UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA - FT GUSTAVO ARCERITO MARIVALDO FELIPE DE MELO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA - FT GUSTAVO ARCERITO MARIVALDO FELIPE DE MELO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA - FT GUSTAVO ARCERITO MARIVALDO FELIPE DE MELO Análise da Metodologia Ágil SCRUM no desenvolvimento de software para o agronegócio Limeira 2010

2 GUSTAVO ARCERITO MARIVALDO FELIPE DE MELO Análise da Metodologia Ágil SCRUM no desenvolvimento de software para o agronegócio Trabalho apresentado à Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Tecnologia, como parte dos requisitos da disciplina FT027 - Gestão de Projeto e Qualidade do curso de Mestrado em Tecnologia e Inovação. Professor: Marcos Augusto Francisco Borges Limeira 2010

3 RESUMO ARCERITO, G., MELO, M. F. Análise da Metodologia Ágil SCRUM no desenvolvimento de software para o agronegócio f. Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Tecnologia, Limeira, Para atender a crescente demanda no atual ambiente de desenvolvimento de software, foram criadas metodologias ágeis com o intuito de fornecer e entregar ao cliente o software mais rapidamente e com qualidade. Como o setor do agronegócio necessita software que atenda sua necessidade rapidamente, a utilização de metodologias ágeis para o desenvolvimento deste tipo de software é essencial. Neste caso foi analisado o Scrum como metodologia de desenvolvimento ágil no software de agronegócio. Palavras-chave: agronegócio; metodologia ágil; scrum.

4 ABSTRACT ARCERITO, G., MELO, M. F. Analysis of the SCRUM Agile methodology to develop software for agribusiness f. State University of Campinas School of Technology, Limeira, To meet growing demand in the current environment of software development, agile methodologies were created in order to provide and deliver to the client software more quickly and with quality. As the agribusiness sector need software that meets your needs quickly, the use of agile methodologies to develop this type of software is essential. In this case, we investigated the Scrum agile development methodology in software for agribusiness. Keywords: agribusiness, agile methodology, scrum.

5 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1. Jogada do rugby Figura 2. Fluxo de Processo Scrum Figura 3. Quadro de Kanban Figura 4. Gráfico de Burn-Down Chart Figura 5. Estrutura Organizacional Figura 6. Quadro de Kanban GAtec Figura 7. Gráfico de Burndown Chart Gatec... 21

6 LISTA DE TABELAS Tabela 1 - Suporte... 22

7 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA BENEFICIADA OBJETIVOS REVISÃO DA LITERATURA DESENVOLVIMENTO ÁGIL Breve Histórico Sobre o Desenvolvimento Ágil Modelos Ágeis de Processos SCRUM Papéis no Scrum Product Backlog Planejamento da Sprint Sprint Backlog Reuniões do Scrum Planning Poker Quadro de Kanban Gráfico de Burn-down Chart ESTUDO DE CASO ESTRUTURA ORGANIZACIONAL SUPORTE E DESENVOLVIMENTO SCRUM no Desenvolvimento SCRUM no Suporte CONCLUSÕES SUGESTÕES PARA TRABALHOS FUTUROS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 24

8 7 1 INTRODUÇÃO Com a expansão do agronegócio no Brasil em especial o setor sucroalcooleiro, também conhecido como sucroenergético, criou-se a necessidade da utilização de softwares como ferramenta de apoio para controle dos processos envolvidos, desde o preparo e manejo do solo, colheita e transporte da cana-de-açúcar até a análise final dos custos envolvidos. A crescente demanda pelo desenvolvimento de software com prazos menores visando atender rapidamente o cliente gerou a necessidade da criação de uma nova metodologia, que ficou conhecida como desenvolvimento ágil, que possui como objetivo a satisfação do cliente e a entrega incremental do software logo de início, já que a metodologia convencional demandava um tempo maior para entrega do produto por priorizar a análise do projeto. Dessa forma, foi feita uma análise da utilização da metodologia ágil, em especial o SCRUM, em software voltado para o agronegócio APRESENTAÇÃO DA EMPRESA BENEFICIADA O projeto será estudado com base nos dados da empresa GAtec S/A, que atua no desenvolvimento de software para o ramo do agronegócio. A empresa está localizada na Avenida Limeira, número 222, 1 andar, Centro Empresarial Mário Dedini, na cidade de Piracicaba, no Estado de São Paulo OBJETIVOS O objetivo deste projeto é realizar uma análise sobre a utilização da metodologia de desenvolvimento ágil SCRUM em softwares voltados para o agronegócio, desenvolvidos pela

9 empresa GAtec S/A, levando em consideração o nível crítico de cada módulo. Esta análise contempla o desenvolvimento e o suporte relacionado ao software. 8

10 9 2 REVISÃO DA LITERATURA 2.1. DESENVOLVIMENTO ÁGIL Breve Histórico No ano de 2001, Kent Beck e outros 16 desenvolvedores, consultores e produtores de software assinaram o que ficou conhecido como Manifesto para o Desenvolvimento Ágil de Software e com isso eles afirmavam segundo [1]: Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver software, fazendo-o nós mesmos e ajudando outros a fazerem o mesmo. Através deste trabalho, passamos a valorizar: Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas Software em funcionamento mais que documentação abrangente Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos Responder a mudanças mais que seguir um plano Ou seja, mesmo havendo valor nos itens à direita, valorizamos mais os itens à esquerda. Este manifesto tornou-se o marco do desenvolvimento ágil também conhecido como Aliança Ágil. A partir disso foram estabelecidos processos com o intuito de suprir as necessidades não atendidas na engenharia de software convencional Sobre o Desenvolvimento Ágil Podemos notar que a principal palavra envolvida nesta metodologia é agilidade, que é basicamente a capacidade de se obter uma resposta rápida e adequada a mudanças ocorridas. No desenvolvimento de software, com o passar do tempo foi possível notar que a metodologia

11 convencional demandava muito tempo e que o cliente só teria acesso ao software depois de certo período de desenvolvimento. Apesar de não se mostrar ineficiente era necessário maior agilidade nos processos de desenvolvimento, bem como as equipes serem mais ágeis, para se obter uma resposta imediata as necessidade enfrentadas no desenvolvimento. Segundo [2], a agilidade é mais do uma resposta efetiva à modificação. Ela também engloba a filosofia apresentada no manifesto visto anteriormente. Conforme apresentado por [2] sobre a metodologia ágil: Encoraja estruturas e atitudes de equipe que tornam a comunicação mais fácil (entre membros da equipe, entre pessoal de tecnologia e de negócios, entre engenheiros de software e seus gerentes). Ela enfatiza a rápida entrega de software operacional e dá menos importância para produtos de trabalho intermediários (nem sempre uma boa coisa); adota os clientes como parte da equipe de desenvolvimento e trabalha para eliminar a atitude nós e eles que continua a permear muitos projetos de software; ela reconhece que o planejamento em um mundo incerto tem seus limites e que um plano de projeto deve ser flexível. 10 Além disso, a Aliança Ágil também descreve 12 princípios para alcançar a agilidade, conforme [1]: 1. Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente através da entrega contínua e adiantada de software com valor agregado. 2. Mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente no desenvolvimento. Processos ágeis tiram vantagem das mudanças visando vantagem competitiva para o cliente. 3. Entregar frequentemente software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, com preferência à menor escala de tempo. 4. Pessoas de negócio e desenvolvedores devem trabalhar diariamente em conjunto por todo o projeto. 5. Construa projetos em torno de indivíduos motivados. Dê a eles o ambiente e o suporte necessário e confie neles para fazer o trabalho. 6. O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é através de conversa face a face. 7. Software funcionando é a medida primária de progresso.

12 11 8. Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente. 9. Contínua atenção à excelência técnica e bom design aumenta a agilidade. 10. Simplicidade -a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado- é essencial. 11. As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes auto-organizáveis. 12. Em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz e então refina e ajusta seu comportamento de acordo. Segundo [2], a agilidade pode ser utilizada em qualquer processo de software, mas para conseguir isso, é importante que o processo seja projetado de maneira que permita a equipe de projeto adaptar tarefas e melhorá-las, conduzir o planejamento para que se perceba o direcionamento de uma abordagem de desenvolvimento ágil, mantém apenas os produtos de trabalhos mais essenciais descartando todo o resto e finalmente dar ênfase a uma estratégia de entrega incremental que forneça o software funcionando ao cliente o mais rápido possível Modelos Ágeis de Processos Com a criação da metodologia de desenvolvimento ágil, também foram criados diversos modelos ágeis de processo. Entre os modelos existentes destam-se a Extreme Programming (XP) escrita por Kent Beck e publicada em 1999, DAS Desenvolvimento Adpatativo de Software ou ASD (Adptative Software Development) proposto por Jim Highsmith, o DSDM (Dynamic Systems Development Method) ou Método de Desenvolvimento Dinâmico de Sistemas, o Crystal criado por Alistair CockBurn e Jim Highsmith, o FDD (Feature Driven Development) Desenvolvimento Guiado por Características, a Modelagem Ágil (AM Agile Modeling) e finalmente o SCRUM desenvolvido por Jeff Sutherland. Neste trabalho será enfatizado o modelo ágil de processo SCRUM.

13 SCRUM O Scrum é um modelo de processo ágil, que conforme citado na seção anterior, foi criado por Jeff Sutherland e sua equipe no início da década de Seu nome é atribuído de uma jogada do rugby, em que a equipe inteira ataca ao mesmo tempo, conforme mostra a Figura 1. Figura 1. Jogada do rugby Segundo [2], os princípios Scrum são consistentes com o manifesto ágil: 1. Pequenas equipes de trabalho são organizadas de modo a maximizar a comunicação, minimizar a supervisão e maximizar o compartilhamento de conhecimento tácito informal 2. O processo precisa ser adaptável tanto nas modificações técnicas quanto de negócios para garantir que o melhor produto possível seja produzido. 3. O processo produz frequentes incrementos de software que podem ser inspecionados, ajustados, testados, documentados e expandidos. 4. O trabalho de desenvolvimento e o pessoal que o realiza é dividido em participações claras, de baixo acoplamento, ou em pacotes. 5. Testes e documentação constantes são realizados à medida que o produto é construído. 6. O processo Scrum fornece a habilidade de declarar o produto pronto sempre que necessário.

14 13 Estes princípios são utilizados para direcionar as atividades de desenvolvimento dentro de um processo que incorpora as atividades: requisitos, análise, projeto, evolução e entrega. Estas atividades são conduzidas dentro de um padrão de processo chamado de sprint, que é adaptado ao problema que se tem em mãos e é definido e modificado em tempo real pela equipe Scrum. Este processo é ilustrado pela Figura 2. Figura 2. Fluxo de Processo Scrum Ao final deste ciclo deve-se obter o produto desejado Papéis no Scrum Product Owner é o especialista, normalmente o dono do produto, responsável por especificar tecnicamente o negócio, o que precisa ser feito e ao final validar os itens requisitados. Scrum Master é o coordenador do time, responsável por acompanhar, monitorar e validar os desenvolvimentos realizados pelo time. Ele também agenda e participa das reuniões.

15 14 Time é a equipe de desenvolvimento Product Backlog Conforme apresentado por [3]: O product backlog é o coração do Scrum. É aqui que tudo começa. O product backlog é basicamente uma lista de requisitos, estórias, coisas que o cliente deseja, descritas utilizando a terminologia do cliente. O product backlog trata-se de uma documentação inicial, onde são listados todo o trabalho e/ou atividades desejadas no projeto, com uma estimativa de tempo, normalmente priorizada pelo Product Owner Planejamento da Sprint Conforme apresentado por [3]: O planejamento de sprint é uma reunião crítica, provavelmente o evento mais importante no Scrum. Um encrontro de planejamento de sprint mal feito pode bagunçar totalmente um sprint. Nesta fase, o propósito é expor a equipe informação suficiente para trabalho, que deverá realizado durante duas a quatro semanas. Neste planejamento também é definido local e hora para a reunião diária (daily meeting). O product owner, normalmente participa dessa reunião para informar o seu objetivo e o que é esperado ao final desta sprint Sprint Backlog O Scrum Master cria o Sprint Backlog antes do início das reuniões diárias. Neste documento deverá estar as atividades e sequencia relacionadas referente a sprint em questão.

16 Reuniões do Scrum Sprint Planning reunião realizada a cada duas a quatro semanas, com intuito de planejar as atividades de uma determinada sprint. Possui duração de três a quatro horas e é conduzida pelo Scrum Master, responsável por preencher as atividades. O time se compromete a atender os prazos estabelecidos e realizar as atividades. Daily Meeting também chamada de reunião diária. É realizada diariamente, com duração de no máximo 15 minutos, normalmente sempre no mesmo local e em pé. Nesta reunião, cada membro do time deverá responder três questões: 1. O que eu fiz desde a última reunião? 2. O que vou fazer até a próxima reunião? 3. Quais problemas estão impedindo a realização do meu trabalho? O Scrum Master atualiza o Burndown Chart e o Quadro de Kanban. Sprint Review e Sprint Retrospective com duração média de 5 horas, todos participam destas duas reuniões, o Scrum Master, o time e o Product Owner. Seu propósito é ao final de uma sprint, rever os procedimentos executados e sugerir melhorias Planning Poker O Planning Poker é uma prática que ajuda na estimativa de uma estória ou uma tarefa. Uma vez escolhida estória, os membros da equipe devem pensar em quanto tempo irão demorar a realizar esta atividade, após isso eles devem mostrar a carta com a estimativa e expor suas justificativas para o tempo escolhido. Ao final espera-se chegar a um consenso sobre o tempo necessário.

17 Quadro de Kanban Neste quadro são colocadas as tarefas que devem ser executadas pela equipe. A medida que as tarefas são executadas elas se movimentam no quadro, conforme mostra a Figura 3. Figura 3. Quadro de Kanban Gráfico de Burn-down Chart Este diagrama é responsável por monitorar quanto de trabalho ainda deve ser executado para implementar um segmento de software durante uma sprint. Na Figura 4 é possível visualizar um exemplo do gráfico de Burn-down Chart.

18 Figura 4. Gráfico de Burn-Down Chart 17

19 18 3 ESTUDO DE CASO O estudo de caso a seguir está baseado na utilização do Scrum para gerenciar o processo de desenvolvimento de software na empresa GAtec S/A, que desenvolve software voltado para o agronegócio. A escolha desta metodologia veio como forma de suprir a metodologia convencional, já que esta não estava trazendo resultados satisfatórios. A utilização da metodologia Scrum na empresa até o momento tem duração de seis meses, e está sendo utilizada tanto em novos projetos de desenvolvimento, quanto em projeto que já estavam em andamento ESTRUTURA ORGANIZACIONAL A atual estrutura organizacional da empresa pode ser vista na Figura 5. Com base nesta estrutura foram definidos papéis do Scrum na área de desenvolvimento. Especialistas Coordenador 1 Coordenador 2 Coordenador 3 Colaborador 1 Colaborador 4 Colaborador 7 Colaborador 2 Colaborador 5 Colaborador 8 Colaborador 3 Colaborador 6 Colaborador 9 Figura 5. Estrutura Organizacional

20 19 Especialista possui o papel de Product Owner do Scrum. Normalmente é o agrônomo responsável pela área ou regra de negócio. Coordenador por ser o responsável por comandar a equipe de colaboradores, tornou-se o Scrum Master. Colaboradores os colaboradores formam os times de cada área existente na empresa. As áreas existentes na empresa são: Agrícola, Logística, Administrativo Agrícola, Automotiva, Integração, Indústria, Custos e Planejamento, Automação e Outras Culturas. O propósito destas áreas é o desenvolvimento de software capaz de gerenciar todo o processo existente em uma usina de cana-de-açúcar ou fazendas que cultivam outras culturas, entretanto, é importante ressaltar que estes softwares são tratados como críticos, já que uma vez que parem de funcionar podem afetar diretamente o andamento da usina. Estas áreas formam os times citados no Scrum, normalmente com quatro ou cinco pessoas incluindo o Scrum Master SUPORTE E DESENVOLVIMENTO A princípio o Scrum foi utilizado nas duas áreas existentes, tanto em suporte, que é responsável por realizar a devida manutenção no software, quanto no desenvolvimento, onde é desenvolvido um novo software. Porém após algum tempo de utilização do Scrum, algumas melhorias e dificuldades foram encontradas nas duas áreas apresentadas SCRUM no Desenvolvimento

21 20 Uma vez definido os papéis do Scrum na empresa, foi iniciada a utilização da metodologia no desenvolvimento de software. Pode-se perceber no decorrer do tempo que a equipe foi atingindo um alinhamento causado pela constante utilização do planning poker e as discussões decorrentes, e as reuniões propostas no Scrum mostravam que o produto seria entregue no tempo correto, mostrando claramente a melhoria trazida pelo Scrum, cada vez que uma sprint era finalizada. Além disso, foi realizado o acompanhamento através do quadro de kanban que foi criado na empresa, como mostra a Figura 6, com ele foi possível ter a chamada gestão a vista, fazendo com que o rendimento dos times aumentasse consideravelmente. Figura 6. Quadro de Kanban GAtec. O acompanhamento do desenvolvimento também era feito diariamente através das reuniões diárias, conforme proposto na metodologia e a atualização do burndown chart era feita pelo Scrum Master. A seguir um exemplo do gráfico de burndown chart na Figura 7:

22 Pontos de função 21 Burndown - Sprint ADM. AGR - de 08/03 até 12/03 30,00 25,00 20,00 15,00 10,00 5,00 0,00-5,00 08/mar 09/mar 10/mar 11/mar 12/mar 08/mar 09/mar 10/mar 11/mar 12/mar Estimado 28,00 22,40 16,80 11,20 5,60 Realizado 0,00 0,00 0,00 3,00 9,00 Saldo Real 28,00 22,40 16,80 8,20-3,40 Estimado Realizado Saldo Real Figura 7. Gráfico de Burndown Chart Gatec Porém algumas dificuldades foram encontradas. Em um dos times, havia o desenvolvimento de um software relacionado à pesquisa operacional. Por se tratar de um software que necessitava de uma forte modelagem matemática e um longo período de tempo para desenvolvimento até que se tivesse um primeiro resultado, o Scrum não servia para gerenciar seu desenvolvimento. Isso pode ser percebido ao pensar no desenvolvimento do módulo relacionado ao SOLVER, que é o responsável pelo cálculo na programação linear e resolução do problema dadas as devidas restrições. Neste caso foi utilizada a metodologia convencional RUP provando que o Scrum é muito bom para desenvolvimento de projetos e rápida resposta ao cliente, mas não atende a todos os tipos de software SCRUM no Suporte Uma vez visto as vantagens da utilização do Scrum no desenvolvimento, houve uma tentativa de utilizar o mesmo no suporte. O suporte da empresa funciona da seguinte forma:

23 22 Passo Tabela 1 - Suporte Ação 1 O Cliente abre um chamado reportando o problema encontrado no software. 2 O suporte recebe todos os chamados abertos e os encaminha para as respectivas áreas. 3 O Scrum Master (coordenador) recebe os chamados e com esse conjunto fecha um sprint. 4 O time resolve os chamados relacionados a sprint. A princípio a utilização do Scrum parecia vantajosa no suporte, porém muitas vezes apareciam chamados críticos que deveriam ter prioridade e eram resolvidos com urgência quebrando a sprint. Não era possível seguir uma sequencia de atividades já que no decorrer da sprint era comum o surgimento deste tipo de chamado e quase impossível prever o seu acontecimento. Isso causou alguns problemas como dificuldade na finalização de uma sprint, as reuniões estouravam o tempo previsto, desmotivação por parte da equipe já que vários itens eram deixados de lado e consequentemente queda de produtividade. Contudo o Scrum não foi deixado totalmente de lado no suporte, ainda são feitas as reuniões diárias, uma vez que elas ajudam a equipe, a saber, o andamento dos chamados resolvidos e as dificuldades encontradas. Uma medida tomada para solução deste problema foi a alocação de seis horas para resolução dos chamados, e duas horas disponíveis caso surgisse chamados críticos. Se estes chamados não viessem a aparecer, então os chamados alocados para o dia seguinte eram adiantados para o dia atual.

24 23 4 CONCLUSÕES Em geral a metodologia Scrum se mostrou eficiente em seu objetivo, conseguindo suprir as necessidades em desenvolvimento de software para o agronegócio, uma vez que este software precisa ter suas funcionalidades rapidamente implantadas e testadas. A satisfação do cliente aumentou uma vez que ele participa ativamente no decorrer do projeto, e foi possível diminuir os impactos causados pelo surgimento de novas funcionalidades, que eram rapidamente incorporadas ao projeto SUGESTÕES PARA TRABALHOS FUTUROS Para dar continuidade a este trabalho seria interessante criar formas de mensurar e quantificar os benefícios causados pelo Scrum no dia-a-dia da empresa, bem como realizar uma nova análise da utilização da metodologia ágil em um tempo maior ao descrito neste trabalho.

25 24 5 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS [1] KNIBERG, H. Scrum e XP direto das Trincheiras. 1.ed [2] PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software. 6.ed. São Paulo: McGraw-Hill, [3] Ultimo acesso em: 12/05/2010

Guia Projectlab para Métodos Agéis

Guia Projectlab para Métodos Agéis Guia Projectlab para Métodos Agéis GUIA PROJECTLAB PARA MÉTODOS ÁGEIS 2 Índice Introdução O que são métodos ágeis Breve histórico sobre métodos ágeis 03 04 04 Tipos de projetos que se beneficiam com métodos

Leia mais

Ágil. Rápido. Métodos Ágeis em Engenharia de Software. Introdução. Thiago do Nascimento Ferreira. Introdução. Introdução. Introdução.

Ágil. Rápido. Métodos Ágeis em Engenharia de Software. Introdução. Thiago do Nascimento Ferreira. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução Métodos Ágeis em Engenharia de Software Thiago do Nascimento Ferreira Desenvolvimento de software é imprevisível e complicado; Empresas operam em ambiente global com mudanças rápidas; Reconhecer

Leia mais

Metodologias Ágeis. Aécio Costa

Metodologias Ágeis. Aécio Costa Metodologias Ágeis Aécio Costa Metodologias Ágeis Problema: Processo de desenvolvimento de Software Imprevisível e complicado. Empírico: Aceita imprevisibilidade, porém tem mecanismos de ação corretiva.

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Informática

Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Informática Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Informática Disciplina: INF5008 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 8. Metodologias

Leia mais

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Desenvolvimento Ágil Modelos Ágeis. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Desenvolvimento Ágil Modelos Ágeis. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Desenvolvimento Ágil Modelos Ágeis Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga 2º Semestre / 2011 Extreme Programming (XP); DAS (Desenvolvimento Adaptativo de Software)

Leia mais

Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software

Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software de Desenvolvimento de Software Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

Manifesto Ágil - Princípios

Manifesto Ágil - Princípios Manifesto Ágil - Princípios Indivíduos e interações são mais importantes que processos e ferramentas. Software funcionando é mais importante do que documentação completa e detalhada. Colaboração com o

Leia mais

Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail.com

Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail.com Wesley Torres Galindo wesleygalindo@gmail.com Wesley Galindo Graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Mestrado em Engenharia de Software Engenheiro de Software Professor Faculdade Escritor Osman

Leia mais

Wesley Torres Galindo

Wesley Torres Galindo Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura Wesley Torres Galindo wesleygalindo@gmail.com User Story To Do Doing Done O que é? Como Surgiu? Estrutura Apresentar

Leia mais

Engenharia de Software I. Aula 15: Metodologias Ágeis. Prof. Márcio D. Puntel marcio@puntel.org

Engenharia de Software I. Aula 15: Metodologias Ágeis. Prof. Márcio D. Puntel marcio@puntel.org Engenharia de Software I Aula 15: Metodologias Ágeis Prof. Márcio D. Puntel marcio@puntel.org Março - 2008 Antes... Manifesto Mudança de contratos Foco nas premissas... 2 Algumas metodologias Extreme Programming

Leia mais

SCRUM. Fabrício Sousa fabbricio7@yahoo.com.br

SCRUM. Fabrício Sousa fabbricio7@yahoo.com.br SCRUM Fabrício Sousa fabbricio7@yahoo.com.br Introdução 2 2001 Encontro onde profissionais e acadêmicos da área de desenvolvimento de software de mostraram seu descontentamento com a maneira com que os

Leia mais

Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM)

Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM) Programação Extrema Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM) Prof. Mauro Lopes Programação Extrema Prof. Mauro Lopes 1-31 45 Manifesto Ágil Formação da Aliança Ágil Manifesto Ágil: Propósito

Leia mais

Ferramenta para gestão ágil

Ferramenta para gestão ágil Ferramenta para gestão ágil de projetos de software Robson Ricardo Giacomozzi Orientador: Everaldo Artur Grahl Agenda Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento Resultados e discussões

Leia mais

Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software Livre

Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software Livre Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software Livre Dionatan Moura Jamile Alves Porto Alegre, 09 de julho de 2015 Quem somos? Dionatan Moura Jamile Alves Ágil e Software Livre? Métodos Ágeis Manifesto

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software. Unidade V Modelagem de PDS. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

Processo de Desenvolvimento de Software. Unidade V Modelagem de PDS. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Processo de Desenvolvimento de Software Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático desta aula Modelo Cascata (Waterfall) ou TOP DOWN. Modelo Iterativo. Metodologia Ágil.

Leia mais

METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SCRUM: ESTUDO DE REVISÃO. Bruno Edgar Fuhr 1

METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SCRUM: ESTUDO DE REVISÃO. Bruno Edgar Fuhr 1 METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SCRUM: ESTUDO DE REVISÃO Bruno Edgar Fuhr 1 Resumo: O atual mercado de sistemas informatizados exige das empresas de desenvolvimento, um produto que tenha ao mesmo

Leia mais

Prof. Me. Marcos Echevarria

Prof. Me. Marcos Echevarria Prof. Me. Marcos Echevarria Nas décadas de 80 e 90 a visão geral sobre a melhor maneira de desenvolver software era seguir um cuidadoso planejamento para garantir uma boa qualidade; Esse cenário era aplicável

Leia mais

SCRUM: UM MÉTODO ÁGIL. Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com)

SCRUM: UM MÉTODO ÁGIL. Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com) SCRUM: UM MÉTODO ÁGIL Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com) Roteiro Motivação Manifesto Ágil Princípios Ciclo Papeis, cerimônias, eventos, artefatos Comunicação Product Backlog Desperdício 64% das features

Leia mais

RESUMO PARA O EXAME PSM I

RESUMO PARA O EXAME PSM I RESUMO PARA O EXAME PSM I Escrito por: Larah Vidotti Blog técnico: Linkedin: http://br.linkedin.com/in/larahvidotti MSN: larah_bit@hotmail.com Referências:... 2 O Scrum... 2 Papéis... 3 Product Owner (PO)...

Leia mais

SCRUM Gerência de Projetos Ágil. Prof. Elias Ferreira

SCRUM Gerência de Projetos Ágil. Prof. Elias Ferreira SCRUM Gerência de Projetos Ágil Prof. Elias Ferreira Métodos Ágeis + SCRUM + Introdução ao extreme Programming (XP) Manifesto Ágil Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver software fazendo-o

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DAI 2015 Desenvolvimento Rápido de Software 2 1 Para quê o Desenvolvimento Rápido de Software? Os negócios

Leia mais

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga 2º Semestre / 2011 O Processo Unificado dos autores Ivar Jacobson, Grady Booch e James

Leia mais

Por que o Scrum? o Foco na Gerência de Projetos; o Participação efetiva do Cliente.

Por que o Scrum? o Foco na Gerência de Projetos; o Participação efetiva do Cliente. Por que o Scrum? o Foco na Gerência de Projetos; o Participação efetiva do Cliente. Desenvolvido por Jeff SUTHERLAND e Ken SCHWABER ; Bastante objetivo, com papéis bem definidos; Curva de Aprendizado é

Leia mais

SCRUM: UMA DAS METODOLOGIAS ÁGEIS MAIS USADAS DO MUNDO

SCRUM: UMA DAS METODOLOGIAS ÁGEIS MAIS USADAS DO MUNDO SCRUM: UMA DAS METODOLOGIAS ÁGEIS MAIS USADAS DO MUNDO RESUMO Eleandro Lopes de Lima 1 Nielsen Alves dos Santos 2 Rodrigo Vitorino Moravia 3 Maria Renata Furtado 4 Ao propor uma alternativa para o gerenciamento

Leia mais

Desenvolvimento Ágil de Software

Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento Ágil de Software Métodos ágeis (Sommerville) As empresas operam em um ambiente global, com mudanças rápidas. Softwares fazem parte de quase todas as operações de negócios. O desenvolvimento

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas CMP1141 Processo e qualidade de software I Prof. Me. Elias Ferreira Sala: 210 F Quarta-Feira:

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 5 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 5-05/05/2006 1 Dúvidas da aula passada RUP (Rational Unified Process) é uma ferramenta ou um processo? Resposta: os dois. O

Leia mais

MANIFESTO ÁGIL. Esses conceitos aproximam-se melhor com a forma que pequenas e médias organizações trabalham e respondem à mudanças.

MANIFESTO ÁGIL. Esses conceitos aproximam-se melhor com a forma que pequenas e médias organizações trabalham e respondem à mudanças. METODOLOGIAS ÁGEIS SURGIMENTO As metodologias ágeis surgiram em resposta ao problema dos atrasos no desenvolvimento de software e aos cancelamentos, devido ao fato dos sistemas demorarem muito tempo para

Leia mais

Uma introdução ao SCRUM. Evandro João Agnes evandroagnes@yahoo.com.br

Uma introdução ao SCRUM. Evandro João Agnes evandroagnes@yahoo.com.br Uma introdução ao SCRUM Evandro João Agnes evandroagnes@yahoo.com.br Agenda Projetos de Software O que é Scrum Scrum framework Estrutura do Scrum Sprints Ferramentas Projetos de software Chaos Report Standish

Leia mais

Especialização em Engenharia de Software e Banco de Dados

Especialização em Engenharia de Software e Banco de Dados Especialização em Engenharia de Software e Banco de Dados Disciplina: Engenharia de Software Tópico: Metodologias Ágeis Prof. Rodolfo Miranda de Barros rodolfo@uel.br O que é agilidade? Agilidade: Rapidez,

Leia mais

SCRUM. É um processo iterativo e incremental para o desenvolvimento de qualquer produto e gerenciamento de qualquer projeto.

SCRUM. É um processo iterativo e incremental para o desenvolvimento de qualquer produto e gerenciamento de qualquer projeto. SCRUM SCRUM É um processo iterativo e incremental para o desenvolvimento de qualquer produto e gerenciamento de qualquer projeto. Ken Schwaber e Jeff Sutherland Transparência A transparência garante que

Leia mais

Scrum. Introdução UFRPE-DEINFO BSI-FÁBRICA DE SOFTWARE

Scrum. Introdução UFRPE-DEINFO BSI-FÁBRICA DE SOFTWARE Scrum Introdução UFRPE-DEINFO BSI-FÁBRICA DE SOFTWARE scrum Ken Schwaber - Jeff Sutherland http://www.scrumalliance.org/ Scrum Uma forma ágil de gerenciar projetos. Uma abordagem baseada em equipes autoorganizadas.

Leia mais

development Teresa Maciel DEINFO/UFRPE

development Teresa Maciel DEINFO/UFRPE development Teresa Maciel DEINFO/UFRPE Prazos curtos Baixo custo Agregação ao negócio Fidelidade do cliente Competitividade Sobrevivência Cenário 2000 35% dos projetos apresentam sucesso 31% dos projetos

Leia mais

Agradecimento. Adaptação do curso Scrum de Márcio Sete, ChallengeIT. Adaptação do curso The Zen of Scrum de Alexandre Magno, AdaptaWorks

Agradecimento. Adaptação do curso Scrum de Márcio Sete, ChallengeIT. Adaptação do curso The Zen of Scrum de Alexandre Magno, AdaptaWorks S C R U M Apresentação Tiago Domenici Griffo Arquiteto de Software na MCP, MCAD, MCSD, MCTS Web, Windows e TFS, ITIL Foundation Certified, MPS.BR P1 Experiência internacional e de offshoring Agradecimento

Leia mais

2012. Quinta Conferência de Qualidade de Software ASR Consultoria

2012. Quinta Conferência de Qualidade de Software ASR Consultoria 1 Visão CMMI do Ágil 2 Visão CMMI do Ágil 3 Visão Ágil do CMMI 4 Visão Ágil do CMMI 5 Visão Ágil do CMMI 6 Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver

Leia mais

Guia do Nexus. O Guia Definitivo para o Nexus: O exoesqueleto do desenvolvimento Scrum escalado. Desenvolvido e mantido por Ken Schwaber e Scrum.

Guia do Nexus. O Guia Definitivo para o Nexus: O exoesqueleto do desenvolvimento Scrum escalado. Desenvolvido e mantido por Ken Schwaber e Scrum. Guia do Nexus O Guia Definitivo para o Nexus: O exoesqueleto do desenvolvimento Scrum escalado Desenvolvido e mantido por Ken Schwaber e Scrum.org Tabela de Conteúdo Visão Geral do Nexus... 2 O Propósito

Leia mais

Análise de Sistemas Unidade III A Engenharia de Software Desenvolvimento Ágil

Análise de Sistemas Unidade III A Engenharia de Software Desenvolvimento Ágil Análise de Sistemas Unidade III A Engenharia de Software Desenvolvimento Ágil franciscogerson10@gmail.com Conteúdo Programático Introdução O que é um processo ágil A política de desenvolvimento ágil Fatores

Leia mais

Após completar este módulo você deverá ter absorvido o seguinte conhecimento: Uma ampla visão do framework Scrum e suas peculiaridades

Após completar este módulo você deverá ter absorvido o seguinte conhecimento: Uma ampla visão do framework Scrum e suas peculiaridades Objetivos da Aula 1 Após completar este módulo você deverá ter absorvido o seguinte conhecimento: Uma ampla visão do framework Scrum e suas peculiaridades Entendimento sobre os processos essenciais do

Leia mais

Comparativo entre Processos Ágeis. Daniel Ferreira dfs3@cin.ufpe.br

Comparativo entre Processos Ágeis. Daniel Ferreira dfs3@cin.ufpe.br Comparativo entre Processos Ágeis Daniel Ferreira dfs3@cin.ufpe.br O que discutiremos: Histórico Os Princípios Ágeis Comparação Do ponto de vista incremental Do ponto de vista funcional Vantagens e Desvantagens

Leia mais

Análise da aplicação da metodologia SCRUM em uma empresa de Desenvolvimento de Software

Análise da aplicação da metodologia SCRUM em uma empresa de Desenvolvimento de Software Análise da aplicação da metodologia SCRUM em uma empresa de Desenvolvimento de Software Carolina Luiza Chamas Faculdade de Tecnologia da Zona Leste SP Brasil carolchamas@hotmail.com Leandro Colevati dos

Leia mais

Objetivos do Módulo 3

Objetivos do Módulo 3 Objetivos do Módulo 3 Após completar este módulo você deverá ter absorvido o seguinte conhecimento: Conceitos do Scrum O que é um Sprint Decifrando um Product backlog Daily Scrum, Sprint Review, Retrospectiva

Leia mais

A PRIMMER possui casos importantes nesta área. Venha compartilhar conosco desta experiência magnífica no mundo das metodologias ágeis.

A PRIMMER possui casos importantes nesta área. Venha compartilhar conosco desta experiência magnífica no mundo das metodologias ágeis. METODOLOGIAS ÁGEIS Boas Práticas para o Gerenciamento de Projetos de TI utilizando métodos ágeis baseados em SCRUM e XP etc. DIFERENCIAIS Avaliação prévia das necessidades de cada participante para customização

Leia mais

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Tecnologia Adaptação do Scrum ao Modelo Incremental

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Tecnologia Adaptação do Scrum ao Modelo Incremental 1 Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Tecnologia Adaptação do Scrum ao Modelo Incremental Leonardo Bertholdo Lidia Regina de Carvalho Freitas Barban 2 Leonardo Bertholdo Lidia Regina de Carvalho

Leia mais

Módulo de projetos ágeis Scrum Módulo de Projetos Ágeis Scrum

Módulo de projetos ágeis Scrum Módulo de Projetos Ágeis Scrum Módulo de Projetos Ágeis Fevereiro 2015 Versão Módulo de Projetos Ágeis O nome vem de uma jogada ou formação do Rugby, onde 8 jogadores de cada time devem se encaixar para formar uma muralha. É muito importante

Leia mais

FireScrum: Ferramenta de apoio à gestão de projetos utilizando Scrum

FireScrum: Ferramenta de apoio à gestão de projetos utilizando Scrum C.E.S.A.R.EDU Unidade de Educação do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife Projeto de Dissertação de Mestrado FireScrum: Ferramenta de apoio à gestão de projetos utilizando Scrum Eric de Oliveira

Leia mais

Agilidade parte 3/3 - Scrum. Prof. Dr. Luís Fernando Fortes Garcia luis@garcia.pro.br

Agilidade parte 3/3 - Scrum. Prof. Dr. Luís Fernando Fortes Garcia luis@garcia.pro.br Agilidade parte 3/3 - Scrum Prof. Dr. Luís Fernando Fortes Garcia luis@garcia.pro.br 1 Scrum Scrum? Jogada do Rugby Formação de muralha com 8 jogadores Trabalho em EQUIPE 2 Scrum 3 Scrum Scrum Processo

Leia mais

05/05/2010. Década de 60: a chamada Crise do Software

05/05/2010. Década de 60: a chamada Crise do Software Pressman, Roger S. Software Engineering: A Practiotioner s Approach. Editora: McGraw- Hill. Ano: 2001. Edição: 5 Introdução Sommerville, Ian. SW Engineering. Editora: Addison Wesley. Ano: 2003. Edição:

Leia mais

METODOLOGIA ÁGIL. Lílian Simão Oliveira

METODOLOGIA ÁGIL. Lílian Simão Oliveira METODOLOGIA ÁGIL Lílian Simão Oliveira Fonte: Pressman, 2004 Aulas Prof. Auxiliadora Freire e Sabrina Schürhaus Alexandre Amorin Por quê???? Principais Causas Uso das Funcionalidades Processos empírico

Leia mais

Desenvolvimento ágil de software

Desenvolvimento ágil de software Desenvolvimento ágil de software Desenvolvimento ágil de software (do inglês Agile software development) ou Método ágil é um conjunto de metodologias de desenvolvimento de software. O desenvolvimento ágil,

Leia mais

Scrum Guia Prático. Raphael Rayro Louback Saliba Certified Scrum Master. Os papéis, eventos, artefatos e as regras do Scrum. Solutions. www.domain.

Scrum Guia Prático. Raphael Rayro Louback Saliba Certified Scrum Master. Os papéis, eventos, artefatos e as regras do Scrum. Solutions. www.domain. Scrum Guia Prático Os papéis, eventos, artefatos e as regras do Scrum Solutions www.domain.com Raphael Rayro Louback Saliba Certified Scrum Master 1 Gráfico de Utilização de Funcionalidades Utilização

Leia mais

Estudo sobre Desenvolvimento de Software Utilizando o Framework Ágil Scrum

Estudo sobre Desenvolvimento de Software Utilizando o Framework Ágil Scrum Estudo sobre Desenvolvimento de Software Utilizando o Framework Ágil Scrum Andre Scarmagnani 1, Fabricio C. Mota 1, Isaac da Silva 1, Matheus de C. Madalozzo 1, Regis S. Onishi 1, Luciano S. Cardoso 1

Leia mais

SCRUM. Otimizando projetos. Adilson Taub Júnior tecproit.com.br

SCRUM. Otimizando projetos. Adilson Taub Júnior tecproit.com.br SCRUM Otimizando projetos Adilson Taub Júnior tecproit.com.br Sobre mim Adilson Taub Júnior Gerente de Processos Certified ScrumMaster; ITIL Certified; Cobit Certified; 8+ anos experiência com TI Especialista

Leia mais

Com metodologias de desenvolvimento

Com metodologias de desenvolvimento Sociedade demanda grande quantidade de sistemas/aplicações software complexo, sistemas distribuídos, heterogêneos requisitos mutantes (todo ano, todo mês, todo dia) Mas, infelizmente, não há gente suficiente

Leia mais

Scrum How it works. Há quatro grupos com papéis bem definidos:

Scrum How it works. Há quatro grupos com papéis bem definidos: Scrum É um processo de desenvolvimento iterativo e incremental. É utilizado quando não se consegue predizer tudo o que irá ocorrer. Em geral, utiliza-se em projetos complexos, de difícil abordagem pela

Leia mais

UTILIZAÇÃO DAS METODOLOGIAS ÁGEIS XP E SCRUM PARA O DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE APLICAÇÕES

UTILIZAÇÃO DAS METODOLOGIAS ÁGEIS XP E SCRUM PARA O DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE APLICAÇÕES UTILIZAÇÃO DAS METODOLOGIAS ÁGEIS XP E SCRUM PARA O DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE APLICAÇÕES Marcelo Augusto Lima Painka¹, Késsia Rita da Costa Marchi¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

Metodologias Ágeis. Gerenciando e Desenvolvendo Projetos de forma eficiente. Gabriel Verta 0767948 Rafael Reimberg 0767701 Vinicius Quaiato - 0767697

Metodologias Ágeis. Gerenciando e Desenvolvendo Projetos de forma eficiente. Gabriel Verta 0767948 Rafael Reimberg 0767701 Vinicius Quaiato - 0767697 Metodologias Ágeis Gerenciando e Desenvolvendo Projetos de forma eficiente Gabriel Verta 0767948 Rafael Reimberg 0767701 Vinicius Quaiato - 0767697 Introdução Ao longo dos anos a indústria de desenvolvimento

Leia mais

Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal

Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal Sistemas de Informação e Programação II Odorico Machado Mendizabal Universidade Federal do Rio Grande FURG C3 Engenharia de Computação 16 e 23 de março de 2011 Processo de Desenvolvimento de Software Objetivos

Leia mais

Aluna: Vanessa de Mello Orientador: Everaldo Artur Grahl

Aluna: Vanessa de Mello Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta web para gerenciamento de projetos de software baseado no Scrum Aluna: Vanessa de Mello Orientador: Everaldo Artur Grahl Introdução Roteiro da apresentação Objetivos do trabalho Fundamentação

Leia mais

Metodologias Ágeis Um overview sobre FDD, MSF, SCRUM e XP

Metodologias Ágeis Um overview sobre FDD, MSF, SCRUM e XP Metodologias Ágeis Um overview sobre FDD, MSF, SCRUM e XP Márcio Daniel Puntel (marciopuntel@yahoo.com.br) é acadêmico de Sistemas de Informação na Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Campus Cachoeira

Leia mais

Análise comparativa entre a engenharia de requisitos e o método de desenvolvimento ágil: Scrum

Análise comparativa entre a engenharia de requisitos e o método de desenvolvimento ágil: Scrum Análise comparativa entre a engenharia de requisitos e o método de desenvolvimento ágil: Scrum Patrícia Bastos Girardi, Sulimar Prado, Andreia Sampaio Resumo Este trabalho tem como objetivo prover uma

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software Scrum. Prof. Antonio Almeida de Barros Jr.

Processo de Desenvolvimento de Software Scrum. Prof. Antonio Almeida de Barros Jr. Processo de Desenvolvimento de Software Scrum Manifesto da Agilidade Quatro princípios Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas Software funcionando mais que documentação compreensiva Colaboração

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS METODOLOGIAS ÁGEIS ENGENHARIA DE SOFTWARE 10/08/2013

LISTA DE EXERCÍCIOS METODOLOGIAS ÁGEIS ENGENHARIA DE SOFTWARE 10/08/2013 LISTA DE EXERCÍCIOS METODOLOGIAS ÁGEIS ENGENHARIA DE SOFTWARE 10/08/2013 Disciplina: Professor: Engenharia de Software Edison Andrade Martins Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti.br Área: Metodologias

Leia mais

[Agile] Scrum + XP. Wagner Roberto dos Santos. Agilidade extrema. Arquiteto Java EE / Scrum Master wrsconsulting@gmail.com. Globalcode open4education

[Agile] Scrum + XP. Wagner Roberto dos Santos. Agilidade extrema. Arquiteto Java EE / Scrum Master wrsconsulting@gmail.com. Globalcode open4education [Agile] Scrum + XP Agilidade extrema Wagner Roberto dos Santos Arquiteto Java EE / Scrum Master wrsconsulting@gmail.com 1 Apresentação Arquiteto Java EE / Scrum Master Lead Editor da Queue Arquitetura

Leia mais

Workshop SCRUM. Versão 5 Out 2010 RFS. rildo.santos@etecnologia.com.br

Workshop SCRUM. Versão 5 Out 2010 RFS. rildo.santos@etecnologia.com.br Todos os direitos reservados e protegidos 2006 e 2010 Objetivo: Estudo de Caso Objetivo: Apresentar um Estudo de Caso para demonstrar como aplicar as práticas do SCRUM em projeto de desenvolvimento de

Leia mais

Um Método Ágil Híbrido

Um Método Ágil Híbrido Um Método Ágil Híbrido Marcio Puntel Fernando S. Prass Professor Orientador Sistemas de Informação - Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Rua Martin Lutero, s/n - CEP 96500-000, Cachoeira do Sul RS

Leia mais

Estudo de caso: aplicação das metodologias ágeis de desenvolvimento: Scrum e XP no desenvolvimento do sistema Unidisciplina

Estudo de caso: aplicação das metodologias ágeis de desenvolvimento: Scrum e XP no desenvolvimento do sistema Unidisciplina Perquirere, 11 (1): 113-129, jul. 2014 Centro Universitário de Patos de Minas http://perquirere.unipam.edu.br Estudo de caso: aplicação das metodologias ágeis de desenvolvimento: Scrum e XP no desenvolvimento

Leia mais

Géssica Talita. Márcia Verônica. Prof.: Edmilson

Géssica Talita. Márcia Verônica. Prof.: Edmilson Géssica Talita Márcia Verônica Prof.: Edmilson DESENVOLVIMENTO ÁGIL Técnicas foram criadas com o foco de terminar os projetos de software rapidamente e de forma eficaz. Este tipo de técnica foi categorizada

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS MÉTODOS ÁGEIS

INTRODUÇÃO AOS MÉTODOS ÁGEIS WESLLEYMOURA@GMAIL.COM INTRODUÇÃO AOS MÉTODOS ÁGEIS ANÁLISE DE SISTEMAS Introdução aos métodos ágeis Metodologias tradicionais Estes tipos de metodologias dominaram a forma de desenvolvimento de software

Leia mais

INTRODUÇÃO A PROJETOS

INTRODUÇÃO A PROJETOS INTRODUÇÃO A PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GESTÃO DE PROJETOS Gestão Ágil de projetos Gestão de projetos com PMBOK GESTÃO ÁGIL DE PROJETOS GESTÃO ÁGIL

Leia mais

Gestão de Projetos com Métodos Ágeis - Avançado

Gestão de Projetos com Métodos Ágeis - Avançado Gestão de Projetos com Métodos Ágeis - Avançado Caxias do Sul, 16 de Agosto 2013 Gustavo Casarotto Agenda O Scrum Planejamento da Sprint 1 Execução da Sprint 1 Revisão da Sprint 1 Retrospectiva da Sprint

Leia mais

ESTUDO DE CASO: SCRUM E PMBOK UNIDOS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS. contato@alinebrake.com.br. fs_moreira@yahoo.com.br. contato@marcelobrake.com.

ESTUDO DE CASO: SCRUM E PMBOK UNIDOS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS. contato@alinebrake.com.br. fs_moreira@yahoo.com.br. contato@marcelobrake.com. ESTUDO DE CASO: SCRUM E PMBOK UNIDOS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS (CASE STUDY: SCRUM AND PMBOK - STATES IN PROJECT MANAGEMENT) Aline Maria Sabião Brake 1, Fabrício Moreira 2, Marcelo Divaldo Brake 3, João

Leia mais

Fundamentos do Scrum aplicados ao RTC Sergio Martins Fernandes

Fundamentos do Scrum aplicados ao RTC Sergio Martins Fernandes Workshop Scrum & Rational Team Concert (RTC) Sergio Martins Fernandes Agilidade Slide 2 Habilidade de criar e responder a mudanças, buscando agregar valor em um ambiente de negócio turbulento O Manifesto

Leia mais

um framework para desenvolver produtos complexos em ambientes complexos Rafael Sabbagh, CSM, CSP Marcos Garrido, CSPO

um framework para desenvolver produtos complexos em ambientes complexos Rafael Sabbagh, CSM, CSP Marcos Garrido, CSPO um framework para desenvolver produtos complexos em ambientes complexos Rafael Sabbagh, CSM, CSP Marcos Garrido, CSPO Um pouco de história... Década de 50: a gestão de projetos é reconhecida como disciplina,

Leia mais

Quais são as características de um projeto?

Quais são as características de um projeto? Metodologias ágeis Flávio Steffens de Castro Projetos? Quais são as características de um projeto? Temporário (início e fim) Objetivo (produto, serviço e resultado) Único Recursos limitados Planejados,

Leia mais

Scrum. Gestão ágil de projetos

Scrum. Gestão ágil de projetos Scrum Gestão ágil de projetos Apresentação feita por : Igor Macaúbas e Marcos Pereira Modificada por: Francisco Alecrim (22/01/2012) Metas para o o Metas para treinamento seminário Explicar o que é Scrum

Leia mais

Frederico Aranha, Instrutor. Scrum 100 Lero Lero. Um curso objetivo!

Frederico Aranha, Instrutor. Scrum 100 Lero Lero. Um curso objetivo! Scrum 100 Lero Lero Um curso objetivo! Napoleãããõ blah blah blah Whiskas Sachê Sim, sou eu! Frederico de Azevedo Aranha MBA, PMP, ITIL Expert Por que 100 Lero Lero? Porque o lero lero está documentado.

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE COM MÉTODOS ÁGEIS

GESTÃO DO CONHECIMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE COM MÉTODOS ÁGEIS GESTÃO DO CONHECIMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE COM MÉTODOS ÁGEIS Jeandro Maiko Perceval 1 Carlos Mario Dal Col Zeve2 Anderson Ricardo Yanzer Cabral ² RESUMO Este artigo apresenta conceitos sobre

Leia mais

ScRUM na prática. Scrum no dia-a-dia. V Semana de Tecnologia da Informação

ScRUM na prática. Scrum no dia-a-dia. V Semana de Tecnologia da Informação ScRUM na prática Scrum no dia-a-dia V Semana de Tecnologia da Informação Agenda Manifesto Ágil; O Scrum; Os papéis do Scrum; Quem usa Scrum; O Scrum na Tray; Cerimônias; Artefatos. Qualidade. era uma vez

Leia mais

SCRUM Discussão e reflexão sobre Agilidade. Fernando Wanderley

SCRUM Discussão e reflexão sobre Agilidade. Fernando Wanderley SCRUM Discussão e reflexão sobre Agilidade Fernando Wanderley Apresentação Líder Técnico em Projetos Java (~ 9 anos) (CESAR, Imagem, CSI, Qualiti Software Process) Consultor de Processos de Desenvolvimento

Leia mais

SCRUM como metodologia de gestão de projetos da área administrativa Venturus: um case de sucesso RESUMO

SCRUM como metodologia de gestão de projetos da área administrativa Venturus: um case de sucesso RESUMO SCRUM como metodologia de gestão de projetos da área administrativa Venturus: um case de sucesso RESUMO Este artigo tem por objetivo apresentar a experiência do uso da metodologia Scrum para o gerenciamento

Leia mais

Métodos Ágeis, Fomando Times de Alto Desempenho. Ari do Amaral Torres Filho @ariamaral ariamaralt@gmail.com

Métodos Ágeis, Fomando Times de Alto Desempenho. Ari do Amaral Torres Filho @ariamaral ariamaralt@gmail.com Métodos Ágeis, Fomando Times de Alto Desempenho Ari do Amaral Torres Filho @ariamaral ariamaralt@gmail.com Iniciando com uma Apresentação (Instrutor, Alunos e Palestra) Apresentação do Professor Sou Bacharel

Leia mais

MODELO DE DESENVOLVIMENTO ÁGIL SCRUM

MODELO DE DESENVOLVIMENTO ÁGIL SCRUM MODELO DE DESENVOLVIMENTO ÁGIL SCRUM CEETEPS CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA FATEC DE TAUBATÉ HABILITAÇÃO: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TEMA MODELO DE DESENVOLVIMENTO ÁGIL:

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS MODELOS DE PROCESSO: PROTOTIPAÇÃO, PSP E SCRUM

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS MODELOS DE PROCESSO: PROTOTIPAÇÃO, PSP E SCRUM ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS MODELOS DE PROCESSO: PROTOTIPAÇÃO, PSP E SCRUM Peterson Vieira Salme 1, Claudete Werner 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil petersonsalme@gmail.com, claudete@unipar.br

Leia mais

Daniel Wildt -dwildt@gmail.com

Daniel Wildt -dwildt@gmail.com Metodologias Ágeis e Software Livre Daniel Wildt -dwildt@gmail.com Bacharel em Informática (PUCRS) Professor Universitário (FACENSA) Mais de 10 anos de experiência em Desenvolvimento de Software, hoje

Leia mais

Ferramenta para Gerenciamento de Requisitos em Metodologias Ágeis

Ferramenta para Gerenciamento de Requisitos em Metodologias Ágeis Ferramenta para Gerenciamento de Requisitos em Metodologias Ágeis Eduardo dos Santos Gonçalves 1, Heitor Boeira dos Reis Filho 1 1 Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Av. Itacolomi, 3.600 Bairro São

Leia mais

Scrum e CMMI no C.E.S.A.R Relato de Experiência

Scrum e CMMI no C.E.S.A.R Relato de Experiência Scrum e CMMI no C.E.S.A.R Relato de Experiência Felipe Furtado Engenheiro de Qualidade Izabella Lyra Gerente de Projetos Maio/2008 Agenda Motivação Pesquisas Adaptações do Processo Projeto Piloto Considerações

Leia mais

EXIN Agile Scrum Fundamentos

EXIN Agile Scrum Fundamentos Exame Simulado EXIN Agile Scrum Fundamentos Edição Fevereiro 2015 Copyright 2015 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Implementação de Software utilizando

Implementação de Software utilizando Motivação: Dilemas da Construção de Software Implementação de Software utilizando Métodos Ágeis Ana Liddy Cenni de Castro Magalhães Palestra PUC-PR 10/06/2011 Fracassos são frequentes em projetos de software:

Leia mais

Manifesto Ágil - Princípios

Manifesto Ágil - Princípios USP UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO Métodos Ágeis Alunos: Rogério Guaraci dos Santos - rgsantos@ime.usp.br Giulian Dalton Luz - gdaltonl@ime.usp.br Manifesto Ágil - Princípios Indivíduos e interações

Leia mais

Scrum Mais um caso de sucesso

Scrum Mais um caso de sucesso Scrum Mais um caso de sucesso Alvarino R. Junior Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC) Avenida Marechal Castelo Branco, 170 88.509-300 Lages SC Brasil alvarinojr@gmail.com Abstract. With increasingly

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Faculdade de Informática e Administração Paulista Curso de Sistemas de Informação 2º SI-T Engenharia de Software Modelo de Desenvolvimento Ágil SCRUM Hugo Cisneiros RM 60900 Moyses Santana Jacob RM 63484

Leia mais

Workshop. Workshop SCRUM. Rildo F Santos. rildo.santos@etecnologia.com.br. Versão 1 Ago 2010 RFS. www.etcnologia.com.br (11) 9123-5358 (11) 9962-4260

Workshop. Workshop SCRUM. Rildo F Santos. rildo.santos@etecnologia.com.br. Versão 1 Ago 2010 RFS. www.etcnologia.com.br (11) 9123-5358 (11) 9962-4260 Workshop www.etcnologia.com.br (11) 9123-5358 (11) 9962-4260 Rildo F Santos twitter: @rildosan skype: rildo.f.santos http://rildosan.blogspot.com/ Todos os direitos reservados e protegidos 2006 e 2010

Leia mais

Desenvolvimento Ágil de Software em Larga Escala

Desenvolvimento Ágil de Software em Larga Escala Desenvolvimento Ágil de Software em Larga Escala Jutta Eckstein Encontro Ágil 2009 1 Agilidade é Quente Gerenciamento Ágil de Projetos Testes Ágeis Arquitetura Ágeis Offshore Ágil Investimento Ágil PLM

Leia mais

Alexandre Lima Guilherme Melo Joeldson Costa Marcelo Guedes

Alexandre Lima Guilherme Melo Joeldson Costa Marcelo Guedes Instituto Federal do Rio Grande do Norte IFRN Graduação Tecnologia em Analise e Desenvolvimento de Sistema Disciplina: Processo de Desenvolvimento de Software Scrum Alexandre Lima Guilherme Melo Joeldson

Leia mais

Engenharia de Software II: SCRUM na prática. Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: SCRUM na prática. Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: SCRUM na prática Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br Construindo Product Backlog } O product backlog é o coração do Scrum. } É basicamente uma lista de requisitos, estórias,

Leia mais

Guia do Scrum. Um guia definitivo para o Scrum: As regras do jogo. Outubro de 2011. Desenvolvido e mantido por Ken Schwaber e Jeff Sutherland

Guia do Scrum. Um guia definitivo para o Scrum: As regras do jogo. Outubro de 2011. Desenvolvido e mantido por Ken Schwaber e Jeff Sutherland Guia do Scrum Um guia definitivo para o Scrum: As regras do jogo Outubro de 2011 Desenvolvido e mantido por Ken Schwaber e Jeff Sutherland Índice O propósito do Guia do Scrum... 3 Visão geral do Scrum...

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS CMMI E METODOLOGIAS ÁGEIS Os métodos de desenvolvimento Ágeis e

Leia mais

Escolha e implantação de uma metodologia de desenvolvimento de software: um estudo de caso para o Laboratório de Aplicação em Tecnologia da Informação

Escolha e implantação de uma metodologia de desenvolvimento de software: um estudo de caso para o Laboratório de Aplicação em Tecnologia da Informação Escolha e implantação de uma metodologia de desenvolvimento de software: um estudo de caso para o Laboratório de Aplicação em Tecnologia da Informação Elton A. dos Santos Departamento de Informática e

Leia mais

Desenvolvimento Ágil. O Manifesto para o Desenvolvimento de Software Ágil

Desenvolvimento Ágil. O Manifesto para o Desenvolvimento de Software Ágil Desenvolvimento Ágil 02561-5 Engenharia de Software Profa. Rosângela Penteado Aula de 24/8/2006 1 O Manifesto para o Desenvolvimento de Software Ágil Nós estamos descobrindo melhores maneiras de desenvolver

Leia mais

METODOLOGIAS ÁGEIS - SCRUM -

METODOLOGIAS ÁGEIS - SCRUM - METODOLOGIAS ÁGEIS - SCRUM - André Roberto Ortoncelli ar_ortoncelli@hotmail.com 2010 Organização da Apresentação Introdução as Metodologias Ágeis Scrum Conceitos Básicos Artefatos Papeis Cerimônias Estórias

Leia mais