Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota"

Transcrição

1 Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota

2 Biologia Reino animal Poríferos e cnidários Poríferos A linhagem que originou as esponjas atuais se separou da linhagem que originou todos os outros animais bem cedo na evolução animal. Algumas esponjas atuais são muito similares aos prováveis ancestrais coloniais protistas. Todos os membros do grupo vivem fixos a um substrato e são praticamente imóveis, o que fez com que, durante muito tempo, fossem considerados plantas. Sua natureza animal só foi reconhecida em 1765, quando foram observadas correntes internas de água no seu organismo. A maioria das esponjas é marinha, mas existem algumas de água doce sendo todas sésseis e de simetria radial ou assimétricas. O termo porífero refere-se ao fato de todos os membros deste grupo apresentarem o corpo dotado de poros. Apresentam no ápice do corpo uma abertura chamada ósculo. Internamente há uma cavidade chamada átrio ou espongiocele, por onde circula a água. A água penetra na esponja por meio dos poros e células flageladas promovem a circulação da água na espongiocele que logo após sai pelo ósculo. SÃO ANIMAIS FILTRADORES E A DIGESTÃO É INTRACELULAR. As principais células das esponjas são os porócitos, pinacócitos, amebócitos, arqueócitos, coanócitos e esclerócitos. 2

3 Biologia Prof. Enrico Blota As espículas 3

4 Tipos de esponjas Reprodução 1. Brotamento: de uma esponja inicial surge um broto, que pode ficar preso a ela ou se soltar. 2. Gemulação: em esponjas de água doce surgem as gêmulas que são amebócitos indiferenciados, protegidos por um envoltório rígido formado por espículas. Nesse envoltório existe uma região menos resistente chamada micrópila. 3. Fragmentação: grande capacidade de regeneração onde alguns pedaços podem regenerar esponjas inteiras. 4

5 Biologia Prof. Enrico Blota 4. Reprodução sexuada: existem espécies monóicas e dióicas. Os espermatozóides são formados a partir de coanócitos e os óvulos, a partir de coanócitos ou de amebócitos. Espermatozóides saem pelo ósculo e penetram pelos poros de outra esponja ocorrendo fecundação, que forma uma larva denominada anfi-blástula e parenquímula. Assim, o desenvolvimento é indireto (com fase larval) Cnidários O plano corporal de um celenterado combina uma baixa taxa metabólica com a habilidade de capturar presas grandes. Essas características permitem aos cnidários sobreviver em ambientes onde presas são raras. A boca de está conectada a uma bolsa de fundo cego chamada cavidade gastrovascular, que atua na digestão, na circulação e na troca gasosa. A única abertura funciona como boca e ânus. Possuem também células epiteliais com fibras musculares cujas contrações permitem que o animal se mova, além de redes neurais que integram as atividades do corpo- Rede nervosa difusa. Durante a vida podem passar por duas fases: o estágio séssil chamado pólipo e a fase livrenatante chamada medusa. O ciclo de vida básico é chamado alternância de gerações ou metagênese onde as medusas produzem óvulos e espermatozóides e liberam-nos na água. Um óvulo, quando é fertilizado, desenvolve-se formando uma larva ciliada livre chamada plânula, a qual eventualmente se fixa no fundo e se transforma em um pólipo que por estrobilização forma éfiras. Anatomia geral 5

6 Cnidócito Os cnidócitos derivam de cálulas indiferenciadas chamadas cnidoblastos. Uma vez que completamente formados, os cnidócitos apresentam uma organela especializada denominada cnida, que corresponde a uma diferenciação do complexo golgiense. O tipo mais comum de cnida chama-se nematocisto que apresenta uma substância protéica tóxica. Fisiologia: Sistema Digestório- Incompleto (não existe ânus); digestão extracelular e intracelular. Células lançam enzimas digestivas para a cavidade gastrovascular. Sistema Circulatório- ausente; o alimento é distribuído diretamente pela cavidade gastrovascular. Sistema Respiratório-ausente; trocas gasosas diretamente entre as células e o ambiente. Sistema Excretor-ausente; excreções lançadas diretamente pelas células diretamente no ambiente. Sistema Nervoso- presente; forma uma rede difusa no corpo. 6

7 Biologia Prof. Enrico Blota Reprodução- assexuada por brotamento e metagênese. Pode ocorrer também fecundação externa como em alguns corais. Pólipos podem sofrer estrobilização na reprodução por metagênese. 7

8 Classificação: Scyphozoa: Marinhos, predomina a fase de medusa. Ex. Aurelia, mães-d água ou águas vivas. Anthozoa: Marinhos, predomina a fase de pólipo. Podem ser isolados ou coloniais. Não sofrem metagênese. Ex. Corais e anêmonas Hydrozoa: Marinhos ou dulcícolas, isolados ou coloniais. Predomina a fase de pólipo. Ex. Hidra (pólipo dulcícola), caravelas e obélia. 8

9 Biologia Prof. Enrico Blota Cubozoa: Marinhos, predomina a fase de medusa: Alguns são extremamente pequenos e mortais. Ex. Cubomedusa 9

25/03/2013. Características gerais dos animais REINO ANIMALIA. Principais filos. Desenvolvimento embrionário

25/03/2013. Características gerais dos animais REINO ANIMALIA. Principais filos. Desenvolvimento embrionário Características gerais dos animais Eucariontes; Pluricelulares; Heterótrofos; Simetria bilateral, radial ou assimétricos; REINO ANIMALIA CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS Principais filos Porífera: esponjas;

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre MÓDULO 2 PORIFERA E CNIDARIA 1 - Em relação ao plano corporal dos animais, observamos que algumas espécies são assimétricas, enquanto outras apresentam

Leia mais

Aula 13.2 Conteúdo. O reino dos animais Poríferos e Cnidários CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER FAZENDO E APRENDENDO

Aula 13.2 Conteúdo. O reino dos animais Poríferos e Cnidários CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER FAZENDO E APRENDENDO A A Aula 13.2 Conteúdo O reino dos animais Poríferos e Cnidários 2 A A Habilidades Conhecer a diversidade de animais Compreender algumas características utilizadas para identificar animais vertebrados

Leia mais

REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS

REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS REINO PROTOCTISTA Reino Protoctista - Protozoários Eucariontes, unicelulares (alguns coloniais) Vida livre e parasitária Relações Ecológicas: mutualismo

Leia mais

Classificação dos Seres Vivos

Classificação dos Seres Vivos Classificação dos Seres Vivos Quantos seres vivos há na Terra? Estimativa: ~30 milhões Identificados: ~1,75 milhão de sp animais... A classificação dos seres vivos surgiu com a própria necessidade do homem

Leia mais

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Existem espécies de sexos separados e espécies hermafroditas. Neste último caso, os óvulos e espermatozoides de um mesmo indivíduo amadurecem em épocas diferentes, o que evita a

Leia mais

CNIDARIA. locomoção por tombamento

CNIDARIA. locomoção por tombamento CNIDARIA - Maioria marinhos; - Formas de vida livre natantes medusas fixos pólipos locomoção por tombamento - Simetria radial (Birradial em alguns Anthozoa); - Sem cabeça ou segmentação; - Boca e tentáculos

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS. Reino Animalia

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS. Reino Animalia CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS Reino Animalia Organização do corpo e principais filos São pluricelulares, eucariontes e heterótrofos Apresentam grande diversidade (1 milhão de espécies distribuídas

Leia mais

Zoologia. Escala zoológica. Celenterados

Zoologia. Escala zoológica. Celenterados Zoologia Escala zoológica Cnidários Habitat modo de vida Todos de vida livre, fixos ou moveis Podem ser individuais ou coloniais Embriologia Tipos morfológicos Pólipo boca cavidade gástrica cavidade gástrica

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Relembrando Cnidaria: Eucarióticos pluricelulares e heterótrofos; Diblásticos;

Leia mais

Cnidários e Ctenóforos Aula Teórica 4. Introdução Organização Morfológica

Cnidários e Ctenóforos Aula Teórica 4. Introdução Organização Morfológica Cnidários e Ctenóforos Aula Teórica 4 Introdução Organização Morfológica Morfologia Geral * Tipos de Esqueletos Exoesqueleto (e.g., tecas de Protozoa, insetos) Endoesqueleto Esqueletos hidrostáticos &

Leia mais

Colégio São Paulo. Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano

Colégio São Paulo. Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano Colégio São Paulo Disciplina: Ciências Profª. Marana Vargas 7º ano Características principais do Reino Animalia Reúne organismos eucariotos, pluricelulares e com nutrição heterotrófica. O reino apresenta

Leia mais

Biologia. AIDS, dengue e gripe

Biologia. AIDS, dengue e gripe 01 - (PUC SP) Os recifes de corais são formados por colônias de animais providos de um esqueleto que protege um grande número de pólipos. Os animais presentes nos corais pertencem ao mesmo filo que a)

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Representantes Representantes Características Diblásticos: ectoderme e endoderme Simetria: Radial

Leia mais

Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja?

Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja? INVERTEBRADOS: Poríferos Qual (is ) das imagens abaixo também representa/m uma esponja? Os poríferos constituem o filo composto pelos animais de estrutura corporal mais simples. São conhecidos como esponjas.

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR DEBORA SOUZA DISCIPLINA CIÊNCIAS SIMULADO: P3 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 701 Questão 1

Leia mais

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno Os Invertebrados Prof. Luis Bruno Os Poríferos Animais simples que habitam o planeta; Não apresentam órgãos; Sésseis; Maioria de ambiente marinho, mas existem poucas espécies de água doce; São animais

Leia mais

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos:

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos: Aula 4 Os animais Os seres vivos apresentam uma diversidade muito grande; a cada ano, novas espécies vêm sendo descritas. Fica compreensível a necessidade de um sistema de classificação para a organização

Leia mais

Resumo Cap. 10 (Poríferos e Cnidários) 1ª Série EM Prof.: Alexsandra Ribeiro PORÍFEROS

Resumo Cap. 10 (Poríferos e Cnidários) 1ª Série EM Prof.: Alexsandra Ribeiro PORÍFEROS Resumo Cap. 10 (Poríferos e Cnidários) 1ª Série EM Prof.: Alexsandra Ribeiro PORÍFEROS Os poríferos, ou esponjas, surgiram há cerca de 1 bilhão de anos e, provavelmente, se originaram de seres unicelulares

Leia mais

Alguns componentes da membrana plasmática estão representados na figura abaixo.

Alguns componentes da membrana plasmática estão representados na figura abaixo. Prova de Biologia 1 a Questão: (1,0 ponto) Alguns componentes da membrana plasmática estão representados na figura abaixo. Identifique a estrutura que está indicada pela seta e cite três atividades celulares

Leia mais

BIOLOGIA Prof.: Doo Lista: 06 Aluno(a): Turma: Data: 23/02/2015

BIOLOGIA Prof.: Doo Lista: 06 Aluno(a): Turma: Data: 23/02/2015 BIOLOGIA Prof.: Doo Lista: 06 Aluno(a): Turma: Data: 23/02/2015 PORÍFEROS Características gerais Exclusivamente aquáticos Maioria assimétrica Aneuromiários Filtradores Fixos quando adultos Classes Calcária:

Leia mais

Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1

Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1 Texto Base: Aula 17 Linhagens de Organismos Metazoários 1 João Miguel de Matos Nogueira 1. Introdução, metazoários basais e Lophotrochozoa Iniciamos nosso estudo recordando a representação esquemática

Leia mais

CNIDÁRIOS. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI)

CNIDÁRIOS. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) CNIDÁRIOS Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Filo Cnidaria ou Coelenterata Do grego: knidos = urticante; coele=cavidade; enteron=intestino São animais aquáticos, diblásticos que para sua defesa

Leia mais

Gabarito: GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO. Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D]

Gabarito: GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO. Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D] GABARITO- 2ª CHAMADA- 1º ANO QUIMICA- EDUARDO Gabarito: Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D] Resposta da questão 4: [A] Resposta da questão 5: [B] Resposta da

Leia mais

Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese.

Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese. Sistemática Filogenética ou Cladística Entende-se que a diversidade de seres vivos é resultante de processos evolutivos e que esses processos ocorrem por anagênese e por cladogênese. As relações evolutivas

Leia mais

São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes

São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes A água-viva, a caravela, a hidra e os corais são alguns

Leia mais

Cnidários. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar.

Cnidários. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar. São os primeiros animais a apresentarem uma cavidade digestiva no corpo, fato que gerou o nome celenterado, destacando

Leia mais

Filo CNIDÁRIa FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA 12/04/2013. Maioria são marinhos e formam colônias: corais colônias sésseis

Filo CNIDÁRIa FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA 12/04/2013. Maioria são marinhos e formam colônias: corais colônias sésseis 12/04/2013 Grego (knide = urtiga) Antigo filo Celenterado junto com os Ctenóforos. Solitários (hidra, medusa) ou coloniais (corais) Representado por hidras, medusas ou águas-vivas, corais, anêmonas-do-mar

Leia mais

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida 2º EM Biologia Frente B Prof. Jairo José Matozinho Cubas Lista de exercícios referentes ao primeiro trimestre: CONTEÚDO: Cordados 1. (Uel 2014) Nos últimos 10.000

Leia mais

Lista de exercícios 3º ano poríferos

Lista de exercícios 3º ano poríferos 1. (Pucmg) Possuem sistema nervoso, EXCETO: a) Agnatos. b) Cnidários. c) Anelídeos. d) Poríferos. e) Moluscos. 2. (Pucmg) Uma esponja-viva é um animal multicelular com pequena diferenciação celular. Suas

Leia mais

BIOLOGIA CELULAR Células Procariontes Eucariontes (animal e vegetal)

BIOLOGIA CELULAR Células Procariontes Eucariontes (animal e vegetal) BIOLOGIA CELULAR Células Procariontes Eucariontes (animal e vegetal) Thiago Campos Monteiro UFMS / CPCS Créditos: Prof a Elisângela de Souza Loureiro Tamanho das células Existem células de vários tamanhos.

Leia mais

Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e

Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e Filo Porifera - Poríferos ou espongiários. - Corpo coberto por poros. - Não possuem organização tissular. - Diblásticos. - Aquáticos, sésseis e filtradores. - Digestão intracelular. - Sustentação: Espículas

Leia mais

O esquema representa uma provável filogenia dos Deuterostomados. Assinale a opção que apresenta CORRETAMENTE as características I, II, III e IV.

O esquema representa uma provável filogenia dos Deuterostomados. Assinale a opção que apresenta CORRETAMENTE as características I, II, III e IV. 1 PROVA DE BIOLOGIA I QUESTÃO 31 O esquema representa uma provável filogenia dos Deuterostomados. Assinale a opção que apresenta CORRETAMENTE as características I, II, III e IV. I II III IV a) Coluna vertebral

Leia mais

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág.

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág. BA. 06 Invertebrados mais simples (platelmintos) Apostila 1 Pág. 34 REINO ANIMAL OU METAZOA -Pluricelular Eucarionte Heterótrofo - sem parede celular - PORÍFEROS Esponjas - CNIDÁRIOS Águas vivas, corais,

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Lista de Exercícios NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) São divididos em áscon, sícon e lêucon: a) Cnidários. b) Platelmintos.

Leia mais

BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM DIGESTÃO

BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM DIGESTÃO BIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA ANIMAL PROF ESTEVAM CONTEÚDO: Digestão e Circulação DIGESTÃO O processo de digestão é um dos primordiais dos seres vivos por ser por meio dele que se adquire a matéria necessária

Leia mais

Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução

Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução Fisiologia: Digestão, respiração, circulação, excreção, coordenação e reprodução 1. No nosso organismo existem dois tipos de enzimas do tipo amilase, a amilase pancreática e a amilase salivar, com velocidades

Leia mais

Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 33 Zoologia

Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 33 Zoologia Prof. Marcelo Langer Curso de Biologia Aula 33 Zoologia FILO CNIDÁRIA ou COLENTERATA A principal características dos cnidários é a presença de uma célula urticante denominada cnidoblasto ou nematoblasto:

Leia mais

Monera. Protista. Fungi. Plantae. Animalia. Tipo de nutrição. Exemplos. Organização celular. Reino / Critério. Autotróficos. Procariontes Unicelulares

Monera. Protista. Fungi. Plantae. Animalia. Tipo de nutrição. Exemplos. Organização celular. Reino / Critério. Autotróficos. Procariontes Unicelulares Reinos e Domínios. Em 1969 Robert Whittaker agrupou os seres vivos em 5 reinos: 1. Monera 2. Protista 3. Fungi 4. Plantae ou Metaphyta 5. Animalia ou Metazoa. Recentemente os seres vivos têm sido agrupados

Leia mais

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN 2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS 1. Um tipo de característica que pode ser levada em conta quando vamos trabalhar com Biologia Comparada são as características observadas

Leia mais

Sistema Circulatório Comparado

Sistema Circulatório Comparado Anatomia e Fisiologia Comparadas Sistema Circulatório Comparado Ana Luisa Miranda Vilela Cleonice Miguez Dias da Silva Braga DEMONSTRAÇÃO (PÁGINAS INICIAIS) Para aquisição somente na Bioloja. Direitos

Leia mais

PORÍFEROS CNIDÁRIOS. Profº Júlio César Arrué

PORÍFEROS CNIDÁRIOS. Profº Júlio César Arrué PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Profº Júlio César Arrué PORIFERA Porócito: Célula que apresenta um poro que atravessa http://entendendoumpoucodeciencias.blogspot.com Espículas: São células que dão estrutura para

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS 1. (Ufrgs 2015) Com base nas características dos moluscos, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) Os moluscos apresentam simetria radial.

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES - BIOLOGIA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ==============================================================================================

BANCO DE QUESTÕES - BIOLOGIA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== PROFESSOR: Leonardo Mariscal BANCO DE QUESTÕES - BIOLOGIA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== Assunto: Organelas citoplasmáticas

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Biologia Reino Animal Moluscos Variam muito de tamanho, desde caracóis de 1 mm até lulas gigantes de 18 m. Os moluscos sofreram uma

Leia mais

CLASSE HYDROZOA. Formas Polipóides ou Hidróides predominantes

CLASSE HYDROZOA. Formas Polipóides ou Hidróides predominantes CLASSE SCYPHOZOA CLASSE CUBOZOA Forma Predominante Medusóide Forma Polipóide Reprodutiva CLASSE HYDROZOA CLASSE ANTHOZOA Forma Predominante Polipóide Forma Medusóide Reprodutiva CLASSE HYDROZOA Formas

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

Unidade 3 Os animais invertebrados

Unidade 3 Os animais invertebrados Sugestões de atividades Unidade 3 Os animais invertebrados 7 CIÊNCIAS 1 Cnidários 1. Os cnidários podem ocorrer na natureza sob a forma de pólipos e medusas. Esses animais apresentam um tipo de célula

Leia mais

Prof.: Gilmar Marques FILO CNIDÁRIA. Celenterados

Prof.: Gilmar Marques FILO CNIDÁRIA. Celenterados 1 FILO CNIDÁRIA Celenterados Cnidários 2 Do Grego (Cnid=urtiga), devido aos cnidócitos. Fósseis de Cnidários datam do Pré- Cambriano (600 milhões de anos) São organismos aquáticos. Podem ser solitários

Leia mais

Data: /08/14 Bimestr e:

Data: /08/14 Bimestr e: Data: /08/14 Bimestr e: 2 Nome : Disciplina Ciências : Valor da Prova / Atividade: Professo r: 7 ANO N º Ângela Nota: Objetivo / Instruções: Lista de Recuperação 1.Como é a reprodução dos fungos? Assinale

Leia mais

Apostila de Biologia 02 Reprodução Comparada

Apostila de Biologia 02 Reprodução Comparada Apostila de Biologia 02 Reprodução Comparada 1.0 Reprodução É o processo através do qual o ser vivo dá origem a outros indivíduos da mesma espécie que ele. Pode ser: Assexuada: quando não ocorre troca

Leia mais

c) I e IV d) II e IV c) II e III. d) II e IV.

c) I e IV d) II e IV c) II e III. d) II e IV. COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO. Lista de Biologia (poríferos, cnidários, platelmintos e nematelmintos) Nanni. 01) (PUCMG modificado)

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro 1. O 'Ancylostoma' é um parasita intestinal que provoca o "amarelão", doença que se pode adquirir: a) por picada de um hemíptero (barbeiro). b) comendo carne de porco mal cozida. c) comendo carne bovina

Leia mais

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR)

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Tipo do produto: Plano de Atividade Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) 1 IDENTIFICAÇÃO NOME DO SUBPROJETO:

Leia mais

2º Ensino Médio. Professor(a):Carlinho Matéria:História Valor: 8,0 Data: 18/08/2015 Prova: P-23 Bimestre: 3

2º Ensino Médio. Professor(a):Carlinho Matéria:História Valor: 8,0 Data: 18/08/2015 Prova: P-23 Bimestre: 3 Professor(a):Carlinho Matéria:História Valor: 8,0 (1)-(Valor 2,0) Observe a gravura. A imagem simboliza o fim da Primeira Guerra Mundial. Ao associar a imagem aos acontecimentos daquele momento histórico,

Leia mais

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA COMENTÁRIO DA PROVA A prova de Biologia da segunda fase do processo seletivo da UFPR/2014 foi elaborada com o claro objetivo de avaliar o candidato num cenário composto por diferentes graus de exigência

Leia mais

AULA 1 Organização Celular Tipos de Célula. CÉLULAS ANIMAL E VEGETAL Pág. 71

AULA 1 Organização Celular Tipos de Célula. CÉLULAS ANIMAL E VEGETAL Pág. 71 AULA 1 Organização Celular Tipos de Célula CÉLULAS ANIMAL E VEGETAL Pág. 71 CÉLULAS As células são os menores e mais simples componentes do corpo humano. A maioria das células são tão pequenas, que é necessário

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

Biologia é a ciência que estuda os seres vivos (do grego - bios =vidae - logos = estudo, ou seja o estudo da vida). Debruça-se sobre o funcionamento

Biologia é a ciência que estuda os seres vivos (do grego - bios =vidae - logos = estudo, ou seja o estudo da vida). Debruça-se sobre o funcionamento 1 Biologia é a ciência que estuda os seres vivos (do grego - bios =vidae - logos = estudo, ou seja o estudo da vida). Debruça-se sobre o funcionamento dinâmico dos organismos desde uma escala molecular

Leia mais

Lista 2º ano/1ºtrim Biologia/prof. Karina CFNP

Lista 2º ano/1ºtrim Biologia/prof. Karina CFNP 1. (Ufg 2014) Analise a figura a seguir que representa a gástrula, uma estrutura embrionária. 02) Animais em que o blastóporo dá origem a boca e posteriormente surge o ânus são denominados deuterostômios.

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

RESPIRAÇÃO. Respiração é o mecanismo que permite aos seres vivos extrair a energia química nos alimentos.

RESPIRAÇÃO. Respiração é o mecanismo que permite aos seres vivos extrair a energia química nos alimentos. RESPIRAÇÃO Respiração é o mecanismo que permite aos seres vivos extrair a energia química nos alimentos. A respiração intracelular pode ser: Aeróbica: Ser vivo que depende do gás carbônico para obter energia

Leia mais

CITOLOGIA organelas e núcleo

CITOLOGIA organelas e núcleo Biologia CITOLOGIA organelas e núcleo Professor: Fernando Stuchi Níveis de Organização do Corpo Humano Conceitos Fundamentais População - Conjunto formado pelos organismos de determinada espécie, que vivem

Leia mais

ATIVIDADES. BA.10: Moluscos e Equinodermos BIOLOGIA

ATIVIDADES. BA.10: Moluscos e Equinodermos BIOLOGIA ATIVIDADES 1. (UERJ 2006) Um ecossistema pode ser drasticamente alterado pelo surgimento ou pelo desaparecimento de espécies de seres vivos. a) Um ambiente em equilíbrio é habitado por indivíduos pertencentes

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 1ª Aula 1ª Parte Cordados: diversidade, classificação e evolução Profa. Dra. Virgínia Sanches Uieda Departamento t de Zoologia - IB/UNESP/Botucatu

Leia mais

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA ARTRÓPODES Filo Arthropoda (Artrópodes) Do grego, arthros = articulado e podos = pés; É o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas (~1 milhão); Vivem em praticamente todos os tipos de ambientes;

Leia mais

Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos

Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos 1 2 Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos heterótrofos do domínio Eukaria. Tais características estavam

Leia mais

BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL

BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM CONTEÚDO: Os diversos filos animais REINO ANIMAL FILO PROTOZOA (Proto = primeiro, primitivo e Zoon = animal) Classe Rhizopoda amebas. Classe Ciliata paramécios. Classe Flagelata

Leia mais

O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o.

O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o. BIOLOGIA - SEMI/NOITE PROF. SÓSTENEZ 10/05/2016 Questão 01 - (UNIMONTES MG) O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o. Assinale a alternativa que apresenta a sequência

Leia mais

Filo MOLLUSCA. Prof(a) Karla Mirella

Filo MOLLUSCA. Prof(a) Karla Mirella Filo MOLLUSCA Prof(a) Karla Mirella MOLUSCOS Representantes: Lulas, Polvos, lesmas, caracóis, mariscos, ostras, mexilhões, sépias, náutilos, quíton... Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino

Leia mais

Biologia. Professora Carla 13/03/2013. Aluno (a):

Biologia. Professora Carla 13/03/2013. Aluno (a): Biologia Professora Carla 03 Aluno (a): 13/03/2013 01. (Pucpr) O palmito-juçara e o açaí têm como nomes científicos Euterpe edulis e Euterpe oleracea, respectivamente. Pode-se dizer que ambos apresentam

Leia mais

COMO SURGEM OS TECIDOS

COMO SURGEM OS TECIDOS TECIDO EPITELIAL COMO SURGEM OS TECIDOS Nos seres de reprodução sexuada, que constituem a maioria dos organismos, todas as células surgem a partir de uma única célula, a célula-ovo. Esta sofre divisões

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL ocelos (olhos) superfície dorsal faringe boca superfície ventral cabeça ou escólex colo no homem tronco ou estróbilo autofecundação tênia adulta cisticerco no

Leia mais

META Apresentar as características do Filo Porifera, suas características morfológicas, fisiológicas e sua evolução.

META Apresentar as características do Filo Porifera, suas características morfológicas, fisiológicas e sua evolução. FILO PORIFERA META Apresentar as características do Filo Porifera, suas características morfológicas, fisiológicas e sua evolução. OBJETIVOS Ao final da aula, o aluno deverá: entender o processo que levou

Leia mais

Chave de Correção BIOLOGIA

Chave de Correção BIOLOGIA CONCURSO VESTIBULAR 2008 Chave de Correção BIOLOGIA 1) Serão aceitas, dentre outras, as seguintes características: simetria bilateral notocorda em pelo menos uma fase de seu ciclo de vida tubo nervoso

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza SISTEMA RESPIRATÓRIO HUMANO Funções e anatomia O sistema respiratório humano possui a função de realizar as trocas gasosas (HEMATOSE). Esse sistema é composto pelas seguintes

Leia mais

Solução Comentada Prova de Biologia

Solução Comentada Prova de Biologia 11. Em relação à importância dos organismos autotróficos na modificação da atmosfera na Terra primitiva, analise as proposições abaixo e marque com V as verdadeiras e com F as falsas. 1 ( ) Com a liberação

Leia mais

MATÉRIA. Juliana. Fósseis / Falta de alimento / Mutações / Seleção natural / Darwin / Evolução

MATÉRIA. Juliana. Fósseis / Falta de alimento / Mutações / Seleção natural / Darwin / Evolução Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Ciências PROFESSOR(A) Juliana ANO SEMESTRE DATA 7º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Relacione as palavras do quadro abaixo com

Leia mais

FUVEST Resolvida 12/Janeiro/2016

FUVEST Resolvida 12/Janeiro/2016 pra quem faz questão das melhores faculdades Resolvida 12/Janeiro/2016 2 a Fase 3 o Dia Biologia CPV 2F2016 a) A associação entre as duas populações de insetos (formigas e cigarrinhas) se mostra favorável

Leia mais

CITOLOGIA CITOLOGIA. A história da Citologia TEORIA CELULAR 30/03/2016

CITOLOGIA CITOLOGIA. A história da Citologia TEORIA CELULAR 30/03/2016 CITOLOGIA CITOLOGIA A área da Biologia que estuda a célula, no que diz respeito à sua estrutura e funcionamento. Kytos (célula) + Logos (estudo) As células são as unidades funcionais e estruturais básicas

Leia mais

ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS. Prof. Emerson

ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS. Prof. Emerson ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS Prof. Emerson Algumas considerações importantes: Apesar da diversidade, algumas células compartilham ao menos três características: São dotadas de membrana plasmática; Contêm

Leia mais

Filo dos Poríferos ou Espongiários

Filo dos Poríferos ou Espongiários Filo dos Poríferos ou Espongiários Animais primitivos com poros pelo corpo (esponjas aquáticas). Habitat aquático (marinho e dulcícola). Parazoários: ausência de tecidos verdadeiros. Sésseis (fixos ao

Leia mais

Digestão extra-celular

Digestão extra-celular Digestão extra-celular Na maioria dos seres heterotróficos multicelulares a digestão realiza-se fora das células, digestão extracelular, podendo ocorrer fora do corpo, digestão extracorporal, como nos

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS. alternativa E. alternativa B. A, B e C pertenceriam, respectivamente, a organismos

Questão 1. Questão 3. Questão 2 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS. alternativa E. alternativa B. A, B e C pertenceriam, respectivamente, a organismos 1ª PARTE: QUESTÕES OBJETIVAS Questão 1 O exame de um epitélio e do tecido nervoso de um mesmo animal revelou que suas células apresentam diferentes características. Isso ocorre porque a) as moléculas de

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP 42883

ANATOMIA E FISIOLOGIA. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP 42883 ANATOMIA E FISIOLOGIA Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP 42883 Renata Loretti Ribeiro - Enfermeira 2 DEFINIÇÕES Anatomia é a ciência que estuda, macro e microscopicamente, a constituição e o desenvolvimento

Leia mais

BIOLOGIA. Questão 01 A B. Em relação aos desenhos acima, é CORRETO afirmar que:

BIOLOGIA. Questão 01 A B. Em relação aos desenhos acima, é CORRETO afirmar que: Questão 01 BIOLOGIA A B 2 1 5 4 C 3 Fonte: AMABIS, JM e MARTHO, G. Biologia das Células. 1 a ed. São Paulo: Moderna, 2004, p. 130-132. Em relação aos desenhos acima, é CORRETO afirmar que: 01. o desenho

Leia mais

Assinale a alternativa que apresenta as organelas descritas, respectivamente, em I, II, III e IV.

Assinale a alternativa que apresenta as organelas descritas, respectivamente, em I, II, III e IV. 37 d BIOLOGIA O citoplasma das células eucarióticas contém diversas organelas, cada qual desempenhando funções específicas na manutenção da vida da célula. Os itens I, II, III e IV relacionam as funções

Leia mais

Profa. Josielke Soares josisoares@ig.com.br

Profa. Josielke Soares josisoares@ig.com.br Profa. Josielke Soares josisoares@ig.com.br A célula é a menor unidade estrutural básica do ser vivo. A palavra célula foi usada pela primeira vez em 1667 pelo inglês Robert Hooke. Com um microscópio muito

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA. Observe o esquema, que representa o transporte de lipoproteína LDL para dentro da célula. Receptores de LDL.

PROVA DE BIOLOGIA. Observe o esquema, que representa o transporte de lipoproteína LDL para dentro da célula. Receptores de LDL. 11 PROVA DE BIOLOGIA Q U E S T Ã O 1 6 Observe o esquema, que representa o transporte de lipoproteína LDL para dentro da célula. Partícula de LDL (Lipoproteína de baixa densidade) Receptores de LDL Endossomo

Leia mais

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS NÃO POSSUI TECIDOS VERDADEIROS (ESPECIALIZADOS). DIGESTÃO É INTRACELULAR. PORÍFEROS

Leia mais

Cara-a-cara com o Reino Animal

Cara-a-cara com o Reino Animal Cara-a-cara com o Reino Animal Vivian Lavander Mendonça, Renata Moretti e Sônia Lopes Departamento de Zoologia Instituto de Biociências Universidade de São Paulo Resumo O jogo é constituído por conjuntos

Leia mais

Reino Animal organismos eucariontes multicelulares heterotróficos, mórula, blástula e gástrula

Reino Animal organismos eucariontes multicelulares heterotróficos, mórula, blástula e gástrula Reino Animal O Reino Animalia é definido segundo características comuns a todos os animais: organismos eucariontes, multicelulares, heterotróficos, que obtêm seu alimento por ingestão de nutrientes do

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 11/08/2012 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número

Leia mais

Filo porifera. As esponjas

Filo porifera. As esponjas Filo porifera As esponjas Características gerais - Metazoa com nível celular de construção, sem tecidos verdadeiros; adultos assimétricos ou aparentemente com simetria radial. - Células totipotentes. Com

Leia mais

Tabela de biologia - Anatomia Comparada SISTEMAS / GRUPOS ANIMAIS

Tabela de biologia - Anatomia Comparada SISTEMAS / GRUPOS ANIMAIS Tabela de biologia - Anatomia Comparada Tabela de anatomia comparada S / S ESPONGIÁRIOS Externamente o corpo é revestido por uma camada de células achatadas, os pinacócitos. Possuem um esqueleto interno

Leia mais

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco 1. Esta é a turma do Bob Esponja: Lula Molusco é supostamente uma lula; Patric, uma estrela-do-mar; o Sr. Siriguejo, um caranguejo; e Bob é supostamente uma esponja-do-mar. Cada um, portanto, pertence

Leia mais

C O NJUNTIVO D I C E T

C O NJUNTIVO D I C E T C NJUNTIVO TECIDO ORIGEM EMBRIONÁRIA Mesoderma OBS.: Os tecidos conjuntivos da cabeça se originam das células das cristas neurais (neuroectoderma). CARACTERISTICAS MORFOLÓGICAS Formado por inúmeros tipos

Leia mais

A árvore genealógica dos seres vivos

A árvore genealógica dos seres vivos Aula 11 Objetivo O objetivo desta unidade é apresentar os principais conceitos utilizados na descrição da árvore genealógica dos seres vivos. O presente é a chave do passado J. Hutton Evolução é um metafenômeno.

Leia mais

Sistema Respiratório Introdução

Sistema Respiratório Introdução Introdução Nesse caso, o termo respiração é empregado incluindo as trocas gasosas através do corpo e as trocas gasosas nas células dos diferentes tecidos. As trocas gasosas são realizadas através da superfície

Leia mais