as proposições abaixo e marque com V as verdadeiras e com F as falsas. 1 ( ) Com a liberação

Leia mais

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Existem espécies de sexos separados e espécies hermafroditas. Neste último caso, os óvulos e espermatozoides de um mesmo indivíduo amadurecem em épocas diferentes, o que evita a

Leia mais

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE BIOLOGIA

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE BIOLOGIA Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio Índice APOSTILA DE BIOLOGIA Módulo I - Composição Química das Células -

Leia mais

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco 1. A cigarra e a formiga Era uma vez uma cigarra que vivia cantando, sem se preocupar com o futuro. Encontrando uma formiga que carregava uma folha pesada, falou: - Para que todo esse trabalho? O verão

Leia mais

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! www.vestibular1.com.br

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! www.vestibular1.com.br Os Poríferos Representante : Esponja ( animal séssil, que tem o corpo coberto de poros ). São considerados parazoas : animais fora do padrão normal, sem órgãos, boca ou anus. Não possuem tecidos verdadeiros,

Leia mais

Introdução à Zoologia

Introdução à Zoologia Módulo 3 Volume Nelson Ferreira Junior Paulo Cesar de Paiva Introdução à Zoologia 3 Introdução à Zoologia Volume 3 - Módulo 3 Nelson Ferreira Junior Paulo Cesar de Paiva Apoio: Fundação Cecierj / Consórcio

Leia mais

Biologia REINO ANIMAL - UNICAMP - VESTIBULARES DE 2016-2010

Biologia REINO ANIMAL - UNICAMP - VESTIBULARES DE 2016-2010 1. (Unicamp 2015) O estudo do desenvolvimento embrionário é importante para se entender a evolução dos animais. Observe as imagens abaixo. limpa e há diminuição na sua reprodução em temperaturas abaixo

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios BIOLOGIA IV 01 Embriologia Humana A espermatogônia é uma célula diploide (2n) e o espermatócito II é uma célula haploide (n), portanto, a espermatogônia terá o dobro do número

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Filos: 1) Porifera; 2) Cnidaria; 3) Platyhelminthes; 4) Nematoda;

Leia mais

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8 Sugestões de atividades para avaliação Ciências 7 o ano Unidade 8 5 Nome: Data: UniDaDE 8 1 Com relação às suas características gerais, podemos dizer que os vertebrados possuem exclusivamente: I. patas.

Leia mais

2ªsérie 2º período B I O L O G I A

2ªsérie 2º período B I O L O G I A 2.2 B I O L O G I A 2ªsérie 2º período QUESTÃO 1 O filo Platyhelminthes inclui tanto formas de vida livre como organismos endo e ectoparasitas. Considerando a biologia destes animais, marque a opção que

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ Representantes

Leia mais

Reino Animal organismos eucariontes multicelulares heterotróficos, mórula, blástula e gástrula

Reino Animal organismos eucariontes multicelulares heterotróficos, mórula, blástula e gástrula Reino Animal O Reino Animalia é definido segundo características comuns a todos os animais: organismos eucariontes, multicelulares, heterotróficos, que obtêm seu alimento por ingestão de nutrientes do

Leia mais

a) Indique a que filo cada um dos animais pertence: A: B:

a) Indique a que filo cada um dos animais pertence: A: B: valiação 1. baixo, temos a imagem de dois animais marinhos. mbos são muito simples estruturalmente. Observe ambos e responda aos questionamentos. Imagin/rchivo SM/ID/ES Imagin/rchivo SM/ID/ES a) Indique

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS Reino Animal CARACTERÍSTICAS GERAIS 1) Todos EUCARIONTES e PLURICELULARES; 2) Sem Parede Celular; 3) Reserva: Glicogênio; 4) Todos são HETEROTRÓFICOS; 5) Quase todos apresentam Sistema Nervoso; 6) Dividem-se

Leia mais

Pág. 1 COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD REFERÊNCIAS PARA CORREÇÃO PROVA DE BIOLOGIA

Pág. 1 COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD REFERÊNCIAS PARA CORREÇÃO PROVA DE BIOLOGIA 1) O processo fotossintético é fundamental para a vida das plantas. a) Explique por que uma planta mantida em uma intensidade de radiação abaixo do seu ponto de compensação luminoso não cresce. Por que

Leia mais

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco 1. Durante uma aula de campo no litoral do Paraná, um aluno fez vários comentários ao encontrar e observar uma série de organismos. Com base em seus conhecimentos sobre os seres vivos, identifique as afirmativas

Leia mais