Ref.: NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2009

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ref.: NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2009"

Transcrição

1 Universidade Federal de Minas Gerais Pro - Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Departamento de Contabilidade e Finanças Tel. (031) OFÍCIO CIRCULAR DCF 028/2009 Belo Horizonte, 27 de novembro de Ref.: NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2009 Prezado (a) Diretor (a): Com o objetivo de encerrar o exercício financeiro em conformidade com a legislação vigente e a elaboração da PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UFMG, relativa ao exercício de 2009, este DCF - Departamento de Contabilidade e Finanças - vem solicitar a V.Sª. providências junto aos setores competentes dessa Unidade Gestora, observando-se as instruções a seguir: EMPENHAMENTO DAS DESPESAS: Informamos abaixo as datas finais para o empenhamento, nas Unidades Gestoras da UFMG, das dotações orçamentárias de 2009: - Até o dia 09/12/2009: Data final para o empenhamento de todos os Créditos Orçamentários das fontes do tesouro, inclusive os recursos de convênios e recursos descentralizados pelo MEC para a UFMG. - Até o dia 17/12/2009: Data final para o empenhamento das demais fontes. CONCILIAÇÃO da Conta Empenhos a Liquidar, até o dia 17/12/2009, cancelando os empenhos que não serão inscritos em restos a pagar no fechamento do Balanço de Empenhos de diárias, ajuda de custos e suprimento de fundos não podem ficar com saldo. 1.1 EMPENHOS DE SUPRIMENTO DE FUNDOS CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO Conforme Ofício Circular DCF 020/2009 de 08/09/2009, solicitamos que o limite do cartão (compras e saque) seja imediatamente BLOQUEADO para novas compras. As Prestações de Contas referentes ao Suprimento de Fundos CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO, deverão ser conferidas e providenciado os lançamentos contábeis: da reclassificação e baixa da responsabilidade, do estorno do valor não utilizado e, da baixa dos compromissos relativos às OB s de saque até o dia 15/12/ EMPENHOS PARA FUNDAÇÕES DE APOIO Eventuais empenhamentos para as Fundações de Apoio só poderão ser efetuados em conformidade com a legislação em vigor. Maiores informações podem ser obtidas na internet: - SERVIÇOS - FUNDAÇÃO DE APOIO passo a passo. 2. DESPESAS PROCESSADAS PARA PAGAMENTO: FONTES DO TESOURO - Os processos de despesas prontos para pagamento, apropriados no CPR até 18/12/2009, só poderão ser pagos até o dia 23/12/2009.

2 FONTES PRÓPRIAS - Os processos de despesas prontos para pagamento, apropriados no CPR até 18/12/2009, nas fontes 0250, 0281, 0282 e 0280 só poderão ser pagos até o dia 23/12/ CONCESSÃO DE SUB-REPASSE: O Departamento de Contabilidade e Finanças efetuará SUB-REPASSES de recursos financeiros, até o dia 21/12/2009, se solicitado até às 11 horas do mesmo dia; Obs.: Os sub-repasses nas fontes TESOURO (0100, 0112) só serão atendidos, pelo DCF/PROPLAN, se apropriados no CPR até o dia 18/12/2009 devido à sistemática de repasse financeiro estabelecida pela SPO/MEC. 4. SALDOS ORÇAMENTÁRIOS DE 2009 REFERENTES A CONVÊNIOS E DESCENTRALIZAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS (PORTARIAS): ÓRGÃOS FEDERAIS Ainda que a vigência ultrapasse o exercício de 2009, há necessidade de empenhar todo o recurso orçamentário (Proveniente do MEC) até 09/12/2009, (Proveniente dos demais Órgãos) até o dia 17/12/2009, para evitar que os recursos se tornem indisponíveis após o fechamento do exercício fiscal em 31/12/ ÓRGÃOS NÃO FEDERAIS Se a vigência ultrapassar 2009 e os convênios permanecerem com saldo no Crédito Disponível em 17/12/2009, deverão ser objeto de justificativa escrita ao DCF/Divisão de Convênios, até o dia 20/12/2009, para as providências contábeis. 5. RESTOS A PAGAR de 2009: PROCESSADOS As despesas passíveis de inscrição em Restos a Pagar Processados, obrigatoriamente, devem ser apropriadas a crédito de obrigações, por intermédio da inclusão do documento hábil na transação ATUCPR. OBSERVAÇÃO: As despesas com aquisição de material de consumo e/ou permanente, embora entregues, só poderão ser liquidadas no ATUCPR se confirmada a sua inclusão nos respectivos sistemas de controle de material (SICCA e SICPAT) NÃO PROCESSADOS: Os saldos da conta EMPENHOS A LIQUIDAR, deverão ser analisados até o dia 09/12/2009 (Recursos provenientes do MEC e Fontes do tesouro) e até o dia 17/12/2009 (Recursos provenientes de outros Órgãos e fonte própria), disponibilizando o orçamento dos empenhos cancelados, deixando nesta conta apenas aquelas despesas que serão inscritas em Restos a Pagar não processados, automaticamente pelo SIAFI. Obs.: Verificar em 07/01/2010 a conta RP NAO PROCESSADOS INSCRITOS, conciliando-a com a conta EMPENHOS A LIQUIDAR (posição em 31/12/2009). 6. ALMOXARIFADO: Encaminhar a este DCF, até o dia 24/12/2009, os Relatórios RMA de dezembro e anual dos almoxarifados, assinados pelos responsáveis, para análise e conferência do fechamento contábil de cada Unidade Gestora.

3 6.1 - Encaminhar o Inventário em conformidade com a legislação vigente e as demais peças da prestação de contas dos almoxarifados, conforme orientações a seguir, devidamente assinadas pelos responsáveis até 15/01/2010: Emitir os relatórios no sistema SICCA referente ao fechamento anual; Montar a pasta, na seqüência abaixo: - Se possível, encadernada; - Identificação na capa: ALMOXARIFADO 2009 UG (código e nome) a) Portaria instituída para esta finalidade; b) Apresentação do Inventário; c) Fechamento do Inventário Obs.: conferir soma e total; conferir se o valor de cada sub-elemento confere com o Relatório Posição de Estoque; d) Termo de Levantamento das Contas do Responsável; e) Relatório de Comissão; f) Relatório Anual Acumulado Sintético de 01/2009 a 12/2009; g) Relatório Mensal Sintético mês 12/2009; h) Relatório de Fechamento Mensal mês 12/2009; i) Relatório Posição de Estoque 12/2009 Obs.: RELATÓRIO POR SUB-ELEMENTO; conferir se o valor de cada sub-elemento confere com o Relatório de Fechamento Mensal mês 12/2009; j) Relatório Acumulado Analítico de 01/2009 a 12/2009; k) Todos os documentos das letras a, b, c, d, e, f, g e h deverão estar assinados e carimbados. Os relatórios das letras i e j deverão estar rubricados; l) Não enviar relatórios sem assinaturas. Entrar em contato com DCF. m) Enviar somente os documentos solicitados acima, não incluir outros. Entrar em contato com DCF INVENTÁRIO DE ACERVO BIBLIOGRÁFICO: O inventário do Acervo Bibliográfico, assinado pelos responsáveis, deverá dar entrada neste DCF até o dia 24/12/2009, para análise e conferência do fechamento contábil de cada Unidade Gestora. 8. INVENTÁRIO DE BENS MÓVEIS: O relatório do SICPAT (Relatório Sintético Patrimonial TOTALIZAÇÃO de 01/01/2009 a 31/12/2009), assinado pelos responsáveis, deverá dar entrada neste DCF até o dia 18/12/2009, para análise e conferência do fechamento contábil de cada Unidade Gestora. O inventário de BENS MÓVEIS, devidamente elaborado em conformidade com a legislação vigente deverá PERMANECER NA UNIDADE GESTORA, à disposição da CGU - Controladoria Geral da União, que poderá solicitá-lo em auditoria anual. O Gestor deverá ainda mantê-lo arquivado por 10 anos após a apresentação das contas da UFMG ao TCU, em conformidade com o artigo 16 da IN TCU nº 57, de 27/08/2008. OBS.: As contas de 2009 serão apresentadas ao TCU Tribunal de Contas da União em INVENTÁRIO DE BENS IMÓVEIS: O inventário de Bens Imóveis, assinado pelos responsáveis, deverá dar entrada neste DCF até o dia 24/12/2009, para análise e conferência do fechamento contábil da UFMG. 10. AJUSTES, ACERTOS E VERIFICAÇÕES FEITOS PELAS UNIDADES GESTORAS: As Unidades Gestoras poderão efetuar os ajustes necessários na sua contabilidade até o dia 24/12/2009.

4 VERIFICAR AS CONTAS ABAIXO RELACIONADAS, CONSULTANDO O BALANCETE OU CONRAZÃO até o dia 17/12/2009. TODAS AS CONTAS ABAIXO DEVERÃO TER SEUS SALDOS ZERADOS: LIMITE DE SAQUE COM VINCULAÇÃO DE PAGAMENTO (fonte/vinculação /987 e /988) GRU VALORES A RECEBER PARA ESTORNO DESPESA ADIANTAMENTO SUPRIMENTO DE FUNDOS RESTITUIÇÕES EFETUADAS A CLASSIFICAR SAQUES POR CARTÃO DE CRÉDITO A CLASSIFICAR IMPORTAÇÕES EM ANDAMENTO TRANSFERÊNCIAS DO EXERCÍCIO (MATERIAL EM TRÂNSITO) SUPRIMENTO DE FUNDOS (RESPONSABILIDADE) TRANSFERÊNCIAS DO EXERCÍCIO (MATERIAL EM TRÂNSITO) DEPÓSITOS JUDICIAIS DEPÓSITO DE TERCEIROS DIÁRIAS (A PAGAR) SUPRIMENTO DE FUNDOS (A PAGAR) BOLSAS DE ESTUDOS EXERCÍCIOS ANTERIORES GRU VALORES A RECEBER PARA ESTORNO DESPESA ORDENS BANCÁRIAS CANCELADAS GRU A CLASSIFICAR SAQUE CARTÃO CORPORATIVO ORDENS BANCÁRIAS CANCELADAS CARTÃO CORPORATIVO CRÉDITO DISPONÍVEL SUPRIMENTO DE FUNDOS NE A LIQUIDAR PRÉ-EMPENHOS A EMPENHAR SUPRIMENTO DE FUNDOS CONSUMO SUPRIMENTO DE FUNDOS LOCOMOÇÃO SUPRIMENTO DE FUNDOS SERVIÇO RECEITAS CORRENTES A CLASSIFICAR RECEITAS DE CAPITAL A CLASSIFICAR TODAS AS CONTAS ABAIXO DEVERÃO TER SEUS SALDOS CONCILIADOS: LIMITE DE SAQUE COM VINCULAÇÃO DE PAGAMENTO GRU VALORES A RECEBER POR DEV. DESP. EXERCÍCIO MATERIAL DE USO DURADOURO (ACERVO BIBLIOGRÁFICO) SUPRIMENTO DE FUNDOS EMISSÃO NE (deve corresponder ao somatório das contas ) DARF A EMITIR GPS A EMITIR DAR A EMITIR CAUÇÃO NO PAIS CONVÊNIOS VALOR FIRMADO CONVÊNIOS A LIBERAR CONVÊNIOS A COMPROVAR CONVÊNIOS A APROVAR CONVÊNIOS APROVADO CONVÊNIOS VALOR NAO LIBERADO CONVÊNIOS CONCLUÍDO CONVÊNIOS VALOR FIRMADO PORTAL/SICONV CONVÊNIOS A LIBERAR PORTAL/SICONV DIR.OBRIG.CONTR.DE TERCEIROS CONTRATOS DE SERVIÇOS (os DIR.OBRIG.CONTR.COM TERCEIROS CONTRATO DE SEGUROS (os

5 DIR.OBRIG.CONTR.COM TERCEIROS CONTRATO DE SERVIÇOS (os DIR.OBRIG.CONTR.COM TERCEIROS CONTRATO DE ALUGUÉIS (os DIR.OBRIG.CONTR.COM TERCEIROS CONTR. FORNECIMENTO DE BENS (os SAQUE CARTÃO CORPORATIVO (deve corresponder ao total gasto com saques do cartão) FATURA CARTÃO CORPORATIVO (deve corresponder ao total anual gasto com faturas do cartão ) ISSQN A PAGAR RECURSOS DA GRU DEPÓSITOS E CAUÇÕES FORNECEDORES DO EXERCÍCIO FORNECEDORES DE EXERCÍCIOS ANTERIORES CONVÊNIOS A PAGAR EXERCÍCIO CONVÊNIOS A PAGAR EXERCÍCIOS ANTERIORES BOLSAS PARA ESTUDOS EXERCÍCIO (somente o valor correspondente a bolsa de dezembro de 2009 ainda à pagar) INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES EXERCÍCIO INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES EXERCÍCIO ANTERIOR AUXÍLIO FINANCEIRO A PESQUISADORES EXERCÍCIO FATURA CARTÃO CORPORATIVO PESSOA FÍSICA DO EXERCÍCIO PESSOA FÍSICA DE EXERCÍCIOS ANTERIORES EMPENHOS A LIQUIDAR SUPRIMENTO DE FUNDOS NE PAGOS (deve corresponder ao somatório das contas ) RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS A LIQUIDAR RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS LIQUIDADOS A PAGAR RESTOS A PAGAR PROCESSADOS NO EXERCÍCIO ANTERIOR Conciliar no CPR utilizando a TRANSAÇÃO CONFLUXO, colocando para pesquisar data inicial 01/01/2003 e data final 31/01/2012, procedendo a regularização dos lançamentos e datas indevidas CONSULTAR AS CONTAS IRREGULARES POR MEIO DAS TRANSAÇÕES CONCONTIR e CONINCONS. Proceder todas as regularizações até o dia 24/12/ ANALISAR A CONTA OBRAS EM ANDAMENTO: Para as obras já concluídas, enviar ao DCF, em conformidade com o OF.CIRCULAR DCF/005/2005, até o dia 24/12/2009, o TERMO DE ACEITAÇÃO DEFINITIVO DA OBRA, elaborado em cumprimento ao artigo 73, Inciso I da Lei 8.666/93, descrevendo o valor de cada obra, para providências contábeis. 12. ATUALIZAÇÃO DA UG E ROL DE RESPONSÁVEIS: 12.1 Atualizar os dados da UG, pela transação ATUUG, até o dia 03/12/2009. Os dados a serem atualizados são: Ordenador de Despesas, Gestor Financeiro, Responsável pela Conformidade de Registro de Gestão e, Contador Responsável (que deve ser o contador ou técnico de contabilidade lotado na Unidade Gestora); 12.2 Atualizar o Rol de Responsáveis da UG, conforme instruções, até o dia 03/12/2009, peça integrante da prestação de contas. Encaminhar uma via a este DCF, até o dia 09/12/2009, para análise prévia do Rol de cada Unidade Gestora.

6 Conforme art. 2º da Decisão Normativa TCU nº 85, de 19/09/2007 e mensagem SIAFI nº 2007/ de 31/10/2007, da coordenação-geral de Contas do Governo/SFC/CGU: a partir do exercício de 2007, o módulo Rol de Responsáveis terá fechamento anual, com a data igual à da área contábil. Tendo em vista o disposto nesta mensagem, solicitamos a todas as unidades gestoras que atualizem o rol no SIAFI, em tempo hábil acima especificado, uma vez que não serão permitidos ajustes para as unidades integrantes do SIAFI, nem alterações após a data de encerramento do exercício CONFORMIDADE DE REGISTRO DE GESTÃO: As Unidades Gestoras deverão manter, rigorosamente atualizada, a conformidade de registro de gestão de DEZEMBRO/ PLANILHA - CONTRATOS COM FUNDAÇAO DE APOIO UMA DAS PEÇAS DA PRESTAÇAO DE CONTAS DA UFMG AO TCU. Enviar ao DCF até o dia 15/01/2010, planilha contendo todos os contratos firmados com a Fundação de Apoio e vigentes em 2009, inclusive para apoio a projetos de Cursos de Especialização, e planilha contendo os Servidores envolvidos nos respectivos projetos em atendimento à decisão 1646/02 do TCU -Tribunal de Contas da União. 15. CONFORMIDADE CONTÁBIL: O DCF - Departamento de Contabilidade e Finanças é o agente responsável pela Conformidade Contábil do órgão UFMG e dará esta conformidade após suas verificações, determinando ao serviço de Contabilidade das Unidades Gestoras, se for o caso, a realização de registros adicionais para correção dos problemas encontrados. Depois de efetuadas as correções e, desde que não haja impropriedades ou irregularidades no que tange às conformidades de registro de gestão, o DCF procederá a Conformidade Contábil do órgão. O contador ou técnico contábil da Unidade Gestora é o agente responsável pela Conformidade Contábil da UG e deverá procede-la, impreterivelmente, entre 07/01/2010 e 14/01/2010, através da transação >ATUCONFCON. Atenciosamente, MACILENE GONÇALVES DE LIMA Diretora do Departamento de Contabilidade e Finanças da UFMG De acordo: Prof. José Nagib Cotrim Árabe Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento da UFMG

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CUNI Nº 024, DE 8 DE MAIO DE 2012 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS, no uso de suas atribuições

Leia mais

Art. 1º Aprovar Norma de Execução, na forma do Anexo a esta Portaria. ANEXO UNIDADE RESPONSÁVEL 31/12/2013 PROCESSO

Art. 1º Aprovar Norma de Execução, na forma do Anexo a esta Portaria. ANEXO UNIDADE RESPONSÁVEL 31/12/2013 PROCESSO PORTARIA Nº 2, DE 22 DE NOVEMBRO DE 2013 O AUDITOR-CHEFE DA AUDITORIA INTERNA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi atribuída pelo inciso

Leia mais

Gestão de Suprimento de Fundos

Gestão de Suprimento de Fundos Suporte Institucional MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Gestão de Suprimento de Fundos Esta edição do Manual foi atualizada até 26/06/2014. Ministério Público Federal Procuradoria da República do Rio Grande

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011 Publicada no DOE de 25 de janeiro de 2011 Dispõe sobre a movimentação de recursos efetuados pelos Órgãos, Fundos e Entidades da Administração

Leia mais

Execução da despesa 1

Execução da despesa 1 Execução da despesa 1 Etapas da execução da despesa Global Estimativo Ordinário Empenho CPR Liquidação FOLHA OB GRU DARF GPS Pagamento DAR 2 Autorização eletrônica Transação: ATUREMOB Responsável: Ordenador

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 008/2013

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 008/2013 Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 008/2013 Brasília-DF Dezembro/2013 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 008/2013 Assunto: Orientação

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre a movimentação financeira em Instituições Bancárias pelos Órgãos, Fundos e Entidades da Administração Pública do Poder Executivo Estadual

Leia mais

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal Banco do Setor público 2 Sumário Introdução 04 Cartão de Pagamento do Governo Federal CPGF 04 Passo a Passo 10 Perguntas e Respostas 12 Legislação I Ementa

Leia mais

Manual de Conciliação Bancária

Manual de Conciliação Bancária Manual de Conciliação Bancária Índice Conciliação Bancária... 2 O módulo de Conciliação Bancária no SIGEF... 3 Conciliação Bancária Extrato Bancário... 5 Fazendo a Conciliação Bancária Extrato Bancário...

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE COMPRAS

PROCEDIMENTOS DE COMPRAS PROCEDIMENTOS DE COMPRAS Estas instruções têm como objetivo a padronização dos procedimentos para a realização das compras de materiais de consumo, bens permanentes e prestações de serviços necessários

Leia mais

Abaixo, questionamentos referentes ao certame supracitado e respostas conforme área técnica da CESAMA.

Abaixo, questionamentos referentes ao certame supracitado e respostas conforme área técnica da CESAMA. Juiz de Fora, 17 de maio de 2013. Referência: Concorrência 009/12 Objeto: Contratação de empresa especializada para fornecimento de licenças de uso perpétuo, implantação, customização, treinamento e manutenção

Leia mais

Análise e Regularizações Contábeis no SIAFI

Análise e Regularizações Contábeis no SIAFI Análise e Regularizações Contábeis no SIAFI Painéis/Oficinas CANCELAMENTO DE ORDEM BANCÁRIA FASES DA DESPESA EMPENHO [L. 4320: arts. 58-61] LIQUIDAÇÃO [L. 4320: art. 63] PAGAMENTO [L.4320: arts. 62/64-67]

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS 11ª INSPETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO EXÉRCITO (11ª ICFEx/1982)

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS 11ª INSPETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO EXÉRCITO (11ª ICFEx/1982) MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS 11ª INSPETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO EXÉRCITO (11ª ICFEx/1982) BOLETIM INFORMATIVO Nº 05 (MAIO / 2014) FALE COM A 11ª

Leia mais

Execução de Despesa. DNT/SSSCI/SF Abril 2013

Execução de Despesa. DNT/SSSCI/SF Abril 2013 DNT/SSSCI/SF Abril 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Fabri Monique Junqueira Ferraz Zanella INTRODUÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA-GERAL Departamento de Administração INSTRUÇÃO NORMATIVA DA/PGT Nº 01, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA-GERAL Departamento de Administração INSTRUÇÃO NORMATIVA DA/PGT Nº 01, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010. MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA-GERAL Departamento de Administração INSTRUÇÃO NORMATIVA DA/PGT Nº 01, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010. Regulamenta a concessão, aplicação e prestação de contas dos

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA A EXECUÇÃO FINANCEIRA DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES DO PJERJ

PROCEDIMENTOS PARA A EXECUÇÃO FINANCEIRA DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES DO PJERJ PROCEDIMENTOS PARA A EXECUÇÃO FINANCEIRA DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES DO PJERJ Proposto por: Diretor da Divisão de Acompanhamento das Despesas de Pessoal do Poder Judiciário (DIPJU) Analisado por:

Leia mais

Análise e Regularizações Contábeis

Análise e Regularizações Contábeis Análise e Regularizações Contábeis 1 Ordens Bancárias Canceladas O cancelamento de OB ocorre por meio da emissão de uma OB de cancelamento ou por NS Nota de Sistema, nos seguintes casos: 1 OB de cancelamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria Federal de Controle Interno

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria Federal de Controle Interno MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria Federal de Controle Interno ORIENTAÇÃO NORMATIVA n.º 02 SFC/MF Em, 21 de dezembro de 2001. Assunto: Orientações técnicas sobre as normas dispostas na Instrução Normativa

Leia mais

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 4139, DE 11 DE SETEMBRO DE 2013. Regulamenta o Fundo Municipal de Esporte e Lazer e o Incentivo ao Esporte e Lazer e dá outras providências. O PREFEITO DE GOIÂNIA, no

Leia mais

Padronizar os procedimentos relacionados à incorporação de veículos, no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ).

Padronizar os procedimentos relacionados à incorporação de veículos, no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ). Proposto por: Equipe do Departamento de Patrimônio e Material (DEPAM) / Equipe do Departamento de Transporte (DETRA) Analisado por: (DGLOG) Aprovado por: Chefe do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO NO SISTEMA SIASG E SIAFI

ORIENTAÇÕES SOBRE CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO NO SISTEMA SIASG E SIAFI Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo ORIENTAÇÕES SOBRE CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO NO SISTEMA SIASG E SIAFI Pró-Reitoria de Administração Diretoria de Finanças Gerência de Contabilidade

Leia mais

DECRETO Nº 15.114,DE 8 DE JANEIRO DE 2013 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

DECRETO Nº 15.114,DE 8 DE JANEIRO DE 2013 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS DECRETO Nº 15.114,DE 8 DE JANEIRO DE 2013 Disciplina a celebração de convênios e operações de crédito com previsão de ingresso de recursos financeiros que beneficiem órgãos e entidades da Administração

Leia mais

ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO CHECKLIST

ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO CHECKLIST ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO CHECKLIST Para auxiliar nas providências que devem ser tomadas para o encerramento de exercício, foi elaborada uma série de verificações, em formato de checklist, que devem ser

Leia mais

Arquivo atualizado em 22/10/2013.

Arquivo atualizado em 22/10/2013. Arquivo atualizado em 22/10/2013. 2 Sumário Tópico Página Transação CONSIT 3 Funções de cada aba no documento FL 9 Exemplo Prático 16 Empenho 18 INCDH 26 Dados Básicos 28 Principal com Orçamento 30 Dedução

Leia mais

QUESTÕES DE AFO E CONTABILIDADE PÚBLICA ANALISTA JUDICIÁRIO CONTABILIDADE - STM/2011 ÚLTIMA PARTE

QUESTÕES DE AFO E CONTABILIDADE PÚBLICA ANALISTA JUDICIÁRIO CONTABILIDADE - STM/2011 ÚLTIMA PARTE QUESTÕES DE AFO E CONTABILIDADE PÚBLICA ANALISTA JUDICIÁRIO CONTABILIDADE - STM/2011 ÚLTIMA PARTE Prezado internauta e estudante do Ponto dos Concursos! Desejo a todos uma mente ILUMINADA e que tenham

Leia mais

Pagamento de Despesa por Meio de Adiantamento. DNT/SSSCI/SF Março 2013

Pagamento de Despesa por Meio de Adiantamento. DNT/SSSCI/SF Março 2013 Meio de Adiantamento DNT/SSSCI/SF Março 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Fabri Monique Junqueira Ferraz

Leia mais

ESTADO DE RORAIMA GOVERNADOR DO ESTADO JOSÉ DE ANCHIETA JÚNIOR VICE-GOVERNADOR DO ESTADO FRANCISCO DE ASSIS ROGRIGUES

ESTADO DE RORAIMA GOVERNADOR DO ESTADO JOSÉ DE ANCHIETA JÚNIOR VICE-GOVERNADOR DO ESTADO FRANCISCO DE ASSIS ROGRIGUES ESTADO DE RORAIMA GOVERNADOR DO ESTADO JOSÉ DE ANCHIETA JÚNIOR VICE-GOVERNADOR DO ESTADO FRANCISCO DE ASSIS ROGRIGUES CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO DE RORAIMA Controladora Geral MARIA PERPÉTUA S. G. MAGALHÃES

Leia mais

MANUAL - CONTABILIDADE

MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO CONTABILIDADE...4 2.1. PLANO CONTÁBIL...4 2.2. BOLETIM CONTÁBIL...4 2.2.1. Lançamentos Contábeis...5

Leia mais

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO ADIANTAMENTO POR MEIO DE CARTÃO CORPORATIVO

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO ADIANTAMENTO POR MEIO DE CARTÃO CORPORATIVO CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO ADIANTAMENTO POR MEIO DE CARTÃO CORPORATIVO ADIANTAMENTO Recurso concedido a servidor a critério e sob a responsabilidade do ordenador de despesas com prazo certo para aplicação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2015 - CD

RESOLUÇÃO Nº 02/2015 - CD Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado da Educação e da Cultura - SEEC FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE FUERN Conselho Diretor - CD Rua Almino Afonso, 478 -

Leia mais

Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/2011

Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/2011 Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/20 Sumário I - REQUISIÇÃO DE DIÁRIA / PAGAMENTO DE DIÁRIA... Solicitante (Servidor que irá realizar a viagem)... Aprovador

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº 06, de 17.2.09 O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO o disposto nos arts.

Leia mais

03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira

03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira 03 Suporte Institucional 03.01 Gestão Orçamentária e Financeira 03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira Manual de Normas e Procedimentos Anexo da Instrução de Serviço PR-PI/MPF nº 01/2014 Versão 1.0

Leia mais

RESOLUÇÃO N 24 DE 8 DE SETEMBRO DE 2015, DA REITORA DA UFTM

RESOLUÇÃO N 24 DE 8 DE SETEMBRO DE 2015, DA REITORA DA UFTM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO Reitoria RESOLUÇÃO N 24 DE 8 DE SETEMBRO DE 2015, DA REITORA DA UFTM Aprova a Norma Técnica NT 3/2015 que dispõe sobre os procedimentos

Leia mais

NORMA DE ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO 2015 NA JUSTIÇA DO TRABALHO

NORMA DE ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO 2015 NA JUSTIÇA DO TRABALHO 1873/2015 - Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2015 Conselho Superior da Justiça do Trabalho 1 ANEXO AO ATO CONJUNTO CSJT.GP.SG N.º 21/2015 NORMA DE ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO 2015 NA JUSTIÇA DO TRABALHO Com

Leia mais

PEME PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO DA MERENDA ESCOLAR PROCEDIMENTOS DO ADIANTAMENTO

PEME PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO DA MERENDA ESCOLAR PROCEDIMENTOS DO ADIANTAMENTO PROGRAMA DE ENRIQUECIMENTO DA MERENDA ESCOLAR PROCEDIMENTOS DO ADIANTAMENTO 2014 A verba é liberada na forma de adiantamento para um responsável na unidade escolar que ficará encarregado de efetuar as

Leia mais

SUPRIMENTO DE F RIMENTO UNDOS

SUPRIMENTO DE F RIMENTO UNDOS SUPRIMENTO DE FUNDOS - Legislação Oficina 75 ABOP Slide 1 Oficina nº 75 Suprimento de Fundos - Legislação Carga Horária: 4h Conteúdo: 1. Conceito e normatização de suprimento de fundos. Finalidades. Despesas

Leia mais

ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO

ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO ORDENS BANCÁRIAS ESTADOS E MUNICÍPIOS MANUAL DO USUÁRIO Ordens Bancárias Estados e Municípios Sumário 1. Introdução... 3 2. Público Alvo... 3 3. Características... 4 3.1. Modalidades e tipos de ordens

Leia mais

Conta Centralizadora das Bandeiras Tarifárias. Título: PO CCB-01 Operacionalização da Conta Bandeiras. Tipo do documento: Procedimento.

Conta Centralizadora das Bandeiras Tarifárias. Título: PO CCB-01 Operacionalização da Conta Bandeiras. Tipo do documento: Procedimento. Conta Centralizadora das Bandeiras Tarifárias Título: PO CCB-01 Operacionalização da Conta Bandeiras Tipo do documento: Procedimento Número: 01 Versão: 01 Classificação do documento: Público Vigência:

Leia mais

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Lei Federal nº 4.320, de 17/03/1964 (Lei de Orçamento).

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Lei Federal nº 4.320, de 17/03/1964 (Lei de Orçamento). Código: MAN-SADM-001 Versão: 00 Data de Aprovação: 28/04/2010 Elaborado por: Gerência de Contratação Aprovado por: Secretaria Administrativa 1 Objetivo Estabelecer os critérios e os procedimentos para

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015. DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS MEDIANTE LICITAÇÃO, INCLUSIVE DISPENSA E INEXIGIBILIDADE,

Leia mais

Contas contábeis envolvidas na conferência do Almoxarifado

Contas contábeis envolvidas na conferência do Almoxarifado Sumário Contas contábeis envolvidas na conferência do Almoxarifado... 2 Entradas no SIPAC... 9 Entrada Extra/Avulsa no SIPAC...13 Baixas no Almoxarifado...15 Planilhas de conciliação...17 Tomada de Contas

Leia mais

Processo de Compras GENS

Processo de Compras GENS Processo de Compras GENS Manual do Colaborador Versão 2.0 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1 Objetivos... 3 1.1.1 Objetivo da definição do Processo de Compras... 3 1.1.2 Objetivo deste Manual... 3 2. PROCESSO

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PESQUEIRA CCI - Controladoria de Controle Interno

PREFEITURA MUNICIPAL DE PESQUEIRA CCI - Controladoria de Controle Interno SISTEMA DE CONTROLE INTERNO - SCI INSTRUÇÕES NORMATIVAS SABS Nº 004/2010-1 Aprovação em: 20/07/2010 Versão: 001 Ato de Aprovação: IN SABS Nº 004/2010-1 Unidade Responsável: Sistema de Aquisição de Bens

Leia mais

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN Guia de Capacitação Cancelar Restos a Pagar - CRP Versão 1.0 Outubro 2014 GUIA DE CAPACITAÇÃO CANCELAR RESTOS A PAGAR - CRP MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN MÓDULO: LIQUIDAÇÃO (LIQ) INSTRUTORA:

Leia mais

Curso de Planejamento e Execução da Despesa Pública para Servidores do Ministério do Desenvolvimento Agrário

Curso de Planejamento e Execução da Despesa Pública para Servidores do Ministério do Desenvolvimento Agrário Curso de Planejamento e Execução da Despesa Pública para Servidores do Ministério do Desenvolvimento Agrário GESTÃO FINANCEIRA Docentes: Luiz Claudio Monteiro Morgado Alexandre Gomes de Souza Júnior Brasília,

Leia mais

Portaria da Diretoria de Administração

Portaria da Diretoria de Administração 007/2002-DIRAD 01 14/06/2002 A Diretoria de Administração, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1.0 PROPÓSITO Normatizar os procedimentos administrativos de pagamento de Notas Fiscais/Faturas referentes

Leia mais

INVENTÁRIO ANUAL. Exercício 2011. Orientações e Procedimentos para Comissões Inventariantes

INVENTÁRIO ANUAL. Exercício 2011. Orientações e Procedimentos para Comissões Inventariantes INVENTÁRIO ANUAL Exercício 2011 Orientações e Procedimentos para Comissões Inventariantes Elaboração: Fernando de Souza Guimarães : 3409-4674 / 3409-4675 : dimat@dsg.ufmg.br Belo Horizonte, 2011 SUMÁRIO

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD

PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD PROPOSTA DE CAPACITAÇÃO DA DIRETORIA DE CONTABILIDADE, ORÇAMENTO E FINANÇAS - DCOF PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD Agosto/2014 EQUIPE DCOF: Pró-Reitor de Administração Gilmar José Ferreira dos Santos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014 DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE SUBVENÇÃO SOCIAL, AUXÍLIO FINANCEIRO, CONTRIBUIÇÃO E OUTRAS FONTES DE RECURSO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO. A Controladoria Geral do Município

Leia mais

SENHORES DIRETORES DE DIRETORIAS, DE DIVISÕES DE ASSESSORIAS, CHEFE DE GABINETE, PROCURADOR CHEFE E PRESIDENTES DE GTs

SENHORES DIRETORES DE DIRETORIAS, DE DIVISÕES DE ASSESSORIAS, CHEFE DE GABINETE, PROCURADOR CHEFE E PRESIDENTES DE GTs DTM-SUP/DER-003-01/02/1984 Estabelece normas internas do DER, referentes à remessa de documentos e prestação de informações ao E. Tribunal de Contas, bem como à tramitação de processos e documentos pertinentes.

Leia mais

INCLUSÃO DE DOCUMENTOS NO SIAFI-WEB (CPR) - RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS E EMPENHOS DE 2015

INCLUSÃO DE DOCUMENTOS NO SIAFI-WEB (CPR) - RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS E EMPENHOS DE 2015 INCLUSÃO DE DOCUMENTOS NO SIAFI-WEB (CPR) - RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS E EMPENHOS DE 2015 Apresentamos, a seguir, as principais alterações no sistema SIAFI, decorrentes da implantação do novo Plano

Leia mais

FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias

FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 001/2012 Projeto Unidade Responsável: Assunto: FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias Ordem Bancárias

Leia mais

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA - MI NORMA DE AUDITORIA (NOR-902)

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA - MI NORMA DE AUDITORIA (NOR-902) COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA Vinculada ao Ministério da Integração Nacional - MI NORMA DE AUDITORIA (NOR-902) FOR-101/01 NORMAS ESPECIAIS CÓDIGO: 900 FOLHA Nº:

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO E ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As orientações constantes deste manual devem ser observadas pelas Unidades Gestoras para encerramento do exercício,

Leia mais

Manual do. Almoxarifado

Manual do. Almoxarifado Manual do Almoxarifado Parnaíba 2013 APRESENTAÇÃO O Almoxarifado é o local destinado à guarda, localização, segurança e preservação do material adquirido, adequado à sua natureza, a fim de suprir as necessidades

Leia mais

Art. 2º. Fazer publicar esta Portaria em Boletim de Serviço, revogando-se a Portaria 577/05-R, de 05 de dezembro de 2005.

Art. 2º. Fazer publicar esta Portaria em Boletim de Serviço, revogando-se a Portaria 577/05-R, de 05 de dezembro de 2005. PORTARIA 328/R-06 DE 22 DE JUNHO DE 2006. O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo artigo 39, inciso XX, do Regimento Geral da UFRN; CONSIDERANDO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE CONTABILIDADE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE CONTABILIDADE 6/06/205 PCO-0. INTRODUÇÃO O Manual de tem por objetivo estabelecer procedimento para registro e análise das informações contábeis, bem como, a elaboração e divulgação das Demonstrações Financeiras da

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Brasília-DF Dezembro/2012 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Processo CFC n.º 2012/000258

Leia mais

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI SECAO 020300 - MACROFUNÇÕES ASSUNTO 020317 - RESTOS A PAGAR 1 - REFERÊNCIAS: 1.1 - RESPONSABILIDADE - Coordenador-Geral

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 31 de agosto de 2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 31 de agosto de 2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 002, de 31 de agosto de 2015. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR - GAB PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Lei Federal nº 4.320, de 17/03/1964 (Lei de Orçamento).

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Lei Federal nº 4.320, de 17/03/1964 (Lei de Orçamento). Código: MAN-SADM-001 Versão: 01 Data de Aprovação: 21/10/2010 Elaborado por: Gerência de Contratação Aprovado por: Secretaria Administrativa 1 Objetivo Estabelecer os critérios e os procedimentos para

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA)

ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA) ORIENTAÇÕES SOBRE PAGAMENTO DE TRIBUTOS COM ACRÉSCIMOS LEGAIS (JUROS E MULTA) DITE Gerência Financeira do Tesouro Estadual GEFTE 1 GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA João Raimundo Colombo (Governador

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO ANEXO 1 Conferência para nota fiscal de serviço Conferência da NF autuada folha do processo / -. Quadro I Divisão de Contratos Documentos Acompanhados da N.F. nº ( ) SICAF ( ) Certidão Negativa de Débitos

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL Anexo IX MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL (PARA TOMADAS DE CONTAS ESPECIAIS QUE NÃO TRATEM DE RECURSOS REPASSADOS POR CONVÊNIO OU INSTRUMENTOS CONGÊNERES) RELATÓRIO DE TCE Nº 999/20XX

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO E AUDITORIA

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO E AUDITORIA ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA A ELABORAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DOS DIRETÓRIOS PARTIDÁRIOS Tendo em vista a obrigação das agremiações partidárias de prestar contas até 30 de abril de 2014, referente ao exercício

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS A respeito da evolução da administração e do processo administrativo, julgue os itens que se seguem. 51 A organização que adotar em seu planejamento a metodologia do balanced

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14 Leia-se:...Art. 1º DELEGAR COMPETÊNCIA e as responsabilidades decorrentes ao Superintendente Regional do DNIT nos estados de Goiás e Distrito Federal para Lavrar o Termo Aditivo de Prorrogação de prazo,

Leia mais

O DIRETOR GERAL DO DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL, com base no Decreto

O DIRETOR GERAL DO DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL, com base no Decreto SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL PORTARIA DAC N o 1262A/DGAC, DE 31 DE AGOSTO DE 2001. Aprova a IAC que trata da Sistemática de Controle e Fiscalização do Programa Federal de Auxílio

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ

TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ DIRETORIA DE CONTAS MUNICIPAIS Prestação de Contas de Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista Municipais Prestação de Contas Anual Instrução Normativa n 22/2008 INSTRUÇÃO

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, de 29 de março de 2016. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC GABINETE DO REITOR - GAB PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD Disciplina no âmbito da UDESC

Leia mais

ASSUNTO: SISTEMA OPERACIONAL NO ALMOXARIFADO DO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO SAAE

ASSUNTO: SISTEMA OPERACIONAL NO ALMOXARIFADO DO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO SAAE 1/6 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Normatizar os procedimentos de entrada e saída de materiais adquiridos pela autarquia SAAE; 1.2) Garantir recebimento dos materiais no que se refere a quantidade, qualidade e

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 08700.000687/2007-82 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

CONTABILIZAR BENS MATERIAIS E PATRIMONIAIS DO TJERJ 1 OBJETIVO

CONTABILIZAR BENS MATERIAIS E PATRIMONIAIS DO TJERJ 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe da Divisão de Classificação Contábil (DICLA) Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretora-Geral da Diretoria-Geral de Planejamento, Coordenação e

Leia mais

DOS PROCEDIMENTOS QUANTO À OCORRÊNCIA DE SINISTROS COM VEÍCULOS... 7. DO RECEBIMENTO DE BENS DOADOS PELA Receita Federal do Brasil (RFB)...

DOS PROCEDIMENTOS QUANTO À OCORRÊNCIA DE SINISTROS COM VEÍCULOS... 7. DO RECEBIMENTO DE BENS DOADOS PELA Receita Federal do Brasil (RFB)... Manual de Frota 2 SUMÁRIO DO CONTRATO DE MOTORISTAS TERCEIRIZADOS... 3 DAS SOLICITAÇÕES DE VEÍCULOS OFICIAIS... 3 DO ABASTECIMENTO... 4 Do Abastecimento de veículos de outros órgãos... 5 DA MANUTENÇÃO

Leia mais

CONTABILIZAR RECURSOS E DESPESAS DE PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 1 OBJETIVO

CONTABILIZAR RECURSOS E DESPESAS DE PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 1 OBJETIVO CONTABILIZAR RECURSOS E DESPESAS DE PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS Proposto por: Equipe da Divisão de Apropriação e Análise Contábil (DIANA) Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado

Leia mais

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI SECAO 021100 - OUTROS PROCEDIMENTOS ASSUNTO 021121 - SUPRIMENTO DE FUNDOS 1 - REFERÊNCIAS: 11 - RESPONSABILIDADE

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado

Tribunal de Contas do Estado Tribunal de Contas do Estado Tutorial sobre as alterações realizadas no sistema Sagres Captura para o envio da PCA 2013 Versão deste tutorial: 1.7 1. Habilitar o envio da PCA Para Habilitar o Sagres Captura

Leia mais

Política de Contas a Pagar

Política de Contas a Pagar T Política de Contas a Pagar 1 1. ABRANGÊNCIA 1.1 Todas as áreas administrativas da empresa responsáveis por aquisições/contratações de produtos e/ou serviços, conforme deliberação e aprovação dos sócios

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA EDITAL 1. OBJETIVO

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA EDITAL 1. OBJETIVO MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA XII SEMANA DE ADMINISTRAÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS EDITAL Versão atualizada em 17 de Julho de

Leia mais

Serviço Público Municipal Prefeitura Municipal de Ubatã Estado da Bahia CNPJ: 14.235.253/0001-59 PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015.

Serviço Público Municipal Prefeitura Municipal de Ubatã Estado da Bahia CNPJ: 14.235.253/0001-59 PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. Estabelece os procedimentos e as normas a serem adotados pelos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta, para o encerramento anual

Leia mais

PORTARIA Nº 835 de 2 de abril de 2013

PORTARIA Nº 835 de 2 de abril de 2013 PORTARIA Nº 835 de 2 de abril de 2013 A Reitora da, Profª. Drª. Soraya Soubhi Smaili, considerando a decisão do Conselho Universitário em sua reunião ordinária de 13 de março de 2013, no uso de suas atribuições

Leia mais

Assunto: Contabilização do pagamento da Contribuição ao Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público PIS/PASEP

Assunto: Contabilização do pagamento da Contribuição ao Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público PIS/PASEP Nota Técnica n 003/2012/GECON Vitória, 08 de Março de 2012. Assunto: Contabilização do pagamento da Contribuição ao Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público PIS/PASEP

Leia mais

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Ao Morro do Chapéu Golfe Clube Belo Horizonte, 28 de fevereiro de 2014. Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Anexamos às seguintes demonstrações: 1. Balanço Patrimonial: apresenta a situação patrimonial

Leia mais

1 de 9 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA DICOP/DEPAT Nº 02 /2003. Publicada no DOE de 21 de outubro de 2003

1 de 9 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA DICOP/DEPAT Nº 02 /2003. Publicada no DOE de 21 de outubro de 2003 1 de 9 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA DICOP/DEPAT Nº 02 /2003 Publicada no DOE de 21 de outubro de 2003 Estabelece procedimentos para movimentação de recursos das contas bancárias mantidas no Banco Bradesco

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2008 PROCESSO Nº

Leia mais

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI SECAO 020300 - MACROFUNÇÕES ASSUNTO 020305 - CONTA ÚNICA DO TESOURO NACIONAL 1 - REFERÊNCIAS 11 - RESPONSABILIDADE

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA PAINT2011

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA PAINT2011 Ministério da Educação Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca Conselho Diretor UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA PAINT2011 Introdução O

Leia mais

NOR - PRO - 105 PAGAMENTO DA DESPESA

NOR - PRO - 105 PAGAMENTO DA DESPESA 1. OBJETIVO 1.1. Estabelecer normas e procedimentos para o pagamento de despesas referentes às contratações de prestação de serviços, ao fornecimento de bens permanentes e de consumo e às obras e serviços

Leia mais

PARECER DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA

PARECER DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA 1/14 PARECER DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA A Unidade de da FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS, em função do disposto no Parágrafo 6º do Artigo 15 do Decreto nº. 3.591, de 06/09/2000 redação que

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 CADASTRAMENTO DE VIAGEM 1.1 Como reativar uma PCDP já cancelada? 1.2 -

Leia mais

1. ORIENTAÇÕES GERAIS:

1. ORIENTAÇÕES GERAIS: SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO 1 1. ORIENTAÇÕES GERAIS: 1.1. Alteração de dados da Nota Fiscal: Conforme Decreto 6080/2012, Art. 217 a Carta de Correção não pode ser usada para alteração da Razão Social,

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS DO EXERCÍCIO DE 2014

PRESTAÇÃO DE CONTAS DO EXERCÍCIO DE 2014 PRESTAÇÃO DE CONTAS DO EXERCÍCIO DE 2014 ATOS NORMATIVOS: INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 14/2011 E DECISÕES NORMATIVAS nº 02 E 03 DE 2014. UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: 4451 FUNDO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR

Leia mais

SUMÁRIO. 3.1) Creditados em conta única 3.2) Creditados em conta D 3.3) Creditados em conta C. 4.1) Creditado em conta D: 4.2) Creditado em conta C:

SUMÁRIO. 3.1) Creditados em conta única 3.2) Creditados em conta D 3.3) Creditados em conta C. 4.1) Creditado em conta D: 4.2) Creditado em conta C: SUMÁRIO 1) TRANSFERÊNCIAS ENTRE CONTAS 1.1) Transferência para CTU a) Oriundos de conta C b) Oriundos de conta D 1.2) Transferência de conta D para conta D a) Da mesma UG b) Para outra UG 1.3) Transferência

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 001/2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 001/2013 1 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 001/2013 "Estabelece normas de controle para o Patrimônio do Poder Executivo Municipal." A Unidade Central de Controle Interno, no uso de suas atribuições, conforme determina o

Leia mais

Fundação de Apoio à Capacitação em Tecnologia da Informação - Facti PROCEDIMENTO DA QUALIDADE PROCEDIMENTO DE AQUISIÇÃO DE SUPRIMENTOS E SERVIÇOS

Fundação de Apoio à Capacitação em Tecnologia da Informação - Facti PROCEDIMENTO DA QUALIDADE PROCEDIMENTO DE AQUISIÇÃO DE SUPRIMENTOS E SERVIÇOS Fundação de Apoio à Capacitação em Tecnologia da Informação - Facti PROCEDIMENTO DA QUALIDADE PROCEDIMENTO DE AQUISIÇÃO DE SUPRIMENTOS E SERVIÇOS Código Revisão Confidencialidade Data Página PQ-0002 Rev.

Leia mais

O CONTROLE INTERNO COMO FERRAMENTA DE GESTÃO. Darcy Siqueira Albuquerque Júnior Auditor Governamental da CGE/PI Março / 2011

O CONTROLE INTERNO COMO FERRAMENTA DE GESTÃO. Darcy Siqueira Albuquerque Júnior Auditor Governamental da CGE/PI Março / 2011 O CONTROLE INTERNO COMO FERRAMENTA DE GESTÃO Darcy Siqueira Albuquerque Júnior Auditor Governamental da CGE/PI Março / 2011 1 CONTROLE INTERNO É TEMA NOVO??? Desde Quando??? 2 Fundamento do controle interno

Leia mais

Padronizar os procedimentos necessários a recebimentos e desembolsos da conta-corrente do Fundo EMERJ.

Padronizar os procedimentos necessários a recebimentos e desembolsos da conta-corrente do Fundo EMERJ. Proposto por: Diretor do Departamento de Administração (DEADM) Analisado por: Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) Aprovado por: Secretária da Secretaria Geral de Ensino (SECGE) 1 OBJETIVO

Leia mais