ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO"

Transcrição

1 ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO

2 Ordens Bancárias Estados e Municípios Sumário 1. Introdução Público Alvo Características Modalidades e tipos de ordens bancárias Tipos de Ordens Bancárias Remessas de arquivos Aplicativo BB Empenhos Relação de Ordens Bancárias Externas (RE) Pagamento de Servidores Leiautes e Tipos de OB Finalidades de Pagamento Execução Financeira do Fundeb

3 1. INTRODUÇÃO BB-OBN Ordens Bancárias de Estados e Municípios O Banco do Brasil disponibiliza para o Setor Público solução que permite a gestão, controle e o pagamento de despesas empenhadas que atende as determinações contidas na Lei 4.320, de e ao Decreto 7.507, de A solução que pode ser utilizada para realizar os pagamentos aos prestadores de serviço, fornecedores e até mesmo para a folha de pagamento do órgão público é denominada Sistema de Pagamento Eletrônico de Empenhos - OBN, gerador de ordens bancárias. Os pagamentos são realizados pelos entes públicos por regime de caixa único ou por caixa descentralizado. Se houver várias divisões ou setores do mesmo convenente que realizem pagamentos, as informações podem ser individualizadas por Unidade Gestora, sendo possível identificar exatamente qual o setor responsável pelo pagamento. As Unidades Gestoras (UG) são as secretarias de um ente público que podem ser divididas em Gestão, subdivisão interna de uma secretaria. O Sistema Pagamento Eletrônico de Empenhos - OBN foi desenvolvido para automatizar os pagamentos de Ordens Bancárias dos entes públicos, tendo como objetivos: a) realizar eletronicamente os pagamentos de ordens bancárias - OB de entes públicos, nas modalidades conta única e/ou convênio; e b) auxiliar os órgãos da administração pública no controle diário da execução orçamentária, financeira e contábil, por meio de arquivo retorno de conciliação dos registros. 2. PÚBLICO ALVO O produto destina-se aos governos estaduais e municipais e demais órgãos públicos da administração direta ou indireta. Todos os estados e municípios podem utilizar o OBN para automatizar os pagamentos a fornecedores com domicílio bancário no BB ou em outras instituições financeiras, fazer pagamentos de guias, título e carnês com código de barras, além de GPS e DARF. O Sistema realiza os débitos na conta única ou nas contas de convênio, conforme o caso, retornando arquivo de conciliação ao Estado ou Município. O Sistema atende aos estados e municípios que possuam Sistema Integrado de Gestão com regime de Caixa Único, ou seja, ordens bancárias de diversas entidades estaduais e municipais, a débito de uma única conta, mediante controle por UG/Gestão, sob um único convênio pactuado. Também atende as entidades que adotam o regime de caixa descentralizado, debitando as ordens bancárias das contas de convênio de cada UG/Gestão. Banco do Brasil 3

4 Ordens Bancárias Estados e Municípios Obs.: a utilização do OBN atende as determinações contidas na Portaria, nº. 03/2012, publicada conjuntamente entre a Secretaria do Tesouro Nacional e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação/FNDE, que normatiza a forma de movimentação dos recursos creditados na conta recebedora do FUNDEB que deverá ser exclusivamente por meio eletrônico, mediante crédito em conta corrente de titularidade dos fornecedores e prestadores de serviços, devidamente identificados. 3. CARACTERÍSTICAS As principais características e funcionalidades do serviço são: a) pagamento eletrônico de ordens bancárias a fornecedores e servidores por meio de arquivo enviado ao Banco; b) geração de arquivo retorno contendo as ordens bancárias encaminhadas ao Banco para fins de conciliação da conta única e de contas de convênios do ente público; c) disponibilização do aplicativo BB Empenhos para entes públicos que não possuam sistema próprio de pagamentos. d) ordens bancárias destinadas à liquidação de guias, títulos e tributos, por OB fatura; e) ordens bancárias destinadas à liquidação de Darf, Darf Simples e GPS; f) possibilidade de liberação automática das remessas pelo sistema, sem que seja necessário comando por parte da agência centralizadora; g) possibilidade de agendamento da data do débito do arquivo. Para esses casos, a data que o ente público deseja que o débito ocorra deverá ser informada no arquivo. Somente após o débito, inicia-se a contagem do float pactuado; h) pagamento de OB Lista, ou seja, uma ordem bancária com vários favorecidos; i) envio de arquivo retorno prévio informando se os registros foram aceitos ou recusados pelo BB na fase de depuração. O retorno definitivo, que informa a situação Paga, só será disponibilizado para o ente público após o efetivo processamento do pagamento. j) possibilidade de dedução do valor da tarifa de DOC/TED de favorecidos que recebem em outros bancos. O sistema credita ao favorecido apenas o valor líquido, correspondente ao valor total emitido pelo convenente menos a tarifa de DOC/TED. Alertamos que a ativação dessa opção só poderá ser feita mediante previsão legal. 4

5 Ordens Bancárias de Estados e Municípios 3.1. MODALIDADES E TIPOS DE ORDENS BANCÁRIAS A movimentação de recursos por meio de ordens bancárias se dá via débito em Conta Única, para ordens dos tipos 11, 12, 13, 15, 16, 17, 18 e 19. O débito em Conta Única de estados e municípios ocorre quando o cliente utiliza regime de caixa centralizado e possui as seguintes características: na hipótese de não haver suficiência de saldo na Conta Única, o sistema devolve ao cliente, em meio magnético, todas as OB constantes na remessa. Estas são marcadas com código de retorno 09 e indicação de insuficiência de fundos; e as OB s canceladas, por inconsistência ou comando, têm seus recursos devolvidos para a conta corrente, indicada pelo cliente e cadastrada no convênio OBN, podendo ser a própria conta única, a conta da UG/Gestão emitente ou conta específica de titularidade do cliente. Para débito na modalidade Convênio, as ordens bancárias devem ser dos tipos 31, 32, 33, 35, 36, 37, 38 e 39. O débito em Contas de Convênios de estados e municípios ocorre quando os pagamentos são feitos a débito de diversas contas vinculadas às unidades gestoras e possuem as seguintes características: nesta modalidade, um único arquivo pode conter várias contas debitadas e, na hipótese de alguma não dispor de saldo suficiente, o sistema devolve ao cliente apenas as ordens dessa conta especifica, acatando as demais constantes nesse arquivo. As ordens bancárias devolvidas são marcadas com código de retorno 07 e indicação de insuficiência de fundos; as recusas, por inconsistência ou comando, têm seus recursos devolvidos diretamente para a conta do cliente, não cabendo nenhuma providência a cargo das agências; UG/Gestão pode ter várias contas cadastradas e, nesse caso, a conta debitada será a mesma informada pelo cliente no arquivo remessa enviado ao BB. Os convênios podem ter as duas modalidades de pagamento, conta única e convênio. Neste caso, o convenente pode encaminhar um único arquivo consolidado contendo ordens bancárias tanto a débito da conta única quanto a débito de contas de convênio, dependendo apenas do tipo de OB enviada no arquivo. Os recursos das ordens canceladas serão devolvidos, no processamento noturno com a data do cancelamento, na conta de devolução registrada no contrato. Banco do Brasil 5

6 Ordens Bancárias Estados e Municípios 3.2. TIPOS DE ORDENS BANCÁRIAS: As Ordens Bancárias, por tipos, possuem as seguintes características: I - Ordens Bancárias tipos 11/31 - cuja conta do beneficiário reside em outros bancos; II - Ordens Bancárias tipos 12/32 - cuja conta do beneficiário reside no BB. É possível emitir ordem bancária para crédito em poupança somente em conta de poupança no BB, preenchendo no arquivo, no campo número da conta, o número da poupança completo; III - Ordens Bancárias tipos 13/33 - cujo beneficiário é o BB, para pagamentos diversos efetuados no caixa; IV - Ordens Bancárias de Pagamentos - OB tipos 15/35 e 16/36, para liquidação, em espécie, no caixa, após o cumprimento do float negociado, destinada a beneficiário sem qualquer domicílio bancário; V - Ordens Bancárias Lista OB tipos 17/37, para possibilitar o pagamento de vários favorecidos, cada um em um item da lista de uma única ordem bancária; VI - Ordens Bancárias Fatura com barra OB tipos 18/38, para liquidação de títulos, guias, carnês e assemelhados; VII - Ordens Bancárias Fatura sem barra OB tipos 19/39, para liquidação de GPS, DARF e DARF simples; e VIII - Ordens Bancárias Internas - OB tipo 21, para transferência automática de recursos, das contas de devolução de OB para a Conta Única estadual ou municipal REMESSAS DE ARQUIVOS As unidades gestoras dos entes públicos usuários do OBN encaminham arquivo remessa em meio eletrônico para o Banco, denominado OBN600, cujo leiaute encontra-se detalhado no final deste Manual. Após o processamento do arquivo remessa, o Banco disponibilizará arquivo retorno denominado OBN350, contendo as informações sobre o processamento das ordens bancárias e eventuais recusas. As remessas enviadas serão processadas pelo Banco das 8 horas às 20 horas, respeitando o horário de Brasília. Para que o sistema capture arquivos nas prévias existentes ao longo do dia, é necessário que os mesmos sejam transmitidos pelo cliente com, no mínimo, trinta minutos de antecedência dos horários de processamento. Os arquivos podem ser transmitidos e recebidos por meio do Autoatendimento Setor Público, EDI, BBWEB, ou por outro meio de conexão utilizado pelo ente público. Em caso de dúvida, o ente público pode solicitar auxílio no

7 Ordens Bancárias de Estados e Municípios No OBN, o cumprimento do float é iniciado no momento do débito na conta do ente público. Isso ocorre na mesma data de processamento do arquivo no BB ou na data de referência, informada no arquivo, no caso do cliente optar pelo agendamento do débito APLICATIVO BB GESTÃOMAX MÓDULO EMPENHO Se o ente público não possuir sistema próprio para geração de remessas para o Banco poderá utilizar o aplicativo BB Empenhos, cuja baixa pode ser realizada por meio do endereço onde o usuário deve selecionar no aplicativo BBGestão Max o módulo Empenho. O BB Empenhos também tem a função de gerir os pagamentos realizados e tratar os arquivos retornos disponibilizados pelo Banco do Brasil, após o processamento das remessas. Abaixo, segue tela inicial do aplicativo BB Empenho instalado. No menu Ajuda, são apresentadas as informações detalhadas do software, para auxiliar os usuários em sua configuração e utilização. Após a baixa do aplicativo e a montagem da remessa/arquivo libere via AutoAtendimento Setor Público/AASP. Para ter acesso ao canal AASP entre em contato com seu Gerente de Relacionamento. Quaisquer problemas técnicos na baixa do aplicativo e ou liberação da remessa, via AASP, contate o HelpDesk pelos números capitais e regiões metropolitanas ou demais localidades RELAÇÃO DE ORDENS BANCÁRIAS EXTERNAS (RE) Banco do Brasil 7

8 Ordens Bancárias Estados e Municípios Os entes públicos devem encaminhar às agências centralizadoras dos convênios do Banco do Brasil as relações de ordens bancárias que deverão ser liberadas. O documento que contém a relação é denominado de RE Relação de Ordens Bancárias Externas. As RE s são documentos de autorização a liberação ou cancelamento de OB s emitidos pelos ordenadores de despesas e devem ser geradas pelo sistema do cliente conveniado quando da emissão das Ordens Bancárias. Somente após a entrega das relações pelo usuário e conferência da documentação pela agência, as ordens bancárias poderão ser liberadas no sistema. Cada folha da RE recebe um número de identificação e deve conter duas assinaturas autorizadas dos respectivos ordenadores de despesas. Caso o cliente encaminhe remessas contendo o número da relação e ordem bancária repetidos, o sistema cancela os pagamentos para evitar duplicidade. Obs.: Os entes públicos também podem liberar os pagamentos das remessas processadas por meio de transação disponível no Autoatendimento Setor Público. Nesse caso, não há necessidade de envio de RE para a agência centralizadora do convênio PAGAMENTO DE SERVIDORES As ordens bancárias destinadas a pagamento de servidores são processadas por meio da modalidade crédito em conta corrente. A posição 54 do registro tipo 2 do leiaute, quando informado 1 é reconhecido pelo sistema OBN como pagamento de salário. Quando as ordens bancárias são liberadas no OBN, os pagamentos serão créditadas automaticamente, respeitando a data do crédito determinada. Reversão de Pagamentos de Servidores É admitida a reversão de valores creditados em conta de servidores e pensionistas de entes públicos após o óbito, mediante solicitação formal do usuário pagador, com a apresentação dos seguintes documentos: a) Certidão de óbito: não havendo certidão de óbito, pode ser acatado ofício com declaração expressa do ente público pagador que se trata de servidor falecido, com assunção de responsabilidade e compromisso de devolução de valores em caso de reclamação procedente; e b) Declaração dos valores creditados posteriores ao óbito, discriminados por data. 8

9 4. LEIAUTES E TIPOS DE OB: BB-OBN Ordens Bancárias de Estados e Municípios Os entes públicos que optarem por utilizar sistemas próprios para geração dos arquivos remessas deverão utilizar o leiaute apresentado na seguência: OBN 600 LEIAUTE DE ARQUIVO REMESSA HEADER leiaute do cliente Posição Inicial Tamanho Posição Final Tipo Descrição do Conteúdo Num Zeros Num Data de quando for gerado o Arquivo ddmmaaaa Num Hora de quando foi gerado o arquivo Num Numero da remessa consecutivo Alfa 10E Num Número do contrato / banco X cliente Alfa Brancos Num Numero seqüencial no arquivo, iniciando em Registro tipo 1 cadastramento de UG/Gestão Posição Inicial Tamanho Posição Final Tipo Descrição do Conteúdo Num Alfa Código/DV da agencia Bancaria da UG emitente Alfa Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Conta da UG/DV Alfa Brancos Num Nome da UG Alfa Brancos Registro tipo 2 ordem bancaria Posição Inicial Tamanho Posição Final Tipo Descrição do Conteúdo Num Alfa Código/DV da agencia Bancaria da UG emitente Alfa Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Código da relação (RE) na qual consta a OB Alfa Código da OB Num Data de referencia da relação Alfa Brancos Num Código de operação Banco do Brasil 9

10 Ordens Bancárias Estados e Municípios (1) Num Indicador de pagamento de pessoal 0 - Pagamento normal 1 Pagamento de salário Alfa Zeros Num Valor liquido da OB (2) Num Código do Banco favorecido Alfa Código da Agencia bancaria favorecida Alfa Digito verificador da Agência bancaria favor(dv) Alfa Código da conta corrente bancaria do favorecido Alfa Nome do favorecido Alfa Endereço do favorecido Alfa Município do favorecido Alfa Código GRU Depósito Alfa CEP do favorecido Alfa UF do favorecido Alfa Observação da OB Num Indicador do tipo de pagamento 0 - não prioritário 1 prioritário Num Tipo favorecido: 1 - CGC 2 - CPF 5 Código receita GRU Num Código do favorecido (3) Alfa Prefixo da agencia/dv para débito/ EXCLUSIVO Alfa Número conta\dv do convênio / EXCLUSIVO Alfa Finalidade do pagamento - Fundef Alfa Brancos Num Código de retorno da operação Num Número seqüencial no arquivo, consecutivo REGISTRO TIPO 3 Itens de OB lista (pagamento de pessoal, pagamento no caixa, crédito em conta BB ou crédito em conta outros bancos) Posição Inicial Tamanho Posição Final Tipo Descrição do Conteúdo Num Alfa Código da agencia Bancaria da UG emitente Alfa Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Código da relação (RE) na qual consta a OB Alfa Código da OB Num Data de referencia da relação Alfa Brancos Num Código de operação (1) Num Tipo de pagamento 1 - Pagamento crédito em conta BB 2 Pagamento de salário 3 Pagamento no caixa 10

11 Ordens Bancárias de Estados e Municípios 4 Pagamento em outros bancos Num Número seqüencial de lista Alfa Brancos Num Valor liquido da OB (2) Num Código do Banco favorecido Alfa Código da Agencia bancaria favorecida Alfa Digito verificador da Agência bancaria favor(dv) Alfa Código da conta corrente bancaria do favorecido Alfa Nome do favorecido Alfa Endereço do favorecido Alfa Município do favorecido Alfa Código GRU Alfa CEP do favorecido Alfa UF do favorecido Alfa Observação da OB Num Zeros Num Tipo favorecido: 1 - CGC 2 - CPF 5 Código receita GRU Num Código do favorecido (3) Alfa Prefixo da agencia\dv para débito/ EXCLUSIVO Alfa Número conta\dv do convênio / EXCLUSIVO Alfa Brancos Num Código de retorno da operação Num Número seqüencial no arquivo, consecutivo Banco do Brasil 11

12 Ordens Bancárias Estados e Municípios REGISTRO TIPO 4 Itens de OB fatura pagamentos com código de barra (Pagamento de títulos e convênios Banco do Brasil) Posição Inicial Tamanho Posição Final Tipo Descrição do Conteúdo Num Alfa Código da agencia Bancaria da UG emitente Alfa Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Código da relação (RE) na qual consta a OB Alfa Código da OB Num Data de referencia da relação Alfa Brancos Num Código de operação (1) Alfa Brancos Num Número seqüencial de lista Alfa Brancos Num Valor liquido da OB Alfa Brancos Num Tipo de fatura (4) Conforme redefinição abaixo Alfa Brancos Alfa Observação da OB Alfa Número da autenticação Alfa Prefixo da agencia\dv para débito/ EXCLUSIVO Alfa Número conta\dv do convênio / EXCLUSIVO Alfa Brancos Num Código de retorno da operação Num Número seqüencial no arquivo, consecutivo Redefinição de acordo com o Tipo de Fatura 1 fatura Alfa Código de barra Num Data do vencimento Num Valor nominal Num Valor desconto abatimento Num Valor mora juros 2 convênio Alfa Código de barra Alfa Brancos 12

13 Ordens Bancárias de Estados e Municípios REGISTRO TIPO 5 Itens de OB pagamentos sem código de barra GPS, DARF e DARF Simples) Posição Inicial Tamanho Posição Final Tipo Descrição do Conteúdo Num Alfa Código da agencia Bancaria da UG emitente Alfa Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Código da relação (RE) na qual consta a OB Alfa Código da OB Num Data de referencia da relação Alfa Brancos Num Código de operação (1) Alfa Brancos Num Número seqüencial de lista Alfa Brancos Num Valor do pagamento Num Data do pagamento Alfa Brancos Num Tipo de pagamento (5) Conforme redefinição abaixo Num Tipo de identificação do contribuinte Num Código de identificação do contribuinte Alfa Nome do contribuinte Alfa Brancos Alfa Observação da OB Alfa Número da autenticação Alfa Prefixo da agencia\dv para débito/ EXCLUSIVO Alfa Número conta\dv do convênio / EXCLUSIVO Alfa Brancos Num Código de retorno da operação Num Número seqüencial no arquivo, consecutivo Redefinição de acordo com o Tipo de Pagamento 1 - GPS Alfa Código da receita do tributo Alfa Código de identificação do tributo Num Mês e ano de competência Num Valor previsto do pagamento do INSS Num Valor de outras entidades Num Atualização monetária Alfa Brancos 2 DARF Alfa Código da receita do tributo Alfa Código de identificação do tributo Num Período de apuração Num Número de referência Num Valor principal Num Valor da multa Banco do Brasil 13

14 Ordens Bancárias Estados e Municípios Num Valor dos juros/encargos Num Data do vencimento 3-DARF Simples Alfa Código da receita do tributo Alfa Código de identificação do tributo Num Período de apuração Num Valor da receita bruta acumulada Num Percentual sobre a receita bruta acumulada Num Valor principal Num Valor da multa Num Valor dos juros/encargos Alfa Brancos TRAILER Posição Inicial Tamanho Posição Final Tipo Descrição/Conteúdo Num Noves Alfa Brancos Num Somatório dos valores de todas as OB s tipo Num Somatório das seqüências de todos os registros exceto o registro trailer Dicionário de Campos (1) - Tipo de OB 14 Tipos de ordens bancárias (empenhos) Conta Convênio Descrição Única s transferência de recursos para conta de terceiros em outros bancos transferência de recursos para conta de terceiros no Banco coloca recursos na agência da Unidade Gestora para efetuar serviços de pagamentos diversos (água, luz, telefone, etc.) transfere recursos para pagamento a não correntistas (abaixo do valor limite) - não consta na RE transfere recursos para pagamento a não correntistas (acima do valor limite) - não consta na RE Transferência de recursos OB lista (pagamento de pessoal, transferência entre contas BB, transferência entre bancos e pagamento no caixa) Pagamento de OB Fatura com código de barra

15 Ordens Bancárias de Estados e Municípios Pagamento de OB Fatura sem código de barra 21 - transfere recursos da conta da Unidade Gestora para a conta única do cliente (não existe para convênios) (2) para tipos de OB 17, 18, 37, 38, 19 ou 39 o campo valor liquido da OB registro tipo 2 deve corresponder ao somatório exato de todas as OB lista ou fatura (registro tipo 3 ou 4) sistema OBN irá efetuar a validação. (3) se CPF, o alinhamento deverá ser a esquerda, (11 posições), ficando 3 espaços em branco ao final do campo. Sistema OBN irá efetuar a validação. (4) tipo de fatura: 1-convênios ou 2-cobrança; (5) tipo de pagamento: 1 GPS; 2 DARF; 3 DARF Simples. (6) Nos arquivos de teste, preencher header, posições 119 a 123 com o literal TESTE. (7) O código de receita do tributo, campos 97 a 102, e o código de identificação do tributo, campos 103 a 104, devem ser informados pelo órgão público recebedor do recurso. Arquivo retorno OBN350 Após o processamento do arquivo remessa OBN600, será disponibilizado para o usuário o arquivo retorno OBN350, cujo leiaute segue na seqüência: OBN350 LAYOUT ARQUIVO RETORNO HEADER Posição Inicial Tamanh o Posição Final Tipo Descrição do Conteúdo Num Zeros Num Data de quando for gerado o Arquivo ddmmaaaa Num Hora de quando foi gerado o arquivo Num Numero da remessa consecutivo Alfa 20B001 Demais clientes 40B001 Governo do RJ Num Número do contrato Num Número de retorno da remessa Num Código de retorno da remessa 00 - OK <> Remessa recusada Alfa Motivo da devolução da remessa, caso haja Alfa Tipo de arquivo: Banco do Brasil 15

16 Ordens Bancárias Estados e Municípios - Consolidado: preenchido com brancos - Prévia: preenchido com o literal PREVIA Alfa Brancos Num Numero seqüencial no arquivo, iniciando em REGISTRO TIPO 2 - ORDEM BANCARIA Posição Tamanh Posição Tipo Descrição do Conteúdo Inicial o Final Num Alfa Código da agencia Bancaria da UG emitente Num Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Numero da relação (RE) na qual consta a OB Alfa Numero da OB Num Data de referencia da relação Alfa Brancos Num Código de operação Alfa Zeros Num Valor liquido da OB Num Código do Banco favorecido Alfa Código da Agencia bancaria favorecida (sem DV) Alfa Dígito verificador (DV) Alfa Código da conta corrente bancaria do favorecido (sem DV) Alfa Nome do favorecido Alfa Endereço do favorecido Alfa Município do favorecido Num Código Siafi (Pode ir o NR Identific. do depósito) (2) -> Código Receita GRU Alfa CEP do favorecido Alfa UF do favorecido Alfa Observação da OB Num Indicador do tipo de pagamento 0 - não prioritário 1 prioritário Num Tipo favorecido: 1 - CGC 2 - CPF 5 Código Siafi Num Código do favorecido Alfa Prefixo/DV da agencia para débito/ EXCLUSIVO Alfa Número conta do convênio/dv / EXCLUSIVO Alfa Finalidade do pagamento - Fundef Alfa Brancos Num Código de retorno da operação (1) Num Número seqüencial no arquivo, consecutivo 16

17 Ordens Bancárias de Estados e Municípios REGISTRO TIPO 3 Itens de OB lista (pagamento de pessoal, pagamento no caixa, crédito em conta BB ou crédito em conta outros bancos) Posição Tamanh Posição Tipo Descrição do Conteúdo Inicial o Final Num Alfa Código da agencia Bancaria da UG emitente Alfa Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Código da relação (RE) na qual consta a OB Alfa Código da OB Num Data de referencia da relação Alfa Brancos Num Código de operação (1) Num Tipo de pagamento 1 - Pagamento crédito em conta BB 2 Pagamento de salário 3 Pagamento no caixa 4 Pagamento em outros bancos Num Número seqüencial de lista Alfa Brancos Num Valor liquido da OB (2) Num Código do Banco favorecido Alfa Código da Agencia bancaria favorecida Alfa Digito verificador da Agência bancaria favor(dv) Num Código da conta corrente bancaria do favorecido Alfa Digito da conta corrente bancaria do favorecido Alfa Nome do favorecido Alfa Endereço do favorecido Alfa Município do favorecido Alfa Código GRU Alfa CEP do favorecido Alfa UF do favorecido Alfa Observação da OB Alfa Brancos Num Tipo favorecido: 1 - CGC 2 - CPF 5 Código receita GRU Num Código do favorecido (3) Alfa Prefixo/DV da agencia para débito/ EXCLUSIVO Alfa Número/DV conta do convênio / EXCLUSIVO Alfa Brancos Num Código de retorno da operação Banco do Brasil 17

18 Ordens Bancárias Estados e Municípios Num Número seqüencial no arquivo, consecutivo REGISTRO TIPO 4 Itens de OB fatura pagamentos com código de barra (Pagamento de títulos e convênios Banco do Brasil) Posição Tamanh Posição Tipo Descrição do Conteúdo Inicial o Final Num Alfa Código da agencia Bancaria da UG emitente Alfa Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Código da relação (RE) na qual consta a OB Alfa Código da OB Num Data de referencia da relação Alfa Brancos Num Código de operação (1) Alfa Brancos Num Número seqüencial de lista Alfa Brancos Num Valor liquido da OB Alfa Brancos Num Tipo de fatura (4) Conforme redefinição abaixo Alfa Brancos Alfa Observação da OB Alfa Número da autenticação Alfa Prefixo/DV da agencia para débito/ EXCLUSIVO Alfa Número/DV conta do convênio / EXCLUSIVO Alfa Brancos Num Código de retorno da operação Num Número seqüencial no arquivo, consecutivo Redefinição de acordo com o Tipo de Fatura 1 fatura Alfa Código de barra Num Data do vencimento Num Valor nominal Num Valor desconto abatimento Num Valor mora juros 2 convênio Alfa Código de barra Alfa Brancos 18

19 Ordens Bancárias de Estados e Municípios REGISTRO TIPO 5 Itens de OB pagamentos sem código de barra GPS, DARF e DARF Simples) Posição Tamanh Posição Tipo Descrição do Conteúdo Inicial o Final Num Alfa Código da agencia Bancaria da UG emitente Alfa Código da UG/Gestão emitente das Obs Alfa Código da relação (RE) na qual consta a OB Alfa Código da OB Num Data de referencia da relação Alfa Brancos Num Código de operação (1) Alfa Brancos Num Número seqüencial de lista Alfa Brancos Num Valor do pagamento Num Data do pagamento Alfa Brancos Num Tipo de pagamento (5) Conforme redefinição abaixo Num Tipo de identificação do contribuinte Num Código de identificação do contribuinte Alfa Nome do contribuinte Alfa Brancos Alfa Observação da OB Alfa Número da autenticação Alfa Prefixo da agencia/dv para débito/ EXCLUSIVO Alfa Número conta do convênio/dv / EXCLUSIVO Alfa Brancos Num Código de retorno da operação Num Número seqüencial no arquivo, consecutivo Redefinição de acordo com o Tipo de Pagamento 1 - GPS Alfa Código da receita do tributo Alfa Código de identificação do tributo Num Mês e ano de competência Num Valor previsto do pagamento do INSS Num Valor de outras entidades Num Atualização monetária Alfa Brancos 2 DARF Alfa Código da receita do tributo Alfa Código de identificação do tributo Num Período de apuração Num Número de referência Num Valor principal Banco do Brasil 19

20 Ordens Bancárias Estados e Municípios Num Valor da multa Num Valor dos juros/encargos Num Data do vencimento 3-DARF Simples Alfa Código da receita do tributo Alfa Código de identificação do tributo Num Período de apuração Num Valor da receita bruta acumulada Num Percentual sobre a receita bruta acumulada Num Valor principal Num Valor da multa Num Valor dos juros/encargos Alfa Brancos TRAILER Posição Tamanh Posição Tipo Descrição/Conteúdo Inicial o Final Num Noves Alfa Brancos Num Somatório dos valores de todas as OB s Num Somatório das seqüências de todos os registros exceto o registro trailer 20

21 Ordens Bancárias de Estados e Municípios 5. FINALIDADES DE PAGAMENTO - EXECUÇÃO FINANCEIRA DO FUNDEB Em atendimento à Portaria Conjunta STN/FNDE nº 3/2012, a execução financeira dos recursos do Fundeb deve ser realizada mediante a indicação da finalidade do pagamento ou transferência conforme a relação a seguir : Código Finalidade 01 Remuneração de profissionais do magistério da educação básica 02 Obrigações patronais sobre pagamento de profissionais do magistério da educação básica 03 Remuneração de pessoal técnico administrativo da educação básica 04 Obrigações patronais sobre pagamento de pessoal técnico administrativo da educação básica 05 Capacitação de professores da educação básica, em nível médio ( (formação inicial) 06 Capacitação de professores da educação básica, em nível superior (formação inicial) 07 Capacitação de professores da educação básica (formação continuada) 08 Capacitação de pessoal técnico-administrativo da educação básica (formação continuada) 09 Aquisição de equipamentos e mobiliário para educação básica 10 Aquisição de veículos para transporte escolar da educação básica 11 Manutenção de transporte escolar - educação básica 12 Aquisição de veículos para serviços gerais da educação básica 13 Manutenção de veículos e equipamentos utilizados na educação básica 14 Aquisição de material didático escolar da educação básica 15 Aquisição de material de consumo para escolas da educação básica 16 Serviços de limpeza e vigilância das escolas da educação básica 17 Outros serviços de manutenção das escolas da educação básica 18 Construção, ampliação, conclusão ou aquisição de instalações para escolas da educação básica 19 Reforma de escolas da educação básica 20 Construção, ampliação, conclusão ou aquisição de unidades físicas administrativas da educação básica 21 Reforma de instalações físicas utilizadas na educação básica 22 Manutenção de instalações físicas utilizadas da educação básica 23 Aquisição de material de consumo para unidades administrativas da educação básica 24 Serviços de manutenção de unidades administrativas da educação básica Banco do Brasil 21

22 Ordens Bancárias Estados e Municípios 25 Levantamento, estudos e pesquisas vinculadas ao ensino e de interesse da educação básica 26 Amortização e custeio de operações de crédito destinadas a investimentos na educação básica 27 Locomoção e estadia de pessoal de apoio e/ou técnico-administrativo em exercício na educação básica 28 Locomoção e estadia de profissionais do magistério em exercício na educação básica 29 Locação de instalações e equipamentos de uso na educação básica 30 Locação/aquisição de software e aplicativos tecnológicos de uso na educação básica 31 Aquisição/desapropriação de terrenos para edificação de instalações da educação básica 22

OBN 600 LAYOUT ARQUIVO REMESSA. HEADER leiaute do cliente

OBN 600 LAYOUT ARQUIVO REMESSA. HEADER leiaute do cliente OBN 600 LAYOUT ARQUIVO REMESSA HEADER leiaute do cliente 001 035 035 Num Zeros 036 008 043 Num Data de quando for gerado o Arquivo ddmmaaaa 044 004 047 Num Hora de quando foi gerado o arquivo 048 005 052

Leia mais

OBN350 LAYOUT ARQUIVO RETORNO

OBN350 LAYOUT ARQUIVO RETORNO OBN350 1 LAYOUT ARQUIVO RETORNO HEADER 001 035 035 Num Zeros 036 008 043 Num Data de quando for gerado o Arquivo ddmmaaaa 044 004 047 Num Hora de quando foi gerado o arquivo 048 005 052 Num Numero da remessa

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/ E O BANCO DO BRASIL S.A.. O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/,

Leia mais

INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0202/2013.

INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0202/2013. INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0202/2013. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O E O BANCO DO BRASIL S.A., SOB N. 203698765.

Leia mais

R P A Convênio Débito Automático

R P A Convênio Débito Automático R P A Convênio Débito Automático MANUAL DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PADRÃO FEBRABAN/CNAB Versão 4.8 Dezembro/2013 HSBC Bank Brasil S.A. Banco Múltiplo PUBLIC ÍNDICE Item Assunto Página 1 INTRODUÇÃO. 02

Leia mais

15 O código de banco beneficiário é igual a 0 ou 1 (OB crédito outros bancos).

15 O código de banco beneficiário é igual a 0 ou 1 (OB crédito outros bancos). Código Retorno P Descrição 2 OB cancelada em razão do prazo de expurgo vencido. 3 O número do CPF/CNPJ não conferiu durante a validação da conta (OB crédito BB). 3 O código de UG/Gestão é inválido - validação

Leia mais

Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas

Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas Padrão FEBRABAN 240 Posições Versão 08.7 21/09/2012 Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico,

Leia mais

MANUAL PARA EMPRESAS ASSOCIADAS PAGAMENTOS - CNAB 240 FEBRABAN Versão: 01.1 Banco Cooperativo Sicredi S.A. Área de Cobrança e Pagamentos 07/05/2014

MANUAL PARA EMPRESAS ASSOCIADAS PAGAMENTOS - CNAB 240 FEBRABAN Versão: 01.1 Banco Cooperativo Sicredi S.A. Área de Cobrança e Pagamentos 07/05/2014 PAGAMENTOS PAG. FORNECEDORES E FOLHA DE PAGAMENTO CNAB 240 FEBRABAN Classificação da Informação: Uso Irrestrito Página 1 1 APRESENTAÇÃO Bem-vindo ao Manual para Empresas Conveniadas PAGAMENTOS - CNAB 240

Leia mais

SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ

SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos CNAB - Versão 080 Índice 1. Noções Básicas... 3 2. Informações Técnicas... 6 2.1 Intercâmbio de Informações...

Leia mais

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO n 002/2015. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA (RS) E O BANCO DO BRASIL S.A. O MUNICÍPIO

Leia mais

Anexo 1 - Resolução nº 188 1157/2013 - Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013 Tribunal Superior do Trabalho 1

Anexo 1 - Resolução nº 188 1157/2013 - Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013 Tribunal Superior do Trabalho 1 1 - Resolução nº 188 1157/2013 - Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013 Tribunal Superior do Trabalho 1 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO ÓRGÃO ESPECIAL ANEXO I Guia depósito judicial Acolhimento do depósito

Leia mais

Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local

Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local Cobrança Com Registro Com a cobrança registrada o usuário deverá enviar ao banco um registro dos documentos

Leia mais

Leiaute do Arquivo Padrão FEBRABAN 240 - SIACC

Leiaute do Arquivo Padrão FEBRABAN 240 - SIACC Grau de sigilo #PÚBLICO DESCRIÇÃO DOS REGISTROS DO ARQUIVO REMESSA Descrição do Registro HEADER de Arquivo - 0 Campo De Até Picture Conteúdo 0.01 001 003 9(003) Código do Banco 0.02 004 007 9(004) Lote

Leia mais

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal Banco do Setor público 2 Sumário Introdução 04 Cartão de Pagamento do Governo Federal CPGF 04 Passo a Passo 10 Perguntas e Respostas 12 Legislação I Ementa

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CONTA CORRENTE, CONTA INVESTIMENTO E CONTA DE POUPANÇA

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CONTA CORRENTE, CONTA INVESTIMENTO E CONTA DE POUPANÇA CONTRATANTE(S): As Pessoa(s) - Física(s) ou Jurídica(s) - indicada(s) e qualificada(s) na Proposta/Contrato de Abertura de Conta Corrente, Conta Investimento e Conta de Poupança, adiante denominada(s)

Leia mais

Quadro resumo 12 13 16 16 17

Quadro resumo 12 13 16 16 17 MANUAL Quadro resumo 12 13 16 16 17 e proteção civil. M Cartão deverá designar: O representante autorizado, responsável pela gestão dos recursos repassados pelo Ministério da Integração Nacional em sua

Leia mais

Padronização do Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas

Padronização do Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas Padronização do Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas Manual Técnico Padrão Febraban (S.A.P.) Sistema "CONTAS A PAGAR HSBC" Versão: 04.9 (Julho/2014) HSBC Bank Brasil S.A. Banco Múltiplo PUBLIC

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

Execução de Despesa. DNT/SSSCI/SF Abril 2013

Execução de Despesa. DNT/SSSCI/SF Abril 2013 DNT/SSSCI/SF Abril 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Fabri Monique Junqueira Ferraz Zanella INTRODUÇÃO

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA UNIDADE GESTORA ARRECADADORA - UGA VERSÃO 1.01

INSTRUÇÕES PARA UNIDADE GESTORA ARRECADADORA - UGA VERSÃO 1.01 Subsecretaria de Finanças - SUBFIN Coordenacão de Controle e Análise das Receitas Estaduais Diretamente Arrecadadas - CONARD W: www.fazenda.rj.gov.br E: sisgre@fazenda.rj.gov.br T: +55 21 2334-4404 INSTRUÇÕES

Leia mais

COBRANÇA ELETRÔNICA. Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas. Padrão FEBRABAN/CNAB SIGCB 240 Posições SETEMBRO/2007

COBRANÇA ELETRÔNICA. Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas. Padrão FEBRABAN/CNAB SIGCB 240 Posições SETEMBRO/2007 COBRANÇA ELETRÔNICA Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas Padrão FEBRABAN/CNAB SIGCB 240 Posições SETEMBRO/2007 67.118 v006 micro 1 INDICE 1.0 Introdução... 03 1.1 Apresentação do Documento...

Leia mais

Particularidades BB. Leiaute CNAB 240. julho / 2011

Particularidades BB. Leiaute CNAB 240. julho / 2011 Particularidades BB Leiaute CNAB 240 julho / 2011 Sumário Assunto página Últimas Alterações 3 Header de Arquivo 5 Header de Lote 6 Segmento P 8 Segmento Q 11 Segmento R 13 Segmento S 15 Segmento Y-01 16

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011 Publicada no DOE de 25 de janeiro de 2011 Dispõe sobre a movimentação de recursos efetuados pelos Órgãos, Fundos e Entidades da Administração

Leia mais

Manual Prático Para Prestação de Contas

Manual Prático Para Prestação de Contas Manual Prático Para Prestação de Contas INTRODUÇÃO O presente manual tem por finalidade orientar os gestores de projetos culturais sobre os seus deveres, instruir como realizar as despesas e prestar contas

Leia mais

ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO

ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.01 08/2013 Ordens Bancárias Estados e Municípios Sumário 1. Introdução... 3 2. Público alvo... 4 3. Características... 5 4. Modalidades

Leia mais

SISTEMA FINCON RELATÓRIOS DOCUMENTAÇÃO BÁSICA

SISTEMA FINCON RELATÓRIOS DOCUMENTAÇÃO BÁSICA Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município do Rio de Janeiro Empresa Municipal de Informática SISTEMA FICO RELATÓRIOS DOCUMETAÇÃO BÁSICA Elaborado pela Equipe de Desenvolvimento

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico Soluções em Recebimentos CNAB400/CBR641 Manual Técnico Layout de Arquivo Remessa para convênios na faixa numérica entre 1.000.000 a 9.999.999 (Convênios de 7 posições) Orientações Técnicas Versão Set/09

Leia mais

Migração da solução SIAC/SIAM, Comprovantes e Consultas Contas de Adiantamento para o BB. Guia do Usuário

Migração da solução SIAC/SIAM, Comprovantes e Consultas Contas de Adiantamento para o BB. Guia do Usuário Migração da solução SIAC/SIAM, Comprovantes e Consultas Contas de Adiantamento para o BB Guia do Usuário Diretoria de Governo Março/2010 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 1.1 ACESSO AO AASP 3 1.2 ACESSO SALDO E EXTRATO

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº 06, de 17.2.09 O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO o disposto nos arts.

Leia mais

NOR - PRO - 105 PAGAMENTO DA DESPESA

NOR - PRO - 105 PAGAMENTO DA DESPESA 1. OBJETIVO 1.1. Estabelecer normas e procedimentos para o pagamento de despesas referentes às contratações de prestação de serviços, ao fornecimento de bens permanentes e de consumo e às obras e serviços

Leia mais

PORTARIA SEFAZ N.º 42-R, de 14 de novembro de 2014

PORTARIA SEFAZ N.º 42-R, de 14 de novembro de 2014 PORTARIA SEFAZ N.º 42-R, de 14 de novembro de 2014 O DA FAZENDA, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista a necessidade de normatizar procedimentos para abertura e encerramento de contas bancárias,

Leia mais

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI SECAO 020300 - MACROFUNÇÕES ASSUNTO 020305 - CONTA ÚNICA DO TESOURO NACIONAL 1 - REFERÊNCIAS 11 - RESPONSABILIDADE

Leia mais

Operações de Desconto LAYOUT TÉCNICO HSBC PADRÃO CNAB 400

Operações de Desconto LAYOUT TÉCNICO HSBC PADRÃO CNAB 400 Operações de Desconto LAYOUT TÉCNICO HSBC PADRÃO CNAB 400 Versão: JULHO/2007 01 Índice APRESENTAÇÃO Pág. 2 NOTAS PRELIMINARES Estrutura dos Arquivos Padrão CNAB Especificações Técnicas Gerais dos Arquivos

Leia mais

FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias

FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 001/2012 Projeto Unidade Responsável: Assunto: FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias Ordem Bancárias

Leia mais

Layout Padrão Febraban 240 posições V08.4 http://www.febraban.org.br. 3.5 - Vendor

Layout Padrão Febraban 240 posições V08.4 http://www.febraban.org.br. 3.5 - Vendor 3.5 - Vendor 89 3.5.1 - Descrição do Processo Objetivo O produto Vendor tem por objetivo disponibilizar, aos clientes (Vendedores) do Banco, os meios de viabilizar o processo de financiamento de suas vendas,

Leia mais

SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos. Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0

SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos. Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0 SISTEMA DE DÉBITO ELETRÔNICO ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos CNAB VERSÃO 4.0 Índice 1. Noções Básicas... 3 1.1 Apresentação... 4 1.2 Sistema de Débito Eletrônico Itaú... 4 2.

Leia mais

Guia Personnalité IR 2011

Guia Personnalité IR 2011 Guia Personnalité IR 2011 Índice Imposto de Renda 2011... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS A respeito da evolução da administração e do processo administrativo, julgue os itens que se seguem. 51 A organização que adotar em seu planejamento a metodologia do balanced

Leia mais

Gestão de Suprimento de Fundos

Gestão de Suprimento de Fundos Suporte Institucional MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Gestão de Suprimento de Fundos Esta edição do Manual foi atualizada até 26/06/2014. Ministério Público Federal Procuradoria da República do Rio Grande

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 CADASTRAMENTO DE VIAGEM 1.1 Como reativar uma PCDP já cancelada? 1.2 -

Leia mais

Conta Fácil. Manual do usuário - 8 a. edição. Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros. fiscais.

Conta Fácil. Manual do usuário - 8 a. edição. Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros. fiscais. Conta Fácil Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros fiscais. Manual do usuário - 8 a. edição Tecnologia que simplifica Allsoft 1 Informática Ltda. Tecnologia que

Leia mais

Internet Banking. Outubro - 2012

Internet Banking. Outubro - 2012 Internet Banking Outubro - 2012 1 Índice 1. Início... Pg. 4 2. Menu Home... Pg. 5 3. Menu Conta Corrente... Pg. 7 3.1 Extratos Conta Corrente... Pg. 8 3.2 Extratos de Tarifas...Pg. 9 3.3 Informações Complementares...

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 02, DE 22 DE MAIO DE 2009. Dispõe sobre a Guia de Recolhimento da União - GRU, e dá outras providências.

INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 02, DE 22 DE MAIO DE 2009. Dispõe sobre a Guia de Recolhimento da União - GRU, e dá outras providências. INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 02, DE 22 DE MAIO DE 2009. Dispõe sobre a Guia de Recolhimento da União - GRU, e dá outras providências. O SECRETÁRIO DO TESOURO NACIONAL SUBSTITUTO, no exercício das atribuições

Leia mais

CAPCAIXA MANUAL OPERACIONAL. Vs. 1.0

CAPCAIXA MANUAL OPERACIONAL. Vs. 1.0 CAPCAIXA MANUAL OPERACIONAL Vs. 1.0 ( Novembro/2000 ) ÍNDICE Apresentação 3 1. Caracteristica Equipamento 3 2. TIpos de Documentos Gerados pelo Aplicativo 3 Condições para uso do aplicativo Capcaixa (anexo)

Leia mais

Elaboração: Nilson José da Silva. Auditor do Estado. Cristina Santos Vilella. Auditora do Estado

Elaboração: Nilson José da Silva. Auditor do Estado. Cristina Santos Vilella. Auditora do Estado Versão 1 - Cuiabá Novembro de 2005 1 Elaboração: Nilson José da Silva Auditor do Estado Cristina Santos Vilella Auditora do Estado 2 APRESENTAÇÃO A Auditoria-Geral do Estado de Mato Grosso AGE-MT após

Leia mais

1 de 9 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA DICOP/DEPAT Nº 02 /2003. Publicada no DOE de 21 de outubro de 2003

1 de 9 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA DICOP/DEPAT Nº 02 /2003. Publicada no DOE de 21 de outubro de 2003 1 de 9 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA DICOP/DEPAT Nº 02 /2003 Publicada no DOE de 21 de outubro de 2003 Estabelece procedimentos para movimentação de recursos das contas bancárias mantidas no Banco Bradesco

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação a conceitos, objetivos e finalidades da contabilidade, julgue os itens que se seguem. 51 Auxiliar um governo no processo de fiscalização tributária é uma das finalidades

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico Soluções em Recebimentos CNAB400/CBR643 Manual Técnico Layout de Arquivo Retorno para convênios na faixa numérica entre 1.000.000 a 9.999.999 (Convênios de 7 posições) Orientações Técnicas Versão Jan/2014

Leia mais

COBRANÇA REGISTRADA / OPERAÇÕES DE DESCONTO

COBRANÇA REGISTRADA / OPERAÇÕES DE DESCONTO COBRANÇA REGISTRADA / OPERAÇÕES DE DESCONTO MANUAL TÉCNICO VOLUME VI ARQUIVO REMESSA/ RETORNO PADRÃO FEBRABAN / CNAB 240 HSBC TÍTULOS EM CARTEIRA DE COBRANÇA / OPERAÇÕES DE DESCONTO Versão: SETEMBRO /

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO NO SISTEMA SIASG E SIAFI

ORIENTAÇÕES SOBRE CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO NO SISTEMA SIASG E SIAFI Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo ORIENTAÇÕES SOBRE CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO NO SISTEMA SIASG E SIAFI Pró-Reitoria de Administração Diretoria de Finanças Gerência de Contabilidade

Leia mais

SERVIÇOS DISPONÍVEIS NO BANRISUL OFFICE BANKING

SERVIÇOS DISPONÍVEIS NO BANRISUL OFFICE BANKING SERVIÇOS DISPONÍVEIS NO BANRISUL OFFICE BANKING ARQUIVOS Os Clientes Banrisul, que utilizam serviços que dependam de troca de informações através de arquivos (Cobrança de Títulos, Vendor Eletrônico, Desconto

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br PEDIDO ARQUIVO > VENDAS > PEDIDO REALIZAÇÃO E IMPRESSÃO PEDIDOS SOLICITADOS POR CLIENTES. 1. S PRINCIPAIS: a) SAIR: Sai da tela; b) LIMPAR TELA: Limpa a tela para realizar um novo pedido; c) SALVAR: Salva

Leia mais

ENCONTRO REGIONAL DO CONGEMAS REGIÃO NORTE

ENCONTRO REGIONAL DO CONGEMAS REGIÃO NORTE Secretaria Nacional de Assistência Social Fundo Nacional de Assistência Social ENCONTRO REGIONAL DO CONGEMAS REGIÃO NORTE Apresentação dos principais pontos da Portaria MDS nº 113/2015. DO QUE TRATA A

Leia mais

Ref.: NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2009

Ref.: NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2009 Universidade Federal de Minas Gerais Pro - Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Departamento de Contabilidade e Finanças e-mail: dcf@dcf.ufmg.br Tel. (031) 3409-4102 1 OFÍCIO CIRCULAR DCF 028/2009

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO GRRF. Manual de Especificação

LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO GRRF. Manual de Especificação Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS GRRF LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO GRRF Manual de Especificação Leiaute de Folha de Pagamento GRRF VERSÃO 2.0.4 Manual de Especificações 1 INTRODUÇÃO Sobre a GRRF

Leia mais

AGENDA DE CONTRIBUIÇÕES, TRIBUTOS E OBRIGAÇÕES

AGENDA DE CONTRIBUIÇÕES, TRIBUTOS E OBRIGAÇÕES Sinduscon Ceará - Agosto / 2014 DIAS OBRIGAÇÕES DESCRIÇÃO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL 05 (terça-feira) IRRF RETIDO NA FONTE Recolher até o 3º dia útil após o último decêndio do mês anterior, os fatos gerados a

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico Soluções em Recebimentos CNAB400/CBR641 Manual Técnico Layout de Arquivo Remessa para convênios na faixa numérica entre 000.001 a 999.999 (Convênios de até 6 posições) Orientações Técnicas Versão Set/09

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Cobrança BB. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Cobrança BB. Manual Técnico Soluções em Recebimentos Cobrança BB Layout de Arquivo Remessa CNAB400 Manual Técnico Orientações Técnicas CONVÊNIOS COM NÚMERAÇÃO ACIMA DE 1.000.000 Versão Abril 2012 1. Apresentação CONCEITO: Arquivo

Leia mais

Art. 1º O art. 19 da Instrução Normativa nº 2, de 30 de abril de 2008, passa a vigorar com as seguintes modificações:

Art. 1º O art. 19 da Instrução Normativa nº 2, de 30 de abril de 2008, passa a vigorar com as seguintes modificações: INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 3, DE 24 DE JUNHO DE 2014. Altera a Instrução Normativa nº 2, de 30 de abril de 2008, e seus Anexos VII e VIII e inclui o Anexo IX. A SECRETÁRIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

PORTARIA Nº 11, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2008

PORTARIA Nº 11, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2008 PORTARIA Nº 11, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2008 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições legais que lhe conferem os incisos I e XII do artigo 19 da Lei nº 9.503, de

Leia mais

CARTÃO SERVIÇO EMPRESA ITAÚ. Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos Versão 2.99

CARTÃO SERVIÇO EMPRESA ITAÚ. Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos Versão 2.99 CARTÃO SERVIÇO EMPRESA ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos Versão 2.99 Índice 1. Noções Básicas... 3 1.1 Apresentação... 4 2. Informações Técnicas... 5 2.1 Meios de intercâmbio...

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO SERVIÇO SEM PARAR Consulte a Proposta de Adesão com as regras específicas do Plano de Serviços escolhido.

TERMO DE ADESÃO AO SERVIÇO SEM PARAR Consulte a Proposta de Adesão com as regras específicas do Plano de Serviços escolhido. TERMO DE ADESÃO AO SERVIÇO SEM PARAR Consulte a Proposta de Adesão com as regras específicas do Plano de Serviços escolhido. 1. DAS DEFINIÇÕES 1.1. São aplicáveis as seguintes definições: (I) AUTOATENDIMENTO:

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

PRESTANDO CONTAS ONLINE Programa Nacional de Alimentação Escolar

PRESTANDO CONTAS ONLINE Programa Nacional de Alimentação Escolar 1 PRESTANDO CONTAS ONLINE Programa Nacional de Alimentação Escolar Com a disponibilização das primeiras funcionalidades para registro das prestações de contas do Programa Nacional de Alimentação Escolar

Leia mais

Banco Safra S.A Tradição Secular de Segurança

Banco Safra S.A Tradição Secular de Segurança Banco Safra S.A Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS PAGAMENTO A FORNECEDOR PRODUTO 701 LAYOUT PADRÃO SAFRA 400 Versão: Setembro 2014 Central de Suporte Pessoa Jurídica Grande

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos

Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos Programa de Modernização Administração Tributária e Gestão dos Setores Sociais Básicos Município: - UF RAC Número: / Período: / / a / / ÍNDICE I - IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO 4 II - GERENCIAMENTO DO PROJETO

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo V

Treinamento Sistema Folha Union Módulo V FOLHA DE PAGAMENTO Controle FGTS / Guias Recolhimento / Remessa para banco / Encerramento anual Folha Union> Movimento> Controle de FGTS> Importar depósitos As telas de Controle de FGTS são utilizadas

Leia mais

Leiaute do Arquivo Padrão FEBRABAN 150 - SIACC

Leiaute do Arquivo Padrão FEBRABAN 150 - SIACC Arquivo com registros de 150 bytes próprios do sistema SIACC DESCRIÇÃO DOS REGISTROS DO ARQUIVO DESCRIÇÃO DO REGISTRO "A" - HEADER - DÉBITO AUTOMÁTICO E FOLHA DE PAGAMENTO Obrigatório em todos os arquivos

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE Versão 1.0.5 Março/2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 6 2.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre a movimentação financeira em Instituições Bancárias pelos Órgãos, Fundos e Entidades da Administração Pública do Poder Executivo Estadual

Leia mais

TUTORIAL HOMOLOGAÇÃO DE BOLETOS

TUTORIAL HOMOLOGAÇÃO DE BOLETOS Sumário Apresentação... 1 1. Cadastrar Banco... 2 2. Cadastrar Cobrança... 5 3. Permitir Acesso a Cobrança... 7 4. Inserir Dados Integração Bancária... 9 5. Importar Layout... 16 6. Gerar e imprimir boleto...

Leia mais

CARTÃO DE CRÉDITO BANRISUL

CARTÃO DE CRÉDITO BANRISUL 1 CARTÃO DE CRÉDITO BANRISUL Layout Para Arquivo de Cobrança de Parcelas de Cartão de Crédito Sistema BDL Carteira de Letras Troca de Informações Via Arquivo Magnético Unidade Atendimento e Serviços Unidade

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA)

ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA) ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA) DITE Gerência Financeira do Tesouro Estadual GEFTE 1 GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA João Raimundo Colombo (Governador

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO SISTEMA CCA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO SISTEMA CCA MANUAL DE ORIENTAÇÃO SISTEMA CCA Versão.0 Sistema de Controle de Concessão de Adiantamentos Sumário O Sistema CCA ----------------------------------------------------- 3 Iniciando a operacionalização do

Leia mais

CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS

CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS VERIFICAÇÕES PRELIMINARES Art. 3, caput e 1 ; 1. O objeto do convênio ou contrato de repasse guarda relação com a atividade do convenente? 2.

Leia mais

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2016 1 SUMÁRIO 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO... 4 1.1. Pessoas obrigadas à apresentação da Declaração de Ajuste Anual IRPF 2016... 4 1.2. Pessoas dispensadas

Leia mais

Além de facilitar a administração de suas contas, o DDA é mais seguro e contribui com o meio-ambiente.

Além de facilitar a administração de suas contas, o DDA é mais seguro e contribui com o meio-ambiente. Manual de utilização Apresentação Pelo novo sistema desenvolvido pelo Santander em conjunto com a FEBRABAN, você ou sua empresa pode(m) acessar de forma eletrônica (Internet, Pagamento a Fornecedor, Superlinha

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho FINANCEIRO IT. 20 11 1 / 6 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para as atividades financeiras do Conselho. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Instrução Normativa nº 480 de 15 de dezembro de 2004 Secretaria da

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN Versão 01 Agosto/2014 SUMÁRIO 1 Objetivo... 3 2 Público-Alvo/Aplicabilidade... 3 3 Glossário/Definições... 3 4 PAGAMENTOS... 3 4.1 Introdução... 3 4.2

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda 2012

Declaração de Imposto de Renda 2012 Declaração de Imposto de Renda 2012 Cartilha Índice 1. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2012... 3 1.1 Formas de entrega... 3 1.2 Prazo de entrega... 3 1.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração...

Leia mais

ORIENTAÇÕES AO JUDICIÁRIO RELATIVAS À ARRECADAÇÃO DE RECEITAS DA UNIÃO SUMÁRIO

ORIENTAÇÕES AO JUDICIÁRIO RELATIVAS À ARRECADAÇÃO DE RECEITAS DA UNIÃO SUMÁRIO ORIENTAÇÕES AO JUDICIÁRIO RELATIVAS À ARRECADAÇÃO DE RECEITAS DA UNIÃO SUMÁRIO 1. Restituição ou Retificação de recolhimentos efetuados por meio de Documento de Arrecadação de Receitas Federais DARF. 2.

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE SEGURO SOCIAL - INSS ROTEIRO DE CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DOS EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS

INSTITUTO NACIONAL DE SEGURO SOCIAL - INSS ROTEIRO DE CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DOS EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS PUBLICO ALVO Aposentados e pensionistas INSS com empréstimo em outra instituição bancária. CÁLCULO DE MARGEM (PARCELA MÁXIMA A SER UTILIZADA NA NOVA OPERAÇÃO) PORCENTAGEM DA MARGEM A SER UTILIZADA Utilização

Leia mais

RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado INSS Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado INSS Área responsável: Gerência de Produtos Consignados INSS ROC.01.01 Versão: 03 Exclusivo para Uso Externo RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado INSS Área responsável: Gerência de Produtos Consignados 1. PÚBLICO ALVO 1.1. Autorizados a contrair

Leia mais

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF ELETRA - FUNDAÇÃO CELG DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA www.eletra.org.br - versão: 05/2015 12.08.2015 - pág.: 1 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) ( ) ATIVO ( ) APOSENTADO

Leia mais

Parcerias Negociais. CSH300 Remessa CSH310 Retorno. Versão 1.2

Parcerias Negociais. CSH300 Remessa CSH310 Retorno. Versão 1.2 Parcerias Negociais CSH300 Remessa CSH310 Retorno Versão 1.2 12/03/2014 1 - Introdução Este manual apresenta o padrão para troca de arquivos entre Empresas e o Banco para confirmação de informações na

Leia mais

03/06/2013. Tendo em vista a necessidade de diminuir o custo do controle e evitar a duplicidade de remessa de dados, o SICOM substituirá outros

03/06/2013. Tendo em vista a necessidade de diminuir o custo do controle e evitar a duplicidade de remessa de dados, o SICOM substituirá outros O SICOM é um instrumento de suporte ao controle concomitante e de obtenção de dados sobre os jurisdicionados que permite conhecer as especificidades e a realidade dos órgãos e entidades, além de subsidiar

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR Roteiro para utilização do GEP Versão de referência: GEP V1.00 Índice analítico I Apresentação... 2 I.1 Controles básicos do sistema;... 2 I.2 Primeiro acesso... 2 I.3 Para trocar a senha:... 3 I.4 Áreas

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTA PARA PROJETO DE APOIO A INSTALAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS NO BRASIL REFERENTE

Leia mais

PAGAMENTOS (SIAFI) 1 APRESENTAÇÃO

PAGAMENTOS (SIAFI) 1 APRESENTAÇÃO PAGAMENTOS (SIAFI) 1 APRESENTAÇÃO 1.1 O subsistema Contas a Pagar e a Receber (CPR) do Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI) que permite o gerenciamento de compromissos de pagamento e recebimento,

Leia mais

Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/2011

Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/2011 Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/20 Sumário I - REQUISIÇÃO DE DIÁRIA / PAGAMENTO DE DIÁRIA... Solicitante (Servidor que irá realizar a viagem)... Aprovador

Leia mais

Arquivo atualizado em 22/10/2013.

Arquivo atualizado em 22/10/2013. Arquivo atualizado em 22/10/2013. 2 Sumário Tópico Página Transação CONSIT 3 Funções de cada aba no documento FL 9 Exemplo Prático 16 Empenho 18 INCDH 26 Dados Básicos 28 Principal com Orçamento 30 Dedução

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CREDI-RÁPIDO CLIENTE - 1º TITULAR CPF CÓD. DA AGÊNCIA CLIENTE - 2º TITULAR CPF NÚMERO DA CONTA

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CREDI-RÁPIDO CLIENTE - 1º TITULAR CPF CÓD. DA AGÊNCIA CLIENTE - 2º TITULAR CPF NÚMERO DA CONTA CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CREDI-RÁPIDO CLIENTE - 1º TITULAR CPF CÓD. DA AGÊNCIA CLIENTE - 2º TITULAR CPF NÚMERO DA CONTA CLÁUSULAS GERAIS, que regem o Contrato de Abertura de Credi-Rápido, que são

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

2- TRANSFERÊNCIAS REALIZADAS ÀS INSTITUIÇÕES POR INTERMÉDIO DE CONVÊNIOS

2- TRANSFERÊNCIAS REALIZADAS ÀS INSTITUIÇÕES POR INTERMÉDIO DE CONVÊNIOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA INSTITUIÇÕES DE APLICAÇÃO DE RECURSOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS FIRMADOS COM A SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E ESPORTES SEDESE. 1 - INTRODUÇÃO Este

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SP

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SP E-MAILS DE CONTATO BANCO DAYCOVAL Negócio Roteiro Operacional Promotora MESA DE ANALISE PORTABILIDADE portabilidadeconsignado@bancodaycoval.com.br Empréstimo Cartão Débito C/C MESA DE ANALISE MARGEM margemconsignado@bancodaycoval.com.br

Leia mais

E FINANCEIRA: NOVA OBRIGAÇÃO ACESSÓRIA PARA CONTROLE DAS OPERAÇÕES FINANCEIRAS

E FINANCEIRA: NOVA OBRIGAÇÃO ACESSÓRIA PARA CONTROLE DAS OPERAÇÕES FINANCEIRAS E FINANCEIRA: NOVA OBRIGAÇÃO ACESSÓRIA PARA CONTROLE DAS OPERAÇÕES FINANCEIRAS No último dia 3, a Receita Federal do Brasil ("RFB") expediu a Instrução Normativa ("IN/RFB") nº 1.571/2015, instituindo a

Leia mais

ÍNDICE. SPO Módulo de Descentralização de Créditos no SIMEC 2

ÍNDICE. SPO Módulo de Descentralização de Créditos no SIMEC 2 ÍNDICE 1. Visão Geral - Funcionamento do sistema... 3 2. Descrição dos perfis do sistema... 4 3. Operação Novo termo de execução descentralizada... 5 a. Cadastramento do termo no sistema pela Unidade Técnica...

Leia mais

GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 1/29

GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 1/29 GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 1/29 Item SUMÁRIO Pág. 1. Apresentação... 3 1.1. Conceito... 3 1.2. Normas Aplicáveis... 3 1.3. Público Alvo... 3 2. Descrição Sumária do Sistema... 4 2.1.

Leia mais